You are on page 1of 22

COMO VENCER EM TUDO

AGNALDO SL NETO

COMO VENCER NA VIDA ATRAVÉS DOS MISTÉRIOS DA BÍBLIA

Muito se fala hoje em ficar rico, vencer na vida, felicidade e não são poucos os que têm tentado formular teorias para alcançar estes objetivos. As pessoas interessadas neste assunto comumente lêem livros, assistem a palestras, procuram religiões e estão sempre atentas a qualquer progresso que este assunto alcance. Pessoas ricas principalmente são as maiores produtoras de livros e palestras nestas áreas. Mas, existe uma fórmula para vencer na vida? Se depender do conhecimento até dos ricos escritores estamos ainda muito longe dela. Porém posso afirmar que vencer na vida é possível e o modo de conseguir isso está mais perto de nós do que imaginamos. Em primeiro lugar, devemos saber o que é vencer na vida para alcançar-lhe. No entanto, para cada pessoa este "vencer" tem um significado. Para uns é ficar rico, para outros ter saúde e existem aqueles que entendem-na por apenas conseguir sobreviver. Na verdade o Universo e tudo que existe pendem para o equilíbrio, que é exigido também pela felicidade. Na vida nós podemos fazer uma coisa de cada vez mas isso não é regra para assuntos específicos da vida. Existem pessoas que dedicam a vida inteira só para ficarem ricos e esquecem da

família, saúde, do lazer e quando alcançam este objetivo ainda assim não ficam felizes. E por quê? Porque cada coisa deve ter o seu lugar na vida, tendo estas mais ou menos importância nela. Cada coisa deixada de lado na vida um dia vai cobrar por quê foi ignorada. Por isso devemos não só lutar para ficarmos ricos, ou gastar todo o dinheiro no hoje e não pensar no amanhã, mas um equilíbrio simultâneo de tudo o que é importante na vida. Mas o que é importante na vida para que eu lhe dê espaço? A psicologia moderna diz que o ser humano está baseado num princípio chamado "biopsicosocioespiritual". Esta palavra quer dizer basicamente que devemos respeitar a bio (vida), o físico, se alimentando bem, se vestindo apropriadamente, dormindo bem e assim por diante. Psico quer dizer espírito se referindo à mente. Deve-se viver em paz, sem dor, sem preocupações desnecessárias e tentar sofrer o menos possível. Socio quer dizer social, no que tange às relações do Homem em sociedade. Ninguém pode viver isolado e é do instinto humano a interação social. E a forma mais básica dessa interação é a família, que deve ser respeitada dado ao enorme valor que tem. Já o espiritual como o próprio nome já diz, tem a ver com os desígnios do espírito. Todos os povos, por mais primitivos que sejam, têm a concepção de haver um ser superior, na nossa língua chamado de Deus. Essa inclinação espiritual inerente a todos os seres humanos deve ser respeitada para que o indivíduo se sinta pleno. As distorções no princípio

biopsicosocioespiritual podem causar vários problemas. Por exemplo, traumas e doenças de infância podem fazer de um indivíduo que não se dá bem socialmente. A pobreza excessiva na infância também pode criar um adulto que só saiba trabalhar e guardar dinheiro, deixando todas as demais coisas de lado. Não podemos escolher de quem seremos filhos, a classe social que teremos ao nascer ou se iremos nascer perfeitos ou com doenças mas é nosso dever pelo menos ter uma vida equilibrada. Isso é tão importante quanto ser rico ou "ser alguém". Esse é outro ponto importante, o "ser alguém". Não existe ninguém melhor ou pior que alguém. "Todos são alguém", pois somos todos filhos de Deus, feitos à sua imagem e semelhança. O equilíbrio das coisas é o alicerce do vencer na vida e por si só este equilíbrio pode fazer um indivíduo bem-sucedido. Mas o que a Bíblia pode contribuir para vencermos na vida? A Humanidade tem vários milênios e desde o início dela o Homem procura o conhecimento das coisas e principalmente o de si próprio. Nessa procura de conhecer-se a Humanidade produziu muito autoconhecimento que foi passado oralmente e depois do advento da escrita foi armazenado em pergaminhos e livros. Porém alguns conhecimentos que foram produzidos tinham algo diferente. Eles não eram apenas meras definições do que existia. Eram palavras sobrenaturais que tinham o poder de interferir no mundo. Pelo poder destas palavras, as pessoas que as detinham, com medo do que se faria desse poder tão grande, as ocultaram em livros, filosofias e desenhos. Os textos estavam escritos de um modo que só a quem fosse revelado poderia entender o real

