You are on page 1of 17

JVS Equipamentos para Automaçao Industrial

Av. Benedito Franco Penteado, 385
Tel +55 11 4487-5200
Fax jvs@jvs.ind.br
www.jvs.ind.br

TREINAMENTO
ISF 2.8
Treinamento Eletroeletrônico para mantenedores da linha de montagem do
motor ISF 2.8

SUMÁRIO Sumário Sinotico da Linha _________________________________________________________________________________________________ 1 Topografia Principal de Rede ____________________________________________________________________________________ 2 Descriçao Geral ___________________________________________________________________________________________________ 4 Endereçamento ___________________________________________________________________________________________________ 5 Padrao IHM ________________________________________________________________________________________________________ 7 Estrutura Basica de Software __________________________________________________________________________________ 11 Estrutura das FB’s ______________________________________________________________________________________________ 12 Informaçoes de Contato ________________________________________________________________________________________ 15 Informaçao da Empresa ________________________________________________________________________________________ 15 .

TREINAMENTO Sinotico da Linha LAYOUT Pagina1 .

#WS61700 ~ #WS63200 Pagina2 .TREINAMENTO Topografia Principal de Rede CPU 01 .#WS60100 ~ #WS61600 CPU 02 .

TREINAMENTO CPU 03 – MONTAGEM BAP CPU 04 – APLICAÇÃO DE FIPG Pagina3 .

4 Cilindros. Abrange os estagios 60801. Sao os estagios que realizam as montagens do Pistao. Essa divisao sera detalhada abaixo. 60802 e 60803. Abrange desde a Mesa de Giro 01 ate o estagio #WS61600. Abrange desde a Mesa de Giro 03 ate o estagio #WS63200. A instalaçao foi dividida em quatro (04) CPU’s (CLP’s).8. CPU 01 Destinada a controlar o primeiro trecho dos transportadores.TREINAMENTO Descriçao Geral A instalaçao e destinada a realizar a montagem do motor ISF 2. atraves de uma linha de montagem com 32 postos de trabalho. CPU 03 Destinada a controlar os estagios do BAP. Pagina4 . CPU 02 Destinada a controlar o segundo trecho dos transportadores. Anel e Biela. Abrange o estagio 61510. CPU 04 Destinada a controlar a maquina de aplicaçao de cola.

1 Switch JVS IP CP: Principal Rota de Acesso: 10.1 Switch JVS IP CP: Principal Rota de Acesso: 10.16.51 Switch JVS IHM #WS60600 IP IHM: Principal Rota de Acesso: Pagina5 172.1.1.50 Switch JVS IHM #WS60200/300 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.16.42.42 Rede CUMMINS IHM LINHA CPU01 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.2.1.16.196.42.40 Rede CUMMINS CPU 03 IP CPU: Principal Rota de Acesso: 172.16.3.1 Switch JVS IP CP: Principal Rota de Acesso: 10.42.39 Rede CUMMINS CPU 02 IP CPU: Principal Rota de Acesso: 172.52 Switch JVS .16.41 Rede CUMMINS CPU 04 IP CP: Principal Rota de Acesso: 10.196.42.196.16.196.1.TREINAMENTO Endereçamento CPU 01 IP CPU: Principal Rota de Acesso: 172.

TREINAMENTO IHM #WS60700 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.16.50 Switch JVS IHM #WS61800/1900 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.57 Switch JVS IHM LINHA CPU02 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.168.16.2.16.56 Switch JVS IHM #WS61200 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.0.1.51 Switch JVS IHM #WS62700/2800 – LEAKTEST IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.16.55 Switch JVS IHM #WS61000 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.16.1.16.16.1.1.2 Diretamente na IHM .1.53 Switch JVS IHM #WS60800 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.54 Switch JVS IHM #WS60900 IP IHM: Principal Rota de Acesso: 172.16.2.2.52 Switch JVS IHM #WS61510 – APLICAÇÃO DE FIPG IP IHM: Principal Rota de Acesso: Pagina6 192.

TREINAMENTO Padrao IHM DESCRIÇÃO GERAL DO PADRÃO Padrao de IHM desenvolvido basicamente para monitoramento e acionamento dos controles. A seguir. por isso estao detalhadas nos topicos específicos de cada estagio no documento de Analise Funcional. diagnostico e status dos movimentos e açoes. Pagina7 . esta detalhado a Tela Principal e a Tela de Movimentos Manuais. As demais telas sao desenvolvidas conforme a particularidade de cada estaçao.

