You are on page 1of 75

Wonderware

FactorySuite™ InTouch

Baseado, traduzido e adaptado livremente do User’s Guide, Dec. 1997, Ver. A, da

Wonderware Corporation, por Marco Antônio Ribeiro

T&C, Salvador, Primavera 2000

1
FactorySuite

FactorySuite
Sobre o FactorySuite
O FactorySuíte é mais do que gente, material e equipamento no chão de fabrica. É um
gerenciador de informação. Com ele encontraremos respostas para questões diárias como:
1. Onde e por que ocorreu este gargalo?
2. Os custos de produção foram iguais os planejados?
3. O rendimento esperado foi encontrado?
4. O que causou os atrasos?
5. O que está causando este pico de temperatura no vaso de pressão?
6. Está havendo desperdício de material?
7. O programa de Produção foi cumprido?
Informação é a chave para aumentar a qualidade do produto, maximizar a eficiência da
produção e preservar o investimento do capital na planta.
É o primeiro sistema de interface Homem-Máquina (HMI) integrado do mundo. Com o
FactorySuite 2000, tem-se acesso a toda informação necessária para operar a planta. Hoje,
não basta comprar uma base de dados ou uma HMI. É necessário ter tudo: visualização de
peças, otimização e controle, coleta de dados no chão de fabrica e armazenamento e
análise de dados para tornar sua planta verdadeiramente produtiva. FactorySuite 2000
pode ser um sistema poderoso de informação de fabricação e gerenciamento.
O FactorySuite permite coletar, ver, armazenar, controlar, analisar e gerenciar a informação
do chão de fabrica. Roda no sistema operacional Windows NT e o HMI e clientes rodam no
sistema operacional Windows 95. FactorySuite 2000 estabelece um novo padrão para
sistema HMI. Incluídos no FactorySuite estão os componentes núcleos que fornecem
serviços básicos de sistema:
Ø InTouch, a HMI para visualização líder mundial
Ø InControl para máquina baseada em Windows NT e controle de processo
Ø Server IndustrialSQL, a primeira base de dados relacional em tempo real para o
chão de fábrica
Ø Scout, uma ferramenta robusta Internet/Intranet para ver dados remotos
Ø Também incluídos estão os componentes de aplicação básicos:
Ø InTrack para gerenciamento de fonte
Ø InBatch para gerenciamento flexível de bateladas
Ø Todos os servidores I/O da Wonderware servem para conectar FactorySuite
2000 aos dados de chão de fábrica.

2
FactorySuite

InTouch
InTouch™ da Wonderware é o modo mais rápido e fácil de criar aplicações de Interface
Homem-Máquina (HMI) para os sistemas operacionais Windows 95 e Windows NT da
Microsoft. O InTouch é um componente do FactorySuite™ da Wonderware. As aplicações
InTouch são usadas em todo mundo em uma variedade de mercados verticais, incluindo
processamento de alimentos, semicondutores, óleo, gás, automóveis, química, farmacêutica,
papel e celulose, transporte, utilidades e mais.
Wonderware InTouch, o líder mundial HMI, fornece uma visão simples integrada de todas as
fontes de controle e informação. InTouch permite a engenheiros, supervisores, gerentes e
operadores verem e interagirem com as etapas de uma operação inteira através de
representações gráficas de seus processos de produção. A versão 7.X para Windows NT 4.0
e Windows 95 inclui muitas propriedades novas e atualizadas incluindo
Ø Referência remota de tag
Ø Suporte de controles ActiveX
Ø Manipulação distribuída de alarme
Ø Dados históricos distribuídos com servidor IndustrialSQL
Ø Interface de usuário atualizada
Ø QuickFunções e SuperTags.
Ø Ambiente de desenvolvimento de aplicação em rede permite os sistemas serem
desenvolvidos para uso em grandes redes de computadores PC
Ø Mágicos (wizards)
Ø Criação de extensões QuickScript .
A legendária facilidade de uso e potência reduzem muito os custos e tempo associados ao
desenvolvimento e manutenção do sistema de interface homem-máquina de operação, HMI.
O InTouch consiste de três programas básicos:
1. Application Manager
2. WindowMaker
3. WindowViewer
O InTouch inclui também o
Ø Wonderware Logger, que registra todas as operações feitas no computador que o
roda.
Ø FactoryFocus, um poderoso nó só de visualização que permite a supervisores e
gerentes ver os dados do chão de fábrica em tempo real de um computador PC em
qualquer ponto da rede.
Ø Productivity Pack, que inclui WizGen, uma ferramenta portátil que ajuda os usuários
desenvolverem mágicos (wizards) personalizados.
O Application Manager do InTouch organiza as aplicações criadas. Ele pode ser usado
para configurar
Ø WindowViewer como um serviço NT
Ø Newtwork Application Development (NAD) para arquiteturas baseadas em cliente
e servidor
Ø Dynamic Resolution Conversion (DRC) e alarmes distribuídos.
Ø As utilidades de base de dados DBDump e DBLoad
WindowMaker é o ambiente de desenvolvimento, onde janelas gráficas orientadas para
objetos são usadas para criar janelas de display animadas e sensíveis ao toque (touch
screen). Estas janelas de display podem ser ligadas a sistemas I/O industriais e outras
aplicações Windows Microsoft.
WindowViewer é o ambiente de operação do aplicativo usado para mostrar as janelas
gráficas criadas no WindowMaker. WindowViewer executa QuickScript InTouch, reporta
e lista (logging) os dados históricos, processa os relatórios e listas dos alarmes e pode
funcionar como cliente e servidor para protocolos de comunicação como DDE e SuiteLink.

3
FactorySuite

Características de desempenho
As características de desempenho são:
Gráfico Orientado para objeto

Aplicações de fácil configuração significam tempos de desenvolvimento menores. Objetos de


grupos de objetos podem ser movidos, dimensionados e animados rápida e facilmente.
Ferramentas poderosas de projeto orientadas por objeto tornam fácil desenhar, arranjar,
alinhar, colocar em camadas, girar, inverter, duplicar, cortar, copiar, colar e apagar objetos.
O InTouch suporta agora a tecnologia poderosa e padrão ActiveX, permitindo objetos
padrão ActiveX serem usados pelo InTouch. Suporta ainda qualquer resolução de vídeo
compatível com Windows e várias configurações de monitor.
Links de animação

Links de animação podem ser combinados para fornecer vários tamanhos, cores, movimento
e mudanças de posição. Links de animação também incluem:
Ø Entradas discretas, analógicas e strings
Ø Deslizadores horizontal e vertical
Ø Links de enchimento e escolha de cores para valores discretos, analógicos e alarmes
Ø Links de altura e largura de objetos
Ø Links de posição vertical e horizontal
Ø Links de rotação
Alarmes distribuídos

Esta capacidade suporta servidores e provedores múltiplos e simultâneos de alarme, que dá


ao operador a habilidade de ver informação do alarme de vários locais remotos ao mesmo
tempo. As funções distribuídas de alarme permitem ao usuário implementar conhecimento
de alarme do tipo apontar e clicar, barras de rolamento de alarme.
Tendência histórica distribuída

O InTouch permite o usuário especificar dinamicamente fontes de dados de arquivo


históricos diferentes para cada uma das penas no registro de tendência. Estas fontes de
arquivos históricos podem ser outras bases de dados do InTouch ou qualquer base de
dados do Servidor IndustrialSQL. Como o InTouch permite o uso de até 16 penas por
gráfico de tendência, os usuários podem ter um número récorde de dados históricos
disponíveis para display em qualquer momento.

Novidades no FactorySuite 2000


As seguintes características são novas para o FactorySuite 2000:
Application Explorer

InTouch 7.X inclui o poderoso Application Explorer, que é um display hierárquico dos
objetos componentes que formam a aplicação InTouch. Ele permite o acesso rápido, fácil e
intuitivo a todos os parâmetros de aplicação, incluindo:
Ø Windows
Ø QuickScripts
Ø Configuração
Ø Dicionário de Tagnames
Ø Informação de referência cruzada de tagnames
Ø Configurador de template SuperTag
Ø Acesso SQL
Ø Controle Estatístico de Processo (SPC)
Ø Receitas
O Application Explorer permite que qualquer aplicação Windows seja lançada de dentro do
WindowMaker InTouch , tais como
Ø Outros componentes FactorySuite

4
FactorySuite
Ø MS-Word e MS-Excel
Ø Outro pacote de programação de CLP
Isto torna o WindowMaker a ferramenta central de desenvolvimento para toda uma
aplicação de automação.
Referência remota de tag

InTouch 7.X permite a referência remota de tag, que é a habilidade de o InTouch lincar
diretamente e mostrar informação de tempo real em qualquer fonte de dados remota, sem
precisar de um tag local. Estas fontes incluem:
Ø Outros nós InTouch
Ø Nós InControl
Ø Nós InBatch
Ø Fontes de dados DDE ou NetDDE
A referência remota de tag permite o desenvolvimento de aplicações distribuídas
cliente/servidor, economia de grande quantidade de tempo na configuração e manutenção
da aplicação.
QuickScripts

QuickScript é a linguagem de script do InTouch. Ela é tão poderosa, flexível e fácil de usar
que se pode criar scripts apenas apontando e clicando, sem tocar no teclado. QuickScript
permite funções personalizadas, QuickFunções, serem criadas no mesmo ambiente
amigável. QuickFunções podem ser usadas como funções embutidas, permitindo extensões
QuickScript do usuário serem desenvolvidas facilmente. As QuickFunções podem ser
confi guradas para rodar independentemente.
SuperTags

O InTouch 7.X suporta SuperTags, que são organizações hierárquicas de tags que
permitem o mapeamento de dispositivos específicos do mundo real, tags no estilo de
Sistema Digital de Controle Distribuído e estruturas de dados de CLP no InTouch. As
estruturas SuperTags podem ser definidas pelo desenvolvedor, permitindo o agrupamento e
manipulação lógicos da informação relacionada, enquanto salvando o precioso tempo de
desenvolvimento.
Suporte OPC

O InTouch 7.X e o resto do FactorySuite suportam totalmente a norma OPC (OLE para o
controle de processo). Isto permite qualquer aplicação FactorySuite ter acesso aos dados
fornecidos por qualquer servidor OPC. O suporte do Cliente OPC estende o compromisso da
Wonderware de abrir as normas de conectividade e comunicação para o maior número de
dispositivos de automação industrial disponíveis.
SuiteLink

Todos os componentes do FactorySuite 2000 suportam o novo protocolo de comunicação


da Wonderware, SuiteLink que fornece dados válidos no tempo e na qualidade, garantido a
integridade absoluta de todos os dados para SuiteLink ou fontes OPC. Também, foi
otimizado para ter alta velocidade, e comunicações de desenvolvimento de aplicação
distribuída em grandes redes.
SPC Pro

O programa SPC Pro estende a funcionalidade e facilidade de uso do tradicional SPC do


FactorySuite fornecendo ferramentas novas e poderosas para análise estatística em linha
que ajudam os usuários conseguir melhor produto e qualidade do processo, reduzir custos e
aumentar a eficiência. As cartas de defeito e controle configuráveis do SPC Pro (EWMA,
CuSum, carta-u, carta-n) monitoram e rastreiam a variação e defeitos ao longo do tempo.
Projetado para trabalhar como uma ferramenta de melhoria em linha para operações curtas,
longas e contínuas, o SPC Pro apresenta alarmes individuais para ajudar o usuário
identificar rapidamente que regras estatísticas foram violadas. O usuário pode rastrear ações

5
FactorySuite
corretivas, deletar e modificar amostras, estabelecer limites e adicionar causas especiais no
percurso. A versão padrão do SPC é fornecida com o InTouch 7.o e é um subconjunto do
SPC Pro e não inclui estas novas propriedades. Para SPC Pro funcionar, requer uma licença
separada.

Servidor IndustrialSQL
O Servidor IndustrialSQL da Wonderware é a primeira base de dados relacional em tempo
real de alto desempenho mundial. Ela combina a potência e flexibilidade de uma base de
dados relacional com a velocidade e compressão de um sistema de tempo real para integrar
o escritório com o chão de fábrica. Diferente de outros sistemas de gerenciamento da
informação do processo, IndustrialSQL incorpora Servidor MS SQL, fornecendo acesso
universal aos dados, uma máquina relacional poderosa e perfeita integração com MS
BackOffice.
O Servidor IndustrialSQL coleta e armazena dados da planta com resolução total e integra
os dados em tempo real e histórico da planta com dados de configuração, evento, sumário e
produção. O acesso à informação completa da planta é disponível através de centenas de
aplicações de cliente, garantindo um nível de abertura e flexibilidade impares na arena de
programas industriais. Dados de fabricação podem agora ser visualizados, analisados e
reportados através de links de comunicação realmente ligando o escritório ao chão de
fábrica, pela primeira vez!

Características de desempenho
As características de desempenho são:
Acesso Universal de Dados

Engenheiros, gerentes de manutenção e operadores de chão de fábrica podem ver, analisar


e apresentar dados de tempo real, históricos e de configuração com o programa de sua
escolha. Isto inclui clientes Wonderware como FactoryOffice, InTouch e Scout, programas
comerciais como MS-Office, e centenas de ferramentas especializadas e personalizadas
usando SQL ou OBDC.
Facilidade de Uso

Servidor IndustrialSQL é configurado automaticamente usando informação de configuração


do InTouch, reduzindo o tempo de implementação para minutos. Usuários e administradores
de Servidor IndustrialSQL não requerem conhecimento de SQL, acelerando o retorno da
informação da fábrica em seus dedos.
Máquina Pergunta Relacional (Relational Query Engine)

A máquina de pergunta do Servidos IndustrialSQL é a mais poderosa nos negócios,


permitindo os usuários procurar e encontrar dados para entender as relações e correlações
complexas entre a planta física, condições de operação de manufatura, eventos de
processo, qualidade do produto e eficiência de produção.

Novidades no FactorySuite 2000


As seguintes características são novas para o FactorySuite 2000:
Sistema de Evento

O novo sistema de evento do Servidor IndustrialSQL endereça exigências de batelada e de


processo discreto. Eventos podem ser detectados pelo Servidos IndustrialSQL ou pelas
aplicações externas como InTouch ou InControl. As ações aproveitam a potência do
BackOffice e inclui relatórios, publicação na Internet e envio de e-mail.
Suporte SuiteLink

O suporte do Servidor IndustrialSQL para os novos servidores SuiteLink da Wonderware


permite estampar tempo e qualidade na coleta de dados, garantindo a validade dos dados.

6
FactorySuite
Armazenamento de Alta Resolução Dinâmica

A nova máquina delta analógica de armazenamento pode estocar dados com resolução de 3
ms, essencial para medições dos processos mais rápidos, tais como de vibração. A máquina
de armazenamento é dinamicamente configurável, permitindo o início do armazenamento de
alta velocidade em resposta a um evento de processo.
FactoryOffice

FactoryOffice é um pacote de aplicações do cliente para uso em computadores PC. Todos


os envolvidos no processo de produção podem ver, plotar e analisar dados do Servidor
IndustrialSQL sem conhecimento prévio de SQL. As ferramentas podem ser dispostas em
qualquer computador com Windows NT ou Windows 95 ligado a uma rede local ou distante.
FactoryOffice inclui cliente de tendência plotando tags contra o tempo, cliente Vector para
gráficos XY e cliente QuickLook para ver dados correntes em tabelas.
Visualização Poderosa e Capacidades de Análise

Display de tendências de tempo real ou históricas de dados analógicos, discretos e de


eventos no mesmo gráfico. Compara tags no tempo com a poderosa funcionalidade de
escala do tempo. Anota os dados interessantes e faz cálculo e mostra a estatística. Define
regiões de operação e monitora o comportamento do processo com gráficos XY do Vector.
Facilidade de Uso

Pega-se um objeto de fábrica, como uma bomba, da malha de controle para a área do
gráfico para ver seu ao longo do tempo. Aponta e clica no controle de tempo para selecionar
as escalas de tempo. Usa a ActiveTrend dentro do InTouch para fazer gráfico
completamente automático.
Controles ActiveX

Novos controles ActiveX incluem ActiveTrend, que permite a funcionalidade total ou parcial
da aplicação de tendência para rodar dentro de um container ActiveX, como o InTouch.
Também, ActiveEvent permite o gatilho de eventos de qualquer fonte externa que suporta
script permitido por COM. Uma historia completa de eventos será armazenada no Servidor
IndustrialSQL para eventos externos.

InControl
O InControl Wonderware é um sistema de controle com arquitetura aberta em tempo real
baseada em Windows NT que permite se projetar, criar, testar e rodar programas de
aplicação para controlar o processo de modo mais rápido que antes.
Pode-se criar uma solução de automação própria em uma variedade de linguagens
baseadas em gráficos e textos. O InControl suporta interfaces diretas para uma variedade
de dispositivos de I/O, motores, sensores e outros equipamentos da fabrica e suporta
interfaces padrão e novas.
O InControl fornece uma solução integrada de controle que substitui sistemas de controle
proprietários com controle de arquitetura aberta baseado em Windows NT , provendo uma
arquitetura de controle mais barata com conectividade integrada, capacidade poderosa de
controle e fácil capacidade de expansão.
Como todos os produtos Wonderware, o InControl é perfeitamente integrada com InTouch
e os componentes do FactorySuite, fornecendo uma potência e produtividade sem
precedentes para o mundo industrial.

