SET-FREE

SÉRIE FSN1

Catálogo Técnico
Unidades Externas: 5 ~ 42 HP
Tipos de Unidades Internas:
• Cassete 4 vias
• Cassete 2 vias
• Teto aparente
• Teto embutido
• Parede
• Piso
• Piso embutido
• Piso duto
• Piso piso

As especificações deste catálogo estão sujeitas a mudanças sem prévio aviso, para possibilitar
a HITACHI trazer as mais recentes inovações para seus clientes.

SUMÁRIO

0/1

0

SUMÁRIO

0.
1.
1.1.
1.1.1.
1.1.2.
1.1.3.
1.2.
1.2.1.
1.2.2.
1.2.3.
1.3.
1.3.1.
1.3.2.
1.3.3.
1.3.4.
1.4.
1.4.1.
1.4.2.
1.5.
1.5.1.
1.5.2.
1.5.3.
1.5.4.
1.5.5.
1.5.6.
1.5.7.
1.6.
1.6.1.
1.7.
1.7.1.
1.7.2.
1.7.3.

SUMÁRIO ................................................................................................................................................... 05
CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS ....................................................................................................... 13
Descrição do Sistema ................................................................................................................................. 13
Novo HI-MULTI SET FREE FSN................................................................................................................. 13
Refrigerante R410A .................................................................................................................................... 13
Ampla Gama de Opções ............................................................................................................................. 14
Nova Tecnologia.......................................................................................................................................... 16
Compressor Scroll de Alta Eficiência .......................................................................................................... 16
Ciclo de Refrigeração de Alta Eficiência ..................................................................................................... 18
Eficiência COP Top de Linha ...................................................................................................................... 19
Vantagens da Instalação ............................................................................................................................. 20
Tamanho Compacto .................................................................................................................................... 20
Sistema de Tubulação ................................................................................................................................ 21
Sistema de Fiação ...................................................................................................................................... 22
Fácil Execução e Utilização ........................................................................................................................ 23
Ampla Linha de Controle Remoto ............................................................................................................... 24
Controle Individual ...................................................................................................................................... 24
Controle Centralizado ................................................................................................................................. 24
Unidades Internas ....................................................................................................................................... 26
RCI – Tipo Cassette de 4 Vias .................................................................................................................... 26
RCD – Tipo Cassette de 2 Vias .................................................................................................................. 28
RPC – Tipo Teto Aparente........................................................................................................................... 28
RPI – Tipo Teto Embutido ........................................................................................................................... 29
RPK – Tipo Parede ..................................................................................................................................... 29
RPF – Tipo Piso Aparente ........................................................................................................................... 30
RPFI – Tipo Piso Embutido ......................................................................................................................... 30
Sistemas Complementares ......................................................................................................................... 31
Sistema Intercambiador de Calor ............................................................................................................... 31
Nome das Peças ......................................................................................................................................... 32
Unidades Internas ....................................................................................................................................... 32
Sistemas Complementares ......................................................................................................................... 39
Unidades Externas ...................................................................................................................................... 40

2.
2.1.
2.1.1.
2.1.2.
2.1.3.
2.1.4.
2.1.5.
2.1.6.
2.1.7.
2.2.
2.2.1.
2.3.
2.3.1.
2.4.
2.4.1.
2.4.2.
2.4.3.
2.4.4.
2.4.5.
2.4.6.
2.4.7.
2.4.8.

DADOS GERAIS ........................................................................................................................................ 45
Dados Gerais para Unidades Internas ........................................................................................................ 45
Tipo Cassette de 4 Vias – RCI .................................................................................................................... 45
Tipo Cassette de 2 Vias – RCI .................................................................................................................... 46
Tipo Teto Aparente – RPC .......................................................................................................................... 47
Tipo Teto Embutido – RPI ........................................................................................................................... 48
Tipo Parede – RPK ..................................................................................................................................... 50
Tipo Piso Aparente e Piso Embutido – RPF e RPFI ................................................................................... 51
Tipo Piso/Duto e Piso/Piso – RPD e RPP................................................................................................... 52
Dados Gerais para as Unidades Externas .................................................................................................. 53
Unidades Externas FSN-RAS ..................................................................................................................... 53
Sistemas Complementares ......................................................................................................................... 55
Trocador de Calor Total – KPI ..................................................................................................................... 55
Dados dos Componentes ........................................................................................................................... 56
Tipo Cassette de 2 Vias – RCD .................................................................................................................. 56
Tipo Teto Aparente – RPC-FSNB ................................................................................................................ 56
Tipo Teto Embutido – RPI-FSN(P)B1 .......................................................................................................... 57
Tipo Parede – RPK ..................................................................................................................................... 57
Tipo Piso Aparente e Piso Embutido – RPF e RPFI ................................................................................... 58
Tipo Piso-Duto e Piso-Piso – RPD e RPP .................................................................................................. 58
Unidades Externas ...................................................................................................................................... 59
Compressor ................................................................................................................................................ 59

3.
DADOS DIMENSIONAIS ............................................................................................................................ 60
3.1. Unidades Internas ....................................................................................................................................... 60
3.1.1. Tipo Cassette de 4 Vias .............................................................................................................................. 60

................7.................................. 3............................................. 6......................................2................... 61 Tipo Cassette de 2 Vias ............................................... Tabelas de Capacidade de Resfriamento – 100% Combinação (Dimensão: x 1000 kcal/h) ...........................12............................................................. Tipo Piso/Piso (RPP) ............1.......................................................................... 64 Tipo Parede.................1..1...... 5............................................................................................................................................................................................................................................................................................................. 146 4.............. Tipo Parede (RPK) ....6. 150 6............................................................................. 67 Tipo Piso Aparente ......................................... 146 4................................................................... Tipo Piso Embutido (RPFI) ............ 133 4... 124 4.... 100 4............................................... Tabelas de Capacidade de Aquecimento – 100% Combinação (Dimensão: kW) ..4.............................. Espaço de Operação ......... Tipo Parede (RPK) ....1.........................................1........ 5........................................................2.................................................. Fator de Correção para a Operação de Descongelamento ........................................................12........... 136 4..... Tipo Cassette de 2 Vias (RCD) ......................1.5....1............................................................................... 3.............................................................................................................. 151 ... Tipo Piso/Duto (RPD)........ 128 4............. 126 4................................................................................................. 147 4........................ 124 4......................1........................................................... 76 Modelos RAS34 / 36 / 38 / 40 / 42FSN .............. 68 Tipo Piso Embutido ................................7..........10.........1..........1... 118 4............. 3..................2................................................3....................6................................................................................... Intercambiador de Calor (KPI) ...................................................2..................................2............. 3............ 3.................................................................................. Tipo Cassette de 2 Vias (RCD) .................................................................................. 129 4........................................ 3..........11......3........ Tipo Teto Embutido (RPI) .... Características da Unidade de Seleção.. 3.12............................................. 62 Tipo Teto Aparente ...11....... Tipo Cassette de 4 Vias (RCI) .....................................11.................................................................... 3............................................................. Tipo Teto Aparente (RPC) ..... CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO ........................................................................... 150 Faixa de Temperaturas ........................6............9...........................11......................................................................... Guia de Seleção .......................12.......................8........ 78 4................... 3................................1......................2............................................. 144 4....... 147 4............... 144 4...11....... 81 4.........................10........11.......................................3..............................................................1...12. SUMÁRIO Tipo Cassette de 2 Vias ....................5....................................... 63 Tipo Teto Embutido .......... 104 4.2..................2........................................................................... 129 4.......................... 74 Modelos RAS18 / 20FSNB ........................................................................................12...................................................................................................................... Procedimento de Seleção de Sistema ............2..3........................................................................................................ 131 4.....................8.................................... 78 4... 137 4...........1........... Fator de Calor Sensível (SHF)...... 73 Modelos RAS14 / 16FSNB .............................................3............. Tipo Cassette de 4 Vias (RCI) .......................................................... Unidades Externas....3....10.....................3...............................9........ DADOS ELÉTRICOS ........ 151 Unidade Interna (50 Hz).............................................................10.............11................................................11.............................................................. Tipo Cassette de 2 Vias (RCD) .........................................12..............................4................. 3....12......1.......4................................................................6........... Diagramas de Distribuição de Temperatura ...................................4.......................................................10......................................................................................................................12..... 69 Intercambiador de Calor ............................................................................... 113 4............ 147 4........ 144 4.1............................ Guia de Seleção para KPI ........ Tabelas de Capacidade de Aquecimento – 100% Combinação (Dimensão: x 1000 kcal/h) ..................................................................12................................................. 3..........................................1................0/2 3.................. Centro de Gravidade...........5................................................................................................................. 78 4........................................................................................ 3...................... 3. Curvas Características de Capacidade das Unidades Externas ............. 150 Fonte de Alimentação ............................ 120 4............................................................. 90 4.................7.....12............ 72 Modelos RAS8 / 10 / 12FSNB ................................. 121 4................................. Parâmetros Sonoros .....................10...................................5......4................... 135 4..........................................1........13...................................... Tipo Teto Aparente (RPC) .....1.....2............................................................................... Unidades Externas FSN (RAS).... Tipo Piso Aparente (RPF) .......................1..... Tipo Cassette de 4 Vias (RCI) .................................................. 3..................................................................................................... Fator de Correção de Acordo com o Comprimento da Tubulação.......... 148 5..........8.................... Tipo Piso Aparente (RPF) ............. 145 4....... Tabelas de Capacidade de Resfriamento – 100% Combinação (Dimensão: kW) .................... 146 4......................... Tipo Piso Embutido (RPFI) ................. 66 Tipo Parede...............................1................................9...................2.....................1.......................................... 78 4......................................................... FAIXA DE TRABALHO .......................................................................................................................................... 3............................................ 145 4........... 70 Unidades Externas.............. 146 4.......2.................5......................................................... 109 4.........2................... 3...................... 77 4...................................................................................................................................... 75 Modelos RAS24 / 26FSNB e RAS28 / 30 / 32FSNB1 .............1........................................11......................12...............................2....................................... 72 Modelo RAS5FSN...........................1........................................................................ 65 Tipo Parede.............6....

.............................. Ar 8......1.....1...........................................................1.................. 8..... Desumidificação e Operação do Ventilador Procedimento de Operação para Temperatura.................. 198 Configuração do ON/OFF TIME ............. 173 7. 202 Estação Central PSC-5S e PSC-A64S ...................5.......... 178 7..............1...................................1........ RAS28........5.... 176 7.......................................................................................................2........................ 8............................... 8.......... 8...........................................1............................................................................. 185 Procedimento de Operação para Resfriamento................2....................... 8..................6..............1.....................1............. 152 Unidade Externa.............. 185 Controle Remoto com Display de Cristal Líquido – PC-AR ................3......................................... 192 Kit Receptor................ 8................ TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ...... 155 7...1..............................................1...............................6........................................................... 8......... 206 Ajuste da Temperatura.................................................................... Velocidade do Ventilador e Ajuste da Direção do Defletor de 186 Procedimento de Operação para Operação do Timer (Temporizador) ................. 8............1..7.... 6...4..............1...... 8....4.......5.. 9..........................10.......... 212 Seleção da Tubulação de Refrigerante ............................ RAS14 e 16 ............ 8...............................2............. 8........ 211 9........................................................... 212 Comprimento da Tubulação de Refrigerante ............. 190 Controle Remoto Sem Fio Opcional – PC-LH3A............................ 209 Sinalização em Condições de Anormalidade ...............4................................3......................................................... 8......................................................................... 188 Indicação quando em Condições Normais.........................................4.................... 201 Verificando o Conteúdo da Configuração......4.......................................................................................................................6.................................... 211 Cabo com Conector 3P (PCC-1(A)) ...................1........................ 8..... 205 Configuração do Modo de Operação ...................................... 181 7................. 213 ............................................................... 198 Configuração do Dia de Operação ..............2.................................................................................................................................................. 173 7.................. 8............................................ 8.........3.. Velocidade do Ventilador e do Ângulo do Defletor ................................7..................................... 191 Procedimento de Operação ..............................1..............1.....................2.1............................2.......1...................................................................................... RAS34...................... OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS .......................................... 196 Configurando o Dia e Hora Atuais ........... 8..... 208 Operação do Temporizador ................ RAS18 e 20 ............... 212 Limitações da Tubulação de Refrigerante ................ 189 Indicação quando em Condições Anormais ..........................1................. 8.............. 186 8.5...................6............... Unidades Internas .................. 202 Cancelamento da Configuração do Temporizador ............. 6..........................4..................................................SUMÁRIO 6.............. 8...................................................3........ 174 7.........................................................................................................................................................7...................................................5.................2..............4................. 8.................................. 9................................................. 8....................................................................4...................................................................................................3..............................................1............................6............................ 187 Procedimento de Operação para Ventilação............................................ 8............... 193 Controle Sem Fio do Painel de Ar ..................8..... 208 Proibindo a Operação pelo Controle Remoto ......................... 213 Diâmetro da Tubulação e Multi-kit FSN...... 187 Procedimento de Operação para Ajuste do Defletor Oscilante .. 209 Outras Sinalizações do Display.............................. 9...........1.......................................................................4...................................................................................6.....................................5........................................3............................... 36 e 38 ........................................ 187 Procedimento de Operação para Operação de Resfriamento / Aquecimento Automáticos.......4....................................................................................................4......................3..........................................2. 153 Unidade Interna .......................................................................................... RAS22 .. 197 Alterando Padrão de Horário Semanal (A ou B) .........................................1.................................................1...............4................ 8...............................................................8....................................................................... RAS40 e 42 .............................. 189 Controle Remoto Opcional – PC-ARH ....... RAS5 ..............9.. 8.......1.. 8........ 200 Configuração de Feriado (HOLIDAY) .......... 173 7............................................................ 8.... RAS8 ..............................................................8..................... 180 7.......................1.1.................................4............... 175 7........1............ 193 Operação para Unidades Internas Múltiplas ..........................................................................................................................................................5. 8...... 9.1................................................................................................... 204 Seleção do Grupo e Monitoração do Status de Operação da Unidade .................................................................1....................... 182 7............. RAS24 e 26 ..............................5..............2....... 8...... 8...............1...............4............................................................................................................................................... CICLO DE REFRIGERAÇÃO .................................5.................... 206 Operação da Unidade ..................7.................................... 8....5.............. 194 Temporizador de 7 Dias PSC-5T e PSC-A1T .......................5... 8....3....1..................1....... 0/3 Unidade Interna (60 Hz) ..........................................3.............................................. 179 7............................................................................... 8......3................... 8....... 183 8.......3.................................................. 210 Acessórios Especiais ......................................................................................................................................5.. 30 e 32 ...... 154 Esquemas Elétricos........................................... 177 7..................................................... 6.................................................................................................. RAS10 e 12 .......................................................3.................... Unidades Externas .................5.....5..... Aquecimento........................................................

...........1..............4....................................................................... 9...... 9.............................................................................................. 256 Funções Opcionais Disponíveis das Unidades Internas ...................................................................... 245 Configuração da Dip Switch da Unidade Externa................2...........4...............................................2........................................ 9..................... 244 Para a Unidade Externa ................................4..1.....................3.................. 9.......... 13..........................1...........................................................5................................. 9.................. 9........................... 255 11........................................................................ 214 Dados Dimensionais ...2...... 229 Conexão da Tubulação de Flange (Gás) ....................5....... 9.............................................. 260 13.............................................. 243 Conexão da Fiação Elétrica.......................................... 220 Materiais de Tubulação ................................................................. 229 Acessórios dos Tubos Fornecidos de Fábrica ....................................3....... 233 Guia de Cálculo da Carga de Refrigerante Adicional (R410A) ..........................................................1........ 226 RCI – Tipo Cassette de 4 Vias ....6........6... 241 Cálculo da Concentração do Refrigerante................................. 9................ 9............2................................ 9................ 226 RPC – Tipo Teto Aparente .............3........ 241 Concentração Máxima Permitida do Gás CFC .....................8......................................................................... 9............ 10. 223 Trabalho de Soldagem.........................................................................5.........................7.............2.......................9..................................................1....................7............... 242 10.................1...................................................... 263 14..........3............. 228 Conexão da Tubulação da Unidade Externa ................................................................................ 244 Fiação Elétrica entre a Unidade Interna e a Unidade Externa ... 10...................................... ESPECIFICAÇÕES PADRÃO ......................................................... 262 Lista de Ferramentas e Instrumentos Necessários para Instalação.........2..............3................. 9.................................3........... 226 RCD – Tipo Cassette de 2 Vias ... 243 Fonte de Alimentação .....2.3............................................................................... 233 Exemplos . 264 15................ 10................................................................. 253 PSC-5HR .... 9....................... 223 Torque de Aperto ............................................................................... 11. 258 12......... 9...................5....................... MEDIDAS PREVENTIVAS .......... 224 Conexão da Tubulação da Unidade Interna ..........3.................5.................. 228 RPF e RPFI – Tipo Piso Aparente e de Embutir ........................6......... 232 Conexão da Tubulação ..............................................1................................... FIAÇÃO ELÉTRICA ...................... 218 Considerações de Conexão no Trabalho da Tubulação ...............................................................2............................................. 10..................................................... 266 ..............................................................................6......................................6...... 9.... Ramificação da Linha Distribuidora e Header Ramificado . 9.............................................................................. CONTROLE REMOTO PARA SET FREE – OPCIONAIS ........................................................................................................................ 9................................................... 220 Três Princípios no Trabalho da Tubulação de Refrigerante.......1.................................... 9............................................3.... 10........ 241 Medida Preventiva para Vazamento de Refrigerante de Acordo com o Padrão KHK ............ 226 RPK – Tipo Parede .....2..................... 9.......................................................4...................................... 9.......................................................................1................................................................................................................... 10................4...... 222 Suspensão da Tubulação de Refrigerante ...........5...................................................9..........................3............ 10....................7.. 9.......................................................................... 10................................................. OBSERVAÇÕES DIVERSAS ..........................................................2................................................................................................................................................... 9......... 232 Quantidade da Carga de Refrigerante............. 256 Funções Opcionais Disponíveis das Unidades Externas .......................................................... 234 Vácuo e Carga do Refrigerante .... 243 Verificação Geral .. 229 Posição da Conexão da Tubulação ..........................................................2................9........................................................................................... 240 Cuidados com Vazamento de Refrigerante ........ 216 Método de Distribuição ........................................................... 247 Ajuste das Dip Switches para a Unidade Interna e Sistemas Complementares ...................3...3... 9..... 11.6......................................................................................... 9................ 9..........1..... 257 Funções Opcionais Disponíveis dos Controles Remotos ......................................................0/4 SUMÁRIO 9............................9.....................................................................................................7................................5. 260 Localização e Solução de Falhas pelo Código de Alarme.............................................................................................. 10........... 12............................... 9.............. 252 Sistema H-LINK ......3....... 9......................................... 11..................................... FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS .....5.........1............2...................................................................................................

0 RCD FSN RPK FSNSM2 RPF FSNE RPFI FSNE RCI FSNB RPC FSNB1 N A C I O N A L RPI FSNB1 FSNPB1 RPDT RPDV RPPT RPPV Codificação: RCD 2.0 1.5HP 8 10 16 .5HP 4.0HP 3.0HP 2.5 2.0 6.0 4.8 1.0 FSN Modelo Cassette 2 Vias Série FSN (R410A) Capacidade Nominal 1.5 3.0HP 5.0 5.0/5 SUMÁRIO A LINHA DE UNIDADES INTERNAS DA NOVA SÉRIE SET FREE FOI ESTENDIDA PARA OS MODELOS ABAIXO: CAPACIDADE (HP) 0.0HP 2.0HP 1.0 2.

0 FSN E E: Europa Modelo Piso de Embutir Série FSN (R410A) Capacidade Nominal 1.0HP 2.0/6 SUMÁRIO RPK 1.5HP 2.0HP 2.0 FSN E E: Europa Modelo Piso Aparente Série FSN (R410A) Capacidade Nominal 1.5HP 3.0HP 1.0HP 2.5HP .0HP 2.5HP 2.0HP RPF 1.0HP 4.0HP 1.5HP RPFI 1.5HP 1.0 FSNSM2 Modelo Parede Série FSN (R410A) Capacidade Nominal 1.

SUMÁRIO 0/7 .

220V/60Hz/3F 7 .. 380V/60Hz/3F Refrigerante R410A Sistema Heat Pump com 2 tubos Capacidade Nominal em HP Unidade Condensação a Ar 40 42 ..0/8 SUMÁRIO A LINHA DE UNIDADES EXTERNAS DA NOVA SÉRIE SET FREE FOI ESTENDIDA PARA OS MODELOS ABAIXO: CAPACIDADE (HP) 5 8 10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38 RAS RAS 30 FS N 5 B1 Série Tensão: 5 .

SUMÁRIO Acessório Nome Figura KPI050A3P Intercambiador de Calor KPI100A3P Acessório Nome PC-P1H PC-AR (novo) Controle Remoto com Fio PSC-5S PSC-A64S (novo) Estação Central PSC-5T PSC-A1T (novo) Temporizador de 7 dias PC-P5H PC-ARH (novo) Controle Remoto com fio PC-LH3A Controle Remoto sem fio Figura 0/9 .

0/10 SUMÁRIO Acessório Nome PC-RLH9 PC-ALHD (novo) Kit receptor (2 fios) p/ RCD PC-RLH11 PC-ALHZ (novo) Kit receptor (2 fios) remoto Figura Para Placa de Terminais PC-RLH8 PC-ALH (novo) Kit Receptor Sem Fio p/ RCI PSC-5HR Relé do H-LINK HLD 19002A Conector de Função Opcional (cabo PCC1A) THM-R2A Sensor Remoto (c/ cabo de 8m) CSNET WEB Interface HARC-BXE(A) Interface Lonwork BMS (7 entradas até 6 unidades) .

SUMÁRIO Nome VIA S Acessório PARA CAS S E TE 4 Filtro antibactericida Flange p/ distribuição por duto Flange p/ distribuição por duto Kit de tomada de ar externo Kit de tomada de ar externo HLD31194A Peças de saída de 3 vias 0/11 .

0/12 SUMÁRIO Acessório Nome P-G23DWA1 Painel de Ar P-G46DWA1 Painel de Ar E102SNB E162SNB Tubo de ramificação (Multikit) E242SNB E302SNB E84HSNB E108HSNB E168HSNB Header (Multikit) Figura .

redes de comunicação. A comprovada combinação do compressor scroll com inverter proporciona o melhor sistema de ar condicionado para edifícios de pequeno e médio porte (comerciais e residenciais).2.Aumento na performance do sistema. . Novo HI-MULTI SET FREE FSN A HITACHI tem o orgulho de apresentar o sistema de ar condicionado mais confortável e de maior eficiência para edifícios de pequeno e médio porte (comerciais e residenciais). foi apontado que a camada de ozônio poderia ter sofrido danos por substâncias como CFC (cloro fluorcarbono) e o HCFC (hidroclorofluorcarbono).1. que era um gás que não prejudicava a camada de ozônio. . automatização e inclusive ambientes confortáveis todos os dias do ano. . CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. REFRIGERANTE R410A 1. O sistema Heat Pump VRF da HITACHI foi especialmente desenvolvido com a necessidade global de proteger o meio ambiente do planeta.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/13 1. O R410A é totalmente favorável ao meio-ambiente. NOVO R410A Em 1974. mas agora utilizamos um gás com as mesmas características do R407C mas com eficiência de energia maior. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 1. O R410 tem as seguintes vantagens: . O R22 pertence a este tipo de gases.Diminuição na diversão dos componentes. e a HITACHI é a pioneira a utilizar este gás em seus produtos. O sistema de ar condicionado HI .1. .Redução no consumo de energia.MULTI SET-FREE com a nova série FSN pode atender a todas estas necessidades. No início os equipamentos de ar condicionado passarm a utilizar o R407C. Atualmente é cada vez maior o número de edifícios que necessitam de “instalações inteligentes” .1.1.Redução no efeito estufa global. A combinação de novas unidades externas e a expansão de unidades internas com um controle altamente avançado e sistema em rede proporciona um sofisticado e confortável ambiente de ar condicionado.

AMPLA GAMA DE OPÇÕES A linha da nova série de Unidades Externas HI-MULTI SET FREE FSN foi estendida de 5 a 42HP.1/14 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. Unidades externas Capacidade (HP) FSN1(B) 5 8 20 22 24 28 30 32 34 36 38 40 42 .3.1. que permite grande flexibilidade e resolve qualquer tipo de instalação.

8 0.4 26.0 54.4 39.2 46.8 0.8 49.6 Min 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 4 4 4 4 5 Max 8 13 16 16 20 20 20 20 20 27 29 31 32 32 32 32 32 32 32 Mínima Capacidade p/ Operação Individual (HP) Min 0. Como mostrado na tabela abaixo.5 10.5 4.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Mínima e Máxima Combinação para Unidades Externas e Internas A nova série HI-MULTI SET FREE FSN1 alcançou uma maior capacidade para unidades internas combinadas.8 1/15 .8 0.0 14.0 20.8 0.2 33.0 12.0 11.0 6.8 0. Unidade Interna Combinação de Capacidade (HP) Modelo RAS-5 RAS-8 RAS-10 RAS-12 RAS-14 RAS-16 RAS-18 RAS-20 RAS-22 RAS-24 RAS-26 RAS-28 RAS-30 RAS-32 RAS-34 RAS-36 RAS-38 RAS-40 RAS-42 HP Min 5 8 10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38 40 42 2.6 18.6 31.8 0.0 13.8 0.2 20.8 0.0 41.6 44.0 21.0 8.0 Combinação de Unidades Internas Max 6.0 10.0 19.0 17.0 9. a capacidade mínima e o número máximo de unidades internas a serem ligadas foram aumentadas.8 0.8 0.4 13.8 0.0 28.8 0.8 0.8 0.0 7.0 5.0 16.8 23.0 15.0 18.8 36.0 15.8 0.8 0.8 0.4 52.8 0.

esta não é reduzida ao utilizar controle de velocidade do inversor em velocidades menores como seria o caso com lubrificação centrífuga utilizada em compressores scroll convencionais.2. Como a lubrificação é efeito da diferença de pressão. . reduzindo a quantidade de óleo circulante no sistema de refrigeração. o resultante aumento na pressão força o Scroll a descender interrompendo a vedação e permitindo o líquido a retornar ao corpo do compressor onde este irá evaporar devido à alta temperatura. então não são necessárias bombas de óleo adicionais. COMPRESSOR SCROLL DE ALTA EFICIÊNCIA Compressor Scroll exclusivo Hitachi Ruído e Vibração . NOVA TECNOLOGIA 1. . e o fato de que a carcaça de alta pressão atua como um silenciador. . Isto é particularmente importante em temperaturas de baixa sucção. utilizando-se um revestimento isolante. Esta pressão então força o Scroll contra o invólucro e sela a câmara de compressão.Redução do ruído eletromagnético do compressor.2. Quando o compressor inicia a operação a pressão na câmara sobre o Scroll aumenta através dos 2 furos de dreno na seção de pressão média do golpe de compressão. . Confiabilidade maior pelo carregamento otimizado Motor do compressor antes de trocar o rotor 3. Formato otimizado do rotor Eletromagnético Pontos Fortes do novo Compressor Scroll Hitachi de Alta Pressão 1.O refrigerante não pode entrar na carcaça durante o ciclo desligado causando diluição do óleo e espuma na partida do compressor.O padrão de ruído é um ruído de alta frequência e é simples de reduzir a um nível bem inferior.1/16 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. o Scroll móvel repousa sobre o invólucro. forçando o óleo através do centro do eixo para suprir os rolamentos.Lubrificação precisa para o compressor devido ao sistema de lubrificação aperfeiçoado. Ruído 2.O compressor scroll oferece baixos níveis de ruído e vibração como os pontos de compressão são distribuídos exatamente acima do golpe de compressão fornecendo uma curva de torque bastante nivelada. . O motor é adequadamente resfriado pelo gás de descarga. Lubrificação A lubrificação é feita pela diferença de pressão entre Descarga e Sucção. Grande redução de perdas de entrada e vazamento devido a borda assimétrica da espiral Freqüência (Hz) Todas as características acima são exclusivas do compressor Hitachi Redução do ruído eletromagnético . Ruído Carcaça de Alta Pressão Motor do compressor depois de trocar o rotor Freqüência (Hz) 10. . resultando em melhor eficiência do trocador de calor. Perda por aquecimento reduzida pela estrutura de retorno de óleo 4.Atua como um separador de óleo.1.000 Proteção contra retorno de líquido Quando o compressor está desligado.A temperatura do gás de descarga é reduzida porque o calor do motor não é adicionado ao gás de sucção antes da compressão. Se o líquido retorna ao compressor.É mais intensificado pelo número mínimo de componentes usados.

c. Conceito de operação (modo aquecimento) . No caso de Equipamento Existente com Velocidade Constante Alcança lentamente a temperatura de ajuste. motor CA O novo controle digital de modulação de pulsos em amplitude de 180° e a nova modulação de pulsos em largura sem sensores de velocidade nem de corrente. Também. alcançando rapidamente a temperatura de ajuste e mantendo uma operação de economia de energia estável. então liga e desliga repetidamente para manter a temperatura. que afeta o custo de operação anual. 180º 180º Eletricidade Tempo Tensão CONTROLE PWM DE ONDA RETANGULAR 180° . para suprimir interferência de ruído eletromagnético e alcançar um baixo nível.c. rpm CC: Corrente Contínua CA: Corrente Alternada Formato do rotor otimizado Magneto de neodímio utilizado .Descrição do funcionamento Eficiência aumentada em toda a faixa de potências utilizadas (rpm) Alimentação Ímã SW Reator Ruído eletromagnético peculiar para interrupção do compressor Set-Free Tempo motor CC Motor de Alta Eficiência (%) Operação de Economia de Energia Controle eletrolítico Alimentação Fusível Módulo de transistores Filtro Módulo de ruído de diodos Rotor do compressor Inversor de controle PCB do inversor Motor do compressor Pré-driver Módulo de Potência do Sistema Inversor (ISPM) Microcomputador O inversor controla as velocidades do compressor de 30 a 115Hz. Temperatura da sala Temperatura de ajuste 30º 120º 60º Set-Free Máquina c/ velocidade constante Corrente 120º 120º Eletricidade Tensão Tempo Tempo Corrente No caso do Set Free Alcança rapidamente a temperatura de ajuste com alta potência. então mantém operação de economia de energia estável. Estes dois novos desenhos permitem a redução da corrente de harmônicos. o desempenho aumenta em cerca de 30~40Hz onde o tempo de operação do compressor do inverter é maior. PCB do novo inversor de c.Sistema de ajuste do acionamento por motor de c. também diminuem o volume e o peso em 50%. Operação de Alto Consumo de Energia Máquina c/ velocidade constante No caso de máquinas existentes com velocidade constante. repetidos "liga e desliga" desperdiçam energia Características de baixa velocidade. Ao mesmo tempo. o rotor foi dividido em dois e o pólo elétrico deslocado. foram significativamente melhoradas.1/17 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Compressor CC utilizando Magneto de Neodímio Compressor (rpm) Ao utilizar CC. causando desperdício de energia.

