Novidades do SolidWorks 2009

Conteúdo
Comunicados....................................................................................................................ix Introdução.........................................................................................................................xi
Sobre este livro.......................................................................................................................................xi Como utilizar este livro............................................................................................................................xi Conversão de arquivos para o SolidWorks 2009...................................................................................xii Alterações de nomes de produtos..........................................................................................................xii

1 Fundamentos...............................................................................................................14
Aprimoramentos das chamadas............................................................................................................14 Conversão de arquivos para a versão atual do SolidWorks..................................................................14 Propriedades personalizadas................................................................................................................15 Personalização da guia Propriedades personalizadas....................................................................15 Entrada de propriedades..................................................................................................................16 Aprimoramentos na orientação das vistas.............................................................................................17 Aprimoramentos do zoom......................................................................................................................17 Utilização da lente de aumento.............................................................................................................17 Posicionamento do CommandManager e do PropertyManager ...........................................................20 Melhoramentos na consistência da interface do usuário.......................................................................20

2 Materiais e aparências.................................................................................................21
Materiais................................................................................................................................................21 Banco de dados de materiais e interface do usuário unificados......................................................21 Exibição da caixa de diálogo Material..............................................................................................21 Trabalho com materiais....................................................................................................................21 Aparências.............................................................................................................................................23 Aparências incluem cores e texturas...............................................................................................23 Barra de ferramentas instantânea....................................................................................................23 Aparência de rascunho....................................................................................................................24

3 Criação de esboços.....................................................................................................26
Mover, copiar e girar em esboços 3D....................................................................................................26 Mover entidades de esboço 3D........................................................................................................26 Funcionalidade aprimorada para splines...............................................................................................27 Criação de curvas orientadas por equações.........................................................................................27 Imagens fictícias de entidades de esboço faltando...............................................................................28 Exibição da imagem fictícia de uma entidade de esboço faltando...................................................28 Entrada numérica em esboços..............................................................................................................29 Ativação de entradas numéricas......................................................................................................29

ii

Conteúdo

Especificação de entradas numéricas..............................................................................................29 Offset de linhas infinitas.........................................................................................................................30 Melhorias no reparo de esboços...........................................................................................................30 Redimencionamento de esboços no Instant3D.....................................................................................30 Entidade de esboço Ranhura................................................................................................................31 Criar uma ranhura reta.....................................................................................................................32 Alongamento a geometria de esboços..................................................................................................32 Uso de blocos em esboços....................................................................................................................33 Salvar um esboço em um arquivo de bloco.....................................................................................33 Salvar esboços na Biblioteca de projetos........................................................................................33 Dimensões de esboço com valor zero ou negativo...............................................................................34 Inverter uma dimensão de posição..................................................................................................34

4 Recursos......................................................................................................................35
Geral......................................................................................................................................................35 Imagem fictícia de referência faltando.............................................................................................35 Recursos de limite.................................................................................................................................37 Extrusões e ranhuras.............................................................................................................................38 Recursos de fixação..............................................................................................................................38 Recursos de forma livre.........................................................................................................................38 Instant3D................................................................................................................................................39 Instant3D em montagens.................................................................................................................39 Edição de esboços no Instant3D......................................................................................................41 Planos de Seção ativados do Instant3D..........................................................................................42 Espelhos e Padrões no Instant3D....................................................................................................44 Instant3D e os recursos Mover face.................................................................................................45 Soldagens no Instant3D...................................................................................................................45 Recursos de fixação de beira e ranhura................................................................................................47 Nervuras................................................................................................................................................48 Cortes de varredura de sólido...............................................................................................................48

5 Peças...........................................................................................................................51
Dimensões duplas para resultados de medições..................................................................................51 Dimensões em peças espelhadas e derivadas.....................................................................................52 Propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações.........................................53 Alterar as características de exibição das peças...................................................................................53 Reanexar peças derivadas....................................................................................................................54 Reanexar peças derivadas existentes.............................................................................................55 Reanexar peças ao trocar ferramentas de aparar...........................................................................56 Propriedades personalizadas atribuídas a peças..................................................................................56 Sensores................................................................................................................................................56 Projeto de moldes..................................................................................................................................56 Ferramentas de análise....................................................................................................................56 Chapa metálica......................................................................................................................................57 Converter para chapa metálica........................................................................................................57

iii

Conteúdo

Calibre de chapa metálica expandido/Tabela de dobras.................................................................60 Arestas oblíquas/chanfradas com chapa metálica...........................................................................61 Quebras em cruz..............................................................................................................................62 Soldagens..............................................................................................................................................63 Grupos..............................................................................................................................................63 Trabalhar com grupos......................................................................................................................64 Trabalhar com a ferramenta aprimorada de aparar e estender.......................................................66 Criar cantoneiras com chanfros.......................................................................................................67 Tampas de extremidade...................................................................................................................68 BOMs e soldagens...........................................................................................................................69

6 Montagens...................................................................................................................70
Geral......................................................................................................................................................70 Propriedades personalizadas...........................................................................................................70 Design Clipart...................................................................................................................................70 Equações..........................................................................................................................................70 Instant3D em montagens.................................................................................................................70 Medições..........................................................................................................................................71 Imagem fictícia de referência faltando em posicionamentos...........................................................71 Ferramentas de seleção...................................................................................................................71 Grandes montagens..............................................................................................................................71 Desempenho....................................................................................................................................71 Montagens maiores que um quilômetro...........................................................................................72 Referências de posicionamento em montagens de peso leve.........................................................72 Estudos de movimento em montagens de peso leve.......................................................................72 SpeedPak.........................................................................................................................................72 Descarregar componentes ocultos...................................................................................................72 Recursos de montagens em peças.......................................................................................................72 Listas de materiais em documentos de montagens..............................................................................73 Verificação de espaçamento.................................................................................................................74 Posicionamentos de articulação............................................................................................................74 Sensores................................................................................................................................................76 SpeedPak..............................................................................................................................................76 Criar um SpeedPak..........................................................................................................................77 Inserir um SpeedPak........................................................................................................................78

7 Estudos de movimento.................................................................................................80
Geral......................................................................................................................................................80 Alterações de nome..........................................................................................................................80 Suporte para montagens peso-leve.................................................................................................80 Estudos de movimento específicos da configuração.......................................................................80 Biblioteca de projetos para elementos de movimento...........................................................................81 Resultados de força com restrições redundantes.................................................................................81 Movimento para esboços de layout ......................................................................................................81 Posicionamentos....................................................................................................................................82

iv

Conteúdo

Posicionamentos de caminho..........................................................................................................82 Pontos do local do posicionamento..................................................................................................83 Posicionamentos específicos de estudo de movimento...................................................................84

8 Desenhos e detalhamento...........................................................................................87
Padrões de desenho personalizados....................................................................................................87 Padrões gerais de desenho e padrões de detalhes de base...........................................................88 Valores predeterminados de layer do documento............................................................................89 Espessura e estilo da linha personalizados.....................................................................................89 Visualização de detalhamento para propriedades de documentos..................................................90 Listas de materiais (BOMs)....................................................................................................................91 Copiar BOMs de montagens em desenhos referenciados...............................................................91 Reestruturar BOMs...........................................................................................................................91 Listas de corte de soldagem detalhadas em BOMs.........................................................................92 Numeração de item..........................................................................................................................93 Posicionamento de detalhes..................................................................................................................93 Posicionar notas...............................................................................................................................93 Anexar linhas de extensão de dimensão.........................................................................................94 Aplicar desvios a linhas de extensão...............................................................................................94 Controle de linha de chamada de dimensão para recursos de mesmo tamanho ...........................94 Múltiplos desvios em dimensões e chamadas.................................................................................97 Opções de impressão para desenhos...................................................................................................97 Imprimir desenhos de seleções com zoom......................................................................................98 Espessura de linha personalizada para configurações de impressão.............................................98 Blocos de título em folhas de desenho..................................................................................................98 Gerenciamento do bloco de título....................................................................................................98 Favoritos foram renomeados como Estilo...........................................................................................100 Pincel...................................................................................................................................................100 Usar o pincel...................................................................................................................................100 Detalhamento de ranhuras de esboços ..............................................................................................102 Geral....................................................................................................................................................103 Cancelar longas operações com desenhos...................................................................................103 Exportar tabelas para Excel...........................................................................................................103 Abrir desenhos com múltiplas folhas na Visualização rápida........................................................103 Reorganização das opções de propriedades do documento.........................................................104 Desenhos de montagens peso-leve...............................................................................................104

9 Tolerâncias.................................................................................................................105
Recursos de linha de interseção.........................................................................................................105 Suporte ao padrão ISO........................................................................................................................106 Restrições de orientação.....................................................................................................................109 Dimensões redundantes......................................................................................................................110 Restrições de tangência......................................................................................................................111

10 SolidWorks Simulation.............................................................................................113

v

Conteúdo

Alterações de nomes de produtos.......................................................................................................113 Fluxo de trabalho da simulação...........................................................................................................114 Interface do usuário........................................................................................................................114 Gerenciar estudos do Simulation ..................................................................................................117 Geral...............................................................................................................................................118 Estudos de simulação..........................................................................................................................118 Consultor do Simulation.................................................................................................................118 Sensores........................................................................................................................................118 Material...........................................................................................................................................119 (Premium) Cascas compostas.......................................................................................................120 Vigas...............................................................................................................................................125 (Professional) Estudos térmicos.....................................................................................................125 (Professional) Geometria a partir de forma deformada..................................................................126 Tensão/Deformação.......................................................................................................................127 (Premium) Carga/massa remota para estudos dinâmicos lineares...............................................127 Montagens...........................................................................................................................................128 Melhorias na modelagem de montagens.......................................................................................128 Peças de chapa metálica...............................................................................................................129 Melhorias na árvore do estudo ......................................................................................................129 Conectores...........................................................................................................................................129 Fator de segurança para conectores.............................................................................................129 Conectores de parafuso.................................................................................................................131 Conectores de pino........................................................................................................................132 Conectores de rolamento...............................................................................................................132 Malha...................................................................................................................................................133 Seleção de malha ..........................................................................................................................133 Gerador de malhas com base em curvatura..................................................................................134 Controle de malha..........................................................................................................................135 Simplificar modelo para geração de malha....................................................................................135 Contato e união....................................................................................................................................135 Contato em estudos não lineares...................................................................................................135 Contato com ajuste por contração e contato sem penetração ......................................................136 União..............................................................................................................................................137 Visualização de resultados..................................................................................................................139 Verificação de Fator de segurança................................................................................................139 Resultados......................................................................................................................................139 Comparar resultados......................................................................................................................140

11 Outras funcionalidades............................................................................................141
Instalação.............................................................................................................................................141 Configuração e distribuição de imagens administrativas...............................................................141 Suporte do Gerenciador de instalação para arquivos obtidos por download manual....................142 Links para mensagens de erro de instalação.................................................................................142 Interface de Programação de Aplicativo..............................................................................................142 DWGeditor ..........................................................................................................................................143

vi

Conteúdo

PhotoView 360.....................................................................................................................................145 SolidWorks eDrawings.........................................................................................................................145 Opções de aceleração de gráficos por hardware...........................................................................145 Aparências e cenas........................................................................................................................145 Lista de materiais de montagens no eDrawings............................................................................145 SolidWorks Rx.....................................................................................................................................146 Captura de problemas....................................................................................................................146

12 SolidWorks Professional..........................................................................................147
FeatureWorks......................................................................................................................................147 Geral ..............................................................................................................................................147 Dimensões e relações automáticas...............................................................................................148 Reconhecimento de loft de base....................................................................................................149 Condições finais para furos e extrusões de corte..........................................................................150 Padrões de espelho........................................................................................................................150 Ferramenta Redimensionar............................................................................................................151 PhotoWorks.........................................................................................................................................152 Janela de visualização...................................................................................................................152 Cenas abstratas.............................................................................................................................153 Proporção.......................................................................................................................................155 Design Checker...................................................................................................................................157 Interface do usuário........................................................................................................................157 Novas verificações de validação....................................................................................................157 Verificações personalizadas...........................................................................................................158 Especificar um local de arquivo .....................................................................................................158 Validação seqüencial de documentos............................................................................................159 Nova categoria de resultados: Verificações não aplicáveis...........................................................159 Ferramentas do SolidWorks................................................................................................................159 Agendador de Tarefas....................................................................................................................159 Gerador de Guias de Propriedades...............................................................................................159 SolidWorks Utilities..............................................................................................................................159 Geral...............................................................................................................................................159 Alinhamento de sistemas de coordenadas....................................................................................160 Verificação de simetria...................................................................................................................161 Toolbox................................................................................................................................................163 Ativar o SolidWorks Toolbox..........................................................................................................163 Configuração do SolidWorks Toolbox............................................................................................163 Descarregar componentes do Toolbox..........................................................................................164 Ferramentas para dimensionamento de gráficos...........................................................................164

13 SolidWorks Premium................................................................................................166
CircuitWorks.........................................................................................................................................166 Modelos do CircuitWorks ..............................................................................................................166 Interface do usuário........................................................................................................................166 Filtragem.........................................................................................................................................167

vii

Conteúdo

Geração de um modelo..................................................................................................................167 ScanTo3D............................................................................................................................................169 Assistente de curva........................................................................................................................169 Routing.................................................................................................................................................169 Geral...............................................................................................................................................169 Mensagens de erro.........................................................................................................................170 Rotas ponto a ponto.......................................................................................................................170 Barras de ferramentas....................................................................................................................170 Rotas elétricas................................................................................................................................172 TolAnalyst............................................................................................................................................174 Recursos construídos.....................................................................................................................174 Montagens com componentes de fixação fixos e flutuantes..........................................................176

viii

Comunicados
©

1995-2008, Dassault Systèmes Dassault Systèmes SolidWorks Corporation, uma empresa da Dassault Systèmes S.A. 300 Baker Avenue, Concord, Mass. 01742 EUA. Todos os direitos reservados.

Patentes
Patentes nos EUA 5.815.154; 6.219.049; 6.219.055; 6.603.486; 6.611.725; 6.844.877; 6.898.560, 6.906.712; 7.079.990; 7.184.044; e patentes estrangeiras (p.ex., EP 1.116.190 e JP 3.517.643). Patentes pendentes nos EUA e no exterior. As informações e o software discutidos neste documento estão sujeitos a modificações sem aviso e não constituem compromissos da Dassault Systèmes SolidWorks Corporation (DS SolidWorks). Nenhum material pode ser reproduzido ou transmitido sob qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, para qualquer finalidade, sem a expressa permissão por escrito da DS SolidWorks. O software discutido neste documento é fornecido sob licença e pode ser utilizado ou copiado somente de acordo com os termos dessa licença. Todas as garantias fornecidas pela DS SolidWorks referentes a software e documentação estão estabelecidas no Contrato de Licença e Serviço de Assinatura da SolidWorks Corporation, e nada que estiver declarado ou implícito neste documento ou seu conteúdo deve ser considerado ou julgado como modificações ou alterações dessas garantias.

Marcas comerciais e direitos autorais
SolidWorks, 3D PartStream.NET, 3D ContentCentral, DWGeditor, eDrawings e o logotipo eDrawings são marcas registradas, e FeatureManager é uma marca registrada de co-propriedade da DS SolidWorks. Enterprise PDM e SolidWorks 2009 são nomes de produtos da DS SolidWorks. FloXpress, DWGseries, DWGgateway, Feature Palette, PhotoWorks, TolAnalyst e XchangeWorks são marcas comerciais da DS SolidWorks. FeatureWorks é uma marca registrada da Geometric Software Solutions Co. Ltd. Outras marcas ou nomes de produtos são marcas comerciais ou marcas registradas de seus respectivos proprietários. SOFTWARE PARA COMPUTADOR COMERCIAL - PROPRIETÁRIO Direitos restritos do Governo dos Estados Unidos. O uso, a duplicação ou a divulgação pelo Governo estão sujeitos às restrições estabelecidas em FAR 52.227-19 (Software para computador comercial - Direitos restritos), DFARS 227.7202 (Software para computador comercial e documentação de Software para computador comercial) e no contrato de licença, como aplicável. Contratante/fabricante: Dassault Systèmes SolidWorks Corporation, 300 Baker Avenue, Concord, Massachusetts 01742, EUA.

ix

Partes deste software © 1990-2008 Siemens Product Lifecycle Management Software III (GB) Ltd.
© © ©

1998-2008 Geometric Software Solutions Co. Ltd., 1986-2008 mental images GmbH & Co. KG, 1996-2008 Microsoft Corporation

Outside In® Viewer Technology © 1992-2008 Stellent Chicago Sales, Inc.
© ©

2000-2008 Tech Soft 3D

1998-2008 3Dconnexion, IntelliCAD Technology Consortium, Independent JPEG Group. Todos os direitos reservados. Partes deste software incorporam o PhysX™ by NVIDIA 2006 - 2008. Partes deste software são protegidas por copyright e são propriedade da UGS Corp. © 2008. Copyright 1984-2008 Adobe Systems Inc. e seus licenciados. Todos os direitos reservados. Protegido pelas patentes nos EUA 5.929.866; 5.943.063; 6.289.364; 6.563.502; 6.639.593; 6.754.382; patentes pendentes. Adobe, o logotipo Adobe, Acrobat, o logotipo Adobe PDF, Distiller e Reader são marcas registradas ou marcas comerciais da Adobe Systems Inc. nos EUA e em outros países. Mais informações sobre direitos autorais, estão disponíveis no menu Ajuda do SolidWorks > Sobre o SolidWorks. Outras partes do SolidWorks 2009 são concedidas por licenciados da DS SolidWorks. Todos os direitos reservados.

x

Introdução
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • Sobre este livro Como utilizar este livro Conversão de arquivos para o SolidWorks 2009 Alterações de nomes de produtos

Sobre este livro
Este livro destaca e facilita o rápido aprendizado das novas funcionalidades do software SolidWorks® 2009. Ele apresenta conceitos e oferece exemplos passo a passo para muitas das novas funções. Este livro não aborda todos os detalhes das novas funções desta versão do software. Para obter informações completas, consulte a Ajuda do SolidWorks.

Público-alvo
Este livro se destina a usuários experientes do SolidWorks e pressupõe que você tem um bom conhecimento prático de uma versão anterior do software. Se você ainda não conhece o software, estude as lições dos Tutoriais SolidWorks e consulte seu revendedor para obter informações sobre os treinamentos oferecidos pela SolidWorks.

Recursos adicionais
Novidades interativo é outra fonte de informações sobre as novas funcionalidades. Clique em ao lado dos novos itens de menu e no título dos novos ou modificados PropertyManagers para conhecer as novidades sobre esses itens. Um tópico da Ajuda será exibido com o texto deste manual.

Últimas alterações
Este livro pode não incluir todos os aprimoramentos realizados no software SolidWorks 2009. Consulte as Notas de Versão do SolidWorks para obter informações sobre as alterações mais recentes.

Como utilizar este livro
Arquivos de exemplo
Use este livro em conjunto com os arquivos de peças, montagens e desenhos fornecidos. Os arquivos de exemplo estão localizados na pasta <diretório_de_instalação>\samples\whatsnew.

xi

Convenções
Convenção Interface do usuário Entrada do usuário Itálico Significado Referências a qualquer item da interface do usuário do SolidWorks. Referências a um texto que você insere. Referências a livros e outros documentos, ou ênfase do texto. Também indica caminhos de variáveis, como <diretório_de_instalação> e <idioma>. Dica. Fornece informações úteis.

Nota. Fornece informações que complementam um ponto principal.

Aviso. Indica uma situação em que pode ocorrer perda de dados. Indica uma referência à Ajuda do SolidWorks.

Conversão de arquivos para o SolidWorks 2009
A abertura de um documento de uma versão anterior do SolidWorks pode levar um tempo adicional. Após o arquivo ser aberto e salvo, o tempo das aberturas subseqüentes será o normal. Você pode usar o SolidWorks Task Scheduler para converter múltiplos arquivos de versões anteriores do SolidWorks para o formato da versão 2009. Para acessar o Agendador de Tarefas no Windows, clique em Iniciar, Todos os programas > SolidWorks 2009 > Ferramentas do SolidWorks > Agendador de Tarefas do SolidWorks. No Agendador de Tarefas: • Clique em Converter arquivos e especifique os arquivos ou pastas a serem convertidos. Consulte Conversão de arquivos na página 159 para obter mais informações sobre este novo comando. • Para arquivos em um vault do SolidWorks Workgroup PDM, use Converter arquivos do Workgroup PDM (anteriormente chamado de Atualizar arquivos do PDMWorks Workgroup). Para arquivos em um vault do SolidWorks Enterprise PDM, use o utilitário fornecido com o Enterprise PDM. Depois de convertidos para o formato da versão 2009, os arquivos não podem mais ser abertos em versões anteriores do software SolidWorks.

Alterações de nomes de produtos
Os nomes dos seguintes produtos foram alterados no SolidWorks 2009:

xii

Nome atual SolidWorks 3D MCAD Software SolidWorks Office Premium SolidWorks Office Professional PDMWorks® Enterprise PDMWorks Workgroup COSMOS COSMOS FloXpress COSMOSFloWorks COSMOSMotion™ COSMOSM COSMOSWorks Advanced Professional COSMOSWorks Designer COSMOSWorks Professional COSMOSXpress DWGseries eDrawings eDrawings Professional

Novo nome SolidWorks® Standard SolidWorks® Premium SolidWorks® Professional SolidWorks® Enterprise PDM SolidWorks® Workgroup PDM SolidWorks® Simulation SolidWorks® FloXpress™ SolidWorks® Flow Simulation SolidWorks® Motion SolidWorks® Simulation Premium SolidWorks® Simulation Premium SolidWorks® Simulation SolidWorks® Simulation Professional SolidWorks® SimulationXpress SolidWorks® DWGseries™ SolidWorks® eDrawings® SolidWorks® eDrawings® Professional

xiii

1 Fundamentos
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • Aprimoramentos das chamadas Conversão de arquivos para a versão atual do SolidWorks Propriedades personalizadas Aprimoramentos na orientação das vistas Aprimoramentos do zoom Utilização da lente de aumento Posicionamento do CommandManager e do PropertyManager Melhoramentos na consistência da interface do usuário

Aprimoramentos das chamadas
As chamadas de recurso foram aprimoradas para melhor aparência e interação. Por exemplo: Você pode selecionar as opções de chamada em uma lista. Os botões de chamada são consistentes com os demais botões do SolidWorks. A aparência do texto das chamadas de posicionamentos e do TolAnalyst foi melhorada.

Conversão de arquivos para a versão atual do SolidWorks
O Agendador de Tarefas do SolidWorks substitui o Assistente de conversão como o utilitário para a realização de conversão de arquivos criados em versões anteriores do SolidWorks. O Agendador de Tarefas do SolidWorks converte arquivos no sistema de arquivos da rede ou em vaults do SolidWorks Workgroup PDM. Os utilitários para conversão de arquivos do SolidWorks Enterprise PDM não se encontram no Gerenciador de Tarefas. A nova tarefa Converter arquivos executa a conversão. Ela verifica as dependências automaticamente e converte as peças referidas antes de tentar converter as montagens. Para acessar o Agendador de Tarefas no Windows, clique em Iniciar, Todos os programas > SolidWorks 2009 > Ferramentas do SolidWorks > Agendador de Tarefas do SolidWorks. No Agendador de Tarefas, clique em Converter arquivos.

14

Fundamentos

Até que um arquivo seja convertido para a versão atual do SolidWorks e salvo, o comando Arquivo > Salvar apresenta um ícone de aviso, , indicando que o arquivo será convertido quando for salvo.

Propriedades personalizadas
Há uma nova interface disponível para a inserção de propriedades personalizadas e propriedades específicas da configuração em arquivos do SolidWorks. Você insere as propriedades na nova guia Propriedades personalizadas , no Painel de tarefas. Nas montagens, você pode atribuir propriedades a múltiplas peças ao mesmo tempo. Para personalizar a guia Propriedades personalizadas use o novo utilitário independente Gerador de Guias de Propriedades. Você pode criar diferentes versões da guia para peças, montagens e desenhos. Pode também inserir propriedades nas guias Personalizar e Específico da configuração na caixa de diálogo Informações de resumo.

Personalização da guia Propriedades personalizadas
Nas empresas com vários usuários do SolidWorks, normalmente uma pessoa, como o usuário principal ou o administrador, cria as guias personalizadas a serem usadas por todos. Para personalizar a guia: 1. No menu Iniciar do Windows, clique em Todos os Programas > SolidWorks 2009 > SolidWorks 2009 > Ferramentas do SolidWorks > Gerador de Guias de Propriedades. O Gerador de Guias de Propriedades é aberto. O painel central contém o formulário que você vai criar para a guia. Arraste os itens, como caixas de texto e botões de opção, da paleta à esquerda e definas os valores e controles para esses itens no painel à direita. 2. Em Atributos de controle: a) Em Mensagem, digite Insira aqui as propriedades personalizadas para as peças. Uma caixa de mensagem com o texto digitado aparece no painel central. b) Em Tipo, selecione Peça. 3. Selecione Caixa de grupo no painel central. Os atributos de uma caixa de grupo aparecem no painel direito. 4. Em Atributos de controle, para Legenda, digite Informações da BOM. A etiqueta da caixa de grupo no painel central muda para Informações da BOM. 5. Arraste uma Caixa de texto da paleta até a caixa de grupo Informações da BOM. Os atributos de uma caixa de texto aparecem no painel direito. 6. Em Atributos de controle, para Legenda, digite Descrição. A etiqueta da caixa de texto no painel central muda para Descrição. 7. Em Atributos de propriedade personalizada:
15

Fundamentos

a) Em Nome, selecione Descrição na lista suspensa. Nome determina o nome da propriedade personalizada resultante. Você pode selecionar na lista suspensa ou digitar um novo nome. A lista suspensa contém todos os nomes do arquivo properties.txt existente. b) Em Tipo, selecione Texto. c) Deixe Valor em branco. d) Em Configurações, selecione Exibir em guia Personalizar .

8. Arraste uma Lista da paleta até a caixa de grupo Informações da BOM e posicione-a abaixo da caixa Descrição. 9. Em Atributos de controle, para Legenda, digite Material. 10. Em Atributos de propriedade personalizada: a) Em Nome, selecione Material. b) Em Tipo, selecione Lista. c) Em Valor, digite os três materiais a seguir, cada um em uma linha separada: Cobre, Latão e Zinco. d) Em Configurações, selecione Exibir em guia Personalizar .

11. Clique em Salvar e salve a guia no local onde você armazena o arquivo properties.txt existente. Use o nome predeterminado (template.prtprp). Para encontrar o local do arquivo properties.txt existente, no SolidWorks clique em Ferramentas > Opções > Locais de arquivos. Em Exibir pastas para, selecione Arquivos de propriedades personalizadas. O caminho é exibido em Pastas. 12. Feche o Gerador de Guias de Propriedades. Para compartilhar a guia personalizada, armazene-a em uma unidade de rede acessível a todos os usuários do SolidWorks na equipe do projeto. Em seguida, peça aos usuários para definir o local de arquivo em Arquivos de propriedades personalizadas como a pasta onde você salvou a guia.

Entrada de propriedades
Para inserir propriedades: 1. Abra Assemblies\base plate.sldprt. 2. No Painel de tarefas, clique na guia Propriedades personalizadas A guia personalizada que você criou aparece no Painel de tarefas. 3. Em Descrição, digite Placa base. .

4. Em Material, selecione Latão. Os dados são salvos na guia Personalizar da caixa de diálogo Informações de resumo quando você salva o arquivo da peça.

16

Fundamentos

Aprimoramentos na orientação das vistas
Você agora pode usar a tríade de referência, na parte inferior esquerda da área de gráficos, para mudar a orientação da vista.

Selecionar um eixo Selecionar o eixo que está normal à tela Shift + selecionar Ctrl + Shift + selecionar Alt + selecionar

Exibe a vista com o eixo selecionado normal à tela. Muda a direção da vista em 180 graus. Gira a vista 90 graus em torno do eixo. Gira a vista 90 graus na direção oposta. Gira a vista em torno do eixo de acordo com o incremento para Teclas de seta especificado em Ferramentas > Opções > Opções do sistema > Exibir. Gira a vista na direção oposta.

Ctrl + Alt + selecionar

Você pode também redimensionar a caixa de diálogo Orientação da vista.

Aprimoramentos do zoom
• Para aplicar o comando Zoom para ajustar, clique duas vezes com o botão do meio do mouse na área de gráficos. • Para desativar o ajuste automático de um modelo à área de gráficos quando você muda para uma vista padrão, desmarque a opção Zoom para ajustar ao mudar para vistas padrão em Opções > Opções do sistema > Exibir.

Utilização da lente de aumento
Use a lente de aumento para inspecionar o modelo e fazer seleções sem alterar a vista como um todo. Isso facilita a seleção de entidades para operações como a criação de posicionamentos. Para usar a lente de aumento para selecionar entidades numa montagem: 1. Abra Assemblies\food_processor.sldasm. 2. Posicione o cursor sobre a engrenagem exposta e pressione a tecla G. A lente de aumento é aberta.

17

Fundamentos

Para personalizar o atalho de teclado usado para iniciar a lente de aumento, clique em Ferramentas > Personalizar. Na guia Teclado, procure Lente de aumento e digite a tecla de atalho. 3. Mova o cursor sobre o modelo. A lente de aumento é movida com o cursor, mantendo o mesmo grau de zoom. O modelo permanece estacionário. Para controlar melhor o movimento, pressione Ctrl + o botão do meio e arraste para aplicar a visualização panorâmica com a lente de aumento.

