Plano de Aula: DIREITO DO TRABALHO II

Título
DIREITO DO TRABALHO II
Número de Semana de Aula
8
Tema
Prescrição e decadência (continuação): regras especiais
Objetivos
O aluno deve ser capaz de compreender e identificar as regras especiais de prescrição de direitos
decorrentes do contrato de trabalho e saber aplicá-los aos casos concretos.
Estrutura do Conteúdo
Prescrição e decadência (continuação): regras especiais, anotação da carteira de trabalho, menor, FGTS
e férias.
Aplicação Prática Teórica
CASO CONCRETO:
Maria Angélica foi contratada em 08/01/1990 pela empresa ABC Construtora Ltda. e imotivadamente
dispensada em 28/04/2011, tendo recebido as verbas resilitórias, com a homologação da rescisão
contratual pelo sindicato de sua categoria profissional. No entanto, ao sacar os valores de sua conta
vinculada do FGTS percebeu que a importância depositada era muito inferior ao que considerava devido.
Insatisfeita com a situação procurou escritório de advocacia e ingressou com ação trabalhista em
15/05/2013, objetivando o pagamento dos depósitos do FGTS que não foram realizados durante o
contrato de trabalho. Responda fundamentadamente: operou-se a prescrição total ou parcial? Justifique

A data de saída seria no término do aviso prévio, ou seja a saída se deu em 28/05/2011
devido aos 30 dias de aviso, conforme OJ SDI-1 82 do TST, Tanto o aviso indenizado ou
trabalhado, OJ SDi-1 83 do TST. Ver Súmula 362 - TST Ela poderia ajuizar a ação até o dia
28/05/2013. Portanto não há de se falar em prescrição.

QUESTÃO OBJETIVA:
Alexandre Matos, dispensado sem justa causa, ajuizou ação trabalhista em 20/03/2013 pleiteando
somente o pagamento de férias com acréscimo de 1/3. Afirmou que nunca usufruiu férias durante todo o
pacto laboral que perdurou de 12/05/2006 até 15/11/2012. A empresa arguiu a prescrição parcial da
pretensão. Diante do caso apresentado assinale a opção correta.
A) Não há prescrição de nenhum período de férias;
B) Estão prescritas somente as férias do período 2006/2007;

C) As férias do período 2008/2009 são devidas na forma simples e não
prescreveu esta pretensão;
D) As férias do período 2011/2012 são devidas na forma proporcional e não estão prescritas.