You are on page 1of 19

Ficha de revisão 1

Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data

Professor

/

1. Complete, com um dos símbolos  ou , de modo a obter afirmações verdadeiras.
1.1.

1 23 2

 ........
4 20 5

1.2. 

4 1
: ........
5 5

1.3.

2
 22 ........
3

1.4.    :  

 1
 7

2

2

 1
  5........
 14 

2. Considere os conjuntos A, B, C e D.

A  2 , 3 , 5 , 8 ,11

B  1, 3 , 7 , 10

C  3 , 5 , 9 , 10

D  1, 3 , 7 , 8

Defina os conjuntos:
2.1. A  B

2.2. A  B

2.3. B  C

2.4. B  D

2.5.

A  B  C

3. Resolva, em

, cada uma das equações do 1.º grau.

3.1. 2   5  x  

3.3.

2.6. A   B  C 

1
3

3.2.

5 1 x


 2   x
3 3  2

3.4. 3 

3.5. x  3  2  x   4 1  x 

4. Classifique em

4.1. 6 

,

1
5  26
2
5

,

e

3.6. 

2  4x
1 x

3
2

2
1 x

    3
3
52

cada uma das equações. Justifique as respostas.

x

4.3. x  3  x

1
 2 1  2 x   0
5

4.2.

2 1
4
 2  x   x 
3 3
3

7

4.4. 3 x  2   x  
2

/20

Ficha de revisão 1

5. Classifique, em

, cada uma das condições.

Justifique as respostas.
5.1. 4  x  1

5.2. 6  12 x  0

5.3. 2x  0

5.4. 2x  0

5.5. 2x  0

5.6. x 2  0

6. Resolva, em
6.1.

x 1 x 1

0
5
2

6.2. 

6.3.

, cada uma das inequações.

x 3
 1   1  x 
2

4x 1

3
6

1
x
x

6.4. 0  1  2
3
2

7. Resolva, em

, cada uma das equações do 2.º grau.

7.1. 3x  x 2
7.2. 2x 2  16
7.3. 3x 2  2x  1

x

7.4. 4 x 2  1  2  2  
3

7.5. 3x 2  2x  1

x 
2

7.6.   2    x    0
3 
3

7.7.

 2x  3 

7.8.

3x  13x  1  17

2

 3  x  3 

Miniteste 1 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20

Professor

N.º

Matemática A | 10.º ano
Data
/

/20

1. Considere as expressões.
(A) : Portugal é um país europeu.
(B) : 4 + 2 = 3
(C) : π + 2
(D) : O Sul de Portugal é mais bonito que o Norte de Portugal.
(E) : Azul
Indique as que são proposições.

2. Indique o valor lógico de cada uma das proposições.
a : O número 27 é par.
b : O número 1 é primo.
c : O menor quadrado perfeito maior que 100 é 121.
d:

17 está compreendida entre 4 e 5.

e : O Sol é uma estrela.
f : A cidade de Guimarães fica situada no Norte de Portugal.
g : Portugal foi fundado no século XII.
h : O oceano Pacífico é o maior de todos os oceanos.
i : Luís Vaz de Camões escreveu Os Maias.

3. Considere as proposições.
p : Um triângulo equilátero tem os três ângulos internos obtusos.
q : Um polígono com nove lados chama-se eneágono.
r : O cubo é um poliedro convexo regular.
3.1. Indique o valor lógico de cada uma das proposições.
3.2. Utilizando duas das proposições dadas e o símbolo  , escreva uma proposição:
3.2.1. verdadeira;
3.2.2. falsa.

Questão-aula 1
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

Professor

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data
/

/20

Item de seleção
1. Considere a proposição.
O quadrado de qualquer número real é um número real positivo.
Qual das seguintes proposições é equivalente à proposição dada?

(A)

3 é um número irracional.

(B) A soma dos três menores números primos é 10.
(C)
(D)

9  4  13
3 1

6 3

Item de construção
2. Considere as proposições.
p : Uma pirâmide pentagonal tem 5 faces.
q : Um prisma hexagonal tem 12 arestas.
r : Uma pirâmide triangular tem 4 vértices.
s : A esfera é um poliedro.

2.1. Indique o valor lógico de cada uma das proposições dadas.
2.2. Utilizando duas das proposições dadas e o símbolo  , escreva uma proposição:
2.2.1. verdadeira (indique todos os casos possíveis);
2.2.2. falsa (indique todos os casos possíveis).