conteúdo destes livros e desenhos. Na Bíblia estes mistérios foram chamados em casos específicos de Parábolas. Nas filosofias, a mais conhecida que se utiliza destes mistérios é a Maçonaria, que diz possuir o segredo de como as pirâmides foram construídas, conhecimento que mesmo dado o avanço tecnológico que temos hoje não se descobriu como elas foram edificadas. Neste livro trataremos exclusivamente da Bíblia pois a Maçonaria não oferece material para o assunto que estamos abordando. Muitas vezes nós escutamos frases do tipo "dinheiro chama dinheiro", "Deus dá asas somente para aqueles que não sabem voar" “nunca diga nunca” e afins. Mas o que elas têm em comum? Que só quem despreza algo é que o possui. Isso é extremamente incoerente, sem dúvidas, porém o melhor que questionar é ter o conhecimento disso e mesmo assim tentar progredir. Se pararmos para pensar, todos já vimos situações que ilustram isso porém muitas vezes não se apercebemos delas. Baltazar Gracian, escritor e religioso católico da idade média também falou à respeito em seu livro “A Arte da Prudência”: “ As coisas no mundo são como uma sombra- se corremos dela ela nos persegue, mas se a perseguimos, ela foge de nós...”. Isso acontece porque Deus disse que as coisas seriam assim para que ninguém se gloriasse no mundo ou quisesse ser melhor do que alguém, conforme a própria Bíblia relata: “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça,

e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.” (1 Coríntios 1, 27-31). Gloriar no Senhor quer dizer devemos dar graças a Deus por tudo de bom que temos ou somos e falarmos “se Deus quiser” ou “em nome de Jesus” quando queremos algo. Aquele que é ou tem alguma coisa e fica se exibindo dizendo que ele é alguma coisa e por isso conseguiu algo, logo o deixará de ser ou irá perder tal bem. Para confirmar isso vejamos o texto a seguir: “Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos; Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo.”(Tiago 4, 13-15). Essa palavras em resumo querem dizer que devemos ter reverência a Deus e humildade com os homens. Porém humildade é humildade. Isso não quer dizer para sermos bobos de alguém ou deixarmos de cuidar da nossa integridade física e psicológica muitas vezes. Conforme a Bíblia, ninguém fez Jesus de bobo, muito pelo contrário, ele mostrou porque é filho de Deus, colocando os seus opositores no lugar deles. Em várias situações, Ele saiu-se muito bem quando o queriam ludibriar. Passagens como a do tributo de César, apedrejamento de Maria Madalena e jejum de quarenta dias ilustram bem isso. Ele não se saiu bem apenas quando não quis. Deus também não gosta de fundamentalistas e fanáticos:” E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha. Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão. Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai,

e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?” (Mateus 26, 46-48). Com respeito aos soldados, que trabalham com armas Jesus disse: “E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo.”(Lucas 3,14) e “ Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades que existem foram ordenadas por Deus.” (Romanos 13,1). Jesus não disse para os policiais andarem com flores ao invés de armas no cinto, mas para não defraudar e tratar todos bem, inclusive a si próprio, no caso de injusta agressão e legítima defesa acredito. Mas retornando ao princípio do desprezo para vencer na vida, a própria Bíblia fala dele: “Por isso, vos digo: não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo, {mais} do que a vestimenta? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, porque andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam. E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não vos {vestirá} muito mais a vós, {homens} de pequena fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos ou que beberemos ou com que nos vestiremos? (Porque todas essas {coisas} os gentios procuram.) Decerto, vosso Pai

