MANUAL DE MANUTENÇÃO

Eixo Dianteiro (Não Trativo)
MFS 06
MFS 07
MFS 08
MFS 14

Edição outubro/11
MM11135POR

Índice
1 - Informações importantes..................................................................................... 03
2 - Vista explodida.................................................................................................... 04
3 - Introdução e descrição........................................................................................ 06
4 - Correção de Falhas............................................................................................. 10
5 - Inspeção.............................................................................................................. 12
6 - Lubrificação e Manutenção................................................................................. 15
7 - Ajustes................................................................................................................. 21
8 - Remoção............................................................................................................. 33
9 - Preparação das Peças para Montagem.............................................................. 40
10 - Instalação ........................................................................................................... 45
11 - Especificações de Torque................................................................................... 60
12 - Ferramentas especiais........................................................................................ 62

MANUAL DE MANUTENÇÃO

• Ao manusear peças quentes. FIBRAS DE ASBESTOS E SEM ASBESTOS Algumas lonas de freio contém fibras asbestos.Informações Importantes Atualização das Alterações no Eixo Para se manter o manual de manutenção atualizado. será emitida uma Instrução Técnica com os dados e as implicações decorrentes destas alterações. • Ao usar martelo ou efetuar qualquer operação que envolva impacto. MANUAL DE MANUTENÇÃO 3 . No rodapé de cada página deste manual existe uma área designada para se anotar o número de cada Instrução Técnica que envolve eventuais alterações ocorridas naquela página. os efeitos de uma exposição prolongada são desconhecidos. conforme mostrado neste manual. Muito cuidado deve ser tomado ao se manusear ambos os tipos de material. use óculos de segurança. use luvas adequadas. mas sob as quais. como mostra o exemplo abaixo: Segurança É de extrema importância o uso de equipamento de segurança quando da manutenção do eixo. um perigoso cancerígeno e causador de doenças pulmonares. a cada alteração que houver no eixo. Algumas lonas de freio contém fibras sem asbestos.

Vista explodida 4 MANUAL DE MANUTENÇÃO .

Interno 45 Rolamento da Roda Cone .Nomenclatura das peças da vista explodida ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO 1 Contrapino 2 Porca Castelo 3 Braço de Direção 4 Chaveta 5 Pivô 6 Parafuso 7 Pino de Lubrificação 8 Tampa da Ponta de Eixo .c/furo para lubrificação 9 Tampa Ponta de Eixo .Bucha Ponta de Eixo 18 Porca Parafuso Limitador 19 Parafuso Limitador de Direção 20 Porca Castelo 21 Contrapino 22 Calços 23 Viga 24 Chaveta Plana 25 Chaveta Rosqueada 26 Porca da Chaveta 27 Rolamento Axial e Vedador Plano 28 Rolamento Axial e Vedador 29 Rolamento Axial Integral e Vedador 30 Pino Mestre 31 Chaveta 32 Braço de Ligação 33 Contrapino 34 Porca Castelo 35 Pivô da Barra de Ligação 36 Parafuso da Abraçadeira 37 Porca de Trava 38 Barra de Ligação 39 Vedador de Graxa do Cubo 40 Rolamento Cone Interno 41 Rolamento Capa Interno 42 Parafuso da Roda 43 Cubo 44 Rolamento da Roda Capa .Selada 10 Junta 11 Rolamento de agulha 12 Bucha da Ponta de Eixo Bronze 13 Bucha da Ponta de Eixo Nylon 14 Ponta de Eixo 15 Porca Castelo 16 Contrapino 17 Vedador .Interno 46 Porca de Ajuste 47 Anel de Trava Furada 48 Arruela de Trava 49 Contra Porca 50 Arruela “D” 51 Porca de Ajuste 52 Contrapino 53 Junta 54 Tampa do Cubo 55 Parafuso e Porca 56 Tampa da Ponta de Eixo 57 Arruela Chavetada MANUAL DE MANUTENÇÃO 5 .

Todos os modelos usam pinos da ponta de eixo retos. • Ponta de eixo Pontas de eixo são avaliadas de acordo com a capacidade do eixo dianteiro. ponta de eixo e pino mestre. bronze e Easy Steer®. • Braço de ligação. roda e pneu em torno do pino mestre. Figura 1a Figura 1 6 MANUAL DE MANUTENÇÃO . São usadas 3 tipos de buchas: nylon. O conjunto da ponta de eixo e pino mestre é similar ao lado esquerdo. converte a força da barra de direção em um movimento de giro através do pino mestre da ponta de eixo lado esquerdo. exceto pela ausência do braço de direção. • Braço de Direção O braço de direção (normalmente um componente forjado).Introdução e descrição Descrição Os eixos dianteiros não trativos Meritor têm os seguintes componentes: (Figura 1). é uma imagem de espelho do braço de ligação lado esquerdo e converte a força da barra de ligação em movimento para girar a ponta de eixo lado direito. O braço de ligação lado direito.

PART. Antes de iniciar as operações de serviço.608 Kg) U 28. (Número de série) Date (Data de fabricação) Designação do modelo. NO.No. permitindo.000 lbs (2722 Kg) C 7. RATIO SER.200 lbs (5443-5987 Kg) G 14.701-13.000 lbs (12.000 lbs (7258-9072 Kg) LX 30. (Número do produto) Ratio (Reduções do diferencial) Série No. Figura 2 MODEL CUST. NO. identifique a unidade a ser reparada.608 Kg) FREIO NÚMERO DE ESPECIFICAÇÃO SEQUENCIAL NUMÉRICO FF .600 lbs (6622 Kg) L 16. Veja as Figuras 3 e 3A Para informações sobre todos os Modelos. braço de direção Const.000 lbs (13. Extremidade de roda especial Duplo rebaixamento da viga 7 . DATE Placa de Identificação Figura 3 CAPACIDADE BÁSICA EIXO DIANTEIRO SÉRIE BÁSICA A 5.Introdução e descrição Identificação dos Eixos Todas as informações necessárias para qualquer eixo dianteiro Meritor estão indicadas na placa de identificação do eixo.000-20.000-8. Model (Modelo) Cust. (Número do cliente) Part.000-13. NO.000 lbs (4082 Kg) E 10000 lbs (4536 Kg) F 12.NX-122 VARIAÇÃO PRINCIPAL 0 1 2 3 4 5 6 7 8 Projeto pré FMVSS-121 Pino da ponta de eixo reto c/ vedador e Novo conj.000-30. Essas informações permitirão uma identificação correta das peças de reposição desejadas.000 lbs (2268 Kg) B 6.931 . desta forma.000 lbs (3175-3629 Kg) D 9. Figura 2.No. consultando a placa de identificação afixada na viga. a execução de uma operação de serviço mais rápida e precisa. veja a Figura 4. pino da ponta c/ vedador Viga e ponta de eixo maiores Bucha Easy Steer® Viga tubular Viga de baixo peso Modelo c/ ponto de centro Bucha Easy Steer® Plus MANUAL DE MANUTENÇÃO ALTERAÇÃO DE PROJETO 0 1 2 3 4 5 6 Pino mestre temperado Pino mestre reto Braço de ligação especial Distância de 127 mm (5”) do centro da ponta de eixo ao assento de mola Distância de 127 mm (5”) do centro da ponta de eixo ao assento de mola e braço de ligação especiais.

6 3 - 71” (1803.5” (1739.25” (1657. PINO MESTRE OU BUCHA: 1 - Pino 2 - Pino lhas 3 - Viga 4 - Pino F = Dianteiro mestre reto .30” (83.00” (127.9 mm) mm) mm) mm) mm) mm) mm) mm) mm) ALTURA DO CENTRO DA BOSSA P/ PINO MESTRE ATÉ A SUPERFÍCIE DO ASSENTO DE MOLA 0 - 1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 8 Não Standard 3.rolamento de aguem material liga (Índia) mestre reto .4 7 - 60” (1524.0 8 - 67. aranha de freio e cubo unitizado GAWR = Capacidade Total de Carga.8 mm) 3.NX XXX SEQUENCIAL NUMÉRICO KPI 0 .1 5 - 72” (1828.2 2 - 69” (1752.74” (3.5” (1714.XX . KPI = Entre Centros Dos Pinos Mestre “ = Polegadas MANUAL DE MANUTENÇÃO .bucha de bronze S = Eixo direcional não trativo MFS .bucha Easy Steer® mestre cônico .50” (88.Não Standard 1 - 68” (1727.50” (63.8 6 - 65.4 4 - 71.0 mm) 2.9 mm) 3.5” (1816.5 9 - 68.Introdução e descrição MODELOS NOVOS Figura 3A GAWR libras ou toneladas Meritor INDICA VARIAÇÃO NA VIGA.000X .5 mm) FREIO LOCAL DE FABRICAÇÃO N - América do Norte S - América do Sul E - Europa A - Austrália / Ásia VARIAÇÃO PRINCIPAL DE PROJETO A - Ponta de eixo convencional B - Braço de ligação integral C - Braço de ligação integral e prato de freio D - Braço de ligação integral.74 mm) 5.

443 Kg (12.987 Kg (13.443 Kg (12.622 Kg (14.082 Kg (9.175 Kg (7. CAPACIDADE VARIAÇÃO PRINCIPAL ALTERAÇÃO DO PROJETO FC-901 3.622 Kg (14.072 Kg (20.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Braço de ligação especial MFS-13 5. Ex.608 Kg MFS-06 2.072 Kg (20.000 lbs) Pino da ponta de eixo vedado pino da ponta de eixo reto .600 lbs) Projeto Easy Steer ® Pino da ponta de eixo reto FG-943 6.000 lbs) Viga do eixo tubular Pino da ponta de eixo reto FU-910 12.200 lbs) Projeto Easy Steer ® Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FF-943 5.600 Kg Pino ponta de eixo vedado e conjunto barra de ligação Pino da ponta de eixo cônico FU-935 13.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Pino da ponta de eixo reto FF-942 5.082 Kg (9.072 Kg (20.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Distância 127 mm (5”) do centro da ponta de eixo ao assento de mola e braço de ligação especial FF 944 FF-961 5.000 lbs) Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FL-941 9.443 Kg (12.072 Kg (20.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Pino da ponta de eixo reto FD-833 2. MANUAL DE MANUTENÇÃO 9 .Introdução e descrição Figura 4 .000 lbs) Braço de ligação especial FF-933 5.443 Kg (12.000 lbs) Pino da ponta de eixo reto FL-933 9.622 Kg (14.000 lbs) Viga de baixo peso Pino da ponta de eixo reto FE-970 4.443 Kg (12.560 lbs) Viga e ponta de eixo maiores Pino da ponta de eixo reto FC-901 4.443 Kg (12.000 lbs) FG-931 6.000 lbs) Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FF-934 5.631 Kg (5. adotar os valores para os eixos identificados pelo inicial 9.800 lbs) Projeto Easy Steer ® Pino da ponta de eixo reto bucha Easy Steer ® 3.000 lbs) Viga e ponta de eixo maiores Pino da ponta de eixo reto MFS-09 4.536 Kg (10.536 Kg (10.000 lbs) Viga e ponta de eixo maiores Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FD-961 4.INFORMAÇÕES SOBRE MODELOS DOS EIXOS DIANTEIROS NÃO TRATIVOS NÚM.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FL-951 9.000 lbs) Distância 127 mm (5”) do centro da ponta de eixo ao assento de mola e braço de ligação especial FF-941 5.443 Kg (12.000 lbs) Pino da ponta de eixo reto FF-932 5.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Pino da ponta de eixo reto bucha Projeto ponto centrado Extremidade de roda especiais 5301 MFS-07 MFS-08RA Pino da ponta de eixo reto Rolamento de agulha Para eixos fabricados no Brasil identificados pelo 8 inicial.000 lbs) Projeto pré FMVSS-121 Pino da ponta de eixo reto FC-931 4.443 Kg (12.622 Kg (14.600 lbs) Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FG-941 6.000 lbs) Pino da ponta de eixo reto FF-971 5.072 Kg (20.000 lbs) Projeto pré FMVSS-121 Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FC-921 3.: FF-844 adotar valores indicados para FF-944.443 Kg (12.000 lbs) Projeto pré FMVSS Pino da ponta de eixo reto FC-941 3.175 Kg (7.600 lbs) Pino da ponta de eixo reto FG-933 6.629 Kg (8.000 lbs) Projeto pré FMVSS-121 Pino da ponta de eixo reto FC-903 3.000 lbs) Projeto ponto centrado Pino da ponta temperado FF-921 5./MOD.175 Kg (7.070 Kg (4.fora de estrada FF-931 5.000 lbs) Projeto Easy Steer ® Pino da ponta de eixo reto FL-943 9.171 Kg (7.600 lbs) Projeto Easy Steer ® Distância 127 mm (5”) do centro da ponta FL-931 9.443 Kg (12.082 Kg (9.

