UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

CENTRO TECNOLÓGICO
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA

USO RACIONAL DA ENERGIA EM INSTALAÇÕES DE AR
CONDICIONADO

CAIO SOUZA BERNARDINO ALVES
MONICO TORRES MONICO
PEDRO HENRIQUE HERINGER TOVAR
RENAN CRISTOFORI LIMA DE OLIVEIRA
TAYLON ARMANI SCHIMITEL
THIAGO BRIDI DEMUNER

Vitória - ES
2016

CAIO SOUZA BERNARDINO ALVES
MONICO TORRES MONICO
PEDRO HENRIQUE HERINGER TOVAR
RENAN CRISTOFORI LIMA DE OLIVEIRA
TAYLON ARMANI SCHIMITEL
THIAGO BRIDI DEMUNER

USO RACIONAL DA ENERGIA EM INSTALAÇÕES DE AR
CONDICIONADO

Trabalho

apresentado

à

disciplina

de

Refrigeração e Ar Condicionado 1, do curso de
Engenharia Mecânica, da Universidade Federal
do Espírito Santo como requisito parcial para
avaliação.
Professor: João Luiz Marcon Donatelli

Vitória - ES
2016

SUMÁRIO

1. OBJETIVO............................................................................................................ 3
2. INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 3
3. MELHORIAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SISTEMA DE AR
CONDICIONADO ........................................................................................................ 8
3.1

RETROFIT EM SISTEMA DE AR CONDICIONADO..................................... 8

3.2

USO DE VARIADOR DE FREQUÊNCIA (VSD) .......................................... 10

3.3

USO DE SENSORES DE CO² ..................................................................... 13

3.4

REDUÇÃO DE PERDAS EM CIRCUITOS DE ÁGUA ................................. 14

3.5

DESLIGAMENTO / ISOLAMENTO DE EQUIPAMENTOS .......................... 14

3.6

MANUTENÇÃO PROGRAMADA ................................................................ 15

4. SISTEMAS DE AR CONDICIONADO ................................................................ 15
4.1

TERMO ACUMULAÇÃO ............................................................................. 15

4.2

AC SELF CONTAINED................................................................................ 16

4.3

MULTI-SPLIT E VRV .................................................................................. 18

4.4

SISTEMAS DE AR CONDICIONADO RESIDENCIAIS ............................... 20

5. INOVAÇÃO ........................................................................................................ 21
5.1 SISTEMA INVERTER: TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM AR
CONDICIONADO................................................................................................... 22
5.2

CONFORTO E ECONOMIA DE ENERGIA: ................................................ 23

5.3

SISTEMA DE AR CONDICIONADO ECONOMIZA 34% DE ENERGIA ...... 24

5.4

AR SAI DO PISO ......................................................................................... 24

5.5

A ÁGUA RESFRIA O AR ............................................................................ 25

6. USO RACIONAL DE ENERGIA - DÚVIDAS FREQUENTES ............................ 26
7. CONCLUSÃO ..................................................................................................... 31
REFERÊNCIAS ......................................................................................................... 32

.

no que concerne à energia elétrica. Uma das maneiras mais modernas e utilizadas no mundo para conter a expansão do consumo sem comprometer qualidade de vida e desenvolvimento econômico tem sido o estímulo ao uso eficiente. quanto no papel de usuário dos aparelhos de ar condicionado as medidas racionais que devem ser tomadas capazes de reduzir o consumo de energia. OBJETIVO O objetivo deste trabalho é fornecer uma noção básica de como utilizar e projetar de forma adequada equipamentos de ar condicionado. Em conhecimento desta situação. Com a necessidade de recursos naturais para a obtenção de energia de forma utilizável.3 1. INTRODUÇÃO A expansão acentuada do consumo de energia. esse estímulo tem sido aplicado de maneira sistemática desde 1985. Um deles é a possibilidade do esgotamento dos recursos utilizados para a produção de energia. utilizando a energia de forma racional. para evitar consequências nocivas à vida moderna. um terceiro são os elevados investimentos exigidos na pesquisa de novas fontes e construção de novas usinas. Finalmente. tanto exercendo sua profissão de projetista. precisamos nos preocupar com a preservação e manutenção destes. quando o Ministério de Minas e Energia (MME) criou o Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica). No Brasil. de âmbito nacional e coordenado pela Eletrobrás. como o racionamento de energia elétrica em 2001. o presente trabalho visa a disponibilizar o conhecimento básico que é necessário para que o engenheiro saiba. embora possa refletir o aquecimento econômico e a melhoria da qualidade de vida. Apesar da grade curricular dos cursos de Engenharia Mecânica constar a disciplina Refrigeração e Ar Condicionado. quase que a totalidade dos recémformados detém pouco conhecimento prático em relação a este assunto. Outro é o impacto ao meio ambiente produzido por essa atividade. tem aspectos negativos. 2. .

2 e 3 confirmam essa inter-relação. Ele reflete tanto o ritmo de atividade dos setores industrial. Essa inter-relação foi o principal motivo do acentuado crescimento no consumo mundial de energia verificado nos últimos anos. . como automóveis (que demandam combustíveis). em colaboração com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE). quando os consumidores foram obrigados a se adequar a quotas de consumo mensal.4 Em 1993. comercial e de serviços. eletrodomésticos e eletroeletrônicos (que exigem acesso à rede elétrica e pressionam o consumo de energia elétrica). Figura 1: PIB x consumo de energia As figuras 1. em elemento de marketing da indústria de eletrodomésticos e eletroeletrônicos. A eficiência energética transformou-se. Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). O selo Procel ganhou expressividade a partir do racionamento de 2001. foi lançado o selo Procel. quanto a capacidade da população para adquirir bens e serviços tecnologicamente mais avançados. O consumo de energia é um dos principais indicadores do desenvolvimento econômico e do nível de qualidade de vida de qualquer sociedade. coordenado pelo Instituto Nacional de Metrologia. onde pode-se observar que regiões mais desenvolvidas são de fato as maiores consumidoras de energia elétrica. então. concedido anualmente para reconhecer a excelência energética do equipamento em relação aos demais disponíveis. mostrando o consumo de energia elétrica no mundo e no Brasil.

