UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

Disciplina de Pós-Graduação – 2016.2
TEGH - ABORDAGENS CONTEMPORÂNEAS EM GEOGRAFIA CULTURAL
Professor: Caio Maciel
Outubro: (quartas-feiras) dias 05; 19 e 26 - das 14h às 18:30h
Novembro: (quartas feiras) dias 09; 16; 23 e 30 - das 14h às 18:30h
PROPOSTA ACADÊMICA:
A espacialidade da cultura tem sido uma preocupação constante na Geografia Humana,
tornando-se fundamental para a investigação de vários fenômenos atuais com base em
approaches interdisciplinares que privilegiam o diálogo com a antropologia, a
arquitetura e urbanismo, a sociologia, a ciência política, etc. A proposta Abordagens
Contemporâneas em Geografia Cultural pretende trazer alguns enfoques teóricos que
favoreçam o debate a partir de conceitos-chaves tomados do ponto de vista da
interpretação (hermenêutica): paisagem, lugar, memória, território, patrimônio,
identidade e gênero. Através da correlação integrativa de tais conceitos buscar-se-á
compreender as ideias, significados e valores que contribuem para a construção de um
dado imaginário geográfico e das práticas espaciais e sociais a ele relacionadas. O ponto
de partida será a tradição dos estudos da paisagem e os recentes aportes teóricometodológicos da Nova Geografia Cultural. Portanto, serão (re)trabalhadas técnicas,
métodos, posturas filosóficas e analíticas desenvolvidas no âmbito do pensamento
geográfico, com especial atenção para as temáticas candentes no mundo atual.
RESUMO: A espacialidade da cultura e a contribuição de Geografia Humana atual.
Epistemologia da Geografia Cultural. Perspectivas teóricas e metodológicas no estudo
da cultura contemporânea. Hermenêutica e geografia: a interpretação dos modos de
conhecimento do espaço. Manifestações da cultura no espaço; paisagem cultural e
retórica paisagem.
Critérios de avaliação dos alunos:
1. Presença e participação ativa nas aulas, com a discussão da literatura indicada;
2. Escrita de uma resenha acerca de um dos textos discutidos;
3. Escrita de um artigo científico que inclua a questão da investigação individual
com a base teórica e conceitual da disciplina.

Lugar e lugar de memória.A retórica da paisagem e ferramentas de pesquisa de metonímia geográficas. (Ed. Percepção e Cognição do Meio Ambiente. J. acessado em 20 de agosto de 2015. paisagem matriz: elementos da problemática para uma geografia cultural. n° 126. 51-61.413-428. (1998). In: BAILLY. ROSENDAHL. Revista Internacional de Filosofía Política. Modos de ver e viver o espaço. milieu. E.Métodos de trabalho de campo em diferentes regiões culturais. ______. environnement. Disponível em: http://www. p. n° 2. 45. In: CORRÊA R. Olhares Geográficos.).ulaval.Estudos Avançados em Geografia Cultural: teoria e metodologia para a compreensão da cultura em perspectivas espaciais. acessado em 15 de agosto de 2015. P. Lieu et sujet. 3 . Geografía Cultural. L. paysage. Disponível em: file:///C:/Users/Caio/Downloads/Cartografias%20Sociais%20e%20Territ%C3%B3rio. E. (org. D.297-312. I. vol.pdf.. J. Identidades sócio-territoriais. M. 101-131 BERQUE.).Conteúdo Programático 1. et al.. ______. imaginaire et culture. (2012). (org. (2013). R. Rio de Janeiro: EDUERJ. Disponível em: https://geografiahumanista. ambiente e conflitos sociais). Espaço e Cultura. L'espace public entre mythe. BESSE. H. . CASTRO. (1995) Espace. Boletín de la Asociación de Geógrafos Españoles. São Paulo: Perspectiva. In: Olhares geográficos. ALMEIDA. K.cgq. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil... RODRIGUES. 1ª ed. C. R. P. 1ª ed. 1ª Ed. F. CORREIA. 54. ______. IPPUR (Coleção Território. (2006). GOMES P. CASTRO. COLI. Cahiers de Géographie du Québec. L. p. Les figures géographiques du sujet. Espaços da Democracia: Para a agenda da geografia política contemporânea.ca/textes/vol_54/no153/Som153. ROCHA. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.).wordpress. p.. Z. Re-reading cultural geography. BIBLIOGRAFIA ACSELRAD. A abordagem hermenêutica. Paris: Economica. Perspectives théoriques.. FERRAS. ENTRIKIN J-N. (1994). L’Espace Géographique. Território e territorialidade. Cultura. In: FOOT.pdf. Cartografias Sociais e Território. C. N. p. R. (dir. CORRÊA. (2001). ______. I. A. Londrina: Universidade Estadual de Londrina. J. (2010). R. (org. p.. BERDOULAY V.111-121. BURGESS. (2005). GOMES. PUMAIN. Austin: University of Texas Press. (2008). G. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.A imaginação como elemento estruturante do espaço. RIBEIRO.. Simpósio Nacional sobre Geografia. C. acessado em 17 de agosto de 2015.). Encyclopédie de Géographie. (2010).. p. 2 .php?pid=bibliuned:filopoli-2010numero35-2040&dsID=Documento. tempo e cultura. C.Conceitos principais: Paisagem . ______. p..es/fez/eserv. (2002). et al. C. (org.349-367. 4. A. L. R. n° 34. 6386. ______. 5. Ver a Terra: seis ensaios sobre a paisagem e a geografia.. n° 153. Paisagem marca.uned. Sujeto y acción en la geograpfía cultural: el cambio sin concluir. Disputas territoriales y disputas cartográficas el surgimiento de nuevos sujetos "cartografantes". Rio de Janeiro: UFRJ.pdf.html.files.com/2009/11/lurdes. Modos de ver e viver o espaço. C. ______.84-91.). (1998). GOMES. B. nº 35.) Paisagem. L. p. (2012). Disponível em: http://e-spacio. P. W. L.morfologia e significado. J-M. mundo-vivido e território. vol. CASTRO I. acessado em 18 de agosto de 2015.. 389-394. Filming the Fens: a visual interpretation of regional character. Cahiers de Géographie du Québec. HUGILL.. p.

). COSTA. 21. Matrizes da Geografia Cultural. (2000). B. p. Seeing. ROSENDAHL. (2005). P. (1984). (1976). tempo e cultura. Espaço e Cultura. No. In: CORRÊA. GOMES. DUNCAN. ______.4378. ROSENDAHL. RYCROFT. (2000) Geografia Cultural: um século (1). (org. 92-123. Rio de Janeiro: EDUERJ. Paris: Les Éditions Textuel. L. (org. L. (2001). L. Rio de Janeiro: EDUERJ. (Especialmente: Part V – Landscapes). ______.4. ______. ______. (2003). H. (2004).). (ed. In: CORRÊA. J. In: ROSENDAHL. dec. 99-122.). Geografia Cultural: um século (3). (org. Geografia Cultural: um século (2). P. Filming. R. ______. (1999). Essays on the Symbolic Representation. ______. In: Geografia Cultural: um século (2). (2000). Geografia Cultural e imaginação. 3. FOOT. ______. p. Annals of the Association of the American Geographers. Rio de Janeiro: EDUERJ. Mundos de significados.CLAVAL. (2001). p. Rio de Janeiro: EDUERJ. J. Volumes I e II. ______. ROSENDAHL. ROSCOE.) Paisagem. ______. ROSENDAHL. Rio de Janeiro: EDUERJ. (2000). HUGILL. Geografia: Temas sobre Cultura e Espaço. vol. Geografia Cultural: Uma Antologia. Z. (2002).. R. 41. n. J. Paisagem.. ______. Cultura ou civilização: a renovação de um importante debate. (org. M. C. and Imagining Space: Images of (Post)Modern Cityscapes in Contemporary Brazilian Cinema. Paris : Armand Colin. Z. .169-190. (org. et al. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. JACKSON. CORRÊA. p. (org. C. Croom Helm. Rio de Janeiro: EDUERJ. Paisagem. (ed. (2014). Transaction of the Institute of British Geographers.66. S. K. J. Z.7-16. L. Landscape and National Identity at Ladybower Reservoir and Rutland Water. ______. Z. COSGROVE. R. EDUERJ.). ROSENDAHL. p. n. et. p. R. (1998). Espaço e cultura: pluralidade temática. Z. A geografia está em toda parte: cultura e simbolismo nas paisagens humanas. (org.). 