You are on page 1of 2

O CENTRO (CBD) É o lugar com maior acessibilidade (pode -se chegar com maior facilidade).

Nele concentra-se uma rede diversificada de comunicações (vários tipos de transportes). Por este motivo é muito atraente para os diversos tipos de funções (Comercial, Industrial e Residencial). O elevado interesse por esta área leva ao aumento do preço do solo, tornando -se incomportável para algumas funções, assim, a Função Residencial e a Industrial dificilmente ocupam estes espaços. A Função Comercial tem muito interesse pelo centro pois depende de uma clientela, constituída pela grande multidão de pessoas que facilmente se reúne no centro da cidade, por outro lado, esta função tem a capacidade de pagar o elevado preço do solo, assim o centro é ocupado no rés -do-chão por estabelecimentos comerciais de venda a retalho, bancos, etc.. Estas lojas para terem facturação elevada necessitam de captar o máximo de atenção do público, daí sua localização na área central. Os restaurantes económicos, barbearias, quiosques etc., nã o suportam rendas muito elevadas, ocupam assim ruas menos movimentadas. Nos andares superiores predominam escritórios de empresas, advogados, médicos, etc., estes não necessitam de montras para atrair o público, assim colocam apenas placas no rés -do-chão para que o público saiba da sua localização. A Função Residencial tende ocupar a periferia da cidade já que o preço do solo é mais baixo, no centro apenas se encontra habitações degradadas, habitadas por classes pobres, estas habitações corresponde a antiga s habitações de classes ricas que nos primeiros tempos do crescimento da cidade habitava o centro, por este oferecer todo o que eles necessitavam em pouco espaço. Com o aumento do congestionamento do centro e da poluição quer sonora quer do ar, as classes ricas mudaram para áreas mais agradáveis na periferia da cidade, concentrando -se em áreas com grandes espaços verdes e sossegadas, geralmente em habitações unifamiliares (vivendas), de acesso rápido ao centro.Com a saída das classes ricas do centro as habitações foram divididas de forma a albergar maior número de famílias, as rendas são extremamente baixas, sendo este um dos factores que tem levado à grande degradação de alguns prédios do centro. A Função Industrial tende a procurar locais fora do centro da cidade já que necessita de grandes espaços, e no centro não os encontra, por outro lado o elevado preço do solo no centro é um factor incomportável para a indústria que não pode pagar altos valores de preço do solo. Só algumas indústrias de pequena dimens ão têm interesse na fixação no centro ou perto deste, são exemplos: as indústrias de impressão (Tipografias, Jornais, Revistas, etc.), estas no centro obtêm com mais facilidade as notícias e contactos com as agências de publicidade. Outro tipo de indústria que se encontra no centro são as indústrias de alta -costura (ex: casas de vestidos de noivas), pois estas dependem de uma grande afluências de pessoas, pois poucas são aqueles que vão entrar na casa para comprar vestidos, assim esta industria tal como o comércio dependem de uma clientela, constituída pela grande multidão de pessoas que facilmente se reúne no centro da cidade.

Fora do Centro da Cidade as funções distribuem -se da seguinte forma:
A Função Comercial Os restaurantes económicos, barbearia s, quiosques etc., não suportam rendas muito elevadas, ocupam assim ruas menos movimentadas, menos centrais. Por outro lado, existem algum comércio que tem vantagem em si situar, fora do centro, junto à função residencial como cafés, padarias, minimercados , talhos.

A Função Residencial tende ocupar a periferia da cidade já que o preço do solo é mais baixo, com o aumento do congestionamento do centro e da poluição quer sonora quer do ar, as classes ricas mudaram para áreas mais agradáveis na periferia da cidade, concentrando-se em áreas com grandes espaços verdes e sossegadas, geralmente em habitações unifamiliares (vivendas), de acesso rápido ao centro. As classes mais pobres para além do centro podem também aparecer na periferia em zonas degradadas geralmente junto a indústrias poluentes ou em zonas com pouca acessibilidade e pouco atractiva . As classes médias vão ocupar grandes espaços habitacionais na periferia, estes espaços caracterizam-se por grandes prédios, todos de forma muito semelhantes, com alguma qualidade, podendo aparecer no meio desses blocos pequenos parques de recreio. Este tipo de habitação ocupa grande parte da cidade e é ela a responsável pelo preenchimento do espaço urbano desde o centro até a periferia.

A Função Industrial tende a procurar locais fora do centro da cidade , já que, necessita de grandes espaços, e no centro não os encontra, por outro lado o elevado preço do solo no centro é um factor incomportável para a indústria que não pode pagar altos valores de preço do solo, por i sso, vai se fixar na periferia da cidade junto às principais redes de comunicação de fo rma que tenha um acesso rápido às diversas áreas da cidade aos diferentes mercados, quer locais, quer internacionais, ou então, na periferia em parques industriais bem e quipados e com boas acessibilidades longe do centro para evitar o aumento da poluição das cidades.