.5 Figura 2: Consumo per capita de energia elétrica no mundo Figura 3: Consumo de energia elétrica no Brasil Do consumo energético nos setores industriais. O ar condicionado representa cerca de 20% do valor da conta de luz de uma residência e no verão pode chegar a representar um terço dela. Nas figuras 4 e 5 pode-se observar a relevância do ar condicionado no consumo elétrico em relação aos outros equipamentos nos setores comerciais. fato que torna o arcondicionado um dos vilões das contas de energia no final do mês. respectivamente. públicos e residenciais. comerciais e residencial a maior parte está relacionado a climatização do ambiente.

número muito superior ao do PIB.6 Figura 4: Uso de energia setor comercial Figura 5: Uso de energia setor público O MERCADO NO BRASIL Segundo dados da Abrava – Associação Brasileira de Refrigeração. Mesmo assim. . Ar Condicionado. há 10 anos. 72% das residências e empreendimentos já utilizam splits. 60% do mercado de ar condicionado estava concentrado em aparelhos de janela e 40% de splits. Atualmente. com um faturamento em 2013 de mais de US$ 14 bilhões. apenas 13% das 57 milhões de residências brasileiras possuem ar condicionado. o mercado brasileiro tem apresentado um crescimento de 8% ao ano. Também segundo a Abrava. Ventilação e Aquecimento.

Hábitos Inteligentes: uso dos equipamentos elétricos de maneira correta. O uso racional é uma forma de procedimento que deve tornar-se hábito de todo brasileiro. são estabelecidos índices de consumo e desempenho para cada categoria de equipamento. para a preservação do meio ambiente e para o futuro das próximas gerações. É uma solução determinada pelo Governo Federal para garantir uma melhor distribuição da energia elétrica. tanto em casa quanto no trabalho. entre os equipamentos e eletrodomésticos à disposição no mercado. tem como finalidade ser uma ferramenta simples e eficaz que permite ao consumidor conhecer. A classificação do INMETRO é baseada no índice de eficiência energética do equipamento. Nada mais é do que utilizar a energia elétrica de maneira inteligente. O racionamento é diferente do uso racional porque impõe algumas restrições. Para isso. O racionamento é uma limitação de consumo mediante a escassez de um bem essencial. Apenas os produtos que atingem esses índices são contemplados com o Selo Procel. Existem três formas de melhoria no uso racional da energia: 1. conforme orientação do fabricante e necessidade desejada. Equipamentos Eficientes: verificar se o equipamento tem o selo de eficiência INMETRO/PROCEL. você estará contribuindo constantemente para a economia do país. mas que exigem diferentes atitudes.7 USO RACIONAL DE ENERGIA X RACIONAMENTO É importante que seja feita aqui a diferença entre Uso Racional de Energia e Racionamento. A eficiência energética de um condicionador de ar é definida como sendo a razão entre a sua capacidade de refrigeração e a potência elétrica consumida pelo equipamento (COP). O Selo Procel de Economia de Energia. ou simplesmente Selo Procel. os mais eficientes e que consomem menos energia. de A (mais . Assim. Os modelos de condicionador de ar apresentam a sua classe de eficiência energética por meio de uma letra. 2. que podem durar anos para retomarem seu nível anterior. evitando todos os tipos de desperdício. São termos semelhantes. Cada equipamento candidato ao Selo deve ser submetido a ensaios em laboratórios indicados pela Eletrobrás.

dentre outros tópicos.8 eficiente) a E (menos eficiente). Todo equipamento . Também será abordado o uso de AC no mundo (consumo). isolamento de equipamentos. na vazão de ar e no tensionamento das correias de ventiladores.1 RETROFIT EM SISTEMA DE AR CONDICIONADO Retrofit é uma modificação de um equipamento ou instalação existente. Projetos Inteligentes: ao reformar ou projetar sua casa/indústria/empresa. desde o projeto e instalação até a operação e manutenção. 3. Algumas dessas medidas serão detalhadas a seguir. Algumas medidas relativas ao projeto do sistema do ar condicionado incluem usar variadores de frequência. por exemplo porque usar o ar condicionado de janela e não um Split. desligamento de componentes e manutenção programada. onde é sempre importante visar a redução do uso de energia. de sua operação ou de ambos. através de aparelhos mais adequados para certos casos. 3. Quanto à manutenção e operação do sistema. 3. Tem como objetivo dissertar sobre o uso racional de energia em instalações de ar condicionado. bem como a escolha do tipo adequado de aparelho de acordo com as necessidades do cliente e dimensões do ambiente. Para um bom projeto de ar condicionado é de extrema importância saber calcular a carga térmica do ambiente. sensores de CO² e otimizar o projeto da tubulação do sistema. citam-se ajustes nos termostatos. visando a melhoria de seu desempenho. ou como especificar certo tipo de ar condicionado para determinados ambientes (um AC com capacidade de refrigeração baixa é ineficaz e um com alta capacidade representa um gasto desnecessário de energia). utilize algumas soluções criativas que podem ajudar na redução do consumo de energia. que simboliza o nível de eficiência energética de cada modelo. MELHORIAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO Para utilização racional de energia em sistemas de ar condicionado deve se considerar todas as etapas.

 Partida estática ou Soft Starter. funcionamento e desligamento. reativa indutiva ou reativa capacitiva. A grande diferença entre uma carga resistiva e uma carga reativa é no ligamento e desligamento da mesma. na carga reativa ocorre um pico de corrente (A) no seu ligamento. isto é. os mesmos necessitam de uma chamada "corrente de partida" que é algumas vezes maior que a sua "corrente nominal. partimos todos os motores de uma só vez. que pode ser resistiva. Figura 6: Tipos de partida de motores . Enquanto na carga resistiva temos uma relação linear entre corrente (A) no ligamento. para minimizar este problema recorre-se a algumas partidas chamadas:  Chave estrela-triângulo. conforme figura 6. Se num sistema de ar condicionado seja por falta momentânea de energia ou no ligamento do mesmo. decorrido algum tempo há a estabilização e no desligamento comumente há uma elevação de tensão (V) nos terminais desta carga ou elemento de comando da mesma.  Chave autotransformadora (compensadora). considerando-se sua partida direta.  Partida com inversor de frequência.9 possui uma dada potência para operar em determinada condição nominal.

