You are on page 1of 3

46

Gourmet

Tenha uma vida saudável!
E comece através da alimentação!
Você já deve ter ouvido de algum médico, parente ou amigo preocupado em demasia com a saúde, que mesmo com a correria frenética das cidades, hoje em dia é fácil ter uma vida saudável. Para tanto, basta praticar exercícios físicos, dormir cerca de 8 horas todas as noites e se alimentar equilibradamente, ingerindo a quantidade certa de fibras, vitaminas, carboidratos, etc. Soa lógico, mas conjugar isso com o trabalho, estudos, família e afazeres domésticos parece um plano difícil de se concretizar. Por isso, é um projeto que não pode ser introduzido de uma só vez, numa segundafeira de manhãzinha. É preciso ir com calma, pisar no freio e começar a introduzir hábitos mais saudáveis gradativamente. Na seção Gourmet desse mês, vamos falar especificamente sobre alimentação saudável; as melhores maneiras de preparo dos alimentos e, o mais importante, como adequá-la à sua rotina. Agora, para colocar em andamento as outras duas atividades comece substituindo velhos hábitos por novos e, preferencialmente, mais saudáveis. Por exemplo, você pode utilizar a escada ao invés do elevador; ande a pé pelo bairro para ir à padaria, supermercado e shoppings; vá ou volte caminhando do trabalho – e para não usar a desculpa de que mora longe, caminhe metade do percurso e depois apanhe um ônibus, metrô ou combine uma carona com colegas do trabalho. Depois disso, tente praticar atividades que lhe pareçam atraentes, tais como ioga, dança de salão, artes marciais, caminhadas ou corridas ao ar livre, musculação, enfim, o mais importante é criar o hábito de se exercitar, e para conseguir tal façanha é fundamental que seja uma atividade prazerosa. Já as 8 horas de sono diárias é uma meta difícil de ser alcançada por pessoas muito agitadas, e para o restante da população em geral também, já que, com tantas atividades e compromissos, as 24 horas do dia acabam se tornando insuficientes. Por isso é preciso muita disciplina, principalmente, para organizar melhor a rotina e administrar melhor o tempo. No quesito alimentação, de acordo com a nutricionista funcional Priscila Spiandorello, tentar abdicar de maus hábitos alimentares dá um pouco de trabalho, mas o resultado é recompensador. “Você não terá simplesmente ausência de uma doença, mas sim uma vitalidade
Fir0002 - Wikimedia Commons

47 positiva, uma sensação de bem-estar tremenda. A dica que dou é ir para cozinha, buscar receitas mais práticas e nutritivas. É preciso buscar planejamento e criatividade na alimentação; o mesmo cuidado que damos ao nosso trabalho, devemos ter com o nosso corpo”, afirma. Caso a rotina o impeça terminantemente de passar pela cozinha, Priscila afirma que existem muitos restaurantes bons pelas ruas de São Paulo, mas é fundamental que se saiba quais são os alimentos ideais para cada um. À frente de um restaurante que segue a linha naturalista, Kaor Nishimori afirma que a procura por alimentação saudável e natural vem crescendo desde a aquisição do ponto há 14 anos. “Nos últimos anos existe essa tendência; ninguém mais quer comer gordura trans, gordura saturada. O público está optando por comida light e natural”, explica. Quando Nishimori adquiriu o estabelecimento, que já existe há 32 anos, ele já tinha esse foco naturalista. O novo dono então resolveu seguir com a mesma linha de alimentação, mas introduziu alguns toques orientais no cardápio. Além de anexar um sushi bar ao restaurante, ele também trouxe maravilhas da culinária japonesa para o buffet. Broto de feijão, soja e sushis estão entre os itens quase obrigatórios nos almoços. Existem algumas particularidades para que a comida seja considerada natural, tais como: substitui-se carne vermelha por aves e peixes; os refrigerantes são substituídos por sucos; os destilados dão lugar aos fermentados (cerveja, vinho e saquê); o açúcar mascavo e o sal marinho ficam no lugar dos refinados. Além disso, ficam proibidas as frituras e os enlatados. E nesse caso específico, eles utilizam vegetais hidropônicos, os quais, segundo Nishimori, “estão livres de agrotóxicos assim como os orgânicos, mas tem adubo químico na água”. Com uma alimentação bastante saudável baseada em peixes e soja, a população japonesa constitui-se sobretudo de idosos. É certo que longevidade e boas refeições estão intimamente conectados. Então, mãos à obra! Comece agora a trocar receitas saborosas e cheias de gordura por outras mais leves, saudáveis e igualmente saborosas. Confira a seguir uma deliciosa receita japonesa. Dicas nutricionais De acordo com a nutricionista Priscilia Spiandorello, o que não pode haver no nosso prato de cada dia é a monotonia. Ou seja, o arroz branco pode ser substituído pelo integral ou pela quinua. Em um dia, come-se feijão, no outro lentilha ou ervilha. As carnes vermelhas podem ser substituídas por carnes magras preferencialmente por peixes. E as saladas e frutas devem ser consumidas em grande quantidade e variedade.

48 Harussame 200g de harussame (macarrão de broto de feijão ) 50g de wakame (alga seca). Antes de usalo deixe na água fria por 15 minutos para que volte ao normal. 2 cenouras 4 pepinos grandes (japonês) 2 cebolas 1 pacote de kani-kama (10 bastões) 2 ovos (para o omelete) 1 maço de cebolinha verde(picada) 1 tomate (para decorar) Molho 1/4 do copo americano de vinagre de arroz 1 colher (sopa) de açúcar 3 colheres (sopa) hondashi (tempero à base de peixe) 4 colheres (sopa) de óleo de gergelim 1 pitada se sal Misture todos os ingredientes do molho. Não é preciso ir ao fogo. Modo de Preparo Cozinhe o harussame na água fervente,com um pouco de óleo, por 3 minutos (al dente). Escorra e lave em bastante água fria e reserve. Corte as cenouras e as cebolas em tiras finas e deixe no sal (só sal) por 15 minutos (para desidratar) Em seguida, lave bem para retirar o excesso de sal e reserve. Corte o pepino em tiras finas (mesmo tamanho do das outras verduras). Desfie o kanikama em tiras (descongelado). Escorra bem o wakame, reserve. Faça o omelete e corte em tirinhas finas (reserve um pouco para decorar o prato). Misture todos os ingredientes em uma tigela grande, regue com o molho e revolva. Arrume em uma travessa, decore com as tirinhas do omelete, o restante da cebolinha picada e o tomate (em flor). Fica um belo prato!

Alnatura - wikimedia commons

Related Interests