4. Gire a roda do mouse para fazer aumentar ou diminuir o zoom. O modelo permanece estacionário enquanto a lente de aumento aumenta o zoom.

18

Fundamentos

5. Pressione Alt e gire a roda do mouse para exibir uma vista de seção paralela à tela.

6. Ctrl + selecione as entidades. A lente de aumento é fechada quando você seleciona uma entidade sem pressionar Ctrl. 7. Conclua a ação, por exemplo, criando um posicionamento. 8. Clique para fechar a lente de aumento. Você também pode pressionar G novamente, ou Esc.

19

Fundamentos

Posicionamento do CommandManager e do PropertyManager
Você agora pode mudar a posição do CommandManager e do PropertyManager, colocando-os em diferentes locais dentro da janela do SolidWorks ou em qualquer local da área de trabalho (inclusive em outro monitor, se você usa vários monitores). • Para mover o CommandManager e o PropertyManager arraste-os. • O CommandManager pode ser fixado automaticamente no topo ou nas laterais da janela do SolidWorks. • O PropertyManager pode ser fixado na área do gerenciador, imediatamente à direita da área do gerenciador ou nos cantos inferiores da janela do SolidWorks. Para mover o PropertyManager, clique na barra de título ou na guia do PropertyManager antes de arrastar.

Melhoramentos na consistência da interface do usuário
O uso das teclas Enter e Esc foi aprimorado para aceitar e cancelar PropertyManagers, caixas de diálogo, mensagens de erro e comandos. • Em geral, quando existem ambas as opções OK ou diálogo: e Cancelar para um comando

• Pressionar Enter agora tem o mesmo efeito que clicar em OK

. .

• Pressionar Esc agora tem o mesmo efeito que clicar em Cancelar

• Se houver apenas a opção Cancelar , Enter e Esc têm o mesmo efeito que clicar em Cancelar. • Quando não for apropriado usar Esc para sair inteiramente da operação, você sai apenas do diálogo atual, e as alterações temporárias são preservadas. • Você pode ignorar as mensagens de erro e de advertência e continuar trabalhando, ou então cancelá-las usando Enter ou Esc.

20

2 Materiais e aparências
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • Materiais Aparências

Materiais
Banco de dados de materiais e interface do usuário unificados
Você agora pode usar os mesmos materiais e a mesma interface do usuário para materiais no SolidWorks e no SolidWorks Simulation. Os materiais do banco de dados agora são somente para leitura. Agora, a cada material está associada uma aparência e uma hachura predeterminadas. Você pode criar e editar os materiais personalizados.

Exibição da caixa de diálogo Material
Para exibir a caixa de diálogo Material: • Na árvore de projeto do FeatureManager, clique com o botão direito em um Material e selecione Editar material. O lado esquerdo da caixa de diálogo contém uma árvore com os tipos de materiais e os materiais disponíveis. As guias à direita exibem informações sobre o material selecionado. Se o Simulation for adicionado, serão exibidas mais guias.

Trabalho com materiais
Use a caixa de diálogo Materiais para aplicar materiais, personalizá-los e gerenciar os materiais favoritos. Você pode aplicar os favoritos a partir de um menu de atalho na árvore de projeto do FeatureManager. Para trabalhar com materiais: 1. Abra Materials\cstick-material.sldprt.

21

Materiais e aparências

2. Aplique um material padrão ao castiçal: a) Na árvore de projeto do FeatureManager, clique com o botão direito em Material e selecione Editar material. b) Na árvore à esquerda, selecione Materiais do SolidWorks > Ligas de cobre > Cobre. c) Clique em Aplicar.

3. Crie um material personalizado: a) Na lista, clique com o botão direito em Cobre e selecione Copiar ou pressione Ctrl + C. b) Na árvore, role até o final da lista. c) Clique com o botão direito em Materiais personalizados e selecione Nova categoria. d) Digite Cobre personalizado como nome. e) Clique com o botão direito em Cobre personalizado e selecione Colar ou pressione Ctrl + V. f) Renomeie o material personalizado como Cobre forjado. Selecione o material para exibir suas propriedades. g) Na guia Aparência, selecione cobre forjado. h) Selecione Usar cor do material e clique em Salvar. Todos os materiais possuem uma cor predeterminada. Você pode alterar a cor predeterminada personalizando o material; por exemplo, para que todos os componentes em ouro fiquem na cor vermelha.
22

Materiais e aparências

4. Adicione o material personalizado à lista Favoritos: a) Na árvore de materiais, selecione cobre forjado. b) Na guia Favoritos, clique em Adicionar. c) Selecione Cobre forjado, clique em Para cima várias vezes para movê-lo para o topo da lista. d) Clique em Fechar. 5. Atribua o material personalizado ao castiçal: a) Clique com o botão direito em Cobre na árvore de projetos do FeatureManager. b) Selecione Cobre forjado na lista Favoritos.

Aparências
Aparências incluem cores e texturas
Cores e texturas foram incluídas nas aparências. Desta forma, os atributos visuais do um modelo são apresentados de maneira consistente nos diferentes modos, quer o RealView esteja ativado ou não, quer o modelo tenha sido renderizado ou não no PhotoWorks. • Novas famílias de ícones indicam que as aparências do RealView. e cenas não mais dependem

• Uma nova ferramenta, Editar cor de esboço ou curva (barra de ferramentas Exibir ), permite editar cores somente para esboços e curvas. • As cores e texturas atribuídas em versões anteriores do SolidWorks são convertidas em aparências denominadas Plástico predeterminado e Textura predeterminada, respectivamente. • Os PropertyManagers de Cor e óptica e Textura foram removidos. • As colunas Cor e Textura do Painel de exibição também foram removidas. Modificação das aparências Para modificar uma aparência, incluindo sua cor ou textura, use o PropertyManager de Aparências: 1. Clique com o botão direito do mouse em um recurso do modelo. 2. Clique na Chamada de aparência e selecione a face, recurso, corpo ou peça a ser afetada. 3. Faça suas alterações no PropertyManager de Aparências.

Barra de ferramentas instantânea
A barra de ferramentas instantânea Aparências facilita a aplicação de uma aparência no nível desejado do modelo. Quando você arrasta uma aparência do Painel de tarefas para a área de gráficos, aparece uma barra de ferramentas instantânea, por exemplo:

• Posicione o cursor sobre cada ferramenta para obter uma visualização. • Clique para aplicar a aparência à Face, Recurso, Corpo ou Peça.

23

Materiais e aparências

• Como alternativa, Alt + arraste para aplicar a aparência e exibir o PropertyManager de Aparências.

Aparência de rascunho
Uma nova aparência, chamada Rascunho, está disponível na guia RealView/PhotoWorks do Painel de tarefas. Selecione Aparências > Diversos > Somente aparências RealView. Use esta aparência para dar a impressão de um desenho à mão, seja por razões estéticas ou para indicar que o modelo está incompleto.

Alteração do estilo de rascunho Você pode alterar o estilo de rascunho no PropertyManager de Aparências. Para alterar o estilo de rascunho: 1. Abra PhotoWorks\cstick_rd.sldprt. 2. Selecione RealView (barra de ferramentas Exibir) para certificar-se de que o RealView está ativado. 3. No Painel de tarefas, na guia Aparências/PhotoWorks, clique em Aparências > Diversos > Somente aparências RealView. 4. Alt + arraste a aparência rascunho grosseiro para a área de gráficos. 5. No PropertyManager de Aparências, na guia Cor/Imagem em Cor, escolha uma nova cor, por exemplo, azul. O plano de fundo é sempre branco. A cor da linha muda de preto para a nova cor. 6. Na guia Mapeamento, em Estilo de mapeamento, clique em Mapeamento plano . 7. Defina a Rotação como 30 graus. A opção Rotação está disponível em alguns estilos de mapeamento, incluindo o Plano. Alterar a rotação pode dar ao modelo uma impressão maior de desenho feito à mão.

8. Em Tamanho de mapeamento, clique em Pequeno

.

24

Materiais e aparências

9. Clique em

.

Para melhorar a aparência do rascunho, remova as arestas tangentes. Clique em Exibir > Exibição > Arestas tangentes removidas.

Luzes e sombras Você pode alterar a aparência de rascunho trabalhando com a iluminação. • A aparência de rascunho interage somente com uma luz direcional. Se você configurou duas luzes direcionais, o rascunho responderá apenas à primeira. Se você desativar a primeira luz direcional, o rascunho responderá à segunda luz. • O rascunho ignora as seguintes propriedades da iluminação: Ambiente, Difusa, Especular. • Você pode combinar o rascunho com a cena de estúdio Oclusão de ambiente, que fornece um sombreamento mais realista ao modelo.

25

3 Criação de esboços
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • • • • • Mover, copiar e girar em esboços 3D Funcionalidade aprimorada para splines Criação de curvas orientadas por equações Imagens fictícias de entidades de esboço faltando Entrada numérica em esboços Offset de linhas infinitas Melhorias no reparo de esboços Redimencionamento de esboços no Instant3D Entidade de esboço Ranhura Alongamento a geometria de esboços Uso de blocos em esboços Dimensões de esboço com valor zero ou negativo

Mover, copiar e girar em esboços 3D
Você pode mover, copiar e girar entidades e planos nos esboços 3D. Se você tiver um plano ativo selecionado, as ações de mover, copiar e girar funcionarão da mesma forma que em esboços 2D. Por exemplo, você só pode mover objetos ao longo dos eixos X e Y do plano ativo.

Mover entidades de esboço 3D
Para mover uma entidade de esboço 3D: 1. No modo Editar esboço 3D, clique em Mover entidades (barra de ferramentas Esboço) ou em Ferramentas > Ferramentas de esboço > Mover. 2. Selecione as entidades de esboço a serem movidas. As setas direcionais X, Y e Z aparecem no esboço, e campos delta para cada eixo aparecem no PropertyManager de Movimento 3D.

26

Criação de esboços

3. Mova as entidades do esboço usando um destes métodos: • No esboço, arraste a seta direcional X, Y ou Z. • No PropertyManager, em Transladar, especifique os valores de alteração de local nos eixos X, Y e Z.

Funcionalidade aprimorada para splines
A funcionalidade para splines foi aprimorada. • Você pode aparar as extremidades das splines com offset. • As splines têm uma curvatura aplicada às extremidades. Antes, elas não tinham uma curvatura zero nas extremidades. • Nos pentes de curvatura para múltiplas curvas conectadas, o software distribui igualmente as espículas ao longo do comprimento da curva.

Criação de curvas orientadas por equações
Você pode clicar em Curva orientada por equação a equação que a define. para criar uma curva especificando

As equações que definem curvas especificam Y em função de X. Você pode usar qualquer função com suporte na caixa de diálogo Equações. Por exemplo, você pode construir equações complexas como esta: y = 2*(x + 3*seno(x)) Para criar uma curva orientada por equação: 1. Em um esboço, clique em Ferramentas > Entidades de esboço > Curva orientada por equação. 2. Especifique os parâmetros da equação no PropertyManager: • Equação: Especifique a equação que define a curva, onde Y é uma função de X. Se você especificar uma equação que não pode ser resolvida, a cor do texto mudará para vermelho. • Parâmetros: Especifique o intervalo de valores para X, onde X1 é o ponto inicial e X2 o ponto final. Por exemplo, X1 = 0 e X2 = 2*pi.

27

Criação de esboços

Você pode fixar os pontos finais da curva usando Fixar

. Se você selecionar

Fixar , o ponto final da curva ficará fixo. Se desmarcar Fixar , você poderá arrastar o ponto final ao longo da curva e os valores do PropertyManager para a curva serão atualizados.

Imagens fictícias de entidades de esboço faltando
Se a referência a uma relação ou dimensão de esboço estiver faltando, você pode exibir uma imagem fictícia desta referência selecionando ou posicionando o cursor sobre a relação ou dimensão pendente. A imagem fictícia tem o mesmo tamanho, forma, local e orientação da entidade original. Esta imagem fictícia aparece sempre que você seleciona uma relação ou dimensão da referência que está faltando (por exemplo, se você iniciar Exibir/Excluir relações ou o PropertyManager da entidade de esboço).

Exibição da imagem fictícia de uma entidade de esboço faltando
Para exibir a imagem fictícia de uma entidade de esboço faltando: 1. Abra um documento de desenho que contenha múltiplos esboços. Por exemplo, este desenho consiste de dois esboços, um contendo a linha superior e o outro a linha inferior e a dimensão angular entre as linhas.

2. Exclua o esboço que contém a linha superior. O desenho agora é exibido desta forma:

Observe como a sombra indica que a dimensão está pendente, agora que você excluiu a linha superior. 3. Posicione o cursor sobre a dimensão angular ou selecione-a. Uma imagem fictícia da linha que está faltando aparece no desenho.

28

Criação de esboços

Entrada numérica em esboços
Você pode especificar entradas numéricas quando cria linhas, retângulos, círculos e arcos.

Ativação de entradas numéricas
Para ativar entradas numéricas: 1. Clique em Opções > Esboço. 2. Selecione Ativar entrada numérica na tela ao criar entidade.

Especificação de entradas numéricas
Para especificar entradas numéricas: 1. Em um esboço, clique em Retângulo de canto (barra de ferramentas Esboço) ou em Ferramentas > Entidades de esboço > Retângulo. 2. Clique uma vez para iniciar o retângulo e mova o cursor. Aparecem campos em cada lado do retângulo. Um campo está pronto para receber uma entrada numérica.

3. Digite 1 e pressione Tab em um esboço 2D, ou Shift Tab em um esboço 3D. A largura é definida como 1 e o foco muda para o outro lado.

4. Digite 2, depois pressione a tecla Enter.

29

Criação de esboços

O retângulo é dimensionado com as dimensões especificadas e os campos numéricos desaparecem.

Offset de linhas infinitas
É possível aplicar offset a linhas infinitas.

Melhorias no reparo de esboços
Reparar esboço agora localiza mais tipos de erro em elementos de esboço e permite que você repare alguns interativamente. Reparar esboço repara automaticamente: • Pequenas entidades de esboço (ou seja, entidades cujo comprimento da cadeia é menor que o dobro do valor máximo de espaçamento) Reparar esboço exclui essas pequenas entidades do esboço. • Linhas e arcos sobrepostos Reparar esboço mescla todos em uma só entidade. Reparar esboço destaca os seguintes erros: • Espaçamentos ou sobreposições de entidades de esboço menores que o valor máximo de espaçamento especificado. Espaçamentos ou sobreposições maiores que esse valor são considerados intencionais. • Qualquer ponto compartilhado por três ou mais entidades. Se for encontrado um erro desse tipo, você pode repará-lo no esboço. Clicar em Anterior ou Avançar passa para outro erro.

Clique em para ativar/desativar a lente de aumento ou um círculo para realçar o erro no esboço. Para obter detalhes, consulte Lente de aumento.

Redimencionamento de esboços no Instant3D
No Instant3D, você pode usar alças ao longo da borda externa para redimensionar um esboço ou bloco. Para redimensionar um esboço no Instant3D: 1. Se o Instant3D não estiver ativado, clique em Instant3D (barra de ferramentas Recursos). 2. Selecione um esboço na árvore de projeto do FeatureManager. Pontos de âncora aparecem ao longo da borda do esboço.

30

Criação de esboços

3. Arraste um ponto de âncora. O esboço é redimensionado, mantendo suas proporções. Se você arrastar uma aresta ou um canto, a aresta ou canto oposto permanece fixo.

Por exemplo, se você arrastar a âncora média direita, o lado esquerdo permanecerá fixo e o esboço será redimensionado proporcionalmente.

Se você pressionar Alt antes de arrastar a âncora, a aresta ou canto oposto não permanecerá fixo. O esboço é redimensionado proporcionalmente, mantendo seu ponto central original.

Entidade de esboço Ranhura
Você pode inserir ranhuras nos esboços e desenhos. Há quatro tipos de entidades de esboço Ranhura:

31

Criação de esboços

• • • •

Ranhura Ranhura Ranhura Ranhura

reta reta no ponto central em arco de três pontos em arco no ponto central

Criar uma ranhura reta
Para esboçar uma ranhura reta: 1. Em um esboço, clique em Ranhura reta (barra de ferramentas Esboço) ou em Ferramentas > Entidades de esboço > Ranhura reta. 2. No esboço, clique para especificar o ponto de início da ranhura. 3. Mova o cursor e clique para especificar o comprimento da ranhura.

4. Mova o cursor e clique para especificar a largura da ranhura.

Alongamento a geometria de esboços
Nos esboços 2D agora é possível alongar várias entidades de esboço com um grupo, em vez de ter que modificar cada uma individualmente. Para alongar entidades de esboço: 1. Clique em Alongar entidades (barra de ferramentas Esboço, em Mover entidades) ou em Ferramentas > Ferramentas de esboço > Alongar entidades. 2. Selecione as entidades para Entidades a alongar e clique com o botão direito do mouse. Por exemplo, selecione as três linhas indicadas:

3. Em Parâmetros, selecione um método:

32

Criação de esboços

• De/Para. Arraste as entidades para alongar a geometria: a) Clique em uma das entidades. b) Arraste para alongar. c) Clique com o botão direito do mouse e então clique em .

• X/Y. Especifique valores para alterar a largura (X) e altura (Y) das entidades. As entidades de esboço mudam para o novo tamanho. Por exemplo, se você especificar uma mudança de 0,50 para a largura e nenhuma para a altura, verá o seguinte:

Uso de blocos em esboços
O trabalho com blocos em esboços foi aprimorado de várias maneiras.

Salvar um esboço em um arquivo de bloco
Você pode salvar um esboço diretamente num arquivo de bloco, em vez de primeiro criar um bloco no esboço e depois salvar esse bloco. Para salvar um esboço em um arquivo de bloco: 1. Crie um esboço. 2. Clique em Salvar esboço como bloco Ferramentas > Blocos > Salvar. (barra de ferramentas Blocos) ou em

Salvar esboços na Biblioteca de projetos
Você pode salvar um esboço como bloco na Biblioteca de projetos. Anteriormente, você precisava criar o bloco no esboço para poder de salvá-lo na Biblioteca de projetos. Para salvar um esboço como bloco na Biblioteca de projetos: 1. No PropertyManager do seu esboço, selecione as entidades a serem adicionadas à Biblioteca de projetos. 2. Na Biblioteca de projetos, clique em Adicionar à biblioteca . 3. No PropertyManager, em Salvar como, digite um nome para o arquivo. 4. Clique em . O esboço é salvo como bloco na Biblioteca de projetos.

33

Criação de esboços

Dimensões de esboço com valor zero ou negativo
Você pode especificar um valor zero ou negativo para dimensões de esboço. No PropertyManager ou na caixa de diálogo Modificar, inverta o sentido de uma dimensão de posição: • Clicando em Inverter direção • Digitando um número negativo

Inverter uma dimensão de posição
Para inverter uma dimensão de posição em um esboço: 1. Selecione uma dimensão de posição. 2. No PropertyManager, em Valor primário, clique em Inverter direção . O local do objeto em relação ao ponto de referência muda para o inverso do valor original. Neste esboço, a posição da linha é fixa, e a dimensão a ser alterada é distância entre ela e a linha superior do retângulo:

Se você clicar em Inverter direção , a linha superior do retângulo assumirá a posição inversa, 0,03 unidades acima da linha fixa:

34

4 Recursos
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • • Geral Recursos de limite Extrusões e ranhuras Recursos de fixação Recursos de forma livre Instant3D Recursos de fixação de beira e ranhura Nervuras Cortes de varredura de sólido

Geral
Imagem fictícia de referência faltando
Quando uma entidade usada como referência em um recurso está ausente, sua imagem fictícia aparece na área de gráficos e uma mensagem de advertência é apresentada no PropertyManager. Peças e montagens têm suporte para imagens fictícias.

A imagem fictícia aparece no mesmo local com o mesmo tamanho, forma e tipo da referência original. Por exemplo, uma face plana é representada por um plano fictício. Para definir a cor da imagem fictícia, clique em Opções > Opções do sistema > Cores. Em Configuração de esquemas de cores, clique em Item selecionado sem referência. Para obter mais informações, consulte Imagens fictícias de entidades de esboço faltando na página 28. Exibição de imagens fictícias de referências faltando Você pode exibir imagens fictícias com informações sobre tamanho, local e tipo das referências que estão faltando. 1. Abra Features\Fillet_MissingRef.sldprt.

35

Recursos

2. Expanda Extrude1 e edite Sketch1 para remover o canto superior direito do esboço, aproximadamente como mostrado.

3. Saia do esboço. A caixa de diálogo O que está errado? relata um erro em Fillet2, que também apresenta um erro na árvore de projeto do FeatureManager. 4. Feche a caixa de diálogo. 5. Na árvore de projeto do FeatureManager, clique com o botão direito em Fillet2 e selecione Editar recurso . No PropertyManager, **Faltando**Edge<1> aparece em Arestas, faces, recursos e loops . Uma imagem fictícia da aresta faltando usada pelo filete aparece na área de gráficos. 6. Selecione **Faltando**Edge<1> no PropertyManager. A imagem fictícia da referência faltando é realçada.

7. Selecione a aresta superior como substituta para a aresta faltando e a aresta inferior como uma nova aresta para Arestas, faces, recursos e loops .

36

Recursos

A imagem fictícia desaparece da área de gráficos. **Faltando**Edge<1> desaparece no PropertyManager. 8. Clique em . Fillet2 agora não apresenta mais um erro no PropertyManager. Outras mensagens de referência faltando Quando uma entidade que originalmente foi usada para formar um contorno, região, grupo aberto ou fechado, loop aberto ou fechado está faltando, os recursos como lofts, varreduras e limites falham. Nesses casos, o PropertyManager apresenta o texto **Erro**<Número do esboço> em vez de **Faltando**.

Selecione **Erro**Sketch1 no PropertyManager para destacar o esboço deste loft que está falhando.

Aplique o loft depois de reparar o esboço

No caso de referências externas fora de contexto (o nome do recurso tem o sufixo ->? ), o PropertyManager apresenta **Externo**<Informação de referência> em vez de **Faltando**. Para definir a cor das referências externas ausentes, clique em Opções > Opções do sistema > Cores. Em Configuração de esquemas de cores, selecione Item selecionado 3.

Recursos de limite
O recurso de limite agora cria recursos de ressalto/base e corte de sólidos semelhantes aos recursos de extrusão, loft, revolução e varredura de sólidos. Os limites produzem recursos precisos de altíssima qualidade, úteis na criação de formas complexas para projetos de produtos de consumo e para as áreas médica, aeroespacial e de moldes.
37

Recursos

Consulte Visão geral dos limites e PropertyManager de Limite na Ajuda.

Extrusões e ranhuras
Quando você cria uma extrusão de um esboço de ranhura, ver o eixo central temporário da ranhura. Esse recurso é particularmente útil para estabelecer o posicionamento de componentes de fixação no centro de ranhuras em montagens.

Para obter mais informações, consulte Entidade de esboço Ranhura na página 31.

Recursos de fixação
Os PropertyManagers de diversos recursos de fixação foram aprimorados: • Agora é possível criar Favoritos. • Imagens aprimoradas mostram claramente as áreas afetadas por cada dimensão. PropertyManager de Ranhura do gancho de encaixe

Recursos de forma livre
Os recursos de forma livre foram aprimorados.
38

Recursos

• Você agora pode criar formas livres em remendos com qualquer número de lados. Anteriormente, só era possível criar formas livres em remendos com quatro lados.

• Você agora pode girar a visualização da malha para alinhá-la com a deformação criada. Um transferidor mostra o ângulo da rotação.

Malha original

Malha com rotação

Instant3D
Instant3D em montagens
As montagens agora têm suporte para o Instant3D. Você pode usar o Instant3D para editar componentes dentro de uma montagem ou para editar esboços, recursos de montagem e dimensões de posicionamentos no nível de montagem. Uso do Instant3D em montagens Para utilizar o Instant3D em montagens: 1. Abra Instant3D\Assembly\Instant3D.sldasm.

39

Recursos

2. Selecione o recurso Furo na árvore de projeto do FeatureManager para exibir suas dimensões. 3. Selecione a dimensão do furo para exibir o valor atual (0,6) na chamada, em seguida digite 1,2 e pressione Enter. O furo é redimensionado para 1,2.

4. Expanda Posicionamentos e selecione o posicionamento Distance1. 5. Arraste o círculo do Instant3D na peça indicada para modificar o posicionamento.

Use a régua para arrastar até uma distância específica.

40

Recursos

Edição de esboços no Instant3D
Você pode usar o Instant3D para editar contornos de esboço internos. Arraste os manipuladores para reposicionar os contornos de esboço internos usando as réguas. Esta funcionalidade funciona para recursos de extrusão e corte e está disponível para as seguintes entidades de esboço: • • • • Círculos Polígonos Retângulos centrais Retângulos centrais com 3 pontos

Edição de esboços usando o Instant3D Para editar um esboço usando o Instant3D: 1. Abra Instant3D\EditSketch.sldprt.

O esboço dessa extrusão contém um polígono num esboço interno que pode ser reposicionado. 2. Selecione a face indicada. Os manipuladores são exibidos.

3. Selecione o manipulador de contorno. O ponteiro muda para .

41

Recursos

4. Arraste o manipulador para afastá-lo da aresta do modelo mais próxima. Uma régua é exibida, para que você possa especificar a distância.

Você pode arrastar os manipuladores de contorno para mover o contorno horizontal ou verticalmente. Arraste a asa para arrastar o contorno ao longo do seu plano. Use o manipulador de redimensionamento para redimensionar o contorno.

Planos de Seção ativados do Instant3D
As Seções ativadas do Instant3D foram aprimoradas para melhorar sua usabilidade. Você pode exibir várias Seções ativadas e elas são salvas automaticamente com o modelo. A interface do usuário oferece melhor controle do tamanho do plano por meio de alças, do aprimoramento da tríade e de comandos do menu de atalho. Uso dos Planos de Seção ativados do Instant3D Para conhecer os melhoramentos de Seção ativada do Instant3D: 1. Abra Instant3D\LiveSection.sldprt. 2. Clique em Plano de seção ativado (barra de ferramentas Geometria de referência) ou em Inserir > Geometria de referência > Plano de seção ativado. O PropertyManager é aberto, solicitando que você selecione o plano para o corte. 3. Selecione a face frontal indicada.

42

Recursos

A Seção ativada aparece com o nome predeterminado Plano de seção ativado1. O plano é dimensionado com base na face selecionada. O plano possui alças que você pode arrastar para redimensioná-lo. A pasta Planos de seção ativados, onde são armazenadas todas as seções ativadas, aparece na árvore de projeto do FeatureManager. 4. Na pasta Planos de seção ativados, selecione o plano e renomeie-o como LSP1. 5. Clique em qualquer lugar da área de gráficos. A Seção ativada é desativada. Ela muda de cor e as alças do plano desaparecem. A tríade também desaparece. 6. Clique com o botão direito na borda do plano e selecione Ajustar à peça. O plano assume um tamanho suficiente para cortar o corpo inteiro. Outros itens do menu de atalho permitem restaurar a Seção ativada ao estado original ou ocultá-la. 7. Clique com o botão direito na borda do plano e selecione Exibir tríade . 8. Arraste a seta azul da tríade para posicionar a Seção ativada aproximadamente como mostrado.

A régua permite posicionar as Seções ativadas usando dimensões específicas. Quando você usa os anéis da tríade para girar Seções ativadas, um transferidor permite determinar ângulos precisos.

43

Recursos

Para medir entidades, clique em Ferramentas > Medida e selecione a entidade.

9. Clique em Plano de seção ativado (barra de ferramentas Geometria de referência) ou em Inserir > Geometria de referência > Plano de seção ativado e selecione a face direita indicada. Renomeie o plano como LSP2.

Uma segunda Seção ativada aparece enquanto LSP1 continua sendo exibido. Você pode criar várias Seções ativadas, todas elas armazenadas na pasta Planos de seção ativados. 10. Clique com o botão direito na área de gráficos e clique em Ocultar . Os ícones na pasta Planos de seção ativados indicam o estado de exibição dos planos. Você pode também clicar em Ocultar tríade para ocultar a tríade temporariamente. 11. Clique em Exibir > Planos de seção ativados para ocultar todas as seções ativadas.

Espelhos e Padrões no Instant3D
Você pode usar o Instant3D para manipular geometrias espelhadas ou de padrão. Os manipuladores disponíveis na geometria transformada selecionada correspondem aos disponíveis na geometria original correspondente. Quando você arrasta uma geometria transformada, o modelo inteiro é atualizado, incluindo a geometria de origem.

44

Recursos

Peça original com extrusão espelhada

Selecione o recurso espelhado. Use o manipulador e a régua do Instant3D para modificar o recurso espelhado e o recurso de origem correspondente.

Instant3D e os recursos Mover face
Você pode editar os recursos Mover face usando a funcionalidade Instant3D. • Para Offset e Transladar, arraste a dimensão ou seta. • Para Girar, arraste a dimensão de ângulo.

Soldagens no Instant3D
O Instant3D agora trabalha com peças de soldagem 2D e 3D.

45

Recursos

Alças de arrasto Selecione a face a ser arrastada. Um seta de arrasto aparece na direção mais próxima disponível para onde você pode arrastar a face. Você pode mover o corpo de soldagem para alongar corpos anexados e o esboço de orientação.

Arraste a alça.

Peça de soldagem redimensionada

Arraste uma face de extremidade para alongar o componente estrutural.

As alças de arrasto também funcionam quando a orientação da face lateral não está no mesmo plano do esboço de orientação. O Instant3D respeita a direção geral da alça de arrasto, de forma que o esboço de orientação e os corpos anexados são expandidos ou contraídos.

46

Recursos

Outros exemplos Quando você arrasta um segmento de componente estrutural, uma visualização do mostra o local do segmento selecionado.

