You are on page 1of 5

Enciclopédia da Conscienciologia

4540

EPICENTRISMO TARÍSTICO NEOVERPÔNICO
(VERPONOLOGIA)
I. Conformática
Definologia. O epicentrismo tarístico neoverpônico é a condição avançada de a conscin,
homem ou mulher, aplicar os recursos mentaissomáticos e parapsíquicos pessoais, do paraeruditismo, da paradidática, da criatividade, da casuística interassistencial multidimensional lúcida
e dos processos heurísticos singulares, na produção de verdades relativas de ponta (verpons), catalisadoras da recuperação dos cons magnos e do incremento da inteligência evolutiva (IE) grupal, voltados à tarefa do esclarecimento (tares) atacadista.
Tematologia. Tema central homeostático.
Etimologia. O prefixo epi vem do idioma Grego, epi, “em cima; muito perto; depois;
a seguir; além de; sobre; em cima de; em; no meio de; segundo; conforme a; por; em vista de;
com respeito a; ao alcance de; no poder de”. O elemento de composição centro procede também
do idioma Grego, kéntron, “centro”. O sufixo ismo procede do idioma Grego, ismós, “doutrina,
escola, teoria ou princípio artístico, filosófico, político ou religioso”. A palavra tarefa vem do idioma Árabe, tariha, “quantidade de trabalho que se impõe a alguém”, derivado de tarah, “lançar;
arrojar; impor a aquisição de alguma mercadoria a determinado preço”. Surgiu no Século XVI.
O elemento de composição neo provém do idioma Grego, néos, “novo”. Apareceu a partir do Século XIX. O termo verdade deriva do idioma Latim, veritas, “verdade; conformidade com o real”.
Surgiu no Século XIII. O vocábulo relativa procede também do idioma Latim, relativus, “relativo
a”. Apareceu em 1536. A palavra ponta provém do mesmo idioma Latim, puncta, “estocada; golpe de ponta”, e esta de pungere, “picar; furar; entrar; atormentar; afligir; fazer sofrer; mortificar”.
Surgiu no Século XIII.
Sinonimologia: 1. Epicentrismo esclarecedor de ponta. 2. Minadouro ideativo neoverpônico. 3. Núcleo neoideogênico. 4. Seio ideário inovador.
Neologia. As 3 expressões compostas epicentrismo tarístico neoverpônico, epicentrismo
tarístico neoverpônico esboçante e epicentrismo tarístico neoverpônico avançado são neologismos técnicos da Verponologia.
Antonimologia: 1. Epicentrismo energético. 2. Secadouro ideativo. 3. Núcleo ideofrênico. 4. Seio ideário conservador.
Estrangeirismologia: o quid novi; o point of emission de neoideas; a matrix ideativa;
a superação do status quo conservantista; o verponarium; a change mind; o add-on ideativo.
Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscernimento quanto à apreensão de verpons.
Megapensenologia. Eis 1 megapensene trivocabular relativo ao tema: – Verponogenia:
erupção paraerudita.
Citaciologia: – Se, a princípio, a ideia não é absurda, então não há esperança para ela
(Albert Einstein, 1879–1955).
II. Fatuística
Pensenologia: o holopensene pessoal interassistencial verponogênico; os didactopensenes; a didactopensenidade; os hiperpensenes; a hiperpensenidade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os neopensenes; a neopensenidade; os genopensenes; a genopensenidade; os parapsicopensenes; a parapsicopensenidade; os paratecnopensenes; a paratecnopensenidade.
Fatologia: o epicentrismo tarístico neoverpônico; a inteligência evolutiva aplicada à tares atacadista; a força presencial mentalsomática; o exercício teático da liderança cosmoética interassistencial; o fulcro irradiador do arrastão neoideativo; a usinagem neoideativa perene; o olho
no olho; a verdade nua e crua; a priorização da atenção auditiva à dúvida do assistido; a capaci-

