You are on page 1of 2

CONTROLE DE QUALIDADE DE ESTACA FRANKI

Durante a execução de uma estaca, devem-se considerar certos cuidados executivos
para obtenção da boa qualidade da execução. A altura da bucha a adotar influi no
resultado da cravação. Buchas excessivas aumentam a eficiência da cravação
fazendo o tubo penetrar além do necessário e buchas reduzidas tem efeito contra- rio.
Dessa forma, na obtenção de um gráfico da cravação ou no momento da nega, a
altura da bucha deve ficar entre 1,5 c 2 vezes o diâmetro do tubo, para não influir no
resultado.
O percentual das fundações no custo de uma obra é relativamente baixo. Varia de 3%
a 4%. Porém, quando ocorrem patologias as consequências podem ser extremamente
danosas, sem contar os problemas judiciais que acarretam. Por isso, o planejamento e
o controle de qualidade são fundamentais. O ensinamento parte de um especialista: o
professor de Fundações da Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie, em
São Paulo, Ivan de Oliveira Joppert Jr.
Joppert destacou que o primeiro passo para manter o controle de qualidade na
instalação de fundações, em forma de estacas Franki, é realizar o estudo do solo.
“Saber a homogeneidade do solo influencia no projeto, no modelo da sapata, no tipo
de armação, na tecnologia da concretagem e nas escolhas das estacas, pré-moldadas
em concreto, in loco. Por isso, é preciso que estudos sejam promovidos por um
engenheiro de solo”, destaca, lembrando que tais recomendações devem ser ainda
mais ressaltadas quando o empreendimento a ser erguido for em alvenaria estrutural.