Miniteste 2 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data

Professor

/

/20

1. Indique o valor lógico da negação de cada uma das proposições.
1.1. A soma das amplitudes dos ângulos internos de qualquer triângulo é 180º.
1.2.

1 1

6 5

2
2
1.3.  a  b   a  b
2

2

x2
x
1.4.   
2
2
1.5. O comprimento da diagonal de um quadrado tem o dobro do comprimento do seu lado.

2. Considere as proposições:
p : 17 é um número primo
q : –3 é um número natural
2.1. Escreva em linguagem simbólica cada uma das proposições.
2.1.1. 17 é um número primo e –3 é um número natural.
2.1.2. Se –3 é um número natural, então 17 não é um número primo.
2.1.3. –3 é um número natural se e somente se 17 é um número primo.
2.1.4. 17 não é um número primo ou –3 não é um número natural.
2.2. Indique o valor lógico das proposições p e q, assim como das indicadas em 2.1..

3. Considere as proposições p e q tais que p é verdadeira e p  q é falsa.
Indique o valor lógico de cada uma das proposições:
3.1. ~ q
3.2. ~ p  q
3.3. p ~ q
3.4. ~ p  q

Questão-aula 2
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Professor

Matemática A | 10.º ano
Data
/

/20

Item de seleção
1. Das seguintes proposições, apenas uma é verdadeira. Identifique-a.
(A) Se zero é um número real não positivo, então 2 não é um número primo.
(B) 

(C)
(D)

1
2
  e 32  9
3
5

1
 1 ou 4  2  5
5

2 não é um número irracional se e somente se 22   2  .
2

Item de construção
2. Considere as proposições.
a : 7 é um número racional.
b : 7 7
c : 2   3

2.1. Indique o valor lógico de cada uma das proposições dadas.
2.2. Escreva em linguagem natural cada uma das proposições e indique o respetivo valor
lógico.
2.2.1. ~ a  b
2.2.2. a ~ b
2.2.3. ~ a  c
2.2.4. ~ c  b

Miniteste 3 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data

Professor

/

/20

1. Considere as proposições.
a : Paris é uma cidade francesa.
b : Rio de Janeiro é a capital do Brasil.
c : Roma é a capital da Áustria.
d : Barcelona fica situada no nordeste de Espanha.
1.1. Indique o valor lógico de cada uma das proposições.
1.2. Determine o valor lógico das proposições.
1.2.1. a ~ b
1.2.2. ~  a ~ b 
1.2.3. ~  ~ a  b 
1.2.4. c ~ d
1.2.5. ~  d  ~ c 

2. Considere as proposições p e q tais que p ~ q é uma proposição falsa.
Indique o valor lógico de cada uma das proposições.
2.1. ~  p  ~ q 
2.2. ~  p ~ q   q 

3. Identifique as operações lógicas e as proposições elementares envolvidas na proposição
seguinte e escreva-a em linguagem simbólica, como no exemplo apresentado.
Se nem 100 é um número racional nem π é um número irracional,
então 100π é um número real.
2

2

 1
 1
Exemplo: A proposição “3 < 4 se e somente se 32  42 ou      ” pode traduzir-se, simbolicamente, por
3
4
2

2

 1
 1
  4 .
3
 

2
2
a  b  c , sendo as proposições elementares a : 3  4 , b : 3  4 e c : 

Questão-aula 3
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Professor

Matemática A | 10.º ano
Data
/

/20

Item de seleção
1. Das proposições seguintes, identifique a que é equivalente à proposição

 p  q  , sendo:

p : O menor número inteiro pertencente a 3 ,   é o 3.
q : O maior número inteiro pertencente a  5 , 2  é o 6.


(A) ~  ~ p ~ q 
(B) ~  p  q 
(C) ~  p  ~ q 
(D) ~  p ~ q 

Item de construção
2. Considere as proposições.
a : 3 é divisor de 12.
b : 8 é múltiplo de 4.
c : 4 não é divisor de 18.
2.1. Aplique as leis de De Morgan e escreva cada uma das proposições obtidas em linguagem
natural.
2.1.1. ~  a  b 
2.1.2. ~  b ~ c 

2.2. Escreva a proposição em linguagem simbólica.
3 não é divisor de 12 quando 8 é múltiplo de 4,
a menos que 4 seja divisor de 18.

