Administração

Abordagem Burocrática

Professor: Rafael Ravazolo

www.acasadoconcurseiro.com.br

1. que vai definir as características “puras” da burocracia. a Burocracia tem ao menos dois sentidos: um científico (seu tipo puro. ineficiência etc.1. é importante destacar que Weber não estudou a administração de empresas. mas não era conhecida em detalhes porque ninguém a tinha estudado a fundo e conceituado suas principais características. que fizeram o mercado e a sociedade civil se distinguirem do Estado: liberalismo. portanto. reforma protestante. emergência de novas classes sociais etc. a administração burocrática já era praticada na sociedade. A administração burocrática para ele. a burocracia. Abordagem Burocrática Hoje em dia. quando o ser humano elaborou e registrou suas primeiras normas estatais e sociais. democratização. XV. Importante ressaltar que Weber não inventou a burocracia. serão mostradas suas disfunções. O conceito de Burocracia teria sido usado pela primeira vez em meados do século XVIII pelo economista Vincent de Gournay para designar o poder exercido pelos funcionários da administração estatal sob a monarquia absolutista francesa.1. Modernização.papelada. representa as mudanças ocorridas nas sociedades capitalistas a partir do século XVIII.br 3 .). revolução industrial. não é uma forma ideal de administração de empresas. www.1. a fim de garantir a máxima eficiência. Em outras palavras. morosidade. isto é. iluminismo. A Burocracia Weberiana Primeiramente. no contexto do autor. tal como existe hoje. O grande teórico da Burocracia é o sociólogo alemão Max Weber. estudado dentro da sociologia weberiana) e um popular (que acabou se disseminando por causa das disfunções da burocracia . A burocracia remonta à época da Antiguidade. na adequação dos meios aos objetivos. Ele relacionou suas características ao estudar a modernização* da sociedade alemã no século XIX. ele estudou a sociedade. Inicialmente será abordada a visão sociológica.acasadoconcurseiro. Contudo.Administração 1. tampouco a defendia. Após. teve sua origem nas mudanças religiosas verificadas após o Renascimento – séc. tampouco um modelo a ser seguido. mas uma forma de poder exercida na sociedade.com. Burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade.

. E onde está a burocracia nisso tudo? O capitalismo é definido pela existência de empresas cujo objetivo é produzir o maior lucro possível. Nesse contexto. •• Disciplina é a “[. mais especificamente o calvinismo.br . porém. na ética protestante: conjunto de normas sociais e morais que pregam o trabalho árduo. em virtude de atividades treinadas”. Weber notou que o capitalismo. O sociólogo tinha a convicção de que as concepções religiosas exerciam um papel preponderante na condução e nas transformações econômicas que ocorriam nas sociedades. a organização burocrática e a ciência moderna constituem três formas de racionalidade que surgiram a partir dessas mudanças religiosas ocorridas inicialmente em países protestantes – como Inglaterra e Holanda – e não em países católicos. Weber. automática e esquemática a uma ordem. Essa ética proporcionava a reaplicação das rendas excedentes no próprio negócio. •• Dominação é a “[. Segundo ele. seja qual for o fundamento dessa probabilidade”. A diferença entre as sociedades está. ele concluiu que o protestantismo. no livro Economia e Sociedade.acasadoconcurseiro. a riqueza não seria um impeditivo para alcançar o Senhor. organizando as pessoas e o crescimento econômico. mesmo contra resistências. Dessa forma. político e social. a burocracia entra mais fortemente nas sociedades protestantes como uma tentativa de racionalizar a evolução do capitalismo. ele cita a disciplina e a dominação. enquanto outras sociedades não desenvolveram (ou demoraram a desenvolver) este pensamento. foi o fator principal do desenvolvimento do capitalismo.No livro A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.] probabilidade de encontrar obediência pronta. nas sociedades católicas o lucro era pecado (sendo a pobreza uma das chaves para entrar no céu). a poupança e o ascetismo (desapego aos prazeres mundanos). e cujo meio é a organização racional do trabalho e da produção.. Dentre os tipos de poder.com.. Weber busca compreender quais foram as especificidades que levaram algumas sociedades ocidentais ao desenvolvimento do capitalismo. as religiões protestantes contribuíram para a ascensão do capitalismo.] probabilidade de encontrar obediência a uma ordem de determinado 4 www. define: “Poder significa toda probabilidade de impor sua própria vontade numa relação social. Comparando as diversas sociedades ocidentais (local de origem do capitalismo) e as sociedades orientais (onde nenhum sistema econômico parecido havia se desenvolvido). em vez de seu consumo em símbolos materiais e improdutivos de vaidade e de prestígio. como o trabalho gerava lucros.. enquanto as sociedades católicas conservaram os valores da idade média. portanto. as sociedades que adotaram os valores do protestantismo acreditavam que por meio do trabalho o homem alcançaria Deus e. entre uma pluralidade indicável de pessoas.

