You are on page 1of 17

COMISSÃO INTERNA DE

PREVENÇÃO DE ACIDENTES –
CIPA
As empresas privadas, públicas, sociedades de economia
mista, órgãos da administração direta e indireta, instituições
beneficentes, associações recreativas, cooperativas, bem
como outras instituições que admitam trabalhadores como
empregados, ficam obrigadas a constituir Comissão Interna
de Prevenção de Acidentes – CIPA, por estabelecimento, e
mantê-la em regular funcionamento.

OBJETIVO • A CIPA tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho. . de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.2.

. promovendo seu treinamento para tal fim.3. • Abaixo do número mínimo de empregados a empresa deverá designar um responsável pelo cumprimento dos objetivos da CIPA. de acordo com o dimensionamento previsto na Norma Regulamentadora nº 5 (Portaria nº 8/99 – Segurança e medicina do trabalho). e deverão constituir a CIPA quando tiverem mais de 50 empregados no estabelecimento. • As escolas estão classificadas no grupo C-31 – Ensino. ORGANIZAÇÃO • A CIPA será composta de representantes do empregador e dos empregados.

serão por eles designados. exclusivamente os empregados interessados. • O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de 1 (um) ano.3. titulares e suplentes. do qual participem. titulares e suplentes. • Os representantes dos empregados. . • É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de direção de CIPA desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato. serão eleitos em escrutínio secreto. permitida uma reeleição. ORGANIZAÇÃO • Os representantes dos empregadores. independentemente de filiação sindical.

• A CIPA terá um secretário e seu respectivo substituto que serão escolhidos. • O treinamento terá carga horária de vinte horas. treinamento para os membros da CIPA. • O empregador deverá promover. . titulares e suplentes.3. distribuídas em no máximo oito horas diárias e será realizado durante o expediente normal da empresa. de comum acordo. pelos representantes do empregador e dos empregados. antes da posse. ORGANIZAÇÃO • O empregador designará entre seus representantes o Presidente da CIPA e os representantes dos empregados escolherão entre os titulares o vicepresidente.

exceto nos casos em que houver encerramento da atividade do estabelecimento. . ainda que haja redução do número de empregados da empresa. a CIPA não poderá ter seu número de representantes reduzido. REGISTRO • Empossados os membros da CIPA. cópias das atas de eleição e de posse e o calendário anual das reuniões ordinárias. em até dez dias.4. na unidade descentralizada do Ministério do Trabalho. a empresa deverá protocolizar. nem poderá ser desativada pelo empregador antes do término do mandato de seus membros. • Registrada no órgão do Ministério do Trabalho.

10 inciso II. desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato (art. . ESTABILIDADE • Fica vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito. inclusive como suplente. do ADCT da Constituição Federal de 1988 e Súmula nº 339 do TST).5. para cargo de direção de comissões internas de prevenção de acidentes. alínea “a”.

contados a partir da data da posse.TREINAMENTO • A empresa deverá promover treinamento para os membros da CIPA. • As empresas que não se enquadrem no Quadro I. os seguintes itens: .6. no mínimo. • O treinamento para a CIPA deverá contemplar. promoverão anualmente treinamento para o designado responsável pelo cumprimento do objetivo desta NR. • O treinamento de CIPA em primeiro mandato será realizado no prazo máximo de trinta dias. titulares e suplentes. antes da posse.

Itens do treinamento a) Estudo do ambiente. bem como dos riscos originados do processo produtivo.1. .6. das condições de trabalho. d) noções sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – AIDS. c) noções sobre acidentes e doenças do trabalho decorrentes de exposição aos riscos existentes na empresa. e medidas de prevenção. b) metodologia de investigação e análise de acidentes e doenças do trabalho.

Itens do treinamento e) noções sobre as legislações trabalhista e previdenciária relativas à segurança e saúde no trabalho.6.1. g) organização da CIPA e outros assuntos necessários ao exercício das atribuições da Comissão. f) princípios gerais de higiene do trabalho e de medidas de controle dos riscos. .

