You are on page 1of 2

Que implicações têm as regras da OMC sobre a introdução de novas barreiras

ao comércio?

A Organização Mundial do Comércio (OMC) é o resultado da evolução
dos acordos comerciais ao longo do século XX. A fim de proteger o livre
mercado e garantir um bom funcionamento do comércio mundial as nações
criaram o GATT em 1947. Este acordo tinha como objetivo reduzir as barreiras
comerciais entre os países, aumentar sua interdependência, vale lembrar que
esse acordo buscava reduzir as chances de ocorrer um novo conflito mundial.
O Acordo Geral possuía caráter provisório, porém a Organização Internacional
do Comércio, que substituiria o acordo, nunca foi criada, e as normas do GATT
mantiveram-se até 1995.
Fundamentalmente, o GATT era regido pelo princípio da

não

discriminação, presente na cláusula da nação mais favorecida (NMF). Esse
princípio, que se estendeu até a OMC, consiste em garantir que qualquer
benefício cedido a algum Estado membro, seja obrigatoriamente concedido aos
outros Estados. É a partir desse princípio que a OMC mantém determinado
controle sobre o comércio internacional, promovendo a redução das barreiras
ao comércio o máximo possível.
A partir da cláusula da nação mais favorecida, países com menor poder
de barganha têm capacidade de negociação, frente às outras nações que
compõem a Organização. Além disso, a OMC empenha-se em garantir que os
Estados membro garantam tratamento igual ao produto nacional e ao
importado, dessa forma é possível manter um nível de competitividade mais
justa no mercado internacional.
O princípio de reciprocidade complementa a NMF, implicando que as
concessões sejam mútuas, contribuindo para uma maior liberalização do
mercado mundial. Todos os membros da OMC registram seus níveis máximos
de tarifas. Dessa forma, costuma-se colocar os níveis tarifários bem abaixo do
nível registrado na OMC.

a OMC possui mecanismos de garantir que seus membros cumpram todas as exigências da organização. (1999). M. é possível acionar o Órgão de Solução de Controvérsias (OSC). uma vez que apresenta uma estrutura focada na liberalização do comércio. que a OMC reduziu o grau de liberdade das nações na definição de suas políticas econômicas. É requisitado a apresentação de notificações e relatórios de qualquer alteração na política comercial dos Estados membro. R. . também abala sua reputação no cenário mundial. ou apontar problemas que impeçam a liberalização do comércio mundial. Portanto. São Paulo: Saraiva. Vale lembrar. C. Se as recomendações não forem cumpridas o OSC tem autoridade de autorizar uma retaliação ao país infrator. Economia Internacional. Essas retaliações além de prejudicarem o comércio do país punido. em troca de uma tentativa de manter algo o mais próximo possível do livre mercado. A & DA SILVA. julga e dá um veredito a respeito de alguma controvérsia dentro da organização por meio de uma série de recomendações.Por fim. a fim de garantir a máxima liberalização da economia. que avalia os casos. com normas e instrumentos que garantem a redução das barreiras comerciais. as regras da OMC possuem uma influência muito significante no comércio internacional. Se algum país se sentir prejudicado. Referência CARVALHO. Assim a OMC mantém um nível de coerção sobre seus membros. As regras da organização possuem um caráter mais rígido que o do GATT e apresenta uma estrutura que possibilita a negociação e a formação de acordos entre os mais diferentes países.