Miniteste 4 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data

Professor

/

/20

1. Considere as proposições p e q.
Verifique, utilizando tabelas de verdade, que:
1.1. p  q ~ q ~ p
1.2. q  p ~ p ~ q

2. Utilizando as propriedades das operações lógicas, simplifique cada uma das proposições:
2.1. b   a ~ b 

2.2. ~  ~ a  b   b

2.3. ~  a  b    ~ a  b  

2.4.  a ~ b   a

3. Dadas as proposições p e q, a disjunção p  q designa-se por disjunção exclusiva e é
verdadeira quando e apenas quando p e q têm valores lógicos distintos.
Prove, utilizando tabelas de verdade, que  p ~ q    ~ p  q   p  q .

Questão-aula 4
Nome da Escola

Ano letivo 20

/20

Matemática A | 10.º ano

Nome do Aluno

Turma

N.º

Data

Professor

/

Item de seleção
1. Considere a proposição a  b .
Admita que a  p ~ q e b  p  q .
Qual das seguintes opções é a contrarrecíproca da proposição a  b ?
(A) p

(B)  p  q    p ~ q 

(C) q

(D)

p q    p  q 

Item de construção
2. Considere a proposição a   ~ a  b    ~ a .
Prove que a proposição é falsa independentemente do valor lógico de a e de b.

/20

Miniteste 5 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data

Professor

/

/20

1
7 

1. Considere o conjunto A   5 ,  , 2 , ,   .
2
3 

1.1. Escreva em linguagem simbólica cada uma das proposições.
1.1.1. Todo o elemento de A é um número racional.
1.1.2. Há pelo menos um elemento de A que é um número não racional.
1.1.3. Qualquer elemento de A é um número real.
1.2. Traduza para linguagem natural cada uma das proposições e indique o seu valor lógico.
1.2.1. x  A : x 2  5  0
1.2.2. x  A , x    0

2. Considere as condições:

a : x 2  1

b : x 2  1

c : x2  1

d : x2  1

2.1. Para cada uma das condições dadas, indique se é universal, possível ou impossível em
2.2. Classifique as seguintes condições, definidas em
impossíveis.
2.2.1. x 2  1  x 2  1
2.2.2. x 2  1  x 2  1
2.2.3. x 2  1  x 2  1
2.2.4. x 2  1  x 2  1

3. Classifique cada uma das condições.
3.1. x  1  x 
3.2. x  1  x 
3.3.

x 1  x

3.4. x  0  x 
3.5. x   x 

, em universais, possíveis ou

.

Questão-aula 5
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

Professor

/20
N.º

Matemática A | 10.º ano
Data
/

/20

Item de seleção
1. Qual das proposições é verdadeira?
(A) x  : 2x  1  0
(B) x 

(C) x 

: 1000x  x

(D) x 

, x 0

,

x 1

Item de construção
2. Seja D o conjunto de todos os divisores de 72.
Escreva em linguagem natural cada uma das proposições e indique o seu valor lógico.
2.1. x  D : x é primo
2.2. x  D , x é múltiplo de 3
2.3. x  D : x é múltiplo de 5
2.4. x  D , x  1

Miniteste 6 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

/20

Matemática A | 10.º ano

Nome do Aluno

Turma

N.º

Data

Professor

/

/20

1. Escreva uma afirmação equivalente à negação de cada uma das proposições, utilizando as
segundas leis De Morgan.
1.1. Não é verdade que o Rui estude ou vá ao cinema.
1.2. Não é verdade que o Rui jogue futebol e seja bom aluno.
1.3. Existe um aluno na minha escola que não estuda.
1.4. Todos os alunos da minha escola estão a estudar.
2. Considere a proposição x 

, 2x  0  x  2 .

2.1. Indique o valor lógico da proposição dada.
2.2. Escreva a negação da proposição dada sem utilizar o símbolo ~.

3. Utilize um contraexemplo para mostrar que é falsa a proposição:
Todos os quadriláteros convexos com os lados geometricamente iguais
têm as diagonais com o mesmo comprimento.

Item de seleção
Questão-aula 6
Nome da Escola

Ano letivo 20

/20

Matemática A | 10.º ano

Nome do Aluno

Turma

N.º

Data

Professor

/

1. Considere a proposição: “Se um aluno estuda, então é aprovado no exame.”
Qual das proposições é a negação da proposição dada?
(A) O aluno estuda e é aprovado no exame.
(B) O aluno estuda ou não é aprovado no exame.
(C) O aluno estuda e não é aprovado no exame.
(D) O aluno estuda ou é aprovado no exame.

Item de construção
2. Determine, para cada caso, a negação das proposições, sem utilizar o símbolo ~.
2.1. x 

, x2  1

2.3. x  A : x é par  x  2

2.2. x 

: x 1

2.4. x  B , x  1  x  3

/20

Miniteste 7 (20 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

/20

Matemática A | 10.º ano

Nome do Aluno

Turma

N.º

Data

Professor

/

1. Considere os conjuntos.

A  x  :  2x  10

B  x

: 6x  x 2

C  x

:

/20

2  x 

2

4

Defina, sob a forma de intervalo ou união de intervalos disjuntos, os subconjuntos de
1.1. A  C

1.2.

B  C  \ A

1.3. A \  B  C 

.

1.4.

A\B
2. Indique se, para qualquer concretização de variáveis no conjunto U, se obtém, das seguintes
condições, implicações verdadeiras e escreva as respetivas contrarrecíprocas.
2.1. x é múltiplo de 8  x é par U 

2.2.

x  3  x  8 U 

2.3. Se um triângulo tem um ângulo interno obtuso, então não é equilátero (U é o conjunto dos
triângulos de um dado plano).
2.4. Se um losango tem as diagonais perpendiculares, então é um quadrado (U é o conjunto
dos losangos de um dado plano).


3. Considere os conjuntos A   x 

Mostre que A = B.

:

1

é um número real  e B   x 
x

: x  0 .

Questão-aula 7
Nome da Escola

Ano letivo 20

/20

Matemática A | 10.º ano

Nome do Aluno

Turma

N.º

Data

Professor

/

/20

Item de seleção
1. Considere a proposição: “Trabalhar é condição necessária para ter dinheiro.”
Qual das proposições corresponde à negação da proposição p?
(A) Se tem dinheiro, então trabalha.

(B) Tem dinheiro e não trabalha.

(C) Se não trabalha, então tem dinheiro.

(D) Não tem dinheiro ou não trabalha.

Item de construção
2. Considere os conjuntos de números reais.


A  x 

:

1 2x


 1  5  , B  x 
3 3

: 4  4x e C  x 

:

 x  3  x  6 

Defina, sob a forma de intervalo ou união de intervalos disjuntos, cada um dos conjuntos dados
e, em seguida, estabeleça uma relação de inclusão entre eles.

Ficha de preparação para o teste de avaliação 1
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20

Matemática A | 10.º ano

N.º

Data

Professor

/

/20

1. Mostre, sem recorrer a tabelas de verdade, que a proposição p   p  q    p ~ q   é
verdadeira independentemente do valor lógico de p e de q.
2. Considere as proposições.
p : O Fernando é picheleiro.

q : O Fernando é pintor.

r : O Fernando é médico.

Sabe-se que a proposição  p  q    q  r    ~ r  é verdadeira.
Qual é a profissão do Fernando?

3. Defina, em extensão, cada um dos conjuntos.
3.1. A  x 

: 2x  1  15

3.2. B  x 

: x2  1

3.3. C  x  A : x  3
4. Considere o conjunto A  1, 2 , 3 , 4 , 5 , 6 , 7 , 8 , 9 , 10 .
Determine, justificando, o valor lógico de cada uma das proposições.
4.1. x  A , 4  x  14
4.2. x  A : 15  x  14
4.3. x  A ,

1 1

x 14

4.4. x  A :

3

x  2

5. Classifique cada uma das condições que se seguem, no universo U considerado.

U  
x  0 U  
x 2  0 U  

5.1. 2n  2  n  n

5.2. 2x  4  0 

5.3. 2x  1  0 

5.4. 1  x  0  3x  x

5.5. 8  x 2  0 

2

x 0

2

2

U  
U  

6. Traduza em linguagem natural cada uma das proposições e indique o seu valor lógico.
6.1. x  1, 9 ,12 , 21 : x é primo
6.3. x 

6.2. x 

, xx

: x2  0  x  0

6.4. x  , 2x  2x

7. Identifique as proposições elementares e as operações lógicas envolvidas na proposição
seguinte e escreva-a em linguagem simbólica.
Ser múltiplo de 15 é condição necessária para que seja múltiplo de 3 e ímpar.
8. Considere os conjuntos.

A   x  : x  9

B  x 

:

 x  80 

C  x  :  12  x  77

8.1. Quantos elementos têm cada um dos conjuntos dados?
8.2. Defina em extensão cada um dos conjuntos.
8.2.1. C \ B
8.2.2. A \ B
8.2.3. A  C
9. Mostre que a afirmação é falsa, apresentando em contraexemplo.
A raiz quadrada do quadrado de qualquer número real é um número real positivo.

Teste de avaliação 1 (90 min)
Nome da Escola

Ano letivo 20

Nome do Aluno

Turma

/20
N.º

Professor

Matemática A | 10.º ano
Data
/

1. Considere a proposição  p  q  

p q  .

Qual das seguintes proposições é equivalente à proposição dada?
(A) p

(B) q

(C)

q

(D)

p

2. Qual das proposições seguintes é falsa?
(A) x , x é um quadrado  x é um retângulo
(B) x , x é um quadrado  x é um losango
(C) x , x é um trapézio  x tem os lados paralelos dois a dois
(D) x , x tem dois lados paralelos  x é trapézio

3. Considere a proposição p:

p : x  , x  2  x 2  4
Qual das proposições seguintes é a negação da contrarrecíproca da proposição p?
(A) x 

, x  2  x2  4

(B) x 

: x2  4  x  2

(C) x 

: x2  4  x  2

(D) x 

, x  2  x2  4

4. Considere os conjuntos:

A  1, 3 , 5 , 7

B  2 , 3 , 4 , 6 , 7

C  3 , 5 , 6 , 8 ,10

Qual das proposições seguintes é verdadeira?
(A)  A  B  \  A  C   5

(B)  B  C  \  A  C   7

(C)  A  C  \  A  B   5

(D)  A \ B  \  B  C   1

5. Qual dos conjuntos tem uma infinidade de elementos?

(A) n :  1
(C)  x : x 

n 2

n

 x  2

(B) x : x 

(D) x : x 

 1  x  x
 x2  x

/20

Teste de avaliação 1 (90 min)

6. Considere as proposições.
p : Há números inteiros entre

5 e

10 .

q : Qualquer número real é pelo menos igual ao seu dobro.
r : Há números racionais não negativos.
6.1. Escreva cada uma das proposições em linguagem simbólica.
6.2. Escreva, sem utilizar o símbolo ~, a negação de cada uma das proposições e indique o
seu valor lógico.

7. Considere as proposições:
a : O António não comeu peixe.
b : O António comeu ovos.
c : O António comeu carne.
Sabendo que a proposição

a  b   c

é verdadeira, diga o que o António comeu.

8. Considere os subconjuntos de números naturais:

P  x  : 6  x  20
A  x  P : x é par
B  x  P : x é divisor de 48
C  x  P : x é múltiplo de 5
Defina em extensão cada um dos conjuntos.
8.1. P

8.2. A

8.3. B

8.4. C

8.5. B \ A

8.6. P \ C

9. Sejam p e q duas proposições.
9.1. Mostre, recorrendo a uma tabela de verdade, que:

 p  q    p  q   q  p 
9.2. Determine a negação de  3  4  7    4  8  .

10. Demonstre por contrarrecíproco que, sendo m e n números naturais, se m2  n2 é par, então
m – n é par.

Soluções
Ficha de revisão 1
1.1. 
1.2. 
2.1. {1, 2, 3, 5, 7, 8, 10, 11}
2.3. {1 , 3 , 5 , 7 , 9 , 10}
2.5. {3, 5, 9, 10}

1.3. 
2.2. {3}
2.4. {3, 7}
2.6. {3, 5}

3.1. S  

3.2. S  

10 

3

3.3. S   

14 

5

3.4. S   

38 

3 

e

9

5

.

9

5

e

, pelo que a equação é impossível em
9

5

e em

.

, pelo que a equação é impossível em
(pertence, também, a

é possível e determinada em
3

 1

4.3.

;

3

 1

impossível em
Em

e em

, pelo que a equação é possível e

determinada em
2 

17 

5

3.6. S  

9

5

4.2. 2 

9 

 20 

3.5. S  
4.1.

7.7. S  0,

1.4. 

,

e

e

,

.