celestial bem sabe que necessitais de todas essas {coisas;} Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas {coisas} vos serão acrescentadas.” (Mateus 6,25-33). Por outro lado, se não queremos que algum mal nos suceda, nunca devemos dizer ”eu não quero que isso me aconteça” mas “se Deus quiser ou em nome de Jesus isso não vai me acontecer”. Pois quando confiamos nas nossas capacidades, deixamos Deus de lado e perdemos a excelsa providência dEle. A pior palavra a se dizer é “eu quero”. Nossas vontades devem estar dentro de nós e não na boca. Ao falar podemos fazer como muitos “ignorando ter ou conseguir algo” ou dizer “que irá conseguir ou ter se Deus quiser”, o princípio dos dois é o mesmo e esse é um dos grandes mistérios da Bíblia. O problema é que se fizermos isso e não estivermos de bem com Deus, talvez freqüentando uma igreja que siga a Bíblia ao pé da letra ou de verdade, o vencer na vida despertará a ira do “Pai de Todos os Males” e da mesma forma que vemos algumas pessoas que depois de subir na vida foram acometidas de desgraças pessoais, assim poderá suceder com a pessoa que subir na vida sem Deus. A oração tem um poder muito grande e sempre depois do agradecimento e do pedido deve ser finalizada “pois peço em nome de Jesus, amém”. Particularmente não gosto de religião e fanáticos, mas sou inteligente o bastante para fazer o que for preciso para vencer na vida, independente de “frescuras” ou preconceitos religiosos. Ninguém é obrigado a colocar em prática o que está neste livro, cada um faz o que quiser, mas não espere vencer na vida esperando o destino ajudar. A Bíblia é a única forma de vencermos o destino e colocá-lo ao nosso favor. Saudações e até uma próxima oportunidade.

COMO CONSEGUIR TUDO QUE QUISER Essa é uma pergunta que muitos se fazem mas ninguém sabe porque existe essa idéia de que tudo pode ser conseguido. Com dinheiro com certeza pode se fazer muito, porém existem muitas coisas, as mais importantes, que não podem ser compradas. Esse desejo de que devemos comprar o mundo inteiro não parte de nós, mas nos foi colocado através de inescrupulosas técnicas de mensagens subliminares, cromo-indução, neuro-linguística e tantas outras formas de manipulação sub-conscientes, que a maior parte da população sequer ouviu falar. O consumismo é importante porque é a base do mundo moderno , o que não quer dizer que devamos ser escravos do capitalismo. Na verdade, o sentimento que todos têm é de ser feliz e muitas vezes erroneamente confundem-no com ficar rico. Conseguir tudo o que quiser então não seria o melhor. O melhor seria talvez conseguir tudo o que se pode conseguir com as condições que se têm e lutar para ter as condições para obter-se algo que se almeja. E dessa forma pode conseguirse tudo o que se deseja. Às vezes temos que lutar para conseguir a condição da condição daquilo que queremos, dependendo da grandeza do que se quer. Não se deve ter preguiça e sentimentos orgulhosos e de menosprezo nesse caminho no entanto. O tamanho da pobreza de alguém geralmente é do mesmo tamanho da preguiça dela. Uns como desculpa para a preguiça ficam se diminuindo dizendo que não podem, não conseguem e ficam dormindo o dia inteiro por causa disso. Não existe alguém ou um caminho mágico para conseguir as coisas: quem conseguiu trilhou os caminhos que existem por aí.Ficar se diminuindo é o pior efeito da