armazéns frigoríficos e várias instalações industriais. hospitais. hotéis. conforme figura 7 a seguir. passar do gás R22 para o R410a ou R407C. variando sua vazão. dispositivos eletrônicos que atuam sobre a frequência da corrente dos motores. bombas e outras máquinas rotativas nem sempre operam a plena carga. . Este procedimento está sendo adotado por muitas empresas a fim de atender a substituição dos fluidos e padronizar sistemas se ajustando ao Protocolo de Montreal.2 USO DE VARIADOR DE FREQUÊNCIA (VSD) Devido a mudança na carga térmica necessária. ventiladores. que introduzem perdas consideráveis de energia no sistema de ar condicionado. supermercados. Uma medida de uso racional é o uso de variadores de frequência. 3.10 Um sistema de ar condicionado é composto de vários motores. por exemplo. variando sua rotação e reduzindo o consumo de energia. Os principais candidatos a Retrofit são: Shopping centers. então se escalonamos as partidas dos mesmos evitamos uma sobreposição de "picos “de correntes de partida o qual estaríamos pagando por esta demanda maior que pode ser evitada. realizado por empresas que buscam atender as legislações vigentes ou que queiram reduzir custos de manutenção e energia. Ou seja. edifícios comerciais. Sistema Retrofit para aparelhos split consiste na reciclagem da unidade resfriadora que não possui mais condições de operação. Obtém-se essa alteração da vazão por meio de válvulas de estrangulamento e dampers. Esta prática visa substituir o antigo fluido refrigerante por um menos nocivo a sua saúde e a do meio ambiente.

mas permite economizar até 52% de energia na operação. utilizar VSD’s (Variable speed Drive) permite ajustar a vazão sem introduzir perdas no equipamento. Na figura 8 observa-se que a eficiência usando VSD (1-3) é muito maior que usando regulador de pressão normal (1-2).11 Figura 7: Consumo de potência para rotação variavel na bomba Sabendo que a rotação se relaciona linearmente com a vazão. conforme estudos feitos nos Estados Unidos. O custo do sistema com este controle é maior. Figura 8: Uso do inversor melhora eficiência .

uma vez que a capacidade de refrigeração disponível é aproximadamente proporcional à frequência. a potência de saída do motor (P) e volume de ar (Q). . há outras boas razões para o uso do compressor com inversor (VsC – Variable speed Compressor) de frequência como:  Redução do número de partidas do compressor de velocidade fixa (FSC – fixed speed compressor). A relação com a velocidade N. Toda partida é uma tensão para os rolamentos do compressor de refrigeração e enrolamentos do motor.  Redução do número de arranques aumenta a vida útil do compressor.  Uma maior capacidade de refrigeração pode ser conseguida com a mesma instalação. Da mecânica dos fluidos. η é a eficiência. Para um compressor. 75% dos quais para ventilador. Poderia se economizar 18% da energia utilizada nos 40 milhões de motores nos EUA pelo uso de tecnologias eficientes de uso racional de energia. bomba e cargas de compressores de torque variável. Em ventiladores.12 Estima-se que 60-65% da energia elétrica é usada para alimentar motores. como os VSD’s. pressão (H) tem a seguinte relação: P=K*H*Q/η Onde K é uma constante. observa-se uma queda da potência nominal teórica necessária em até 50% para uma redução da vazão e rotação de 80% por exemplo. vem >>Q1 / Q2 = N1 / N2 >>H1 / H2 = (N1 / N2)² >>P1 / P2 = (N1 / N2)³ Na figura 9 tem-se curvas característica do ventilador de pressão para rotações N1 e N2 (1 e 4) e curvas da tubulação (2-abertura de válvula para 100% e 3-maior resistência).

Também deve observar-se que além do CO² podem existir outros contaminantes (fumos.).m.3 USO DE SENSORES DE CO² Os sensores de CO² são atualmente utilizados em muitas aplicações e com diversas finalidades. o suprimento de ar de renovação é função da demanda. A localização do sensor deve estar no local adequado para indicar corretamente a demanda. etc. tintas. para garantir a segurança (saúde laboral) dos trabalhadores.13 Figura 9: Curvas de vazão e rotação 3. . sendo uma delas o controle de climatização (conforto humano) de um ambiente. com um sensor infravermelho não-dispersivo (NDIR) que determina a quantidade de dióxido de carbono de um gás através da medição da absorção de um determinado comprimento de onda da luz do gás. O princípio tecnológico dos sensores de CO² tem base na absorção de luz.) que exigirão uma maior taxa de ventilação. Ao controlar a taxa de ar exterior com base em um set point de concentração de CO² (em p.p. gases e vapores oriundos de materiais de limpeza. A concentração de CO² indica a população de uma área. com o sistema de ar condicionado trabalhando com uma carga térmica reduzida. O dióxido de carbono tem uma qualidade única de absorção e a quantidade de luz absorvida pelo gás vai mostrar qual a quantidade de dióxido de carbono está contida neste gás. quanto maior a quantidade de pessoas maior essa concentração.

deve reduzir as perdas de carga no circuito. Para isso. uma vez que são proporcionais às perdas de energia. evitando trabalhar em faixas . substituir cotovelos de 90º e de raio curto por de raio mais longo. Sistemas que operam ininterruptamente. como centrais telefônicas ou de computadores devem possuir sistema dedicado de ar.14 Figura 10: Sensores de CO2 Outros tipos de sensores térmicos medem a condutividade do dióxido de carbono. pode se desligar torres de resfriamento e bombas de circulação de agua gelada e de água de condensação. de preferência por sistema de controle se não manualmente. 3. diâmetros adequados para as velocidades do processo. recomenda-se o uso de tubulação com traçado mais suave. ou a capacidade de uma substância de conduzir o calor com a finalidade de determinar o teor de CO².5 DESLIGAMENTO / ISOLAMENTO DE EQUIPAMENTOS Equipamentos que operem desnecessariamente deverão ser desligados. quando em baixa carga térmica (inverno ou à noite). assim como as válvulas (globo para regulagem de vazão e gaveta para bloqueio). filtros com crivos de mesh (furação) maiores e limpos. por exemplo. 3.4 REDUÇÃO DE PERDAS EM CIRCUITOS DE ÁGUA O profissional que for construir o projeto da planta da tubulação do sistema de ar condicionado ou em um Retrofit.

