Transporte e Logística

Prof. Eunice Horácio

.

Planejamento das aulas 23/jul Conceitos Logística 30/jul Gerenciamento e Previsão da Demanda 06/ago férias 13/ago férias 20/ago férias 27/ago Custos Logísticos 03/set Custos Logísticos 10/set Transporte de carga 17/set Transporte intermodal x multimodal 24/set P1 01/out prova Gravatá .horacio.aula normal 08/out Modais de Transportes 15/out feriado 22/out Modais de Transportes 29/out Modais de Transportes 05/nov Modais de Transportes 12/nov Modais de Transportes 19/nov Modais de Transportes 26/nov P2 28/nov 03/dez P3 05/dez 10/dez PF 12/dez 26/set Presença obrigatória Reprovação + de 25% faltas P3 – apenas com apresentação de atestado médico Contato: eunice.com .msc@gmail.

O que é logística? .

manutenção. ambos significando cálculo e raciocínio no sentido matemático. • O termo logística vem do francês logistique que em uma de suas definições significa “a parte da guerra que trata do planejamento e da realização de: projeto e desenvolvimento.História da Logística • A origem da palavra vem do grego “logistikos”. transporte. obtenção. evacuação de material (para fins operativos ou administrativos)”. reparação. do qual o latim “logisticus é derivado. distribuição. 2011) . (SCHIER et al. armazenamento.

O processo de difusão teve início. de forma ainda tímida. • Alguns historiadores argumentam que o antigo exército Romano foi precursor do uso da atividade logística. porém apenas no século XVII a logística passou a ser utilizada dentro dos modernos princípios militares. 2000). com a estabilização econômica propiciada pelo Plano Real (FLEURY et al. • O conceito de logística empresarial é bastante recente no Brasil. . nos primeiros anos da década de 90. mas acelerou a partir da década de 1994.História da Logística • O desenvolvimento da logística está diretamente ligado às atividades militares e das necessidades resultantes das guerras. com o processo de abertura comercial.

serviços e informações da empresa.Logística . na quantidade correta. mercadorias. no tempo correto. pessoas e capacidade de manufatura.definição • Pode-se definir logística como um conjunto de planejamento. no lugar correto. a logística deve prover os meios para entregar bens. operação e controle do fluxo de materiais. . sempre com o objetivo de criar valor ao longo da cadeira logística. com a qualidade correta e no preço correto. integrando e racionalizando as funções sistêmicas desde o fornecedor até a entrega ao cliente final. • Dentro deste conceito.

que a missão da logística é dispor a mercadoria ou o serviço certo.Logística . ao custo correto. no tempo certo e nas condições desejadas. no lugar certo. eficientemente. . ao mesmo tempo em que fornece a maior contribuição à empresa. e as informações relativas a estas atividades. estoques durante a produção e produtos acabados. ainda.” • Segundo Ballou (2001). desde o ponto de origem até o ponto de consumo. implementar e controlar. Complementa. o fluxo e armazenagem de matérias primas.definição • O Council of Logistics Management (CLM 1986). com o propósito de atender aos requisitos do cliente. definiu logística do seguinte modo: “ Logística é o processo de planejar. a Logística é um conjunto de atividades funcionais que é repetido muitas vezes ao longo do canal de suprimentos através do qual as matérias- primas são convertidas em produtos acabados e o valor é adicionado.

• Comunicação da distribuição. • Seleção de planta e armazém. • Suporte de serviço. • Controle de inventário. • Previsão da demanda. • Disposição de sobras e rejeitos. • Gestão de bens devolvidos. • Gestão de materiais. • Embalagem. e • Armazenagem.Componentes de um sistema logístico Para isso. . • Processamento de ordens e partes. • Transporte e tráfego. as empresas devem ter em mente os componentes de um sistema logístico típico: • Atendimento ao cliente. • Compras.

• previsão de vendas. • tráfego e transporte. • oferta de peças de reposição e serviços de suporte. • controle de estoque. • processamento de pedidos. • compras. . • seleção do local da planta e armazenagem (análise da localização). • recuperação e descarte de sucata. • manuseio de mercadorias devolvidas. • embalagem. • armazenagem e estocagem. • manuseio de materiais. • comunicação de distribuição. os componentes de um sistema logístico típico são: • serviços ao cliente.Componentes de um sistema logístico De acordo com CLM apud Ballou (2001).

e outras ocorrerão dependendo das circunstâncias dentro de uma empresa em particular (Atividades de Suporte). • Compras. As Atividades-Chave são: • Administração de Estoques. . • Cooperação com a Produção e Manutenção da Informação. • Fluxo de Informações e • Padrões de Serviço ao Cliente. • Manuseio de Materiais.Atividades Logísticas Ballou (2001) separa as atividades logísticas em dois tipos: Atividades Chave e Atividades de Suporte. • Embalagem Protetora. As Atividades de Suporte são: • Armazenagem. As atividades logísticas são separadas de acordo com esta classificação porque certas atividades ocorrerão em todo o canal logístico (Atividades-Chave). • Transportes.