pivô. 1. Folga excessiva do cubo de roda.1. Ajuste a pressão do sistema de força da direção. 4. Veículo trabalha em condições severas. 2. 2. 6.Correção de falhas Correção de Falhas Verifique as tabelas abaixo para corrigir possíveis falhas no eixo. Substitua a coifa. 3. Caster desajustado. Pressão de interrupção do sistema de força da direção desajustado. Aumente a frequência de inspeção de lubrificação. Extremidade dos braços de ligação com dificuldade de movimento 7. Limitadores de direção ajustados incorretamente. 5. Arruela de encosto desgastada. Balanceie ou troque pneus. braço de 1. Divergência incorreta. 5. Checar. 3. CONDIÇÃO CAUSA CORREÇÃO Pneus se desgastam rapidamen. Lubrifique as articulações de direção. 3.1. Substitua o pino mestre. 3. 3. Barra de ligação. Muita pressão no sistema de direção ou braçode ligação tortos força da direção. 5. Pneus desbalanceados. Articulações da direção necessitam de lubrificação 3. Pneus com calibragem incorte ou tem desgaste irregular reta. 4. 6. Reajuste a folga dosrolamentos da extremidade. 4. Verificar ajustes do limitadores de direção. 3. ouquebrados 2. 7. Repare o braço de direção conforme necessário. 2. Ajuste o caster. Caixa de direção mal ajustada ou com mal funcionamento. Certifique-se de que o veículo está operando corretamente. Veículo com dificuldade para es. Alinhe os eixos tandem. MANUAL DE MANUTENÇÃO . 10 1. ras. 5. Alinhamento de eixos tandem incorreto. 4. barra de ligação. Pivôs da barra de ligação ne. Corrija o sistema de direção conforme necessário. Geometria do braço de direção incorreta. 4. Coifa danificada no pivô de 2. Certifique-se que as com desgaste cessitam de lubrificação tabelas de lubrificação estão 2. Geometria do braço de direção incorreta. 1. Condições de operação sevesendo seguidas. Pino mestre emperrado. Ajuste a divergência. Calibre os pneus com apressão especificada 2. Terminais da barra de ligação 1. 5. Substitua as extremidades. 2. Repare o sistema de direção. Substitua a arruela. 5. Lubrifique os pivô da barra de ligação. 6. 3. Baixa pressão no sistema de terçar direção hidráulica. 6.1. Instale o sistema tipo Add-oncorretamente. 4.

ados.Correção de falhas Correção de Falhas Verifique as tabelas abaixo para corrigir possíveis falhas no eixo. 3. Falta de lubrificação ou lubrifi. Caster desajustado. MANUAL DE MANUTENÇÃO 11 . Juntas ou vedadores faltando tados oudesgastados.1.1. 3. Balanceie ou substitua as rodas e/ou pneus. çando” durante a operação 2. Pinos mestre e buchas desgas. 2.2. cante incorreto. Aperte os fixadores da barra de direção com os torques especiquebrado de direção acima do especifificados cado. Frequência de lubrificação incompatível com as condições de operação.3. Troque a frequência para compatibilizar com as condições de operação. CONDIÇÃO CAUSA CORREÇÃO Pivô de direção desgastado ou 1. O eixo não é lubrificado com frequência especificada 4. 5. Lubrificante incorreto 3. Lubrifique as articulações de direção. Lubrifique o eixo na frequência especificada 4. Ajuste o caster. Ajuste os limitadores com as dimensões especificadas cional desajustado. Use lubrificante especificado 3. 1. Substitua os amortecedores. Torque dos fixadores da barra 1. 1.2. Substitua as juntas e vedadores. 2. Amortecedores desgastados. 2. Use os procedimentos corretos. Eixo dianteiro vibrando ou “dan. Rodas e/ou pneus desbalance. 3. Limite de esterçamento dire. 5. Procedimentos de lubrificação incorretos.

Figura 6. • Desgaste do pneu. 12 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Procure ver se há entortamentos ou trincas. Certifique-se que todas as peças se movem livremente por todo o raio de giro. • Pontos de pivô. Coloque blocos na frente e atrás da roda traseira para evitar que o veículo se movimente. Substitua qualquer fixador danificado. A Meritor recomenda a substituição dos componentes danificados ou fora de especificação. Coloque uma alavanca entre a bossa do braço de direção e a viga. 4.Inspeção Inspeção Faça os seguintes procedimentos durante uma inspeção: • Fixadores. Certifique-se que não existe pontos de pivôs frouxos. sem que se reduza a resistência ou a durabilidade do componente e torna sem efeito a garantia podendo ainda causar acidente com o veículo resultando em danos ou ferimentos pessoais. CUIDADO Não se permite o reparo ou recuperação dos componentes do eixo dianteiro. Corrija o torque se necessário. Apoie uma base magnética com relógio comparador sobre a viga e apoie o apalpador do relógio sobre o topo da ponta de eixo. 6. Use um torquímetro para verificados torques. Figura 5 Checagem da folga vertical da ponta de eixo 1. Use suportes adequados. Inspecione as peças do eixo quanto à danos e desgaste. Os componentes não podem ser desentortados. ADVERTÊNCIA Não trabalhe sob o veículo apoiado somente pelo macaco. Force a ponta de eixo para cima. 5. Certifique-se que todos os elemetos de fixação estão apertados com os torques especificados. 3. 2. soldados. • Danos e desgastes. O macaco pode deslizar e causar ferimentos. A leitura deverá ser feita assim que o parafuso ou porca começar a se movimentar. Force a ponta de eixo com a alavanca para cima e faça a leitura no relógio tomando nota do resultado. Substitua todas as peças danificadas ou desgastadas. Zere o relógio comparador. Apoie o eixo dianteiro sobre cavaletes seguros. Use um macaco para levantar o veículo até que as rodas dianteiras estejam suspensas. Inspecione os pneus quanto a indícios de danos ou desalinhamento da suspensão. aquecidos ou reparados de qualquer maneira. A maioridos componentes sofrem tratamento térmico. Figura 5. Certifique-se que o pontos de pivô estejam lubrificados • Operação.

O macaco pode deslizar e causar ferimentos. Se o relógio indicar uma folga de 0. NOTA: Se uma bucha estiver danificada. Instale uma base magnética com relógio comparador sobre a viga e apoie o apalpador sobre a lateral da bossa do braço de direção na ponta de eixo.02 0.001.0. Apoie o veículo sobre cavaletes seguros.25 mm (0. a bucha está desgastada ou danificada. Zere o relógio comparador. MANUAL DE MANUTENÇÃO Figura 7A 13 . Veja as seções Remoção e Instalação deste manual. Figura 6 Checagem do desgaste das buchas da ponta de eixo 1. 2. ADVERTÊNCIA Não trabalhe sob o veículo suportado somente pelo macaco. Figura 7 4. 5.1.Inspeção O resultado da leitura deve estar entre 0.650 mm (0. Mova lateralmente o topo da lateral do pneu várias vezes. Figura 8.025”) para eixos novos ou reconstruídos e 0. Substitua as duas buchas. Se a leitura for maior que o máximo especificado.065”) para eixos em uso.010”). Verifique a bucha inferior da ponta de eixo Instale uma base magnética com relógio comparador na viga e apoie o apalpador do relógio na bossa do braço de ligação na parte inferior da ponta de eixo. remova a ponta de eixo e adicione calços ao pacote. Figura 7A.001-0. Se a leitura for 0 (zero). Veja as seções Remoção e Instalação deste manual.025 .64 mm (0. Coloque blocos na frente e atrás da roda traseira para evitar que o veículo se movimente. Verifique o desgaste da bucha superior daponta de eixo. Veja as seções Remoção e Instalação deste manual. 6. Use um macaco para levantar o veículo até que as rodas dianteiras estejam suspensas. Figura 6. é necessário trocar as duas buchas da ponta de eixo. remova a ponta de eixo e retire calços do pacote de calços. 3.

Se sentir algum movimento ou folga entre as extremidades da barra de ligação e os braços de ligação. Substitua as duas buchas. Zere o relógio comparador. Checagem das extremidades da barra de ligação Segure e tente mover a barra de ligação em qualquer direção. a bucha inferior está desgastada ou danificada. Figura 8A. remova e substitua os pivôs da barra de ligação.25 mm (0.Inspeção 7. Figura 9.Veja as seções Remoção e Instalação deste manual. ou acima. 8.010”). Veja as seções Remoção e Instalação deste manual. Figura 9 Figura 7A 14 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Se o relógio indicar uma folga de 0. Mova lateralmente a parte de baixo da lateral do pneu várias vezes.

500 Km / ano [50. Entulhos e Terra. Ônibus urbano.200 Km / ano [25. 20) Aplicação Ano Fabricação Condições de Operação 1 Somente em estradas pavimentadas ou auto estradas. Serviço de carga pesada. 2 Bombeiros.Lubrificação e manutenção Tabela de classificação dos veículos de acordo com o grupo de aplicação. Construção. Trator fora de estrada. Madeireira. Motor Home Depois Julho 1996 Antes Julho 1996. Operações de alta quilometragem (mais de 80.000 milhas]) Carga pesada e substancial operação fora de estrada. Entrega Urbana. Todos 3 Madeireira. use o grupo 3. Transporte pesado. Operações de baixa quilometragem (menos de 40.500Km / ano [50.000 milhas]) 95% em estradas pavimentadas ou auto-estradas. data de fabricação e condições de operação. Trator de estrada. Construção. Óleo. 5 Mineração. Trabalhos altamente pesados e operação 80 a100% fora de estrada. Ônibus Escolar. Lixo Residencial. Auto-estradas pesadas.000 milhas]). 4 Mineração. linhas de transporte Depois Julho 1996 Antes Julho 1996. Tabela de Grupos de Aplicação Grupo (Ver pg. Operações de baixa quilometragem (menos de 80. use o grupo 3. MANUAL DE MANUTENÇÃO 15 .

Figura 12 Tabela de Especificação e Intervalos de Troca de Óleo do Cubo de Roda Oper. Realinhamento de Freios. Militar Descrição do óleo Temperatura externa C° F° Mín Máx. Uma vez ao ano ou o que ocorrer primeiro Graxa Cubo não necessita de lubrificação Unidade selada Multiuso Ver as especificaçõesdo fabricante dagraxa quanto aoslimites detemperatura detrabalho 12-Hidroxystearato ou complexo de lítio • Barra de Direção 1 Unidade Cubo Selado para Caminhão 1 Aplica-se a Pivôs em eixos Easy Steer Plus.000 Km (100.000 milhas) Uma vez ao ano Oil Gear Oil Gear 0-76J Oil Gear Especific. Faça a manutenção se necessário.000 milhas) Uma vez ao ano (1. 2 A Meritor reconhece que a industria busca a contínua melhoria na seleção e uso de graxas sintéticas na manutençãode veículos. Inspecione os Pivôs a cada 160. Mín. Óleos Motor Multi Pesos são aceitáveis se os valores SAE terminarem em 0. • Pivôs Braços de Direção. • Pivôs Braços de Direção. Contudo.600 km O que ocorrer primeiro: (1. 0-76E 160.000 milhas) Especific. Meritor Graduação NLGI Classificação de Graxa 0-617-A 1 6% Lítio ou ou 0-6187B 2 Nenhuma Não Temperatura externa • Pinos Mestre. 160. -CE-SF ou -SGSAE 40 ou 50 12 Não 10 Não API-CD. -D ou E Óleo Motor MIL-L-2104-B Carga Pesada -C. Máx. • Buchas Pinos Mestre. Nos eixos selados inspecione os Pivôs e Coifa a cada 160.000 km (100. -CE-SF ou -SGSAE 30 -26 Não Óleo Motor MIL-L-2104-B Carga Pesada -C. como se sabe. Consulte aMeritor quanto às referências de aplicação da graxa sintética antes de usa-la na manutenção do veículo. Faça a manutenção se necessário.000 milhas) quanto a desgaste e danos. 0-76D Realinhamento de Freios.600 km O que ocorrer primeiro: 1. Obs: As condições indicadas no Manual do Fabricante do Veículo prevalecem sobre as condições indicadas neste manual 16 MANUAL DE MANUTENÇÃO . 2 Designações aceitáveis. Uma vez ao ano ou o que ocorrer primeiro Graxa 0-617-A 1 0-617-B 2 6% Lítio 12-Hidroxyl Stearato Multiuso 2 • Barra de Direção1 Classificação de Graxa 8% Lítio 12-Hidroxyl Stearato 1 Aplica-se a Pivôs em eixos Easy Steer e Convencionais. MIL-L-2105-D GL-5 SAE 85W/140 12 Não 10 Não MIL-L-2105-D GL-5SAE 80W/90 -26 Não -15 Não MIL-L-2105-D GL-5SAE 85W/140 -40 Não -40 Não MIL-L-2105-D GL-5SAE 75W -40 2 -40 36 API-CD. Figura 11 Tabela de Especificação e Intervalos de Engraxamento do Eixo Dianteiro Não Trativo Intervalo de Engraxamento Componente Graxa Especific.000 milhas)quanto a desgaste e danos. Meritor Graxa 2 Graduação NLGI • Pinos Mestre. -D ou E Não 1 Designações aceitáveis. • Buchas Pinos Mestre.000 Km (100.000 milhas) Troca de vedadores.000 km (100. • Pivô da Barra de Ligação. Meritor 0-76A Oil Gear Troca de vedadores.Lubrificação e manutenção Especificações de Lubrificantes Figura 10 Tabela p/ Auto-estrada e Entrega Urbana (Aplicável nos FF e FD incluindo FD-931. alguns vedadores se expandem em contato com a graxa sintética. FD-933 e FD961) Intervalo de Engraxamento Componente Especific. em Estradas Intervalos Intervalos p/ Operação Fora de Estradas Checar Trocar Checar Trocar Nível Óleo Óleo Nível Óleo Óleo 1. Óleos Motor Multi Pesos são aceitáveis se os valores SAE terminarem em 40 ou 50. • Pivô da Barra de Ligação.

