prof.geo.fernando@sapo.pt http://geoclick.blogspot.

com/

1. A população, utilizadora de recursos e organizadora de espaços

1.1. A população: evolução e diferenças regionais 1.2. A distribuição da população

1.1.2. As estruturas e comportamentos sociosocio-demográficos

Sumário (lição n.º 83): – A estrutura etária da população portuguesa. – Ficha(s) formativa(s).

Competências (saber):
– Definir: estrutura etária, grupo etário, pirâmide etária, classe etária, TN, índice de fecundidade, índice de renovação das gerações, TM, esperança média de vida, índice de envelhecimento; – Caracterizar a estrutura etária da população portuguesa.

Competências (saber fazer / saber ser):
Analisar/interpretar documentos geográficos (pirâmides etárias); Capacidade de atenção/concentração; Tirar apontamentos (técnica de estudo); Capacidade de síntese; Participação nas actividades lectivas (ou de aula).

Simbologia:

Questão Actividades

Afirmação Terminologia

Apontamentos

Terminologia:
Demografia = população Indicador ou variável = informação específica Etário(a) = idade

Efeméride do dia:
Dia da Cultura Lusófona

Curiosidade geográfica…
… sabiam que o «biodiesel» é biodegradável «biodiesel biodiesel» (98% ao fim de 21 dias), tanto como o açúcar, e é menos tóxico do que o sal de mesa?!

Relembrar…

À partida…

A estrutura etária determina o quantitativo da população activa…

… sendo, por seu turno, influenciada pelo comportamento dos indicadores demográficos…

Estrutura etária

ESTRUTURA ETÁRIA
Repartição da população por idades

… para caracterizar a estrutura etária é habitual considerar três grandes grupos etários…

… e de que forma o comportamento dos indicadores demográficos influenciam a estrutura etária?!

Indicador (comportamento)

Grupo de idades (estrutura etária)

Justificar as diferenças na % de jovens destes países, atendendo à taxa de natalidade.

Indicador (comportamento)

Grupo de idades (estrutura etária)

Justificar as diferenças na % de jovens destes países, atendendo à taxa de natalidade.

… o conhecimento das características da estrutura etária é fundamental para o processo de planeamento nacional, regional e local, pois permite prever as necessidades de emprego, habitação, equipamentos de educação, de saúde, de apoio a idosos…

… permite saber-se se a população saberpoderá aumentar ou diminuir a partir da sua tendência para o envelhecimento ou juventude. Assim, por exemplo, quanto maior for a TN, maior será a percentagem de população jovem, o que leva a um crescimento da população…

… a estrutura etária de uma população pode ser representada graficamente através de uma pirâmide etária (ou de idades)…

Pirâmide etária

PIRÂMIDE ETÁRIA
É um gráfico de barras que representa a repartição da população por idades e sexos

… as barras, normalmente, correspondem a classes etárias quinquenais – intervalo de idades correspondente a 5 anos (0-4, 10-14, 35-39, etc.)… (0- 1035-

… por vezes, nas pirâmides aparecem classes ocas que são classes etárias que contêm um menor número de efectivos relativamente à classe etária superior…

classe etária oca

… as classes etárias ocas traduzem, através de reentrâncias, acontecimentos passados como: a diminuição da natalidade, a emigração, guerras, epidemias…

Análise de pirâmides etárias

INTRODUÇÃO
Referir a escala de análise (país, distrito, concelho…), a fonte e o ano a que corresponde a informação.

ANÁLISE GERAL
Apresentar as principais características:
• análise da base (estreita, larga, se tem diminuído ou aumentado); • análise do topo (se, comparativamente à base, é estreito ou largo).

ANÁLISE PORMENORIZADA
Explicar as características da pirâmide (base/ topo) em relação às variáveis demográficas:
• (taxa de) natalidade; • (taxa de) mortalidade; • esperança média de vida; • crescimento populacional; • acidentes demográficos (guerras, migrações…).

CONCLUSÃO
Partindo da forma (ou perfil) da pirâmide, classificar a população/estrutura etária:
• jovem; • jovem com tendência para envelhecer; • adulta; • envelhecida com tendência para rejuvenescer; • envelhecida.

Tipos de pirâmides etárias

Pirâmide jovem ou crescente
Esta pirâmide representa um território que se caracteriza por: • uma TN elevada (a base é larga), logo elevada % de jovens; • uma TM elevada (o topo é estreito); • reduzida EMV, dada a fraca % de idosos; • uma população jovem; • típica de um país em desenvolvimento.

Pirâmide idosa ou decrescente
Esta pirâmide representa um território que se caracteriza por: • uma diminuição da TN (a base sofre um estreitamento); • uma diminuição da TM (o topo sofre um alargamento) e elevada EMV (dada a alta % de idosos); • uma população fortemente envelhecida.