o Tertuliarium enquanto foro magno do exercício do epicentrismo tarístico neoverpônico. o acervo das experiências interassistenciais multidimensionais. Voluntariologia: a tares neoverpônica qualificando o voluntariado conscienciológico. o princípio da hierarquia multidimensional evolutiva atrelada à liderança tarística. o laboratório conscienciológico das técnicas projetivas. Codigologia: os códigos linguísticos fundamentais à tares. o princípio democrático da liberdade de expressão. o Colégio Invisível da Invexologia. III. Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico da Mentalsomatologia. a sala de aula enquanto laboratório docente fundamental ao desenvolvimento tarístico. Principiologia: a superação do princípio sectário e obsoleto do conhecimento esotérico. o respeito ao ritmo intelectivo individual. enquanto instrumento tarístico mais avançado comparado à simples exposição ideativa. o rapport ideativo com a equipe extrafísica. Detalhismo Sinergismologia: o sinergismo recinológico inovação-renovação. a publicação da megagescon assentando as bases do desenvolvimento do epicentrismo interassistencial intelectivo. o laboratório conscienciológico da proéxis. as técnicas hermenêuticas autopesquisísticas aplicadas às apreensões das vivências multidimensionais. a técnica da intrarticulação heurística. a parapreceptoria evolutiva. a homeostase holomnemônica. a argumentação dialogada. o autodiscernimento na exposição da neoverpon respeitando o nível de maturidade dos assistidos sem causar estupros evolutivos. o Colégio Invisível da Tenepessologia. através do debate.Enciclopédia da Conscienciologia 4541 dade de adaptação à diversidade cultural dos assistidos. o domínio energético a partir do coronochacra. Teriologia: a teoria da aceleração evolutiva através dos neoconstructos. o acesso à parapsicoteca. o laboratório conscienciológico da Pensenologia. o posicionamento pessoal resoluto e inabalável na defesa da neoverpon renovadora. a projeção consciencial pelo mentalsoma. a União Internacional de Escritores da Conscienciologia (UNIESCON) enquanto banco de epicentros tarísticos gescônicos. a flexibilidade na aplicação dos diversos recursos didáticos. o acesso à Central Extrafísica da Verdade (CEV). a primazia das evidências diante dos argumentos. a coerência explanatória. o Colégio Invisível da Interassistenciologia. a linearidade pensênica favorecendo a ortodidaxia. a hiperativação paracerebral pela assistência esclarecedora contínua. o realismo consciencial neoverpônico impactante. Colegiologia: o Colégio Invisível dos Verponologistas. o princípio da descrença permeando o esclarecimento interassistencial. a instalação e sustentação de campo interassistencial mentalsomático. o labcon pessoal autocasuístico interassistencial. a capacitação parapsíquica interlocutória multidimensional. Parafatologia: a vivência do estado vibracional (EV) profilático. a habilidade na mediação dialética aplicada à teática do epicentrismo mentalsomático. a fundamentação lógica das ideias transmitidas. o desassédio mentalsomático. o Colé- . a técnica do desbloqueio paracerebral através do arco voltaico craniocrachal. os Congressos de Verponologia enquanto holopensenes estimulantes à formação de novos epicentros heurísticos. a impactoterapia serial causada pela frequência incessante de esclarecimentos. a proficiência teática no tema em debate. a técnica tarística silenciosa do exemplarismo pessoal. o código grupal de Cosmoética (CGC) aplicado à promoção de debates democráticos. Tecnologia: a técnica da associação ideativa desencadeada pela Prova da Imagística. as sincronicidades ideativas chancelando as neodescobertas. o princípio da soberania tarística da escrita perante o discurso. a técnica do desassédio mentalsomático pela contrargumentação precisa e irrefutável. o laboratório conscienciológico Serenarium. o princípio retributivo do aporte intelectual. as técnicas paradidáticas. o destemor quanto aos contrafluxos gerados pelos núcleos conservantistas. o código pessoal de Cosmoética (CPC) na dosagem da neoinformação perante a maturidade consciencial dos assistidos. o princípio renovador da tares. o centro de desenvolvimento e treinamento de docentes conscienciológicos da Associação Internacional de Parapedagogia e Reeducação Consciencial (REAPRENDENTIA).

