You are on page 1of 8

30/05 _É importante que os alunos tenham conhecimento do significado da

palavra 'cardápio'. Para isso, iremos pesquisar em um dicionário, logo na primeira
aula, os significados dessa palavra. Escrever as definições encontradas por eles no
quadro e ajude-os a compreender os diferentes tipos de cardápio que podem
encontrar. Estimular a discussão em grupos de quatro alunos ou em duplas. Se for
necessário, problematizar com eles os diversos significados e os modos de
relacioná-los entre si e formular um conceito que satisfaça os objetivos que
perseguem. É importante que eles indiquem os sinônimos da palavra, como menu,
lista ou carta e expliquem que esse formato de texto consiste na relação de pratos
que compõem uma refeição. Eles precisam ainda entender o cardápio como um
veículo de informação ou publicidade, de acordo com o ambiente em que estiver
inserido, já que é por meio dele que o cliente de um restaurante, por exemplo,
decidirá se fará sua refeição ou não e o que escolherá entre os diferentes pratos
apresentados, quais as combinações que poderá fazer e o valor de cada um dos
itens listados nele.
Agora, o segundo passo da aula é mostrar, através de Datashow ou outro recurso,
diferentes modelos de cardápio. Apresenta-se abaixo, quatro modelos que poderão
ser utilizados em sala de aula. Na medida em que você mostrar as imagens aos
alunos, professor, deverá fazer-lhes os seguintes questionamentos:
1 – Qual a diferença entre um cardápio que se destina a apenas informar
e outro que tem função publicitária?
Os alunos poderão observar que um cardápio escolar, por exemplo, é
disponibilizado apenas para levar a informação das refeições servidas na escola,
enquanto o cardápio de uma lanchonete serve para informar e incentivar o
consumo.
2 – A estética de um cardápio informativo e um publicitário pode ser
diferente?
Os alunos, a partir da observação dos modelos, poderão inferir que a apresentação
estética de um cardápio publicitário será mais cuidadosamente elaborada,
geralmente apresentando imagens de guloseimas tentadoras, em expressões
como ‘em oferta’, ‘lançamento’ 'promoção’ e nunca fornecem os dados calóricos
da refeição ao consumidor, para não correr o risco de fazê-lo mudar de idéia. Já
um cardápio meramente informativo, como o de um hospital, pode trazer
informações nutricionais dos alimentos, e geralmente é mais objetivo e conciso,
sem ilustrações e muitas cores.

Podemos notar diferentes níveis de formalidade entre um cardápio e
outro?
É importante que os alunos observem que o público a que se destina o
cardápio influirá em sua formalidade. Como exemplo, o cardápio de um
restaurante requintado terá uma linguagem e uma elaboração mais formal do que
o de uma lanchonete. Essas estratégias de leituras empregadas no gênero
cardápio, demonstram que mesmo no mais inusitado tipo de texto esconde-se
uma intencionalidade. Isso desperta um olhar e uma leitura mais crítica por parte
do

. .

Se há uma horta. Provavelmente eles já têm uma noção de como isso acontece. Para isso. 3ª AULA Nessa aula. nesse momento. com os alunos já munidos de informações sobre a merenda escolar. Alguns critérios. os alunos deverão fazer uma cópia dele e levá-lo para a sala de aula. Destine parte da aula para essa coleta de dados. Nela poderão ser plantadas hortaliças e vegetais que servirão para enriquecer a merenda escolar.É possível que os alunos façam alguma sugestão de modificação do cardápio escolar (desde que orientada e aprovada)? . frutas e hortaliças? Quais são as condições dessa horta? Precisa de algum projeto de intervenção? Os alunos podem ajudar? Como? Mas.Quem é responsável por definir os alimentos que compõem a merenda? . numa ação conjunta com outras áreas do conhecimento. que possa ser direcionado para a produção de uma pequena horta. Além disso. mas a ideia é que eles se informem sobre quais são os critérios adotados para a distribuição da merenda. vamos à prática: divida os alunos em equipes e oriente-os sobre o que eles deverão pesquisar.2ª AULA Agora que os alunos já conhecem diferentes modelos de cardápio. é interessante que os alunos.De onde veem os recursos para a compra de alimentos e outros gêneros utilizados nos cardápios da Merenda Escolar? .Nela há explicações sobre como fazer uma boa entrevista. o que está plantado? Como são aproveitadas as verduras. não podem ser perdidos de vista: .Caso haja um nutricionista na escola. devem seguir os passos que são ensinados na seguinte aula do portal do professor: Resgatando histórias: a construção de um livro de memórias familiares . como é determinado o cardápio da semana. chegou o momento da elaboração do cardápio. é importante que os alunos o entrevistem também. se há uma nutricionista que preste serviços à escola ou se os alimentos a serem combinados já são pré-definidos por algum órgão. Deixe claro que eles deverão saber: .Há outras variações desse cardápio? O que motiva a variação? .Já existe um cardápio semanal definido? Se sim.Quem decide os pratos que comporão o cardápio escolar? . Combine com os profissionais responsáveis pela Merenda Escolar o melhor horário para os alunos fazerem a pesquisa e não atrapalharem na rotina do setor.Quais os critérios de distribuição da merenda na escola? . além de garantir que os funcionários estejam disponíveis para colaborar com a pesquisa. . chegou a hora de se informarem sobre como é a distribuição da merenda na escola em que estudam.em especial Ciências ou Biologia – identifiquem a disponibilidade de um espaço na escola. .

