You are on page 1of 8

Ansiolíticos – 17/06/13

Fármacos utilizados para o tratamento de distúrbio de ansiedade.
Dentre os fármacos utilizados os que se destacam são os benzodiazepínicos.
O aumento da dose desse fármaco não trata apenas distúrbio de ansiedade,
mas também passa a ter atividade sedativa e hipnótica.
Ansiedade: A ansiedade pode ser definida como uma sensação de
expectativa apreensiva. É uma reação para adaptação para uma
determinada situação. Ela pode ser benéfica, não só maléfica.
Sintomas:
- boca seca
- aumento da taxa de batimento
- aumento da pressão arterial
- dilatação da pupila
- broncodilatação
- no fígado ocorre aumento da glicólise
- no tecido adiposo ocorre aumento da lipólise
São sintomas relacionados com “luta e fuga”.
Dependendo de quando os sintomas aparecem eles podem ser considerados
patológicos, quando interferem e impedem as pessoas de fazerem
atividades normais. É considerada patológica quando é inapropriada a uma
situação ou excessiva para algo corriqueiro. Podendo levar ao
desenvolvimento de quadros clínicos como:
-Transtorno de ansiedade generalizada (sem motivo aparente) ;
-Fobias específicas (o problema é a reação ao seu medo, reação
inapropriada);
-Distúrbio Obsessivo Compulsivo (DOC – antes chamado de TOC);
-Stress pós-traumático;
-Síndrome do pânico (sintomas de ansiedade surgem do nada);
-Agorafobia.
Fisiopatologia da ansiedade: Não são constatadas lesões anatômicas no
cérebro na manifestação da ansiedade. O que é observado é um menor
fluxo de oxigênio, mas nada que tenha uma boa correlação.

No tratamento da depressão se utilização fármacos que impedem a recaptação de serotonina e noradrenalina (NOR). Fármacos úteis no tratamento da ansiedade: a) Beta-bloqueadores b) Buspirona (família das azopironas) c) Barbitúricos d) Benzodiazepínicos a) No SNC há expressão de receptores α e β adrenérgicos. Não tem efeito em distúrbios como síndrome do pânico e agorafobia. OS barbitúricos e os benzodiazepínicos agem sobre o GABA. Ocorre a piora . Uso “off-label”. Então quando eu uso um beta bloqueador para o tratamento de ansiedade não descarto o efeito anti-hipertensivo.esses beta bloqueadores liberados para o tratamento de hipertensão arterial pois seu mecanismo de ação é se ligar aos receptores beta adrenérgicos. são amplamente expressos no sistema límbico que estarelacionado com o comportamento e humor. eles impedem que a adrenalina ou NOR se ligue e faça sua atividade endógena com isso diminui a taxa de batimento cardíaco e diminuição da pressão arterial. A desvantagem da buspirona frente aos benzodiazepínicos e barbitúricos: ela precisa de dias ou semanas para ter um efeito ansiolítico. Eles não são prescritos para o tratamento de ansiedade. Vantagem: eficaz apenas no tratamento da ansiedade generalizada. induzem tolerância e dependência física . Então o primeiro uso é o anti-hipertensivo. o segundo uso. Um exemplo é o propranolol. o off-label é no tratamento moderado para ansiedade. Família das azapironas.O processo de desenvolvimento patológico da ansiedade existe vários neurotransmissores e neuromoduladores envolvidos como a serotonina. Ao longo prazo a ansiedade se torna depressão. b) Agonista parcial do 5HT-1. Os mas lipossolúveis tem maior efeito ansiolítico. Os benzodiazepínicos e barbiturios induzem sedação e tb falta de coordenação motora por terem atividade de relaxante muscular.Dependendo da lipofilicidade desse ele tem capacidade de atravessar a BHE e agir do jeito que foi designado. a noradrenalina e o GABA. A buspirona não faz isso.

Neurotransmissor inibitório tem maior influencia que a glicina. ocorre um descarboxilação por ação da enzima glutamato descarboxilase sai uma carboxila e temos o GABA. Alta ligação à proteínas plasmáticas. com isso a célula fica bem menos excitável essa é a ideia da modulação farmacêutica do GABA se propõe a partir do benzodiazepínicos e barbitúricos. ocorre uma hiperpolarização. logo são moduladores alostericos. Quando o GABA. Os agonistas desse receptor tem efeito miorrelaxante (relaxante muscular. abrir o canal de cloreto. Já os receptores GABAa são extremamente modulados por fármacos e expressos por todo o SNC. mas não tem emprego terapêutico na clinica). Os GABAb são receptores metabotroficos acoplados a ptnG. que não tem atividade terapêutica bem definida.do quadro no inicio do tratamento. que é agonista endógeno desses receptores. O benzodiazepínicos tem um local de ação nos receptores GABAa na parte externa desses receptores. como o baclofeno por exemplo. A buspirona será então utilizada no tratamento crônico no distúrbio de ansiedade. Ele é sintetizado dentro do SNC a partir do glutamato. Extenso efeito de primeira passagem ou eliminação pré-sistemica. O sitio de ligação desses são diferentes do GABA. É um receptor ionotrópico. t1/2 = 2-3 horas por isso é administrado 2 ou 3 vezes ao dia. Os receptores GABA são divididos em receptores GABAa e GABAb. Em altas concnetração os barbitúricos conseguem sozinhos. Os benzodiazepínicos e os barbitúricos vão abrir o canal de cloreto. GABA. Farmacocinética: Pouca biodisponibilidade oral. se liga ao seu sitio de reconhecimento molecular ocorre um influxo de cloreto pra dentro da célula. Diferença entre os benzodiazepínicos e os barbitúricos: .

