You are on page 1of 55

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas
Curso de Engenharia Civil

LEVANTAMENTO E INCIDÊNCIA DA APLICABILIDADE DAS
NORMAS DE SEGURANÇA EM UM CANTEIRO DE OBRA
RESIDENCIAL EM CASCAVEL-PR

Ana Lúcia Peixoto Ghiggi
André Vinicius Katsuragawa
Eduardo Luiz Gilnek
Jean Carlos Gibbert

Cascavel
2016

SUMÁRIO
1.

INTRODUÇÃO................................................................................................................. 1

2.

OBJETIVOS..................................................................................................................... 2

3.

METODOLOGIA..............................................................................................................3

4.

5.

3.1.

Instrumento de Avaliação..........................................................................................3

3.2.

Escolha do Canteiro de Obra....................................................................................3

3.3.

Visitas....................................................................................................................... 4

3.4.

Resultados/Avaliação do Canteiro de Obra..............................................................4

DESENVOLVIMENTO.....................................................................................................5
4.1.

Construtora e a Obra Escolhida................................................................................5

4.2.

O Canteiro de Obra...................................................................................................6

4.3.

Aplicação das Normas Regulamentadoras...............................................................6

4.3.1.

NR.06 – Equipamentos de proteção individual (EPI).........................................6

4.3.2.

NR.11 - Transporte, movimentação, armaz. e manuseio de materiais.............10

4.3.3.

NR.17 – Ergonomia.........................................................................................12

4.3.4.

NR.18 – Condições e meio ambiente de trabalho da Construção Civil...........14

4.3.5.

NR.26 – Sinalização de Segurança.................................................................28

RESULTADOS............................................................................................................... 32
5.1.

Avaliação Parcial....................................................................................................32

5.1.1.

NR.06 – Equipamento de proteção individual (EPI).........................................32

5.1.2.

NR.11 - Transporte, movimentação, armaz. e manuseio de materiais.............33

5.1.3.

NR.17 – Ergonomia.........................................................................................34

5.1.4.

NR.18 – Condições e meio ambiente de trabalho na construção civil.............34

5.1.5.

NR.26 – Sinalização de segurança..................................................................35

5.2.

Avaliação Total........................................................................................................36

6.

CONSIDERAÇÕES FINAIS...........................................................................................38

7.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...............................................................................39

8.

ANEXOS........................................................................................................................ 41
8.1.

Residencial West Park – Modelo Pronto.................................................................41

8.2.

Croquis canteiro de obra – Residencial West Park.................................................42

8.3.

Checklists Elaborados............................................................................................44

1

1. INTRODUÇÃO
De acordo com o Ministério do Trabalhado e Previdência Social, as Normas
Regulamentadoras (NR), relativas à segurança e saúde do trabalho, são de caráter
obrigatório pelas empresas privadas e públicas, assim como para todos os órgãos públicos
de administração nacionais, que possuam trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis
do Trabalho (CLT). Na construção civil, a aplicação das Normas Regulamentadoras é
fundamental para a saúde e segurança do trabalhador e pessoas envolvidas, pois é através
das medidas indicadas em cada uma das normas e da obediência das mesmas que o
ambiente de trabalho estará apto para suas atividades, bem como o trabalhador preparado e
seguro para exercer sua função.
Entretanto, apesar de caráter obrigatório, constata-se que nem sempre há uma
aplicabilidade das Normas Regulamentadoras dentro dos canteiros de obra, seja por falta de
conhecimento, seja por negligência dos responsáveis. A não aplicação das Normas torna o
ambiente do canteiro propício para acidentes de trabalho, bem como uma queda de
produtividade e desempenho dos trabalhadores. Portanto, o levantamento feito nesse
trabalho consiste em analisar uma obra ainda em fase de construção para a verificação da
aplicabilidade das seguintes normas: NR-6 (Equipamentos de proteção individual); NR-11
(Transporte, movimentação, armazenamento e manuseio de materiais); NR-17 (Ergonomia);
NR-18 (Condições de trabalho na construção civil) e NR-26 (Sinalização de segurança),
assim como uma análise do canteiro de obra como um todo.

2

2. OBJETIVOS
Os objetivos do trabalho estão todos relacionados com a avaliação feita in locu do
canteiro de obra escolhido, assim como com os checklists preenchidos de acordo com o que
foi analisado, além de relacionar as exigências das normas regulamentadoras na construção
civil com a aplicação de tais exigências. Dessa maneira, segue abaixo os objetivos:
a) escolher um canteiro de obra adequado para a realização do trabalho;
b) elaborar checklists das Normas Regulamentadoras sugeridas para o trabalho
(NR.06; NR.11; NR.17; NR.18 e NR.26) para a avaliação de canteiros de
obras;
c) verificar a aplicação das Normas Regulamentadoras (NR.06; NR.11; NR.17;
NR.18 e NR.26) em um determinado canteiro de obra na cidade de
Cascavel-PR de acordo com o checklist proposto.
d) avaliar o canteiro de obra escolhido, de acordo com a aplicação das normas
regulamentadoras, em relação a cada norma e ao total de itens que
compõem os checklists;
e) apresentar resultados em forma de gráficos para melhor compreensão da
dimensão dos resultados.

3

3. METODOLOGIA
3.1. Instrumento de Avaliação
O estudo das Normas Regulamentadoras foi o primeiro passo para a avaliação do
canteiro de obra. Por meio da compreensão adequada de cada norma a ser avaliada, podese desenvolver um instrumento de avaliação do canteiro de obra escolhido: checklist.
Os checklists são planilhas, listas de checagem que variam de acordo com o
objetivo, já prontas que permitem o indivíduo assinalar campos (sim/não) de acordo com o
item a ser avaliado, dessa maneira, para o trabalho em questão, usaram-se checklists para
cada norma a ser verificada, logo, utilizou-se de cinco planilhas (Consultar anexo).
As planilhas bases não foram desenvolvidas pelos autores desse trabalho,
entretanto, as planilhas bases foram adaptadas de acordo com o que seria avaliado no
canteiro de obra e também para a análise de uma maneira que as respostas obtidas fossem:
“Conforme a Norma Regulamentadora”, “Não conforme com a Norma Regulamentadora”,
“Fora de Fase” e “Não pode ser avaliado”.
a) conforme a NR;
- itens que estavam conforme a norma avaliada;
b) não conforme a NR;
- itens que deveriam ter no canteiro de obra e não haviam de acordo
com a NR analisada;
c) fora de fase;
- itens que já foram feitos ou que serão feitos em fase posterior às
visitas realizadas (fundações, acabamentos externos/revestimentos,
por exemplo);
d) Não pode ser avaliado:
- itens que estavam sendo executados nos períodos das visitas, no
entanto, não puderam ser avaliados devido ao profissional não estar
no local ou ainda porque não se teve acesso a determinado ponto da
obra.

3.2. Escolha do Canteiro de Obra
A determinação do canteiro de obra a serem aplicados os checklists levou em
consideração o estágio da obra, de maneira que a maioria dos itens a serem avaliados
estivesse em andamento ou pudessem ser verificados no canteiro. Logo, foram buscadas
obras que já estivessem em estágio avançado de execução, ou seja, serviços preliminares
já executados, de modo que o canteiro estivesse em pleno funcionamento. Assim, a obra
escolhida foi o Residencial West Park – CIMA Engenharia e Empreendimentos, uma obra na

4 qual foi possível verificação da quase totalidade dos itens presentes nas Normas Regulamentadoras. Tal análise apresentará gráficos do tipo pizza que irão mostrar a distribuição dos itens avaliados dentro das possibilidades.4. Já na segunda visita (18/05/2016). 3. Também comentários necessários serão acrescidos aos resultados conforme necessidade. com duas visitas e registros por meio de imagens e vídeos. sendo as visitas possibilitas pelo contato com o Engenheiro Executor da obra. Dessa maneira. verificaramse os itens propostos pelo checklists. verificaram-se itens adicionais que poderiam ter sido avaliados bem como outros itens que não puderam ser verificados na primeira visita ao canteiro de obra. após o desenvolvimento do que já havia sido feito. Na primeira visita (20/04/2016). assim como quantidade de itens fora de fase e que não puderam ser avaliados. bem como uma avaliação da aplicabilidade das normas regulamentadoras no canteiro escolhido para a aplicação dos checklists. 3. realizaram-se duas visitas ao canteiro de obra do Residencial West Park. . Resultados/Avaliação do Canteiro de Obra A avaliação do canteiro de obra será feita através da análise dos resultados obtidos com os checklists. Luiz Maibuk.3. bem como a listagem dos itens que não poderiam ser avaliados devido a não estarem sendo executados no momento ou por estarem fora de fase dentro do cronograma da obra. Visitas De maneira a obter mais registros e um melhor resultado. como resultado se terá gráficos indicando a quantidade de itens que foram conforme as NR ou não. ou seja. os checklists propostos foram preenchidos e então avaliados de maneira geral.

