You are on page 1of 12

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

AVALIAÇÃO DE BENFEITORIAS PRODUTIVAS – POVOAMENTO FLORESTAL
DE ARAUCÁRIA (Araucaria angustifolia) – A1

CURITIBA
2016

Drª. Setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná. Ana Paula Dalla Corte CURITIBA 2016 . Orientador: Prof.PEDRO CORDEIRO NEVES AVALIAÇÃO DE BENFEITORIAS PRODUTIVAS – POVOAMENTO FLORESTAL DE ARAUCÁRIA (Araucaria angustifolia) – A1 Trabalho de graduação apresentado à disciplina de Avaliação e Perícia de Imóveis Rurais do Curso de Engenharia Florestal.

............................................................3 2 SIMULAÇÃO DO CRESCIMENTO........................................................................................................SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO .........................7 5 VALOR ECONÔMICO.................................................................................................................................................................................................................................4 3 PRODUÇÃO DOS SORTIMENTOS REMOVIDOS............8 6 CONCLUSÃO..............................................................................................................................11 .........................................................................................10 REFERÊNCIAS........6 4 VOLUME E RECEITA DE CADA SORTIMENTO.......

No primeiro desbaste serão removidas 459 árvores e no segundo 598 árvores. 100% de sobrevivência e um índice de sítio de valor 15. foi utilizado o software SisAraucaria de simulação de crescimento. um aos 15 e outro aos 16 anos. A simulação foi realizada para um hectare com 1667 árvores (2 x 3). idade do corte raso. Este que é desenvolvido pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária).3 1 INTRODUÇÃO Para a realização de uma avaliação econômica de um povoamento de Araucária (Araucaria angustifolia) com 4 anos de idade. com 2 desbastes. A ideia da empresa é conduzir este povoamento para um ciclo de 30 anos. restando assim 600 árvores que serão conduzidas do ano 16 ao ano 30. a empresa responsável pelo povoamento adota diferentes sortimentos para a madeira. Para aproveitar ao máximo o potencial do povoamento. serraria. Estes sortimentos são: laminação. Para esta avaliação foram desconsiderados todos os custos e apenas contabilizados os possíveis rendimentos provenientes do povoamento de araucárias. . celulose e restante (que não se enquadra no diâmetro mínimo de nenhuma classe).

7 1667 10.2 12.1 2.2 20.6 188.7 6.9 10.9 11.7 1664 13.6 Área Basal 0 0.8 1667 2.2 12.9 14.7 1.9 Volume Total 236.2 16.9 15.8 33.6 1667 11.3 229.9 14.7 I.4 2.8 41 Volume Total 0 0. antes do primeiro desbaste.5 144.4 9.3 5.6 5.4 .5 14.1 1667 7.3 38.2 1.8 17.3 4.9 3.3 O povoamento foi desbastado aos 15 anos de idade para a remoção de 459 árvores.4 3. Idade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Árvores Diâmetro Alt Médio / ha Dominante 0.6 8.4 1667 6.1 13.5 Árvores / ha 1198 Diâmetro Médio 20.7 12.7 58.9 6.7 6. 0 0.9 11. 17.5 79 100.7 8.2 1662 14.M.5 39.M.4 1667 5.3 1666 12.6 166.4 8.6 11.9 24.5 16 1665 13.3 9.2 209.7 10.5 9.4 9.8 7.5 1667 9 12.4 11 23.6 1667 10 13. Média 13.7 36.6 Alt.2 1667 0. Idade 16 Alt Dominante 15.3 4.4 Área Basal 39.5 27.2 17. Média 0.8 4.2 13.5 I.8 30.4 17.2 13.5 122.1 11.2 1667 3.5 1.7 1659 15 Alt.A.4 2 SIMULAÇÃO DO CRESCIMENTO Na tabela a seguir é possível observar a simulação para o desenvolvimento do povoamento até os 15 anos de idade.7 15.A.