Figura 13. Abaixe o veículo até que as rodas toquem o chão. 903. Certifique-se de que os pneus estão tocando o chão. os pivôs nas extremidades dos braços de ligação. 3. 910. Pinos mestre . 941. NOTA: No Eixo 5301 (MFS-08RA) o lubrificante sai pelo vedador e nas faces de junção da viga com a ponta de eixo. 961. NOTA: Estes procedimentos se aplicam para os eixos dianteiros convencionais 901. 952 e 970. Veja a plaqueta de identificação na viga do eixo. Lubrifique as extremidades de roda lubrificadas com óleo. Lubrifique os pinos mestre através das engraxadeiras (graxetas) superiores e inferiores na lateral das pontas de eixo. séries: 911. 963. 3. Coloque o veículo sobre cavaletes. Figura 13 5. Veja a Tabela na Figura 19 no final desta seção Pinos mestre . 2. 921. 1. 951. Quando Lubrificar e fazer manutenção nos conjuntos. Nos eixos convencionais as engraxadeiras estão localizadas na lateral da ponta de eixo. Aplique lubrificante até que o lubrificante novo saia entre o pacote de calços superior e o vedador. 943. Veja a plaqueta de identificação na viga Nos eixos dianteiros selados e Easy Steer. Levante o veículo até que os pneus saiam do chão. 2. 971 e 975. Aplique lubrificante até que o lubrificante novo saia entre o pacote de calços superior e o vedador.Lubrificação e manutenção Geral Lubrifique os pinos mestre.eixos dianteiros convencionais. 935.eixos dianteiros selados e Easy Steer NOTA: Este procedimento se aplica aos eixos dianteiros. Coloque calços na frente e atrás das rodas traseiras para impedir que o veículo se mova. Figura 14. os pivôs nos braços de direção e os rolamentos engraxados. 932. 931. MANUAL DE MANUTENÇÃO 17 . O macaco pode deslizar e causar graves ferimentos. Veja as Figuras 10. Aplique lubrificante no pino de lubrificação inferior até que o lubrificante novo escorra e encha a arruela. ADVERTÊNCIA: Não trabalhe sob o veículo suportado somente pelo macaco. com o óleo especificado na Figura 12. 942. 4. 934. Os pneus devem estar suspensos quando os pinos mestre forem lubrificados. 11 e 12. com o lubrificante aprovado. as engraxadeiras estão localizadas nas tampas superiores e inferiores dos pinos mestre nas pontas de eixo. Tabelas de lubrificação. 933. NÃO LEVANTE O VEÍCULO. Lubrifique os pinos mestre pelas engraxadeiras no topo e na parte de baixo das pontas de eixo. 1.

5. Instale os cones interno e externo nas respectivas capas no cubo. Remova e desmonte o cubo. Descarte os vedadores. As capas devem estar justamente assentadas nas sedes do cubo. Remova o pneu e o conjunto da roda. 6. Remova o lubrificante antigo de todas as peças. Veja Preparação das Peças Para Montagem. 7. Ajuste os rolamentos da roda. Instale os novos vedadores nos cubos. Instale o conjunto de rodas e pneus. Inspecione os rolamentos da roda quanto à danos ou desgaste. Veja a Figura 16. até o nível do diâmetro menor destas. 3. Rolamentos de roda lubrificados com graxa. Veja Remoção da Extremidade de Roda. Force a entrada de lubrifiante pelas cavidades entre os roletes e a gaiola pelo lado maior do cone. 2. Certifique-se que os pneus estão tocando o chão. Figura 16. Aplique o lubrificante até que o lubrificante novo escorra da coifa. no espaço entre as capas dos rolamentos. Instale a porca de ajuste.Lubrificação e manutenção Figura 14 Figura 15 Pivôs dos braços de direção. Coloque lubrificante no cubo. 2. MANUAL DE MANUTENÇÃO . pivôs das barras de ligação e barras de direção. Instale o rolamento cone externo da roda no cubo. 1. Substitua-os se houver danos ou desgaste. Veja a Seção Ajuste dos rolamentos da roda. 1. 18 Figura 16 4.

000 Km (36. Figura 18. • Depois dos primeiros 10.Lubrificação e manutenção Rolamentos de roda lubrificados com óleo Verifique o nível na tampa.000 Km (6. Verifique a placa de identificação na viga.61 N. Aperto das porcas das chavetas dos pinos mestre NOTA: Este procedimento se aplica a todos os modelos de eixo dianteiro.000 Milhas) de operação do veículo. • A cada 58.000 Milhas) de operação.m) na frequência indicada abaixo. 903 e 970. Se o nível do óleo não estiver dentro da especificação graduada na tampa. Aperte as porcas que fixamas chavetas na lateral da ponta de eixo com torque de 30-55 lbf. Figura 18 MANUAL DE MANUTENÇÃO 19 . remova o bujão de enchimento e coloque o óleo especificado até o nível indicado. Figura 17. exceto 901. pé (41 .

000 km operação 16. 20 MANUAL DE MANUTENÇÃO .Lubrificação e manutenção Lubrificação e Manutenção Figura 19 Tabela de lubrificação.000 milhas 100. barra de ligação I I L Pivô do braço de direção I L Pivo eiso Easy Steer® I L Pivô selado I L Barra de direção I L Pinos mestre. 15) 48 horas 8. Intervalos de serviço Componente (Ver pág. L* Aplicação Grupo 4 Aplicação Grupo 5 L* I.000 milhas I L* Extrem. da Barra de Ligação Aplicação Grupo 1 I Aplicação Grupo 2 I Aplicação Grupo 3 I Aplicação Grupo 4 Aplicação Grupo 5 L I I L Inspec. buchas I L Paraf.000 km 320.000 km/ 100 horas Primeiros 10. L* Inspecione o conj.100 km 32.500 km 160. L* I.000 milhas 10. braço de direção I L Rolamentos axiais I L Inspecione jogo vertical na ponta de eixo Aplicação Grupo 1 I Aplicação Grupo 2 I Aplicação Grupo 3 I Aplicação Grupo 4 Aplicação Grupo 5 L I I Desgaste buchas superiores e inferiores dos pinos mestre Aplicação Grupo 1 I Aplicação Grupo 2 I Aplicação Grupo 3 I Aplicação Grupo 4 Aplicação Grupo 5 I I Porcas de chaveta Veículo novo Veículo em uso T T Inspeção unidade cubo selado I I = Inspecionar L = Lubrificar T = Torque *Se o seu veículo é lavado com máquina de pressão.000 km 64. os intervalos de lubrificação devem ser mais frequentes.000 km 5.000 km 80.000 milhas 6.000 milhas 40.000 milhas 200.000 milhas 50. barra de ligação Aplicação Grupo 1 Aplicação Grupo 2 I Aplicação Grupo 3 I. inspeção e manutenção.000 milhas 20.200 km 58.000 milhas 36.

Inspeção Veja a seção Inspeção. Rodas e Pneus • Certifique-se que os pneus estão com a calibragem correta. Suspensão Dianteira • Certifique-se que os elementos de fixação estejam apertados com o torque especificado • Verifique se as molas estão danificada • Verifique se os batentes estão desgastados ou danificados MANUAL DE MANUTENÇÃO Eixo traseiro e suspensão traseira O desgaste do pneu dianteiro pode ser causado pelo eixo traseiro. verifique o seguinte: • Certifique-se que todos os fixadores estejam apertados com o torque especificado • Certifique-se que as molas não estejam desgastadas ou danificadas • Certifique-se que as buchas dos feixes de mola não estejam danificadas ou desgastadas • Certifique-se que os torques das hastes (se usados) estejam corretamente ajustados. 21 . • Certifique-seque os pneus dianteiros são do mesmo tamanho e tipo.Ajustes Inspeção antes do alinhamento Verifique os itens abaixo antes de fazer o alinhamento das rodas dianteiras. Página 12. • Certifique-se que o chassi não esteja torto • Certifique-se que o eixo traseiro (especialmente um eixo tandem) esteja corretamente alinhado. Se a banda externa de um pneu dianteiro estiver desgastada e a banda interna do outro pneu dianteiro estiver desgastada. • Certifique-se que as porcas estejam apertadas com o torque especificado • Certifique-se que as rodas estejam balanceadas. Veja os procedimentos do fabricante do veículo ou da suspensão. • Referências a qualquer recomendações e especificações do fabricante do veículo ou da suspensão.

Inspecione todos os sistemas que podem afetar o alinhamento. Se o veículo possuir sistema de direção hidráulica. Veja o procedimento na página 26. nesta seção. verifique e ajuste a liberação de pressão no sistema de direção hidráulica. 5. Faça o alinhamento simplificado das rodas dianteiras na seguinte sequência: 1. Verifique e ajuste o ângulo de giro (divergência nos giros e ângulo Ackerman).Ajustes Alinhamento das rodas dianteiras Verifique o alinhamento das rodas dianteiras quando ocorrer as seguintes situações: • A cada 320. Verifique e ajuste a divergência MANUAL DE MANUTENÇÃO . Alinhamento simplificado das rodas dianteiras Faça um alinhamento simplificado das rodas dianteiras para todas as condições de manutenção normais. 7. Verifique e ajuste os rolamentos de roda 3. Inspecione todos os sistemas que podem afetar o alinhamento. • Quando o veículo não esterça corretamente. Um alinhamento simplificado e outro alinhamento mais completo. Verifique e ajuste o ângulo Caster 9. 6. Verifiquea inclinação do pino mestre (ou eixo de direção).0000 Km (200. Verifique e ajuste a divergência 22 Alinhamento completo das rodas dianteiras Faça um alinhamento completo das rodas dianteiras para corrigir direção e desgaste de pneus. Existem dois tipos de alinhamento das rodas dianteiras. Veja Inspeção Antes do Alinhamento. Faça o alinhamento completo das rodas dianteiras na seguinte sequência: 1.000 Milhas) ou 24 meses (manutenção normal). Veja Inspeção Antes do Alinhamento. 2. Verifique o Camber 8. Verifique e ajuste o ângulo de giro máximo 4. nesta seção. Verifique e ajuste os rolamentos de roda 3. 2. • Para corrigir condições de desgaste de pneus.

Figura 22. a arruela de trava e a arruela de trava furado. Se a folga não estiver dentro de 0. NOTA: Quando remover ou instalar as porcas de ajuste. 3. Fixe uma base magnética com relógio comparador na parte inferior do cubo ou do tambor de freio. Figura 21. Nos fixadores com porcas simples. Veja itens de 7 a 13. O macaco pode deslizar e causar ferimentos. Figura 21 Figura 20a MANUAL DE MANUTENÇÃO 23 .25 mm (0. A folga é o total do curso entre empurrar e puxar. 6. use o soquete de tamanho correto para não danificar o sextavado da porca 5. Certifique-se que o tambor de freio e os fixadores do cubo estejam apertados com as especificações do fabricante. NOTA: Não empurre ou puxe o cubo ou o tambor de freio pela parte superior e pela inferior.02 . ajuste os rolamentos de roda. Se necessário.0. Figura 20. ajuste os rolamentos de roda. Puxando ou empurrando pela parte superior e pela inferior não dará a leitura correta. Figura 20. desloque a arruela de trava da porca de trava. Ajuste o apalpador no centro da ponta de eixo e zere o ponteiro. Use um macaco para levantar o veículo até que as rodas dianteiras estejam suspensas. Nos fixadores travados com porcas duplas.005”). 2. Figura 20 7. 4.Ajustes Verificação e ajustes dos rolamentos de roda ADVERTÊNCIA: Não trabalhe sob o veículo suportado somente pelo macaco. Apoie o veículo sobre cavaletes seguros. remova o contrapino da porca de ajuste.001-0. Meça a folga empurrando e puxando em cada lado do cubo ou tambor enquanto se faz a leitura. Remova os parafusos e remova a junta e a tampa do cubo. 1. remova a contraporca.