preguiça. Na verdade não existe ninguém melhor ou pior do que ninguém. Na nossa espécie, somos todos feitos de carne e osso, iguais de modelo por dentro e por fora, por incrível que pareça. O que diferencia-se muitas vezes é que uns tiveram sorte que fazer o negócio certo, na hora certa, uns que estudam muito e outros que estudam pouco, uns que trabalham para ganhar o que podem, mas se preparando para conseguir o que se precisa par realizar os seus sonhos. Uns têm porque ganharam de herança e outros porque roubam dos outros. Em resumo, ficar se diminuindo ou ficar se gloriando é uma besteira porque o que regula o que vamos conseguir é o trabalho por aquilo e não o se diminuir ou o se aumentar.E muito menos também o querer. O querer e não fazer por onde e nada é a mesma coisa. Muitos não querem e mesmo assim conseguem coisas boas ou ruins porque fazem por onde conseguí-las. E às vezes existem pessoas que conseguem as coisas mas não são do tipo de pessoas que achávamos deveriam conseguir aquele algo, talvez por aparência ou condição, e apesar de não serem do tipo que comumente consegue aquele algo, conseguem, não pelo talento, mas pelo esforço. Prova disso é que todos já conseguimos algo que achávamos que não podíamos. Muitos descobrem ao pensar a respeito que na verdade não conseguem as coisas porque têm preguiça de lutar por elas. O único limite que temos é o que nós mesmos nos impomos. Uns têm talento e conseguem as coisas “de primeira” pois têm talento para aquilo. Mas quem não consegue as coisas pelo talento, consegue pelo esforço. Não é porque não temos talento para algo é que não poderemos ou nunca poderemos tê-la. Aquele que tem talento para algo, pode não ter um talento que você tem. Só que o único que se aproveita de alguém encher o banco de dinheiro é o próprio banco, que fica usando o dinheiro. Ajude

ou adote alguém ou uma família financeiramente, você fará muito sucesso. Nem que seja com R$ 10,00 por mês, com uma conversa, um conselho... De que adianta o Sol se ele não der a sua luz e o seu calor. Lute pelo que tem valor de verdade: Seu filho precisa muito mais de sua presença do que do dinheiro de suas horas-extras. Seu filho prefere muito mais a sua presença do que a do dinheiro sobrando. A verdadeira riqueza da vida provêm do equilíbrio simultâneo de tudo o que é importante de verdade nas nossas vidas. Faça tudo o que puder, mas se mesmo assim não der, diga que ira conseguir o que quer Em Nome de Jesus ou se Deus quiser, se tiver coragem, e veja os resultados.

COMO VENCER NA VIDA SENDO VOCE MESMO Muitos às vezes se perguntam por que algumas pessoas conseguem as coisas e outras não. Os mais conservadores dizem que ”tudo é trabalhar” e os mais arrogantes dizem que é a sorte. Mas é possível alguém conseguir o mesmo que qualquer outra pessoa consegue ? Basicamente sim. O que se pode notar e que todos são de carne e osso “iguais” não tendo alguém melhor ou pior. A diferença está no psicológico das pessoas. Parece que algumas pessoas traçam para si a realidade que eles acham que merecem, e estabelecem limites para si mesma. Só que, como já foi dito, todos são de carne de osso, portanto iguais e capazes das mesmas coisas. E é nessa que alguns tiram vantagem: Por orgulho-proprio alguns estabelecem metas e objetivos altos para si. Vêem o que e necessário para chegar onde querem, vêem o que já tem, vêem o que falta, então no que falta vão

aonde podem. O que não podem ou não tem vão em direção para conseguir e conseguem o que podem. O que não podem, lutam para conseguir ate conseguirem. E então vão atrás da oportunidade de tê-los. Agindo assim é para a pessoa conseguir o que busca. O que falta muitas vezes é largar a preguiça e fazer o que tiver que fazer, com competência. Porque muitos lutam para conseguir o que querem com preguiça de fazerem o que tiverem que fazer com competência, perdendo tempo fazendo as coisas pela metade. Pois o serviço feito pela metade, como é inútil, só faz a pessoa perder tempo, pois se talvez ela se esforçasse somente um pouco a mais do que já está fazendo, poderia alcançar o que quer. Por isso que um vendedor de li mãos, Silvio Santos hoje é dono do SBT, e um vendedor de laranjas hoje é dono da maior loja de eletrodomésticos do Brasil (Ricardo Eletro). Não é trabalhoso, porque a alegria de conseguir algo que se quer talvez seja maior do que o sentimento ruim do que terá que se trabalhar para conseguir algo. Quem depende da sorte são preguiçosos que não querem se esforçar ou se esforçar suficientemente para conseguirem o que querem. Quanto mais competência no fazer o que precisa para conseguir o que se quer, mais se aprende e se sobe em direção do que se quer, e menos se dependerá da sorte. Muitos usam o autodesprezo como desculpa para não fazerem nada para conseguirem o que querem. E existem até aqueles que usam a preguiça como desculpa para não lutarem. No entanto, se não tivermos problemas lutando teremos de braços-cruzados. Já que de um jeito ou de outro então teremos problemas, é melhor então que o tenhamos em luta de algo bom, do que pela dificuldade criada da preguiça ou auto-desprezo. Na verdade, com preguiça, autodesprezo ou com orgulho, todos temos as mesmas