6 MANUTENÇÃO PROGRAMADA Um programa de manutenção bem elaborado deve ter um manual onde são previstos todos os serviços em cada equipamento do sistema. Alguns ajustes importantes compreendem controlar temperatura dos termostatos conforme requerida de projeto. SISTEMAS DE AR CONDICIONADO 4. que podem vir a “patinar”.1 TERMO ACUMULAÇÃO Os sistemas de termo acumulação são especialmente indicados para ambientes que necessitam de grande consumo de ar condicionado em momentos específicos. mas a uma redução do custo de energia elétrica devido a uma transferência no horário de produção do frio. etc. motores e fornos. Hotéis. Hipermercados. O manual deve possuir as plantas e fluxogramas do sistema. por exemplo. frequências de ajustes e trocas de componentes. set points contribuindo na redução do consumo de energia (filtros sujos.. assim como evitando paradas não desejadas nos equipamentos. A termo acumulação não leva a um menor consumo de energia. com desenhos dos principais equipamentos. Citam se.). transformadores. providenciando se a ventilação necessária. Aeroportos. produzindo e armazenando frio durante a noite quando . como Shoppings. Indústrias. e ajustes na vazão de ar em função da redução de pessoal por exemplo. onde a tarifação é mais elevada. Equipamentos que geram grande dissipação de calor e que não precisam trabalhar em temperaturas controladas devem ser removidos do ambiente condicionado. do horário de pico. etc. Centro de Convenções e Edifícios Comerciais. ambiente. correias frouxas. frequências. 4. Também o tensionamento das correias dos ventiladores.15 de baixo rendimento. 3. podendo trocar as correias em V por correias síncronas que possuem maior eficiência (o maior custo retorna com a economia de energia). serpentinas obstruídas. gerando perdas de energia no deslizamento. com lista de componentes reserva e lista de set points para controles (chillers.

a capacidade tem que ser baseada no horário de maior carga térmica. economizando assim. consequentemente. devido ao fato de serem também variáveis a carga de insolação e a própria ocupação dos ambientes. sendo a diferença completada pela queima da energia térmica acumulada em outro horário. energia elétrica e possibilitando a utilização de aparelhos menores ou otimização dos existentes. Outro fato que favorece o uso da termo acumulação é o fato da mesma proporcionar uma redução na potência instalada. o que consequentemente faz com que os equipamentos fiquem superdimensionados e ociosos na maior parte do tempo. Os reservatórios podem ser construídos tanto em chapa de aço como em concreto. sendo mais eficazes que os aparelhos do tipo Split por não ocorrerem perdas por trajeto entre as unidades. É o meio mais simples e eficiente de armazenamento térmico. conseguese instalações com potências menores e.2 AC SELF CONTAINED Os sistemas do tipo Self-Contained reúnem condensadora e evaporadora num só gabinete. sendo constituídos com várias câmaras interligadas segundo a técnica denominada “labirinto” ou mesmo em tanques unicelulares do tipo estratificado que reduzem as perdas por mistura e transmissão. A carga térmica necessária na maioria das instalações de ar condicionado é variável. normalmente os equipamentos instalados para refrescar o ambiente são desligados. menores subestações e menores demandas contratadas de energia elétrica.16 a energia é mais barata. Após o expediente comercial. Na termo acumulação pode-se dimensionar os equipamentos com uma capacidade inferior a capacidade do horário de pico. portanto. armazenando água gelada e gelo para o uso nos horários de pico. ficando somente os equipamentos de refrigeração acionados. aumentando a eficiência dos mesmos. São equipamentos projetados para . os chiller são ligados para armazenar água gelada em reservatórios isolados termicamente. Com isso. Durante o período no qual a carga térmica é reduzida ou no qual a instalação não está sendo utilizada. Em um sistema de ar condicionado convencional. 4. conseguindo uma redução na potência da subestação e no custo.

ou dutado.17 proporcionar conforto em ambientes fechados e indicados para ambientes comerciais de médio e grande porte como bancos ou andares inteiros de escritórios. os aparelhos desse tipo podem ser montados em duas configurações. Além disso. Sinônimos de eficiência em refrigeração. O segundo caso é de Insuflação indireta. São equipamentos extremamente eficazes com vantagens que se destacam. como a alta carga térmica que fornecem e o baixo custo em sua instalação. manutenção e consumo de energia elétrica. Figura 11: Gabinete Self Contained . devido a sua grande capacidade térmica e uniformidade na distribuição do fluxo de ar. onde o gabinete fica instalado em sala de máquinas separada realizando o transporte do ar gelado através de uma rede de dutos. diretamente do gabinete para o ambiente. podendo ser esse último na própria Self ou remoto. podendo atingir até 60 TRs. É possível encontrar aparelhos self contained a partir de 3 TRs (equivalente a 36 mil BTUs). uma com condensador a água. existem dois tipos de configurações Self Contained. ou seja. O primeiro caso é o de Insuflação direta. requerendo torre de resfriamento e outra com condensador a ar.

resultando em uma economia de tempo e mão-de-obra.3 MULTI-SPLIT E VRV VRV – volume de refrigerante variável é um modelo de ar condicionado desenvolvido especialmente para edifícios comerciais de médio e grande porte. sem a utilização de cloro.18 4. Este sistema inteligente de ar condicionado tem uma unidade externa (condensadora) que permite o controle individual de várias unidades internas (evaporadoras). Os aparelhos de ar condicionado multi split podem ter duas ou mais evaporadoras com apenas uma condensadora. Possui um sistema multi-split com apenas uma unidade externa ligada a múltiplas unidades internas operando individualmente por ambiente (podendo chegar a 64 máquinas). por isto o VRV não agride a camada de ozônio do planeta. A quantidade de evaporadoras vai depender da capacidade da condensadora e de cada fabricante. O grande diferencial nesse sistema VRV é simplesmente uma combinação de tecnologia eletrônica com sistemas de controle microprocessados. piso-teto. Além de ser versátil e flexível. Atualmente existem poucas empresas que distribuem esse equipamento no Brasil. A maior vantagem deste modelo é que todas as partes são independentes. O VRV (Variable Refrigerant Volume) traz economia de energia. produzindo um baixo nível de ruído e baixo consumo elétrico. pequenos escritórios ou ambientes de médio porte. ou seja. você escolhe quantas e quais evaporadoras deseja ligar. cassete e duto (dependendo do . Sua instalação é muito simples. Além disso. além de manter a arquitetura sem alterar as características do empreendimento. maior conforto ao usuário e facilidade de operação e manutenção. As unidades internas podem ser do tipo Hi-Wall. seus fluídos refrigerantes são ecológicos. possui expansão modular e de grande facilidade de adaptação em estruturas já existentes. O multi split é ideal para quem precisa climatizar mais de um ambiente ao mesmo tempo e dispõe de pouco espaço externo para a instalação da unidade condensadora. Pode ser instalado em residências. aliado à combinação de múltiplas unidades internas em um só ciclo de refrigeração.

