You are on page 1of 3

1

Trabalho 2
Nome: Carlos Eduardo Porto
Matrícula: 1773689
Disciplina: América Latina e Sustentabilidade Socioambiental

Em 1822 o Brasil torna-se independente de Portugal, a partir dos documentários,
textos e do conhecimento anterior:
Apontar e justificar três questões relevantes que permaneceram as mesmas do período
colonial:

O preconceito racial com o negro – mesmo com o fim da escravatura, digamos que
houve uma falta de planejamento, e interesse na inserção do escravo na sociedade.
Essa exclusão gerou preconceitos raciais e a marginalização do negro. Esse reflexo
podemos ver até hoje.

A religião – Legado trazido pelos Portugueses através da Cataquese, podemos falar
que o maior legado do Período Colonial foi sim o cristianismo, como uma dos
países que mais possuem católicos no mundo.

Corrupção – O sistema imperial e monárquico corrupto, que roubava e mentia,
infezlimente foi herdado e refleti na nossa política atual e no modo como povo age
em frente ao público. Heranças como essas muito bem relatadas no livro 1808.

Apontar e justificar duas mudanças:

O comércio – Embora a coroa na época colonial não quisesse a evolução da
indústria como na Inglaterra, após pressão do partido político de São Paulo e dos
militares, foi expulsa a família imperial junto com seu modo de governo que então o
Brasil pode evoluir industrialmente.

Fim da escravidão – A Inglaterra, a principal nação comerciante com o Brasil, pôs
um fim no seu regime de escravidão por interesses econômico. Portanto, a fim de
entrar no comércio de trabalhadores “ livres” , a Princesa Isabel formalizou a lei
Áurea.

O filme Mauá retrata de uma forma geral a ascensão do Empresário gaúcho Irineu Evangelista de Sousa. econômicas e culturais nele tratadas. Claramente vimos no filme que o Brasil só assistia o quadro de desenvolvimento mundial. e com trabalho escravo.  Curiosidade – Motivação pelo desconhecido. fez com que a coroa fosse contra ele que resultou em sabotagem aos seus negócios e consequentemente a falência. como botânica. a compreensão de identidade brasileira. Escolher cinco palavras chave e justificar no contexto do documentário. (7 a 10 linhas).  Aventura – o desbravamento de novas terras pelos viajantes. não gostava muito disso. e o brasileiro é originado de uma mistura de raças. etc.  Perplexidade – A descrição preconceituosa dos índios e seus comportamentos eram reflexão da ignorância dos viajantes. e o empresário insistente tentava persuadir com sua ideia e empreendimentos construídos. Já a monarquia no Brasil. geologia. ainda hoje. . Após assistir ao filme Mauá.  Filosofia – Normalmente viajantes eram filósofos.Muitos viajantes vinham com intenção de pesquisa científica em diversas áreas. física. já que éramos quase inteiramente agrários. Óbvio que com seu ideal de indústria e seu carisma por ser contra a escravatura. do novo. fazer um relato das questões sociais. No filme podemos observar que Irineu cultivava a ideologia comercial e industrial britânica da época.  August de Saint citou a preguiça e os maus hábitos do Brasil colônia – Não precisa ir muito longe pra saber que os brasileiros possuem uma identidade preguiçosa. sem saber o que pode acontecer de perigos e descobertas. Brasil no olhar dos viajantes: século XIX.2 Sobre o documentário. Citar e justificar dois “olhares” desses viajantes que podem influenciar. o barão que tentou desenvolver o Brasil como pode.  Ciência .  Henrique da Costa citou o Brasil como uma sociedade marcada pela moléstia da escravidão e mistura de raças – Vivemos numa sociedade que em um pouco mais de 100 anos ainda tínhamos a escravatura.

.3 Concluindo observamos que o Brasil estava num regime de baixo desenvolvimento enquanto as potências mundiais só aumentavam com a revolução industrial.