You are on page 1of 1

Considerações sobre as sessões passadas

-Cada atitude tem consequência. Na última aventura eu pretendia usar uma das vítimas como
gancho pro próximo jogo caso vocês chegassem a tempo, como preferiram descansar antes
achei que fizesse mais sentido encontrarem elas mortas. Isso não necessariamente vai
impactar vocês de nenhum jeito, mas é um exemplo de coisas que podem acontecer fora do
planejado.
-O mundo de D&D é supostamente um lugar fantástico, onde qualquer lugar fora da sua cidade
pode ser perigoso. Existe até uma regra pra gerar encontros aleatórios jogando 1d12 quando
os jogadores descansam fora de uma cidade, acho interessante usar isso e inclusive jogar os
dados em aberto justamente pra dar um grau de “realidade” a mais.
-O que eu falei antes é também um dos motivos pra mim jogar os dados do combate em
aberto, pra não parecer que eu to “robando” pros jogadores. Obviamente meu objetivo não é
matar todos os jogadores, principalmente jogando contra goblins, mas acho que o grau de
aleatoriedade dos dados serve pra forçar vocês a pensarem mais durante o combate ao invés
de simplesmente atacar (por exemplo não sair correndo na frente e atacar alguém quando tu
tem poucos pvs).
-Eventuais armadilhas que eu colocar no caminho não foram criadas na hora simplesmente pra
ferrar com vocês, foi interessante a ideia do leo de amarrar o goblin e mandar ele na frente pra
ativar ela, mas nesse caso específico foi justamente onde isso não funcionaria

mas coisas aleatórias podem sempre acontecer. Em descansos curtos, por exemplo, vocês se
submetem à chance de algo acontecer.
-Armadilhas não foram colocadas do nada em algum lugar só pra matar jogadores
-Precisa de mais interpretação entre os personagens