You are on page 1of 1

ÁREAS DE RELEVANTE INTERESSE MINERAL NO BRASIL

40°W

70°W

60°W

50°W

Macapá

5

Belém

São Luís

Belém

João Pessoa

ARIM 3 - Rochas para brita, argilas, areia, rochas carbonáticas, caulim,

ARIM 6 - Ouro

ARIM 5 - Areia, argilas, rochas carbonáticas, caulim, rochas para brita, fosfato

20°S

20°S

São Paulo

titânio, chumbo-zinco, tântalo

12

ARIM 9 - Manganês, ouro, ferro, estanho, cobre, titânio,
ARIM 10 - Nióbio, titânio

ARIM 12 - Chumbo, ferro, níquel

Grau de favorabilidade exploratória
Favorabilidade factual

14

Favorabilidade hipotética

0

Sem favorabilidade comprovada

1.000
Km

Escala 1:10.000.000
70°W

60°W

60°W

50°W

50°W

40°W

30°S

70°W

70°W

50°W

60°W

Áreas de Concentração
de Ocorrências de
Águas Minerais

Boa Vista

Macapá


Belém

Manaus

João Pessoa

Recife

Cuiabá

ic o

Aracaju

Salvador
Brasília

Cuiabá

no
Belo Horizonte

Alta

Campo Grande

Média

Concentração de ocorrências

Oc
Vitória

Baixa

São Paulo

Áreas com restrição à mineração
Integral

20°S

Rio de Janeiro

0

70°W

Florianópolis

50°W

40°W

30°W

30°S

0

1.000
Km

Escala 1:15.000.000
70°W

30°S
60°W

50°W

Sistema de Informação Geográfica e Layout do Mapa
Luiz Fernando Fernandes
Elias Bernard da Silva do Espírito Santo
Elizete Domingues Salvador

40°W

30°W

Sistema de Projeção Policônica
Referência Geodésica: Elipsóide União Geodésica e Geofísica
Internacional - UGGI 67
Datum Planimétrico: World Geodetic System 1984 (WGS 1984)
Latitude de Origem: 0°
Longitude de Origem: 54°W de Greenwich

2009

o

n tic
Atlâ

(Versão Simplificada - 2009)


Belém

São Luís
Manaus

Fortaleza

Teresina

Fortaleza

Natal
João Pessoa

Natal

Recife

João Pessoa

Recife

10°S

Rio Branco

Porto Velho

Maceió

Palmas

Salvador

Províncias Minerais do Brasil

Brasília

Vila Nova (AP, PA)
Tapajós (PA, MT)
Carajás - Rio Maria (PA)
Alta Floresta (MT)
Rondônia (RO)

20°S

30°S

Cuiabá
Goiânia

Costeira Nordestina (CE, RN, PB,PE)
Bacia Sergipe - Alagoas (SE, AL)
Borborema (RN, CE, PB, PE)
Bacia do Recôncavo - Tucano (BA, SE, PE)
Serrinha (BA)
Centro-Norte Baiano (BA)
Centro-Sul Baiano (BA)
Cinturão Granulítico do Sul da Bahia (BA)
Bacia do Bambuí (MG, BA)
Espinhaço Meridional (MG, BA)

Belo Horizonte

Campo Grande

70°W

COBERTURAS FANEROZÓICAS
Cobertura Superficial
Bacia Intracratônica Fanerozóica
Bacia de Margem Passiva Meso-Cenozóica
Bacia Rifte Mesozóica

Brasília

Cuiabá
Goiânia

DOMÍNIO BRASILIANO

20°S

Orógeno Neoproterozóico (Brasiliano)
Arco Magmático Neoproterozóico (Cedo-Brasiliano)
Inllier de Embasamento Mesoproterozóico
Inllier de Embasamento Paleo a Mesoproterozóico
Inllier de Embasamento Paleoproterozóico