Cabe ressaltar.c. A HITACHI desenvolveu um novo trocador de calor mais eficiente e um novo circuito de superresfriamento. Por outro lado.Estas e outras funções permitem otimizar o uso do conjunto da instalação. Trocador de calor mais eficiente AR Motor de c.5 38/25 Compressor Parado (Área de Operação do Ventilador Interno) Temperatura de Ar de Sucção Interno (BS/BU 0C) Faixa de Trabalho na Operação de Resfriamento 23 19 17 Temperatura do Ar de Sucção Externo (BS 0C) 9 0 Área de Operação de Aquecimento (-20) 15 23 25 27 38 Temperatura de Ar de Sucção Interno (BS 0C) Faixa de Trabalho na Operação de Aquecimento .2. além disso. evitando uma utilização incorreta ou pouco efetiva das unidades. e permite que pré-aqueçam ou pré-resfriem as salas momentos antes de serem ocupadas. melhora significativamente a eficácia em comparação com os produtos convencionais que dispõem de um motor de c. 1.c. 43 Temperatura do Ar de Sucção Externo (BS 0C) Área de Operação de Resfriamento 0 -5 Ampla variedade de possibilidades de funcionamento O uso destas máquinas junto com o CS-NET pode aumentar ainda mais o funcionamento destas instalações por meio de: .a.1/18 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Características melhoradas do motor do ventilador . Oferece um funcionamento estável diante de fortes ventos frontais de 10m/s na unidade externa. que faz com que as unidades não operem à máxima potência quando o conforto não exigir. .O bloqueio de funções desde o controle central.Programação por calendário. . que a ampla gama de unidades internas conduz sempre a encontrar a unidade com a potência e o tipo de instalação que mais se adapta a cada necessidade. CICLO DE REFRIGERAÇÃO DE ALTA EFICIÊNCIA A nova série HI-MULTI SET FREE FSN aumentou a eficiência no ciclo de refrigeração. com uma excelente eficácia O motor do ventilador de c. 19/14.2. que evita que as máquinas permaneçam em operação em locais sem usuários.Limitação da seleção de temperaturas. . .a Nova faixa de temperaturas Revoluções por minuto (rpm) A faixa de temperaturas foi aumentada pela otimização do ciclo de refrigeração.c. . Eficácia do motor (%) Eficácia aumentada em 40% (entrada do motor dividida em dois) LÍQUIDO GÁS Motor de c. as descargas de ar foram reduzidas mediante o controle da velocidade de rotação do ventilador. Controla o regime de liga/desliga por ciclo e altera a tensão aplicada ao motor do ventilador para controlar a velocidade de rotação.Motor do ventilador de c.Conceito de controle de velocidade PWM (modulação por largura de pulso) O elemento de comutação (um MOSFET de potência) chaveia a uma freqüência de várias dezenas de kHz. O trocador de calor foi aperfeiçoado pela combinação de dois (2) caminhos de gás e (1) de líquido.

OBSERVAÇÃO: Entrada interna não inclusa . .3. . EER . . . . . . . . EFICIÊNCIA COP TOP DE LINHA HI-MULTI SET FREE conseguiu uma das maiores eficiências do mercado. . .CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/19 Circuito de super-resfriamento Novo comprimento máximo da tubulação Usando um circuito de super-resfriamento para o ciclo de refrigeração e aperfeiçoando o sistema de tubulação. COP . .2. . . . . . . o desempenho melhora muito. . . . . . . . Comprimento máximo da tubulação: 150 m Subresfriador Separador de óleo Trocador de calor S Unidades Internas LO-I:150 m HO-I: 50 m (Quando a unidade externa estiver acima da unidade interna 40 m (Quando a unidade interna estiver acima da unidade externa HI-I: 15 m Unidades Internas Acumulador S Compressor do Inversor CC Recipiente Compressor Circuito do Tubo de Líquido Super-resfriamento CA Capilar 1. .

16HP > Espaço de Instalação: 0.1/20 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1.1. 30.47m2 < 8.43m2 1606 (18 e 20HP) 1606 1750 (22HP) 1910 750 1210 < 24. TAMANHO COMPACTO A unidade externa tornou-se mais compacta e mais leve ao usar o gás R410A e devido ao novo design. 20. 28.82m2 1606 2430 750 750 .3. 22HP > Espaço de Instalação: 1. 26.91m2 < 18. 12HP > Espaço de Instalação: 0. 10. VANTAGENS DA INSTALACÃO 1. 32HP > Espaço de Instalação: 1. < 5HP > Espaço de Instalação: 0.3.71m2 1606 1645 750 750 950 630 < 14.

53 ∅12. Devido a esse tamanho único.20 ∅28. Linha de transmissão. Carga de Refrigeração Adicional A carga de refrigerante adicional é amplamente reduzida pela tecnologia de economia de refrigerante.30 ∅31.70 ∅9.60 ∅34.05 ∅25.90 ∅28.70 ∅15. Em alguns sistemas de ar condicionado. Disponível somente para capacidades 5. Vários conjuntos de conexão da tubulação também estão disponíveis de acordo com as necessidades do local.5 HP Fio de aterramento 2. Devido a essas melhorias.75 As tubulações podem ser reduzidas porque a descarga do refrigerante é significamente diminuída.88 ∅19.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/21 1.O resultado desta tecnologia na nova série HI-MULTI FREE FSN atinge uma importante redução na carga de 15 e 25%. líquido ( e óleo) entre a unidade externa e interna e aumentando o trabalho com a tubulação e instalação elétrica e que poderia causar alguns problemas de transmissão. vários problemas que ocorrem durante a instalação foram resolvidos. Cabo de aterramento.20 Tubulação de Gás R407C R410A ∅15.88 ∅19.Piping” Foi desenvolvida a nova “tubulação única” onde pode ser utilizado um tubo de mesmo tamanho que o tubo principal de refrigerante.05 ∅15. assim a perda de compressão é pequena para a mesma capacidade do R407C.60 ∅28. Tubulação de Líquido R407C R410A ∅9.5 HP Tubo de Gás Tubo de Líquido Linha de Transmissão Tubo Ramificado 30m .5 HP 2.53 ∅9.05 ∅22.Piping” da HITACHI é o sistema feito para estabelecer um novo padrão.5HPx4 HI-MULTI SET FREE FSN 2.05 ∅22. líquido) Tubo de Líquido Redução do Diâmetro da Tubulação Diâmetros reduzidos comparados aos sistemas com R407C. Cabo de conexão Cabo de aterramento Linha de Transmissão Tubos de conexão externa (gás. Do ponto de vista do projeto.20 ∅19.60 ∅34.88 ∅19. a unidade externa tem no local onde será instalada.90 ∅28. assim dois ou três tubos devem ser disponibilizados para o gás.3. devido à redução no trabalho e no tempo de instalação. SISTEMA DE TUBULAÇÃO Sistema “Uni.5 HP Tubulação Principal 70m 2.05 ∅15. Típico exemplo de construção de um sistema convencional Duas Unidades Externas instaladas. Exemplo 10HP Unidade Externa Unidade Interna 2. 8 e 10HP.53 ∅12. Apenas dois tubos de refrigerante são necessário no ciclo de refrigeração. O novo sistema “ Uni. reduzindo assim o tempo de montagem e elevando confiabilidade de manutenção. o trabalho de tubulação ficou bem simplificado. líquido) Tubo de Gás Kits de conexão externa (gás.40 ∅22. Sistema de Tubulação Integral O sistema Set Free da Hitachi aplicou a unidade tipo integral para todas as séries do produto e fiação foram simplificadas. HP 5 8 10 16 20 24 30 O sistema “Down-Size Piping” também está disponível.60 ∅41.53 ∅12. a complicada seleção da tubulação foi minimizada.70 ∅9.2.88 ∅19.

07 = 13. O sistema oferece as seguintes vantagens: . SISTEMA DE FIAÇÃO Carga de Refrigerante Adicional para tubo de líquido.3.Instalação fácil e flexível. . Máximo de unidades internas 32 unidades por ciclo e 128 unidades por sistema H-LINK Comprimento máximo de cabos: Total de 1000m (incluindo CS-NET) Cabos recomendado: Cabo de par traçado. Este sistema simplifica a instalação.3kg Sistema H-LINK TOTAL = 13. .53: 30m x 4 x 0.75mm2 Tensão: 5V CC Nota: Caso seja utilizado o sistema H-LINK.Não polaridade. .2 kg A redução da carga é de 18% O sistema de ligações elétricas H-LINK precisa apenas de dois cabos de transmissão para até 16 ciclos de refrigeração. Ø 9.53: (70m + 30m x 4) x 0. é possível utilizar a fiação normal (0.3mm2).Máximo de 32 unidades internas .8 + 8.120 = 8. O sistema H-LINK permite alta flexibilidade no design do sistema.Comprimento máximo: 1000m Sistema de Tubulação O sistema SET FREE HITACHI possui uma grande flexibilidade e permite diferentes tipos de sistemas.7: 70m x 0. O comprimento total da fiação para o controle remoto pode ser estendido até 500m. Além disso. segundo o modelo da unidade externa.3 kg Para o FSG Carga de Refrigerante Adicional para tubo de líquido Ø 9. com blindagem.4kg TOTAL = 7. Multi kits A Hitachi fornece também todos os acessórios necessários para a montagem das tubulações como os multi kits e distribuidores. se o comprimento total da fiação for menor do que 30m. e admitindo até 32 unidades internas. Se os Dip Switches não forem configurados ou forem configurados incorretamente.06 = 7.1/22 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Para o FSN 1. flexibilizando e simplificando em grande medida os problemas que a utilização de um sistema fixo possa gerar. .8kg Ø 12.3. .Facilmente combinável. Exemplo de Sistema H-LINK Unidade Externa Fios de Transmissão Tubulação de refrigerante Unidades Internas Um ciclo de refrigeração Especificações Cabo de transmissão: 2-cabos Polaridade do cabo de transmissão: Cabo não polar Máximo de unidade externas 16 unidades por sistema Acessórios de montagem. porerá ocorrer um alarme devido as falhas de transmissão. e ligaçoes de todas as unidades internas e unidades externas em série. é necessário configurar os Dip Switches . com mais de 0.Conexão CS-NET via unidade interna ou externa.4 = 16. o controle central é possível conectando-se o CS-NET ao H-LINK localizando na sala próxima onde o CS-NET está instalado. a instalação é fácil e o custo total é reduzido.

qualquer controle individual ou centralizado podem conectar-se diretamente ao borne do H-LINK e. possibilitando um rápido diagnóstico no local. Podem ser facilmente criados registros das operações de teste (um sistema de supervisão de serviço consiste de uma unidade de interface especial e um computador fornecido em campo). não é necessário utilizar fios especiais. pode-se confirmar a quais séries pertencem as unidades Externas em operação (por exemplo: Simples ou Multi). Diagnóstico utlizando o display de 7 segmentos da unidade externa A placa de circuito impresso na unidade externa está equipada com dois displays de 7 segmentos.Tempo de operação do compressor. tais como: . Supervisor de Serviço . É também um sistema de codificação de endereço automático. os sistemas de controle são auto-configuráveis.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/23 1. (As unidades também podem ser alocadas com um número de unidade manualmente ajustando seus Rotary Dip Switches). A flexibilização do sistema. assim. Diagnóstico Utilizando-se a Unidade de controle Remoto As placas de circuito impresso (PCBs) podem ser verificadas utilizando-se o LCD (display de cristal líquido) do controle remoto opcional. É um sistema de identificação das Unidades Externas conectadas.4. Display de 7 segmentos Operação de teste .Temperatura de condensação. .Temperatura do gás de descarga. FÁCIL EXECUÇÃO E UTILIZAÇÃO Conexão de controles fácil e flexível (Estação Central. concedem ao sistema SET-FREE a possibilidade de redesenhar e reajustar uma instalação uma vez que já esteja instalada. Auto-configuração Diferente da configuração personalizada. autorizado a fornecer um número de unidade para unidades externas individuais.Pressão da sucção. . E mesmo tendo sido concluída a instalação. o diagnóstico das placas de circuito impresso (PCBs) feito no local é executado de forma rápida e precisa. A função de auto-diagnóstico.Operação e Auto Diagnóstico Foi desenvolvido um controle de alta qualidade por meio da unidade de controle remoto. os dados de alarme podem ser colocados na memória de um microcomputador quando ocorrer uma anomalia. . tem a capacidade de interpretar o tipo de máquina ao qual se conecta. Portanto. Então podem ser ajustadas Unidades Internas Múltiplas. . o display do controle remoto (LCD) sinalizará com um código de alarme. Ajuste de Função Opcional de Controle Remoto O cancelamento de 4 graus deslocados no aumento do ajuste do modo Aquecimento ou Velocidade do ventilador. ao mesmo tempo. Além disso. que permite uma verificação rápida das condições de operação das unidades internas e da unidade externa também foi introduzida. Portanto.3.Temperatura do ar externo. Operação de Teste (TEST RUN) A Operação de Teste Automática está disponível para utilização pela dip switch da unidade externa ou o controle remoto da unidade interna fornece todas as informações necessárias para verificar a operação do sistema.Temperatura de evaporação durante a operação de aquecimento. pode-se facilmente alterar a configuração. O display sinaliza vários modos de operação. portanto. Adaptação flexível ao local da instalação Capacidade ajustável por meio do Dip Switch A combinação de diferentes tipos de unidades internas. por exemplo.Service Checker Um Supervisor de Serviço para monitorar as condições de instalação e status de operação dos sistemas de ar condicionado através de um computador ou notebook. . CSNET) Ausência de polaridade Graças à ausência de polaridade. são feitos pelo controle remoto. e detectar o tipo de unidade interna e sua potência. Utilizando um controle remoto. . assim como suas potências. Memória de Dados na Unidade de Controle Remoto Caso ocorra alguma anomalia.Pressão de descarga. . permite a instaladores e consultores poderem realizar trocas no futuro. as quais sempre podem ser ajustadas através de uma dip switch que se encontra na PCB da unidade interna. é possível executar um diagnóstico rápido e preciso no local durante a operação de teste ou a operação normal.

utlizadas por um grande número de pessoas. 1.1. AMPLA LINHA DE CONTROLE REMOTO Uma ampla linha de sistemas de controle está disponível. Quando uma anormalidade ocorre. Uma função de auto-diagnóstico está incorporada. um código de alarme mostra imediatamente os detalhes do problema. Juntamente com as funções básicas. O temporizador pode ser ajustado em intervalos de meia hora até 24 horas. Duas ou mais unidades podem ser operadas simultaneamente pelo controle remoto. similarmente ao controle remoto padrão.um código de alarme mostra imediatamente os detalhes do problema. Quando uma anormalidade ocorre.4. CONTROLE CENTRALIZADO PSC-5S PSC-A64S (novo) Estação Central Ao conectar com o H-LINK. CONTROLE INDIVIDUAL PC-LH3A Controle Remoto sem Fio Nenhum trabalho com fiação elétrica é necessário porque a operação é de um simples toque. etc. o modo de operação e ajuste de temperatura. “Dois controles remotos” ou “Controle de grupo (para 16 controles no máximo)” podem ser utilizados.2. um código de alarme mostra imediatamente os detalhes do problema. um grupo de 16 controles remotos podem ser utilizados e até 128 unidades internas podem ser controladas. a vazão de ar ou o defletor automático podem ser configurados. Apropriado para localidades tais como hotéis. PC-P1H PC-AR (novo) Controle Remoto com Fio Display maior. 1.4.1/24 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. Habilita sinais externos para as seguintes funções: Operação Central/ Parar Parada de emergência do controle da demanda Saída da Operação Central Saída do Alarme Central . Ambos sistemas de controle centralizado e individual podem ser escolhidos. PC-P5H PC-ARH (novo) Controle Remoto de Dimensões Reduzidas A principal função deste controle remoto de simples utilização é o ajuste de temperatura. Até 8 unidades podem ser conectadas ao H-LINK.Quando uma anormalidade ocorre. Todas as funções da unidade interna podem ser selecionadas pelos contoles remotos. Um terminal de entrada externo é fornecido como padrão. Uma termo-função do controle remoto é fornecida.4.

o Sistema em rede controlada por computador da HITACHI. . Capacidade variável de instalação CS-Net Sistema em rede controlada por computador da HITACHI-CSNET. Desta maneira consegue-se personalizar a instalação em função das necessidades do cliente. permitindo que ajustes e operações sejam facilmente supervisionadas.Modo de Operação . Na falta de energia a função de apoio previne contra a parada do temporizador. Dois tipos de horário semanal (A e B) podem ser configurados. Isto permite a adaptação às necessidades que cada instalação exige. Mediante a conexão do HARC-BX a um H-LINK. Assim.Operação/ Parada (recomendado apenas para salas de computadores) Máximo de 16 unidades externas a serem controladas por placa H-LINK . Os sistemas SET-FREE da Hitachi tem a possibilidade de poder conectar unidades internas de até 130% da capacidade total da unidade externa. o número de unidades recomendado ou os comprimentos e os diâmetros das tubulações necessárias. os equipamentos de ar condicionado controlados por estes podem ser operados de acordo com o horário. Até o H-LINK pode ser controlada (96 Unidades Externas e 768 Unidades Internas). já que suas unidades dispõem de uma grande quantidade de opções em seus controles padrão. O temporizador pode ser ajustado em intervalos de 7 dias. Todas as configurações são mostradas no display. facilita diferentes tipos de informação de grande utilidade como por exemplo.Temperatura . é possível utilizar um máximo de 8 ciclos de refrigerante e controlar até 64 unidades internas. Temporizador de 7 Dias Utilizando os controles PSC-5S e PC-P1H. ou também através das PCBs das unidades internas e externas. Bloqueio de diferentes pontos de ajuste: . O controle remoto pode ser proibido em conformidade com o tempo que estiva desligado-OFF ( quando utilizado com PSC5S e PC-P1H). O CS-NET pode ser conectado a qualquer ponto no sistema H-LINK.Velocidade do ventilador . Estas opções podem ser configuradas de maneira fácil e simples. através da grande variedade de controles remotos que a Hitachi dispõe. para Condicionador de Ar Multi-Split Set-Free. O HARC-BX pode ser conectado em qualquer ponto do sistema H-LINK. Pode-se conectar o máximo de 8 HARC-BX ao mesmo HLINK. Máximo de 128 unidades internas por H-LINK .CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS PSC-5T PSC-A1T (novo) 1/25 Integração a instalações com controle inteligente (BMS) Interface de porta de enlace com sistemas LONG-WORKS BMS (instalações com controle inteligente ou BMS) O uso de HARC-BX permite o controle de até 5 pontos de ajuste e a supervisão remota de o máximo de 9 valores. Adaptabilidade às necessidades do cliente Grande variedade de opções nos controles padrão A flexibilidade está garantida com a utilização do SET-FREE. Simples de utilizar e ao mesmo tempo completo. O CS-NET possui as seguintes características: Limitar a faixa de ajuste de temperatura. e podem facilmente ser alterados para verão e inverno. em função da potência que se requer em cada instante. perdurando por semanas. Disponibilidade do software de seleção HI-TOOL KIT A Hitachi provê um software que auxilia a selecionar os modelos conforme os requisitos de seus clientes de maneira muito simples. Comunicação com parceiro de serviço. Devido a esta característica do sistema SET-FREE. pode-se ampliar uma instalação levando-se em conta sempre que se pode instalar unidades internas com capacidade de até 130% da capacidade externa. e operação/ parada pode ser ajustado 3 vezes diariamente.

No caso em que há obstáculos como divisórias em uma sala. insuflamento de ar foram reduzidas através do controle da velocidade de rotação do ventilador. um sistema de enrolamento centralizado e um sistema central dividido. Fluxo de Ar de 4 vias Distribuição da Temperatura Distribuição Vertical da Temperatura Resfriamento Aquecimento Eficácia aumentada em 40% Eficácia do motor (%) Uma corrente de ar suave mas contínua é espalhada uniformamente pela sala.O consumo elétrico do motor foi reduzido por meio de um motor de ferrite magnético montado na superfície. RCI . em todas as direções. . Divisória Grelha de retorno . houve uma melhora na eficiência de 20% no fluxo de ar (em comparação com aparelhos convencionais). O ar é descarregado simetricamente. A eficiência do motor melhorou em todos os aspectos e é 50% menor e mais rápido do que os convencionais. Motor de c. Por outro lado. Motor de Oscilação Automática Descarga de Ar Descarga de Ar Descarga de Ar Descarga de Ar Defletor Automático . Nos casos mostrados na figura abaixo.a.c.1. reduz-se o ruído eletromagnético. UNIDADES INTERNAS Funcionamento silencioso 1.1/26 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. As aberturas nos quatro lados são totalmente ajustáveis. Esta unidade é equipada com um defletor automático para assegurar a distribuicão por igual do ar condicionado à sala como um todo. Consumo elétrico reduzido pelo uso do novo motor c. Motor de c. Com a ranhura de amortecimento inferior montada em volta do centro do eixo de giro.c. e é causado pelo número de pólos magnéticos e a velocidade de giro do motor. .5. melhora significativamente a eficiência em comparação com os produtos convencionais que dispõem de um motor de c. dutos ramificados podem ser empregados para fornecer condicionamento de ar com temperatura uniforme. Esta figura mostra a distribuição quando não há obstrução. e onde houver locais onde o ar não circule bem.a Duto de descarga ramificado para 4 vias Observação: Em alta velocidade.O novo motor do ventilador de c.TIPO CASSETTE DE 4 VIAS Painel unificado Painel unificado possibilita a harmonização das instalações quando o Set-Free e Utopia (Unidades Internas) são combinados.c.Por meio de um turbo-ventilador de pás com torção tridimensional de grande diâmetro e alta eficiência e que gera um alto fluxo de ar.5.c. Este ruído eletromagnético é exclusivo dos motores de c.

Obtém-se uma elevação da bomba de dreno de até 850mm do solo através da utilização de um mecanismo de dreno com alta elevação da bomba. para que o recorte a ser feito seja menor. será melhorada a eficiência no serviço de instalação. Duto (fabricado apenas com materiais não-inflamáveis) Isolação térmica (materiais não inflamáveis) Corpo da unidade Painel Painel de inspeção Acesso no canto Filtro de Ar Damper Ventilador do Duto Toldo de entrada de Ar Fresco com passagem (tipo toldo a prova de gotejamento) Vantagens da instalação . colocadas em cada um dos cantos da unidade. .Capacidade de adaptação a pé direito alto Este modelo é adaptado à instalações em pé direito alto (4.Compactas e de altura reduzida. Para tanto.Flexibilidade na instalação da tubulação A flexibilidade melhorada das tubulações graças às posições quadradas de suspensão.Altura da unidade facilmente ajustável A posição de conexão da tomada de ar fresco pode ser obtida na conexão do duto ao lado da unidade interna como mostrado na ilustração abaixo com controle do ventilador do duto que será operado apenas quando a unidade estiver fornecendo uma boa recirculação de ar com conforto. . Esta função proporciona um conveniente condicionamento de ar em armazéns e salas de exposição. Cada um dos quatro cantos do painel incorpora um alívio de acesso para poder ajustar facilmente a altura do equipamento sem a necessidade de retirar o painel. podendo ser instalados em espaços reduzidos dentro de um teto falso. Design elegante O painel de ar padrão de contornos suaves possui menos do que 40 mm. a posição da unidade pode ser trocada facilmente para adaptar-se à conexão das tubulações sem modificar as posições das alças. A altura das unidades é de apenas 298mm.2 m) com a incorporação de altas velocidades. Ao colocar a tubulação de refrigerante e dreno em cantos diferentes. A distância das alças de suspensão é de 760mm. . A unidade pode ser alinhada com a superfície do teto deslocando a porca para cima ou para baixo pelos acessos dos cantos do painel Bomba de dreno embutido A unidade cassette está equipada com uma bomba de dreno interna que remove a água de condensação acumulada da bandeja de dreno enquanto a operação de resfriamento estiver em progresso. . Seu design de bom gosto combina com qualquer ambiente interno enquanto proporciona o máximo fluxo de ar. podem ser instaladas em pequenos espaços.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/27 Tomada de ar externo disponível .Menor abertura do teto para instalação e renovação O tamanho da abertura do teto foi modificado dos 910mm convencionais a um intervalo compreendido entre 860 e 910mm. O perfil de 340 mm da unidade oculta no forro é pequeno o suficiente para permitir uma instalação livre em qualquer construção. uma das menores do mercado.

A (unidade de 1. • O nível de ruído foi minimizado suavizando-se o fluxo de ar que sai pelos gabinetes.5. deixando apenas uma saliência de 30mm. Ideal para quando a operação silenciosa for importante.3. . Novo Painel de Ar. RPC .TIPO TETO APARENTE Operação Silenciosa Design que economiza espaço Um fator que contribui para que a HITACHI desenvolvesse os aparelhos de ar condicionado mais silenciosos já fabricados é o turbo-ventilador utilizado nessas unidades internas especiais tipo cassete de duas vias. Ao contrário das unidades convencionais. 40 OBSERVAÇÃO: Caso a rede elétrica seja de 240V. Velocidade do fluxo de ar Operação padrão dB(A) Média 34 35 35 38 40 40 43 32 32 32 34 O design revolucionário do ventilador e do trocador de calor criou a unidade mais delgada que pode ser instalada no teto sem desperdiçar o precioso espaço. o nível de pressão sonora aumenta em aproximadamente 1dB. Instalação Fácil Baixa 30 30 30 33 33 A unidade interna pode ser instalada simplesmente montando-se os suportes no teto. O filtro de ar pode ser removido abrindo-se as grelhas.5.0HP. Cabe Perfeitamente em Qualquer Teto Essa unidade se mescla com o teto. Fácil Manutenção A unidade interna está equipada com um filtro lavável por trás das grelhas de retorno. Dispõe de um defletor oscilante automático para garantir uma distribuição de ar uniforme. RCD – TIPO CASSETTE DE DUAS VIAS 1. De fato. que cria um fluxo de ar suave e potente. cujo estilo moderno combina com qualquer decoração.1/28 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. o nível de ruído foi reduzido excepcionalmente para 30dB. • A unidade interna está equipada com um eficiente ventilador centrífugo de várias pás. Operação Silenciosa. requerse apenas 224mm do espaço do seu teto para instalar essa unidade.2. posição “Low”).

Com seu design elegante e compacto. O ventilador de hélice cônicas asseguram alto fluxo de ar e baixo ruído com rotação reduzida. de estrutura reforçada para a unidade e rigidez aumentada quando esta é suspensa. com uma faixa de capacidades que abrange a maior parte das aplicações exigidas pelo mercado. Operação Silenciosa Um ventilador de precisão balanceada fornece uma operação silenciosa e eficiente.8 a 1. Exemplo: (2.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. No caso onde o duto de sucção é muito longo.5HP> Design Elegante e Compacto Bomba de Dreno Padrão Toda a faixa das unidades. Função “Defletor Oscilante” Foi adotado um defletor com três aletas em ambos os lados. O novo filtro padrão incorporado concede mais vantagens e facilidades para instalação de unidades tipo duto.4.0HP) Ventilador Tangencial Cônico As lâminas trapezoidais e o formato cônico do ventilador minimizam a resistência do ar permitindo ganho de performance e assegurando baixo nível de ruído. para proporcionar distribuição do ar assegurando conforto em todo o ambiente.8 a 1. Este modelo cria um ambiente agradável.TIPO PAREDE A HITACHI desenvolveu uma nova série RPK.5. que remove a água da condensação acumulada na bandeja de dreno mesmo enquanto a operação de resfriamento estiver em progresso. de 0. Operação Silenciosa Utilizando pás trapezoidais que permitem a passagem diagonal do ar. silencioso e confortável. Desnível máximo de 850mm. Suas dimensões compactas fazem-na simples de ser instalada porque seu peso foi reduzido cerca de 15% e suas dimensões. esta unidade combina com qualquer decoração.5.5. a fim de se reduzir a resistência do fluxo de ar. RPI – TIPO TETO EMBUTIDO Nova Estrutura Compacta e dimensões reduzidas O novo design do RPI é mais compacto.5HP.Uma nova unidade de ventilação que combina um design inovador com a utilização de novos materiais. 1. Um sensor eletrônico monitora o nível de água e desativa automaticamente o compressor quando a drenagem se torna crítica.0 a 5. <0. RPK . A unidade teve suas dimensões reduzidas demandando espaço menor para instalação e possui a menor altura no mercado. reduzidas cerca de 17%. Esta unidade de fácil manuseio é equipada com um tubo de dreno transparente com a finalidade de melhorar o processo de visualização de operação. cujo resultado é uma importante redução no índice de ruído. o mesmo filtro pode ser instalado no filtro de sucção do forro falso. são equipadas com uma Bomba de Dreno interna. 1/29 Filtro de sucção como acessório STD A nova unidade RPI já é equipada com filtro como acessórios padrão que podem ser usados em casos que a unidade de sucção é acessível por não haver duto de sucção sendo usado ou se o duto é muito curto. RPK-FSNSM2 Funcionamento silencioso . .

Altura reduzida para apenas 630mm A altura da unidade interna é de apenas 630mm. Devido ao novo design. RPF . 620mm de altura e 220mm de profundidade. Devido ao seu design compacto. é possível instalar o PC-AR sob a tampa plástica como mostrado na figura abaixo: Tampa Frontal .1/30 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Controle Remoto com Fio A unidade interna está equipada com um kit de receptor sem fio como acessório padrão. Alteração da direção da descarga de ar A direção do insuflamento pode ser modificada invertendo a tampa frontal. 1. Flange de insuflamento Possibilidade de Embutir o Controle No caso da unidade RPF.6. 1. a unidade pode ser instalada no espaço limitado existente na maioria dos edifícios. RPFI . tornando-a para um equipamento de ar condicionado instalado na zona que separa a área externa do perímetro interno.5. sem alterar o interior. PCAR também pode ser utilizado.TIPO PISO APARENTE Novo design com apenas 220mm de profundidade. O controle remoto com fio. a unidade interna pode ser instalada ao longo da parede sem desperdiçar o precioso espaço do piso.7.TIPO PISO EMBUTIDO Design Compacto Esta unidade geralmente é instalada dentro das paredes sob as janelas.5.

SISTEMA INTERCAMBIADOR DE CALOR As unidades KPI são disponibilizadas com dois ventiladores. Funções Especiais .CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/31 1. mas a umidade é mantida tanto quanto for possível.1. Uma instalação com o KPI não apenas mantém a temperatura estável.Aumento do volume de ar de fornecimento O KPI pode ser conectado com todas as unidades internas HITACHI. O design do Elemento Trocador de calor é elaborado a fim de evitar a mistura do ar fresco com o ar da exaustão. Algumas vezes uma entrada de ar fresco é necessária a fim de alcançar o máximo de conforto ao usuário final. que são as únicas peças móveis na unidade.6 SISTEMAS COMPLEMENTARES Baixo Nível de Ruído 1. A ausência de peças móveis aumenta sua confiabilidade e a estrutura simples da unidade proporciona menor peso para a unidade como um todo. Esta permite a operação em baixos níveis de ruídos. A HITACHI desenvolveu um sistema que permite recuperar a energia.000 % Eficiência de troca de temperatura 77 77 3 Elemento Trocador de Calor O Elemento trocador de Calor é composto de um material de alta permeabilidade. pela recuperação da energia do ar interno.Modo de troca de calor total O ar de retorno do lado interno passa através do elemento trocador de calor e é lançado para fora. faz com que a pressão no ambiente interna seja maior que no ambiente que o circunda criando pressão positiva. . O KPI é um equipamento que permite reduzir as perdas de energia devido ao ar fresco introduzido. A HITACHI desenvolveu uma faixa de capacidades que permite abranger os tipos de instalação. Modelo KPI050 KPI 100 Vazão (m /h) 500 1.6. AR (ar de retorno) 400 AI (ar de insuflamento) SAE (ar de exaustão) 11 35 35 11 EAE (entrada de ar externo) .Este aumenta a umidade trocada entre o ar interno e externo. Descrição do Sistema . O aumento do ar de fornecimento durante a operação do intercambiador de calor.Umidificador É possível instalar e controlar o umidificador com o trocador de calor total. O ar externo do trocador de calor é substituído.

7.7.0~5.0 HP) Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Nome da peça Ventilador Motor do ventilador Trocador de calor Distribuidor Filtro Válvula expansão eletrônica Caixa de comando Linha de gás Linha de líquido Linha de dreno Cj bomba de dreno Chave de nível Bandeja de dreno Painel de ar Grade de retorno de ar Filtro de ar Insuflamento de ar Cant.0 HP) . UNIDADES INTERNAS Unidade Interna RCI (1.1/32 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1.1. de acabamento removível Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Nome da peça Ventilador Motor de ventilador Trocador de calor Distribuidor Válvula de expansão Caixa de controle elétrico Conexão do tubo de gás refrigerante Conexão do tubo de líquido refrigerante Conexão do tubo de dreno Bomba de dreno Chave de bóia Bandeja de dreno Painel Filtro de ar Insuflamento de ar Grade retorno de ar Unidade Interna RCD (1.0~3. NOME DAS PEÇAS 1.

CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1/33 Unidade Interna RCD (4.0/5.0 HP) Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Nome da peça Ventilador Motor de ventilador Trocador de calor Distribuidor Válvula de expansão Caixa de controle elétrico Conexão do tubo de gás refrigerante Conexão do tubo de líquido refrigerante Conexão do tubo de dreno Bomba de dreno Chave de bóia Bandeja de dreno Painel Filtro de ar Insuflamento de ar Grade retorno de ar Unidade Interna RPC Insuflamento de Ar Grade Retorno de Ar .