Volte a porca de ajuste em 1/8 de volta.542 N. Verifique se o veículo opera corretamente.m) enquanto gira o pneu em ambas as direções. Para contraporcas de 66. Meça a folga axial.005”). 13. 12. aperte com torque de 250 . pé (339 .001-0. Veja itens 4 .m). c.Ajustes a. d.m) 2. aperte com torque de 200 .407 N. 10.300 lbf.7 mm (2 1/8”) ou mais. Solte a porca completamente e depois aperte com torque de 20 lbf. APERTE A PORCA COM 20 lbf.7mm (2 1/8”). b. Figura 22 NOTA: Não bata na porca de ajuste com martelo de metal.127 mm (0. Reajuste se necessário. 9. 3. pé (27 N. 8. Reajuste se necessário. d. Instale o anel de trava furado. pé.5. Instale os parafusos e aperte com torque de 20 .02 .400 lbf.41 N.m).0. APERTE A PORCA COM 100 lbf. c. Figura 24.30 lbf. pé (136 N. (136 N. SOLTE COMPLETAMENTE A PORCA.005”). Use um torquímerto para apertar a porca de ajuste com 100 lbf. a arruela de trava e a contraporca. Nos fixadores de porca dupla e trava. 1.pé (271 . faça o seguinte: a. (27 N.0. A folga deve estar dentro de 0. Gire a porca de ajuste para alinhar o rasgo com o furo da ponta de eixo mais próximo para alojamento do contrapino. Volte a porca de ajuste em 1/3 de volta. A folga deve estar dentro de 0.m) Figura 24 Figura 23 24 MANUAL DE MANUTENÇÃO .25 mm (0.m) enquanto gira o pneu.m). Não use talhadeira ou punção para soltar a porca de ajuste. Para contraporcas de 41. Instale a junta e a tampa no cubo. faça o seguinte: 11. Veja itens 4 . pé (27 . Meça a folga axial.001-0. Instale um contrapino novo na porca. pé. Abaixe o veículo até o chão. Isto pode causar danos na porca. Figura 24. b.5.3 mm (1 1/8”) a 66. Nos fixadores de porca simples.025 .

Não aumente o ângulo de giro máximo. Meça o ângulo de giro. Verifique o ângulo se os pneus dianteiros roçarem contra a lataria ou se a engrenagem de direção tiver sofrido manutenção. Se o ângulo de giro estiver fora da especificção do fabricante do veículo. Aperte a contraporca com torque de 50 . Para sistema de direção hidráulica o parafuso limitador NÃO deverá tocar a ponta de eixo ou a viga (dependendo onde está instalado). quanto à demais procedimentos. faça o seguinte: A. os componentes do eixo dianteiro serão danificados 1. Se o ângulo de giro for aumentado. Para sistema de direção manual. Veja Limitador mecânico. pé (68 . O parafuso limitador na traseira da ponta de eixo controla o ângulo de giro máximo. B. a barra de ligação e as extremidades da barra de ligação serão danificados. Gire o parafuso limitador até que o ângulo especificado seja obtido.Ajustes Ajuste do ângulo de giro máximo CUIDADO: Ajuste o ângulo de giro máximo somente se o fabricante do veículo especificar este ajuste. MANUAL DE MANUTENÇÃO Figura 25 25 . Preste especial atenção para o cotovelo. C. cone e a área próxima do pivô.88 N.Figura 25. os braços de ligação.75 lbf. Use partículas magnéticas ou líquido penetrante para verificar a existência de tríncas no braço de direção. Se a pressão não for liberada. verifique se o braço de direção não está danificado.m) CUIDADO: Se o parafuso limitador estiver faltando. como mostra a Figura 25. o sistema necessita de ajustes. a pressão hidráulica deve ser aliviada ou diminuida no fimcurso da direção (com 3 mm ou 1/8 de fol-ga mínima no parafuso limitador). NOTA: Se o sistema de direção estiver desajustado. Solte a contraporca no parafuso limitador. Veja o manual do fabricante do veículo. Siga o procedimento do fabricante do equipamento. torto ou quebrado. O parafuso limitador deverá ter sempre uma folga mínima de 3 mm (1/8”). Gire a roda até a bossa na viga do eixo tocar no espaçador na frente do parafuso limitador. O contato no parafuso limitador é aceitável se nenhuns outros limitadores são usados no sistema de direção. Coloque um espaçador de 3 mm (1/8”) entre o parafuso limitador e a bossa na viga do eixo. 2. a Meritor recomenda uma folga no parafuso limitador de direção de 3 mm (1/8”). Use um equipamento de alinhamento para verificar o ângulo. CUIDADO: No sistema de direção hidráulica. nesta seção. 3.

CUIDADO: Use um manômetro para certificar-se que a queda de pressão do sitema de liberação máximo até um limite de 700 .Ajustes Ajuste do alívio da pressão no sistema de Direção Hidráulica O alívio da pressão no sistema de direção hidráulica cessa ou reduz a pressão aplicada ao eixo no curso total de giro. Figura 26 26 MANUAL DE MANUTENÇÃO . CUIDADO: A Meritor não recomenda um sistema de direção hidráulica que não tenha um limitador mecânico ou um alívio de pressão antes de se obter o ângulo de giro máximo.000 psi (4825 . Dois tipos de sistemas são usados para ajuste do alívio de pressão: • Limitador mecânico no braço Pitman ou no cilindro auxiliar. NOTA: Veja o procedimento recomendado no manual do fabricante do veículo. O ajuste é feito nas posições de giro totalmenta à esquerda e totalmente à direita.1.6890 kpa) ANTES de se completar o giro total. Os limitadores ou alívio de pressão são usados para prevenir danos ao eixo. Verifiqueo alívio da pressão se o braço de direção estiver danificado ou se houver manutenção na engrenagem de direção. Figura 26. • Alívio da pressão hidráulica na engrenagem de direção. Limitador Mecânico Use um limitador mecânico no sistema de direção para ajustar o alívio de pressão. Não use o parafuso limitador da ponta de eixo para ajustar o alívio de pressão. Sistemas com limitadores mecânicos são ajustados em 1/8 de volta antes do parafuso limitador encostar na bossa na viga do eixo.

Ajustes Alívio da Pressão Hidráulica na Engrenagem de Direção NOTA: Veja especificação do fabricante do veículo. NOTA: O parafuso limitador terá sempre uma folga mínima de 3 mm (1/8”). Este ângulo é o âgulo do raio de giro (frequentemente chamado de ângulo Ackerman) O ângulo é construído no projeto dos braços de ligação. Veja o procedimento no manual do fabricante do equipamento. As válvulas gatilho são ajustadas para cortar ou reduzir a pressão na distância do espaçador. Figura 27. extremidades dos braços de ligação e conjunto da barra de direção para se dar o melhor contato possível do pneu com o solo e minimizar o desgaste do mesmo durante as curvas. Figura 27 MANUAL DE MANUTENÇÃO Ângulo do Raio de Giro Veja Figura 28. Figura 28 27 . Verifique o ângulo do raio de giro com as placas de raio no equipamento para alinhamento. Engrenagens de direção hidráulica com válvula de gatilho são ajustadas com um espaçador entre o parafuso limitador na ponta de eixo e a bossa na viga do eixo. a roda interna deve girar em um ângulo maior que o da roda externa. Quando se faz uma curva.

A inclinação do pino mestre não é ajustável.Ajustes Inclinação do pino mestre Veja Figura 29. Isso reduz os esforço de giro da direção e melhora a estabilidade direcional. NOTA: Veja as especificaçõesdo fabricante do veículo quanto à inclinação do pino mestre. A Meritor não recomenda mudar o ângulo do camber ou curvar a viga do eixo. a resistência do eixo é reduzida e a garantia é anulada. Isso resulta em âgulo de camber zero quando o veículo opera com carga normal. ocorrerá desgaste dos pneus. Se a inclinação não estiver com o ângulo especifcado. O eixo pode ser danificado. Se a viga do eixo for curvada para se mudar o ângulo do camber. verifique se a viga do eixo ou a ponta de eixo não estão danificados. Inclinação do pino mestre (ou eixo de direção) é o ângulo medido entre a linha de centro do pino mestre e a posição vertical (como visto da frente do veículo). enquanto que nos pneus radiais este excesso não é tão evidente. Use um equipamento de alinhamento para verificar o ângulo de inclinação do pino mestre. MANUAL DE MANUTENÇÃO . Se o camber estiver mais que 1 1/2 grau fora do especificado. A criação de um pequeno camber positivo é feita na ponta de eixo. O ângulo do camber não é ajustável. porque o camber muda de acordo com a carga. Figura 29 28 Figura 30 Ângulo do Camber Veja Figura 30. Um eixo danificado pelo entortamento da viga pode causar acidentes e consequentes danos pessoais. Faça manutenção se necessário. Pneus diagonais mostram mais facilmente o excesso de camber. O camber é positivo quando a distância entre o topo das rodas é maior que que a distância da base do pneu. A inclinação do pino mestre e o ângulo do camber coloca aproximadamente o centro da banda de rodagem do pneu em contato com o solo. Veja o procedimento do fabricante do equipamento. Camber é o ângulo do pneu com o respectivo chão.

Veja os procedimentos do fabricante do equipamento.MFS . Figura 31 RECOMENDAÇÕES DE ÂNGULO DO CAMBER ESPECIFICAÇÃO DE CAMBER ANTIGA ESPECIFIC. A tabela na Figura 31 mostra as especificaçõesque a Meritor usa nos eixos. Faça manutenção se nacessário. Veja as especificaçõesdo fabricante do veículo quanto ao camber correto.MFS 07 CONDIÇÕES • Ângulo do camber usinado no eixo • Cubos não instalados • Eixo não instalado no veículo • Eixo sem carga.09 5301 .013 FF 844 ATUAL 29 . OBS: MANUAL DE MANUTENÇÃO MFS . DE CAMBER NOVA EIXOS COM DATAS DE MONTAGEM: EIXOS C/ DATAS DE MONTAGEM: Sem data na placa Agosto de 1992 ou antes Qualquer data com sufixo “P” 1 de setembro de 1992 ou após sem sufixo “P” EIXOS NO BRASIL LADO ESQUERDO LADO DIREITO LADOS DIREITO E ESQUERDO LADOS DIREITO E ESQUERDO + 45’ Nominal + 15’ Nominal + 15’ Nominal + 1º Nominal • Ângulo do camber do eixo com cubos instalados • Eixo não instalado no veículo • Eixo sem carga. Se o ângulo do camber não estiver dentro do especifcado. mas sempre de acordo com as especificações do fabricante do veículo. O ângulo do camber é obtido na usinagem da viga do eixo.MFS 06 FC 845 . + _ +45’ ( 26’) ou +1º11’ a +19’ (leitura final) _ + +15’ ( 26’) ou +41’ a -11’ (leitura final) + _ +15’ ( 26’) ou +41’ a -11’ (leitura final) + _ +1° ( 26’) ou +1° 26’ a 34’ (leitura final) • Ângulo do camber com carga • Eixo instalado no veículo +41’ a 11’ (leitura final) +11’ a -41’ (leitura final) +11’ a -41’ (leitura final) +1° 26’ a 34’ (leitura final) EIXOS AMERICANOS SOMENTE MFS08RA FD 833 . Use um equipamento de alinhamento para verifcar o ângulo do camber.Ajustes O camber não é ajustável. verifiquea viga do eixo ou a ponta de eixo quanto à desgaste ou danos.

incluindo a data. de série) Date (Data de fabricação) Figura 32 30 MANUAL DE MANUTENÇÃO .Ajustes Identificação da data de montagem do eixo dianteiro Todas as informações necessárias sobre a montagem do eixo. permitindo. A placa de identificação está fixadano centro da viga do eixo. Model (Modelo) Cust.No.No. Essas informações permitirão uma identificação correta das peças de reposição desejadas. para qualquer eixo Meritor. identifque a unidade a ser reparada. a execução de uma operação de serviço mais rápida e precisa. (No. (Número do produto) Ratio (Reduções do diferencial) Série No. Antes de iniciar as operações de serviço. desta forma. (Número do cliente) Part. estão na placa de identifiação. Figura 32.