senão sobrenaturais. Segundo Weber. em virtude dessas ordens. de origem impessoal e pré-determinada. líder etc. o autor aborda que o Estado Moderno é formado por um conjunto de normas e regras.com. Importante: “tipo puro” ou “tipo ideal” mostra como se desenrolaria uma ação humana se estivesse orientada para o fim de maneira estritamente racional. a forma de legitimidade mais corrente na sociedade é justamente a crença na legalidade.surgimento da sociedade industrial. não se obedece a estatutos. 2. o líder carismático é assim reconhecido por possuir poderes. os empregos públicos eram concessões individuais e os servidores possuíam status de nobreza. mas sim misturada com as demais e influenciada por fatores irracionais. não havia diferenciação entre os bens do governante – res principis – e os bens públicos – res publica –. ao menos um comportamento exemplar. o governante domina com ou sem um quadro administrativo e tem total liberdade para emitir ordens. ficando apenas limitado pelos costumes e hábitos de seu grupo social. que limita o poder de dominação. É uma construção conceitual. Existem três tipos puros de dominação legítima. a submissão a estatutos e a procedimentos formalmente corretos.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. nas características pessoais que tornam uma pessoa “alguém a ser seguido” (profeta. é o exercício da dominação baseado no www. Durante o período do Estado Absolutista na Europa. 1. ou seja.1. Como exemplos dessa dominação legal tem-se a burocracia e o exercício. ao mesmo tempo. portanto. Rafael Ravazolo 1. do monopólio da violência institucionalizada. ela seria inevitável para as necessidades de administração de massas. abstrata.br 5 . não é encontrada nessa forma pura na vida real. quem é dominado crê que tal dominação é legítima. crescimento quantitativo e qualitativo das tarefas administrativas. o legitima. desenvolvimento da economia monetária.1.1. tradicional e racional-legal. ímpar. pelo Estado. portanto. formada a partir de elementos empíricos e. Ao explorar a questão da dominação racional-legal. nas tradições que legitimam a autoridade. Tipos de Dominação Dentre os fundamentos da dominação está a crença na legitimidade. mas à pessoa indicada pela tradição. sem perturbações ou desvios irracionais. estão nomeados para exercer a dominação (autoridade legal e funcional). Dominação Racional (legal): baseada nas regras e no direito de mando daqueles que.). 3. pura. mas. Por ser a forma mais racional do ponto de vista técnico e formal. a dominação legal com quadro administrativo burocrático (Administração Burocrática) está mais adaptada às mudanças sociais de sua época . Dominação Tradicional: tem respaldo nos costumes. Para Weber.acasadoconcurseiro. Dominação Carismática: baseada na veneração. O grande instrumento de superioridade da administração burocrática em relação às outras de sua época é o conhecimento profissional. a dominação tradicional redundou em um forte Patrimonialismo: o Estado era uma extensão do patrimônio do soberano. que se distinguem pelo objeto de sua crença: carismática.