Características de desempenho
As características de desempenho são:

7
FactorySuite
Arquitetura aberta

O InControl pode ser usado em qualquer plataforma que suporta o sistema operacional MS
Windows NT, incluindo as simples estações de trabalho industrial, servidores SMP e
controladores industriais abertos.
Baseada em Windows NT

O InControl é baseado no Windows NT, tendo todas as vantagens de tempo real e


extensibilidade, capacidades providas pelo Windows NT. O InControl suporta controle
distribuído via DCOM, com comunicação ponto a ponto embutida no produto.
Suporte I/O

O InControl suporta as interfaces I/O populares para Interfaces de Rede com Dispositivos
Abertos (Open Device Network Interface) e os sistemas I/O padrão: DeviceNet, Profibus,
GE90/30, GE Genius, PCDIO, DDE, AB KXT, Interbus-S Gen III & IV, Opto22 PAMUX e
SuiteLink . Esta lista de drivers suportados está continuamente sendo expandida. Um kit de
ferramentas é disponível para criar drivers personalizados para uso com InControl.
Normas Internacionais

O InControl é compatível com IEC 1131-3, OMAC e Open Device Network Interfaces.
Características em linha

O InControl suporta uma variedade de capacidades de monitoração e edição em linha,


incluindo status do Process Monitor, Force I/O, Edição em linha, Power Flow Highlighting e
Debuggins.

Novidades no FactorySuite 2000


O InControl 7.X expande as capacidades de controle com nova tecnologia e maior
desempenho. Pode-se ter acesso aos controles ActiveX, conectividade DCOM, New Editors
e características adicionadas que tornam o InControl mais fácil e mais alegre para usar.
Suporte a Objeto Factory ActiveX Extensível

Cria algoritmos de usuário próprios em C, Visual Basic ou Java e chama-os do InControl


como um objeto ActiveX.
Editor de Texto ST melhorado

Novo editor ST fornece um scripting isolado e melhora as capacidades do editor SFC.


Novos Objetos de Factory

Tornam as aplicações mais fáceis e robustas. O Factory Object fornece uma capacidade
completa e robusta do PID, incluindo simulação de malha.
Runtime Engine melhorada

Mas rápida, mais flexível e com mais propriedades.


Browser de tag integrado

Definição de tag de uma vez para FactorySuite, exporta/importa tag.


Conectividade ponto a ponto (peer-to-peer).
Capacidade de integrar cliente e servidor SuiteLink.

8
FactorySuite

Scout
Scout Wonderware explora capacidades Internet/Intranet da FactorySuite para permitir o
usuário ver a informação da fábrica em qualquer lugar, em qualquer momento. Scout é um
servidor de rede add-on e browser de cliente que permite a visão remota de somente leitura
de objetos de dados ou visual do FactorySuite e uma variedade de outras fontes de dados
sobre a Internet/Intranet. Scout provê a capacidade de visão remota usando uma arquitetura
de três camadas: cliente, servidor e provedor de dados.
Browser do cliente ou Scout VT

Objetos podem ser vistos do servidor usando um browser padrão com a propriedade URL.
Scout VT estende uma capacidade do browser fornecendo um conjunto de objetos ActiveX
configuráveis pelo usuário tais como gráficos, cartas e elementos de tendência que podem
ser lincados dinamicamente aos dados do FactorySuite.
Server Scout Outpost

Provedor de Dados

Tirando vantagem da conectividade universal da Internet através da arquitetura de três


camadas, Scout permite o usuário criar, armazenar e mudar telas de informação da fábrica
para se adequar às suas necessidades específicas.

InTrack
InTrack Wonderware fornece um meio efetivo, escalável e baseado em Windows NT para
monitorar, gerenciar, rastrear e melhorar operações de produção. InTrack permite os
fabricantes modelar e rastrear fontes críticas em uma fábrica, incluindo ordens de trabalho,
materiais, especificações de produto, instruções de trabalho, equipamento, pessoal e dados
do processo e analíticos. InTrack permite os usuários implementar aplicações
cliente/servidor que os auxiliam a controlar e melhorar suas operações de fabricação em
uma fração de custo e tempo de enfoques alternativos.

InBatch
InBatch Wonderware é um programa flexível de gerenciamento projetado para automatizar
e fornecer uma historia de produção completa para processos de batelada. Consistente com
a norma ISA S88.01, permite o usuário criar rápida e facilmente receitas e simular sua
execução contra um modelo de processo, tudo antes de escrever uma linha do código de
controle. Também fornece historia completa da produção e genealogia dos materiais. A
poderosa máquina de batelada, combinada com sua integração com FactorySuite, significa
que se pode reduzir o custo e tempo para implementar os processos relacionados com
batelada por até 40 a 60% sobre soluções alternativas.

9
FactorySuite

FactorySuite Toolkit
O FactorySuite Toolkit é um conjunto poderoso de ferramentas específicas por produto que
permite ao usuário estender o FactorySuite 2000 para satisfazer suas necessidades
específicas da aplicação. O FactorySuite Toolkit contem os seguintes cinco kits de
desenvolvimento:
1. InTouch Extensibility Toolkit contém
Ø Wizard Development Kit para criar objetos gráficos preconfigurados ou
seqüências de comandos
Ø Script Development Kit para criar algoritmos complexos e embuti-los
diretamente na linhagem de scripting do InTouch .
Ø IDEA (InTouch Database Extension API) Toolkit que permite o usuário dar
acesso externo a aplicações para a base de dados do InTouch.
2. I/O Server Toolkit permite o usuário desenvolver Servidores I/O que usam DDE,
DDE rápido da Wonderware e protocolos SuiteLink. Qualquer cliente Windows DDE -
ware pode acessar dados do servidor I/O desenvolvido com o I/O Server Toolkit. Uma
nova versão de FastDDE e SuiteLink permite criar Servidores I/O com informação
estampada em tempo e qualidade.
3. InControl I/O Toolkit permite o usuário desenvolver drivers I/O para comunicar com
o cliente InControl
4. InBatch Toolkit permite o usuário acessar as diferentes bases de dados do InBatch.
O usuário pode também controlar certos processos InBatch.
5. Scout Toolkit permite o usuário desenvolver agentes de dados para suas bases de
dados. O cliente Scout pode depois acessar a informação através dos agentes de
dados.

S/Is, Outros Desenvolvedores, OEMs, VARs


Wonderware tem uma série de programas inovadores para integradores de sistemas,
desenvolvedores de produtos de terceiros, fabricantes de equipamentos originais OEM
(Original Equipment Manufacturers) e revendedores. Os parceiros da Wonderware
adicionam componentes de melhoria de produtividade tais como objetivos ActiveX, símbolos
e Servidores I/O para expandir a funcionalidade do FactorySuite em novos mercados. Além
disso, as fortes relações entre Wonderware com os integradores de sistema trazem perícias
para o canal de distribuição, fornecedores OEM que podem desenvolver programas
Wonderware em seus equipamentos.
Parceria é uma parte vitalmente importante para os planos de crescimento futuro da
Wonderware. Hoje, a Wonderware tem mais de 600 integradores de sistemas em todo o
mundo, que trabalham com a Wonderware e quase 300 desenvolvedores de produtos
terceirizados. Entre os benefícios do programa estão os treinamentos especializados de
produto e um centro baseado na Web para integradores de sistemas.

10
FactorySuite

Instalação
Este capítulo fornece instruções detalhadas como instalar componentes do FactorySuite. É
assumido que o usuário tenha já estabelecido seu plano de implementar um ou mais
componentes do FactorySuite., incluindo qual hardware e software serão usados, como a
rede será configurada e que opções serão instaladas.

Conteúdos
Ø Rodando o Programa de Instalação Mestre
Ø Opções comuns de instalação
Ø Instalando InTouch
Ø Instalando InControl
Ø Instalando Servidor IndustrialSQL
Ø Instalando InBatch
Ø Instalando InTrack
Ø Instalando Scout
Ø Desinstalando os componentes do FactorySuite

11
FactorySuite

Rodando o programa Install principal


Todos os produtos do FactorySuite são instalados começando com o programa principal
install, que contem opções de instalação que são comuns a todos os produtos, tais como
concordância da licença e registro do produto. Quando se seleciona um produto
FactorySuite, no fim da instalação do produto de instalação principal, o programa de
instalação do produto irá iniciar automaticamente.
O programa de instalação principal está em cada CD e irá automaticamente se iniciar
quando o CD do FactorySuite for colocado no drive do CD-ROM.
Nota: Os componentes do FactorySuite requerem que o Service Pack 4 para o sistema
operacional Windows NT esteja instalado. Quando não se tem o Pacote 4 do Serviço, o
programa de instalação principal irá mostrar uma mensagem de aviso.

Para continuar com o programa Install principal


1. Depois de ler o conteúdo da caixa de diálogo Welcome, clicar Next para continuar
com a instalação
Aparece a caixa de diálogo IndustrialSQL Server License Agreement.

2. Se são aceitos os todos os termos de acordo de licença, clicar Yes.


Aparece a caixa de diálogo User Information.

12
FactorySuite

3. Entrar com a informação apropriada de registro: Nome e Companhia. Aparecerá


depois uma caixa de diálogo pedindo a confirmação das informações entradas.

4. Clicar Yes para confirmar ou No para voltar e trocar a informação de registro.


Se foi escolhida Yes, aparece a tela de FS2000 Products.

13
FactorySuite

5. Clicar o nome do produto FactorySuite que se quer instalar.


Alguns dos produtos são compostos de mais de um componente, quando uma tela irá
aparecer mostrando que produto se quer escolher para instalar. Por exemplo, ou
IndustrialSQL Server ou IndustrialSQL Client Tools.
6. Deve-se entrar com o caminho dos arquivos de instalação. Se o produto selecionado
não está no CD corrente, inserir o CD apropriado que contenha os arquivos de
instalação, navegue para o diretório onde se quer instalar o produto FactorySuite e
depois clicar OK.
7. O programa de instalação para o produto individual do FactorySuite escolhido será
automaticamente lançado.
8. Para completar a instalação, ir para a seção neste capítulo que descreve a instalação
do produto FactorySuite escolhido.
Nota Se sair de um programa de instalação para um componente FactorySuite, esta tela
irá reaparecer, permitindo que se selecione um componente diferente para instalar. Isto não
se aplica a servidores I/O.

14
FactorySuite

Opções comuns de instalação


Algumas das mesmas opções de instalação devem ser configuradas para vários
componentes na FactorySuite. Esta seção descreve estas opções de instalação.

Componentes comuns FS2000


Cada componente do FactorySuite usa um conjunto de arquivos comuns, que são usados
para compor rede, listar erros, operar estes componentes. Por default, todos os arquivos
comuns são instalados em um folder comum no diretório FactorySuite, onde eles podem ser
compartilhados pelos vários componentes.
Durante a instalação, pode-se configurar dois destes componentes comuns: informação de
serviço e informação de instalação do Adobe Acrobate.

Informação de Serviço do Windows NT


Um serviço é um processo no Windows NT que faz uma função específica do sistema. Os
serviços podem ser configurados para automaticamente se iniciarem, quando o computador
em que o componente está instalação partir. Todos os serviços rodam no background
(segundo plano): nenhum sinal visível deles rodando aparece no computador. Isto elimina a
necessidade de o usuário fazer o log on para o computador e iniciar a aplicação. Também,
um serviço continua a rodar quando diferentes usuários fazem o log on ou log off do
computador.
Se o componente FactorySuite que foi instalado tem processos que rodam serviços, irá
aparecer a caixa de diálogo: FS2000 Common Components.

Entrar os parâmetros de log on para o usuário que terá o direito de partir e parar todos os
componentes FactorySuite. Quando um componente FactorySuite parte como um serviço,
esta é a informação da conta que será usada. Esta conta deve ter direitos administrativos na
máquina.
Domínio/Máquina

Nome do domínio em que a conta do usuário será validada. Se o usuário não está usando
uma configuração de domínio, entrar o nome da máquina.
Nome do usuário

Nome do usuário para a conta de log on.

15
FactorySuite
Senha (password)

Senha para a conta de log on.


Confirmação da senha

(A mesma que a senha)

Nota Se a informação da conta do usuário já foi entrada e ainda é válida, o programa de


instalação irá pedir para reentrar com esta informação.

Adobe Acrobate e Documentação em linha


Toda a documentação FactorySuite é fornecida como arquivos de documentação em linha
Adobe Acrobate (.PDF). Se o computador não tem o Leitor de Adobe Acrobate instalado, o
programa de instalação irá lançar a instalação do leitor como parte dos componentes
comuns de instalação, independe se foi escolhido ou não para instalar a documentação em
linha.
Se foi escolhido não instalar a documentação em linha no computador, deve-se arrumar
para ciar atalhos para os arquivos de documentação em linha no CD FactorySuite. O
programa de instalação irá criar um ícone para cada livro que aponta para o diretório no CD
FactorySuite que contem o livro.

Diretório Destino
Cada instalação do componente FactorySuite irá pedir um diretório destino. Este é o
diretório em que todos os arquivos do componente específico serão copiados e, por default,
serão separados do diretório que contem os arquivos comuns do componente. Durante a
instalação, uma caixa de diálogo Select InTouch Destination Diretory aparece na tela:

Clicar Next para aceitar o destino default ou clicar Browse para usar ou criar um diretório
destino diferente.

16
FactorySuite

Instalação Completa
Para cada componente FactorySuite, o usuário será avisado que a instalação foi
completada. Alguns componentes FactorySuite requerem a reinicialização do sistema para
que as trocas de instalação tenham efeito. Neste caso, será solicitado reinicializar o
computador.

17
InTouch

InTouch
Características Especiais do InTouch
O InTouch inclui as seguintes características:

1. Application Explorer
O Application Explorer hierárquico fornece as melhores capacidades de navegação, tais
como:
1. Mostra os nomes de todas as janelas criadas
2. Quando se dá um duplo click sobre o nome de uma janela, ela se abre
3. Quando se clica à direita de um nome de janela, aparece um menu mostrando os
vários comandos que podem ser executados para
a) Abrir a janela
b) Salvar a janela
c) Abrir o QuickScript da janela
d) Apresentar as propriedades da caixa de diálogo
4. permite o acesso rápido a
a) Todos os tipos de QuickScript
b) Todos os comandos da configuração
c) Dicionário de Tagname
d) Utilidade de Referência Cruzada de Tagname
e) TemplatMaker de SuperTags
5. Permite adicionar atalhos para lançar outros programas do FactorySuite ou outras
aplicações
6. Opcionalmente ele apresenta um display.

2. Sistemas operacionais
As aplicações rodam no Sistema Operacional Windows NT ou Windows 95 e são
intercambiáveis entre si. Elas rodam em qualquer sistema operacional, sem requerer
conversão.

3. Container ActiveX
InTouch é um container ActiveX. Ele permite a instalação de qualquer outro controle
ActiveX e usa o em qualquer janela de aplicação. Para facilitar o acesso, pode-se instalar
controles ActiveX e depois adicioná-los à Wizards/ActiveX Toolbar. Através dos controles
ActiveX, pode-se manipular eventos de controle, métodos de controle e propriedades de
controle dos QuickScripts. Pode-se também associar as propriedades de controle ActiveX
diretamente com os tagnames do InTouch.

18
InTouch

4. Suporte estendido a Tagname


O Dicionário de Tagname do InTouch suporta até 61 405 tags, em função da licença do
usuário.

5. Browser de Tag
O Browser Tag permite selecionar tagnames e tagname.fields de qualquer aplicação
FactorySuite ou qualquer outra fonte de tagname que suporta a interface do Dicionário de
Tagname. O browser é a principal ferramenta para editar o Dicionário de Tagname.

6. Monitoração de Falha do Instrumento


Começando com a versão 7.X, InTouch suporta três tagname.fields (.RawValue, .MinRaw,
.MaxRaw) que podem ser usados no QuickScript para monitorar os valores dos
instrumentos para determinar valores fora de faixa, fora de calibração ou falha.

7. Referência Remota de Tagname


A Referência Remota de Tagname permite o acesso a dados de uma fonte remota de dados
sem ter que criar o tagname no Dicionário de Tagname local. Tagnames remotos podem
referenciar dados definidos na maioria das fontes de dados I/O usando MS DDE ou
protocolo Wonderware SuiteLink. Por exemplo, a fonte de dados I/O pode ser MS-Excel ou
um nó View remoto. Pode-se importar janelas gráficas de qualquer aplicação InTouch e
depois converter os tagnames do local de trabalho da janela para referências remotas de
tagname para criar uma aplicação do cliente que não esteja no Dicionário de Tagname local.