0 HP) FSN Retorno de Ar .1/34 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Interna RPI (0.8~5.

0FSNSM2 e RPK-1.5FSNSM2 Unidade: mm 14 780 3 210 4 5 6 280 1 8 7 13 12 15 11 Conexão do Tubo de Dreno Esquerdo No.7 Com porca curta Ø6. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Nome da peça Ventilador Motor do Ventilador Trocador de Calor Filtro Válvula de Expansão Caixa de Controle Elétrico Conexão do Tubo de Gás Refrigerante Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante Conexão do Tubo de Dreno Motor para Defletor Automático Bandeja de Dreno Filtro de Ar Insuflamento de Ar Grelha Retorno de Ar Receptor sem Fio Observações Com porca curta Ø12.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Interna RPK-1.35 VP16 10 9 2 1/35 .

1/36 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Interna RPK-2.88 (Ø12.35 VP16 (*1): O diâmetro da tubulação de refrigerante deve ser alterado dependendo da unidade externa a ser conectada. remova o adaptador flangeado na tubulação de gás da unidade interna.7) (*1) Com porca curta Ø6. 10 . Então conecte a porca curta (acessório) para a conexão do tubo. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 8 9 14 Nome da peça Ventilador Motor do Ventilador Trocador de Calor Distribuidor Filtro Válvula de Expansão Caixa de Controle Elétrico Conexão do Tubo de Gás Refrigerante Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante Conexão do Tubo de Dreno Motor para Defletor Automático Bandeja de Dreno Filtro de Ar Insuflamento de Ar Grelha Retorno de Ar Receptor sem Fio 16 11 2 Observações Com porca curta Ø15.7 é utilizado no lado do gás.0FSNSM2 Unidade: mm 15 1030 3 208 1 13 6 7 295 5 4 12 Conexão do Tubo de Dreno Esquerdo No. Se um tubo de Ø12.

53 VP16 11 . RPK-3.5FSNSM2.0FSNSM2 Unidade: mm 16 1150 1 16 245 14 3 7 5 6 4 5 333 8 2 13 9 10 15 17 12 Conexão do Tubo de Dreno Esquerdo No.1/37 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Interna RPK-2.88 Com porca curta Ø9.0FSNSM2 e RPK-4. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Nome da peça Ventilador Motor do Ventilador Trocador de Calor Distribuidor Observações Filtro Válvula de Expansão Caixa de Controle Elétrico Mancal Conexão do Tubo de Gás Refrigerante Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante Conexão do Tubo de Dreno Motor para Defletor Automático Bandeja de Dreno Filtro de Ar Insuflamento de Ar Grelha Retorno de Ar Receptor sem Fio Com porca curta Ø15.

1/38 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Interna RPF Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Nome da peça Carcaça do ventilador Rotor Motor do ventilador Trocador de calor Distribuidor Válvula de expansão Caixa de controle elétrico Conexão do tubo de líquido refrigerante Conexão do tubo de gás refrigerante Conexão do tubo de dreno Insuflamento de ar Grade de retorno de ar Unidade Interna RPFI 11 3 6 4 9 7 5 8 10 13 12 2 1 Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Nome da peça Ventilador Motor do ventilador Trocador de calor Distribuidor Filtro Válvula de expansão Caixa de controle elétrico Conexão do tubo de gás refrigerante Conexão do tubo de líquido refrigerante Conexão do tubo de dreno Insuflamento de ar Grade de retorno de ar Filtro de ar .

7.2.CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1. SISTEMAS COMPLEMENTARES Intercambiador de calor – KPI 1/39 .

UNIDADES EXTERNAS Unidade Externa RAS5FSN Unidade Externa RAS8FSNB .1/40 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS 1.3.7.

CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Externa RAS10FSNB e RAS12FSNB Unidade Externa RAS14FSNB e RAS16FSNB 1/41 .

1/42 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Externa RAS18FSNB e RAS20FSNB Unidade Externa RAS22FSN1 .

CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Externa RAS24FSNB e RAS26FSNB Unidade Externa RAS28FSNB1. RAS30FSNB1 e RAS32FSNB1 1/43 .

RAS36FSN e RAS38FSN Unidade Externa RAS40FSN e RAS42FSN .1/44 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Unidade Externa RAS34FSN.

88 (5/8") (*) Ф15.0FSNB kW Capacidade Nominal Tubulação RCI4.110 7.0 16.700 4.220 48.180 14.820 6.05 (3/4") com aplicação do adaptador para R22 e R407C .1 9. DADOS GERAIS 2. Capacidade de Resfriamento e Aquecimento É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.5 8. . Nota: (*) Ф15.3 5.1.0FSNB RCI1.020 BTU/h 11.260 11.2 kcal/h 2.88 (5/8") Ф15.6 13. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.88 (5/8") Ф15.5m abaixo da unidade.2/45 DADOS GERAIS 2. BU: Bulbo úmido Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C Nivel Pressão sonora A 1.730 22.680 19.670 38.220 5.650 32.53 (3/8") Linha de Gás mm (in) Ф12.110 24.8 4.monofásico Resfriamento Dimensões Externas RCI3.88 (5/8") conexão padrão.3 4.970 8.640 12.560 14.590 6.630 dBA 32-30-28 32-30-29 32-30-30 34-32-30 37-35-33 41-39-37 43-41-39 Altura mm 298 298 298 298 298 298 298 Largura mm 840 840 840 840 840 840 840 Profundidade mm 840 840 840 840 840 840 840 kg 27 27 27 28 28 29 29 Aquecimento Nível de Pressão Sonora Peso Líquido Refrigerante R410A / R407C / R22 3 Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) Motor (corrente continua) m /h 660-600-540 780-720-660 840-780-720 960-840-720 1220-1080-900 1650-1440-1260 1830-1560-1320 cfm 390-350-320 460-420-390 500-460-420 570-500-420 W 56 56 56 Conexões 720-640-530 970-850-740 1080-920-780 56 108 108 56 com Porca Curta Linha de Líquido mm (in) Ф6. TIPO CASSETE DE 4 VIAS – RCI MODELO RCI RCI1.230 28.5FSNB Alimentação 2.88 (5/8") (*) Dreno Bitola 32 (Diametro Externo 32mm) mm Bomba de condensado Incoporado na unidade Cassette (desnível maximo de 850mm) Acompanha a unidade Cassette (embalada separadamente) Painel de Ar Cor Dimensão RCI5.760 44.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .35 (1/4") Ф9.1. Utilizar a tubulação Ф19.53 (3/8") Ф9.5FSNB RCI2.0FSNB 220Vac / 60Hz (50Hz) .4 11.7 (1/2") Ф12.3 kcal/h 2.53 (3/8") Ф9.230 9.270 16.7 (1/2") Ф15.53 (3/8") Ф9.C o BS: Bulbo seco. DADOS GERAIS PARA UNIDADES INTERNAS 2.6 7.840 4.370 55.410 3.190 27.220 BTU/h 9. Comprimento da tubulação: 7.88 (5/8") Ф15.0FSNB Branco Seda Altura mm 37 37 37 37 37 37 37 Largura mm 950 950 950 950 950 950 950 Profundidade mm 950 950 950 950 950 950 950 kg 6 6 6 6 6 6 6 Peso Líquido Controle Remoto sem Fio PC-LH3A Receptor de sinal no painel PC-ALH Receptor de sinal (remoto) PC-ALHZ Controle Remoto com Fio PC-AR Opcionais Condição de operação: .1 8.460 kW 3. o som refletido deva ser levado em consideração.35 (1/4") Ф6.9 6.35 (1/4") Ф6.0FSNB RCI2.1.2 14.

110 6.420 7.53 (3/8") Ф15.53 (3/8") Linha de Gás mm (in) Ф12.220 47.650 19.88 (5/8") (*) Bitola 32 (Diametro Externo 32mm) mm Painel (Opcional .88 (5/8") Ф15.53 (3/8") Ф9.0FSN RCD-2. Utilizar a tubulação Ф19.monofásico Alimentação Dimensões Externas RCD-3.650 54. Capacidade de Resfriamento e Aquecimento É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.88 (5/8") Ф6.não acompanha) P-G23DWA1 P-G23DWA1 P-G23DWA1 P-G23DWA1 P-G23DWA1 P-G46DWA1 P-G46DWA1 Branco Seda Cor Altura mm 30 30 30 30 30 30 30 Largura mm 1100 1100 1100 1100 1100 1660 1660 Profundidade mm 710 710 710 710 710 710 710 kg 6 6 6 6 6 8 8 Peso Líquido .0 kcal/h 2.770 kW 3.0FSN kW Resfriamento Tubulação RCD-4.7 (1/2") Ф15.7 (1/2") Ф12.35 (1/4") Ф6.88 (5/8") Ф15.35 (1/4") Ф9.0 12.C o BS: Bulbo seco.1.040 BTU/h 9.5 16.88 (5/8") (*) Ф15.RCD MODELO RCD RCD-1.310 7. o som refletido deva ser levado em consideração.88 (5/8") conexão padrão.8 4.230 27.750 13.710 42.500 29.0 kcal/h 2.740 10.010 30.2 14.0FSN RCD-1. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.5FSN RCD-2.5FSN 2.130 5.0FSN 220Vac / 60Hz (50Hz) .410 3.5 9.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .0 5.6 7.820 6.53 (3/8") Ф9.440 4.2. Comprimento da tubulação: 7.1 8. TIPO CASSETE DE 2 VIAS.35 (1/4") 1024-847-742 1200-1024-883 Ф9.300 38.2/46 DADOS GERAIS 2.05 (3/4") com aplicação do adaptador para R22 e R407C .760 4. BU: Bulbo úmido Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C Nivel Pressão sonora A 1.8 6.920 16. Nota: 776-671-565 Linha de Líquido Dreno Condição de operação: 671-565-495 com Porca Curta Conexões Dimensões Externas RCD-5.560 13.380 21. .3 8.600 dBA 34-32-30 35-32-30 35-32-30 38-34-31 40-36-33 40-36-33 43-40-36 Altura mm 298 298 298 298 298 298 298 Largura mm 860 860 860 860 860 1420 1420 Profundidade mm 620 620 620 620 620 620 620 kg 27 27 27 30 30 48 48 Capacidade Nominal Aquecimento Nível de Pressão Sonora Peso Líquido Refrigerante R410A / R407C / R22 3 Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) m /h 600-540-480 780-660-540 900-780-660 1140-960-840 1320-1140-960 1740-1440-1260 2040-1740-1500 cfm 353-318-283 459-389-318 530-459-389 mm (in) Ф6.880 9.0 11.0FSN (*) Ф15.760 BTU/h 10.5m abaixo da unidade.110 24.2 4.640 12.

020 15. Utilizar a tubulação Ф19.3.2 14.5FSNB1 Alimentação 7.323 1.0FSNB1 kW Capacidade Nominal Tubulação RPC4.640 12.1.260 11. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.583 1.0 kcal/h 5. BU: Bulbo úmido Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C Nivel Pressão sonora A 1m abaixo da unidade e 1m do defletor de insuflamento de ar.0 16.53 (3/8) Ф9.1 8.88 (5/8") conexão padrão.650 32.670 38.730 BTU/h 19.820 6.88 (5/8) (*) Ф15.53 (3/8) Ф9. Diametro Externo 26mm Capacidade de Resfriamento e Aquecimento É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.6 13.35 (1/4) Ф9.230 28.3 18.220 48.monofasico Resfriamento Dimensões Externas RPC3.C o BS: Bulbo seco. .53 (3/8) Ф9.110 7.0FSNB1 (*) Ф15.230 9.760 44. Nota: RCP6.0FSNB1 220Vca / 60Hz (50Hz) .6 Aquecimento Condição de operação: RPC5.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .003 1.0 kcal/h 4.88 (5/8) (*) Ф15.490 kW 6.370 55.2/47 DADOS GERAIS 2.0FSNB1 5.5 8.05 (3/4") com aplicação do adaptador para R22 e R407C Acompanha Suporte de Suspensão para montagem .88 (5/8) Ф15.4 11.180 14. o som refletido deva ser levado em consideração.0FSNB1 RPC2.970 8.53 (3/8) Linha de Gás mm (in) Ф15.88 (5/8) Ф15.323 1.300 dBA 43-40-36 46-42-38 47-43-39 48-44-41 49-46-41 52-50-47 Altura mm 224 224 224 224 224 224 Largura mm 1.88 (5/8) (*) Dreno mm . TIPO TETO APARENTE-RPC MODELO RPC RPC2.53 (3/8) Ф9.190 27.450 BTU/h 22. Comprimento da tubulação: 7.583 Profundidade mm 670 670 670 670 670 670 kg 31 31 35 35 41 41 Nível de Pressão Sonora Peso Líquido Cor do Gabinete Branco Refrigerante R410A / R407C / R22 Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) 3 m /h 900-780-600 900-780-600 1480-1170-750 1800-1440-1140 2100-1680-1260 2760-2520-1680 cfm 530-459-353 530-459-353 871-689-442 1060-848-671 1240-989-742 1623-1480-989 Conexões com Porca Curta Linha de Líquido mm (in) Ф6.220 13.590 6.88 (5/8) Ф15.1 9.630 61.003 1.2 16.110 24.460 54.

mm Profundidade 43 578 1357 215 R410A / R407C / R22 43 578 1357 215 48-45-42 32.450 18.53 (3/8) 1520-1250-1080 2580-2120-1840 7 62 578 1700 245 53-51-50 61.88 (5/8) Ф6.220 9.630 14.5FSNB1 kcal/h kW Largura Altura Cor do Gabinete Peso Líquido Dimensões Externas Nível de Pressão Sonora Capacidade Nominal Alimentação MODELO RPI-FSNB1 Ф15.6 kW 2.53 (3/8) 1240-1090-883 Ф15.53 (3/8) Ф15.7 (1/2) Ф6.88 (5/8") (*) Ф9.88 (5/8") (*) A 1.35 (1/4) Incorporado na unidade (desnivel max 850mm) 283-247-212 480-420-360 480-420-360 3 m /h mm (in) Nivel Pressão sonora Capacidade de Resfriamento e Aquecimento Dreno Linha de Gás Linha de Líquido Bomba de condensado Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) 3 3 mmca 3 29 578 1035 215 44-39-35 27.230 6.35 (1/4) Ф15.88 (5/8") conexão padrão.05 (3/4") com aplicação do adaptador para R22 e R407C 7 58 578 1700 245 52-50-49 55.multipalhetas.680 3.110 7.88 (5/8") (*) Ф9.0FSNB1 220Vac / 60Hz (50Hz) .270 8.0FSNB1 2100-1860-1500 Opcional (desnível max 850mm) 883-742-530 1500-1260-900 com Porca Curta 565-495-424 960-840-720 5 Bitola 32 (Diametro Externo 32mm) Ф15.880 BTU/h dBA 2.260 9.5FSNB1 RPI2. o som refletido deva ser levado em consideração.8FSNB1 RPI1.0 54. Comprimento da tubulação: 7.700 4.3 2.760 8.4.5 19.1.7 (1/2) Ф6.190 5.820 5.670 7.0FSNB1 RPI1. Condição de operação: Tubulação Conexões 283-247-212 cfm mm mm (in) 459-389-318 780-660-540 Ф12.020 16.88 (5/8) Ф9.1 Pressao Eslatica 3 29 578 1035 215 42-37-33 22.88 (5/8) Ф9.53 (3/8) 954-812-671 1620-1380-1140 5 Ф15. (*) Ф15.8 1.220 14.dupla aspiracao 29 578 578 29 1035 1035 215 215 42-37-33 16.220 4.370 11.2 RPI5.Aquecimento Resfriamento .490 13.C o BS: Bulbo seco.230 8. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.RPI .53 (3/8) Acompanha Suporte de Suspensão para montagem Ф9.35 (1/4) 530-459-389 900-780-660 4 58 578 1700 215 48-45-42 44.0FSNB1 2/48 DADOS GERAIS 2.460 12.300 15. BU: Bulbo úmido Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C Ф12.9 14.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .730 4.240 9.0 38.3 RPI4.0 RPI6.1 24.900 2.5m abaixo da unidade.560 7. TIPO TETO EMBUTIDO .35 (1/4) Ф12.180 13.650 6.730 16.2 RPI3. Utilizar a tubulação Ф19.110 4.monofásico RPI0.590 6.640 11.3 48.2 É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.7 (1/2) Ф6.840 3.4 Nota: .970 8.0FSNB1 RPI2.510 BTU/h kcal/h 2.0FSNB1 Refrigerante kg mm mm 42-37-33 42-37-33 11.6 Centrifugo.410 2.6 28.

640 11.6 kW 2.0 38.monofásico RPI2. Acompanha Suporte de Suspensão para montagem (*) Ф15.53 (3/8") A 1.460 12.7 (1/2") Ф6.510 BTU/h kcal/h 2.0FSNPB1 Pressao Eslatica Sc 29 578 1035 215 48-45-42 22.590 6. mm Profundidade R410A / R407C / R22 43 578 1035 215 48-45-42 27.220 4.2 RPI4.630 14.Aquecimento Resfriamento .2 RPI5.730 4.8 RPI1.35 (1/4") 530-459-389 900-780-660 6 É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.88 (5/8") (*) Ф9.970 8.760 8.5m abaixo da unidade.53 (3/8) 1520-1250-1080 2580-2120-1840 12 67 578 1700 295 54-52-51 61.dupla aspiracao 29 578 578 29 1035 1035 215 215 41-39-38 16.multipalhetas.820 5.260 9. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .180 13.88 (5/8") conexão padrão.2 RPI0.410 2.88 (5/8") (*) Ф9.0FSNPB1 1.53 (3/8") 1240-1090-883 2100-1860-1500 12 58 578 1700 295 55-51-50 55.0FSNPB1 Ф15. Comprimento da tubulação: 7.5FSNPB1 220Vac / 60Hz (50Hz) .230 6.450 18.9 14. BU: Bulbo úmido Ф12.220 14.880 BTU/h dBA 2.020 16.0 RPI6.3 48.0FSNPB1 DADOS GERAIS 2/49 . Utilizar a tubulação Ф19.110 7.5 19.230 8.35 (1/4") Ф15.270 8.7 (1/2") Ф6.8FSNPB1 kcal/h kW Largura Altura Cor do Gabinete Peso Líquido Dimensões Externas Nível de Pressão Sonora Capacidade Nominal Alimentação MODELO RPI-FSPB1 Ф15.730 16.560 7.4 Nota: .0 54.680 3.6 RPI2.670 7.C o Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C BS: Bulbo seco.3 2.900 2.88 (5/8") Ф6.88 (5/8") (*) Ф9.300 15.370 11.3 RPI1.490 13.110 4.840 3.1 24.700 4.240 9. o som refletido deva ser levado em consideração.6 28.53 (3/8") com Porca Curta 565-495-424 960-840-720 7 Ф15.05 (3/4") com aplicação do adaptador para R22 e R407C 954-812-671 1620-1380-1140 7 58 578 1357 215 52-50-49 44.0FSNPB1 Centrifugo.88 (5/8") Ф9.220 9.1 43 578 1357 215 52-50-49 32. Condição de operação: Tubulação Conexões 283-247-212 283-247-212 cfm mm mm (in) mm (in) 459-389-318 780-660-540 Ф12.5FSNPB1 Refrigerante kg mm mm 41-39-38 41-39-38 11.7 (1/2") Ф6.53 (3/8") Opcional (desnível max 850mm) 883-742-530 1500-1260-900 Bitola 32 (Diametro Externo 32mm) Ф15.35 (1/4") Ф12.190 5.0FSNPB1 Ф15.88 (5/8") Ф9.650 6.35 (1/4") Incorporado na unidade (desnivel max 850mm) 480-420-360 480-420-360 3 m /h Nivel Pressão sonora Capacidade de Resfriamento e Aquecimento Dreno Linha de Gás Linha de Líquido Bomba de condensado Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) SC SC mmca 5 29 578 960 215 RPI3.

5 kcal/h 2.650 19.2 4.8 6.880 9.35 (1/4") Ф6.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .35 (1/4") Ф6.2 kcal/h 2.500 29.410 3.13 Dreno Diametro Externo 22 mm mm Branca Cor Incorporado no Painel Frontal Receptor do Controle Remoto Opcionais Controle Remoto sem Fio PC-LH3A Receptor de sinal (remoto) PC-ALHZ Controle Remoto com Fio PC-AR 3 Volume da Embalagem Condição de operação: m .monofásico kW 2.3 8.300 38.07 (*) Ф15.560 13.310 7.920 16.7 (1/2") Ф15.C o Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C BS: Bulbo seco.740 10. o som refletido deva ser levado em consideração.5FSNSM2 RPK-2.88 (5/8") Ф15.0FSNSM2 RPK-4.5FSNSM2 RPK-3.6 7.13 Capacidade de Resfriamento e Aquecimento É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.220 kW 3.5.53 (3/8") Ф9.760 4.11 0.110 24.88 (5/8") conexão padrão.7 (1/2") com aplicação do adaptador Acompanha placa para fixação da unidade na parede.88 (5/8") Ф15. BU: Bulbo úmido Nivel Pressão sonora A 1m abaixo da unidade e a 1m da grelha de retorno de ar.RPK MODELO RPK RPK-1.0 12.13 0.1.7 (1/2") Ф12.35 (1/4") Ф9.0FSNSM2 RPK-1.010 30.230 27.0 5.650 dBA 38-36-34 40-38-36 41-39-37 43-40-37 43-40-37 49-46-43 Altura mm 280 280 295 333 333 333 Largura mm 780 780 1030 1150 1150 1150 Profundidade mm 210 210 208 245 245 245 kg 10 10 12 18 18 18 Resfriamento Capacidade Nominal Aquecimento Nível de Pressão Sonora Dimensões Externas Peso Líquido R410A / R407C / R22 Refrigerante Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) Motor (corrente continua) 3 m /h 600-480-420 660-600-540 840-720-600 1020-960-840 1020-960-840 1320-1200-1020 cfm 353-283-247 389-353-318 494-424-353 600-565-494 600-565-494 777-706-600 W com Porca Curta Conexões Tubulação Linha de Líquido mm (in) Ф6. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.0 11.2/50 DADOS GERAIS 2.440 4.710 42.640 BTU/h 9. porem poderá utilizar a tubulação de Ф12.0FSNSM2 Alimentação 220Vca / 60Hz (50Hz) .820 6.5 9.1 8.420 7. . Comprimento da tubulação: 7. 0.110 6.380 21.750 BTU/h 10. .130 5.88 (5/8") 0.07 0.0FSNSM2 RPK-2. TIPO PAREDE .53 (3/8") Linha de Gás mm (in) Ф12.53 (3/8") Ф9. Nota: 0.88 (5/8") (*) Ф15.8 4.

1 2.5FSNE Alimentação 220Vca / 60Hz (50Hz) .Natural (chapa de aço galvanizado) mm Ф6.5 mm Controle Remoto sem Fio PC-LH3A Receptor de sinal (remoto) PC-ALHZ Controle Remoto com Fio PC-AR .820 6.5FSNE RPFI-2.110 24.88 (5/8") Ф6. . Comprimento da tubulação: 7.840 4.110 BTU/h 9.88 (5/8") (*) (*) Ф9.190 27.220 5.410 3.6 7.680 19.0 m da unidade.0FSNE RPF-1.35 (1/4") Capacidade de Resfriamento e Aquecimento É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.3 4.590 6.700 4.190 27.7 (1/2") Ф6.35 (1/4") Ф12.560 14.DADOS GERAIS 2/51 2. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.560 14.7 (1/2") Ф6.270 16.35 (1/4") Ф15.230 9.220 5.35 (1/4") Ф12.53 (3/8") Ф15. BU: Bulbo úmido Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C Nivel Pressão sonora A 1.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .RPF E RPFI Tipo Piso Aparente Tipo Piso Embutido MODELO RPF / RPFI RPF-1.110 24.monofásico Resfriamento Capacidade Nominal Aquecimento 2. TIPO PISO APARENTE E PISO EMBUTIDO .6 7.0FSNE RPFI-2. Ф6.88 (5/8") Ф9.5FSNE RPFI-1.3 5.88 (5/8") Ф12. o som refletido deva ser levado em consideração.35 (1/4") Ф12.5 m do piso e a 1.1 3.3 4.970 2.410 3.650 11.1 kcal/h 2.230 kW 3.730 22.1 kcal/h 2.590 6. .730 22.35 (1/4") Ф6.650 dBA 35-32-29 38-35-31 39-36-32 42-38-34 35-32-29 38-35-31 39-36-32 42-38-34 Altura mm 630 630 630 630 620 620 630 630 Largura mm 1045 1170 1420 1420 848 973 1420 1420 Profundidade mm 220 220 220 220 220 220 220 220 kg 25 28 33 34 19 23 33 34 Nível de Pressão Sonora Dimensões Externas kW Peso Líquido Cor Branco Linho Refrigerante R410A / R407C / R22 Vazão de Ar (Alta/Média/Baixa) m /h 3 510-420-360 720-600-540 960-840-660 960-840-660 510-420-360 720-600-540 960-840-660 960-840-660 cfm 300-247-212 424-353-318 565-494-388 565-494-388 300-247-212 424-353-318 565-494-388 565-494-388 Conexões com Porca Curta Linha de Líquido Tubulação mm (in) Linha de Gás mm (in) Dreno Opcionais Condição de operação: Sem Pintura .5FSNE RPF-2.820 6.0FSNE RPFI-1.680 19.8 4.110 2.270 16.1.6.7 (1/2") Ф15.840 4.8 4.9 6.5 8.970 BTU/h 11.3 5.7 (1/2") Ф15.9 6.5 8.700 4.53 (3/8") Diametro Externo 18.C o BS: Bulbo seco.0FSNE RPF-2.

500 170.0A 380V / 3F 2.0A 4. TIPO PISO/DUTO E PISO/PISO .5A 2.260 1.500 Profund mm 510 510 600 750 750 850 Volume m3 0.0A 9.2/52 DADOS GERAIS 2.350 1.9 1.600 153.020 1.060 21.280 24.4 28.020 1.500 Profund mm 510 510 600 750 750 850 Volume m3 0.9 0.500 95.400 7.276 110 190 130 130 Chapa Aço Galvanizado com pintura a pó eletrostático Branca Poliestireno expandido Rechapeado com chapa aço galvanizado Extrudado de Aluminio Termoplástico 850 2.350 1.0 6.1.9A 5.084 Peso kg 70 70 110 80 80 125 Dimensões Altura mm 1.500 1. Modulo Ventilador 8 kW Refrigerante Consumo Corrente Ventilador Tipo centrífugo de dupla aspiração com pas para frente - Acionamento Dimensões Montado na Vertical RPP (PISO / PISO) 16 Largura Dimensões Acessórios 10 kcal/h Nível de pressão sonora Codificação 8 Polia + Correia Altura mm 510 510 600 750 750 850 Largura mm 1.750 Largura mm 1.5 0.520 27.5 50.600 5.9 1.120 43.350 1.710 BTU/h 76.4 28.351 0.350 1.5A Codificação - RPDV8FSNB RPDV10FSNB RPDV16FSNB RPPV8FSNB RPPV10FSNB RPPV16FSNB Vazão de Ar m3/h 3.350 1.500 1.5 50.7 1.0 31.9 3.702 1.0A 4.600 153.9 0.RPD E RPP RPD (PISO / DUTO) Modelo HP Capacidade nominal de Resfriamento Capacidade nominal de Aquecimento Modulo Trocador 10 16 22.300 107.200 3.350 1.700 85.090 38.351 0.0 22.350 1.300 107.200 cfm 2.7 4 1.9A 2.759 0. incompatível c/ PCB) .119 3.350 1.500 170.516 1.350 1.260 1.0 3.0 31.0 45.350 1.500 1.759 1.178 4.351 0.090 38.350 1.9A 5.600 76.710 19.7.351 0.0 25.54 0.148 Peso kg 40 40 80 50 50 Conexões in Rosca tubo 3/8 Rosca tubo 3/8 Gás in Rosca tubo 3/4 Flange tubo 7/8 Flange tubo 1 1/8 Rosca tubo 3/4 Flange tubo 7/8 Flange tubo 1 1/8 Dreno in 3/4 3/4 Rosca tubo 1/2 Rosca tubo 3/8 Rosca tubo 3/8 90 Liquido 3/4 Filtro (poliéster) - G3 Filtro (alumínio) - G1 Rosca tubo 1/2 3/4 3/4 3/4 R410A 220V / 3F 4.350 1.238 2.81 0.500 95.500 1.0 6.5 220V A 3.0 kcal/h 21.120 43.600 5.400 7.119 3.060 BTU/h 85.0A 4.9A 2.35 1.276 1.280 24.178 4.0 3.9 380V A 1.238 Pressão Estática mmca 8~18 10~20 10~20 8~18 10~20 10~20 Ajuste de fábrica mmca 14 14 14 14 14 14 kW 0.516 0.7 1.7 4 Ajuste relé sobrec.231 215 Volume Total Peso Total Gabinete Painel Cor Isolante Revestimento Perfil Cantoneira Kit Montagem 8 e 10 HP KOT 0043 - Horizontal 16 HP KOT 0044 - Multikit 8 ~16 HP Controle Remoto E162SNB / E242SNB / E302SNB PC-AR / PSC5S / PSC5T / PC-ARH (NÃO disponível controle Remoto s/ Fio.0 45.702 110 510 600 750 750 0.600 kW 25.500 Profund mm m3 kg 510 0.520 27.0 19.700 dBA 59 60 59 60 63 63 220V / 3F RPDT8FSN5B RPDT10FSN5B RPDT16FSN5B RPPT8FSN5B RPPT10FSN5B RPPT16FSN5B 380V / 3F RPDT8FSN7B RPDT10FSN7B RPDT16FSN7B RPPT8FSN7B RPPT10FSN7B RPPT16FSN7B Altura mm 510 510 900 510 510 900 mm 1.0A 9.

5 Ф56 19.5m do nível do chão.53 [3/8] 15.200 20.38+0.) Linha de Gás até 100m W cfm m3/h mm (in.0 136.0 215.275 12.0 RAS-5FSN BTU/h kW Largura Altura Refrigerante R410A Peso Líquido Dimensão Externa Cor do Gabinete Nível de Pressão Sonora Capacidade Nominal de Aquecimento Capacidade Nominal de Resfriamento Rede Elétrica MODELO 2 Ф26.700 43.2. BU: Bulbo úmido 2 Ф26.760 16.4 RAS8FSNB mm kg mm (in.88 [5/8] 28.38 4.180 63.5 9.300 172 1 1 230 750 950 1590 Bege 58 107. Comprimento da tubulação: 7.275 12.600 210 2 Ф26.88 [5/8] 28.05 [3/4"] 0.400 40.5 Ф26.5 Ф56 19.Hélice Ventilador do Quantidade Quantidade Trocador de Calor Controle de Fluxo Compressor SCROLL kg mm Profundidade mm mm Cinza Claro 52 54.000 32.22 [7/8"] 0.38+0.38 6.710 45.600 210 1 0.5 mm 2 7.600 dBA 13.5 114.500 34.220 1 138 1 1 230 750 950 1590 87 1 160 750 630 1645 Bege 56 85.0 Ф56 5.5 Ф56 19.0 kW kcal/h 47.420 12.870 Ф56 9.160 56.4 9.0 191.58 [1 1/8"] 0.5 Ф56 8.810 33.100 48.500 25.020 50.710 45.0 170.38 7. UNIDADES EXTERNAS FSN-RAS . DADOS GERAIS PARA AS UNIDADES EXTERNAS 2.600 344 2 1+3 535 750 2430 1750 Cinza Claro 63 242.Circuito de Controle Rede Elétrica .100 48.0 RAS20FSNB 2 Ф26.090 28.300 61.600 24.200 20.0 340 750 1210 1590 Bege 62 170.530 11.000 54.4 [1"] Conexão com Porca Curta ou Flange (fornecido de fábrica) 0.600 344 2 1+1 470 750 1910 1590 Bege 62 215.500 19.38 6.280 2 Ф26.090 31.38 7.260 37.58 [1 1/8"] 0.0 15.070 5.200 20.020 50.) Saída do Motor Vazão de Ar Tubulação de Refrigerante Linha de Líquido Conexão Condensador .0 76.0 1 1+1 1+1 Válvula de Expansão Controlada por Micro-computador 230 750 950 1590 Bege 60 128.0 12.0 15.180 63.58 [1 1/8"] 0.2.420 12.100 185 2 Ф26.000 54.0 153.38+0.160 56.0 12.0 RAS18FSNB Tipo Corrente Cruzada.700 43.53 [3/8] 22.5 Ф56 13.300 21.5 95.300 28.4 [1"] 2 Ф26. Condição de operação: Nivel Pressão sonora Capacidade de Resfriamento e Aquecimento .600 38.7 [1/2] 25. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.060 71.53 [3/8] 25.53 [3/8] 19.800 BTU/h 12.88 [5/8"] 0. o som refletido deva ser levado em consideração.080 10.16 3.275 12.500 27. com Aleta de Alumínio e Tubo de Cobre RAS10FSNB A 1m da superficie da tampa de serviço da unidade e 1.4 [1"] 2 Ф26.C o Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C BS: Bulbo seco.5 220Vca / 60Hz e 380Vca / 60Hz .5 Ф56 9.040 kcal/h 14. o nível de ruído decresce 2dBA É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.280 22.600 38.88 [5/8] 28.Trifásico RAS12FSNB 1 1 0.5 Ф56 13.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .0 RAS-22FSN1 DADOS GERAIS 2/53 2.0 RAS14FSNB RAS16FSNB 340 750 1210 1590 Bege 61 153. No caso de operação noturna.600 344 2 1+1 470 750 1910 1590 Bege 62 191.0 15. Fio de Conexão entre as Unidades Interna e Externa Furos para Fiação Carga de Refrigerante 8.7 [1/2] 25.0 9.1.