Paradoxologia: o paradoxo da força centrífuga energética interassistencial do epicentrismo tarístico promover a força centrípeta aglutinadora interconsciencial. o epicon lúcido. a prioroteca. o tenepessista. o antagonismo especialismo / abrangência tarística. a ideofobia. a neofilia. a verponofilia. a cosmoeticocracia. a projeciofilia. o verbetógrafo. a epistemofobia. Mitologia: a anulação do mito da verdade absoluta. a verbetógrafa. o antagonismo politicagem / tares. o binômio obsoletismo ideativo–estagnação evolutiva. a Epicentrologia. Trinomiologia: o trinômio cérebro-paracérebro-holomemória. Binomiologia: o binômio esclarecimento–desassédio mentalsomático. Parapesquisologia. Maniologia: a superação da mania doutrinária. a Taristicologia. a Interassistenciologia. a laliofobia. a interassistenciocracia. a democracia pura aplicada à tares gratuita. o pesquisador parapsíquico. a interassistenciofilia. a Cosmoeticologia. o Colégio Invisível da Evoluciologia. a verponarista. a lei da responsabilidade policármica proporcional a autocognição multidimensional. a Parepistemologia. Filiologia: a parapsicofilia. a autora conscienciológica. o binômio líder-liderado. os efeitos colaterais negativos da impactoterapia tarística inoportuna. a desbravadora ideativa. a paratecnocracia. as leis evolutivas contrárias à inércia intelectual. a autodiscernimentofilia. a sociofobia. a ausência do mito do conhecimento integral. a hipengiofobia. o autoparapercepciologista. a desconstrução do mito da santificação pela omissão heterocrítica esclarecedora. a heuristicoteca. a ofiexoteca. a tenepessoteca. o antagonismo esclarecimento / persuasão. o binômio desinibição intelectual–força tarística. o binômio transparecer-esclarecer. o efeito exortativo mentalsomático cosmoético da tares. a debatedora de neoideais. a fenomenoteca. Holotecologia: a verponoteca. Interdisciplinologia: a Verponologia. a Paradidaticologia. Antagonismologia: o antagonismo introversão / epicentrismo. Masculinologia: o docente conscienciológico. o antagonismo anacronismo / vanguardismo. a heresifobia. a consciencioterapeuticoteca. Neossinapsologia: a catálise da gênese neossináptica promovida pela carga sucessiva de neoiformações. a Parafenomenologia. o para-hermeneuta. a projetora consciente. o paradoxo da emocionalidade equilibrada e ao mesmo tempo acolhedora presente no microuniverso do epicentro tarístico. o efeito antiassistencial da pusilanimidade ideativa. o intermissivista. Efeitologia: o efeito impactante das neoverpons. Polinomiologia: o polinômio informação-interpretação-conclusão-reação. o trinômio poder intelectivo–força argumentativa–desassédio ideativo. o binômio independência–autonomia tarística. o antagonismo açambarcagem cognitiva / interassistência tarística. o ser desperto. Femininologia: a docente conscienciológica. a cognofilia. o ofiexista. o binômio admiração-discordância imperativo ao epicentro esclarecedor. a auto- . IV. o Colégio Invisível da Cosmoconscienciologia. a assistencioteca. o antagonismo dogma / verpon. a proexocracia. a mentalsomaticoteca. Legislogia: as leis cosmoéticas na aplicação da força cognitiva esclarecedora. o debatedor de neoideais. o verponarista. o projetor consciente. Politicologia: a parapsicocracia.4542 Enciclopédia da Conscienciologia gio Invisível da Heuristicologia. o desbravador ideativo. a evoluciocracia. Fobiologia: a neofobia. a Heuristicologia. o proexista. o autor conscienciológico. Perfilologia Elencologia: a conscin líder interassistencial. o antagonismo ortodoxia / abertismo ideativo.

Ranço místico imaginativo.Enciclopédia da Conscienciologia 4543 parapercepciologista. epicentrismo tarístico neoverpônico avançado = relativo à maturidade parapsíquica mentalsomática na captação e materialização contínua de neoideias (taquirritmia). eis em ordem alfabética. Aplicar os valores evolutivos pessoais no bem-estar policármico. Engodo. Heterocrítica elogiosa deslocada e interesseira. Viver em plena reciclagem intraconsciencial (recin) diuturna. 10. Falta de síntese pensênica. Atualização. 06. Compulsão verbal fronteiriça à neurose. Filosofice narcisista conduzindo do nada a lugar nenhum. Imprecisão. Misticismo. Auferir inspirações verpônicas através da interassistência. Manipulação parapsíquica facilitada pela subjetividade fenomênica. 18. a proexista. Projetar a megagescon enquanto ápice tarístico do megacompléxis. a para-hermeneuta. De acordo com a Taristicologia. Altruísmo. Autorado. Expressão flexíloqua e imprecisa. 13. Catalização. o Homo sapiens parapsychicus. Obliquidade. Autoconfiança. o Homo sapiens tenepessista. 14. Usar o holossoma enquanto escola tarística multidimensional. Detalhismo. Segundo a Holomaturologia. 08. 05. Didaxia. a Holoculturologia Polimática. o Homo sapiens parapaidagogus. a pesquisadora parapsíquica. Moralismo. Culturologia: a minicultura da especialização. Autossuperações. Imposição de ideias reforçada pelo argumento de autoridade. Realce emocional excessivo. Omissão de informações no intuito de dificultar refutações. 08. 19. 03. a tenepessista. Zelar pelo conteúdo ideativo sem negligenciar a forma. Disfemismo. Emocionalismo. Autocrítica. Apresentar predileção pelo debate ideativo racional. Achismo. o Homo sapiens taristicus. 20 posturas comunicativas megatrafarinas a serem superadas pelos candidatos à conquista do epicentrismo tarístico neoverpônico: 01. eis em ordem alfabética. o Homo sapiens eruditus. Sofística. Ausência de definição precisa do tema. o Homo sapiens interassistentialis. Divagação. Emprego da ironia cáustica através de termos chulos e depreciativos. Discurso não sequencial desconexo do assunto principal. Analisar autocriticamente as evidências sustentadoras dos argumentos. Inculcação. Argumentologia Exemplologia: epicentrismo tarístico neoverpônico esboçante = relativo à condição do extrapolacionismo parapsíquico mentalsomático na captação de verpons. a epicon lúcida. 15. Hominologia: o Homo sapiens epicentricus. Recomendações fundamentadas em preceitos valorativos tradicionais. Sonegação. Fuga para evitar responder determinadas questões. a ofiexista. Vivenciar a inabalável certeza das neoideias transcendentes. 16. 20. Argumentação. 03. 02. Dominar os arroubos da emocionalidade pelo autodiscernimento. 10. Jactância. 17. Eufemismo. 09. 07. 20 atributos megatraforinos catalizadores do epicentrismo tarístico: 01. Logorréia. 07. 04. Brandura fonética catequista. 02. Exageração. 09. 12. Pusilanimidade expressa nos lenitivos eufemísticos. Digressões. o Homo sapiens cosmoethicus. Ambiguidade. Prolixidade. a cultura generalista. Presunção de superioridade inibidora do acolhimento assistencial. 04. a intermissivista. 06. Melifluidade. Assistência. Lisonjaria. 05. V. . Embuste lógico persuasivo. Suposições destituídas de qualquer evidência. 11.