6 – Modos: Chama tela de modos de operaçao do estagio. Pagina8 9 . 8 – Falhas/Avisos: Chama tela de falhas e avisos do estagio. de onde e possível acessar todas as outras telas por meio do rodape. 1 2 3 5 4 10 6 7 8 Figura 1 . Fora de Home. 3 – Posiçao inicial: Home. 10 – Mensagens: Informaçoes e avisos ao operador. Alarme. Falha. acende cinza. Manual. E possível tambem visualizar o status do equipamento por meio do cabeçalho.Tela Principal 1 – Modo de operaçao: Automatico. 7 – Configuraçoes: Chama tela de configuraçoes do estagio. 5 – HeartBeat: Sinal de comunicaçao com a CPU. 9 – Movimentos manuais: Chama tela de Movimentos manuais do estagio. acende verde. 4 – Tela: Nome da tela atual.TREINAMENTO TELA PRINCIPAL (HOME) A tela principal (HOME) funciona como um índice. 2 – Status da maquina: Pronto.

e os botoes físicos dispostos no painel.Tela Movimento Manual Pagina9 . O equipamento deve estar obrigatoriamente no modo manual. “AVANÇA” e “RECUA”. Figura 2 . Observações: Para o avanço ou recuo manual. ate que o fim de curso reconheça o movimento e acenda o box contendo o nome do movimento na cor azul. atuadores e motorredutores. Selecionando o botao “Simbolico/Absoluto”. como sensores. pode-se verificar as respectivas identificaçoes (Tags) de cada movimento.TREINAMENTO TELA DE MOVIMENTO MANUAL Na tela de movimentos manuais. deve-se manter o botao “AVANÇA” ou “RECUA” pressionados. pode-se efetuar qualquer movimento nos componentes da maquina por meio das teclas de funçao na IHM.

9 – Status do sensor de avanço. 5 – Status de liberaçao do movimento de avanço. Abaixo e possível verificar o significado de cada sinalizaçao. 2 – Status do botao de recuo. 4 – Status de liberaçao do movimento de recuo. (quando preenchido significa que o sensor esta acionado). (quando preenchido significa que o movimento de avanço esta liberado e a segurança mecanica e do operador esta ok). (quando preenchido significa que a saída esta ligada). (quando preenchido significa que o sensor esta acionado). 3 – Status do botao de avanço.TREINAMENTO STATUS MOVIMENTO MANUAL Para todo movimento e possível verificar seus status atraves dos botoes. Pagina10 2 .Detalhe Movimento Manual 1 – Nome do movimento. 6 – Status da saída de recuo. (quando preenchido significa que o botao esta pressionado). 3 5 1 4 6 7 9 8 Figura 3 . 7 – Status da saída de avanço. (quando preenchido significa que a saída esta ligada). (quando preenchido significa que o movimento de recuo esta liberado e a segurança mecanica e do operador esta ok). (quando preenchido significa que o botao esta pressionado). 8 – Status do sensor de recuo.

TREINAMENTO Estrutura Basica de Software OB1 FC IHM FC CHAMADA DOS BLOCOS FB XX00 FB XX05 FB XX10 FB XX99 Pagina11 .

Pagina12 . manual e posiçao inicial. Mais especificamente dos bits de presença e transiçao do pallet nas estaçoes. FB ’XX’ 10 – ESTÁGIO – FALHAS A FB ‘XX’ 10 e responsavel pelo controle das falhas do estagio. Porem nao esta sendo utilizado. As condiçoes sao controladas no Graph7 da estaçao e na FB final 00. FB ’XX’ 31 – ESTÁGIO – SEQUENCIADOR 2 A FB ‘XX’ 31 e em linguagem Graph7 e controla a segunda sequencia do estagio. quando o mesmo possuir. FB ’XX’ 25 – ESTÁGIO – SINALIZAÇÃO A FB ‘XX’ 25 e responsavel pelo controle da sinalizaçao do estagio. Controla todos os leds de sinalizaçao do estagio. Controla os bits de Operaçao Concluída e os FailSafes da operaçao. FB5 – GERAL – IHM A FB5 e responsavel pelo controle geral da IHM da linha FB ’XX’ 00 – ESTÁGIO – STATUS A FB ‘XX’ 00 e responsavel pelo controle geral do estagio. Controla os bits das falhas. FB ’XX’ 05 – ESTÁGIO – IHM A FB ‘XX’ 05 e responsavel pelo controle da IHM do estagio. manual e posiçao inicial.TREINAMENTO Estrutura das FB’s FB1 – GERAL – STATUS A FB1 e responsavel pelo controle do pallet. FB ’XX’ 20 – ESTÁGIO – CONDIÇÕES A FB ‘XX’ 20 e responsavel pelo controle das condiçoes para funcionamento do estagio. Sequencia automatica. Sequencia automatica. Status automatico. Controla os bits dos avisos. FB ’XX’ 30 – ESTÁGIO – SEQUENCIADOR 1 A FB ‘XX’ 30 e em linguagem Graph7 e controla a primeira sequencia do estagio. FB ’XX’ 15 – ESTÁGIO – AVISOS A FB ‘XX’ 15 e responsavel pelo controle dos avisos do estagio. manual e posiçao inicial.

Posiçao. manual e posiçao inicial. e tambem por dar a partida na gravaçao. FB ’XX’ 46 – ESTÁGIO – CANETAS A FB ‘XX’ 46 controla as canetas profinet. FB ’XX’ 55 – ESTÁGIO – GRAVADORES A FB ‘XX’ 55 e responsavel pelo gerenciamento dos dados dos gravadores. mas apenas monitora os status para exibiçao na IHM. gerencia o início do teste e os resultados. FB ’XX’ 60 – ESTÁGIO – APERTADEIRAS A FB ‘XX’ 60 controla os resultados recebidos pela apertadeira e realiza o gerenciamento da liberaçao e quantidade de apertos. Envia e recebe os sinais via rede.TREINAMENTO FB ’XX’ 32 – ESTÁGIO – SEQUENCIADOR 3 A FB ‘XX’ 32 e em linguagem Graph7 e controla a terceira sequencia do estagio. RPM. Pagina13 . Sequencia automatica. FB ’XX’ 45 – ESTÁGIO – SERVOMOTORES A FB ‘XX’ 45 realiza o controle e parametrizaçao dos servomotores. E responsavel pelo controle de Start. FB ’XX’ 40 – ESTÁGIO – STATUS MOVIMENTOS A FB ‘XX’ 40 e responsavel por verificar os status dos movimentos. E responsavel pelo controle da rotaçao. Ela nao e responsavel pelo controle dos movimentos. Referenciamento. FB ’XX’ 61 – ESTÁGIO – TORQUE RECEBIDO A FB ‘XX’ 61 apenas verifica quando um novo torque foi recebido. FB ’XX’ 65 – ESTÁGIO – TESTE DE ESTANQUEIDADE A FB ‘XX’ 65 controla os testes de estanqueidade. Visto que todo o controle dos movimentos e realizado no Graph7. FB ’XX’ 66 – ESTÁGIO – GERENCIAMENTO ESN A FB ‘XX’ 66 armazena e relaciona a ESN com os resultados obtidos no processo. Essa FB foi feita especialmente para o leaktest. para substituir os dados na FB de final 60. entre outros. FB ’XX’ 50 – ESTÁGIO – INVERSORES A FB ‘XX’ 50 realiza o controle e parametrizaçao dos inversores.

FB ’XX’ 85 – ESTÁGIO – SAFETY A FB ‘XX’ 85 realiza o controle da parte de segurança da estaçao. travas de segurança. FB ’XX’ 71 – ESTÁGIO – TRANSDUTOR DE TORQUE A FB ‘XX’ 71 controla os dados recebidos do transdutor de torque e realiza o gerenciamento dos resultados de aprovaçao e reprova. a FB5013 (FB_BraçoPantografico). barreira de luz. Controla os botoes de emergencia. e tambem os dados que serao enviados. FB ’XX’ 80 – ESTÁGIO – ANALÓGICAS A FB ‘XX’ 80 e responsavel por receber e tratar todos os valores dos cartoes analogicos. Essa FB e multiinstanciada em todas as FB’s de final 75. assim como a FB de final 91 trata todos os dados recebidos do CMES. FB ’XX’ 91 – ESTÁGIO – CMES A FB ‘XX’ 91 trata todos os dados recebidos do CMES. Pagina14 . E onde as FB’s de final 85 sao chamadas e controladas. que e onde esta a logica de controle do braço pantografico. FB 5 ’XXX’ – CONTROLE ESPECÍFICO As FB’s 5 ‘XXX’ sao de controles específicos. FB ’XX’ 78 – ESTÁGIO – TOX A FB ‘XX’ 78 realiza o controla do monitor de prensagem TOX. mas utilizaçao geral. angular. sejam de transdutor linear. entre outros. FB ’XX’ 92 – ESTÁGIO – CMES RETRABALHO A FB ‘XX’ 92. Por exemplo. FB 4 ’XXX’ – CONTROLE SAFETY A FB 4 ‘XXX’ e onde todo o gerenciamento da segurança ocorre. de torque. força. A diferença e que essa FB e apenas para o estagio de retrabalho. FB ’XX’ 75 – ESTÁGIO – BRAÇO PANTOGRÁFICO A FB ‘XX’ 75 e responsavel pelo controle das posiçoes do braço pantografico. e tambem os dados que serao enviados.TREINAMENTO FB ’XX’ 67 – ESTÁGIO – VERIFICAÇÃO ESTANQUE A FB ‘XX’ 67 foi feita especificamente para controlar o ciclo de teste do leaktest. entre outros.

gomes@jvs.br Pagina15 .br Informaçao da Empresa JVS Equipamentos para Automaçao Industrial Av.ind. Benedito Franco Penteado.br Tel +55 11 4487-5207 Cel +55 11 94535-1775 ramses.ind. DE PROJETOS NILTON CAVALCANTE GER. ENG.cavalcante@jvs.INFORMAÇÕES DE CONTATO Informaçoes de Contato CAROLINA NASCIMENTO COORD. 385 Tel +55 11 4487-5200 Fax jvs@jvs. GOMES COORDENADOR DE SOFTWARE Tel +55 11 4487-5219 Cel +55 11 96885-5155 carolina.br Tel +55 11 4487-5244 Cel +55 11 97334-6814 nilton.ind.nascimento@jvs. ELETRICA E SOFTWARE RAMSES A.br www.ind.jvs.ind.