Selecione a face do componente estrutural a ser arrastada

Visualização do componente no local para onde foi arrastado

Posição final

Recursos de fixação de beira e ranhura
Você pode criar recursos de fixação de beira e ranhura para alinhar, posicionar e unir duas peças de plástico. Os recursos de fixação de beira e ranhura têm para peças com múltiplos corpos e montagens.

47

Recursos

Clique em Beira/Ranhura (barra de ferramentas Recursos de fixação) ou em Inserir > Recurso de fixação > Beira/Ranhura e defina as opções.

Beira

Ranhura

Nervuras
Agora, quando aplica uma inclinação a um recurso de nervura, você pode especificar a espessura da nervura na interseção com a parede. Anteriormente, você só podia especificar a espessura no plano do esboço.

Cortes de varredura de sólido
Os cortes de varredura de sólido foram aprimorados.

48

Recursos

Melhoramentos

SolidWorks 2008

SolidWorks 2009

A qualidade da superfície foi melhorada

É possível criar um corte de varredura de sólido ao longo de caminhos não tangentes.

Sem suporte

49

Recursos

Melhoramentos

SolidWorks 2008

SolidWorks 2009

As linhas adicionais na extremidade de cortes de varredura de sólido foram removidas

É possível gerar cortes de varredura de sólido que antes não tinham suporte

Sem suporte

Com suporte

A geometria do corpo de ferramenta é consumida pelo corte de varredura de sólido.

A geometria do corpo de A geometria do corpo de ferramenta não era consumida e ferramenta é consumida. o modelo tinha uma propriedade de massa incorreta.

50

5 Peças
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • • • Dimensões duplas para resultados de medições Dimensões em peças espelhadas e derivadas Propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações Alterar as características de exibição das peças Reanexar peças derivadas Propriedades personalizadas atribuídas a peças Sensores Projeto de moldes Chapa metálica Soldagens

Dimensões duplas para resultados de medições
Você pode configurar a ferramenta Medida para exibir resultados usando duas unidades diferentes. Por exemplo, você pode especificar a exibição em milímetros e em polegadas na caixa de diálogo Medida, em chamadas de medição e na barra de status.

Para usar dimensões duplas:

51

Peças

1. Clique em Medida Medida.

(barra de ferramentas Ferramentas) ou em Ferramentas >

2. Na caixa de diálogo Medida, clique em Unidades/precisão . 3. Na caixa de diálogo Unidades/precisão de medida, selecione Usar configurações personalizadas e selecione a primeira unidade de comprimento. Se você selecionar Usar configurações do documento, as unidades duplas só são exibidas se você tiver ativado unidades duplas na guia Propriedades do documento da caixa de diálogo Opções. 4. Clique em Usar unidades duplas e selecione a segunda unidade. 5. Clique em .

Dimensões em peças espelhadas e derivadas
Ao criar peças espelhadas ou derivadas, você pode importar o esboço e as dimensões de recursos da peça original. Embora não sejam editáveis, essas dimensões podem ser usadas em desenhos criados a partir da peça espelhada ou derivada. Para importar dimensões ao espelhar ou derivar uma peça, selecione Dimensões do modelo no PropertyManager de Inserir peça. Peça original mostrando a dimensão do esboço

Peça espelhada mostrando as dimensões importadas

Desenho baseado na peça espelhada

52

Peças

Propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações
Você pode usar propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações de peças e de montagens. A caixa de diálogo Adicionar/editar equação e a pasta Equações na árvore de projetos do FeatureManager permitem o acesso direto. Para usar propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações: 1. Siga um destes procedimentos para exibir variáveis, propriedades de arquivo personalizadas e propriedades de arquivo predeterminadas: • Na caixa de diálogo Adicionar/editar equações, no canto inferior direito, clique em .

• Na árvore de projetos do FeatureManager, clique com o botão direito do mouse em Equações e selecione Exibir propriedades do arquivo.

Ícones diferenciam as variáveis e as propriedades de arquivos: Variável global Propriedade personalizada Propriedade predeterminada 2. Clique na variável ou na propriedade do arquivo na lista da caixa de diálogo, ou na árvore de projetos do FeatureManager, para adicionar à equação.

Alterar as características de exibição das peças
Você pode usar o Painel de exibição para alterar as características de exibição das peças. Clique em na parte superior da árvore de projeto do FeatureManager para expandir o Painel de exibição e alterar as características de exibição usando estes controles:

53

Peças

Ocultar/Exibir Modo de exibição Aparência Transparência Em todas as peças, você pode mudar a aparência (material e cor) e a transparência dos recursos selecionados na peça.

Para peças com múltiplos corpos, você pode também alterar o estado (exibir/ocultar) e o modo de exibição (por exemplo, Sombreado, Linhas ocultas visíveis, Estrutura de arame) do corpo selecionado.

Reanexar peças derivadas
A funcionalidade do recurso Dividir As novas funções incluem: • Reanexar arquivos existentes durante a edição do recurso Dividir. • A opção de reanexar peças automaticamente ao trocar as ferramentas de aparar. Os resultados do processo de reanexação são mostrados em mensagens de balão. • Chamadas mais curtas para melhor legibilidade. Dicas de ferramenta informa o caminho completo. • A caixa de diálogo Anexar arquivo que permite reanexar peças derivadas existentes relacionadas com o recurso de divisão. Visualizações ajuda a identificar as peças. Você também pode especificar novos nomes para peças derivadas. foi ampliada.

54

Peças

O botão Salvar todos os corpos foi renomeado como Atribuir nomes automaticamente. Você ainda usa esse controle para atribuir novos nomes de peça a corpos não atribuídos, criados quando você cortou a peça. Você pode reanexar peças derivadas a: • Um arquivo de peça de estoque especificado • Corpos específicos no arquivo de peça de estoque Peça de estoque dividida por um esboço

Reanexar peças derivadas existentes
Quando você edita um recurso de peça dividida, é possível reanexar os corpos resultantes em peças derivadas existentes. Você pode selecionar para tentar reanexar os corpos automaticamente. Quando um corpo não pode ser reanexado automaticamente, a caixa de diálogo Atribuir arquivo permite selecionar a peça à qual o corpo será anexado. Para reanexar peças derivadas: 1. Abra Parts\Split-part.SLDPRT. 2. Na árvore de projetos do FeatureManager, clique com o botão direito do mouse no recurso Split1 e clique em Editar recurso . 3. No PropertyManager, em Ferramentas de aparar, desmarque Sketch3 e selecione Sketch4 como a ferramenta de aparar à qual as peças devem ser reanexadas. 4. Clique em Cortar peça. 5. Quando for perguntado se você deseja anexar corpos divididos a arquivos existentes, clique em Sim. Uma mensagem informa os resultados. Neste caso, alguns corpos são reanexados, mas não todos. O software tenta fazer a correspondência das peças com os corpos usando informações internas. Alterações no modelo podem provocar resultados diferentes dos pretendidos. Sempre inspecione os resultados para ter certeza de que estão corretos. 6. Clique na chamada de Body 2, o corpo que não foi reanexado. 7. Na caixa de diálogo Atribuir arquivo, selecione Arquivo existente. 8. Use a lista suspensa para selecionar bodya.sldprt, que não foi reanexado automaticamente. Uma visualização mostra a peça.

55

Peças

9. Clique em OK na caixa de diálogo e, em seguida, clique

no PropertyManager.

Reanexar peças ao trocar ferramentas de aparar
Quando você troca as ferramentas de aparar, é possível criar novas peças, assim como reanexar peças existentes, por exemplo, quando o número de corpos criados com a nova ferramenta de aparar for maior que o número de peças existentes. Para reanexar peças ao trocar as ferramentas de aparar: 1. Abra Parts\Split-part2.SLDPRT. 2. Na árvore de projetos do FeatureManager, clique com o botão direito do mouse no recurso Split1 e clique em Editar recurso . 3. No PropertyManager, em Ferramentas de aparar, desmarque Plano direito e selecione Sketch3 como a nova ferramenta de aparar. 4. Clique em Cortar peça. 5. Quando for perguntado se você deseja anexar corpos divididos a arquivos existentes, clique em Sim. Uma mensagem informa que alguns corpos foram reanexados. 6. Clique na chamada de Body 3, o corpo que não foi reanexado. Na caixa de diálogo Atribuir arquivo, ambos os arquivos da lista suspensa Arquivos existentes já foram reanexados. 7. Selecione Novo arquivo e clique no botão Procurar para abrir a caixa de diálogo Salvar como. 8. Digite Meio como o nome da peça derivada e clique em Salvar. 9. Clique em .

Propriedades personalizadas atribuídas a peças
Você pode atribuir propriedades personalizadas e propriedades específicas da configuração na nova guia Propriedades personalizadas no Painel de tarefas.

Consulte Propriedades personalizadas na página 15.

Sensores
Os sensores monitoram propriedades selecionadas de peças e montagens, alertando quando os valores se desviam dos limites que você especificou. Consulte Sensores na página 76.

Projeto de moldes
Ferramentas de análise
As ferramentas de análise agora podem ser executadas continuamente e informar quando o modelo é modificado. As ferramentas de análise são: • Análise de inclinação. Aprimoramento da ferramenta Análise de inclinação anterior. • Análise de rebaixo. Aprimoramento da ferramenta Análise de rebaixo anterior.

56

Peças

• Análise de linha de partição. Nova ferramenta para analisar linhas de partição potenciais enquanto você projeta peças moldadas. Você ainda precisa usar Linha de partição (barra de ferramentas Ferramentas de molde) para adicionar um recurso de linha de partição. Após executar uma análise: • Você pode ativar e desativar a exibição, similar a Listras de zebra. • Os resultados são atualizados dinamicamente quando a geometria da peça é alterada. Exibição dos resultados da análise de inclinação:

Chapa metálica
Converter para chapa metálica
Você pode converter um corpo sólido ou um corpo de superfície em uma peça de chapa metálica usando o comando Converter em chapa metálica. O corpo sólido pode ser um corpo de chapa metálica importado. Após criar a peça, você pode aplicar nela todos os recursos de chapa metálica. Use o comando Converter para chapa metálica com: • Corpos sólidos ou de superfície que possuam: • Nenhuma casca ou filete • Uma casca ou filetes • Uma casca e filetes • Peças importadas que já estão na forma de uma peça de chapa metálica

57

Peças

Peça sólida

Peça de chapa metálica com dobras em destaque

Peça de chapa metálica planificada

Converter uma peça sólida em uma peça de chapa metálica Você usa o PropertyManager de Sólido para chapa metálica para especificar a espessura e o raio de dobra predeterminado da peça. Quando você seleciona as arestas da dobra, as arestas dos rasgos necessárias são selecionadas automaticamente, permitindo que a peça concluída seja planificada. Para converter uma peça sólida em peça de chapa metálica: 1. Abra SheetMetal\Solid_to_SM.SLDPRT. 2. Clique em Converter em Chapa Metálica (barra de ferramentas Chapa metálica) ou em Inserir > Chapa metálica > Converter em Chapa Metálica. 3. No PropertyManager: a) Em Parâmetros de chapa metálica, selecione a face superior como a face fixa da peça de chapa metálica.

b) Defina a espessura da chapa como 1 mm e o raio da dobra como 2 mm. c) Selecione Inverter espessura.

58

Peças

d) Em Arestas de dobra, selecione as arestas da face superior como as arestas de dobra; em seguida, continue selecionando as arestas paralelas à que está realçada abaixo. Selecione um total de 12 arestas. Alterar o estilo da exibição para Linhas ocultas visíveis facilita a visualização de todas as arestas de dobra.

As arestas de rasgo são mostradas em Encontradas arestas de rasgo, com base nas arestas de dobra selecionadas. Em Esboços de rasgo, você pode selecionar manualmente as arestas de rasgos ou entidades de esboço nas quais criar rasgos. Na área de gráficos, chamadas são anexadas às arestas de dobra e de rasgo. Você pode usar as chamadas para alterar o raio da dobra e os espaçamentos do rasgo. e) Para um alívio mais rigoroso, em Alívio automático, mude o tipo de alívio para Ruptura, ou especifique uma razão de alívio menor. A razão de alívio pode ser um número negativo. f) Clique em .

4. Clique em Planificar (barra de ferramentas Chapa metálica) para planificar a peça usando as dobras e os rasgos especificados. Converter uma peça de chapa metálica importada Você pode converter qualquer peça do tipo de chapa metálica importada em uma uma peça de chapa metálica do SolidWorks, totalmente funcional, que pode ser planificada. A peça importada deve ter espessura constante. Se a peça que você está convertendo tem um recurso formado, ela será excluída. Você pode reaplicar o recurso após a conversão. Para converter uma peça de chapa metálica importada: 1. Importe Sheetmetal\Sheet_Metal_Import.x_t no SolidWorks. 2. Clique em Converter em Chapa Metálica (barra de ferramentas Chapa metálica) ou em Inserir > Chapa metálica > Converter em Chapa Metálica. 3. No PropertyManager, em Parâmetros de chapa metálica, selecione a face do meio como a face fixa.

59

Peças

4. Em Arestas de dobra, clique em Coletar todas as dobras. Isso seleciona todas as dobra pré-existentes na peça importada e detecta a espessura da peça.

Você também pode selecionar as arestas de dobra manualmente. 5. Clique em .

Converter usando esboços de rasgo Quando um rasgo é necessário para criar uma peça de chapa metálica, você pode usar esboços 2D e 3D para definir o rasgo. Você deve criar o esboço antes de converter o corpo sólido em uma peça de chapa metálica. Para usar um esboço de rasgo ao converter um corpo sólido: 1. Abra a peça. 2. Clique em Converter em Chapa Metálica (barra de ferramentas Chapa metálica) ou em Inserir > Chapa metálica > Converter em Chapa Metálica. 3. No PropertyManager, em Parâmetros de chapa metálica, selecione a face fixa. 4. Em Arestas de dobra, selecione as arestas de dobra. 5. Em Esboços de rasgo, selecione o esboço criado para definir o rasgo. 6. Clique em .

Calibre de chapa metálica expandido/Tabela de dobras
A tabela de calibre de chapa metálica foi ampliada para permitir que você associe tolerância de dobra, raio de dobra ou fator k a qualquer combinação de espessura (calibre), raio de dobra e material. As tabelas de calibre de chapa metálica e as tabelas de dobras foram combinadas para que seus valores possam ser lidos no PropertyManager de Calibres de chapa metálica. Você ainda pode usar as tabelas de calibre e de dobras no formato antigo. Somente as tabelas de dobras no formato antigo podem ser lidas na caixa de diálogo Tabela de dobras.

60

Peças

Os valores de Nº do calibre, Espessura e Raio nas novas tabelas preenchem os campos correspondentes no PropertyManager de Calibres de chapa metálica. O valor na coluna Ângulo é inserido na lista suspensa Ângulo no PropertyManager de Flange de aresta. Para editar as novas tabelas de calibre/dobra, clique em Editar > Tabela de dobras > Editar tabela. Para usar as novas tabelas de calibre: 1. Clique com o botão direito do mouse em uma peça de chapa metálica e clique em Editar recurso . 2. No PropertyManager, em Calibres de chapa metálica, selecione Usar tabela de calibre. 3. Selecione um novo formato de tabela de calibres usando a lista suspensa ou procurando-o.

4. Em Parâmetros de chapa metálica, selecione o calibre. A espessura e o raio são calculados da tabela. Você pode substituir esses valores. 5. Em Tolerância da dobra, você pode usar a lista suspensa para selecionar o tipo do cálculo de dobra a ser usado (Fator K , Tolerância da dobra ou Dedução da dobra ) ou para trocar a tabela de calibres por uma tabela de dobras no estilo antigo. 6. Clique em .

Arestas oblíquas/chanfradas com chapa metálica
O SolidWorks mantém biséis e chanfros quando você trabalha com peças de chapa metálica. As arestas oblíquas e chanfradas agora são mantidas quando você: • Planifica peças de chapa metálica cilíndricas Cilindro com furo escareado Cilindro planificado

61

Peças

• Planifica uma peça com chanfro ao longo de uma aresta que atravessa uma dobra Chanfro através da curva Peça planificada

• Usa outros comandos de chapa metálica como Dobra esboçada, Desvio e Bainha • Insere dobras em peças com biséis ou chanfros Os biséis ou chanfros não podem estar em uma aresta que intercepte uma dobra.

Os chanfros e biséis são mantidos apenas quando as peças de chapa metálica são criadas no SolidWorks 2009.

Quebras em cruz
Você pode adicionar uma quebra em cruz a uma peça de chapa metálica como um duto para aumentar sua rigidez, defletir água, etc. Características da quebra em cruz: • Você pode planificar peças de chapa metálica com quebras em cruz. • Você pode adicionar um flange de aresta ou flange contínuo à aresta de uma face com uma quebra em cruz. Os cantos da quebra em cruz devem estar nas extremidades da aresta. • Quando você adiciona uma quebra em cruz, as dimensões da peça não são alteradas. • Você pode editar o esboço da quebra em cruz para mover cantos e alterar relacionamentos. • Quando você cria o desenho de uma peça com uma quebra em cruz, a vista planificada é etiquetada com a direção da dobra, o raio da dobra e o ângulo da dobra.

62

Peças

Peça de chapa metálica com quebra em cruz

Peça planificada

Desenho da peça mostrando as etiquetas da quebra em cruz

A quebra em cruz é uma representação gráfica, não uma entidade geométrica. Para adicionar uma quebra em cruz a uma superfície de chapa metálica: 1. Clique em Quebra em cruz (barra de ferramentas Chapa metálica) ou em Inserir > Chapa metálica > Quebra em cruz. 2. No PropertyManager, selecione: • • • • A face na qual criar a quebra em cruz A direção da quebra em cruz O raio da quebra O ângulo da quebra .

3. Clique em

Soldagens
Grupos
Você agora pode definir um grupo de soldagem, um conjunto de segmentos relacionados em um componente estrutural. Configure um grupo para afetar todos os seus segmentos sem afetar outros segmentos ou grupos do componente estrutural. Você pode definir um grupo em um plano único ou em múltiplos planos. Um grupo pode conter um ou mais segmentos. Um componente estrutural pode conter um ou mais grupos. Os tipos de grupos são:

63

Peças

Contíguo

Um contorno contínuo de segmentos unidos pelas extremidades. O ponto final do grupo pode, como opção, conectar-se ao ponto inicial.

Paralelo

Um conjunto descontínuo de segmentos paralelos. Os segmentos do grupo não podem se tocar.

Quando você define um grupo, o segundo segmento que você seleciona determina o tipo de grupo. Para criar um grupo contíguo, selecione dois segmentos conectados. Para criar um grupo paralelo, selecione dois segmentos paralelos. Após definir o grupo, você pode operá-lo como uma unidade. É possível: • • • • Especificar o tratamento de canto para os segmentos do grupo. Criar espaçamentos de solda entre segmentos para abrir espaço para cordões de solda. Espelhar o perfil de um único grupo. Alinhar um grupo sem afetar o resto do componente estrutural.

Trabalhar com grupos
Para trabalhar com grupos: 1. Abra Weldments\weldment_groups.sldprt. 2. Configure o componente estrutural: a) Clique em Componente estrutural (barra de ferramentas Soldagens) ou em Inserir > Soldagens > Componente estrutural. b) Fixe o PropertyManager. c) Em Seleções: • Selecione polegada ansi em Padrão. • Selecione canal c em Tipo. • Selecione 3 x 5 em Tamanho. 3. Crie grupos: a) Crie o Grupo1 selecionando os segmentos em destaque:

64

Peças

Para criar um grupo contínuo, certifique-se de que o segundo segmento que você selecionar está conectado com o primeiro. b) Clique em Novo grupo para criar o Grupo2 a partir dos segmentos em destaque:

c) Para criar o Grupo3, clique com o botão direito do mouse, selecione Criar novo grupo e depois selecione os segmentos em destaque:

d) Em Grupos, selecione cada grupo. Por sua vez, seus segmentos ficam destacados na área de gráficos e os nomes dos segmentos aparecem listados em Segmentos de caminho em Configurações. 4. Aplique tratamento de campo e crie espaçamentos de soldagem para o Grupo1: O espaçamento de soldagem fornece espaço para um cordão de solda sem a necessidade de encurtar os segmentos. a) Em Grupos, selecione Grupo1. b) Selecione Aplicar tratamento de canto e clique em Finalizar meia-esquadria . c) Defina Espaçamento entre segmentos conectados no mesmo grupo 10 e pressione Tab. Use Espaçamento entre segmentos de grupos diferentes o espaçamento nas interseções com outros grupos. como

para controlar

d) Aumente o zoom no canto inferior esquerdo do Grupo1 para visualizar o canto em meia-esquadria com um espaçamento de solda. As alterações realizadas afetam apenas o Grupo1.

65

Peças

5. Substitua o tratamento de canto do canto inferior esquerdo: a) Clique no canto.

b) Na caixa de diálogo, selecione Definir espaçamentos de solda específicos do canto. c) Defina Espaçamento entre segmentos conectados no mesmo grupo 2. como

d) Clique em . e) Inspecione os outros cantos do Grupo1 para comparar seus espaçamentos de solda. 6. Defina a orientação da vista como Trimétrica . Observe que os canais no Grupo2 apontam para dentro. 7. Espelhe o perfil do Grupo2: a) Em Grupos, selecione Grupo2. b) Em Configurações , selecione Perfil de espelho. c) Selecione Eixo vertical. Os canais agora apontam para fora. 8. Gire um grupo sem girar todo o componente estrutural: a) Em Grupos, selecione Grupo3. b) Em Configurações, defina o Ângulo de rotação como 45 e pressione Tab. c) Gire o modelo para verificar se os membros do Grupo3 estão em ângulo, enquanto os outros grupos permanecem inalterados. 9. Libere o PropertyManager e clique em .

Trabalhar com a ferramenta aprimorada de aparar e estender
A ferramenta de aparar e estender divide um componente estrutural que é cortado por outro componente estrutural. Você também pode especificar um espaçamento de solda entre as estruturas, manter ou descartar qualquer lado dividido ou estender a estrutura. Para trabalhar com a ferramenta aprimorada: 1. Abra Weldments\wld-trim-extend.sldprt.
66

Peças

2. Clique em Aparar/estender (barra de ferramentas Soldagens) ou em Inserir > Soldagens > Aparar/estender. 3. Em Tipo de canto, clique em Aparar extremidade . 4. Selecione Structural Member2 e Structural Member3 em Corpos a aparar. 5. Em Limites da aparagem: a) Selecione Corpos. b) Selecione Structural Member4 para Face/Corpos. c) Selecione Espaçamento de solda e defina Espaçamento de aparagem de solda como 8. As estruturas são aparadas com um espaçamento visível. As chamadas permitem manter ou descartar corpos. 6. Clique em manter em uma chamada para alternar para descartar. O modo Visualização mostra quais estruturas manter ou excluir. 7. Fixe o PropertyManager e clique em . No lugar do corpo descartado, você verá sua linha de esboço. 8. Estenda a estrutura superior: a) Gire o modelo para que você possa visualizar a face interna do lado direito. b) Selecione Structural Member1 em Corpos a aparar. c) Em Limites da aparagem, clique em Face/Plano. d) Selecione a face interna de Structural Member5 para Face/Corpos. 9. Clique em . O corpo se estende através do modelo.

Criar cantoneiras com chanfros
Você pode criar uma cantoneira com um chanfro que deixe espaço para um cordão de solda sob a cantoneira.

67

Peças

Cantoneira sem chanfro

Cantoneira com chanfro

Para criar uma cantoneira com chanfro: 1. Abra Weldments\gusset-sample.sldprt. 2. Na árvore de projetos do FeatureManager, clique com o botão direito do mouse em Gusset1 e selecione Editar recurso . 3. No PropertyManager, em Perfil, clique em Chanfro.

. 4. Defina a altura, Distância do chanfro5, como 30. 5. Defina a largura, Distância do chanfro6, como 50. Você pode especificar a largura do chanfro (d6) ou o ângulo do chanfro (a2). 6. Clique em .

Tampas de extremidade
Melhorias: • Você agora pode adicionar tampas de extremidade a múltiplas faces simultaneamente. No PropertyManager de Tampa de extremidade, adicione múltiplas faces a Face . • Quando você adiciona uma tampa de extremidade, é possível projetá-la para dentro, mantendo o comprimento original da estrutura. Anteriormente, você só podia projetar a tampa de extremidade para fora, o que aumentava o comprimento da estrutura. No PropertyManager de Tampa de extremidade, para Direção da espessura, selecione:

68

Peças

Para fora

Para dentro

(Novo)

BOMs e soldagens
Você pode incluir listas de corte de soldagem detalhadas em BOMs recuadas e pode inserir as BOMs nos arquivos de peças de soldagem. Para obter mais informações, consulte Listas de corte de soldagem detalhadas em BOMs na página 92.

69

6 Montagens
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • Geral Grandes montagens Recursos de montagens em peças Listas de materiais em documentos de montagens Verificação de espaçamento Posicionamentos de articulação Sensores SpeedPak

Geral
Propriedades personalizadas
Você pode atribuir propriedades personalizadas e propriedades específicas da configuração na nova guia Propriedades personalizadas Propriedades personalizadas na página 15. no Painel de tarefas. Consulte

Design Clipart
Você agora pode adicionar Design Clipart a montagens. As entidades que podem ser adicionadas como recursos de montagem incluem: • Esboços • Recursos que removem material As entidades que você pode adicionar no modo Editar componente incluem: • Esboços • Recursos que adicionam ou removem material.

Equações
Você pode usar propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações de peças e de montagens. A caixa de diálogo Adicionar/editar equação e a pasta Equações na árvore de projetos do FeatureManager permitem o acesso direto. Consulte Propriedades de arquivo personalizadas e predeterminadas em equações na página 53.

Instant3D em montagens
As montagens agora têm suporte para o Instant3D. Você pode usar o Instant3D para editar componentes dentro de uma montagem ou para editar esboços, recursos de montagem e dimensões de posicionamentos no nível de montagem.

70

Montagens

Consulte Uso do Instant3D em montagens na página 39.

Medições
Você pode configurar a ferramenta Medida para exibir resultados usando duas unidades diferentes. Por exemplo, você pode especificar a exibição em milímetros e em polegadas na caixa de diálogo Medida e nas chamadas de medição. Consulte Dimensões duplas para resultados de medições na página 51.

Imagem fictícia de referência faltando em posicionamentos
Quando uma entidade usada como referência em um posicionamento está ausente, sua imagem fictícia aparece na área de gráficos e uma mensagem de advertência é apresentada no PropertyManager. Consulte Imagem fictícia de referência faltando na página 35.

Ferramentas de seleção
Selecionar Toolbox no botão flyout Selecionar (barra de ferramentas Padrão) seleciona todos os componentes do Toolbox na montagem.

Grandes montagens
Algumas melhorias são particularmente úteis quando você trabalha com montagens grandes.

Desempenho
Foram feitas melhorias para aprimorar o desempenho em montagens muito grandes e complexas. Os comandos com desempenho melhorado incluem: • • • • • • Seleção de janela Copiar e adicionar subcomponentes Excluir submontagens Salvar montagens Adicionar posicionamentos Editar peças

Ao trabalhar em desenhos de montagens muito grandes e complexas, os comandos com desempenho melhorado incluem: • • • • • • • Panorâmica e zoom Inserir e selecionar dimensões Adicionar e alternar folhas Inserir vistas (inicial, projetada, seção e detalhe) Alternar entre o desenho e a montagem e vice-versa Criar um desenho a partir de uma montagem Alterar a vista para sombreada As melhorias no desempenho listadas acima são mais notáveis em montagens muito grandes e complexas.

71

Montagens

Montagens maiores que um quilômetro
Você agora pode criar montagens maiores que um quilômetro, Embora as peças individuais ainda devam ser menores que um quilômetro (1.000 m; ~3.280 pés; ~39.370 polegadas), você pode montar as peças de forma tal que o tamanho total da montagem exceda um quilômetro.

Referências de posicionamento em montagens de peso leve
As referências de posicionamento agora são aceitas em montagens de peso leve. Anteriormente, o componente que continha a referência de posicionamento precisava ser resolvido para que a referência funcionasse.

Estudos de movimento em montagens de peso leve
Você pode executar estudos de movimento de montagens no modo peso-leve. Não é necessário resolver as montagens grandes para poder executar um estudo de movimento.

SpeedPak
O SpeedPak cria uma representação simplificada de uma montagem sem perder as referências. Se você trabalha com montagens muito grandes e complexas, o uso do SpeedPak pode melhorar o desempenho de maneira significativa durante o trabalho na montagem e em seu desenho. Consulte SpeedPak na página 76.

Descarregar componentes ocultos
Você pode descarregar componentes ocultos da memória mas reter os efeitos de seus posicionamentos. Para descarregar componentes ocultos, clique com o botão direito do mouse no ícone da montagem no topo da árvore de projetos do FeatureManager e selecione Descarregar componentes ocultos. Os componentes são descarregados da memória e não são visíveis, mas os efeitos de seus posicionamentos são mantidos. No SolidWorks 2008, você podia usar Visualização rápida / Abrir seletivo ao abrir uma montagem, para carregar apenas os componentes visíveis sem carregar os componentes ocultos. Você agora pode descarregar os componentes ocultos após a montagem ser aberta.

