You are on page 1of 12

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Curso de Engenharia Elétrica

Relatório de Conclusão do Estágio Curricular Supervisionado

Aluno: Rodrigo Antônio da Silva Semeão Orientador – Telemar - MG: Odilon Luiz Nogueira Professor Supervisor – UFMG: Murilo Duarte Gomes

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

2

Belo Horizonte, 09 de Abril de 2002 APRESENTAÇÃO Título: Empresa: Endereço: Localidade: Área: Aluno: Curso: Período: Relatório do Estágio Curricular Telemar Norte Leste S. A Avenida Afonso Pena, 4001 - 8º andar Belo Horizonte Coordenação de Cliente Provedores – ECP-1 Rodrigo Antônio da Silva Semeão Engenharia Elétrica 9º

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

3

ÍNDICE
1 INTRODUÇÃO...........................................................................................................4 2 HISTÓRICO DA EMPRESA......................................................................................4 3 ÁREA DE ATUAÇÃO DO ESTAGIÁRIO..................................................................5 4 TECNOLOGIAS ENVOLVIDAS ...............................................................................5 5 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS...........................................................................10 6 CONCLUSÃO..........................................................................................................12 ASSINATURAS.........................................................................................................12

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

4

1 Introdução
No período de 19 de fevereiro de 2001 a 28 de dezembro de 2001 foi realizado o estágio no órgão de Coordenação de Clientes Provedores da Telemar– ECP-1. Este relatório tem por fim abordar as principais atividades desenvolvidas e os conhecimentos adquiridos neste período. O ECP-1 é um órgão formado por 1 gerente, 1 engenheiro comercial, 5 gerentes de conta, 3 consultores internos, 1 responsável financeiro e 2 estagiários. Com esta estrutura o órgão possibilita ao estagiário adquirir experiência tanto no campo técnico quanto comercial na área de Telecomunicações.

2 Histórico da Empresa
Em 1998, o Ministério das Comunicações decidiu dividir a Telebrás em doze companhias : três holdings das concessionárias regionais de telefonia fixa, uma holding da operadora de longa distância e oito holdings das concessionárias da telefonia móvel Banda A. A maior delas era a Tele Norte Leste, transformada em Telemar em Abril de 1999. A Telemar é, hoje, a maior empresa de telecomunicações do Brasil em faturamento e em número de telefones instalados. Com larga experiência em serviços de telefonia fixa local e de longa distância, disponibiliza também serviços para Internet, Transmissão de Dados e Imagens e Videoconferência, entre outros. Os estados que hoje integram a área de atuação - Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Ceará, Maranhão, Pará, Amazonas, Amapá e Roraima respondem por 64% do território nacional. Além disso, geram mais de US$ 300 bilhões do Produto Interno Bruto (PIB) e abrigam 87 milhões de pessoas, mais da metade da população brasileira. A Telemar, em Minas Gerais, tem, atualmente, mais de 3 milhões terminais fixos e já ultrapassou a marca de 76 mil telefones públicos instalados. Atua em mais de 3.150 localidades, atendendo a uma população superior a 15 milhões de pessoas, o que a torna a responsável por 90% da cobertura de telecomunicações do Estado.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

5

3 Área de Atuação do Estagiário
Conforme dito anteriormente, a área de atuação do estagiário é a Coordenação de Clientes Provedores (ECP-1) e as seguintes atividades foram desenvolvidas pelo mesmo durante o seu período de estágio: • • • • • Elaboração de propostas de atendimento a clientes; Estudo de viabilidade de atendimento técnico e comercial; Estudo para desenvolvimento de novos serviços; Visita a clientes; Participação em Cursos de Qualificação Profissional em Telecomunicações.

4 Tecnologias Envolvidas
As principais tecnologias aplicadas durante o estágio são descritas a seguir de uma maneira sucinta. 4.1 Redes Determinísticas

A Rede Determinística é uma plataforma de rede especializada para transporte de informações de dados de forma determinística, ou seja, os recursos da rede são dedicados e alocados exclusivamente para a conectividade de cada circuito. Esta rede possibilita a comunicação de dados, voz e imagem, ponto a ponto ou ponto-multiponto, de forma transparente a códigos ou protocolos. É ideal para empresas que necessitam transmitir grandes volumes de dados em alta velocidade e, freqüentemente, em tempo real. Permite, ainda, a integração de voz, dados e imagem, e interligação de PABX digitais, de CPDs e de estações de trabalho.