3 ou 4 partes internas. A potência pode variar de 18.000 Btus. Outro diferencial é que reduz o número de unidades externas. dependendo do fabricante. Figura 12: Ar condicionado Multi split com 3 evaporadoras Figura 13: Exemplo de uso Multi split .19 fabricante). divididos em 2. liberando espaço no exterior do ambiente.000 Btus a 50.

apenas a crença. Entretanto. Há também a vantagem do ACJ renovar o ar ambiente constantemente. Pois bem. Este modelo então. e não necessitar de instalação. a grande vantagem é o menor ruído e o conforto proporcionado. E por último. este aparelho deve ser instalado parte fora do ambiente.20 4. permitindo até 80. Entretanto. Os portáteis. a seleção do tipo de Ar Condicionado. não em condomínios pequenos).000 a 30. Pode gerar potências maiores que os de Janela. estes aparelhos requerem uma maior mão-de-obra. temos então três tipos comerciais para as residências. necessitando a manutenção constante do filtro do aparelho. equiparando sua eficiência e gasto ao do Split. e há uma desumidificação do ambiente em função da não renovação. O Ar Condicionado de tipo Janela. os de Janela e o Split. apenas um apoio na parede ou janela. mas sem nenhum embasamento científico. dada a necessidade de fazer vácuo para a implementação do fluido refrigerante. o que inviabiliza sua utilização no interior de grandes instalações. e também o maior limitante. Naturalmente que ambas variáveis estão diretamente relacionadas. Sempre fomos condicionados a crer que o tipo “Split” é superior. Entretanto. . na década de 90 possuía um compressor alternativo. que era muito ineficiente. a capacidade de trabalho destes modelos é limitada a valores baixos (de 7.000 BTU/h). Entretanto.000 Btu/h. Sua capacidade de filtragem é também inferior. dado que não há renovação do ar por padrão. e criou o mito de que o ar condicionado de janela gasta mais que os outros. e especializada. atualmente o compressor é rotativo o que reduziu o ruído e o consumo de energia. possui uma filtragem melhor do ar que admite.4 SISTEMAS DE AR CONDICIONADO RESIDENCIAIS O uso de Ar Condicionado em nossas residências nos remete imediatamente a duas informações: Custo e Potência. Já o Aparelho tipo Split. mas há também outra questão que foi ilustrada durante a disciplina. é indicado para quem tem a disponibilidade de geração de ruído (como em casa própria. possui a espera na estrutura (buraco) e quer gastar pouco com a compra do aparelho. e até da instalação podendo requerer alguma obra.

. os novos refrigeradores funcionam à base de água quente e o mecanismo é diferente. não havia até então a mesma preocupação quando o assunto é o resfriamento desses locais. Nos últimos anos. Depois. como fazem os compressores mecânicos. No entanto. Conforme a noite vai chegando. Em vez de usar eletricidade. No sul da Europa. Ainda mais ganhos poderiam ser obtidos com os refrigeradores térmicos. como fazem os compressores mecânicos. Em países onde a eletricidade é mais barata à noite.21 Por último. Um refrigerador vaporiza. sendo indispensável apenas em ambientes onde a fixação de um dos dois tipos anteriores é impossível ou não é viável. o refrigerador separa-se da solução salgada e é recuperado para ser usado novamente. absorvendo o calor do ar a ser resfriado. o aparelho lança o ar sobre o gelo. diminuindo o valor da conta de eletricidade em cerca de 10%. 5. Durante o dia. o refrigerador transforma o vapor em estado líquido novamente. o tipo Portátil funciona como um meio termo entre estes tipos. um grande esforço tem sido feito para melhorar a eficiência de sistemas de aquecimento em prédios ao redor do mundo. eles começam a fazer o gelo. Depois. uma solução salina absorve o vapor do refrigerador. Os novos sistemas consomem bem menos energia do que o comum. Hoje. alguns sistemas de ar-condicionado têm um funcionamento diferente. Quando o recipiente contendo o líquido é banhado pela água quente. Muitos aparelhos de ar-condicionado que utilizam refrigeradores consomem um nível alto de eletricidade porque eles usam compressores mecânicos que comprimem o vapor de calor. novas ideias sobre resfriamento nasceram e aliaram o cuidado ainda maior com o meio ambiente. os novos refrigeradores funcionam à base de água quente. para que o processo se inicie outra vez. Em vez de usar eletricidade. INOVAÇÃO Inovações nos sistemas de ar-condicionado prometem menos gasto de energia. um em cada 20 escritórios são refrigerados assim.

