Leucócitos

LEUCÓCITOS
Origem, Diferenciação e Maturação dos Leucócitos

Leucócitos 
Os leucócitos ou glóbulos brancos, são células com estrutura
nuclear completa. Medem entre 6 e 20 micras e seu número oscila
entre 4.000 e 10.000 por mm3 de sangue. 
São produzidos e/ou maturados em diferentes órgãos do organismo
(medula óssea, baço, fígado, timo, gânglios, mucosa intestinal). 

Fazem parte da linha de defesa do organismo e são acionados
em casos de infecções para que cheguem aos tecidos na
tentativa de destruírem elementos internos ou externos (do
ambiente) que possam agredir ao organismo, tais como vírus,
protozoários, fungos, bactérias ou mesmo proteínas do próprio
organismo.

Leucócitos

Leucócitos 

Desenvolvem-se a partir de células pluripotentes (“stem-cells”

Classificação:

também chamadas “células tronco”). Sua diferenciação implica
em perda de pluripotencialidade adquirindo especificidade. 

São classificados como
granulócitos (origem mielóide);
ou linfócitos (origem linfóide). 

O número de leucócitos no sangue está aumentado na vigência
de infecções. Uma redução na contagem de glóbulos brancos
pode indicar uma maior susceptibilidade às infecções. A causa
dessa redução, na maioria das vezes, é uma infecção viral, mas
em alguns casos pode representar uma doença grave. 

Podem também ser classificados
como polimorfonucleares (com
núcleo segmentado ou lobulado
e grânulos citoplasmáticos) e os
monocleares (linfócitos e
monócitos).

1

leucócitos).E. Eritrócito: 5 dias. = 3:1) maturação das células Tempo de maturação medular: brancas sanguíneas. multiplicação e existem 3 granulócitos.Granulócitos Leucopoiese Relação Granulócitos:Eritrócitos (R-G:E) Embora o número de eritrócitos no sangue periférico seja muito maior que o número de leucócitos (500 vezes mais eritrócitos que Refere-se a origem.O. PMN Neutrófilo: 14 dias. (Relação-G. para cada eritrócito em desenvolvimento na M. Produção de neutrófilos ~ 850 milhões de células/Kg peso/dia Leucopoiese Hematopoiese Steem Cell Granulócitos (PMN) Neutrófilos Mieloblasto Promielócito Mielócito Metamielócito Bastonente Segmentado Granulócitos (PMN) Mieloblasto (1divisão) Promiel (3divis) Mielócito (1divisão) Metamielócito Bastonete Segmentado 2 .

removem complexos Ag-Ac mediante fagocitose. fagocitando e digerindo agentes microbianos e virais através de seus grânulos citoplasmáticos ricos em enzimas proteolíticas e superóxidos.  No sangue periférico é observado na forma madura (trilobulada ou tetralobulada). grânulos citoplasmáticos azurófilos primários e grânulos neutros secundários. apresentam grânulos secundários ricos em proteínas que se coram em tonalidade laranja devido a afinidade pelo corante ácido (eosina) de Romanowsky. Uma vez maduros. Granulócitos (PMN) EOSINÓFILOS  Apresenta diâmetro aproximado de 10 a 15 micras.  Seus estágios de maturação.  Compartimento Circulante: Células maduras livres e marginalizadas ao endotélio dos vasos sangüíneos. Além disso.  Seus grânulos secundários se coram em tonalidade neutra na coloração de Romanowsky. Granulócitos (PMN) NEUTRÓFILOS  Seu citoplasma tem coloração levemente rósea e granulação fina. Células mais velhas (ou nas desordens de maturação) apresentam-se hipersegmentadas (+ de 5 lobulações).  Além dos grânulos primários.Granulócitos (PMN) Distribuição dos Granulócitos:  Compartimento Medular: Células indiferenciadas.  Tem função de defesa no organismo. sobrevivem de 6 – 7 horas no sangue circulante. desde o mieloblasto. 3 .  Compartimento Tissular: Células maduras que são deslocadas para os tecidos para aturarem na defesa do organismo.  Células jovens podem ser observados na forma de bastonete (hiposegmentado).  Seu núcleo é bilobulado. Granulócitos (PMN) Grânulos dos PMN: Granulações Primárias Granulócitos (PMN) NEUTRÓFILOS Granulações Secundárias  Granulócito maduro com diâmetro de 10 a 15 micras. dura cerca de 14 dias.  Atuam como moduladores das reações de hipersensibilidade regulando a resposta inflamatória através da inhibição da histamina .O. em diferenciação e maduras da M.