8. SuperTags TemplateMaker
O SuperTags TemplateMaker permite criar, modificar e deletar templates SuperTags do
usuário. As templates SuperTag podem ser definidas com até 64 membros. Uma template
SuperTag pode ser um membro de outra template SuperTag para um máximo de dois níveis
de rede. Os membros se comportam exatamente como tagnames InTouch normais e podem
ser usados em QuickScripts e links de animação. Os membros também suportam tendência
e alarme e todos os tagname.fields.

9. QuickFunções
QuickFunções são QuickScript criados que podem ser chamados de outros QuickScripts
ou expressões de link de animação. QuickFunções suportam parâmetros e valores de
retorno. Chamando QuickFunções de outros QuickScripts ou expressões permite a criação
de QuickFunções uma vez e depois reusá-la várias vezes. Usando QuickFunções, diminui a
manutenção da aplicação, porque independente do número de outros scritps ou expressões
de link de animação, chama se a QuickFunções, somente quando a QuickFunções em si
precisa ser mantida. Fazendo modificações em uma QuickFunções, automaticamente se faz
a atualização de dúzias de outros QuickScript ou expressões.

10. QuickFunções Assíncronas


As QuickFunções podem ser configuradas como assíncronas. A funcionalidade assíncrona é
configurada no ambiente de desenvolvimento WindowMaker e executado no ambiente de
operação WindowViewer. QuickFunções assíncronas rodam no segundo plano enquanto o
processo principal WindowViewer está rodando. Isto permite ao WindowViewer separar o
tempo consumido nas operações, tais como chamada de base de dados SQL e malhas FOR
NEXT do fluxo principal do programa. Quando tal tempo consumindo operações é feito
através de QuickFunções assíncronas, todos os links de animação e outras funções do
InTouch permanecem simultaneamente ativos.

11. Referência Cruzada de Tagname


A Referência Cruzada de Tagname permite determinar o uso do tagname ou SuperTag e,
em que janela ou Quickscrit que um tagname específico é usado. Por conveniência, a
utilidade de Referência Cruzada de Tagname pode permanecer aberta no WindowMaker

19
InTouch
enquanto se executam outras tarefas. Ele permite também ver qualquer QuickScript ou
QuickFunções onde um tagname é encontrado.

12. Variáveis Locais


Os QuickScript e QuickFunções do InTouch suportam o uso de variáveis locais para
armazenar resultados temporários e criar cálculos complexos com valores de script
intermediários. Usando variáveis locais no QuickScript e QuickFunções, não diminui a
quantidade de tagname licenciado.

13. WindowViewer como um Serviço NT


Começando com InTouch 7.X, o WindowViewer pode ser rodado como um serviço NT,
oferecendo as vantagens de:
1. Lista de histórico
2. Alarmes
3. Dados I/O
4. Operação contínua de WindowViewer através do log on e log off do sistema
operacional, como credenciamento de operador
5. Partida automática do WindowViewer depois da falta de energia ou quando a
máquina é desligada e ligada.

14. Sistema de Alarme Distribuído


O novo sistema distribuído suporta servidores ou provedores múltiplos de alarme, dando ao
operador a habilidade de simultaneamente ver e tomar conhecimento da informação de
alarme de vários locais remotos.

15. Historia Distribuída


O sistema de tendência histórica distribuída permite especificar dinamicamente uma fonte de
dados de arquivo histórico diferente para cada pena de um gráfico de tendência, permitindo
ao operador também ver a história do InTouch e a história do IndustrialSQL na mesma
tendência.

16. Conversão de Resolução Dinâmica


Pode-se desenvolver aplicação em uma resolução de tela e rodar esta mesma aplicação em
outra resolução, sem afetar a original. As aplicações podem também ser rodadas em uma
resolução definida pelo usuário, em vez da resolução do display.

17. Endereçamento de Referência Dinâmico


As referências de fonte de dados podem ser alteradas para várias fontes de dados
dinamicamente endereçadas com um único tagname.

18. Desenvolvimento de Aplicação da Rede


As novas características de desenvolvimento remoto acomodam grandes instalações com
vários nós, incluindo atualização de todos os nós em uma rede de uma única estação de
desenvolvimento.

19. FactoryFocus
FactoryFocus é uma versão de somente ver (only view) da versão Runtime do InTouch,
que permite aos Gerentes e Supervisores a habilidade de ver processos de aplicação HMI
em tempo real. A segurança do sistema é aumentada com a capacidade de somente ver,
desde que nenhum dado pode ser mudado. Não é necessário mudar as aplicações do
InTouch para usar FactoryFocus.
O FactoryFocus funciona somente como um cliente. Nenhum dado pode ser escrito usando
DDE ou SuiteLink, nem os dados podem ser mexidos (poke) para programas como Excel.
Os alarmes podem ser vistos mas não tomados conhecimentos. FactoryFocus não pode

20
InTouch
agir como um Servidor I/O para requisitar clientes. As características como animação de
links, tagnames, tempo real e tendências históricas são apenas vistas.

20 Outros Benefícios
Outras características do InTouch incluem:
Ø Conectividade com mais de 300 Servidores I/O
Ø Solução de baixo custo para ver o processo, menor que com um HMI completo
Ø VTQ (valor do dado, com TimeStamp e Qualidade associados) de I/O tipo tagnames
fornecidos por um servidor I/O
Ø Função HTSelectTag ( ) que permite ao usuário, em Runtime, selecionar qualquer
Tagname registrado historicamente.
Ø Protocolo SuiteLink, que permite comandos de aplicação (ler, escrever e atualizar) e
seus dados associados serem passados entre aplicações do cliente e do servidor.
Ø Facilmente colocado em rede com NetDDE.
Ø Visão do processo em aplicação de tempo real.
Ø Formato GUI (Interface de Unidade Gráfica) padrão para Windows NT ou Windows 95.
Ø Click direito no mouse suporta através do WindowMaker para o acesso rápido a
comandos usados freqüentemente.
Ø Barras de ferramentas flutuantes e fixas.
Ø Paleta de cores personalizada que fornece 16,7 milhões de cores (suporte limitado pela
capacidade da placa de vídeo do computador).
Ø Suporte para nome de arquivo longo, como no Windows 95 e Windows NT.

21
InTouch

Requisições mínimas para instalação


Nota Começando com InTouch versão 7.X FactorySuite Wonderware, o InTouch não
mais suporta os sistemas operacionais Microsoft Windows 3.x ou Microsoft Windows para
Workgroups.
A tabela seguinte descreve as exigências mínima e recomendada para o hardware e
software para o InTouch:

Hardware Mínimo requerido Sugerido


ou software
CPU Pentium 100 MHz
Memória RAM 32 MB Recomendam-se 8 MB de RAM por
5 000 tags. Por exemplo: 48 MB de
RAM adicional para 32 000 tags e
128 MB de RAM para 60 000 tags
Espaço livre no No mínimo, 100 MB
disco
Sistema Microsoft Windows NT
operacional
Workstation: Service Pack 3,
versão 4.0 OU Microsoft Windows
95, Service Pack1
Protocolo de Qualquer protocolo correntemente
rede suportado pela Microsoft Windows
NT ou Windows 95
Requerido TCP/IP se é usado o
SuiteLink
Display Monitor VGA colorido Super VGA com 256 cores e
resolução mínima 800 x 600 pixel
Dispositivo de Dispositivo de apontar, e.g.,
seleção mouse, trackball ou tela sensível
ao toque (touch screen)

Nota sobre sistema operacional:


Para o sistema operacional Windows 95 implementar a funcionalidade distribuída InTouch,
Wonderware NetDDE deve estar instalado e operacional.

22
InTouch

Instalando InTouch
Durante a instalação do InTouch, pode-se escolher a instalação dos seguintes produtos:
Ø WindowMaker (Sistema de desenvolvimento) do InTouch, que inclui todas as
ferramentas para criar e rodar uma aplicação HMI.
Ø WindowViewer (Sistema de operação ou Runtime) do InTouch, que é o programa
usado pelo operador de chão de fábrica para interagir com a aplicação HMI em
tempo real.
Ø FactoryFocus, que é uma versão de apenas visão do InTouch Runtime.

Para instalar o InTouch


1. Se a instalação do InTouch está sendo feita do programa de setup do FactorySuite,
ver Rodando o Programa Principal de Instalação neste guia. Após selecionar para
instalar InTouch, voltar para esta seção e continuar com o passo 2 para completar a
instalação.
Se a instalação do InTouch está usando o programa setup no CD ROM InTouch, dar
um click duplo em SETUP.EXE no folder do InTouch. O usuário será solicitado para
entrar com a mesma informação que é parte da rotina de instalação principal do
FactorySuite. Após fornecer a informação de registro, continuar com o passo 2 para
completar a instalação.
2. Aparece a caixa de diálogo FS2000 Common Components.
3. Entrar com os parâmetros de log on para o usuário que irá ter os direitos e
responsabilidades para partir e parar o sistema InTouch.
4. Clicar Next.
Todos os arquivos comuns do componente serão copiados para o disco rígido e o
sistema será configurado. Se ainda não se tem a versão correta do Adobe Acrobate
já instalada no computador, será solicitado para instalá-la.
5. Se o InTouch não está já instalado, aparece a caixa de diálogo Select InTouch
Destination Directory

23
InTouch

6. Clicar Next para aceitar o destino default ou clicar Browse para usar ou criar um
diretório destino diferente.
Aparece a caixa de diálogo Select Components.

7. Verificar as aplicações e demos que se quer instalar e clicar Next.


Aparece a caixa de diálogo Choose Configuration Options.

24
InTouch

8. Clicar na opção de configuração desejada.


Full Development System (Recomendado)

Todas as ferramentas para criar e rodar uma aplicação HMI.


Runtime Only

Programa usado para o operador chão de fábrica interagir com uma aplicação
HMI em tempo real
Factory Focus

Versão de apenas visão do Runtime InTouch.


Include Help Files

Todos os arquivos de Help para as opções selecionadas serão instalados no


disco rígido.
9. Clicar Next
Aparece a caixa de diálogo Start Copying Files

10. Verificar que todos os detalhes de instalação estão corretos. Para alterar qualquer um
dos detalhes usar o botão Back para retornar ao início das opções de configuração.
Se todos os ajustes correntes estão corretos, clicar Next para acabar a instalação.
11. Aparecerá a caixa de diálogo Setup Complete quando a instalação estiver
completada.
12. Clicar OK.

25
InTouch

Rodando InTouch
Quando se roda o INTOUCH.EXE pela primeira vez, cria-se o INTOUCH.INI
automaticamente. Este arquivo contém os ajustes default de configuração da aplicação.
Quando se configura a aplicação, os ajustes são escritos no arquivo INTOUCH.INI.
Assim que a aplicação é personalizada, quando se cria uma nova aplicação, pode se copiar
o arquivo INTOCUH.INI personalizado para o diretório da nova aplicação. Isto elimina a
necessidade de resetar os parâmetros personalizados toda vez que se cria uma nova
aplicação.

Rodando InTouch pela primeira vez


1. Iniciar o programa InTouch (INTOUCH.EXE). Aparece a caixa de diálogo de boas vindas
ao gerenciamento da aplicação do InTouch (Welcome do InTouch Application
Manager).
2. Clicar Next. Aparece uma segunda Caixa de Diálogo de boas vindas ao gerenciamento
da aplicação do InTouch mostrando o caminho default para o diretório de partida.
Por exemplo: C:\ Arquivos de Programas \Factorysuite \InTouch\
3. Para especificar um diretório diferente, tecle o caminho do diretório na caixa de entrada
ou click Browse para localizar o diretório. Por exemplo: C:\ Intouch.7
4. Clicar Finish
5. O InTouch – Application Manager irá aparecer e automaticamente pesquisa o
computador para qualquer aplicação InTouch corrente. Se é encontrada alguma
aplicação, um ícone com o nome da aplicação irá aparecer na caixa de diálogo.

26
InTouch

Para criar uma nova aplicação


1. No menu File, clicar New ou clicar na ferramenta New na barra de ferramentas. Irá
aparecer Create New Application.
2. Clicar Next. Um segundo Create New Application irá aparecer.
8 Por default, o sistema irá mostrar o caminho para o diretório do InTouch seguido de
NewApp.
3. Na caixa de entrada, teclar o caminho para o diretório em que se quer criar a aplicação
ou clicar em Browse para localizar o diretório.
4. Clicar Next.
8 Se o diretório especificado não existir, uma caixa de diálogo de mensagem irá
aparecer perguntando se se quer criar um novo diretório. Clicar OK. Um terceiro
Create New Application irá aparecer na caixa de diálogo.
5. Na caixa Name, teclar um único nome para o ícone de nova aplicação que aparece
quando a aplicação é listada na janela de InTouch Application Manager.
6. Na caixa Description, teclar uma descrição da aplicação.
8 A descrição é opcional. Porém, se for teclada uma descrição, ela pode ter um total de
255 caracteres.
7. Clicar Finish. O InTouch Application Manager irá reaparecer mostrando um ícone com
o nome especificado para a nova aplicação.
8. Para abrir uma aplicação, clicar o botão direito do mouse, quando se seleciona a
aplicação e depois clicar o nome do programa que se quer usar para a aplicação no menu
Arquivo ou selecionar a aplicação na lista e depois clicar a ferramenta WindowMaker na
barra de ferramentas. (O WindowViewer não pode ser executado para uma nova
aplicação).
8 Para abrir rapidamente a aplicação, dar um duplo click no ícone ou selecionar a
aplicação e depois apertar ENTER.

27
InTouch

Application Manager do InTouch


O Application Manager do InTouch é usado para
1. Criar novas aplicações
2. Abrir aplicações existentes no WindowMaker ou WindowViewer
3. Deletar aplicações
4. Rodar os programas de utilidade DBDump e DBLoad Tagname Dictionary.

Para rodar o Application Manager do InTouch


1. Partir o programa InTouch (INTOUCH.EXE). Aparece a Caixa de Diálogo seguinte:

8 Quando se seleciona uma aplicação na lista, seu nome e sua descrição irão
aparecer na caixa no fundo da tela. Quando se clica à direita da caixa de
descrição, aparece um menu mostrando os comandos que podem ser aplicados
para selecionar o texto.
Pode-se executar também vários comandos do menu do Application Manager
InTouch do menu que aparece quando se clica o botão direito do mouse na seleção
de uma aplicação. Por exemplo:

2. Para renomear um ícone de aplicação, clicar à direita da aplicação na lista e depois


clicar Rename. Teclar o novo nome da aplicação e depois apertar ENTER.
3. Para apagar um ícone de aplicação, clicar à direita da aplicação na lista e depois
clicar Delete. Aparecerá uma caixa de mensagem pedindo para confirmar o
apagamento. Clicar Yes para deletar a aplicação da janela ou clicar No para cancelar
o apagamento.
8 Quando se deleta (apaga) uma aplicação da lista, os arquivos e diretórios não
são deletados. Se for necessário mostrar a aplicação mais tarde, no menu Tools,
clicar Find Applications. Aparece a caixa de diálogo Starting directory for
search:

28
InTouch

Localizar o diretório em que se quer procurar a aplicação e depois clicar OK. O Application
Manager InTouch irá reaparecer mostrando ícones para todas as aplicações que foram
encontradas no diretório selecionado.
8 Se é apertado à direita da janela, um menu irá aparecer mostrando os
comandos que podem ser aplicados para um item selecionado.

Ferramentas do Application Manager


Por default, quando o InTouch é inicialmente rodado, a barra de ferramentas e a barra de
status do Application Manager aparecem.
Ø Para esconder a barra de ferramentas:
No menu View, selecionar Toolbar. Para mostrá-la de novo, repetir este passo.
Ø Para esconder a barra de status:
No menu View, selecionar Status Bar. Para mostrá-la de novo, repetir este passo.
Os seguintes ícones descrevem cada um dos botões da barra de ferramentas do
Application Manager:

Executa o comando New no menu File para criar uma nova aplicação

Executa o comando WindowMaker no menu File para abrir a


aplicação selecionada no WindowMaker.
8 Para abrir uma aplicação em WindowMaker, dar um duplo
click no ícone ou selecionar o ícone e depois apertar ENTER.
Executa o comando WindowViewer no menu File para abrir a
aplicação selecionada no WindowViewer.

Executa o comando DBLoad no menu File para rodar a utilidade


DBLoad usado para carregar um arquivo de entrada do Dicionário de
Tagname.

Executa o comando DBDump no menu File para rodar o programa


de utilidade usado para extrair um Dicionário de Tagname na
aplicação.

29
InTouch

Executa o comando Large Icons no menu View para mostrar ícones


grandes para as aplicações listadas .

Executa o comando Small Icons no menu View para mostrar ícones


pequenos para as aplicações listadas .

Executa o comando List no menu View para mudar a caixa de


diálogo para o modo vista da lista.

