You are on page 1of 3

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA ___ª.

VARA DO TRABALHO DA
COMARCA DO RIO DE JANEIRO – RIO DE JANEIRO.

REQUERENTE: ALFA METALURGIA LTDA.
REQUERIDO: DANIEL BRIGÃO

ALFA METALURGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, portadora do CNPJ n°
com sede na Rua Santa Maria, n° 1000, Bonsucesso, Rio de Janeiro, RJ, CEP xxxxxxx,
vem, por seu advogado, com escritório na Rua xxxxxx, nº xx, com fulcro no artigo 853
da Consolidação das Leis Trabalhistas, vem à honrosa presença de Vossa Excelência
propor a presente AÇÃO DE INQUÉRITO PARA APURAÇÃO DE FALTA
GRAVE Com base nos artigos 840, §1º, e 853 da CLT combinado com artigo 319, do
CPC, em face de DANIEL BRIGÃO, brasileiro, solteiro, metalúrgico, portador da CTPS
n° xxxxx, residente na Rua da Tristeza, nº 69, Rio de Janeiro, RJ, CEP: xxxxx, pelos
motivos de fato e de direito que passa a expor:

1. DOS FATOS E DO DIREITO

A Requerente contratou o Requerido, Daniel Brigão, como seu empregado no
dia 10/08/2005 na função de metalúrgico.
Em 05/11/2009 o Requerido foi eleito dirigente sindical de sua categoria
profissional, sem, contudo, se afastar das funções que exercia na Empresa Alfa.
Ocorre que na data de 17/02/2010, durante o período de greve dos metalúrgicos,
o Requerido, inconformado com um de seus colegas de trabalho que não aderiu ao

se eleito. No caso em exame. Sendo assim. ao ofender fisicamente com socos e pontapés seu colega de trabalho. ora Requerido. Daniel foi eleito dirigente de sua categoria em 05/11/2009. até um ano após o final do mandato. a partir do momento do registro de sua candidatura a cargo de direção ou representação de entidade sindical ou de associação profissional.VIII. “j” da CLT. O fato foi presenciado por vários colegas de trabalho e registrada a ocorrência na Delegacia de Polícia do bairro. art. durante a vigência de sua garantia de emprego. necessária a apuração da falta grave praticada mediante a presente ação. não restou outra alternativa à Requerente a não ser suspendê-lo imediatamente e ajuizar a presente ação trabalhista. § 3º CLT . CF . praticou a falta grave capitulada no artigo 482. Consoante o disposto no artigo 8º. com instauração de inquérito policial (documento anexo). caso seja eleito inclusive como suplente. dispositivos abaixo transcritos: art. resta evidenciado que Daniel. 543. ainda que suplente. sendo certo que. até um ano após o término do seu mandato. § 3º da legislação consolidada. 8º . o dirigente sindical possui estabilidade no emprego garantida desde o registro da sua candidatura e. garantida ao dirigente sindical que foi fragilizada ao ofender fisicamente o seu colega de trabalho. Inteligência consagrada na Súmula nº 379 do C. acabou agredindo-o com socos e pontapés. mister ressaltar que. somente poderá ser dispensado por falta grave mediante apuração em inquérito judicial. Diante do exposto. fato este presenciado por testemunhas e . uma vez estável. salvo se cometer falta grave devidamente apurada nos termos desta consolidação. o empregado eleito dirigente sindical. devidamente apurada nos termos da Lei. VIII da Constituição Federal. No mesmo sentido é o teor do artigo 543. Diante da falta grave praticada por Daniel. se eleito.fica vedada a dispensa do empregado sindicalizado ou associado. até 1 (um) ano após o final do seu mandato. Portanto. podemos concluir que ERA PORTADOR DA ESTABILIDADE NO EMPREGO. com vistas a demonstrar a prática do ilícito penal.movimento paredista.é vedada a dispensa do empregado sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo de direção ou representação sindical e. consubstanciado pelas lesões corporais sofridas pela vítima (laudo em anexo). Tribunal Superior do Trabalho. salvo se cometer falta grave nos termos da lei. salvo cometimento de uma falta grave.

A notificação do Requerido para. RJ. senão suspender o Requerido (artigo 853. objetivando a resolução de seu contrato de trabalho. “j” da Legislação Consolidada. Rio de Janeiro. querendo. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Advogado . que sofra a pena da confissão. Requer-se ainda 1. com base no disposto no artigo 482. CLT) e promover o presente inquérito para apuração de falta grave. apresentar defesa. a falta grave praticada não restou outra alternativa ao Requerente. dia de mês de ano. especialmente documental. Indica a necessidade de se contar com todos os MEIOS DE PROVAS em direito admissíveis.devidamente registrado na Delegacia de Polícia. conforme já mencionado e tudo comprovado pelos documentos que seguem anexos ao presente. na amplitude do artigo 449 do Código de Processo Civil. Pede e espera deferimento. Demonstrada.OAB/XX xxxxx . DA CONCLUSÃO E DOS PEDIDOS Em face de tudo ora exposto. Dá-se à causa para efeitos fiscais o valor de R$ Termos em que. roga o Requerente que se digne Vossa Excelência a receber o presente pedido para apuração de falta grave e ulterior rescisão contratual por justa causa do pacto laboral estabelecido entre o Requerente e o Requerido. Negando-se a depor o Requerido. testemunhal e depoimento pessoal das partes. pois.