), pelo que a equação

ea

e em

.

3
 , pelo que a equação é
1 

.

, a equação é possível e determinada, uma vez que

3
é um número real.
 1
7
4.4.  
5

em

7
e  
5
7
.  
5

, pelo que a equação é impossível em
e 

determinada em

7

5

e em

e

, pelo que a equação é possível e
.

5.1. O valor absoluto de qualquer número real é sempre um número
real não negativo, pelo que 4  x nunca pode ser igual a –1.
Assim, a condição 4  x  1 é impossível em
5.2. 6  12 x  0  x 

.

1
2

Miniteste 1
1. (A) e (B)
2.
Proposição Valor lógico
a
Falso
b
Falso
c
Verdadeiro
d
Verdadeiro
e
Verdadeiro
f
Verdadeiro
g
Verdadeiro
h
Verdadeiro
i
Falso
3.1.
Proposição Valor lógico
p
Falso
q
Verdadeiro
r
Verdadeiro
3.2.1. q  r ou r  q
3.2.2. p  q ou q  p ou p  r ou r  p
Questão-aula 1
1. (D)
2.1.
Proposição Valor lógico
p
Falso
q
Falso
r
Verdadeiro
s
Falso
2.2.1. p  q ; q  p ; p  s ; s  p ; q  s ou s  q
2.2.2. p  r ; r  p ; q  r ; r  q ; r  s ou s  r
Miniteste 2
1.1. Falso
1.3. Verdadeiro
1.5. Verdadeiro
2.1.1. p  q
2.1.3. q  p
2.2.
Proposição
p
q
q

.

2x  0 é possível e determinada em

.

5.4. O valor absoluto de qualquer número real é sempre um número
real não negativo, pelo que

2x  0 é uma condição

.

5.5. 2x  0  2 x  0  x  0
A condição 2x  0 é possível e determinada em

.

5.6. x  0  x  0 (o quadrado de qualquer número real é sempre
2

p

qp

2x  0 x  0 , então x   , 0 , pelo que a condição

impossível em

7.8. S  

pq

A condição 6  12x  0 é possível e determinada em
5.3.

9

4

p

q

3.1. Verdadeiro
3.3. Verdadeiro
Questão-aula 2
1. (C)
2.1.
Proposição
a
b
c
2.2.1.

um número real não negativo).

1.2. Falso
1.4. Verdadeiro
2.1.2. q  p
2.1.4. p q
Valor lógico
Verdadeiro
Falso
Falso
Verdadeiro
Falso
Verdadeiro
3.2. Falso
3.4. Verdadeiro

Valor lógico
Verdadeiro
Falso
Falso

a  b : 7 é um número irracional e

7 7.

Falso

A condição x 2  0 é possível e determinada em
7

6.1. S    ,  
3

6.2. S  1,   

9

6.3. S    , 
2

6.4. S  5,   

7.1. S  0, 3

7.2. S  2 2 , 2 2

 1 
7.3. S    , 1
 3 

7.4. S  0, 

7.5. S  

7.6. S   , 6 


2
3


2.2.2. a 

b : 7 é um número racional ou

7 7 .

Verdadeiro
a  c : Se 7 é um número irracional então –2 < –3.
2.2.3.
Verdadeiro
c  b : 2  3 se e somente se
Falso
Miniteste 3
1.1.
Proposição Valor lógico
a
Verdadeiro
b
Falso
c
Falso
d
Verdadeiro

2.2.4.

1
6

.

7 7.

Soluções
1.2.1. Verdadeiro
1.2.2. Falso
1.2.3. Verdadeiro
1.2.4. Verdadeiro
1.2.5. Falso
2.1. Verdadeira
2.2. Verdadeiro
3. Sendo:
a : 100 é um número racional
b :  é um número irracional

b: Condição universal
c: Condição possível (não universal)
d: Possível (não universal)
2.2.1. Condição impossível
2.2.2. Condição universal
2.2.3. Condição impossível
2.2.4. Condição universal
3.1. Condição impossível
3.2. Condição possível (não universal)
3.3. Condição possível (não universal)
3.4. Condição universal
3.5. Condição universal

c : 100 é um número real
A proposição pode traduzir-se, simbolicamente, por:

a b   c

Questão-aula 3
1. (A)
2.1. Por exemplo:
a b : 3 não é divisor de 12 ou 8 não é múltiplo de 4.