Executa o comando Detalhes no menu View para mudar a caixa de


diálogo para o modo vista de detalhes. Por exemplo:

8 Duplo click à direita da barra de separação vertical de um cabeçalho de


coluna irá autodimensionar a coluna.
Se é clicado qualquer um dos cabeçalhos de coluna ou clicada uma área em branco da
janela ou clicado um detalhe (outro que o nome da aplicação) aparece o seguinte menu:

30
InTouch

Estes comandos são também encontrados no menu View. Eles controlam a lista de display
no Application Manager do InTouch.

Abre a caixa de diálogo Node Configuration que será usada


para estabelecer as propriedades do computador quando
estiver sendo usado em rede e usando o Desenvolvimento de
Aplicação de Rede (Network Application Development -NAD),
Conversão Dinâmica de Resolução (Dynamic Resolution
conversion – DRC) e alarmes distribuídos.

Nota: Quando uma aplicação é selecionada na lista de display do Application Manager


selecionando o comando Properties no menu File irá fazer aparecer uma caixa de diálogo
Properties para esta aplicação.

31
WindowMaker

WindowMaker
Elementos de Programa do WindowMaker
WindowMaker é o ambiente de desenvolvimento para o InTouch. A interface gráfica do
usuário WindowMaker adere às normas GUI do Windows 95 e do Windows NT. O
WindowMaker suporta barras de ferramentas flutuantes e fixas, menu a partir do click direito
no mouse para acesso rápido aos comandos mais usados e uma palheta de cor
personalizada que suporta 16,7 milhões de cores.
O Application Explorer do WindowMaker é uma ferramenta poderosa para navegar e
configurar as aplicações do InTouch, fornecendo um acesso fácil aos comandos e funções
mais usados, tais como:
Ø Todos os comandos de janelas
Ø Todos os comandos de configuração
Ø Todos os editores QuickScript do InTouch
e mostrando todos os programados associados instalados tais como
Ø SQL Access Manager
Ø SPC Pro
Ø Recipe Manager
No sistema operacional Windows NT pode-se configurar o Application Explorer para lançar
qualquer outra programa FactorySuite ou do Windows para mudar rapidamente entre a
configuração da HMI, configuração do servidor I/O e configuração de controle.

32
WindowMaker

GUI WindowMaker
O WindowMaker suporta os padrões da interface gráfica do usuário (GUI – graphic user
interface) do Windows 95 e Windows NT incluindo:
1. Suporte do click direito no mouse
2. Barras de ferramenta flutuante e fixa
3. Menus pull down
4. Ajuda sensível ao contexto
O ambiente de desenvolvido do WindowMaker é configurável. Por default, quando se abre
inicialmente o WindowMaker, a maioria dos elementos disponíveis é automaticamente
mostrada, incluindo:
1. todas as barras de ferramenta
2. Application Explorer
3. a barra de status.
Porém, pode-se mostrar ou esconder qualquer um ou todos estes elementos e pode se
mover as barras de ferramenta e o Application Explorer para qualquer lugar desejado
dentro da janela WindowMaker. Pode-se também mostrar a régua opcional e pode ligar ou
desligar a grade visível na janela.
8 Para maior informação em mover as barras de ferramenta, ver: Trabalhando
com as Barras de Ferramenta Flutuante/Fixa.
O seguinte ilustra os elementos do ambiente de desenvolvimento do WindowMaker.

Quando se cria uma nova aplicação e se roda o WindowMaker pela primeira vez, seus
elementos de programa aparecerão automaticamente na configuração default mostrada na
figura acima.
8 Muitas das ferramentas não se tornam ativas até que a janela seja aberta e os
objetos sejam colocados na janela e depois selecionados. Quando uma ferramenta
não está ativa, sua funcionalidade não é aplicável para o estado corrente da janela ou
do objeto secionado.
Nota: Quando se escolhe WindowMaker, as posições flutuante ou fixa da barra de
ferramenta e tamanhos, Application Explorer e preferências de tamanho da janela do
WindowMaker são todos salvos. Quando se roda depois o WindowMaker eles serão
persistentes.

33
WindowMaker

Application Explorer
O Application Explorer do WindowMaker é uma vista gráfica hierárquica da aplicação, que
mostra os itens que foram configurados na aplicação e fornece um acesso fácil a estes itens
e a muitos outros comandos e funções do WindowMaker.
Notas
No sistema operacional do Windows NT, pode-se configurar o Application Explorer para
lançar qualquer outro programa FactorySuite ou do Windows. Esta característica poderosa
permite o usuário mudar rapidamente entre a configuração HMI, configuração do servidor I/O
e configuração de controle.
Não se deve adicionar o WindowViewer (VIEW.EXE) ao Application Explorer. Quando se
adiciona o WindowViewer, as novas janelas criadas no WindowMaker podem não estar
sincronizadas com as janelas no WindowViewer. O modo correto de lançar o
WindowViewer é executando o comando WindowViewer no menu File ou clicando a chave
de transferência Runtime, que fica na parte direita superiora da barra de ferramenta do
WindowMaker.

Como todas as barras de ferramentas do WindowMaker, o Application Explorer pode ser


ancorado em qualquer canto da janela do WindowMaker ou flutuar em qualquer lugar dentro
da janela do WindowMaker.
Quando se ancora o Application Explorer em um canto da janela do WindowMaker, ele é
dimensionado automaticamente de acordo com as barras de rolamento existentes. Quando
se deixa flutuante o Application Explorer dentro da janela do WindowMaker, sua barra de
título será mostrada. Como todas as barras de ferramentas do WindowMaker, quando o
Application Explorer está flutuando, pode-se alterar seu tamanho.

34
WindowMaker

Barras de Ferramentas do WindowMaker


As ferramentas na barra de ferramentas do WindowMaker estão agrupadas por
funcionalidades comuns. Por exemplo, a barra de ferramenta Arrange contém ferramentas
que são usadas para aplicar rapidamente os comandos encontrados no menu Arrange.
Quando se repousa o cursor em uma ferramenta, uma pequena caixa amarela aparece com
o nome da ferramenta. Por exemplo:

A barra de ferramentas pode ser ancorada nos quatro cantos da tela: à direita ou esquerda
ou no canto superior ou inferior. A barra de ferramenta pode ser deixada flutuante em
qualquer ponto da tela e quando também pode ter o tamanho definido arbitrariamente. A
barra de ferramentas pode ser escondida (oculta) ou deixada visível. Através do menu View,
pode-se deixar todas as barras de ferramentas ocultas de uma vez, clicando Hide All.

Barra de Ferramentas General


A barra de ferramentas General é agrupada com ferramentas que executam a maioria dos
comandos encontrados no menu File e as ferramentas do Clipboard do Windows da
Microsoft encontradas no meu Edit.

Quando se clica à direita uma área em branco de uma janela aberta, ou clica à direita no
nome de uma janela sob windows no Application Explorer, aparece um menu que também
contem a maioria destes comandos da mesma janela.

Botão Descrição
Executa o comando New Window no menu File para abrir a caixa de
diálogo Windows Properties para criar uma nova janela
Executa o comando Open Window no menu File para abrir a caixa de
diálogo Windows to Open listando os nomes das janelas existentes que
podem ser selecionadas para abrir
Executa o comando Close Window no menu File para abrir a caixa de
diálogo Windows to Close listando os nomes de todas as janelas abertas
no momento que podem ser selecionadas para fechar.
Executa o comando Save Window no menu File para abrir a caixa de
diálogo Windows to Save listando os nomes de todas as janelas abertas
no momento que podem ser modificadas depois que elas foram salvas.
Salva automaticamente todos as janelas abertas no momento que tenham
sido modificadas depois de serem salvas. Esta ferramenta não pergunta
pela confirmação na base de cada janela. Ela salva todas as janelas
modificadas automaticamente.

35
WindowMaker

Executa o comando Duplicate no menu Edit para duplicar os objetos


selecionados no momento na janela.
Executa o comando Cut no menu Edit para recortar os objetos
selecionados no momento da janela e os copia no Clipboard do Windows.
Executa o comando Copy no menu Edit para copiar os objetos
selecionados no momento e os copia no Clipboard do Windows. (Objetos
copiados não são apagados da janela.)
Executa o comando Paste no menu Edit para colar qualquer objeto que
tenha sido cortado ou copiado para o Clipboard do Windows. (O cursor
muda para o modo colar. Clicar na janela para colar o objeto copiado ou
cortado.)
Executa o comando Undo no menu Edit para desfazer a última ação ou
comando aplicado a um objeto.
Executa o comando Redo no menu Edit para desfazer a última ação ou
comando Undo aplicado a um objeto.

Nota: Por default, o número de undo/redo é ajustado para 10. Pode aumentar os Levels of
Undo para 25 na caixa de diálogo WindowMaker Properties. Para acessar esta caixa de
diálogo, no Application Explorer, sob Configure, dar duplo click WindowMaker ou no
menu Special, selecionar Configure e depois clicar WindowMaker no submenu.

Executa o comando Print no menu File para abrir a caixa de diálogo


WindowMaker Printout usado para imprimir a base de dados e a
informação da janela e QuickScripts.

Barra de ferramentas Wizards/ActiveX


A barra de ferramentas Wizards/ActiveX, por default, contém apenas a ferramenta do
mágico que pode ser usada para acessar a caixa de diálogo Wizard Selection. Porém, pode
se adicionar qualquer mágico instalado ou controle ActiveX para a barra de ferramentas. Por
exemplo:

Mostra a caixa de diálogo Wizard Selection usada para selecionar o wizard


para colar na janela.

36
WindowMaker

Barra de ferramentas de Formato


A barra de ferramentas Format é agrupada com ferramentas que executam a maioria dos
comandos de formatação encontrados no menu Text e as ferramentas usadas para acessar
a palheta de cores para selecionar linha, texto, enchimento, cor de fundo e fundo
transparente de objetos.

Botão Descrição
Executa o comando Font no menu Text para abrir a caixa de diálogo Font
usada para selecionar o estilo e tamanho da fonte.
Executa o comando Bold no menu Text para aplicar o estilo negrito a
seleções de textos múltiplas ou simples e campos de valores numéricos.
Executa o comando Italic no menu Text para aplicar o estilo itálico a
seleções de textos múltiplas ou simples e campos de valores numéricos.
Executa o comando Underline no menu Text para aplicar o estilo
sublinhado a seleções de textos múltiplas ou simples e campos de valores
numéricos.
Executa o comando Reduce Font no menu Text para reduzir o tamanho de
qualquer fonte. Este comando pode ser aplicado selecionando os strings de
texto e clicando nesta ferramenta na barra de ferramentas Text.
Executa o comando Enlarge Font no menu Text para aumentar o tamanho
de qualquer fonte. Este comando pode ser aplicado selecionando os strings
de texto e clicando nesta ferramenta na barra de ferramentas Text.
Executa o comando Left Justified no menu Text para alinhar o lado
esquerdo de simples ou múltiplas seleções de texto e campos de valores
numéricos.
Executa o comando Center Justified no menu Text para centralizar
simples ou múltiplas seleções de texto e campos de valores numéricos.
Executa o comando Right Justified no menu Text para alinhar o lado
direito de simples ou múltiplas seleções de texto e campos de valores
numéricos.
Abre a palheta de cor usada para selecionar a cor para uma linha de objeto
ou contorno de objetos.
Abre a palheta de cor usada para selecionar uma cor de enchimento de
objetos.
Abre a palheta de cor usada para selecionar uma cor para um objeto texto.

Abre a palheta de cor usada para selecionar uma cor de background janela.

Abre a palheta de cor usada para selecionar uma cor transparente para um
objeto de bitmap.

37
WindowMaker

Barra de Ferramentas de Desenho


A barra de ferramentas Draw Object é agrupada com todas as ferramentas usadas para
desenhar objetos gráficos simples, como retângulos, elipses, linhas ou objetos textos e
objetos complexos, como tendências de tempo real, bitmap e botões tridimensionais com
etiquetas em suas janelas.

Botão Descrição
Modo seletor para selecionar objetos na janela

Ferramenta retângulo para desenhar quadrados ou retângulos

Retângulo com cantos arredondados usados para desenhar quadrados


ou retângulos com cantos curvos.
Ferramenta elipse para desenhar círculos ou elipses.

Ferramenta linha para desenhar linhas em qualquer ângulo.

Ferramenta linha para desenhar linhas horizontais ou verticais.

Ferramenta linha para desenhar polilinhas.

Ferramenta polígono para desenhar polígonos.

Ferramenta texto para escrever texto em objetos

Ferramenta bitmap usada para desenhar um container bitmap para colar


um bitmap diretamente do Clipboard Windows ou um dos seguintes tipos de
arquivos: .BMP, .JPG, .PCX ou .TGA.
Ferramenta de tendência em tempo real para desenhar objetos de
tendência em tempo real.
Ferramenta tendência histórica para desenhar objetos de tendência
histórica.
Ferramenta botão usada para desenhar botão tridimensional com tag.

38
WindowMaker

Barra de Ferramentas View


A barra de ferramentas View é agrupada com todas as ferramentas usadas para executar a
maioria dos comandos encontrados no menu View. Estes comandos são usados para
controlar o estado da janela do WindowMaker.

Botão Descrição
Liga e desliga um comando Application Explorer no menu View para
mostrar/ocultar a Application Explorer.
Alterna o comando Hide All no menu View para mostrar/ocultar todas as
barras de ferramentas ancoradas.
Quando o modo Hide All está ativado, o tamanho total da WindowMaker
permanece o mesmo. Para voltar ao modo normal, clicar a ferramenta
Hide/Restore All na flutuante View Toolbar ou clicar Hide All no menu
View.
8 No modo Hide All, todas as barra de ferramentas flutuantes
permanecem visíveis e o View ToolBar automaticamente flutua
no topo do WindowMaker. Se a barra de ferramentas é ancorada
enquanto estiver no modo oculto, o modo é automaticamente
terminado.
Alterna o comando Full Screen no menu View para apresentar a tela em
modo comum ou em modo de tela cheia.
Para retornar para o modo normal, clicar a ferramenta Full Screen na
flutuante ViewToolbar ou clicar Full Screen no menu View.
8 No modo Full Screen, as coordenadas da área do cliente
permanecem a mesma. Por exemplo, o topo esquerdo é 0,0. A
tela cheia automaticamente ajusta as coordenadas após
maximizar a área do cliente, esconde a barra de títulos e a barra
de menu e ajusta a área do cliente para o modo de tela cheia
mímico do View.

Alterna o comando Snap do Grid no menu Arrange para mostrar/ocultar


a grade visível para alinhar objetos. Trabalhos com Snap to Grid
comandam o menu Arrange.
8 Se a opção Snap to Grid na caixa de diálogo WindowMaker
Properties não está selecionado, esta ferramenta não tem efeito
Liga e desliga o comando Ruler no menu View para mostrar/ocultar a
régua.

39
WindowMaker

Barra de Ferramentas Arrange


A barra de ferramentas Arrange é agrupada com ferramentas que executam a maioria dos
comandos encontrados no menu Arrange.

Botão Descrição
Executa o comando Align Left no submenu Arrange/Align. Alinha o lado
esquerdo de todos os objetos selecionados com o canto esquerdo do
objeto mais à esquerda selecionado
Executa o comando Align Center no submenu Arrange/Align. Alinha a
linha de centro de todos os objetos selecionados com a linha de centro do
grupo de objetos selecionados
Executa o comando Align Right no submenu Arrange/Align. Alinha o
lado direito de todos os objetos selecionados com o canto esquerdo do
objeto mais à direita selecionado
Executa o comando Align Top no submenu Arrange/Align. Alinha o lado
superior de todos os objetos selecionados com o canto superior do objeto
mais acima selecionado
Executa o comando Align Middle no submenu Arrange/Align. Alinha o
meio de todos os objetos selecionados com o meio do grupo de objetos.
Executa o comando Align Bottom no submenu Arrange/Align. Alinha o
canto inferior de todos os objetos selecionados com o canto inferior do
objeto mais abaixo selecionado
Executa o comando AlignCenterpoints no submenu Arrange/Align.
Alinha o ponto central de todos os objetos selecionados com o ponto
central do grupo de objetos selecionados
Executa o comando Send to Back no menu Arrange para colocar todos
os objetos selecionados atrás de todos os objetos não selecionados
Executa o comando Send to Front no menu Arrange para colocar todos
os objetos selecionados na frente de todos os objetos não selecionados
Executa o comando SpaceHorizontal no menu Arrange para espaçar
igualmente todos os objetos selecionados horizontalmente entre o mais a
esquerda e o mais a direita selecionados
Executa o comando SpaceVertical no menu Arrange para espaçar
igualmente todos os objetos selecionados horizontalmente entre o mais a
esquerda e o mais a direita selecionados
Executa o comando MakeSymbol no menu Arrange para combinar vários
objetos em uma única unidade chamada símbolo.
Executa o comando BreakSymbol no menu Arrange para combinar
desagrupar um símbolo em seus componentes individuais.