• Sempre que duas ou mais empresas atuarem em um mesmo estabelecimento. . o local em que seus empregados estiverem exercendo suas atividades. definir mecanismos de integração e de participação de todos os trabalhadores em relação às decisões das CIPA existentes no estabelecimento.DAS CONTRATANTES E CONTRATADAS • Quando se tratar de empreiteiras ou empresas prestadoras de serviços. a CIPA ou designado da empresa contratante deverá.7. considera-se estabelecimento. em conjunto com as das contratadas ou com os designados. para fins de aplicação desta NR.

bem como sobre as medidas de proteção adequadas.DAS CONTRATANTES E CONTRATADAS • A contratante e as contratadas. de forma integrada.7. suas CIPA. deverão implementar. que atuem num mesmo estabelecimento. . das medidas de segurança e saúde no trabalho. os designados e os demais trabalhadores lotados naquele estabelecimento recebam as informações sobre os riscos presentes nos ambientes de trabalho. de forma a garantir o mesmo nível de proteção em matéria de segurança e saúde a todos os trabalhadores do estabelecimento. medidas de prevenção de acidentes e doenças do trabalho. • A empresa contratante adotará as providências necessárias para acompanhar o cumprimento pelas empresas contratadas que atuam no seu estabelecimento. • A empresa contratante adotará medidas necessárias para que as empresas contratadas. decorrentes da presente NR.

00-0 Extração de petróleo e gás natural C-1 .Código de Registro do CNAE • Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE (Versão 2.º 14.graduação e pós-graduação C-31 06. com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA (Dado pela Portaria SIT n.32-5 Educação superior .8. de 21 de junho de 2007) CNAE Descrição Grupo 85.0).

Código de Registro do CNAE 2. EXECUTADOS POR CONTRATO PETROLEO E GÁS NATURAL. FABRICAÇAO DE C-1a 2431-8/00 TUBOS DE AÇO COM COSTURA UTILIZADOS NA PROSPEÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS. EXTRAÇÃO DE C-1 0910-6/00 APOIO A EXTRAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL. REPERFURAÇÃO. COMÉRCIO ATACADISTA DE C-22 7119-7/02 PROSPECÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL. SERVIÇOS RELACIONADOS A EXTRAÇÃO. ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE C-35 .2 Subclasses CNAE Descrição Grupo 0600-0/01 PETRÓLEO CRU E GÁS NATURAL. REALIZADO POR CONTRATO (EXCETO A PROSPECÇÃO) GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO (GLP). REALIZADOS PELOS OPERADORES DOS POÇOS C-1 0600-0/01 PETRÓLEO E GÁS NATURAL.8. FABRICAÇAO DE 1921-7/00 GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO (GLP). ATIVIDADES DE C-1 PERFURAÇÃO. DESMANTELAMENTO DE TORRES E OUTROS SERVIÇOS RELACIONADOS COM A EXTRAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS. SERVIÇOS RELACIONADOS COM A EXTRAÇÃO. C-13 4682-6/00 DISTRIBUIDORA DE GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO.

Dimensionamento da CIPA .9.

26 .Sinalização de Segurança NR.Atividades e Operações Insalubres NR.Instalações e Serviços em Eletricidade NR.7 .9 .Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional.30 .10.NRs • As normas regulamentadoras especificas da área de petróleo: - NR.5 . NR.Segurança e Saúde no Trabalho Aquaviário – anexo II (plataformas de petróleo .Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.Programa De Prevenção De Riscos Ambientais NR-10 . NR.15 .

2) Considerando que o CESFI possui em torno de 365 estudantes e 38 funcionários . monte uma equipe de CIPA para esta unidade de ensino de graduação. para uma empresa que produza tubos de aço com costura com 171 funcionários. . dimensione uma comissão de CIPA.Exercício 1) Com base nas normas da CIPA.