TEXTO: I SAMUEL 30: 9-20 E 21-25 TEMA: ATITUDES MESQUINHAS A Bíblia nos mostra que o nosso Deus é muito generoso.

Em vários momentos da história, Deus mostrou o quanto é generoso no cuidado para com o Seu povo. No deserto Ele tudo providenciou para conduzir o seu povo em total segurança até Canaã. Ele é o Deus da excelsa Graça (generosidade plena) que não poupou o próprio Filho para resgatar pecadores. No Salmo 116:7, o salmista escreveu: Volta, minha alma, ao teu sossego, pois o Senhor tem sido generoso para contigo. A parábola dos trabalhadores na vinha que foram contratados em horas diferentes do dia e receberam o mesmo pagamento, é uma narrativa que esbanja generosidade (Mateus 20: 1-16). No texto em destaque, particularmente no versículo 22, observamos o inverso da generosidade prevalecendo. Os homens que voltaram da batalha contra os amalequitas chegaram à conclusão que os homens que ficaram no ribeiro de Besor não receberiam os despojos. Este comportamento expôs claramente a mesquinharia que estava no coração deles. E a mesquinhez é uma atitude que está diretamente relacionada com o egoísmo o eu reinando absoluto no trono do viver. É óbvio que as atitudes mesquinhas não se resumem somente em relação a coisas materiais, recursos, bens ou dinheiro. As atitudes mesquinhas podem estar disfarçadas com inúmeras máscaras bem sutis, seja em pensamentos, palavras ou ações. Sendo assim, eu gostaria de afirmar que: "O FIEL SERVO DE DEUS PRECISA ABANDONAR POR COMPLETO AS ATITUDES MESQUINHAS."

A nossa vida como servos de Deus não pode ser preenchida com atitudes mesquinhas. Mas como o fiel servo de deus conseguirá abandonar por completo as atitudes mesquinhas? Podemos ver neste texto que o fiel servo de deus conseguirá abandonar por completo as atitudes mesquinhas pelo menos de três maneiras que estão muito interligadas
1) RECONHECENDO A PROVIDÊNCIA DIVINA NO FORTALECIMENTO NECESSÁRIO (vv. 6, 9-10) A nossa força vem do Senhor. Este é um fato bíblico que esquecemos com facilidade. Davi reconhecia que o fortalecimento necessário vinha exclusivamente de Deus. Ele exalta esta verdade no Salmo 18: 2, 31, 32 e em vários outros textos bíblicos. Deus era o refúgio verdadeiro para Davi nas circunstâncias mais adversas possíveis. No texto em Ef. 6:10-17, no qual Paulo descreve a armadura de Deus para o crente, ele inicia seu texto assim: quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do Seu poder. Ou seja, as batalhas travadas na luta diária só poderão ser vencidas na força que Deus supre. Nós também devemos entender que a força para conquistar os objetivos e ir sempre adiante não é mérito nosso. Reconhecer a providência de Deus em nosso favor, nos dando forças necessárias para as lutas diárias, é imprescindível para abandonarmos as atitudes mesquinhas. Quando agimos de forma mesquinha demonstramos nossa arrogância em não reconhecer o fortalecimento necessário que procede do Senhor. Deus nos tem fortalecido nas lutas diárias para que produzamos frutos de graça e generosidade onde quer que estejamos. 2) RECONHECENDO A PROVIDÊNCIA DIVINA NA ORIENTAÇÃO NECESSÁRIA (vv. 11-16) O egípcio que estava semimorto no caminho não se encontrava ali por acaso. Tudo tem um propósito definido nos planos soberanos de Deus, e Davi sabia disso muito bem. Aquele egípcio serviu de guia para levar Davi e seus homens até o bando dos amalequitas, mas quem traçou toda a estratégia foi o Senhor. Davi reconheceu que toda a orientação necessária veio de Deus (Sl. 32:8), e por isso seu coração não se tornou mesquinho quando regressou para repartir os despojos. Se nós entendermos que é Deus quem nos dá a orientação necessária por meio da Sua Palavra e que somente a sua orientação é confiável, com certeza não sobraria espaço para atitudes mesquinhas em nosso viver. Quem vive na dependência de Deus, recebendo d Ele todas as instruções para viver, não será mesquinho quando tiver oportunidade de ajudar alguém que também necessita de orientação bíblica. 3) RECONHECENDO A PROVIDÊNCIA DIVINA NA PROTEÇÃO NECESSÁRIA (vv. 17-20, 23) Deus preservou e protegeu não apenas os homens que estavam com Davi naquele resgate arriscado, mas também preservou tudo o que os amalequitas tinha levado de Ziclague. Não lhes faltou cousa alguma, nem pequena nem grande... (vv. 19). Davi entendeu que a mão poderosa de Deus estava por trás de todas as coisas e que o resgate bem sucedido era uma prova da proteção constante do Senhor. Precisamos reconhecer que a providência divina em nosso favor é a causa de sermos protegidos diante de tantas aflições e perigos. Deus nos oferece o seu livramento em tempo oportuno, para que possamos suportar qualquer provação no dia-a-dia. Então a glória deve ser dirigida unicamente a Deus, que proporciona o cuidado sobre as nossas vidas. Nosso coração será menos mesquinho se enxergarmos a boa mão do Senhor agindo em nosso favor. Seremos crentes mais generosos no cuidado de uns para com os outros se reconhecermos que somos alvo do terno cuidado de Deus. Deus é o nosso auxílio sempre presente (Sl. 33:20)

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful