Controle de Poluentes

:
Recursos hídricos

Profª.Simone Leal Rosa
simone.rosa@poa.ifrs.edu.br

Introdução
 Ecologia

– estuda a interação entre os seres vivos e o ambiente
em que vivem;

 Ecossistema – é o conjunto de condições físicas e químicas de
um determinado lugar, reunido a um conjunto de seres vivos que
habitam esse lugar;
 Poluição – alterações introduzidas pelo ser humano no
ecossitema e os poluentes são os agentes causadores das tais
alterações.

A água é um recurso natural essencial para a
sobrevivência de todas as espécies que
habitam a Terra
 A água é um mineral presente em toda a Natureza, nos estados
sólido, líquido e gasoso. É um recurso natural peculiar, pois se
renova pelos processos físicos do ciclo hidrológico em que a
Terra se comporta como um gigantesco destilador, pela ação do
calor do Sol e das forças da gravidade. É, ainda, parte
integrante dos seres vivos, e essencial à vida;
 Solvente universal;

3

.

. na construção de obras.Água  Produção de alimentos dependem diretamente da água (consome cerca de 70%). seja como matéria-prima. na geração de vapor e na refrigeração. no combate a incêndios e na irrigação de jardins. entre outros. seja na remoção de impurezas.  Higiene pessoal.  As indústrias utilizam grandes quantidades de água. lavar roupas e utensílios e para a manutenção da limpeza de nossas habitações. na limpeza das cidades.  Essencial na produção de energia elétrica.

Recursos hídricos  São as águas supeficiais ou subterrâneas disponíveis para qualquer tipo de uso de região ou bacia. .

se possível.Recursos hídricos  Princípios básicos da Carta da água pelo Conselho da Europa . sendo necessário preservá-los. cujo valor deve ser reconhecido por todos.  2) A água é um patrimônio comum. .  3) Cada um tem o dever de economizar água e de utilizá-la com cuidado. controlá-los e. aumentá-los. 1968:  1) Os recursos hídricos são inesgotáveis.

levam à ocorrência de problemas relacionados a recursos hídricos.Recursos hídricos A má distribuição temporal e espacial das chuvas e vazões. aliadas à concentração das demandas por águas em determinadas regiões. .

Distribuição dos Recursos Hídricos por Região no Brasil 9 .

pois abriga 13.7% da água doce do mundo. (disponibilidade desses recursos não é uniforme) • Mais de 73 % da água doce disponível no país encontra-se na bacia Amazônica. que é habitada por menos de 5% da população. 1999).• Brasil é um país privilegiado quanto ao volume de recursos hídricos. onde residem 95% da população do país (Lima. • Apenas 27 % dos recursos hídricos brasileiros estão disponíveis para as demais regiões. 10 .

Consumo de Água no Mundo 11 .

Um europeu consome em média 150L água/dia (território tem 8% da água doce no mundo). Segundo Unesco: - Em 2025 o consumo humano pode chegar a 90%. . . - Uma pessoa necessita de. cozinhar etc) . da água. escovar os dentes. 40L água/dia: - Dados da ONU: (beber. lavar as mãos. restando apenas 10% para os outros seres vivos do planeta.Um indiano. consome 25L água/dia. tomar banho. O consumo médio de água está fortemente relacionado com o nível de desenvolvimento do país e com o nível de renda das pessoas. pelo menos.

suas propriedades físicas e químicas e sua relação com o meio ambiente. 2001). baseando-se na observação dos processos envolvidos (Tucci.Ciclo hidrológico  A Hidrologia é a ciência que estuda a água na Terra. circulação. sua ocorrência.  É uma ciência que está voltada para a representação dos processos físicos que ocorrem na bacia hidrográfica. . distribuição.

 Parte desse movimento é rápido.  Pode estender-se por milhares de anos para a água que atravessa um aquífero profundo. constituindo o ciclo hidrológico.  hidrosfera (água). com uma constante permuta de matéria/energia entre os três grandes reservatórios (hidrosfera. atmosfera (ar) e litosfera (solo). .Ciclo hidrológico  Os ciclos biogeoquímicos são importantes na autorregulação da biosfera. uma gota de água permanece 16 dias em um rio e cerca de 8 dias na atmosfera.  A água da terra encontram-se em permanente movimento. atmosfera e litosfera).

Ciclo hidrológico .

no prazo de uma a duas semanas.Ciclo hidrológico  O mesmo ocorre com o armazenamento de água na atmosfera que é de aproximadamente 8 dias. a água que sobe à atmosfera. a umidade do solo e as reservas de águas subterrâneas. . retorna à superfície da terra.  Reabastecendo o fluxo dos rios.

Ciclo hidrológico .

.

derramamentos acidentais.  Fontes lineares: enxurradas em autoestradas. mineração. enxurradas em solos. .Tipos de fontes e emissões de poluentes  Fontes pontuais: redes de efluentes industriais. domésticos e atividade de  Fontes não-pontuais: práticas agrícolas. trabalhos de construção.

Tratamento de efluentes ETEs flotação .sedimentação .tratamento biológico remoção de carbono orgânico remoção de nitrogênio ( por nitrificação e desnitrificação) remoção de fosfato e metais tóxicos .

