You are on page 1of 2

FIL1000 – INTRODUÇÃO A FILOSOFIA

TAREFA 1 - PARTE 2: KANT – SENTIDO DA
RAZÃO
TURMA: 1CA /

GRUPO:ED1_06

PROFESSOR: ELSA HELENA
BUADAS WIBMER

DATA: 08/05/2016
ALUNO: JOSÉ MARIA DA SILVA
JUNIOR

MATRÍCULA: 1512929

Para tentar distinguir a diferença entre verdade e significado, Arendt fala em seu
livro, “A vida do espírito”, à famosa distinção que Kant faz entre razão, que se relaciona
com o que nossos sentidos percebem, e conhecimento, que se relaciona o sentido por trás
do que nossas percepções captam (intelecto mais sensação). Ela fala do obstáculo que
que a razão coloca em si mesma, sobre nossa sede de racionalidade. Tal sede, na linha da
autora e de Kant, é suprida pela busca de sentido, não pela busca da verdade, o que havia
acontecido na filosófica até então.
Essa forte separação entre verdade e sentido também é encontrada entre ciência
e senso comum. Arendt considera como o excesso de confiança da ciência no intelecto
gerou crescimento do reducionismo, que é o maior obstáculo da ciência frente ao
desconhecido. Para a ciência, uma evidencia pode ser substituída por uma nova evidência,
mais ainda, uma evidência deixar de ser evidente demonstra que há algo na nossa
compreensão do mundo que intervém em nossa experiência sensorial, ou seja, em como
vemos, ouvimos e tocamos. Trata-se então de uma antecipação compreensiva, que na
grande maioria das vezes é involuntária e participa em tudo o que experimentamos. Dessa
forma, muito pelo fato de passar desapercebida, é partilhada pelos homens de uma mesma
era histórica e, ao mudar, inaugura-se uma outra era histórica.
Ao considerar a ilusão de “progresso sem fim” ou ‘o progresso do progresso”, a
autora também cita distinção de Kant sobre razão e intelecto. As questões levantadas pela

Introdução a Filosofia 2016.1

1

nossa sede de conhecimento provem da nossa curiosidade sobre o mundo. pela própria definição. a busca de sentido para o senso comum seria algo sem sentido. já que não é possível ter clareza total sobre verdade e significado apenas somente com o suas diferenciações. como último ponto. Mas as questões que estão baseadas no sentido não são respondidas pelo senso comum já que. filósofo que poderia ser chamado de principal base para seu livro. Introdução a Filosofia 2016. geralmente ela pode ser respondida pelo senso comum da experiência e pelo senso comum da racionalidade. assim tais respostas se tornam tão susceptíveis a erros quanto nossas percepções sensoriais. A autora afirma que ele pode ter limitado o conhecimento para abrir espaço para a fé racional. que a crítica pontual que ela faz ao próprio Kant. Vale a pena então ressaltar.1 2 . é justamente por ele .