Questão-aula 5
1. (C)
2.1. Existe pelo menos um elemento de D que é primo.
Valor lógico: verdadeiro
2.2. Todo o elemento de D é múltiplo de 3.
Valor lógico: falso
2.3. Existe pelo menos um elemento de D que é múltiplo de 5.
Valor lógico: falso
2.4. Qualquer que seja o elemento de D, este é maior que um.
Valor lógico: falso

b  c : 3 não é divisor de 12 e 4 não é divisor de 18 ou,
nem 3 é divisor de 12 nem 4 é divisor de 18.

2.2. c   b  a 
Miniteste 4
1.1.
p q
V V
V F
F V
F F

q
F
V
F
V

p
F
F
V
V

pq
V
F
V
V

q p
V
F
V
V

Miniteste 6
1.1. O Rui não estuda e não vai ao cinema.
1.2. O Rui não joga futebol ou não é bom aluno.
1.3. Todo o aluno na minha escola estuda.
1.4. Há pelo menos um aluno na minha escola que não estuda.
2.1. Verdadeiro
2.2. x  : 2x  0  x  2
3. A proposição é falsa, porque, por exemplo, um losango não
quadrado tem os lados geometricamente iguais e não tem as
diagonais com o mesmo comprimento.

Observando as duas últimas colunas tem-se que:
pq  q  p
1.2.
p
V
V
F
F

p
F
F
V
V

q
V
F
V
F

q
F
V
F
V

qp
V
V
F
V

p q
V
V
F
V

Questão-aula 6
1. (C)

Observando as duas últimas colunas tem-se que:
qp p q
2.1. b  a
3.
p

q

V
V
F
F

V
F
V
F

p
F
F
V
V

2.2. V
p

q
F
V
F
V

2.3. F
q

F
V
F
F

pq

2.1. x 

2.2. x  , x  1

2.4. b  a

 p

F
F
V
F

q   p  q

2.3. x  A , x é par  x  2
pq

F
V
V
F

F
V
V
F

Observando as duas últimas colunas, tem-se que:

p 

: x2  1

q   p  q  p  q

2.4. x  B : x  1 x  3
Miniteste 7
1.1. {4}
1.2. {0 , 6}
1.3. {1 , 2 , 3}
1.4. {1 , 2 , 3 , 4}
2.1. Proposição verdadeira
Contrarrecíproca:
x não é par  x não é múltiplo de 8 U 

Questão-aula 4
1. (C)

x 8x 3

2. a   a  b   a  a a   a  b   a 
 F   a  b   a   a  b   a 

 a  a  b  F  b  F
A proposição dada é falsa independentemente do valor lógico de
a e de b.
Miniteste 5
1.1.1. x  A , x 

2.2. Proposição falsa.
Contrarrecíproca:

1.1.2. x  A : x 

1.1.3. x  A , x 
1.2.1. Existe pelo menos um elemento de A que a diferença entre
o seu quadrado e cinco é igual a zero.
Ou
Existe pelo menos um elemento de A tal que é a solução da
equação x 2  5  0 . Valor lógico: verdadeiro.
1.2.2. A diferença entre todo o elemento de A e  é menor que zero.
Ou
Qualquer elemento de A verifica a condição x    0 .
Valor lógico: Falso
2.2. a: Condição impossível

U  

2.3. Proposição verdadeira.
Contrarrecíproca: Se um triângulo é equilátero então não tem
um ângulo interno obtuso (U é o conjunto dos ângulo interno
obtuso (U é o conjunto dos triângulos de um dado plano).
2.4. Proposição falsa.
Contrarrecíproca: Se um losango não é um quadrado então
não tem as diagonais perpendiculares (U é o conjunto dos
losangos de um dado plano).
3. Sabemos que todo o número real diferente de zero tem inverso,
pelo que A  \ 0 . Por outro lado, o módulo de qualquer
número real diferente de zero é positivo, pelo que B 
Desta forma, A = B.
Questão-aula 7
1. (B)
2. A  1, 6 , B   1,   e C  3 , 6
C  AB

Ficha de preparação para o teste de avaliação 1

\ 0 .