0 19.500 dBA BTU/h 77.0 19.0 19.200 382 2 Ф26.5 66.700 119.600 70.350 235.900 382 2 Tipo Corrente Cruzada.0 929 750 3390 1745 Cinza Claro 64 385.275×2 19.0 RAS-38FSN 2 Ф26.200 382 13.200 382 3 1+5 970 750 3390 1745 Cinza Claro 65 450.38+0.Hélice Ventilador do Quantidade Quantidade Trocador de Calor Compressor SCROLL 685 kg Controle de Fluxo 750 mm 2430 mm 1590 Bege Profundidade mm 63 264.900 2 382 2 1+4 382 1+4 685 750 2430 1590 Bege 63 281.1 [1 1/2"] 0.0 929 750 3390 1745 Cinza Claro 64 368.500 113.500 132.100 107.05 [3/4] 28.1 [1 1/2] 0.900 382 3 3 19.0 19.5 Ф70 31.275 13. Comprimento da tubulação: 7.38+0.500 33.5 Ф70 25.05 [3/4] 38.1 [1 1/2] 0.900 97.1 [1 1/2] 0.0 273.275 13.900 86.) Saída do Motor Vazão de Ar Tubulação de Refrigerante Linha de Líquido Conexão Condensador .500 22.5 RAS-34FSN 730 750 2430 1590 Bege 64 341.1 [1 1/2] A 1m da superficie da tampa de serviço da unidade e 1.0 385.800 102. com Aleta de Alumínio e Tubo de Cobre 1+5 Válvula de Expansão Controlada por Micro-computador 730 750 2430 1590 Bege 64 324.200 382 3 1+5 970 750 3390 1745 Cinza Claro 65 433.0 344.300 86.275 13.5 19.500 22.0 307.500 33.275×2 0.75 [1 1/4"] 0.0 403.600 92.0 RAS-42FSN 2/54 DADOS GERAIS .970 82. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.0 RAS-36FSN 1+5 1+5 1+5 2 0.5 Ф70 28.010 100.C o Temperatura Ar Interno (BS/BU): Resfriamento : 35 / Aquecimento: 7 / 6 C BS: Bulbo seco.0 RAS28FSNB1 Capacidade de Resfriamento e Aquecimento 2 Ф70 2 24.000 101.0 RAS26FSNB É a capacidade combinada do Sistema Split padrão da HITACHI e baseadas na norma JIS B8616.900 Ф26.0 19.5 Ф70 31.500 22.0 Ф70 19.200 127.0 19.0 327.1 [1 1/2"] 2 Ф26.800 80.080 85.38+0.5 Ф26.000 68.58 [1 1/8"] 0.38+0.0 BTU/h kW RAS24FSNB Largura Altura Refrigerante R410A Peso Líquido Dimensão Externa Cor do Gabinete Nível de Pressão Sonora Capacidade Nominal de Aquecimento Capacidade Nominal de Resfriamento Rede Elétrica MODELO 2 Ф26.) Linha de Gás até 100m W cfm m3/h mm (in.0 19.500 33.500 23.5m do nível do chão.400 92.5 Ф70 26.200 113.600 118.05 [3/4] 38.0 RAS32FSNB1 220Vca / 60Hz e 380Vca / 60Hz .0 19.38+0.05 [3/4] 38.200 77.200 81.660 kW kcal/h 59.38+0.275 13.05 [3/4] 31.275×2 33.500 33.800 108.275×2 19.500 kcal/h 69.Trifásico RAS30FSNB1 Nivel Pressão sonora 2 Ф26. o nível de ruído decresce 2dBA 2 Ф26.5 249.05 [3/4] 31.5 Ф70 32.1 [1 1/2"] Conexão com Porca Curta ou Flange (fornecido de fábrica) 0.75 [1 1/4] 2 Ф26. BU: Bulbo úmido Fio de Conexão entre as Unidades Interna e Externa Furos para Fiação Carga de Refrigerante mm (in.000 73.800 73.05 [3/4] 38.415 90. No caso de operação noturna.900 101.05 [3/4] 38.05 [3/4] 38.38+0.600 97.200 382 3 1+5 920 750 3390 1745 Cinza Claro 65 407.200 62.0 290.275×2 19.900 82.900 382 2 1+5 730 750 2430 1590 Bege 64 307.420 90.5m e desnível da tubulação: 0m o Temperatura Ar Externo (BS/BU): Resfriamento : 27 / 19 Aquecimento: 20 / .275 13.38+0.5 Ф70 32.5 Ф70 26.600 96.0 RAS-40FSN 2 Ф26. o som refletido deva ser levado em consideração.mm mm Circuito de Controle Condição de operação: kg Rede Elétrica 22.100 113.400 109.38+0.500 22.200 77.38+0.05 [3/4] 38.700 95.500 0.5 365.

21 1.04 2.5 64.9 mmca ou mais 2.5 m sob a Unidade. 3. . SISTEMAS COMPLEMENTARES 2.9 mmCa ou mais.3.76 270 225 450 360 500 450 1000 900 170 120 170 120 77 77 77 77 64.288 0.1.5 64. o nível de ruído cresce em aproximadamente 1dB(A). TROCADOR DE CALOR TOTAL .515 ALTA MÉDIA ALTA MÉDIA 1.27 1.5 64.KPI ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS: MODELO ALIMENTAÇÃO DIMENSÕES LxPxH FLANGE Øext ÁREA VOLUME VELOCIDADE CORRENTE CONSUMO VAZÃO DE AR PRESSÃO ESTÁTICA EFICIÊNCIA DE TEMP RESFRIA EFICIÊNCIA ENTÁLPICA AQUECE RUÍDO PESO L=Largura P P=Profundidade H=Altura mm mm m² m³ A W m³/h Pa % % % dB(A) kg KPID050A3P KPID100A3P 220VAC 60Hz 1F 1135x1135x400 Ø200 Ø250 1. o som refletido deve ser levado em consideração.1.DADOS GERAIS 2/55 2. KPI-10021: 4. Os dados acima foram medidos em uma câmara anecóica de modo que no local.3. Condições: como designado nos procedimentos Eurovent para testes sonoros Em caso de modo de ventilação bypass.5 70 70 70 70 45 42 47 44 100 110 H L OBSERVAÇÃO: 1. O nível de Pressão Sonora é baseado nas seguintes condições: . Utilize sob os seguintes condições: KPI-8021: 2.

6 1.53 9.168 0.36 0.15 4.0 RCD-5.15 4.5 RCD-2. com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna Tubo de cobre 7 7 7 7 7 7 7 1 1 1 2 2 3 3 Alumínio 1.0 RCD-2.1.RPC Tipo Teto Embutido .RPC-FSNB Modelo RPC Tipo do Trocador de Calor Material Diâmetro externo Ø mm Tubo Filas N° tubos/serpentinas Material Aleta Passo mm Pressão máxima de operação Mpa Área total da face m2 N° de serpentinas/unidade Tipo Ventilador Número/unidade Diâmetro externo Ø mm Tipo Motor do Método de partida Ventilador Saída nominal W Quantidade Classe de isolação RPC-2. TIPO CASSETTE DE 2 VIAS .2/56 DADOS GERAIS 2.4.53 9.15 4.RPF e Piso Embutido .15 4.5 RCD-3. TIPO TETO APARENTE .RCI Tipo Cassette de 2 vias .15 0.0 RCD-4.15 4.36 0.15 4.4.0 Ø mm mm mPa m² mm 3 m /min W RCD-1.308 1 1 1 1 1 1 Ventilador centrífugo de várias pás 2 2 2 3 4 4 135 135 135 135 135 135 IP-21 Capacitor Split Permanente 49 61 61 74 123 184 1 1 1 1 1 1 B B B B B B .0 Tipo corrente cruzada.36 0. DADOS DOS COMPONENTES Os dados dos componentes indicados são os seguintes: Trocador de Calor da Unidade Interna e unidade ventilador de: Tipo Cassette de 4 vias .6 1.246 0. com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna Tubo de cobre 9.15 4.6 1.15 4.53 9.0 Tipo corrente cruzada.RPK Tipo Piso Aparente .15 4.308 0.0 RPC-2.0 RPC-4.36 0.168 0.15 4.0 RPC-6.53 9.Diâmetro Externo lador Vazão de Ar Nominal (Alta/Média/Baixa) Tipo Motor Método de Partida do Saída nominal VentiQuantidade lador Classe de isolação RCD-1.6 1.2.63 2 2 2 2 2 2 2 Ventilador centrífugo de várias pás 1 1 1 1 1 2 2 360 360 360 360 360 360 360 10/9/8 35 1 E 13/11/9 35 1 E 15/13/11 19/16/14 22/19/16 Invólucro à prova de gotejamento Capacitor Permanente 35 55 55 1 1 1 E E E 29/24/21 34/29/25 35x2 2 E 55x2 2 E Unidade Ventilador Trocador de Calor 2.RCD Tipo Teto Aparente .4.15 0.6 4.RCD Unidade Ventilador Trocador de Calor Modelo RCD Tipo do Trocador de Calor Material Tubo Diâmetro Externo Filas Material Aleta Passo Pressão Máxima de Operação Área Total da face Número de Serpentinas / Unidade Tipo Número/Unidade Venti.36 0.RPI Tipo Parede .0 RPC-5.RPFI Unidade Externa: Trocador de Calor.53 2 3 3 3 3 3 20 32 32 32 32 32 Alumínio 2 2 2 2 2 2 4.6 1. unidade ventilador e compressor 2.63 0.6 1.53 9.15 4.246 0.5 RPC-3.

DADOS GERAIS

2/57

Unidade Ventilador

Trocador de Calor

2.4.3. TIPO TETO EMBUTIDO - RPI-FSNB1
Modelo RPI-FSNB
Tipo do Trocador de Calor
Material
Diâmetro externo Ø mm
Tubo
Filas
N° tubos/serpentinas
Material
Aleta
Passo
mm
Pressão máxima de operação Mpa
Área total da face
m2
N° de serpentinas/unidade
Tipo
Ventilador Número/unidade
Diâmetro externo Ø mm
Tipo
Motor do Método de partida
Ventilador Saída nominal
W
Quantidade
Classe de isolação

RPI-0,8

9,53
2
20
2
4,15
0,16
1
2
135

49
1
B

RPI-1,0
RPI-1,5
RPI-2,0
RPI-2,5
RPI-3,0
RPI-4,0
RPI-5,0
RPI-6,0
Tipo corrente cruzada, com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna
Tubo de cobre
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
2
2
2
2
2
3
3
3
20
20
20
20
20
20
28
28
Alumínio
2
2
2
2
2
2
2
2
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
0,16
0,16
0,16
0,23
0,23
0,29
0,29
0,29
1
1
1
1
1
1
1
1
Ventilador centrífugo de várias pás
2
2
2
2
2
3
4
4
135
135
135
135
135
135
135
140
IP-21
Capacitor Split Permanente
49
49
49
61
61
61x2
123x2
123x2
1
1
1
1
1
2
2
2
B
B
B
B
B
B
B
B

Unidade Ventilador

Trocador de Calor

TIPO TETO EMBUTIDO - RPI-FSNPB1
Modelo RPI-FSNPB
Tipo do Trocador de Calor
Material
Diâmetro externo Ø mm
Tubo
Filas
N° tubos/serpentinas
Material
Aleta
Passo
mm
Pressão máxima de operação Mpa
Área total da face
m2
N° de serpentinas/unidade
Tipo
Ventilador Número/unidade
Diâmetro externo Ø mm
Tipo
Motor do Método de partida
Ventilador Saída nominal
W
Quantidade
Classe de isolação

RPI-0,8

9,53
2
20
2
4,15
0,16
1
2
135

61
1
B

RPI-1,0
RPI-1,5
RPI-2,0
RPI-2,5
RPI-3,0
RPI-4,0
RPI-5,0
RPI-6,0
Tipo corrente cruzada, com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna
Tubo de cobre
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
2
2
2
2
2
3
3
3
20
20
20
20
20
20
28
28
Alumínio
2
2
2
2
2
2
2
2
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
0,16
0,16
0,16
0,23
0,23
0,29
0,29
0,29
1
1
1
1
1
1
1
1
Ventilador centrífugo de várias pás
2
2
2
2
2
3
4
4
135
135
135
135
135
135
135
140
IP-21
Capacitor Split Permanente
61
61
61
184
184
184x2
123x2
123x2
1
1
1
1
1
2
2
2
B
B
B
B
B
B
B
B

2.4.4. TIPO PAREDE - RPK

Unidade Ventilador

Trocador de Calor

Modelo RPK

Tipo do Trocador de Calor
Material
Tubo Diâmetro Externo
Filas
Material
Aleta
Passo
Pressão Máxima de Operação
Área Total da face

RPK-1,0

Ø mm

7
2

7
2

mm
MPa

1,3
4,15
0,20
1

1,3
4,15
0,20
1

1
100

1
100

10/8/7

11/10/9

Número de Serpentinas/Unidade

Ventilador

Motor
do
Ventilador

Tipo
Número/Unidade
Diâmetro Externo
Vazão de Ar Nominal
(Alta/Média/Baixa)
Tipo

RPK-1,5

RPK-2,0

RPK-2,5

RPK-3,0

RPK-4,0

Tipo corrente cruzada, com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna

Ø mm
3

m /min

Tubo de cobre
7
7
2
2
Alumínio
1,2
1,3
1,3
4,15
4,15
4,15
0,25
0,35
0,35
1
1
1
Ventilador centrífugo de várias pás
1
1
1
100
105
105
7
2

14/12/10

17/16/14

17/16/14

7
2
1,3
4,15
0,35
1
1
105
22/20/17

Invólucro à prova de gotejamento
Capacitor Permanente

Método de Partida
W

20

20

20

30

30

30

Quantidade

1

1

1

1

1

1

Classe de isolação

E

E

E

E

E

E

Saída nominal

2/58

DADOS GERAIS

2.4.5. TIPO PISO APARENTE - RPF E PISO EMBUTIDO - RPFI

Trocador de Calor

Modelo RPF e RPFI
Tipo do Trocador de Calor
Material
Diâmetro Externo
Tubo
Filas

RPF-1,0

Material
Passo
Pressão Máxima de Operação
Área Total da face

Unidade Ventilador

Ventilador

Motor
do
Ventilador

9,53
2
18

mm
mPa

Ø mm
3

m /min

8,5/7/6

12/10/9

8,5/7/6

12/10/9

Invólucro à prova de gotejamento

Método de Partida
Saída nominal

RPFI-1,5

Tubo de cobre
9,53
9,53
9,53
2
2
2
18
18
18
Alumínio
2
2
2
2
4,15
4,15
4,15
4,15
0,15
0,15
0,15
0,15
1
1
1
1
Ventilador centrífugo de várias pás
2
2
2
2
136
136
136
136

Ø mm

Número de Serpentinas/Unidade

Tipo
Número/Unidade
Diâmetro Externo
Vazão de Ar Nominal
(Alta/Média/Baixa)
Tipo

RPFI-1,0

Tipo corrente cruzada, com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna

Nº de tubos/serpentinas

Aleta

RPF-1,5

Capacitor Permanente
20

28

20

28

Quantidade

1

1

1

1

Classe de isolação

E

E

E

E

W

2.4.6. TIPO PISO-DUTO - RPD E PISO-PISO - RPP

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS dados gerais
Modelo RPDT+RPDV

Modulo Ventilador

Modulo Trocador

Codificação
Tipo do Trocador
Material
Tubo
Diâmetro Externo
Filas
Material
Aletas
Passo
Área Total de Face
Número de serpentinas/unidade
Codificação
Tipo
Número/Unidade
Ventilador
Diâmetro Externo
Vazão de Ar Nominal
Tipo
Motor do Consumo
Ventilador Quantidade
Classe de Isolação

HP
220V / 3F
380V / 3F

ø mm

mm

ø mm
m³/h
kW

8
10
16
RPDT8FSN5B
RPDT10FSN5B
RPDT16FSN5B
RPDT8FSN7B
RPDT10FSN7B
RPDT16FSN7B
Tipo corrente cruzada, com aleta de aluminio e tubo de cobre
Tubo de Cobre
9,53
9,53
9,53
3
3
3
Aluminio
1,8
0,497
1,00
1
RPDV8FSNB
RPDV10FSNB
RPDV16FSNB
Tipo centrífugo de dupla aspiração com pas para frente
2
2
2
441
524
3.600
5.400
10.200
Motor Trifásico
0,9
1,5
1
B

W

Modelo
Tipo do Compressor
Pressão de
Descarga (Mpa)
Estanqueidade Sucção (Mpa)
Método de Partida
Tipo de Motor N° de Pólos
Isolação
Tipo de Óleo

160
1
E

380
1
E

1
644
915
172

1,4
4,15
2,12
1

9,53
2
112

RAS10FSNB

380
1
E

1
644
960
185

1,4
4,15
2,12
1

9,53
2
112

RAS12FSNB

380
1
E

1
644
990
210

1,4
4,15
2,49
1

9,53
2
112

RAS14FSNB

RAS16FSNB
RAS18FSNB
RAS20FSNB
RAS22FSN1
RAS24FSNB
Tipo Corrente Cruzada, com Aleta de Alumínio e Tubo de Cobre
Tubo de Cobre
9,53
9,53
9,53
9,53
9,53
2
2
2
2
2
112
112
112
112
112
Alumínio
1,4
1,4
1,4
1,4
1,4
4,15
4,15
4,15
4,15
4,15
2,49
2,12
2,12
2,12
2,49
1
2
2
2
2
Ventilador de hélice
1
2
2
2
2
644
644
644
644
644
990
915+838
915+838
915+838
990+830
210
172+172
172+172
172+172
210+172
Invólucro à Prova de Gotejamento
Capacitor Permanente
380
380+275
380+275
380+275
380+275
1
2
2
2
2
E
E
E
E
E

E655DHD E405AHD E605DH E655DH E855DH
Tipo Scroll Hermético
4,15
2,21
com Inverter
Direta (ON/OFF)
4
2
E
FVC68D (F08117)

380
1
E

1
644
885
138

1
544
765
87

mm
rpm
m3/min

1,4
4,15
1,74
1

2
4,15
1,29
1

mm
Mpa
m2

9,53
2
112

RAS8FSNB

9,53
2
112

RAS-5FSN

mm

2.4.8. COMPRESSOR

MODELO
Tipo do Trocador de Calor
Material do Tubo
Diâmetro Externo
Filas (Rows)
Número de Tubos/Serpentinas
Material da Aleta
Passo
Pressão Máxima de Operação
Área Total da Face
Número de Tubos/Serpentinas
Ventilador Externo
Número/Unidade
Diâmetro Externo
Giros (220V/240V)
Vazão de Ar Nominal
Motor do Ventilador Externo
Método de Partida
Saída Nominal
Quantidade
Classe de Isolação

2.4.7. UNIDADES EXTERNAS

380+275
2
E

2
644
990+830
210+172

1,4
4,15
2,49
2

9,53
2
112

RAS26FSNB

380+275
2
E

2
644
990+830
210+172

1,4
4,15
2,49
2

9,53
2
112

RAS28FSNB

380+275
2
E

2
644
990+830
210+172

1,4
4,15
2,49
2

9,53
2
112

RAS30FSNB

380+275
2
E

2
644
990+830
210+172

1,4
4,15
2,49
2

9,53
2
112

RAS32FSNB

DADOS GERAIS

2/59

Dimensões
Modelo
RCI-1,0FSNB
RCI-1,5FSNB
RCI-2,0FSNB
RCI-2,5FSNB
RCI-3,0FSNB
RCI-4,0FSNB
RCI-5,0FSNB

b
12,7
12,7
15,88
15,88
15,88
15,88
15,88

a
6,35
6,35
6,35
9,53
9,53
9,53
9,53

c
298
298
298
298
298
298
298

3/60
DADOS DIMENSIONAIS

3. DADOS DIMENSIONAIS

3.1. UNIDADES INTERNAS

3.1.1. TIPO CASSETTE DE 4 VIAS (NACIONAL)
MODELOS: RCI-FSNB (com Painel Incorporado)

3/61

DADOS DIMENSIONAIS

3.1.2. TIPO CASSETTE DE 2 VIAS
MODELOS: RCD-1,0FSN, RCD-1,5FSN, RCD-2,0FSN, RCD-2,5FSN e RCD-3,0FSN Com Painel De Ar
P-G23WA1 (Opcional)
Unidade: mm
20

20

1060 (Furo de Abertura para Forro)

Nome

Marca

890 (p/ Parafuso de Suspensão)

Furo 4-12x32
(p/ Parafuso de Suspensão)

860

(Furo de Abertura para Forro)

620

2 vias

1

Saída de Ar

2

Entrada de Ar

3

Conexão do Tubo de Gás Refrigerante

4

Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante com Porca Curta φb

5

Conexão do Tubo de Dreno

VP25

6

Furo de Fiação para Tubo Conduíte

φ32,5

7

Furo de Fiação

Furo 36 x 39

8

Haste de Suspensão

9

Parafuso de Suspensão

10

Caixa de Controle Elétrico

com Porca Curta φa

4 M10 ou W3/8

11

Conexão do Duto de Fornecimento

2-150x430

12

Controle Remoto (PC-P1H)

Opcional

13

Cabo de Par Trançado Blindado p/ PC-P1H Min. 0,75mm , Fornecido no local

2

20

670

540

8

(p/ Parafuso de Suspensão)

20

12

Observações

Dimensão
Modelo
RCD-1,0FSN
RCD-1,5FSN
RCD-2,0FSN
RCD-2,5FSN
RCD-3,0FSN

410

95(Tubo de Gás)

5

95(Tubo de Líquido)

4

3

285

25(Tubo de Dreno)

9

205

50

E

125

298

b
6,35
6,35
6,35
9,53
9,53

30

B

260

115

D

a
12,7
12,7
15,88
15,88
15,88

11

445

A

Ao utilizar 11 , cortar
o material isolante ao
longo desta linha.

9-M4
(p/ Parafuso Auto-Atarrachante)
Opcional

13

12

170

(Fornecido no Local)

400
140

70

55

150

10

120

710

Cortar o material isolante
ao longo desta linha.

90

135

30

15

6

7

15

180

150

1

135 80

430

Vista Ampliada de D

2

11

1

50

1100

9-M4
(p/ Parafuso Auto-Atarrachante)
400
170

Vista pelo Lado B

Vista pelo Lado A

120

35

150

180

Painel de Acesso de Serviço

70

55

120 120

Ao utilizar 11 , cortar
o material isolante ao
longo desta linha.

MIN.
100

MIN.
3000
MIN.
500

MIN.
500
MIN.
500

185

Vista pelo Lado E
MIN.
100

MIN.
500

185
430

Conexão da Tubulação

MIN.
100

15
30

MIN.
500

Painel de Acesso de Serviço

15

110

Conexão da Tubulação
Espaço Adjacente no Teto

MIN.
500

Caixa do Controle
JISC8336-1985
(Fornecida no Local)

MIN.
500

Instalação de uma
Unidade Próxima a Outra

Instalação Separada

Espaço de Serviço

20

Montagem
na parede

20

Cabo Embutido
na Parede

Montagem p/ o Controle
Remoto (Opcional)

OBSERVAÇÃO:
1. A distância entre a parede e a borda do painel deve
ser de no mínimo 1.500mm para prevenir curto-circuito.

3/62 DADOS DIMENSIONAIS 3.75mm .0 com Painel de Ar P-G46DWA1 (Opcional) Unidade: mm 20 1620 (Furo de Abertura para Forro) 20 1450 (p/ Parafuso de Suspensão) Saída de Ar 2 Entrada de Ar 3 Conexão do Tubo de Gás Refrigerante 4 Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante com Porca Curta F9.1. A distância entre a parede e a borda do painel deve ser de no mínimo 1. 100 MIN. Fornecido no local 2 *1: No caso de utilizar R407C ou R22.0/5.3. 20 Cabo Embutido na Parede Montagem p/ o Controle Remoto (Opcional) .05. TIPO CASSETTE DE 2 VIAS MODELOS: RCD-4.53 5 Conexão do Tubo de Dreno VP25 6 Furo de Fiação para Tubo Conduíte Furo de Passagem F32. 0. cortar o material isolante ao longo desta linha. 500 MIN. Vista Ampliada de D 1660 1 Ao utilizar 11 . 500 Cortar o material isolante ao longo desta linha.5 7 Furo de Fiação Furo 36 x 39 8 Haste de Suspensão 9 Parafuso de Suspensão 10 Caixa de Controle Elétrico 620 670 20 540 Observações 1 20 12 Nome Marca Furo 4-12 x 32 (p/ Parafuso de Suspensão) 1420 2 vias com Porca Curta F15. 500 7 Vista pelo Lado B Espaço de Serviço OBSERVAÇÃO: 1. cortar o material isolante ao longo desta linha. 500 MIN. 3000 Conexão da Tubulação MIN. 500 MIN. 100 Montagem na parede Instalação de uma Unidade Próxima a Outra Instalação Separada 20 90 MIN.88 (1*) 4 M10 ou W3/8 11 Conexão do Duto de Fornecimento 2-150 x 640 12 Controle Remoto (PC-P1H) Opcional 13 Cabo de Par Trançado Blindado p/ PC-P1H Min. 610 160 160 170 160 80 55 Vista pelo Lado A 11 70 2 150 180 Painel de Acesso de Serviço Conexão da Tubulação 15 110 MIN.500mm para prevenir curto-circuito. 8 410 95(Tubo de Gás) 5 95(Tubo de Líquido) 4 3 285 205 25(Tubo de Dreno) E 125 30 115 B 50 298 D 260 9 445 A (Fornecido no Local) 170 10-M4 (p/ Parafuso Auto-Atarrachante) 610 1 160 55 15 150 120 180 70 140 10 30 13 180 Opcional 12 15 710 180 180 11 140 640 Ao utilizar 11 . usar F19. 500 50 MIN. 500 Espaço Adjacente no Teto 30 10-M4 (p/ Parafuso Auto-Atarrachante) Painel de Acesso de Serviço 190 200 190 640 Vista pelo Lado E MIN. 100 MIN. 6 Caixa do Controle JISC8336-1985 (Fornecida no Local) MIN.

1.DADOS DIMENSIONAIS 3.4 TIPO TETO APARENTE MODELOS: RPC-FSNB(NACIONAL) 3/63 .

3/64 DADOS DIMENSIONAIS 3.1. TIPO TETO EMBUTIDO MODELOS: RPI-FSNB1 e RPI-FSNPB1 (NACIONAL) .5.

1.6.35 5 Conexão do Tubo de Dreno VP16 6 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem 7 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem Ø65 8 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem Ø65 9 Haste de Suspensão 10 Controle Remoto (Opcional) Marca Tubulação Tubulação Tubulação 2 1 Saída de Ar PC-AR Sem Fio PC-LH3A 2 780 210 6 5 5 60 280 6 60 Com Fio 47 47 Defletor Automático Receptor 1 10 Opcional 125 A 120 540 (PC-AR) 56 (PC-LH3A) 410 5 4 480 3 108 Vista de A 44 Contorno da Unidade 5 60 38 20 65 45 280 45 Peça do Flange para Inserção da Haste de Suspensão 190 50 20 20 20 20 20 20 25 25 25 30 25 25 25 20 20x3=60 20 20 20 15 35 27 24 20 28 400 15 23 30 30 20 20 20 8 8 34 20 20 20 15 30 30 23 42 37 7.7 4 Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante Com Porca Curta Ø6.3/65 DADOS DIMENSIONAIS 3.5 7.5FSNSM2 Nome Observações 2 Entrada de Ar 3 Conexão do Tubo de Gás Refrigerante Com Porca Curta Ø12.5 190 37. 100 Min. 1000 Caixa Elétrica JISC8336-1985 (Fornecido no local) Min. 150 780 7 20 Montagem na Parede 20 Cabo Embutido na Parede Montagem para Controle Remoto (Opcional) (Em caso de utilização do PC-AR) Min. TIPO PAREDE MODELOS: RPK-1.0~1.5 5 38 5 115 20 530 10 8 9 Min. 100 Unidade: mm Espaço de Serviço .

1 50 50 40 266 38.0FSNSM2 Nome Observações 2 Entrada de Ar 3 Conexão do Tubo de Gás Refrigerante Com Porca Curta Ø15.5 8.88) 150 Vista Ampliada P Vista de A Peça do Flange para inserção da haste de suspensão Contorno da Unidade 314 450 21.1 25 20 38. Então conecte a porca curta (acessório) para a conexão do tubo.35 5 Conexão do Tubo de Dreno VP16 6 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem 7 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem Ø65 8 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem Ø65 9 Haste de Suspensão 10 Controle Remoto (Opcional) Marca Tubulação 1019 Tubulação 1 Saída de Ar Tubulação Com Fio PC-AR Sem Fio PC-LH3A (*1): O diâmetro da tubulação de refrigerante deve ser alterado dependendo da unidade externa a ser conectada.1 24.5 15 55 20 4 21. remova o adaptador flangeado na tubulação de gás da unidade interna. Se um tubo de Ø12.5 7 9 Min. TIPO PAREDE MODELO: RPK-2.7 é utilizado no lado do gás.9 15 8.7 (*1) 4 Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante Com Porca Curta Ø6. 100 Min.1.88 440 φ12.5 8 150 6. 1000 20 Montagem para Controle Remoto (Opcional) (Em caso de utilização do PC-AR) Espaço de Serviço Unidade: mm .1 22 20x5=100 20 20 20 20 20 20 30 30 40 40 20 12 8.3/66 DADOS DIMENSIONAIS 3.5 45 49 295 9.9 13.7 410 P Conexão do Tubo de Gás (φ12.7) 56 Adaptador Flangeado (PC-LH3A) a 5 470 550 Conexão do Tubo de Gás (φ15. 2 2 1030 208 6 60 47 Defletor Automático 1 Indicador 47 5 5 60 295 6 10 Opcional Receptor A 3 125 4 120 (PC-AR) Diâmetro do Tubo a φ15.88 ou Ø12. 150 200 15x4=60 80 30 30 45 48.9 40 50 50 13.5 48.7.5 20 12. 100 Min.5 25 1030 Caixa Elétrica JISC8336-1985 (Fornecido no local) Montagem na Parede 20 Cabo Embutido na Parede Min.

100 Min.8.88 Com Fio PC-AR Sem Fio PC-LH3A 245 6 70 60 Defletor Automático 1 60 Receptor Indicador A 10 Opcional 5 125 4 8 8 70 333 6 120 56 (PC-AR) (PC-LH3A) 550 3 572 141 654 Vista de A 565 433.53 5 Conexão do Tubo de Dreno VP16 6 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem 7 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem Ø80 8 Furo de Fiação e Tubulação Furo de Passagem Ø80 9 Haste de Suspensão 10 Controle Remoto (Opcional) 2 1150 Observações 1 Com Porca Curta Ø15. 1000 333 20 229 20 40 20 25 20 20x5 100 Espaço de Serviço Unidade: mm . TIPO PAREDE MODELO: RPK-2.1. 200 Min.6 780 660 560 105 28 250 50x4 100 105 87 50x4 20 8 300 Contorno da Unidade 300 7 141 9 1150 Peça do Flange para inserção da haste de suspensão Min.3/67 DADOS DIMENSIONAIS 3.0FSNSM2 Nome Marca 1140 Tubulação Tubulação Tubulação 2 Saída de Ar 2 Entrada de Ar 3 Conexão do Tubo de Gás Refrigerante 4 Conexão do Tubo de Líquido Refrigerante Com Porca Curta Ø9.5 ~ 4. 100 58 42 93 60 10 221 141 42 Caixa Elétrica JISC8336-1985 (Fornecido no local) 20 Montagem na Parede 20 Cabo Embutido na Parede Montagem para Controle Remoto (Opcional) (Em caso de utilização do PC-AR) Min.

