Aquacultura ou aquicultura é a produção de organismos aquáticos, como a criação

depeixes, moluscos, crustáceos, anfíbios e o cultivo de plantas aquáticas para uso do homem.
A maricultura refere-se especificamente a aquicultura marinha, enquanto a pisciculturareferese ao cultivo de peixes principalmente de água doce. Já a carcinicultura é a criação
decamarões.

Esta atividade é praticada há muito tempo, existindo registros de que os chineses já a
cultivavam vários séculos antes de nossa era e de que os egípcios já criavam a tilápia-donilo(Sarotherodon niloticus) há 4000 anos.
Atualmente, a aquacultura é responsável pela produção da metade do peixe consumido pela
população mundial.[1] De acordo com estudos, a produção de peixes através de aquacultura
triplicou entre 1995 e 2007

Vantagens e benefícios
De acordo com a FAO (Food and Agricultural Organization), órgão das Nações
Unidas responsável pelo estudo dos problemas dealimentação no mundo, um hectar cultivado
com peixes produz mais do que com qualquer outro animal. Enquanto os mamíferos dependem
das características do ar para a sua respiração e manutenção da temperatura corporal, o peixe
flutua, se locomove e regula sua temperatura interna com muito mais facilidade em virtude da
densidade do seu corpo ser praticamente igual à da água. Dessa forma, os peixes despendem
muito pouca energia para a flutuação, locomoção e manutenção de sua temperatura interna, o
que lhes garante uma maior conversão da energia contida nos alimentos que consomem em
carne, alcançando uma altíssima produtividade. Por isso, a aquacultura assume importância
cada vez maior no panorama do abastecimento alimentar mundial.
A aquacultura também oferece vantagens sociais às populações de inúmeros países onde
o pescado marinho não pode chegar em boas condições sanitárias e a preços razoáveis.
Surge de uma forma ainda bastante pioneira um pouco por todo o mundo, a aquacultura em
mar aberto ou offshore. Para os peixes o cultivo é realizado através de jaulas flutuantes, que
podem ser de superfície ou submersíveis, dependendo do hidrodinamismo do local.
Relativamente aos moluscos bivalves o cultivo é feito através de long-lines. Em Portugal
Continental, foi delimitada em 2009 a primeira Área de Produção Aquícola (APA), denominada
de Área Piloto de Produção Aquícola da Armona (APPAA), situada em Olhão, no Algarve, ao
largo da ilha da Armona. Portugal devido ao seu contexto geográfico, histórico e económico
revela grandes potencialidades para a expansão da aquacultura em mar aberto.

Desvantagens

A aquacultura tem sido em anos recentes um dos segmentos de crescimento mais rápido da
produção alimentar global. Tem sido saudada como uma resposta para os problemas

como ração para produzir produtos de alto valor. Quando há fugas do criadouro para o meio ambiente é frequente que os animais introduzidos se revelem mais resistentes que as espécies nativas e praticamente tomam de assalto os ecossistemas. a aquicultura serve a grandes grupos multinacionais. Não obstante. Algumas espécies da aquacultura  Jundiá  Tilapia  Catfish  Carpa  Truta arco íris  Tucunaré  Salmão  Dourado  Camarão branco do Pacífico  Bijupirá . mas para grupos como oGreenpeace. que teoricamente ajudaria aos mais pobres. em 2003 houve bastante debate acerca dos méritos da aquacultura. e não beneficia diretamente as populações ribeirinhas locais. mas a medida que este tipo de exploração se expande tem vindo a afetar a qualidade dos peixes selvagens. Na aquacultura intensiva ou industrial usam-se rações e outros produtos para maximizar a produção. Outro problema potencial é a disseminação de parasitas e pragas introduzidas. Um outro problema da aquacultura é o potencial para aumentar a disseminação de espécies invasivas. Alguns vêem a produção orgânica de peixes como uma forma de manter a qualidade do pescado sem alterar o equilíbrio ambiental. particularmente do salmão. entretanto os efluentes podem prejudicar o ecossistema se lançados no meio ambiente sem o devido tratamento. isso só faz os investidores ficarem ricos. o cultivo de salmão e de truta são as formas de aquacultura de mais rápido crescimento. enquanto o capital e outros recursos poderiam ser usados de outra maneira para produzir mais comida para mais gente. Canadá e Noruega. visto que freqüentemente as espécies criadas não são nativas das áreas de cultivo. De acordo com eles. Há também quem critique o valor social da aquacultura. incluindo peixes também criados através da aquacultura. A criação intensiva de crustáceos como o camarão também é questionada pelo Greenpeace: os criadores utilizam grandes quantidades de proteínas de baixo custo. caso do camarão. na prática.resultantes da diminuição das populações selvagens de pescado. Em países como Reino Unido. devido à sobrepesca e a outras causas.

 Linguado  Pregado  Bagre africano  Dourada  Robalo  Corvina  Pargo  Sargo  Ostra  Mexilhão  Vieira  Amêijoa  Enguia  Rodovalho  Tambaqui .