1 Volume Remanescente 187.4 599 25.6 18.1 19.6 19.4 20.6 18.9 598 27.6 598 26.5 Aos 16 anos.2 247.9 17.9 29.1 16.M.1 30.6 16.5 600 24.9 18. foi realizado o segundo desbaste para a remoção de 598 árvores.7 36.1 37.4 Volume Total 193.5 594 28.3 18.3 17.8 17.2 34.3 19. na tabela a seguir encontram-se o volume removido em cada desbaste e o volume remanescente após ele.5 19.9 17 600 25.9 35.8 38.7 Alt. Idade 15 16 Volume Removido 42.4 260.6 597 27.2 343.4 17.5 19.2 220.3 17.2 18.9 17.2 207. 19. Média 15.9 332.8 20.9 19.9 285.8 234.9 18.8 Resumidamente.5 37.2 18.3 33.1 17.2 17 16.2 595 28. Idade 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 Alt Árvores Diâmetro Dominante / ha Médio 16 600 24.5 16.7 18 18.2 31.3 320.5 309.3 16.1 Área Basal 27.2 101.3 297.6 17.4 .4 18.2 599 26.8 599 26.9 596 28.2 20.3 597 27.5 135.8 19.3 32.3 272.8 19.1 34.A.2 I.

4 3.0 18.0 .5 51 10.9 186.0 .0 Totais Árvores / Altura Volume ha Média Total Laminação Serraria Celulose Energia 4 9. até os 15 anos de idade.5 175 20 91.0 34.5 27.1 39 9.6 6 0 2.1 0.1 3.2 45.5 0 0 15.0 . com 30 anos de idade.0 . é possível ver o sortimento de árvores removidas ao final do ciclo produtivo.6 4 147 12 40.0 14.9 6.0 .7 0.2 70.0 .6 0. chegou-se as tabelas de produção a seguir.8 0.3 0 0 0.0 .0 Totais Árvores / Altura Volume ha Média Total Laminação Serraria Celulose Energia 32 19.9 2.22.0 30.5 0.3 0.2 0 20.6 3 10.1 38.26.3 0 29.6 39.1 134.2 1.3 0. Diâmetros 16. é possível observar a produção por sortimentos do segundo desbaste aos 16 anos de idade.1 0.6 1.8 0 4 3.0 28.5 28.9 .1 18.14.8 0 0.2 17.1 Por fim.0 20.18.5 353.6 4.16.24.12.4 394 13.6 3 PRODUÇÃO DOS SORTIMENTOS REMOVIDOS Por meio da simulação pelo SisAraucária.1 58 10.2 0.5 1 12.22.0 22.6 5.8 0 0 8.20.5 3.1 0 11. quando foi feito o primeiro desbaste.1 0. Diâmetros 24.26.36.5 42. Diâmetros 10.0 .8 10.6 123 20.1 66.6 34 20.6 51.0 .18.5 0.7 31.7 11.9 0.5 0 5.4 244 11.4 9.0 24.1 2. Nesta primeira tabela.0 Totais Árvores / Altura Volume ha Média Total Laminação Serraria Celulose Energia 29 12.6 101.5 1. observa-se a produção por sortimentos das árvores removidas.0 .0 16.0 .5 4 20.3 131.0 .30.4 1.7 224 20.5 6 Na tabela seguinte.0 20.5 7.9 0 0 4.9 1.0 .0 26.34.1 0 12.3 83.2 0 4.5 10 2.2 0.0 .7 110 8. na tabela seguinte.0 32.9 3 0.4 2.3 2.0 .0 .0 18.0 12.2 26 12.2 5.0 .32.7 14.28.4 26.2 7.3 0.2 0.2 8.8 27 7.8 0 28.20.

00 R$ 258.70 R$ 18. Volume Rec Volume Rec Volume Receita Idade Total Laminação Serraria Volume 15 R$ 1.50 R$ 867.2 0 4.00 Corte Raso 30 R$ 26.00 R$ 3.50 R$ 0.7 31.853.1 Corte Raso 30 353.232.7 4 VOLUME E RECEITA DE CADA SORTIMENTO Através das tabelas de produção simuladas pelo SisAraucária.00 R$ 7. bem como a receita gerada para cada época e sortimento.SisAraucária Volume Volume Volume Volume Idade Volume Total Laminação Serraria Celulose Restante 15 42.311. é possível desenvolver uma tabela com as receitas totais esperadas por cada sortimento e a receita total.00 Preço da Madeira Laminação Serraria Celulose Restante R$/m³ 100 55 30 18 Receita Volume R$ 108.00 16 R$ 4.5 28.8 27 7.9 6.50 R$ 945. Nas tabelas a seguir é possível observar um resumo dos volumes removidos nos desbastes e no corte raso.00 R$ 810.80 R$ 10.20 .3 131. Valores removidos com a realização dos desbastes e corte raso (m³/ha) .630.80 R$ 124.5 6 16 101 0.00 R$ 127.9 Receita para o sortimento (R$/m³) Rec.1 66.674.6 186.621.