4. poderes e responsabilidades bem definidas. Pode-se dizer. a cooperação de um grande número de pessoas.acasadoconcurseiro. o atendimento fiel às regras. Racionalidade e divisão do trabalho: divisão racional do trabalho. Caráter legal das normas e regulamentos: normas e regulamentos são estabelecidos previamente. sansões etc. com competências. Predomínio da lógica científica e racional sobre a lógica "mágica". a qual preconiza o controle a priori das ações. a impessoalidade. "mística" ou "intuitiva".br . que ela parte de uma desconfiança prévia nos administradores públicos e nos cidadãos que buscam serviços e que. 3.1. sempre supervisionados e respeitando a hierarquia. No Estado Moderno. pois é fornecida apenas a quem deve recebê-la.saber. A autoridade burocrática ocorre quando os subordinados 6 www. buscando maior eficiência. 2. Por outro lado. funções. gerando comprovação e interpretação unívoca. o formalismo. Segundo Weber. Em outras palavras. de forma estável e duradoura. Isso reduz o atrito entre as pessoas. por isso. cada qual detendo uma função especializada. Características A Burocracia é definida como o conjunto de regulamentos.1.2. a divisão do trabalho. em outras palavras. a administração burocrática representa uma forma de profissionalização. Cada função é específica. Separa-se a esfera privada e familiar da esfera do trabalho. esta vista como a esfera pública do indivíduo. Caráter formal das comunicações: comunicações são escritas. são sempre necessários controles rígidos dos processos. formal e racional por excelência. O homem organizacional é um ser que age racionalmente (racionalidade funcional) com base nas regras formais que lhe estabelecem um papel na organização (função). 1. ou. não pertencem a ela. a burocracia é um sistema que busca organizar. por escrito. portanto. a hierarquia funcional e a competência técnica baseada no mérito. A racionalidade da burocracia permite adequar os meios da melhor forma possível para o alcance dos fins. Para o Estado. pois cada funcionário conhece o que é exigido dele e quais os limites entre suas responsabilidades e as dos outros. determinando todo o funcionamento – define competências. ela traduz uma organização legal. limitando as tarefas a serem realizadas por cada cargo.com. autoridade. 5. As principais características da burocracia são: 1. um contraponto ao patrimonialismo. a racionalidade. Impessoalidade nas relações: o poder e a responsabilidade de cada pessoa são impessoais. ela representa uma forma de profissionalização. alcançar a máxima eficiência da organização. mas derivam da função que ela exerce. também. leis e normas que os funcionários devem cumprir. Hierarquia de autoridade: a estrutura é hierárquica e cada cargo inferior está sob controle e supervisão do superior. a informação é discreta. As relações são baseadas nos cargos/funções e não nas pessoas.

eleição ou designação para a sucessão. Profissionalização dos participantes: o cargo é uma profissão e as pessoas devem ter intensa instrução para assumir a função. mas que também explica o avanço da burocracia é o isomorfismo: a estrutura impessoal é um modelo fácil de ser transportado para outras sociedades.1.3. 10.acasadoconcurseiro. Rotinas e procedimentos padronizados: as atividades de cada função são definidas e padronizadas pelos regulamentos. A pessoa não faz o que quer. mas mesmo sua autoridade consiste num âmbito de competência legal. Essas chamadas “vantagens” da Burocracia são: •• Racionalidade em relação ao alcance dos objetivos da organização. visando à garantia da igualdade de tratamento perante regras e à redução do clientelismo. Da mesma forma. confiabilidade. transferência. redução de falhas e maior eficiência.) para exercer uma função é feita de forma técnica e baseada no mérito e na qualificação profissional. Completa previsibilidade do funcionamento: esta é a consequência desejada. países e culturas. Por fim. 7. Somente o chefe supremo da organização ocupa sua posição de autoridade em virtude de apropriação. a escolha da pessoa (seleção. 1.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. de acordo com as normas.com. e sim que deve fazer de acordo com as regras. Vantagens Diversas razões explicavam o avanço da burocracia sobre as outras formas de associação. podem ser promovidas pelo mérito e seguem carreira dentro da instituição. 9. uma característica menos citada na literatura.1. Rafael Ravazolo aceitam as ordens dos superiores como justificadas. As pessoas em uma estrutura burocrática tornamse profissionais especialistas. nomeadas por instâncias superiores dentro das regras definidas. www.br 7 . porque concordam com um conjunto de preceitos ou normas que consideram legítimos e dos quais deriva o comando. univocidade nas tarefas. 6. As pessoas não são donas do cargo ou dos bens a ele ligados. Especialização da administração: separação entre propriedade e administração. pois cada um conhece o que deve ser feito e por quem e as ordens e papéis tramitam através de canais pré-estabelecidos. devem ser fiéis ao cargo. 8. promoção etc. A previsibilidade do comportamento das pessoas. Competência técnica e meritocracia: profissionalização das relações de trabalho. são assalariadas. Há aprimoramento dos processos de trabalho em função dos objetivos. ocupam um cargo por tempo indeterminado. gera rapidez nas decisões.