com pouca oscilação de energia. Quando comparado com os aparelhos que possuem o sistema e um tradicional. como os compressores desse sistema sempre estão atuando. aparelhos de ar condicionado sistema inverter podem apresentar uma durabilidade maior. que não é nocivo à camada de ozônio. o ruído é bem inferior. . Além da economia com a redução do consumo elétrico. o inverter pode não trazer uma economia significativa. não há oscilações na temperatura. mantendo o ambiente com mais conforto. pois assim ele trabalhará sempre na sua capacidade máxima. picos de voltagem não ocorrem. é o nível do ruído.22 5. pois continua funcionando mesmo quando a temperatura lá fora está abaixo de zero. os equipamentos fabricados com esta tecnologia utilizam o gás refrigerante ecológico R-410A. Entre tantas vantagens. pois a temperatura será sempre a mesma. Com pequenas variações de temperatura em certas regiões (norte e nordeste). conforme a necessidade de refrigeração do ambiente. reduzindo o ruído. ou seja. devido ao fato do inverter possuir um sistema de operação interno.1 SISTEMA INVERTER: TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM AR CONDICIONADO Uma tecnologia promissora para um novo padrão mundial mais eficiente e sustentável. os aparelhos de ar condicionado split inverter (ainda não existe esse sistema para ar condicionado de janela) são capazes de atingir a temperatura desejada rapidamente e a mantém constante. beneficia também o meio ambiente. que habilita o compressor a operar em baixa rotação quando a temperatura fica estabilizada. desta forma. O sistema também é responsável por controlar a velocidade de rotação do compressor do ar-condicionado. já que o motor não será desgastado com o liga/desliga. Outro benefício além da economia de energia. o usuário não passa frio ou calor a cada instante. Além disso. e. o que além de beneficiar o consumidor. e também esse condicionador de ar conta com íons negativos que removem a sujeira e o odor do ar. O sistema inverter faz com que o compressor nunca precise ser desligado. É também mais resistente. A tecnologia inverter permite um consumo de 40% a 60% menor de energia elétrica em comparação com um modelo que não possui este diferencial.

economizando energia. . no qual significa que possui a função de aquecimento.23 Assim. • O compressor nunca desliga. evitando os picos de energia. 5. ruídos no ambiente interno e externo. suas principais vantagens. além do resfriamento (função quente/frio). e um certo desconforto térmico. • A temperatura permanece constante no ambiente climatizado. • Velocidade de rotação do compressor variável.2 CONFORTO E ECONOMIA DE ENERGIA: Foi executado um teste real entre um ar condicionado inverter e um ar condicionado convencional. em relação aos tradicionais. são aproximadamente 50% mais caro que os convencionais. mas muitas vezes o custo/benefício compensa. Uma desvantagem. especialmente se a questão de menor consumo de energia for levada em conta. Como é uma tecnologia recente. Deve-se observar que nem todo inverter possui um ciclo reverso. e nem todos aparelhos que tem a função reversa possuem a tecnologia Inverter. são: • Economia de energia entre 40% e 60%. fica em função do custo do aparelho. assim. já o modelo convencional de ar condicionado liga e desliga completamente o compressor quando existe uma diferença na temperatura programada e isso gera maior consumo de energia. nem todos os fabricantes possuem aparelhos Inverter. conforme o gráfico abaixo a temperatura do ambiente é estável com um consumo muito menor de energia quando se utiliza um ar condicionado inverter. Pois a definição do sistema é diferente do ciclo reverso.

4 AR SAI DO PISO Em um dos ambientes está instalado o “Sistema de Distribuição de Ar pelo Piso. O ar é resfriado em uma máquina que fica no . iluminação. do Departamento de Engenharia de Construção Civil (PCC) da Poli. automação. ambos contam com uma característica marcante: o elevado nível de conforto. instaladas no teto. O usuário nem percebe que o ambiente é dotado de ar condicionado. Um deles possui serpentinas de água gelada. que irradiam frio para o ambiente. que enviam informações à central de automação. forros e vidros. Além de silenciosos. que doaram equipamentos e materiais. 5. com o apoio de 20 empresas das áreas de ar-condicionado. por onde também sai o ar. sem correntes de ar turbulentas. Graças a um conjunto de sensores. com Fluxo por Deslocamento”.3 SISTEMA DE AR CONDICIONADO ECONOMIZA 34% DE ENERGIA Um projeto de pesquisa da professora Brenda Chaves Coelho Leite. Além da economia de energia e do alto grau de automação. os ajustes programados por softwares são feitos de modo a manter o equilíbrio e o conforto térmico no ambiente.24 Figura 14: Sistema Inverter 5. os dois sistemas conseguem uma distribuição uniforme de temperatura. foi desenvolvido dois sistemas de ar-condicionado que representam uma quebra de paradigmas em relação aos modelos convencionais. isolantes térmicos. o outro possui uma câmara de ar resfriado debaixo do piso.

o que possibilita sua subida para o teto por convecção natural. formados por placas de forro metálico perfurado. de onde sai através de grelhas. Nesta faixa.25 pavimento superior e conduzido por um duto até o vazio do piso elevado (plenum). foi possível criar diferentes zonas de conforto: quando a sala está parcialmente . controladas pela central de automação. pois a água é mais eficiente que o ar na troca de calor. através de difusores. para o ambiente. O sistema conta com grupos de tubulações que conduzem a água fria até as serpentinas. faixa em que se concentram as fontes de calor. o sistema de insuflação pelo piso climatiza apenas a área com altura de dois metros. E de tubulações de retorno que retiram a água que absorveu o calor de volta para o resfriamento. o ambiente foi dividido em quatro zonas e cada circuito hidráulico tem uma válvula que trabalha separadamente. Mas como conta também com sistema de ar resfriado. que se torna uma câmara de ar resfriado e pressurizado. Como é preciso resfriar menor quantidade de ar. Dessa maneira. Válvulas motorizadas. que mantém o equilíbrio da temperatura de acordo com as condições externas (renovação do ar) e internas. Por meio da automação. pode ser definido como um sistema híbrido. Um estudo de mestrado da Poli mostra que o potencial de economia de energia é de 34% em relação aos sistemas convencionais. 5.5 A ÁGUA RESFRIA O AR O outro sistema. há economia no dimensionamento do sistema. abrem e fecham os circuitos para o transporte da água. emprega painéis instalados no teto. o ar se aquece. que não necessita ser esfriada. Ao entrar em contato com as fontes de calor (pessoas e equipamentos). o ar ganha calor e sobe naturalmente. O sistema também é economizador ou “verde”. Isso se deve à inteligência do sistema. denominado “Condicionamento por Teto Radiante”. por convecção. O ar frio passa por diferença de pressão. chiller e tanque de água gelada. O conforto se deve à baixa velocidade de insuflação do ar. embora com menor participação. exigindo menor quantidade de energia para resfriar o ambiente. nas quais são acopladas serpentinas de água gelada que irradiam o frio para o ambiente. Enquanto o sistema convencional resfria todo o volume de ar do ambiente. à área superior. Funciona com central de água gelada.

