You are on page 1of 50

Aula 02

Ética na Administração Pública
Professor: Lincoln Barros

Aula 02 – Código de Ética da Anvisa – RDC 141, de 30 de maio
de 2003.
Tópicos da Aula

1. Conceitos Iniciais ..........................................................................2
2. Ética Profissional e Responsabilidade Social..................................6
3. Ética e Competência Profissional....................................................6
4. Ética Empresarial............................................................................8
5. Código de Conduta Ética Organizacional........................................11
6. Código de ética ............................................................................. 12
7. Ética e Sistema Econômico ........................................................... 13
8. Código de Ética da Anvisa – RDC 141, de 30 de maio de 2003.......13
9. Questões Comentadas na Aula ...................................................... 42

Introdução
Vamos hoje iniciar nossa aula 02 e, de início, é importante registrar que
vamos além do conteúdo programático do último Edital, ok?. Exatamente isso.
Obviamente há uma explicação para isso. Observe que o edital de 2013 se limitou
a cobrar o Decreto nº 1.171/1994 e a RDC nº 141, de 30 de maio de 2003.
Entretanto, não é garantia de que o próximo edital reproduzirá o conteúdo do
citado edital sem acréscimos. Nesse sentido, para evitar surpresas, vamos
apostar em alguns assuntos recorrentes em outros certames.

Noções de Ética Profissional
Conceitos Iniciais
Em linhas gerais, podemos conceituar ética profissional como um
conjunto de atitudes e valores positivos aplicados no ambiente de
trabalho. A ética profissional não propõe leis e, sim, estabelece
parâmetros que distinguem o profissional que desempenha bem sua
função do profissional que a desempenha de forma desrespeitosa (para
si e para a sociedade). A ética no ambiente de trabalho é de fundamental
importância para o bom funcionamento das atividades da instituição e das
relações de trabalho entre os funcionários. Observe que a Ética Profissional trata
de normas de conduta aplicáveis em determinados ambientes, em certas
áreas de atuação ou para uma profissão específica, o que, por
consequência, possibilita a existência de diversos códigos de ética, como
de fato ocorre.
Em regra, ao completar a formação em nível superior, a pessoa faz um
juramento, que significa sua adesão e comprometimento com a categoria
profissional onde formalmente ingressa. Isto caracteriza o aspecto moral da
chamada Ética Profissional, esta adesão voluntária a um conjunto de regras
estabelecidas como sendo as mais adequadas para o seu exercício.
Sabemos que algumas profissões contam com Conselhos de Representação
que têm a responsabilidade de criar Códigos de Ética específicos para cada
área de atuação. Certamente, você já deve ter ouvido falar no Conselho Federal
de Medicina - CFM ou Conselho Federal de Contabilidade - CFC, dois exemplos
bastante conhecidos.
Vale registrar que a Ética Profissional está relacionada à reflexão acerca
das responsabilidades inerentes à profissão e às funções assumidas. Não
são todas as profissões que possuem um Código de Ética estabelecido.
Entretanto, este fato não significa que o profissional não precisa
comprometer-se em adotar condutas adequadas. Independentemente de
ter ou não um Código específico, todas as profissões exigem o
cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados
universais como a honestidade, a competência e a responsabilidade.
Os Códigos
de
Ética
criados
pelos
Conselhos
existem
para
padronizar procedimentos operacionais e condutas de comportamento,
garantindo a segurança dos profissionais e dos usuários de cada serviço.
Eles estabelecem princípios ético-morais de determinada profissão, e preveem

penas disciplinares aos trabalhadores que não obedecerem aos procedimentos e
normas de sua área, protegendo a sociedade de injustiças e desrespeito em
qualquer esfera. Nesse sentido, cabe ainda aos Conselhos a função de fiscalizar
o cumprimento dos Códigos de Ética.
Obviamente, a aplicação da ética no ambiente de trabalho traz algumas
vantagens, entre as quais, destacam-se:
Maior nível de produção na empresa;

Favorecimento para a criação de um
ambiente de trabalho harmonioso, respeitoso
e agradável;

Aumento no índice de confiança entre os
funcionários.

É importante perceber que há diversas atitudes que não estão descritas
nos códigos de todas as profissões, mas que são comuns a todas as atividades
que uma pessoa pode exercer. Nesse sentido, os profissionais devem
preocupar-se com os padrões éticos estabelecidos para suas profissões,
bem como observar os valores da Ética em geral.

Os profissionais devem preocupar-se com os padrões éticos
estabelecidos para suas profissões, bem como observar os valores da
Ética em geral.
A título de exemplo, podemos mencionar atitudes de generosidade e
cooperação no trabalho em equipe, mesmo quando a atividade é exercida
solitariamente em uma sala, ela faz parte de um conjunto maior de atividades
que dependem do bom desempenho desta. Essas atitudes não precisam estar
codificadas e nem descritas numa norma para serem adotadas, seja qualquer sua
profissão ou função desempenhada.

Outro exemplo que podemos destacar é uma postura pró-ativa, ou seja,
não ficar restrito apenas às tarefas que foram dadas ao profissional, mas
contribuir para o engrandecimento do trabalho, mesmo que ele seja temporário.
Imagine o gari que tem a tarefa de varrer ruas, ele pode se contentar em
varrer ruas e juntar o lixo, mas ele pode também tirar o lixo que ele vê que está
prestes a cair na rua, podendo futuramente entupir uma saída de escoamento e
causando uma acumulação de água quando chover. Um servidor público no
atendimento ao público pode atender ao cidadão respondendo estritamente o que
lhe foi perguntado, de forma fria, e estará cumprindo seu dever, mas se ele
mostrar-se mais disponível, talvez sorrir, ser agradável, a maioria das pessoas
que ele atende também serão assim com ele, e seu dia será muito melhor.
A ética é ainda indispensável ao profissional, porque na ação humana “o
fazer” e “o agir” estão interligados. O fazer diz respeito à competência,
à eficiência que todo profissional deve possuir para exercer bem a sua profissão.
O agir se refere à conduta do profissional, ao conjunto de atitudes que deve
assumir no desempenho de sua profissão.
O estudo e o conhecimento da Deontologia (do grego deontos = dever e
logos = tratado) se voltam para a ciência dos deveres, no âmbito de cada
profissão. É o estudo dos direitos, emissão de juízos de valores, compreendendo
a ética como condição essencial para o exercício de qualquer profissão.
Exemplos de atitudes éticas num ambiente de trabalho:
 Educação e respeito entre os funcionários;
 Cooperação e atitudes que visam à ajuda aos colegas de trabalho;
 Divulgação de conhecimentos que possam melhorar o desempenho
das atividades realizadas na empresa;
 Respeito à hierarquia dentro da empresa;
 Busca de crescimento profissional sem prejudicar outros colegas de
trabalho;
 Ações e comportamentos que visam criar um clima agradável e
positivo dentro da empresa como, por exemplo, manter o bom
humor;
 Realização, em ambiente de trabalho, apenas de tarefas
relacionadas ao trabalho;
 Respeito às regras e normas da empresa.

independentemente de receber elogios. 3 pontos de talento e 5 pontos de caráter. ele terá que ser ético. . privilégios e benefícios fáceis. Um profissional eticamente bom é aquele que se preocupa com o desempenho de suas atribuições ao mesmo tempo em que consegue enxergar de forma ampla o papel instituição que ele representa. um profissional de talento é aquele que soma 2 pontos de esforço. Neste contexto. pode trazer sérios prejuízos para grande parte da população que faz uso direta ou indiretamente daquela construção. que utiliza o material de má qualidade para a construção de uma ponte. não está centrado em suas capacidades técnicas apenas. aquele que. de forma honesta. faz a coisa certa. por exemplo. A pontuação máxima é para o caráter. É muito fácil encontrar a falta de honestidade quando existe a fascinação pelos lucros. O engenheiro civil. Observe que isso nos mostra que o perfil dos profissionais exigido pelas instituições. ou prestar o melhor serviço possível. mas também deve mostrar. porém muitos aspectos não previstos especificamente e que fazem parte do compromisso do profissional com a ética. ele não só deve executar a manutenção contratada. Há. Quando você leva seu carro a um bom mecânico. Ética e Competência Profissional Como nos ensina Roland Barthes. as pessoas que dependem deles. O exercício da profissão de forma inadequada traz consequências que não afetam apenas as pessoas diretamente relacionadas ao negócio. por exemplo. vale registrar que o profissional ético de possuir as seguintes características:  Honestidade Esta característica está relacionada com a confiança que nos é depositada.Ética profissional e responsabilidade social É importante ressaltar que a Ética Profissional também promove a preocupação com as relações sociais. Ele deve sempre buscar entregar o melhor produto. As leis de cada profissão são elaboradas com o objetivo de proteger os profissionais. pelo enriquecimento ilícito em cargos que outorgam autoridade. quaisquer outros problemas que identificar.

. Ser flexível é acima de tudo aceitar a realidade sem criar barreiras e estar disposto a mudar quando as circunstâncias assim exigirem. aceitar sugestões e reconhecer que o sucesso individual é resultado do trabalho em equipe.  Imparcialidade Para ser justo é preciso ser imparcial. Além de ser bastante útil para nos ajudar a reagir às críticas. Isso tem feito da flexibilidade uma das competências profissionais mais valorizadas pelo mercado de trabalho. a justiça depende muito da imparcialidade. enfrentando o futuro com energia e bom-humor. também nos ajuda a enfrentar a verdade. o profissional precisa e deve ser otimista para acreditar na capacidade de realização da pessoa humana e no poder do desenvolvimento.  Coragem Todos nós precisamos de coragem para tomar algumas decisões importantes em nossa vida. Sigilo O respeito aos segredos das pessoas ou das instituições é uma característica obrigatória para todo profissional.  Flexibilidade O mundo atual com suas constantes transformações faz com que as mudanças ocorram com alta frequência.  Otimismo Em face das perspectivas das sociedades modernas. para ouvir o que os outros têm a dizer.  Humildade O profissional precisa ter humildade suficiente para admitir que não é o dono da verdade. logo.