3/68

DADOS DIMENSIONAIS

3.1.9. TIPO PISO APARENTE MODELOS: RPF- 1,0 ~ 2,5

A

Z

Vista de Z

Espaço de Instalação

C

Marca
1
2
3
4
5

Nome
Entrada de ar
Saída de ar
Tubo de gás refrigerante
Tubo de líquido refrigerante
Tubo de dreno

6

Furos para fixação no piso

7
8

Furos para fixação na parede
Filtro

Unidade: mm
Observações

Porca curta Øa
Porca curta Øb
Ø18,5 (externo)
• 4 - Ø7 (externo)
Para parafuso de madeira (4-M5)
• 2 - Ø12,5 (externo)
Para parafuso (2-M8)
4 - Ø14 (externo)

A

a

C
879

857

879

857

3/69

DADOS DIMENSIONAIS

3.1.10. TIPO PISO EMBUTIDO MODELOS: RPFI-1,0 ~ 2,5

A

Z

Vista de Z

Saída de Ar Frontal

Saída de Ar Superior

C

Marca
1
2
3
4
5
6
7

Nome
Entrada de ar
Saída de ar
Tubo de gás refrigerante
Tubo de líquido refrigerante
Tubo de dreno
Furo de passagem de cabos e/ou
tubos de refrigerante
Furo de passagem de cabos e/ou
tubos de refrigerante

Unidade: mm
Observações

Porca curta a
Porca curta b
Ø26 (externo)
Furo perfurável
2 - Ø110 (externo)

A

C

973

879

857

973

879

857

a

3/70

DADOS DIMENSIONAIS

3.1.11. INTERCAMBIADOR DE CALOR: KPI050A3P / KPI100A3P

AR (ar de retorno)

400

AI (ar de insuflamento)

SAE (ar de exaustão)
11
35

35
11

EAE (entrada de ar externo)

DADOS DIMENSIONAIS

3/71

AR (ar de retorno)

400

AI (ar de insuflamento)

SAE (ar de exaustão)
11
35

35
11

EAE (entrada de ar externo)

3/72

DADOS DIMENSIONAIS

3.2. UNIDADES EXTERNAS
3.2.1. MODELO: RAS-5FSN
Unidade: mm
Vista pelo Lado A
131

85

Furo para Dreno
do Condensado
(F26 x 3)

226

Furo para Tubo
de Refrigerante
(235 x 113)

794

760

750

78

30

4 Furos
(38 x 16)

226

120

368

17

131

17

Furos para Fiação
da Linha de Controle
(F26 x 2)

115

14

Furo para Fiação de
Alimentação (F52)

Tampa de Serviço
301

Caixa de Controle Elétrico
Porca Curta ø15,88
da Conexão da Tubulação
de Refrigerante da Linha Gás

Furos para Fiação da
Linha de Controle
(ø26,5 x 2)

232 Linha Gás

Furo para Tubulação
de Refrigerante
A

Furo para Tubulação
de Refrigerante

Furos para Fiação
da Linha de Controle
(F26.5 x 2)

Furo para Fiação de
Alimentação (ø56)

60

138

125

33

306 Linha Líquido

1104

1645

Porca Curta ø9,53 da Conexão
da Tubulação de Refrigerante
da Linha Líquido

220

Furo para Fiação de
Alimentação
(F56)

155 Linha Gás

242
175 85

155 Linha Líquido

96

630

Instalação em campo
(Exemplo)

Espaço de Serviço

mais do que
1500
620

500
285

340

1/2H

750
300

244

500

Lado
Traseiro

H

Lado
Frontal

Brazado

Menos que 30
170

Centro de Gravidade

(Lado Traseiro)

(Lado Frontal)
Parafuso de Fixação
(M12)
Fundação em
Concreto

Isolação
90

(Padrão)

OBSERVAÇÕES:
1. Se houver uma parede atrás da unidade maior do que 500mm, então o espaço da entrada de ar necessária no lado
traseiro da unidade é de 300 + H/2 mm.
2. Se não há paredes à frente ou atrás da unidade, um espaço de serviço de 500mm para frente e de 300 mm atrás ainda
é necessário.
3. Se houver paredes ao redor da unidade, devem ser feitos furos de verificação na parede.
4. Quando houver obstáculos acima da unidade, os quatro lados ao redor devem ser mantidos abertos.

3. um espaço de serviço de 500mm para frente e de 300 mm atrás ainda é necessário. devem ser feitos furos de verificação na parede. Se houver paredes ao redor da unidade. 4.DADOS DIMENSIONAIS 3/73 3. Se houver uma parede atrás da unidade maior do que 500mm. os quatro lados ao redor devem ser mantidos abertos.2. então o espaço da entrada de ar necessária no lado traseiro da unidade é de 300 + H/2 mm. Se não há paredes à frente ou atrás da unidade.2. MODELOS: RAS-8/10/12FSNB OBSERVAÇÕES: 1. 2. . Quando houver obstáculos acima da unidade.

os quatro lados ao redor devem ser mantidos abertos. 2. Se houver uma parede atrás da unidade maior do que 500mm.3.3/74 DADOS DIMENSIONAIS 3. então o espaço da entrada de ar necessária no lado traseiro da unidade é de 300 + H/2 mm. Quando houver obstáculos acima da unidade. um espaço de serviço de 500mm para frente e de 300 mm atrás ainda é necessário.2. 3. MODELOS: RAS-14/16FSNB OBSERVAÇÕES: 1. Se não há paredes à frente ou atrás da unidade. devem ser feitos furos de verificação na parede. 4. Se houver paredes ao redor da unidade. .

2. Se houver paredes ao redor da unidade.DADOS DIMENSIONAIS 3/75 3. devem ser feitos furos de verificação na parede. Se houver uma parede atrás da unidade maior do que 500mm. MODELO: RAS-18/20FSNB OBSERVAÇÕES: 1. . 4. então o espaço da entrada de ar necessária no lado traseiro da unidade é de 300 + H/2 mm. 2. Quando houver obstáculos acima da unidade. Se não há paredes à frente ou atrás da unidade. 3. um espaço de serviço de 500mm para frente e de 300 mm atrás ainda é necessário. os quatro lados ao redor devem ser mantidos abertos.4.

Se não há paredes à frente ou atrás da unidade.3/76 DADOS DIMENSIONAIS 3. Se houver paredes ao redor da unidade. então o espaço da entrada de ar necessária no lado traseiro da unidade é de 300 + H/2 mm. Quando houver obstáculos acima da unidade.5 MODELOS :RAS24/26FSNB e RAS28/30/32FSNB1 RAS-24FSNB / RAS26FSNB / RAS28FSNB1 / RAS30FSNB1 / RAS32FSNB1 OBSERVAÇÕES: 1.2. os quatro lados ao redor devem ser mantidos abertos. 3. 2. 4. . Se houver uma parede atrás da unidade maior do que 500mm. um espaço de serviço de 500mm para frente e de 300 mm atrás ainda é necessário. devem ser feitos furos de verificação na parede.

então o espaço da entrada de ar necessária no lado traseiro da unidade é de 300 + H/2 mm.80 210 306 Furos para Tubos de Refrigerante 1128 8 Furos (38x16) 290 782 3390 550 290 782 782 290 Tampa de Serviço 794 30 750 14 99 234 (**) Para RAS40 e 42.5x2) 138 Furo para Tubulação de Refrigerante Furo para Fiação da Alimentação (Ø 70) Porca Curta Ø 31. Se houver uma parede atrás da unidade maior do que 500mm. Quando houver obstáculos acima da unidade.05 da Conexão da Tubulação de Refrigerante da Linha de Líquido Caixa de Controle Elétrico 98 1054 274 Linha de Líquido 129 247 Linha de Gás 782 OBSERVAÇÕES: 1745 118 157 17 760 17 (*) Para RAS36 a 42.1. 171 Linha de Líquido 159 Linha de Gás Furos para Fiação da Linha de Controle (Ø 26. 22 1104 125 129 2274 DADOS DIMENSIONAIS 3. 2.75 da Conexão da Tubulação de Refrigerante da Linha de Gás (*) Porca Curta Ø 19. 560 Furo para Tubo de Refrigerante (245x138) Furo para Fiação da Alimentação (Ø 70) Furos para Fiação da Linha de Controle (Ø 26. o diâmetro da Porca Curta da Conexão da Tubulação Linha de Gás é de Ø 38. Se não há paredes à frente ou atrás da unidade.6 MODELOS :RAS34/36/38/40/42FSN 3/77 .2. os quatro lados ao redor devem ser mantidos abertos. um espaço de serviço de 500mm para frente e de 300 mm atrás ainda é necessário. Se houver paredes ao redor da unidade. devem ser feitos furos de verificação na parede. 3.5 x 2) 560 Vista pelo Lado A Furo para Tubulação de Refrigerante Furos para Fiação da Alimentação (Ø 70) Furos para Tubulação de Refrigerante Furos para Fiação da Linha de Controle (Ø 26x2) 227 1. 4. considerar 320.

um sistema convencional exigira uma planta instalada total de 6HP + 7HP= 13HP. Características da Unidade de Seleção Considerando a distribuição do prédio a posição possível da unidade interna e a distribuição do fluxo de ar disponível.2.5 – 5)/6. selecionar as características da unidades que estão oferecendo a melhor eficiência e conforto para cada sala. A carga máxima simultânea no prédio inteiro ocorre ao meio dia e é igual a 10 HP da capacidade da unidade. O sistema Set-Free permite à unidade externa ter a capacidade até 30% maior quando comparado com o split atual dos sistemas de Condicionamento de Ar. (1) Tempo Portanto. O diagrama mostra um prédio típico com uma carga de calor de pico de manhã na zona leste equivalente à unidade 6HP. As unidades são projetadas com três faixas de pressão estáticas possíveis a fim de adaptá-las a todas as necessidades de instalação (no caso do RPI-FSN).5.4/78 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.1. 4. Carga da Zona leste Carga Total ▪ Comprimento da Tubulação e variação de desnível: Capitulo 10. Economia na planta instalada = ( 6. À tarde um pico ocorre na zona oeste equivalente a uma unidade de 7HP.1. . Utilize a informação: ▪ Para possibilidade de espaço de Operação:Espaço de operação. PROCEDIMENTO DE SELEÇÃO DE SISTEMA O procedimento descreve exemplo do sistema de seleção de unidade. o desempenho do ventilador para cálculo de duto deve ser considerado.5 FSN (P)B1 SET-FREE (sistema 2 tubos. Carga da Zona Oeste Se unidade do tipo duto é escolhida. a capacidade da unidade interna máxima combinada com a unidade externa deve ser cuidadosamente considerada para a correta distribuição da unidade interna em cada prédio. ▪ Para distribuição do Fluxo de Ar: Diagrama de Distribuição de Temperatura. indicando como utilizar todos os parâmetros mostrado neste capítulo. Exemplo de Condicionamento de Ar para Prédio Carga ▪ Para características de Ruído: Dados Sonoros Portanto.1. CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4. Guia de Seleção Codificação do Modelo da Unidade Interna Exemplo: RPI . Um sistema Set Free de 10HP pode então ser selecionado e esta capacidade pode ser direcionada ou para a zona leste ou a oeste como prescrito nos controles de sistema.1.1.: Selecione as unidades internas e externa de modo que a potência interna total (HP) seja próxima à potência da unidade externa (HP). 4.100 = 23% !!! ▪ Para posição da Unidade Externa: Unidade Externa. R410A) Potência(em HP) Tipo da Unidade Tipo Teto Embutido Tipo Cassette de 4 Vias Tipo Cassette de 2 Vias Tipo Parede Tipo Piso Embutido Tipo Piso Aparente Tipo Teto Aparente Tipo Piso Duto Tipo Piso Piso RPI RCI RCD RPK RPF RPFI RPC RPD RPP OBS. Defina a posição da unidade externa obtendo fácil serviço de manutenção e simples instalação de tubo refrigerante.

4 11.600 170.3 5.100 A Capacidade Nominal da Unidade Externa está sob a condição de que a potência total das unidades interna total (HP)seja a mesma da unidade externa (HP).600 114.27 2.500 27.800 76.560 4.0 22.04 2.700 16.020 47.300 107.0 13.500 153.400 38.2 2.25 4.2 14.67 4.0 50.0FSN(P)B1 RPI4.0FSN(P)B1 RPI5.3 4.0 45.500 128.810 34.6 3.0 25.615 3.0 31.710 43. (5) Condição Dada (Exemplo) Carga Total para cada Sala Item Carga de Resfriamento Estimado Carga de Aquecimento Estimado kW kcal/h kW kcal/h Sala (1) 3.0 12.0FSN(P)B1 RPI2.5 40.1 8.010 43.000 153.6 13 16.700 191.8FSN(P)B1 RPI1.5 8.600 85.0FSN(P)B1 RPI6.4 28.015 Sala (3) 5.90 5.5FSN(P)B1 RPI3.1 9.280 24.020 48.0 50.600 170.5FSN(P)B1 RPI2.5oC Aquecimento Entrada do Ar Externo Bulbo Seco: 1oC Bulbo Úmido: 0oC Entrada do Ar Interno Bulbo Seco: 20oC Comprimento de Tubulação Equivalente entre Unidades Internas e Unidade Externa: 55m Desnível da Tubulação: 10m (Ver item “Fator de Correção de Acordo com o Comprimento da Tubulação”) Fator de Correção da Capacidade de Resfriamento = 0.5 37. consultar o item “Curvas Características de Capacidade das Unidades Externas”.060 38.0 33.090 28.3 18 2240 2840 4220 5590 6970 8260 11180 14020 15480 8880 11270 16730 22190 27650 32760 44370 55630 61300 Capacidade Nominal das Unidades Externas MODELO RAS Capacidade Nominal de Resfriamento Capacidade Nominal de Aquecimento kW kcal/h Btu/h kW kcal/h Btu/h RAS5FSN RAS8FSNB RAS10FSNB RAS12FSNB RAS14FSNB RAS16FSNB RAS18FSNB 14.810 Sala (2) 4.500 95.300 136.9 6.2 16 1900 2410 3700 4820 6110 7230 9640 12220 13760 7510 9560 14680 19110 24230 28670 38220 48460 54490 2.14 3.92 Freqüência: 60Hz .8 4.090 32.515 5.5 45.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO (2) Capacidade Nominal das Unidades Internas Modelo Rede Elétrica Capacidade Nominal de Resfriamento Capacidade Nominal de Aquecimento (3) 4/79 kW kcal/h Btu/h kW kcal/h Btu/h RPI0.85 Fator de Correção da Capacidade de Aquecimento = 0.0FSN(P)B1 220V / 50 ou 60Hz / Monofásico 2.160 54.075 Condição de Temperatura Resfriamento Entrada do Ar Externo Bulbo Seco: 30oC Entrada do Ar Interno Bulbo Seco: 27oC Bulbo Úmido: 19.0 56.0FSN(P)B1 RPI1.760 21.6 7.040 19. (4) Capacidade das Unidades Externas na Temperatura Nominal Se a potência total interna (HP) não é a mesma que a potência da unidade externa (HP).

0FSN> Capacidade de Resfriamento: 12.67 4.5[HP])) = 6kW (5.160 5.480 kcal/h)] x 0.500 16.110 8.84 11.40 x (2.5[HP]+2.015 Sala (3) RPI-2.820 6. 18.43 10.5[HP] ¸ (1.0[HP]+2.0HP+2.390 kcal/h) (*1) Consultar tabela da página 85 (*2) Consultar tabela da página 89 2.: <RPI1.000 (7) Capacidade Atual No caso do exemplo.14 3.5[HP] ¸ (1. Entretanto.900 .0[HP] ¸ (1.075 (1)+(2)+(3) 12.665 kcal/h) (*2) Aquecimento: [18.0[HP]+2.4 12. cada desempenho está como segue: (*1) Resfriamento: [14.0FN 4.90 5.02 = 12.590 Sala (3) RPI-2. No caso do exemplo.5[HP] ¸ (1.5[HP])) = 4.0 14.5FSN> Capacidade de Resfriamento: 12.5FSN 4.615 3.3 3.220 Sala (2) RPI-2.6kW (3.4 x (1.4kW (12.0kW (15.92 x 0.3kW (12.17 4.04 2.445 6.40 10.780 Unidade Externa RAS-5FSN 14.445 kcal/h) Capacidade de Aquecimento: 14. Capacidade Atual da Unidade Externa Capacidade Máxima Atual da Unidade Externa = [Capacidade da Unidade Externa na Temperatura Nominal x Fator de Correção de Acordo com a Capacidade Total da Unidade Interna] x Fator de Correção de Acordo com o Comprimento e Desnível da Tubulação x Fator de Correção de Acordo com Condição de Temperatura Ver tabelas para Fator de Correção de acordo com a condição de temperatura.300 kcal/h) na operação de resfriamento.5[HP])) = 3.560 4.515 5.4/80 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO (6) Seleção de Unidades Internas Combinadas e Capacidade Nominal Selecionar unidades internas tipo teto embutido (exemplo) Item Modelo Selecionado kW Capacidade de Resfriamento Nominal kcal/h kW Capacidade de Aquecimento Nominal kcal/h Sala (1) RPI-1.10kW (2.5FSN 3.0kW (15.27 2.25 4.5[HP])) = 5.5[HP]+2.5[HP]+2.550 kcal/h) Capacidade de Aquecimento: 14.6 3.40kW (10.970 (1)+(2)+(3) 17 14.6kW (12.0FSN 5.5[HP])) = 4.5FSN 7.095 3.5[HP]+2.0[HP]+2.8 4.0[HP]+2.382 12.127 4.660 14.550 kcal/h)] x 0.0 5.85 x 1.7 6. a capacidade da unidade externa na temperatura nominal que foi selecionada da “Curva Característica da Capacidade” é de 14.0[HP]+2.5[HP])) = 3.0[HP] ¸ (1.40 x (2.127 kcal/h) <RPI2.9 4.5HP).5FSN> Capacidade de Resfriamento: 12.40 x (1. Capacidade Atual de cada Unidade Interna Capacidade Atual de cada Unidade Interna = Capacidade Atual da Unidade Externa x [Potência (HP) de Cada Unidade Interna Soma das Potências (HP) de Cada Unidade Interna] ex.480 kcal/h) na operação de aquecimento sob condições nominais.13 3.0HP (=1.5 16.10 2.6 4.4 x (2.5 5.87 = 14.810 Sala (2) RPI-2.0[HP]+2.5[HP]+2.17kW (4.700 4. 1.8kW (4.550 4.0 12.630 19. a potência interna total é de 6.5[HP] ¸ (1.13kW (3.5HP+ 2.1 6.095 kcal/h) <RPI2.665 kcal/h) Capacidade de Aquecimento: 14.665 3.5[HP]+2.690 13.4 x (2.5FSN 5.160 kcal/h) <Resultado> Item Modelo Selecionado Capacidade Capacidade Máxima Atual Resfriamento Atual Capacidade Máxima Aquecimento Atual Carga Projetada Carga de Resfriamento Estimado Carga de Aquecimento Estimado kW kcal/h kW kcal/h kW kcal/h kW kcal/h Sala (1) RPI-1.

.1. aqui pode-se encontrar um método rápido a fim de calcular a ventilação.Método 2. Exemplo: Um escritório de Banco de 60m2 e uma altura média de 3m. eliminar odores desagradáveis.Método 1. fumaça e outros tipos de poluição. Área Observe a tabela abaixo para sala para taxa de renovação de ar por hora necessário. depende de cada país.3. . e na taxa de renovação do ar. Lembrar que esta é uma aproximação do resultado. . que possui vazão de ar de 670 a 800 m3/h. Esta tabela não é uma ventilação padrão. dependendo do tipo da sala. precisa de 4 renovações por hora. O primeiro ponto é o tipo de atividade desenvolvida na sala. nós ventilamos uma sala para proporcionar um alto nível de conforto às pessoas que estão dentro dela. Habitantes É importante verificar a legislação local sobre ventilação para os resultados finais.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/81 4. serão explicados dois métodos. ■ Método 1 Este método é baseado em áreas. Guia de Seleção para KPI Com a finalidade de calcular a unidade adequada. isto será diferente mas o layout será o mesmo. Será necessário trocar o ar a fim de reduzir a taxa de CO2 em uma sala. Tipo de sala Catedral Igreja moderna (forro baixo) Escolas Escritórios Bares Hospitais Restaurantes Laboratório Discotecas Cozinhas Lavanderias Renovação de ar / hora (N) 0 1-2 2-3 3-4 4-6 5-6 5-6 6-8 10-12 10-15 20-30 Após isto calculado o volume da sala que se quer condicionar. Resumindo. Um escritório não é o mesmo que um bar. Então a vazão de ar é de: F=180 x 4 = 720 m3/h O KPI correto para esta instalação é o KPI100A3P. Volume V(m3) = L x A x H (m) L x A = Área da sala (m2) H= Altura do forro (m) O fluxo de ar é calculado com esta formula: Vazão de Ar F (m3/h) = V x N V: volume da sala (m3) N: Taxa de renovação do ar.

obtém-se a Eficiência da troca de Temperatura. a temperatura do ar de Fornecimento poderia ser deduzida de acordo com a seguinte formula: t(SA)=t(OA)-ŋt(t(OA)-t(RA)) O ŋt pode ser obtido do gráfico em 4.4/82 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO ■ Variação aplicável de superfícies ■ Eficiência do Trocador de Calor Se consideramos uma altura média de 3m. No seguinte processo.8. F= 20 x 60 = 200 m3/h 60/10 O KPI correto para esta instalação é o KPI050A3P. Este esquema pode ser utilizado: Tubulações de Ar (N) 2 Unidade Vazão de 3 Ar (m /h) KPI050A3P 350-500 EA RA KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 5 350-500 KPI050A3P Trocador de Calor Total OA KPI100A3P 800-1000 7 Ambiente Interno SA 350-500 KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 10 350-500 KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 15 350-500 KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 20 350-500 AO: ar fresco externo EA: ar de descarga SA: ar de fornecimento RA: ar de retorno KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 30 350-500 KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 40 350-500 KPI100A3P 800-1000 KPI050A3P 50 350-500 KPI100A3P 800-1000 ■ Método 2 O sistema é baseado em habitantes.2. será visto como obter a eficiência do trocador de calor total do KPI. . Antes de mais nada . Exemplo: Sala do Banco 60m2 e 10 pessoas. calculamos a variação de superfície que adapta o KPI as seguintes ventilações de ar. Vazão de ar(m3/h) F = Ambiente Externo 20 x LxA B 20: Constante LxA: Área da sala B: Área ocupada por cada pessoa (m2) Esta área é limitada em 10. Ao procurar pela vazão de ar desejado. Agora. e a maneira de calcular a temperatura do ar de fornecimento.t(SA) x 100 (%) t (OA)-t(RA) □ Eficiência da troca de unidade (eficiência de troca latente) ŋx= x(OA)-x(SA) x 100 (%) x(OA)-x(RA) □ Eficiencia da troca de calor total (eficiência da troca de entalpia) i (OA) – i(AS) ŋi = i(OA)-i(RA) x 100 (%) A temperatura t é dada em °C e BS. □ Eficiência da troca de temperatura (eficiência de troca sensível) ŋt = t(OA). serão explicadas as equações que permitem saber os parâmetros necessários para calcular as condições de trabalho do KPI. A unidade x em kg/kg A Entalpia é em kJ/kg So utilizar a eficiência da troca de temperatura. Volume do fluxo de ar de fornecimento e descarga é o mesmo. o Balanço de Energia tem de ser feito.

31 3.02 16.03 10.48 24.88 .92 7.25 19.88 16.45 5.71 20.41 3.40 24.77 4.85 27.32 5.93 26.62 25 20.00 40 6.88 5.43 25 14.03 17.44 3.14 2.33 35 11.43 4.14 31.93 2.61 7.62 8.80 4.03 15 14.88 24.50 9.66 2.30 15.63 20.54 6.18 3.79 8.61 20 11.55 8.86 2.23 5.99 4.75 40 16.08 4.74 5.03 5.65 27.35 13.52 2.54 3.62 3.10 6.27 25 17.77 5.00 30 22.77 8.80 5.55 25 11.89 29.76 35 22.59 7.13 20 25.95 5.23 35 20.76 30 25.66 1.93 8.59 8.58 8.42 3.27 9.41 13.89 20.05 32.27 2.47 5.37 1.71 27.62 24.71 1.59 8.00 5.87 4.10 5.11 16.08 35 7.69 7.04 2.35 2.12 2.73 3.16 30 7.33 4.43 13.50 40 22.85 27.35 6.25 1.92 3.17 23.47 1.30 1.07 3.31 7.05 5.09 34.61 31.88 2.50 2.72 4.38 15.11 9.41 5.84 4.60 8.00 7.77 5.71 8.83 5.28 6.37 5.75 24.77 19.04 23.50 31.55 4.52 35.01 36.37 20 17.64 8.32 3.22 25 7.15 8.91 6.13 4.16 15 26.45 4.90 3.59 3.93 10.92 24.13 30 16.40 2.20 40 11.21 5.21 9.70 15 23.00 40 19.31 5.33 4.31 30 14.81 23.16 35 14.45 30 20.92 32.35 5.43 8.82 29.94 2.18 5.42 2.93 31.92 4.66 24.78 2.33 20 23.88 36.03 9.80 2. Ar Externo TBS(ºC) 50% RAS18FSNB RAS16FSNB RAS14FSNB RAS12FSNB RAS10FSNB RAS8FSNB RAS5FSN Capacidade (kW) 15 7.67 28.67 2.59 20.35 4.18 2.14 16.99 23.94 28.24 3.81 30.12 3.74 20 20.54 27.00 7.05 19.74 3.97 17.98 25 25.68 30.15 15.25 5.18 7.81 24.52 20.97 10.94 35 16.33 3.47 13.20 25 23.76 9.72 20.24 7.51 20 14.36 19.90 15 11.28 9.59 2.68 3.55 4.18 16.23 3.60 4.22 36.39 7.06 17.80 27.50 15 20.20 40 24.00 6.37 28.84 4.28 8.78 20.69 20.93 16.26 20 7.99 6.11 28.63 8.88 35.76 30.64 6.39 3.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Unidade Temp.45 30 11.99 3.00 40 13.53 8.65 8.24 4.82 Capacidade e Consumo ( Compressor + Ventilador ) 4/83 Capacidade ( Carga Parcial) x Consumo TBS=27ºC e TBU= 19ºC 60% 70% Consumo Capacidade Consumo Capacidade Consumo (kW) (kW) (kW) (kW) (kW) 1.79 15 17.19 3.08 6.30 13.57 31.60 1.28 3.27 32.49 35 25.38 13.84 7.

27 11.87 12.14 10.17 35 26.36 32.37 6.43 13.92 26.47 9.00 40 35.40 6.94 30 22.20 12.50 9.31 52.96 12.08 3.71 11.13 47.50 7.36 15 33.39 42.61 46.03 15 27.53 45.35 30 18.07 41.82 20 27.32 47.59 3.41 20.34 5.74 37.10 10.29 4.89 7.52 .62 20 11.06 8.48 36.39 9.49 23.38 9.58 23.08 14.70 4.30 5.91 20.15 31.77 6.73 30.56 25 11.02 15 18.14 37.60 3.88 19.82 8.21 22.95 22.50 35 36.93 5.29 30 40.08 4.78 29.16 5.30 13.92 40 17.06 39.40 7.03 26.77 30 32.19 3.47 6.62 9.47 21.40 14.70 12.50 5.25 3.69 3.28 12.25 20 23.62 7.48 15 37.65 25 27.65 44.17 35 17.28 24.67 2.58 41.62 13.89 45.10 8.51 14.07 11.14 12.92 6.04 4.73 23.08 3.00 14.82 5.15 25 36.30 7.33 14.97 31.05 3.45 3.34 10.72 9.65 11.02 25 32.91 36.22 7.61 11.45 30 27.30 7.96 3.84 5.50 11.73 4.71 35 22.00 40 31.52 12.14 7.75 10.69 10.82 21.16 5.88 35 40.19 20.63 15 23.20 40 11.00 46.87 30 36.00 7.74 6.50 12.45 50.56 34.92 6.44 35 32.37 5.68 41.21 20 33.40 11.09 6.92 7.91 8.02 14.93 52.84 2.97 33.37 28.00 13.67 25.48 2.47 4.04 14.15 3.78 9.46 29.58 9.10 28.27 10.03 4.55 2.57 8.72 28.70 8.66 10.90 12.11 5.4/84 Unidade CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Temp.90 37.90 29.72 4.60 20 18.65 11.05 27.40 40 22.88 35.02 20.20 9.32 40 39.32 14.35 35 11.15 7.48 4.30 9.01 7.40 25.57 13.04 5.11 25 22.56 8.06 13.94 5.81 51.78 47.00 12.63 9.41 30.80 40 26.68 5.80 13.86 35.00 4.05 11.38 46.18 25.96 10.80 3.46 3.19 14.56 10.74 40.37 20 37.84 31.86 13.08 41.20 6.14 44.13 11.24 34.20 42.82 12.80 5.36 12.59 6.00 40.66 Capacidade e Consumo ( Compressor + Ventilador ) Capacidade ( Carga Parcial) x Consumo TBS=27ºC e TBU= 19ºC 100% 90% Consumo Capacidade Consumo Capacidade Consumo (kW) (kW) (kW) (kW) (kW) 2.06 49.36 6.85 20 41.49 7.01 46.00 10. Ar Externo TBS(ºC) 80% RAS18FSNB RAS16FSNB RAS14FSNB RAS12FSNB RAS10FSNB RAS8FSNB RAS5FSN Capacidade (kW) 15 11.03 9.61 25 41.60 40.47 30 11.25 41.41 15 41.49 25 18.68 13.00 34.18 6.54 40.52 45.71 52.93 4.05 10.

21 30 31.00 40 39.97 10.50 40 31.87 25 28.50 40 33.50 20.68 10.87 11.35 8.55 41.39 7.60 9.58 49.46 35 40.63 30 28.34 52.33 47.80 11.22 58.99 35 42.97 18.09 39.92 49.28 15.55 14.23 61.24 17.76 12. Ar Externo TBS(ºC) 50% RAS30FSNB1 RAS28FSNB1 RAS26FSNB RAS24FSNB RAS22FSN1 RAS20FSNB Capacidade (kW) 15 29.38 8.40 15 44.08 40.80 50.11 6.00 15.81 14.70 6.49 12.20 52.97 12.53 51.90 30 40.24 11.49 13.17 19.44 17.38 16.15 13.07 13.16 11.77 16.12 50.71 9.03 8.54 34.78 12.68 60.62 11.27 30 34.57 25 35.65 33.47 20 41.03 38.40 11.12 38.33 40.16 11.54 11.71 12.92 10.30 12.33 60.41 11.62 49.79 33.62 9.87 39.92 35 36.66 20 32.76 13.95 15 41.32 9.64 51.82 25 43.04 8.30 13.45 30 42.46 10.48 25 32.84 7.80 13.12 59.07 48.17 9.33 10.57 43.19 9.14 8.47 .81 43.02 9.93 40.64 8.99 8.66 40.06 20 43.19 12.24 25 40.36 14.84 45.76 44.09 48.74 10.58 15.86 35 31.15 15.62 9.88 57.42 6.03 15 35.67 39.47 50.78 11.62 21.45 53.15 56.70 8.10 9.60 44.35 45.70 33.88 11.50 40 41.45 44.48 57.20 10.32 30 36.86 Capacidade e Consumo ( Compressor + Ventilador ) 4/85 Capacidade ( Carga Parcial) x Consumo TBS=27ºC e TBU= 19ºC 60% 70% Consumo Capacidade Consumo Capacidade Consumo (kW) (kW) (kW) (kW) (kW) 6.77 8.91 8.32 37.87 12.88 14.96 52.23 10.00 17.22 6.72 10.14 15.33 38.90 47.26 42.16 45.42 9.13 51.65 10.18 48.47 34.48 41.79 17.27 44.55 55.33 45.00 40 27.84 20 37.63 25 37.03 20 28.82 15.68 43.80 49.43 37.55 8.57 58.34 34.37 10.50 40 35.46 56.77 13.62 8.68 52.59 16.03 45.35 42.98 15 37.10 13.25 38.32 19.24 8.32 35 28.90 35 34.18 11.53 51.09 42.80 11.37 12.00 11.67 6.79 11.00 17.59 14.45 14.44 8.32 49.59 48.10 15.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Unidade Temp.54 9.48 9.28 12.06 12.10 12.77 20 35.94 61.08 13.34 16.03 52.58 15 32.

