1.

Introdução
Os óleos e as gorduras são substâncias insolúveis em água(hidrofóbicas), de
origem animal ou vegetal, formadas predominantemente de produtos de condensação
entre glicerol e ácidos graxos, chamados triacilgliceróis. A distinção entre óleos e gorduras
reside exclusivamente na sua aparência física. Os óleos são líquidos àtemperatura
ambiente, enquanto as gorduras são sólidas, passando, ao estado líquido a uma
temperatura entre 30°C e 42°C. Os principais óleos utilizados na alimentação humana
são extraídos de grãos ou sementes,como soja, milho, girassol, canola, algodão e
amendoim, ou extraídos de frutos como azeitona e dendê. Como exemplos de gorduras
de origem animais podem ser citados banha, toucinho, manteiga e bacon (Philippi, 2008).
Para extrair o óleo é necessário colocar suas sementes em
uma prensa de alta pressão que as espremerá até retirar-se todo o óleo contido
nelas. A alta pressão causa variações positivas de temperatura o que torna o
óleo de coloração escura e sabor forte. Após a prensa é feito o processo de
clarificação e refinação para eliminar impurezas. O produto final é chamado
de óleo virgem que deve estar sem a presença de partículas sólidas e corpos
estranhos.
Na prensa a frio, ou seja, extração à baixa pressão, não há aquecimento
do óleo e o rendimento é bem inferior, em termos quantitativos, ao
procedimento de alta pressão. A prensa a frio, produz um óleo de qualidade
superior, mas, por motivos de altos custos, não é acessível à maior parte da
população que tem certos limites financeiros e optam por outros tipos de menor
qualidade, contudo de menor preços.
Porém, este processo é utilizado em maior escala em óleos de oliva,
pois um bom procedimento para óleo de soja é o de embeber as sementes
num líquido, solvente orgânico geralmente, capaz de dissolver o óleo. A mistura
de óleo e solvente é posteriormente submetida a uma série de processos para
separá-los.
A gordura saturada é um dos dois tipos de gordura que aparecem
nos alimentos. É distinguida da gordura não saturada no sentido em que não
há ligação dupla entre os átomos de carbono na sua constituição química,
fazendo com que os ácidos gordos fiquem saturados com hidrogênio. Gordura
saturada ocorre de forma natural nos animais, enquanto que a gordura não
saturada, como o azeite permanece de forma fluída. A gordura saturada é
menos propícia a perder as suas propriedades enquanto é preparada.
C14 - Ácido
Mirístico
Soja
Milho
Canola

1~2
1~2
0,2

Saturado
C16 Ácido
Palmítico
18~25
7~11
2~6

C18 Ácido
Esteárico
1~2
3~4
0~3

C18 Ácido
Oléico
17~38
25~35
53~70

Insaturado
C18 C18 Ácido
Ácido
Linoléico Linolênico
45~55
50~60
15~30
5~13

canola e girassol.wikipedia. agitou-se e então foi adicionado algumas gotas de bromo 2%. pareceu também que o óleo estava menos viscoso. Objetivo Observar o efeito da adição de uma solução de 2% Bromo em oleos. 3. 6. fato ocorrido devido a trimistina ser gordura e não oleo. resultando em uma cor um pouco mais clara. milho. Conclusão Foi possível concluir que óleos insaturados em contato com o bromo. colocou-se a trimiristina (extraída em um experimento anterior) em seguida adicionou-se 2 mL de tetracloreto de carbono. com uma agitação durante o processo. Observou-se que a cor do bromo em contato com a trimiristina resultou em uma tonalidade marrom. a solução de gordura perde a cor inicial e se aproxima da cor do bromo. 5. reagem consumindo o bromo. consequentemente a solução mantêm a cor inicial (amarelada). Este mesmo procedimento foi realizado com os demais óleos. Disponível em: <http://pt. O bromo ao reagir com uma gordura.Girassol 1 11 4 27 56 2 2. Resultado Ao adicionar o bromo nos óleos e gorduras obteve-se as seguintes cores: Óleo de soja. não e consumido desta forma. Procedimento Em um tubo de ensaio. Conclusão Gorduras.org/wiki/Gordura> Acesso em: 02 de Novembro de 2014 . 4.

PR Novembro de 2014 .31 Maringá .Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Exatas Departamento de Química Reação de caracterização de instauração de óleos Química Orgânica Experimental Turma .