40
WindowMaker

Botão Descrição
Executa o comando MakeCell no menu Arrange para agrupar (combinar)
vários objetos selecionados em uma única unidade chamada célula.
Quando combinando células, cada célula será retida, de modo que,
quando a célula combinada é desagrupada, as células originais são
restauradas.
Executa o comando BreakCell no menu Arrange para desagrupar
(quebrar) a célula selecionada. Quando combinando células, cada célula
será retida, de modo que, quando a célula combinada é desagrupada, as
células originais são restauradas.
Executa o comando RotateClockwise no menu Arrange para girar de 90
graus os objetos selecionados no sentido horário.
Executa o comando RotateCounterClockwise no menu Arrange para
girar de 90 graus os objetos selecionados no sentido anti-horário.
Executa o comando FlipHorizontal no menu Arrange para mover
horizontalmente objetos selecionados.
Executa o comando FlipVertical no menu Arrange para mover
verticalmente objetos selecionados.
Liga o comando Reshape Object no menu Edit para dar um formato a um
polígono ou polilinha.

Régua do WindowMaker
O WindowMaker possui uma régua, para fazer alinhamentos de objetos com alta precisão.
A régua é dividida em marcas espaçadas de 5 pixels. A régua pode ficar visível ou oculta.

Barra de Status do WindowMaker


O WindowMaker possui uma barra de status, que mostra as coordenadas X (horizontal) e Y
(vertical) em pixel do objeto na janela. A barra também fornece as dimensões de altura e
largura dos objetos. A barra de status do WindowMaker pode ficar visível ou oculta.

41
WindowMaker

Dicionário de Tagname (Tagname Dictionary)


O Dicionário de Tagname é o coração do InTouch. Em operação (Runtime) do
WindowViewer, o database contem o valor corrente de todos os itens no database. Para
criar um database Runtime, o InTouch requer informação acerca de todas as variáveis
sendo criadas. A cada variável pode ser atribuído um tipo de tagname. O InTouch também
requer informação adicional para alguns tipos de variáveis. Por exemplo, para tagnames do
tipo I/O, o InTouch requer mais informação para ser capaz de coletar o valor e convertê-lo
para uso interno. O Dicionário de Tagname é o mecanismo usado para entrar esta
informação.
Há dois programas de utilidades de database:
Ø DBDump
Permite exportar um Dicionário de Tagname de uma aplicação InTouch como um
arquivo texto que pode ser acessado de outro pacote, como Microsoft Excel para
modificação e armazenamento.
Ø DBLoad
Permite uma database de tagnames criados em outro pacote, como Microsoft Excel
ou um arquivo DBDump de outra aplicação InTouch ser carregada em uma aplicação
InTouch existente.

Links de Animação
Assim que um objeto gráfico ou símbolo é criado, ele pode ganhar vida, através de
animação. Anexando links de animação, pode se fazer um objeto ou símbolo alterar sua
aparência para refletir mudanças no valor de um tagname ou de uma expressão. Por
exemplo, pode-se fazer o símbolo de uma bomba que é vermelha quando desligada e verde
quando ligada. Pode-se também fazer o símbolo da bomba sensível ao toque de um botão,
que o operador pode acionar com o mouse ou um toque de tela (monitor com característica
de touch screen), para ligar ou desligar a bomba. Pode-se usar estes e muitos outros efeitos
especiais através da definição de links de animação para objetos e símbolos.
O InTouch suporta dois tipos básicos de links:

Touch Links
Permite o operador entrar no sistema. Por exemplo, botoeiras ou potenciômetros.

Display Links
Permite a saída para o operador. Por exemplo: enchimento de cor, lâmpadas
piscando.

QuickScript
O scripting no InTouch é uma das características mais poderosas da aplicação. As
capacidades do QuickScript do InTouch permitem o operador executar comandos e
operações lógicas baseado em critérios específicos sendo satisfeitos. Por exemplo, uma
chave sendo pressionada, uma janela sendo aberta, um valor sendo alterado.
QuickFunções são scritps que o operador cria que pode ser chamado de outros scripts e
expressões de link de animação. O código reusado é armazenado em um script e em um
local, suportando a atualização de todas instâncias do script com uma seção de edição.
Através dos scripts, pode se criar uma grande variedade de funções de sistemas
automáticas e personalizadas.

42
WindowMaker

Alarmes e Eventos
InTouch fornece um sistema de notificação para informar ao operador as condições do
processo e do sistema. Este sistema suporta a indicação, listagem e impressão de alarmes
de processo e eventos do sistema. Os alarmes representam avisos das condições anormais
do processo, enquanto os eventos representam as mensagens de status do sistema normal.
InTouch inclui dois sistemas de alarme:

Sistema padrão
Usado para indicar e conhecer os eventos e alarmes gerados pela aplicação local do
InTouch.

Sistema distribuído
Expande este escopo, ao permitir a indicação e conhecimento de alarmes gerados
pelos sistemas de alarme de outras aplicações na rede do InTouch.
Através do sistema de alarmes e eventos, o operador pode:
Ø Estabelecer os vários tipos de alarmes e as hierarquias do grupo
Ø Adicionar, modificar e deletar grupos de alarmes
Ø Atribuir tags a grupos de alarme
Ø Definir as condições de alarme para um tagname
Ø Indicar, listar (fazer log), imprimir e configurar os alarmes

Tendência Histórica e de Tempo Real


O InTouch fornece dois tipos de objetos de indicação de tendência:

Tempo real
Permite o operador imprimir com até quatro penas (valores de dados)

Histórico
Permite o operador imprimir com até oito penas
Os dois tipos de tendências são criados usando ferramentas especiais no WindowMaker. O
operador tem o controle completo da configuração de suas tendências. Por exemplo, o
operador pode especificar e definir
Ø Amplitude de faixa do tempo
Ø Faixa do valor
Ø Resolução da grade
Ø Local dos selos (estampas) de tempo
Ø Local do valor do selo
Ø Número de penas
Ø Atribuição de cores das penas.
O InTouch suporta um sistema histórico distribuído que permite o operador reter os dados
históricos de qualquer arquivo de dados históricos, mesmo em outro nó da rede.
O InTouch inclui duas utilidades:

HDMerge
Combina arquivos .CSV com arquivos de lista de dados históricos.

HistData
Converte os arquivos de dados históricos criptografados (.LGH) em arquivos de
variáveis separadas por virgula (.CSV) para uso em planilhas ou textos.

43
WindowMaker

Comunicação I/O
O InTouch usa os protocolos Microsoft Dynamic Data Exchange (DDE), FastDDE, NetDDE
e Wonderware SuiteLink para comunicar com outros programas Windows, programas de
Servidores I/O Wonderware e programas de Servidores I/O de outros sistemas, que estão se
comunicando com o mundo real.

DDE
DDE (Dynamic Data Exchange – Troca Dinâmica de Dados) é um protocolo de
comunicação desenvolvido pela Microsoft para permitir aplicações no ambiente Windows
enviar e receber dados e instruções de uma para outra. Ele implementa uma relação cliente
servidor entre duas aplicações rodando simultaneamente. A aplicação do servidor fornece os
dados e aceita requisições de qualquer outra aplicação interessada nestes dados. As
aplicações de requisição são chamadas de clientes. Algumas aplicações tais como InTouch
e Microsoft Excel podem simultaneamente ser um cliente e um servidor.

FastDDE
FastDDE fornece um meio de empacotar muitas mensagens DDE Wonderware em uma
única mensagem Microsoft DDE. Este pacote melhora a eficiência e o desempenho,
reduzindo o número total de transações DDE requeridas entre cliente e servidor.

NetDDE
O NetDDE estende a funcionalidade padrão do Windows DDE para incluir comunicação
sobre redes locais e através das portas seriais. As extensões de rede são disponíveis para
permitir links DDE entre aplicações rodando em diferentes computadores conectados via
rede ou modems. Por exemplo, NetDDE suporta DDE entre aplicações rodando em
computadores IBM PC ligados via LAN ou modem e aplicações DDE-ware rodando em
plataformas não PC sob ambientes operacionais tais como VMS e UNIX.

SuiteLink
O SuiteLink da Wonderware usa um protocolo baseado na TCP/IP e é especialmente
projetado para atender as necessidades industriais, tais como: integridade de dados,
diagnóstico mais fácil e maior conectividade. Este protocolo é suportado somente pelo
Windows NT da Microsoft ou maior.
SuiteLink não é uma substituição de DDE, FastDDE ou NetDDE. Cada conexão entre um
cliente e um servidor depende da situação da rede. SuiteLink foi projetado especificamente
para aplicações industriais de alta velocidade e fornece as seguintes características:
Ø Value Time Quality (VTQ) coloca um indicador de tempo estampado e qualidade em
todos os valores dos dados entregues aos clientes VTQ-aware.
Ø Diagnóstico extensivo dos dados conectados, a carga do servidor, o consumo da
fonte do computador e o transporte da rede são acessíveis através do desempenho
do monitor do sistema operacional Windows NT da Microsoft. Esta característica é
crítica para o esquema e manutenção das redes distribuídas industriais.
Ø Volumes consistentes de dados podem ser mantidos entre as aplicações,
independente se as aplicações estão em um único nó ou distribuídas em vários nós.
Ø O protocolo de transporte da rede é TCP/IP usando interface padrão WinSock da
Microsoft.

44
WindowMaker

WindowMaker
1. Criando uma aplicação
1. Double-click no ícone Intouch
2. Aparecerá uma tela de escolha ou criação de diretórios
3. Selecione o ícone New
4. Entre com o nome do diretório
5. Selecione Next
6. Entre com o nome e a descrição da Aplicação
7. Selecione Finish
Observações
Ø Cada aplicação roda em um diretório
Ø Os arquivos do diretório da aplicação não podem ser apagados (a não ser pelo próprio
Intouch), exceto os arquivos *.BAK
Ø Ao fazer backup, todo o diretório deve ser copiado
Ø Ao restaurar, deve ser feito em um diretório vazio

2. Modificando a lista de diretórios de aplicações


1. Selecione a opção Tools/Find Aplications
2. Selecione o diretório a partir do qual você deseja construir a lista de aplicações
3. Selecione OK. Serão adicionados à lista, os diretórios que contém aplicações do
Intouch
Observação

1. Os diretórios que contém aplicações do Intouch precisam estar nesta lista para serem
acessados pelo ícone Intouch

45
WindowMaker

3. Área de trabalho

46
WindowMaker

4. Criando Janelas
1. Crie a primeira janela da aplicação, usando:
/File/New Window ou
Selecionando o ícone New Window
2. Surgirá uma tela para definição das propriedades da janela a ser criada

5. Propriedades de uma janela


Name: nome da janela
Window Color: cor da fundo da janela
Commment: comentário associado à janela (opcional)
Window Tipe : tipo da janela
Replace: fecha qualquer janela que haja interseção
Overlay: aparece sobre a janela corrente
Popup: aparece sempre sobre qualquer janela aberta
Frame Style: tipo de moldura da janela
Single: moldura simples
Double: moldura dupla
None: sem moldura
Title Bar: janela com título
Size Controls: habilita o controle de redimensionmento da janela
X/Y Location: posição horizontal/vertical (em pixels)
Window Width/Height: largura /altura da janela (em pixels)
Scripts: associa ações a serem executadas em três situações:
On Show: quando a janela é aberta
While Showing: enquanto a janela estiver aberta
On Hide: quando a janela é fechada

47
WindowMaker

6. Barra de Status
Se houver objeto selecionado:
Ø Mostra a posição do cursor (relativa ao canto superior esquerdo) coluna, linha
Se houver objeto selecionado:
Ø Mostra a posição do objeto na janela nos primeiros campos (relativa ao canto
superior esquerdo): coluna, linha
Ø Mostra as dimensões do objeto nos últimos campos (relativa ao canto superior
esquerdo): horizontal e vertical

7. Selecionando objetos
1. Selecionar apenas um objeto:
Ø Clique sobre o objeto a ser selecionado: o objeto selecionado aparecerá com
diversos quadradinhos ao seu redor.
Ø Observe os parâmetros na Barra de Status: coluna, linha comprimento e altura
2. Selecionar diversos objetos
Ø Mantendo a tecla SHIFT pressionada, clique sobre os objetos a serem
selecionados.
Ø Posicione o cursor num ponto próximo aos objetos a serem selecionados e
clique (este ponto deve estar numa área em branco da janela).
Ø Aperte o botão do mouse e arraste-o sem soltar o botão: aparecerá um
retângulo pontilhado com o cursor na forma de mão
Ø Todos os objetos no interior do retângulo ficarão selecionados quando soltar o
botão do mouse.

8. Posicionando objetos
1. Um objeto
Ø Selecionar um objeto: clicar no interior deste objeto e faça um arraste (drag),
deslocando-o na direção desejada
2. Vários objetos
Ø Selecionar vários objetos: clicar no interior de um dos objetos selecionados e
fazer um arraste deslocando o conjunto na direção desejada

9. Fazendo ajuste fino no posicionamento de objetos na tela


1. Selecione um ou mais objetos na tela
2. Utilize as teclas de movimentação de cursor (SETAS) para movimentar o objeto
selecionado em passos de 1 pixel (1 posição do grid, caso o grid esteja visível)
3. Utilize as teclas SHIFT + SETAS para movimentar o objeto selecionado em passos
de 10 pixels (2 posições do grid)
4. Utilize as teclas CONTROL + SETAS para movimentar o objeto selecionado em
passos de 50 pixels (4 posições do grid)

48
WindowMaker

10. Redimensionando objetos


1. Selecione um objeto na tela
2. Os pequenos retângulos que surgem ao redor do objeto selecionado chamam-se
handles
3. Posicione o mouse em um handle e movimente-o sem soltar o botão do mouse.
Isto fará com que o objeto seja esticado ou encolhido
4. Se utilizarmos os handles localizados em uma das quatro bordas, o objeto
crescerá nas duas dimensões simultaneamente

11. Menus do Window Maker


File

New Window... Ctrl+N Cria nova janela


Open Window... Ctrl+O Mostra caixa de diálogo que permite abrir janela(s)
Save Window.... Ctrl+S Mostra caixa de diálogo para gravação de janela(s)
Close Window Mostra caixa de diálogo para fecha janela(s)
Delete Window ... Mostra caixa de diálogo para apagar janela(s)
Save Window As... Salva janela aberta com outro nome
Save All Windows Salva todas as janelas abertas
Window Viewer... Vai para o WindowViewer
Print... Mostra caixa de diálogo para exportar janela da
aplicação corrente para outra
Export Window... Mostra caixa de diálogo para exportar janela da
Aplicação corrente para outra
Import Mostra caixa de diálogo para importar janela de outra
Aplicação
Exit Fecha o Window Maker

49
WindowMaker

Edit

Undo Ctrl+Z Desfaz a última ação


Redo Ctrl+Y Refaz a última ação
Duplicate Ctrl+D Duplica os objetos selecionados
Cut Ctrl+X Apaga os objetos selecionados, copiando-os
Copy Ctrl+C Copia os objetos selecionados para o Clipboard
Paste Shift+V Insere os objetos selecionados
Erase Del Elimina os objetos selecionados
Import Image... Importa arquivo de imagem
Paste Bitmap Insere bitmap do Clipboard na janela
Bitmap Original Size Coloca bitmap no tamanho original
Select All F2 Seleciona todos os objetos da janela
Links Mostra menu de Links
Enlarge Radius Shift+Plus Aumenta raio do objeto selecionado
Reduce Radius Shift+Minus Reduz raio do objeto selecionado
Reshape Object Ctrl+R Redesenha o objeto selecionado
Add Point Adiciona pontos à polígonos e linhas múltiplas
Del Point Elimina pontos de polígonos e linhas múltiplas
Symbol Factory Gerenciador da Biblioteca de Símbolos

50
WindowMaker

Links (Janela Popup da opção Menu)

Cut Links Corta links


Copy Links Copia links
Paste Links Cola links
Clear links Limpa links

View

General Toolbar Coloca/Retira Barra de Ferramentas Gerais


Wizards/ActiveX Toolbar Coloca/Retira Barra de Acesso aos Wizards/ActiveX
Format Toolbar Coloca/Retira Barra de Atributos de texto
Draw Object Toolbar Coloca/Retira Barra de Desenho de Objetos e Cores
View Toolbar Coloca/Retira Barra de Ferramentas de Visualização
Arrange Toolbar Coloca/Retira Barra de Alinhamento e Rearranjo de Objetos
Status Toolbar Coloca/Retira Barra de Status
Ruler Coloca/Retira Régua
Application Explorer Coloca/Retira Application Explorer
Hide All Coloca/Retira todas as barras
Full Screen Maximiza a área de trabalho

51
WindowMaker

Arrange

F9 Posiciona objeto atrás dos outros objetos da janela


Send to Back
Bring to Front Shift+F9 Posiciona objeto na frente dos outros objetos da janela
Align Mostra menu de alinhamento
Space Horizontal Ctrl+H Espaça horizontalmente os objetos selecionados
Space Vertical Espaça verticalmente os objetos selecionados
Rotate Clockwise F6 Gira objeto selecionado em 90 graus no sentido
horário
RotateCounter Shift+F6 Gira objeto selecionado em 90 graus no sentido anti-
Clockwise horário
Flip Horizontal F7 Espelhamento na horizontal
Flip Vertical Shift+F7 Espelhamento na vertical
Make Symbol F5 Agrupa os objetos selecionados como símbolo
Break Symbol Shift+F5 Desagrupa o símbolo
Make Cell F3 Agrupa os objetos selecionados como célula
Break Cell Shift+F3 Desagrupa a célula
Snap to Grid Coloca/Retira a grade de pontos

52
WindowMaker

Text

Fonts... Mostra caixa de diálogo para seleção de fonte


Bold Seleciona modo negrito/não negrito
Italic Seleciona modo itálico/não itálico
Underline Seleciona modo grifado/não grifado
Left Justified Alinha texto à esquerda
Centered Centraliza texto
Right Justified Alinha texto à direita
Enlarge Font Ctrl+Plus Aumenta tamanho da fonte
Reduce Font Ctrl+Minus Reduz tamanho da fonte

53
WindowMaker

Line

Seleciona o tipo de linha desejado


No Line

Sem linha

54
WindowMaker

Special

Security Mostra comandos de segurança


Animation Links Ctrl+A Permite fazer animação do objeto selecionado
Substitute Tags... Ctrl+E Troca nomes dos tags dos objetos selecionados
Substitute Strings… Ctrl+L Troca conteúdo dos strings selecionados
Tagname Dictionary... Ctrl+T Acessa o dicionário de dados
Alarm Groups... Cria ou modifica grupos de alarme
Access Names... Cria ou modifica grupos de I/O
Cross Reference... Mostra opções para Referência Cruzada
Notify Clientes Seta um flag para notificar os nós remotos quando
uma aplicação for alterada
Configure Permite mudar configurações do sistema
Update Use Counts... Atualiza contador de tags não utilizados
Delete Unused Tags... Permite eliminar tags não utilizados
Scripts Mostra menu dos possíveis scripts
TemplateMaker... Mostra opções p/ criação de SuperTags

55
WindowMaker

Windows

Window Properties... Ctrl+W Mostra a caixa de diálogo para alteração das


propriedades da janela
Quadro abaixo Mostra as janelas abertas no momento

Help

What’s New Mostra os novos recursos do InTouch


Help Contents Mostra tópicos do Help
Using Help Mostra instruções para utilização do Help
About WindowMaker... Mostra informações sobre a versão do WindowMaker

Fast Switch (Toggles de seleção)

Transfere rapidamente do WindowMaker para o WindowViewer todas


Runtime! as alterações feitas nas janelas abertas no WindowMaker serão salvas
antes da transferência para o WindowViewer (não pede confirmação!)
Development! Transfere rapidamente do WindowViewer para o WindowMaker

56
WindowMaker

Personalizando o Ambiente WindowViewer


Como o WindowMaker, há muitas propriedades que podem ser personalizadas no ambiente
WindowViewer (Runtime). Por exemplo: é possível
Ø Ajustar a velocidade de piscamento para objetos
Ø Determinar o tempo de inatividade do sistema e os valores de advertência
Ø Escolher as janelas que são automaticamente abertas quando o WindowViewer é
iniciado de seu ícone ou do seu comando no menu

Estabelecendo as propriedades gerais do WindowViewer


Ø Para a justar as propriedades gerais do WindowViewer

1. No menu Special, apontar em Configure e depois clicar em WindowViewer, ou dar


um duplo click em WindowViewer no Application Explorer sob Configure. Aparece
a caixa de diálogo WindowViewer Properties com as propriedades General ativas:
8 No Application Explorer pode-se dar um click direito em WindowViewer e
depois clicar Open.

8 Quando se dá o click direito em qualquer caixa de entrada de texto em qualquer


caixa de diálogo, aparece um menu mostrando os comandos que podem ser
aplicados para o texto selecionado.
2. Selecionar Start Wonderware Logger, quando se quer o programa FactorySuite
Wonderware Logger começando automaticamente quando se inicia o
WindowViewer.

57
WindowMaker

3. Selecionar Start up as icon quando se quer iniciar o WindowViewer como um


ícone, em vez de uma janela.
8 Selecionar esta opção somente quando estiver usando o WindowViewer para
coletar dados para outras aplicações I/O interconectadas.
4. Selecionar Close WindowViewer quando se quer fechar WindowViewer
automaticamente quando se inicia o WindowMaker.
8 Se a memória não interessa e quando se está usando a chave rápida para se
mover entre WindowViewer e WindowMaker, esta opção não deve ser
selecionada.
A opção de chave rápida é selecionada na caixa de diálogo WindowMaker
Properties – General.
Quando se seleciona esta opção, a opção Close on Transfer to WindowViewer
localizada na folha de propriedades WindowMaker Properties/General é também
selecionada.
5. Selecionar Close all open windows quando se quer fechar automaticamente todas
as janelas abertas quando se transfere do WindowViewer para o WindowMaker.
8 Quando se seleciona esta opção, libera se memória no sistema.
6. Selecionar Always Load Windows from Disk quando existir uma situação de pouca
memória
8 Selecionando esta opção faz suas janelas de aplicação serem carregadas do
disco e não salvas na memória RAM, quando as janelas são fechadas.
7. Na caixa Minimum Memory to keep free, teclar o número de k bytes de memória
que se quer manter livre para outras aplicações Windows.
8. Selecionar Optimize performance for memory para aumentar significativamente a
velocidade de atualização do desenho. Selecionando esta opção, aumenta-se
significativamente a taxa de atualização dos campos de texto.
8 Se o sistema estiver com pouca memória, esta opção não é habilitada.
9. Na caixa Warning, teclar o número de segundos que leva com nenhuma atividade do
operador (click no mouse ou aperto de tecla do teclado) antes que o tagname
discreto do sistema $Inactivity Warning seja estabelecido em 1 (Verdade).
8 Pode-se usar $Inactivity Warning em uma Condição QuickScript para mostrar
uma janela advertindo o operador que ele deve ser desconectado (logged off) do
sistema. Se o operador clica o mouse, pressiona uma tecla ou executa uma ação
usando qualquer outro dispositivo de apontar antes que o tempo de desligar
especificado expirou, ele não é desconectado. $Inactivity Warning e o
temporizador são resetados.
10. Na caixa Timeout, teclar o número de segundos que podem passam sem atividade
do operador (click no mouse ou aperto de tecla do teclado) antes que o tagname
discreto do sistema $InactivityTimeout seja estabelecido em 1 (Verdade). Quando
$Inactivity Timeout está em 1 (Verdade), o sistema iguala o nome do operador
conectado para o nome reservado None e estabelece o tagname de segurança,
$AccessLevel em 0.
8 Pode-se usar $InactivityTimeout em uma Condição QuickScript para mostrar
uma janela dizendo ao operador que ele foi desconectado (logged off) da
aplicação.
Pode-se usar a propriedade Timeout independente da propriedade Warning.
Porém, o valor Timeout deve ser maior que o valor Warning para uso apropriado
dos dois tagnames do sistema.

58
WindowMaker
Por exemplo, Warning se torna verdade após 30 segundos de inatividade e
Timeout se torna verdade após 15 segundos adicionais (para um total de 45
segundos) de inatividade.
11. Na caixa TickInterval, teclar o intervalo de velocidade que o InTouch usará para
verificar seus temporizadores internos.
8 Este ajuste controla a velocidade de execução de uma aplicação While Running,
janela While Showing, condição While On True/On False , ação da chave e
botoeira While Down dos QuickScripts.
Nota Scripts não podem executar ações mais rápidas que 10 ms no sistema operacional
Windows NT ou cada 50 ms em Windows 95.
12. Na caixa Update Time Variables every, teclar a freqüência (em ms) que se quer que
o WindowViewer atualize os tagnames do sistema baseados no tempo, tais como
$Msec, $Second, $Minute.
8 Recomenda-se o uso do ajuste default de 1000 ms (1 s). Porém, pode-se teclar
um zero para evitar atualização de todas as variáveis de tempo.
13. Selecionar Beep when objects touched quando se quer que todos os objetos
sensíveis ao toque emitem um bip, quando selecionados no WindowViewer.
14. Selecionar Update all trends Fast quando se quer que todos os objetos de tendência
sejam atualizados mais depressa.
8 Selecionar esta opção somente quando se está absolutamente certo que nenhum
objeto está superpondo os objetos de tendência do Runtime. Se for selecionada
esta opção e qualquer objeto está superpondo o objeto de tendência, ele não
será desejado corretamente.
15. Selecionar Debug Scripts quando se quer que seja escrita uma mensagem para o
programa Wonderware Logger cada vez que o QuickScript é executado.
8 Quando se seleciona a opção Debug na folha de propriedades WindowViewer
Properties/Window Configuration, pode ligar ou desligar este comando em
Runtime do menu Special do WindowViewer
16. Selecionar Use old SendKeys somente quando se está usando uma aplicação
internacional que seja desenvolvida usando versão 3.26 ou mais nova do InTouch.
(Esta opção é herdada e não é usada para o FactorySuite.)
17. Nas caixas Slow, Medium, Fast teclar as velocidades (em ms) que se quer usar para
os links de animação de piscamento.
18. Na caixa Server Node, teclar o nome do nó do servidor de alarme que se quer que
os nós de alarme remotos retenham suas informações de alarme. Não se pode entrar
o nome do nó local aqui. (Esta opção é herdada e não é usada para o FactorySuite.)
8 O nome do nó usado aqui não é usado como parte do sistema de alarme
distribuído .
19. Na caixa Block Size, teclar o tamanho que se quer para os blocos de dados
transferidos entre o nó do servidor de alarme e seus clientes.
8 Quando o servidor de alarme da rede InTouch está se comunicando com outros
nós InTouch, I/O Advise e Data Messages são empacotados em blocos para
melhorar a transferência.

59
WindowMaker

20. Na caixa Retry Initiates, teclar o número de segundos que quer passar antes que o
servidor de alarme da rede tente estabelecer e atualizar conversações I/O para os
nós de alarme do cliente. (Esta opção é herdada e não é usada para o
FactorySuite.)
8 Este valor é usado apenas para transferência de dados entre o nó do servidor de
alarme e seus clientes.
21. Selecionar a opção Start Local Servers quando se quer uma caixa de diálogo para
indicar sempre que se inicializa o WindowViewer e o servidor que se está tentando
comunicar com ele não esteja operando. Por exemplo:

Clicar Yes para inicializar o servidor ou clicar No para ignorar a mensagem e fechar a
caixa de diálogo
22. Clicar OK para salvar os ajustes de propriedade e fechar a caixa de diálogo.

Nota Após modificação de qualquer destes parâmetros, deve ser reinicializar o


WindowViewer para aplicar as mudanças.

60
WindowMaker

Ajustando Propriedades de Configuração da Janela do


WindowViewer
Ø Para configurar a janela do programa WindowViewer

1. No menu Special, apontar Configure e depois clicar WindowViewer ou no


Application Explorer sob Configure, dar duplo click WindowViewer.
Aparece a caixa de diálogo Window WindowViewer Properties:
8 No Application Explorer, pode-se também dar o click direito em WindowViewer
e depois clicar Open.
2. Clicar a tabela Window Configuration:

8 Quando se dá o click direito em qualquer caixa de entrada de texto em qualquer


caixa de diálogo, aparece um menu mostrando os comandos que podem ser
aplicados para o texto selecionado.
3. No grupo de menus, selecionar os menus e comandos que se quer mostrar em
Runtime.
8 Por default, a barra de menu é mostrada quando o WindowViewer está rodando.
Limpar a opção Menu Bar para evitar que a barra de menu seja mostrada.
Limpar o comando WindowMaker quando se quer impedir que o operador vá
para o programa WindowMaker. (A seleção desta opção não afeta a chave
rápida para o WindowMaker.)
Limpar o menu Logic quando se quer impedir o operador de partir e parar todos
os QuickScripts durante o Runtime.
Pode-se usar o tagname do sistema, $LogicRunning para permitir o operador
partir e parar todos os QuickScripts.

61
WindowMaker

Nota Quando se seleciona a opção Allow CTRL-Break to stop scripts, o


operador é capaz de parar todos os QuickScripts em operação, independente de
o menu Logic estar mostrado ou não.
QuickFunções assíncronas que estão executando correntemente não podem ser
paradas. Porém, pode-se evitar que novas QuickFunções sejam executadas.
Selecionar o menu Debug somente quando se necessita de debugar a aplicação.
Selecionar os controles Window que se quer disponíveis no Runtime.
Nota Deve-se limpar a opção Control Menu, (também chamada de System
Menu) para ocultar o fechamento (botão X) no canto direito superior da aplicação.

4. Na caixa Title Bar Text, teclar o título que deve aparecer na barra de título da
aplicação no runtime. Por exemplo:
T&C Ltda, Aplicação do Reator 1

Nota Não se pode alterar a barra de título, quando se está usando uma Licença
Promocional.
5. Selecionar Show Application Directory quando se quer incluir o caminho do diretório
da aplicação na barra de título. Por exemplo:
T&C Ltda, Aplicação do Reator 1 – C:\DemoAp1
6. Selecionar Hide Title Bar quando se quer ocultar a barra de título da aplicação no
runtime.
7. Selecionar Impossible to Close quando se quer impedir o operador de fechar o
WindowViewer..

Nota Deve-se limpar a opção Control Menu, (também chamada de System Menu)
para ocultar o fechamento (botão X) no canto direito superior da aplicação.
8. Selecionar Allow CTRL-Break to stop scripts quando se permitir o operador de
apertar a seqüência de teclas CTRL + BREAK para parar a execução de todos os
QuickScript, sempre que for necessário durante o runtime.
Nota QuickFunções assíncronas que estão executando correntemente não podem
ser paradas. Porém, pode-se evitar que novas QuickFunções sejam executadas.

9. Selecionar Disable ALT key quando se quer desabilitar a tecla ALT e evitar que o
operador execute comandos do menu usando a chave aceleradora ALT+. Por
exemplo, ALT + FX para sair da aplicação.

Nota Deve-se limpar a opção Control Menu, (também chamada de System Menu)
para ocultar o fechamento (botão X) no canto direito superior da aplicação.
10. Selecionar Hide Cursor quando se quer evitar que o cursor seja mostrado durante
runtime porque está se usando uma tela sensível ao toque (touch screen).
11. Selecionar Disable CTRL-ESC key quando se quer evitar que o operador acesse o
menu Start para fechar e mudar aplicações.
12. Selecionar Always Maximize quando se quer manter o programa WindowViewer
maximizado durante todo o tempo.
13. Clicar OK para salvar os ajustes e fechar a caixa de diálogo.

Nota: Após modificação de qualquer destes parâmetros, deve ser reinicializar o


WindowViewer para aplicar as mudanças.

62
WindowMaker

Selecionando Home Windows do WindowViewer


Ø Para selecionar as janelas default de partida do WindowViewer

1. No menu Special, apontar Configure e depois clicar WindowViewer ou no


Application Explorer sob Configure, dar duplo click WindowViewer. 1.
Aparece a caixa de diálogo Window WindowViewer Properties:
8 No Application Explorer, pode-se também dar o click direito em WindowViewer
e depois clicar Open.
2. Clicar a tabela Home Windows:

3. Selecionar a(s) janela(s) que deve(m) ser aberta(s) automaticamente, quando o


WindowViewer é inicializado diretamente.

Nota As seleções das janelas Home não tem efeito quando se usa a chave rápida
para inicializar o WindowViewer. As janelas Home são automaticamente abertas
quando se inicializa o WindowViewer diretamente de seu ícone ou do seu comando
do menu.
4. Clicar OK.

