You are on page 1of 8

SENAC – SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL

UNIDADE LARGO TREZE
LEANDRO RICARDO SANTOS ALMEIDA
TURMA – 42 –TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

4.1 Especificações dos riscos ambientais (agentes físicos, químicos e biológicos)
para a empresa campo do projeto, com proposições de medidas preventivas ou
corretivas
4.1.4. Calor
4.1.5. Frio
4.1.6. Umidade

São Paulo
2015

Desidratação . Algumas atividades com exposição a calor: . na avaliação do calor.Siderurgias .Padarias Altas temperaturas podem provocar: . O calor é um agente presente em vários ambientes de trabalho como em empresas siderúrgicas. através de índices de avaliação de calor correlacionados.Erupção da pele .Fadiga física .Industria do Vidro . como na construção civil.Problemas cardiocirculatórios .Conceitos Calor ocupacional Forma de energia que se transfere de um sistema para outro em virtude de uma diferença de temperatura entre os mesmos. há diversos eventos e fatores envolvidos que devem ser analisados.Fundição .Distúrbios psiconeuróticos .Caimbrãs . Ao contrário de outros agentes ambientais. forjarias e em atividades desenvolvidas a “céu aberto”.Insolação 2 .Industria Têxtil .

Aclimatização . capuz. Luva Para Calor Moderado em Algodão Grafatex CA 8293 Capuz Térmico Balaclava Malha Crua Aramida CA: 15307 Luva Grafatex CA: 29612 3 .Ar condicionado em local de descanso Medidas de proteção coletiva: sistema de exaustão. ar condicionado. bota. luvas especiais para trabalhar no calor.Ingestão de água (150 ml a cada 20 minutos. Medidas de proteção individual: fornecimento de EPI.Equipamentos de Proteção Individual . isolamento das fontes de calor.Educação .Medidas de controle .Pausas mais frequentes para indivíduos não-climatizados .Auto-limite da exposição em função dos sinais e sintomas .Reduzir o tempo de exposição - Programar o trabalho para horário mais fresco .Práticas de trabalho . a 15ºC) e sal (1g / 1 litro água) . avental.

entre outras profissões. As botas devem ser impermeáveis e as meias devem ser trocadas quando ficam molhadas de suor.enregelamento: ficar congelado. do tipo térmico ou com um forro especial. é recomendável usar botas de couro. sola de borracha e palmilhas de feltro. 4 . tais como trabalho a céu aberto em regiões frias. O capuz permite respirar ar mais quente que se formou no túnel e. Botas: para o trabalho em temperaturas frias. trabalho de embalagem e armazenagem de carne. Os cintos devem ser evitados. pois podem apertar e reduzir a circulação. . Baixas temperaturas podem provocar: . como camiseta e short de algodão sob roupa térmica. sorvetes. Meias: as de lã são as ideais.agravamento de doenças reumáticas. Capote com capuz: deve ser folgado com cordão na cintura. Medidas de controle Requisitos de vestimenta: Roupa de baixo: é recomendado o uso de uma roupa de baixo de duas peças.predisposição para doenças das vias respiratórias. . trabalho em câmaras frias. . Uma grande diversidade de ocupações pode levar a exposições ocupacionais ao frio.Frio O frio é um dos agentes físicos capazes de causar estresse ao organismo humano. também. O capuz impede que o ar quente saia de volta do pescoço e passe pelo rosto.predisposição para acidentes. Calças: devem ser utilizadas calças de lã.feridas. amortece o vento. frutas. As mangas devem ser folgadas. . com o forro de feltro.rachaduras e necrose na pele. . frigoríficos.

As queimaduras por metal frio podem ser impedidas por luvas de nylon ou algodão. mas estas oferecem pouca proteção térmica. embora ambas sejam eficientes. isolamento das fontes de frio. ventilação local exaustor com a função de retirar o calor e gases dos ambientes. a lã parece ser o material ideal. bota. capuz. Máscara (gorro invanhoé): a máscara é um equipamento vital no trabalho em vento frio. Medidas de proteção coletiva: aquecimento de ambientes. Uma máscara de esquiar com abertura para os olhos propicia melhor visibilidade que as máscaras com tubo. avental.Luvas ou mitenes: as mitenes oferecem maior proteção que as luvas. por exemplo. isolamento das fontes de calor/frio Medidas de proteção individual: fornecimento de EPI. novamente. embora a destreza dos dedos fique prejudicada. luvas especiais para trabalhar no frio como avental e luvas térmicas Japona Standard para Frigorífico Qualiflex Azul CA: 25725 Luva Térmica de Nylon Qualiflex CA: 18415 5 .

cozinha. . tais como: .quedas. com umidade excessiva. encharcados ou com umidade. A umidade causa efeito prejudicial ao corpo em ambientes frios em razão da perda de calor. limpeza etc. . avental para trabalhadores em galvanoplastia.Auxiliar de serviços gerais (faxineiro) . botas. realizadas de maneira periódica e rotineira.doenças do aparelho respiratório.doenças circulatórias. . containers As atividades executadas em locais alagados.doenças de pele. .reumatismo. Proteção Individual: EPI’s como luvas de borracha.Lavador de autos .Umidade São as atividades ou operações executadas em locais alagados ou encharcados. são situações insalubres. Medidas de controle Proteção Coletiva: sistemas de drenagem. desvio do fluxo de água etc. Algumas atividades com exposição a umidade: . pode provocar danos à saúde do trabalhador. capazes de produzir danos à saúde dos trabalhadores. 6 . Exemplo trabalhos em galerias. A faixa de desconforto a que corresponde a temperatura de 22 a 26° e umidade relativa do ar entre 45 e 50%. sem proteção adequada.Trabalhadores de manutenção e limpeza de tanques.

7 .º 9 – Portaria N.º 3 – Portaria N.214/78 NR 15 – Atividades e Operações Insalubres – Anexo N.º 3.214/78 NR 15 – Atividades e Operações Insalubres – Anexo N.º 3.Bota PVC Branca CA: 32165 Macacão de PVC Forrado CA: 15473 Legislação aplicada NR 15 – Limites de Tolerância para exposição ao Calor – Anexo N. Calor e Umidade.214/78 NHO 06 .º 10 – Portaria N.º 3.Avaliação da Exposição Ocupacional ao Calor Situação da empresa Na empresa campo do projeto foi verificado que os trabalhadores não estão expostos aos agentes físicos Frio.

Suzana. SP. Ministério da Saúde.br/artigo/calor-stress-termico-ibutg/ Riscos Físicos. Et al. 8 .asho.Referencias Biossegurança em Laboratórios de Saúde Pública.com. Riscos Físicos. Fundacentro. Leila. Oda. 1991 Segurança e Saúde no Trabalho Portuário. 1998. Brasília. Ávila. http://www.