91-132. P. Rio de Janeiro: EDUERJ. The Iconography of Landscape. Z. p. Contemporary humanism in geography. L. In: CORRÊA. textos e identidade. De la terre aux hommes. p. Rio de Janeiro: EDUERJ. Social formation and Symbolic Landscape. p.. (2001). Cambridge University Press. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil... (1996): Geografia e modernidade. (Ed. vol.) Paisagens. In: CORRÊA. Cahiers de Géographie du Québec. Rio de Janeiro: EDUERJ. L. 349-56. Vol. Rio de Janeiro: EDUERJ. Rio de Janeiro: EDUERJ. A. (2012). Re-reading cultural geography. R.4. La géographie comme vision du monde. L. London. 615-632. tempo e cultura. ROSENDAHL. Rio de Janeiro. Oxford: Blackwell Publishing. (1988). 534-551. 5. (2004). Austin: University of Texas Press. CORRÊA. (2008). (1994). R. DANIELS. ______. Cambridge. Rio de Janeiro. Geografia Cultural: um Século (2). V. (2002). Imaginário e Espaço.). ______. (1999). ______. 1ª ed. (2013). A companion to cultural geography. Manifestações da cultura no espaço. CORBIN. ______. al. D. p. ______. ENTRIKIN. Rio de Janeiro: EDUERJ. L’homme dans le paysage.). v. 1ª ed. ______. ______.. Após a Guerra Civil: reconstruindo a Geografia Cultural como heterotopia. Introdução à Geografia Cultural. (1998) Identidade e exílio: fundamentos para a compreensão da cultura. culture. Z.). The International Journal of the Image. et démocratie. P. F. Rio de Janeiro: EDUERJ. 31-42. B. S. (1998). CORRÊA R. Design and Use of Past Environments. Manifestações da Cultura no Espaço. Geografia Cultural: um século (2).). A paisagem como criação de signos. (1997) Lieu. ______. Rio de Janeiro: EDUERJ. (1996). Rio de Janeiro: EDUERJ. N. E. ______. Novos rumos da Geografia Cultural. (org.

D. GEOgraphia. A. Vidal. p.. Bertrand Brasil. In: CASTRO. Elementos Para Uma Geografia da Visibilidade. N°17. Espaços da Democracia: Para a agenda da geografia política contemporânea. London: Unwin Hyman. CORRÊA.). (2013). v. 26. ROSENDAHL.______. 41-50. W. Recife: Editora Universitária da UFPE. G. W. In: CORREA. PEREIRA. Disponível em: file:///C:/Users/Caio/Downloads/67-261-1-PB. PEREIRA. (2012). (org.79-90. Atlas das Representações Literárias de Regiões Brasileiras volume 2. (2009). 261-293. (org. p. Um lugar para a geografia: contra o simples o banal e o doutrinário.C.. C. FARIAS. Espaço e cultura: pluralidade temática. Identidade e Território. (org. p. espaço público e imagens simbólicas da cidade do Recife.. ______. I. Ponta Grossa: BICEN/UEPG. 9-26. E. p. RIBEIRO. (1986): Introduction. R. O mito da desterritorialização. In: IBGE.147-16. Recife: CCS Gráfica e Editora.) Landscape meanings and values. Vidais: textos de Geografia Humana. Niterói: Editora da UFF. 1-2. Espaço e Cultura (UERJ). . ______. 1ª. C. (2012). (1999).).). S. Identidades Territoriais. A. Recife: Editora Universitária da UFPE. 2ª ed. Sertões Nordestinos: Literatura e retórica da paisagem. P.). In: SÁ.Centro de Documentação e Disseminação de Informações . Abordagens Geográficas do Urbano e do Agrário. Ano 3.). Rio de Janeiro: IBGE . J. p. Z. Espaço e Cultura (UERJ). 32-47 JACKSON. ed.). ROSENDAHL. C. Sertões Brasileiros I. 169190.). p. (orgs. GONCALVES. As vocações da geografia cultural. 99-117. ______. R.. (2006) Notas sobre o imaginário de sertão a partir de paisagens metonímicas do semiárido pernambucano. BARBOSA. Regionalização e análise regional: perspectivas e abordagens contemporâneas. nº6. do "fim dos territórios" à multiterritorialidade. ______. p. (org. Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: EDUERJ. S. J. (org.187-209. (2012). Geografia e Epistemologia. (2014). A. LOWENTHAL. Regional e Política. D.. Espaço e Cultura (UERJ). Versalhes não tem banheiros. Espaço e Cultura. ed. (org. (2009) (org. (org. 2nd ed. ______. C. 19/20. v. SMITH. (2005). 