63
Glossário

Glossário

continuamente, assumindo os infinitos


A: valores entre 0 e 100%.
Designação default do primeiro drive de
disco, geralmente flexível. Aplicação
Um programa ou grupo de programas
Acelerador usado para um determinado tipo de
trabalho, tal como o InTouch.
Acelerador é usado pela aplicação para
criar uma interface de teclado. Ele é
normalmente oferecido como alternativa Aplicação Ativa
para usar o menu para indicar escolhas. A aplicação que cria a janela que
Um acelerador é um acionamento de correntemente tem o foco do teclado As
tecla que tem um significado especial aplicações não precisam ser ativas para
para a aplicação e que pode ser usado receber e processar mensagens.
para gerar uma mensagem de comando. Aplicação são notificadas pela
mensagem sempre que elas ganham ou
Acelerador de tecla perdem status de aplicação ativa. O
usuário normalmente determina a
Uma seqüência especial de teclas que
aplicação ativa, mas as aplicações
executa comandos de menu. Por
podem ignorar esta decisão.
exemplo, CTRL + A. Ver Acelerador.
Aplicação Windows
Acesso
Uma aplicação que é projetada
Obtenção ou localização de dados.
especialmente para o ambiente
operacional da MS-Windows e que usa
Ajuda (Help) todas as características do Windows,
Instrução em linha que explica como como menus, barras, ícones, rolamentos.
usar uma aplicação Windows. O menu
Ajuda mostra os tópicos específicos da Área de visão
Ajuda.
A área de visão (também chamada
Workspace) em aplicações de Windows
Alarme que mostra uma página de um arquivo.
Um sinal de aviso que é indicado ou Ver Workspace.
ativado sempre que ocorre um desvio
crítico da condição normal. Argumento
Uma variável para a qual um valor lógico
Algoritmo ou numérico pode ser atribuído. Até 16
Uma seqüência de instruções que são argumentos podem ser especificados
mecanicamente realizadas para executar para uma Função Rápida do InTouch.
um procedimento. Ver Função Rápida (QuickFunction)

Analógico Arquivo (File)


Relativo à representação de quantidades Um mecanismo para manter e
numéricas pela medição de variáveis armazenar informação em um disco
físicas contínuas. Sinal analógico varia rígido ou disco flexível para uso
posterior. O arquivo pode também se

64
Glossário
referir a qualquer documento ou base de Barra de ferramentas
dados criado pelo usuário, tal como um
Barra contendo ícones que representam
documento de processador de texto,
comandos de utilidades e funções do
planilha de cálculo. Cada arquivo
computador.
aparece em sua janela própria e, em
muitos casos, o nome do arquivo
aparece na barra de títulos no topo da Barra de Menu
janela. A barra horizontal que listas os nomes de
um menu de aplicação. A Barra de Menu
Arquivo corrente aparece abaixo da barra título de uma
janela. Cada aplicação do Windows tem
O arquivo que está rodando na
uma Barra de Menu distinta para esta
aplicação.
aplicação, embora alguns menus e
comandos sejam comuns a muitas
Assíncrono destas aplicações.
Pertinente a um modo de comunicação
de dados que fornece um intervalo Barra de Rolamento (Scroll Bar)
variável de tempo entre caracteres
Barras que aparecem no lado direito ou
durante a transmissão. Ver transmissão
no fundo de uma janela. A barra de
síncrona.
rolamento é usada para se mover
através da janela que contem mais
Asterisco informação que pode ser mostrada em
Um símbolo (*) usado para representar uma tela. A barra de rolamento do lado
um operador multiplicação em muitas direito de uma janela rola verticalmente.
linguagens de programação A barra de rolamento no fundo de uma
janela, rola horizontalmente. Ver Caixa
b de Rolamento.
Uma abreviatura de byte ou baund. Usa
bits quando referente a armazenagem ou Barra de Título
taxa de baud quando referente a A barra através do topo de todo janela
comunicação. Ver Baud ou Byte. que contem o nome da aplicação e o
documento ou arquivo sendo usado por
Background (Segundo plano) esta aplicação. (No InTouch existe uma
opção para eliminar a Barra de Título). A
Em multiprogramação, o ambiente em
Barra de Título é também usada para
que programas de baixa prioridade são
mover uma janela na tela agarrando-a e
executados. Também, a parte de uma
arrastando o mouse, simultaneamente.
tela de display não ocupada com os
caracteres ou gráficos indicados
(primeiro plano - foreground) Base de Dados (Database)
Uma coleção de registros ou arquivos
Back up relacionados logicamente. Uma base de
dados consolida muitos registros em um
Cópia reserva de um determinado
conjunto comum de registros de dados
arquivo ou arquivos, transferidos de um que serve como um único arquivo
disco flexível ou disco rígido para outro
central.
disco removível ou fixo.
Baud
Barra
Uma unidade de medição da velocidade
Conjunto de ícones e nomes colocados
de transmissão de dados. Um baud é 1
um ao lado do outro formando uma
bit por segundo. Desde que um único
barra. Os nomes geralmente incluem
caracter requer aproximadamente 8 bits
grupo de comandos. O ícone é uma tecla
para ser representado, dividir a taxa de
de atalho para executar o comando.
baud por 8 para calcular os caracteres
Geralmente, quando se coloca o cursor
por segundo (cps) a serem transmitidos.
sobre um ícone, aparece uma pequena
Por exemplo, 300 baud é igual a 37,5
bandeirola com sua função. A barra pode
cps, 1200 baud é igual a 150 cps e 2400
ser horizontal (mais comum) ou vertical.
baud é igual a 300 cps.

65
Glossário
Beta Teste Boot
Preteste de hardware ou software com Começar ou recomeçar um sistema de
usuários típicos selecionados, para computador, lendo instruções de um
descobrir bugs antes de lançar produto dispositivo de armazenagem na memória
para o público geral. O usuário de um do computador. Ele envolve parte do
programa beta é um beta-usuário. carregamento do sistema operacional na
memória principal do computador. Se o
Binário computador já está ligado, é um boot
quente, se estiver desligado, é um boot
Pertinente ao sistema de numeração
frio.
com uma raiz de 2 ou à característica ou
propriedade envolvendo uma escolha ou
condição em que há exatamente duas Borda
possibilidades. A linha limitando a janela ativa corrente.
Uma janela pode ser redimensionada
Binário, Código através de sua borda quando aparece o
apontador com duas setas inclinadas.
Um sistema de código em que o
significado de qualquer dado é feito
através do uso de bits, ou seja, 0 ou 1. Botão de Comando
Um retângulo com cantos arredondados
Binário Codificado Decimal (BC) com uma etiqueta nele que descreve
uma ação, tal como OK, Cancelar
Um sistema de código de computador
(Cancel), Fechar (Close). Quando
em que cada dígito decimal é
escolhido, um botão de comando
representado por um grupo de quatro
executa a ação.
binarios 0 e 1.

Botão de Opção
BIOS
Um pequeno botão redondo aparecendo
Um acróstico de Basic Input/Output
na Caixa de Diálogo. Um Botão de
System. Em alguns sistemas
Opção é selecionado para definir uma
operacionais, a parte do programa que o
opção, mas dentro de um grupo de
personaliza para um computador
botões de opção relacionados, só um
específico.
pode ser selecionado. Um botão de
opção tem um ponto preto quando está
Bit selecionado e está em branco quando
Um dígito binário. Um dígito 0 ou 1 na não está selecionado.
representação de um número na notação
binária. A menor unidade de informação Buffer
reconhecida por um computador e seu
Uma área de armazenagem usada para
equipamento associado. Vários bits
manter temporariamente dados sendo
formam um byte ou uma palavra
transferidos de uma dispositivo para
computada.
outro. Usado para compensar as
diferentes taxas em que os
Bitmap equipamentos processam os dados. Por
Um imagem memória de uma porção de exemplo, um buffer seria usado para
uma superfície de dispositivo de display. manter os dados esperando pela
Em Windows, um bitmap é realmente impressão, para manter a CPU livre para
uma estrutura de dado contendo um outras tarefas, desde que a CPU
apontador para sua imagem de memória processa os dados de um modo muito
mais a informação acerca do dispositivo mais rápido.
de display. A quantidade de memória
requerida para um bitmap é específica Bus
do dispositivo, sendo dependente da cor
Um canal ou caminho para transferência
e resolução do pixel do dispositivo em
de dados.
questão.

66
Glossário
Botão (Button) Caixa de Rolamento (Scroll Box)
Botão com um grande ou pequeno Uma pequena caixa branca na barra de
retângulo com cantos curvos que rolamento. A caixa de rolamento reflete a
aparecem nas caixas de diálogo. Clicar posição da informação dentro da janela
com a seta do cursor para selecionar a em relação ao conteúdo total do arquivo.
opção do botão ou comando. Por exemplo, se a caixa de rolamento
está no meio na barra de rolamento,
Byte então o texto ou o dado na janela está na
metade do arquivo. O mouse pode ser
Um agrupamento de dígitos binários
usado para rolar, apertando-se a seta da
adjacentes operados pelo computador
caixa de rolamento. Ver Barras de
como uma unidade. O byte com tamanho
Rolamento.
mais comum contem 8 dígitos binarios
ou 8 bits.
Caixa de Texto
C: Uma caixa onde a informação necessária
para realizar um comando é acionada.
Nome default do primeiro disco rígido do
Uma Caixa de Texto usualmente
computador, que contem o sistema
aparece em uma Caixa de Diálogo.
operacional e portanto é bootável.
Caixa de Verificação
Caixa de Diálogo
Uma pequena caixa quadrada que
Uma janela que aparece quando o
aparece em uma caixa de diálogo que
Windows necessita de mais informação
pode ser ligada ou desligada. As caixas
antes que ele possa executar um
de verificação são geralmente
comando. Por exemplo, se o comando
associadas com opções múltiplas que
Salvar em um menu de Arquivo é
podem ser escolhidas. Para escolher
selecionado, uma caixa de diálogo
uma opção da caixa, mover-se para ela e
aparece perguntando pelo nome para o
clicar o botão do mouse. Quando
arquivo a ser salvo.
aparece um X, ela é selecionada.
Quando ela fica em branco, ela não pode
Caixa de Lista ser selecionada.
Uma caixa dentro de uma caixa de
diálogo listando todas as escolhas Chave de Comando
disponíveis para um comando. Por
Qualquer tecla do teclado usada para
exemplo, uma lista de arquivos em um
executar funções separadas.
disco. Usualmente, um item é
selecionado de uma Caixa de Lista, e
depois OK é escolhido. Se há mais Carregar
escolhas do que as que são encontradas Alimentar dados em uma base de dados.
na Caixa de Lista, deve haver uma barra Colocar o programa de um disco flexível
de rolamento vertical. Selecionando a ou rígido (memória de massa) na CPU
seta para baixo próxima do primeiro item (memória RAM) do computador.
na lista irá mostrar o resto da Caixa de Contrário de salvar.
Lista.
Colar (Paste)
Caixa de Mensagem Para inserir algo em um documento ou
Uma caixa de diálogo especial através arquivo de um Clipboard. Algumas
da qual uma aplicação mostra aplicações (incluindo InTouch) podem
mensagens de erro ou outra informação ter um comando de Colar que faz esta
importante. Caixas de mensagem tarefa. Se usar alguma outra aplicação
alertam o usuário aquando um erro padrão que roda em uma janela,
ocorre ou quando a aplicação precisa de Windows adiciona o comando Colar ao
informação para completar a ação ou o menu de controle.
comando.

67
Glossário
colocado em um container ActiveX.
Caminho (Path) InTouch é um container AtiveX.
VisualBasic e explorador de Internet são
A hierarquia de arquivos através da qual
também container ActiveX.
o controle passa para achar um
determinado arquivo. Designa um ou
mais drives de disco e caminhos de Controle de Processo
diretório a serem procurados O uso do computador para controlar
seqüencialmente por um programa ou processos industriais, como refinaria de
arquivo batelada se o arquivo não pode petróleo e produção de aço.
ser encontrado no drive ou diretório
corrente ou no especificado. Os Corte (Crop)
caminhos dos drives ou diretórios são
Em computação gráfica, cortar alguma
procurados na ordem que eles aparecem
parte de uma imagem.
no Caminho.
DDE (Dynamic Data Exchange)
Comando
DDE é a passagem de dados entre
Uma palavra ou frase, usualmente
aplicações, realizada sem envolvimento
encontrada em um menu, que executa
ou monitoração do usuário. No ambiente
uma ação.
Windows, DDE é conseguido através de
um conjunto de tipos de mensagens,
Computador de Controle de procedimentos recomendados
Processo (protocolos) para processar estes tipos
Um computador usado em um sistema de mensagem e algum tipo de dados
de controle de processo, geralmente recentemente definido. Seguindo os
limitada em capacidade de instrução, protocolos, aplicações que foram escritas
comprimento de palavra e exatidão. independentemente de cada outra, pode
Projetado para operação contínua em passar dados entre elas, sem
locais da planta sem ar condicionado. envolvimento do usuário. Por exemplo,
no InTouch e Excel.
Concatenar
Declaração (Statement)
Ligar ou juntar dois ou mais strings de
caracteres em um único string de Uma expressão de instruções em uma
caracteres ou juntar uma linha de um linguagem de computador.
display com a linha seguinte.
Default
CONFIG.SYS Uma opção, comando ou dispositivo que
Um arquivo de texto ASCII que o MS- é automaticamente selecionado ou
DOS processa quando o sistema é escolhido pelo sistema. Por exemplo, um
ligado ou religado. Ele permite ao dos botões de comando em uma caixa
usuário configurar certos aspectos do de diálogo já está selecionado quando a
sistema operacional, tais como o número caixa de dialogo é aberta. Isto indica que
de buffers de discos alocados, o número ele é o valor default e será escolhido
de arquivos que podem ser abertos ao automaticamente quando se pressiona a
mesmo tempo. tecla <ENTER>. O valor default é
ignorado quando se seleciona outra
Controle ActiveX – Container opção, comando ou dispositivo.

O controle ActiveX, originalmente


Destaque (Highligth)
conhecido como controle OLE ou OCX, é
um componente isolado de software que Indica que o objeto está selecionado e
executa funções específicas de um modo será afetado pela próxima ação ou
padrão. Ele define interfaces padrão para comando. Um objeto destacado aparece
componentes reusáveis. O controle em vídeo reverso. Um ícone selecionado
ActiveX não é uma aplicação separada. é mostrado em brando e indica o nome
Ao invés, ele é um servidor que é da aplicação.
colocado em um container de controle.
Para usar controle ActiveX, ele deve ser

68
Glossário
Diretório Driver de Dispositivo
Uma estrutura de arquivos organizados Um programa que controla como o
em grupos convenientes. Um diretório é computador interage com um dispositivo,
como um endereço mostrando onde os tal como impressora, monitor ou mouse.
arquivos estão localizados. Um diretório Um driver possibilita o uso de
pode conter arquivos ou subdiretórios de dispositivos com o computador.
arquivos.
ENTER, tecla
Discreto, valor ou variável A tecla do teclado que executa um
Uma variável que somente dois estados: comando ou ação. Mesmo que
1 (Verdadeiro, Ligado) ou 0 (Falso, RETURN, em alguns teclados.
Desligado).
Escalonar (Scaling)
Display O processo de alterar o tamanho de uma
A representação gráfica dos dados na imagem (ou letra).
tela.
Espelhando
Dithered O display ou criação de gráfico que
Pontos intermitentes de várias cores que representa uma imagem exatamente o
produzem o que parece ser uma nova reverso de sua orientação original. Por
cor. exemplo, girar o gráfico em seu eixo x ou
y.
Documento
Uma unidade de saída da impressora Estabelecimento de atribuição
que deve ser impresso contiguamente, Um estabelecimento de linguagem de
ou seja, nenhuma outra saída pode ser programação que dá um valor para uma
intercalada dentro do documento. Um variável, tal como em x = x + 1 ou y = 6.
documento, assim, é análogo a um
relatório. A aplicação deve especificar o Estender
início e o fim de cada documento.
selecionar mais do que um item em uma
janela. Para estender uma seleção,
DOS manter apertada a tecla SHIFT até que
Acróstico de Disk Operating System, tudo seja selecionado.
sistema operacional em que os seus
programas são armazenados em discos Evento
magnéticos. Tipicamente, ele mantém
Evento está associado com controles
trilha dos arquivos, salva e carrega
ActiveX e ocorre através do container
arquivos, aloca espaço de
ActiveX. Pode-se executar eventos de
armazenamento e gerencia outras
controle ActiveX em execução
funções de controle associadas com o
(WindowViewer), projetando uma ação
armazenamento do disco.
particular e associando-a ao evento pela
criação de Scripts de Evento ActiveX.
DRA Por exemplo, Control.click (shift).
Acróstico de Dynamic Resolution FileViewer.DoubleClick (name). Ver
Propriedades e Métodos.
DRC
Acróstico de Dynamic Resolution Expressão
Conversion. Conversão dinâmica de Um termo genérico para números,
resolução permite que cada nó View números com sinais de operação,
escale uma aplicação para um número variáveis e combinações deles. Por
de opções definido pelo usuário, exemplo: 6, 3 + 6, n + 10.
incluindo uma resolução do usuário. Este
escalonamento ocorre quando
WindowViewer compila a aplicação e
não requer o WindowMaker.