Recursos de montagens em peças
Você pode propagar os recursos de uma montagem para as peças que eles afetam. Os recursos que você pode propagar incluem: • • • • Furos do Assistente de Perfuração Furos simples Cortes extrudados Cortes revolucionados

Se você aplicar padrões a recursos da montagem, esses recursos de padrão também se propagam para o arquivo da peça. Selecione Propagar recurso às peças na seção Escopo do recurso do PropertyManager ao criar o recurso na montagem. Caso contrário, o recurso aparece apenas na montagem e não na peça. As referências externas para o recurso da montagem são criadas na peça, e o recurso aparece na parte inferior da árvore de projetos do FeatureManager dessa peça. No caso de recursos com base em esboço, também é criado um esboço derivado na peça.
72

Montagens

Você edita o recurso no contexto da montagem. Se quiser editar o recurso dentro do documento da peça, você deve primeiro quebrar as referências externas. No documento da peça, clique com o botão direito do mouse no recurso e selecione Tornar independente para quebrar a referência.

Listas de materiais em documentos de montagens
Você pode criar listas de materiais (BOMs) nos arquivos de montagens. Não é mais necessário criar primeiro um desenho. Crie a BOM em uma montagem ou peça clicando em Inserir > Tabelas > Lista de materiais. Após definir os parâmetros no PropertyManager, clique na área de gráficos para colocar a BOM.

As BOMs aparecem na pasta Tabelas na árvore de projetos do FeatureManager. O nome da configuração à qual a BOM se aplica aparece ao lado do recurso da BOM.

Trabalhar com BOMs de montagens
Você pode editar uma BOM na montagem da mesma forma que faria em um desenho. Você pode editar a BOM em uma janela separada. Na árvore de projetos do FeatureManager, clique com o botão direito do mouse na BOM e selecione Exibir tabela em nova janela. Quando você fecha a janela, a BOM retorna para a área de gráficos da montagem. Você pode clicar com o botão direito do mouse em uma BOM para: • Imprimi-la • Selecione Salvar como e exporte para estes formatos: • • • • • • • • Template (.sldbomtbt) Excel (.xls) Texto (.txt) Valores separados por vírgula (.csv) Formato de intercâmbio de desenhos (.dxf) Desenho (.dwg) eDrawings (.edrw) Formato de documento portátil (.pdf)

73

Montagens

Depois de criar a BOM de uma montagem e salvar a montagem, você pode inserir a BOM em um desenho referido. Consulte Copiar BOMs de montagens em desenhos referenciados na página 91. A BOM do desenho não está vinculada à BOM da montagem. A coluna de status de balão não tem suporte em BOMs nos arquivos de montagens.

Verificação de espaçamento
A Verificação de espaçamento permite verificar a folga entre os componentes selecionados em uma montagem. O software verifica a distância mínima entre os componentes e informa as folgas que não atendem ao valor mínimo aceitável especificado por você. Você pode selecionar componentes inteiros ou faces específicas de componentes. Você pode verificar as folgas apenas entre os componentes selecionados, ou entre esses componentes e o resto da montagem. Para verificar a folga, clique em Verificação de espaçamento (barra de ferramentas Montagem) ou em Ferramentas > Verificação de espaçamento. A ferramenta funciona de maneira similar à Detecção de interferência. Para exibir a falha de folga na área de gráficos, selecione-a em Resultados no PropertyManager.

Posicionamentos de articulação
O posicionamento de articulação limita o movimento entre dois componentes a um grau de liberdade rotativo. Tem o mesmo efeito da adição de um posicionamento concêntrico mais um posicionamento coincidente. Você também pode limitar o movimento angular entre os dois componentes. Vantagens dos posicionamento de articulação: • Ao modelar, você precisa aplicar apenas um posicionamento em vez de dois. • Se você executar uma análise (como, por exemplo, no SolidWorks Simulation), as forças de reação e os resultados são associados ao posicionamento de articulação, e não a um posicionamento concêntrico ou coincidente em particular. Para adicionar um posicionamento de articulação: 1. Abra Assemblies\hinge_mate.sldasm. 2. Clique em Posicionar (barra de ferramentas Montagem). .

3. No PropertyManager, em Posicionamentos mecânicos, clique em Articulação 4. Em Seleções de posicionamento: a) Para Seleções concêntricas, selecione as duas faces cilíndricas mostradas.

74

Montagens

b) Para Seleções coincidentes, selecione as duas faces planas mostradas.

Os dois componentes se alinham. 5. Selecione Especifique os limites do ângulo. 6. Defina a extensão da rotação: a) Para Seleções de ângulo, selecione as duas faces mostradas.

b) Para Valor máximo c) Para Valor mínimo 7. Clique em

, digite 90. , digite 0.

duas vezes para aplicar o posicionamento.

Articulação aparece na pasta Posicionamentos da árvore de projetos do FeatureManager. O posicionamento de articulação permite que a aba gire 90° em torno do pino.

75

Montagens

Sensores
Os sensores monitoram propriedades selecionadas de peças e montagens, alertando quando os valores se desviam dos limites que você especificou.

Tipos de sensor
Os tipos de sensor incluem: • Propriedades de massa. Monitora propriedades como Massa, Volume e Área da superfície. • Medida. Monitora as dimensões que você seleciona. • Detecção de interferência (disponível somente em montagens). Monitora a montagem para ver se há interferências entre os componentes selecionados. • Dados da simulação (disponível em peças e montagens para uso no SolidWorks Simulation). Monitora dados como Tensão, Deformação, Deslocamento, etc. Para obter mais informações sobre sensores de Dados da simulação, consulte Sensores na página 118.

Criar sensores
Para criar um sensor, clique com o botão direito do mouse na pasta Sensores na árvore de projetos do FeatureManager, selecione Adicionar sensor e defina os parâmetros no PropertyManager. Como opção, você pode definir um alerta para notificá-lo imediatamente quando o valor do sensor se desviar dos limites especificados.

Notificações
As notificações aparecem em intervalos especificados para notificá-lo a respeito de: • Sensores que acionaram alertas • Sensores desatualizados Para alterar os intervalos de notificação, clique com o botão direito do mouse na pasta Sensores na árvore de projetos do FeatureManager, selecione Notificações e defina os parâmetros no PropertyManager.

SpeedPak
O SpeedPak cria uma representação simplificada de uma montagem sem perder as referências. Se você trabalha com montagens muito grandes e complexas, o uso do SpeedPak pode melhorar o desempenho de maneira significativa durante o trabalho na montagem e em seu desenho. Use o SpeedPak quando quiser inserir uma montagem grande e complexa em uma montagem de nível mais alto. O SpeedPak é essencialmente um subconjunto de peças e
76

Montagens

faces de uma montagem, criado no ConfigurationManager. Ao contrário das configurações normais, onde é possível simplificar as montagens apenas suprimindo componentes, o SpeedPak simplifica sem suprimir. Com isso, você pode substituir o SpeedPak pela montagem completa em montagens de nível mais alto sem perder as referências. Como só é usado um subconjunto de peças e de faces, o uso da memória é reduzido, o que pode aumentar o desempenho de muitas operações.

Criar um SpeedPak
Para simplificar, este exemplo vai usar uma montagem pequena. Entretanto, as melhorias no desempenho das montagens devido ao SpeedPak são mais notáveis em montagens muito grandes e complexas. Para criar um SpeedPak: 1. Abra Assemblies\computer_assembly\power supply assembly.sldasm. 2. Na guia do ConfigurationManager , em Configurações, clique com o botão direito do mouse em Valor predeterminado e selecione Adicionar SpeedPak. 3. No PropertyManager: a) Em Faces a incluir , selecione as faces frontal, inferior e traseira do chassi.

Frontal b) Para Corpos a incluir

Inferior , selecione o conector.

Posterior

c) Clique em . Uma configuração denominada Default_speedpak é criada como filha do Valor predeterminado. 4. Mova o cursor sobre a montagem.

77

Montagens

Na região que cerca o cursor, somente as faces e o corpo que você selecionou para o SpeedPak ficam visíveis.

Montagem sem cursor

Montagem com cursor

Para visualizar o comportamento descrito na etapa 4, certifique-se de que o driver da sua placa gráfica está atualizado. Consulte http://www.solidworks.com/pages/services/VideoCardTesting.html. 5. Clique na guia do FeatureManager . Nenhum componente aparece na árvore de projetos do FeatureManager. Observe o ícone de montagem do SpeedPak no topo da árvore. 6. Salve a montagem.

Inserir um SpeedPak
Para inserir um SpeedPak: 1. Abra Assemblies\computer_assembly\computer01.sldasm. 2. Clique em Inserir > Componente > Montagem/peça existente. 3. No PropertyManager: a) Em Peça/montagem a inserir, selecione conjunto da fonte de alimentação. b) Clique em qualquer lugar na área de gráficos para inserir a montagem. Na região que cerca o cursor, somente as faces e o corpo que você selecionou para o SpeedPak ficam visíveis. Eles são os únicos itens que você pode selecionar para operações como as de posicionamento.

78

Montagens

Quando você usa configurações de SpeedPak em desenhos, só é possível aplicar dimensões às arestas incluídas no SpeedPak.

79

7 Estudos de movimento
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • Geral Biblioteca de projetos para elementos de movimento Resultados de força com restrições redundantes Movimento para esboços de layout Posicionamentos

Geral
Alterações de nome
O suplemento COSMOSMotion™ passou a se chamar SolidWorks Motion. Os nomes dos tipos de estudo também foram alterados. Nome antigo do tipo de estudo COSMOSMotion Simulação física Movimento de montagens Novo nome do tipo de estudo Análise de Movimento Movimento básico Animação

Essas alterações de nomes afetam os cabeçalhos das propriedades correspondentes no PropertyManager de Propriedades do Estudo de Movimento.

Suporte para montagens peso-leve
Você pode executar estudos de movimento de montagens no modo peso-leve. Não é necessário resolver as montagens grandes para poder executar um estudo de movimento.

Estudos de movimento específicos da configuração
Você pode calcular os resultados dos estudos de movimento para diferentes configurações de um modelo. Para obter os resultados para duas configurações: 1. Execute um estudo de movimento de uma configuração e plote os resultados. 2. Passe para a outra configuração. 3. Clique em Reproduzir do início configuração. para atualizar os resultados específicos desta

80

Estudos de movimento

Biblioteca de projetos para elementos de movimento
Você pode salvar os elementos de movimento, como molas, motores ou especificações de forças, para reutilização em outros modelos. Adicione os elementos de movimento à Biblioteca de projetos da mesma maneira como adiciona outros itens. Todos os elementos de movimento são salvos na Biblioteca de projetos com a extensão .sldsimfvt. Em qualquer estudo de movimento, arraste os elementos de movimento salvos na Biblioteca de projetos até o seu modelo.

Resultados de força com restrições redundantes
Como nas versões anteriores, um estudo de Análise de movimento elimina as restrições redundantes quando calcula um movimento. Isso resulta no cálculo de força zero nos locais dos posicionamentos das peças afetadas. No caso de modelos com restrições redundantes devido a posicionamentos, você pode fazer com que o SolidWorks Motion substitua automaticamente esses posicionamentos com buchas. As forças são então calculadas nos locais dos posicionamentos redundantes. As seguintes opções de restrições redundantes, disponíveis nas versões anteriores, estão agora obsoletas: • Tornar todos os posicionamentos flexíveis. • Substituir restrições redundantes com buchas, disponível em Opções avançadas. Para lidar com restrições redundantes, você agora pode selecionar Substituir posicionamentos redundantes com buchas em Análise de movimento no PropertyManager de Propriedades do Estudo de Movimento antes de executar o estudo. Isso proporciona melhores resultados de forças, na maioria dos casos. Você pode editar os valores de rigidez e amortecimento gerais das buchas usados no estudo de movimento clicando em Parâmetros de bucha no PropertyManager de Propriedades do Estudo de Movimento.

Movimento para esboços de layout
Você agora pode executar estudos de Animação e Análise de movimento para esboços de layout de mecanismos criados a partir de blocos de esboço. Os estudos de Análise de movimento precisam dos valores de massa, centro de massa e momentos de inércia de cada bloco no esboço de layout. Valores estimados de massa e momentos de inércia são atribuídos a cada bloco, com base em um bloco de aço uniforme. O valor predeterminado para o centro de massa é o centro do bloco. Para cada bloco no esboço de layout, você pode modificar as propriedades de massa do componente editando Propriedades de massa no PropertyManager de Bloco antes de executar um estudo de Análise de movimento. Você não pode editar as propriedades de massa para um estudo de movimento de esboço de layout a menos que selecione Análise de Movimento como o tipo de estudo.

81

Estudos de movimento

Exemplo: Esboço de layout para um guindaste Execute um estudo de Análise de movimento em um esboço de layout bidimensional: 1. Abra Motion Studies\Crane_Layout.sldasm e selecione a guia Estudo de movimento.

O esboço de layout é composto de blocos conectados. Os blocos são listados na árvore de projeto do FeatureManager e na árvore do MotionManager. 2. Clique na força, na árvore de projeto do MotionManager. A força é aplicada ao pistão. 3. Clique em Layout (barra de ferramentas Ferramentas de layout). 4. Selecione o bloco do braço superior no esboço de layout, na área de gráficos. 5. No PropertyManager de Bloco do braço superior. role até Propriedades de massa. O valor predeterminado da massa é estimado. Você pode editar a massa, alterar o local do centro da massa ou editar momentos de inércia.

6. Clique em

e

para fechar o esboço de layout. para visualizar o movimento.

7. Clique em Reproduzir do início

Posicionamentos
Posicionamentos de caminho
Você agora pode incluir posicionamentos de caminho em estudos de Análise de movimento. Para restringir o movimento de um componente de montagem a um caminho: 1. Selecione Inserir > Posicionamento . 2. Defina um posicionamento de caminho para os componentes.

82

Estudos de movimento

3. Selecione a guia Estudo de movimento e, em seguida, selecione Análise de movimento para Tipo de estudo. 4. Inclua os elementos do estudo de movimento conforme necessário. Você deve incluir um Motor movimento. 5. Execute o estudo. Exemplo: Estudo de posicionamento de caminho com gravidade 1. Abra Motion Studies\MazeGame.sldasm. 2. Selecione a guia Estudos de movimento. 3. Clique em Reproduzir do início . , uma Força ou a Gravidade para forçar o

Jogo no início do estudo: • O posicionamento de caminho segue uma trajetória ao longo dos canais definidos pelo labirinto. • A bola, forçada pela gravidade, é definida para seguir o caminho definido pelo posicionamento de caminho.

Pontos do local do posicionamento
Os estudos de movimento do SolidWorks utilizam os pontos do local de posicionamento para determinar como as peças se movem em relação umas às outras. Você pode agora modificar o local do posicionamento usado para estudos de movimento. Você pode substituir os pontos de localização predeterminados selecionando Local do posicionamento na guia Análise do PropertyManager de Posicionamento. Especificar o local do posicionamento Para modificar o local do posicionamento: 1. Selecione Inserir > Posicionamento para criar um novo posicionamento ou editar um posicionamento selecionado. 2. Selecione a guia Análise do PropertyManager de Posicionamento.

83

Estudos de movimento

3. Selecione o campo Local do posicionamento para o local do posicionamento.

e selecione um ponto no modelo

O local do posicionamento é sempre um ponto. Se você selecionar outro tipo de entidade, como uma face, para o local do posicionamento, o local ficará no centro da entidade selecionada. 4. Clique em .

Posicionamentos específicos de estudo de movimento
Posicionamentos específicos de estudo de movimento são os que você cria para um estudo de movimento que são independentes dos posicionamentos do modelo da montagem. O uso dos novos posicionamentos específicos de estudo de movimento agora permite criar vários estudos de movimento para analisar o movimento do modelo com diferentes posicionamentos sem alterar o modelo. Para criar posicionamentos específicos de estudo de movimento: 1. Selecione um estudo de movimento. 2. Adicione posicionamentos à montagem a partir do estudo de movimento. Os posicionamentos específicos de estudo de movimento são listados apenas na árvore de projetos do MotionManager. A seqüência Local é adicionada no início do nome de posicionamentos específicos de estudo de movimento. Para verificar se os posicionamentos específicos de estudo de movimento não fazem parte do modelo da montagem, visualize os posicionamentos na guia Modelo.

84

Estudos de movimento

Exemplo: Trabalhar com posicionamentos específicos de estudo O modelo para este exemplo contém quatro estudos de movimento. Cada estudo: • Inicia com a montagem de um alicate. • Adiciona um posicionamento de distância no parafuso do alicate dentro do estudo de movimento. O posicionamento de distância determina até onde o parafuso pode girar. • Adiciona uma força ao punho do alicate. Cada estudo usa um posicionamento de distância diferente. Calcule o movimento para cada estudo para encontrar a distância necessária para fazer o alicate fechar: 1. Abra Motion Studies\Wrench.sldasm

2. Selecione o estudo de movimento MotionStudy2_Distance=0.6in. 3. Expanda os posicionamentos na árvore de projetos do FeatureManager. Os posicionamentos originais do modelo não incluem um posicionamento de distância. 4. Expanda os posicionamentos na árvore de projetos do MotionManager. Observe o posicionamento de distância LocalDistance7, que define até onde o parafuso pode girar para ajustar as posições do punho e da boca do alicate quando você aperta o punho. 5. Clique com o botão direito do mouse no posicionamento de distância e selecione Editar recurso para visualizar os respectivos parâmetros. Neste estudo, a distância do posicionamento é de 0,6 polegada. Esse posicionamento de distância não faz parte do grupo de posicionamentos original, sendo relevante apenas para este estudo de movimento. 6. Clique em Reproduzir do início O alicate não fecha totalmente. para visualizar o movimento.

85

Estudos de movimento

7. Selecione as outras guias do estudo de movimento para visualizar esta experiência com diferentes valores de posicionamento de distância. Cada estudo possui um valor diferente de distância de posicionamento, mas nenhum deles altera os posicionamentos originais do modelo. 8. Calcule o estudo de movimento final com uma distância de posicionamento de 1,0 polegada para observar o alicate fechar.

86

8 Desenhos e detalhamento
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • • Padrões de desenho personalizados Listas de materiais (BOMs) Posicionamento de detalhes Opções de impressão para desenhos Blocos de título em folhas de desenho Favoritos foram renomeados como Estilo Pincel Detalhamento de ranhuras de esboços Geral

Padrões de desenho personalizados
O detalhamento das propriedades do documento inclui especificações para dimensões, anotações e tabelas. Um padrão de desenho inclui um conjunto de propriedades de documento para detalhamento que você pode usar em vários desenhos. Você agora pode criar e personalizar padrões de desenho para um documento de desenho. Você pode: • Salvar padrões de desenho em um arquivo, armazená-los e enviá-los para outras pessoas. • Importar padrões de desenho de um arquivo de padrões salvo. • Usar templates de desenho para converter ajustes padrão personalizados. • Renomear, copiar ou excluir padrões personalizados. Você pode criar padrões de desenho personalizados clicando em Opções ferramentas Padrão) e selecionando Propriedades do documento. Os ajustes personalizados de propriedades de documentos incluem: • • • • • Detalhes da base e padrões gerais de desenho Ajustes de desenho personalizados para cada tipo de detalhe Valores predeterminados de layer de documento Estilo e espessura personalizados de linha de chamada e quadro Visualização de imagens para cada tipo de detalhe O padrão geral de desenho é salvo sob um nome modificado para impedir a substituição de um padrão fixo quando você: • Selecionar um dos padrões gerais de desenho fixos, como, por exemplo, ANSI ou ISO. • Modificar uma propriedade de detalhamento de um documento. (barra de

87

Desenhos e detalhamento

Personalizar o padrão de desenho Neste exemplo, os requisitos do padrão de desenho de sua empresa são: • Padrão geral de desenho: ANSI • Padrão de base para símbolos de solda: GB • Espessura da linha de chamada para todas as anotações e dimensões: 0,20 mm Para configurar esses requisitos: 1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Na guia Propriedades do documento , selecione Padrões de desenho industrial . 3. Selecione ANSI para o Padrão geral de desenho. 4. Selecione Anotações > Símbolos de solda e selecione GB para o Padrão de símbolo de solda de base. 5. Para cada tipo de anotação e dimensão, selecione Tamanho personalizado para a Espessura de linha de chamada e digite 0,20 mm. 6. Selecione Padrões de desenho industrial e clique em Salvar em arquivo externo. 7. Após selecionar o diretório apropriado, clique em Salvar para salvar o arquivo padrão .sldstd. 8. Clique em OK. Todos os usuários podem adotar um padrão salvo carregando-o. Para carregar um padrão salvo, selecione Padrões de desenho industrial e clique em Carregar.

Padrões gerais de desenho e padrões de detalhes de base
Você agora pode especificar um padrão geral de desenho que ofereça valores predeterminados para todas as opções de detalhamento. Os padrões gerais de desenho se aplicam a todos os ajustes de detalhes, exceto quando você obtiver configurações para um conjunto específico de detalhes a partir de outro padrão de detalhes de base. Por exemplo, todos os ajustes de detalhes obtêm os valores predeterminados do padrão ANSI quando você define o Padrão geral de desenho como ANSI. As dimensões de diâmetro obtêm os valores predeterminados do padrão ISO quando você define o Padrão de dimensão de diâmetro base como ISO. Para selecionar um padrão geral: 1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Selecione Padrões de desenho industrial na guia Propriedades do documento . 3. Selecione um padrão geral. Você também pode alterar, carregar ou salvar o padrão geral de desenho. Para personalizar um padrão de base para um detalhe selecionado:

88

Desenhos e detalhamento

1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Selecione o detalhe, como, por exemplo, Anotações > Balões, na guia Propriedades do documento 3. Selecione um padrão de base para o detalhe, como, por exemplo, o Padrão de balão de base. O padrão de detalhes de base tem precedência sobre o padrão geral de desenho para o detalhe selecionado.

Valores predeterminados de layer do documento
Você agora pode personalizar os ajustes de layer no nível do documento para cada tipo de detalhe. Após criar as layers para um desenho, você pode selecionar um ajuste diferente para cada detalhe de dimensão, anotação, tabela e etiqueta da vista. Por exemplo, criar duas layers e atribuir uma delas a dimensões de diâmetro e a outra a anotações de acabamento de superfície. Ao configurar os detalhes de layers no nível do documento, você não precisa trocar de layer no desenho para aplicar layers personalizadas. Após atribuir uma layer no nível do documento para um tipo de detalhe, este é adicionado à layer selecionada quando você inclui esse tipo de detalhe no desenho. Para definir valores predeterminados de layer em nível de documento para um detalhe: 1. Crie layers para um desenho no SolidWorks. 2. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 3. Selecione um detalhe, como, por exemplo, Dimensões > Chanfro, na guia Propriedades do documento. 4. Em Layer, selecione uma layer para o detalhe. Você pode atribuir layers em nível de documento a dimensões, anotações, etiquetas de vista e tabelas.

Espessura e estilo da linha personalizados
Você agora pode especificar a espessura e o estilo da linha de cada dimensão de desenho e tipo de anotação no nível do documento. Você pode substituir os ajustes de espessura e estilo de linha de anotações individuais e elementos de dimensão, no nível do documento, ao criá-los ou editá-los. Para atribuir espessura ou estilo de linha: 1. Clique em Opções do documento. 2. Ajuste o estilo (barra de ferramentas Padrão) e selecione a guia Propriedades do seguinte:

e a espessura

• Todas as linhas de chamada de dimensão • Todas as linhas de chamada de anotação • Quadros para tolerâncias geométricas, balões e referências primárias

89

Desenhos e detalhamento

Estilo

Espessura

Você pode personalizar a espessura da linha durante seu ajuste selecionando Tamanho personalizado na lista de espessuras e digitando um valor.

Substituir espessura e estilo da linha no nível do documento
Você pode substituir os ajustes de espessura e estilo de linha de chamada e quadro de anotações ou dimensões individuais de um desenho no nível do documento. Para substituir esses ajustes, selecione a entidade e desmarque Usar exibição do documento no PropertyManager.

Visualização de detalhamento para propriedades de documentos
A visualização de imagens agora é atualizada enquanto você modifica os ajustes de detalhes das propriedades de documentos. Seleção de visualização Texto da dimensão do diâmetro alinhado com a linha de chamada do diâmetro Visualização

Texto da dimensão do diâmetro alinhado horizontalmente

Todos os ajustes de detalhes afetam a visualização da imagem. Por exemplo, se você alterar a fonte da dimensão, a fonte da imagem na visualização é alterada de acordo. Para observar imagens de visualização de detalhes: 1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Selecione um detalhe na guia Propriedades do documento.
90

Desenhos e detalhamento

Listas de materiais (BOMs)
Copiar BOMs de montagens em desenhos referenciados
Você pode criar listas de materiais (BOMs) em arquivos de montagens e de peças com múltiplos corpos. Não é mais necessário criar primeiro um desenho. Consulte Listas de materiais em documentos de montagens na página 73. Após criar uma BOM em uma montagem e salvar a montagem, você pode inserir a BOM em um desenho referenciado. Para inserir uma BOM salva com uma montagem em um desenho referido: 1. Selecione Inserir > Tabelas > Lista de materiais. 2. Em Opções de BOM, selecione Copiar tabela existente. 3. Selecione uma BOM de montagem na lista.

Reestruturar BOMs
Você agora pode reestruturar os componentes de uma montagem em uma tabela de BOM sem afetar a estrutura da montagem: • Dissolver submontagens ou soldagens. • Combinar todos os itens que são idênticos a um item selecionado, por exemplo, peças ou soldagens na BOM. • Arrastar itens de uma célula na coluna Estrutura da Montagem até outra para combinar itens semelhantes ou reorganizar a hierarquia. • Exibir listas detalhadas de corte de soldagem. Para editar ou restaurar itens reestruturados, clique com o botão direito em um item da montagem que tenha sido modificado e selecione Editar componentes reestruturados ou Restaurar a estrutura original da BOM.

Dissolver submontagens ou soldagens
Você pode remover componentes-pai individuais na hierarquia recuada de uma BOM enquanto retém os componentes-filho através da dissolução de itens da BOM. Clique com o botão direito nas células da coluna Estrutura da Montagem da BOM para dissolver submontagens ou soldagens, removendo-as da exibição da BOM. Na exibição recuada dos componentes da BOM, clique com o botão direito na primeira submontagem na coluna Estrutura da Montagem da BOM e selecione Dissolver.

A primeira submontagem é dissolvida. Suas peças são movidas para o final da coluna Estrutura da Montagem.

Combinar itens semelhantes
Clique com o botão direito na coluna Estrutura da montagem da BOM para combinar o item na célula selecionada com todos os itens idênticos na BOM.

91

Desenhos e detalhamento

Na exibição recuada dos componentes da BOM, clique com o botão direito em uma arruela na primeira submontagem e selecione Combinar componentes idênticos.

Todas as arruelas idênticas são combinadas com a arruela selecionada. Os números de item e as quantidades são atualizadas

Para separar itens combinados, clique com o botão direito e desmarque Combinar componentes idênticos.

Arrastar itens para reestruturar a BOM
Você pode combinar itens semelhantes ou reorganizar os itens arrastando os componentes e submontagens na coluna Estrutura da Montagem da BOM. Você pode arrastar: • Corpos de soldagem para corpos ou peças de soldagem • Peças ou montagens para peças ou corpos • Peças, corpos ou montagens para montagens

Listas de corte de soldagem detalhadas em BOMs
Você agora pode incluir listas de corte de soldagem detalhadas para peças e montagens em BOMs recuadas. Uma única BOM pode conter múltiplas listas de corte de soldagem. Um único desenho com múltiplas vistas pode conter várias BOMs. Cada BOM pode conter diferentes listas de corte de soldagem. Para exibir BOMs com listas de corte detalhadas: 1. Selecione Inserir > Tabelas > Lista de materiais. 2. Selecione Montagens recuadas e depois Lista de cortes detalhada para Tipo de BOM. 3. Para exibir informações de comprimento de corte na coluna Comprimento da BOM, selecione standardbomweldment.sldbomtbt como Template de tabela. As informações de corte de soldagem são exibidas na coluna Descrição da BOM. Você pode exibir a lista de corte de soldagem detalhada para BOMs recuadas clicando com o botão direito do mouse na tabela da BOM e selecionando Lista de corte detalhada. Quando você dissolve soldagens que incluem listas de corte detalhadas, estas são mantidas na tabela.

92

Desenhos e detalhamento

Numeração de item
Você agora pode selecionar numeração simples, numeração detalhada ou nenhuma numeração para itens em BOMs recuadas. Selecione a numeração de item no PropertyManager da Lista de materiais. Numeração simples

Numeração detalhada

Essas novas opções de numeração para montagens recuadas substituem a opção Exibir numeração, agora obsoleta.

Posicionamento de detalhes
Posicionar notas
Você agora pode posicionar notas das seguintes maneiras: • Especificar a posição de uma nota selecionada no PropertyManager de Nota ou selecionar Exibir na tela em Parâmetros. • Após selecionar Mover entidades (barra de ferramentas Esboço), clique na nota para selecioná-la e, em seguida, clique na posição final da nota. Você também pode especificar a mudança nas coordenadas da nota ou usar snaps para fazer snap da nota em uma posição. • Arrastar as notas. • Na seção Formato do texto do PropertyManager de Nota, defina o alinhamento vertical do texto da nota. • Clique com o botão direito do mouse na nota e selecione Snap ao centro do retângulo para usar um retângulo para posicionar uma nota. Especificar a posição de uma nota a partir de coordenadas X-Y Para especificar a posição de uma nota a partir de suas coordenadas X-Y na tela: 1. Selecione uma nota. 2. No PropertyManager de Nota, selecione Exibir na tela em Parâmetros. Os campos de coordenadas são exibidos na área de gráficos . 3. Modifique as coordenadas X-Y da nota selecionada nos campos X e Y exibidos. 4. Clique fora da nota para fechar os campos de coordenadas.
93

Desenhos e detalhamento

Quando você selecionar Exibir na tela no PropertyManager de Nota após selecionar uma nota, os campos das coordenadas X-Y aparecerão no desenho para todas as notas que você selecionar subseqüentemente.