transmitida para quem deve recebê-la.regras conhecidas. principalmente na obra do americano Talcott Parsons. sentimentos e demais ações humanas gerariam uma série de disfunções. Essa mesma interpretação errada fez alguns autores incluírem Weber na Escola Clássica. •• Constância . pois ele não tinha a intenção de tornar a burocracia um modelo administrativo para as organizações modernas.2.]”.hierarquia formalizada. Não se pode esquecer que o ponto central da obra de Weber era a dominação burocrática. treinamento.cada um conhece as regras e os canais de comunicação. As críticas a seguir são de autores que consideravam a burocracia como uma teoria da administração defendida por Weber. trabalho ordenado. para ele. oriundas de um erro de interpretação. As críticas à burocracia “tipo puro” de Weber são. carreira e meritocracia.acasadoconcurseiro. •• Benefícios para as pessoas . •• Univocidade de interpretação . que traduziu Weber para o inglês. portanto. mesmo com a substituição do pessoal. ele apenas descreveu as características mais básicas de algo que já existia na sociedade.os mesmos tipos de decisão devem ser tomados nas mesmas circunstâncias. se adaptando e cumprindo uma função (um papel). Para eles.1. 1. A teorização de Weber foi empobrecida pela reinterpretação cultural. lutando por maiores [.. •• Redução do atrito entre as pessoas . Crítica: as Disfunções da Burocracia O próprio Weber era um crítico à burocratização. constituía a maior ameaça à liberdade individual e às instituições democráticas e.•• Precisão na definição dos cargos e operações. como uma formiga em um formigueiro. •• Uniformidade de rotinas e procedimentos .cada funcionário sabe seu papel e responsabilidades. existe uma discrepância entre o modelo burocrático oficial e a vida real. que.favorece a padronização e a redução de erros. Parsons usou diversos conceitos weberianos de forma equivocada e fomentou o chamado Funcionalismo Estrutural (posteriormente adotado na Administração como Teoria Estruturalista).br . •• Confiabilidade . não a estrutura burocrática em si como um modelo a ser seguido para organizações. na qual as práticas informais. o indivíduo é simplesmente um reflexo da vida social. por isso. •• Continuidade da organização.regulamentação específica e escrita. •• Rapidez nas decisões .. O estruturalismo vê a sociedade como um organismo unívoco e funcional.com. deveria ser controlada pelo Parlamento: “É horrível pensar que o mundo possa vir a ser um dia dominado por homenzinhos colados a pequenos cargos. processos previsíveis (gerando os mesmos resultados). Alguns autores chegam a propor modelos próprios 8 www. Dentro desse sistema.

Despersonalização do relacionamento. os quais prezam principalmente pela “humanização” e necessidade de adaptação ao ambiente. que deveria ser a maior consequência da organização. Quando participa da burocracia. Excesso de formalismo e papelório. Merton. Dificuldades com clientes.com. Em outras palavras. 4. no qual as pessoas são vistas como seguidoras de regras em um sentido mecanicista e não como criaturas sociais interagindo dentro de relacionamentos sociais. 7.maior importância ao modo de fazer do que ao resultado. Segundo ele. Ela modifica a personalidade das pessoas que se tornam obtusas.acasadoconcurseiro. embora tenha discutido a "combinação de diferentes tipos de autoridade". 5. •• Defesa de interesses particulares e corporativismo •• A burocracia não assimila as novas tecnologias adotadas pela organização.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. www. limitadas e obscuras: o "homem organizacional" (funcional) condicionado. Merton diagnosticou e caracterizou as seguintes disfunções: 1. Categorização do processo decisório . 6. Resistência a mudanças. do medo de represálias etc. Internalização das normas. •• As distinções de Weber entre tipos de autoridade são exageradas. 2. •• Os recursos humanos não são plenamente utilizados por causa da desconfiança. Outros autores citam diversas disfunções: •• Individualismo: consequência da disputa pelo poder. como a aceitação das normas e a legitimação da autoridade. Um desses autores foi Robert K. o homem passa por transformações que fazem com que toda a previsibilidade. Rafael Ravazolo de burocracia.excesso de hierarquia. Superconformidade às rotinas e procedimentos . 3. escape ao modelo preestabelecido. o homem foi excluído dos estudos de Max Weber – o qual descreveu um sistema social desumano e mecanicista. nem a reação formal da organização perante a falta de consentimento dos subordinados. •• Mecanicismo: o ponto de vista de Weber é puramente mecânico e não político. não considerou os aspectos subjetivos e informais. 8.br 9 . Exibição de sinais de autoridade.