1/2° para veículos com direção manual e +2° a +4 -1/2° para veículos com direção hidráulica. Figura 33 MANUAL DE MANUTENÇÃO CUIDADO: A maioria dos casos de desgaste dos pneus é causada pela divergência incorreta. Cetifique-se de que o veículo está numa superfície plana. Se as especificações do fabricante não estiverem disponíveis. em consequência.Ajustes Ângulo caster Ajuste da divergência Veja a Figura 33. Não mude o camber ou ajuste o caster para corrigir problemas de desgaste de pneus. o ângulo caster será positivo. Divergência é a relação da distância entre as frentes dos pneus dianteiros e a traseira destes mesmos pneus. O caster positivo cria um momento de auto alinhamento para estabilizar o veículo quando andando em linha reta à frente. A divergência incor-reta resulta em um rápido desgaste dos pneus. Se o eixo conjunto foi danificado (entortado) para se corrigir caster ou o camber. 3. Especificações: De acordo com as especifiações do fabrican-te do veículo. Use tinta ou giz para marcar a àrea central de ambos os pneus em toda a sua volta (perímetro). Coloque calços sob as rodas traseiras para evitar que o veículo se movimente. a Meritor recomenda um ajuste de caster de +1° a + 2. As especificaçõesde caster são fornecidas pelo fabricante do veículo. Coloque os ponteiros da barra calibradora nas marcas de cada pneu. Quando a distância na frente for menor que na traseira. Use um equipamento de alinhamento para verificar o ângulo de caster. Um eixo danificado pelo entortamento da viga pode causar acidentes e consequentes danos pessoais. Veja as especificações do fabricante do veículo para ajuste do ângulo de caster. O ângulo de caster é o ângulo da linha vertical até a linha de centro do pino mestre quando visto da lateral do veículo. Se o caster é demais. O ângulo de caster é controlado por calços temperados instalados sob o feixe de molas. Eixos modelo FE-970 e FE-971 têm um caster recomendado de -1/2° a -2°. Se o topo da linha de centro do pino mestre estiver voltada para a traseira do veículo. Certifique-se que uma linha reta será marcada em cada pneu. a resistência do eixo é reduzida e. 1. 2. Ajuste o ângulo caster de acordo com o procedimento do fabricante do veículo. as rodas estão em divergência. Veja o procedimento do fabricante do veículo. aumentará o esforço de giro da direção ou pode aumentar a vibração das rodas dianteiras. a garantia é anulada. em toda sua volta. A divergência é necessária para contrariar a tendência de “convergência” dos pneus quando o veículo está em movimento. 31 . Levante o veículo até que os pneus fiquem fora do chão.

4. Para se obter o resultado da medição. Movimente o veículo para frente e para trás numa distância de 3 metros. 8. Alinhe os ponteiros com as marcas nos pneus. 9. 32 Figura 34 Figura 35 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Meça e anote a distância entre os ponteiros. Coloque a barra calibradora por trás dos pneus. Meça e anote a distância entre os ponteiros. Levante os ponteiros até que os mesmos estejam na mesma altura das pontas de eixo. Se a divergência estiver fora do especificado. b. Alinhe os ponteiros com as marcas nos pneus. utilize o seguinte procedimento: a. Solte a porca e parafuso em cada extremidade da barra de ligação. Levante os ponteiros até que os mesmos estejam na mesma altura das pontas de eixo.Ajustes NOTA: Não meça a divergência com o eixo dianteiro erguido (fora do chão). 6. O peso do veículo deve estar sobre o eixo quando a divergência for medida. Coloque a barra calibradora na frente dos pneus. Veja a Tabela de Torques. Figura 34. 5. Aperte a porca e o parafuso em cada extremidade da barra de ligação com o torque especificado. Repita os itens de 1 a 7 para checar a dimensão da divergência. subtraia o valor obtido na frente do pneu com o valor da parte de trás. Gire a barra de ligação até que a divergência especificada seja obtida c. 7. Abaixe o veículo até o chão. Figura 35.

Inspecione a barra de direção. Se necessário. 3. Figura 36 Figura 37 MANUAL DE MANUTENÇÃO 33 . 1. Remova os contrapinos dos pivôs. bata na extremidade do braço com um martelo de plástico ou de couro para separar o braço da ponta de eixo. 4. 3. 2. Remova o contrapino e a porca que fixam o braço de direção à ponta de eixo. 4. 2. 5. Desconecte a barra de direção do braço Pitman e do braço de direção. Veja a seção Preparação de Peças para Montagem. Remova a chaveta do braço de direção.Ajustes Remoção da barra de direção Remoção do braço de direção Veja Figura 36. Remova o braço de direção da ponta de eixo. Veja a seção Preparação de Peças para Montagem. 1. Remova o contrapino e a porca que fixam o braço de direção à barra de direção. Veja Figura 37. Desconecte o braço de direção. Inspecione o braço de direção. Remova as porcas dos pivôs.

34 MANUAL DE MANUTENÇÃO . use uma ferramenta para separar o braço de ligação da barra de ligação. Marque a posição que cada extremidade está instalada na barra de ligação. 6. O grampo pode ser girado para facilitar a remoção da porca e parafuso. Figura 40. 3. Remova a chaveta. Inspecione as peças. bata com um martelo de plástico ou couro para separar o braço da ponta de eixo. Siga os seguintes procedimentos: Figura 39. Remova os pivôs da barra de ligação. b. Remova as porcas e parafusos do grampo na barra de ligação. pivôs da barra de ligação e da larra de ligação 1. 2. Remova os contrapinos e porcas que fixam os braços de ligação às pontas de eixo. Veja a seção Preparação de Peças para Montagem. 4. Figura 40 7. Remova os braços de ligação das pontas de eixo. conjunto dos braços de ligação.Remoção Remoção dos braços de ligação. c. Remova os contrapinos e as porcas que fixam cada pivô aos braços de ligação. Figura 38. remova as extremidades da barra de ligação. Se necessário. Figura 39 a. Desconecte a barra de ligação. Se necessário. Se necessário. Figura 38 5.

Desconecte as linhas de ar dos freios. Remova o cone do rolamento de roda externo do cubo. braço de direção da ponta de eixo. Desdobre as alças da arruela de trava da contraporca e porca de ajuste. 1. Veja o procedimento nesta seção. Siga os procedimentos abaixo: Fixadores de Porca Dupla a. Figura 42. a arruela de trava o anel de trava perfurado e a porca de ajuste da ponta de eixo. Figura 42. Remova o contrapino da porca de ajuste. Remova o ar do sistema de freios. 4. NOTA: Quando soltar ou apertar as porcas de ajuste. 3. o cubo e o tambor como um conjunto. Figura 41 MANUAL DE MANUTENÇÃO 35 . Remova a contraporca. pois o mesmo pode deslizar e causar ferimentos e sérios danos pessoais.Remoção Remoção das extremidades de roda ADVERTÊNCIA: Não trabalhe sob o veículo sustentado somente pelo macaco. Remova as extremidades de roda como descrito nesta seção. Sustente o veículo com cavaletes seguros. 4. Levante o veículo até que as rodas saiam do chão. Figura 42 Remoção dos pinos mestre e pontas de eixo 1. Remova os braços de ligação. 3. 5. use sempre um soquete de tamanho correto para evitar danificar as porcas Fixadores com Porca Simples a. Figura 41. Remova a roda e o pneu. 2. b. Remova os parafusos que fixama tampa do cubo. Remova a tampa e a junta. b. Remova o freio conjunto da ponta de eixo. 2. Remova os fixadoresdos rolamentos de roda. Remova a porca de ajuste e a arruela “D” ou chavetada conforme o caso da ponta de eixo.

Os modelos FC-901. Remova as chavetas plana ou rosqueada. 6. FF-971 e FL-901 usam chavetas planas. FE970. a chaveta poderá ser danificada. exceto FC-901. Siga o seguinte procedimento: Remoção da Chaveta Plana ADVERTÊNCIA: Use óculos de segurança. Remova a porca da chaveta. Use um punção de bronze e um martelo para bater na extremidade da porca para soltar a chaveta. Figura 44. MANUAL DE MANUTENÇÃO . Não bata em peças de aço ou ferramentas com martelo de aço. c. FE-970. 36 Remoção das Chavetas Rosqueadas a. FC-922. a. FC-922. Remova os parafusos das tampas no topo e parte de baixo da ponta de eixo.Remoção 5. pois podem sair estilhaços e causar ferimentos. b. Remova a chaveta da ponta de eixo. Solte a porca de trava até que o topo da porca esteja nivelado com a extremidade da chaveta. FF-971 e FL-901 usam chavetas ros-queadas. ADVERTÊNCIA: Use óculos de segurança. Figura 44 Figura 43 NOTA: Todos os modelos. CUIDADO: O esforço deve ser aplicado diretamente sobre a extremidade da porca nivelada com a chaveta. Remova as tampas e juntas. Apoie o punção na extremidade menor (perfil“D”) da chaveta. Figura 45. Se o esforço não for aplicado diretamente neste local. Não bata em peças de aço ou ferramentas com martelo de aço. pois podem sair estilhaços e causar ferimentos. Use um martelo de bronze e um punção de aço para remover a chaveta. Figura 43.

Veja seção Preparação das Peças para Montagem. No Brasil somente o modelo de eixo dianteiro FF necessita desta identificação. use um removedor de pino mestre hidráulico. o rolamento axial e o vedador entre a viga e a ponta de eixo. Figura 46. os alojamentos dos pinos mestre direito e esquerdo na viga. Se houver dificuldadepara a remoção do pino mestre. 8. siga o seguinte procedimento para prevenir qualquer dano durante a remoção do pino mestre. 9. Figura 47. pois os mesmos tem arestas afiadas NOTA: Idenfique a ponta de eixo em relação ao lado da viga. 7. Figura 47 MANUAL DE MANUTENÇÃO 37 . Veja seção Tabela de Ferramentas Especiais. Inspecione as peças. A frente da viga é marcada pela placa de identificação nela afixada e/ou uma pequena marca de tinta na lado esquerdo da viga. Remova a ponta de eixo da viga. Figura 46 ADVERTÊNCIA: Use luvas quando for remover os calços. são usinados para ângulos de pino mestre levemente diferentes. Revista a extremidade do punção com uma fita adesiva NOTA: Para otimizar o desgaste de pneu em estradas com superfícies regulares. Se estiver faltando a placa e a marca de tinta. Remova os calços (se houver). 2. 1. A frente da viga deve ser instalada virada para frente do veículo. Remova qualquer cavaco no punção que possa tocar o pino mestre.Remoção Figura 45 NOTA: Se as buchas não forem substituídas. identifique a frente da viga para uma instalação correta. Use um punção de bronze e um martelo para remover o pino mestre da ponta de eixo.

Certifique-se que a ponta de eixo não se moverá durante a remoção da bucha. Página 62 a. Veja Tabela de Ferramentas Especiais. Figura 50. Figura 50. Veja na Figura 50 as dimensões para a ferramenta. Instale a ferramenta na bucha do topo. Remova as buchas superior e inferior da ponta de eixo. Remova as buchas de acordo com o seguinte procedimento:Buchas de nylon a. Faça uma ferramenta para remover as buchas. Figura 49 Figura 50 38 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Prense a bucha para fora do alojamento na ponta de eixo. b. Coloque a ponta de eixo em uma prensa com capacidade de 5 toneladas. 2. Figura 48 Buchas de bronze e Easy Steer® NOTA: Nos eixos séries FF. Prense a bucha para fora do alojamento na ponta de eixo.Remoção Remoção das buchas da ponta de eixo 1. d. FG e FL. Figura 48. c. Figura 49. as buchas podem ser removidas com um kit para Manutenção de Buchas. Remova e descarte o vedador frontal da bucha. Instale a ferramenta na bucha inferior.

346 2.171 2.539 1.725 FG-931 45.600 43.539 1.725 40.097 1.191 1.600 43.539 1.346 2.389 1.128 34.054 55.364 1.786 48.364 1.364 1.116 FL-943 50.596 1.640 1.911 FL-931 50.911 FF-932 45.911 FF-943 45.350 28.546 1.054 55.911 FG-941 45.552 FD-931 40.922 1.786 48.990 53.350 FC-941 37.191 1.911 FG-933 45.787 48.746 2.786 48.364 1.787 48.787 48.364 1.815 1.228 34.911 FF-942 45.746 2.786 48.245 1.389 1.596 1.618 FD-901 36.539 1.171 2.786 48.539 1.911 FF-971 40.539 1.640 1.539 1.493 41.389 1.350 FC-921 31.911 FE-970 40.539 1.640 1.290 1.725 FF-921 45.786 48.640 1.746 2.Remoção Figura 51 NÚM.600 43.600 43.992 53. DIMENSÃO “X” _(+ 0.746 2./MOD.815 1.427 39.815 1.5514 1.290 1.911 45.787 48.120 31.389 1.815 1.116 FL-951 50.242 MFS-09 FD-833 MFS-13 FF 944 MFS-07 MFS-08RA MFS-06 5301 MANUAL DE MANUTENÇÃO 39 .364 1.539 1.389 1.448 1.746 2.420 1.911 FF-933 45.001 mm) FC-901 31.787 48.539 1.640 1.725 FD-961 45.539 1.815 1.596 1.364 1.001 mm) _(+ 0.911 FF-941 45.600 43.546 1.539 1.787 48.911 FF-931 45.179 FU-935 52.539 1.116 FU-910 52.539 1.990 53.539 1.786 48.389 1.191 1.025 mm) _(+ 0.128 34.911 FF-934 45.911 FG-943 45.786 48.116 FL-941 50.787 48.116 FL-933 50.290 1.725 FD-933 40.364 1.025 mm) DIMENSÃO “Y” _(+ 0.350 FC-903 31.992 53.191 1.128 34.290 1.992 53.911 FF-961 45.179 31.389 1.

panos limpos ou ar comprimido. Curvar (entortar) a quente ou a frio as pontas de eixo. NÃO aplique óleo nas lonas e tambores de freio. As peças não podem ser curvadas.Preparação das peças para montagem Recuperação de peças A recuperação ou recondicionamento de peças do eixo dianteiro não é permitido. Limpeza de peças não usinadas As peças não usinadas podem ser lavadas junto com as peças retificadas ou polidas As peças não usinadas podem ser lavadas também em tanques de soluções alcalinas leves e quentes. NÃO use gasolina paralimpar peças porque é explosiva. pinos mestre. Soldagem no braço de direção. Respingos de solda nos diâmetros para rolamentos da ponta de eixo e alojamentos usina-dos. soldadas. NÃO USE GASOLINA. Seque as peças com papel. Não use ar comprimido em rolamentos. A Meritor recomenda a substituição das peças danificadas ou fora de especificação. Alargar os furos para pino mestre na viga. 6. anulando a garantia das mesmas. 3. NÃO lave peças retificadas ou polidas em tanques com soluções quentes ou água. barra de ligação conjunto. pontas de eixo. Pode se usar querosene ou diesel para esse objetivo. 40 Limpeza de peças retificadas ou polidas Use um produto químico adequado para limpeza das superfícies retificadasou polidas. leia as instruções dofabricante. As peças podem ser deixadas no tanque com solução quente até que estejam completamente limpas. Secagem das peças lavadas As peças devem ser secas imediatamente após a lavagem. cubos e tambores de freio. Se as peças forem estocadas. você está sujeito asérios acidentes que podem lhe causarferimentos. viga do eixo e barra de ligação. Alargar os furos para chaveta na ponta de eixo. vapor ou soluções alcalinas. A maior parte das peças tem tratamento térmico (temperadas). ADVERTÊNCIA: Se você usar solventes. 4. NÃO aplique óleo nas lonas e tambores de freio. braços de ligação. pivôs. MANUAL DE MANUTENÇÃO . 2. braço de direção. Guarde as peças embrulhadas em papel especial ou outro material que proteja da ferrugem. Essas soluções causam corrosão nas peças. tanques comsoluções quentes ou soluções alcalinasincorretamente. sem que se reduza a sua resistência e durabilidade e com isso. 5. aplique uma boa camada de óleo antiferrugem em todas as superfícies. viga do eixo. Para manusear esseselementos corretamente e preveniracidentes. Prevenção de ferrugem e corrosão nas peças lavadas Aplique uma fina camada de óleo sobre as peças lavadas e secas que não estejam danificada se serão imediatamente remontadas. aquecidas ou recondicionadas em qualquer circunstância. As seguintes operações são proibidas nos componentes do eixo dianteiro: 1. braços de ligação. Esmerilhar ou usinar qualquer componente.

A medição feita no topo e no fundo dos alojamentos ao redor do perímetro é aceitável.Preparação das peças para montagem Inspeção das peças Inspecione cuidadosamente todas as peças antes de montá-las. Meça o diâmetro do alojamento lado superior em três posições opostas a 90° (13 mm abaixo do topo e 13 mm acima do fundo e no centro do comprimento). substitua a ponta de eixo. 41 . Veja os procedimentos abaixo: A. Meça o diâmetro da bucha superior em duas posições opostas a 90°. Figura 53 Figura 53 Figura 52 MANUAL DE MANUTENÇÃO D. trincada ou danificada. Use um micrômetro ou um súbito para medir o alojamento na viga. A medição feita no topo e no fundo do alojamento ao redor do perímetro é aceitável. Use um micrômetro ou um súbito para medir os alojamentos na ponta de eixo. Meça o diâmetro do alojamento superior em duas posições opostas a 90°. Verifiquea existência de trincas com partículas magnéticas ou fluorescentes B.Use o mesmo procedimento para a medição da bucha inferior. Figura 52. Figura 53. Se a média dos valores obtidos forem maiores que o especificado para o diâmetro máximo do alojamento da bucha na ponta de eixo na Figura 60. Se a média dos valores obtidos forem maiores que o especificado para o máximo diâmetro interno da bucha do pino mestre na Figura 60. Figura 54. Certifique-se de que as buchas foram removidas da ponta de eixo. Inspecione e substitua qualquer peça que estiver desgastada. substitua a viga. Use um micrômetro ou um súbito para medir os diâmetros das buchas na ponta de eixo. Use o mesmo procedimento para a medição do alojamento inferior. Se a média dos valores obtidos forem maiores que o especificado para o diâmetro máximo da bossa da viga na Figura 60. substitua a bucha da ponta de eixo. C.

Indentações profundas. Desgaste (com rebaixo visível) na pista da capa ou do cone. ou nas superficíes dos roletes cônicos. O desgaste pode ser visto nos diâmetros maiores ou menores da capa ou do cone. Se algumas das condições seguintes forem encontradas. 42 MANUAL DE MANUTENÇÃO . o cone. Inspecione a capa. Raio desgastado. Figura 56. na face larga dos roletes. o rolamento deve ser trocado. Figura 56 4. ponta de eixo. os roletes e a gaiola de todos os rolamentos. Figura 54 Inspeção dos rolamentos de roda Inspecione os rolamentos de roda quando a ponta de eixo for inspecionada ou sofrer manutenção. com eliminação quase total do rebaixo central. Desgaste acentuado na face larga dos roletes cônicos. trincas ou quebras nas sedes da capa e/ou do cone. com canto vivo. 2. Figura 55.Preparação das peças para montagem Figura 55 3. 1. Remova todo o lubrificante dos rolamentos. Figura 55. cubo e tampa do cubo.

MANUAL DE MANUTENÇÃO 43 . Figura 59.Preparação das peças para montagem Figura 57 5. Figura 58. Figura 59 7. Corrosão (ação química) ou cavidades nos roletes e nas superfícies das pistas da capa e do cone. Figura 58 6. Figura 57. Sinais de atrito na gaiola dos roletes cônicos. Lascamento ou descamação na superfície da capa e/ou do cone.

569 mm (1.656 mm (1.825 mm (2.2356”) 28.818 mm (1. 44 MANUAL DE MANUTENÇÃO .202 mm (1.906 mm (1.736”) 40.669 mm (1.7980”) 45.0655”) 52.656 mm (1.669 mm (1.736”) 40.6295”) 38.618 mm (1.3615”) 31.361”) 31.127”) 50.001”) MFS-13 FF 944 FL-943 54.818 mm (1.504”) 38.238”) FC-921* 34.238”) 31.0030”) 50.270 mm (1.7975”) FF-932 48.127”) 50.7975”) FG-941 48.818 mm (1.876 mm (2.7980”) 45.818 mm (1.496 mm (1.442 mm (1.4375”) 36.907 mm (1.0030”) 50.669 mm (1.7980”) 45.656 mm (1.445 mm (1.361”) 31.796”) 48.818 mm (1.0010”) FL-933 54.922”) 45.7980”) 45.818 mm (1.919 mm (1.094 mm (1.094 mm (1.656 mm (1.788 mm (1.190”) 52.7975”) FF-941 48.445 mm (1.7980”) 45.0030”) 50.922”) 45.563”) 36.6110”) 40.618 mm (1.127”) 50.922”) 45.669 mm (1.496 mm (1.907 mm (1.0010”) FL-941 54./MOD.618 mm (1.6110”) 40.1232”) 31.818 mm (1.796”) FF-971 44.438”) FD-931 44.7980”) 45.442 mm (1.669 mm (1.796”) FF-943 48.922”) 45.796”) FL-931 54.6105”) 40.922”) 45.361”) 31.025 mm (2.6110”) 40.6105”) FG-931 48.7975”) FG-933 48.445 mm (1.736”) 40.919 mm (1.238”) 31.818 mm (1.569 mm (1.1305”) 31.7980”) 45.238”) 31.438 mm (2.7980”) 45.445 mm (1.922”) 45.394 mm (1.922”) 45.094 mm (1.656 mm (1.876 mm (2. **Ponta de eixo com buchas de bronze.876 mm (2.618 mm (1.922”) 45.2365”) FC-941 41.6105”) FF-921 48.7980”) 45. DIÂMETRO MÁXIMO DO ALOJAMENTO DA BUCHA NA PONTA DE EIXO DIÂMETRO MÁXIMO DA BOSSA NA VIGA DIÂMETRO MÁXIMO DO INTERNO DA BUCHA DO PINO MESTRE FC-901* 34.025 mm (2.361”) 31.876 mm (2.669 mm (1.818 mm (1.922”) 45.618 mm (1.825 mm (2.818 mm (1.6105”) FD-961 48.796”) FE-970 44.0655”) 52.359”) 31.7980”) 45.512 mm (1.7980”) 45.618 mm (1.919 mm (1.464 mm (2.251”) 28.919 mm (1.796”) FF-961 48.922”) 45.7975”) MFS-09 FD-833 FF-931 48.2311”) MFS-07 FC-845 MFS-06 5301 NOTAS: *Ponta de eixo com buchas de nylon.669 mm (1.7975”) FF-933 48.736”) 40.796”) FF-942 48.502”) FD-901 39.700 mm (1.6105”) 44.530 mm (1.190”) 52.736”) 40.907 mm (1.240”) FC-941** 34.240”) FC-903** 34.907 mm (1.818 mm (1.715 mm (1.669 mm (1.818 mm (1.Preparação das peças para montagem FIGURA 60 .825 mm (2.025 mm (2.0645”) FU-935 55.238”) FC-921 34.656 mm (1.818 mm (1.7975”) FF-934 48.922”) 45.876 mm (2.876 mm (2.464 mm (2.127”) 50.0030”) 50.825 mm (2.025 mm (2.618 mm (1.656 mm (1.669 mm (1.0030”) FU-910 55.445 mm (1.626 mm (2.7980”) 45.922”) 45.ESPECIFICAÇÕES DOS LIMITES DE DESGASTE NÚM.0645”) 34.540 mm (1.818 mm (1.669 mm (1.818 mm (1.569 mm (1.438 mm (2.669 mm (1.669 mm (1.796”) FG-943 48.922”) 45.094 mm (1.7980”) 45.238”) 31.922”) 45.669 mm (1.0030”) 50.922”) 45.618 mm (1.238”) 31.525 mm (1.094 mm (1.6105”) FD-933 44.669 mm (1.389 mm (1.907 mm (1.7980”) 45.582 mm (1.407 mm (1.669 mm (1.127”) 50.151 mm (1.6110”) 40.025 mm (2.626 mm (2.7980”) 45.569 mm (1.001”) FL-951 54.

Instale a bucha inferior no alojamento. Certifique-se de que a bucha não se desalinha durante a instalação. Use o kit de instalação de buchas.17 mm (1/8”) no alojamento. Figura 63. Figura 61 Instalação das buchas de bronze e Easy Steer® na ponta de eixo NOTA: Nos eixos série FF . Coloque a ponta de eixo em uma prensa de maneira que o topo da ponta de eixo esteja voltado para o pistão da prensa. Gire a ponta de eixo até que o alojamento da bucha inferior esteja voltado para o pistão da prensa. Libere a pressão da prensa. Certifique-se que os alojamentos estejam paralelos com o pistão da prensa. Prense a bucha até que a mesma esteja de 3. Veja o procedimento nesta seção. Use uma prensa com capacidade mínima de 5 toneladas. FG e FL. 1.135 a 0.135 a 0.17 mm (1/8”) no alojamento. Instale primeiro a bucha superior. Certifique-se do alinhamento da bucha.165”) do fundo do alojamento. 9. Use a ferramenta mostrada na Figura 51 para instalar as buchas. 3. 8. Certifique-se de que o furo na bucha esteja alinhado com o furo no alojamento. 4.0 a 4. 6. Instale a bucha no alojamento. Use a ferramenta de instalação e pressione a bucha 3.Instalação Instalação das buchas de nylon na ponta de eixo Instalação das buchas de bronze nas pontas de eixo Instale as buchas nos alojamentos das pontas de eixo. Figura 61. as buchas não podem ser instaladas sem o auxílio de uma prensa. Prense a bucha até que a mesma esteja de 3. Alargue as buchas.0 a 4. Use a ferramenta de instalação e pressione a bucha 3. Figura 62. Certifique-se do alinhamento da bucha.0 mm (0. Certifique-se que o alojamento esteja paralelo com o pistão da prensa. Certifique se de que o furo na bucha esteja alinhado com o furo no alojamento. MANUAL DE MANUTENÇÃO 45 . Certifique-se que as buchas estão bem assentadas no alojamento. 5. Figura 64. Coloque o pino mestre para verificarse a instalação está correta.165”) do fundo do alojamen-to. Libere a pressão da prensa. Alargue a bucha de bronze e Easy Steer® depois da instalação.0 mm (0. 2. 10. 7.

