You are on page 1of 3

Encontro de Crisma 05-08 e 06-08

Tema: Vocação, um caminho de FELICIDADE
Acolhida da turma
Oração inicial
Dinâmica: Pedir para que a turma defina o significado da palavra FELICIDADE.
Depois, partilhar os significados encontrados.
*O catequista também deve apresentar alguns significados. Depois, apresentar os
significados apresentados pelo mundo secular, utilizando os cartazes com os
significados e questionar com a turma cada significado apresentado. Por fim,
apresentar o significado de FELICIDADE segundo a Palavra de Deus.
Quem de vocês quer amar a vida e deseja ver dias felizes? Guarde a
sua língua do mal e os seus lábios da falsidade. Afaste-se do mal e faça o
bem; busque a paz com perseverança. Os olhos do Senhor voltam-se para
os justos e os seus ouvidos estão atentos ao seu grito de socorro; o rosto
do Senhor volta-se contra os que praticam o mal, para apagar da terra a
memória deles. Salmos 34,12-16
Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo,
para que também, quando a sua glória for revelada, vocês exultem com
grande alegria. 1 Pedro 4,13
Alegrem-se
Filipenses 4,4

sempre

no

Deleite-se no Senhor,
coração. Salmos 37,4

Senhor.
e

ele

Novamente
atenderá

aos

direi:

Alegrem-se!

desejos

do

seu

Em latim, vocação significa “chamar”. Sendo assim, Deus chama a mim, a
você, ao nosso grupo, nos convidando ao serviço, à doação, à entrega. Ele nos
chama para um caminho de FELICIDADE e realizações. Nesse chamado, o que Ele
mais quer é que nós estejamos junto d'Ele, de Seu Filho Jesus e do Espírito Santo,
participando do amor dessa Família do céu e da nossa comunidade. O Todopoderoso nos chama, mas nos dá também os carismas e as qualidades de que
precisamos para assumir esse chamado.
A palavra missão também vem do latim e significa "enviar". É Jesus quem nos
envia, como Ele mesmo falou: “Vão e façam meus discípulos todos os povos,
ensinando a respeitar tudo o que vos ensinei” (cf. Mt 28,19-20). Não existe
chamado sem missão, como também não existe missão se não houver
quem possa realizá-la.
Explicando melhor: a vocação, como vimos, é um chamado de Deus
para servirmos a todos os irmãos. Esse serviço é a missão. Podemos
concluir que vocação e missão não são a mesma coisa, mas elas estão
muito ligadas, sendo consequência uma da outra.
O mês de agosto é dedicado à reflexão sobre as vocações em geral.
Normalmente a própria liturgia da Palavra de cada dia, em especial a dos domingos,

