You are on page 1of 10

Exercícios Complementares 2.

2
1
P

2.2A O que signi…ca uma série

an ser divergente?

n=1

2.2B Falso ou Verdadeiro? Justi…que.
1
P
(a) se lim an = 0, então
an converge;
n!1

(b) se

1
P

n=1
1
P

(c) se

n=1

an diverge, então lim an 6= 0;
n!1

an converge e an

0; 8n; então

n=1

(d) se

1
P

an diverge, então

n=1
1
P

(e) se

n=1

an e

1
P

n=1

1
P

bn divergem, então

1
P

(an + bn ) diverge;

n=1

an diverge e an 6= 0; 8n; então

1 1
P
converge;
n=1 an

(g) se fan g é uma seqüência constante, então
(h) se

1
P

an converge;

n=1

a2n diverge;

n=1

n=1

(f) se

1
P

1 p
P

an converge, então

n=1

1
P

1
P

an converge;

n=1

an converge.

n=100

2.2C Por observação do limite do termo geral, veri…que que as séries abaixo são divergentes:
(a)

1 p
P

n+

p

n+1

(b)

n=1

(d)

1
P

n
cos
n
n=1

1
P

[1 + ( 1)n ]

(c)

n=1

(e)

1
P

n sen

n=1

1
n

(f)

n3
3
2
n=1 n + n + 4
1
P

1 n!
P
:
n
n=1 2

2.2D Encontre uma série cuja n-ésima soma vem dada por:
(a) Sn =

2n
3n + 1

(b) Sn =

n2
n+1

(c) Sn =

1
2n

2.2E Em cada série abaixo, calcule a n-ésima soma parcial e o valor da soma da série no caso
de ela convergir.

2. Se cada oscilação é aproximadamente 5=6 da oscilação precedente.2F Encontre os valores de x que tornam a série 11 1 P x2n convergente e calcule o valor da n=1 soma.2H Deixa-se cair uma bola de borracha de uma altura de 10 metros. Admitindo que a mesma dose seja administrada em intervalos sucessivos de T minutos.2G Expresse cada decimal periódica como uma série e ache a fração ordinária que ela representa: (a) 0. mostre que a quantidade de remédio R (n) imediatamente após a n-ésima dose vem dada por: R (n) = n X1 Qe jkT : j=0 Encontre uma cota superior para a quantidade de remédio na corrente sangüínea após um número arbitrário de doses e ache o menor tempo entre as doses. 718288288 : : : : 2. . Idem para a série 1 x 3 (x 3)2 + + + 2 4 8 + (x 3)n + 2n+1 2.2J Administra-se a um indivíduo uma dose de Q unidades de um certo remédio.SÉRIES E EQUAÇÕES DIFERENCIAIS (a) 1 P n=0 (d) 1 P 2 3 ln n=1 n (b) 1 P n=3 n n+1 (e) 1 P 1 1 + n n 3 n=1 2 # " 1 P (n + 1)2 (j) ln n (n + 2) n=1 (g) MPMATOS (h) 1 P n 1 P 1 4n2 1 1 n=1 2n 2 3n+2 1 P (f) 1 P (i) 1 1 P 3 2 + 3n 9n n=1 (c) 2n + 1 2 2 n=1 n (n + 1) n=1 (k) 4 2 5 n=1 1 2n+1 P 2n n=1 3 (l) 1 P (4n 2 2 3) (4n + 1) 2n sen (n + =2) : 32n 2 n=1 2. de modo que a quantidade de remédio R (n) não exceda um nível de risco M . onde k é uma constante positiva. M > Q. 2394394 : : : (d) 2. use uma série geométrica para obter uma aproximação da distância total percorrida pelo pêndulo até entrar em repouso total. 146146146 : : : (c) 3. 232323 : : : (b) 5. Use uma série geométrica para aproximar o percurso total feito pela bola até o repouso completo. A quantidade que permanece na corrente sangüínea ao …nal de t minutos é Qe kt . A bola repica aproximadamente metade da distância após cada queda. 2.2I A extremidade de um pêndulo oscila ao longo de um arco de 24 centímetros em sua primeira oscilação.