69
Glossário
scritps ou expressões. Pode-se usar até
Extensão 16 argumentos por Função Rápida. Eles
são armazenados na aplicação em que
O ponto e as três letras no final de um
eles são criados. As Funções Rápidas
nome de arquivo. Uma extensão
podem ser definidas como assíncronas,
identifica o tipo de informação que um
pois quando executadas, rodam no
arquivo contem. Por exemplo, uma
segundo plano (background) do
extensão .EXE ou .BAT indica que um
processo principal da WindowViewer
arquivo contem uma aplicação. Uma
(runtime).
extensão .DOC indica que o arquivo é do
aplicação MS-Word.
Gráfico do Computador
FactorySuite Um termo genérico significando a
aparência de fotos ou desenhos,
Pacote de programa da Wonderware que
diferente de letras e números, na tela de
inclui InTouch (e todos os programas
display ou na impressora.
correlatos e utilidades), InControl e seus
programas I/O Server, Industrial SQL
Server e muitos outros I/O Server, Grupo de Botões de Opção
Producitivity Pack, NetDDE para Um grupo de opções relacionadas em
Windows e NetDDE Extensões para uma Caixa de Diálogo. Só um botão de
Windows NT. opção em um grupo pode ser
selecionado por vez.
FactorySuite Plus
Um pacote de programas melhorados Hertz
que inclui produtos como InTrack e Unidade de freqüência, símbolo Hz.
InBatch da Wonderware. Equivalente a ciclos por segundo (cps).
Em comunicação, são comuns os
Fechar (Close) múltiplos:
Remover uma janela de aplicação e kilohertz, kHz, 1000 Hz
6
ícone da tela e liberar a memória usada megahertz, MHz, 10 Hz
pela aplicação. Para fechar uma 9
gigahertz, GHz, 10 Hz
aplicação, escolher o comando
Controlar/Fechar (Control/Close). Assim
Inativa
que uma aplicação é fechada, ela deve
ser roda para ser usada novamente. Uma janela ou ícone que não está
selecionado. Ver Selecionado.
Fila de Espera (Queue)
Inteiro
Um grupo de itens esperando serem
atuados pelo computador. O arranjo dos Qualquer membro de um conjunto
itens determina a prioridade de consistindo de número inteiro positivo ou
processamento. Por exemplo: negativo e zero. Exemplos: -19, 0 e 84.
documentos esperando na fila de
impressão. I/O
Abreviatura para Input/Output (lê-se aiô).
Formatar Em português, se usa E/S:
Preparar um disco para que ele possa Entrada/Saída
manter a informação. Formatar um disco
apaga toda a informação armazenada Janela Quadriculada (Tiled Window)
previamente. Formato é um termo usado Uma janela quadriculada é aquela com
para uma interpretação de objeto. Em tamanho, formato e localização na tela
muitas aplicações de Windows, os determinada pelo Windows. Janela
formatos disponíveis incluem texto, quadriculada é o único estilo da janela
bitmap, planilha. que não pode ser superposta sobre outra
janela, pode ser colocada na área do
Função Rápida (QuickFunction) ícone e pode ter menus. Cada aplicação
Funções rápidas são scripts que podem normalmente cria justo uma janela
ser escritos e chamados de outros quadriculada. Todas as janelas

70
Glossário
adicionais criadas por uma aplicação
estão normalmente cascateadas ou MB
popup.
Uma abreviatura para megabyte. Um
milhão de bytes. 1000 kB.
k (Rigorosamente é 1024 x 1024 = 1 048
Símbolo SI para 1000. O símbolo deve 576 bytes).
ser escrito em minúsculo e nunca em
letra maiúscula, pois K simboliza a Menu
unidade de temperatura kelvin. Por
Menus são listas agrupadas de
exemplo: kΩ = 1000 ohms. Em
comandos disponíveis de Windows e
informática 1 k = 1024. Por exemplo 1kB aplicações. Os títulos dos menus
= 1024 bytes.
aparecem na barra de menu no topo de
janela. Para escolher um comando,
Linha de Comando mostra-se o menu e escolhe o comando
O string de argumentos que segue desejado.
qualquer comando MS-DOS, incluindo o
comando para iniciar um programa de Método
aplicação. Os argumentos na linha de O método está associado com o controle
comando são passados para a função
ActiveX. O método é similar à função
MS-DOS ou programa no tempo da
script dizer que se pode chamar do
partida. container ActiveX. Por exemplo,
Browser.Navigate (URLPageName),
Log in Engine.start (). Ver Propriedades e
Começar uma seção em uma estação de Eventos.
display ou com uma fonte remota. Ato de
identificação como autorizado para usar Minimizar
uma fonte. Geralmente, o sistema requer
Transformar uma janela em um ícone.
um nome de identificação e senha Para minimizar uma janela, escolher o
(password) para verificar a autorização
comando Controlar/Minimizar
para usar a fonte. Equivalente a log on.
(Control/Minimize) ou clicar na caixa
Minimize no canto direito superior da
Macro janela. Ver Maximizar (Maximize) e
Uma única declaração em linguagem de Restaurar (Restore).
programação simbólica que, quando
transformada, resulta em uma série de Modo
declarações de linguagem de máquina.
Um método ou condição de operação.
Uma série de comandos combinados em
um único comando. Módulo
Uma função matemática que cede o
Mágico (Wizard) resto de uma divisão. O número x
Conjunto de ícones já preparados para módulo n dá o inteiro que resta da
uso em aplicações. divisão de x/n. Por exemplo, 200 módulo
47 é igual ao resto de 200/47 ou 12.
Maximizar (Maximize)
Fazer uma janela ou ícone ocupar toda a MS-DOS
tela do monitor. Para maximizar uma Abreviatura de MicroSoft Disk Operating
janela, escolher o comando System, o sistema operacional padrão
Controlar/Maximizar (Control/Maximize) usado pelos computadores pessoais da
ou clicar na caixa Maximizar no canto IBM e compatíveis. Desenvolvido pela
direito superior da janela. Ver também Microsoft, Inc.
Minimizar (Minimize) e Restaurar
(Restore) Multitarefa
A habilidade de um computador executar
duas ou mais funções (tarefas) ao
mesmo tempo.

71
Glossário
NAD Operador de Atribuição
Acróstico para Network Application Um operador usado em um
Development é uma arquitetura que estabelecimento de atribuição que causa
combina as melhores das arquiteturas o valor à direita ser colocado na variável
baseadas na cliente e baseadas no à esquerda do operador.
servidor. NAD fornece notificação
Operando
automática de mudanças de aplicação e
distribuição automática das aplicações Uma quantidade ou item de dado que
atualizadas para nós View. NAD pode está sendo operado.
também ser usada para distribuir
automaticamente aplicações Página
mestre/escravo.
Uma página é um bloco de informação
que é selecionada e armazenada em um
Nome do Arquivo (Filename) arquivo. Por exemplo, um parágrafo de
O nome do arquivo consiste de um nome teste do MS-Word pode ser uma página
base contendo não mais que oito e uma gráfico de MS-Excel pode ser
caracteres e uma extensão com três outra. Páginas podem ser mantidas em
caracteres. Por exemplo: vários formatos no mesmo arquivo.
INTOUCH.EXE, APOSTILA.DOC. Páginas são numeradas como se elas
fossem colocadas no arquivo.
Nome do Caminho (Path name)
Uma descrição do local de um diretório Palheta (Palette)
ou arquivo dentro do sistema. O Nome O conjunto de cores disponíveis em um
do Caminho consiste da letra do drive, sistema de gráfico de computador.
dois pontos (:) , seguido pelos nomes do
diretório ou subdiretório, seguido por um Paridade
nome de arquivo. Cada nome é
Um bit extra adicionado ao byte, caracter
separado do anterior por uma barra ao
ou palavra para garantir que há sempre
contrário (\). Se não especificado, o drive
um número par ou impar de bits, de
e o diretório default são usados.
acordo com a lógica do sistema. Se,
através de uma falha do equipamento,
Objeto um bit é perdido na transmissão, sua
Um conjunto de dados. Objeto pode vir perda pode ser detectada pela
em vários formatos: bitmap, texto, tempo verificação da paridade. O mesmo
real e gráfico de tendência histórica. padrão de bits permanece enquanto os
conteúdos do byte, caractere ou palavra
Objeto Gráfico permanecerem os mesmos.
Um objeto orientado visualmente, tal
como uma barra de rolamento (scroll Pixel
bar), bitmap ou ícone que é usada na Uma célula de pintura ou versão
apresentação de uma interface visual. abreviada de picture element. A tela de
Objetos gráficos podem ser criados pela display visual é dividida em filas e
aplicação ou pelo Windows para uso colunas de pequenos pontos, quadrados
pela aplicação. ou células, cada uma sendo um pixel. A
menor unidade na tela do display que
Off-Line pode ser armazenada ou mostrada. Uma
imagem computada é tipicamente
Pertinente ao equipamento ou dispositivo
composta de uma matriz retangular de
não em comunicação direta com a CP U
pixels. A resolução de uma imagem é
de um computador. Equipamento não
expressa pelo número de pixels no
ligado ao computador.
display. Por exemplo, uma imagem com
560 x 720 pixels é muito mais precisa
Operador que uma imagem com 275 x 400 pixels.
Na descrição de um processo, o que
indica a ação a ser feita pelos
operandos.

72
Glossário
Planilha de Cálculo (SpreadSheet) Propriedades
Um programa que arranja dados e Propriedades são associadas com
formulas em uma matriz de células. Por controles ActiveX e podem ser
exemplo, MS-Excel. associadas com tagnames de InTouch.
As propriedades que podem ser
Ponto de Inserção configuradas para um determinado
controle ActiveX são determinadas pelo
O local onde o texto será inserido,
projetista do controle ActiveX. Algumas
quando o usuário aperta a tecla. O ponto
propriedades são unidirecionais,
de inserção geralmente aparece como
significando que a propriedade
uma linha vertical (cursor) que fica
estabelece o valor do tagname ou o valor
piscando e pode aparecer no local de
do tagname estabelece a propriedade.
trabalho ou dentro de uma caixa de
Outras propriedades podem ser
diálogo. O texto teclado aparece à
bidirecionais, significando que o valor
esquerda do ponto de inserção, que é
pode ser estabelecido pelo tagname ou
empurrado para a direita quando se
pela propriedade.
entra com o texto.

Protocolo
Porta (Porta)
Estabelece as regras ou convenções que
A parte do computador através da qual
governam a troca de informação entre
um dispositivo periférico pode se
sistemas de computador ou aplicações.
comunicar. Uma conexão entre a CPU e
um dispositivo periférico.
Quickscript
Porta Paralela Script criado no InTouch. As
capacidades do Quickscript do InTouch
Uma porta de entrada/saída em um
permitem a execução de comandos e
computador, através da qual os dados
operações lógicas baseando-se em
são transmitidos e recebidos, todos ao
critérios específicos sendo encontrados.
mesmo tempo, em fios separados.
Por exemplo, uma tecla sendo apertada,
Tipicamente, em computadores
uma janela sendo aberta, um valor sendo
pessoais, o dado paralelo é passado
alterado.
através de uma porta de interface
paralela IEEE 488. É diferente da porta
serial. Registro
Um dispositivo de alta velocidade usado
Porta Serial em uma CPU para armazenamento
temporário de pequenas quantidades de
Uma porta de entrada/saída em um
dados ou resultados intermitentes
computador, através da qual o dado é
durante o processamento.
transmitido e recebido, um bit por vez.
Tipicamente, em computadores
pessoais, o dado serial é passado Restaurar (Restore)
através de uma porta de interface serial O ícone pode ser restaurado para o
RS 232C. É diferente da porta paralela. tamanho de toda a tela teclando-se
duplamente nele. Para restaurar uma
Precedência janela, escolher o comando Restaurar do
menu de Controle ou clicar na caixa
Regras que estabelecem que operadores
Restaurar no canto direito superior da
podem ser executados primeiro em uma
janela. Ver Maximizar e Minimizar.
expressão.
Rodando
Processamento
Uma aplicação que está rodando é uma
A aplicação que normalmente tem o
aplicação que está no sistema como uma
controle do processador. Dá-se controle
tarefa, pode receber mensagens e é
do processador a uma aplicação assim
(normalmente) conhecida pelo usuário.
que a mensagem é recebida e ela retém
Do início ao fim, uma aplicação está
o controle do processador até que a
sempre rodando mas nem sempre está
mensagem seja processada.
processando.

73
Glossário
Rodar (Run) Wonderware Logger, WindowViewer
podem ser rodados como serviços NT.
Começar uma aplicação. O comando
Rodar (Run) permite a especificação dos
parâmetros da aplicação. Uma aplicação SI
pode também ser rodada pelo duplo click SI é o símbolo Sistema Internacional de
em seus nome ou seu ícone. Unidades, organismo internacional que
estabelece os símbolos e nomes das
Salvar como ... (Save as ...) unidades das grandezas físicas.
Uma escolha no menu de Arquivo (File)
para copiar um arquivo que está Sintaxe
trabalhando em um novo nome de As regras governando a estrutura de
arquivo, sem alterar o original uma linguagem e sua expressão.

Rolar (Scroll) Sistema Operacional


Mover os dados ou texto para cima e Software que controla a execução de
para baixo ou da esquerda para a direita programas de computador e que pode
para ver partes do arquivo que não fornecer programação, controle
podem ser arranjadas no tamanho da entrada/saída, atribuição de
tela. armazenagem, verificação de defeitos.
Abreviado como OS.
Salvar (Save)
Armazenar ou mudar um arquivo da CPU String
(memória RAM) do computador para um Uma seqüência conectada de caracteres
disco flexível ou rígido (memória de ou bits tratados como um único item de
massa). Contrário de carregar. dado.

Segundo Stand alone (Isolado)


Unidade de tempo, símbolo s. Em Um computador isolado, autocontido,
comunicação, são comuns os oposto ao computador que é ligado a
submúltiplos: uma rede ou depende de um sistema
milissegundo, milésima parte do segundo remoto de computador. Um computador
-3 isolado opera por si, não requerendo
ou 10 s, símbolo SI: ms.
nenhum outro equipamento.
microssegundo, milionésima parte do
-6
segundo ou 10 s, símbolo SI: µs.
Subdiretório
nanossegundo, milésima milionésima
-9 Subdiretórios são localizados dentro de
parte do segundo ou 10 s, símbolo SI:
ns. Diretórios. Eles são uma estrutura para
organizar arquivos em grupos
picossegundo, milionésima milionésima
convenientes. Um subdiretório é como
parte do segundo ou 10-12 s, símbolo ps
um endereço mostrando onde os
arquivos estão localizados.
Serviço
Tipo especial de programa no Windows SuperTag
NT que é privilegiado e opera em um
O InTouch suporta uma estrutura
nível muito baixo dentro do sistema. Os template que permite a definição de tipos
serviços rodam automaticamente no
compostos de tagname, chamados
segundo plano e eles não requerem um
SuperTags. Templates SuperTag podem
usuário para iniciar. Como o sistema contem até 64 tagnames membros e dois
operacional Windows NT é seguro, os
níveis de rede. Ver TemplateMaker
programas normais não podem acessar
o hardware diretamente, como um disco
rígido ou outros objetos do sistema, Tagname
como o Event Lot. Os programas de O nome atribuído a uma variável definida
Serviço podem acessar o hardware e os no Dicionário de Tagname (InTouch
objetos de sistema para outros database).
programas normais. Por exemplo, o

74
Glossário
Tagname Remoto com valores intermediários sem impactar
ou diminuir o número de tagnames
Um tagname que reside em uma fonte
licenciados e melhorar o desempenho.
de tag remota mas é referenciado na
Variáveis locais ou tagnames podem ser
aplicação local do InTouch. Aplicações
intercambiáveis e usadas dentro do
do cliente podem ser projetadas sem uso
mesmo script.
de qualquer tagname no Dicionário de
Tagnames local usando referências
remotas de tagname. Variável Separada por Virgula (CSV)
Variável Separada por Virgula é o
Tarefa (task) formato usado pelo Clipboard para
transferir colunas de texto e dados
Uma tarefa é uma aplicação de
numéricos entre aplicações. Um item de
execução. Tarefa é um sinônimo de
dados CSV é como texto com cada
processo.
variável separada por virgulas. Embora a
MS Excel seja provavelmente o principal
Tela Sensível ao Toque criador de dados clipboard CSV, muitas
Uma tela de display em que o usuário aplicações do MS-DOS suportam este
pode entrar comandos através da formato.
pressão de dedo ou outro objeto em
áreas projetadas Votação (Polling)
Um método de controle de comunicação
Tempo de execução (Runtime) usado por alguns sistemas de
O tempo durante o qual os dados são computador - terminal, onde um
preparados pela unidade de controle e o computador pergunta quantos
processamento real é executado em uma dispositivos estão ligados a um meio de
unidade lógico-aritmética. Também o transmissão comum, quando ele tem
tempo em que um programa está sendo informação para enviar.
executado.
Windows
TemplateMaker Um ambiente operacional desenvolvida
Utilidade do InTouch que permite a pela Microsoft, Inc. As suas versões são
criação de templates SuperTag. Ver 3.11, 95, 98, Millenium e NT e 2000.
SuperTag.
Workspace
Toggle A área de uma janela de aplicação que
Pertinente a qualquer dispositivo tendo mostra a aplicação em si e todas as
dois estados estáveis. Chave que outras janelas abertas.
apertada Liga e apertada novamente
Desliga. Sinônimo de flip-flop. X, Eixo
Em um plano de coordenadas, o eixo
Transmissão síncrona horizontal.
A transmissão de dados em que os bits
são transmitidos a uma taxa fixa. O Y, Eixo
transmissor e o receptor usam o mesmo
Em um plano de coordenadas, o eixo
sinal de clock por sincronização. Ver
vertical.
Assíncrono.

Valor Poke =

Uma instrução usada para colocar um


valor (poke) em um local específico na
memória de massa do computador.

Variável Local
Pode-se declarar variáveis locais dentro
de um script para armazenar resultados
temporários e criar cálculos complexos =
Apostilas\ Supervisório\InTouch Intouch Intr.doc 12 OUT 2000

75