4.2

Redes Estatísticas

A Rede Estatística é uma plataforma de rede especializada para transporte de informações de dados de forma estatística, ou seja, os recursos da rede são de utilização compartilhada. Suporta os serviços X.25 e Frame-Relay.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

6

4.2.1

Rede de Pacotes

Serviço de comunicação de dados por comutação de pacotes para protocolos de comunicação X25, X-28, SDLC e BSC. Os acessos à rede podem ser dedicados, ou discados através da RTPC para comunicações X.28 e X.25. Os usuários são identificados por um número (endereço de rede), o que torna flexível a possibilidade de conexão entre os usuários da rede. Principais aplicações do serviço incluem-se “home banking”, transferência eletrônica de fundos (TEF), reservas de passagens e consultas a bancos de dados.

4.2.2

Rede Frame-Relay

Serviço de transporte de dados suportado pelo protocolo Frame Relay, com velocidades de até 2 Mbps, através de acessos dedicados. Circuitos pontoa-ponto e ponto-multiponto (mais utilizado) podem ser configurados. É ideal para interligação de redes locais, aplicações multimídia, integração de voz e dados, integração de redes multiprotocolo e outras aplicações.

Figura 1 – Exemplo de rede local utilizando tecnologia Frame Relay

4.3

Tecnologia HDSL

Os modems HDSL (High-bit-rate Subscriber Line) foram os primeiros serem introduzidos no mercado e marcaram uma revolução para as operadoras de telefonia e também para os clientes comerciais. Estes modems permitem velocidade de até 2 Mbps sobre dois pares de fios da rede telefônica até uma distancia de 3.9 Km.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

7

A comunicação é simétrica: pode se enviar e receber simultaneamente a 2Mbps. Esta tecnologia é especialmente vantajosa para conectar PABX's à central pública, para a interligação de redes locais, para fornecer acesso 2Mbps para Provedores Internet, e também para clientes corporativos pois dá a ele um serviço rápido, veloz e com qualidade muito superior aos acessos analógicos. Tal tecnologia também é interessante para as operadoras pois representa uma economia de custos: pode se enviar 30 canais de voz (linhas telefônicas) em apenas 2 pares de rede, em vez dos 30 pares necessários no sistema analógico. 4.4 Tecnologia ADSL O ADSL - Assimetric Digital Subscriber Line - é uma tecnologia de acesso à Internet banda larga que aproveita a rede telefônica já existente. Isto a torna muito procurada atualmente, em função da alta velocidade proporcionada aos usuários da Web. Suas velocidades de acesso podem chegar a até 8 Mbps (downstream) utilizando um modem digital, uma placa de rede (quando necessária), uma linha telefônica comum e microfiltros para o telefone. As aplicações banda larga do ADSL são inúmeras tais como: vídeo sob demanda, educação à distância, videoconferência, compras em casa, jogos interativos e acesso à Internet. A Telemar oferece, a princípio, acessos a 256 kbps, 512bps e 1,5 Mbps. O público alvo está principalmente no mercado de pequenas e médias empresas e no usuário residencial.

Figura 2 – Arquitetura ADSL

Na residência do assinante, o modem ADSL é ligado a um PC ou rede de computadores, e pode tanto estar ligado a um telefone e um fax. O par trançado da linha telefônica é conectado a um splitter e a central local. Na central local, onde o dslam (multiplexador de acesso de linha digital de assinante) está localizado, o splitter separa a voz dos dados.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

8

A chamada de voz é enviada à rede telefônica pública e os dados transmitidos através do dslam para a rede ATM (Rede Multiserviços) de alta velocidade (155 Mbps, por exemplo) a um provedor de serviços Internet. A conexão é feita em um backbone Internet para acessar o serviço requisitado, como uma World Wibe Web ou um servidor de vídeo. 4.4.1 ADSL Lite

Também conhecido como ADSL Splitterless ou G.LITE. É uma versão de menor velocidade do ADSL que dispensa o uso do splitter ( filtra sinal de voz e sinal de dados). Isto o torna mais próximo à realidade do usuário pois tem seu custo reduzido. Como o fluxo de dados é menor é possível gerenciar as interferências e ruídos. Suas velocidades são: 1,5Mbps para downstream (da central para o usuário) e 512 Kbps para upstream (do usuário para a central).