Até meados do século passado. à inovação. A postura ética dos empresários e dos colaboradores era apenas uma condição implícita vinculada à formação do indivíduo. . Neste sentido. Ética Empresarial Quando se trata da ética empresarial o que se deve levar em conta são os valores da organização. pois a atividade empresarial estava associada somente à eficácia dos processos e aos resultados financeiros. a Ética Empresarial está estreitamente relacionada à Responsabilidade Social. a ética empresarial é colocada como uma meta essencial a ser alcançada no mundo corporativo. os famosos casos de escândalos divulgados nas últimas décadas. Vale registrar que a Ética Empresarial diz respeito ao conjunto de valores e normas que orientam a conduta dos dirigentes e colaboradores responsáveis pela interação de uma instituição com o mercado e a sociedade. no entanto. Podemos entender que a ética empresarial é importante para orientar seus profissionais a agirem conforme condições primárias estabelecidas. para que uma empresa seja considerada ética. é fundamental o comprometimento dos colaboradores com a questão. como dissociar os valores dos indivíduos em sua vida social e intelectual de sua atuação como empresário. ética nos negócios era uma expressão incomum. Integridade Dificilmente um líder adquire o respeito de seus semelhantes. Não há. A integridade é tão importante ao ser humano que se torna difícil imaginar um profissional sério que não seja íntegro. Haja vista. No entanto. passa confiança a seus subordinados e inspira credibilidade ao mercado sem essa característica. Atualmente. à excelência e ao sucesso financeiro. A cultura ética e sua gestão nas empresas são temas tratados com importância igual ou superior aos próprios resultados. As empresas estão se conscientizando do perigo iminente que representa a falta de ética para os negócios.

. Eles podem causar danos irreparáveis à imagem e reputação das empresas. as empresas estão dependentes de relacionamentos com terceiros para impulsionar seu crescimento. Entretanto. caso não tenham postura ética e não assumam o compromisso de se submeter às políticas e regras editadas pelas organizações com que se relacionam. tornaramse essenciais para nortear as metas e a postura de seus colaboradores. Hoje em dia. compondo os princípios éticos pelos quais as companhias devem se pautar.Ao longo da última década. abalando a reputação de diversos conglomerados globais. A disseminação dos valores éticos nas organizações tem sido feita por meio de programas de compliance que abrangem desde a edição de códigos de conduta e de políticas internas até a criação de comitês de ética. o mundo foi palco de uma série de atos de corrupção e fraude praticados por altos executivos em grandes empresas. Cada vez mais. Fica claro que com a educação dos colaboradores em todos os níveis se obtém uma mudança de cultura. Cultura essa que deveria ser voltada para gestão dos comportamentos éticos para que se pudesse afastar a desconfiança e descrença gerada. mas a todos os públicos de interesse. os valores e a missão nas empresas. também é sabido que os riscos de desvios e a prática de fraudes e outros tipos de conduta irregular não são somente originados do comportamento inadequado dos colaboradores diretos de uma companhia. Esse conjunto de mecanismos tem demonstrado ser eficaz na implantação e disseminação dos padrões de ética e conduta nas organizações. tanto alta administração quanto os demais colaboradores nas grandes corporações passaram a identificar os valores e a missão das empresas como requisitos obrigatórios para demonstrar a seriedade de propósitos e a transparência na administração para o mundo corporativo. treinamentos periódicos. ao final do século XX. investigações para apuração de denúncias e informação das medidas de disciplina. chegouse à conclusão de que era necessária uma transformação profunda na cultura das empresas. Essa reação se intensificou em especial quando. Somente depois da maré de ilegalidades no ambiente corporativo. deixando clara a vocação das empresas de respeitar e beneficiar não somente seus acionistas. passando pela instalação de canais de comunicação e denúncia.

decência e respeito a todos os públicos interessados. Até pouco tempo atrás era muito difícil que a imagem de uma empresa ficasse comprometida. Hoje em dia. Era necessária a atuação forte da imprensa. Estes normativos explicitam não somente a conduta esperada dos colaboradores nos diversos ambientes em que atuam. É impossível que um Código de Ética faça previsões perfeitas acerca de todas as situações que serão enfrentadas pelos colaboradores de uma organização. Como sabemos. de órgãos de auditoria. etc. Pode-se afirmar ainda que a construção da reputação e da imagem das empresas globais depende fundamentalmente da atuação das organizações com base em valores éticos e nos parâmetros de honestidade. mas também afirma um compromisso com a cidadania. A Ética Empresarial tem a função de conciliar o desejo real e legítimo que as organizações têm de obter lucros e as necessidades e expectativas da sociedade. a transparência e a ética na prática dos atos de comércio e indústria e na prestação de serviços são exigências de comportamento esperadas e plenamente reconhecidas pela comunidade global. e influenciam a criação e desenvolvimento dos valores e regras que a empresa deve obedecer na condução de seus negócios.A organização que já adotou seus padrões de ética de forma sistematizada não tem alternativa. deve desenvolver padrões e políticas uniformes. etc. é necessário que a organização exponha claramente seu sistema ético. senão estender aos que com ela se relacionam os mesmos padrões de exigência e submissão ao programa de compliance já absorvidos pelos colaboradores internos. blogs. qual conduta adotar. listas e fóruns de discussão. para que os empregados possam decidir. A necessidade de padronização levou as entidades a editar e publicar seus Códigos de Ética. As organizações também têm buscado definir valores éticos em razão da necessidade de preservar sua imagem junto ao mercado. Por essa razão as empresas têm tomado um cuidado maior com a conduta de seus colaboradores. Os stakeholders exprimem esses anseios sociais. pois os deslizes éticos são rapidamente evidenciados e podem arranhar facilmente a imagem de toda a organização. em variadas circunstâncias. . Para tal. mas ele deve servir como guia. Hoje um único cliente insatisfeito é capaz de disseminar informações negativas com muita facilidade por meio da internet. de órgãos de defesa do consumidor. muitas vezes os padrões éticos adotados pelas empresas não coincidirão perfeitamente com os valores pessoais de cada um dos membros da organização. redes sociais. Para evitar conflitos.

que por seu cumprimento. envolver intencionalmente todos os membros do grupo social que ele abrangerá e representará. elas acabam criando suas próprias regras para garantir o bom funcionamento dos processos de trabalho e o alcance dos seus objetivos estratégicos. mais necessário se faz a adoção do Código de Conduta Ética Organizacional. fatos relacionados ao descumprimento das normas estabelecidas que tenham sido observados dentro do ambiente de trabalho ou na relação com clientes. Ao definir direitos. ou seja. o código de ética cumpre a função de delimitar o perfil do seu grupo. Geralmente é conduzido pelo departamento de Recursos Humanos das empresas. por exemplo. recorrendo aos líderes apenas em caso de dúvida. apesar de a ética não ser coactiva. A formulação de um código de ética precisa. para tornar o documento acessível e adequado a todas as áreas. de forma anônima. A função principal de um código de ética é começar pela definição dos princípios que o fundamentam e se articula em torno de dois eixos de normas: direitos e deveres. ou desenvolvido por uma Consultoria externa contratada.Código de Conduta Ética Organizacional Você sabe que todas as empresas ou organizações seguem os padrões éticos profissionais ditados pelo senso comum. Mas. da forma mais democrática possível. abre o grupo à universalidade. como instrumento de trabalho. e sejam orientados a consultá-lo regularmente. Muitos Códigos de Conduta Ética Organizacional preveem ainda um espaço ou um canal de comunicação próprio para denúncias. cada membro daquele grupo social realize o ideal de ser humano. O processo de elaboração do Código envolve a participação de trabalhadores de diferentes setores. onde os funcionários da empresa podem relatar. A definição de deveres deve ser tal. O Código de Ética Organizacional propõe o cumprimento obrigatório das normas estabelecidas pela instituição. de forma igualitária. pois. com a formação de um Comitê de Ética. muitas vezes. Caso contrário. nunca passará de um simples código moral defensivo de uma corporação. Isso exige um sistema ou processo de elaboração de baixo para . um instrumento que padroniza os procedimentos de trabalho e estabelece regras e valores de conduta para todas as áreas. Ao definir deveres. o seu descumprimento não implica em penas legais. É comum que todos os funcionários recebam uma cópia do documento. Quanto maior a instituição. O processo de produção de um código de ética deve ser por si só um exercício de ética.

pois o ambiente negocial é dinâmico por excelência. como atualmente ocorre no serviço público. por decisão própria. no intuito de adequar os valores e diretrizes às circunstâncias internas e externas e aos diversos contextos em que a organização está envolvida. estas dependerão sempre da existência de uma legislação. Código de Ética Um código de ética é um instrumento estratégico de gestão. do diverso ao unitário.cima. e demanda que as organizações promovam sua adaptação o mais rápido possível. maiores as chances de sua eficácia. Quanto mais democrático e participativo esse processo. e por ela limitado. A elaboração de um Código de Ética deve considerar a participação de representantes de diversas áreas da empresa. que lhe é juridicamente superior. maiores as chances de identificação dos membros do grupo com seu código de ética e. portanto. Por essa limitação. O Código de Ética. construindo-se consensos progressivos. A elaboração de um código de ética. Embora um código de ética possa prever sanções para os descumprimentos de seus dispositivos. mais legitimidade terá o texto elaborado. Não tem força jurídica de lei universal. fornece critérios e diretrizes para que as pessoas adotem. realiza-se como um processo ao mesmo tempo educativo no interior do próprio grupo. porém deveria ter força simbólica para tal. Isso aumenta a responsabilidade do processo de elaboração do código de ética. Outro aspecto importante é a possibilidade de atualizações frequentes nos valores e normas adotados. em consequência. Essa regulação só será ética quando o código de ética for uma convicção que venha do íntimo das pessoas. por outro lado. Quanto mais pessoas de áreas diferentes estiverem envolvidas. Alguns Códigos de Ética descem a níveis mais . o código de ética é um instrumento frágil de regulação dos comportamentos de seus membros. que cumpra ele também uma função educativa e de cidadania diante dos demais grupos sociais e de todos os cidadãos. O Código de Ética não pretende solucionar todo e qualquer dilema ético que surja na organização. de tal modo que o resultado final seja reconhecido como representativo de todas as disposições morais e éticas do grupo. as condutas consideradas eticamente pertinentes. pois para isto devem existir os comitês de ética. para que ele tenha a força da legitimidade. A implementação quase sempre depende de estudos e adaptações. Deve resultar num produto tal.

independente da vontade dos homens. 1º A Agência Nacional de Vigilância Sanitária . deixando questões pontuais para manuais de procedimentos de cada setor da empresa. . § 1º A Anvisa tem. Ética e Sistema Econômico Uma questão bastante interessante relacionada à ética profissional diz respeito ao sistema econômico.detalhados acerca das condutas lícitas e ilícitas. enquanto outros limitam-se a fornecer diretrizes. aeroportos e fronteiras". Infelizmente. por intermédio do controle sanitário da produção e da comercialização de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária. bem como o controle de portos. dos processos. definida pelo Ministério da Saúde e homologada pelo Conselho Nacional de Saúde.Anvisa. é bem comum nos depararmos com essa situação. contribui para ofuscar a responsabilidade ética dos que estão em seu comando. inclusive dos ambientes. Art. dos insumos e das tecnologias a eles relacionadas. assim como das soluções éticas. autarquia especial vinculada ao Ministério da Saúde tem como finalidade institucional "promover a saúde da população. a regulação sanitária objetivando promoção do bem-estar social. O sistema econômico mundial. Código de Ética da Anvisa – RDC 141 A partir de agora vamos analisar os dispositivos do Código de Ética da Anvisa. o que faz parecer que sua responsabilidade ética individual não existe. do ponto de vista dos que o comandam. É o principal gerador dos problemas. é uma vasta e complexa rede de hábitos consentidos e de compromissos reciprocamente assumidos. como espaço de atuação. O fato de o sistema econômico parecer ter vida própria. competindo ainda à Anvisa coordenar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária e desenvolver a política de Vigilância Sanitária do país. Este é o fator mais determinante de toda a ordem (e desordem) social.

como missão. "proteger e promover a saúde da população. um código de ética é um instrumento estratégico de gestão. Ademais. já no caput do art. Nesse sentido. combater as causas dos efeitos nocivos que lhe forem gerados. ou na prestação de serviços de interesse à saúde. conhecimento como fonte da ação. Fique atento aos valores institucionais. . Art. o que é preferível na organização. garantindo a segurança sanitária de produtos e serviços e participando da construção de seu acesso". por valores institucionais. espírito de cooperação. Sendo assim. cuja conduta esteja de acordo com as normas estabelecidas neste Código. respectivamente. 1º existem as orientações fixando a finalidade institucional da ANVISA. e compromisso com os resultados. ações filantrópicas e atribuições do servidor. o conhecimento como fonte da ação. II . 2º O Código de Ética tem por objetivo: I . Os valores formam a base dos códigos de ética. em última instância. III .evitar a ocorrência de situações que possam suscitar conflitos. Como já vimos.estabelecer as regras de conduta inerentes ao vínculo funcional com a Anvisa. na produção e na circulação de bens. envolvendo interesse privado. Como já vimos. a transparência dos atos. o campo de atuação.tornar claro que o exercício funcional na Anvisa pressupõe adesão a normas de conduta previstas neste Código. os parágrafos 1º. o espírito de cooperação e o compromisso com os resultados. que tem como principal finalidade impedir que a saúde humana seja exposta a riscos ou. valores são os atributos utilizados para escolher uma conduta de ação. Cabe ressaltar que vigilância sanitária é a parcela do poder de polícia do Estado destinado à defesa da saúde. em razão de alguma distorção sanitária. são institucionais da ANVISA:     a o o o transparência dos atos. 2º e 3º estabelecem.preservar a imagem e a reputação do servidor. a missão e os valores da AVISA. IV .§ 2º A Anvisa tem. § 3º A Anvisa tem.

portanto. estarão sujeitas a um controle do Poder Judiciário. impessoalidade. pois ao mesmo tempo em que é um limite a atuação do Poder Público. ficando proibida de estabelecer discriminações gratuitas. de forma igualitária. de forma que um canal de comunicação para esclarecimento de dúvidas quanto à correção ética de condutas específicas é essencial para o alcance dos objetivos institucionais. bem como com a criação de mecanismo de consulta sobre dúvidas de conduta ética (inciso V) e com a maior transparência às atividades da Anvisa (inciso VI). visto que este só poderá atuar com base na lei. Observe que o código de ética tem por objetivo definir a forma pela qual devem se orientar todos os servidores. 3º Todo servidor da Anvisa. visto que só deveremos cumprir as exigências do Estado se estiverem previstas na lei. Só pode fazer discriminações que se . VI .dar maior transparência às atividades da Anvisa. quando estiverem relacionando-se interna e externamente. Art. publicidade. Ora. 3º prevê que as condutas de todos os servidores da ANVISA devem ser pautadas pelos princípios da legalidade. Cabe ressaltar a preocupação com a imagem e reputação do servidor (inciso III). destinado a possibilitar o prévio e pronto esclarecimento de dúvidas quanto à correção ética de condutas específicas. Por outro lado. devendo pautar-se pelos princípios da legalidade. O art. O Princípio da legalidade aparece simultaneamente como um limite e como uma garantia. a Administração deve manterse numa posição de neutralidade em relação aos administrados. Se as exigências não estiverem de acordo com a lei serão inválidas e. eficiência.criar mecanismo de consulta. eficiência. publicidade. é importante ressaltar que um código de ética não consegue prevê todas as situações éticas. também é uma garantia aos administrados. moralidade e probidade. é merecedor da confiança da sociedade. moralidade e probidade (mnemônico: LIMPE P). Segundo o princípio da impessoalidade. É um instrumento que padroniza os procedimentos de trabalho e estabelece regras e valores de conduta para todas as áreas.V . independentemente da posição ocupada na estrutura organizacional da agência. a imagem do servidor reflete a imagem da instituição. impessoalidade.

resultando em Moralidade. sem preconceito de raça. mantendo ou melhorando a qualidade dos serviços. pois as gratuitas caracterizam abuso de poder e desvio de finalidade. em razão dos interesses que ela representa quando atua. adicionando a ideia de que o fim é sempre será o bem comum.justifiquem em razão do interesse coletivo. Art. O art. Por exemplo. 4º veda ao servidor da ANVISA utilizar-se do cargo para benefício próprio ou de terceiro. por exemplo. religião. entidades públicas. O princípio da moralidade tem a junção de Legalidade com Finalidade. que sua conduta seja proba. o administrador deve trabalhar com bases éticas na administração. segundo o princípio da probidade. de meios técnicos e recursos humanos ou materiais a que tenha acesso em razão do exercício funcional nesta Agência. cunho político ou posição social. idade. privadas ou filantrópicas. dessa forma. inclusive de oferecer informações que estejam armazenadas em seus bancos de dados. de causar-lhe dano moral. lembrando que não pode ser limitada na distinção de bem ou mal. nem utilizar-se. Por fim. prevista na lei. Ou seja. o servidor não pode utilizar-se da sua função para conseguir uma autorização da ANVISA para funcionamento de uma farmácia. . cor. A legalidade e finalidade devem andar juntas na conduta de qualquer servidor público. com economia de despesas. O princípio da probidade administrativa exige do agente no exercício da função. o administrador público deve atuar com honestidade no exercício da função. abstendo-se. Não se deve visar apenas esses dois aspectos. nacionalidade. 4º O servidor da Anvisa não poderá valer-se do vínculo funcional para auferir benefícios ou tratamento diferenciado. Ademais. o servidor não pode. que são espécies do gênero ilegalidade. Segundo o princípio da eficiência. para o alcance da moralidade. quando sejam solicitadas. de forma lícita. utilizar-se de outros servidores ou veículos para serviço particular. licita e zelosa. junto a outras pessoas. sexo. 5º Cabe ao servidor respeitar a capacidade individual de todo cidadão. O princípio da publicidade enuncia que a Administração tem o dever de manter plena transparência de todos os seus comportamentos. em proveito próprio ou para terceiros. para si ou para outrem. Art. a Administração Pública deve buscar um aperfeiçoamento na prestação dos serviços públicos.

ilegais ou não éticas.abster-se de exercer a função.ser assíduo e freqüente ao serviço.manter-se atualizado com os instrumentos legais pertinentes às atribuições funcionais. as prerrogativas funcionais. XV . mesmo que observando as formalidades legais e não cometendo qualquer violação expressa à lei. de interessados e de outros que visem obter quaisquer favores.desempenhar plenamente as atribuições do vínculo funcional. VIII . .participar de movimentos e estudos que se relacionem com a melhoria do exercício das atribuições.guardar sigilo sobre assuntos de trabalho. condição essencial da gestão dos bens. escolhendo sempre a melhor e a mais vantajosa opção para o bem comum. 6º São deveres fundamentais do servidor da Anvisa: I . III . benesses ou vantagens indevidas em decorrência de ações imorais. de contratantes.resistir e denunciar todas as pressões de superiores hierárquicos. abstendo-se de fazê-lo contrariamente aos interesses dos usuários do serviço público e dos jurisdicionados administrativos. XIV . IX . com estrita moderação. reto. direitos e serviços da coletividade. perfeição e rendimento.Art.apresentar-se ao serviço com vestimenta adequada. X . IV . II . V . leal e justo. XIII . exigindo as providências cabíveis.exercer. XI .jamais retardar qualquer prestação de contas.facilitar a supervisão das atividades desenvolvidas.ser probo. poder ou autoridade com finalidade estranha ao interesse público. XII . VI . VII .exercer as atribuições com rapidez.ter consciência de que o trabalho é regido por princípios éticos que se materializam na adequada prestação dos serviços públicos. evitando atraso na prestação dos serviços.comunicar imediatamente aos superiores qualquer ato ou fato contrário ao interesse público.