Quando adiciono um benzodiazepínicos com mesma concentração de GABA do experimento acima ocorre um aumento na frequência de abertura dos canais de cloreto. Para acabar com a ansiedade tomar um ansiolítico. coma e depressão do sistema respiratório. óbito. anestesia. sedação. Os benzodiazepínicos junto com outros fármacos depressores do SNC. Com 2 micromolar de GABA há uma abertura significativa dos canais de cloreto. como o álcool. . podem causar coma e depressão do sistema respiratório. Já os barbitúricos conseguem causar hipnose.Pq não usamos fenobarbital para o tratamento de ansiedades? Os benzodiazepínicos podem causar sedação e hipnose.

logo possui meiasvidas longas. aumentando a frequência de abertura dos canais de cloreto. anestesia e coma. Antagonista é o flumazenil que se liga tanto a forma ativa como a inativa.Já quando usa-se fenobarbital tem aumento do tempo de abertura. A conformação inativa se ligam os agonistas inversos. Os benzodiazepínicos são mais potentes que os barbitúricos. Metabolismo: tem reação de fase I e fase II. Independente da via de administração do diazepam. O receptor GABA a tem a conformação ativa e inativa. via intravenosa e intramuscular. 2) Hidroxilação α-heteroátomo. A partir de algumas modificações se chegou ao diazepam que é 3 vezes mais potentes em seus efeitos ansiolíticos sedativo do que o clorodiazepoxido. Os fármacos dessa classe benzodiazepínicos tem a mesma farmacodinâmica e distintas propriedades farmacocinéticas. Composição dos receptores GABAa determina afinidade. Farmacocinética : Boa absorção por via oral (exceção clorazepato. Dependendo da subunidade tem diferença da afinidade de ligação do benzodiazepínico com o sitio de reconhecimento molecular. por isso os barbitúricos chegam a depressão respiratória. A grande maioria dos fármacos tem na posição 5 um anel fenila. Alta ligação a proteínas plasmáticas. que após descarboxilação se torna nordazepam que um intermediário metabólico). onde o produto de conjugação é eliminado por via renal sem atividade biológica. . isso só ocorre quando tem o GABA ligado. Demonstrado nesse quadro a seguir. Atuam como modulares alostéricos dos receptores GABAa. eficácia e atividade farmacológica. Os metabolitos de fase I são ativos. São realizados pela CPY3A4 1) N-desmetilação. 3) Conjugação com ácido glicurônico A Conjugação com ácido glicurônico é reação de fase II. conforme passe o tempo tem a diminuição da concentração do diazepam e aumento da concentração dos metabolitos. d) Compostos químicos caracterizados pela presença do anel benzodiazepínico. por ser lipofílico. A conformação ativa se ligam os agonistas que são os benzodiazepínicos. 1º benzodiazepínico: clordiazepóxido apresenta uma função N-OX que tem certos problemas físico-químicos de estabilidade. administrados por via oral. Um dos nitrogênios é uma amida na maioria dos casos e o outro uma imina.

Efeitos farmacológicos dos benzodiazepínicos: -Ansiolíticos(tratamento de ansiedade)/ Sedação. despertar menos durante a noite) Efeitos adversos dos benzodiazepínicos: -Fraqueza. -Náusea. diminui o tempo de latência do sono. -Hipnose (dormir. -Dor de cabeça. -Diarreia. -Vômitos. . -Vertigem. -Anticonvulsivante(diminui a excitabilidade do SNC). -Pesadelos. -Redução do tônus muscular (efeito relaxante muscular). -Amnésia (dependendo da dose). -Alucinações.

não tem metabolito ativo. Se quiser ação curta utiliza fármaco sem metabolito ativo.. Ansiolítico:absorção rápida e estabilidade metabólica com taxa de eliminação lenta. Indicado para tratamento de overdose por benzodiazepínicos ou reversão de anestesia cirúrgica feita pelo nidazolam. Administração por via intravenosa.Os efeitos adversos podem ser modulados dependendo da dose. já o antagonista não tem anel aromático nenhum ligado ali. É o único que chega a anestesia. é o derivado 3 hidroxilado. Os benzodiazepínicos causam tolerância e dependência. então os de ação curta ou ultra curta devem ser tomados sempre no horário correto pq se errar o horário pode ocorre síndrome de abstinência ocorrendo a irritabilidade e aumento da agressividade. presença ou ausência de metabólitos ativos. Especial atenção tb com idosos pq afeta a coordenação motora. mas é de ação curta. Atenção: Grávidas que estão prestes a parir tem que ter atenção. com exceção dos pesadelos e alucinações . pq eles atravessam a barreira placentária por serem lipofílicos. O oxizazepam. Antagonista dos receptor Benzodiazepínico: Temos somente o flumazenil disponível.. interfere nas propriedades farmacocinéticas. t1/2= 1 hora. Como iremos escolher um fármaco que seja apenas ansiolítico ou apenas hipnotico? Temos que levar em consideração Taxa e extensão de absorção. Em pacientes com problemas renais e problemas de fígado deve ter cuidado pq isso interfere na eliminação e no perfil do metabolismo. lipofilicidade(Log P). Já o triazolam tem ação ultra rápida. Por isso o triazolam foi retirado do mercado. Só ocorre hidroxilação na posição 3 e conjugação. conjuga direto com o acido glicuronico.. e tem atividade anestésica é utilizado como pré anestésico ou anestésico em cirurgia de curta duração. E em alcoolistas. Os agonistas tem um anel fenil substituído na posição 5 do anel diazepínico. E o neonato não tem capacidade de formar o metabolito de conjugação que juntamente o metabolito eliminado. em água. Midazolam e triazolam: o miazolam é o único benzodiazepínico que . . sem induzir sedação.

(1:00:00) .Sedação e hipnose: ação rápida e eliminação rápida. Benzodiazepínico de ação curta.