UNIGRANRIO

CURSO DE
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Gestão da Cadeia de Suprimentos II
Tópico II – Gestão de Estoques-parte 1
Introdução
Material utilizado como apoio:
=> Curso de Pós-Graduação em Tecnologias de Gestão da Produção e Serviços (TGPS) do Instituto Nacional de
Tecnologia (INT)
=> Corrêa & Gianesi - Planejamento, Programação e Controle da Produção
=> Francischini & Gurgel - Administração de Recursos Materiais
=> Slack e outros - Administração da Produção

Prof. Leonardo Aragão Guimarães, M.Sc.

EMBALAGEM E REMESSA DE BENS ACABADOS 2 . PEÇAS E ARMAZENAGEM AGUARDANDO FABRICAÇÃO PRODUÇÃO DE BENS ARMAZENAMENTO CLIENTES INSPEÇÃO.SISTEMA GERADOR DE BENS RECEBIMENTO FORNECEDORES E INSPEÇÃO INSUMOS.

• Para atingir um grau razoável de disponibilidade.CONCEITOS • Geralmente não se pode produzir para entrega direta aos clientes. • A manutenção dos estoques deve manter seus níveis tão baixos quanto possíveis. que agem como amortecedores entre a demanda e a oferta. é necessário manter estoques.ESTOQUES . • Estoques: acúmulo de recursos materiais em um sistema de transformação 3 .

CONCEITOS 4 .ESTOQUES .

ESTOQUES . material em processo.CONCEITOS • Os estoques compõem-se principalmente de insumos. e produtos acabados. • Matérias-Primas ou insumos => são os materiais básicos para a produção e seu consumo é proporcional ao volume da produção. – Nos casos em que as empresas fabricam produtos complexos. o estoque de matérias-primas pode conter itens já processados anteriormente ou adquiridos de outras empresas. 5 .

mas que ainda pode adquirir outras características no fim do processo produtivo. 6 .ESTOQUES . – Cabe ressaltar que existe uma relação entre a duração do processo produtivo da empresa e seu nível médio de estoques de produtos em processo.CONCEITOS • Produtos em processo => são todos os materiais parcialmente acabados que estão sendo utilizados no processo produtivo. • É considerado produto em processo qualquer peça ou componente que já foi de alguma forma processado ou transportado para a linha de produção.

7 . • A programação da produção é feita com o objetivo de colocar à disposição um número suficiente de produtos acabados.ESTOQUES .CONCEITOS • Produtos acabados => são todos os itens que já foram produzidos mas ainda não foram vendidos. • A previsão para os estoques considera: a evolução das vendas no passado. – As Empresas que produzem por encomenda. e pesquisas de mercado. para satisfazer à demanda prevista. publicidade. mantém um volume de estoque muito baixo de produtos acabados. opinião de pessoas-chave. variáveis cuja evolução está correlacionada à demanda. outras variáveis de caráter geral.

PROBLEMAS ASSOCIADOS A ESTOQUES • Maior necessidade de espaço físico e instalações para armazenamento • Maior dificuldade e custo de controle do material • Maiores perdas por obsolescência. • Maior necessidade de capital de giro • Maior custo financeiro de produção • Menor velocidade na produção • Necessidade de sistemas mais sofisticados de controle da produção • Necessidade de previsão de vendas de mais longo prazo • Maior dificuldade de planejamento • Menor capacidade de adaptação às flutuações de mercado 8 . etc. deterioração.

POR QUE MANTER ESTOQUES ? 9 .

CAUSAS. TIPOS E FUNÇÕES DE ESTOQUE PRINCIPAIS ÁREAS RESPONSÁVEIS CAUSAS TIPOS FUNÇÕES OBSOLESCÊNCIA 10 .

SISTEMAS DE ESTÁGIO ÚNICO ANALOGIA HIDRÁULICA: Parâmetros de Controle Comando do ciclo de compras Estoque de Fluxo ~ ~ ~~ Estoque de Ciclo Estoque de Segurança Estoque de Fluxo ~ ~~ Comando do ciclo de vendas 11 .

que possuem demanda relativamente estável  Itens (peças e materiais) de reposição de máquinas e equipamentos (manutenção corretiva) 12 .SISTEMAS DE ESTÁGIO ÚNICO CASOS REAIS TÍPICOS  Venda de produtos no varejo  Venda de produtos em máquinas de auto-atendimento  Materiais de escritório e de consumo em geral  Componentes padronizados. geralmente de baixo valor.