You are on page 1of 9

IF/UFRJ

1o Semestre de 2016

Introdução às Ciências Físicas I
AD1 de ICF1

1
AD1 de ICF1

UFRJ

Questão
1a

Nome:________________________________

2a

Polo:_________________________________

4a

Nota

Rubrica

3a
Total

Instruções
Faça a AD1 à medida que você for estudando.
Não dispense a ajuda da tutoria presencial, nem da tutoria à distância para fazer a sua
AD1. Você pode entrar em contado com os tutores à distância pelo telefone 0800-2823939 e
diretamente pela ferramenta da plataforma denominada “Sala de Conferência” ou “Chat”, nos
horários disponíveis. Ou ainda pelas ferramentas da plataforma denominadas “Fórum” e “Sala
de Tutoria”, onde você pode colocar a sua dúvida e ter uma resposta da nossa equipe em até
24h durante a semana. Quando a dúvida é colocada de sexta à noite até domingo,
respondemos até a segunda-feira seguinte.
Esta AD contém quatro (4) questões. As questões devem ser resolvidas a partir dos conceitos
definidos das leis da Óptica Geométrica. Ela deve ser entregue no polo até as 15h do dia 24 de
fevereiro (4a-feira). Se ela for enviada por correio, ela deve ser postada até d i a 22 de
fevereiro.
NÃO ACEITAREMOS AD1 DIGITALIZADAS NEM ESCANEADAS.
RESPONDA AS QUESTÕES NOS ESPAÇOS RESERVADOS.
Questão 1 (4,0 pontos)
Só ganham pontos na questão os alunos que fizeram o Laboratório 1. Portanto, espere
para começar a resolver a questão depois de ir ao polo para fazer os experimentos
desse laboratório. Recomendamos que você faça essa questão imediatamente após a
realização do laboratório 1. Se quiser ajuda na correção da sua questão, utilize a Sala de
Tutoria da plataforma. Nela você pode enviar a sua resposta e discutir com os tutores à
distância.
Os cientistas utilizam o método científico para descobrir as Leis da Natureza. Na Prática 1 você
realizou o experimento 1 para descobrir um modelo para a propagação da luz em um meio
homogêneo. Com esta finalidade, foram obtidas, de duas formas diferentes, o diâmetro da
mancha luminosa produzida pela luz que atravessava um orifício circular. Na primeira forma, o
diâmetro da mancha foi obtido com as fórmulas do modelo proposto.
a) Qual o modelo proposto para a propagação da luz em um meio homogêneo? Escreva a
fórmula do modelo que permite obter o diâmetro da mancha luminosa.

b) Segundo este modelo, qual o novo tamanho da AŔEA da mancha (comparada à original)
se a distância entre a fonte e o anteparo for REDUZIDA A um terço do valor inicial? E se for

Profs. Lúcia Coutinho e Sergio Jorás

o diâmetro da mancha luminosa. Considere apenas duas posições do anteparo. NÃO ESQUEÇA DE COLOCAR AS INCERTEZAS destas medidas. d) Complete a Tabela 1 com as medidas experimentais que você realizou para obter. foi necessário obter o diâmetro da mancha luminosa de uma segunda maneira. c) Escreva as fórmulas utilizadas para se obter a incerteza experimental do diâmetro da mancha luminosa obtida com a fórmula do modelo. Utilize a primeira linha da tabela para identificar as medidas. Qual foi esta outra maneira utilizada para se obter o diâmetro da mancha? Coloque estes valores do diâmetro da mancha COM AS Profs. com a fórmula do modelo. Utilize a primeira linha da tabela para identificar as medidas e suas unidades. Transfira-as para a Tabela 2.IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 REDUZIDA DE um terço do valor inicial? Faça abaixo as contas necessárias para justificar suas respostas. Tabela 2 g) Para comprovar o modelo da propagação retilínea da luz. Tabela 1 e) Calcule com a fórmula do item a os diâmetros das manchas. Lúcia Coutinho e Sergio Jorás . f) Calcule as incertezas experimentais associadas aos diâmetros das manchas luminosas obtidos no item d e transfira-as para a Tabela 2.