4.5

RDSI (ISDN)

ISDN (Integrated Services Digital Network) ou RDSI (Rede Digital de Serviços Integrados) é parte de um conjunto de padrões para transmissão digital por linhas telefônicas comuns. Os usuários domésticos e corporativos podem visualizar gráficos, textos e vídeos a uma velocidade de 128 Kbps. O ISDN requer adaptadores em ambos os lados da transmissão (fim a fim) e é preciso que haja um provedor com essa disponibilidade de acesso. Existem dois níveis de serviço: o acesso básico (BRI), destinado ao uso doméstico e a pequenas empresas, e o acesso primário (PRI), para usuários que necessitam de um serviço mais intenso. A idéia do ISDN é integrar o sistema analógico (voz) com o digital (dados) sobre a mesma rede. O DVI (Data Voice Image) utiliza a tecnologia ISDN para transmissão de dados em até 128 Kbps, ou seja, mais do dobro de velocidade dos modems comuns. Composta de dois canais, a linha DVI permite ao usuário acessar a Internet e falar ao telefone simultaneamente, por exemplo. A linha é digital sendo mais imune a interferência de ruídos, por isso, a conexão é mais estável e segura.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

9

4.6

Rede Multiserviços

A Internet trouxe inúmeras oportunidades de negócios para as empresas de telecomunicações. Anteriormente, as redes convencionais eram projetadas para transportar voz, e não dados. Com isto, surgiram novos referenciais de tráfego. Para se ter uma idéia, o uso do telefone passou, em média, de três minutos para uma hora. Para que essa demanda fosse controlada, foi criada uma rede capaz de diferenciar o tráfego de voz e dados: a Rede Multiserviços. A implantação de uma Rede Multiserviços, na Telemar, teve por objetivo disponibilizar uma plataforma de alto desempenho, para tratamento e transporte do tráfego gerado por usuários de aplicações de voz, vídeo e dados. A Rede Multiserviços provê, adicionalmente, serviços de acolhimento e encaminhamento de chamadas discadas, originadas na Rede Telefônica, com destino a Provedores de Serviços de Acesso à Informação. A Rede Multiserviços tem como função a otimização de recursos técnicos da Telemar, sendo utilizada para: alívio de tráfego na Rede Telefônica, interconexão de longa distância das Redes de Comunicação de Dados Estaduais e de centrais de comutação telefônica. Além disso, deve funcionar em conjunto com a Rede Telefônica Pública Comutada (RTPC), com a Rede Digital de Serviços Integrados de Faixa Estreita (RDSI-FE) e com as Redes Frame Relay existentes. De forma a suportar , de maneira eficaz, os serviços e funcionalidades requeridas. A Rede Multiserviços é capaz de garantir: conectividade, largura de banda sob demanda, qualidade de serviço, diferentes classes de serviço, gerenciamento fim a fim e alta disponibilidade.

Figura 3 – Rede Multiserviços

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

10

5 Atividades Desenvolvidas
5.1 Elaboração de propostas de atendimento a clientes Por se tratar de uma área comercial a principal atividade desenvolvida no período de estágio foi a elaboração de propostas técnico-comerciais para os clientes administrados pelo ECP-1 (Clientes Provedores de Telecomunicações) Estas propostas englobavam tanto a parte comercial como, por exemplo, valor de tarifas, aluguel de equipamentos como também informações técnicas como tecnologia a ser utilizada e SLA (Service Level Agreement). Foram elaboradas propostas tanto de serviços de voz como serviços de transmissão de dados.