É até recomendável que o profissional responsável pela cantina esteja junto com os alunos.. número de alunos da escola. professor. que criem uma estrutura em formato de Pizza ou bandeja. pesagem das sobras deixadas pelos alunos. explore essa reportagem com o objetivo que os alunos produzam textos nesses moldes. Professor.acesso em 01/04/2010 . claro que as informações a serem colocadas pelos alunos devem respeitar as regras da escola em relação a um cardápio pré-existente e qualquer modificação ou sugestão tem que passar pela sua supervisão e. professor. Ciência e Tecnologia Missão do governo colombiano visita três escolas públicas do DF. em que informem à comunidade escolar sobre a produção do cardápio.. Sugira a eles. de Matemática e o de Ciências. Além disso. A ideia é que os alunos façam um cardápio diferenciado. é possível pensar em um trabalho conjunto com o professor de Artes da escola.O tempo disponível para as refeições. A duração dessa aula variará de acordo com as escolhas feitas por vocês e é preciso ainda levar em conta que o cardápio deve ser revisado e reescrito quantas vezes for necessário. que podem ser apresentadas em data-show. . Na proposição dos alunos sobre um cardápio. orientando-os. Veja a sugestão abaixo. . de forma que cada aluno fique responsável por uma parte da produção e que todos estejam envolvidos.dieteticai. ser autorizada pela escola. 4ª AULA Nessa aula.12:18 | Educação. nesse processo. Agora que eles já produziram o cardápio da sua escola.. esse site fornece dicas imprescindíveis para a criação do cardápio.ufba. número de reifeições servidas. http://www. a proposta é que você apresente aos alunos uma reportagem sobre merenda escolar. Há várias possibilidades de trabalho com essas disciplinas durante a realização esse projeto de trabalho. em que possam ser acrescentadas curiosidades e os valores calóricos da alimentação. Para a elaboração desse desenho.As condições nutricionais dos alimentos. O primeiro ajudaria na determianção dos valores nutricionais dos alimentos e o segundo.br/Temas/CARDAPIOS/cardappio.pdf .e seria interessante se um professor de Ciências/Biologia conversasse com os alunos sobre esses conceitos. gráficos sobre diferentes tópicos: quantidade de alimentos. A sala pode ser dividida. garantindo alternância dos mesmos. na confecção de tabelas. O mesmo se observa em relação aos textos resultantes dos trabalhos dos professores de Arte. por exemplo. se preciso. é importante que esse produto tenha visibilidade. Várias informações nutricionais e calóricas dos alimentos poderão ser encontradas no site Como elaborar um cardápio. baseados em sua criatividade.O conhecimento de todo público a que se dedica o cardápio (alunos e demais membros da escola). pudesse contar com os professores de Ciências e o de Matemática. professor. Portanto. seria interessante que você. até que seja dado como pronto. Merenda escolar abre apetite da Colômbia 23/03/2010 . Objetivo é conhecer o maior programa de alimentação escolar do mundo .

. quantas vezes forem necessárias até que ele fique realmente bom. que contam com um cardápio enriquecido com produtos colhidos na horta escolar. em tamanho grande. envolvendo toda comunidade escolar. Os membros da delegação do governo da Colômbia. professor. juntamente com o cardápio produzido. o Pnae atende atualmente 642 escolas públicas no Distrito Federal. a ser divulgada em todo âmbito escolar. idealizado e desenvolvido pela Diretoria de Assistência Escolar (DAE) da Secretaria de Educação. Você encontrará várias informações sobre esse tema na aula do Portal do Professor Virou notícia na escola: a criação de um texto jornalístico. Eunice Santos. que segundo o Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA/ONU) é o maior programa de alimentação escolar do mundo. 2 – A entrevista com a nutricionista da escola. em que o cardápio possa ser exposto. Cada grupo explorará um tema relacionado à criação do cardápio. dê aos alunos noções sobre a criação de textos jornalísticos. que não é a primeira produção do grupo que deverá ser considerada. A turma pode ser dividida em grupos. mas com objetivo bem definido. Isto porque querem conhecer bem de perto o funcionamento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). sob a sua orientação. ou caso não tenha.As crianças do Centro de Educação Infantil 01 de Brasília recebem nesta terçafeira (23) uma visita rara. 4 – O professor pode pensar em outros temas que se adaptem à realidade de sua escola. tanto no que diz respeito as suas produções escritas. Mantido pelo Ministério da Educação (MEC). No final da tarde. os textos poderão ser publicados no jornal da escola. os próprios alunos podem criar um mural na cantina. quanto à elaboração do cardápio em si. acompanhados da secretária de Educação. É indispensável que você. estarão com os olhos bem abertos no momento da distribuição da merenda escolar. Por último. esse pode ser também utilizado como recurso de divulgação. professor. O programa visa incorporar o tema alimentação saudável no cotidiano escolar. 5ª AULA Os alunos agora produzirão a sua própria reportagem. Caso haja um blog da escola ou da turma. Isso valorizará o trabalho dos alunos. Vale lembrar. 3 – A entrevista com os alunos sobre o que acharam do cardápio elaborado. a missão chega à Escola Classe 02 do Gama para conhecer também o projeto de “Alimentando o Saber”. Os alunos precisam ter a oportunidade de reescrever e modificar o texto. Então. promover hábitos de higiene alimentar e nutricional entre os alunos e estimular a escola no desenvolvimento de atividades que possibilitem escolhas alimentares saudáveis e a promoção da saúde. A missão colombiana também visitará a Escola Classe 06 do Gama e vai acompanhar a distribuição da alimentação escolar aos estudantes do Ensino Fundamental. vocês poderão montar uma edição especial. como por exemplo: 1 – Os passos da elaboração do cardápio.

com a presença dos pais e o acompanhamento do nutricionista. pode-se até sugerir um concurso do melhor cardápio entre as escolas da cidade.De acordo com a repercussão alcançada com esse projeto. com a realização de uma exposição de pratos. . que dará suporte e esclarecerá dúvidas.