Anexar linhas de extensão de dimensão
Você agora pode anexar linhas de extensão de dimensão a dimensões de esboços ou a dimensões de referência de desenhos: • Mova os pontos finais de uma linha de extensão de dimensão em um desenho clicando, movendo o mouse até o local de destino e clicando novamente. • Use as opções de snap rápido disponíveis ao selecionar e clicar com o botão direito do mouse no ponto final de uma extensão de dimensão. Você não pode anexar dimensões de recursos usando nenhum destes métodos.

Aplicar desvios a linhas de extensão
Agora você pode clicar com o botão direito em uma linha de extensão de dimensão e selecionar Opções de exibição > Desvio para aplicar dum desvio à linha.

A linha de extensão de dimensão após selecionar Desvio

A linha de extensão de dimensão após arrastar um ponto de desvio

Para remover um desvio de uma linha de extensão de dimensão selecionada, clique com o botão direito do mouse na linha e desmarque Opções de exibição > Desvio.

Controle de linha de chamada de dimensão para recursos de mesmo tamanho
Você agora pode mover linhas de chamada de dimensões radiais, diâmetros ou chanfros e linhas de chamada de furos entre recursos de mesmo tamanho em uma vista de desenho.

94

Desenhos e detalhamento

Para mover os pontos finais da linha de chamada de dimensão e de furo, arraste-os de um recurso para outro. Você não pode arrastar linhas de chamada de dimensão de recursos semelhantes entre vistas.

95

Desenhos e detalhamento

Exemplo: Filetes e furos semelhantes 1. Abra Detailing\PARTWITHSAMEFEATURES.slddrw. 2. Na vista inferior, selecione a dimensão do filete à esquerda e arraste a linha de chamada da dimensão até o filete de mesmo tamanho à direita.

Quando você arrasta uma linha de extensão de dimensão até um recurso do mesmo tamanho, o recurso fica em destaque quando você posiciona o cursor sobre ele. 3. Na vista frontal, selecione a chamada do furo e arraste a linha de chamada até outro furo.

96

Desenhos e detalhamento

Múltiplos desvios em dimensões e chamadas
Você agora pode adicionar múltiplos desvios a dimensões e linhas de chamada na guia Linhas de chamada do PropertyManager de Dimensão. Você também pode adicionar desvios enquanto aplica uma dimensão ou chamada clicando com o botão direito do mouse e selecionando Adicionar ponto de desvio. Arraste pontos de desvio para criar o desvio após inserir o ponto de desvio. Você pode adicionar linhas de chamada com múltiplos desvios a chamadas de furo e aos seguintes tipos de dimensão: • Diâmetro • Radial • Chanfro

Opções de impressão para desenhos
As opções da caixa de diálogo Imprimir foram modificadas. Agora, você pode: • Imprimir seleções com zoom. • Imprimir uma folha de desenho ativa em desenhos com múltiplas folhas. • Alterar as novas configurações de espessura de linha impressa no nível do documento enquanto imprime clicando em Espessura da linha.

97

Desenhos e detalhamento

Além disso, as propriedades do documento de desenho agora controlam a espessura das linhas impressas. Para acessar as configurações de espessura de linha impressa durante a impressão, na caixa de diálogo Imprimir, clique em Espessura da linha.

Imprimir desenhos de seleções com zoom
Para imprimir uma seleção com zoom: 1. Aumente o zoom em uma parte do desenho. 2. Selecione Arquivo > Imprimir. 3. Selecione Imagem da tela atual na caixa de diálogo Imprimir.

Espessura de linha personalizada para configurações de impressão
Você agora pode definir a espessura da linha usada nas configurações de impressão de documentos de desenho e templates a partir das propriedades do documento de desenho. Para definir a espessura das linhas impressas em desenhos: 1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Selecione Espessura da linha na guia Propriedades do documento. 3. Defina a espessura da linha impressa para qualquer configuração de espessura exibida.

Você pode modificar a espessura da linha impressa em um documento ao imprimir clicando em Espessura da linha na caixa de diálogo Imprimir.

Blocos de título em folhas de desenho
Gerenciamento do bloco de título
Você agora pode selecionar as notas dos blocos de título que podem ser inseridas e alteradas em desenhos. Ao definir um bloco de título, você pode: • Especifique quais campos podem ser editados pelos usuários do template. • Especifique uma área na qual os usuários podem clicar para inserir os dados do bloco de título. Definir ou editar blocos de título Para definir ou editar um bloco de título para uso em templates:
98

Desenhos e detalhamento

1. Abra uma folha de desenho, clique com o botão direito do mouse no formato da folha na árvore de projetos do FeatureManager e selecione Definir bloco de título. Se já definiu o bloco de título, selecione Editar bloco de título. 2. Arraste um canto para redimensionar o retângulo sobre a área do bloco de título.

Esse retângulo define a área sensível na qual os usuários do desenho devem clicar para inserir dados no bloco de título. Você pode selecionar um área sensível de qualquer tamanho. 3. Selecione notas no bloco de título. As notas selecionadas especificam os dados do bloco de título que os usuários podem inserir nesse desenho ou em um desenho criado a partir de um template com base nesse desenho. 4. Clique nas setas ou para reordenar os itens selecionados na lista Notas do bloco de título no PropertyManager de Bloco de título. A ordem da nota determina a seqüência da apresentação das notas aos usuários do template quando eles utilizam a tecla Tab para acessar os campos. 5. Para ajudar os usuários, digite textos informativos no campo Dica de ferramenta de cada nota selecionada. 6. Clique em . 7. Salve o desenho como template. Inserir dados do bloco de título Para digitar os dados do bloco de título no desenho: 1. Clique com o botão direito do mouse em Formato da folha > Bloco de título na árvore de projetos do FeatureManager e selecione Insira os dados do bloco de título. Os campos de dados editáveis ficam em destaque.

99

Desenhos e detalhamento

2. Digite o texto para cada campo de dados. Posicione o cursor sobre um campo de texto editável para visualizar informações sobre o texto a ser inserido. 3. Clique em .

Favoritos foram renomeados como Estilo
Favoritos de detalhamento agora se chama Estilo. Salve estilos de detalhamento em Estilo nos seguintes PropertyManagers: • • • • • • • • • • Nota Dimensão Símbolo de solda Acabamento de superfície Recurso de referência primária * Alvo de referência primária * Balão Balão automático Balão empilhado * Marca de centro
*

*

indica que os estilos dos detalhes são novos.

Pincel
A ferramenta Pincel foi transferida do SolidWorks Utilities para o núcleo do SolidWorks. Todos os recursos atuais do SolidWorks Utilities dispõem de suporte. Use o Pincel para pintar as propriedades ou os estilos usados em uma anotação em outra. O Pincel oferece suporte a:

• Todas as propriedades de anotação, como, por exemplo, fonte, estilo de linha de chamada, espessura da linha e layer (exceto linhas de centro e marcas de centro) • Fontes de linhas de componente em desenhos • Hachura

Usar o pincel
Neste desenho, você vai pintar o formato da dimensão de tolerância bilateral em outra dimensão.

100

Desenhos e detalhamento

Para usar o Pincel: 1. Clique em Pincel (barra de ferramentas Ferramentas) ou em Ferramentas > Pincel. 2. Selecione a dimensão de origem para o formato. A dimensão muda de cor.

3. Selecione a dimensão de destino a ser pintada com o formato da dimensão de origem. A dimensão de destino muda para um formato bilateral e aplica os mesmos valores de tolerância.

Se a dimensão de destino já tiver uma tolerância, o Pincel aplica o formato bilateral, mas não substitui os valores de tolerância.

Origem com valores de tolerância bilateral O Pincel pinta o formato bilateral no destino, mas deixa intacto o valor de 0,009 da tolerância existente. 4. Clique em para fechar o PropertyManager.

101

Desenhos e detalhamento

Detalhamento de ranhuras de esboços
Você agora pode inserir marcas de centro em ranhuras, incluir ranhuras em tabelas de furos e exibir chamadas de furo em ranhuras retas. Consulte Entidade de esboço Ranhura na página 31.

Marcas de centro em ranhuras

Marcas de centro Marcas de centro centralizadas na extremidade centralizadas na ranhura para uma ranhura reta para uma ranhura em arco

Marcas de centro centralizadas na extremidade para uma ranhura em arco

Para inserir marcas de centro em ranhuras sempre que você criar vistas de desenho: 1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Selecione a guia Propriedades do documento. 3. Selecione a página Detalhamento e depois selecione a opção de auto-inserção Marcas de centro-ranhuras. 4. Selecione a página Linha de centro/Marca de centro e depois selecione as opções de colocação de marcas de centro de ranhura. As opções de colocação de marcas de centro de ranhura afetam todas as marcas de centro aplicadas às ranhuras, não apenas as que o SolidWorks coloca automaticamente nas vistas de desenho. Para colocar manualmente uma marca de centro em uma ranhura, selecione Marcas de centro de ranhura em Opções no PropertyManager de Marca de centro.

Ranhuras em tabelas de furos
Você agora pode incluir ranhuras em tabelas de furos: • O local central da ranhura aparece nas colunas XLOC e YLOC. • As dimensões das ranhuras retas aparecem na coluna TAMANHO.

Chamadas de furo para ranhuras
Você agora pode aplicar chamadas de furo em ranhuras retas. As dimensões da ranhura aparecem na chamada.

102

Desenhos e detalhamento

Geral
Cancelar longas operações com desenhos
Você pode pressionar Esc para interromper longas operações, como, por exemplo, criar uma vista de desenho ou reconstruir. Você pode: • Cancelar uma operação de reconstrução de desenho demorada para realizar uma edição adicional antes da reconstrução completa. • Cancelar operações de criação de vistas demoradas se não precisar da vista completa do desenho.

Exportar tabelas para Excel
Você agora pode exportar tabelas para todos os formatos do Excel, incluindo .xlsx.

Abrir desenhos com múltiplas folhas na Visualização rápida
Você agora pode abrir desenhos com múltiplas folhas rapidamente observando a maioria das folhas na Visualização rápida, um modo somente de leitura que fornece uma representação simplificada do desenho. Você não pode editar folhas na Visualização rápida. Abrir folhas na Visualização rápida pode poupar tempo na abertura de desenhos complexos. Para abrir folhas selecionadas de um desenho com múltiplas folhas na Visualização rápida: 1. Clique em Arquivo > Abrir 2. Procure o desenho com múltiplas folhas desejado e clique para selecioná-lo. As opções para desenhos com múltiplas folhas aparecem. Se você clicar duas vezes no arquivo de desenho, ele será aberto antes que você possa definir as opções. 3. Em Selecionar as folhas a carregar, selecione: • Selecionado: 1. Selecione a folha que estará ativa quando carregada. 2. Pressione Ctrl + e selecione uma ou mais folhas para carregamento total. • Nenhuma. Selecione a folha que estará ativa quando aberta na Visualização rápida. Aparece um asterisco ao lado da folha ativa. 4. Clique em Abrir. Você deve converter os desenhos com múltiplas folhas criados em versões anteriores do SolidWorks para o SolidWorks 2009, ou elas não poderão ser abertas na Visualização rápida. Para carregar totalmente uma folha de desenho aberta na Visualização rápida, clique com o botão direito na guia Folha e selecione Carregar folha.

103

Desenhos e detalhamento

Reorganização das opções de propriedades do documento
Com um documento de desenho aberto: 1. Clique em Opções (barra de ferramentas Padrão). 2. Selecione a guia Propriedades do documento. As propriedades do documento de desenho foram reorganizadas para ser possível definir: • • • • Detalhes de Detalhes de Detalhes de Detalhes de uma página dimensão para cada tipo de dimensão anotação para cada tipo de anotação tabela para cada tipo de tabela em uma página separada visualização de etiqueta para cada tipo de visualização de etiqueta em separada

Para obter mais informações, consulte Padrões de desenho personalizados na página 87.

Desenhos de montagens peso-leve.
Com algumas exceções, os desenhos de montagens são carregados como peso-leve. A opção Peso-leve na caixa de diálogo Abrir dos desenhos agora é obsoleta.

104

9 Tolerâncias
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • Recursos de linha de interseção Suporte ao padrão ISO Restrições de orientação Dimensões redundantes Restrições de tangência

Recursos de linha de interseção
A ferramenta Esquema de dimensionamento automático dimensiona recursos de linha de interseção automaticamente. Anteriormente, era necessário dimensionar as linhas de interseção manualmente. Você também tem a opção de usar dimensões angulares. O DimXpert para peças cria recursos de linha de interseção para os seguintes casos:

Entre planos não perpendiculares que compartilham uma aresta comum

Entre planos não perpendiculares que possuem um filete ou chanfro intermediário

105

Tolerâncias

Dentro dos recursos de um recurso de bolsão, incluindo planos não perpendiculares que possuem um recurso de filete ou chanfro intermediário

Você pode fazer com que a ferramenta Esquema de dimensão automática aplique dimensões angulares a planos em ângulo com o recurso de referência primária. Para ativar as dimensões angulares, abra uma peça, clique em Opções > Propriedades do documento > DimXpert > Dimensão do local e selecione Localizar planos com dimensões em ângulos em Esquema de dimensão automática.

Opção Localizar planos com dimensões em ângulos selecionada

Opção desmarcada

Suporte ao padrão ISO
O DimXpert para peças agora oferece suporte aos padrões ISO 1101 e 16792, assim como ao padrão ANSI. Os PropertyManagers e a caixa de diálogo Opções de exibição foram modificados. O dimensionamento e a tolerância ANSI também foram aprimorados. Propriedades do documento > DimXpert > Opções de exibição contém estas novas opções de exibição: • Anexo gtol de referência primária • Anexo gtol de dimensão linear • Chamadas de furos Os exemplos a seguir ilustram os novos métodos de posicionamento e anexação de anotações. Embora alguns exemplos mostrem apenas padrões ANSI ou ISO, os métodos se aplicam a ambos.

106

Tolerâncias

Dimensões
Você pode dimensionar diâmetros externos e esferas usando linhas de chamada dirigidas (ANSI) e dimensões (ISO) anexadas à superfície do recurso.

ANSI

ISO

Chamadas de furo
Você pode quebrar e exibir chamadas de furo como dimensões separadas ou combinadas. Selecione a dimensão, clique com o botão direito do mouse e selecione Quebrar dimensão de linha de chamada ou Combinar dimensão de linha de chamada. Defina os valores predeterminados em Chamadas de furo na caixa de diálogo Opções de exibição.

Método atual (ANSI)

Novo método (ISO)

Referências primárias
As novas opções de anexação incluem linhas de chamada dirigidas, dimensões radiais e lineares.

ANSI

ISO

107

Tolerâncias

Você pode anexar um símbolo de referência primária à superfície do recurso, à dimensão ou ao quadro de controle do recurso. Clique em Superfície ou em Gtol em Linha de chamada no PropertyManager de Recurso de referência primária. Defina os valores predeterminados em Anexo gtol de referência primária na caixa de diálogo Opções de exibição.

Método atual (ANSI)

Novo método (ISO)

Você pode adicionar notas e símbolos a símbolos de recurso de referência primária. Em Texto, digite as notas a serem incluídas no recurso de referência primária. Clique em Mais para adicionar símbolos.

Tolerâncias geométricas
As novas opções de anexação incluem dimensões radiais e lineares e linhas de chamada dirigidas.

ANSI

ISO

108

Tolerâncias

Você pode combinar e anexar o quadro de controle do recurso com os limites de tamanho mostrados à esquerda, ou anexar o quadro de controle do recurso e os limites de tamanho separadamente, como mostrado à direita. Defina os valores predeterminados em Anexo gtol de dimensão linear na caixa de diálogo Opções de exibição.

Método atual (ANSI)

Novo método (ISO)

Você pode anexar o quadro de controle do recurso aos limites de tamanho ou à superfície usando uma linha de chamada dirigida. Clique em Linha de chamada dirigida em Dimensão geométrica. em Linha de chamada no PropertyManager de Tolerância ou

ANSI

ISO

Você pode adicionar notas e símbolos a símbolos de recurso. Em Texto, digite as notas a serem incluídas no recurso de referência primária. Clique em Mais para adicionar símbolos.

Restrições de orientação
O DimXpert para peças reconhece restrições verticais e horizontais implícitas de um recurso ao verificar o status da tolerância.

109

Tolerâncias

SolidWorks 2008

SolidWorks 2009

Esta peça não era considerada totalmente restrita. O DimXpert não reconhece que o plano superior é horizontal.

O plano superior está totalmente restrito por uma linha de interseção e uma restrição horizontal.

Dimensões redundantes
O DimXpert para peças aprimorou a manipulação de dimensões e tolerâncias duplicadas. Você agora pode combinar ou manter em duplicata as dimensões de tamanho, além das dimensões de local. O dimensionamento automático agora combina dimensões quando apropriado.

Dimensões redundantes

Dimensões combinadas

Combinação automática
Dependendo de como você modela uma peça, a ferramenta Esquema de dimensionamento automático (ADS) cria dimensões de tamanho e tolerâncias separadas, mesmo quando elas podem ser dimensionadas como uma só. Para que a ferramenta ADS combine automaticamente dimensões de tamanho e tolerâncias duplicadas, clique em Opções > Propriedades do documento > DimXpert > Opções de exibição e selecione Eliminar duplicatas em Dimensões e tolerâncias redundantes. A ferramenta ADS combina automaticamente estas entidades: • Dimensões de tamanho mais/menos • Dimensões de tamanho com tolerâncias geométricas

110

Tolerâncias

• Tolerâncias geométricas

Combinação manual
Para combinar os mesmos tipos de duplicatas manualmente, Ctrl + selecione as dimensões na área de gráficos, clique com o botão direito do mouse e selecione Combinar dimensões ou Combinar Gtol. As restrições de compatibilidade se aplicam. Por exemplo, para combinar dimensões de tamanho, elas devem ter o mesmo tamanho, a mesma tolerância e estar vinculadas ao mesmo tipo de recurso.

Restrições de tangência
O DimXpert para peças agora considera os efeitos de tangências entre planos e cilindros sobre o dimensionamento, as tolerâncias e o status da restrição. Todas as funções do DimXpert para peças oferecem suporte e consideram as restrições de tangência.

As restrições de tangência existem quando um plano e um cilindro são adjacentes. Os tipos de recursos de cilindro incluem ressalto, cilindro e furo simples.

O tipo de anotação Tangência aparece no DimXpertManager sob o recurso com tolerância.

Os tipos de anotação de tangência possuem um recurso de origem e um recurso de tolerância. As restrições de tangência dispõem de suporte em recursos de bolsão. Elas não são criadas para recursos de filete, entalhe ou ranhura, que possuem tangência implícita integrada.

111

Tolerâncias

Exibir status de tolerância
SolidWorks 2008 SolidWorks 2009

O plano em ângulo e os dois cilindros tangentes adjacentes estão sub-restritos quando você clica em Exibir status de tolerância .

O plano em ângulo e os cilindros tangentes adjacentes estão totalmente restritos.

112

10 SolidWorks Simulation
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • • • Alterações de nomes de produtos Fluxo de trabalho da simulação Estudos de simulação Montagens Conectores Malha Contato e união Visualização de resultados

Alterações de nomes de produtos
Os produtos COSMOS foram renomeados. Nome anterior COSMOSWorks COSMOSWorks Designer COSMOSWorks Professional COSMOSWorks Advanced Professional COSMOSXpress COSMOS FloXpress COSMOSFloWorks PE COSMOSFloWorks STD COSMOSFloWorks COSMOSMotion Novo nome SolidWorks Simulation SolidWorks Simulation SolidWorks Simulation Professional SolidWorks Simulation Premium SolidWorks SimulationXpress SolidWorks FloXpress SolidWorks Flow Simulation SolidWorks Flow Simulation SolidWorks Flow Simulation SolidWorks Motion

As melhorias estão disponíveis no SolidWorks® Simulation e superior, exceto quando (Professional) informado em contrário. As melhorias marcados com estão disponíveis no (Premium) SolidWorks® Simulation Professional e superior. As melhorias marcados com estão disponíveis no SolidWorks® Simulation Premium.

113

SolidWorks Simulation

Fluxo de trabalho da simulação
Interface do usuário
Foram implementadas grandes mudanças no fluxo de trabalho e na interface do usuário do SolidWorks Simulation, a fim de proporcionar mais integração com o fluxo de trabalho do SolidWorks e melhorar a experiência geral do usuário. • As barras de ferramentas do SolidWorks Simulation foram combinadas em um barra de ferramentas principal. Só ficam em destaque os botões da barra de ferramentas relacionados com o tipo de estudo ativo.

• O CommandManager do Simulation é sensível ao estudo e fornece acesso a todos os comandos relacionados com o estudo ativo e o documento. Pode ser personalizado de maneira independente para cada tipo de estudo.

• As restrições e definições de carga foram reorganizadas no CommandManager. As definições de restrição foram agrupadas em Acessórios de fixação, as definições de carga em Forças externas e as cargas térmicas em Cargas térmicas. As definições de conector e de contato foram agrupadas em Conexões. Acessórios de fixação Cargas externas Conexões

• Os estudos do Simulation aparecem como guias sob a área de gráficos.

114

SolidWorks Simulation

• Somente o estudo ativo aparece na árvore de estudo do Simulation. Nas versões anteriores, todos os estudos apareciam na árvore do AnalysisManager. • A pasta Cargas/Restrições foi removida da árvore de estudo do Simulation, e as definições específicas de carga ou de restrição aparecem nas respectivas pastas Cargas externas ou Acessórios de fixação. A pasta Contato/Espaçamentos foi removida da árvore de estudo do Simulation, e as definições de contato agora aparecem na pasta Conexões. • Cargas, restrições e objetos conectores aplicados a um corpo são mostrados abaixo do ícone do corpo na árvore de estudo do Simulation. • Cada guia de estudo do Simulation exibe informações específicas do tipo de estudo. Por exemplo, um estudo estático lista Acessórios de fixação, Cargas externas e Malha, enquanto um estudo de otimização lista Objetivo, Variáveis de projeto e Restrições. As pastas Parâmetros, Cenário de projeto e Resultados só vão aparecer na árvore de estudo do Simulation quando existir pelo menos um objeto do respectivo tipo no estudo; caso contrário, essas pastas ficarão ocultas. • Os PropertyManagers foram reprojetados para exibir, por padrão, as opções mais usadas na caixa de grupo Padrão, e as menos usadas em Avançado.

• Uma nova guia Dividir foi adicionada aos PropertyManagers de Recursos de fixação, Cargas externas e Conectores. A guia Dividir permite a criação de faces divididas no PropertyManager. Você pode dividir uma face selecionada de uma geometria sólida criando um esboço e projetando-o na face, ou fazendo a interseção de outras faces com a face selecionada. Use a ferramenta Dividir para aplicar recursos às partes das faces desejadas. • Quando você aplica uma carga, restrição ou conector a uma geometria válida, é possível visualizar o símbolo do objeto na área de gráficos posicionando o cursor sobre a geometria selecionada. Você não tem que clicar para que o símbolo do objeto apareça.

115

SolidWorks Simulation

• Você pode clicar duas vezes em um símbolo de recurso de fixação ou carga na área de gráficos para exibir o PropertyManager correspondente. • Todas as entidades aplicáveis do SolidWorks são aceitas como seleções. Por exemplo, faces cilíndricas, eixos e linhas de esboço são aceitos quando uma direção linear é necessária. • No PropertyManager de Gravidade, a direção predeterminada é selecionada como a normal ao plano de orientação da vista Inferior (direção Y negativa). Você pode adicionar mais componentes de gravidade na caixa de grupo Avançado. • O PropertyManager de Conectores possui agora uma janela de mensagem com dicas para cada tipo de conector.

116

SolidWorks Simulation

Gerenciar estudos do Simulation
Criar um estudo • Clique em Novo estudo (barra de ferramentas Simulation), ou • Clique em Simulation, Estudo, ou • Clique com o botão direito do mouse na área de gráficos e selecione Criar novo estudo do Simulation. Ativar um estudo Clique na sua guia. A árvore de estudos do Simulation é aberta. Clique com o botão direito do mouse na sua guia e selecione Excluir. • Clique duas vezes na sua guia e digite um novo nome ou • Clique com o botão direito do mouse na sua guia e selecione Renomear. Clique com o botão direito do mouse na sua guia e selecione Duplicar. Especifique um nome e uma configuração para o estudo duplicado.

Excluir um estudo

Renomear um estudo

Duplicar um estudo

Copiar recursos do Estudo A para o Estudo Ative Estudo A, selecione os recursos B desejados na árvore do Estudo A e arraste-os até a guia do Estudo B.

O tipo da malha foi removido da definição de estudo do Simulation. Consulte Seleção de malha na página 133.

117

SolidWorks Simulation

Geral
• O recurso lente de aumento agora dispõe de suporte nos estudos do Simulation. Pressione G para abrir a lente de aumento. Consulte Utilização da lente de aumento na página 17. • Quando o programa detecta um grande deslocamento em estudos estáticos, o solver emite uma mensagem que permite que você continue com a solução de pequeno deslocamento ou ative automaticamente a opção de grande deslocamento e execute. Se você clicar em Sim, o programa ativa a opção de grande deslocamento e reinicia o solver automaticamente. Na caixa de diálogo Estático, o indicador Grande deslocamento é selecionado. •
(Professional)

O solver Sparse foi aprimorado para máquinas de 64 bits para resolver grandes modelos através da otimização da alocação de memória em estudos de freqüência e flambagem.

• Quando você executa um ou múltiplos estudos do Simulation, eles agora são processados em segundo plano. Clique com o botão direito do mouse no estudo e selecione Executar. O Simulation continua a executar em segundo plano após o término da sessão do SolidWorks. Quando a simulação é concluída, os resultados são armazenados no diretório designado. Para executar múltiplos estudos, clique na seta para baixo em Executar selecione Executar todos os estudos. • A ajuda da API do Simulation agora oferece suporte a conectores. e

Estudos de simulação
Consultor do Simulation
Uma versão aprimorada do Consultor de análise, chamada Consultor do Simulation, ajuda você a: • Determinar os tipos apropriados de estudo e criá-los automaticamente. • Definir interações internas entre vários corpos no modelo, bem como interações externas entre o modelo e o ambiente • Avaliar a segurança, incluindo possibilidades de falha devido a fadiga • Otimizar o modelo • Interpretar resultados O Consultor do Simulation atua na interface iniciando os PropertyManagers apropriados e incluindo links para tópicos da ajuda on-line que fornecem mais informações. O Consultor do Simulation funciona com a interface do usuário do Simulation e abre PropertyManagers quando você seleciona opções específicas. Por exemplo, o Consultor do Simulation pode ajudá-lo a criar automaticamente o estudo adequado.

Sensores
Os sensores do Simulation foram integrados ao SolidWorks. A nova definição dos sensores permite o acompanhamento de resultados do Simulation em múltiplos estudos. Os sensores do Simulation agora oferecem alertas visuais e sonoros quando os valores acompanhados excedem os limites predefinidos.

118

SolidWorks Simulation

• Os sensores para acompanhamento de dados do Simulation agora fazem parte do PropertyManager de Sensores do SolidWorks definidos na árvore de projetos do FeatureManager. Para adicionar um sensor, clique com o botão direito do mouse em Sensores na árvore de projetos do FeatureManager e selecione Adicionar sensor. • Em documentos com vários estudos, as entidades de sensor são atualizadas automaticamente para exibir os resultados do estudo ativo. • Você pode definir uma notificação de alarme sonoro para avisar quando os valores forem iguais, superiores ou inferiores a um determinado limite. No PropertyManager de Sensores, marque Alarme e defina os critérios de notificação. • Os sensores agora podem acompanhar dados de fatores de segurança de conectores, além de tensão, deformação, deslocamento, forças de conectores, forças de corpos livres, resultados térmicos, velocidade e aceleração. Os gráficos do Rastreador de tendência também são definidos como objetos sensores. Os objetos sensores são listados na pasta Sensores na árvore de projetos do FeatureManager.

• Você pode definir sensores Sensíveis ao fluxo de trabalho nos vértices ou pontos de referência onde quiser apresentar gráficos de resultados de estudos transientes, como, por exemplo, não lineares, lineares dinâmicos, testes de queda e térmicos transientes. Os cenários de projetos também oferecem suporte para sensores Sensíveis ao fluxo de trabalho. No PropertyManager de Sensores, em Quantidade de dados, selecione Sensível ao fluxo de trabalho. Em Propriedades, selecione vértices ou pontos de referência para plotar os resultados. Em estudos legados, as entidades de seleção que foram listadas em Locais para gráficos (PropertyManager de Opções de resultado) aparecem como sensores Sensíveis ao fluxo de trabalho na pasta Sensores. Os Gráficos de dados rastreados legados também são mapeados em sensores. Consulte Definição de sensores na ajuda.

Material
As bibliotecas de material do SolidWorks e do SolidWorks Simulation foram combinadas em um único banco de dados. Melhorias na interface do usuário de material: • Foram adicionadas três novas guias, Propriedades personalizadas, Dados de aplicativo e Favoritos à caixa de diálogo Material. 1. Use a guia Propriedades personalizadas para definir novas propriedades para materiais definidos pelo usuário. 2. Use a guia Dados de aplicativo para incluir informações descritivas de materiais personalizados. Você pode incluir o conteúdo de Dados de aplicativo nos relatórios. Selecione Incluir dados de aplicativo sob Opções de relatório. 3. Use a guia Favoritos para aplicar os materiais de uso mais comum. Clique com o botão direito do mouse em Material na árvore de projetos do FeatureManager e selecione na lista de materiais que aparece no menu.