Represente esses intervalos na semirreta a seguir. Escreva o intervalo J4 associado à faixa de valores da medida do diâmetro da mancha luminosa obtida da outra forma.IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 SUAS INCERTEZAS EXPERIMENTAIS na Tabela 3. escreva X FAÇA OS ITENS j E k PARA A SEGUNDA POSIÇÃO DO ANTEPARO. h) Escreva o intervalo I3 associado à faixa de valores da medida do diâmetro da mancha luminosa obtida pelas fórmulas do modelo. I4= J4 = X k) Existe interseção entre os intervalos I4 e J4 obtidos no item i? Em caso afirmativo escreva Profs. Lúcia Coutinho e Sergio Jorás . seja ela medida diretamente ou indiretamente. TRABALHE COM UMA ESCALA RAZOÁVEL. procuramos ver se há interseção entre as faixas que representam essas medidas. FAÇA OS ITENS h E i PARA A PRIMEIRA POSIÇÃO DO ANTEPARO. j) Escreva o intervalo I4 associado à faixa de valores da medida do diâmetro da mancha luminosa obtida pelas fórmulas do modelo. TRABALHE COM UMA ESCALA RAZOÁVEL. Podemos representar a faixa de valores associada à medida de uma grandeza por um intervalo de números reais. Utilize a primeira linha da tabela para identificar as medidas e suas unidades. Represente esses intervalos na semirreta a seguir. Quando precisamos comparar duas medidas experimentais para saber se há uma boa probabilidade das medidas serem consideradas iguais. I3= J3 = i) Existe interseção entre os intervalos I3 e J3 obtidos em g? Em caso afirmativo. Escreva o intervalo J3 associado à faixa de valores da medida do diâmetro da mancha luminosa obtida da outra forma. Tabela 3 Você aprendeu que toda medida experimental tem incerteza.

temos que traçar a normal à superfície no ponto onde o raio incidente a tocou. um espelho convexo? E um espelho côncavo? e) Para traçarmos um raio refletido em uma superfície. Responda às questões abaixo: a) Por que a luz branca se divide em várias cores ao atravessar um prisma? b) Um ponto luminoso emite incontáveis raios luminosos. Questão 2 (1.IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 l) Nos itens h e j você comparou as medidas experimentais obtidas pelo modelo proposto com as medidas diretas da mancha no anteparo. Lúcia Coutinho e Sergio Jorás .0 ponto) Faça esta questão após estudar a Aula 3 do Módulo 1. Qual a condição necessária para que consigamos ver esse ponto? c) Podemos ver um objeto que não emite luz. qual a direção da normal? E no caso de uma superfície esférica. Como definimos. O que é necessário para que isso aconteça? d) Uma calota lisa e polida forma um espelho esférico. No caso de uma superfície plana. Conclua sobre a compatibilidade entre seus resultados experimentais e o modelo que afirma que os raios luminosos se propagam em linha reta em um meio homogêneo. a partir dessa calota. qual a direção da normal? Profs. m) Quais experimentos da Prática 1 não podem ser explicados pela Óptica Geométrica? Explique a sua resposta. em todas as direções.

a) Desenhe a reta normal à superfície da esfera no ponto A. onde a luz sai da gota.com/watch?v=jUs7l3wJeoY http://www. j) Determine o ângulo de reflexão do raio refletido para dentro da gota no ponto B. e) Determine o ângulo de reflexão do raio incidente no ponto A e desenhe o raio refletido correspondente. k) Desenhe o raio refletido com o ângulo calculado no item anterior. Lúcia Coutinho e Sergio Jorás . onde a luz entra no objeto.youtube. Profs. g) Indique no desenho e meça com transferidor o ângulo de incidência da luz no ponto B. os raios REFLETIDO e REFRATADO no ponto A se a luz incidente fosse VERMELHA. QUALITATIVAMENTE (isto é. O raio refratado para dentro do objeto também está desenhado na figura abaixo.0 pontos) Antes de fazer esta questão estude a Aula 2 do Módulo 1 e veja os vídeos “Fibras Ópticas” e “A propagação da luz na atmosfera”. calcule o índice de refração do objeto esférico. O meio externo é ar. cujo índice de refração é aproximadamente 1. iguais ou maiores que os anteriores? Justifique. b) Indique no desenho e meça com transferidor o ângulo de incidência no ponto A.IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 Questão 3 (3.0. c) Indique no desenho e meça com transferidor o ângulo de refração no ponto A. pois você irá trabalhar com uma lente de acrílico. l) Indique na figura. Considere o raio de luz monocromático azul.com/watch?v=9TO5czezEBQ Preste atenção quando for realizar o experimento 4. incidente em objeto transparente esférico (com centro no ponto X). i) Desenhe o raio refratado com este ângulo. d) Usando a Lei de Snell.youtube. não é preciso calcular nem utilizar o valor numérico exato). desenhado na Figura 1 abaixo. h) Usando a Lei de Snell. que estão disponíveis na Sala de Aula Virtual de ICF1 e também nas páginas do Youtube: http://www. f) Desenhe a reta normal à superfície da esfera no ponto B. horizontal. calcule o ângulo de refração quando a luz sai da gota no ponto B. Os novos ângulos de reflexão e de refração seriam menores. de índice de refração n desconhecido.