12 78.75 82.26 73.56 75.43 49.67 14.70 20.15 63.60 14.43 26.76 17.27 79.89 64.75 16.57 18.49 62.18 65.21 35 58.57 .74 13.08 21.10 35 50.00 15.62 20 60.57 11.10 18.84 13.66 28.4/86 Unidade CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Temp.80 40 44.33 12.59 16.17 25 69.87 15.07 15 52.54 51.62 30 51.68 61.96 35 55.20 40 54.54 25.85 15.19 19.22 14.50 27. Ar Externo TBS(ºC) 80% RAS30FSNB1 RAS28FSNB1 RAS26FSNB RAS24FSNB RAS22FSN1 RAS20FSNB Capacidade (kW) 15 46.42 19.39 83.28 10.96 25 56.95 15 70.29 20 56.44 64.67 86.01 25 51.74 14.46 20.05 21.77 72.01 67.07 13.42 71.09 71.70 25.38 18.91 18.68 74.70 22.60 16.57 20.07 17.72 81.12 50.29 27.35 58.24 72.74 58.69 66.36 14.74 12.52 21.57 15 57.65 20.06 16.91 23.00 40 62.60 13.83 17.76 71.13 22.75 73.30 22.58 87.87 76.61 57.00 27.81 30 59.00 20.53 30 55.06 59.40 40 49.11 19.43 23.21 76.16 61.07 51.60 58.11 15.40 40 57.32 21.58 20 70.50 20 46.00 16.00 18.00 40 66.98 21.37 21.35 56.73 19.48 74.74 63.80 16.18 15.00 24.08 17.88 78.85 79.68 22.00 31.23 25 45.54 30 64.43 64.63 65.22 67.76 21.33 66.81 63.64 30 68.22 68.20 17.82 15.00 23.95 80.67 56.23 20.70 17.88 30 45.21 25.40 14.75 88.76 77.87 16.19 13.34 58.94 74.88 35 64.57 17.94 35 68.08 18.33 75.70 28.06 85.29 89.31 20 52.04 25 65.30 15 60.05 56.22 18.44 15 66.78 13.66 18.30 25.61 83.26 25 59.05 11.43 20 66.86 76.52 29.27 20.04 57.48 16.54 15.00 21.65 15.65 71.13 19.92 20.30 18.68 24.85 75.73 64.72 13.89 Capacidade e Consumo ( Compressor + Ventilador ) Capacidade ( Carga Parcial) x Consumo TBS=27ºC e TBU= 19ºC 90% 100% Consumo Capacidade Consumo Capacidade Consumo (kW) (kW) (kW) (kW) (kW) 10.37 24.52 52.53 65.44 24.58 27.24 13.42 35 44.21 17.16 26.85 23.75 52.61 12.38 15.39 70.33 69.05 54.18 31.94 19.54 68.02 83.00 19.32 16.32 57.15 20.78 15.

94 18.70 21.64 22.96 15.42 18.02 15.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Unidade Temp.67 21.80 20.50 40 55.38 26.58 20 58.40 18.18 13.77 30 57.48 63.86 18.40 70.32 77.84 15.81 69.87 20.01 13.25 64.40 13.00 21.79 24.36 20 52.72 15.68 14.52 13.47 74.32 55.50 40 52.58 75.89 81.66 20 46.68 66.41 66.74 21.16 77.03 59.48 16.34 81.81 15.70 59.52 35 45.07 25 51.78 70.33 15 49.23 12.49 25 49.19 22.19 18.00 19.19 15.25 25 57.29 17.76 13.98 13.61 58.87 14.79 72.59 13.07 23.76 13.08 35 50.92 14.74 17.39 14.86 69.26 16.58 19.23 67.95 81.48 12.17 20 60.11 15.68 20.77 20 49.19 12.96 16.32 70.99 16.39 15.00 40 44.20 61.70 15 58.00 19.44 19.69 18.59 84.64 54.60 66.01 30 45.91 55.64 63. Ar Externo TBS(ºC) 50% RAS42FSN RAS40FSN RAS38FSN RAS36FSN RAS34FSN RAS32FSNB1 Capacidade (kW) 15 46.42 58.08 30 48.18 55.40 25 46.06 62.20 20.72 57.62 17.30 73.55 35 48.50 40 49.65 71.89 15.47 20 55.48 71.41 83.05 19.38 82.84 76.62 79.13 19.94 73.59 13.44 68.97 62.83 25 60.13 65.53 54.71 13.90 22.88 56.19 12.10 24.78 19.74 23.83 15.28 59.40 12.39 17.00 18.66 15 61.99 82.65 22.99 77.22 67.79 21.93 21.82 53.39 19.11 35 53.00 40 58.05 22.60 18.93 25.24 19.70 69.80 62.78 68.57 13.99 69.67 80.20 19.03 65.42 14.63 30 51.64 17.14 20.80 21.03 69.78 17.00 40 47.21 16.12 Capacidade e Consumo ( Compressor + Ventilador ) 4/87 Capacidade ( Carga Parcial) x Consumo TBS=27ºC e TBU= 19ºC 60% 70% Consumo Capacidade Consumo Capacidade Consumo (kW) (kW) (kW) (kW) (kW) 12.90 18.79 14.56 16.33 69.41 61.21 21.42 18.55 19.32 30 59.09 68.29 22.28 15 52.68 16.20 14.66 85.41 72.99 73.82 .88 66.74 13.75 15 55.61 20.60 25.60 17.22 15.37 64.86 14.32 18.88 12.70 30 54.56 63.16 25 54.70 15.94 64.15 35 56.34 20.99 73.68 35 59.24 73.61 12.52 60.78 21.75 20.19 17.44 65.02 85.30 17.

08 21.23 96.32 27.78 107.70 30.00 33.27 27.54 15 83.77 21.27 24.77 24.74 99.86 24.82 21.24 94.92 15 97.91 35 80.41 105.51 31.90 106.19 110.77 33.44 100.96 101.11 30.49 26.76 26.15 104.09 19.94 28.20 33.64 21.55 21.91 33.51 26.41 25 96.50 82.90 28.70 27.75 27.90 87.00 39.40 27.46 28.00 35.29 92.86 35 76.15 28.02 111.75 30 81.83 20 93.60 40 84.96 110.39 22.20 15 93.80 40 75.71 20 79.60 28.05 27.08 28.65 30 77.20 108.65 35 90.32 110.78 35 85.85 20 88.38 25 82.38 98.79 29.48 102.25 32. Ar Externo TBS (ºC) 80% RAS42FSN RAS40FSN RAS38FSN RAS36FSN RAS34FSN RAS32FSNB1 Capacidade (kW) 15 74.91 23.59 34.56 106.10 20.80 27.31 26.07 120.24 30.97 34.17 26.12 89.99 35 72.79 22.44 .30 25 73.54 25.57 93.31 104.75 99.05 27.81 118.29 30.51 100.86 32.00 29.18 107.40 32.28 104.80 29.08 25.05 118.73 20 74.75 97.21 103.01 86.74 30 72.91 100.50 27.49 112.61 32.33 25 87.89 84.24 23.25 25 78.65 93.92 115.30 30.71 23.18 23.91 30.00 33.99 27.71 29.53 32.65 88.23 30.70 35 94.10 25.80 31.35 93.80 40 79.06 24.67 30 86.43 24.61 116.54 92.86 30.60 113.76 33.86 20 83.07 34.81 95.69 94.40 40 88.68 30 95.84 33.11 37.36 80.72 91.10 31.50 85.88 24.44 27.01 96.02 35.58 30 91.02 88.09 123.70 32.40 40 92.43 84.71 121.47 39.21 30.40 29.27 29.00 31.94 31.67 122.64 23.42 105.75 35.02 24.84 97.61 117.75 25.04 35.97 90.63 25.54 101.50 25.38 25.26 29.00 40 70.59 28.69 81.71 35.66 22.57 100.62 23.98 20 97.65 105.31 26.05 28.87 23.4/88 Unidade CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Temp.48 15 88.55 83.15 94.46 115.05 99.58 38.40 89.85 Capacidade e Consumo ( Compressor + Ventilador ) COMPRESSOR + VENTILADOR CONSUMO (kW) (Ti = 19ºC) 90% 100% Consumo Capacidade Consumo Capacidade Consumo (kW) (kW) (kW) (kW) (kW) 21.79 110.00 37.22 90.82 15 79.47 90.09 109.60 29.59 34.93 105.28 25 92.85 29.37 23.

5 39.7 71.0 7.1 33.6 2.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade em Modo Aquece ( Carga Parcial) x Consumo TBS=7 % 50 60 70 80 90 100 110 120 130 % 50 60 70 80 90 100 110 120 130 % 50 60 70 80 90 100 110 120 130 % 50 60 70 80 90 100 110 120 130 % 50 60 70 80 90 100 110 120 130 4/89 TBU 6 RAS5FSN Capacidade Consumo (kW) (kW) 8.3 29.9 26.8 50.2 54.0 14.0 8.1 19.5 31.2 127.0 8.9 108.5 4.3 19.0 10.6 RAS24FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 38.1 20.1 86.0 19.2 RAS8FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 12.5 14.0 29.0 26.6 19.8 62.7 RAS30FSNB Consumo Capacidade (kW) (kW) 47.8 16.8 22.8 22.1 102.1 20.5 12.0 18.5 20.0 33.0 3.5 11.0 25.5 14.4 85.9 114.6 7.4 RAS28FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 45.9 37.7 13.7 50.1 45.0 15.9 27.4 60.8 3.6 25.0 27.3 12.9 127.6 RAS38FSN Consumo Capacidade (kW) (kW) 59.6 26.6 23.5 101.0 29.6 19.1 .6 RAS34FSN Capacidade Consumo (kW) (kW) 53.3 35.7 33.2 20.2 5.4 73.8 15.0 14.3 17.0 127.3 132.5 119.8 17.3 30.8 119.1 RAS20FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 31.0 14.6 100.0 32.3 45.0 24.2 113.6 22.6 50.5 19.6 25.8 RAS10FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 16.2 108.5 16.7 17.0 74.4 40.2 15.8 50.3 RAS26FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 41.5 4.0 11.9 95.8 67.4 111.8 4.7 20.4 18.6 91.7 14.6 5.1 66.9 22.3 40.8 132.8 110.8 105.7 17.4 3.2 3.1 45.8 16.0 34.0 19.0 77.8 14.2 45.4 12.2 19.4 7.6 93.9 25.6 26.8 10.3 10.5 10.0 13.0 13.0 18.8 14.6 44.7 29.5 5.0 9.4 9.6 32.2 RAS40FSN Capacidade Consumo (kW) (kW) 63.7 113.2 21.3 26.5 8.6 87.0 16.8 24.0 10.0 64.0 12.8 33.3 29.0 10.0 10.9 22.7 11.9 5.5 45.9 53.5 5.4 23.4 12.6 RAS22FSN Consumo Capacidade (kW) (kW) 35.7 50.0 32.3 33.8 9.0 26.5 5.6 90.9 101.0 22.6 8.4 6.1 118.7 119.5 18.4 14.1 7.0 108.2 63.5 28.0 32.5 25.4 20.5 8.6 95.0 17.0 20.9 71.3 6.6 107.6 132.2 76.7 74.2 9.8 63.1 11.2 63.8 23.0 13.7 63.5 56.5 28.0 89.0 2.7 57.5 17.0 42.6 75.0 5.0 17.8 9.8 30.4 69.5 7.0 11.0 23.0 66.9 16.0 108.6 27.3 57.4 76.2 30.6 37.9 72.5 8.9 64.2 5.4 36.0 80.7 97.5 92.3 115.0 4.3 28.6 11.0 23.5 7.0 4.7 37.0 21.9 15.0 21.0 11.5 8.7 70.1 4.3 105.0 6.3 RAS16FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 25.8 7.6 22.0 33.4 37.5 8.6 83.3 56.6 46.3 90.0 4.0 10.0 6.0 14.0 10.4 49.5 16.1 12.8 RAS18FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 28.3 79.2 56.9 90.5 28.7 101.5 29.9 104.0 20.5 119.2 127.0 50.3 99.0 11.3 18.8 115.6 73.0 19.9 81.0 7.7 95.4 26.7 13.1 RAS42FSN Capacidade Consumo (kW) (kW) 66.0 33.8 82.6 27.7 83.4 56.3 RAS14FSNB Consumo Capacidade (kW) (kW) 22.7 87.0 28.7 132.5 11.0 14.7 25.3 RAS36FSN Capacidade Consumo (kW) (kW) 56.5 3.4 79.3 116.0 RAS32FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 50.0 4.4 12.2 37.0 31.0 13.8 22.0 16.4 24.2 4.7 RAS12FSNB Capacidade Consumo (kW) (kW) 18.3 6.0 18.3 64.7 44.0 7.5 9.5 28.6 88.9 31.0 16.0 56.7 49.1 56.1 17.

8 22. CURVAS CARACTERÍSTICAS DE CAPACIDADE DAS UNIDADES EXTERNAS Os seguintes gráficos mostram as características da unidade externa que corresponde com o total em HP da unidade interna combinada na condição padrão com tubulação de refrigerante da horizontal e 7.0 4.5 18.5m em comprimento.0 11.0 10.0 3.0 6.3 14.4 15.0 4.2 0 2.0 5.0 7.0 6.0 12.0 10.0 25.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 10.2 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 22.0 4.0 16.0 0.4/90 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.0 4.5 2.0 8.8 4.5 10.5 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 2.0 6.0 5.0 2.5 7.8 6.2.4 Total em HP das Unidade Internas Combinadas .0 0 1.0 16.0 20.5 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-8FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-8FSNB 35.0 10.0 5.0 14.0 8.0 2.4 0 0.0 6.0 0 1.0 6.4 14.5 7.0 0.0 8.0 30.0 2. Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-5FSN Curva característica de Aquecimento do RAS-5FSN 20.0 18.0 8.0 27.2 10.0 10.8 2. Ver os exemplos das atuais combinações.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 15.0 12.2 2.0 2.8 2.0 3.0 5.5 0.0 20.0 25.

5 34.8 15.0 8.0 6.5 2.5 30.0 4.5 30.0 40.0 33.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 14.0 28.0 12.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas .0 35.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 0 0.0 15.0 12.2 0 0.8 33.0 20.0 15.5 2.4/91 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-10FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-10FSNB 35.0 2.0 8.0 10.6 31.8 30.0 15.0 13.0 35.0 13.0 18.0 10.0 10.8 0 5.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 37.0 10.8 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 28.8 4.2 0 0.0 20.0 10.0 14.0 5.8 2.0 2.0 0.0 25.0 12.0 16.0 5.0 10.0 20.0 20.0 6.0 16.0 5.8 6.0 16.0 30.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-12FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-12FSNB 40.0 25.

2 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Aquecimento do RAS-16FSNB 50.0 10.0 20.0 20.0 8.2 2.0 40.0 8.0 7.8 5.0 10.0 14.8 5.0 22.8 5.0 30.0 10.0 20.0 15.2 0 2.0 30.5 0.2 0 0.0 45.0 30.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 40.5 20.0 20.4/92 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-14FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-14FSNB 50.0 10.0 18.0 30.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-16FSNB 15.0 22.0 10.0 10.0 2.0 2.0 18.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 40.8 Total em HP das Unidade Internas Combinadas .0 10.0 50.0 20.0 10.0 7.5 0 0.0 40.8 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 0 0.8 5.0 20.0 45.5 20.0 20.0 15.0 16.0 15.0 16.0 14.0 25.

0 0 0.0 40.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-20FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-20FSNB 70.0 15.5 30.8 23.0 28.0 40.0 26.0 28.0 10.4 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 50.0 20.0 20.7 63.4/93 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-18FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-18FSNB 60.2 40.0 2.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 23.4 18.5 0 0.0 9.0 26.0 31.0 30.0 20.0 60.0 40.0 20.0 64.2 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 5.0 50.2 2.8 9.0 Total em HP das Unidade Internas Combinadas .0 60.0 25.0 2.0 0 0.0 20.0 10.0 30.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 56.0 10.5 0 0.0 25.0 60.0 50.0 50.0 20.0 10.0 70.0 18.0 10.0 10.0 30.0 50.0 15.8 10.0 56.2 2.8 5.0 20.

0 31.3 24.0 66.2 0 38.5 30.5 0.0 70.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 32.0 80.0 2.5 30.8 2.0 2.1 69.0 60.0 50.3 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 22.0 0 0.0 50.0 40.5 0 0.0 34.0 70.0 50.0 20.0 90.2 60.0 20.8 12.0 40.5 70.0 35.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 73.4 71.8 11.0 75.0 77.0 20.5 29.0 10.3 24.0 10.0 70.4/94 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-22FSN1 Curva característica de Aquecimento do RAS-22FSN1 80.3 22.0 50.0 10.8 12.3 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-24FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-24FSNB 90.0 60.0 20.0 40.0 60.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 32.0 30.3 0.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 63.0 .8 11.0 80.0 10.2 2.0 40.5 30.5 0 29.

1 0 33.0 90.0 70.8 14.0 40.1 0 0.0 20.0 70.0 93.0 70.0 45.0 20.5 60.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 37.0 50.8 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 13.0 20.0 82.8 13.0 40.0 30.0 36.2 0 0.0 2.9 0.0 10.0 10.3 28.0 10.0 77.5 80.9 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-28FSNB1 Curva característica de Aquecimento do RAS-28FSNB1 102.0 70.0 50.0 26.0 60.0 100.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 37.0 2.4 73.0 30.0 80.8 90.3 40.0 80.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 80.5 2.0 50.5 2.0 90.0 50.3 28.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 85.0 10.0 20.0 30.0 41.1 .0 60.0 26.4/95 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-26FSNB Curva característica de Aquecimento do RAS-26FSNB 100.0 90.0 30.2 0 0.8 14.0 40.1 33.0 60.

0 30.0 32.0 100.0 41.0 40.5 40.4 39.9 110.5 2.2 0 0.0 40.0 10.4 39.0 10.0 60.0 30.0 80.0 40.0 30.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 100.0 70.1 41.0 80.0 47.0 50.0 60.0 85.0 50.0 20.0 90.0 60.0 20.8 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 15.8 16.0 20.2 30.1 32.5 0 0.0 30.0 50.0 20.5 40.0 70.6 Total em HP das Unidade Internas Combinadas 0 0.8 Total em HP das Unidade Internas Combinadas .0 90.0 60.8 15.0 30.0 70.0 70.0 95.0 90.4/96 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Capacidade de Resfriamento Capacidade de Aquecimento Curva característica de Resfriamento do RAS-30FSNB1 Curva característica de Aquecimento do RAS-30FSNB1 108.0 45.0 50.0 42.0 2.0 Capacidade de Aquecimento (kW) Capacidade de Resfriamento (kW) 80.5 Total em HP das Unidade Internas Combinadas Curva característica de Resfriamento do RAS-32FSNB1 Curva característica de Aquecimento do RAS-32FSNB1 108.0 10.0 2.2 0 0.3 110.2 30.0 90.8 20.0 10.0 80.0 10.0 16.5 2.

1 14.4 1.2 28.5 35.2 21.0 7.1 42.5 35.4/97 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 16.8 50 46.1 14.8 36.5 18.4 35.8 44.0 7.0 28.1 14.2 50 34.2 28.1 42.5 18.8 50 .8 44.4 35.4 34.8 42.9 1.1 14.8 36.9 50 1.0 28.0 1.8 16.0 46.0 7.8 21.8 42.0 7.2 21.2 21.

0 7.4 50 38.1 40.4 57.2 28.0 7.1 14.1 28.7 20.7 42.1 14.7 42.1 52.1 50 1.4 49.7 20.6 42.4 50 57.2 1.8 50 57.1 14.1 .6 40.0 7.5 35.4 38.8 49.3 28.8 19.2 21.5 35.0 7.4 42.5 35.1 14.2 21.5 35.4/98 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 19.8 52.2 21.2 21.3 28.1 1.1 1.

1 .0 1.7 50 57.0 7.7 42.8 54.0 7.7 50 57.2 21.5 35.1 28.1 28.1 21.8 54.4/99 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 21.5 35.1 14.2 21.0 1.4 42.7 42.1 14.4 42.

10) (1.0 35.0 14.5 (0.4 (0.04) (1.5 14.00) (1.0 30.10) (1.86) 19.0 36.0 (0.00) (1.3.04) (1.0 30.0 40.04) (1.3 16.14) 28.1 (0.5 23.87) 29.3 (1.5 35.00) (1.8 (0.0 (1.0 35.7 (0.4/100 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.9 15.0 20.05) (1.00) (1.0 22.1 (0.14) 33.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.4 23.1 29.0 29.7 32.96) 21.86) 24.14) 13.95) 26.6 15.00) (1.0 26.10) (1.10) (1.0 33.96) 13.0 16.7 32.00) (1.0 30.3 16.06) (1.4 23.96) 32.95) 26.0 24.87) 29.04) (1.0 19.8 (0.2 (0.14) 21.91) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.1 (0.0 14.09) (1.0 40.3 (0.5 25.4 24.3 (0.96) 32.0 20.86) 11.0 35.00) (1.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.05) (1.6 (0.0 35.0 28.7 24.0 22.00) (1.6 (1.04) (1.0 (1.0 16.5 35.0 16.14) 28.7 38.0 (0.1 (0.96) (1.0 16.0 13.0 29.4 24.96) 20.7 38.01) (1.7 (0.4 (0.82) 18.0 24.0 22.10) (1.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.2 32.0 20.3 (1.6 33.0 36.7 37.0 (0.04) (1.00) (1.86) 12.1 14.0 21. TABELAS DE CAPACIDADE DE RESFRIAMENTO .10) (1.6 (1.00) (1.0 14.0 (1.5 25.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-12FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.01) .99) (1.7 31.3 30.4 23.0 (0.7 (0.05) (1.04) (1.86) 24.86) 19.6 15.04) (1.9 (0.0 36.3 30.7 (0.5 35.96) 12.09) (1.6 (0.14) 14.6 (1.0 40.7 32.0 29.100% COMBINAÇÃO (Dimensão: kW) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-5FSN Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.14) 22.0 22.86) 23.4 (0.0 24.0 (1.0 (0.6 22.00) (1.3 16.6 15.2 (0.96) 21.00) (1.4 (0.09) (1.0 22.00) (1.14) 14.2 33.0 (1.82) 18.97) (0.09) (1.4 (0.86) 18.0 30.06) (1.14) 33.5 25.0 20.14) 22.82) 18.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-10FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.0 (1.0 24.96) 13.0 (0.00) (1.4 (0.06) (1.96) (1.0 32.09) (1.4 (0.0 (0.5 (0.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-8FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.3 30.82) 18.14) 27.04) (1.0 14.96) 30.96) (1.0 40.0 24.12) 32.95) 25.86) 12.96) (0.4 24.3 (0.09) (1.0 28.5 (1.0 12.0 29.2 (0.87) 27.7 (0.

04) (1.0 58.0 22.96) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-18FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.11) .00) (1.09) (1.0 48.04) (1.1 (1.10) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-20FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.0 58.3 54.99) (1.86) 41.0 (0.0 49.5 61.9 (0.0 50.0 (0.0 30.96) 38.3 (0.0 20.3 51.6 (0.0 24.86) 46.01) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-16FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.91) (0.0 16.0 43.3 54.0 22.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/101 Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-14FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.2 (1.04) (1.00) (1.0 34.04) (1.3 64.86) 48.8 (1.2 55.0 43.8 (1.00) (1.96) 39.04) (1.1 43.0 45.0 16.5 61.14) 56.0 49.82) 18.3 (0.0 40.00) (1.00) (1.13) 50.0 (0.86) 48.0 40.8 57.6 (0.15) 40.04) (1.3 54.96) (1.00) (1.14) 56.04) (1.0 41.2 59.09) (1.82) 18.11) 41.4 42.82) 18.2 (1.0 24.10) (1.87) 32.9 (0.5 (0.09) (1.10) (1.0 22.00) (1.9 39.0 22.4 (1.0 53.04) (1.96) 43.2 53.7 (0.95) 45.86) 37.8 57.5 (0.0 40.0 30.3 (0.1 (0.87) 34.09) (1.3 64.6 (0.2 (0.4 (0.2 (0.87) 34.04) (1.0 24.0 40.0 58.3 51.95) 47.10) (1.88) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.8 (0.8 (0.96) 38.00) (1.8 57.9 (0.0 47.4 (0.82) 18.09) (1.00) (1.6 (0.8 43.0 30.0 35.0 20.5 38.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.4 (0.3 (0.0 38.8 45.1 50.0 47.0 24.8 (0.8 43.05) (1.2 (0.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.2 (0.0 20.06) (1.2 (1.5 61.4 52.5 62.0 41.0 38.4 (1.00) (1.14) 53.09) (1.5 (0.8 (0.9 (0.96) 36.0 (0.12) 38.0 47.14) 45.15) 40.00) (1.0 56.1 49.8 (1.96) (0.14) 45.0 35.86) 38.96) 53.4 52.96) 43.6 (0.9 56.0 35.0 49.8 43.91) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.96) 51.05) (1.0 35.86) 43.8 44.0 40.13) 48.06) (1.4 (0.1 (1.95) (1.4 52.6 40.00) (1.0 20.97) (0.92) (0.0 41.00) (1.0 (0.0 30.05) (1.00) (1.1 (1.0 16.86) 43.13) 50.0 16.86) 38.94) (0.3 64.0 41.10) (1.8 45.95) 47.2 (0.8 (1.96) 53.09) (1.10) (1.0 47.

4 63.1 (0.0 30.82) 18.7 (0.1 (0.6 (0.00) (1.0 20.0 69.0 16.4 (0.0 16.5 (0.4/102 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-22FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.09) (1.0 75.0 22.96) (1.00) (1.8 68.0 24.9 (0.09) (1.0 69.6 87.00) (1.5 (0.04) (1.82) 18.95) 69.0 75.0 16.96) 60.0 80.1 (0.9 83.00) (1.9 (0.0 30.96) 65.05) (1.1 (0.96) (0.7 (0.2 (0.09) (1.86) 60.0 65.0 20.14) 73.06) (1.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 65.3 79.09) (1.5 79.0 22.14) 73.3 79.0 16.3 (0.0 40.0 60.5 (1.0 24.0 40.6 87.6 91.0 30.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-28FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.87) 56.5 (1.5 (1.9 83.0 72.0 54.6 (0.8 68.0 35.0 35.00) (1.9 (0.0 24.4 (0.0 22.14) 80.3 77.96) 65.0 75.96) (1.05) (1.6 91.87) 59.87) 69.3 76.14) 66.14) 77.00) (1.05) (1.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.2 (0.8 (0.0 30.96) 60.10) (1.5 (1.0 76.04) (1.11) .87) 54.3 73.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 40.14) 63.4 (0.1 (1.96) 76.96) (1.9 70.06) (1.86) 63.5 (1.0 20.6 81.0 59.7 (0.00) (1.00) (1.14) 80.04) (1.0 73.04) (1.6 87.96) 73.2 (0.0 22.0 35.87) 65.14) 69.00) (1.82) 18.05) (1.96) 76.95) 69.5 (1.99) (1.0 83.1 (0.0 40.00) (1.3 85.7 (0.5 (0.9 83.0 72.0 72.86) 63.97) (0.04) (1.2 (0.0 (1.2 (0.0 (1.00) (1.0 63.01) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-24FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.87) 59.3 79.00) (1.9 72.2 73.0 (1.0 69.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 83.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-26FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.9 (0.9 72.12) 60.6 61.4 69.10) (1.8 (0.09) (1.0 76.82) 18.05) (1.87) 69.1 (1.0 76.0 80.2 (0.00) (1.7 (0.10) (1.5 79.8 68.87) 54.8 (0.06) (1.09) (1.7 (0.0 20.95) 66.0 65.5 79.14) 63.6 (1.6 91.04) (1.00) (1.96) 63.05) (1.09) (1.7 (0.2 (0.00) (1.14) 69.3 62.0 63.9 (0.0 35.14) 70.0 76.0 24.09) (1.87) 51.0 65.09) (1.0 83.96) 57.0 88.

00) (1.14) 85.0 88.00) (1.0 16.3 (1.8 93.95) 85.86) 77.86) 73.3 (1.14) 85.0 94.5 103.09) (1.91) (0.8 (0.0 16.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/103 Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-30FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.14) 90.0 (0.8 93.99) (1.0 30.1 97.86) 73.00) (1.5 (0.1 97.0 94.8 (0.04) (1.9 (0.2 (0.0 81.0 85.88) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 22.9 (0.2 (0.5 103.7 84.09) (1.82) 18.0 20.04) (1.96) 77.8 (0.97) (0.95) 79.95) 85.0 82.10) (1.0 94.0 88.00) (1.92) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 88.5 (0.0 24.96) (0.94) (0.0 35.5 (0.0 77.2 99.2 85.86) 70.9 82.0 73.96) .04) (1.86) 74.96) 81.2 86.9 (0.0 (0.2 (0.92) (0.8 84.0 20.10) (1.0 98.2 (1.86) 77.0 (1.05) (1.0 (1.12) 81.9 (0.9 (0.0 30.0 90.14) 90.0 40.96) 81.0 24.09) (1.0 85.1 (0.0 40.00) (1.11) 82.9 98.82) 18.0 98.4 (0.6 (1.1 95.01) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-32FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.0 22.04) (1.0 35.8 93.10) (1.04) (1.00) (1.

0 24.2 (0.5 (0.0 20.9 21.92) (0.99) (0.76) (0.2 18.77) (0.88) 17.95) (0.2 (1.8 (1.95) (0.6 (0.3 15.78) 28.94) (0.1 (1.4.0 11.95) (0.8 (1.2 30.0 10.6 22.0 19.75) (0.78) 22.7 16.1 (1.0 22.96) (0.08) (1.1 14.2 (0.86) 16.9 15.0 15.8 (1.0 15.0 6.8 23.95) (0.5 23.0 27.0 16.9 25.1 26.96) (0.6 (1.9 18.88) 26.08) (1.5 (0.3 15.0 16.77) (0.88) 33.0 0.88) .3 29.74) 21.99) (0.92) (0.87) (0.5 (1.12) 36.00) (0.98) 16.94) (0.3 12.1 (0.2 30.0 -5.86) (0.8 22.7 13.88) 17.89) 15.0 6.06) 35.08) (1.06) 17.05) 17.7 (0. TABELAS DE CAPACIDADE DE AQUECIMENTO .5 23.83) 30.1 (1.86) 25.0 (1.7 24.88) 16.2 (1.2 14.0 24.0 (0.5 30.08) (1.0 24.2 16.2 16.1 12.9 32.00) (0.9 23.8 13.76) (0.5 (0.87) (0.0 5.0 13.03) (0.0 22.8 23.0 20.04) (1.5 27.4 31.0 16.04) (1.0 -5.77) (0.96) (0.0 0.5 28.06) 27.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-8FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.0 5.0 (1.74) 14.95) (0.1 (1.0 14.84) (0.8 (0.00) (0.75) (0.95) (0.3 15.6 (0.1 (1.5 21.82) 23.9 25.0 6.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.94) (0.0 10.02) (0.1 (1.02) (0.86) (0.6 (0.92) (0.03) (0.9 (1.0 27.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.0 24.6 23.02) (0.8 (1.76) (0.4 13.95) (0.88) (0.0 20.94) (0.0 0.0 10.84) (0.0 12.0 20.88) 26.89) 24.88) 26.0 15.86) 32.78) 14.75) (0.83) 15.84) (0.05) 26.2 (0.0 25.4 22.95) (0.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.0 (0.0 19.9 (1.0 -5.04) (1.9 (0.0 22.9 27.12) 29.8 22.0 (1.89) 30.7 27.97) 33.94) (0.2 29.95) (0.0 15.0 23.4 15.94) (0.7 18.86) (0.03) (0.0 5.100% COMBINAÇÃO (Dimensão: kW) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-5FSN Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.6 (1.0 27.1 (1.2 14.0 24.88) 33.2 14.88) 32.99) (0.05) 33.12) 18.4 26.74) 27.02) (0.2 (0.0 12.8 31.9 32.08) (1.4/104 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.1 (1.2 23.3 (0.97) 26.8 22.8 21.02) (0.08) (1.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-10FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.6 (0.02) (0.5 (1.8 (1.