Executora de diversos tipos de obras no ramo da construção civil. O Residencial West Park. obra visitada ainda em execução. os “bloqueiros”. incorporações.5 4. redução do uso de concreto e ferragens. um conjunto de blocos de apartamentos localizados no bairro Universitário em Cascavel-PR.1. como por exemplo. tais como: FunGeo (fundações). Cascavel-PR. a construtora CIMA já entregou mais de um milhão de metros quadrados em obras. Tal material é interessante em vários pontos. Construtora e a Obra Escolhida A Obra escolhida e visitada foi o Residencial West Park. Santa Catarina. pessoas que trabalham com os blocos de alvenaria estrutural. Energy Lider (instalações elétricas) e Laufer Encanamentos (instalações hidrossanitárias). shopping centers e residenciais. (Verificar imagens ilustrativas do residencial pronto em Anexos). JC Ferragens (ferragens e armaduras). área de lazer. campinho de futebol e academia. tendo sua atuação nos estados do Paraná. tanto para erguer a estrutura do prédio como para realizar as instalações dos projetos complementares (hidrossanitários e elétricos). bem como uma mão de obra especializada. entre outros estados. tais como a estrutura da edificação. Mega Pinturas (pintura). A construtora responsável pela obra visitada é a CIMA Engenharia e Empreendimentos. assim como uma breve descrição da construtora responsável pelo empreendimento do Residencial West Park e do canteiro de obra visitado. 4. Também atuante no Residencial West Park estão algumas subempreiteiras. . as paredes portantes não podem ser removidas sem substituição. Entretanto. salão de festas. O residencial ainda possuirá uma ou duas vagas por garagem. a utilização da alvenaria estrutural limita o projeto arquitetônico. DESENVOLVIMENTO Todo o levantamento da aplicação das Normas Regulamentadoras segue abaixo com o registro de fotos e comentários realizados de acordo com o que foi informado pelo Engenheiro Luiz Maibuk . Minas Gerais. Alguns elementos na construção do residencial são interessantes para serem analisados. os quais não são vistos com frequência na região. onde cada pavimento terá oito apartamentos. cada uma responsável por uma parte da obra. totalizando assim um residencial composto por 280 apartamentos. tais como empreendimentos públicos. Todos os blocos de apartamentos serão de blocos de alvenaria estrutural. a rapidez na execução. economia de fôrmas. será uma edificação residencial composta por cinco blocos de apartamentos. sendo cada bloco composto por sete pavimentos.

o qual durante a primeira visita (20/04) estava próximo dos blocos iniciais. A avaliação desta norma dividiu-se em duas etapas: função do empregador e empregado. O Canteiro de Obra O canteiro de obra do Residencial West Park.3. dessa maneira. por exemplo: a grua localizada entre dois blocos construídos inicialmente será mudada de local. por norma a ser avaliada. 4. o canteiro de obra não apresenta dormitório. Assim. assim como de outras obras.2. Os trabalhadores são todos da região de Cascavel. Já a área de vivência dos trabalhadores. e já na segunda visita realizada (17/05) estava entre os blocos a serem construídos. cada item explica a respeito do que foi avaliado e como se encontrava no canteiro de obra. vestiários e banheiros. De início. tais como refeitório. por motivos de facilidade de acesso e também por se situarem em local adequado. Aplicação das Normas Regulamentadoras Os comentários e fotografias a seguir são de acordo com as visitas feitas ao canteiro de obra do Residencial West Park. Outro exemplo é o pátio de armação. Devido a sua complexidade e tamanho de obra/terreno. conforme foi informado pelo Engenheiro Luiz Maibuk.06 – Equipamentos de proteção individual (EPI) De acordo com a própria NR. a análise da aplicação das Normas Regulamentadoras no canteiro de obra foi separada. ou seja. foi . de forma que fique melhor posicionada quando a construção dos demais blocos estiverem acontecendo.3. 4. A área operacional inclui as áreas de construção dos blocos bem como pátios de armação. ficarão no mesmo local durante toda a obra.1. assim como o caso da grua. para melhor visualização. verificar croqui do canteiro de obra em Anexos). dessa forma. assim como as diretrizes para uso. Para uma melhor visualização de que local que está sendo feito o comentário ver os croquis na parte de Anexos. divide-se em áreas operacionais e áreas de vivência de trabalhadores. além disso. de forma que os mesmos não ficam afastados de pontos onde possam estar trabalhando.6 4. confecção e venda. pois não há necessidade (Para melhor visualização dos elementos. foi avaliado o empregador e suas responsabilidades. tal norma trata de assuntos relacionados a proteção individual dos trabalhadores. carpintaria e central de concreto.06. a área operacional sofre mudanças de localização ao decorrer da obra. assim como estoques. Também é de responsabilidade desta norma definir as responsabilidades do empregador e do empregado. qualquer afirmação de aplicação ou não da norma regulamentadora em questão é exclusivamente ao canteiro visitado. NR. além de definir o tipo de proteção adequada para cada empregado.

adverte verbalmente os trabalhadores que não estejam usando adequadamente seus EPI. a empresa fornece todos os EPI necessários de acordo com a NR. então. Assim. assim como a manutenção/troca dos mesmos. Também foi registrado que a empresa. o que tem certa importância. optou-se pela avaliação de cada profissão dentro do canteiro de obra. Dessa forma. De maneira geral. o capacete de proteção. pois cada profissão tem certa exigência com relação aos EPI. A segunda etapa avaliada foi com relação ao empregado. os EPI básicos (capacete e calçado de segurança) são utilizados por todos empregados.06 e exige sua utilização.7 avaliado se a empresa fornece os EPI adequados para cada profissão presente no canteiro de obra. entretanto. de acordo com o Engenheiro Luiz Maibuk. os itens avaliados com relação ao empregador foram todos positivos e estavam em conformidade com a Norma Regulamentadora 06. abaixo segue os comentários relativos ao que pode ser avaliado no canteiro de obra durante as visitas: a) Armador/Soldador: Os trabalhadores responsáveis pela armação e soldagem das ferragens da obra não utilizam de todos seus EPI exigidos. de maneira que o empregado sente-se na obrigação de utilizar seu EPI. de maneira geral. no caso a CIMA Engenharia. A empresa também exige a utilização do básico de EPI para visitantes. Figuras 1 e 2: exigências de EPI básicos para o canteiro de obra. conforme pode ser visto na placa presente na central de trabalho: .

8 Figuras 3 e 4: EPI exigidos para a função e armador/soldador b) Carpinteiro/Operador de Serra: Os trabalhadores responsáveis pela carpintaria e operação da serra circular têm seus EPI no local de trabalho e a empresa orienta a utilização por meio de placas. pois os trabalhadores não se encontravam nos dias das visitas. não se pôde verificar a utilização dos mesmos. entretanto. não sendo a totalidade que utilizam a luva. c) Bloqueiros: Os trabalhadores responsáveis pelo trabalho com os blocos de alvenaria estrutural utilizam de seus EPI. Figuras 5 e 6: indicações do uso de EPI na carpintaria. . mas grande parte utiliza.