Lúcia Coutinho e Sergio Jorás .IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 A B X Figura 1 Profs.

seu ângulo de incidência e de reflexão serão 0o. A base da seta coincide com o eixo do espelho.0cm X 1. Este raio coincide com a reta normal no ponto em que ele toca o espelho. Para auxiliá-lo listamos três passos que você deve seguir:  Trace o primeiro raio saindo da extremidade de cima do objeto (seta) passando pelo centro do espelho (ponto C) até atingir o espelho. pois a interseção de dois deles já determina a posição da imagem. Assim. trace o raio refletido passando pelo foco. b) A imagem formada é real ou virtual? Justifique. Figura 2 a) Construa com o método dos raios a imagem do objeto formada pelo espelho. Na Sala de Aula Virtual de ICF1. Por isso. Trace o segundo raio saindo do mesmo ponto (extremidade de cima do objeto) passando pelo foco. trace um raio horizontal até o espelho. O raio refletido coincide. Deste ponto.  Saindo também da extremidade de cima do objeto. Lúcia Coutinho e Sergio Jorás . até cruzar os raios traçados nos itens anteriores. mais afastado do que o centro. A interseção dos três raios traçados indicará a posição da imagem do ponto de onde eles se originam. tente ser mais cuidadoso com o traçado. na “Aula 4 – Módulo 1” há um exemplo de como trabalhar com espelhos esféricos onde a solução é feita passo a passo. a extremidade superior da seta (objeto). Profs. até atingir o espelho. Deste ponto. a imagem completa do objeto pode ser facilmente determinada. trace um raio refletido horizontalmente até cruzar o raio traçado no passo anterior. Note que NÃO é necessário fazer todos os três passos descritos acima.IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 Questão 4 (2.0 pontos) Faça esta questão após estudar a Aula 4 do Módulo 1. neste caso. Se seus três raios não se interceptam no mesmo ponto.0cm. ou seja.  Determine a localização do foco: ele está no eixo do espelho e equidistante do centro C e do vértice V. Um objeto com a forma de uma seta vertical é colocado na sua frente. com o incidente. A posição da imagem da base da seta estará sobre o eixo do espelho. A Figura 2 abaixo mostra um espelho esférico côncavo com vértice em V e seu centro em C. Considere como escala que cada quadradinho meça 1.

também. dado por (cm) (cm) (cm) . Transfira para a Tabela 1 as medidas obtidas (por exemplo. O que o sinal de indica sobre a direção da imagem da seta? Isso é compatível com o que você obteve ao determinar a imagem graficamente? e) Calcule a distância horizontal da imagem ao vértice do espelho. pois o objeto é sempre real.IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 c) Na figura 2. se a sua distância tem 2 quadrados ela vale 2. Meça diretamente. que é dada por f) Obtenha a incerteza . Lúcia Coutinho e Sergio Jorás . o módulo do raio do espelho (R): é a distância entre o centro (C) e o vértice (V) do espelho. O sinal de é sempre positivo.Medidas diretas (cm) (cm) (cm) d) Calcule o aumento transversal. na medida indireta de com a seguinte expressão: g) Transfira para a Tabela 2 os resultados obtidos nos itens e) e f). Tabela 1. Lembre-se da CONVENÇÃO DE SINAIS: um espelho convergente tem e uma imagem real tem . a partir dos dados da Tabela 1.0 cm) JUNTAMENTE COM SUAS INCERTEZAS EXPERIMENTAIS. Tabela 2-Medidas indiretas (cm) (cm) Profs. meça diretamente a distância (o) entre a base do objeto e o vértice do espelho (V) e a distância (i) da base da imagem até vértice do espelho (V). utilizando a equação dos espelhos esféricos na aproximação paraxial.

Lúcia Coutinho e Sergio Jorás .IF/UFRJ 1o Semestre de 2016 Introdução às Ciências Físicas I AD1 de ICF1 h) Os valores indicados para nas tabelas 1 e 2 são compatíveis entre si ou não? Justifique sua resposta. Profs.