Belo Horizonte

Campo Grande

DOMÍNIO CRATÔNICO
Coberturas Cratônicas

20°S

São Paulo

Rifte Neoproterozóico e Magmatismo Relacionado
Bacia Intracratônica/Antepaís Neoproterozóica
Bacia Intracratônica/Antepaís Mesoproterozóica
Rifte Paleoproterozóico e Magmatismo Relacionado

Convenções estruturais
Falha contracional

Escala 1:15.000.000
40°W

Falha destral

Falha extensional

Núcleo Arqueano

1.000
Km
30°W

30°S

Orógeno Orosiriano e Intrusivas Relacionadas

Hidrografia

Tafrógeno Paleoproterozóico e Intrusivas Relacionadas

0

Orógeno Neo-Arqueano
Núcleo Arqueano (Bloco Rio Maria)

80°W

Convenções cartográficas
Capitais

Orógeno Riaciano - Transamazônico

30°S

Falha sinistral

Porto Alegre

Cráton do Amazonas
Orógeno Mesoproterozóico e Intrusivas Relacionadas
Orógeno Estateriano

Hidrografia
500

Falha de cisalhamento

Florianópolis

Orógeno Neo-Arqueano Retrabalhado no Paleoproterozóico

Capitais

70°W

20°S

Rio de Janeiro

Curitiba

Embasamento Cratônico
Cráton do São Francisco
Orógeno Paleoproterozóico

Convenções cartográficas

0

10°S

Vitória

Inllier de Embasamento Arqueano

Bacia Intracratônica Neoarqueana

Porto Alegre

50°W

Salvador

UNIDADES TECTÔNICAS

Rio de Janeiro

Florianópolis

60°W

Maceió

Palmas
Aracaju

Curitiba

Quadrilatero Ferrífero (MG)
Arco Magmático de Goiás (GO)
Maciço de Goiás (GO)
Norte Goiano (GO)
Centro-Oeste de Goiás (GO)
Rio do Peixe (GO)
Complexo Granulítico de Goiás (GO)
Mantiqueira (PR, SP, RJ, ES)
Bacia do Paraná (MG, SC, SP, PR, MS)
Escudo Sul Rio Grandense (RS)

Porto Velho

10°S

Vitória

São Paulo

Rio Branco

10°S

Aracaju

Base cartográfica digital obtida a partir das folhas da Carta Internacional do Mundo
ao Milionésimo do IBGE, escala 1:1.000.000.

Porto Alegre

500

MODELAGEM DE DADOS ESPACIAIS
Elizete Domingues Salvador
João Henrique Gonçalves

40°W

Teresina

Supervisão
Agamenon Sérgio Lucas Dantas

Capitais

Hidrografia

CHEFE DA DIVISÃO DE GEOPROCESSAMENTO
João Henrique Gonçalves
COORDENAÇÃO DE GEOPROCESSAMENTO
Elizete Domingues Salvador

50°W

Macapá

São Luís

Colaboração
Inácio de Medeiros Delgado
Carlos Schobbenhaus
Kaiser de Souza

Florianópolis

Convenções cartográficas

30°S

60°W

Rio de Janeiro

Parcial

1.000
Km

Escala 1:15.000.000

20°S

Curitiba

Integral

Porto Alegre

500

São Paulo

Áreas com restrição à mineração

Capitais

30°S

Vitória

Baixa

Parcial

Hidrografia

Campo Grande

Média

Curitiba

Convenções cartográficas

Belo Horizonte

Alta

20°S

no

Concentração de ocorrências
(Turfa, linhito, carvão e urânio)

ea

ea

Goiânia

DEPARTAMENTO DE INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS

30°W

Boa Vista

Macapá

Manaus

1.000
Km

Mapa Tectônico do Brasil

Belém

EXECUÇÃO TÉCNICA
Gerson Manoel Muniz de Matos
Ivan Sergio de Cavalcanti Mello
Lupe da Motta Carvalho da Silveira
Elizete Domingues Salvador
Ricardo Gallart de Menezes
Paulo Ricardo Almeida Sampaio
Roberto Loreti Jr.
Vanessa Fuezi
Renan Garcia Lopes