o Código de Ética da Anvisa reproduziu os deveres elencados no inciso XIV do Decreto 1. Outro aspecto já mencionado na aula 01 por ocasião do estudo do Decreto 1.171/1994 refere-se ao fato de que o servidor deve sempre escolher a opção que melhor se adeque ao bem comum.atender à convocação da Comissão de Ética . As questões costumam mencionar que é uma faculdade. os examinadores mencionar que no caso de o servidor observar as formalidades legais poderia exercer sua função com finalidade estranha ao interesse público. o servidor tem o dever de imediatamente comunicar a seus superiores. Da leitura do inciso VIII. XVII . indicando elementos que possam levar à respectiva comprovação. é dever do agente ser assíduo e frequente (inciso VII).XVI . Como já vimos na aula anterior. de que tenha tomado conhecimento.denunciar ato de ilegalidade. verifica-se que diante de atos contrários ao interesse público. Vale ressaltar. o bom relacionamento com os colegas de trabalho. Nesse sentido. 6º. Portanto. não há que se falar em omissão diante de uma irregularidade para se manter. Observe que. por exemplo. Não é a mais vantajosa para administração ou para o particular. Nesse sentido. O Código de Ética da Anvisa ressalta também a preocupação com filas e atrasos na prestação de serviços ao usuário. bem como exigir que o mesmo tome as devidas providências. Em relação ao comando do inciso XIV. neste art. a fim de que desempenhe com eficiência suas funções ( inciso IX).CEAnvisa. menciona que o servidor deve exercer suas atribuições com celeridade (inciso II). mas sim para o bem comum (inciso III). . ainda.171/1994. para efeito de apuração em processo apropriado. o que não é verdade. que o servidor além de não ceder a pressões de superiores contrárias ao interesse público. a ausência do servidor reflete negativamente no andamento do serviço. omissão ou abuso de poder. Observe que a participação do servidor público em cursos de aprimoramento que melhorem o desempenho das capacidades laborais relacionadas às atribuições do cargo é obrigação do servidor. em linhas gerais. tem o dever de denunciá-las (inciso VI).

ausentar-se das suas funções sem prévio conhecimento e anuência de seus superiores. Toda organização possui uma filosofia e para o perfeito andamento de suas atividades é essencial a identificação do servidor com essa filosofia. 7º trata da relação do servidor com a ANVISA. Art. sendo um agente facilitador e colaborador na implantação de mudanças administrativas e políticas. obtidas no âmbito interno de seu serviço. 8º É vedado ao servidor: I . V .Art. III .prejudicar deliberadamente outros servidores. grau de parentesco ou outro tipo de relacionamento com qualquer servidor em qualquer nível hierárquico para obter favores pessoais ou estabelecer uma rotina de trabalho diferenciada em relação aos demais.retirar da repartição pública. VI . não alimentando discórdia e desentendimento. sem estar legalmente autorizado.prejudicar deliberadamente a reputação de outros servidores ou de cidadãos. qualquer documento ou bem pertencente ao patrimônio público. III . em benefício próprio. no ambiente de trabalho. . IV .fazer uso de informações privilegiadas.cumprir e fazer cumprir o Código Ética.atender requisições da CEAnvisa. IX . 7º Cabe ao servidor em exercício na Anvisa: I . VIII . de amigos ou de terceiros. O art. II .desviar recursos humanos e/ou recursos materiais para atendimento de interesse particular.utilizar-se da amizade. VII . II -estabelecer e manter um clima cortês no ambiente de trabalho. de parentes. IV .apresentar-se ao serviço alcoolizado ou sob efeito de substâncias psicoativas.alterar ou deturpar o teor de documentos.identificar-se com a filosofia organizacional.

A vedação ao inciso VII não comporta exceção. II . O art. prescindem obrigatoriamente: I .de solicitação formal pelo próprio interessado. por exemplo. Observe que não há exceção. 9º As audiências com pessoas físicas ou jurídicas. que deverá ser mantido para eventual consulta. Portanto. interessadas em decisão de alçada do servidor. sendo vedado utilizá-las para seu benefício ou de outrem (inciso IV).de registro específico. O inciso III merece uma atenção especial. de utilização do motorista do Diretor da ANVISA para buscar o filho na escola.171/1994 que a conduta está relacionada à embriaguez no serviço ou fora dele. O examinadores criam situações de excepcionalidade para retirada de documentos ou processos da repartição. 9º aborda as audiências com pessoas físicas ou jurídicas. ainda que o servidor alegue que o documento retirado é para realização de serviço urgente. com especificação do tema a ser tratado e a identificação dos participantes. Não há que se falar. sem autorização da chefia. Diferentemente do Decreto 1.Fique atento que a parte de vedação costuma ser objeto de prova. não pertencentes à Administração Pública direta ou indireta. sob alegação de que se encontra em reunião. interessadas em decisão de alçada do servidor. não pertencentes à Administração Pública direta ou indireta de qualquer um dos Poderes da União. Art. o Código de Ética da ANVISA veda ao servidor apresentar-se ao serviço alcoolizado ou sob efeito de substâncias psicoativas (inciso V). . o que é vedado ao servidor. para retirada de documento da repartição pública é necessária a autorização. Observe que o inciso I trata da obteção de favorecimento pessoais em função de amizade ou grau de parestesco. do Distrito Federal e dos Municípios ou de organismo internacional do qual o Brasil participe. e. dos Estados. O servidor possui informações privilegiadas.

ter urbanidade.permitir que perseguições. Os arts.Art. caprichos. disponibilidade e atenção com o cidadão. 10. facilidades. antipatias. solicitar. para obter qualquer favorecimento.prejudicar deliberadamente a reputação profissional de outro servidor. VI . O servidor não pode receber gratificações. causando-lhe dano moral ou material. provocar.ser. independentemente da posição hierárquica. III . IV . em função do espírito de solidariedade. sendo vedado ao servidor usar de artifícios para retardar ou dificultar o exercício regular de direito por qualquer pessoa. VII . 10 e 11 tratam da relação do servidor com a sociedade. tempo. para si. vale ressaltar os seguintes aspectos: Observe que no conteúdo do inciso II há uma preocupação com dano moral ou material ao cidadão.o uso do vínculo funcional. É dever do servidor ser cortês. simpatias. O inciso IV também merece destaque. É vedado ao servidor: I . amizades. para o cumprimento da sua missão ou para influenciar outro servidor para o mesmo fim.iludir ou tentar iludir qualquer pessoa que necessite de atendimento. conivente com conduta em desacordo com a lei ou infração a este Código.pleitear. familiares ou qualquer pessoa. Art. posição e influências. prêmio. paixões ou interesses de ordem pessoal interfiram no trato com o público. gratificação. para si ou para outrem. com os jurisdicionados administrativos ou com os demais servidores. V . presentes ou qualquer outr vantagem que tenha por objetivo o cumprimento da sua missão ou para influenciar outro servidor para o mesmo fim. sugerir ou receber qualquer tipo de ajuda financeira. II . 11. . doação ou vantagem de qualquer espécie. comissão. Nesse contexto.usar de artifícios para retardar ou dificultar o exercício regular de direito por qualquer pessoa.

II . de sociedade civil ou o exercício do comércio. Ficam vedados atos. V . o servidor estaria sujeito à apuração de irregularidade pela Comissão de Ética (inciso V). cujo propósito possa ser substancialmente afetado por informação da qual o servidor tenha conhecimento privilegiado. III . de natureza eventual ou permanente. a honestidade ou a dignidade da pessoa humana.o exercício na Anvisa de servidores que forem sócios. cotista ou comanditário. ou que prestam serviços a empresas ou estabelecimentos sujeitos a vigilância sanitária. Por fim. uma vez que a tentativa já é vedada e.dar o seu concurso a qualquer instituição que atente contra a moral.exercer atividade profissional não ética ou ligar o seu nome a empreendimentos de cunho duvidoso. VI . exceto na qualidade de acionista. ainda que fora de seu horário de expediente desde que os vínculos externos não gerem conflito de interesse. ainda que a obrigação de denunciar seja tida como desagradável ou antisolidária (inciso VII). . para fim especulativo ou favorecimento para si ou para outrem.a participação de gerência ou administração de empresa privada. independentemente do grau de amizade que se tem. obviamente.Observe também que não precisa ficar caracterizado que o servidor de fato iludiu um usuário do serviço público.prestar serviços ou aceitar proposta de trabalho junto aos usuários desta instituição. 12. assim como: I . responsáveis ou acionistas de qualquer categoria. e b) constitua privilégio para quem solicita ou que se refira a interesse de terceiro. o servidor não deve ser conivente com irregularidades éticas cometidas por outro servidor. Art.prestar informações sobre matéria que: a) não seja da sua competência específica. IV .

propaganda. os servidores ficam obrigados a declarar em formulário específico eventuais vínculos funcionais ou empregatícios e que. participante de comissão ou grupo de trabalho criados com fim específico.00 (cem reais). estes vínculos externos não geram conflito de interesses com o exercício na Anvisa. estes deverão ser imediatamente incorporados ao patrimônio da Anvisa ou destinados a programas sociais oficiais. de sociedade civil ou o exercício do comércio. assim como aceitar convites para almoços. sem vínculo com a Anvisa. Os arts. Os arts. cotista ou comanditário. Parágrafo único. 12. exceto na qualidade de acionista. a vedação relacionada à participação de gerência ou administração de empresa privada. sejam distribuídos de forma generalizada por entidades de qualquer natureza a título de cortesia. quaisquer vantagens ou favores. No ato da admissão. O inciso II do art. desde que não ultrapassem o valor de R$ 100. § 3º No caso de destinação de remuneração. Fica dispensado da exigência de que trata este artigo o profissional. também. para os fins deste artigo. responsáveis ou acionistas de qualquer categoria de entidade supervisionada pela ANVISA. de 7 de abril de 2009) § 2º Não se consideram presentes. Art. 13. vantagem ou presente que não possam ser recusadas ou devolvidas. jantares e festas. 12 e 13 dispõe sobre vedações relacionadas a conflito de interesses. 12 veda a participação de servidor na qualidade de sócio. Fica vedado receber presente. duração determinada e não integrantes da estrutura organizacional desta agência. 13 e 14 abordam a relação com outras instituições. transporte.RDC nº 14. 14. . desde que seja respeitado o interesse de representação institucional da ANVISA e que seja previamente autorizada pelo DiretorSupervisor. congressos e eventos semelhantes. Cabe registrar. § 1º É permitida a participação em seminários. aqueles que: não tenham valor comercial.Art. hospedagem."(NR) (Alterado conforme Resolução . divulgação habitual ou por ocasião de eventos especiais ou datas comemorativas.