Determine o impacto econômico (o total gasto) se $ 1. a longo alcance. e assim por diante. 2. mostre que o número de moscas esterilizadas na população é dado por: N = N + (0:9) N + (0:9)2 N + ::: + (0:9)n 1 N e determine o número de moscas esterilizadas que devem ser liberadas a cada dia. Mostre que: 1 1 = an 1 an+1 an 1 an 1 P 1 (b) =1 n=2 an 1 an+1 (a) 1 .4A Use o teste da Comparação ou Comparação no Limite para determinar a convergência ou a divergência das séries abaixo: .2M Dois atletas disputam 10 provas de percurso em 10 etapas sucessivas.5.5. qual foi o atleta vencedor? 2. em seguida. e 90% dessas moscas sobrevivem a um determinado dia. Após n dias.000.2O Considere a seqüência de Fibonacci fan g de…nida no Exemplo 1. Os tempos de cada etapa são os mesmos e a tabela a seguir mostra as distâncias.2N Com auxílio do Exercício 1.000. 85% daqueles 0.2K Suponha que cada unidade monetária introduzida na economia recircule do seguinte modo: 85% da unidade original são gastos. 2 2.00 forem introduzidos na economia.000 moscas esterilizadas na população.2L Em um programa de erradicação de epidemia. 2. é manter 20. se o objetivo do programa. an an+1 1 P an e = 2: n=2 an 1 an+1 Exercícios Complementares 2.6L calcule o valor da soma 1 P n : n=1 (n + 1)! 2. liberam-se diariamente na população N moscas macho esterilizadas.12 SÉRIES NUMÉRICAS CAP.4 2. em km. 8n 2.85 são gastos. percorridas por cada um deles nas quatro etapas iniciais: etapa 1 etapa 2 etapa 3 etapa 4 atleta A 1 2 1 4 1 8 1 16 atleta B 1 2 2! 2 3! 3! 3 4! 4! 4 5! Se a vitória é dada àquele que alcançou o maior percurso.

estime o número de termos da série harmônica que devem ser somados n=1 n ln (n + 1) < 1 + 1 1 + + 2 3 para que se tenha Sn > 100: resposta: n > e100 + 1 ' 2:688 1043 . 2.4G Se 1 P an e n=1 também convergente.SÉRIES E EQUAÇÕES DIFERENCIAIS 1 P 1 P 1 (a) 4 + n2 + 1 n n=1 (e) (i) 1 (b) n n3 n=1 1 arctg n P n n=1 1 P sen n=1 (m) 1 P p (f) 1 n2 1 ln n P 3 n=1 n 1 P 1 n=1 n! p 1 P n (n) n=1 n + 4 1 ln n P (r) 2 n=1 n (j) 1 4n3 5n 1 (q) 1)2 n=2 (n n=2 1 P MPMATOS (c) (g) (k) p 1 P n 2+1 n n=1 1 n+5 P n n=1 n2 1 P 1 2 + cos n P n2 n=1 (d) (h) 1 P ln 1 + n=1 n2 2n + 3 n=1 n + 1 (l) 1 1 + 2n P n n=1 1 + 3 1 1 P (s) n n=1 n 13 1 P n=1 3 p 1 2n 1 5n2 + 1 1 n+5 P n n=1 n2 1 P n p (t) n2 + 1 n=1 (o) (p) 2. E = 0:01 3 n=1 n 1 P 1 2 . determine o menor número de termos que devem ser somados para aproximar a soma da série com um erro menor do que E: (a) 1 P 1 1 P .4E Em cada caso abaixo. E = 0:001 2 n=1 n (b) 1 1 P .4C Determine todos os números reais e n2 + 1 2n2 3 n=1 n + 1 1 P 2 p (h) n=2 n n2 (d) 1 P que tornam as séries convergentes.4F Se fan g é uma seqüência de termos positivos e lim np an = l > 0.4D Observando a demonstração do Teste da Integral.4B Veri…que que a função que estende o n-ésimo termo de cada série dada abaixo. veri…que a relação: 1 < 1 + ln n: n 1 1 P Usando esse fato. 1 1 2n + n2 1 P P 1 e n=2 n (ln n) n=2 n ln n 2. prove que a série n!1 an converge se p > 1 e diverge se 0 < p 1: n=1 2. 1 P n=1 bn são séries de termos positivos convergentes. mostre que 1 P n=1 an bn é . E = 0:01: n=2 n (ln n) (c) 2. atende às hipóteses do Teste da Integral e em seguida decida sobre a convergência da série: 1 P 3 2 n=3 n(ln n) 1 P 1 (e) 2 1 n=1 n (a) 1 P 1 2 n=1 (2n + 3) 1 P 1 1 (f) ( ) 3 n n=4 n (b) (c) 1 P 1 1) n=2 n(n 1 arctg n P (g) n=1 2.