condições. O que irá fazer a diferença é o que pensamos de nos ou do que podemos, que depende de idiotices muitas vezes que com o trabalho são facilmente desfeitas. Prova disso é quando muitas vezes conseguimos algo que achávamos não conseguir. Muitos já passaram por isso e podem confirmar este fato. Se alguns conseguiram, outros podem conseguir fazendo do jeito que eles fizeram. Se para aquela pessoa não deu certo, o método infalível e que vale para todos é o do trabalho no sentido do que quer conseguir, e com competência. E fato que muitos conseguem as coisas de primeira e outros precisam se esforçar mais para conseguir algo, mas o que se não consegue por talento, se consegue por esforço. Aquela pessoa que tem este talento no entanto tem um a deficiência de algo que talvez você não tenha, isso é muito comum. Este talento que ela tem e o talento que você tem porém são frutos do trabalho competente de ambos. Todos temos ou têm deficiências, umas diferentes das outras. Importante porém é sempre dar Graças a Deus pelo que conseguimos e dizer “Se Deus quiser” para o que queremos ou não, seja o que for. Mas Deus não inveja nem pragueja ninguém. Esse livro está totalmente certo – Se você não acha diga com palavras porque não está. Até uma próxima oportunidade. COMO VIVER BEM Há dez anos como policial já vi muita coisa, muitas que nem em filmes de terror se vêem,e infelizmente aconteceram na vida real. Todo tipo de desgraça e de milagres. E com tudo isso a gente aprende um pouco com o tempo a levar a vida. Acredito que o problema principal das pessoas hoje não é a falta de dinheiro. Pois nem todas as

pessoas pobres viram marginais. Se pobreza fosse desculpa para roubar, todos os pobres seriam ladrões, o que com certeza não se vê,antes vemos que os marginais que roubam mais têm “colarinho branco”. Mas o que mais se nota, principalmente entra as classes menos favorecidas, é jogar a culpa de tudo no governo, na polícia, nos outros e afirmar que nunca tem culpa de nada. Mas as pessoas que mais se dão bem não ficam esperando pelos outros, antes põe a responsabilidade de tudo em si mesmos, e agem para resolver e se prevenir de algum problema. Não entrando nos méritos de responsabilidades do governo ou dos órgãos governamentais, têm pessoas que evitam freqüentar lugares que sabe-se serem perigosos ou sempre verificam se fecharam bem as portas para evitar roubos ou ainda procuram sempre formas de não depender de alguma coisa ou alguém. Vi pessoas que caíram no “conto do bilhete-premiado” e dizem que é culpa da polícia a ganância deles. O que suscita muitas confusões atualmente é a falta de maturidade. Muitos ao conhecerem novas pessoas, fazem uma comparação mental de aparência com estas e se acham-se inferiores já começam a tentar hostilizar esta pessoa. Se acham-se superiores, fazem uma comparação de personalidade ou de situação financeira e em todas querem ser melhores. Se não são, tentam procurar qualquer defeito na outra pessoa para difamá-la. Existem também aqueles que menosprezam o que a outra pessoa é para dizer que não são daquele jeito porque ser daquela forma seria burrice. Só ficam tranqüilas se a outra pessoa é, segundo elas, totalmente inferior. Confusões surgem também por imaturidade no convívio diário. Algumas pessoas não respeitam a individualidade de cada um, antes ficam só “colhendo” quietas o que os outros dizem ou fazem, que eles acham errado ,só para ficar