1ª. A Geografia Humanista: uma revisão. Ética. 101-127. M.. (2010) Food stories: consumption in an age of anxiety. In: FIORAVANTE. (2010). (1996). 8-19. Rio de Janeiro.CDDI. Globalização e Fragmentação no Mundo Contemporâneo.). v. B. In: SÁ.. Coordenação de Geografia (org. Rio de Janeiro.). ______. (2013). (2013) O Lugar do Olhar. 1ª ed. (org. p. D. RODRIGUES. R.). ______. Entre geografia e geosofia: abordagens culturais do espaço. P. Democracia. (org. Rio de Janeiro: EDUERJ. L. (orgs. (2008). D. A Geografia Cultural e a História: uma leitura a partir da obra de Lowenthal. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. Cultural Geographies. 2. Niterói. In: CORRÊA. p. T. M. (2002) Morfologia da paisagem e imaginário geográfico: uma encruzilhada onto-gnosiológica. ______. 1ª ed. K. HAESBAERT. Recife: Editora da Universidade Federal de Pernambuco. D. ______. n°3. Ribeiro. ROGALSKY. p.. In: PENNING-ROWSELL. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. A Retórica da Paisagem: um instrumento de interpretação geográfica. ______. Z. GREGORY. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 01. A. 2009. LOWENTAL. acessado em 21 de agosto de 2015. B. HOLZER. A.) . (2009). n. Manifestações da Cultura no Espaço. N. v. ______. A caatinga enquanto espaço identitário: geografia e patrimonialização da natureza no Brasil. p. (1986): The Dictionary of Human Geography.pdf. ______. 8ª ed.S. MACIEL. Cenários para a geografia: sobre a espacialidade das imagens e suas significações. U. p. ______.. 1ª ed. ______. 32-48. J.). L. 115-119. p. p. London: Blackwell Reference.. R. 1ª ed. 1ª ed. (2005).

geoppol.com/pages/LECgeo/191267730936409 LABOTER . London: Routledge. julho/dezembro p. (2007). W. Topolifia: um estudo da percepção. July. OLIVEIRA.https://laboter. E. Reflexões sobre a emergência. (2013). RELPH.) Paisagem.uff. Nature et culture dans la liste du patrimoine mondial: l'expérience de Rio de Janeiro. W. WYLIE. & ROSENDAHL. Vertig0 . R. acessado em 19 de agosto de 2015. 2012. MEINIG. ______. C. W. Disponível em: http://www. nº04. Yi-Fu.17-32.http://nepec-uerj.org/13719?lang=en. 12-74. tempo e cultura. p. In: CORRÊA. HOLZER. E. (org. Paisagem cultural e patrimônio.). In: MARANDOLA JR.br/geographia/ojs/index. Cultural Geographies. 19. (2004) A educação de um geógrafo.______. Londrina: Eduel. v. Z. (2007) Landscape.. Revista GEOgraphia. JACKSON.br/p/nepec. (Tradução de Lívia de Oliveira). ______.https://www. D. The Interpretation of Ordinary Landscapes: Geographical Essays.html GEOPPOL . PONTES. L. New York/Oxford: Oxford University Press. São Paulo: Difel. Rio de Janeiro: EdUERJ. M. Dwelling and Displacement: Tim Robinson and the Questions of Landscape.com.La revue électronique en scienses de l'environnement.iesa. 2015. SAUER..http://www. 365-383. p.http://www.137-150.php LECgeo . v. Fenomenologia. T. B. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. p. J. (Tradução de Lívia de Oliveira). ______. Qual o espaço do lugar? Geografia. Seca e convivência com o semiárido: adaptação ao meio e patrimonialização da caatinga no Nordeste brasileiro.neer. (1983).php/geographia/article/viewFile/47/45.) (1979). (ed. aspectos e essência de lugar. ______.ufrj. (2012). Maciel . nº 3. (2012). Epistemologia.br/n/29672-grupos-de-pesquisa _______________ Caio A. A. J. Rio de Janeiro: Edição IPHAN/COPEDOC. (1998): A morfologia da paisagem. ano II.com..L. 16.revues. O.br/index.blogspot. Rio de Janeiro: Consequência Editora. RIBEIRO..facebook. Disponível em: https://vertigo. (orgs.igeo. acessado em 21 de agosto de 2015. (2012). *** GRUPOS DE PESQUISA NO BRASIL: NEER . São Paulo: Perspectiva.ufg. R. atitudes e valores do meio ambiente. TUAN. E. W. Niterói.br/home/ NEPEC .