119

SolidWorks Simulation

• Campos de texto Origem foram adicionados às guias Propriedades, Tabelas e Curvas e Curvas SN de fadiga para incluir informações de referência. Digite a origem da referência para especificar as propriedades dos materiais. Os relatórios incluem o conteúdo do campo Origem. • A nova opção Critério de falha predeterminado foi adicionada em Propriedades. Selecione um critério de falha apropriado para cada material. O critério de falha definido pelo usuário é considerado padrão para a plotagem de Fator de segurança quando você seleciona Automático em Critério no PropertyManager de Fator de segurança.
(Premium)

Cascas compostas

As versões anteriores somente ofereciam suporte para cascas com uma layer. Nesta versão, você pode definir uma casca composta com até 50 layers. Cada layer pode ter um material isotrópico ou ortotrópico diferente.

Você pode usar materiais compostos para estudos lineares estáticos, de freqüência e de flambagem. As camadas são consideradas perfeitamente unidas sem espessura na união e deformação de cisalhamento desprezível entre elas. O SolidWorks Simulation aceita as seguintes opções de compostos: • Laminado simétrico: Define uma pilha simétrica em termos de material, orientação das camadas e espessura em torno do plano médio. Os tipos de propriedades do material podem ser ortotrópico linear elástico ou isotrópico. • Laminado assimétrico: Define uma pilha assimétrica em termos de material (ortotrópico ou isotrópico), orientação das camadas ou espessura em torno do plano médio. • Composto sanduíche: Composto sanduíche é um laminado especial com três camadas simetricamente dispostas em torno do plano médio. Os tipos de propriedades do material podem ser ortotrópico linear elástico ou isotrópico. As camadas externas (peles) devem ser mais rígidas que a camada média. A camada média (núcleo) normalmente é mais espessa que as camadas externas.

Você define a orientação das camadas de compostos no PropertyManager modificado de Definição de casca. Você pode alinhar camadas diretamente em recursos geométricos usando geometria de referência.

120

SolidWorks Simulation

Após executar um estudo estático, você pode plotar valores de tensão (nas faces superior e inferior) de cada camada ou valores máximos em todas as camadas. Você também pode plotar tensões nas direções do ângulo das camadas. Para plotar tensões na direção do ângulo das camadas: 1. No PropertyManager de Plotagem de tensão, selecione SX: Tensão normal em X. 2. Em Opções de compostos, marque Exibir resultados na direção da camada em superfícies compostas. Para plotar tensões transversais à direção do ângulo das camadas, selecione SY: Tensão normal em Y na etapa 1. Além de todas tensões disponíveis para cascas, você também pode plotar a tensão interlaminar de cisalhamento. A tensão interlaminar de cisalhamento é relatada no sistema de coordenadas local (material) para cada casca. Critérios de falha em cascas compostas Para determinar se um laminado vai falhar devido à carga aplicada, o programa primeiro calcula as tensões em todas as camadas. Em seguida, aplica os critérios de falha com base nesses níveis de tensão usando uma teoria de falhas. Considera-se que o laminado falhou se pelo menos uma camada falhar. O programa aplica as teorias de falha por tensão de Tsai-Wu, Tsai-Hill e Max a cada camada. Tsai-Hill e Tsai-Wu são teorias que consideram a interação entre diferentes componentes de tensão no critério de falha. A teoria de tensão de Max considera um critério não interativo baseado em tensão. Consulte Cascas compostas na ajuda. Exemplo de estudo de casca composta Crie um estudo de flambagem para examinar o comportamento de um painel composto cilíndrico com furo circular sob carga compressiva de 100 kN. Para criar um estudo de casca composta: 1. Abra Simulation\composite-example.sldprt

2. Para criar um novo estudo, clique em Estudo > Novo estudo CommandManager de Simulation. 3. Em Tipo, selecione Flambagem e, em seguida, clique em .

no

121

SolidWorks Simulation

Uma guia de estudo do Simulation aparece abaixo da área de gráficos e uma árvore de estudo do Simulation aparece na árvore de projetos do FeatureManager do SolidWorks. 4. Na árvore de estudo do Simulation, clique com o botão direito do mouse no ícone da casca e selecione Editar definição . Em Tipo, selecione Composto. Em Opções de compostos: a) Defina Total de camadas como 16. b) Selecione Simétrico e Todas as camadas do mesmo material. o c) Selecione Girar 0 referência para girar a orientação da referência do ângulo 0 da camada em 90 graus. d) Selecione mm em Unidade . e) Digite os dados de Espessura e Ângulo para as primeiras oito camadas: Camada 1 2 3 4 5 6 7 8 Espessura 0.142 0.142 0.142 0.142 0.142 0.142 0.142 0.142 Ângulo 45 -45 90 0 0 90 -45 45

As oito camadas restantes são preenchidas automaticamente, porque a disposição é simétrica. O programa posiciona as camadas da parte inferior até a face da casca superior. A disposição das camadas é invertida se você inverter as faces da casca.

122

SolidWorks Simulation

f) Em Orientação do composto, selecione Espelhar orientação. 5. Para aplicar as mesmas propriedades de material a todas as camadas, clique em 6. Na caixa de diálogo Material, execute as ações a seguir e depois clique em a) Selecione Definição personalizada. b) Como Tipo do modelo, selecione Ortotrópico linear elástico. c) Defina Unidades como SI. d) Digite Composto1 para o Nome. e) Digite as seguintes propriedades do material: Propriedade Módulo elástico em x Módulo elástico em y Coeficiente de Poisson em xy Módulo de cisalhamento em xy Módulo de cisalhamento em yz Módulo de cisalhamento em xz Densidade de massa Valor 135e9 13e9 0.38 6,4e9 4,3e9 6,4e9 1,5e3 : .

O programa realça a orientação de referência para o ângulo de camada de 0 graus na geometria por meio de faixas. A direção da fibra do material de cada camada, que é a direção X das propriedades do material, fica realçada na geometria. A

123

SolidWorks Simulation

direção Y é transversal à direção da fibra (na superfície) e a direção Z é normal à superfície da camada. As imagens mostram as direções X, Y e Z para os ângulos de direção da fibra de 0 e de 60 graus.

Ângulo de direção da fibra: 0 graus

Ângulo de direção da fibra: 60 graus

7. Arraste as pastas Acessórios e Cargas Externas da árvore de estudo Pronto para a guia Estudo 1. O software copia as restrições e as cargas do estudo Pronto para o Estudo 1. 8. Aplique malha ao painel com o gerador de malha Com base em curvatura. a) Defina o tamanho máximo do elemento como 5 mm. b) Marque Malha com qualidade de rascunho em Avançado. c) Execute o estudo. 9. Clique com o botão direito do mouse em Resultados de deslocamento/forma modal flambagem. e selecione Definir Plotagem

. Plote as duas primeiras formas modais de

Primeiro modo de flambagem

Segundo modo de flambagem e selecione Listar fatores

10. Clique com o botão direito do mouse em Resultados

de carga de flambagem . As cinco primeiras cargas de flambagem estão de acordo com os resultados numéricos.

124

SolidWorks Simulation

Cargas de flambagem (kN) Referência SolidWorks Simulation Professional

Modo 1

Modo 2

Modo 3

Modo 4

Modo 5

107 107.6

109.6 110.7

116.2 114.5

140.1 140.1

151.3 166.7

Multiplique os fatores de carga de flambagem por 100 para obter as cargas reais. Referência: 1. Stanley G.M., "Continuum Based Shell Elements", Dissertação de Doutorado, Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Stanford, 1985.

Vigas
O algoritmo usado para avaliar juntas que conectam componentes estruturais foi melhorado. Em versões anteriores, algumas juntas de modelos com vigas cruzadas ou geometrias complexas eram definidas incorretamente. Nesta versão, o software automaticamente identifica as juntas de: • Componentes estruturais que se tocam ou apresentam interferência. • Componentes estruturais que não se tocam até uma certa distância (tolerância). O software calcula um valor de tolerância ideal, mas o usuário pode substituí-lo. No PropertyManager de Editar juntas, em Critérios, marque a opção Tratar como junta para espaçamento menor que e defina a distância limite entre os componentes estruturais. As Opções Pinball no PropertyManager de Editar juntas foram removidas. A nova opção Tratar como junta para espaçamento menor que substitui a definição do raio de pinball.
(Premium)

Os estudos estáticos não lineares agora oferecem suporte para elementos de viga lineares elásticos. Todos os tipos de carga e de restrição para vigas que podem ser definidos em estudos estáticos dispõem de suporte em estudos não lineares. Você pode criar diagramas de cisalhamento e de momento e listar forças e tensões em vigas. A formulação de grande deslocamento dispõe de suporte. A ausência de contato de penetração não dispõe de suporte quando os elementos da viga fizerem parte da malha, a não ser que eles sejam tratados como sólidos. Para tratar uma viga como sólido, clique com o botão direito do mouse no ícone da viga na árvore do estudo e selecione Tratar como sólido.
(Professional)

Estudos térmicos

• Você agora pode selecionar todas as faces expostas de uma peça ou montagem para aplicar cargas térmicas. Esta opção está disponível nos PropertyManagers de Temperatura, Convecção, Radiação, Fluxo de calor e Poder calorífico. Clique em Selecionar todas as faces expostas no PropertyManager de uma carga térmica. Em documentos de montagem, você pode aplicar cargas térmicas às faces de todos

125

SolidWorks Simulation

os componentes. Faces de peças em contato total não são selecionadas para cargas térmicas. Entretanto, partes expostas de faces em contato parcial são selecionadas.

Modelo com faces em contato total (total Modelo com faces em contato parcial (total de 10 faces expostas) de 12 faces expostas) • A interação de estudos térmicos com estudos estáticos, não lineares ou térmicos transientes agora aceita malhas diferentes. Após obter a distribuição de temperatura em uma análise térmica com determinadas propriedades de malha, você agora pode importar dados de temperatura para estudos estáticos, não lineares ou térmicos transientes com propriedades de malha diferentes.

Malha grossa para estudos térmicos
(Professional)

Malha mais fina para estudos estáticos

Geometria a partir de forma deformada

Após executar um estudo estático ou não linear, você pode salvar a geometria deformada como um novo documento de peça ou uma nova configuração, e criar estudos com base nesse documento ou configuração. Existe suporte para estudos com sólidos e com superfícies. Você pode usar essa funcionalidade para controlar a forma do modelo deformado para fins de fabricação. Por exemplo, considere uma placa plana sujeita a uma pressão uniforme p. Se você salvar e fabricar a forma deformada da placa sob uma pressão uniforme -p, a placa permanecerá plana quando a pressão p for aplicada. A criação de novos estudos a partir de geometrias deformadas de modelos com vigas ou placas metálicas não tem suporte nesta versão. As formas deformadas de documentos de montagens são salvas como peças multicorpos. Para salvar a geometria deformada de uma peça ou montagem em um novo documento: 1. Abra Simulation\Tutor1.sdprt 2. Execute o estudo Ready.

126

SolidWorks Simulation

3. Clique com o botão direito do mouse em Resultados forma deformada. 4. No PropertyManager:

e selecione Criar corpo da

a) Em Salvar corpo como , clique em Salvar como nova peça/montagem. b) Digite Deformada em Nome da peça. c) Clique em . Um novo documento Deformada.sldprt é criado no diretório <Examples>. Se você executar um estudo não linear, o software salvará a geometria correspondente à última etapa da solução.

Tensão/Deformação
Uma ferramenta de Tensão/Deformação foi incluída nas barras de ferramentas Chapa metálica, Avaliar e Soldagens para orientá-lo nas tarefas comuns necessárias à realização de análises e observação dos resultados. A ferramenta Tensão/Deformação funciona com as Dicas rápidas do SolidWorks Simulation para auxiliar você no fluxo de trabalho da análise. Selecionar Dicas rápidas na barra de ferramentas Chapa metálica ou Soldagens cria um novo estudo estático com a gravidade aplicada na direção Y negativa e exibe as Dicas rápidas do SolidWorks Simulation.
(Premium)

Carga/massa remota para estudos dinâmicos lineares

Você pode aplicar cargas remotas ou tratar um corpo sólido como uma massa remota em estudos dinâmicos lineares. Você pode aplicar cargas remotas dependentes do tempo em estudos históricos de tempo, ou dependentes de freqüência em estudos de vibração harmônica e aleatória. Para aplicar uma carga remota, clique em Cargas externas , Carga/massa remota .

Em documentos de montagem ou de peças com múltiplos corpos, você agora tem a opção de tratar um ou mais corpos sólidos como massas remotas em estudos de dinâmica linear. Os corpos tratados como massas remotas são excluídos da geração da malha, mas suas propriedades de massa e momentos de inércia são considerados nas análises de freqüência e dinâmicas. A aplicação de massa remota reduz o tamanho da malha e acelera o processo de solução, particularmente em grandes montagens sujeitas a ambientes de carregamento dinâmico. Para tratar um corpo sólido como uma massa remota, clique com o botão direito do mouse na árvore do estudo do Simulation e selecione Tratar como massa remota. O corpo aparece na pasta Massa remota. Você só pode selecionar um corpo de cada vez para massa remota. Você também pode definir uma massa remota no PropertyManager de Carga/massa remota.

127

SolidWorks Simulation

Todos os corpos recebem malha.

Corpos tratados como massas remotas não recebem malha.

Consulte Tratar como massa remota na ajuda.

Montagens
Melhorias na modelagem de montagens
Ao trabalhar com montagens, você pode excluir corpos sólidos selecionados da simulação ou tratá-los como corpos rígidos, flexíveis, flutuantes ou fixos no espaço. Clique com o botão direito do mouse na peça na árvore do estudo para definir estas opções: • Excluir da análise. A peça é excluída do estudo sem supressão. Esta opção alterna para Incluir na análise. • Tornar rígido. O corpo não pode se deformar. Os resultados de suas deformações e tensões não são calculados. Entretanto, suas interações de contato são consideradas na simulação. Esta opção alterna para Tornar deformável (disponível para estudos estáticos e de freqüência). • Tornar deformável. O corpo pode se deformar até onde suas restrições e conexões com outras peças permitem. Os resultados de suas deformações e tensões ficam disponíveis. • Fixar. O corpo não pode se mover. Como o corpo inteiro não pode se mover, ele efetivamente se torna rígido. Um corpo fixo ainda pode transferir interações de contato para peças que se tocam. Esta opção alterna para Flutuar (disponível para estudos estáticos e de freqüência). Para fixar uma parte de um corpo, use a restrição Fixo. • Flutuar. O corpo pode se mover até onde suas restrições e conexões com outras peças permitem. Um corpo flutuante pode ser rígido ou flexível, dependendo da configuração de Tornar rígido/Tornar deformável. Você deve tratar um componente como rígido somente se ele for muito mais rígido que os componentes de interesse que o cercam. Por exemplo, a figura abaixo mostra os resultados de tensões para um contato simétrico sem penetração entre uma esfera rígida e um bloco flexível. Observe que nenhuma tensão se desenvolve na esfera.

128

SolidWorks Simulation

Peças de chapa metálica
Você agora pode analisar montagens construídas com peças de chapa metálica, sólidos e superfícies. Malha de corpos de chapa metálica com elementos de casca. A malha fica localizada na superfície média da chapa metálica. Você pode aplicar todos os recursos do Simulation diretamente na geometria do sólido. O solver transfere cargas, restrições, definições de contato e conectores para a superfície média.

Montagem com duas peças de chapa metálica

Malha com cascas nas superfícies médias

Melhorias na árvore do estudo
Quando você adiciona, exclui ou suprime componentes ou corpos no documento de uma montagem na árvore de projetos do FeatureManager do SolidWorks, os estudos de simulação existentes são atualizados automaticamente. Ícones de aviso ao lado das pastas Malha e Resultados na árvore do estudo da simulação alertam sobre as alterações na geometria do modelo.

Conectores
Fator de segurança para conectores
A Verificação do fator de segurança foi estendida aos conectores de parafuso e de pino.
129

SolidWorks Simulation

Após executar um estudo estático ou não linear, você pode identificar conectores seguros e com falhas. Para realizar uma verificação de Fator de segurança (FOS) em conectores de parafuso e de pino, no PropertyManager de Conectores, expanda Dados de resistência e digite a área de tensão de tração, a resistência do conector e o fator de segurança mínimo. Quando a análise estiver concluída, você poderá visualizar o status aprovado/reprovado de todos os conectores, assim como seus fatores de segurança. Na área de gráficos, os conectores seguros são mostrados em verde e os que apresentam falha, em vermelho. Em estudos não lineares, o programa realiza verificações de FOS para cada etapa da solução. Consulte Fator de segurança para conectores na ajuda. Para realizar uma verificação de FOS em conectores de parafuso: 1. Abra Simulation\Basketball_Hoop.sldasm. 2. Clique com o botão direito do mouse na guia Pronto do estudo e selecione Duplicar. 3. Na caixa de diálogo, digite Verificação_FOS para Nome do estudo. Clique em OK. Uma nova guia de estudo Verificação_FOS aparece na parte inferior da área de gráficos. 4. Clique com o botão direito do mouse em Bolt Connector-1 na árvore do estudo

Verificação_FOS e selecione Editar definição . 5. No PropertyManager, marque Dados de resistência e defina o seguinte: • Selecione Área de tensão de tração conhecida. 2 • Digite 40 (mm ) para Área de tensão de tração. • Defina Unidade como psi para Resistência do parafuso e digite 3.e07. 6. Clique em . 7. Repita as etapas 4, 5 e 6 para os outros três conectores de parafuso. 8. Execute o estudo. Na janela de mensagem, clique em Não para resolver sem usar a opção de grande deslocamento. 9. Clique com o botão direito do mouse em Resultados de verificação de pino e parafuso. e selecione Definir plotagem

10. Clique em . Todos os quatro conectores são seguros e estão listados na pasta OK conectores de parafuso aparecem em verde na área de gráficos.

. Os

Os conectores que falham na verificação de FOS são listados na pasta Requer atenção . Os conectores de parafuso que falham aparecem em vermelho na área de gráficos. 11. Expanda a pasta OK e clique em Bolt Connector-2. Uma chamada na área de gráficos lista o fator de segurança do conector.

130

SolidWorks Simulation

Conectores de parafuso
Os conectores de parafuso foram melhorados. • Agora há conectores de parafuso para cascas disponíveis. Você pode definir os parafusos através de uma pilha mista de sólidos, cascas e corpos de chapa metálica.

(Premium)

Parafusos multicamada estão agora disponíveis em estudos não lineares. Para aparafusar mais de dois componentes sólidos, no PropertyManager de Conectores, selecione Série de parafusos em Opção avançada e, em seguida, selecione as faces cilíndricas a partir dos componentes do meio. Em estudos não lineares, você só pode definir parafusos multicamada através de corpos sólidos.
(Premium)

Parafusos para simetria 1/2 e 1/4 estão agora disponíveis em estudos não lineares. Para definir um parafuso simétrico, no PropertyManager de Conectores, selecione Parafuso simétrico em Opção avançada.

131

SolidWorks Simulation

Exemplo de entidades de seleção para um parafuso multicamada simétrico:

Conectores de pino
Os conectores de pino agora estão disponíveis para cascas. Você pode definir conectores de pino para fixar componentes de casca em componentes sólidos ou em outras cascas para estudos estáticos, de freqüência e de flambagem. Em peças de chapa metálica, você pode aplicar um conector de pino a faces cilíndricas sólidas.

Entidades de seleção de pino entre um sólido e uma peça de casca

Entidades de seleção de pino entre peças de casca

Conectores de rolamento
Os conectores de rolamento foram reprojetados. Não há distinção entre os conectores de rolamento de Roletes e Esferas. Todos os conectores de rolamento agora exigem apenas faces cilíndricas como entidades de seleção. Os conectores de rolamento com auto-alinhamento permitem rotação irrestrita fora do eixo. Você pode definir a rigidez de direção axial e radial para um conector de rolamento com auto-alinhamento. Para definir um conector de rolamento com auto-alinhamento, no PropertyManager de Conectores, em Tipo, clique em Permitir auto-alinhamento (disponível para estudos estáticos, de freqüência e de flambagem).

132

SolidWorks Simulation

As imagens mostram dois eixos deformados com um conector de rolamento. Uma carga remota vertical é aplicada em um lado. Um conector de rolamento é aplicado em uma face cilíndrica dividida do eixo. Quando a opção Permitir auto-alinhamento é selecionada, a face cilíndrica do conector de rolamento gira fora de seu eixo. Quando a opção é desmarcada, a face cilíndrica fica com a rotação fora de seu eixo restrita.

Eixo com um conector de rolamento.

Permitir auto-alinhamento está selecionada. Permitir auto-alinhamento está desmarcada. Para evitar instabilidade rotacional que possa causar singularidades numéricas, marque Estabilizar rotação do eixo no PropertyManager de Conectores.

Malha
Seleção de malha
Você não precisa mais selecionar um tipo de malha ao criar um estudo. O software atribui automaticamente o tipo de malha apropriado para os corpos com base em suas características geométricas: • Malha de corpos sólidos com elementos sólidos. Você ainda pode aplicar malha a um corpo sólido como uma casca definindo primeiro as superfícies de referência. • Malha de corpos sólidos com elementos de casca. O software atribui uma espessura de casca predeterminada e uma formulação de casca fina para cada corpo de superfície. Você pode editar a definição de casca predeterminada antes de executar o estudo. • Malha de corpos de chapa metálica com espessura uniforme com cascas criadas em superfícies médias. O software atribui uma única casca a cada corpo de chapa metálica. Malha de corpos de chapa metálica com espessura não uniforme com elementos sólidos. Apenas em estudos de teste de queda, as peças de chapa metálica têm malha aplicada com sólidos. • Os componentes estruturais têm malha aplicada com elementos de viga e o programa detecta automaticamente o grupo de união da viga. Os ícones na árvore do estudo indicam o tipo de malha:

133

SolidWorks Simulation

Ícone

Corpo Sólido Superfície e chapa metálica Componente estrutural e soldagem

Elemento de malha Elementos sólidos tetraédricos Elementos de casca triangular Elementos de viga e treliça

Após criar o estudo, você pode alterar os tipos de malha predeterminados em corpos selecionados: • Para tratar um corpo sólido como viga , clique com o botão direito do mouse na

árvore do estudo e selecione Tratar como viga. O ícone muda para . Para converter de volta para sólido, clique com o botão direito do mouse e selecione Tratar como sólido. • Para tratar um corpo de chapa metálica como sólido , clique com o botão direito do mouse na árvore do estudo e selecione Tratar como sólido. O ícone muda para . Para converter de volta para corpo de chapa metálica, clique com o botão direito do mouse e selecione Tratar como chapa metálica. Para criar uma malha para um corpo sólido fino com cascas, crie uma superfície média|.

Gerador de malhas com base em curvatura
O gerador de malhas com base em curvatura agora permite aplicar malhas a superfícies, além de a corpos sólidos. O gerador de malhas com base em curvatura gera uma malha mais fina em áreas de grande curvatura e faz a transição da malha automaticamente. Ele oferece suporte para estudos de elementos sólidos, elementos de casca e elementos de viga que usam malhas incompatíveis para as condições de contato. Para aplicar malha com o gerador de malhas com base em curvatura, no PropertyManager de Malha em Parâmetros de malha, selecione Malha com base em curvatura. Exemplo de um modelo de superfície 3D com curvatura variável, com malha aplicada pelo gerador de malhas com base em curvatura. O gerador de malhas aplica uma malha mais fina nas regiões onde a curvatura é proeminente.

134

SolidWorks Simulation

Vista isométrica

Vista superior

Para componentes de casca com arestas que se tocam, a malha é sempre compatível quando você seleciona o gerador de malhas com base em curvatura.

Controle de malha
A interface do usuário para o controle da malha de componentes foi melhorada. O software automaticamente refina a malha com base no volume dos componentes individuais. Anteriormente, se quisesse especificar tamanhos de elementos diferentes para componentes diferentes em uma montagem, você atribuía valores de Significância do componente no PropertyManager de Controle de malha. Para aplicar o controle de malha a vários corpos simultaneamente , marque Usar por tamanho da peça no PropertyManager de Controle de malha. O programa atribui um tamanho de elemento para o controle de malha para cada componente com base no volume de cada um. Você ainda pode controlar o tamanho do elemento para controle de malha movendo o controle deslizante abaixo de Densidade de malha. Você pode aplicar o controle de malha a componentes e arestas além de a faces quando escolhe o gerador de malha com base em curvatura.

Simplificar modelo para geração de malha
A opção Simplificar modelo para geração de malha oferece acesso rápido à ferramenta Simplificar do SolidWorks Utilities.

Para selecionar a opção Simplificar modelo para geração de malha, clique com o botão direito do mouse em Malha na árvore de estudo do Simulation. Você pode também clicar em Utilities > Simplificar. A simplificação da geometria pode alterar os resultados de tensões significativamente.

Contato e união
Contato em estudos não lineares
O tempo para a solução de problemas não lineares envolvendo estudos de grandes montagens com contato Sem penetração foi melhorado.

135

SolidWorks Simulation

Uma nova opção de contato Superfície para superfície está disponível no PropertyManager de Conjunto de contato. A aplicação de uma malha mais fina na área de contato melhora os resultados. Você ainda pode usar as outras opções de contato, Nó para nó e Nó para superfície , nas opções Avançadas do PropertyManager de Conjunto de contato. A mesma abordagem é usada em malhas com qualidade de rascunho, mas o uso de malhas de alta qualidade torna mais evidente a maior velocidade da simulação.

Contato com ajuste por contração e contato sem penetração
A interface foi simplificada removendo as opções de tipo de contato. A interface do conjunto de contato foi simplificada nas opções Sem penetração e Ajuste por contração no PropertyManager de Conjunto de contato (estudo estático). O programa atribui um tipo de contato Nó para superfície predeterminado a todas as definições de conjunto de contato sem a necessidade de entrada de informações pelo usuário. Você pode atribuir um tipo de contato Superfície para superfície a todas as definições de contato marcando Melhorar precisão para superfícies de contato com malha incompatível (mais lento) na caixa de diálogo Estático. Em estudos legados, você ainda pode acessar os tipos de contato Nó para nó, Nó para superfície e Superfície para superfície. Em Opções predeterminadas > Malha, marque Exibir opções avançadas para definições de conjunto de contato (somente para Sem penetração e Ajuste por contração). As opções do tipo de contato Sem penetração ficam disponíveis em Avançado no PropertyManager de Conjunto de contato. O agrupamento de origem e alvo para entidades foi eliminado. Você identifica faces, arestas ou vértices em Conjunto 1, e faces em Conjunto 2 no PropertyManager de Conjunto de contato. O solver identifica as entidades de origem e de alvo automaticamente. Considerar espessura de casca Você agora pode considerar a espessura de componentes de superfície e de chapa metálica que apresentem malha com cascas para contato sem penetração e de parede virtual. Nas versões anteriores, a espessura das cascas não era considerada em contato e união. Nesta versão, o contato é realizado quando a distância entre as superfícies médias de duas cascas torna-se (t1+t2)/2, como mostrado na figura. Forças de contato são então aplicadas independentemente de qualquer folga mostrada em plotagens de resultados. A consideração para espessura de casca está disponível para estudos estáticos e não lineares.

136

SolidWorks Simulation

• A espessura de componentes de chapa metálica e superfície com malhas de casca para não haver penetração e contato de parede virtual sempre é considerada quando você cria novos estudos estáticos e não lineares. Para melhorar os resultados dos estudos legados, execute-os novamente. • Não deve existir interferência inicial entre os corpos de casca. • Para modelos que têm componentes de chapa metálica/superfície e sólidos, a opção global Ignorar folga para contato com superfície na caixa de diálogo Estático não tem suporte para contatos sem penetração e de parede virtual. Contudo, você ainda pode definir uma condição local para ignorar espaçamentos entre componentes sólidos no PropertyManager de Definir contato.

União
Os algoritmos melhorados unem automaticamente entidades que se tocam nos seguintes casos: • Face ou aresta de uma casca com um sólido • Face ou aresta de uma casca com outra casca • Face ou aresta de uma casca com um componente estrutural Certifique-se de que a condição de contato global está configurada como Unida. No caso de componentes de chapa metálica que fazem malha com cascas criadas em superfícies médias, o programa transfere o contato de união para as cascas nas superfícies médias automaticamente.

137

SolidWorks Simulation

Aresta de superfície tocando uma face de Vista lateral da malha (ampliada) chapa metálica

Face sólida tocando uma face de chapa metálica

Vista lateral da malha (ampliada)

A união entre componentes estruturais que se tocam com uma face de chapa metálica também é automaticamente criada e transferida para as cascas nas superfícies médias.

Componentes estruturais tocando uma face Vista lateral da malha (ampliada) de chapa metálica Para um Conjunto de contato Unido entre componentes de casca, definido por um conjunto de seleção aresta (Conjunto 1) com aresta (Conjunto 2), a malha para as arestas de casca coincidentes é compatível quando você usa um gerador de malha baseado na curvatura.