Neste caso. estes vínculos externos não geram conflito de interesses com o exercício na Anvisa. no caso de destinação de remuneração. e  não ultrapassem o valor de R$ 100. O art. transporte. quaisquer vantagens ou favores.00 (cem reais). propaganda. congressos e eventos semelhantes. é necessário que seja respeitado o interesse de representação institucional da ANVISA e que seja previamente autorizada pelo Diretor-Supervisor.  sejam distribuídos de forma generalizada por entidades de qualquer natureza a título de cortesia. responsáveis ou acionistas ou administração. hospedagem. estes deverão ser imediatamente incorporados ao patrimônio da Anvisa ou destinados a programas sociais oficiais. Pode o exercício na de qualquer categoria qualidade de acionista. jantares e festas. Por fim. cotista ou comanditário. divulgação habitual ou por ocasião de eventos especiais ou datas comemorativas. 14 aborda a vedação de recebimento de presentes. é permitida a participação em seminários. Por outro lado. o servidores já devem declarar em formulário específico eventuais vínculos funcionais ou empregatícios e que. vantagem ou presente que não possam ser recusadas ou devolvidas. assim como aceitar convites para almoços. Vale registrar o coneito de presente trazido no parágrafo 2º do citado artigo. qual seja:  não tenham valor comercial. . Observe que no ato da posse.Empresa sujeita à Vigilância Sanitária Empresa não Sujeita à Vigilância Sanitária É vadado o exercício do servidor como É vedada a participação de gerência sócios.

b) é a conduta de vida. Sabemos que algumas profissões contam com Conselhos de Representação que têm a responsabilidade de criar Códigos de Ética específicos para cada área de atuação. Vamos à análise. Gabarito: E Comentários: A banca considerou como gabarito a letra “e”. (QUADRIX/CRESS-PR/2015) A Ética Profissional constitui-se nas condutas necessárias à adequada e correta prática das profissões e relaciona os direitos e deveres aos profissionais pertinentes ao exercício de sua profissão.1. Sobre ela. Os Códigos de Ética criados pelos Conselhos existem para padronizar procedimentos operacionais e condutas de comportamento. e) tem como ponto de partida a inscrição profissional no Conselho Regional ligado ao exercício da profissão. Um deles é o sigilo profissional acima de qualquer coisa. e preveem . desde o nascimento de alguém até a fase adulta. é correto afirmar que: a) pode ser definida como a parte da filosofia que trata dos costumes ou dos deveres do homem para com seus semelhantes e para consigo. que definirá seu comportamento no trabalho. independente das adversidades. c) é pôr em prática os conhecimentos técnicos e pedagógicos no dia a dia. garantindo a segurança dos profissionais e dos usuários de cada serviço. Eles estabelecem princípios ético-morais de determinada profissão. d) é o constante praticar para não errar e seguir as rígidas normas estabelecidas pela instituição onde se trabalha.

Independentemente de ter ou não um Código específico. cabe ainda aos Conselhos a função de fiscalizar o cumprimento dos Códigos de Ética. todas as profissões exigem o cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados universais como a honestidade. este fato não significa que o profissional não precisa comprometerse em adotar condutas adequadas. responsável pela investigação dos princípios que motivam. c) a boa vontade no comportamento do servidor público em quaisquer situações e em qualquer tempo de seu cotidiano. Costuma ser bastante cobrado em prova. a ética é a parte da filosofia que estuda a moral. Não são todas as profissões que possuem um Código de Ética estabelecido. sendo . Gabarito: B Comentários: É sempre bom praticarmos uma questão que versa sobre o conceito de ética. Nesse sentido. a competência e a responsabilidade. Entretanto. b) a parte da filosofia que estuda a moral. protegendo a sociedade de injustiças e desrespeito em qualquer esfera. Em outras palavras. distorcem.penas disciplinares aos trabalhadores que não obedecerem aos procedimentos e normas de sua área. e) a conduta do agente público a ser observada apenas no ambiente de trabalho. d) um conjunto de proibições particularmente respeitantes ao convívio em família. Obviamente. ética significa comportamento. essa regra é válida para aquelas profissões que possuem um Código de Ética estabelecido. De fato. (FUNCAB/PC-AC/2015) A ética pode ser definida como: a) um conjunto de valores genéticos que são passados de geração em geração. isto é. 2. disciplinam ou orientam o comportamento humano em sociedade. Observe que o comando da questão menciona que o ponto de partida é a inscrição profissional no Conselho Regional ligado ao exercício da profissão.

Sempre oferecer um tratamento atencioso a todas as pessoas. As afirmações CORRETAS são: a) Apenas I e II b) apenas II e III c) Apenas I e III d) todas estão corretas Gabarito: C Comentários: Vamos ao comentário de cada afirmação: I – Correta. Para ser justo é preciso ser imparcial. I. SERRITA-PE/2015) Marque V para Verdadeiro e F para falso em relação a atribuições da ética profissional.Sempre manter sigilo sobre as informações que lhe são confiadas. logo. É muito fácil encontrar a falta de honestidade quando existe a fascinação pelos lucros. a justiça depende muito da imparcialidade. privilégios e benefícios fáceis. II. pelo enriquecimento ilícito em cargos que outorgam autoridade. (CONSULPAN/PREF. . A honestidade é uma característica que está relacionada com a confiança que nos é depositada. III – Correta.um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade.Sempre omitir qualquer deslize cometido para evitar ser prejudicado. sem distinção. III. O respeito aos segredos das pessoas ou das instituições é uma característica obrigatória para todo profissional. 3. II – Incorreta.

5. . II. (CONSULPAN/SURG/2014) No contexto profissional. colegas e subordinados. visando vantagem pessoal. principalmente no que tange ao relacionamento com usuários e demais colegas de trabalho. analise. indepen dentemente do resultado alcançado. Gabarito: B Comentários: Como vimos. (IDECAN/DETRAN-RO/2014) Sobre a atitude profissional ética. Os indivíduos possuem certos valores. As demais alternativas são bem tranquilas quanto à identificação do erro. que contribuem para o funcionamento da sociedade e sem os quais as relações sociais tendem a se degradar. Os tomadores de decisão devem ter como principal orientação o bem maior para a organização.4. I. dependendo da posição hierárquica. IV. III. a fim de agradar colegas e superiores. d) Exercer atividades para as quais não possui qualificação. Os grupos sociais que possuem valores antagônicos se apoiam na cultura aceita para equilibrar a convivência e evitar o conflito. b) Manter sigilo profissional no exercício das atividades. Assinale a alternativa CORRETA em relação à conduta ética do servidor em uma instituição pública. considerados universais. a ética visa a um bom desempenho nas atividades profissionais. o respeito aos segredos das pessoas ou das instituições é uma característica obrigatória para todo profissional. c) Usar informações e influências na posição em que ocupa na empresa. A busca de um bem maior para um grande número de pessoas. a) Manter tratamento cortês e respeitoso a superiores.

regras e costumes sociais servem para equilibrar a ação de valores em conflito. d) II. Independentemente de ter ou não um Código específico. Os tomadores de decisão devem ter como principal orientação o bem maior para a sociedade. III. todas as profissões exigem o cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados universais como a  honestidade. De fato. Certo. Observe que cabe às pessoas avaliar e escolher entre valores conflitantes aquele que poderá resultar no ato específico desejado. grupos sociais que possuíssem valores antagônicos se apoiariam na cultura aceita para regular a convivência. e) III.  Certo. III e VI. b) I. IV e V. As empresas demonstram ter responsabilidade social por meio de uma preocupação efetiva com a qualidade de vida das pessoas e a preservação do ambiente.V. IV e V. IV. a competência e a responsabilidade. III. Esse sistema comporta posições relativas. VI. Assim. II. IV. II . Gabarito: C Comentários: Vamos à análise de cada afirmativa:  I. a aplicação de usos. O estabelecimento e a publicação de códigos resolvem e solucionam o problema ético enfrentado pela sociedade. de ética Estão corretas apenas as afirmativas a) II. V e VI. c) I. IV e VI. pois em determinadas situações a honestidade pode . III - Certo. Errado.

a) Vontade e busca da felicidade. Adaptado. assinale a alternativa que identifica corretamente condições indispensáveis para a conduta ética. Convite à filosofia. (IDECAN/AGU/2014) "Para que haja conduta ética é preciso que a pessoa conheça a diferença entre bem e mal. b) Bondade e sentido inato de justiça. permitido e proibido. São Paulo: Ática. Marilena. c) Competência profissional e virtude. Gabarito: D . mas também reconhecese como capaz de julgar o valor dos atos e das condutas e de agir em conformidade com os valores morais. virtude e vício. Certo. Errado. Tem a capacidade para avaliar e pesar as motivações pessoais. 2000. A pessoa não só conhece tais diferenças. VI. Sendo assim.) Com base no texto. V. Como nos ensina Chiavenato.prevalecer em detrimento da amizade. se o estabelecido for imoral ou injusto. A responsabilidade social representa a obrigação da organização adotar políticas e assumir decisões e ações que beneficiem a sociedade. a obrigação de respeitar o estabelecido ou de transgredi-lo. 6. d) Consciência moral e responsabilidade. as consequências para si e para os outros. código de ética é uma declaração formal e escrita que estabelece os valores e padrões éticos da organização para guiar o comportamento de seus membros. certo e errado." (CHAUÍ.  A responsabilidade social significa a obrigação gerencial de tomar decisões que protegem e melhoram o bem-estar de toda sociedade e os interesses organizacionais especificamente. as exigências feitas pela situação. sendo por isso responsável por suas ações e sentimentos e pelas consequências do que faz e sente. e) Habilidade e conhecimento acadêmico. ou vice-versa. não possuem poder de solucionar o problema ético enfrentado pela sociedade. a conformidade entre meios e fins.

ética empresarial e ética A ética empresarial. Portanto. Gabarito: Errado Comentários: . virtude e vício). julgue os itens a seguir. Gabarito: Certo Comentários: A ética profissional é o conjunto de práticas que determinam a adequação no exercício de qualquer profissão. julgue os itens a seguir. (CESPE/CAIXA/2014) Com relação a ética. (CESPE/CAIXA/2014) Com relação a ética. certo e errado. profissional. sendo por isso responsável por suas ações e sentimentos e pelas consequências do que faz e sente. 8. visa regular as relações das empresas com seus clientes. visando. É através dela que se dão as relações interpessoais no trabalho. A consciência moral  se reconhece como capaz de julgar o valor dos atos e das condutas humanas em conformidade com os valores morais. profissional. consciência e responsabilidade são condições indispensáveis à vida ética. 7. seus funcionários e seus concorrentes com base exclusivamente nos valores de mercado. a questão torna-se tranquila.Comentários: Com a leitura atenta do texto de Marilena Chauí. Para que haja conduta ética é necessário que exista o agente consciente (aquele que conhece a diferença entre bem e mal. ética empresarial e ética A ética profissional diz respeito às regras morais que os indivíduos devem observar em suas atividades laborais com o fim de valorizar sua profissão e atender adequadamente àqueles que deles dependam. o respeito e o bem-estar no ambiente profissional. permitido e proibido. que surgiu do movimento de produção legislativa ocorrido em diversos países do mundo. especialmente.

não sendo necessária a observância dos princípios éticos comuns a todos os homens. embora louváveis. Ética Empresarial é o ramo da ética diretamente ligado às empresas. Gabarito: A Comentários: a) Certo. De fato. 9.A Ética Empresarial diz respeito ao conjunto de valores e normas que orientam a conduta dos dirigentes e colaboradores responsáveis pela interação de uma instituição com o mercado e a sociedade. Em outras palavras. Não há. não são exemplos de condutas éticas no exercício profissional. ou seja. e) A boa empresa atua apenas com foco no lucro. c) O indivíduo deve agir com respeito ao procedimento ético de sua profissão. (FCC/NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO/2011) No que concerne ao tema ética profissional e empresarial. quando se trata da ética empresarial o que se deve levar em conta são os valores da organização. b) A ética empresarial é o conjunto de princípios que regem a conduta funcional de uma determinada profissão. os famosos casos de escândalos . Podemos entender que a ética empresarial é importante para orientar seus profissionais a agirem conforme condições primárias estabelecidas. à forma moralmente correta com que as empresas interagem com o seu meio envolvente. como dissociar os valores dos indivíduos em sua vida social e intelectual de sua atuação como empresário. assiduidade e frequência ao serviço. d) Execução do trabalho no mais alto nível de rendimento. não importando se oferece um ambiente moralmente gratificante. que é referente à conduta ética das empresas. As empresas estão se conscientizando do perigo iminente que representa a falta de ética para os negócios. no entanto. bem como os valores e convicções primárias da organização se tornem parte de sua cultura. está correto afirmar: a) A empresa necessita que a conduta ética de seus integrantes. Haja vista.

c) A primeira está incorreta e a segunda. mas também com o outro profissional. sempre com o objetivo de atingir a justiça. 10. hoje. (CONSULPLAN/Correios/2008) “A ética profissional não se ocupa somente do estudo e normatização das condutas do profissional com seus clientes. .divulgados nas últimas décadas. a ética profissional é um conjunto de atitudes e valores positivos aplicados no ambiente de trabalho. correta. Ora. b) As duas estão completas e corretas. é fundamental o comprometimento dos colaboradores com a questão. No entanto. Gabarito: B Comentários: De início.” “A ética profissional. conforme já visto. assiduidade e frequência ao serviço são exemplos de condutas éticas no exercício profissional. todas as profissões exigem o cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados universais como a honestidade.” Analise as afirmativas anteriores e identifique abaixo a opção correta: a) As duas estão incompletas. d) Obviamente que execução do trabalho no mais alto nível de rendimento. para que uma empresa seja considerada ética. ] b) O conceito refere-se à ética profissional. atinge todas as profissões regulamentadas através de estatutos e códigos específicos. e) N. vale destacar que a primeira assertiva diz respeito às funções da Ética Profissional. c) Independentemente de ter ou não um Código de Ética específico. o bem-estar e o equilíbrio. d) A segunda está incorreta e a primeira. objetivando a construção do bem-estar no contexto sociocultural. A ética profissional não trata apenas das condutas praticadas pelo profissional no exercício de suas atribuições. correta. a competência e a responsabilidade. mas vai além. preservando a dignidade humana.A.R.

d) Os membros da diretoria de uma empresa.Quanto à segunda assertiva. todas as profissões exigem o cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados universais como a  honestidade. o pagamento de viagens e hospedagem do presidente por clientes. de acordo com a ética empresarial e profissional? a) O contador da empresa omitiu dados contábeis para que o lucro da empresa fosse considerado como o previsto pelo mercado financeiro. Por outro lado. e) Um dos gerentes da empresa WW contratou. (CESGRANRIO/Caixa Econômica Federal/2012) Dentre as situações abaixo enumeradas. Por fim. Ela também atinge as profissões não regulamentadas. em busca de lucro maior. qual seja. sem cotação de preços. Gabarito: D Comentários: Observe que a conduta da alta administração da empresa descrita na letra “d”. . abrangendo a omissão de dados contábeis. 11. entendo que a ética profissional atinge não somente as profissões regulamentadas. cabe registrar que independentemente de ter ou não um Código específico. a competência e a responsabilidade. qual caracteriza comportamento adequado. uma empresa vinculada a parentes de sua esposa. c) O diretor-presidente da empresa YYY cobrava comissões de todas as empresas que firmavam contratos com aquela que era por ele dirigida. as condutas das demais assertivas são facilmente identificadas como comportamentos inadequados com os preceitos da ética profissional e empresarial. mas tal fato não invalida a assertiva. por meio de estatutos e códigos específicos. para prestar serviços vultosos. procederam à reorganização da empresa com corte de empregos ocupados por empregados que não produziam adequadamente. b) O presidente de uma instituição financeira recebeu da empresa com quem a instituição mantém negócios implementados pagamentos de viagens e de hospedagem em hotéis luxuosos no exterior. reorganizar a empresa por meio da dispensa de empregados que não produzem adequadamente não fere princípio éticos. além da contratação de empresa em que trabalhavam parentes de um gerente.

Gabarito: Certo Comentários: . (CESPE/TRE-AL/2004) O comportamento profissional é influenciado pela ética e pelo aprendizado contínuo e pode variar de indivíduo para indivíduo. (CESPE/TRE-AL/2004) Atender plenamente ao código de ética da empresa é condição necessária e suficiente para que um profissional seja eficiente e eficaz. etc. Já sabemos que independentemente de ter ou não um Código específico. Gabarito: errado Comentários: Indubitavelmente. é essencial que o profissional obedeça com exatidão o Código de Ética. da religião. CESPE/ANATEL/2012) Aspectos humanos como estrutura cognitiva e personalidade são variáveis que influenciam a conduta ética na administração pública. por meio dos quais é possível explicitar quais os valores adotados particularmente por aquela organização. 14. dos valores familiares. a competência e a responsabilidade. Por essa razão é importante que as instituições criem Códigos de Ética e Códigos de Conduta. Gabarito: Certo Comentários: Perceba que Código de Conduta Ética Organizacional é um instrumento que padroniza os procedimentos de trabalho e estabelece regras e valores de conduta para todas as áreas. Entretanto. A conduta considerada ética por alguém sempre passa por seu sistema de valores. resultante da educação. todas as profissões exigem o cumprimento de valores morais e princípios éticos considerados universais como a  honestidade. de forma igualitária. não há que se falar que que isso é suficiente para que ele seja eficiente e eficaz.12. 13.

A existência de códigos formais de ética empresarial e profissional. sem prejuízo dos códigos de ética elaborados pelas organizações e direcionados a seus colaboradores. Nesse caso. não basta a uma empresa ser economicamente forte. que tenha credibilidade perante a sociedade. 17. A sociedade exige novos valores. a certificação deve declarar ou dar a entender. é correto afirmar que esse fato não garante que a empresa seja ética. ou alguma instituição. que determinada coisa. se estes forem bem implantados e divulgados. Gabarito: Certo Comentários: Em linhas gerais. Nesse sentido. a certificação é um indicativo de que. por essa razão. 15. assinale a opção correta. de certa forma. status ou evento é verdadeiro. cada profissão pode ter seu próprio código. como vimos. Gabarito: Certo Comentários: De fato. (CESPE/TRE-AL/2004) Os códigos de ética determinam o comportamento dos agrupamentos humanos e. A respeito da ética empresarial e profissional. (CESPE/INSS/2008) Suponha-se que uma empresa tenha conseguido a certificação SA 8. a ética é praticada na organização. norma internacional que garante a responsabilidade trabalhista. Entretanto. variando de indivíduo para indivíduo. explicitamente. (CESPE/Caixa Econômica Federal/2010) Na atualidade. pois a ética não se limita a aspectos isolados da conduta empresarial. que tenha fé pública.De fato. não pode ser considerada garantia de que a organização segue todos os preceitos éticos. a ética e o aprendizado contínuo influenciam o comportamento do profissional. Deve também ser emitida por alguém. isto é. cada profissão pode ter seu próprio código. 16.000. na medida em que os padrões éticos e o sistema de valores que pauta as condutas são pessoais. mitigadoras da ocorrência de fraudes de diversas naturezas. revela-se essencial ao estabelecimento de condutas expectáveis. .