. 14. 28. 600 enus. 05. 13. 100 datas. 04. e respectivas especialidades e temas centrais. Retificação. Soltura mentalsomática: Experimentologia.. RJ. Erudição. 03. Neutro. Exemplarismo. . Homeostático. 40 seções. Instituto Internacional de Projeciologia. 272 estrangeirismos. 02. Facilitador da Conscienciologia: Parapedagogiologia. Neutro. 07. Investir no autoparapsiquismo visando alcançar a pangrafia. é ciente da importância do epicentrismo tarístico na interassistencialidade policármica atacadista? Quais medidas práticas tem aplicado para superar os automegatrafares impeditivos? Bibliografia Específica: 1.058 p. mais exaustivas. ono. Priorizar a formação de neolíderes visando propagar ativamente a tares.. Exercitar a aplicação da força presencial não persuasiva. Homeostático. Pacifismo. Megatares: Autopriorologia. Gescon: Proexologia. Permear o tema pacifismo em todas as abordagens tarísticas promovidas. 06. 147 abrevs.Enciclopédia da Conscienciologia 4544 11. eis. Epicon lúcido: Evoluciologia. Técnica tertuliária: Tertuliologia. Rio de Janeiro. VI. Homeostático. Persuasão. Eleger o autexemplo enquanto técnica magna de esclarecimento. Neoverpon: Heuristicologia. Neutro. 1 cronologia. páginas 109 a 115. Retificar imediatamente os próprios erros e equívocos. 14. Homeostático.. Buscar a evidenciação das autexperimentações através dos fatos. 280 termos. 09. 700 Experimentos da Conscienciologia. 700 caps. Homeostático. 1994. Acabativa Remissiologia. na ordem alfabética. leitor ou leitora.. 15. Questionologia. Homeostático. Reflexão. 5.5 x 7 cm. 17. 100 subseções. Autoposicionamento de ponta: Autopriorologia. Homeostático. 12. Homeostático. Aplicação da neoideia: Heuristicologia. 19.. Pelos critérios da Mentalsomatologia. por exemplo. 11. Resolutividade. Deixar fluir naturalmente a erudição necessária sem gabolices. 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia. Waldo. Verponogenia: Neoverponologia. 08. 13. Força presencial: Intrafisicologia. L. 10. mulheres e homens interessados: 01. Liderança.116 refs. Primar pelo omniquestionamento preciso e contínuo. A CONSCIÊNCIA LÚCIDA DA AUTORRESPONSABILIDADE INTERASSISTENCIAL POLICÁRMICA E PROEXOLÓGICA INVESTE NA AUTOSSUPERAÇÃO DOS TRAFARES VISANDO ALCANÇAR O EPICENTRISMO TARÍSTICO NEOVERPÔNICO. Aula terapêutica: Taristicologia. 15. Focar sempre na solução dos problemas sem autovitimizações. Investigação. evidenciando relação estreita com o epicentrismo tarístico neoverpônico. 12. glos. Você. 1.. Neutro. alf. Fonte cognitiva: Autocogniciologia. 16. Homeostático. Princípio do posicionamento pessoal: Autodefinologia. Parapsiquismo. 2 tabs. enc..5 x 21. 18. dos pesquisadores. Liderologia: Politicologia. 300 testes.. geo. H. Vieira. Homeostático. 20. indicados para a expansão das abordagens detalhistas.. Homeostático.