Pirâmide idosa ou decrescente
Esta pirâmide representa um território que se caracteriza por: • uma TN baixa (a base em estreitamento), logo grupo dos jovens a diminuir; • uma TM baixa (o topo é largo); • uma EMV elevada (alargamento do topo); • uma população envelhecida; • típica de países desenvolvidos.

Pirâmide rejuvenescente
Esta pirâmide representa um território que se caracteriza por: • um aumento da TN (base a aumentar); • uma elevada EMV (alargamento para o topo); • diminuição do envelhecimento: rejuvenescimento da população; • típica de países desenvolvidos, que aplicam medidas natalistas.. natalistas

Pirâmide adulta
Esta pirâmide representa um território, numa situação intermédia, que se caracteriza por: • a TN está a diminuir (base ainda é larga, mas a sofrer um estreitamento); • a EMV está a aumentar, pois existe um aumento das classes dos adultos e dos idosos; • típica de países em desenvolvimento, mas com estrutura etária a envelhecer.

… em conclusão, de acordo com o perfil (ou forma) de uma pirâmide etária, assim se caracteriza a estrutura etária da população…

ACTIVIDADE: “Testa a tua concentração”

1.º Responde às questões propostas. 2.º Interpreta as pirâmides etárias.

O que é a estrutura etária de uma população?!

O que é uma pirâmide etária?!

O que é uma classe etária?!

O que é uma classe etária oca?!

Tipo de pirâmide?!

Tipo de pirâmide?!

Pirâmide rejuvenescente

Tipo de pirâmide?!

Tipo de pirâmide?!

Pirâmide jovem

Tipo de pirâmide?!

Tipo de pirâmide?!

Pirâmide idosa

Tipo de pirâmide?!

Tipo de pirâmide?!

Pirâmide adulta

Qual a 1.ª classe oca representada na pirâmide?!

Qual a 1.ª classe oca representada na pirâmide?!

Classe etária dos 10 aos14 anos

Na rota certa…

Estrutura etária da população portuguesa…

As pirâmides etárias testemunham as alterações verificadas na estrutura etária da população portuguesa .

Doc. 1 Estrutura etária da população portuguesa, 19601960-2025 (previsão)

1. Comparar os três grupos, etários nas pirâmides de idades, até 2005. 2. Concluir sobre a evolução da estrutura etária portuguesa entre 1960 e 2005. 3. Apresentar razões que justifiquem essa evolução. 4. Comentar a previsão da estrutura etária para Portugal em 2025.

Doc. 1 - Estrutura etária da população portuguesa, 19601960-2025 (previsão)

Entre 1960 e 2005, a base das pirâmides foi diminuindo progressivamente, o que reflecte a cada vez mais acentuada redução da população jovem (0-14 anos). A (0população adulta (15-64 anos) aumentou, revelando uma importância crescente das (15classes etárias mais altas. O topo das pirâmides alargou, como consequência do aumento da população idosa (65 e mais anos). ConstataConstata-se, pois, um duplo envelhecimento da população portuguesa: envelhecimento pela base (estreitamento, causado pela diminuição da % de jovens) e envelhecimento pelo topo (alargamento, devido ao aumento da % de idosos).

Doc. 2 - Pirâmides etárias de Portugal em 1960 e em 2006

O processo de envelhecimento demográfico, quer na base da pirâmide etária, realçado pelo estreitamento que traduz a redução dos jovens, como resultado da baixa de natalidade, quer no topo da pirâmide, pelo alargamento que corresponde ao acréscimo das pessoas idosas, devido ao aumento da esperança de vida, está evidenciado no perfil/forma que as pirâmides etárias assumem em 1960 e 2006. O envelhecimento da população portuguesa, quanto aos indicadores demográficos, devedeve-se ao contínuo decréscimo da taxa de natalidade e do índice de fecundidade, à redução da taxa de mortalidade e ao aumento da esperança média de vida.

… o envelhecimento da população portuguesa devedevese ao contínuo decréscimo da TN e do índice de fecundidade, à redução da TM e ao aumento da EMV…

… o declínio da natalidade e da fecundidade…

O estreitamento da base taxa de natalidade .

da pirâmide etária deve-se, por um lado, à redução da deve-

Doc. 3 - Evolução da taxa de natalidade em Portugal (1960 a 2007)

5. Identificar no Doc. 3, o valor da taxa de natalidade em 1960 e 2007.

O estreitamento da base da pirâmide etária deve-se, por outro, ao declínio do deveíndice sintético de fecundidade .

Doc. 4 - Evolução do índice sintético de fecundidade em Portugal (1960 a 2007)

6. Identificar no Doc. 4, o valor do índice sintético de fecundidade em 1960 e 2007.

Os dados evidenciam a tendência decrescente deste índice que, em 2007, era apenas de 1,33. Este valor é inferior ao índice de renovação de gerações: 2,1

.