5.2

Estudos de viabilidade de atendimento técnico e comercial Para a elaboração das propostas de atendimento a cliente, é necessário antes fazer um estudo de viabilidade. Este estudo é elaborado com base na interação entre diversos setores da empresa, pois para a elaboração do mesmo é necessário saber sobre a disponibilidade de infra-estrutura para o atendimento do serviço na localidade desejada pelo cliente. Esta atividade é bastante interessante pois é possível entender como funciona a interação interna da empresa bem como a função de cada setor envolvido no processo.

5.3

Estudos para desenvolvimento de novos serviços Outra atividade de grande aprendizado foi o estudo feito para desenvolver soluções comercializáveis de serviços. Estes estudos partiram da necessidade de atendimento a um cliente. A partir dessa necessidade a Telemar vislumbrou a possibilidade de gerar um novo serviço. O que se seguiu a isso foi um estudo detalhado de equipamentos que poderiam aproveitar a capilaridade da rede da empresa agregando valor a mesma. Foram feitos vários contatos com fornecedores de equipamentos de telecomunicações, mais especificamente fornecedores de equipamentos de transmissão de vídeo. Estes fornecedores inclusive fizeram palestras para apresentarem suas soluções. Estes estudos foram feitos por uma equipe de quatro pessoas nas quais eu estava incluído. Este grupo era formado por duas pessoas do meu setor (ECP-1) e por duas pessoas do setor de comunicação de dados (RCD), pessoas essas que tinham maior conhecimento sobre o serviço que queríamos desenvolver. Este contato foi bastante interessante para o aprendizado.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

11

5.4 Visitas a clientes A visita a cliente para apresentação de propostas e levantamento de suas necessidades também foi uma atividade que ocorreu com freqüência. Estas visitas serviram para o aprimoramento de minhas relações interpessoais, além de consolidar o conhecimento técnico, pois algumas destas visitas eram puramente técnicas. Nestas visitas técnicas eram discutidos assuntos como por exemplo topologia de redes e gerenciamento de redes. Nas visitas também eram discutidos prazos de atendimento para ativação de serviço e andamento de obras, com isso tive a oportunidade de entender sobre o processo de instalação de equipamentos de telecomunicações.

5.5

Cursos de Qualificação Profissional A Telemar, em parceria com o CPqD (Centro de Desenvolvimento da Pesquisa em Telecomunicações), ofereceu aos estagiários os seguintes cursos de qualificação profissional: 1. Telecomunicações para Iniciante – (duração de 25 horas); 2. Sistemas Ópticos com ênfase em DWDM ( Dense Wavelength Division Multiplex) – (duração de 25 horas); 3. Rede Telefônica e Sua Evolução – (duração de 25 horas); 4. Básico de Comunicação de Dados – (duração de 25 horas); 5. LAN – Redes Locais de Computadores – (duração de 15 horas); 6. Comunicação de Dados - Produtos– (duração de 15 horas); O programa foi estruturado e consolidado por especialistas em telecomunicações e profissionais educacionais, garantindo a qualificação técnica e pedagógica da capacitação.

Relatório de Conclusão de Estágio Curricular Supervisionado Rodrigo Antônio da Silva Semeão

12

6 Conclusão
Após este período de estágio na Telemar, pôde-se concluir que esta foi uma experiência muito gratificante motivando-me a seguir o caminho das Telecomunicações na minha vida profissional, além de se mostrar um grande complemento do aprendizado adquirido na universidade, tanto com experiência profissionais como cursos de qualificação profissional, que, sem sombra de dúvidas, aprimoraram em muito os meus conhecimentos obtidos na universidade. Outro ponto a ser observado é a experiência profissional adquirida, vivenciando-se o ambiente de uma grande empresa, que me mostraram uma maneira diferente de abordagem profissional: o mercado de trabalho, que é muito diferente do ambiente acadêmico.

ASSINATURAS

__________________________________________________ Aluno: Rodrigo Antônio da Silva Semeão

__________________________________________________ Telemar – MG

_________________________________________________ Professor Supervisor – UFMG: Murilo Duarte Gomes