Alguns autores enxergam a burocracia (mais especificamente os burocratas) como uma classe social. Nesses casos. autocrática – representa os interesses de um grupo dominante. a chama de visão “instrumental" das organizações: essas são vistas como arranjos conscientes e racionais dos meios para alcançar fins particulares. A forma burocrática é mais apropriada para atividades rotineiras e repetitivas da organização em que a eficiência e a produtividade constituem o objetivo mais importante. o burocrata administra diretamente o Estado.acasadoconcurseiro. Por fim. como no modelo weberiano. ou ainda possuem. sindical etc. a teoria weberiana se assemelha à Teoria Clássica da organização quanto à ênfase na eficiência técnica e na estrutura hierárquica da organização. há graus de burocratização. não considera a natureza organizacional e nem as condições circunjacentes do ambiente. Assim. não há um tipo único de burocracia. Para Perrow a burocratização envolve: especialização. que na maioria dos casos só está amplamente disponível a uma minoria da população. burocracia empresarial. são frequentemente desobedecidas. um defensor da burocracia. •• Dentro da organização formal desenvolve-se uma estrutura informal que gera atitudes espontâneas das pessoas e grupos para controlarem as condições de sua existência. mas uma infinidade. •• O modelo "racional" de organização adota a lógica de sistema fechado em busca de certeza e previsão exata. tem acesso aos poderes de execução e de veto e muitas vezes é suscetível à corrupção.•• Ao formular o modelo burocrático de organização. ou seja. variando dentro de um continuum. Há diversos exemplos de países que possuíram. por isso. a qual assume várias formas: burocracia estatal. a Rússia da época comunista e a China (até hoje. bem como o sistema de manutenção da organização formal. entrar nessa classe exige certo nível de instrução. com o partido comunista no poder). tal classe 10 www. partidária. que vai desde o excesso de burocratização (em um extremo) até a ausência de burocracia (no extremo oposto). em que a criatividade e a inovação são mais importantes. a adaptação da burocracia às exigências internas dos participantes. e dessa forma a Burocracia se torna mais uma fonte de captação de segmentos sociais privilegiados. como por exemplo. há uma terceira visão sobre Burocracia (além da weberiana e da popular). uma classe burocrata dominante. um ambiente externo imutável e estável. Perrow. Ele também cita 3 tipos de estruturas burocráticas: falsa – formada por regras que não representam ninguém e. necessidade de controlar as influências dos fatores externos sobre os componentes internos.br . Os burocratas teriam a tendência a se unir como um segmento social diferenciado da população em geral. mas reconhecendo as suas limitações e consequências disfuncionais. representativa – respeita interesses de todos os grupos organizacionais. Assim. Weber não previu a possibilidade de flexibilidade da burocracia para atender a duas circunstâncias: a adaptação da burocracia às exigências externas dos clientes. No caso dos burocratas do serviço público.com. a burocracia deve ser estudada sob o ponto de vista estrutural e funcional e não sob o ponto de vista de um sistema fechado e estável. Essa análise deve refletir os aspectos do comportamento organizacional interno. •• O caminho moderno consiste em utilizar o modelo burocrático de Weber como ponto de partida. em resumo. por exemplo. mas não é adequada às organizações flexíveis que se veem à frente de atividades não rotineiras. buscando privilégios e poder. •• Para Gouldner.

1.br 11 . 1.Sistema Burocrático www.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. Rafael Ravazolo consegue privilégios. Resumo .com. do mesmo modo diversas classes dominantes foram privilegiadas ao longo da história.acasadoconcurseiro.3.

com.Vincent de Gournay ‒Poder exercido pelos funcionários da administração estatal sob a monarquia absolutista francesa. Filósofo.acasadoconcurseiro.br . essa doença se chama buromania”. • Era Administrador de empresas? • Inventou a burocracia? • Defendia a Burocracia? 2 Burocracia • Século XVII .. Cientista Político. 12 www. força ‒“Temos uma doença que faz muitos estragos. Sociólogo. Jurista. aristocracia e democracia).Slides – Abordagem Burocrática 1 Max Weber – Teoria da Burocracia • ☼ 1864 – † 1920 • Professor. Economista. ‒Bureau = escritório + krátos = poder.. ‒Gounay considerava a burocracia uma quarta forma de governo (junto com monarquia.