2703 0.67 3.67 3.53 6.67 3.1577 0.028.2919 0.53 6.67 3.2145 0.854 fa 1.028.630.630.630.67 3.630.5002 0.4289 0.67 3.67 3.53 6.622 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 26.67 3.6302 0.630.53 6.9259 0.1352 VE s/ custos R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 6.630.67 .028. com 4 anos.028.630. Lembrando que para o cálculo do VE.8 5 VALOR ECONÔMICO Após a simulação da produção é possível calcular o Valor Econômico (VE) do povoamento de Araucária na idade atual. foi utilizada uma taxa de juros de 8% e não foram considerados os custos de manutenção do povoamento ao longo de todo o ciclo produtivo.2317 0.53 6. Taxa 0.53 6.630.67 3.630.67 3.3677 0.028.6806 0.630.8573 0.1460 0.0000 0.028.5403 0.028.53 6.630.028.7938 0.53 6.312 R$ 4.53 6.3405 0.3152 0.1703 0.3971 0.53 6.67 3.5835 0.2502 0.1839 0.67 3.67 3.1987 0.028.7350 0.53 6.53 5.630.028.05 3.630.466.028.4632 0.08 Ano 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 8% n (períodos) Receita Madeira (RB) 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0 R$ 1.630.028.

.80 0. neste caso em diferentes sortimentos.Onde RL significa Receita Líquida obtida em uma safra média (Receita Bruta – Despesas).Por fim.08)^(15 − 4) ??2 = 1 = 0. foram utilizados os seguintes Fa: ??1 = 1 = 0.4289 (1 + 0.67 R$ 6.621.3971 R$ 26. o r é o coeficiente de risco envolvido em cada cultura. Para o presente trabalho não está sendo considerado o fator risco (r) Desta forma o cálculo do VE fica assim: (RL1 x Fa1) + (RL2 x Fa2) + (RL3 x Fa3) Como neste trabalho os custos não serão considerados o RL é igual ao RB.38 R$ 3.50 0.9 Pode-se chegar ao resultado do VE pela seguinte fórmula: VE = RL x Fa x r .835.630.48 R$ 1.4289 R$ 4.3971 (1 + 0.1352 = = = VE Total R$ 562.08)^(16 − 4) ??3 = 1 = 0. Os resultados encontrados podem ser vistos de forma resumida na tabela a seguir: Ano 15 Ano 16 Ano 30 Ano 4 (Período 0) . ou de valor presente.311.70 0.028. O RB é calculado pela multiplicação do preço da madeira (q). vezes a produtividade média (P).1352 (1 + 0.Por anos Produtividade (P) x Preço (q) Fa R$ 1.08)^(30 − 4) . O Fa pode ser calculado da seguinte forma: ?? = 1 (1 + ?)^? Para os cálculos deste trabalho.Fa é o Fator de antecipação. que é calculado pelo intervalo de tempo entre a data da avaliação e a ocorrência do Fa.853.53 .

53 para cada hectare do povoamento com araucárias. foram obtidos tabelas de produção para diferentes sortimentos e atreladas a diferentes preço para cada sortimento. Por meio disso foi feito o cálculo do Valor Econômico que para o ano 4 foi de R$ 6.10 6 CONCLUSÃO Após realizar a simulação de uma rotação de araucária com 30 anos e 2 desbastes aos 15 e 16 anos de idade. .028.

Parte 3 Avaliação e Perícia Imóveis Rurais .11 REFERÊNCIAS Material de aula da disciplina de Avaliação e Perícia de Imóveis Rurais. “AS076 .Benfeitorias” de autoria da professora Ana Paula Dalla Corte .