You are on page 1of 3

Regular Modular II – 2010.

1 Processo Penal 03/09

Sumário: 1. Ação Penal Pública Condicionada; 1.1. Representação do Ofendido; 1.2. Requisição do Ministro da Justiça; 2. Ação Penal Privada; 2.1. Princípios; 2.2. Espécies de Ação Penal Privada; 3. Ação Penal nos Crimes Contra a Honra; 4. Ação Penal no Crime de Lesão Corporal; 5. Ação Penal nos Crimes Contra a Dignidade Sexual; 6. Causas de Extinção da Punibilidade na Ação Penal Privada; 6.1. Decadência; 6.2. Perempção.

1. AÇÃO PENAL PÚBLICA CONDICIONADA Titular = MP. Promotor precisa de uma autorização, que pode ser: Representação do ofendido. Requisição do Ministro da Justiça.

1.1 REPRESENTAÇÃO DO OFENDIDO

Crime de ameaça; Crime de lesão corporal de natureza leve; Crime de estupro; Prazo: 06 meses a contar do conhecimento da autoria (prazo penal conta o dia do começo) Se a vítima morre o direito de oferecer a representação passa para o CADI (cônjuge, ascendente, descendente, irmão); Não tem forma prevista em lei; É possível retratação até o oferecimento da denúncia. Exceção: Nos crimes praticados com violência doméstica ou familiar contra a mulher, a retratação só ocorre perante o juiz antes do recebimento da denúncia (Lei 11.340/06);

Lei 11.340/06 (Maria da Penha) Violência doméstica ou familiar contra mulher. Também a lei aplica-se na violência praticada contra namorada ou ex-namorada (art. 5º, lei 11.340./06).

REDE LFG – EXAME DE ORDEM – REGULAR MODULAR

Processo Penal– 3/9
Material de apoio disponibilizado na Área do Aluno LFG – www.lfg.com.br/areadoaluno

1.2 REQUISIÇÃO DO MINISTRO DA JUSTIÇA

Crime contra a honra do Presidente da República ou Chefe de Governo estrangeiro; Crime praticado por estrangeiro contra brasileiro fora do Brasil; Requisição não tem prazo; Retratação = o CPP não diz e a doutrina majoritária entende que é irretratável.

2. AÇÃO PENAL PRIVADA (INICIATIVA PRIVADA) 2.1 Princípios: • • • • Oportunidade. Disponibilidade. Indivisibilidade. Intranscendência.

2.2 Espécies de Ação Penal Privada: Propriamente dita (regra geral) crimes contra a honra. Personalíssima Crime do art. 236, CP. Subsidiária da publica se o MP perde o prazo para oferecer a denúncia, a vítima pode oferecer a queixa subsidiária.

Prazo da ação penal privada propriamente dita. - 06 meses a contar do conhecimento da autoria.

3. AÇÃO PENAL NOS CRIMES CONTRA A HONRA Regra Ação Penal privada.

Exceção: Crimes contra a honra do Presidente ou Chefe do Governo estrangeiro = Ação penal pública condicionada a requisição do Ministro da Justiça. Crime de injúria qualificada/injúria racial (art. 140, § 3º, CP) = Ação penal pública condicionada a representação. Crime contra honra de funcionário público, no exercício da função. Pode ser ação privada ou pública condicionada a representação.
REDE LFG – EXAME DE ORDEM – REGULAR MODULAR

Processo Penal– 3/9
Material de apoio disponibilizado na Área do Aluno LFG – www.lfg.com.br/areadoaluno

4. AÇÃO PENAL NO CRIME DE LESÃO CORPORAL

Leve Dolosa Grave Ação Penal Pública incondicionada Gravíssima

Culposa (Pública condicionada a representação)

Lesão leve praticada contra mulher, com violência doméstica ou familiar também depende de representação.

5. AÇÃO PENAL NOS CRIMES CONTRA A DIGNIDADE SEXUAL Regra Ação Penal pública condicionada à representação

Exceção Se a vítima for menor de 18 anos ou se a vítima é vulnerável (menor de 14 anos ou que não pode, por qualquer razão, oferecer resistência). (Ação pública incondicionada)

6. CAUSAS DE EXTINÇAO DA PUNIBILIDADE NA AÇAO PENAL PRIVADA 6.1 Decadência Conceito. Prazo: 06 meses a contar do oferecimento da denúncia.

6.2 Perempção Conceito. Ação penal privada. (art. 60, CPP); Querelante não comparece em ato que deveria estar presente; Querelante não dá andamento ao processo por + de 30 dias seguidos; Em caso de morte, o CADI não dá andamento por 60 dias seguidos.

REDE LFG – EXAME DE ORDEM – REGULAR MODULAR

Processo Penal– 3/9
Material de apoio disponibilizado na Área do Aluno LFG – www.lfg.com.br/areadoaluno