Weber .Administração – Abordagem Burocrática – Prof. www.tipo puro.com. • Entendia que a peculiaridade histórica do Estado moderno estava exatamente em ser uma empresa similar a uma fábrica. tipo ideal o Popular – disfunções o Classe social X 4 Max Weber • Para Weber interessava sobretudo entender a forma pela qual uma comunidade social aparentemente amorfa chegava a transformar-se em sociedade dotada de racionalidade. Rafael Ravazolo 3 Burocracia • O que é burocracia? ‒Diversas visões: o Sociológica .br 13 .acasadoconcurseiro.

emergência de novas classes etc. revolução industrial. iluminismo. democratização. reforma protestante. • Para Weber: burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade.5 Max Weber • Weber não se preocupou em definir a burocracia: ele relacionou suas características ao estudar a modernização na sociedade alemã no século XIX.com. na adequação dos meios aos objetivos.acasadoconcurseiro. 6 Max Weber 14 www. isto é. ‒Modernização = mudanças nas sociedades capitalistas: liberalismo. a fim de garantir a máxima eficiência.br .

Administração – Abordagem Burocrática – Prof.acasadoconcurseiro. XV. quando o ser humano elaborou e registrou suas primeiras normas estatais e sociais. a poupança e o ascetismo (desapego aos prazeres mundanos). ‒ Reaplicação dos excedentes no próprio negócio. • Burocracia de hoje: origem nas mudanças religiosas verificadas após o Renascimento – séc.br 15 . 8 Max Weber “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo” • Por que algumas sociedades ocidentais desenvolveram o capitalismo.com. enquanto outras sociedades não? ‒Por convicções religiosas! • Catolicismo: lucro = pecado • Ética Protestante: normas sociais e morais que pregam o trabalho árduo. Rafael Ravazolo 7 Max Weber • Burocracia . em vez do consumo em símbolos improdutivos de vaidade e de prestígio.remonta à Antiguidade. www.

com. a organização burocrática e a ciência moderna são três formas de racionalidade que surgiram a partir das mudanças religiosas ocorridas inicialmente em países protestantes . o Outros segmentos – manuscritos (entre 1909 e 1914) organizados pela viúva (Marianne Weber).br .Inglaterra e Holanda – e não em países católicos.acasadoconcurseiro. político e social. 16 www. 10 Max Weber • Livro “Economia e Sociedade” ‒Originalmente: parte da coletânea Grundriss der Sozialökonomik .Elementos de economia social ‒Obra póstuma: o 4 primeiros capítulos (conceitos sociológicos básicos) . organizando as pessoas e o crescimento econômico.escritos em 1919-1920 e entregues para publicação pelo próprio Weber. ‒Capitalismo = empresas cujo objetivo é o maior lucro possível e cujo meio é a organização racional do trabalho/produção.9 Max Weber “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo” • O capitalismo. • Papel da Burocracia = racionaliza a evolução do capitalismo.

entre determinadas pessoas indicáveis” o Fundamento: crença na legitimidade www. Rafael Ravazolo Economia e Sociedade 11 • “Tipo puro” ou “Tipo ideal”: mostra como se desenrolaria uma ação humana se estivesse orientada para o fim de maneira estritamente racional.br 17 .Administração – Abordagem Burocrática – Prof. sem perturbações ou desvios irracionais. ‒“A sociologia constrói conceitos de tipos e procura regras gerais dos acontecimentos” ‒Ex: três tipos puros de dominação legítima .com. racional-legal • Ação real: influenciada por irracionalidades Burocracia Weberiana • Estudos sobre poder: probabilidade de impor a própria vontade em uma relação social.“probabilidade de encontrar obediência a uma ordem de determinado conteúdo.não encontrado na vida real. tradicional. ‒Conceito abstrato . • Tipos de poder: ‒Disciplina . pura.obediência pronta. automática ‒Dominação .carismática.acasadoconcurseiro.

Burocracia Weberiana • Tipos de dominação: ‒Carismática: baseada na veneração . poderes sobrenaturais etc. tradições – típica do Estado Absolutista . nos estatutos. no direito de mando das autoridades legais Burocracia Weberiana • “a forma de legitimidade mais corrente na sociedade é moderna é a crença na legalidade.com. ‒Tradicional: baseada em costumes. de origem impessoal e pré-determinada ‒Vantagem da administração burocrática: é a forma mais racional do ponto de vista técnico e formal ‒É inevitável para a administração de massas ‒É uma forma de profissionalização ‒É a dominação baseada no saber/conhecimento 18 www.acasadoconcurseiro.patrimonialismo ‒Racional-legal: baseada nas regras.” ‒Estado Moderno = conjunto de normas e regras.br .características pessoais especiais. a submissão a estatutos e a procedimentos formalmente corretos.