a taxa mínima de 27m3 por hora por pessoa. no entanto. em pontos adicionais aos usualmente adotados. além de boas estratégias de controle e parâmetros corretos para que o sistema processe adequadamente as informações e evite a condensação. neste caso. A primeira boa maneira de se economizar é saber dimensionar adequadamente o aparelho para o tamanho do ambiente e respectiva carga térmica. é mais complexa e conta inclusive com sensor de CO2. economizar energia.26 ocupada. sensores especiais para coleta de informações sobre temperatura e umidade. O grande cuidado em relação a este sistema é a condensação do ar. E embora existam edificações que já o utilizem no Brasil. em determinadas condições de temperatura e umidade. pois um aparelho de menor potência é mais econômico se o ambiente que ele está condicionando é o ideal. . Este é um sistema de custo inicial um pouco mais alto. São necessários. por que em muitos locais a intensidade e fluxo de pessoas varia muito. sua tecnologia ainda é muito recente no País e. pois o frio é irradiado e a distribuição de ar não provoca turbulência. Esse sistema também tem como ponto alto o conforto. pois a tomada de ar externo é feita com base nas condições térmicas externas. em Porto Alegre (RS). portanto. então. A manutenção também deve ser mais minuciosa. A automação. pois. sendo que a maioria pode ser simples de ser resolvida. mantendo-se. de modo a manter a homogeneidade da temperatura na sala e. pode “chover” no ambiente. se for atingido o “ponto de orvalho”.DÚVIDAS FREQUENTES Existem diversas formas de economia de energia. assim se ele estiver sobrecarregado o gasto será muito maior. mantendo sempre os dutos e os outros componentes em ordem. com isso. 6. como a Fundação Iberê Camargo. Abaixo será listado algumas delas. exige cuidados e conhecimento para funcionar adequadamente. USO RACIONAL DE ENERGIA . trabalha-se com vazões de água diferenciadas.

é a etiqueta exibida no ar condicionado e em vários outros eletrodomésticos. que varia de A (mais eficiente) a G (menos eficiente). A figura 15. São comprovadamente mais econômicos. que classifica o consumo de eletricidade daquele aparelho e seu grau de eficiência energética. evita investimentos desnecessários em geração. sob a supervisão do INMETRO). Testando de todas as formas possíveis os produtos antes de liberar o uso do Selo (em laboratórios credenciados. Escolhendo produtos com o Selo Procel. Selo Procel A Os aparelhos que são contemplados com este selo possuem o melhor índice de eficiência energética da categoria. no ato de sua compra. transmissão e distribuição de energia. a economia gerada por essa escolha pode resultar. estimulando a fabricação e comercialização de produtos mais eficientes. garantindo assim qual é mais eficiente e gasta menos energia. o Procel já é uma forma de se ter uma garantia da qualidade do aparelho que está comprando. Além disso. que consta no Regulamento Selo Procel de Economia. o Selo Procel foi instituído por Decreto Presidencial em 8 de dezembro de 1993. escolha os modelos que tenham o selo Procel de economia de energia. Os parâmetros a serem avaliados para cada equipamento constam nos Critérios Específicos para Concessão do Selo Procel. ao longo da vida útil do aparelho. pois são submetidos a ensaios específicos em laboratório idôneo. o equivalente ao preço de um aparelho novo. .27 Depois de dimensionado adequadamente qual aparelho usar. Ao adquirir um produto com este selo você estará garantindo economia na sua conta de energia elétrica. para o desenvolvimento tecnológico e preservação do meio ambiente. contribuindo assim. Foi criado pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel. programa do Governo Federal executado pela Eletrobrás. pois indica os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria. indicado pelo Procel.

um exemplo é o “timer”. não pode obstruir as laterais e o fundo. pois isso dificulta a troca térmica do gás com o ar. Na hora da instalação. que fique num local onde também não tenha que colocar uma grande quantidade de tubulação.28 Figura 15: Etiqueta Procel de consumo de energia Observa-se também os recursos. deve-se optar por um aparelho que possua a tecnologia Inverter. e assim ocorrer perda de carga e aumentar o consumo de energia. No caso dos aparelhos de ar condicionado de janela. Porém. a unidade condensadora (externa) tem que ficar em uma área com boa circulação de ar e que não haja muita incidência de raios solares. aumentando . Se por acaso será usado por períodos longos. para que o aparelho funcione adequadamente. pois com o hábito de dormir bastante e esquecer de desligar o aparelho esse botão ajuda a desligá-lo com o tempo programado por você.

diminuindo assim o calor que entra no ambiente climatizado. A limpeza regular dos filtros de ar é necessária. Além disso. além de aumentar o consumo de energia. e consequentemente menor eficiência. pois os filtros sujos impedem a circulação livre do ar. Um bom uso da cortina é usando o blecaute. pois quando o tempo se reduz a aproximadamente 20 a 30 minutos. diminuindo a vida útil do equipamento. o intuito de desligar o aparelho é necessário apenas quando irá se ausentar do local por um tempo prolongado. maior a irreversibilidade. Muitas vezes uma dúvida frequente aparece sobre quando é necessário desligar o aparelho ou deixá-lo ligado ao sair do ambiente climatizado. A unidade evaporadora (interna) deve possuir espaço suficiente tanto para a instalação quanto para futuras manutenções. comprado e instalado corretamente. é um ato onde consegue reduzir o gasto de energia. forçando o aparelho a trabalhar mais. Deve-se ter cuidado para não acontecer a instalação atrás das cortinas. pois assim diminui a necessidade do uso do ar condicionado. exigindo que o compressor precise se esforçar mais para funcionar. O frio excessivo do ar condicionado também é um sério problema. deve-se atentar aos cuidados do dia a dia. reduzindo assim a eficiência do aparelho. pois um grau pode elevar em até 8% o consumo de energia. pois isso pode dificultar a vazão do ar. A sua parte externa também não deve ficar exposta aos raios solares. sem bloquear as grades de proteção. é mais interessante que não desligue o aparelho. Sem falar que os movimentos realizados por ele podem acabar danificando o tecido da cortina. quanto maior a diferença de temperatura externa para a interna. O simples ato de fechar as portas e janelas para evitar a entrada do ar externo. devendo ser instaladas proteções. Depois de dimensionado. por que elas impedem a entrada do sol. baseando-se assim a temperatura considerada agradável para a maioria das pessoas é de 22°C a 24°C. Na verdade. então o verifique que o termostato está regulado de forma correta. pois ligar e . pois os fabricantes recomendam não cobrir os aparelhos com nenhum tipo de tecido ou outro material.29 a pressão interna no sistema. e assim não exigir do compressor fique se esforçando mais.