4H Falso ou Verdadeiro? Justi…que: 1 P (a) se an > 0. n=1 an 1 a P pn converge. então a série n!1 an e n=1 1 P an an+1 é convergente. então n=1 1 P (b) se an > 0. 8n. 8n.14 SÉRIES NUMÉRICAS CAP. 8n. 8n. 1 P (an + bn ) n=1 1 P an+1 = 1. n=1 (d) se an > 0. e lim an = 0.6D Determine os valores inteiros de p que faz com que cada série abaixo seja convergente. então a série n=1 também diverge. 8n.6C Veri…que que as séries abaixo atendem às condições do Critério de Leibniz e conclua que elas são convergentes: (a) 1 ( 1)n P 2 n=1 n + 7 (b) 1 ( 1)n n P 2n n=1 (c) 1 ( 1)n n2 P 3 n=1 n + 2 (d) 1 ( 1)n n P : 2 n=1 n + n 2. 2 2. e an é convergente. Diga em cada caso quando a aproximação é por falta ou por excesso: (a) 1 ( 1)n P 2 n=1 n (b) 1 ( 1)n+1 P p n n=1 (c) 1 ( 1)n P n n=1 n (d) 1 ( 1)n 1 P : 3 n=1 n + 1 2.6 2.6B Use a Estimativa do Erro para aproximar a soma da série com quatro casas decimais e com erro menor do que E = 5 10 1. . (a) 1 ( 1)n+1 P n3n n=1 (b) 1 ( 1)n n P n=1 (2n)! (c) 1 ( 1)n P 2 n=1 n (d) 1 ( 1)n+1 P 2 n=1 n + n 2. então n=1 n!1 p nan = 1. e an é convergente. n n=1 bn são séries de termos positivos divergentes. então a série an diverge.4I A série 1 P n=1 2. e lim 2. e lim (e) se 1 1 P diverge. 1 P an diverge.6A Aproxime a soma da série pela soma parcial S4 : Estime o erro. n!1 an n=1 (f) se an > 0. então a série 1 P 1 p P n=1 (c) se an > 0.4J Mostre que n2 1 +n 1 P 4 n=1 ln n2 n n+1 1 +1 é convergente ou divergente? 1 + : 2 4 Exercícios Complementares 2.

e bn = 1=n2 . n=1 bn são convergentes. então n=1 a2n converge. n!1 bn n=1 n=1 (d) se lim 1 1 P P an =1e bn converge. n=1 1 1 P P an =0e an diverge.8C Suponha que a seqüência fan g seja convergente e tenha limite l. 2 n=1 1 + an 1 P an converge absolutamente.SÉRIES E EQUAÇÕES DIFERENCIAIS (a) 1 ( 1)p P p n=1 n (b) MPMATOS 1 ( 1)p P n=1 n + p (c) 15 1 ( 1)n (ln n)p P : n n=2 2. 1 2 (an + jan j) e an = 1 2 (an jan j) . an 6= 0.8A Falso ou Verdadeiro? Justi…que: (a) se 1 P 1 P an converge. se for ímpar. Exercícios Complementares 2. n!1 bn n=1 n=1 (e) se lim (f) se 1 P n=1 (g) se an converge absolutamente. então an converge. se n for par. então n=1 (b) se n=1 1 P a2n converge. então n=1 an e 1 P 1 P 1 P 1 diverge. P Mostre que a série ( 1)n bn é divergente e explique porquê o Critério de Leibiniz não se aplica nesse caso. n=1 n=1 (i) para todo inteiro positivo k a série alternada 1 ( 1)n P p converge. n=1 jan j an bn é divergente. veri…que que as séries dadas abaixo convergem: (a) 1 P n=1 n 3n + 1 n (b) 1 p P (nn n=1 n 1) (c) 1 n5 P n n=1 5 (d) 1 ( 5)n+1 P n : n=2 (ln n) 2.8 2. k n n=1 2. então 1 P an e n=1 (h) se 1 P n=1 1 P bn são divergentes.8B Usando o Teste da Raiz. então n=1 (c) se 1 P 1 P a2n converge. então 1 P an bn é convergente. então bn diverge. Considere as seqüências + fa+ n g e fan g de…nidas por: an = (a) Calcule lim a+ n e lim an .6E Seja fbn g a seqüência de…nida por: bn = 1=n. an converge absolutamente.

Se lim an 6= 0 ou a seqüência fan g é divergente o critério do n-ésimo termo deve ser usado P para concluir que a série an diverge. que converge para b1 lim bn . Se a série é da forma 1=np ela é uma p-série e será convergente apenas quando p > 1. 3. n=1 1 P an diverge n=1 1 P n=1 jan j Alternada Teste a convergência das séries: ! Fim ! Fim ! Critérios Comparação / Integral ! Critério de Leibniz . Essa di…culdade também surge quando se integra funções. mostre que P 2.16 SÉRIES NUMÉRICAS P a+ an convergem. que converge para = (1 r) se jrj < 1 e diverge se jrj 1. 2 an converge absolutamente. Nos fundamentos teóricos estabelecemos vários critérios para testar a convergência ou divergência de uma série numérica. Se fbn g divergir a série de encaixe também diverge. Se a série é da forma r ela é uma série geométrica. Não há regra que estabeleça qual critério se aplica a qual série. P n 1 2.8D Estratégia para testar a convergência. Como sugestão. ne P P + P (c) Se an converge condicionalmente. P 4. Tente o Teste da Razão seguindo o esquema: l<1 l = lim an+1 an ! % ! l > 1 ou l = 1 ! l=1 ! & ! ? & 1 P an converge abs. apresentamos um roteiro que poderá ajudar na investigação. 1. (b) Se P CAP. 5. se fbn g convergir. a di…culdade é: qual o teste adequado a uma determinada série. mostre que an e an divergem. Se a série é da forma P (bn bn+1 ) ela é uma série de encaixe.

