You are on page 1of 1

Teoria de desenvolvimento psicossocial de Erikson

Os seus pressupostos são os seguintes:

1. A energia que orienta o desenvolvimento é essencialmente de natureza


psicossocial, pelo que valoriza as interacções entre a personalidade em
transformação e o meio social.

2. O desenvolvimento é um processo contínuo ao longo de todo o ciclo da vida,


desde que se inicia, com o nascimento e prolonga-se até ao final da vida.

3. A identidade pessoal constrói-se à medida que a pessoa progride por estádios


psicossociais que, no seu conjunto, constituem o ciclo da vida.

4. Em cada estádio manifesta-se uma crise que é vivida em função de aspectos


biológicos, individuais e sociais. A crise consiste num conflito ou dilema que
tem que ser enfrentado e resolvido, havendo uma solução positiva e uma
negativa para cada um deles.

5. As soluções positivas das crises resultam em equilíbrio e saúde mental; as


negativas conduzem ao desajustamento e ao sentimento de fracasso.

6. Ajustamento ou desajustamento não são situações ou estados definitivos. Em


fases subsequentes, o indivíduo pode passar por experiências positivas e
negativas que contrariem as vivências tidas em estados anteriores. As crises
psicossociais próprias de certos períodos etários, nunca ficam definitivamente
resolvidas, podem voltar a surgir mais tarde. E se a saída de uma crise for
negativa pode posteriormente ser superada de modo positivo.