Ora. e) Um código de ética não abrange todas as questões decorrentes do exercício de uma atividade. visão. É necessário também estabelecer penalidades. o fato de os padrões éticos de cada pessoa serem diferentes dos da sociedade como um todo. por decisão própria. para evitar que ele cometa atitudes antiéticas. os valores da organização.a) O código não é o único mecanismo de conduta. e) Por fim. uma linha de atuação e de conduta mais austera. informações da empresa. dos clientes e fornecedores. O Código de Ética. b) É suficiente restringir a implantação de um código de ética a torná-lo apenas um manual para reduzir o risco de interpretações subjetivas sobre os aspectos morais e éticos inerentes a cada situação em particular. c) Deve-se omitir. um Código de Ética não pretende solucionar todo e qualquer dilema ético que surja na organização. pois restringe o alcance do Código de Ética. mas fornece. por outro lado. algumas medidas podem ser implantadas no sentido da remoção ou. é importante mencionar que inevitavelmente não é suficiente que a organização explique ao colaborador que seus padrões podem ser diferentes dos da empresa. b) Observe que a alternativa B está errada. entre outros. de fato. redução de condutas inadequadas. d) É suficiente explicar a um empregado. sua missão. mencionado que ele é apenas um manual de conduta. em que a definição de incentivos apropriados revela-se eficaz na eliminação do comportamento indesejável. sujeitando os seus partícipes a penalidades no caso de transgressões Gabarito: A Comentários: Vamos aos comentários das alternativas incorretas. c) A alternativa C é totalmente contrário aos princípios da governança corporativa. d) Na alternativa D. o Código de Ética também explicita. por outro lado. pelo menos. como atualmente ocorre no serviço público. as condutas consideradas eticamente pertinentes. para evitar compreensões erradas e mal interpretadas. principalmente a transparência e accountability. pois para isto devem existir os comitês de ética. . fornece critérios e diretrizes para que as pessoas adotem.

Gabarito: Certo. fornecedores.Entretanto. . evitar a ocorrência de situações que possam suscitar conflitos. correspondentes. (Inédita) Acerca das disposições do Código de Ética da ANVISA. Gabarito: Errado. o conhecimento como fonte da ação. ações filantrópicas e atribuições do servidor. julgue a assertiva a seguir. uma vez que o compromisso é com os resultados. Comentários: A parte final da assertiva está incorreta. entre outros. por valores institucionais. A Anvisa tem. (Inédita) Acerca das disposições do Código de Ética da ANVISA. como clientes. O Código de Ética tem por objetivo. Comentários: Perfeito. julgue a assertiva a seguir. 19. o que invalida a alternativa. 2º do RDC 141 (Código de Ética da Anvisa). (CESPE/Caixa Econômica Federal/2010) O Código de Ética da CAIXA contém princípios que se referem ao relacionamento dos empregados. envolvendo interesse privado. Gabarito: Certo Comentários: É importante ficar claro que não só o Código de Ética da CEF. parceiros e dirigentes da instituição com o público externo. o espírito de cooperação e o compromisso com os processos. Reprodução do inciso IV do art. 20. vale registrar que uma conduta austera é rígida e inflexível. mas qualquer Código de Ética se propõe a explicitar os valores e princípios adotados por uma organização no seu relacionamento com diversos públicos. 18. entre outros. e este não é o objetivo do Código de Ética. a transparência dos atos. coligadas.

22.) III .21. independentemente da posição ocupada na estrutura organizacional da agência. eficiência. (Inédita) Acerca das disposições expressas do Código de Ética da ANVISA. Sempre é preciso autorização legal para retirada de documento ou bem da repartição. impessoalidade. julgue a assertiva a seguir. publicidade. 8º É vedado ao servidor: (. 8º não comporta exceção. (Inédita) Acerca das disposições expressas do Código de Ética da ANVISA. Comentários: A assertiva abordou o art.retirar da repartição pública. Gabarito: Errado. eficiência. Observe que a assertiva substituiu o princípio da probidade por proporcionalidade. Art. julgue a assertiva a seguir. o servidor poderá retirar da repartição público documento ou bem sem autorização legal. Todo servidor da Anvisa. é merecedor da confiança da sociedade. qualquer documento ou bem pertencente ao patrimônio público. independentemente da posição ocupada na estrutura organizacional da agência. . Comentários: Observe que regra estampada no inciso IV do art. Somente em casos excepcionais devidamente justificado. Art.. 3º do Código de Ética da ANVISA. moralidade e proporcionalidade. publicidade. moralidade e probidade. devendo pautar-se pelos princípios da legalidade. impessoalidade. sem estar legalmente autorizado. 3º Todo servidor da Anvisa. devendo pautar-se pelos princípios da legalidade. é merecedor da confiança da sociedade.. Gabarito: Errado.

O servidor fica proibido.(Inédita) Sobre o Código de Ética da Anvisa. Cabe ao servidor em exercício na Anvisa identificar-se com a filosofia organizacional. Comentários: Nos termos do inciso I do art.23. entretanto. (Inédita) Acerca das disposições expressas do Código de Ética da ANVISA. 25. de acordo com a Resolução – RDC nº 141/2003. custeou a despesa de combustível e não trouxe prejuízo à Administração Pública. Gabarito: Errado. sendo um agente facilitador e colaborador na implantação de mudanças administrativas e políticas. Servidor utilizou-se de veículo oficial para realização de atividade particular. de acordo com a Resolução – RDC nº 141/2003. 8º do Código de ética da ANVISA dispõe que é vedado ao servidor desviar recursos humanos e/ou recursos materiais para atendimento de interesse particular. julgue a assertiva a seguir. 7º do Código de Ética da ANVISA. não há que se falar em vedação prevista no Código de Ética da ANVISA. Comentários: Os examinadores são extremamente criativos nas questões. julgue a assertiva a seguir. jantares e festas. estes . aceitar convites para almoços. Neste caso. vantagem ou presente que não possam ser recusadas ou devolvidas.(Inédita) Sobre o Código de Ética da Anvisa. Gabarito: Certo. sendo um agente facilitador e colaborador na implantação de mudanças administrativas e políticas. entre outros casos. Cabe ao servidor em exercício na Anvisa identificar-se com a filosofia organizacional. 24. O inciso VII do art. julgue a assertiva a seguir. No caso de destinação de remuneração. de receber presentes.

estes deverão ser imediatamente incorporados ao patrimônio da Anvisa ou destinados a programas sociais oficiais.. No caso de destinação de remuneração. transporte. 14. hospedagem. (. Fica vedado receber presente. 14 do Código de ética da ANVISA. Bons estudos! Abraço! . jantares e festas. quaisquer vantagens ou favores. assim como aceitar convites para almoços. Gabarito: Errado. Art. O erro está na parte final da assertiva (entidades filantrópicas). vantagem ou presente que não possam ser recusadas ou devolvidas. Espero vocês na aula 3. Por hoje é só pessoal! Lembrando que as dúvidas podem ser sanadas no fórum. estes deverão ser imediatamente incorporados ao patrimônio da Anvisa ou destinados a programas sociais oficiais.) § 3º No caso de destinação de remuneração.deverão ser imediatamente incorporados ao patrimônio da Anvisa ou destinados a entidades filantrópicas. vantagem ou presente que não possam ser recusadas ou devolvidas.. Comentários: A assertiva abordou o parágrafo 3º e caput do art.

distorcem. Um deles é o sigilo profissional acima de qualquer coisa. disciplinam ou orientam o comportamento humano em sociedade. b) é a conduta de vida. 2. que definirá seu comportamento no trabalho. (FUNCAB/PC-AC/2015) A ética pode ser definida como: a) um conjunto de valores genéticos que são passados de geração em geração. c) a boa vontade no comportamento do servidor público em quaisquer situações e em qualquer tempo de seu cotidiano. SERRITA-PE/2015) Marque V para Verdadeiro e F para falso em relação a atribuições da ética profissional. responsável pela investigação dos princípios que motivam. . Sobre ela. e) a conduta do agente público a ser observada apenas no ambiente de trabalho. independente das adversidades. desde o nascimento de alguém até a fase adulta. d) um conjunto de proibições particularmente respeitantes ao convívio em família. (CONSULPAN/PREF. e) tem como ponto de partida a inscrição profissional no Conselho Regional ligado ao exercício da profissão. isto é. d) é o constante praticar para não errar e seguir as rígidas normas estabelecidas pela instituição onde se trabalha. 3. é correto afirmar que: a) pode ser definida como a parte da filosofia que trata dos costumes ou dos deveres do homem para com seus semelhantes e para consigo.Parte inferior do formulário QUESTÕES COMENTADAS NA AULA 1. (QUADRIX/CRESS-PR/2015) A Ética Profissional constitui-se nas condutas necessárias à adequada e correta prática das profissões e relaciona os direitos e deveres aos profissionais pertinentes ao exercício de sua profissão. b) a parte da filosofia que estuda a moral. c) é pôr em prática os conhecimentos técnicos e pedagógicos no dia a dia.

I.Sempre manter sigilo sobre as informações que lhe são confiadas. (CONSULPAN/SURG/2014) No contexto profissional. Assinale a alternativa CORRETA em relação à conduta ética do servidor em uma instituição pública. III. visando vantagem pessoal. c) Usar informações e influências na posição em que ocupa na empresa. Os indivíduos possuem certos valores. dependendo da posição hierárquica. 5. a ética visa a um bom desempenho nas atividades profissionais. que contribuem para o funcionamento da sociedade e sem os quais as relações sociais tendem a se degradar. . independentemente do resultado alcançado. a) Manter tratamento cortês e respeitoso a superiores. II. As afirmações CORRETAS são: a) Apenas I e II b) apenas II e III c) Apenas I e III d) todas estão corretas 4.Sempre omitir qualquer deslize cometido para evitar ser prejudicado.Sempre oferecer um tratamento atencioso a todas as pessoas. sem distinção. (IDECAN/DETRAN-RO/2014) Sobre a atitude profissional ética. b) Manter sigilo profissional no exercício das atividades. a fim de agradar colegas e superiores. principalmente no que tange ao relacionamento com usuários e demais colegas de trabalho. colegas e subordinados. considerados universais. analise. d) Exercer atividades para as quais não possui qualificação.I.

d) II. III." (CHAUÍ.) Com base no texto. Estão corretas apenas as afirmativas a) II. virtude e vício. VI. São Paulo: Ática. Adaptado. e) III. IV e VI. III. sendo por isso responsável por suas ações e sentimentos e pelas consequências do que faz e sente. IV. assinale a alternativa que identifica corretamente condições indispensáveis para a conduta ética. Tem a capacidade para avaliar e pesar as motivações pessoais. se o estabelecido for imoral ou injusto. IV e V. Convite à filosofia. O estabelecimento e a publicação de códigos de ética resolvem e solucionam o problema ético enfrentado pela sociedade. permitido e proibido. IV e V. III. a obrigação de respeitar o estabelecido ou de transgredi-lo. 2000. Os grupos sociais que possuem valores antagônicos se apoiam na cultura aceita para equilibrar a convivência e evitar o conflito. a) Vontade e busca da felicidade. mas também reconhece-se como capaz de julgar o valor dos atos e das condutas e de agir em conformidade com os valores morais. (IDECAN/AGU/2014) "Para que haja conduta ética é preciso que a pessoa conheça a diferença entre bem e mal. A busca de um bem maior para um grande número de pessoas. II. b) I. c) I. IV. A pessoa não só conhece tais diferenças.II. certo e errado. As empresas demonstram ter responsabilidade social por meio de uma preocupação efetiva com a qualidade de vida das pessoas e a preservação do ambiente. V e VI. as consequências para si e para os outros. Os tomadores de decisão devem ter como principal orientação o bem maior para a organização. Marilena. V. 6. III e VI. as exigências feitas pela situação. a conformidade entre meios e fins. .

embora louváveis. que surgiu do movimento de produção legislativa ocorrido em diversos países do mundo. A ética profissional diz respeito às regras morais que os indivíduos devem observar em suas atividades laborais com o fim de valorizar sua profissão e atender adequadamente àqueles que deles dependam. assiduidade e frequência ao serviço. c) O indivíduo deve agir com respeito ao procedimento ético de sua profissão.b) Bondade e sentido inato de justiça. julgue os itens a seguir. c) Competência profissional e virtude. (CESPE/CAIXA/2014) Com relação a ética. visa regular as relações das empresas com seus clientes. seus funcionários e seus concorrentes com base exclusivamente nos valores de mercado. e) Habilidade e conhecimento acadêmico. julgue os itens a seguir. d) Consciência moral e responsabilidade. d) Execução do trabalho no mais alto nível de rendimento. A ética empresarial. (CESPE/CAIXA/2014) Com relação a ética. (FCC/NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO/2011) No que concerne ao tema ética profissional e empresarial. 8. 7. b) A ética empresarial é o conjunto de princípios que regem a conduta funcional de uma determinada profissão. 9. não são exemplos de condutas éticas no exercício profissional. bem como os valores e convicções primárias da organização se tornem parte de sua cultura. . está correto afirmar: a) A empresa necessita que a conduta ética de seus integrantes. ética empresarial e ética profissional. ética empresarial e ética profissional. não sendo necessária a observância dos princípios éticos comuns a todos os homens.

(CESGRANRIO/Caixa Econômica Federal/2012) Dentre as situações abaixo enumeradas.e) A boa empresa atua apenas com foco no lucro. d) Os membros da diretoria de uma empresa. em busca de lucro maior. não importando se oferece um ambiente moralmente gratificante. d) A segunda está incorreta e a primeira. procederam à reorganização da empresa com corte de empregos ocupados por empregados que não produziam adequadamente. hoje. c) O diretor-presidente da empresa YYY cobrava comissões de todas as empresas que firmavam contratos com aquela que era por ele dirigida. e) N. correta. para prestar serviços vultosos. correta. b) As duas estão completas e corretas. (CONSULPLAN/Correios/2008) “A ética profissional não se ocupa somente do estudo e normatização das condutas do profissional com seus clientes. preservando a dignidade humana.” “A ética profissional. 11.A. e) Um dos gerentes da empresa WW contratou. .” Analise as afirmativas anteriores e identifique abaixo a opção correta: a) As duas estão incompletas. qual caracteriza comportamento adequado. de acordo com a ética empresarial e profissional? a) O contador da empresa omitiu dados contábeis para que o lucro da empresa fosse considerado como o previsto pelo mercado financeiro. atinge todas as profissões regulamentadas através de estatutos e códigos específicos. uma empresa vinculada a parentes de sua esposa. objetivando a construção do bem-estar no contexto sociocultural.R. c) A primeira está incorreta e a segunda. sem cotação de preços. 10. b) O presidente de uma instituição financeira recebeu da empresa com quem a instituição mantém negócios implementados pagamentos de viagens e de hospedagem em hotéis luxuosos no exterior. mas também com o outro profissional.

é correto afirmar que esse fato não garante que a empresa seja ética. (CESPE/INSS/2008) Suponha-se que uma empresa tenha conseguido a certificação SA 8. CESPE/ANATEL/2012) Aspectos humanos como estrutura cognitiva e personalidade são variáveis que influenciam a conduta ética na administração pública. A existência de códigos formais de ética empresarial e profissional. assinale a opção correta. algumas medidas podem ser implantadas no sentido da remoção ou. a) O código não é o único mecanismo de conduta. . 14. A respeito da ética empresarial e profissional. pelo menos.000. redução de condutas inadequadas. Nesse caso. não basta a uma empresa ser economicamente forte. se estes forem bem implantados e divulgados. A sociedade exige novos valores.12. pois a ética não se limita a aspectos isolados da conduta empresarial. (CESPE/TRE-AL/2004) Atender plenamente ao código de ética da empresa é condição necessária e suficiente para que um profissional seja eficiente e eficaz. (CESPE/TRE-AL/2004) Os códigos de ética determinam o comportamento dos agrupamentos humanos e. 13. revela-se essencial ao estabelecimento de condutas expectáveis. (CESPE/TRE-AL/2004) O comportamento profissional é influenciado pela ética e pelo aprendizado contínuo e pode variar de indivíduo para indivíduo. por essa razão. em que a definição de incentivos apropriados revela-se eficaz na eliminação do comportamento indesejável. mitigadoras da ocorrência de fraudes de diversas naturezas. 15. norma internacional que garante a responsabilidade trabalhista. 16. 17. cada profissão pode ter seu próprio código. (CESPE/Caixa Econômica Federal/2010) Na atualidade.

. uma linha de atuação e de conduta mais austera. julgue a assertiva a seguir. dos clientes e fornecedores. envolvendo interesse privado. e) Um código de ética não abrange todas as questões decorrentes do exercício de uma atividade. entre outros. julgue a assertiva a seguir. para evitar compreensões erradas e mal interpretadas. o espírito de cooperação e o compromisso com os processos. (Inédita) Acerca das disposições expressas do Código de Ética da ANVISA. 18. por valores institucionais. mas fornece. a transparência dos atos. ações filantrópicas e atribuições do servidor. (CESPE/Caixa Econômica Federal/2010) O Código de Ética da CAIXA contém princípios que se referem ao relacionamento dos empregados.b) É suficiente restringir a implantação de um código de ética a torná-lo apenas um manual para reduzir o risco de interpretações subjetivas sobre os aspectos morais e éticos inerentes a cada situação em particular. parceiros e dirigentes da instituição com o público externo. julgue a assertiva a seguir. O Código de Ética tem por objetivo. sujeitando os seus partícipes a penalidades no caso de transgressões. A Anvisa tem. 19. 20. para evitar que ele cometa atitudes antiéticas. (Inédita) Acerca das disposições do Código de Ética da ANVISA. fornecedores. como clientes. informações da empresa. o fato de os padrões éticos de cada pessoa serem diferentes dos da sociedade como um todo. 21. correspondentes. por outro lado. c) Deve-se omitir. d) É suficiente explicar a um empregado. evitar a ocorrência de situações que possam suscitar conflitos. coligadas. (Inédita) Acerca das disposições do Código de Ética da ANVISA. o conhecimento como fonte da ação. entre outros.

publicidade. (Inédita) Acerca das disposições expressas do Código de Ética da ANVISA.Todo servidor da Anvisa. de acordo com a Resolução – RDC nº 141/2003. Servidor utilizou-se de veículo oficial para realização de atividade particular. vantagem ou presente que não possam ser recusadas ou devolvidas. entretanto. 24. aceitar convites para almoços. sendo um agente facilitador e colaborador na implantação de mudanças administrativas e políticas. Somente em casos excepcionais devidamente justificado. julgue a assertiva a seguir. jantares e festas. custeou a despesa de combustível e não trouxe prejuízo à Administração Pública. impessoalidade. de acordo com a Resolução – RDC nº 141/2003. O servidor fica proibido. 22. julgue a assertiva a seguir. entre outros casos. Cabe ao servidor em exercício na Anvisa identificar-se com a filosofia organizacional. estes deverão ser imediatamente incorporados ao patrimônio da Anvisa ou destinados a entidades filantrópicas. não há que se falar em vedação prevista no Código de Ética da ANVISA. (Inédita) Acerca das disposições expressas do Código de Ética da ANVISA. eficiência. No caso de destinação de remuneração. Neste caso. devendo pautar-se pelos princípios da legalidade. é merecedor da confiança da sociedade. 23. 25. independentemente da posição ocupada na estrutura organizacional da agência. o servidor poderá retirar da repartição público documento ou bem sem autorização legal. julgue a assertiva a seguir. julgue a assertiva a seguir.(Inédita) Sobre o Código de Ética da Anvisa. . de receber presentes. moralidade e proporcionalidade.(Inédita) Sobre o Código de Ética da Anvisa.

GABARITOS 1 E 2 B 11 D 12 CERTO 21 ERRADO 3 C 13 ERRADO 22 ERRADO 4 B 14 CERTO 23 ERRADO 5 C 15 CERTO 24 CERTO 6 D 7 CERTO 16 CERTO 25 ERRADO 17 A 8 ERRADO 18 C 9 A 19 ERRADO 10 B 20 CERTO .