. dessa f) maneira. no dia das visitas o profissional da pintura não estava no local.9 Figuras 7 e 8: utilização de EPI pelos bloqueiros. Figuras 9 e 10: trabalhadores sem EPI próprio na operação de betoneira. os operadores de betoneira foram os que mais estavam em desacordo com a norma. como no canteiro o servente trabalha apenas transportando materiais. Os trabalhadores do setor trabalham apenas com o básico. capacete e calçado de segurança. a exigência de EPI é apenas com relação a capacete e calçado de segurança. está de acordo com a norma. d) Operação de betoneira: Dentre os setores avaliados. Pintor: apesar de um bloco residencial já estar na fase de acabamento interno. e) Servente: o mesmo deve utilizar os EPI por função desempenhada. impossibilitando a avaliação.

o operador não se submete a exame de saúde completo.3. os poços de elevadores estão cercados em toda sua altura. Para revalidação do cartão após o prazo de um ano. e manuseio de materiais De acordo com o Ministério do Trabalho. Dessa maneira. à armazenagem e ao manuseio de materiais. a NR. por exemplo. Figuras 11 e 12: poço de elevador isolado e o transporte vertical (grua). a grua. . de que maneira devem ser utilizados os equipamentos. armaz. roldanas. de acidentes de trabalho. O operador da grua já possuía treinamento necessário antes de começar os serviços na obra e continua recebendo treinamentos adicionais ofertados pela empresa. a operação da mesma é cessada quando o tempo está muito chuvoso ou com ventos que possam atrapalhar o trabalho. ou seja. a NR. o canteiro de obra está conforme a norma em relação à maioria dos itens dispostos. correntes. tanto de forma mecânica quanto manual. cabos. NR. objetivando a prevenção de infortúnios laborais.10 4. E os acessórios para movimentação de carga (cordas. envolvendo assim a segurança e proteção das pessoas ao redor e do próprio trabalhador. Em outras palavras. está em perfeitas condições de trabalho e possui indicação da carga máxima de trabalho permitida. O equipamento principal utilizado na movimentação de materiais.11 trata de como o trabalhador deve transportar os materiais. movimentação. etc.Transporte. com exceção das portas que tem sua abertura protegida por corrimão de madeira para quando a cabina do elevador não estiver posicionada ao nível do pavimento. o mesmo só passou por exames admissionais básicos. sendo que as peças com defeito são substituídas imediatamente.2. à movimentação.) são inspecionados constantemente. de acordo com o checklist elaborado.11 .11 estabelece os requisitos de segurança a serem observados nos locais de trabalho no que se refere ao transporte. além disso.

o que está de acordo com a norma. No caminhão.11 Sobre o transporte manual.50 m das estruturas laterais do prédio. o piso do armazém é constituído por concreto. Mas. estão bem dispostas.5m e para a descarga de sacos. há materiais empilhados a uma distância inferior a 0. Figuras 13 e 14: transporte manual e acesso às áreas de vivência. As pilhas de materiais se adequam a circulação de veículos e trabalhadores. alguns dos carros manuais para transporte não possuem protetores para as mãos. ocasionando assim maiores distâncias percorridas pelos trabalhadores (ver foto abaixo). Figuras 15 e 16: estoque de blocos (canteiro) e cal hidratada (almoxarifado). no local podese observar que o material não é escorregadio. Sobre a armazenagem. de forma contrária à norma. o trabalhador é auxiliado por ajudante. Porém. . Além do acesso a área de estoques sendo complicado devido ao terreno. as pranchas estão todas sobre vãos inferiores a 1m e largura superior a 0.

seja por métodos mais eficazes de execução e aplicação de serviços na construção civil.3.3. b) Item adaptado: “A quantidade de blocos que o trabalhador carrega é adequada a seu tamanho?” Notar que a adaptação feita foi para a obra em questão. adaptar o meio de trabalho ao homem. ou seja. no entanto. ângulos e percentuais exatos foram adaptados de uma maneira que a pessoa avaliadora do canteiro de obra pudesse verificar a conformidade ou não com a Norma Regulamentadora.17 – Ergonomia De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência Social. de forma que os itens da norma descritos com medidas. Para a elaboração do checklist dessa norma foi necessário uma adaptação dos itens da norma/checklist base. tem-se que os blocos de alvenaria estrutural. sugerindo assim uma avaliação mais subjetiva. a NR. Figuras 17 e 18: entrada de veículos no canteiro de obra. Do ponto de vista positivo. tendo em média .17 visa estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características do trabalhador. tem-se que os itens elaborados para avaliação puderam ser todos visualizados em obra. apesar de mais pesados que os tijolos cerâmicos convencionais. abaixo segue um exemplo de uma das adaptações feitas para essa norma: a) Item do checklist: “O trabalhador levanta cargas superiores a 20% do seu peso diretamente do chão?”. o solo resiste bem à entrada de veículos no canteiro de obra. devido a uma camada de material compactado colocado sob a entrada. 4. Sendo assim. seja por meio de adaptações de equipamentos. mencionando blocos e descartando valores exatos. NR. Sendo assim.12 Observou-se também que o local de carga e descarga não possui cobertura.

Figuras 19 e 20: blocos estruturais do canteiro de obra. bem como altura de pallets de tijolos e blocos estruturais. bem como a instalação adequada de equipamentos. . foi visto que cada empregado tem sua função definida.13 de 5 a 7kg cada bloco. onde os pallets de blocos são retirados com auxílio de máquinas. assim. Figuras 21 e 22: armazenamento de materiais no canteiro de obra. Ainda avaliando os pontos positivos. não se envolvendo em outros setores. contribuindo com a ergonomia do trabalho. Todos os materiais são acondicionados de forma a facilitar o transporte. Por fim. sendo respeitados os valores máximos de sacos de cimento e cal empilhados. destaca-se de fator positivo o piso de trabalho no canteiro de obra. facilitam a empunhadura do mesmo. sendo regular e propício para as atividades. o “bloqueiro” trabalha apenas com os blocos. ou seja. e vice-versa.

pode-se notar uma boa adequação do canteiro em relação ao exigido pela NR. acessos). o engenheiro relatou que a empresa não tinha CIPA formada no canteiro de obra e estava buscando formar uma CIPA.4. sendo esse tempo apenas durante o horário de almoço. negativo.18. Também se notou que apesar de haverem bancadas. nem sempre as mesmas estão próximas do trabalhador. o que ainda não ocorre na empresa.18. NR.18.18 é a norma base para a adequação do canteiro de obra frente ao Ministério do Trabalho.33. subitem 18. nas condições e no meio ambiente de trabalho na construção civil. exceto em alguns pontos que estarão comentados durante essa seção (passarelas.1. foi avaliado que durante o turno dos empregados não há pausas para descanso devido ao esforço muscular. . segundo a NR.3. A primeira seção avaliada da NR.18 – Condições e meio ambiente de trabalho da Construção Civil De acordo com a própria NR. De maneira geral.ergonômico”. a fim de evitar que o trabalhador se abaixe constantemente para apanhar ferramentas e materiais. de planejamento e de organização. que objetivam a implementação de medidas de controle e sistemas de preventivos de segurança nos processos. a NR. caso o estabelecimento possua menos de 70 trabalhadores deve organizar CIPA centralizada. a mesma estabelece diretrizes de ordem administrativa. ou seja.18 foi referente ao PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na construção civil) e CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Em relação à obra visitada. O PCMAT foi facilmente encontrado na sala do engenheiro durante a visita e estava de acordo com o que é pedido pela norma. porém.14 Do ponto de vista “não. Figuras 23 e 24: falta de bancadas para auxiliar o trabalhador. Já com relação à CIPA. o que pode ocasionar dores no fim do dia ao mesmo. 4.

18 e no canteiro de obra do Residencial West Park está conforme em quase todos itens avaliados. um ponto que ficou não conforme a norma e caberia uma alternativa melhor por parte da obra é a separação dos banheiros por sexo. Entretanto. de forma que os trabalhadores estão bem atendidos nesse quesito. assim como o local é coberto e bem ventilado e iluminado. Figuras 25 e 26: condição dos banheiros dos trabalhadores. não apresenta problemas ao trabalhador. dessa maneira. O item avaliado não conforme nos checklists foi devido ao vestiário não estar da melhor maneira conservado. entretanto.15 A segunda avaliação dos checklists diz respeito às instalações sanitárias (banheiros) Com relação à quantidade de aparelhos sanitários e estado de conservação as instalações estavam conforme a norma na maioria dos itens avaliados. sendo uma trabalhadora. quando necessita ir ao banheiro ela utiliza o banheiro da sala do mestre de obra. Os armários são individuais e dotados de cadeados. Figuras 27 e 28: armários individuais e cobertura dos vestiários . O canteiro de obra possui em torno de 40 trabalhadores. Os vestiários também são avaliados pela NR.

observou-se que não há iluminação no pátio de carpintaria. A carpintaria foi avaliada em duas etapas: quanto à serra circular e quanto ao local.16 O refeitório está devidamente localizado dentro do canteiro de obra. tanto eletricamente quanto a serra coberta quando não utilizada. no entanto. os demais itens avaliados estavam conforme a norma. sendo complicada a operação do setor em períodos que o sol já tenha se posto. conforme exigido pela NR. Figuras 29 e 30: refeitório e bebedouro para os trabalhadores. Em relação ao local. a mesa é estável e protegida. O local é bem ventilado e iluminado. sendo separado dos banheiros e apresenta quantidade de bancos suficiente para atende aos trabalhadores. Em relação a serra circular. . Figuras 31 e 32: pátio de carpintaria do canteiro de obra. Também apresenta bebedouro para os trabalhadores e piso e cobertura adequados.18 para refeitórios em canteiros de obra.

Durante a visita notou-se que o local é coberto e é feita a separação dos vergalhões e barras de aço por bitola. . também explanou a respeito do projeto de estrutural e sua importância para a realização do seu serviço. a mudança do local da central de armação foi planejada de forma a facilitar e economizar tempo durante a execução dos blocos residenciais. o mesmo citou a importância do controle das ferragens. Dessa maneira. não havia a proteção das pontas dos mesmos. visto que qualquer deformação e erro podem causar problemas à estrutura.17 O local da central de armação durante o período entre as duas visitas realizadas foi modificado devido ao planejamento da construção. pois no início da obra os blocos residenciais construídos por primeiro estavam mais acima no terreno. Figuras 35 e 36: local da central de armação durante a 1ª e 2ª visita. Em uma conversa com o responsável pela armação. Figuras 33 e 34: local da central de armação durante a 1ª e 2ª visita. entretanto. Além disso. já os blocos construídos na segunda etapa da obra estavam mais abaixo.

Já em relação as escadas de mão. estavam em bom estado de conservação. O local é adequado e protege os trabalhadores.18 Em relação às operações de soldagem e corte à quente foi constatado que são realizadas por trabalhadores qualificados junto ao pátio de armação. sendo a madeira utilizada inteira. . entretanto. em geral. possibilitando assim. as mesmas não estavam sendo utilizadas dentro das recomendações da NR.18. As escadas. Figuras 37 e 38: utilização de escadas de mão dentro do canteiro de obra. rampas e passarelas. assim como não ultrapassam em 1. os equipamentos de soldagem não são aterrados eletricamente. Já as rampas canteiro não estavam fixas da melhor maneira possível. visto que os locais de apoio não eram os ideais. . transposição de desníveis). sem emendas e quebraduras.0 metro o piso superior. riscos aos trabalhadores. Também se notou a ausência de degraus no canteiro em locais importantes (áreas de vivência. Figuras 39 e 40: rampas e passarelas presentes no canteiro de obra.

O canteiro da obra apresenta algumas medidas de proteção contra queda de altura. de forma que os materiais mais grosseiros que porventura caiam do alto ficam retidos na mesma. . por exemplo: as escadas dos blocos residenciais (provisórios).19 Em relação aos corrimãos foi notada a presença dos mesmos em pontos importantes. tais como: utilização de plataformas. no entanto. na área de vivência.18. fechamentos de vazios). Figuras 43 e 44: plataformas (bandejas) instaladas nos blocos residenciais. proteções coletivas (corrimãos. a qual diz ser necessário a instalação das plataformas a cada 3 lajes construídas. Figuras 41 e 42: corrimãos em pontos importantes do canteiro de obra. As plataformas principais são utilizadas na primeira laje e estão adequadas para a obra. Ver nas fotos abaixo as plataformas instaladas em um dos blocos residenciais e notar a eficácia das plataformas (bandejas). as secundárias não seguem as recomendações da NR.

Figuras 45 e 46: locais com risco de queda isolados adequadamente. verificou-se que todos os itens estavam conforme as recomendações da NR. tais como o poço do elevador. foi avaliado que os equipamentos de transporte verticais (grua) estão de acordo com as recomendações.20 Vãos vazios. transporte de materiais e pessoas. Além dos poços dos elevadores. Figuras 47 e 48: equipamento de transporte vertical do canteiro (grua). . A NR. de maneira que é visível a proibição de avançar no local. assim como uma logística durante a operação de içamento de materiais pela mesma. tendo seu perímetro orientações para não se aproximar. No canteiro.18.18 ainda trata de movimentação. de forma a garantir uma segurança maior aos trabalhadores. A respeito da grua em si. A estrutura da grua estava devidamente aterrada. são isolados adequadamente. tendo seu uso restrito ao que é especificado e também operado por profissional competente ao equipamento. também se notou o isolamento de uma antiga fossa séptica da edificação existente anterior à implantação do canteiro de obra.

entretanto. Ver foto abaixo. apesar dos itens estarem conforme a norma foi verificada uma situação curiosa e perigosa. não estavam cobertos quando não utilizados. . Figuras 49 e 50: trabalhadores sem EPI realizando manutenção na grua. uma vez que pôs em risco a vida de dois trabalhadores. Os dois trabalhadores estavam na estrutura de ponta da grua e sem equipamentos de proteção individual. Figuras 51 e 52: área de confecção de concreto e baias de agregados. A área de confecção de argamassa e concreto apresenta cobertura para os equipamentos (ferramentas. betoneira) e está em local estratégico para a obra (ver croqui anexo ao final do documento). Os materiais apresentavam separação por baias. exceto por cabos de aço que os prendiam a grua. os quais estavam realizando operações de manutenção na grua.21 Entretanto. além da identificação de cada um dos mesmos.

Quando foram realizadas as visitas. de forma que o acesso seja restrito (na foto abaixo. Entretanto. tais como: trancamento dos quadros gerais e disjuntores. o quadro localizado em espaço de circulação de todos trabalhadores). assim como falta de isolamento em fiações elétricas dentro dos blocos residenciais. Figuras 55 e 56: falta de isolamento elétrico em determinados pontos. as recomendações da NR. tais como: proteção através do isolamento elétrico das carcaças dos equipamentos elétricos. foi verificado que as medidas de segurança contra riscos maiores são tomadas. localização adequada do quadro geral. Figuras 53 e 54: cuidados em relação a áreas de risco elétrico. toda a execução da parte elétrica é por conta da empreiteira Energy Lider. assim como isolamento adequado de áreas de risco elétrico. com relação aos riscos de menor grau.22 Em relação às instalações elétricas do canteiro de obra. .18 não foram seguidas.

Figuras 57 e 58: dispositivos de acionamento de betoneira e máq. estando fora da proporção de um bebedouro para cada 25 trabalhadores. na fase em que se encontra a obra. Quanto à distância. a operação somente é realizada por trabalhadores qualificados. Além disso. Além disso. . transmissões e partes perigosas das máquinas ao alcance dos trabalhadores. acarretando em alto risco para o trabalhador. Figuras 59 e 60: bebedouro e posição do mesmo dentro do canteiro. como se pode ver nas imagens abaixo. As máquinas e os equipamentos não têm dispositivo de acionamento e parada localizados de forma que seja acionado ou desligado pelo operador na sua posição de trabalho. de corte.23 Em relação à operação de máquinas e equipamentos que exponham o operador ou terceiros a riscos. esta se encontra disponível no local de refeitório e é fornecida por apenas um bebedouro. são protegidas todas as partes móveis dos motores. Quanto ao fornecimento de água potável. uma acionando uma betoneira e outra uma máquina de corte. não se verificou dispositivos que bloqueiem e impeçam seu acionamento por pessoa não autorizada. está de acordo com a NR 18.

Além disso. Foi constatado local para deposição de entulhos. a empresa disponibiliza copos descartáveis no almoxarifado. sendo estes recolhidos com regularidade e depositados em local fora de circulação. O canteiro de obras está em ordem e limpeza e desimpedido nas passagens de veículos e de circulação. sem possuir elementos protetores. a circulação de materiais.24 Ainda em relação aos bebedouros. de forma que sejam facilmente identificados e utilizados. havia também no canteiro local para separação de resíduos recicláveis. os materiais são armazenados e estocados de modo a não prejudicar o trânsito de pessoas e de trabalhadores. A NR. lajes ou estruturas de sustentação. conforme os checklists preenchidos. Somente um item não estava conforme. além do previsto em seu dimensionamento. segundo o acompanhante na visita. não obstruir portas ou saídas de emergência e não provocar empuxos ou sobrecargas nas paredes. Na armazenagem dos blocos de concretou.18 avalia também o fornecimento de EPI.6. que foi em relação à remoção dos entulhos. No entanto. e o acesso aos equipamentos de combate a incêndio. o qual não é feita por meio de equipamentos ou calhas fechadas em locais com diferença de nível. além disso. a construtora fornece aos trabalhadores. em desacordo com a norma. Dessa maneira. foi vericado que os mesmos não ficam próximo o suficiente de quem for tomar água. gratuitamente. consoante com as disposições contidas na NR. Figuras 61 e 62: locais para depósito de entulhos e recicláveis. EPI adequado ao risco e em perfeito estado de conservação e funcionamento. verificou-se em alguns casos dificuldade para a retirada de blocos no . verificou-se o uso de copos não descartáveis no bebedouro. Em relação a armazenagem e estocagem de materiais. Os materiais são empilhados a uma distância de suas bordas menor que a altura da pilha.

em algumas áreas cada material armazenado é identificado. Os sacos de cimento e cal são armazenados de forma que é evitado o contato com o solo e umidade. em desacordo com a norma. Na imagem à esquerda. A estocagem de materiais elétricos. dificultando a sua retirada e tornando a pilha desestabilizada. a cal não se encontra empilhada adequadamente. porém. Figuras 63 e 64: armazenamento de materiais no canteiro de obra. em algumas áreas este item estava não conforme. No caso da imagem à direita. mas também é utilizado o almoxarifado como depósito destes materiais. hidráulicos e ferramentas em geral são armazenadas em lugar próprio. A responsabilidade de cada um desses estoques é referente à empreiteira responsável. Figuras 65 e 66: armazenamento de materiais elétricos e hidráulicos. nota-se que há até 13 sacos de cimento empilhados. Quanto à identificação.25 topo das pilas. .

porém. as medidas adotadas atendem eficazmente às necessidades de prevenção e combate a incêndio para os diversos setores. A armazenagem de areia possui local apropriado. Para o seu transporte são utilizados padiolas e ou carrinhos de mão. não se toma nenhuma medida para evitar o seu contato com o solo e nem para evitar o seu contato com a chuva. atividades. não há um sistema de alarme capaz de dar sinais perceptíveis em todos os locais da construção. Figuras 67 e 68: estoque de ferragens próximo à central de armação. vergalhões. Em relação às medidas preventivas contra incêndio. não se verificou a existência de placas com a inscrição 'Risco de incêndio' ou 'Risco de explosão' nos locais de acesso de locais fechados.26 As ferragens tem lugar de armazenagem ao lado do local de corte e dobra e os tubos. estando próximo ao local de concretagem. A obra possui extintores de fácil acesso e localizada em locais estratégicos. perfis e outros materiais de grande porte são armazenados sempre de acordo com a bitola. porém. . máquinas e equipamentos do canteiro de obras. Porém.

18 e NR. Figuras 71 e 72: placas indicando orientações aos trabalhadores. e ainda recebem cópias dos procedimentos e operações a serem realizadas com segurança. além de um muro na parte superior existente antes do início da construção da edificação. . foi observado que os trabalhadores recebem treinamentos admissional e periódico.27 Figuras 69 e 70: presença de extintores no canteiro de obra. o acompanhante diz que participou de uma palestra sobre a NR. A entrada de caminhões de carga e descarga é de fácil acesso para os mesmos e a entrada de trabalhadores e pessoas não prejudica a circulação de equipamentos e veículos dentro do canteiro de obra. Além de treinamentos. há várias placas com procedimentos a serem seguidos espalhados estrategicamente pela obra. foi constatado que o canteiro possui tapumes de forma a impedir o acesso de pessoas estranhas aos serviços. juntamente com os operários da obra. na mesma semana da visita. No dia da visita. Quanto aos tapumes e entradas para o canteiro de obra. Em relação aos treinamentos dados pela empresa aos trabalhadores.35 – Trabalhos em altura.

4. Além disso.26 – Sinalização de Segurança. é respeitado o horário de almoço dos trabalhadores conforme contrato. Figuras 75 e 76: aquecedor de refeições e mesa do refeitório. uma vez que os trabalhadores possuem moradias próximas à região da obra. devem ser dotadas cores para segurança em estabelecimentos ou frentes de trabalho.3. NR. já quanto ao fornecido de almoço o mesmo não ocorre.5. sendo o objetivo da . O fornecimento de café da manhã ocorre para todos os trabalhadores. também foram analisados os serviços de refeições.28 Figuras 73 e 74: entrada de veículos e tapume/muro do canteiro. No refeitório é disponibilizado aparelho para aquecimento de refeições caso a necessidade de algum trabalhador almoçar no local. Para finalizar.26 – Sinalização de Segurança De acordo com a própria NR.

já na área de circuitos elétricos havia placas indicando o risco de acidentes devido à eletricidade. As sinalizações indicavam também cada um dos setores de operação (pátio de armação. central de concreto) assim como em áreas de vivência (refeitório. seja por meio de mensagens escritas. Um ponto não conforme a norma que foi observado foi com relação a diferenciação de cores para cada uma das sinalizações.29 mesma alertar sobre a existência de perigo que possa expor o trabalhador. carpintaria. Em relação à obra visitada. foram notadas diversas sinalizações. Além de também. vestiários). no setor de carpintaria havia uma placa indicando os EPI que deveriam ser utilizados para a segurança do trabalhador. entretanto. por exemplo. seja através de placas com cor e formas. Figuras 77 e 78: presença de placas de objetivos e obrigações. sendo sempre presente a utilização de cores nas indicações para fazer com que seja visualizado facilmente. A sinalização de segurança fornece uma indicação relativa à segurança do trabalho. deixar os riscos em cada setor em evidência. . tanto de indicação de risco quanto informativas. o canteiro como um todo estava bem sinalizado. de forma a deixar claro as orientações e avisos necessários.

Figuras 81 e 82: presença de placas dentro dos blocos em execução. assim como locais de depósito de materiais a granel (areia. alertando sobre o risco do poço do elevador e também indicando cada um dos pavimentos para melhor orientação de quem trabalha no local. brita) estavam sinalizados e separados por agregados.30 Figuras 79 e 80: placas de atenção e de cuidado/alerta. As sinalizações também estavam presentes dentro dos blocos que estavam sendo construídos. . As áreas referentes a estoque. para facilitar a visualização.

tais como por exemplo: manter a limpeza adequada. Placas orientando a limpeza e ordem também puderem ser visto nas escadas de dentro dos blocos em construção. Figuras 85 e 86: presença de placas em prol da organização do canteiro. Nos setores de vivência haviam também placas indicando qual setor era e alguns avisos referentes a cada setor. .31 Figuras 83 e 84: placas de indicação do tipo de agregados em cada baia. higienizar as mãos antes de fazer a refeição. entre outros.

Para melhor compreensão.32 5. RESULTADOS Realizadas as visitas no Residencial West Park e preenchidos os checklists elaborados para cada NR. . os resultados se originam da análise do que foi feito. Além do gráfico também. os checklists preenchidos podem ser visualizados na seção de Anexos. Notar que os gráficos apresentados nos itens a seguir estão divididos de acordo com os checklists elaborados. fora de fase e não pode ser avaliado. não conforme. apresentam os campos de conforme. 5. fornecendo assim uma visão geral da aplicabilidade de cada NR ao canteiro de obra visitado. os resultados estão comentados. Avaliação Parcial A seguir uma avaliação parcial (separada por norma) dos checklists.1. ou seja. bem como comentários pertinentes a mesma.

aumentar a exigência da utilização dos EPI e realizar programas de conscientização para que os trabalhadores compreendam o risco a que estão submetidos quando não utilizam de seus EPI.EPI CONFORM E (16) NÃO CONFORM E (8) 38% FORA DE FASE (0) 41% NÃO PODE SER AVALIADO (15) 21% Figura 87: avaliação do canteiro em relação a NR. tais pontos podem ser justificados devido ao tamanho do terreno e canteiro de obra.06. além de condições do terreno para entrada de caminhões e veículos. movimentação. Porém. além de trocar quando necessário e realizar manutenções. NR. a uma distância máxima dada pela norma.1.06. armaz.06 – Equipamento de proteção individual (EPI) Em relação aos equipamentos de proteção individual e aplicação da NR.1.33 5. 5. . os quais não consideram o risco a que estão expostos sem o equipamento de proteção. pode-se notar também que quase 40% dos itens não foram avaliados porque não puderam ser identificados nos dias da visita. entre outros itens. foi observado no canteiro de obra que a empresa fornece os EPI adequados para cada atividade. segue abaixo a figura ilustrando em números os checklists preenchidos: NR.1.Transporte. Dessa forma. Entretanto. uma vez que as dimensões dificultam a adequação do estoque de materiais. Seria interessante por parte da empresa. assim. e manuseio de materiais Quanto à NR. Nos resultados abaixo.06 .11 . tais como distâncias máximas a serem percorridas pelos trabalhadores. mesmo sendo realizadas duas visitas.11 o canteiro de obra não estava conforme em determinados pontos. NR. também foi notado que falta a utilização dos mesmos por parte dos trabalhadores.2.

17 – Ergonomia No canteiro de obra visitado foram observados diversos itens elaborados considerando os aspectos da NR. e manuseio de materiais CONFORM E (14) NÃO CONFORM E (7) FORA DE FASE (0) 33% NÃO PODE SER AVALIADO (0) 67% Figura 88: avaliação do canteiro em relação a NR.1.11. a empresa poderia planejar situações que melhorassem o desempenho dos funcionários. 5. como por exemplo.17 e foi observado que a empresa responsável atendia os parâmetros estabelecidos pela norma na maioria dos itens.Transp. NR.11 . Logo. NR. o canteiro de obra está dentro do que a norma exige. Entretanto. totalizando assim quase 70% de itens em conformidade com a norma regulamentadora em questão. Dessa maneira. promover intervalos durante o dia de trabalho. visando um maior rendimento do trabalhador.3. segue abaixo a figura ilustrando em números o checklist preenchido: . assim como áreas de estoque. nota-se que os pontos que não estavam conforme a NR podem trazer prejuízos aos trabalhadores do ponto de vista físico. por ser uma norma que trata exclusivamente do trabalhador e da adaptação do trabalho/máquina ao homem.34 Já em relação às condições dos equipamentos de transporte.

Logo. 5. logo. de acordo com as visitas realizadas.18 houve um bom resultados em números para o canteiro de obra do Residencial West Park.18 é a mais complexa. Logo. o que não significa que a empresa não deva dar maior atenção para os demais itens não conforme.1. o que justifica os números negativos para a avaliação da NR.Ergonomia CONFORM E (11) NÃO CONFORM E (2) FORA DE FASE (0) 15% NÃO PODE SER AVALIADO (0) 85% Figura 89: avaliação do canteiro em relação a NR. pois em certo estágio da obra. Mais de 70% dos itens avaliados estavam em conformidade com a norma regulamentadora em questão. Entretanto. Os itens não conforme avaliados estão basicamente nos itens referentes a escadas e passarelas.18 – Condições e meio ambiente de trabalho na construção civil Em relação à NR. a quantidade de itens não avaliados e fora de fase foi expressiva se comparada com as demais normas.18. mas sim ao cronograma da obra. Dessa maneira. mas não do jeito que consta na norma. Entretanto. a NR. NR. seria preciso mais visitas. a empresa responsável toma tais medidas. certos itens não avaliados não estão relacionados diretamente ao número de visitas realizadas.4. determinados itens não estão sendo executados. Segue abaixo o gráfico ilustrando em números o checklist preenchido in locu: . além de medidas coletivas a serem tomadas que não estavam de acordo com a norma. o canteiro está adequado em vários pontos dentro das exigências da NR.35 NR. além de maior em quantidade de itens a serem avaliados dentro dos checklists elaborados. Das normas regulamentadoras avaliadas. checklist preenchido. o item teve que ser avaliado como não conforme. para uma avaliação mais acurada.18.17.17 .

. indicação de áreas de estoque e execução de determinados serviços.36 NR. uma vez que as orientações estavam adequadas. 5. de trab.Condições e meio amb. Vale ressaltar que a questão das cores não foi utilizada pela empresa para separação de cada indicação. transmitindo a informação de maneira adequada (por meio de símbolos. NR. de maneira que propicia tanto aos trabalhadores como para os visitantes as orientações adequadas quanto a áreas de risco. escritas e desenhos).18 . CONFORM E (140) NÃO CONFORM E (37) 3% 6% FORA DE FASE (5) 19% NÃO PODE SER AVALIADO (11) 73% Figura 90: avaliação do canteiro em relação a NR. no entanto. na Const.26. Civil.26 – Sinalização de segurança Em relação à NR.5.Sinalização de segurança CONFORM E (14) NÃO CONFORM E (2) 12% 6% FORA DE FASE (0) NÃO PODE SER AVALIADO (1) 82% Figura 91: avaliação do canteiro em relação a NR. para o canteiro em questão a mesma não foi necessária.26 .26 o canteiro de obra do Residencial West Park estava bem organizado.1.18. NR.

em outros pontos causa dificuldades para a empresa na aplicação e implantação de tais itens. Por meio do gráfico. De maneira geral. vale lembrar que vários itens não conforme as NR podem por em risco a vida dos trabalhadores. com todos os serviços acontecendo normalmente. o qual juntou todos os itens de cada norma. Apesar do valor positivo de 70%. sem grandes fatores que possam a vir causar acidentes mais graves aos trabalhadores. uma quantidade de itens considerável entrou na categoria em não conformidade com a NR avaliada. Outro ponto a se destacar é as exigências das NR. pode-se notar que o canteiro de obra visitado apresentou um índice médio de quase 70% de itens conformes.37 5. Avaliação Total Uma avaliação total da aplicabilidade dos itens das NR em questão foi realizada com base num único gráfico.2. Isso leva a perceber que as NR são positivas em vários aspectos. caso não sejam tomadas as devidas providências por parte da construtora.Canteiro de obra CONFORM E (140) NÃO CONFORM E (56) 2% 10% 20% NÃO PODE SER AVALIADO (27) 69% Figura 92: avaliação total do canteiro FORA DE FASE (5) . o canteiro estava bem organizado. Visto que certos itens da norma buscam transformar itens qualitativos em quantitativos para a avaliação. enquanto 20% de itens não conforme as NR avaliadas. entretanto. Avaliação Total .

. distâncias máximas a serem percorridas. tais como por exemplo: ângulo de inclinação de uma plataforma. alguns itens são de difícil aplicação. caso as empresas não cumpram. como pode ser notado nos checklists elaborados baseados nas NR. as NR auxiliam as empresas e trabalhadores em vários aspectos relacionados à segurança. mas em certos pontos acabam por dificultando a aplicação de certos itens constantes da norma. As empresas tem conhecimento da obrigatoriedade. devem arcar com as responsabilidades e consequências caso haja algo que provoque algum acidente no canteiro de obra. Portanto. ou então de aplicação incoerente em relação a um canteiro de obra. entretanto.38 6. CONSIDERAÇÕES FINAIS As normas regulamentadoras são exigências para as empresas.

Movimentação.gov. Disponível na internet: http://www.mtps.br/seguranca-e-saude-no- trabalho/normatizacao/normas-regulamentadoras Norma Regulamentadora Nº 18 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da Construção Civil: Portaria nº 2018. Armazenagem e Manuseio de Materiais: Portaria nº 505.br/seguranca-e-saude-no-trabalho/normatizacao/normasregulamentadoras Norma Regulamentadora Nº 17 – Ergonomia: Portaria nº 13. de 08 de dezembro de 2015. Disponível na internet: . Disponível na internet: http://www. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Norma Regulamentadora Nº 06 – Equipamentos de Proteção Individual (EPI): Portaria nº 505.gov. de 21 de junho de 2007.br/seguranca-esaude-no-trabalho/normatizacao/normas-regulamentadoras Norma Regulamentadora Nº 11 – Transporte.gov.39 7.mtps. Disponível na internet: http://www. de 29 de abril de 2016.mtps. de 16 de abril de 2015.

br/seguranca-e-saude-no- trabalho/normatizacao/normas-regulamentadoras KALIL. Brasil. Cascavel. S. Informações relatadas disponíveis em: http://segurancadotrabalhonwn. 2012.html Checklist NR-11.40 http://www.com/oque-e-check-list/ Checklist NR-06. P. Editora Ícone. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Normas Regulamentadoras relativas à Segurança e Medicina do Trabalho. Disponível em: http://www. Curso de Graduação. Paraná. Disponível em: http://segurancadotrabalhonwn. C. Alvenaria Estrutural. Santa Catarina. Curso de Eletromecânica. G. Disponível na internet: http://www.com/check-list-nr-11/ Checklist NR-17.com. Disponível em: http://segurancadotrabalhonwn. M. Porto Alegre. Apostila de Higiene e Segurança do Trabalho.br/2014/02/check-list-nr-6- equipamento-de-protecao.br/aconstrutora. B. de 28 de maio de 2015.gov. Checklist NR-18.br/seguranca-e-saude-no-trabalho/normatizacao/normasregulamentadoras Norma Regulamentadora Nº 26 – Sinalização de Segurança: Portaria nº 704.com/check-list-ergonomianr-17/ RIBEIRO.php Checklists. Programa Qualidade de Vida na Construção.com. SINDUSCON-CE. Campus Araranguá. Construtora CIMA Engenharia e Empreendimentos. HOEPPNER.gov. Manual sobre Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). 2009. Informações relatadas disponíveis em: http://cimaengenharia.sestr. 2015 .mtps. BARAN. 5ª Edição.mtps. M. Instituto Federal de Santa Catarina.

com.41 Checklist NR-26. Disponível em: http://docslide.html .br/documents/check-list-conformidadenr-26.

42 8.1. ANEXOS 8. Residencial West Park – Modelo Pronto Figura 93: Modelo do Residencial West Park finalizado Figura 94: Implantação final do Residencial West Park .

2. Croquis canteiro de obra – Residencial West Park Figura 95: Croqui de localização (sem escala) Figura 96: Croqui geral do canteiro (sem escala) .43 8.

44 Figura 97: Detalhes do canteiro (sem escala) .

00m de altura? O CARPINTEIRO utiliza de seus EPI: Óculos de segurança contra impacto? Protetor facial? Avental de raspa? Cinto de carpinteiro? Luva de raspa? O ARMADOR utiliza de seus EPI: Óculos de segurança contra impacto? Avental de raspa? Mangote de raspa? Luva de raspa? O SOLDADOR utiliza de seus EPI: Óculos para serviços de soldagem? Máscara para soldador? Escudo para soldador? Máscara semi-facial? CONFORME NÃO CONFORM E FORA NÃO PODE DE FASE SER AVALIADO .EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI) RESPOSTAS N° ITEM A empresa fornece gratuitamente aos empregados os EPI adequados ao risco? A empresa registra de alguma forma o fornecimento dos EPI aos trabalhadores? A empresa adquire o EPI adequado ao risco de cada atividade? A empresa exige o uso dos EPI? A empresa orienta e treina o trabalhador sobre o uso adequado e conservação do EPI? A empresa chama a atenção e adverte trabalhadores que não estiverem usando EPI? O trabalhador se responsabiliza pela guarda de seus EPI? O trabalhador utiliza de seus EPI báscios obrigatórios (capacete e calçado de segurança) Os cintos de segurança são utilizados quando se está erguendo a edificação acima de 2.3.45 8.06 . Checklists Elaborados NR.

MOVIMENTAÇÃO.06 .TRANSPORTE. NR.11 . látex ou nitrilica? O PINTOR utiliza de seus EPI: Óculos de segurança .ampla visão: Máscara semi-facial ou máscara descartável: Avental de pvc: O OPERADOR DE SERRA CIRCULAR utiliza de seus EPI: Máscara respiratória? Óculos de segurança contra impacto? Luvas de raspa? Avental de raspa? Protetor facial? Cinto de carpinteiro? Protetor auricular O OPERADOR DE BETONEIRA utiliza de seus EPI: Óculos de segurança contra impacto? Máscara semi-facial? Protetor facial? Avental de pvc? Luva de pvc. enquanto os outros obrigatórios.EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI) (continuação) RESPOSTAS NÃO ITEM FORA NÃO PODE CONFORME CONFORM DE FASE SER AVALIADO E Avental de raspa? Mangote de raspa? Luva de raspa? Perneira de raspa? O PEDREIRO/BLOQUEIRO utiliza de seus EPI: Óculos de segurança contra impacto? Luva de raspa? Luva de pvc.46 N° NR. ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE MATERIAIS . látex ou nitrilica? O SERVENTE utiliza de seus EPI: Equipamentos de acordo com sua equipe de trabalho? ** itens em itálico são considerados de uso eventual.

. a abertura é protegida (por corrimão. correntes. ARM.) estão em perfeitas condições de trabalho? Os acessórios para movimentação de carga (cordas. fotografia e prazo de validade de 1 ano? Os operadores de equipamentos possuem cartão de identificação com nome. existe controle para evitar concentrações de gases tóxicos? A distância máxima de 60 m para o transporte manual de sacos é respeitada? NR. fotografia e prazo de validade de 1 ano? Para a revalidação do cartão o operador se submete a exame de saúde completo? As peças defeituosas de equipamentos são substituídas imediatamente? Nos locais fechados ou pouco ventilados. etc.TRANSPORTE.47 RESPOSTAS N° ITEM CONFORME NÃO FORA DE CONFORME FASE NÃO PODE SER AVALIADO Os poços de elevadores e montacargas são cercados. solidamente. por exemplo)? Os equipamentos utilizados na movimentação de materiais (guindastes.) são inspecionados? Os equipamentos utilizados na movimentação de materiais possuem indicação da carga máxima de trabalho permitida? Os carros manuais para transporte possuem protetores para as mãos? Os operadores de transporte com força motriz própria possuem treinamento ofertado pela empresa? Os operadores de equipamentos possuem cartão de identificação com nome. montacargas. em toda sua altura.11 . com exceção das portas ou cancelas existentes nos pavimentos? Quando a cabina do elevador não se posiciona ao nível do pavimento. E MANUSEIO DE MATERIAIS (continuação) . etc. pontes-rolantes. MOV. roldanas.

ERGONOMIA RESPOSTAS N° ITEM CONFORME NÃO FORA DE CONFORME FASE A quantidade de blocos que o trabalhador carrega é adequada a seu tamanho? O trabalhador realiza o esforço de carregar o bloco apenas em sua atividade? O trabalhador tem pausas pequenas e frequentes quando realiza grandes esforços musculares? O trabalhador realiza apenas sua atividade competente durante o turno de trabalho? O trabalhador tem boa empunhadura do bloco de alvenaria estrutural? É respeitado um limite para o transporte de cargas para cada tipo de trabalhador? O local onde as cargas ficam é proximo do trabalhador? NR. em caminhão.ERGONOMIA (continuação) NÃO PODE SER AVALIADO .50 m das estruturas laterais do prédio? NR.17 .17 .5m? Para a descarga manual de sacos.48 RESPOSTAS N° ITEM CONFORME NÃO FORA DE CONFORME FASE NÃO PODE SER AVALIADO Para distâncias superiores de 60m é utilizado equipamento de tração mecanizada? Há alguma prancha para transporte manual de sacos com vão superior a 1m ou largura inferior a 0. o trabalhador é auxiliado por ajudante? O piso do armazém é constituído por material não escorregadio? O local de carga e descarga possui cobertura? O solo não cede com a entrada e saída de caminhões? As pilhas de materiais se adequam a circulação de veículos e trabalhadores? O material empilhado está distante 0.

