You are on page 1of 7

HELOÍSA

E SEU TRAJETO BRILHANTE

Rosana de Morais

2016

Nunca soubemos onde Heloísa nasceu, se foi no bairro, em outra
cidade ou até mesmo em outro país. E também, nunca perguntamos sobre
sua família, amigos e colegas, para nós, ela inspirava ao mistério. Para ser
bem sincera, a conheci apenas por fotos e sei de sua história porque Maria
Lucia me contou.
Mas uma boa história, não deve ser esquecida ou guardada como
segredo, por isso resolvi recontar seu trajeto brilhante.
Depois de tanto tempo, é difícil lembrar a data exata em que se
conheceram, mas sei contar com detalhes a aventura que foi aquela noite
chuvosa de outono.
Antes mesmo de se conhecerem, ocorreram algumas coisas intrigantes,
bem a cara de Heloísa – a misteriosa, e, que foram compreendidas
somente na tal noite fabulosa do encontro entre as duas.
Foi assim, Maria Lucia mora há muito tempo nesse bairro, e, vive num
apartamento que mais parece uma casa de fazenda, de tantas plantas,

se escondia traiçoeiramente para ficar observando “as caras” de espanto que Lucia fazia ao ver a bagunça e estrago. porque essa muito da esperta estava fazendo bagunça a muitos dias por lá. passeiam. A Lélia – para ficar mais fácil. e. esse jardim é a Lucia quem cuida. sem saber quem tinha feito tudo aquilo. assim: Lélia). muitos ali convivem. Aiaiai. nunca soubemos exatamente como era sua casa e se tinha vindo para o bairro a pouco tempo ou se sempre viveu aqui. A noite chuvosa ocorreu na época de outono. naquele ano Lucia estava muito preocupada com uma orquídea que vivia nesse jardim. Lucia sabia exatamente o dia que Heloísa havia passado. me parece que começou a ser um pouco perversa. mas como nada é para sempre. Mas aquela presença desconhecida intrigava Maria Lucia. como frequentavam um lugar em comum. e como a Lucia é muito cuidadosa queria proteger a planta das . ela era um mistério. a Heloísa. Mas o que ocorreu é que de algum jeito. é um jardim. Heloísa e Maria Lucia se viam sem saber exatamente da existência uma de outra. sabe quando ainda não fomos apresentados mas vemos a pessoa? Era mais ou menos assim. estudam e se distraem vendo a beleza de uma flor. digo isso porque ela tinha prazer em provocar Maria Lucia mesmo sem terem sido apresentadas! E além de provocar. apenas ainda não a conhecia e nem sabia seu nome. a Lucia não conhecia a Heloísa.animais e coisas bonitas que tem lá. é o seguinte: em nosso bairro existe um local que realmente é muito bonito. numa noite chuvosa se encontraram. agora expliquei porque uma percebia a outra mas não se conheciam. Pronto. como falei antes. vou ter que contar. Mas por lá passam muitos seres e é difícil conhecer todos ou todas. estava florindo. uma Laelia ( a gente lê esse nome. ou melhor. Já. passarinho ou apenas aproveitando belas horas de tranquilidade. A Heloísa por sua vez.

