You are on page 1of 5

Livro: Ritmo e Dança, de Ângela Garcia e Aline Nogueira Haas

História da Dança

1. Dança na era primitiva
- Uso dos movimentos para agradar deuses; pedir chuva, cura para doenças, agradecer
vitórias, celebrar festas, nascimentos, mortes, casamentos, iniciação dos adolescentes.
- Fins para a dança: vida, saúde, fertilidade e plenitude da força.
- Homens: movimentos amplos (saltos e passos longos) X Mulheres: movimentos estreitos
(em contato contínuo com o solo) – submissão feminina.
- Dança pantomima – segue a própria natureza: ao imitar os animais, a dança poderia domálos.
- Dança abstrata: êxtase por meio do encantamento místico – em círculo para atrair forças
magnéticas.
- Em solo, pares (mais importante, por celebrar a fertilidade) ou grupos.
- Culturas tribais evoluídas: danças da cultura camponesa (popular, folclore) X dança da
cultura senhoril (aristocrática) para divertimento da realeza e da nobreza.
2. Dança na antiguidade
- Egito: caráter sacro-religioso e recreativo da dança; festivo.
- Dança praticada inicialmente somente por mulheres (criação da dança atribuída a deuses da
fertilidade).
- Danças expandidas + introspectivas = dança espetacular – drama mitológico
- Dança pantomímica – mascarados: festival que antecede a cheia do Rio Nilo.
- Camponeses: conjunto X Nobres: individuais
- Dança do ventre (talvez originária do Egito): dança religiosa – sacerdotisas dançavam para o
sol em busca do equilíbrio energético para a prática da alquimia. Extinção dos templos: dança
do ventre foi adotada pelos ciganos, que a difundiram (incorporação de influências de outras
culturas).
- Grécia: berço da arte ocidental. Danças bélicas, funerárias, agrícolas, nupciais e astrais.
- Teatro cantado e dançado nas formas da tragédia e da comédia.

.Balé na Rússia: final do século XVIII. em 1927. por Luiz XIV.Figura da bailarina que encarnava a perfeição – Maria Taglioni surge.Natureza presente nos temas. dançando na ponta dos pés com sapatilhas especiais.Dominação da Igreja: dança em cultos religiosos. no século XVII. Dança no século XIX: o Balé Romântico . na França. a dança clássica recebeu um forte impulso evolutivo: balé se desenvolve com mais virtuosismo. . . postura estudada.Balé se incorpora ao Romantismo. Surge.Período romântico do balé empobreceu na Europa.3. 5. . negando a realidade e indo ao encontro da fantasia. corpo deve seguir a métrica musical. em Paris. . 4. regras rígidas. estética e com princípios coreográficos. Idade Média . .Dois italianos. . um mestre (Domenicho Domenitino) e uma aristocrata (Catarina de Médicis) foram os responsáveis pelo nascimento do balé. movimentação codificada.Dança como apenas divertimento.Dança recomeça a florescer na época renascentista. em 1661. No final do século XIX e início do século XX. do irreal. passos e movimentos definidos. o profissional da dança: o bailarino e o mestre. do imaginário. Do século XV ao VIII: nascimento do Balé . . o centro da dança considerado na França se transferiu para a Rússia (czares eram entusiásticos patrocinadores).Após a criação da Academia Real da Dança. adquirindo regras conforme o gosto da nobreza. . com histórias que narravam lendas de lagos e bosques do Norte.Giselle (obra-prima do período romântico) 6.Danças populares absorvidas pela nobreza: espontaneidade substituída por floreios nos passos. Fim do século XIX e início do século XX .

Bailes Norte-americanos (Fox-trot. 9. Dança de Salão . .Origem na cultura africana em solo norte-americano. . no momento da inspiração e expiração. basicamente o nacionalismo. Polka. No Brasil. . desenvolvida a partir dos princípios de contração e relaxamento – dança moderna. .Auge do balé na Rússia: segunda metade do século XIX – Marius Petipa: A Bela Adormecida (1890). Salsa. Bailes Europeus (Passodoble. Rock and Roll e Swing). . Samba.Parte dos costumes e tradições de um povo que expressa sua manifestação cultural.Grande popularidade nas décadas de 1940 e 1950: sucesso dos musicais da Broadway e nos filmes.A dança moderna é considerada como um produto (essencialmente americano) do séc.Origem nas danças da corte.. excitantes – Bolero. Merengue. 8. Dança Folclórica . instintivos e intuitivos – dança livre. durante a Idade Média.Transmitida de geração em geração 10. . a partir da segunda metade do século XVII. . Quebra-Nozes (1892) e Lago dos Cisnes (1894). foi difundida com a vinda da família real portuguesa. Tango). nascendo como uma reação contra a forma acadêmica e convencional do balé clássico – liberdade e exploração total do corpo.Isadora Duncan: movimentos naturais. Valsa).Danças de salão podem ser classificadas em Bailes: Bailes Latinos (quentes. Dança Moderna e Contemporânea .Valsa: primeira dança de salão praticada a dois.Martha Graham: técnica fundamentava-se nas mudanças físicas do corpo. 7. Mambo. Jazz . XX.

Sapateado . a um determinado ritmo musical. . Destaque para Fred Astaire.. incorporando movimentos do balé clássico e da dança moderna. .Dança espetacular: shows musicais da Broadway 11. .Sapateado muito difundido nos shows da Broadway e em programas de variedades na TV e filmes.Origem: dança holandesa Clog – bater os tamancos no solo.Depois de 1940: trabalho dos pés tornou-se mais elaborado e técnico.

Dança na Idade Média Texto 2 – Consolidação do Ballet Clássico e a quebra com a Dança Moderna .Dança Moderna/Contemporânea Texto 3 – Outros ritmos .Dança na Grécia .Jazz Texto 4 – Não importa o ritmo.Rock Anos 1960 .Nascimento do Ballet .Agradecimento Sugestões de músicas: Idade Média: Alguma da trilha do Senhor dos Anéis Anos 1960: Alguma do Elvis (Blue Suede Shoes.Giselle . Dance! .Musicais .Dança no Egito .Don´t Stop ´til You Get Enough (TURMA GRANDE POR FAVOR!!!!) Samba: Adoniran Barbosa – Trem das Onze Agradecimento: Good Vibrations .Ballet 2014 – Vem dançar comigo (?) Texto 1 – A origem da Dança ..Dança primitiva .Quebra Nozes .Dança de Salão (Valsa ou Samba) .Discoteca Anos 1970 .Lago dos Cisnes . etc) Disco: Michael Jackson ..