São vários os factores que explicam a redução da taxa de natalidade e, consequentemente, do índice sintético de fecundidade: a generalização do planeamento familiar e do uso de métodos contraceptivos; o aumento da taxa de actividade feminina, que é das mais elevadas da UE; o prolongamento do tempo da escolaridade, o aumento do nível de instrução e possíveis dificuldades de inserção na vida activa; o adiar do casamento e do nascimento do primeiro filho devido ao investimento na carreira académica e profissional (Doc. 5); (Doc.

Doc. 5 - Evolução das idades médias ao nascimento do primeiro filho e do primeiro casamento, em (1990Portugal (1990-2004)

7. Identificar, no Doc. 5, o valor da idade média de casamento de ambos os sexos e do nascimento do 1.º filho.

a dificuldade no acesso a habitação espaçosa, sobretudo nos meios urbanos; o aumento da exigência e das despesas com a educação das crianças.

… a redução da mortalidade e o aumento da esperança média de vida…

O alargamento do topo da pirâmide etária justifica-se pelo prolongamento da justificaesperança média de vida da população portuguesa.

Doc. 6 - Evolução da esperança média de vida à nascença em Portugal (1950 a 2005)

8. Identificar, no Doc. 6, o valor da esperança média de vida (EMV) de ambos os sexos, em 2005. 9. Justificar a maior EMV feminina.

Em Portugal, a esperança média de vida à nascença aumentou consideravelmente na segunda metade do século XX, como consequência da redução da taxa de mortalidade e de melhores condições de vida, na assistência médica, na protecção social, no nível de conforto e no nível económico da população, em geral.

… e o envelhecimento demográfico…

O progressivo envelhecimento da população constata-se pelo acentuado aumento do constataíndice de envelhecimento . Em 2007, eram já 113,6 o número de idosos para 100 jovens, em Portugal.

Doc. 7 - Evolução do índice de envelhecimento em Portugal (1960 a 2005)

10. Interpretar o Doc. 7.

Doc. 8 - Índice de envelhecimento em Portugal e nas NUT II (2005)

11. Definir NUT II. 12. Definir índice de envelhecimento. 13. Indicar a NUT II com maior índice de envelhecimento. 14. Mencionar a NUT II com menor índice de envelhecimento.

O envelhecimento da população portuguesa justifica-se pelas alterações na justificaproporção (ou percentagem) dos grupos etários, sobretudo na proporção dos jovens e dos idosos. É notório o decréscimo da percentagem de jovens e o aumento significativo dos idosos. A proporção de adultos tem variado pouco, verificando-se uma tendência verificandopara a diminuição, uma vez que os jovens adultos serão cada vez menos.

Doc. 9 - Evolução da população jovem e idosa em 1990Portugal, 1990-2020 (previsão)

15. Interpretar o Doc. 9.

… em conclusão…

A descida da taxa de natalidade/índice de fecundidade e o aumento da esperança média de vida, faz com que a população idosa passe a ter maior importância relativa no total da população e, futuramente, gerações activas menos numerosas.

Doc. 10 - Evolução da estrutura etária da população portuguesa

16. Comentar o Doc. 10.

Doc. 11 - População (%) por grupos etários em Portugal e NUT II (2005)

17. Indicar a dimensão dos grupos etários em Portugal, em 2005. 18. Identificar a NUT II mais idosa do país. 19. Reconhecer a NUT II mais jovem do país.

Doc. 12

20. Comentar o Doc. 12.

prof.geo.fernando@sapo.pt http://geoclick.blogspot.com/

TAXA DE NATALIDADE
N.º total de nados-vivos nados(ou nascimentos)

ÍNDICE DE FECUNDIDADE
N.º médio de filhos por cada mulher em idade fértil (dos 15 aos 49 anos)

TAXA DE MORTALIDADE
N.º total de óbitos (ou mortes)

ESPERANÇA MÉDIA DE VIDA
N.º de anos que, em média, um indivíduo tem probabilidade de viver

ÍNDICE DE ENVELHECIMENTO
Relação entre a população idosa e a população jovem, geralmente expressa em %

ÍNDICE DE ENVELHECIMENTO
N.º de idosos por cada 100 jovens (%)

Relembrar o 3.º Ciclo…

Doc. 1 - A estrutura etária dos países desenvolvidos, em 2005

Doc. 2 - A estrutura etária dos países em desenvolvimento, em 2005

1. Identificar as principais diferenças entre a estrutura etária dos países desenvolvidos e a dos países em desenvolvimento. 2. Justificar essas diferenças.

Doc. 1 - A estrutura etária dos países desenvolvidos, em 2005

Doc. 2 - A estrutura etária dos países em desenvolvimento, em 2005

Doc. 3 - Os dois lados do mundo

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful