Implementando Spanning

Tree Protocols

Switching LAN e Wireless - Capítulo 5

ITE I Chapter 6

© 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved.

Cisco Public

1

Redundância em uma Rede Comutada
Convergida 
Redundância é uma característica desejável em uma
Rede Hierárquica

ITE 1 Chapter 6

© 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved.

Cisco Public

2

Redundância em uma Rede Comutada
Convergida 
Não há um campo “TTL” na camada de enlace 
Tempestades de Broadcast 
Pacotes Unicast duplicados

ITE 1 Chapter 6

© 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved.

Cisco Public

3

Redundância em uma Rede Comutada
Convergida 
Problema: Redundância cria Loops de Comutação

ITE 1 Chapter 6

© 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved.

Cisco Public

4

Redundância em uma Rede Comutada
Convergida 
Usuários também podem criar loops de comutação

ITE 1 Chapter 6

© 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved.

Cisco Public

5

All rights reserved. Cisco Public 6 . Inc.Atividade: Examinando um projeto de Rede com Redundância ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

Cisco Public 7 .Portas intencionalmente bloqueadas . Inc.Redundância em uma Rede Comutada Convergida  O Protocolo STP garante operação sem Loops . All rights reserved.Desbloqueio automático em caso de falha nos links ativos ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

All rights reserved. Cisco Public 8 .Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Algoritmo STP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc.

All rights reserved.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Bridge ID .Mensagem trocada entre os switches ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.Eleita entre todos os switches  BPDU . Cisco Public 9 . Inc.Identifica cada switch  Root bridge .

Inc. All rights reserved.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Cálculo do melhor caminho para a root bridge ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 10 .

All rights reserved. Inc.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Verificando custos e melhor caminho para a root bridge ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 11 .

Inc. Cisco Public 12 .Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  O BPDU no STP (Passe o mouse p/ mais detalhes) ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved.

Inc.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  BID no STP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 13 . All rights reserved.

Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Configurando o BID ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. Cisco Public 14 . All rights reserved.

Inc.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  O papel das portas no suporte a operação do STP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved. Cisco Public 15 .

Cisco Public 16 . mas pode ser configurado entre 6 e 40 s. Inc. Por padrão. Maximum age Controla o tempo máximo em que uma porta de switch guarda a configuração de BPDU.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Estados das portas no STP e temporizadores de BPDU na operação do STP Processo Disable Blocking Listening Learning Forwarding Recebe e processa BPDUs X √ √ √ √ Encaminha quadros de dados recebidos na interface X X X X √ Encaminha quadros de dados para a interface X X X X √ Aprende endereços MAC X X X √ √ Hello Time Tempo entre envio de 2 BPDUs consecutivos numa porta. Por padrão. 15 s. e de Learning para Forward. mas pode ser configurado entre 1 e 10 s. Por padrão. Forward Delay Tempo necessário para passar do estado Listening para Learning. 2 s. 20 s. ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. mas pode ser configurado entre 4 e 30 s. All rights reserved.

Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  Máquina de Estados do STP  Tempos otimizados para Diâmetro Máximo = 7 ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved. Cisco Public 17 . Inc.

Inc. All rights reserved.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida  PortFast .Extensão proprietária Cisco ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 18 .

Cisco Public 19 . All rights reserved.Como o STP Elimina Loops da Camada 2 em uma Rede Convergida ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc.

Inc. Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Objetivo do Algoritmo STP → Atingir a Convergência . All rights reserved. Cisco Public 20 .Algoritmo STP.Convergência == Topologia livre de Loops de comutação  Passo 1: Eleger a Root Bridge  Passo 2: Eleger as Root Ports  Passo 3: Eleger as Designated e Non-Designated Ports ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

All rights reserved.Algoritmo STP. Inc. Cisco Public 21 . Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Sequência de decisões que o STP usa para eleger um root bridge na rede ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

Cisco Public 22 .Algoritmo STP. Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Verificando a eleição de Root Bridge ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. All rights reserved.

Inc. Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Processo de eleição de root port no switch . Cisco Public 23 .Algoritmo STP.Ocorre em paralelo com a eleição da root bridge ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved.

All rights reserved. Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Verificando o processo de eleição de root port ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 24 .Algoritmo STP. Inc.

Algoritmo STP. Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Processo de eleição de designated ports e nondesignated ports no switch . All rights reserved.Ocorre em paralelo com a eleição da Root Bridge . Cisco Public 25 . Inc.Todas as portas da Root Bridge são “Designated” ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

All rights reserved. Cisco Public 26 . Uso dos Três Passos para Convergir em uma Topologia Livre de Loops  Verificando o processo de eleição de designated ports e non-designated ports ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.Algoritmo STP. Inc.

Atualizações do STP: PVST. MSTP  Resumo dos recursos do PVST+. PVST+. Cisco Public 27 . RSTP e rapid PVST+ variantes do STP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. All rights reserved. RSTP.

Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Os recursos do PVST+ ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 28 . All rights reserved. Inc.

All rights reserved. Inc. Cisco Public 29 .Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Configurações padrão do PVST+ ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

Inc. Cisco Public 30 . All rights reserved.Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Configurando o PVST+ ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

Cisco Public 31 . Inc.Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Os recursos do RSTP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved.

All rights reserved.Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Edge Ports . Inc.Equivalem às “PortFast” ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 32 .

Cisco Public 33 .Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Os tipos de links RSTP Point-to-Point Link Shared Link Point-to-Point Link ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved. Inc.

Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Os estados das portas do RSTP e papel das portas Estado da Porta Ação Discarding Este estado é visto tanto numa topologia estável ativa quanto durante a sincronização e alteração da topologia. enabled Estado operacional ITE 1 Chapter 6 disabled Estado STP blocking listening learning forwarding disabled Estado RSTP discarding discarding learning forwarding discarding © 2006 Cisco Systems. Após uma mudança na topologia. evitando a formação de loops de comutação. Learning Este estado é visto tanto numa topologia estável ativa quando durante a sincronização e alteração da topologia. o encaminhamento de quadros de dados só ocorre após um processo de proposta e acordo. Cisco Public 34 . Inc. ou durante a sincronização. evitando assim o flood de quadros cuja porta de destino seja desconhecida. O estado de aprendizado aceita quadros de dados para popular a tabela MAC. O estado de descarte evita o encaminhamento de quadros de dados. Forwarding Este estado é visto apenas numa topologia estável ativa. All rights reserved.

Não há necessidade de espera por temporizadores ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.Designated port . Cisco Public 35 .As portas assumem os papéis em negociações efetuadas em cada link (proposta / acordo) .Alternate port .Backup port .Root port . Inc.Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Entendendo os papéis das portas no RSTP . All rights reserved.

All rights reserved.Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Configurando o rapid PVST+ ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. Cisco Public 36 .

Cisco Public 37 .Implementando Rapid per VLAN Spanning Tree (rapid PVST+) em uma LAN  Verificando o funcionamento do rapid PVST+ ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved. Inc.

Como evitar problemas em um projeto STP  Saiba qual é a Root Bridge para cada VLAN .Filtragem manual  Use Switches L3 . onde os loops são controláveis (TTL). ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.O encaminhamento nos Switches L3 é feito na camada de rede.-)  Filtre as VLANs não utilizadas dos troncos . Inc.Configure a Root Bridge de cada VLAN  Minimize o número de portas bloqueadas .Poda VTP . All rights reserved.Não exagere na redundância . Cisco Public 38 .

Inc. All rights reserved. Cisco Public 39 .Um loop de roteamento na VLAN 1 pode derrubar toda a rede ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.Como evitar problemas em um projeto STP  Mantenha o STP ativo.Congestionamentos nas VLANs de dados podem impedir o gerenciamento  Não use uma única VLAN .Um switch sem STP pode derrubar toda a rede em segundos  Separe o tráfego de dados da VLAN de gerenciamento . mesmo que não precise dele .Reduzir o peso dos broadcasts/multicasts sobre a CPU .STP não consome muitos recursos de CPU ou banda .

All rights reserved.Ausência de BPDUs faz o STP pensar que o link é “Edge” .Como identificar e resolver principais questões de configuração do STP  Cenário: Link com falhas faz com que BPDUs sejam perdidas . Cisco Public 40 . Inc.Estado “Forwarding” → Loop de comutação ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

All rights reserved.As portas bloqueadas e os links redundantes.A localização da Root Bridge. tais como acesso de console. o acesso remoto aos switches pode não estar disponível (“in-band access”) .A topologia da rede. .Como identificar e resolver principais questões de configuração do STP  Para resolver um loop de comutação. Inc.  Durante um loop.  Concentre-se nos pontos críticos ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. . Cisco Public 41 .Esteja preparado para usar acessos alternativos (“out-of-band”). você precisa conhecer: .

All rights reserved.Se uma porta configurada como “spanning-tree PortFast” for conectada a outro switch. Cisco Public 42 . ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. podem aparecer loops enquanto os switchs não percebem o erro e desabilitam o modo “PortFast”.Como identificar e resolver principais questões de configuração do STP  Cenário: erro de configuração de “PortFast” .

All rights reserved. ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.Alterar os temporizadores para acelerar a convergência pode ter efeito adverso em switches mais distantes.Como identificar e resolver principais questões de configuração do STP  Cenário: Diâmetro da Rede maior que 7 . Redes maiores podem chegar ao estado “Forwarding” antes que todos os switches tenham chegado à convergência. Cisco Public 43 . Inc. .Os temporizadores padrão do STP estão calibrados para redes com diâmetro <= 7.

All rights reserved. Inc.Drag & Drop: Estados STP / RSTP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 44 .

Inc. Cisco Public 45 .Drag & Drop: Papéis das portas ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. All rights reserved.

Laboratório de STP Básico ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 46 . All rights reserved. Inc.

Laboratório de STP Avançado ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 47 . Inc. All rights reserved.

Laboratório de STP Avançado ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. All rights reserved. Cisco Public 48 .

Inc. All rights reserved. Cisco Public 49 .Resolvendo problemas de STP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

All rights reserved. Cisco Public 50 . Inc.Resolvendo problemas de STP ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

Cisco Public 51 . Inc. All rights reserved.Resumo ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems.

Desafio de Integração de Habilidades ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Cisco Public 52 . All rights reserved. Inc.

All rights reserved.ITE 1 Chapter 6 © 2006 Cisco Systems. Inc. Cisco Public 53 .