comentando com pessoas do mesmo tipo. Pessoas que têm maturidade geralmente não desprezam os problemas, antes procuram, mesmo com as adversidades, continuar o caminho, ajudando os outros, respeitando as diferenças, valorizando suas qualidades e compreendendo seus problemas. As pessoas que têm bom-senso geralmente são as mais admiradas e respeitadas. Pessoas que chegam a “entrar na onda dos outros” são as pessoas menos respeitadas. Muitos às vezes em tudo que fazem estão testando as pessoas que estão próximas delas quando estas falam para ver se são melhores que elas. Quando algumas pessoas não pecam por serem medíocres como nos casos acima mencionados, são inocentes, e alvo fácil deste mundo de hoje. Quem vê um mundo “cor-de-rosa” vive uma vida “cinza”. Acredito que o melhor jeito de ver o mundo é vê-lo como um mundo de “crueldade implacável, das pessoas e das coisas”. Na hora de falar, para não parecermos “ameaças às pessoas medíocres” devemos falar como pessoas comuns, sem polemizar, tendo uma consciência da realidade do mundo, mas guardando para si. Isso porque pessoas obesas e não tão atraentes são desprezadas mentalmente e até verbalmente por alguns indivíduos na sociedade. Desgraças também não escolhem pessoa e não escolhem hora: chegou a hora de acontecer algum mal, acontece. Existem pessoas que lutam a vida inteira por algo e não acontece, só acontece para quem não precisa ou não quer. Em tudo que fazemos ou deixamos de fazer pode algo dar errado. As pessoas que parecem mais impossíveis do mundo de serem falsas e traiçoeiras são as que são piores. As pessoas nervosas são as menos agradáveis, porém são as mais sinceras. As pessoas mais humildes, mesmo sendo melhores em alguma coisa,dizem que não são, para não serem alvo dos invejosos. Quem é melhor em algo, deve saber que

será alvo de ataques de invejosos e aproveitadores. A melhor forma de se livrar dos possíveis danos desse ataques é “se olhar no espelho” e se auto-avaliar com inteligência. O que deixa os invejosos e aproveitadores com mais raiva é uma pessoa com uma auto-imagem positiva e sólida, sabendo que todos têm defeitos, quando não um defeito, esta tem outros. Porém Deus tem um remédio para esta ferocidade do mundo. Por isso vemos pessoas que até nós julgamos incapazes de algo conseguirem as coisas. A bíblia fala sobre isso: “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.” (1 Coríntios 1, 27-31). As coisas vão ou não nos acontecer se fizermos por onde uma ou outra acontecer, independente se queremos ou não. O bom seria conseguir aquele algo que almejamos como aqueles que as conseguem, “com os pés nas costas”, mas isso não é para todos. Quem mesmo assim quiser, tem que se esforçar, com o que se precisa, do jeito que se precisa. Estas são algumas análises da realidade, o resto é com você. Até uma próxima oportunidade.

COMO CONSEGUIR A PESSOA PERFEITA

Esse é um dos grandes problemas do mundo atual. E a procura pelo par perfeito é maior do que a pela fortuna, mesmo o capitalismo sendo tão determinante quanto é hoje. Muitos no entanto não encontram esta pessoa porque nem sabem como esta seria. Em primeiro lugar não existe ninguém perfeito, nem de aparência, nem de personalidade, nem de nada. O que existe são pessoas mais apropriadas para determinadas pessoas. E hoje, sem distinção de gêneros, muitos só pensam no par perfeito se tiver aparência ou dinheiro. E se decepcionam, com esse “par perfeito” quando vêem que aparência ou dinheiro são apenas algumas coisas das várias que se precisa para se sentir realizado nesse aspecto da vida.Dinheiro e aparência porém não são sinônimos de fidelidade, amor,respeito ou dignidade. A Ciência também fala sobre o assunto. Biologicamente, de modo instintivo, e nãoracional, o ser humano tenta encontrar na outra pessoa características físicas que lhe faltam, não por causa de si mesmas, mas do filho que poderão gerar. E a recíproca é verdadeira: pessoas com excessos nas características estão à procura de pessoas com falta dessas características. Isso acontece porque o ser humano tende ao equilíbrio genético e o instinto da procriação é o instinto mais forte do ser humano, maior até do que o da vida. Por isso que às vezes pessoas arriscam a vida em traições. Porém este instinto não visa a sem-vergonhice, mas a continuidade da espécie. Essa “lei de compensação” porém às vezes não bate. E por que? Porque o ser humano é dualista: alguns agem em algumas coisas pelo instinto e outras, nas mesmas coisas pela inteligência. Ninguém sabe porém o porquê disso, mas sabe-se que quanto mais a pessoa fala contra determinado instinto, mais ele se torna forte. Pessoas menos instintivas dão