382”) abaixo do topo do alojamento na ponta de eixo. 8. Certifique-se que os alojamentos estejam paralelos com o pistão da prensa. Alargue as buchas.9 a 9. 2. Figura 65. Instale a bucha inferior no alojamento. Figura 63 Figura 65 Figura 64 46 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Gire a ponta de eixo até que o alojamento da bucha inferior esteja voltado para o pistão da prensa. Prense a bucha até que a mesma esteja de 8.Instalação Instalação das buchas Easy Steer® na ponta de eixo Figura 62 1. 9.9 a 9. 5. Use a ferramenta de instalação e prense a bucha 3. 4. 3. Prense a bucha até que a mesma esteja de 8. Instale a bucha no alojamento. 10. Figura 65.7 mm (0. Libere a pressão da prensa. Coloque a ponta de eixo em uma prensa de maneira que o topo da ponta de eixo esteja voltado para o pistão da prensa.382”) abaixo do topo do alojamento na ponta de eixo. Certifique-se que o alojamento esteja paralelo com o pistão da prensa.17 mm (1/8”) no alojamento.7 mm (0. 7.17 mm (1/8”) no alojamento.352 a 0. Use a ferramenta de instalação e pressione a bucha 3. Libere a pressão da prensa. Instale primeiro a bucha superior. Certifique-se do alinhamento da bucha. Certifique-se do alinhamento da bucha. Veja o procedimento nesta seção.352 a 0. 6.

240 a 0. Use a ferramenta de instalação e pressione o rolamento no alojamento.40 a 9.362”) abaixo do topo do alojamento na ponta de eixo. Gire a ponta de eixo até que o alojamento do rolamento inferior esteja voltado para o pistão da prensa. 3. 6. Instale o rolamento inferior no alojamento. 2.272”) abaixo do topo do alojamento na ponta de eixo. Certifique-se do alinhamento do rolamento. Libere a pressão da prensa. Prense o rolamento inferior até que a mesma esteja de 6. Figura 65.331 a 0.0 mm (0. Certifique-se que os alojamentos estejam paralelos com o pistão da prensa. 4.90 mm (0. 7. 5. Use a ferramenta de instalação e prense o rolamento no alojamento.10 a 6. 9. 8.Instalação Instalação dos Rolamentos Agulha na ponta de eixo Figura 66 1. Libere a pressão da prensa. Figura 65. Certifique-se do alinhamento do rolamento. Prense o rolamento superior até que o mesmo esteja de 8. Instale primeiro o rolamento superior. Certifique-se que o alojamento esteja paralelo com o pistão da prensa. Coloque a ponta de eixo em uma prensa de maneira que o topo da ponta de eixo esteja voltado para o pistão da prensa. Figura 67 Figura 68 MANUAL DE MANUTENÇÃO Figura 69 47 . Instale o rolamento superior no alojamento.

Gire o alargador suavemente. Limpe todo o material retirado pelo alargador que ficou nas buchas Figura 72 48 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Não retifiqueou faça brunimento nas buchas. não deixe o alargador cair sobre a bucha inferior.Instalação Alargamento das buchas de bronze e Easy Steer® na ponta de eixo CUIDADO: O único procedimento recomendado é alargar com alargador fixo. Veja a Figura 68 quanto à dimensão do alargador. Não aplique muita força. 5. gire o mesmo na direção oposta ao corte. Se o alargador tiver que ser retirado através da bucha superior. 8. Ao terminar de alargar a bucha superior. 3. Coloque a ponta de eixo em uma morsa com mordente de bronze ou outro metal mole. coloque o alargador na bucha inferior e repita os passos 3 e 5. Gire o alargador pressionando-o levemente para baixo. pois as mesmas podem ser danificadas 1. 4. 6. Figura 71 Figura 70 7. Após alargar a bucha superior. 2. Remova o alargador da bucha inferior. Figura 66. Guie o alargador com o piloto até as lâminas tocarem a bucha superior. Figura 67.

Instalação
FIGURA 68 (continuação) - DIMENSÕES DOS ALARGADORES DE BUCHA

NÚM./
MOD.

DIÂMETRO PILOTO
INFERIOR DIMENSÃO “A” _(+ 0.025
mm ou 0.0001”

DIÂMETRO DAS
LÂMINAS DIMENSÃO “A” _(+ 0.013
mm ou 0.0005”

DIÂMETRO PILOTO
SUPERIOR DIMENSÃO “C” _(+ 0.025
mm ou 0.0001”

COMPRIMENTO
PILOTO INFERIOR
DIMENSÃO “D”

COMPRIMENTO
PILOTO INFERIOR
DIMENSÃO “e”

mm

pol.

mm

pol.

mm

pol.

mm

pol.

mm

pol.

FC-901

31.051

1.2225

31.432

1.2375

31.293

1.2320

171.45

6.75

222.25

8.75

FC-901*

31.051

1.2225

31.432

1.2375

31.293

1.2320

171.45

6.75

222.25

8.75

FC-903

31.051

1.2225

31.432

1.2375

31.293

1.2320

171.45

6.75

222.25

8.75

FC-921

31.051

1.2225

31.432

1.2360

31.298

1.2320

171.45

6.75

222.25

8.75

FC-941

37.782

1.4875

38.138

1.5015

37.999

1.4960

226.06

8.90

276.86

10.90

FC-901

36.118

1.4220

36.499

1.4370

36.360

1.4315

215.90

8.50

266.70

10.50

FD-901*

36.118

1.4220

36.499

1.4370

36.360

1.4315

215.90

8.50

266.70

10.50

FD-931

40.513

1.5950

40.894

1.6100

41.669

1.6405

215.90

8.50

266.70

10.50

40.513

1.5950

40.894

1.6100

41.669

1.6405

215.90

8.50

266.70

10.50

FD-933

40.513

1.5950

40.894

1.6100

41.669

1.6405

215.90

8.50

266.70

10.50

FD-961

45.212

1.7800

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FE-970

40.513

1.5950

40.894

1.6100

41.669

1.6405

215.90

8.50

266.70

10.50

FF-921

45. 263

1.7800

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FF-931

45. 263

1.5950

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FF-932

45. 263

1.7820

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FF-933

45. 263

1.7820

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FF-934

45.263

1. 7820

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FF-941

45.212

1. 7820

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FF-942

45.212

1. 7820

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FF-943

45.212

1.7800

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

45.212

1.7800

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FF-961

45.212

1.7800

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FF-971

40.513

1.5950

40.894

1.6100

41.669

1.6405

215.90

8.50

266.70

10.50

FG-931

45.263

1.7820

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FG-933

45.263

1.7820

45.644

1.7970

45.504

1.7915

236.22

9.30

287.02

11.30

FG-941

45.212

1.7800

45.606

1.7955

45.466

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FG-943

45.212

1.7800

45.606

1.7955

45.479

1.7900

260.35

10.25

311.15

12.25

FL-931

50.470

1.9870

50.863

2.0025

50.724

1.9970

256.54

10.10

307.34

12.10

FL-933

50.470

1.9870

50.863

2.0025

50.724

1.9970

256.54

10.10

307.34

12.10

FL-941

50.419

1.9850

50.813

2.0005

50.673

1.9950

256.54

10.10

307.34

12.10

FL-943

50.419

1.9850

50.813

2.0005

50.673

1.9950

256.54

10.10

307.34

12.10

FL-951

50.419

1.9850

50.813

2.0005

50.673

1.9950

256.54

10.10

307.34

12.10

FU-910

52.045

2.0490

52.426

2.0640

52.285

2.0585

287.52

11.32

338.32

12.32

FU-935

52.045

2.0490

52.426

2.0640

52.285

2.0585

287.52

11.32

338.32

12.32

30.950

1.2185

31.394

1.2359

31.331

1.2335

183.2

7.232

250.0

9.84

28.205

1.1104

28.717

1.1310

28.652

1.1280

183.2

7.232

250.0

9.84

MFS-09
FD-833

MFS-13
FF 944

MFS-07
FC-845
MFS-06
5301

* use estas especificações quando substituir a bucha antiga por uma bucha Easy Steer ®

MANUAL DE MANUTENÇÃO

49

Instalação
Instalação dos vedadores das buchas
da ponta de eixo
1. Coloque o topo da ponta de eixo em uma
morsa com mordentes de bronze. A parte inferior deve estar voltada para você.
2. Coloque o vedador no topo do alojamento. O
lábio do vedador deve ficar voltado para fora
do alojamento. Figura 73.

Figura 75

Figura 73

3. Coloque a tampa da ponta de eixo no topo
do vedador. Deslize o pino mestre através do
alojamento. Use o pino mestre para instalar o
vedador.Figura 75.
Para buchas de bronze, certifique-sede que o
vedador toca a bucha.
Para buchas Easy Steer® e plásticas, certifique-se de que o topo do vedador está nivelado
com a ponta de eixo. Figura 76.

4. Gire a ponta de eixo na morsa prendendo a
parte inferior, de modo que a parte superior
esteja voltada para você.
5. Coloque o vedador no topo do alojamento. O
lábio do vedador deve ficar voltado para fora
do alojamento. Figuras 73 e 76.
6. Repita o passo 3 deste procedimento.

Figura 76
Figura 74

50

MANUAL DE MANUTENÇÃO

Instalação
Instalação das pontas de eixo
NOTA:
Para otimizar o desgaste de pneu em estradas com superfícies regulares, os alojamentos dos pinos mestre direito e esquerdo na viga, são usinados para ângulos de
pino mestre levemente diferentes. A frente
da viga deve ser instalada virada para frente
do veículo. Montar eixo conforme identificação feita na Nota da página 37.
1. Limpe os alojamentos nas pontas de eixo e
viga.
2. Coloque a ponta de eixo na viga.
3. Instale o vedador no rolamento axial. Nos vedadores que usam tampa, instale o vedador
sobre a extremidade aberta do rolamento. Figura 77.
Nos vedadores “planos”, instale o vedador sobre a extremidade fechada do rolamento. Figura 77.

Rolamento axial integral com vedador
O rolamento de peça única com vedador de
graxa integrado, é completamente intercambiável com o rolamento axial de duas partes. O
mesmo tem especificação para topo e fundo.
• A superfície com diâmetro interno do vedador deve ficar no topo
• A superfície com diâmetro externo do vedador deve ficar no fundo.Figura 78.

Figura 78

4. Deslize o conjunto de rolamento e vedador
entre o fundo da viga e a ponta de eixo. Certifique-se de que o vedador esteja voltado
para a viga. Figura 79.

Figura 77

Figura 79

MANUAL DE MANUTENÇÃO

51

D. C. Certifique-sede que todos os alojamentos estejam alinhados. Figura 81 Figura 80 52 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Instale os calços de acordo com os seguintes procedimentos: A. Gire o pino até que os rasgos estejam alinhados com os furos da ponta de eixo.Instalação CUIDADO: Use luvas durante a instalação dos calços. A. Levante a ponta de eixo e coloque o pacote de calços entre o topo da viga e a ponta de eixo. 6. Certifique-se de que a palavra “TOPO” esteja voltada para você. pois suas bordas são afiadas 1. Se os alojamentos não estiverem alinhados. Se tiver que determinar um novo pacote de calços. Colque uma alavanca entre a bossa do braço de direção e a viga. as peças serão danificadas durante a instalacão do pino mestre. Remova a alavanca. Substitua os calços danificados B. Inspecione os calços. Figura 80. Figura 81. E. C. Instale o pino no topo da ponta de eixo. Instale o pino mestre de acordo com o seguinte procedimento. B. selecione uma montagem que resulte numa menor folga possível. Aplique o lubrificante especificado na metade inferior do pino mestre.

