You are on page 1of 2

JN - Imprimir Artigo

1 of 2

http://jn.sapo.pt/2008/05/19/opiniao/boas_noticias.html

Boas notícias!

Honório, Novo, Deputado , do PCP Os jogos de sombras de Sócrates e a sua tendência para martelar tantas ideias falsas quantas as necessárias para emprenhar os ouvidos do país começa a ser insuportável. Chegado da América Latina não perdeu tempo para acrescentar dois exemplos à lista das suas manipulações mediáticas. Começou logo no sábado, repetindo à exaustão que o desemprego de 7,6% divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) era uma? boa notícia! Assim evitava falar do rombo que o mesmo INE tinha causado nas previsões governamentais do crescimento económico (que cai 30%, de 2,2% para 1,5%), e no disparar da mentirosa inflação governamental imposta para provocar mais um ano de perda de poder de compra, sobretudo dos funcionários públicos - já vão no oitavo ano -, dos reformados e dos pensionistas. Enquanto fugia a incómodos - impedindo que alguém lhe lembrasse que há poucos dias também tinha dito que as previsões da Comissão Europeia para Portugal eram "uma boa notícia" porque iríamos finalmente convergir com a Europa, facto aliás desmentido na quinta-feira -, Sócrates manipulava sem contestação os números do desemprego porque poucos dos que o ouviam saberiam que o emprego/desemprego só mostram a verdadeira face e dimensão meses depois da retoma ou do afundamento da economia. Daqui por alguns meses, e a propósito do desemprego, Sócrates é bem capaz de nos vir falar sobre as boas notícias da nossa participação no Euro 2008? No mesmo sábado, Sócrates inaugurou uma auto-estrada no litoral e engalfinhou-se, qual Quixote, face a gigantes imaginários, contra quem se opunha à construção da primeira auto-estrada no distrito de ? Bragança! Investiu tantas vezes contra estes moinhos de vento que haverá hoje centenas de portugueses convencidos de que há quem esteja contra a construção de uma via que deveria estar pronta há já muitos anos! A encenação "socratiana" foi, imagine-se, ao ponto de chegar a esconjurar quem "há dez anos prometera construir essa auto-estrada", omitindo que, na altura, era ele próprio membro de um governo de António Guterres? O estilo populista do primeiro-ministro começa a causar urticária em quem o ouve. Já deixou há muito

http://jn.sapo.pt/tools/imprimir.html?file=/2008/05/19/opiniao/boas_noticias.html

JN - Imprimir Artigo

2 of 2

de ter piada e, ao contrário do que imaginarão Sócrates e a sua "entourage da banha da cobra", estará mesmo a ter efeitos contrários. É que, quando Sócrates começa a "martelar", cada vez vem mais depressa à cabeça a cena do cigarrinho, da ASAE a deitar ao lixo comida oferecida aos carenciados para já não falar da montagem propagandística em torno da robustez da nossa economia perante a crise financeira mundial. Honório Novo escreve no JN, semanalmente, às segundas-feiras honorio.novo@sapo.pt

http://jn.sapo.pt/tools/imprimir.html?file=/2008/05/19/opiniao/boas_noticias.html