0 20.04) (1.2 36.08) (1.70) 36.05) 39.1 48.78) (0.00) (0.02) (0.0 44.6 37.81) (0.70) (0.4 38.64) (0.89) (0.63) 29.7 (1.99) (0.70) 36.0 5.6 48.92) (0.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-14FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.1 48.0 22.63) (0.4 (0.07) (1.2 39.96) (0.0 6.70) (0.8 33.91) 50.0 0.0 -5.88) 39.0 24.08) (1.96) (0.5 (0.90) (0.1 (1.3 36.67) 29.7 40.0 (1.4 (0.1 51.6 33.07) (1.1 36.90) (0.9 43.1 40.00) (0.93) 39.88) 53.1 35.0 35.8 (0.70) (0.11) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.3 35.05) 54.6 (0.66) (0.81) 45.81) (0.03) (1.02) (0.88) .96) (0.5 35.1 27.5 (1.00) (0.0 (1.95) (0.0 (1.00) (0.87) (0.5 31.12) 43.99) (0.1 (1.06) 42.0 (1.4 33.2 39.88) 40.03) (0.75) (0.0 43.1 (0.0 35.7 31.3 45.1 (1.6 43.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.0 20.0 24.0 10.4 38.4 (0.1 (1.1 (1.80) 45.7 (1.5 32.2 49.5 (1.0 6.7 51.0 37.2 39.0 16.7 (1.0 0.3 (1.80) (0.95) (0.0 6.81) 40.09) 55.8 45.0 -5.0 31.0 24.0 15.0 10.70) (0.81) (0.70) 40.01) 52.0 44.3 35.2 44.1 (0.70) (0.95) (0.99) (0.95) (0.02) (0.02) (0.0 24.0 15.9 34.8 (0.4 (0.88) 51.5 40.0 16.5 31.03) (1.88) 47.91) 45.0 31.0 44.3 40.0 0.96) (0.0 5.2 39.4 (1.96) (0.3 (0.79) 34.09) 50.0 44.0 20.88) 48.80) 40.83) 38.0 (0.06) (1.70) 40.96) (0.0 10.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-16FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.9 43.2 45.5 (0.3 39.7 (0.0 (1.70) (0.7 (1.6 24.73) 34.05) 49.9 (0.8 33.06) (1.00) (0.8 33.0 16.90) (0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/105 Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-12FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.80) (0.4 31.77) (0.3 35.96) (0.88) 40.9 (1.0 48.0 22.88) 53.90) (0.0 5.3 40.3 50.2 45.0 22.2 (0.5 (1.90) (0.11) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.2 (1.7 28.0 -5.0 44.2 (0.7 (1.01) 47.80) (0.0 (0.0 34.0 25.87) 50.2 28.02) (0.7 23.88) 46.96) (0.5 (1.8 43.0 23.0 15.1 (1.90) (0.87) 45.02) (0.

90) (0.1 52.80) 48.96) 24.3 (0.90) 63.0 64.7 (0.5 (1.91) 56.1 (0.87) 63.88) 76.88) 64.8 63.8 64.88) 49.3 60.0 -5.6 (0.0 15.88) 67.0 55.80) 50.6 (1.70) 45.96) (0.88) 76.0 44.83) 68.81) 57.1 55.04) (1.80) 56.0 -5.08) (1.81) (0.0 15.88) 49.6 56.0 (0.70) 45.5 72.96) 57.5 (1.96) 60.00) (0.00) 58.6 50.4 (1.1 62.9 (0.2 (1.6 53.9 71.90) (0.7 50.9 50.2 (0.09) 63.0 24.75) (0.00) (0.3 (0.77) (0.2 (1.7 (0.02) (0.08) (1.0 0.5 (1.0 5.87) 73.8 (0.88) 49.70) 44.2 55.97) 74.3 39.0 44.13) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.87) (0.4 (0.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-22FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.5 (1.95) (0.06) (1.0 22.0 6.02) (0.96) (0.81) (0.0 5.1 (0.03) (0.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.5 (1.80) (0.90) (0.0 20.95) (0.88) .99) (0.0 (0.04) 58.70) (0.1 44.02) (0.92) (0.0 5.0 67.03) (1.5 62.05) 75.4 (1.8 (0.0 0.2 39.74) 62.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-20FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.88) 73.70) 51.6 (0.2 45.86) (0.88) 67.0 44.3 60.08) (1.93) 71.2 53.96) 59.80) (0.2 53.2 44.3 54.5 62.0 10.02) (0.8 (0.70) (0.4 67.1 (0.6 (1.5 72.00) (0.6 (1.6 (1.99) (0.1 44.12) 82.3 (0.5 62.0 22.00) (0.96) (0.5 (1.0 39.6 57.70) (0.0 16.95) (0.4/106 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-18FSNB Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.70) (0.0 54.3 57.5 (1.2 55.89) (0.9 (1.0 6.0 16.04) 60.70) (0.6 53.0 61.00) 65.9 56.0 39.90) (0.81) 50.89) 68.3 (1.0 6.96) (0.0 15.5 (1.5 50.00) (0.5 65.0 10.9 (0.0 24.0 -5.0 10.87) 49.0 16.0 22.6 67.84) (0.99) (0.2 55.02) (0.7 (0.13) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.0 60.08) (1.03) (1.78) 63.0 20.06) (1.7 56.2 55.81) (0.6 58.3 (0.0 20.0 39.6 (1.1 (0.0 (0.75) (0.0 61.0 53.4 (0.1 (1.89) 56.0 (1.5 (1.95) (0.1 59.5 (0.6 53.1 70.06) 79.6 60.1 66.3 (0.70) 50.96) (0.94) (0.1 62.4 50.0 0.5 (1.4 67.02) (0.

3 84.02) (0.6 89.99) (0.97) 94.04) (1.02) (0.4 75.7 (1.7 65.4 (1.03) (0.02) (0.89) 80.5 72.95) (0.2 78.97) 86.9 91.75) (0.94) (0.08) (1.00) (0.1 (0.78) 80.04) (1.3 (1.95) (0.4 78.76) (0.0 -5.5 (1.3 (1.08) (1.0 6.6 58.4 (1.7 68.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-26FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.3 (1.92) (0.88) 83.95) (0.0 6.0 67.4 (0.84) (0.1 73.3 (1.83) 86.87) (0.86) (0.7 (0.05) 87.0 77.5 58.87) 92.94) (0.6 71.7 (1.86) (0.6 74.95) (0.1 (0.02) (0.0 10.75) (0.6 79.5 79.0 5.0 15.7 77.88) 83.6 79.88) 96.8 84.88) 80.84) (0.1 73.0 70.12) 104.0 6.94) (0.05) 82.84) (0.4 (0.0 20.0 85.92) (0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/107 Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-24FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-28FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.88) .75) (0.96) (0.0 24.0 16.0 0.77) (0.12) 95.95) (0.0 -5.0 69.0 0.03) (0.74) 72.0 5.4 72.94) (0.0 64.88) (0.8 (1.0 22.0 (0.87) 84.0 0.0 -5.83) 74.08) (1.0 15.5 62.7 (1.8 85.74) 78.78) 68.92) (0.99) (0.08) (1.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.74) 67.95) (0.3 82.9 82.0 60.1 77.88) 93.3 (1.8 85.88) 88.7 (1.3 (1.0 15.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.5 71.5 78.5 72.0 20.95) (0.2 68.96) (0.0 59.04) (1.0 79.88) 85.89) 87.2 78.7 (1.3 (0.2 68.0 (0.2 75.86) (0.6 77.6 (0.08) (1.00) (0.00) (0.8 77.0 10.3 66.7 66.0 67.3 (1.95) (0.7 68.0 63.06) 86.0 22.6 79.4 61.8 84.99) (0.87) 79.88) 88.76) (0.3 (1.5 79.0 20.9 72.2 (0.5 73.02) (0.0 22.0 16.3 (0.9 91.0 5.78) 73.89) 75.88) (0.2 71.05) 95.7 68.0 24.06) 92.4 (1.83) 79.4 85.3 (0.7 (1.0 16.08) (1.97) 81.8 (1.06) 100.9 (0.3 (1.5 72.3 (0.0 57.95) (0.88) 96.12) 90.77) (0.4 (0.1 73.7 (1.96) (0.6 61.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.94) (0.02) (0.7 (0.3 (1.8 82.75) (0.8 (0.77) (0.7 90.5 (0.0 (1.0 64.03) (0.0 69.0 10.0 24.94) (0.2 68.

08) (1.4 (1.76) (0.97) 99.74) 87.9 99.86) (0.95) (0.9 93.95) (0.86) (0.9 (1.9 (0.8 78.88) 104.94) (0.1 89.0 6.4 83.89) 92.1 (0.4 88.0 87.02) (0.0 5.0 24.03) (0.2 71.08) (1.7 (1.0 77.88) 107.3 (1.05) 101.1 (1.08) (1.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.1 95.4 (1.00) (0.12) 110.0 (0.0 22.7 102.1 81.1 88.0 22.5 87.84) (0.77) (0.0 20.0 90.94) (0.1 (1.94) (0.92) (0.7 (0.6 91.0 10.88) 107.1 100.1 88.0 0.99) (0.75) (0.2 (0.0 6.5 (0.1 95.87) 97.7 (1.0 16.96) (0.9 (1.9 95.0 10.06) 111.00) (0.95) (0.04) (1.88) 102.0 -5.84) (0.02) (0.92) (0.89) 97.4 (0.0 15.0 95.06) 106.96) (0.0 5.7 (1.2 97.5 74.4 83.04) (1.1 70.0 (1.1 82.12) 116.95) (0.76) (0.0 82.7 74.77) (0.7 94.95) (0.0 16.02) (0.83) 95.1 (0.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-32FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.75) (0.88) 102.95) (0.88) (0.4/108 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-30FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.4 83.3 (0.0 0.87) (0.03) (0.1 (1.0 20.74) 83.4 (0.7 (1.0 15.1 (1.2 97.0 90.78) 88.0 (1.7 102.0 75.97) 104.7 79.78) 84.8 71.0 24.0 73.0 -5.0 74.6 (0.16) Unidade de Capacidade: kW (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.83) 91.02) (0.5 86.4 89.8 83.7 (1.1 88.05) 106.0 78.88) .0 90.4 (0.99) (0.95) (0.1 84.08) (1.4 94.87) 102.88) 98.

06) (1.95) 22.00) (1.0 24.2 13.1 21.09) (1.4 (0.0 20.0 12.0 27.05) (1.0 20.86) 10.3 20.1 25.1 25.14) 24.5 (1.5 (0.6 (0.0 22.00) (1.9 (0.4 27.5.14) 12.82) 18.6 13.10) (1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.8 (0.4 (0.5 (0.86) 20.0 22.4 (0.0 10.96) 18.0 30.6 32.10) (1.0 20.0 16.0 (1.14) 19.5 (0.8 (0.8 (1.97) (0.09) (1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.4 20.00) (1.8 (0.4 (0.0 24.00) (1.1 22.92) Unidade de Capacidade: x 1.6 (0.0 (0.0 35.1 22.9 (0.0 30.2 26.86) 16.05) (1.0 16.00) (1.2 25.9 (0.4 27.96) 18.0 11.92) Unidade de Capacidade: x 1.01) .0 35.14) 28.8 (1.0 24.00) (1.6 32.00) (1.86) 19.04) (1.9 (0.7 (0.8 (0.96) 11.0 28.14) 24.04) (1.1 31.4 (0.14) 23.12) 27.10) (1.6 12.2 26.2 13.9 (1.8 (0.9 (1.2 24.86) 16.4 27.01) (1.6 (0.0 35.06) (1.2 26.6 29.6 32.87) 24.04) (1.96) 26.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 24.7 28.3 (1.0 (0.1 31.0 20.1 31.0 (0.5 (0.7 (0.00) (1.8 30.09) (1.0 35.0 12.8 (1.0 18.0 (1.10) (1.1 21.0 40.96) (1.4 (0.2 13.82) 18.3 20.0 22.96) 11.0 40.0 28.91) Unidade de Capacidade: x 1.0 30.5 (0.04) (1.99) (1.14) 19.0 16.100% COMBINAÇÃO (Dimensão: x 1.5 (1.96) (0.0 16.82) 18.87) 24.8 30.14) 18.0 24.96) 27.14) 28.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-10FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.96) 11.14) 11.0 23.0 16.4 21.6 19.00) (1.3 20.1 12.0 24.0 20.96) 27.0 40.5 26.0 40.6 13.92) Unidade de Capacidade: x 1.04) (1.10) (1.95) 23.04) (1.1 25.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-8FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.04) (1.4 (0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/109 4.95) 23.0 22.000 kcal/h) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-5FSN Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.5 (1.00) (1.10) (1.0 30.4 (0.8 13.6 13.0 19.82) 18.0 12.04) (1.00) (1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.6 (0.86) 9.1 21.1 (0.86) 10.0 12.5 (0.96) 17.0 (0.09) (1.06) (1.04) (1. TABELAS DE CAPACIDADE DE RESFRIAMENTO .8 30.87) 23.00) (1.09) (1.4 (0.96) (1.86) 15.00) (1.96) (1.1 (0.00) (1.09) (1.86) 20.05) (1.0 (1.1 22.14) 12.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-12FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.

86) 41.7 38.97) (0.3 51.4 42.13) 43.4 42.0 40.0 (0.1 49.3 52.09) (1.5 (0.7 (0.96) 37.0 34.4 (1.0 35.2 53.0 29.14) 48.0 22.4 (0.3 35.11) 35.5 (0.0 24.7 40.00) (1.87) 28.6 (0.2 (0.2 42.87) 29.0 41.04) (1.9 37.00) (1.87) 29.82) 18.09) (1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.1 34.0 (0.00) (1.3 45.5 (0.15) 34.2 (0.0 16.96) 32.0 16.4 43.6 (0.8 (0.3 52.2 (0.95) 39.9 (0.04) (1.2 (1.10) (1.0 (0.0 40.86) 33.0 22.8 (1.4 35.0 24.7 55.9 37.0 30.86) 37.0 40.6 36.92) (0.0 (0.0 20.4/110 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-14FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.2 37.09) (1.2 50.0 38.91) (0.0 20.0 24.00) (1.09) (1.10) (1.10) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-20FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.99) (1.2 (1.96) 46.4 44.9 (0.2 50.0 43.10) (1.00) (1.88) Unidade de Capacidade: x 1.0 33.04) (1.96) 31.00) (1.4 35.1 33.0 24.2 (1.0 47.2 (1.2 50.1 49.11) .13) 41.95) (1.0 48.96) (0.4 (1.0 40.0 37.14) 46.3 52.4 44.04) (1.0 35.14) 38.12) 33.00) (1.1 (1.8 (0.01) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-16FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.00) (1.86) 37.09) (1.91) Unidade de Capacidade: x 1.7 40.05) (1.5 (1.3 45.0 (0.94) (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.96) 37.5 (0.86) 33.0 20.05) (1.96) 32.0 20.00) (1.86) 31.04) (1.04) (1.82) 18.0 16.0 16.0 30.0 (0.8 47.0 30.92) Unidade de Capacidade: x 1.4 48.7 39.86) 41.9 37.4 35.00) (1.8 (0.5 (0.1 (0.82) 18.8 (0.7 55.0 22.4 42.0 35.04) (1.9 (0.92) Unidade de Capacidade: x 1.96) 46.3 45.0 32.0 22.09) (1.0 37.14) 38.96) (1.1 (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.6 (0.1 49.7 39.10) (1.06) (1.0 47.7 40.3 (0.13) 43.5 34.1 (0.86) 39.95) 41.00) (1.0 41.7 55.04) (1.95) 41.1 (0.09) (1.8 (0.2 45.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.00) (1.0 (0.00) (1.00) (1.0 30.96) 34.0 46.0 47.06) (1.4 (0.2 (1.1 (1.1 (0.6 (0.96) 44.86) 35.14) 48.82) 18.1 (1.10) (1.0 35.96) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-18FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.15) 34.04) (1.05) (1.

0 16.3 (0.0 46.00) (1.96) 49.5 63.3 (0.14) 62.92) Unidade de Capacidade: x 1.0 40.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-28FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.5 (0.87) 59.9 (0.3 78.9 75.0 56.0 54.14) 66.7 (0.86) 51.9 67.7 54.0 22.1 73.0 35.0 51.09) (1.3 61.10) (1.9 (1.6 (0.96) 51.9 67.0 20.96) (1.87) 46.0 51.8 (0.7 (0.0 (0.9 64.87) 48.05) (1.8 71.96) 56.7 71.6 59.00) (1.99) (1.96) (1.10) (1.0 40.7 53.00) (1.86) 54.96) 65.0 20.7 (0.0 30.5 (0.3 61.3 62.3 61.9 (0.00) (1.06) (1.7 (1.06) (1.82) 18.95) 57.7 (0.9 (0.00) (1.96) 63.9 75.96) (1.3 62.0 24.96) 54.05) (1.96) 56.8 65.09) (1.6 68.87) 44.7 (0.87) 56.86) 54.0 59.95) 59.8 (0.6 68.05) (1.7 (0.8 (0.2 56.09) (1.09) (1.0 59.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/111 Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-22FSN1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.5 (0.05) (1.96) 51.6 59.10) (1.8 65.5 (0.0 (1.9 64.8 (0.1 76.00) (1.1 59.3 60.9 64.0 24.04) (1.0 66.2 56.97) (0.0 65.3 78.04) (1.05) (1.0 40.04) (1.7 71.3 78.8 71.09) (1.00) (1.04) (1.7 (0.7 (1.0 16.95) 59.3 (0.87) 59.96) 65.14) 59.5 (0.14) 62.04) (1.14) 60.0 30.5 (0.0 22.9 (1.8 (1.00) (1.92) Unidade de Capacidade: x 1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.7 71.14) 68.0 30.00) (1.09) (1.0 35.9 (0.8 65.87) 51.9 67.96) (0.14) 54.87) 46.2 69.06) (1.4 (0.6 59.00) (1.0 30.0 24.0 59.8 71.11) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-26FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.0 20.14) 54.9 (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.7 (1.82) 18.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.1 52.0 62.09) (1.14) 68.12) 52.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 22.09) (1.01) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-24FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.0 20.00) (1.00) (1.8 (1.0 16.00) (1.7 69.9 75.0 24.14) 59.87) 51.00) (1.14) 57.04) (1.7 (0.7 (0.5 63.2 56.00) (1.92) Unidade de Capacidade: x 1.0 54.3 (0.82) 18.9 (0.0 22.6 68.7 (1.09) (1.0 40.0 35.9 (1.92) Unidade de Capacidade: x 1.0 (1.0 35.3 (0.05) (1.0 16.3 (0.0 68.82) 18.11) .9 (0.0 65.6 (0.8 (1.

4 80.8 84.92) (0.86) 60.4 80.86) 66.01) Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-32FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.0 73.86) 63.1 76.00) (1.4 80.5 85.4 73.82) 18.1 76.1 76.0 22.14) 77.4 80.10) (1.9 (0.1 83.00) (1.7 (1.7 88.0 (0.09) (1.14) 73.0 69.0 20.0 66.2 (0.0 35.04) (1.1 72.95) 73.0 77.0 22.7 (0.7 (1.09) (1.9 (1.11) 70.10) (1.95) 73.2 (0.14) 73.0 24.0 35.09) (1.10) (1.2 (0.96) 69.04) (1.5 71.04) (1.04) (1.7 (1.1 83.6 (1.91) (0.95) 68.12) 70.9 (0.3 (0.96) 69.05) (1.04) (1.92) Unidade de Capacidade: x 1.0 16.96) .86) 63.8 84.0 63.6 84.0 40.9 (0.96) 67.9 (0.8 (0.0 20.7 88.4 81.2 (0.6 (1.14) 77.86) 66.9 (0.96) (0.4 80.0 24.4 71.0 16.4 74.0 73.0 40.0 (0.99) (1.00) (1.00) (1.97) (0.4/112 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tabela de Capacidade de Resfriamento para RAS-30FSNB1 Entrada de Ar Externo Bulbo Seco (ºC) 25.2 72.0 30.9 (0.82) 18.1 81.8 (0.00) (1.9 (0.88) Unidade de Capacidade: x 1.94) (0.8 (0.00) (1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Úmido (ºC) 19.0 30.86) 63.

05) 14.02) (0.1 13.95) (0.98) 14.99) (0.1 (1.5 20.89) 13.9 (1.76) (0.0 0.78) 12.0 13.94) (0.04) (1.95) (0.87) (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.7 13.0 13.0 10.4 10.8 23.1 (1.2 (0.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-10FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.0 11.12) 31.7 13.95) (0.88) 14.02) (0.1 (1.4 13.9 12.95) (0.0 12.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/113 4.08) (1.86) 14.88) 14.95) (0.8 (0.0 10.77) (0.4 (1.96) (0.2 27.0 5.4 (1.98) 14.05) 28.9 (1.92) (0.7 25.88) 14.0 16. TABELAS DE CAPACIDADE DE AQUECIMENTO .88) (0.9 11.3 10.0 0.86) 14.7 22.7 25.77) (0.2 (0.88) 29.4 10.4 (1.02) (0.0 10.86) (0.76) (0.0 13.4 13.9 (0.08) (1.4 (1.78) 24.9 11.96) (0.0 10.99) (0.9 (1.86) 27.94) (0.12) 16.1 13.8 14.4 (0.88) 28.8 20.94) (0.94) (0.4 (0.06) 30.3 (0.8 (1.4 (0.3 (0.96) (0.95) (0.0 22.08) (1.0 5.74) 12.0 25.6 10.8 14.6 (1.95) (0.0 10.02) (0.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-8FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.0 5.6 10.4 24.86) (0.84) (0.4 (0.1 25.3 22.0 15.0 21.9 26.2 (0.74) 12.1 (1.6 11.8 14.84) (0.0 15.100% COMBINAÇÃO (Dimensão: x 1.4 (0.0 24.1 12.0 24.83) 26.1 (0.74) 23.8 13.03) (0.08) (1.00) (0.0 11.000 kcal/h) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-5FSN Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.1 12.0 10.89) 26.0 12.03) (0.88) .08) (1.1 (1.0 20.8 23.7 23.5 23.2 12.76) (0.86) (0.06) 15.95) (0.1 (1.9 (0.1 12.1 12.92) (0.77) (0.0 6.94) (0.9 12.8 13.75) (0.4 (1.95) (0.0 -5.0 20.1 (1.0 10.0 22.8 23.6.0 -5.03) (0.0 16.02) (0.5 (1.2 27.6 (1.3 10.88) 14.6 11.0 -5.00) (0.2 12.92) (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.06) 15.83) 13.1 12.0 22.0 15.84) (0.1 (1.05) 14.5 11.04) (1.75) (0.78) 12.99) (0.0 24.0 16.89) 13.8 14.0 6.9 25.0 20.88) (0.8 (0.3 20.04) (1.75) (0.0 13.3 (1.0 6.83) 13.2 (0.88) 14.0 (1.88) 14.2 (0.0 20.94) (0.16) Unidade de Capacidade: x 1.88) 29.9 (1.5 11.0 (0.00) (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.16) Unidade de Capacidade: x 1.0 0.08) (1.2 27.16) Unidade de Capacidade: x 1.0 (1.9 23.02) (0.1 12.12) 16.97) 28.

3 (1.90) (0.0 27.1 (1.1 30.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.90) (0.06) (1.16) Unidade de Capacidade: x 1.00) (0.8 28.0 6.95) (0.08) (1.70) (0.87) (0.4 (1.90) (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.1 39.66) (0.9 (1.0 5.1 43.0 -5.0 24.05) 34.4/114 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-12FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.6 (1.0 16.88) 33.0 21.0 0.77) (0.9 41.01) 45.0 10.0 -5.0 27.63) (0.96) (0.7 38.8 28.5 (0.7 38.3 37.4 (0.0 31.4 20.02) (0.9 30.0 16.9 (1.1 27.02) (0.0 34.0 41.0 24.9 38.5 32.0 20.70) 34.88) 41.0 5.2 (0.0 15.2 34.0 22.88) 45.0 (0.07) (1.00) (0.0 27.93) 33.80) 35.5 (0.02) (0.8 28.02) (0.80) (0.78) (0.7 32.4 (1.88) 41.0 20.08) (1.4 (1.2 (0.1 31.1 (1.03) (0.9 (1.06) 36.0 -5.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-16FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.88) 44.7 (0.70) 34.03) (1.1 26.9 30.0 10.70) 31.80) (0.9 41.63) 25.06) (1.2 32.1 (1.96) (0.0 20.0 21.00) (0.79) 29.3 37.88) 39.8 34.0 30.88) 46.09) 47.05) 42.0 6.2 34.1 24.87) 43.0 (0.8 (1.99) (0.5 34.00) (0.5 37.1 (0.92) (0.3 (0.7 41.0 15.81) (0.81) (0.2 20.70) (0.9 (1.9 (1.0 30.2 34.99) (0.4 (1.09) 43.96) (0.0 22.7 24.1 (1.0 6.2 30.0 10.3 30.70) 31.7 (0.80) 38.04) (1.1 30.0 5.99) (0.9 38.87) 38.03) (1.89) (0.0 0.7 32.1 27.02) (0.81) 39.7 34.4 (1.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.91) 39.6 28.11) Unidade de Capacidade: x 1.7 37.67) 25.2 23.81) (0.96) (0.9 (0.96) (0.4 (1.95) (0.96) (0.83) 33.3 37.70) (0.7 34.3 37.0 0.11) Unidade de Capacidade: x 1.81) 35.88) .90) (0.73) 29.1 (1.01) 40.5 37.8 (0.6 20.64) (0.0 15.90) (0.9 (1.02) (0.2 43.5 37.2 (0.8 28.70) (0.2 (1.0 22.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-14FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.2 31.0 24.96) (0.6 28.80) (0.5 (0.1 (1.91) 43.05) 46.0 30.88) 34.0 (0.96) (0.90) (0.7 33.70) (0.75) (0.0 (0.4 37.5 39.1 (1.2 34.1 (1.2 42.7 43.95) (0.07) (1.00) (0.12) 37.6 (0.0 16.88) 34.70) (0.95) (0.

4 (1.0 41.8 (1.91) 48.8 (0.0 20.06) 68.02) (0.3 58.96) (0.0 15.95) (0.7 53.16) Unidade de Capacidade: x 1.0 6.9 (0.92) (0.8 47.70) (0.0 47.0 5.84) (0.88) 65.3 (1.8 43.1 (0.4 (1.70) (0.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-20FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.4 (1.2 (0.0 16.04) 50.1 (1.70) (0.88) 51.70) (0.0 37.0 15.89) (0.4 (1.89) 59.3 58.0 0.03) (1.88) 49.78) 54.0 38.88) 65.13) Unidade de Capacidade: x 1.80) (0.8 37.80) (0.06) (1.3 (0.0 46.5 43.0 5.08) (1.8 (1.0 22.02) (0.75) (0.0 (0.7 45.90) (0.3 (0.0 (0.6 61.1 (0.00) (0.75) (0.90) (0.00) 56.3 51.96) (0.77) (0.2 46.70) 43.8 47.0 15.0 -5.80) 48.94) (0.0 42.1 53.3 55.9 (1.8 (0.8 (0.12) 70.87) 54.8 (1.70) 39.2 51.88) 51.70) 43.87) (0.7 33.0 10.97) 64.2 47.2 46.0 10.96) (0.5 (0.8 47.96) (0.3 (1.08) (1.02) (0.90) (0.0 16.7 54.00) (0.81) (0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/115 Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-18FSNB Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.0 20.3 (0.8 62.70) (0.4 43.0 22.99) (0.9 53.8 38.6 43.0 (0.0 38.08) (1.9 37.7 (1.09) 54.3 50.2 46.81) (0.0 0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.70) (0.0 -5.08) (1.6 (0.1 53.13) Unidade de Capacidade: x 1.6 38.90) (0.0 47.6 33.9 49.83) 58.8 47.03) (1.0 24.89) (0.4 (1.0 -5.0 24.0 6.7 57.3 (1.1 58.0 5.3 53.95) (0.02) (0.86) (0.04) (1.87) 62.3 49.0 20.9 60.8 (1.96) (0.0 16.8 51.96) (0.5 48.8 62.9 48.81) (0.3 (0.3 43.00) (0.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.0 33.06) (1.03) (0.93) 61.02) (0.6 57.3 52.4 (1.7 (1.6 (0.9 (1.81) 43.0 42.0 10.96) (0.1 (1.4 47.1 (1.96) (0.87) 48.80) 43.0 0.8 48.8 46.0 42.90) 54.7 (1.96) (0.2 55.81) 49.0 6.00) (0.99) (0.88) .9 (0.4 (1.88) 63.0 42.04) 52.7 (1.88) Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-22FSN1 Entrada de Ar Externo Bulbo Úmido (ºC) -10.70) 38.88) 58.99) (0.6 55.1 53.95) (0.5 (0.00) (0.0 33.5 51.00) 50.80) (0.0 22.95) (0.3 51.000 kcal/h (Fator de Correção) Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC) 18.8 33.0 24.88) 57.05) 64.02) (0.88) 55.9 38.74) 53.1 45.

