You are on page 1of 2

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO

PARANÁ
Gabinete da 8ª Procuradoria de Contas

Protocolo nº 55104/13
Origem: MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO IGUAÇU
Interessado: APM DA ESCOLA MUNICIPAL HENRIQUE GHELLERE DE SÃO MIGUEL
DO IGUAÇU, MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO IGUAÇU, ARMANDO LUIZ POLITA,
CLAUDIOMIRO DA COSTA DUTRA, PAULO ADEMIR ROCHA, AGNALDO MASSON

Assunto: Prestação de Contas de Transferência
Parecer n° 9380/15
Ementa: 1. Transferência Voluntária. Repasses de
verbas de Município para entidade privada sem
fins lucrativos tendo como objeto o apoio e
manutenção de escola pública municipal.
2. Execução de despesas de natureza corrente.
Pela regularidade das contas.

Tratam os autos de Prestação de Contas de Transferência
Voluntaria Municipal, celebrada entre o Município de São Miguel do Iguaçu
e a APM da Escola Municipal Henrique Ghellere, de São Miguel do Iguaçu,
em decorrência de Termo de Convênio nº 004/2012 no valor de R$
20.064,00, tendo por objeto tendo por objeto auxiliar nas despesas com as
atividades

educacionais

do

município,

manutenção

e

conservação,

material de consumo e material de limpeza, da referida escola, cujo
opinativo da unidade técnica foi pela regularidade das contas com
recomendação para que se apresente as certidões apontadas no item 304
da Instrução nº 3936-DAT.
A

reiterada

manifestação

da

unidade

técnica

de

apontamento de irregularidade, quando do exame inicial, por ausência de
certidões exigida com base no art. 3º da IN 61/2011, se mostra impróprio
posto que a norma invocada afronta diretamente o disposto no paragrafo
3º do artigo 25 da Lei de Responsabilidade Fiscal, Lei Complementar nº
101/2000, sendo de todo recomendado que se oriente a douta unidade
técnica a observar o que dispõe a LRF.

1

e considerando ainda que de acordo com os dados constante do SIT n° 4324 a utilização dos recursos limitouse a execução de despesas correntes em estabelecimento público de educação. É o parecer. este Procurador opina pela regularidade das contas. considerando que em expedientes análogos esta Corte de Contas tem firmado entendimento pela constitucionalidade do objeto do convênio ora em apreço. Curitiba. 27 de julho de 2015.MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DO ESTADO DO PARANÁ Gabinete da 8ª Procuradoria de Contas Assim. Assinatura Digital GABRIEL GUY LÉGER Procurador do Ministério Público de Contas Ato emitido por: Laísa Vieira 2 .