mais importância às convenções sociais do que à “lei da compensação”. Mulheres altas muitas vezes se sente atraídas por homens baixos, mas por conveniência social casam-se com um de sua altura. Por exemplo também vemos muitos casais de mulheres loiras e homens negros. Quanto mais instintiva a pessoa, menos ela se importa com a aparência, dando prioridade à compensação de características no outro ser. E encontrada a pessoa pretendida, como fazer? Deve-se tentar fazer amizade com ela. Não se deve se preocupar com o que se vai dizer e com a reação da outra pessoa. Tudo está dentro de nós, o nosso instinto provavelmente nos dirá o que falaremos. Se a outra pessoa não gostar, é porque ela não era pra você. Não adianta se humilhar, querer falar bonito, forçar a conversa porque é só para perder tempo. Se ela quiser, tudo bem, se não, tudo bem também. Quem quiser você terá de gostar de você do jeito que é. Se não gostar, tem um monte de outras por aí que podem gostar. No caso das mulheres, deve-se deixar de lado preconceitos quanto ao tomar iniciativa de conversar com o indivíduo pretendido. Muitos homens são bons pretendentes, mas são tímidos. No caso dos homens, ainda é responsabilidade destes a iniciativa. “Mulher não morde” – não precisa muitas vezes ficar com medo dela. O máximo que elas podem nos dizer é um não. Elas não vão nos matar ou algo parecido acredito. Digo isso porque alguns homens “tremem” ao chegar perto delas, quando chegam. Ainda não são muitas as mulheres que tomam a iniciativa porque esse tipo de homem também não desperta muito o interesse delas. E não adianta vir com “enrolação” para pessoas adultas. Eles ou elas ficam só escutando, não falam nada, mas vêem defeitos de personalidade até por sutis gestos. Mulher nenhuma é obrigada a ficar com um

homem vagabundo, bêbado, safado ou qualquer outra porcaria. Homem nenhum também é obrigado a ficar com mulher relaxada, mulher “com um coração grande demais”, “interesseira” entre outras. Tanto homens quanto mulheres têm de serem “razoáveis”. Ambos querem pessoas que parecem melhor do que si – próprios ou no mínimo na mesma linha de personalidade. Isso talvez seja a razão porque as mulheres “abominam” alguns homens que parecem ser mais femininos do que elas próprias. O importante é não se desesperar. Enquanto essa pessoa não aparece, estude, trabalhe, porque uma hora, de onde você menos esperar esta pessoa vai aparecer. Assim acontece com todo mundo. E se for da vontade de Deus, logo você estará com a pessoa apropriada ao seu lado. Não gosto de escrever, acredito que sou melhor como policial, mas ajuda um pouco a aliviar o stress. Até uma próxima oportunidade. QUESTÃO AMBIENTAL: O QUE DEIXAREMOS PARA NOSSOS FILHOS? O assunto do momento é o aquecimento global e os desdobramentos deste. Furacões, tempestades, secas e inundações são diariamente veiculados pela mídia, nos dando as dimensões preocupantes desta situação. Mas o que podemos dizer sobre o assunto? O mundo é há pouco tempo industrializado e baseado na tecnologia. Antigamente tudo era baseado no natural: se alguém ficava doente, era tratado com chás, se precisava se deslocar de um ponto ao outro fazia-se por meio de carroças e assim por diante. Se haviam pestes, milhares de pessoas morriam, e devido às ferramentas rudimentares, o extrativismo não era tão