Ao se aproximar e iniciar a conversa. achou que era forte e grande. E Maria Lucia permitiu que o acaso ocorresse. afinal todos que ali frequentavam sempre respeitaram a opinião e decisões de Maria Lucia. pois muitos outros já tinham visto. Lucia que ainda não sabia como chamá-la e até com receio de se aproximar. Naquela noite chuvosa de outono. e assim. descobriu tudo. Na verdade. mas sem dúvida admirou seu porte e suas maneiras. Lucia percebeu pela reação de Heloísa que era ela estava fazendo aquelas maldades com a Lélia. antes mesmo de respostas. Tudo bem até esse momento. que tinha um ar majestoso. Mesmo com toda essa atenção. e assim. uma presença inusitada: era Heloísa. o inesperado muitas vezes é capaz de revelar num instante. “Helo” estava destruindo as flores . começou a analisar ao longe. No primeiro momento. e pensava intrigada: quem ou o que poderia estar fazendo mal à uma planta tão tranquila? Apenas Lucia não sabia. Então todos os dias visitava e inspeciona o jardim e seus frequentadores. quando ligou todas as luminárias percebeu algo diferente. não conseguia entender ou responder o que originava. ela voltou cedo da universidade e resolveu inspecionar o jardim. Também achou Heloísa com jeito um tanto de atrevida e muito independente. os dias foram passando e a Lélia floriu. aquilo que nem mesmo um hábil historiador ou pesquisador pode descobrir em sua vida toda. Lucia começou a perceber problemas e desconfiar de que algo ia mal. São nessas horas ou momentos da vida que o acaso cai bem. mas não puderam ou não tiveram coragem de falar.intempéries que ocorrem e reservou o canto mais tranquilo de todos para a orquídea florir em paz.

ser sofisticada e deixar uma impressão forte na gente. mas ainda furiosa com o ocorrido. dessa noite. ou melhor. apesar de sentir pena de Heloísa e compreender suas loucuras. mas pensando em voltar. Lucia tirou sem que ela notasse. não compreendeu porque Lucia não concordou que ela “roubasse” pedacinhos da flor para uso pessoal.pouco a pouco e nem se dava conta de que aquele ato deixava Maria Lucia transtornada. porque até eu já ataquei uma vez a orquídea chamada Oncidium – mais fácil chamá-la de Chuva de Ouro – e também a comi. Na minha opinião ela realmente era interessante. No calor do momento. principalmente pela aparência imponente. Maria Lucia viu Heloísa se distanciando sozinha na noite e ficou pensativa. no meio da noite chuvosa! Lucia também é uma pessoa de personalidade intensa.. mas até as pensadas. deixou bem claro que ela não deveria voltar para destruir as flores e a expulsou do jardim. Algumas das fotos que vi de Heloísa. uma ficou surpresa por descobrir o mistério e a outra saiu sem entender nada. todas nossas ações e atitudes geram reações e . de parecer ter boa educação. ou seja. ao relembrar de sua figura.. Nem vou entrar no mérito dessa discussão. Já a Heloísa. misteriosa e majestosa. Ainda naquela noite. às vezes tomamos atitudes não pensadas. é verdade que discutiram. Pelo jeito se entenderam um pouco. horas mais tarde voltou ao jardim e percebeu que só a ausência de Heloísa ocupava o espaço. Mas o que acontece é que as duas se achavam com razão. e Lucia. são desse dia. me faz pensar naquelas pessoas que deixam marcas brilhantes por onde passam e que impressionam muito aqueles com quem tem contato. apesar do porte majestoso.

inclusive Maria Lucia. Eu ouvia aquilo com ânimo. que só se preocupava com a chuva de granizos que ameaçava cair de novo. Ah. e eu ficava perguntando da Heloísa para Lucia. usava um arranjo na cabeça que me fez lembrar uma coroa de rainha medieval. caso se encontrassem novamente. ela desconversava ou dizia que nunca mais a viu e que não sabia se tinha raiva ou carinho por “Helo”. Que aconteceu. mais ou menos inteligente e tem as pessoas que tiram a gente do sério. Lucia se encontrou com essas pessoas que tiram a gente do sério nesse dia. ágil. antes de ir visitar o jardim. confesso que me pareceu uma formidável amizade a fazer. mas alguns dias correram em paz. inteligente. preguiçosa. pois mais cedo ou mais tarde conseguiria convencer Maria Lucia a me apresentar à majestosa Heloísa. vamos ao segundo e trágico encontro. Mas tudo ocorreu tão rápido e tão intensamente. choveu granizo! Eu vi da minha janela e fiquei com medo de que estragasse também o meu jardim. tem gente de todo tipo né? Legal. esqueci de comentar. ela parecia uma princesa pelas fotos. A Heloísa. Bom. faladeira. boazinha. feia. iriam brigar! Eu sei disso porque a Lucia me contou tudo sobre a noite que se conheceram. amiga. inimiga. apesar da situação polêmica. naquele dia do primeiro encontro delas. tudo corria bem. eu até fiquei super a fim de conhecer a Heloísa. o jardim tranquilo e todos que frequentavam também. ao que tudo . quieta.outras atitudes. Mas. que na outra vez que elas se encontraram foi terrível! Durante alguns dias ou semanas. bonita. chata. As duas (Helo e Lucia) estavam decididas a levar a cabo as reações e outras atitudes. malvada.