138

SolidWorks Simulation

Visualização de resultados
Verificação de Fator de segurança
As plotagens de Fator de segurança foram expandidas para estudos com casca e malha mista. As plotagens de Fator de segurança agora podem avaliar a segurança de projetos com modelos de casca (camada única ou composto), viga e malha mista com base em critérios de falha atribuídos para cada material. O PropertyManager de Fator de segurança foi aprimorado com novas opções: • A opção Automático permite que você selecione os critérios de falha mais apropriados em todos os tipos de elemento. Quando você seleciona Automático em Critério, o software aplica as seguintes condições: 1. O Critério de falha predeterminado atribuído na caixa de diálogo Material para cada material. Consulte Critério de falha predeterminado na página 120. 2. Se você não atribuiu um critério de falha predeterminado na caixa de diálogo Material, o software atribui o critério de tensão de Mohr-Coulomb. 3. Se você selecionou o critério de cisalhamento de Max von Mises ou Max (Tresca) para um material de viga, o software usa o limite de escoamento como a tensão permitida. 4. Se você selecionou o critério normal de Max ou de Mohr-Coulomb para um material de viga, o software usa a resistência à tração como a tensão permitida. • Um novo botão de opção Exibir tensão combinada em vigas foi adicionado ao PropertyManager de Fator de segurança para calcular o fator de segurança em vigas com a tensão combinada de pior caso. • Novas opções de casca permitem verificar o projeto com as tensões mínima, máxima, na face superior ou na face inferior. As opções Membrana e Dobramento foram removidas. • Os critérios de falha por tensão de Tsai-Wu, Tsai-Hill e Max permitem executar a verificação de fator de segurança em cascas compostas. De modo geral, em laminados multidirecionais, você pode testar todos os três critérios para determinar o pior caso e aumentar a segurança do projeto.

Resultados
• A plotagem de deformação foi combinada com o menu Resultados da plotagem e a caixa de diálogo Opções predeterminadas para plotagens. Você ainda pode acessar plotagens de deformação no PropertyManager de Plotagem de deslocamento. Desmarque Exibir cores em Forma deformada. As plotagens de deformação legadas são mostradas como plotagens de deslocamento com a opção Exibir cores desmarcada. • O novo botão Resultado deformado (barra de ferramentas Simulation) alterna as formas deformada e não deformada do modelo em uma plotagem ativa.

139

SolidWorks Simulation
(Premium)

As plotagens de densidade da energia de deformação agora dispõem de suporte para estudos dinâmicos de vibração harmônica e aleatória. Para criar uma plotagem de densidade da energia de deformação, clique com o botão direito do mouse na pasta Resultados e selecione Definir plotagem de densidade de energia de deformação.

• A seleção de locais de nós e de vértices para gráficos de histórico de tempo e de resposta agora faz parte da definição do sensor. Defina sensores Sensíveis ao fluxo de trabalho nos locais onde quiser gráficos de resultados de estudos não lineares, dinâmicos e de teste de queda, e cenários de projeto. • Você pode sobrepor uma plotagem de Percepção do projeto no modelo enquanto edita recursos de geometria.

Comparar resultados
A ferramenta Comparar resultados permite compará-los com facilidade. está disponível para todos os tipos de estudo e

Comparar resultados está disponível sempre que houver vários estudos ou resultados disponíveis. É possível criar: • Comparações entre a plotagem atual e as de até três outros estudos do mesmo tipo • Comparações de plotagens arbitrarias a partir de diferentes estudos • Visualização rápida e simultânea das plotagens disponíveis para o estudo atual

140

11 Outras funcionalidades
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • Instalação Interface de Programação de Aplicativo DWGeditor PhotoView 360 SolidWorks eDrawings SolidWorks Rx

Instalação
Configuração e distribuição de imagens administrativas
As funções de configuração e distribuição de imagens administrativas do SolidWorks foram aprimoradas.

Aprimoramentos do Editor de opções
O Editor de Opções de Imagem Administrativa do SolidWorks agora tem suporte para a maioria dos parâmetros de instalação do SolidWorks. • • • • • • • Especificar informações de contato na empresa e uso do produto Iniciar instalações automaticamente Criar um log de diagnóstico para cada instalação Usar uma conta de usuário diferente ao instalar Atualizar o local de uma instalação existente ou criar um novo local Especificar os locais de bibliotecas padrão compartilhadas por usuários e grupos Usar opções predefinidas de uma versão anterior ou um arquivo de exportação do Assistente de Cópia de Configurações

Você agora pode personalizar as configurações de imagens administrativas para cada computador, em vez de para cada usuário. Agora, uma única imagem administrativa pode servir a todos os usuários.

Atualização de imagens administrativas existentes
O processo de atualização de imagens administrativas existentes foi simplificado, tanto no Gerenciador de Instalação como nas instruções da documentação.

Restauração das configurações de uma imagem anterior
Quando cria ou atualiza uma imagem administrativa, agora é possível reutilizar as configurações de uma imagem existente.

141

Outras funcionalidades

Só é possível reutilizar as configurações de users.xml a partir das imagens da versão SW 2009. Não é possível reutilizar as configurações de imagens criadas com versões anteriores á SW 2009.

Suporte do Gerenciador de instalação para arquivos obtidos por download manual
É possível agora usar o Gerenciador de Intalação mesmo quando os arquivos precisam ser obtidos por download manual. O Gerenciador de Instalação é capaz de fazer o download dos arquivos necessários para concluir uma instalação. Contudo, em alguns casos, os servidores proxy instalados na rede local por um provedor de serviços da internet pode impedir um aplicativo (como o Gerenciador de Instalação) de fazer o download de arquivos, enquanto permite a outros usuários fazer o download manualmente usando um navegador da internet. Os aprimoramentos do Gerenciador de Instalação para fornecer suporte a arquivos obtidos por download manual são: • Um conjunto de arquivos: O Gerenciador de Instalação e o Portal do Cliente agora usam o mesmo conjunto de arquivos obtidos por download para a instalação. Você pode fazer o download manual de todos os arquivos que o Gerenciador de Instalação requer para concluir uma instalação. • Processamento automático de downloads manuais: O Gerenciador de Instalação agora detecta e processa todos os arquivos obtidos por download manual, mesmo que você carregue os arquivos em uma pasta diferente ou não obtenha todos os arquivos. Você pode navegar para qualquer pasta para localizar os arquivos que carregou anteriormente e então fazer o download dos arquivos restantes (manual ou automaticamente). • Download manual dentro do Gerenciador de Instalação: O Gerenciador de Instalação agora especifica exatamente que arquivos são necessários com base em quais produtos você está instalando e nos requisitos do sistema. Selecione a opção Arquivos individuais na página Pronto para o download e siga as instruções. Uma página da internet listando todos os arquivos necessários é aberta no seu navegador da internet predeterminado. Clique nos links para fazer o download dos arquivos e siga as instruções sobre onde colocá-los no seu computador.

Links para mensagens de erro de instalação
Para algumas condições de erro, o Gerenciador de Instalação do SolidWorks fornece links para a obtenção de informações de instalação baseadas na Web. Esse novo recurso com base na Web fornece acesso imediato às mais recentes informações de instalação, complementando as informações fornecidas na respectiva documentação.

Interface de Programação de Aplicativo
Clique em Ajuda > Ajuda da API para acessar os sistemas de ajuda da interface de programação de aplicativo (API) do SolidWorks. Os principais melhoramentos aplicados na API do SolidWorks 2009 são: • Adição da gravação de macros VSTA (Microsoft Visual Basic .NET e C#). Com o formato do Microsoft Visual Studio 2005, a versão Microsoft .NET da ajuda da API foi introduzida para oferecer suporte a essas novas linguagens de gravação de macros.

142

Outras funcionalidades

• Adição do acesso a recursos de coordenadas (interface ICoordinateSystemFeatureData e método IFeatureManager::InsertCoordinateSystem). • Adição do acesso a recursos de coordenadas (interface ICoordinateSystemFeatureData e método IFeatureManager::InsertCoordinateSystem). • Suporte para criar e anexar chamadas em um lugar do espaço, ocultar e exibir chamadas, obter e definir propriedades adicionadas às linhas de chamada (métodos IModelDocExtension::CreateCallout, ICallout::Display, ICallout::GetLeader e ICallout::SetLeader). • Suporte para obter as regiões e os contornos adicionados ao esboço (métodos ISketch::GetSketchRegionCount, ISketch::GetSketchRegions, ISketch::IGetSketchRegions, ISketch::GetSketchContourCount, ISketch::GetSketchContours, ISketch::IGetSketchContours, ISketchContour::IsClosed e ISketchRegion::GetFirstLoop). • Suporte para reordenar e reorganizar componentes adicionados (métodos IAssemblyDoc::ReorganizeComponents e IAssemblyDoc::IReorganizeComponents, e delegação ComponentReorganizeNotifyEventHandler de DAssemblyDocEvents). • Suporte para obter e definir os espaçamentos e desvios adicionados à linha de extensão das dimensões da exibição (métodos IDisplayDimension::GetJogParameters, IDisplayDimension::GetWitnessLineGap, IDisplayDimension::SetJogParameters e IDisplayDimension::SetWitnessLineGap). • Adição de suporte à seleção de corpos ocultos (propriedade IBody2::DisableDisplay). • Adição de suporte à edição de pontos de referência selecionados (método IFeatureManager::EditReferencePoint). • Adição de notificações para acompanhar alterações específicas de configurações (delegações DAssemblyDocEvents_ConfigurationChangeNotifyEventHandler e DPartDocEvents_ConfigurationChangeNotifyEventHandler). • Adição de notificação para acionamento quando o SolidWorks criar um novo arquivo (delegação DSldWorksEvents_FileNewPreNotifyEventHandler e enumerador swAppFileNewPreNotify). Adição de suporte para nomear o novo arquivo criado (método ISldWorks::SetNewFilename). • Inclusão de suporte adicional para os Estudos de movimento (interfaces ISimulation3DContactFeatureData e ISimulationDamperFeatureData). • Adição de suporte para recursos de macro fortemente nomeados. Consulte Notas de versão da API do SolidWorks na ajuda da API para obter uma lista de todas as alterações realizadas na API do SolidWorks 2009.

DWGeditor
No DWGeditor® você pode usar a Paleta de vistas 2D do SolidWorks para criar desenhos a partir de peças e montagens do SolidWorks. Após importar um modelo do SolidWorks, você pode trabalhar com configurações, modos de exibição e layers. Uma entidade de desenho pode ser vinculada parametricamente ao modelo original do SolidWorks, permitindo atualizar o desenho quando ocorrerem mudanças no modelo. No DWGeditor:

143

Outras funcionalidades

Ação

Etapas

Preparar para trabalhar com Clique em Ferramentas > Paleta de vistas. um modelo do SolidWorks: Abra um modelo do SolidWorks Execute uma destas ações: • Clique em Procurar o modelo do SolidWorks e selecione um arquivo de modelo. • Arraste um arquivo de modelo do Microsoft Windows® Explorer para o DWGeditor. • Abra um modelo no SolidWorks, depois inicie o DWGeditor. As visualizações disponíveis do modelo aparecem na Paleta de vistas. Adicionar uma vista a um desenho com vínculo paramétrico com o SolidWorks Adicionar uma vista a um desenho sem vínculo paramétrico com o SolidWorks Converter uma entidade do SolidWorks em bloco Desmarque Inserir como referência de bloco e, em seguida, arraste a vista para a folha de desenho. Uma entidade de vista de desenho do SolidWorks é adicionada à folha. Não é possível editar essa entidade. Selecione Inserir como referência de bloco e, em seguida, arraste a vista para a folha de desenho. Um bloco é adicionado. Você pode explodir o bloco para criar entidades de esboço individuais. Selecione o objeto na folha de desenho e exploda-o clicando em Modificar > Explodir. O vínculo paramétrico com o SolidWorks é removido. Atualizar um desenho quando o modelo é modificado Clique em Ferramentas > Atualizar vistas. As entidades da vista de desenho do SolidWorks são atualizadas.

Antes de adicionar uma vista ao desenho, na Paleta de vistas: Ação Trabalhar com uma configuração diferente do modelo Definir o tamanho de um objeto no desenho Selecione o modo de exibição de um objeto Etapas Para um modelo do SolidWorks com mais de uma configuração, selecione o novo valor em Configuração. Digite um valor para Escala da vista de desenho ou selecione Especificar na tela. Em Estilo de exibição, selecione Linhas ocultas removidas, Linhas ocultas visíveis ou Estrutura de arame.

Definir propriedades visuais Defina as layers. Em seguida selecione layers distintas para arestas visíveis, arestas para Layer de linhas visíveis, Layer de linhas ocultas ocultas e arestas tangentes e Layer de linhas tangentes.

144

Outras funcionalidades

PhotoView 360
O PhotoView 360 é uma solução de renderização progressiva de última geração para modelos do SolidWorks. Este novo produto é incluído para os usuários do SolidWorks Office, SolidWorks Professional e SolidWorks Premium. Você precisa ter uma licença válida do SolidWorks instalada no seu sistema para poder usar o PhotoView 360. Se você tem uma licença válida, mas recebe uma mensagem de erro, reative o PhotoView 360 selecionado Ativar licenças no menu Ajuda.

SolidWorks eDrawings
Opções de aceleração de gráficos por hardware
Você pode selecionar opções de aceleração por hardware de placas gráficas na guia Geral da caixa de diálogo Opções. O SolidWorks eDrawings® define essas opções inicialmente com base no seu hardware para gráficos. Selecione Aprimoramento de gráficos para usar a aceleração de hardware de sua placa gráfica. Selecione opções para otimizar a velocidade ou a aparência. Se tiver problemas de exibição com o eDrawings e a sua placa gráfica não estiver na lista de placas gráficas aprovadas, feche todos os arquivos abertos e desmarque Aprimoramento de gráficos. Desmarcar Aprimoramento de gráficos equivale a selecionar Usar software OpenGL nas versões anteriores.

Aparências e cenas
O eDrawings agora oferece suporte para aparências, cenas e iluminação definidas nas peças e montagens do SolidWorks 2009. O eDrawings agora também aplica reflexão de piso a peças e montagens a partir de todos os aplicativos com suporte. Você deve selecionar Melhor aparência em Aprimoramento de gráficos para visualizar essas configurações de exibição no eDrawings.

Lista de materiais de montagens no eDrawings
O eDrawings permite visualizar dados de BOM armazenados em arquivos de peças ou de montagens do SolidWorks. Você também pode salvar os dados da BOM em um arquivo de peça ou de montagem do eDrawings. Ao salvar o documento selecionado do SolidWorks, clique em Opções na caixa de diálogo Salvar como e selecione Salvar recursos da Lista de Materiais no arquivo do eDrawings. Quando você abre arquivos que incluem BOMs, é possível visualizar a BOM mas não movê-la ou redimensioná-la.

145

Outras funcionalidades

SolidWorks Rx
Captura de problemas
Você agora pode fornecer mais informações ao informar um problema. Para iniciar a captura de problemas, inicie o SolidWorks Rx e clique na guia Captura de problemas. Na etapa a, o formulário Detalhes de captura do problema pede informações mais detalhadas do que anteriormente. Na etapa b, quando ao recriar o problema, você pode: • Usar os dados da última sessão do SolidWorks. • Gravar um vídeo que recria o problema em uma nova sessão do SolidWorks ou na sessão atual.

146

12 SolidWorks Professional
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • • • FeatureWorks PhotoWorks Design Checker Ferramentas do SolidWorks SolidWorks Utilities Toolbox

FeatureWorks
Geral Melhorias na caixa de diálogo Opções do FeatureWorks
• A caixa de diálogo Opções foi reorganizada. Todas as opções existentes permanecem disponíveis. Selecione entre estas categorias: • • • • Geral Dimensões/Relações Ferramenta Redimensionar Controles de avanço

• A caixa de diálogo Ordem de reconhecimento da ferramenta Redimensionar permite estabelecer a ordem de reconhecimento dos recursos criados com a ferramenta de redimensionamento. Quando reconhece um recurso, o FeatureWorks cria recursos redimensionados na ordem que você definiu. • Clique em Valor predeterminado para redefinir todos os valores de acordo com os valores predeterminados para o FeatureWorks, incluindo os filtros de seleção de recurso.

Melhorias na interface do usuário
• O PropertyManager foi reprojetado para melhorar a capacidade de uso: • O PropertyManager único do FeatureWorks foi dividido em três PropertyManagers tipo assistente: Seleção de recurso, Intermediário para operações de reconhecimento de recurso, e Reconhecimento de padrão. • Clique nas ferramentas gráficas de navegação , , e para movimentar-se no processo de reconhecimento tipo assistente. • As ferramentas de navegação substituem a caixa de diálogo FeatureWorks FeatureManager, que foi removida. Os recursos da caixa de diálogo, como, por exemplo, Reconhecer padrões, Mapear recursos e Continuar, foram integrados aos PropertyManagers.

147

SolidWorks Professional

• Caixas coloridas de Mensagem nos PropertyManagers orientam o usuário no processo de reconhecimento. • No PropertyManager do FeatureWorks, a seção Recursos automáticos possui filtros de seleção de recursos para selecionar todos ou desmarcar todos os recursos. • Você pode desfazer ações da ferramenta de redimensionamento com um único comando de desfazer, em vez de usar vários comandos.

Dimensões e relações automáticas
O FeatureWorks pode adicionar dimensões automaticamente aos recursos que ele reconhece. O FeatureWorks aumentou os tipos de relações de esboço 2D que podem ser reconhecidos. • O FeatureWorks oferece suporte para esquemas de dimensionamento de linha de base, de cadeia e de ordenada. • O FeatureWorks reconhece relações concêntricas.

Exemplo de relações concêntricas reconhecidas

Consulte Restrições de esboço reconhecidas na ajuda. Adicionar dimensões e relações Para adicionar dimensões e relações ao reconhecer recursos: 1. Abra FeatureWorks\AutoDimension.x_t. Clique em Não se solicitado a executar o Diagnóstico de importação. Clique em Não se solicitado a executar o reconhecimento de recurso. 2. Clique em Opções (barra de ferramentas FeatureWorks) ou em FeatureWorks > Opções. 3. Clique em Dimensões/Relações e selecione Ativar dimensionamento automático dos esboços e Adicionar restrições ao esboço. 4. Clique em OK. 5. Clique em Reconhecer recursos (barra de ferramentas FeatureWorks) ou clique em FeatureWorks > Reconhecer recursos. 6. No PropertyManager, selecione o reconhecimento Automático, Recursos padrão e todos os recursos, exceto Volume. 7. Clique em para continuar a reconhecer recursos.

8. Clique em no novo PropertyManager de Estágio Intermediário para criar os recursos. O FeatureWorks analisa o modelo e cria um recurso de revolução.
148

SolidWorks Professional

9. Edite o recurso de revolução para visualizar dimensões e relações.

Reconhecimento de loft de base
O FeatureWorks pode reconhecer interativamente lofts de base. O FeatureWorks reconhece lofts de base com dois ou mais perfis semelhantes ou diferentes. Os perfis podem ser paralelos ou não. Entidades de loft sem suporte: • • • • Condições finais Normal ao perfil e Vetor de direção Curvas-guia Conectores de perfil Splines como perfis

Reconhecer lofts Para reconhecer interativamente lofts de base: 1. Abra FeatureWorks\BaseLoft.x_t. Clique em Não se solicitado a executar o Diagnóstico de importação. 2. Execute uma das seguintes ações: • Clique em Sim se solicitado a executar o reconhecimento de recurso. • Clique em Reconhecer recursos (barra de ferramentas FeatureWorks) ou clique em FeatureWorks > Reconhecer recursos. 3. No PropertyManager: a) Selecione Interativo em Modo de reconhecimento. b) Selecione Recursos padrão em Tipo de recurso. 4. Em Recursos interativos: a) Em Tipo de recurso selecione Base-Loft i. b) Selecione as faces mostradas para Face final 1 e Face final 2 .

149

SolidWorks Professional

5. Clique em Reconhecer. 6. Clique em .

Condições finais para furos e extrusões de corte
O FeatureWorks aumentou os tipos de condições finais reconhecidos para furos e extrusões de corte. Além de Cego, o FeatureWorks agora reconhece as seguintes condições finais para furos e extrusões de corte: • Até o próximo • Passante Use o modo Automático ou Interativo para reconhecer essas condições finais. O FeatureWorks também reconhece essas condições finais de furos quando você usa a ferramenta de redimensionamento.

Padrões de espelho
O FeatureWorks reconhece padrões de espelho. Você pode reconhecer padrões de espelho usando o modo Automático ou Interativo. O FeatureWorks seleciona automaticamente o plano de espelhamento. Reconhecer padrões de espelhamento Para reconhecer automaticamente padrões espelhados: 1. Abra FeatureWorks\MirrorPattern.x_t. Clique em Não se solicitado a executar o Diagnóstico de importação. 2. Execute uma das seguintes ações: • Clique em Sim se solicitado a executar o reconhecimento de recurso. • Clique em Reconhecer recursos (barra de ferramentas FeatureWorks) ou clique em FeatureWorks > Reconhecer recursos. 3. No PropertyManager, selecione o reconhecimento Automático e clique em reconhecer recursos usando as outras configurações predeterminadas. 4. Em Recursos reconhecidos, clique em Localizar padrões. 5. No PropertyManager de Reconhecimento de padrão: a) Selecione Automático em Modo de reconhecimento de padrões. para

150

SolidWorks Professional

b) Selecione Espelho em Tipo de padrão. c) Em Recursos de padrão, selecione Ressalto-Revolução6 mostrado para Recurso de origem.

d) Selecione Ressalto-Revolução1 mostrado para Espelhar recurso .

e) Clique em . Uma caixa de diálogo informa que 2 espelhos foram localizados. O FeatureWorks calcula os espelhos para as revoluções e os furos como recursos separados. 6. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo. 7. Clique em . O FeatureWorks calcula o plano de espelhamento e cria espelhamentos para todos os recursos válidos para espelhamento naquele plano. 8. Na árvore de projeto do FeatureManager, selecione os recursos de espelhamento para realçá-los na área de gráficos.

Ferramenta Redimensionar
O software FeatureWorks® aumentou o número de recursos que você pode editar diretamente usando a ferramenta de redimensionamento. Você pode editar diretamente esses recursos usando a ferramenta Redimensionar: • • • • Revolução de ressalto Revolução de corte Flange de aresta Flange de bainha

151

SolidWorks Professional

PhotoWorks
Janela de visualização
Exiba a janela Visualização para observar uma vista precisa e sem interrupções do modelo renderizado. Modelos complicados podem demorar mais para renderizar. Use a janela Visualização para poupar tempo antes de realizar uma renderização total. Clique em PhotoWorks > Janela de visualização. Quando a chaleira no canto superior direito parar de girar, a janela concluiu a atualização. Dentro da janela Visualização, você pode fazer zoom, pan ou alterar a orientação da vista.

Pequenas janelas de visualização são atualizadas mais rapidamente do que janelas maiores. À medida que você altera o modelo na área de gráficos, a janela Visualização sincroniza com seu trabalho, sem interrompê-lo. A visualização da renderização é reiniciada para a maioria das alterações. Quando você edita recursos ou componentes, a janela Visualização faz uma pausa até você concluir a alteração. Trabalhe com os botões da barra de ferramentas: Botão Parar / Continuar Ação Suspende a visualização no estado atual. Quando você continua, a visualização passa por uma única transação antes do refinamento começar. Tira um instantâneo da visualização no momento em que você clica em Salvar na caixa de diálogo Salvar como. Exibe o modelo inteiro dentro da janela Visualização. Seleciona uma área menor do modelo para ser observada dentro da janela Visualização.

Salvar Ajustar à tela Zoom na área

Aumentar/diminuir zoom Exibe a visualização com mais ou menos detalhe.

Panorâmica Orientação da vista

Altera a posição da visualização dentro da janela. Seleciona uma nova orientação, que pode ser diferente da da área de gráficos.

152

SolidWorks Professional

Cenas abstratas
Cenas abstratas adicionais estão disponíveis, incluindo um novo plano de fundo predeterminado. Na guia Aparências/PhotoWorks, selecione Cenas > Cenas básicas. Em um ambiente refletivo, as cores e imagens de cenas reais podem tirar a atenção do modelo. Uma cena abstrata é um ambiente mais típico da configuração de um estúdio fotográfico. A cena não contém objetos reconhecíveis além da iluminação. A cena abstrata permite que o observador focalize o modelo, em vez do plano de fundo. O plano de fundo e o ambiente refletivo são os mesmos nestas cenas abstratas.

153

SolidWorks Professional

Cena

Efeito

Tela de fundo – Ambiente branco

Tela de fundo – Preto com luzes de preenchimento

Tela de fundo – Cinza com luz de teto

Tela de fundo – Estúdio (cena predeterminada)

154

SolidWorks Professional

Cena

Efeito

Tela de fundo – Estúdio com luzes de preenchimento.

Proporção
Você agora pode alterar a proporção da câmera, permitindo mais controle ao definir a vista da câmera, renderizar um modelo ou salvar um arquivo do Animator. • Você pode expressar uma proporção: • Explicitamente, configurando a proporção, a razão entre a largura e a altura. Estes formatos são equivalentes: 1.33 4:3 4/3 4x3 • Implicitamente, definindo a largura e a altura da imagem em pixels, polegadas ou centímetros. Você pode fixar uma proporção e alterar apenas a largura ou a altura. A outra dimensão é atualizada proporcionalmente. A proporção é independente da resolução. • Quando você configura uma câmera, você especifica a proporção. O retângulo Campo de visão mostra a forma e a área do modelo visível na câmera. Exemplo: Configuração da câmera

Definir a proporção altera quanto do modelo fica visível se você renderizar para um arquivo, entre as linhas horizontal e vertical no retângulo Campo de visão.

155

SolidWorks Professional

11 : 8

1:1

2:7

• Na área de gráficos, quando você estabelece a orientação da vista para uma câmera, o campo de visão da câmera fica visível por padrão.

156

SolidWorks Professional

Clique com o botão direito do mouse na área de gráficos e selecione Exibir caixa do campo de visão para alternar a exibição do Campo de visão. • Quando você renderiza para um arquivo ou salva uma animação em arquivo, a proporção afeta a vista do modelo no arquivo resultante. Quando você altera a proporção, a imagem na área de gráficos fornece uma visualização do resultado.

Design Checker
Interface do usuário
A interface do usuário (IU) do Design Checker mudou para ficar mais consistente com a IU do SolidWorks. Destaques: • Na ferramenta Construir: • Clique em Exibir todas as verificações para alternar entre visualizar apenas os requisitos da guia ativa e os requisitos do arquivo de padrões atual. • Clique na barra de títulos ou nos controles apropriados da janela para recolher ou expandir os componentes. • Design Checker > Verificar documento ativo exibe a guia Design Checker no Painel de tarefas em vez de exibir a caixa de diálogo Selecionar padrões. • Clique em Adicionar padrões (+) ou Remover padrões (-) para adicionar ou remover arquivos. • Marque ou desmarque as caixas de seleção para especificar quais arquivos de padrões devem ser usados na validação. • Após verificar um documento, clique em Resultados para alternar as janelas. ou em Configurações

Novas verificações de validação
O Design Checker oferece novos tipos de verificação de validação.

157

SolidWorks Professional

Verificar

Descrição

Correção automática? Não

Dimensão pendente / Anotação Verifica se há dimensões ou na guia Verificações de anotações que não possuem mais documento de desenho uma referência. Espaçamento da linha de extensão visível na guia Verificações de documento de desenho

Em desenhos, verifica o Sim espaçamento entre um objeto e a origem de uma linha de extensão da dimensão. Também verifica linhas de extensão além da linha da dimensão.

Volume de interferência na guia Verifica se há interferência entre os Não Verificações de documento de componentes de uma montagem. montagem

Verificações personalizadas
Você pode criar macros que realizam verificações personalizadas. Use a guia Verificações de documento para adicionar e visualizar macros. Para criar macros de validação, clique em Ferramentas > Macro > Nova. A macro não pode ter argumentos. Chame SetCustomCheckResult para indicar o que mostrar na página de resultados, passando um dos seguintes valores: verdadeiro - verificação aprovada falso - verificação sem êxito Consulte Verificação personalizada na Ajuda da API do Design Checker para obter informações sobre os objetos e métodos do Design Checker. As macros de verificação personalizada agora são armazenadas com o arquivo de padrões para facilitar a distribuição da combinação correta de padrões e macros para vários usuários. • Quando você salva um arquivo de padrões que inclui uma verificação personalizada, a macro associada é salva com os outros padrões. • Para salvar uma macro atualizada, acesse a janela Verificação personalizada do documento onde você adicionou a macro. Selecione novamente o Caminho do arquivo de macro e o Nome do módulo.Nome do procedimento.

Especificar um local de arquivo
Uma opção de sistema permite que você especifique o diretório dos arquivos do Design Checker. Para verificar ou definir o diretório: 1. 2. 3. 4. Clique em Opções . Selecione Locais de arquivos. Em Exibir pastas para, selecione Arquivos do Design Checker. Adicione ou altere um ou mais diretórios. O Design Checker usa o arquivo de padrões, .swstd, nos diretórios especificados, mas não nos subdiretórios.

158

SolidWorks Professional

Validação seqüencial de documentos
Você pode validar múltiplos documentos seqüencialmente sem ter de reiniciar o Design Checker para cada documento. Para validar mais de um documento aberto: 1. Verifique o primeiro documento ativo e analise os resultados. 2. Passe para o segundo documento. A guia Design Checker no Painel de tarefas permanece aberta. 3. Clique em Verificar documento para validar o segundo documento usando as mesmas configurações. Você agora pode observar ambos os resultados alternando os documentos ativos.

Nova categoria de resultados: Verificações não aplicáveis
A validação do Design Checker pode produzir resultados em uma nova categoria, Verificações não aplicáveis. Por exemplo, quando você valida uma montagem, os resultados dos testes que verificam os desenhos são categorizados em Verificações não aplicáveis.