‒hierarquia racional fixa. ‒salário fixo . nas tradições. ‒formação profissional.acasadoconcurseiro. ‒nomeação e promoção regulada por contrato. ‒Falta de regras universais – predominância de situações casuísticas e personalistas.br 19 . • Consequências: Nepotismo.com. Dominação Tradicional 16 • Base do Patrimonialismo. Fisiologismo. Corrupção. ‒Captura da Adm.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. ‒Tem respaldo nos costumes. Pública por entes privados.as fontes de sustento dos "servidores" são a apropriação privada de bens e a degeneração do direito a taxas. www. Rafael Ravazolo Dominação Tradicional 15 • Não se obedece a estatutos. Prebendas e sinecuras. • Não possui elementos como: ‒competência fixa segundo regras objetivas. • Estado = extensão do poder e do patrimônio do soberano ‒Não havia diferenciação entre os bens do governante (res principis) e os bens públicos (res publica). mas a pessoas indicadas pela tradição. Clientelismo.

nascida do entusiasmo ou da miséria e esperança.Dominação Carismática 17 • Carisma: qualidade pessoal considerada extracotidiana. Rotinas e procedimentos padronizados 7. Impessoalidade nas relações 5. Especialização da administração 9. Racionalidade e divisão do trabalho 4.acasadoconcurseiro. Caráter formal das comunicações 3. Hierarquia de autoridade 6. Profissionalização dos participantes 20 www. Competência técnica e meritocracia 8. Burocracia Weberiana .características Pra quem adora listagens: 1.br .com. ‒Se atribuem a uma pessoa poderes ou qualidades sobrenaturais. Caráter legal das normas e regulamentos 2. o “O Líder” e “os adeptos” ‒Psicologicamente. esse “reconhecimento” é uma entrega crente e inteiramente pessoal.

Burocracia Weberiana .características 1.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. autoridade. Rafael Ravazolo Burocracia Weberiana . sansões etc. 2.com. poderes e responsabilidades bem definidas. "mística" ou "intuitiva". ‒Discreta . gerando comprovação e interpretação unívoca.acasadoconcurseiro.características 3. funções.br 21 . Caráter legal das normas e regulamentos ‒Estabelece previamente todo o funcionamento – define competências.fornecida apenas a quem deve recebê-la. Impessoalidade nas relações ‒Poder e responsabilidade são impessoais ‒Respeita a função. não a pessoa www. Racionalidade e divisão do trabalho ‒Limita as tarefas de cada cargo/função o Objetivo: reduz o atrito entre as pessoas ‒Cada função é específica e especializada. ‒Predomínio da lógica científica e racional sobre a lógica "mágica". o Homem organizacional – racionalidade funcional 4. Caráter formal das comunicações ‒Escritas. com competências.

br .características 5. Hierarquia de autoridade ‒Hierarquia rígida – superior controla e supervisiona ‒Subordinados aceitam as ordens como legítimas 6.características 7. promoção por mérito e competência ‒Exceção: o chefe supremo da organização 8.Burocracia Weberiana . Especialização da administração ‒Separação entre propriedade e administração ‒Ninguém é dono do cargo e dos bens a ele ligados 22 www. Competência técnica e meritocracia ‒Profissionalização das relações de trabalho ‒Igualdade de tratamento perante regras ‒Seleção.com. mas o que deve. ‒Processos de trabalho aprimorados em função dos objetivos.acasadoconcurseiro. Burocracia Weberiana . Rotinas e procedimentos padronizados ‒A pessoa não faz o que quer.

confiabilidade. mérito) ‒Fidelidade ao cargo Burocracia Weberiana .Administração – Abordagem Burocrática – Prof. Completa previsibilidade do funcionamento ‒É a consequência desejada.acasadoconcurseiro.características 10.características 9.br 23 . Rafael Ravazolo Burocracia Weberiana . www. univocidade nas tarefas. Profissionalização dos participantes ‒O cargo é uma profissão (especializada). países e culturas.com. redução de falhas e maior eficiência. – típicos termos pra pegadinha da banca • Característica “extra”: ‒Isomorfismo: a estrutura impessoal é um modelo fácil de ser transportado para outras sociedades. ‒Exige-se intensa instrução para assumir a função ‒Ocupação do cargo por tempo indeterminado ‒Assalariado ‒Nomeação e promoção por instâncias superiores dentro das regras definidas (competência. ‒Gera rapidez nas decisões.