GRAXA.Tratamento de efluentes REMOÇÃO DE SÓLIDOS. MATÉRIA ORGÂNICA EM SUSPENSÃO O PPT GERADO PELO TRATAMENTO PRIMÁRIO E SECUNDÁRIO = LODO OXIDAÇÃO E REMOÇÃO DA MATÉRIA ORGÂNICA . ÓLEO.

 A remoção de fosfato: hidróxido de cálcio precipitando a Ca5(PO4)3OH . metais tóxicos  A remoção de compostos orgânicos = carvão ativado.Tratamento de efluentes  Tratamento terciário: remoção de fosfatos.

 Hipoclorito de sódio é usado para oxidar compostos orgânicos e desinfetante no tratamento de efluentes.Tratamento de efluentes  Flotação: remoção de óleos. gorduras e sólidos suspensos. . Impurezas são retidas pela parte superior e na parte inferior permanece o efluente tratado. utiliza-se sulfato de alumínio como coagulante. Fontes de alumínio em águas superficiais: descarga de material retirado após limpeza de filtros e decantadores em estações de tratamento de águas (sulfato de alumínio).

.Flotação Este sistema de tratamento abrange a combinação dos processos físico e químico. a sua ascensão pela insuflação de ar na forma de micro-bolhas (flotação) e a remoção do lodo pela superfície da água. por meio dos quais promove-se a aglutinação dos sólidos totais presentes nas águas poluídas (floculação).

induz a multiplicação de micro-organismos que habitam a superfície da água. reduzindo a taxa fotossintética nas camadas inferiores . impedindo a penetração da luminosidade.Eutrofização: excesso de nutrientes A quantidade excessiva de minerais. formando uma camada densa. como fosfatos e nitratos. Fósforo nas rochas fosfálticas levadas aos oceanos por lixiviação Fósforo ciclo por cadeias alimentares voltando aos solo por restos de animais ou excrementos (aves marinhas). .

de aumento descontrolado de algas nocivas e alteração ou troca de espécies dos ecossistemas costeiros. . aumento da frequência de eventos de morte de peixes.Eutrofização: excesso de nutrientes  A eutrofização é responsável por vários eventos de desastres ambientais. tais como.

. nos efluentes geram espuma causando problemas ambientais mas causam eutrofização.  Por muitos anos .Fosfatos  Fosfatos inorgânicos são adicionados aos detergentes em pó para complexar íons metálicos (cálcio e magnésio). hoje modificado devido às prioridades ambientais.a prioridade era a produtividade a qualquer custo.

Os usos da água • • • • • • Doméstico e esgotamento sanitário. 28 . Navegação. Pesca e Lazer. Industrial. Geração de energia. Agrícola.

químicas e radioativas que atendam a um padrão de potabilidade estabelecido. físicas.Uso doméstico Segundo o Ministério da Saúde: água potável e adequada ao consumo humano. deve apresentar características microbiológicas. .

equipamentos e instalações. As) e restos de materiais em decomposição. -A água resultante dos processos industriais (efluentes industriais) pode carregar resíduos tóxicos (metais não essenciais aos organismos vivos (Pb. . fábrica de salsichas (lavagem dos resíduos de suínos). -Acumulem-se nas águas de 300 mil a 500 mil ton/ano de dejetos industriais. Hg.ex. p. lavagem de materiais. a utilização em sistemas de refrigeração e geração de vapor. -Quando a água contaminada é lançada nos rios e no mar pode provocar a morte dos peixes ou acumular em seu organismo substâncias tóxicas.Uso Industrial -Indústrias: consumo total de água em torno de 22%. -O uso nos processos industriais: incorporação da água nos produtos.

uma atividade que consome mais de dois terços da água doce utilizada no planeta. a poluição emitida pelos veículos e pelas indústrias fizeram com que a transferência anual de nitrogênio para formas biologicamente disponíveis dobrasse.  A alternativa para os produtores é a irrigação.  O uso indiscriminado de fertilizantes químicos. quanto subterrânea. causando a contaminação.  Além do alto consumo de água a agricultura também afeta drasticamente a qualidade dos solos e dos recursos hídricos. 31 .Agrícola  As chuvas nem sempre são suficientes para suprir a umidade necessária para a produção agrícola. tanto da água superficial.  Os agrotóxicos e fertilizantes empregados na agricultura podem ser carregados para os corpos d’água.

Ásia.4 milhões de barris de petróleo/dia. . todo o potencial de geração de energia. as usinas hidrelétricas respondem por cerca de 90% da produção de energia elétrica. fornece cerca de 19% da energia mundial. • O planeta aproveita apenas 33% de seu potencial hidrelétrico e gera 2. 33% . . • No Brasil. 24%.África explora apenas 7%. suficiente para poupar o equivalente a cerca de 4. que provém da água em movimento.Geração de energia • Energia hidráulica.América Latina.140 TW/h/ano de energia. .Brasil. • Países industrializados aproveitam. praticamente. 32 . 22%.

como as de Itaipu. pois tendem a alagar áreas extensas. além de poluidores. •No Brasil foram construídas grandes usinas. ao contrário dos combustíveis derivados do petróleo. são finitos. carvão ou minerais radioativos que.Geração de energia • A produção de energia Hidráulica é uma vantagem. usinas hidrelétricas de grande porte geralmente causam um grande impacto ambiental nas regiões onde são instaladas. já que se trata de uma fonte renovável. • Além do alto custo da construção. Tucuruí e Sobradinho. com sérios reflexos sobre os ecossistemas e sobre a população local 33 .