Oc

Goiânia

10°S

A tl

Brasília

Maceió

Palmas

A tl

Salvador

20°S

10°S

ân t

Aracaju

10°S

Rio Branco

t ic o

Maceió

Palmas

Porto Velho

ân

Porto Velho

60°W

CHEFE DA DIVISÃO DE GEOLOGIA ECONÔMICA
Gerson Manoel Muniz de Matos

Recife

500

40°W

Boa Vista

COORDENAÇÃO EXECUTIVA E TÉCNICA
CHEFE DA DIVISÃO DE MINERAIS E ROCHAS INDUSTRIAIS
Ivan Sergio de Cavalcanti Mello

João Pessoa

50°W

70°W

40°W

DEPARTAMENTO DE RECURSOS MINERAIS

Natal

60°W

Províncias Minerais
do Brasil

30°S

Escala 1:10.000.000
70°W

50°W

Eduardo Santa Helena da Silva
DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS

Teresina

Natal

80°W

60°W

Fernando Pereira de Carvalho
DIRETOR DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS E DESENVOLVIMENTO

Fortaleza

0

Sem favorabilidade comprovada

José Ribeiro Mendes
DIRETOR DE HIDROLOGIA E GESTÃO TERRITORIAL

São Luís

Teresina

Manoel Barretto da Rocha Neto
DIRETOR DE GEOLOGIA E RECURSOS MINERAIS

Hidrografia

Favorabilidade especulativa

1.000
Km
30°W

CPRM - SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL

São Luís
Fortaleza

500

30°S

Cláudio Scliar
SECRETARIA DE GEOLOGIA, MINERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO MINERAL

Belém

Manaus

30°S

Agamenon Sérgio Lucas Dantas
DIRETOR-PRESIDENTE

Macapá

Capitais

Favorabilidade hipotética

Márcio Pereira Zimmermann
SECRETARIA EXECUTIVA

Boa Vista

Convenções cartográficas

Favorabilidade factual

70°W

Edison Lobão
MINISTRO DE ESTADO

Parcial

Porto Alegre

Grau de favorabilidade exploratória

40°W

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA
SECRETARIA DE GEOLOGIA, MINERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO MINERAL

40°W

Áreas de Concentração de
Ocorrências de Energéticos

50°W

Integral

jaspe, ônix, opala

Escala 1:10.000.000

80°W

Florianópolis

10

ARIM 10 - Ametista, ágata, quartzo, zeólita, calcedônia,

Hidrografia

Sem favorabilidade comprovada

60°W

esmeralda

Capitais

0

Áreas de restrição à mineração

ARIM 9 - Água-marinha, diamante, turmalina, alexandrita,

Convenções cartográficas

Favorabilidade especulativa

30°W

40°W

Porto Alegre

Favorabilidade hipotética
500

Rio de Janeiro

ARIM 8 - Diamante, peridoto

Integral

Favorabilidade factual
30°S

20°S

Curitiba

ARIM 7 - Diamante, turmalina, esmeralda, ametista

Parcial

Grau de favorabilidade exploratória

Hidrografia

Favorabilidade especulativa

ARIM 6 - Água-marinha, ametista, esmeralda

ARIM 14 - Potássio, areia e argilas

3

São Paulo

ARIM 5 - Diamante, ametista

barita, vermiculita, talco

Capitais

Vitória

crisoprásio, diamante, quartzo

Florianópolis

ARIM 13 - Rochas carbonáticas, quartzitos industriais, rochas ornamentais, fosfato,

Convenções cartográficas

Campo Grande

ARIM 2 - Água-marinha, turmalina, esmeralda

20°S

Áreas de restrição à mineração

ARIM 12 - Areia, talco, amianto, argilas, rochas carbonáticas, cianita, grafita

Parcial

Porto Alegre

20°S

Rio de Janeiro

ARIM 11 - Areia, rochas para brita, argilas, rochas ornamentais, quartizo, fosfato

Integral

ARIM 14 - Cobre, ouro, estanho, ferro, chumbo, tungstênio

Vitória

9

Belo Horizonte

ARIM 1 - Topázio, diamante, turmalina, ametista

Curitiba

ARIM 10 - Areia, amianto, rochas carbonáticas, quartzo, micas, fosfato, barita, grafita