treinamento. 24 www. • Formalidade das comunicações – documentação. • Disciplina.vantagens • Vantagem = avanço da burocracia sobre as outras formas de associação ‒Racionalidade e precisão ‒Rapidez nas decisões ‒Univocidade de interpretação ‒Uniformidade de rotinas e procedimentos ‒Continuidade da organização e constância ‒Redução do atrito entre as pessoas ‒Confiabilidade – previsibilidade ‒Benefícios para as pessoas .br .hierarquia formalizada. • Impessoalidade. trabalho ordenado. • Racionalidade.características Causas • Legalidade. • Qualificação e meritocracia. • Hierarquia. • Profissionalização. controle.com. • Divisão do trabalho. carreira e meritocracia.Burocracia Weberiana .acasadoconcurseiro. • Separação patrimonial (público e privado) Consequências • Previsibilidade do comportamento • Padronização do desempenho • Máximo rendimento – eficiência Burocracia Weberiana .

impessoal. legal. racional. eficiente. ou. mérito. sempre supervisionados e respeitando a hierarquia. www.acasadoconcurseiro. especialização • Coisas que as bancas dizem: ‒ Conjunto de regulamentos. ‒ É um sistema que busca organizar. a cooperação de um grande número de pessoas.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. em outras palavras. ‒ Permite adequar os meios da melhor forma possível para o alcance dos fins. Disfunções da Burocracia • Disfunções: problemas da burocracia na prática • Para os autores que criticam a burocracia: ‒Há uma discrepância entre o modelo burocrático oficial e a vida real. Rafael Ravazolo Resumo . profissional. de forma estável e duradoura. alcançar a máxima eficiência da organização. leis e normas que os funcionários devem cumprir.br 25 . ‒ Separa-se a esfera privada e familiar da esfera do trabalho. esta vista como a esfera pública do indivíduo. sentimentos e demais ações humanas gerariam uma série de disfunções. na qual as práticas informais. cada qual detendo uma função especializada.com.Burocracia Weberiana • Palavras-chave: formal.

‒As críticas à burocracia “tipo puro” de Weber são oriundas desse erro ‒Ele não queria tornar a burocracia um modelo administrativo para as organizações modernas ‒Ele apenas descreveu suas características mais “puras” Disfunções da Burocracia • Merton . ‒ Excesso de formalismo e papelório.acasadoconcurseiro.com.maior importância ao modo de fazer do que ao resultado.Disfunções da Burocracia • Weber era um crítico à burocratização: ‒“É horrível pensar que o mundo possa vir a ser um dia dominado por homenzinhos colados a pequenos cargos. ‒ Categorização do processo decisório . lutando por maiores” • Weber foi reinterpretado de forma equivocada: o ponto central de sua obra era poder e dominação. ‒ Internalização das normas. ‒ Superconformidade às rotinas e procedimentos . ‒ Resistência a mudanças. 26 www. ‒ Despersonalização do relacionamento.burocracia é um sistema social desumano e mecanicista. ‒ Dificuldades com clientes. ‒ Exibição de sinais de autoridade.excesso de hierarquia.br .

‒A burocracia não assimila as novas tecnologias. que vai desde o excesso de burocratização (em um extremo) até a ausência de burocracia (no extremo oposto) www. ‒Adota a lógica de sistema fechado em busca de certeza e previsão exata. o É adequada para atividades rotineiras e repetitivas. se tornam obtusas. Disfunções da Burocracia • Autores estruturalistas: ‒O caminho moderno consiste em utilizar o modelo burocrático de Weber como ponto de partida. • Graus de burocracia: um continuum. limitadas e obscuras.Administração – Abordagem Burocrática – Prof. ‒Pessoas não são plenamente utilizadas.br 27 . ‒Weber não considerou a estrutura informal que gera atitudes espontâneas das pessoas e grupos. mas reconhecendo as suas limitações e consequências disfuncionais. não é para organizações flexíveis. Rafael Ravazolo Disfunções da Burocracia • Outros autores: ‒Weber analisou a burocracia sob um ponto de vista puramente mecânico e não político.acasadoconcurseiro.com. ‒Weber não previu a possibilidade de flexibilidade para atender exigências internas e externas.

• Burocracia é poder. – classe de funcionários que detinha o Estado como sua propriedade.br . • A sociedade moderna é uma sociedade de organizações burocráticas submetida a uma grande organização burocrática: o Estado.resumo Burocracia é administração racional e eficiente. 28 www. e também é o contrário disso. buscando privilégios e poder. Burocracia . • Administração da coletividade: burocratismo • China.acasadoconcurseiro.Burocracia como classe social • Burocratas ‒Tendência a se unir como um segmento social diferenciado da população em geral.com. controle e alienação. Rússia etc.