restos celulares. eosinóf e neutróf. ativador do plaminogênio Agentes quimiotáticos para os eosinófilos:  Histamina. citoplasma abundante que se cora em cinza ou azul-acinzentado com finas granulações. Proteínas ligadoras e selectina  Pode apresentar vacúolos e inclusões citoplasmáticos (contendo parasitas. Uma vez dentro da célula.15 micras.  Componentes do sistema complemento C3a. oval e irregular. mas não exibe seus nucléolos. o fagócito eliminará os resíduos. Em seguida. Agentes quimiotáticos para os neutrófilos:  Toxinas bacterianas. grande.  Resíduos de necrose  Seu núcleo é central. http://pwp.  O fagócito adere ao agente agressor(a).Granulócitos (PMN) Granulócitos (PMN) BASÓFILOS MONÓCITOS  Apresenta diâmetro aproximado de 10 .pt 4 . forma-se um vacúolo fagocitário(c). É a forma sanguinea do macrófago e recebe outras denominações em função do tecido onde se encontra: células de Kupffer (fígado).) e os macrófagos são as principais células capazes de ingerir e digerir os elementos estranhos.netcabo. Mais tarde. macrófago alveolar (pulmão). Cromatina delicada e frouxa. bactérias. C567  Proteínas estranhas (antígenos)  PDF.org. http://pt.). lança prolongamentos citoplasmáticos (pseudópodos) para ingeri-lo (b). célula glia (CNC) etc.  Estão relacionados ao mecanismo de resposta inflamatória a parasitas.  Seus grânulos se coram em tonalidade purpúra-escura devido a sua afinidade pelo corante básico de Romanowsky. fungos.wikipedia. etc.  Apresentam estruturas citoplasmáticas (corpos lipídicos) ricas em ácido arquidônico. glóbulos de gordura. no interior do qual serão vertidas as substâncias químicas que destruirão o agente agressor(d). Granulócitos (PMN) Fagocitose Antígeno Complexo antígeno-anticorpo. forma irregular. C5a.  Produzem mediadores inflamatórios (principalmente a histamina) e possuem receptores de anticorpos IgE na membrana celular. Monócito Imaturo Célula Tronco Granulócitos (Mononucleares) Monócito Granulócitos (Funções) Quimiotaxia MONÓCITOS  Função específica dos granulócitos sob estímulo de agentes quimiotáticos (quimiocinas) diversos  Célula fagocitária com 12 a 20 micras de diâmetro.  Interleucinas Granulócitos (PMN) Fagocitose  Ingestão de partícula pela célula fagocitária  Os leucócitos polinucleares (basóf. calicreina.

Ag Granulócitos (Mononucleares) LINFÓCITOS LINFÓCITOS  Células maiores (até 20 micras) com citoplasma mais  São formados na M.Natural Killer). e maturados em regiões anatômicas distintas (M. atípico e plasmócito) ou de linfócito T (imunoblasto T). não mostra nucléolos. Baço). grande. granulações. linfócito matador natural (NK. esférico e azul arroxeado que ocupa 90% da celula no pequeno linfócito maduro.T. Causas principais (neutropenia) : Infecções . 5 . orgãos linfóides secudários Agranulócitos (Mononucleares) Linfócito maduro (SP) Agranulócitos (Mononucleares) LINFÓCITOS Agranulócitos (Mononucleares) LINFÓCITOS Subpopulações de Linfócitos Linfócitos T:  L. exuberante e com poucas granulações são chamadas “Grande Linfócito Granular” (LGL – Large granular lymphocyte) ou  Incluem-se nesta classificação os linfócitos T. B e NK. regular. produção de imunoglobulinas (LB) e a citotoxicidade contra células tumorais (NK) na resposta imune imediata. baço.O. Citoplasma escasso. Timo. Precursor linfoide (MO) Timo. Cromatina nuclear densa.T. basofílico e sem  Estão principalmente relacionados à organização da defesa imune adquirida (LT). forma redonda e regular. Citotóxicos: Forma efetora (Killer) Em paciente normais pode-se observar formas ativadas de linfócito B (lin.T.  Tamanho variável (6 a 15 µ).O.O. núcleo  Em paciente normais pode-se observar formas ativadas de linfócito B (linfócito atípico e plasmócito) ou de linfócito T (imunoblasto T). Supressores: Inibem resposta imune  L. Auxiliares (helper): Induzem resposta imune  L. Leucopenia Leucopenia É é a diminuição do número de glóbulos brancos no sangue periférico.especialmente as virais Medicamentos Toxicidade por derivados químicos Quimioterapias Hipoplasia da M.