Florianópolis

ARIM 13 - Ferro, ouro

São Paulo

ARIM 9 - Argilas, areia, rochas para brita, rochas ornamentais

13

ARIM 11 - Ferro, alumínio, ouro, manganês,cromo, estanho

Limites demarcados segundo a articulação de folhas
1:250.000 do IBGE

ARIM 4 - Água-marinha, esmeralda, turmalina, granada,

rocha ornamental, rochas carbonáticas, cianita, grafita

Áreas de restrição à mineração

8

ARIM 3 - Diamante, água-marinha, ametista

ARIM 8 - Magnesita, talco, vermiculita, diatomita, feldspatos, muscovita, quartzo,

Rio de Janeiro

Goiânia

ARIM´s

ARIM 6 - Argilas, areia, rochas para brita, rochas ornamentais

Curitiba

chumbo

10°S

1

ARIM 7 - Quartzo, rochas ornamentais, quartzos industriais, barita, caulim, argilas

ARIM 8 - Ouro, manganês, estanho, níquel, cobre, cromo,

Rio Branco

Campo Grande

ARIM 4 - Areia, rochas carbonáticas, argilas, rochas ornamentais, vermiculita

ARIM 7 - Cobre, cromo, ouro, manganês

70°W

Belo Horizonte

rochas ornamentais

Vitória

7

tico

ARIM 5 - Tungstênio, ferro, nióbio, ouro, estanho, cobre

Cuiabá

ân

11

Campo Grande

feldspatos, rochas para brita, talco, magnesita

6

Brasília

ân t
ic o

Belo Horizonte

ARIM 3 - Ouro, estanho

ARIM 4 - Ferro, ouro, cobre, manganês, estanho, níquel

ARIM 2 - Rochas carbonáticas, argilas, gipsita, rochas ornamentais, diatomita,

ean

ARIM 2 - Estanho, ferro, manganês, ouro

Goiânia

siltitos e folhelhos, caulim, feldspatos, areias e rochas industriais

Oc

10

ARIM 1 - Ouro

Brasília

4

ARIM 1 - Areia, rochas ornamentais, rochas para brita, argilas, rochas carbonáticas,

o

Goiânia

Cuiabá

8

Salvador

4

A tl

Limites demarcados segundo a articulação de folhas
1:250.000 do IBGE

Limites demarcados segundo a articulação de folhas 1:250.000 do IBGE

Salvador

Aracaju

5

7

no

Cuiabá

12

ARIM´s

A t lâ

Brasília

8

n t ic

Salvador

3

Aracaju

10

10°S

10°S

10°S

A tl

10°S

11

Maceió

Palmas

ean
o

6

10°S

Palmas

Porto Velho

Rio Branco

Maceió

Aracaju

9

Recife

no

Rio Branco

Maceió

7

Porto Velho

o

10°S

João Pessoa

Recife

an
o

6

2

João Pessoa

Atlâ

Palmas

Natal

1

Oc
e

5

Porto Velho

2

Natal

2

Recife

80°W

13

o

4

Fortaleza
Teresina

Teresina

Natal

3

30°S

Manaus
Fortaleza

Teresina

ARIM´s

São Luís

São Luís

14

Fortaleza

Belém

Manaus

Manaus

Macapá

n tic

Macapá

40°W

Boa Vista

9

1

50°W

Áreas de Relevante Interesse
Mineral para Gemas

Boa Vista

Boa Vista

20°S

60°W

Áreas de Relevante Interesse
Mineral para Rochas e
Minerais Industriais

Áreas de Relevante Interesse
Mineral para Metais

Rio Branco

70°W

40°W

ea

50°W

Oc

60°W

Oc
ea

70°W

Oc

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA
SECRETARIA DE GEOLOGIA, MINERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO MINERAL
CPRM - SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL

500

Escala 1:15.000.000
60°W

50°W

40°W

1.000
Km
30°W

30°S