Lucia tem visitado muito o jardim à noite porque também cuida do Fred que não tem lar. de novo mesmo!!! Bom. porque eu soube do que aconteceu exatamente no dia que tentei marcar para conhecer Heloísa e deu tudo errado. É mais fácil se colocar no lugar de cada um e assim entender melhor o problema e pensar em possíveis soluções. eu que estou de fora dessa confusão toda. dá um pouco de tristeza e até vontade de chorar. mas a vida tem disso.. Mas. encontro de opostos. até compreendo as duas partes.indica. sim. ninguém gosta muito do Fred – . no lugar errado e com as pessoas erradas. de novo. não? Pois bem. resumindo: viver. na verdade ela não entendia muito bem sobre limites e vou contar a vocês. E assim. vamos lá. e aí que fazer? Penso que temos que viver e tentar entender o melhor possível esse momento. às vezes parece que é o momento errado. sempre vale a pena tentar. só encontrou mesmo com sua família. vou narrar a última parte dessa história. De novo era de noite. foi uma verdadeira catástrofe. nem pensava mais naquilo. a vida não é apenas mar de rosas e temos que aprender a lidar com todas as fases. não do jeito que deveria. mas nem sempre dá para fazermos isso. porém. A Lucia ainda estava com sentimentos confusos em relação à Heloísa.. seu filho e o pai de seu filho. A Heloísa não. ela toda animada quis mostrar aos seus entes queridos o jardim belíssimo que estava frequentando. no fundo acho que tramava uma revanche. ela trouxe marido e filho para cortarem a Lélia. boas e ruins. Então vejam bem: Maria Lucia chateada com a aporrinhação das pessoas que encontrou e Heloísa animadíssima com a companhia de sua família.

Mas venhamos e convenhamos. De um jeito ou de outro. encontrou Heloísa. me apaixonei pela Heloísa. às vezes leva comida ou apenas papeiam. ela o convida para se encontrarem no jardim à noite. nem quiz saber o motivo de visita. por frio. enfim. pegou o antigo pote de faiança grega destapou a rolha. E assim. e atirou punhados e punhados de sal na Heloísa e família. foi para a cozinha. uma dessas pessoas é a Lucia. nem compreender nada. se era por beleza. de novo a Lélia quase morrendo por ser atacada. que sobreviveu. essas coisas. Lucia teve uma explosão. realmente foi uma explosão. que agora permanecerá eterno entre você e eu. qual foi sua surpresa. e também. o marido e o filho. por fome ou o que. . jaziam os corpinhos derretidos de três lindas e majestosas lesmas.. as pessoas geralmente se desviam dele. Maria Lucia não titubeou. Naquela noite ela foi para encontrá-lo e tentar relaxar a mente da fatídica reunião com “aquelas pessoas que tiram as outras do sério”. ali ao lado da Laelia. Na manhã seguinte. seus hábitos são tão diferentes que poucas pessoas não tem preconceito com ele. Então de vez em quando..sua aparência não é exatamente aquelas que a gente pode falar: Uau que gatão! Muito pelo contrário. ao invés de encontrar o Fred. tira qualquer um do sério. e não consigo deixar de pensar em seu trajeto brilhante.

Related Interests