O.)  Stress  Período pós prandial Leucocitose Leucócitos Leucócitos Alterações Benignas dos Leucócitos Granulações Tóxicas ALTERAÇÕES ADQUIRIDAS  Observada em estados inflamatórios bacterianos severos.Leucocitose Leucocitose  É o aumento do número de glóbulos brancos do sangue para índices acima de 10. eclámpsia. 6 .  Grânulos azurófilos citoplasmáticos em neutrófilos.  Ocorre por maturação inadequada do neutrófilo quando são produzidos em grande quantidade e velocidade pela M.000/mm3. etc.  Causas principais:  Infecções  Leucemias e linfomas  Influência de determinados medicamentos  Doenças mioloproliferativas  Intoxicações  Distúrbios metabólicos (uremia. acidose.

Linfócitos Atípicos  Linfócitos reativos  Normalmente ↑ tamanho  Cromatina mais frouxa  Nucléolo pode ser aparente  Citoplasma mais basofílico • infecções • queimaduras • cirurgias • gestação Alterações Benignas dos Leucócitos Linfócitos Atípicos  A margem celular pode ser irregular.  Associados com desvio para a esquerda e G.  Ocorrem nos processos bacterianos ou tóxicos graves. Alterações Benignas dos Leucócitos Alterações Benignas dos Leucócitos ALTERAÇÕES ADQUIRIDAS Corpos de Döhle ALTERAÇÕES ADQUIRIDAS  Grandes granulações basofílicas na periferia do citoplasma  Inclusões citoplasmáticas de RNA ribossômico. Tóxicas.  Sua presença é transitória. Alterações Benignas dos Leucócitos Linfócitos Atípicos na Mononucleose Infecciosa 7 .Alterações Benignas dos Leucócitos Alterações Benignas dos Leucócitos ALTERAÇÕES ADQUIRIDAS Granulações Tóxicas Vacúolos Citoplasmáticos  São pequenos espaços circulares brancos. de tamanhos variados.  Podem ser resultantes do estágio final de digestão da bactéria ou de vacúolos de gordura.

Rio de Janeiro: Medsi. Ocorre em 1 de cada 6. BARBARA J. 8 .F. Manual de Hematologia – propedêutica e Clínica. 2006. leucemias agudas ou processos infecciosos. Desvio para a direita  Neutrofilos hipersegmentados  Observado na anemia perniciosa. doenças hepáticas Alterações Benignas dos Leucócitos Reação Leucemóide Bibliografia ALTERAÇÕES REACIONAIS  Leucocitose reacional com células imaturas no sangue periférico  Relacionadas com infecções graves ou crônicas. Manchas de Grumprecht  São linfócitos degenerados  < 5% não tem significado PseudoPseudo-PelgerPelger-Hüet (adquirida)  São vistas na na LLC e ás vezs em linfocitose reacional e linfoma não  Nas desordens mielodisplásicas. esteatorréia.  Raramente podem aparecer devido a  Infecções severas. 2004. acidose metabólica.  Terapia por algumas drogas mielotóxicas.000 pessoas. etc. 4ª edição. 3ª ed. hodgkin.  Leucemias agudas. intensa e cânceres metastásicos  Ocorre com maior freqûencia e intensidade em crianças  Comumente acompanhadas de granulações tóxicas e corpos de Döhle em neutrófilos.  Traço benigno em heterozigose (núcleo bi-lobulado). Editora: Artmed. perdas sanguíneas. hemólise Lorenzi.  Difere-se das leucemias por apresentar “escalolnamento de maturação” das células do sangue. uremia crônica. T. BAIN. hipersegmentação congênita. necroses.Alterações Benignas dos Leucócitos Alterações Benignas dos Leucócitos Hereditárias – Autossômicas Dominantes ALTERAÇÕES ADQUIRIDAS Pelger Pelger--Hüet  Fatal em homozigose (núcleo redondo). crises hemoliticas. Células Sanguíneas: um Guia Prático. Alterações Benignas dos Leucócitos ALTERAÇÕES REACIONAIS Alterações Benignas dos Leucócitos ALTERAÇÕES REACIONAIS Desvio para a esquerda  Formas jovens de neutrófilos  Observadas nas Infecções agudas.