Instalação CUIDADO: Não force o pino através da bucha superior. Verifique se as peças estão alinhadas.921. NOTA: Não instale ou aperte a chaveta na ponta de eixo antes de verificar a folga e ajustá-la Figura 82 MANUAL DE MANUTENÇÃO 53 . FE. Se necessário. FE. use um martelo de bronze para bater no pino.971 e FL. Empurre o pino através da bucha superior do vedador e do pacote de calços. Certifique-se de que as chavetas estão nos rasgos do pino mestre.901 usam chavetas rosqueadas. pois os calços podem ser danificados D. Instale a chaveta inferior na parte de trás da ponta de eixo. FF. FC921. E. Figura 82. Não bata em peças de aço com martelo de aço. Modelos FC. FC.901. pois podem soltar estilhaços e ferir seus olhos. Instale a chaveta superior na parte frontal da ponta de eixo. NOTA: Todos os modelos. verifique se as peças estão alinhadas ADVERTÊNCIA: Use óculos de segurança. F. Empurre o pino através da bucha inferior.901 usam chavetas planas.901. FF. Se o pino encontrar resistência na instalação.970.970.971 e FL. 7. Certifique-se de que os rasgos no pino estão alinhados com os furos da ponta de eixo. exceto FC.

Figura 83.Instalação 8. Figura 85 Figura 83 LOCALIZAÇÃO DA BASE MAGNÉTICA Figura 84 54 MANUAL DE MANUTENÇÃO . • Coloque uma alavanca entre a ponta de eixo e o topo da viga. D. Use um dos seguintes procedimentos para medir a folga. Gire a ponta de eixo para uma posição reta. Figura 84. Force a ponta de eixo para cima e meça a folga. Bata na bossa da ponta de eixo com um martelo de borracha para mover as peças na posição. Fixe uma base magnética com relógio comparador na viga. Coloque o apalpador no centro do pino mestre e zere o relógio. Verifique a folga da ponta de eixo de acordo com o seguinte procedimento: A.Figura 80. C. B.

E. Para os eixos modelo Use óculos de segurança. 9. titua os componentes do sistema iniciando pelo rolamento axial.901 usam chavetas rosqueadas.970. Instale as chavetas seguindo o seguinte procedimento: MANUAL DE MANUTENÇÃO 55 .025”) em todas as posições. que não usam calços. subs. NOTA: Todos os modelos. FF. use dois cavaletes para apoiar o eixo. Não bata em peças MFS-06 (5301). Figura 86 Somente os eixos modelo MFS-06 (5301). podem apresentar folga zero sem comprometimento do funcionamento do conjunto.971 e FL. Levante a ponta de eixo até o ponteiro do relógio parar de movimentar. Se médios encostados na superfície da viga e o as chavetas não estiverem correfino.025”). pois sem os mesmos. Se a ponta de eixo não tiver folga (zero). se a folga tamente instaladas. e a viga podem ser danificadas. o eixo pode causar ferimentos e danos.02 . A folga deve estar entre 0. ADVERTÊNCIA: Se a folga for maior que 0.901 usam chavetas planas. F. MFS-07 (FC 845) e MFS08RA de aço com martelo de aço. remova calços do pacote de calços.971 e FL.estilhaços e ferir seus olhos. Modelos FE. CUIDADO: Certifique-se de que a chaveta esNOTA: teja completamente instalada e Montar os calços mais grossos encostados que a porca de trava esteja aperna superfície da ponta de eixo. MFS-07 (FC 845) e MFS08RA. adicione calços ao pacote.64 mm (0. No modelo FD 833. Verificar o torque da porca e posicionamento da chaveta a cada 20.0.970. o pino mestre for maior que 0. os calços tada com o torque especificado. pois podem soltar se a folga for maior que o valor indicado.Instalação ADVERTÊNCIA: Se for usado um macaco hidráulico para se medir a folga.635 mm (0. • Coloque um bloco de madeira e um macaco hidráulico sob a parte inferior da ponta de eixo.001 .000 Km. FF. adicionar calços. Repita os passos C e D com o eixo esterçado totalmente à direita e à esquerda. Figura 86.62 mm.0. entre eles. exceto FE.

m). 11.45 lbf. 12. Conecte o braço de ligação à ponta de eixo. Figura 88.5 N.40 N. Instale o tambor e o conjunto de pneu e roda.pé (41 54 N. MFS-07 e MFS-08RA o torque é de 38 a 57 lbf. instale-as nas partes superior e inferior da ponta de eixo e aperte com torque de 60 . pé (4. Se a tampa for rosqueada.m). pé (28 . Veja o procedimento do fabricante do veículo.30 lbf.m) Figura 84. Veja o procedimento na seção Lubrificação 14. Certifique-se de que a chaveta esteja instalada com profundidade de 1 a 3 mm (1/32 a 1/8) abaixo da superfície externa da viga. 15.Instalação Chavetas Planas Use um martelo e um punção de bronze para instalar a chaveta na viga do eixo. Veja o procedimento nesta seção. 13.m). Lubrifique os rolamentos de roda.5 a 6. Instale os parafusos e porcas apertando-os com torque de 20 . instale a porca de trava e aperte com torque de 30 . Figura 87. Instale o conjunto de freio na ponta de eixo.90 lbf pé (80 a 120 N. Lubrifiqueos rolamentos de roda. Veja o procedimento na seção Lubrificação Figura 88 56 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Para os eixos modelo MFS-06 (5301). Instale as novas juntas e tampa nas parte superior e inferior da ponta de eixo. Figura 89 Figura 87 Chavetas Rosqueadas Nas chavetas rosqueadas.

Instale a porca no braço de ligação. MANUAL DE MANUTENÇÃO Figura 90 CUIDADO: Aperte as porcas com o torque especificado. pivôs do braço de ligação e barra de ligação NOTA: Se um novo braço de ligação for instalado. 57 . Instale o rolamento externo da roda no cubo. Instale a porca de ajuste. Verifique e ajuste o camber. Contacte seu representante de serviço da Meritor. 20. Consulte o Manual Meritor Technical Service Aid. Veja a seção Ajustes.Veja a Tabela de Torques. Instalação dos braços de ligação.m Eixos FD e FF (Brasil) 13 a 17 lbf. pé 17 a 23 N. Instale os parafusos e aperte com torque de: 1. Instale o braço de ligação na ponta de eixo. Verifique se está funcionando normalmente. 3. Prense a chaveta no rasgo do braço. Se as porcas não forem apertadas com o torque especificado. Ajuste os rolamentos de roda. 17. Aperte com o torque especificado. Figura 90. e pode causar desgaste de pneus. Figura 90. 18. 2. Veja a seção Ajustes. Torque Eixos americanos 20 a 30 lbf. TSA87121 para escolher o braço de ligação correto.Instalação 16. pé 27 a 41 N.m Eixos MFS-06 (5301) e MFS-07 MFS-08RA (Brasil-tampa rosqueada) 45 a 55 lbf.m 19. Abaixe o veículo no chão. as peças poderão se danificar. (como para aumentar o máximo ângulo de giro) a geometria de direção é alterada. Instale a tampa e a junta no cubo. pé 60 a 75 N.

Se novos braços de ligação forem instalados. Figura 91. 6. 11. aperte a porca até que os furos estejam alinhados. 9. instale os pivôs na barra de direção na posição marcada durante a remoção. Aperte com o torque especificado Veja Tabela de Torque. Aperte com o torque especifcado. Instale os contrapinos. NOTA: A barra de ligação tem rosca direita em uma extremidade e rosca esquerda na outra. Verifique a ajuste o camber se necessário. O grampo tipo rotativo na barra de ligação pode ser girado para facilitar a instalação do parafuso e porca. 10. Veja Tabela de Torque. rosqueie os pivôs igualmente na barra de ligação no comprimento necessário. Se necessário. 7. Não solte a porca para instalar o contrapino. Instale os contrapinos. Instale as porcas e parafusos nos grampos. Não solte a porca para instalar o contrapino. Veja a seção Ajustes. O grampo e a barra devem estar livres para girar. Se necessário. Conecte a barra de ligação nos braços de ligação. Figura 92 8. aperte a porca até que os furos estejam alinhados. Instale as porcas nos pivôs. Aperte a porca o suficiente para fixaro elemento de trava da porca com o parafuso. Se removidos. Figura 91 58 MANUAL DE MANUTENÇÃO . 5. Certifique-se de que pivôs estejam instalados na barra.Instalação 4. Figura 92.

Veja Tabela de Torque. Figura 93 Figura 94 MANUAL DE MANUTENÇÃO 59 . Instale o braço de direção na ponta de eixo. 4. 4. 2. Não solte a porca para instalar o contrapino. Veja a seção Lubrificação e Manutenção 6. Conecte a barra de direção no braço Pitman. aperte a porca até que os furos estejam alinhados. Prense a chaveta no rasgo do braço. Não solte a porca para instalar o contrapino. Instale os contrapinos. Veja a seção Lubrificação e Manutenção. Veja Figura 94. as peças poderão ser danificadas. Se as porcas não forem apertadas com o torque correto. Aperte com o torque especificado. 2. Se necessário. 5.Instalação Instalação do braço de direção Instalação da Barra de Direção Veja Figura 93. Conecte a barra de direção no braço de direção. CUIDADO: Aperte as porcas com o torque especificado. Verifique se está funcionando corretamente 3. Conecte o braço de direção à barra de direção. CUIDADO: Aperte as porcas com o torque especificado. Se necessário. Instale os contrapinos.Veja Tabela de Torque. 6. aperte a porca até que os furos estejam alinhados. 3. 1. Se as porcas não forem apertadas com o torque correto. as peças poderão ser danificadas. 5. Verifique se está funcionando corretamente. 1. Lubrifique a barra de direção. Instale as porcas. Instale as porcas. Lubrifique o braço de direção. 7. Aperte com o torque especificado.

Especificações de torque Especificações de torque ILUSTRAÇÃO DE TORQUE DO EIXO DIANTEIRO 60 MANUAL DE MANUTENÇÃO .

175 211 .18 60 .155 3/4” .610 1” .14 160 .450 339 .81 3/4” . pé N.12 1350 .14 390 .120 12 Pino de lubrificação 1/4” .170 123 .85 88 .10 155 .16 90 .406 08 Porca de fixação do braço de ligação no terminal da barra de ligação 1” .915 5/8” .Especificações de torque ESPECIFICAÇÕES DE TORQUE DO EIXO DIANTEIRO ITEM 01 02 03 TOQUE ESPECIFICADO DESCRIÇÃO TAMANHO DA ROSCA 5/8” .14 250 .30 28 .12 775 .407 5/16” .10 65 .610 1” .115 85 .12 350 .1450 1050 .1025 746 .2525 1831 .27 10 14 MANUAL DE MANUTENÇÃO 61 .1450 1051 .14 250 .675 678 .11 40 .14 160 .12 1350 .155 Porca de fixação do braço de direção na barra de direção 5/8” .75 68 .881 1 1/4” .101 07 Contraporca parafuso limitador 3/4” .3423 Parafuso tampa ponta de eixo Porca de fixação lbf.725 529 .1389 1 1/4” .12 550 .982 1 1/8” .45 41 .230 7/8” .14 390 .650 475 .14 250 .115 7/8” .982 1-1/8” .12 775 .2525 1831 .10 65 .237 7/8” .115 82 .61 05 Adaptador parafuso limitador 3/4” .13 50 .155 06 Contraporca parafuso limitador 1/2” .40 7/8” .1965 1-1/2” .m 04 Porca da chaveta 7/16” .300 217 .1389 1-1/4” .450 339 .725 529 .12 550 .450 339 .1965 1 1/2” .300 217 .12 500 .16 60 .610 1 1/8” .115 82 .20 30 .18 20 .1025 746 .3423 09 10 Porca braçadeira da barra de ligação porca de fixação do braço de ligação na ponta do eixo 11 Tampa da ponta de eixo 2” .90 80 .60 55 .20 60 .

3. 62 MANUAL DE MANUTENÇÃO . Warren. MN 55060.e FG Kit série FL - 4 PT 4375-A PT 4370-10 PT 4370-20 Número Ferramenta Owatona 2 Número Ferramenta Snap-on 3 4240 20 TON: GC430HYB 35 TON: CG730HY NOTA: 1.Ferramentas especiais Ferramentas Especiais Descrição Número Ferramenta Kent-Moore 1 Removedor do Pino Mestre 4240 Kit para Buchas do Pino Mestre Kit Básico Kit Séries FF . 655 Eisenhower Drive. MN 55060. 28635 Mound Road. Oeatona. 4. Procure seu fornecedor Snap-On local. 2. Pedidos para Owatona Tools OTC Tool and Equipment Division. Use o kit básico de serviço próprio para o modelo de eixo. Pedidos para Kent-Moore.

.Use sempre Manuais Técnicos da .. MANUAL DE MANUTENÇÃO .

06097-120 Tel. (11) 0800-555530 www. (11) 3684-664 .SP .SP .6741 11 3684.Osasco .com .(11) 3684-6867 AfterMarket (Peças de Reposição) R.06097-105 Tel.Use somente peças originais Para mais detalhes. João Batista. 825 . Ester Rombenso.6867 Adquira o CR-ROM de Análise de Componentes de Eixos Trativos Assistência ao cliente Av. ver Catálogo de Peças de Reposição Assistência ao cliente 11 3684.arvinmeritor. 403 .Osasco .