Na vocação laical temos o estado de vida matrimonial. Essa vocação existe desde o início do Cristianismo: vida eremítica. A vocação religiosa é assumida por homens e mulheres que foram chamados a testemunhar Jesus Cristo de uma maneira radical. É um chamado a desenvolvermos plenamente todas as nossas potencialidades. Ele tem a missão de fazer com que o mundo entre em comunhão com o mistério que a Igreja representa. eleição cuidadosa. como leigo. As vocações específicas são três: laical (leigo). Atender uma vocação é conhecer um caminho pleno de FELICIDADE. pois a define para o mundo. religiosa e sacerdotal. graça. a gerar vida. Outras vocações não têm essa centralidade. a ser Igreja. A família é chamada a constituir a Igreja doméstica. Chamados a ser pai. Vivendo no mundo como solteiro. a constituir família. mediante o anúncio de Jesus Cristo. cuja finalidade é a realização plena da pessoa humana. É um gesto gracioso do Senhor que visa a plena humanização do homem. monástica e religiosa. de modo a fazer com que o mundo tenha autonomia. sacerdote ou religioso. a ser cristão. a ser mãe. Sendo assim. viver exclusivamente para Deus ou para doar a vida por uma missão. Ela é o chamado do Pai. É dom. a ser Filho de Deus. congregações.  Vocação Sacerdotal . O leigo tem carisma e função para libertar a secularidade do mundo.  Vocação Específica: Entendemos por vocação específica a maneira própria de como cada pessoa realiza a sua vocação fundamental. dos falsos ídolos e de todas as prisões que oprimem e destroem a pessoa humana. visando a construção do Reino dos Céus. O cristão leigo tem o papel de libertar o mundo da secularidade. Para compreendermos em profundidade o significado dessa iniciativa divina.dá o tema principal da reflexão e meditação trazida para alimento do povo de Deus. DE REALIZAÇÃO PESSOAL E ESPIRITUAL. todos os cristãos possuem uma vocação. Explicação para o catequista (Apenas citar brevemente o que significa)  Vocação Laical O carisma da vocação laical ocupa um lugar central na Igreja.  Vocação Religiosa O carisma da vida religiosa está orientado também para o mundo. casado ou consagrado (de maneira individual ou num instinto secular). não é fuga. Demonstra o contraste. os leigos são fermento na massa. A vocação laical tem sua origem nos sacramentos do batismo e da crisma. mas compromisso. É a entrega da própria vida a Deus. tamanha é a importância desse assunto. institutos seculares e sociedades de vida apostólica. sal e luz do mundo. a vocação nos conduz a um caminho seja para constituir família. As vocações específicas derivam da vocação fundamental. precisamos fazer a distinção entre: Vocação Fundamental e Vocação Específica (Usar dois cartazes com os escritos Vocação fundamental e Específica)  Vocação Fundamental: Entendemos por vocação fundamental o chamado de cada pessoa à vida. Nesses dois mil anos de história surgiram inúmeras ordens.

Isso porque elas têm dificuldade de se perceber na sua própria vida. a oração é algo fundamental nesse processo. por exemplo.O sacerdócio fundamental é comum a todo cristão leigo. Depois. Para o cristão. realiza o Sacrifício Eucarístico na pessoa de Cristo e O oferece a Deus em nome de todo o povo (LG 28). O sacerdócio ministerial.concede esta vocação a alguém e esta vocação converte-se em função. Já a vocação define um estado de vida. Pelo Batismo todos participam da dimensão sacerdotal de Cristo (LG 27). a profissão de uma pessoa. Isso significa que o chamado da vocação ocorre num nível mais profundo dentro de nós: o existencial. O Espírito Santo . Hoje as pessoas têm muita dificuldade de perceber a sua vocação fundamental. Quando não há essa confrontação. O discernimento sincero da vocação só acontece a partir do momento em que a pessoa se dispõe a se confrontar. psíquica e espiritual. As aptidões definem. porque compreende um todo: a pessoa em sua realidade física. partilhar os significados encontrados. O ministério ordenado (carisma próprio do diácono. Sendo assim. fica ainda mais difícil perceber como vão se desenvolver. na sua própria existência. ou seja. se vão se casar ou ser consagradas. Ap 1. acaba-se correndo o risco de se enganar e se iludir. Não é só o psicológico. Após o vídeo entregar para os crismandos um papel com a frase do Dom Henrique ‘Que eu entregue a minha vida numa causa que vale a pena’. pelo poder conferido.  Pedir para turma que definam novamente o significado de FELICIDADE. O ser humano só se conhece quando se confronta. Assistir o vídeo “Vocação – Dom Henrique Soares” .  Vocação é algo diferente de aptidão. Cristo fez do novo povo um reino de sacerdotes para Deus Pai (cf. Oração final – Oração pelas vocações . Ratifica-se após a imposição das mãos do bispo. presbítero e bispo) é uma vocação carismática particular. ele é mais abrangente. Fazer uma oração e fazer o silêncio para Deus falar.  Assistir o vídeo da Toca de Assis “Alegria da minha juventude”. forma e rege o povo sacerdotal. Ou seja. Um carisma que se converte em ministério.6).