Ferramentas do SolidWorks
Agendador de Tarefas
Design Checker Você pode selecionar vários arquivos padrão ao executar a tarefa Design Checker no Agendador de Tarefas do SolidWorks. Nas versões anteriores, você podia selecionar apenas um arquivo padrão. Conversão de arquivos A nova tarefa Converter arquivos do Agendador de Tarefas do SolidWorks substitui o Assistente de conversão como o utilitário para a realização de conversão de arquivos criados em versões anteriores do SolidWorks. Para obter mais informações, consulte Conversão de arquivos para a versão atual do SolidWorks na página 14.

Gerador de Guias de Propriedades
Há uma nova interface disponível para a inserção de propriedades personalizadas e propriedades específicas da configuração em arquivos do SolidWorks. Para personalizar a guia Propriedades personalizadas use o novo utilitário independente Gerador de Guias de Propriedades. Você pode criar diferentes versões da guia para peças, montagens e desenhos. Consulte Propriedades personalizadas na página 15.

SolidWorks Utilities
Geral
A interface de usuário do SolidWorks Utilities foi modificada.

159

SolidWorks Professional

Ferramentas transferidas para o Painel de tarefas
A maioria das ferramentas agora é aberta no Painel de tarefas em vez de em caixas de diálogo. As respectivas funcionalidades não foram alteradas. Ferramentas afetadas: • Comparar documentos • Comparar recursos • Comparar geometria • Localizar recursos • Modificar recursos • Suprimir recursos • Simplificar • Pintura de recursos • Seleção avançada

Comparar documentos
Você pode executar Comparar documentos em peças no software SolidWorks Enterprise PDM. Consulte Comparar documentos em Novidades do Enterprise PDM.

Pincel
A ferramenta Pincel foi removida de Utilities e adicionada à barra de ferramentas Ferramentas no software SolidWorks. Para obter mais informações, consulte Pincel na página 100 e Usar o pincel na página 100.

Alinhamento de sistemas de coordenadas
Você pode alinhar peças usando sistemas de coordenadas antes de comparar as geometrias. Selecione Alinhar peças usando o sistema de coordenadas no painel Comparar geometria. Essa opção é útil para comparar corpos geometricamente semelhantes localizados em diferentes posições em relação à origem.

160

SolidWorks Professional

Alinhar sistemas de coordenadas Para alinhar sistemas de coordenadas: 1. Abra Utilities\Short.sldprt e Long.sldprt. As peças têm posições diferentes em relação à origem. Elas possuem um sistema de coordenadas, CS1, que você pode usar para alinhá-las.

2. Em Long.sldprt, clique em Comparar geometria (barra de ferramentas Utilities) ou em Utilities > Comparar geometria. 3. No Painel de tarefas de Comparar geometria: a) Selecione Long.sldprt em Documento de referência. b) Selecione Short.sldprt em Documento modificado. c) Selecione Alinhar peças usando o sistema de coordenadas. d) Em Alinhamento, selecione CS1 para a referência e o sistema de coordenadas do documento modificado. e) Clique em Comparar. A janela de comparação de volume mostra uma comparação útil devido ao sistema de coordenadas alinhado.

Resultados com a opção de alinhamento Resultados com a opção de alinhamento selecionada desmarcada 4. Clique em Fechar no Painel de tarefas e não salve os resultados da comparação.

Verificação de simetria
A Verificação de simetria Melhorias no PropertyManager: foi modificada e melhorada.

161

SolidWorks Professional

• A seção Mensagem exibe mensagens para orientá-lo. • A seção Tipo de verificação exibe duas opções: • Verificação manual de faces. Verifica a simetria usando recursos existentes. • Divisão de simetria automática. Novo recurso que reduz uma peça automaticamente até seu menor corpo simétrico que pode ser repetido. Esse recurso é especialmente útil quando você executa análises usando o software SolidWorks Simulation. Uso da Verificação de simetria Para usar a Divisão de simetria automática: 1. Abra Utilities\Symmetry.sldprt. 2. Clique em Verificação de simetria (barra de ferramentas Utilities) ou em Utilities > Verificação de simetria. 3. Em Tipo de verificação, selecione Divisão de simetria automática. A caixa Mensagem pede para você selecionar o corpo a ser mantido. 4. Posicione o cursor sobre áreas do modelo para visualizar os menores corpos simétricos em que você pode reduzir a peça. Há três corpos disponíveis.

5. Selecione o corpo inferior mostrado. Você só pode selecionar um corpo. O nome do corpo aparece em Corpo para a divisão.

6. Clique em Dividir peça. O modelo é reduzido ao corpo selecionado. Um recurso Dividir é exibido na árvore de projetos do FeatureManager.

162

SolidWorks Professional

Toolbox
Ativar o SolidWorks Toolbox
Agora, ficou mais fácil ativar o SolidWorks Toolbox. Após instalar o SolidWorks, clique em Toolbox na Biblioteca de projetos para exibir mensagens de status sobre a instalação do Toolbox e, em alguns casos, sugestões para ações corretivas. Exemplos: • Se os componentes do Toolbox não foram instalados com o SolidWorks, uma mensagem lembrará esse fato. • Se tiver componentes do Toolbox instalados em seu computador, você deve considerar se um Toolbox centralizado em outro computador está sendo compartilhado no seu grupo de trabalho. • Se você configurou o acesso a um Toolbox centralizado usando uma unidade mapeada do Windows, considere o uso de um caminho UNC em vez dessa unidade.

Configuração do SolidWorks Toolbox
A interface de configuração do Toolbox agora orienta você através do processo de configuração do hardware. O utilitário possui cinco páginas, uma para cada tarefa de configuração: • • • • • Selecionar padrões e hardware Personalizar propriedades de hardware Definir as configurações de usuário do Toolbox Configurar permissões para modificação de dados do Toolbox Configurar componentes de fixação inteligentes

Para configurar o Toolbox: 1. Clique em Opções ou em Ferramentas > Opções. 2. Clique em Assistente de Perfuração/Toolbox e depois em Configurar. Comprimentos automáticos de Componentes de fixação inteligentes Você pode configurar os Componentes de fixação inteligentes para ajustar automaticamente o comprimento de acordo com os requisitos de encaixe das roscas. Você pode aceitar ou substituir o comprimento automático ao criar uma série de furos ou adicionar um componente de fixação. Na interface do Toolbox, na página Componentes de fixação inteligentes, você pode ajustar o comprimento do componente para: • Um determinado número de roscas além da porca • Um múltiplo do diâmetro do furo roscado Materiais do Toolbox Você pode especificar propriedades de material para componentes de fixação padronizados. A lista de materiais é comum ao SolidWorks e ao SolidWorks Simulation. Você atribui

163

SolidWorks Professional

materiais a componentes de fixação usando uma propriedade personalizada na página Personalizar hardware na interface do Toolbox. Componentes de fixação localizados para o padrão GB O SolidWorks exibe os nomes e as designações de componentes de fixação de padrão GB no idioma instalado. Você pode ativar nomes de componentes localizados no FeatureManager e em BOMs usando as configurações do usuário do Toolbox. Para exibir componentes de fixação localizados para o padrão GB: 1. 2. 3. 4. Clique em Opções ou em Ferramentas > Opções. Clique em Assistente de Perfuração/Toolbox e depois em Configurar. Clique em Definir configurações do usuário. Em Designação (somente para DIN, GB e ISO), selecione uma ou mais destas opções: • Exibir como nome de componente no FeatureManager • Exibir como número de peça na BOM • Exibir como descrição na BOM

Padrões da Coréia e da Índia O SolidWorks Toolbox contém os padrões de hardware da Coréia (KS) e da Índia (IS).

Descarregar componentes do Toolbox
Você pode descarregar componentes do Toolbox usando duas novas ferramentas, Selecionar Toolbox e Descarregar componentes ocultos. Descarregar componentes do Toolbox reduz a quantidade de memória usada pelo software e pode melhorar o desempenho em grandes montagens. Para descarregar componentes do Toolbox: 1. Clique em Selecionar (barra de ferramentas Padrão) e em Selecionar Toolbox. Todos os componentes do Toolbox na montagem são selecionados. 2. Na árvore de projeto do FeatureManager: a) Clique com o botão direito do mouse em um componente do Toolbox e selecione Ocultar componentes b) Clique com o botão direito do mouse na montagem e selecione Descarregar componentes ocultos. Os componentes são descarregados da memória e não ficam visíveis na área de gráficos, mas os efeitos de seus posicionamentos são mantidos.

Ferramentas para dimensionamento de gráficos
Você pode definir o tamanho e o comprimento de componentes do Toolbox na área de gráficos ao adicionar ou editar esses componentes em montagens. Arraste para alterar o comprimento. Selecione na lista da chamada para alterar o tamanho.

164

SolidWorks Professional

165

13 SolidWorks Premium
Este capítulo contém os seguintes tópicos: • • • • CircuitWorks ScanTo3D Routing TolAnalyst

CircuitWorks
Modelos do CircuitWorks
O suplemento CircuitWorks™, agora incluído no SolidWorks Premium, permite que você crie modelos 3D a partir dos formatos de arquivo IDF e PADS desenvolvidos na maioria dos sistemas de projeto elétrico auxiliado por computador (ECAD). Engenheiros eletricistas e engenheiros mecânicos podem colaborar para projetar placas de circuito impresso que se ajustem e funcionem em montagens do SolidWorks. Use o CircuitWorks para: • • • • • • • Importar arquivos ECAD de placas de circuito impresso para o SolidWorks. Filtrar elementos da placa como componentes ou furos metalizados. Salvar configurações de filtros mais comuns para reutilização. Comparar arquivos de placas de circuito impresso. Acessar uma biblioteca de componentes de placas de circuito. Modificar elementos da placa. Exportar modelos de placas de circuito a partir do SolidWorks.

Interface do usuário
A árvore do FeatureManager do CircuitWorks e as ferramentas de visualização permitem que você localize e modifique entidades da placa de circuito impresso. A árvore do FeatureManager exibe dados de ECAD da placa de circuito impresso importada. A estrutura da árvore depende dos recursos com suporte para o tipo de arquivo e das entidades incluídas na placa de circuito importada. Os diretórios de nível mais alto podem incluir: • Placas (Contornos de placas, Furos não metalizados e Furos metalizados) • Componentes • Áreas a serem mantidas e áreas a serem ignoradas Você pode expandir diretórios, clicar com o botão direito do mouse em itens da árvore para aplicar filtros, aplicar zoom ou realçar itens, e modificar propriedades.

166

SolidWorks Premium

Use as ferramentas da guia Visualização para alterar a vista e a perspectiva da imagem. Use as ferramentas da guia Exibir para exibir ou ocultar entidades como Contornos ou Itens filtrados.

Filtragem
Aplique filtros para reduzir a complexidade visual em desenhos de placas de circuito impresso ou para eliminar entidades desnecessárias no modelo do SolidWorks. Você pode configurar filtros para elementos de placas como metalizados e Contornos. Componentes, Furos

Use Exportar filtros e Importar filtros para salvar conjuntos de regras complexas e reaplicá-los em outros arquivos.

Geração de um modelo
O CircuitWorks usa os dados ECAD em arquivos IDF e PADS para gerar modelos do SolidWorks automaticamente. Para gerar um modelo a partir de um arquivo ECAD: 1. No menu do CircuitWorks, clique em Abrir arquivo ECAD CircuitWorks\cellphone.emn e clique em Abrir. , selecione

Os dados ECAD são exibidos na árvore do FeatureManager do CircuitWorks. 2. Selecione Ferramentas > SolidWorks > Construir modelo. O arquivo é verificado e as mensagens de aviso existentes são exibidas antes da construção. Neste exemplo, você observa que: Este arquivo contém 8 componentes com altura zero que o SolidWorks vai modelar como esboços 2D. 3. Leia as informações adicionais abaixo da lista de itens: Os componentes com altura zero estão marcados na lista à esquerda e não serão extrudados pelo CircuitWorks. Clique no componente para adicionar um valor de altura se necessário. 4. Clique em Cancelar. 5. Para localizar componentes com altura zero: a) Selecione Ferramentas > Filtro > Componentes. b) No painel Filtros de Componente, selecione Altura maior que e digite 0. Os componentes com altura zero são exibidos na árvore de projeto do FeatureManager.

167

SolidWorks Premium

c) Selecione CONN_6212_30_POLE. Todas as instâncias do componente (neste exemplo, X200) são realçadas.

6. No diálogo Propriedades do componente, digite 2,0000 para Altura (mm). 7. Localize e modifique os componentes com altura zero restantes. 8. Clique em . 9. Quando você ver Processo concluído , feche a caixa de diálogo de andamento. 10. Saia do CircuitWorks para visualizar o modelo concluído.

168

SolidWorks Premium

ScanTo3D
Assistente de curva
O Assistente de curva do ScanTo3D agora pode importar e editar arquivos IGES, IBL e TXT contendo dados de pontos que definem conjuntos de curvas discretas. Esses aprimoramentos são mais úteis para usuários avançados do SolidWorks que trabalham nos mercados aeroespacial e de engenharia, e para aqueles que definem as curvas através de fórmulas matemáticas. A interface do usuário do Assistente de curva foi modificada para aceitar esses arquivos. Importar conjuntos de curvas discretas Para importar conjuntos de curvas discretas usando o Assistente de curva: 1. Abra uma nova peça. 2. Clique no Assistente de curva (barra de ferramentas ScanTo3D) ou em Ferramentas > ScanTo3D > Assistente de curva. 3. No PropertyManager, clique em Procurar para Malha/Nuvem/Arquivo. 4. Acesse ScanTo3D\ClosedCurve.csv e clique em Abrir. Em Método de criação, a opção Discreta é automaticamente selecionada. Em Parâmetros de criação, são listados dois conjuntos de curvas discretas. Você pode usar as ferramentas de edição para editar as curvas.

5. Clique em . O software importa as curvas como um esboço 3D.

Routing
Geral
Melhoramentos no fluxo de trabalho e na capacidade de uso do SolidWorks Routing: • Todas as submontagens de rota e os componentes de rota, incluindo cabos, tubos rígidos e tubos flexíveis, agora são criados como componentes virtuais. Isso otimiza o processo de criação de rota e simplifica o gerenciamento de dados. • A representação da árvore de projetos do FeatureManager para submontagens de rota foi simplificada. A pasta Componentes contém itens como conectores, flanges e cotovelos. A pasta Peças de rota contém itens como cabos, tubos rígidos e tubos flexíveis. • Você pode desfazer o arrastar e soltar de um componente de rota em uma submontagem de rota.

169

SolidWorks Premium

• Os menus de atalho foram aprimorados para apresentar os comandos de rota mais usados e agrupá-los sob o cabeçalho Rota. • No PropertyManager de Rota automática, selecione Inverter através do clipe e depois clique em um clipe na área de gráficos para alterar a direção da rota através desse clipe. • O comportamento de esboços de rota foi modificado para que você não possa mais inverter acidentalmente a direção em que uma rota sai de um flange ou conector. Anteriormente, era possível arrastar uma linha de esboço para que a rota saísse pela parte da frente de um flange ou conector, em vez de sair pela parte de trás. • Os antigos recursos de resumo de chicote e fiação e as barras de ferramentas não estão mais disponíveis. Eles foram substituídos pelos novos métodos de planificação. Consulte Desenhos de rotas elétricas na página 172.

Mensagens de erro
As mensagens de erro foram melhoradas. Você pode clicar em Como reparar? para obter sugestões detalhadas sobre como reparar o erro. Se você sair do esboço de rota sem reparar o erro, aparece na árvore de projetos do FeatureManager da rota, e você pode acessar a mensagem de erro na caixa de diálogo O que está errado.

Rotas ponto a ponto
• A “rota instantânea” foi renomeada como “rota ponto a ponto”. • Você pode selecionar uma aresta circular para iniciar uma rota ponto a ponto.

Barras de ferramentas
As novas ferramentas a seguir são exibidas nas barras de ferramentas de rota:

170

SolidWorks Premium

Tabela 1: Elétrica Botão Ferramenta Inicia com o uso de uma lista De-Para Inicia com o uso de Arrastar/Soltar Inicia no Ponto Descrição Inicia uma rota elétrica importando de uma lista de-para. Substitui Criar rota por importação de De/Para. Inicia uma rota elétrica usando arrastar/soltar para inserir um conector. Substitui Criar rota arrastando e soltando. Inicia uma rota elétrica instantaneamente. Substitui Criar rota instantaneamente.

Reimportar De-Para Reimporta da lista De-Para. Inserir conectores Adicionar ponto Tabela 2: Tubulação flexível Botão Ferramenta Inicia com o uso de Arrastar/Soltar Inicia no Ponto Adicionar acessório Adicionar ponto Descrição Inicia uma rota de tubo flexível usando arrastar/soltar para inserir um acessório. Substitui Criar rota arrastando e soltando. Inicia uma rota de tubulação flexível instantaneamente. Substitui Criar rota instantaneamente. Adiciona um acessório à rota. Finaliza uma rota de tubulação flexível instantaneamente. Insere múltiplas instâncias de um conector elétrico na montagem. Finaliza uma rota elétrica instantaneamente.

Tabela 3: Tubulação rígida Botão Ferramenta Inicia com o uso de Arrastar/Soltar Inicia no Ponto Adicionar acessório Adicionar ponto Descrição Inicia uma rota de tubulação rígida usando arrastar/soltar para inserir um acessório. Substitui Criar rota arrastando e soltando. Inicia uma rota de tubulação rígida instantaneamente. Substitui Criar rota instantaneamente. Adiciona um acessório à rota. Finaliza uma rota de tubulação rígida instantaneamente.

171

SolidWorks Premium

Rotas elétricas
Desenhos de rotas elétricas Você agora pode criar desenhos elétricos enquanto planifica a montagem da rota elétrica 3D no PropertyManager de Planificar rota. Você pode incluir balões e várias tabelas elétricas no desenho. As tabelas são posicionadas automaticamente para não se sobreporem entre si ou na geometria do modelo. Você também pode adicionar tabelas a desenhos clicando em Inserir > Tabelas > Tabelas elétricas. Criar um desenho 1. Abra Routing\SensorEnclosure\routeAssy2-_Sensor Enclosure.sldasm. 2. Clique em Planificar rota (barra de ferramentas Elétrica) ou em Rota > Elétrica > Planificar rota. 3. No PropertyManager, em Opções de planificação, selecione Exibir conectores 3D. 4. Selecione Criar desenho elétrico e selecione: • • • • BOM elétrica Lista de corte Tabela de conectores Balão automático

5. Clique em . É criada uma configuração planificada no arquivo da montagem de rota, e um arquivo de desenho também é criado. O desenho contém as tabelas e os balões que você selecionou no PropertyManager.

Mantenha os arquivos abertos para o exemplo Pesquisa com realce a seguir.

Pesquisa com realce Você pode selecionar cadeia de caracteres de texto em um desenho elétrico (ECAD) e pesquisar os itens correspondentes em uma montagem de rota elétrica. Pesquisa com realce permite que você capture uma cadeia de caracteres de texto de itens como desenhos esquemáticos importados ou desenhos elétricos criados originalmente. Em seguida, em uma montagem de rota elétrica, você pode pesquisar os itens elétricos correspondentes como, por exemplo, fios com núcleo, cabos, montagens, conectores finais e outros componentes de rota elétrica. Quando a Pesquisa com realce localiza

172

SolidWorks Premium

esses itens, eles são realçados na área de gráficos e podem ser usados em pesquisas ainda mais detalhadas. Ativar a pesquisa com realce Para ativar a Pesquisa com realce: 1. No Painel de tarefas, selecione a guia Pesquisa com realce 2. Clique em para manter o Painel de tarefas aberto. .

Localizar componentes Para encontrar um componente: 1. No Painel de tarefas, em Captura de texto, selecione Conector. 2. Na área de gráficos do desenho, aplique zoom na área mostrada abaixo:

3. Na tabela, selecione as células que contêm o texto Part:connector (3pin) female-2. O texto aparece em Texto de pesquisa no Painel de tarefas. Você também pode digitar o texto em Texto de pesquisa. 4. No Painel de Tarefas: a) Clique em Localizar. A montagem se torna o documento ativo, e um conector aparece em destaque na árvore de projetos do FeatureManager e na área de gráficos. No Painel de tarefas, em Resultados, o nome completo do componente aparece em Nome do componente. Os fios relacionados ao conector aparecem em Fios/cabos relacionados. b) Clique em Zoom. A área de gráficos aproxima o conector em destaque.

Você também pode visualizar o conector na vista não planificada da rota. 5. Na árvore de projetos do FeatureManager, clique com o botão direito do mouse em Rota e selecione Exibir configuração. 6. Mude a vista para Isométrica. 7. No Painel de tarefas, clique em Localizar. O conector é realçado novamente.

173

SolidWorks Premium

8. No Painel de tarefas: a) Em Fios/cabos relacionados, selecione 20gred_2@routeAssy2-_Sensor Enclosure. b) Clique em Localizar. O fio é realçado na área de gráficos.

Interfaces ECAD Você pode importar um desenho do AutoCad® Electrical, do EPlan ou do Mentor, e usar a lista de rede desse desenho para acionar a criação de uma rota elétrica no SolidWorks. Você pode importar os dados clicando em Inicia com o uso de uma lista De-Para (barra de ferramentas Elétrico) ou arrastando a lista de rede para uma montagem. Listas de materiais elétricos Melhorias: • As tabelas BOM elétrica e Lista de corte agora estão integradas no SolidWorks. Você pode editar as tabelas para adicionar e excluir colunas, e salvar as tabelas como templates. • Na BOM, você agora pode acessar as propriedades que você inclui em colunas personalizadas na biblioteca de cabos/fios. Para adicionar uma coluna personalizada à biblioteca de cabos/fios, clique com o botão direito do mouse no cabeçalho de uma coluna existente e selecione Inserir, Coluna direita ou Coluna esquerda.

TolAnalyst
Recursos construídos
Quando você realiza um estudo de tolerância usando o TolAnalyst™, ele agora considera as dimensões e tolerâncias aplicadas aos recursos construídos com o DimXpert para peças, e seus efeitos em outros recursos na cadeia de tolerância. Recursos construídos afetados: • Pontos de interseção • Linhas de interseção

174

SolidWorks Premium

Exemplo de linhas de interseção Usando o TolAnalyst, crie um estudo para determinar o empilhamento de tolerâncias para uma medição definida do plano à direita até o furo direito, mostrado pela dimensão de referência de 11,18. O local do plano é controlado por dois recursos construídos, linhas de interseção, mostrados pelos círculos vermelhos.

SolidWorks 2008

O estudo do TolAnalyst não considera as dimensões e tolerâncias aplicadas aos recursos construídos. Uma mensagem de aviso é exibida, indicando cadeias de tolerância incompletas. Por exemplo, o TolAnalyst não considera as dimensões aplicadas à linha de interseção. Os valores 20, 50 e 60 não mudam. O TolAnalyst considera as dimensões aplicadas aos furos.

175

SolidWorks Premium

SolidWorks 2009

O estudo do TolAnalyst considera as dimensões e tolerâncias aplicadas aos recursos construídos e furos. Nenhuma mensagem de aviso é exibida. Os valores 20, 50 e 60 mudam.

Montagens com componentes de fixação fixos e flutuantes
O TolAnalyst agora pode considerar as folgas resultantes de montagens de componentes de fixação fixos e flutuantes quando calcula as condições de pior cenário. Quando você localiza e restringe peças em montagens usando componentes de fixação, a nova opção Componentes de fixação e pinos flutuantes usa as folgas entre furos e componentes para aumentar o resultado mínimo e máximo do pior caso. Cada peça pode ser movida em uma distância igual à distância radial entre o furo e o componente de fixação. No caso de montagens de componentes de fixação fixos, a flutuação se aplica apenas à peça com furos de folga. No caso de montagens de componentes de fixação flutuantes, a flutuação se aplica a ambas as peças. Você pode aplicar flutuação a peças localizadas e restritas usando esquemas de posicionamento furo-pino. Montagens de componentes de fixação fixos Montagens de componentes de fixação flutuantes

Os parafusos passam através de uma peça Os parafusos passam através de ambas as e são rosqueados em outra. peças e são presos com porcas.

Quando considerar o uso de flutuação de componente de fixação
• Se a única função dos furos de folga é dar espaço para componentes de fixação, e as folgas são usadas para ajudar e fornecer ajuste à montagem, o uso da flutuação de componente de fixação normalmente não é recomendado. • Se os furos de folga também são usados para posicionar as peças e você precisa conhecer os efeitos adversos das folgas, o uso da flutuação de componente de fixação é recomendado.
176

SolidWorks Premium

Usar flutuação em uma montagem de componentes de fixação fixos Este exemplo ilustra os efeitos da flutuação de componentes de fixação em uma medição com peças restritas por montagens de componentes de fixação fixos.

A montagem inclui suportes de eixo presos à A medição a ser avaliada corresponde às placa superior usando parafusos de 10 mm. distâncias máxima e mínima entre as faces internas dos suportes do eixo.

A placa superior e os suportes do eixo possuem essas dimensões e tolerâncias.

Montagem de componente de fixação fixo sem flutuação Para avaliar o pior cenário sem considerar a flutuação de componente de fixação: 1. Abra TolAnalyst\Fixed\Castor.sldasm. 2. No DimXpertManager , clique com o botão direito do mouse em Study1 e selecione Editar recurso. No PropertyManager de Resultado, em Parâmetros de análise, observe que Componentes de fixação e pinos flutuantes está desmarcada. A flutuação não é levada em consideração. Em Resumo da análise, o Mín é 48,5 e o Máx é 51,5, para o intervalo total de 3 mm.

177

SolidWorks Premium

Para obter o mínimo do pior caso, devido à tolerância de posição de 0,5 para o diâmetro do furo roscado da placa superior, o TolAnalyst simula a dimensão básica 105 entre os furos roscados como 104,5. Para os suportes do eixo, quando o TolAnalyst simula os furos de tolerância em seus tamanhos 11,5 de LMC, a tolerância de posição resultante é 1,0, permitindo que a dimensão básica 27,5 da referência B até os furos seja calculada como 28. Ao montar as peças com a opção de flutuação de componente de fixação desmarcada, o TolAnalyst alinha concentricamente os furos de folga no suporte do eixo aos furos roscados na placa superior, resultando no mínimo de pior caso de 48,5.

Montagem de componente de fixação fixo com flutuação Para avaliar o pior cenário considerando a flutuação de componente de fixação: • No PropertyManager, selecione Componentes de fixação e pinos flutuantes em Parâmetros de análise. O mínimo de pior caso diminui para 47, enquanto o máximo de pior caso aumenta para 53. O intervalo total de 6 mm é o dobro do valor obtido sem flutuação do componente de fixação.

178

SolidWorks Premium

Para obter o resultado mínimo de pior caso, o TolAnalyst calcula as peças como descrito no procedimento em que a flutuação não é considerada. Consulte Montagem de componente de fixação fixo sem flutuação na página 177. Quando as peças são montadas, os suportes do eixo são pressionados para dentro (como mostrado pelas setas vermelhas abaixo) até que os furos de folga façam contato com os parafusos, resultando no mínimo de pior caso de 47.

Usar flutuação em uma montagem de componentes de fixação flutuantes Este exemplo ilustra os efeitos da flutuação de componentes de fixação em uma medição com peças restritas por montagens de componentes de fixação flutuantes.

A montagem inclui suportes de eixo presos à A medição a ser avaliada corresponde às placa superior usando parafusos de 10 mm. distâncias máxima e mínima entre as faces internas dos suportes do eixo.

179

SolidWorks Premium

A placa superior e os suportes do eixo possuem essas dimensões e tolerâncias.

Montagem de componente de fixação flutuante sem flutuação Para avaliar o pior cenário sem considerar a flutuação de componente de fixação: 1. Abra TolAnalyst\Floating\Castor.sldasm. 2. No DimXpertManager , clique com o botão direito do mouse em Study1 e selecione Editar recurso. No PropertyManager de Resultado, em Parâmetros de análise, observe que Componentes de fixação e pinos flutuantes está desmarcada. A flutuação não é levada em consideração. Em Resumo da análise, o Mín é 48 e o Máx é 52, para o intervalo total de 4mm.

180

SolidWorks Premium

Para obter o mínimo de pior caso, o TolAnalyst calcula os furos de folga das placas superiores no tamanho 11 de suas condições de material mínimo (LMC), resultando em uma tolerância de posição igual a 1. O TolAnalyst pode então simular a dimensão básica 105 entre os furos a 104. Para os suportes do eixo, quando o TolAnalyst calcula os furos de tolerância em seus tamanhos 11 de LMC, a tolerância de posição resultante é 1,0, permitindo que a dimensão básica 27,5 da referência B até os furos seja calculada como 28. Ao montar as peças com a opção de flutuação de componente de fixação desmarcada, o TolAnalyst alinha concentricamente os furos de folga no suporte do eixo aos furos roscados na placa superior, resultando no mínimo de pior cenário de 48.

Montagem de componente de fixação com flutuação Para avaliar o pior cenário considerando a flutuação de componente de fixação: • No PropertyManager, selecione Componentes de fixação e pinos flutuantes em Parâmetros de análise.

181

SolidWorks Premium

O mínimo de pior caso diminui para 46, enquanto o máximo de pior caso aumenta para 54. O intervalo total de 8 mm é o dobro do valor quando o TolAnalyst não considerou a flutuação do componente de fixação. Para obter o resultado mínimo de pior caso, o TolAnalyst simula as peças como descrito no procedimento em que a flutuação não é considerada. Consulte Montagem de componente de fixação flutuante sem flutuação na página 180. Quando as peças são montadas, os suportes do eixo são pressionados contra as faces internas dos furos de folga da placa superior e contra as faces externas dos furos de folga dos suportes do eixo, resultando no mínimo de pior caso de 46.

182

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful