1

Introdução

1.1 A Relevância do Tema em Investigação
Desde o princípio de sua utilização, a aplicação da energia elétrica sempre esteve
relacionada ao desenvolvimento tecnológico experimentado pela humanidade. O
contexto atual da demanda de energia elétrica pela sociedade industrializada revela
alguns aspectos particulares. Primeiramente, associado ao crescimento demográfico,
permanece a necessidade de atendimento a um volume crescente de energia. Por outro
lado, percebe-se a existência de um maior nível de exigência com relação à qualidade da
energia suprida e aos custos associados. Além disso, fatores de ordem sócio-econômica
têm colocado em segundo plano os investimentos na área energética, os quais
normalmente requerem grandes recursos.
O quadro descrito tem levado pesquisadores de todo o mundo a investigar alternativas
para adequar o fornecimento de energia elétrica às novas condições demandadas. Em
função das restrições de investimentos em novos projetos, uma das soluções adotadas tem
sido a adaptação dos componentes dos sistemas elétricos já em operação, procurando
dotá-los de características de maior confiabilidade, robustez e flexibilidade.
Neste sentido, um parâmetro fundamental para a avaliação da qualidade da energia
fornecida refere-se ao número e duração das interrupções no seu suprimento. Essas

De uma maneira geral. em alguns casos. provoca a indução de uma onda de tensão nos condutores de energia. No Brasil. quanto mais baixo o nível de tensão em que o sistema opera. dada a maior probabilidade de ocorrência de descargas na faixa de área ampliada nas proximidades da linha. as interrupções que não envolvem o sistema de transmissão. ou de uma ação indireta. pois a interrupção da operação de uma linha pode sobrecarregá-lo. As solicitações internas são normalmente geradas a partir da operação de equipamentos ou manobras do próprio sistema de transmissão. relativamente mais importantes tornam-se as solicitações externas. alcançando o nível de 500 kV. podendo ser controladas por ações localizadas. capazes de promover o restabelecimento do sistema local. Tais falhas podem resultar em ocorrências severas para todo o sistema.000 Ω. considera-se que as descargas atmosféricas são o principal fator de condicionamento do isolamento para linhas com nível de tensão até 345 kV. têm extensão mais limitada. A nível internacional. em relação à primeira hipótese.m são usuais). Embora suas consequências não sejam tão severas quanto as da primeira. Usualmente. ao atingir um ponto próximo à linha de transmissão. como os sistemas de saúde e segurança. As solicitações elétricas que ocasionam a interrupção do sistema de transmissão podem ter sua origem em ocorrências internas ou externas ao sistema. além de comprometer algumas atividades essenciais. As falhas na operação do sistema de transmissão são responsáveis por uma parcela considerável das interrupções no fornecimento de energia. a religamentos. essa faixa é estendida para tensões superiores a 345 kV. Dentre os agentes externos que submetem o sistema de transmissão. Esta pode influenciar o sistema através de uma ação de maior impacto. e estão associadas à operação das cargas.INTRODUÇÃO 2 interrupções podem representar grandes prejuízos para o setor industrial. quando o atinge diretamente. a ação indireta é bem mais frequente. a faltas em frequência industrial e a manobras para alterar o fluxo de potência. . Como exemplo de solicitações internas podem ser citados os transitórios associados a aberturas de linhas. em função dos usuais valores elevados de resistividade do solo (valores superiores a 2. a descarga atmosférica constitui-se no principal tipo de solicitação. e. quando. comprometê-lo integralmente.

Por outro lado. que foi aprimorada para a aplicação específica de avaliação do comportamento de aterramentos típicos de linhas de transmissão.INTRODUÇÃO 3 A prática mais tradicional para a proteção da linha de transmissão contra os efeitos de descargas atmosféricas. e a proposição de práticas de minimização da sua impedância. 1. Neste contexto.2 Propostas de Desenvolvimento O trabalho tem. associado à busca da minimização da impedância do aterramento através da colocação de cabos contrapeso. A questão técnica envolvida apresenta considerável complexidade. O atual estágio da arte neste campo não atingiu. para a solução da questão. A motivação principal para a realização do presente trabalho constituiu-se no desejo de contribuir para a evolução técnica nesse campo. quando submetidos a correntes associadas a descargas atmosféricas. como metas principais. apontam diferentes caminhos. os aspectos de aplicação requerem praticidade para as soluções geradas a partir da aplicação dos modelos. As abordagens desenvolvidas nessa linha de investigação apresentadas pela bibliografia internacional. nessas situações. a questão da compreensão do comportamento do aterramento e de sua influência no desempenho da linha frente a descargas atmosféricas constitui-se em objeto de investigação há muitos anos. O modelo computacional foi aplicado sistemática e exaustivamente para simulação do comportamento de configurações de aterramentos de linhas em condições reais de . Neste trabalho. a nível experimental no caso brasileiro. desenvolvida anteriormente por pesquisadores do LATER (Laboratório de Aterramentos Elétricos da UFMG). constitui-se no uso de cabos pára-raios para blindagem dos condutores de energia. a geração de uma cultura básica sobre o comportamento de aterramentos típicos de linhas de transmissão. tem sido adotado o emprego de dispositivos pára-raios de ZnO (óxido de zinco). do ponto de vista de formulação de modelagem capaz de descrever o comportamento do aterramento. um nível satisfatório. ainda. recorreu-se a uma modelagem de aterramentos elétricos bastante elaborada. Recentemente. quando submetidos a fenômenos impulsivos.

quanto à sua influência no desempenho da linha frente a descargas atmosféricas.3 Abordagem do Trabalho Desde a sua proposição inicial. que são brevemente apresentados a seguir. finalmente. 1. e as principais motivações que levaram ao desenvolvimento do trabalho. a idéia básica de desenvolvimento do trabalho objetivava alcançar uma realização prática capaz de gerar resultados aplicáveis concretamente ao aterramento de linhas reais. Além disso. foi possível desenvolver análises de sensibilidade para identificar a influência dos diversos parâmetros do aterramento no seu comportamento. Daí decorreu a possibilidade de entendimento pleno desse comportamento e de proposição de práticas de aterramento para minimização da sobretensão resultante nos isoladores da linha em caso de descarga. Estas constituíram-se na análise dos critérios adotados pela empresa com relação à implantação do aterramento das torres. foi desenvolvido um projeto cooperativo entre o LATER (Laboratório de Aterramentos Elétricos da UFMG) e a CEMIG (Companhia Energética de Minas Gerais) para estudo e avaliação dos aterramentos das torres do seu sistema de transmissão.4 Organização do Texto Este trabalho de tese compõe-se de 6 capítulos. e. Nessa perspectiva foram desenvolvidas as etapas de trabalho. No presente capítulo. apresenta-se a importância do tema em investigação. Introdução. na aplicação sistemática da modelagem de seus aterramentos para fenômenos impulsivos. na proposição de configurações alternativas e critérios para melhorar o desempenho do aterramento. na formação de uma cultura com relação ao tema. A partir do mesmo. apresentam-se as etapas de . na determinação de representações simplificadas para o aterramento nos estudos para avaliação do desempenho da linha frente a descargas atmosféricas. Para implementar tal proposta. constituindo uma ampla base de dados.INTRODUÇÃO 4 aplicações. a sua relação com o sistema elétrico como um todo. de forma a gerar um vasto conjunto de resultados. 1.

apresentam-se as configurações investigadas. Neste escopo. . são apresentados os resultados de simulação e a análise de sua aplicação para melhoria do aterramento das linhas de transmissão consideradas. os conjuntos de simulações sistemáticas que foram realizadas. São citados autores e linhas de pesquisa paralelas que serviram de base e mesmo de comparação para o trabalho atual. além de citar alguns detalhes práticos de sua implementação computacional. Modelagem de Aterramentos para Fenômenos Transitórios. No capítulo 5. apresenta-se a formulação da modelagem utilizada nas simulações de desempenho dos sistemas de aterramento. As conclusões e propostas para desenvolvimentos futuros são apresentadas no último capítulo deste trabalho. No capítulo 2. os gráficos e análises físicas associadas. Revisão Bibliográfica.INTRODUÇÃO 5 desenvolvimento propostas. No capítulo 4. e as sugestões de representação e de variação das configurações visando um melhor desempenho. O mecanismo básico através do qual uma descarga atmosférica incidente em uma linha de transmissão ocasiona uma sobretensão na cadeia de isoladores da torre e a participação do aterramento da linha de transmissão nesse evento é descrito no capítulo 3. Resultados e Análises. é apresentado o estado da arte com relação ao tema. Influência do Aterramento no Desempenho da Linha Frente a Descargas Atmosféricas. Conclusões.