acentuado, configurando-se assim um controle "obrigatório" do ecossistema. O avanço da tecnologia em diversas áreas e a busca pelo acúmulo de riqueza fez com que esse equilíbrio da natureza entrasse em colapso, tendo muito mais pessoas vivas, todas com suas demandas, exigindo mais produção para atendê-las. O controle do ecossistema então passou da natureza para o homem. Porém isso foi por pouco tempo, apesar de poder se considerar muito bom a Humanidade viver mais e melhor. Hoje o ecossistema e o Homem são controlados pelo mercado financeiro. Planta-se segundo o mercado, desmata-se segundo as necessidades de aumento de pastagens ou para a produção dos derivados da Celulose e da forma como as coisas estão hoje não consegue-se um desenvolvimento sustentável, estando o ecossistema fora do controle. Pessoas demais, poluição demais, falta de políticas públicas eficientes de controle de natalidade, emprego, saúde, saneamento básico são apenas uma parte do problema. A parte mais séria do problema, porém a mais importante, está oculta no cenário atual. Energias mais limpas e renováveis talvez já pudessem fazer parte do nosso dia-a-dia para diminuir a poluição e os resultados dela. No entanto, há mais de cento e cinquenta anos o petróleo é o principal tipo de energia que utilizamos e quase monopoliza este mercado. Novas tecnologias talvez não são fáceis de serem alcançadas, mas os "barões" do petróleo, para não perderem seu poder, suprimem qualquer tipo de tecnologias novas, mais eficientes e menos poluentes no ramo de combustíveis - que são os que mais poluem. Entretanto não são somente os combustíveis fósseis os principais poluentes e responsáveis pelo desequilíbrio do ecossistema. Já mencionado, o desmatamento também tem grande parcela de culpa nisso. E por quê? O fator

climático do mundo é resultado do equilíbrio entre o Gás Carbônico (CO2),o oxigênio (O2), as pessoas e as árvores basicamente falando . Os seres humanos respiram Oxigênio e liberam Gás Carbônico - as árvores respiram Gás Carbônico e liberam Oxigênio que será utilizado por nós. E a temperatura do planeta é regulada pela quantidade de CO2 na atmosfera. Pessoas, automóveis e empresas produzem o Gás Carbônico, que já é um excesso, e ainda na hora de ele ser transformado em Oxigênio existem poucas árvores que façam isso por causa do já referido desmatamento. O Gás Carbônico retém calor impedindo que ele se dissipe no espaço, aumentando a temperatura da superfície terrestre, que resulta no famoso efeito-estufa. Resolver isso não é fácil porque há muito dinheiro envolvido nisso e porque as mesmas mãos que ganham com a poluição não vão ser as mesmas que vão arcar com os prejuízos desta. Quem sempre paga a conta é povo que não tem outras tecnologias para usar e não as pode desenvolver, dependendo da boa vontade de quem quer apenas conseguir lucro, custe o que custar. Não obstante, a população também tem sua parcela de culpa no agravamento dos efeitos do aquecimento global. As pessoas gastam ou desperdiçam água potável demais, jogam lixo nos rios, não separam o lixo reciclável, compram de empresas que destroem o meio ambiente, compram produtos mais baratos por serem ilegais, não plantam árvores e tantas outras formas de favorecer a destruição de ecossistema. Muitos se desmotivam de serem ecologicamente corretos porque pensam que só eles farão a sua parte e este pensamento destrutivo às vezes quando atinge seis bilhões de pessoas no mundo causa os problemas ambientais que vemos nos dias de hoje. Se pela consciência não podemos incutir uma consciência ecológica nas pessoas, talvez poderia se estudar

a possibilidade de multar ou responsabilizar penalmente quem destrói ou depreda a natureza ou medidas similares com este fim, não apenas para as grandes empresas, mas também o poluidor na sua rua ou cidade. O ser humano tem um grande problema com prevenção mas é ótimo em reação. Só que uma reação para resolver o problema ambiental pode não adiantar ou adiantar na hora porque depois de nós não podermos mais existir não se precisará mais fazer nada. Se nós pensarmos apenas no hoje dos nossos filhos e netos, não poderemos cuidar deles no amanhã, mas com certeza no amanhã nós continuaremos a gostar deles e se preocupar com eles. Se os outros não fazem, façamos nós pelo menos a parte correspondente pelos nossos filhos e parentes para ficarmos com a consciência mais tranqüila. Se os outros não fazem, façamos pelo menos nós, e tentemos não destruir o amanhã de nossos filhos pois acho que nós não temos este direito. "Sei que o que faço é como uma gota no oceano, só que sem esta gota ele seria menor..." Madre Tereza de Calcutá limaneto@pm.pr.gov.br