SÉRIES E EQUAÇÕES DIFERENCIAIS (a) 1 n! P n n=1 n 1 (n!)2 P n=1 (2n)! p 1 P n (i) 2 n=1 n + 2 (e) (b) (f) 1 ( 1)n 2n P n! n=1 1 P n=1 (j) MPMATOS p 3n n3 + 1 1 P 1 n n=2 (ln n ) (c) (g) (k) 1 n2 P n=1 n! 1 n32n P n 1 n=1 5 1 P n=1 2 n (d) (h) n n! (l) 1 (2n + 3n )1=n P n n=1 1 ( 1)n cos n P n2 n=1 ( 1)n n=1 n (n + 2) 1 P 2.8E Escreva os cinco primeiros termos e em seguida teste a convergência das séries: (a) 1 1 3 5 : : : (2n P n! n=1 1) (b) 1 P 2 4 6 : : : (2n) : 2) n=1 1 4 7 : : : (3n 17 .

1.4 2.4E (a) n = 1001 (c) n > e100 (l) C 2. 2.2M O vencedor foi o atleta A.1L. (ela é a soma de uma série convergente com uma divergente (Teorema 2.1J.1I. 71 18 (f) 1 1 P = 0: n n=2 2 Q 1 e 30173 11100 ct 1 c .4J Da …g. $ 1023 1024 km contra 10 11 85 15 108 2.2 note que: 1 dx e agora use: 1 + x2 R1 1 R1 1 1 dx 1 + x2 P1 n=1 1 = n2 + 1 1 dx = lim [arctan x]x=B x=1 = =4: B!1 1 + x2 1 2 + P1 n=2 1 n2 + 1 1 2 + . km do atleta B. T = 2.4.000. com percurso de ln( MM Q ) 2. 2. se jxj < 1 e converge para se 2 n+1 1 x 5 x n=0 2 (d) 2.2F A série (f) F (g) F (h) V (g) 3 2 (h) 1 2 (I) 1 2 (h) ln 2 (k) 4 7 1 (x P 3)n 1 x2 .4C A série (d) C (e) D (q) C (r) C (c) C (f) C (g) C (h) C (s) C (d) D (e) C (i) C (j) D (k) D (t) D (f) C (g) C (h) C 1 2n + n2 1 P P 1 é sempre divergente e converge para n=1 n (ln n) n=1 n ln n 2. Em outras palavras. Exercícios 2.1K.2D (a) 1 P n=1 2 2 = 2) (3n + 1) 3 (3n 32 75 2.2B (a) F (b) F 2.2G (a) 23 99 (b) 514 999 16181 4995 (c) 1 n2 + n P 1 1 = 1 (c) 2 n +n 2 n=1 (b) 1 (e) 1 18 11 2.2E (a) 3 (b) (h) (c) F (d) F (e) F (c) 1 2 (d) 1 P x2n converge para n=1 1 < x < 5: 2.2A A série P an ser divergente signi…ca que sua ”soma”não é um número real. 2.4A (a) C (m) C (n) D (b) C (o) C (c) C (p) C 2.8(b)). 144 cm 2. (a) V (b) V (c) V (d) F > 1: (e) V (f) F 2. isso signi…ca que a seqüência fSn g de suas somas parciais é divergente.2H 30 m 2.18 SÉRIES NUMÉRICAS CAP. R1 1 2.4I Diverge.4B (a) C (b) C 2. 2 Respostas e Sugestões Exercícios 2.2 2.

(convergente. 3 10 2 Exercícios 2. porque lim an = 1) 2 .6D (a) (b) 1 P (k) C Abs (d) F (e) F (c) C Abs (f) V (g) F (d) D (e) C Abs (h) F (i) V (f) D (g) D (h) C Abs (i) C (l) C Abs 1 1 3 5 : : : (2n P n! n=1 1) = 1+ 3 15 75 + + + 2 6 24 8 48 384 2 4 6 : : : (2n:) =2+ + + + 1 4 7 : : : (3n 2) 4 28 308 n=1 : (divergente. 3 10 6 (c) 4 10 2 (d) 3.8 2.6A (a) F (b) V (c) F 2.6C (a) C (b) C Abs Abs (j) C Abs 2.6 2.SÉRIES E EQUAÇÕES DIFERENCIAIS MPMATOS 19 Exercícios 2. porque lim an+1 an = 3 ) .6A (a) 8. 23 10 4 (b) 1.