CONDIÇÕES DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL RESPOSTAS NÃO PODE ITEM NÃO FORA DE CONFORME SER CONFORME FASE AVALIADO PCMAT.18 .09 Programa de Prevenção e Riscos Ambientais? X X X O canteiro de obra possui CIPA ou trabalhador designado pela empresa como responsável pela CIPA? X INSTALAÇÕES SANITÁRIAS: O posicionamento das instalações é adequado e permite um fácil acesso aos trabalhadores? X A área de instalações sanitárias está separada fisicamente à area de refeições? X Há separação por sexo? X NR.49 RESPOSTAS N° ITEM CONFORME NÃO CONFORME FORA DE FASE NÃO PODE SER AVALIADO As cargas e materiais são acondicionados de forma a facilitar seu transporte? As cargas/blocos podem ser levantadas sempre próximas ao corpo? Existem bancadas ou plataformas elevadas para o levantamento e deposição das cargas? Quando as cargas são transportadas é tomado o devido cuidado para não cair sobre um trabalhador? O piso da área de trabalho é regular? O piso do canteiro do canteiro de obra permite tráfego adequado de pessoas e equipamentos? N° NR. SESMT E CIPA: A obra apresenta PCMAT? X O PCMAT é mantido no estabelecimento à disposição da fiscalização? O PCMAT apresenta os documentos de acordo com o que é previsto? O PCMAT contempla a NR.CONDIÇÕES de TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL (continuação) N° ITEM RESPOSTAS .18 .

concreto.CONDIÇÕES de TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL (continuação) N° ITEM RESPOSTAS . madeira)? NÃO FORA DE CONFORME FASE NÃO PODE SER AVALIADO X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X X NR. sol? As paredes e piso são de materiais adequados (alvenaria. vento.50 CONFORME Há ventilação e iluminação adequadas? Há instalações elétricas devidamente protegidas? Há portas de acesso para a entrada nas instalações sanitárias? As instalações sanitárias estão em bom estado de conservação? As instalações sanitárias estão em bom estado de higiene? As paredes são de material resistente e lavável? Os pisos são impermeáveis.18 . laváveis e de acabamento antiderrapante? A quantidade de lavatórios atende a proporção recomendada? (1/20) A quantiadade de mictórios atende a proporção recomendada? (1/20) Os mictórios são providos de descarga provocada ou automática? A quantidade de bacias sanitárias atende ao número de funcionários adequadamente? O gabinete sanitário possui porta com trinco e borda inferior adequada? A quantidade de chuveiros atende ao número de funcionários adequadamente? Os chuveiros possuem água quente? VESTIÁRIOS: Os armários são individuais e dotados de fechadura ou cadedado? A quantidade de bancos atende aos trabalhadores? São mantidos em bom estado de conservação? São mantidos em bom estado de higiene e limpeza? A área de ventilação e iluminação são adequadas ao ambiente? A área é coberta e dotada de proteção contra chuva.

18horários .1)utilizado de resistente. vento.4) As transmissões de força X geral: mecânica estão protegidos por a.5) As escadas provisórias tem uma largura mínima adequada para o trânsito de pessoas? (0. travado. a área é devidamente X trabalhadores? isolada? Possui depósito com tampa para X Édetritos feita ae resíduos? separação das ferragens por bitolas para facilitar seu uso e X Possui bebedouro para os X aplicação? trabalhadores? OPERAÇÕES DE SOLDAGEM E CORTE A QUENTE: CARPINTARIA: São realizadas por trabalhadores X a) Quanto à serra circular: qualificados? A mesaanteparo é estável.5) Possuisem coletor qualidade. material com fechamento de suas faces? incombustível e eficaz para a X a. em cutelo bom divisor e coifa protetora do disco? estado? b) Quanto ao local a.3) O piso é adequado para a X contribuir tráfego em áreas de X execução no do serviço? desníveis? a.2) A carcaça do motor é aterrada X proteção dos trabalhadores? eletricamente? Os equipamentos de soldagem X a. anteparos fixos e resistentes? rampas e passarelas é de boa XX a.51 CONFORME NÃO CONFORME FORA DE FASE NÃO PODE SER AVALIADO REFEITÓRIO: A área está separada fisicamente X com as instalações sanitárias? O local está situado em ambientes adequados (fora de subsolos ou X porões)? Tamanho adequado de forma que X abrigue todos trabalhadores durante NR.CONDIÇÕES DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL (continuação) de refeições? RESPOSTAS Mesas com tampo lisos e laváveis? X NÃO NÃO PODE N° ITEM e pisos que Possui paredes X FORA DE CONFORME CONFORM SER permitam o isolamento e FASE E AVALIADO higienização adequados? ARMAÇÕES DE AÇO: e dotada de A área é coberta X Há bancadas proteção contraapropriadas chuva.3) Os corrimãose estão em boas alinhamento? condições. RAMPAS E PASSARELAS: ou empenamentos? a) Escadas e rampas de modo a. X Éa.4) Há a presença de degraus para b.6) As rampas e passarelas provisórias estão em bom estado de uso e segurança? a.para sol? a X dobragem de vergalhões? A área e corte possui ventilação e X Ailuminação área de bancadas tem cobertura? X adequados? As pontas verticais de vergalhões Possui lavatório instalado em suas X de aço estão X proximidades ou no seudevidamente interior? protegidas? Apresenta assentos em número X Durante vergalhões suficientea descarga para de atender os de aço.1) São utilizados dispositivos X empurradores guias de a. nósde eserra.7) As rampas e passarelas apresentam uma declividade adequada entre ambientes? X X .3) O são disco está afiado.80m) X a.1) A madeira usada em escadas. sem farpas e/ou peças X quebradas? b.2) Possui iluminação? X a. sem dentes quebrados ESCADAS. X elétrica aterrados? sem trincas.2) As escadas de em usosi:coletivo são X dotadas de corrimão e rodapé? b.

00m de extensão e espaçacamento X uniforme de degraus? b.00m X da base até 1.3) As escadas estão sendo colocadas em locais sem risco de X queda de materiais e sem circulação? b.00m o piso X superior? b.1) Possui gaiola protetora a 2.6) Os degraus presentes na X escada são do tipo anti-derrapante? b.CONDIÇÕES DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL (continuação) RESPOSTAS NÃO PODE N° ITEM NÃO FORA DE CONFORME SER CONFORME FASE AVALIADO b) Escada de mão: b.8) Seu uso é proibido quando X junto a redes elétricas? c) Escada de marinheiro (presente na grua apenas): c.2) Para cada lance de 9 degraus.2) Possuem no máximo 7.7) O local onde está apoiada é adequado. há patamar intermediário com X guarda-corpo e rodapé? MEDIDAS DE PROTEÇÃO CONTRA QUEDA DE ALTURA: Há proteção coletiva em áreas de risco de queda de trabalhadores X e/ou de projeção e materiais? As aberturas no piso têm X fechamento provisório resistente? Os vãos de acesso dos elevadores possuem fechamento provisório X adequados? A periferia da edificação apresenta proteção contra queda de trabalhadores e materiais? Em escadas e rampas.00m do topo? c.52 NR.5) Está fixada no piso inferior e superior e é dotada de dispositivo X anti-escorregamento? b.1) Tem seu uso restrito para acessos provisórios e serviços de pequeno porte? X b.4) Ultrapassa em 1. resiste ao peso e está X dentro do recomendado? b.18 . existe plataforma principal na primeira X X X . há rodapés e corrimãos de forma que auxiliem na subida/travessia e facilite o acesso? Nos blocos com mais de 4 pavimentos construídos.

53 laje? .