Soluções
1. p   p  q   p  q   p   p  q    p  q  

A  C  9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

 p   p   q  q  

 p   p  F  p 

V
2. p é verdadeira e q e r são falsas, pelo que o Fernando é
picheleiro.
3.1. A = {1 , 2 , 3 , 4 , 5 , 6 , 7 , 8}
3.2. B = {–1}
3.3. C = {4 , 5 , 6 , 7 , 8}
4.1. Falso, pois 10  A e 4 + 10 = 14

4.2. Verdadeiro, pois 1 A e 15 – 1 = 14.
4.3. Verdadeiro, pois o inverso de qualquer elemento de A é
1
superior ou igual a
.
14
4.4. A proposição é verdadeira, pois 8  A e

3

ou seja A  C  A , já que A  C .

p

9. A afirmação é falsa, pois 0 

Teste de avaliação 1
1. (B)
2. (C)
4. (C)
5. (B)
6.1. p : x 

5.2. Condição possível não universal
5.3. Condição impossível

3. (C)

5  x  10

:

r : x 

6.2.

: x 0

p : x  , x  5  x  10 . Valor lógico: falso
q : x 

: x  2x . Valor lógico: verdadeiro

r : x  , x  0 . Valor lógico: falso
7. As proposições a, b e c são, respetivamente, verdadeira, falsa
e verdadeira. Como a é verdadeira, o António não comeu
peixe; b é falsa, logo também não comeu ovos e como c é
verdadeira, então o António comeu carne.
8.1. P  6, 7, 8, 9,10,11,12,13,14,15,16,17,19, 20

5.4. Condição possível não universal

8.2. A  6, 8,10,12,14,16,18, 20

5.5. Condição universal

8.3. B  6,8,12,16

6.1. Há pelo menos um elemento do conjunto {1 , 9 , 12 , 21} que
é primo.
Valor lógico: falso
6.2. Há pelo menos um número real cujo quadrado é igual a zero e
que é diferente de zero.
Valor lógico: falso
6.3. O simétrico de qualquer número real negativo é superior ao
próprio número.

Valor lógico: falso
7. Proposições elementares:
a : Ser múltiplo de 15.

8.4. C  10,15, 20
8.5. B \ A  
8.6. P \ C  6,7,8,9,11,12,13,14,16,17,19
9.1.
p
V
V
F
F

q
V
F
V
F

pq

pq

qp

p  q  q  p

V
F
F
V

V
F
V
V

V
V
F
V

V
F
F
V

mesmos valores lógicos, logo  p  q    p  q   q  p  .
9.2.

 3  4  7  4  8   3  4  7  4  8 

10. O contrarrecíproco da proposição dada é:
Sendo m e n números naturais, se m – n é ímpar, então
m2  n2 é ímpar.

Se m – n é ímpar, então m – n = 2k + 1, com k ∈
Logo, m = n + 2k + 1, com k ∈

b : Ser múltiplo de 3.

Da tabela resulta que p  q e  p  q   q  p  têm os

Valor lógico: verdadeiro
6.4. Todo o número real tem o seu dobro superior ao simétrico do
seu dobro.

0  0 , pelo que não é um

q : x  , x  2x

8  2 .

5.1. Condição impossível

e

número positivo.

.

, pelo que:

m + n = n + 2k + 1 + n = 2n + 2k + 1, k ∈

c : Ser ímpar.

Assim:
(m – n)(m + n) = (2k + 1)(2n + 2k + 1) = (2k + 1)[2(n + k) + 1]

A proposição pode ser traduzida simbolicamente por:

Fazendo p = n + k ∈

b  c   a
8.1. O conjunto A é constituído por todos os números inteiros
maiores ou iguais a –9 e menores ou iguais a 9, pelo que tem
19 elementos.
O conjunto B é constituído por todos os números naturais
menores que 80, pelo que tem 79 elementos.
O conjunto C é constituído por todos os números inteiros
maiores ou iguais a –12 e menores que 77, pelo que tem 90
elementos.
8.2.1. C \ B  12,  11,  10,  9,  8,  7,  6,  5,  4,  3,  2,  1, 0
8.2.2. A \ B  9 ,  8 ,  7 ,  6 ,  5 ,  4 ,  3 ,  2 ,  1, 0

8.2.3.

:

(m – n)(m + n) = (2k + 1)(2p + 1) 
 m2 – n2 = 4k p + 2k + 2p + 1 
 m2 – n2 = 2(2k p + k + p) + 1

Logo, se m – n é ímpar, m2 – n2 também é ímpar.