. já produtos como carnes e laticínios precisam de condições especiais. Por exemplo: produtos como ferro e brita não precisam de proteção de armazenagem. embora possam ser tão críticas quanto as Atividades-Chave. nem todas as empresas possuem todas as atividades de suporte. por contribuírem majoritariamente para o Custo Logístico Total e serem essenciais à coordenação eficaz e à conclusão das tarefas logísticas • As Atividades de Suporte. em algumas circunstâncias são consideradas como contribuintes para a realização da missão logística. também.Atividades Logísticas • As Atividades-Chave são caracterizadas. Além disso.

Estoque • O Estoque é essencial à gestão logística porque geralmente é impossível ou impraticável fornecer produção instantânea e cumprir prazos de entrega aos clientes. ƒDefinir o número.Atividades Chave na Logística 1. e ƒ Selecionar roteiros e equipamentos. de forma que a disponibilização de produtos aos clientes possa ser mantida. Do ponto de vista do cliente. 2. enquanto o Estoque adiciona valor de tempo. tamanho e local dos pontos de estocagem. o Transporte adiciona valor de lugar aos produtos e serviços. Ele funciona como um “ pulmão” entre a oferta e a demanda. Transporte • O Transporte é essencial porque nenhuma empresa moderna pode operar sem realizar a movimentação de suas matérias primas e/ou produtos acabados. Sua principal função: ƒDefinir os fluxos de movimentação de produtos. . ƒSelecionar e combinar os modais de transportes. Suas funções: ƒGuardar produtos organizadamente. e ƒManter níveis adequados para atendimento.

Seu custo geralmente é menor quando comparado com os custos de transportes e manutenção de estoques.3. ƒ Garantir a documentação adequada ao processo. Sua função: ƒIniciar e orientar a movimentação de produtos/serviços. Também é a atividade que aciona a movimentação de produtos e a entrega de serviços. Fluxo de Informações • O Fluxo de Informações é outra Atividade-Chave. e ƒEvitar retrabalho . No entanto. é um elemento importante no tempo total que pode levar para que um cliente receba mercadorias ou serviços.

por meio de uma consolidação adequada de carga. configuração de armazém e o dimensionamento de área para guarda de produtos. Dedica-se à análise de dados para tomada de decisões. essencialmente: ƒ • Armazenagem – sua função é a administração do espaço físico. ƒ • Manuseio de Materiais – preocupa-se com a movimentação interna de produtos e a seleção de equipamentos para efetuar estas movimentações. • Manutenção das Informações – dedica-se à organização e elaboração de ferramentas para garantir a integridade e utilização dos dados das operações. ƒ • Compras – controla o fluxo de entrada de produtos ou matérias-primas e disponibiliza o produto para o sistema logístico. .Atividades de Suporte na Logística Estas atividades são. • Programação da Produção – determina onde e quando as quantidades de produtos devem ser fabricadas. ƒ • Embalagem Protetora – o objetivo é evitar quebras e inutilização dos produtos e promover a facilidade de manuseio e aproveitamento do espaço.

.• A função das atividades logísticas é fornecer “ utilidade de tempo e lugar” para os produtos e serviços. Visto que não existe qualquer valor no produto ou serviço até que ele esteja nas mãos do cliente final. vão resultar no nível de serviço ao cliente. juntas. 1997). • Essa “ disponibilidade” sofre impacto direto das atividades logísticas que. tornar o produto ou serviço “ disponível” é a essência de tudo que se espera da logística (Christopher.

que o serviço ao cliente é determinado pela interação de todas as atividades logísticas que colocam o produto e os serviços disponíveis ao comprador. processar. . Em outras palavras.” • “ Pontualidade e confiabilidade na entrega de materiais. e o ponto de partida para. e a execução das Atividades-Chave é que vão resultar num certo nível de qualidade do Serviço ao Cliente. então. de acordo com a expectativa do cliente.” • La Londe e Zinszer (1976) definem como “ todas as atividades necessárias para receber. implica dizer que as Atividades de Suporte na logística são a base para.” • Podemos dizer. entregar e faturar os pedidos dos clientes e fazer o acompanhamento de qualquer atividade em que houve falha. incluindo o envio pontual da fatura. a execução das Atividades Chave. com um acompanhamento cuidadoso e resposta às perguntas.Padrões de serviço ao cliente Comportamentos Serviço ao cliente Consumidor Definições: • “ Entrega pontual e exata dos produtos pedidos pelos clientes.

.

os stakeholders. conceitualmente. serviços e informações através de uma cadeia de suprimentos que agregam valor para os clientes e as demais partes envolvidas. então. • O CLM (2002) define como: Integração dos principais processos de negócio que produzem produtos. . uma extensão do conceito de Logística ou então uma nova abordagem para Integração dos Processos de Negócio. o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos ou Supply Chain Management? • Muitos profissionais e pesquisadores apresentam e consideram o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos como apenas mais um nome para a Logística.Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos • O que vem a ser.

Da mesma maneira. Normalmente. desde as fontes de matériaprima até o ponto final de consumo. . uma simples empresa geralmente não está habilitada a controlar seu fluxo de produto por todo o canal. O gerenciamento da Logística é chamado Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. A integração das atividades que ocorrem nestes dois canais é a Logística. o canal de distribuição física refere-se ao hiato de tempo e espaço entre os pontos de processamento da empresa e seus clientes.• Para Ballou (2001). o máximo controle gerencial que pode ser esperado está sobre o suprimento físico imediato e sobre os canais de distribuição física. • O canal de suprimento físico refere-se ao hiato de tempo e espaço entre as fontes de material imediato de uma empresa e seus pontos de processamento.

Elementos na estrutura do Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos • Segundo Cooper. . o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos é composto por 03 elementos que se relacionam de forma interdependente. Lambert e Pagh (1997).

Esta atividade compreende a identificação de novos clientes e/ou mercados alvos mais importantes para a firma. ƒ • Gestão da Demanda – Atividade focada nos estudos para previsão de demanda e redução da variabilidade da mesma. distribuição. ƒ • Gestão do Serviço ao Cliente .Neste processo faz-se o uso de sistemas de informação de pedido.Os processos de negócio no Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos O Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos é suportado por 07 processos de negócios. A boa gestão destes processos é que vai garantir o bom desempenho da Cadeia de Suprimentos. É focado na “fidelização” dos clientes. assim como ações para desenvolver e implementar programas para conquistar esses clientes ou mercados. ƒ . produção. etc. São eles: ƒ • Gestão das Relações com os Clientes .

É diferente dos processos tradicionais de compra. procurando exceder às expectativas quanto às datas de entrega. apenas. . • Desenvolvimento e Comercialização do Produto – Processo focado no desenvolvimento de novos produtos e nos processos integrados com clientes e fornecedores chaves para reduzir o tempo de entrada de um produto no mercado. ƒ • Gestão do Fluxo de Produção – o foco está na garantia de que o produto a ser produzido é aquele desenvolvido e desejado pelo cliente. os esforços são dedicados para aumentar a eficácia da entrega dos pedidos. aspectos comerciais. Importa-se com a flexibilidade no processo de produção e direciona esforços para obter o PL[ de produtos correto. que visam. pois dá suporte à produção e ao desenvolvimento de novos produtos.• Preenchimento de Pedidos – Neste processo. ƒ • Aquisição – Esta atividade gerencia o relacionamento estratégico com fornecedores.

Níveis decisórios na logística Hax e Candea´s Apud Simchi Levi. Inclui decisões no que diz respeito a número. carregamento e tratamento de contingências . ƒ • Nível Estratégico: decisões que produzem efeitos de longo prazo na firma. Inclui decisões de compra e produção. políticas de inventário e estratégias de transporte. 1997) classificam as decisões logísticas de acordo com o nível onde estas decisões são tomadas dentro de uma empresa. ƒ • Nível Tático: Inclui decisões que são atualizadas e revistas dentro de um horizonte de tempo que varia entre um quadrimestre ou a cada ano. As decisões são classificadas nos seguintes níveis. etc. alianças. ƒ • Nível Operacional: refere-se às decisões do dia-a-dia como agendamento de entregas. localização e capacidades dos depósitos e fábricas. rotas de veículos. como será o fluxo de materiais ao longo da rede logística. como frequências de vista à clientes.

É o conjunto de procedimentos para a tomada de decisões sobre os objetivos e estratégias de longo prazo. • Estratégico “Como deve ser nosso sistema de distribuição?” O planejamento estratégico decidirá. tático e operacional. qual deverá ser a configuração global do sistema de distribuição. . localização dos locais de armazenagem. de modo geral. ou seja. o planejamento dá-se em três níveis: estratégico.Segundo Ballou (2014). seleção de modais de transporte e o projeto do sistema de processamento de pedidos.

Com o planejamento tático cuidadoso dos fluxos de distribuição efetuado rotineiramente. . ociosidade.• Tático “Como o sistema de distribuição pode ser utilizado da melhor maneira possível?” É o planejamento de médio prazo. atingese o nível de utilização ótimo evitando-se. assim.

. São as tarefas diárias. será o diferencial entre uma estratégia logística de sucesso ou fracasso. Assim. atualizar inventários. embalá-los. como recolher produtos do estoque. um planejamento eficiente deverá ser realizado em todos os níveis de uma organização e. quando compreendido e assumido por todos.• Operacional “Como deve ser nosso sistema de distribuição?” O planejamento operacional refere-se às tarefas diárias. rotineiras. entre outros.