acarreta em picos de consumo e em um maior gasto de energia. Esquadrias de PVC estão sendo uma opção de economia para a climatização. a janela tem um grande potencial para reduzir os gastos com a climatização. não se está apenas protegendo o próprio patrimônio. Outros bons itens a serem lembrados são cortinas de ar e portas automáticas. mais se economiza. faz questão de ressaltar Oliver Legge. Assim o ar condicionado faz toda diferença. Para isso é necessário protegê-la contra a entrada de radiação solar e . mas existem alguns problemas a serem instalados. Como já foi mencionado. Ele explica que quanto menos energia se perde pelas aberturas. muitos pesquisadores estão à procura de novas tecnologias para diminuir o impacto ambiental e reduzir o consumo de energia do mundo. as esquadrias de PVC contribuem para o menor consumo de energia com ar condicionado”. Aliando o ar condicionado ao comércio Em estabelecimentos comerciais é necessário que o ambiente esteja agradável para que os clientes efetuem suas compras. diretor da Kommerling na América Latina. “Considerando que toda esquadria deve desempenhar seu papel isolante. E além de evitar o desperdício energético. Atualmente.30 desligar com muita frequência. isso principalmente em relação às janelas de alumínio. que com a elevação da temperatura transmitem o calor de fora para dentro. preservando a natureza e promovendo a sustentabilidade. pois assim elas evitam constante perdas de ar e economizam energia. lembrando que quando se economiza energia elétrica. Por não conduzirem nem som nem calor. exigindo mais do funcionamento do ar condicionado para climatizar o ambiente por completo. vale ressaltar que elas são totalmente recicláveis e não têm metais pesados em sua formulação. as esquadrias de PVC podem reduzir os gastos com a climatização do ambiente proporcionando uma economia de até 75% com a energia elétrica se comparada a uma janela convencional. o primeiro cálculo advém do dimensionamento do aparelho para suprir a perda inevitável por causa das portas abertas das lojas. mas também o planeta. Neste quesito. Outro conselho que melhora a qualidade do ar da loja é dar atenção à fachada do prédio.

evitando assim gastos desnecessários. . self. quanto no papel de usuário dos aparelhos de ar condicionado as medidas racionais que devem ser tomadas capazes de reduzir o consumo de energia. Além disso. Conhecer as técnicas de melhorias de eficiência energética permite reduzir os custos de operação e manutenção do sistema de ar condicionado. E também as indústrias utilizam métodos de economia de energia. para hospitais. forros falsos também são ótimas formas de economia de energia. ou termo acumulação. Para tanto. se aplicação residencial. A utilização de telhados de cor clara. CONCLUSÃO Nos dias de hoje. 7. além da correta utilização do usuário. vimos que é necessário a seleção no projeto do sistema de ar condicionado adequado para determinados ambientes. etc. observa-se. quão importante é ter uma noção básica para o engenheiro de como utilizar e projetar de forma adequada equipamentos de ar condicionado.31 do ar não tratado. Pintar a parede externa com cores claras e próximas ao branco pode contribuir nessa tarefa. aplicar uma película evita a entrada de radiação e ajuda a manter a temperatura. para reduzir os ganhos de calor por insolação e isolamento térmico nos telhados. assim o uso racional ocorrerá com o uso do split ou janela em uso residencial. O custo do sistema de ar condicionado pode chegar a 30% da conta de energia. que a energia custa mais caro. comercial ou industrial. como por exemplo. por exemplo. se a fachada for de vidro. Técnicas de inovação como sistema inverter exemplificam o uso racional de energia em instalações de ar condicionado com conforto e economia de energia. é preciso saber selecionar a melhor opção do tipo de ar. a utilização de termo acumulação. industrias e grandes instalações. portanto. onde se busca a redução do uso de energia elétrica. principalmente em horários de pico. pelo uso de energia de forma racional.

org/wiki/VRV  http://www. 2005.pdf  http://gelarapido.sistemasdearcondicionado.com.br/disciplinas/TM182/CLIMATIZACAO/apostila/8_TER MOACUMULACAO.pt/industria/produtos/sensores-aquisicao-de-dados-ecalibracao/sensores-e-condicionadores-de-sinal/sensores-de-dioxido-decarbono-CO² /  http://ppgec.  PENA.br/o-que-e-split-inverter  http://www.br/sistema-retrofit-em-aparelhos-split  http://ppgec.com.fogliene.com.html  http://www.com.mra.html  http://www.br/cont/m/rev/sistema-de-ar-condicionado-eficientereduz-consumo-de-energia_10613_0_1  http://www. Eficiência energética em sistemas de refrigeração? Industrial e Comercial.br/o-que-e-o-ar-condicionado-inverter  http://www.com/applications/vfd-for-refrigeration-compressors. Disponível em:  https://pt. Procel.br/sistema-inverter-tecnologia-e-inovacao-em-arcondicionado/  http://www.aecweb.br/setor/ar-condicionado-14  http://ftp. Rio de Janeiro.ufpr.br/node/8 .br/2008/11/sistemas-determoacumulao.webarcondicionado.br/retrofit-modernizando-sistemas-declimatizacao  http://www.br/conteudo.wikipedia.com.usp.poli.arcondicionado.poli.forumdaconstrucao.com.com/applications/vfd-for-pumps.com.com.com.br/node/8  http://www.html  http://www.gozuk.webarcondicionado. 2002. Sergio Meirelles.usp.php?a=4&Cod=1425  http://www.webarcondicionado.32 REFERÊNCIAS  Material fornecido pelo professor  Eletrobrás/Procel.gozuk.html  http://www. Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica.demec.gozuk.com/applications/variable-frequency-drive-in-fanssystem.

com.net/files/wegnet/WEG-curso-dt-6-motores-eletricosassincrono-de-alta-tensao-artigo-tecnico-portugues-br.weg.pdf .33  http://opiniaoenoticia.br/vida/tecnologia/inovacoes-nos-sistemas-de-arcondicionado-prometem-menos-gasto-de-energia/  http://ecatalog.