4/116

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO

Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-24FSNB
Entrada de Ar Externo
Bulbo Úmido (ºC)

-10.0
-5.0
0.0
5.0
6.0
10.0
15.0

16.0
52.2
(0.78)
59.3
(0.89)
64.8
(0.97)
69.9
(1.05)
70.9
(1.06)
74.6
(1.12)
77.4
(1.16)

Unidade de Capacidade: x 1.000 kcal/h (Fator de Correção)
Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC)
18.0
20.0
22.0
24.0
51.3
50.3
49.9
49.4
(0.77)
(0.75)
(0.75)
(0.74)
58.2
57.4
55.9
55.0
(0.87)
(0.86)
(0.84)
(0.83)
64.0
62.4
61.1
58.0
(0.96)
(0.94)
(0.92)
(0.87)
68.5
66.3
63.0
58.7
(1.03)
(0.99)
(0.94)
(0.88)
69.3
66.7
63.4
58.7
(1.04)
(1.00)
(0.95)
(0.88)
71.8
68.0
63.4
58.7
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)
71.8
68.0
63.4
58.7
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)

Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-26FSNB
Entrada de Ar Externo
Bulbo Úmido (ºC)

-10.0
-5.0
0.0
5.0
6.0
10.0
15.0

16.0
55.6
(0.78)
63.0
(0.89)
69.0
(0.97)
74.4
(1.05)
75.5
(1.06)
79.4
(1.12)
82.4
(1.16)

Unidade de Capacidade: x 1.000 kcal/h (Fator de Correção)
Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC)
18.0
20.0
22.0
24.0
54.6
53.7
53.0
52.5
(0.77)
(0.76)
(0.75)
(0.74)
62.1
61.1
59.5
58.6
(0.88)
(0.86)
(0.84)
(0.83)
68.0
66.4
64.9
61.7
(0.96)
(0.94)
(0.92)
(0.87)
72.9
70.5
67.0
62.5
(1.03)
(0.99)
(0.94)
(0.88)
73.9
71.0
67.5
62.5
(1.04)
(1.00)
(0.95)
(0.88)
76.4
72.4
67.5
62.5
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)
76.4
72.4
67.5
62.5
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)

Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-28FSNB1
Entrada de Ar Externo
Bulbo Úmido (ºC)

-10.0
-5.0
0.0
5.0
6.0
10.0
15.0

16.0
60.6
(0.78)
68.8
(0.89)
75.2
(0.97)
81.2
(1.05)
82.3
(1.06)
86.6
(1.12)
89.8
(1.16)

Unidade de Capacidade: x 1.000 kcal/h (Fator de Correção)
Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC)
18.0
20.0
22.0
24.0
59.5
58.5
57.9
57.4
(0.77)
(0.76)
(0.75)
(0.74)
67.8
66.6
65.0
63.9
(0.88)
(0.86)
(0.84)
(0.83)
74.2
72.5
70.9
67.3
(0.96)
(0.94)
(0.92)
(0.87)
79.6
76.9
73.1
68.2
(1.03)
(0.99)
(0.94)
(0.88)
80.6
77.4
73.6
68.2
(1.04)
(1.00)
(0.95)
(0.88)
83.3
78.9
73.6
68.2
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)
83.3
78.9
73.6
68.2
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO

4/117

Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-30FSNB1
Entrada de Ar Externo
Bulbo Úmido (ºC)

-10.0
-5.0
0.0
5.0
6.0
10.0
15.0

16.0
64.0
(0.78)
72.6
(0.89)
79.4
(0.97)
85.7
(1.05)
86.9
(1.06)
91.5
(1.12)
94.9
(1.16)

Unidade de Capacidade: x 1.000 kcal/h (Fator de Correção)
Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC)
18.0
20.0
22.0
24.0
63.0
61.7
61.1
60.6
(0.77)
(0.76)
(0.75)
(0.74)
71.5
70.3
68.6
67.4
(0.87)
(0.86)
(0.84)
(0.83)
78.3
76.5
74.9
71.1
(0.96)
(0.94)
(0.92)
(0.87)
84.0
81.2
77.2
72.0
(1.03)
(0.99)
(0.95)
(0.88)
85.1
81.7
77.7
72.0
(1.04)
(1.00)
(0.95)
(0.88)
87.9
83.4
77.7
72.0
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)
87.9
83.4
77.7
72.0
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)

Tabela de Capacidade de Aquecimento para RAS-32FSNB1
Entrada de Ar Externo
Bulbo Úmido (ºC)

-10.0
-5.0
0.0
5.0
6.0
10.0
15.0

16.0
67.3
(0.78)
76.5
(0.89)
83.5
(0.97)
90.2
(1.05)
91.5
(1.06)
96.2
(1.12)
99.8
(1.16)

Unidade de Capacidade: x 1.000 kcal/h (Fator de Correção)
Entrada de Ar Interno Bulbo Seco (ºC)
18.0
20.0
22.0
24.0
66.2
64.9
64.2
63.7
(0.77)
(0.76)
(0.75)
(0.74)
75.3
74.0
72.2
71.0
(0.88)
(0.86)
(0.84)
(0.83)
82.5
80.5
78.7
74.8
(0.96)
(0.94)
(0.92)
(0.87)
88.5
85.5
81.2
75.8
(1.03)
(0.99)
(0.94)
(0.88)
89.5
86.0
81.8
75.8
(1.04)
(1.00)
(0.95)
(0.88)
92.6
87.8
81.8
75.8
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)
92.6
87.8
81.8
75.8
(1.08)
(1.02)
(0.95)
(0.88)

4/118

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO

4.7. FATOR DE CORREÇÃO DE ACORDO COM O COMPRIMENTO DA TUBULAÇÃO
Fator de conexão para Capacidade de Resfriamento de
acordo com o Comprimento da Tubulação

Fator de correção para Capacidade de Aquecimento de
acordo com o Comprimento da Tubulação

A capacidade de resfriamento deve ser corrigida de acordo
com a seguinte fórmula:
CCA = CC x F
CCA: Capacidade de Resfriamento corrigido Atual (kcal/h)
CC: Capacidade de Resfriamento na Tabela de
Desempenho (kcal/h)
F:
Fator de correção baseada no Comprimento de
Tubulação Equivalente

A capacidade de aquecimento deve ser corrigida de acordo
com a seguinte fórmula:
HCA = HC x F
HCA: Capacidade de Aquecimento Corrigido Atual (kcal/h)
HC: Capacidade de Aquecimento na Tabela de
Desempenho (kcal/h)
F:
Fator de Correção baseado no Comprimento de
Tubulação Equivalente

Os fatores de correção estão mostrados na seguinte figura.
Comprimento de Tubulação Equivalente para:
- Um Cotovelo de 90º é 0,5 m
- Uma Curva U (de 180º) é 1,5 m
- Um Multi-kit é 0,5 m
H:

Distância Vertical entre Unidade Interna e Externa em
metros
H>0: Posição da Unidade Externa Acima da Posição da
Unidade Interna
L:
Comprimento da Tubulação de uma via Atual entre
Unidade Interna e Unidade Externa em metros
EL: Distância Total Equivalente entre a Unidade Interna e
Externa em metros (comprimento da Tubulação de uma
Via Equivalente)

RAS-5 / RAS-8
Padrão

H (m)

50

Uma bitola acima

45
40
35
30
25
20

70

-15

90

65%

70%

80

90%

60

100

EL (m)

110

120 130

140

150

160

170

180

70%

50

75%

80%

85%

40

75%

30

-10
-20
-25
-30
-35
-40

RAS-10 a 32
Padrão

50

Uma bitola acima

45
40
35
30
25
20

-15
-20
-25
-30
-35
-40

20

30

40

50

60

80%

85%

70

80

90

100

110

EL(m)
120

130

140
85%

-10

10

90%

0
-5

95%

5

95%

10

90%

15
100%

H (m)

Resfriamento

20

80%

10

85%

0
-5

90%

5

95%

10

100%

15

150

160

170

180

4/119

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO

RAS-5, 8, 22, 24, 26 - 32
H (m)

50
45
40
35
30
25

130

86%

120

87%

89%

110

88%

90%

92%

93%

94%

95%

40

96%

30

91%

5

97%

10

99%

100%

15

98%

20

EL (m)

0
10

-5

20

50

60

70

80

90

100

140

150

160

170 180

-10
-15
-20
-25
-30
-35
-40

H (m)

50
45
40
35
30
25

10

20

30

60

70

80

90

100

110

120

81%

84%

88%

50

92%

40

94%

96%

0
-5

97%

5

98%

10

99%

15

100%

20

130

140

150

160

170

180

EL (m)

-10
-15
-20
-25
-30
-35
-40

RAS-14, 16 - 20
50
45
40
35
30
25

81%

82%

140

83%

130

84%

85%

87%

88%

89%

90%

91%

92%

93%

94%

95%

96%

86%

5

97%

10

99%

15

98%

20

100%

H (m)

Aquecimento

RAS-10 e 12

0
-5
-10
-15
-20
-25
-30
-35
-40

10

20

30

40

50

60

70

80

90

100

110

120

150

160

170

180

EL (m)

4/120

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO

4.8. FATOR DE CALOR SENSÍVEL (SHF)
O fator de calor sensível das unidades internas de cada velocidade (Alta, Média, Baixa) baseado no Padrão JIS B8616, é dado
na tabela abaixo:

Alta

SHF
Média

Baixa

RCI-1,0
RCI-1,5
RCI-2,0
RCI-2,5
RCI-3,0
RCI-4,0
RCI-5,0

0,80
0,77
0,78
0,72
0,72
0,73
0,73

0,77
0,75
0,76
0,70
0,70
0,71
0,69

0,75
0,73
0,75
0,68
0,68
0,69
0,68

RCD-1,0
RCD-1,5
RCD-2,0
RCD-2,5
RCD-3,0
RCD-4,0
RCD-5,0

0,85
0,73
0,75
0,74
0,74
0,73
0,69

0,78
0,69
0,67
0,67
0,67
0,67
0,67

0,75
0,66
0,65
0,65
0,65
0,65
0,65

RPC-2,0
RPC-2,5
RPC-3,0
RPC-4,0
RPC-5,0
RPC-6,0

0,72
0,72
0,72
0,72
0,72
0,72

0,70
0,70
0,70
0,70
0,70
0,70

0,67
0,67
0,67
0,67
0,67
0,67

RPK-1,0
RPK-1,5
RPK-2,0
RPK-2,5
RPK-3,0
RPK-4,0

0,73
0,73
0,72
0,72
0,72
0,71

0,72
0,72
0,72
0,70
0,70
0,69

0,70
0,70
0,70
0,69
0,69
0,68

RPI-0,8
RPI-1,0
RPI-1,5
RPI-2,0
RPI-2,5
RPI-3,0
RPI-4,0
RPI-5,0
RPI-6,0

0,81
0,81
0,73
0,74
0,70
0,70
0,72
0,71
0,71

0,69
0,69
0,69
0,70
0,68
0,68
0,72
0,71
0,71

0,69
0,69
0,65
0,67
0,66
0,66
0,62
0,62
0,62

RPF-1,0
RPF-1,5
RPF-2,0
RPF-2,5

0,73
0,73
0,73
0,73

0,69
0,69
0,69
0,69

0,65
0,65
0,65
0,65

RPFI-1,0
RPFI-1,5
RPFI-2,0
RPFI-2,5

0,73
0,73
0,73
0,73

0,69
0,69
0,69
0,69

0,65
0,65
0,65
0,65

RPD 8
RPD 10
RPD 16

0,75
0,76
0,72

RPP 8
RPP 10
RPP 16

0,72
0,76
0,75

Modelo da Unidade Interna

95 0. a capacidade de aquecimento deve ser corrigida pelo fator abaixo Capacidade de Aquecimento Corrigido = Fator de Correção x Capacidade de Aquecimento Temperatura do Ar de Entrada Externo 0 (TBS C) (Umidade relativa 85% HR) Fator de Correção -7 -5 -3 0 3 5 7 0.0 OBSERVAÇÃO: O fator de correção não é válido para condições especiais tais como queda de neve ou operação em um período transitório. 1 ciclo . Ao considerar a operação de descongelamento.90 1.85 0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/121 4. FATOR DE CORREÇÃO PARA A OPERAÇÃO DE DESCONGELAMENTO A capacidade de aquecimento.88 0.9.87 0. Capacidade de Aquecimento Capacidade Reduzida devido ao congelamento Tempo Descongelamento máximo 12 min. exclui o período de operação de descongelamento.93 0.

8FSNB1/FSNPB1 RPI-1.4/122 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO RPI-0.0FSNB1/FSNPB1 RPI-2.5FSNB1/FSNPB1 RPI-2.5FSNB1/FSNPB1 .8FSNB1/FSNPB1 RPI-1.

0FSNB1/FSNPB1 4/123 .CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO RPI-3.0FSNB1/FSNPB1 RPI-5.0FSNB1/FSNPB1 RPI-4.

7m (quando a velocidade do ar for de: 0.4/124 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.3m/s) Aquecimento (Temperatura interna: 20ºC TBS) Distribuição Horizontal de Temperatura (Altura: 1.3m/s) Modelo: RCI-2.2m) Resfriamento Aquecimento (Temperatura interna: (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) 20ºC TBS) .7m (quando a velocidade do ar for de: 0.10. DIAGRAMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE TEMPERATURA 4. TIPO CASSETTE DE 4 VIAS (RCI) Distribuição Horizontal de Temperatura Resfriamento (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) Modelo: RCI-1.3m/s) Modelo: RCI-2.1.0 Distância de insuflamento do ar: 2.5 Distância de insuflamento do ar: 2.7m (quando a velocidade do ar for de: 0.0/1.10.5 Distância de insuflamento do ar: 2.

3m/s) Modelo: RCI-4.3m/s) Modelo: RCI-5.5 Distância de insuflamento do ar: 3.3m (quando a velocidade do ar for de: 0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/125 Tipo Cassette de 4 vias .0 Distância de insuflamento do ar: 3.0 Distância de insuflamento do ar: 3.0/3. Distribuição Horizontal de Temperatura (Altura: 1.3m/s) Modelo: RCI-6.2m) Resfriamento Aquecimento (Temperatura interna: (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) 20ºC TBU) .RCI (continuação) Distribuição Horizontal de Temperatura Resfriamento (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) Aquecimento (Temperatura interna: 20ºC TBS) Modelo: RCI-3.0 Distância de insuflamento do ar: 3.3m (quando a velocidade do ar for de: 0. Estas figuras mostram a distribuição quando não há obstruções.3m (quando a velocidade do ar for de: 0.3m/s) OBSERVAÇÃO: O ar é quase que descarregado simetricamente.3m (quando a velocidade do ar for de: 0.

3m/s) .10.0m (quando a velocidade do ar for de: 0.2.2m) Resfriamento Aquecimento (Temperatura interna: (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) 20ºC TBS) . Modelo: RCD-2. TIPO CASSETTE DE 2 VIAS (RCD) Distribuição Horizontal de Temperatura Resfriamento (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) Aquecimento (Temperatura interna: 20ºC TBS) Modelo: RCD-1.5 Distância de insuflamento do ar: 3.4/126 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.3m/s) .5 Distância de insuflamento do ar: 2. Estas figuras mostram a distribuição quando não há obstruções.0/1.8m (quando a velocidade do ar for de: 0. Distribuição Horizontal de Temperatura (Altura: 1. Modelo: RCD-2. OBSERVAÇÃO: O ar é quase que descarregado simetricamente.0 Distância de insuflamento do ar: 3.3m/s) .0m (quando a velocidade do ar for de: 0.

_ Modelo: RCD-4.3m/s) .3m/s) . . Estas figuras mostram a distribuição quando não há obstruções.1m (quando a velocidade do ar for de: 0. OBSERVAÇÃO: O ar é quase que descarregado simetricamente.3m (quando a velocidade do ar for de: 0.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/127 Tipo Cassette de 2 vias .2m) Resfriamento Aquecimento (Temperatura interna: (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) 20ºC TBS) Modelo: RCD-3. Modelo: RCD-5.0 Distância de insuflamento do ar: 3.3m/s) .RCD (continuação) Distribuição Horizontal de Temperatura Resfriamento (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) Aquecimento (Temperatura interna: 20ºC TBS) Distribuição Horizontal de Temperatura (Altura: 1.0 Distância de insuflamento do ar: 3.3m (quando a velocidade do ar for de: 0.0 Distância de insuflamento do ar: 3.

10.0 . Aquecimento (Temperatura interna: 20ºC TBS) .3m/s) Modelo: RPC-5. Distância de insuflamento do ar: 6.5m/s) Modelo: RPC-3. Distância de insuflamento do ar: 7. TIPO TETO APARENTE .4/128 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.3m/s) OBSERVAÇÃO: O ar é quase que descarregado simetricamente.3.5m (quando a velocidade do ar for de: 0. Modelo: RPC-2. Estas figuras mostram a distribuição quando não há obstruções.0 .9m (quando a velocidade do ar for de: 0.RPC Distribuição de Temperatura Vertical Resfriamento (Temperatura interna: 27ºC TBS / 19ºC TBU) .9m (quando a velocidade do ar for de: 0.0/2.0/6.0/4.5 Distância de insuflamento do ar: 4.

50/60Hz 90 0 0 40 Baixa 500 Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 32/30/28dB(A) 80 20 20 250 Alimentação: 220-240V/220V.11.5 m Abaixo da Unidade 80 30 1000 Alimentação: 220-240V/220V.50/60Hz 10 NC-3 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 0 NC- 20 Baixa 250 500 1000 Freqüência (Hz) 2000 4000 8000 . TIPO CASSETTE DE 4 VIAS (RCI) Modelo: RCI-1.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/129 4.5 Ponto de Medição: 1.5 Alimentação: 220-240V/220V.50/60Hz 90 Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 32/30/28dB(A) 40 500 Freqüência (Hz) Alimentação: 220-240V/220V.0 Modelo: RCI-1.50/60Hz Ponto de Medição: 1.0 Modelo: RCI-2.5m Abaixo da Unidade Ponto de Medição: 1.1.11. PARÂMETROS SONOROS 4.5 m Abaixo da Unidade Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 32/30/28dB(A) 80 70 NC-70 60 NC-6 0 50 NC-5 0 Alta 40 NC-4 0 Média 30 NC-3 20 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo NC- 10 90 Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 90 0 63 125 70 NC-70 60 NC-6 50 NC-5 1000 2000 4000 Alta NC-4 0 Média 30 10 8000 NC-3 0 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 NC- 20 Baixa 250 Freqüência (Hz) Modelo: RCI-2.5 m Abaixo da Unidade NC-70 60 NC-6 50 NC-5 Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 70 0 0 Alta NC-4 0 Média 20 10 NC-3 0 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 NC-70 60 NC-6 50 NC-5 1000 2000 4000 8000 0 0 Alta 40 NC-4 0 Média 30 Baixa 500 8000 Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 32/30/28dB(A) 70 0 Freqüência (Hz) 4000 80 20 NC2 250 2000 Ponto de Medição: 1.

5 m Abaixo da Unidade Alimentação: 220-240V/220V.0 1000 2000 4000 8000 Alimentação: 220-240V/220V.4/130 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tipo Cassette de 4 vias .50/60Hz Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 39/37/35dB(A) 80 70 NC-70 60 NC-6 0 Alta 50 NC-5 0 Média 40 NC-4 30 NC-3 0 0 Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 125 NC-70 60 NC-6 NC- 20 250 500 1000 Freqüência (Hz) 2000 0 Alta 50 NC-5 0 40 Média 30 10 4000 8000 NC-4 0 NC-3 0 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 NC- 20 Baixa 250 500 1000 2000 Freqüência (Hz) 90 63 70 20 NC- Ponto de Medição: 1.50/60Hz Ponto de Medição: 1.50/60Hz Ponto de Medição: 1.0 Alimentação: 220-240V/220V.5 m Abaixo da Unidade 90 90 80 70 NC-70 60 NC-6 50 NC-5 0 0 Alta 40 NC-4 0 Média 30 NC-3 0 20 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 10 63 125 20 250 500 Modelo: RCI-5.0 Modelo: RCI-4.5 m Abaixo da Unidade 10 80 Baixa Freqüência (Hz) 20 Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 38/35/33dB(A) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 34/32/30dB(A) 4000 8000 .RCI (continuação) Modelo: RCI-3.

5 Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Ponto de medição: Alimentação: 220V 50/60 Hz Alta Média Baixa Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) .5 metro abaixo da Unidade 1.0 Alimentação: 220V 50/60 Hz Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RCD-2. TIPO CASSETTE DE 2 VIAS (RCD) Modelo: RCD-1.2.5 metro abaixo da Unidade Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 35/32/30 dBA Alta/Média/Baixa: 38/34/31 dBA Alta Média Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Baixa Frequência (Hz) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Ponto de medição: 1.11.5 Ponto de medição: 1.5 metro abaixo da Unidade Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 35/32/30 dBA Média Alta Média Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Baixa Frequência (Hz) Modelo: RCD-2.0 Ponto de medição: 1.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/131 4.5 metro abaixo da Unidade Alta/Média/Baixa: 34/32/30 dBA Alta Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RCD-1.

4/132 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tipo Cassette de 2 vias .5 metro abaixo da Unidade Alta/Média/Baixa: 40/36/33 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 1.0 Alimentação: 220V 50/60 Hz Ponto de medição: Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 40/36/33 dBA Alta Média Alta Média Baixa Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Modelo: RCD-5.5 metro abaixo da Unidade Ponto de medição: Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RCD-4.0 Alimentação: 220V 50/60 Hz 1.0 Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) .5 metro abaixo da Unidade Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 43/40/36 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 1.RCD (continuação) Modelo: RCD-3.

5FSNSM2. RPK-3.0FSNSM2 Alimentação: 220V. 50/60 Hz Ponto de medição: 1 metro abaixo da Unidade e 1 metro da grelha de descarga 40 0 30 Frequência (Hz) 90 NC-4 Alta 10 8000 Curva de Critério de Ruído 80 20 2000 Modelo: RPK-1. 50/60 Hz Ponto de medição: 1 metro abaixo da Unidade e 1 metro da grelha de descarga NC- 20 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 250 500 1000 4000 70 NC-70 60 NC-6 50 NC-5 0 0 Média 40 NC-3 0 Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 NC20 250 70 NC-70 60 NC-6 50 NC-5 0 0 Alta Média NC-4 0 NC-3 0 Baixa 20 10 90 Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 80 63 125 1000 Frequência (Hz) 8000 2000 4000 8000 Curva de Critério de Ruído NC-70 60 NC-6 0 50 NC-5 0 Alta NC-4 40 0 Média 30 20 500 4000 70 NC- 250 2000 80 20 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 1000 Modelo: RPK-2.0FSNSM2 Alimentação: 220V.11. 50/60 Hz Ponto de medição: 1 metro abaixo da Unidade e 1 metro da grelha de descarga Curva de Critério de Ruído 30 500 Frequência (Hz) Modelo: RPK-2.5FSNSM2 Alimentação: 220V.3.0FSNSM2 Alimentação: 220V. 50/60 Hz Ponto de medição: 1 metro abaixo da Unidade e 1 metro da grelha de descarga 10 NC-3 0 Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 NC- 20 250 500 1000 2000 Frequência (Hz) 4000 8000 . TIPO PAREDE .RPK 80 70 NC-70 60 NC-6 50 NC-5 0 0 40 NC-4 0 Alta NC-3 30 0 Média Baixa 20 10 90 Curva de Critério de Ruído Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 90 Modelo: RPK-1.4/133 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.

4/134 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Tipo Parede .0FSNSM2 Alimentação: 220V.RPK (continuação) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 90 Modelo: RPK-4. 50/60 Hz Ponto de medição: 1 metro abaixo da Unidade e 1 metro da grelha de descarga Curva de Critério de Ruído 80 70 NC-70 60 NC-6 0 NC-5 Alta 50 0 NC-4 0 40 Média NC-3 0 30 20 10 Baixa NC- 20 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 250 500 1000 Frequência (Hz) 2000 4000 8000 .

11. TIPO PISO APARENTE .0 Ponto de medição: 1 metro da Unidade 1 metro do piso Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 38/35/31 dBA Média Baixa Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Modelo: RPF-2.4.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/135 4.RPF Modelo: RPF-1.0 Frequência (Hz) Alimentação: 220V 50/60 Hz Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RPF-2.5 Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Ponto de medição: Alimentação: 220V 50/60 Hz Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) .5 1 metro da Unidade 1 metro do piso Ponto de medição: 1 metro da Unidade 1 metro do piso Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 39/36/32 dBA Alta/Média/Baixa: 42/38/34 dBA Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) 1 metro da Unidade 1 metro do piso Alta/Média/Baixa: 35/32/29 dBA Alta Ponto de medição: Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RPF-1.

11.0 Alimentação: 220V 50/60 Hz 1 metro da Unidade 1 metro do piso Alta/Média/Baixa: 35/32/29 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Modelo: RPFI-1.4/136 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.5 Ponto de medição: 1 metro da Unidade 1 metro do piso Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 38/35/31 dBA Alta Média Baixa Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Ponto de medição: Frequência (Hz) Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RPFI-2.RPFI Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alimentação: 220V 50/60 Hz Modelo: RPFI-1.5.0 Ponto de medição: Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) .5 Ponto de medição: 1 metro da Unidade 1 metro do piso Alimentação: 220V 50/60 Hz 1 metro da Unidade 1 metro do piso Curva de Critério de Ruído Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 39/36/32 dBA Alta/Média/Baixa: 42/38/34 dBA Alta Média Baixa Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Modelo: RPFI-2. TIPO PISO EMBUTIDO .

5 metro do piso Curva de Critério de Ruído NC-70 70 Alta 60 NC-6 50 NC-5 0 0 Operação Noturna 40 NC-4 30 NC-3 20 10 0 0 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 63 125 Nominal/Operação Noturna: 60/55 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Curva de Critério de Ruído 80 Alimentação: 380V.5 metro do piso 1 m abaixo da superfície da Tampa de serviço da Unidade 1. UNIDADES EXTERNAS FSN-RAS Modelo: RAS5 Alimentação: 380V. 50/60Hz Operação Noturna NC2 0 Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo 250 500 1000 Freqüência (Hz) 2000 4000 8000 Frequência (Hz) .11.6.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/137 4. 50/60Hz Modelo: RAS-12 Alimentação: 380V.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Operação Noturna Curva de Critério de Ruído Nominal/Operação Noturna: 56/51 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nominal/Operação Noturna: 52/47 dBA Operação Noturna Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Modelo: RAS-10 90 Frequência (Hz) Ponto de medição: 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço Ponto de medição: 1 metro da Superfície da Tampa da Unidade de Serviço e 1. 50/60Hz Ponto de medição: Alimentação: 380V. 50/60Hz Modelo: RAS8 Ponto de medição: 1 m abaixo da superfície da Tampa de serviço da Unidade 1.5 m do piso 1.

5 metro do piso Operação Noturna Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) . 50/60Hz Modelo: RAS-20 Ponto de medição: 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Operação Noturna Alimentação: 380V.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Operação Noturna Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 62/57 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alta/Média/Baixa: 61/56 dBA Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Operação Noturna Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Modelo: RAS-18 Ponto de medição: Frequência (Hz) Alimentação: 380V.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 62/57 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alta/Média/Baixa: 62/57 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alimentação: 380V.4/138 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Modelo: RAS-14 Ponto de medição: Alimentação: 380V. 50/60Hz 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1. 50/60Hz Modelo: RAS-16 Ponto de medição: 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1. 50/60Hz 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1.

50/60Hz 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Operação Noturna Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 62/57 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alta/Média/Baixa: 63/58 dBA Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Operação Noturna Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Modelo: RAS-26 Ponto de medição: Frequência (Hz) Alimentação: 380V. 50/60Hz 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1. 50/60Hz Modelo: RAS-28 Ponto de medição: 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/139 UNIDADES EXTERNAS FSN-RAS (continuação) Modelo: RAS-22 Ponto de medição: Alimentação: 380V.5 metro do piso Operação Noturna Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) . 50/60Hz Modelo: RAS-24 Ponto de medição: 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 63/58 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alta/Média/Baixa: 62/57 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alimentação: 380V.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Operação Noturna Alimentação: 380V.

4/140 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Modelo: RAS-30 Ponto de medição: Alimentação: 380V.5 metro do piso Alimentação: 380V. 50/60Hz 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1. 50/60Hz Modelo: RAS-32 Ponto de medição: 1 m da superfície da Tampa de serviço da Unidade de Serviço e 1.5 metro do piso Curva de Critério de Ruído Operação Noturna Curva de Critério de Ruído Alta/Média/Baixa: 63/58 dBA Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Nível de Pressão Sonora da Oitava (dB : escala C) Alta/Média/Baixa: 63/58 dBA Operação Noturna Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Limiar aproximado de audição p/ ruído contínuo Frequência (Hz) Frequência (Hz) .

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/141 .

4/142 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO .

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/143 .

12. TIPO CASSETTE DE 4 VIAS .12.0 Lado da conexão de tubulação Espaço adjacente no teto Conexão da Tubulação Painel de Acesso de Serviço Painel de Acesso de Serviço Conexão da Tubulação Painel de Acesso de Serviço Instalação de uma unidade próxima à outra 298 Instalação Separada Conexão da Tubulação 4.2.0 Instalação Separada Painel de Acesso de Serviço Instalação Próxima Painel de Acesso de Serviço Distância da Parede Unidade Interna Conexão da Tubulação Painel de Ar (opcional) Conexão da Tubulação Altura da unidade em forro falso . ESPAÇO DE OPERAÇÃO 4.0 a RCI-5.4/144 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.12.1.8 a 5.RCD Modelos: RCD-0.RCI Modelos: RCI-1. TIPO CASSETTE DE 2 VIAS .

500 Miín.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO Painel de Acesso de Serviço Mín. priorizar a do lado da elétrica. 1500 Mín. 1500 Mín. então se não for possível deixar no forro duas “tampas” para manutenção.RPI Modelos: RPC-2. 1500 4/145 Altura da Unidade em Forro Falso Mín.RPC 4. porém a conexão elétrica e o kit podem ser alterados em campo para o lado esquerdo quando necessário. 1500 10 a 20mm 298mm Altura da Unidade no Forro Falso Painel de Acesso de Serviço Mín.0 Modelos: RPI-FSNB1 e RPI-FSNPB1 Min. 1500 Mín.8 Min. 1500 Mín. 3000 Conexão da Tubulação Instalação Separada Painel de Mín. TIPO TETO EMBUTIDO . 500 Piping Connection Side Mín.0 ~ 6.500 Conexão da Tubulação Mín.12.300 Instalação separada OBS: Lembramos que as unidades RPI possuem hidráulica somente para o lado direito (olhando-se para descarga de ar). . 1500 Mín. 1500 Mín. TIPO TETO APARENTE .3.400 Min. 100 Acesso de Serviço Mín. 1500 Mín. 1500 Mín.4. 1000 Espaço de Serviço Instalação Próxima Distância da Parede 4.40 Min.500 (mm) Min.12.

100 Mín. TIPO PAREDE .RPP 4.RPD Mín. 150 Modelos: RPK1.0 / 4. 100 Mín.RPF Modelos: RPF-1. 100 Modelos: RPK2.5 / 3.0~2.12. TIPO PISO DUTO .0 / 1.4/146 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.12.8.12.12. 1000 Mín.0 Mín.RPK 4. 100 4. 1000 Unidade: mm Mín.5 / 2.6. TIPO PISO PISO . 200 Mín.5. TIPO PISO APARENTE .0 Unidade: mm Mín.5 Forro Parede Parede Parede .7.

9.Painel de Acesso de Serviço Disponibilizar uma porta ou painel de serviço como mostrado abaixo A Dentro da Unidade Piso Painel de acesso de Serviço B Painel de acesso de Serviço (Espaço ao redor da Unidade Interna) (mm) Modelo RPFI-1. INTERCAMBIADOR DE CALOR .0 RPFI-2.5 A 620 B 1260 1380 1634 4.12.0~2. TIPO PISO EMBUTIDO .11.10.5 Forro Saída de ar Superior Duto Flexível Parede 640 Espaço de Serviço para caixa elétrica Espaço de Tubulação Disponibilizar um espaço para que o ar circule livremente Forro Saída de Ar frontal Espaço de Serviço para caixa elétrica Espaço de Tubulação . UNIDADES EXTERNAS Modelos: RPFI-1.CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.RPFI 4/147 4.KPI .12.12.0 RPFI-1.5 RPFI-2.

CENTRO DE GRAVIDADE Unidade Externa Modelo: RAS5 Modelos: RAS8. RAS30 e RAS32 1745 1745 1420 1310 300 310 550 2430 580 750 2430 750 .4/148 CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4.13. RAS10 e RAS12 1745 1745 1645 345 Modelos: RAS14 e RAS16 500 340 620 639 330 325 581 575 750 750 750 1210 950 630 Modelo: RAS18 Modelos: RAS20 e RAS22 1745 1745 1109 1016 306 319 529 561 750 1910 750 1910 Modelos: RAS24 e RAS26 Modelos: RAS28.

CAPACIDADES E DADOS DE SELEÇÃO 4/149 .

Fio Neutro: não é um referencial. A falta de aterramento compromete o funcionamento e a garantia do produto.1. conforme norma NBR5410. FAIXA DE TRABALHO 5. Fio Terra: é um referencial com potencial nulo. FONTE DE ALIMENTAÇÃO Fio Fase: é o condutor isolado com potencial elétrico. Por ser uma ligação de segurança circula apenas corrente de escoamento em caso de problemas ou falhas da instalação. NUNCA UTILIZE O NEUTRO DA REDE ELÉTRICA COMO TERRA. Recomendamos aterramento: Sistema TT. portanto circula corrente elétrica. O NEUTRO NÃO É TERRA. BU: Bulbo Úmido Operação Aquecimento Temperatura de Ar Externo (ºC BS) Temperatura de Ar Externo (ºC BS) Operação Resfriamento Temperatura de Ar Interno (ºC BU) Temperatura de Ar Interno (ºC BU) . FAIXA DE TEMPERATURAS A faixa de temperatura está indicada na tabela seguinte.1.1. 5. é o retorno da fase ou fuga. Temperatura Interna Temperatura Externa Operação Resfriamento Operação Aquecimento Mínimo 21 °C BS / 15 °C BU 15 °C BS Máximo 32 °C BS / 23 °C BU 27 °C BS Mínimo –5 °C BU –20 °C BU Máximo 43 °C BU 15 °C BU BS: Bulbo Seco.5/150 FAIXA DE TRABALHO 5.

0 0.3 0.3 0.07 0.06 RPFI-1.0 0.7 0.10 0.5 0.2 0.0 0.03 RPK-2.17 RPC-3.14 0.1.2 0.10 RPI-1.05 RPI-2.8 0.0 0.0 220 1 50 264 198 1 RPC-5.4 0.7 0.6 0.9 0.7 0.3 0.0 RCD-2.06 RPF-2.2 0.0 0.4 0.11 RCI-5.0 1.0 0.14 0.09 0.18 RPC-2.5 0.5 0.09 RPK-4.3 0.9 0.0 0.8 0.8 0.3 0.18 RPC-6.5 RCD-2. DADOS ELÉTRICOS 6.3 0.2 0.06 RCI-3.0 0.0 RPI-2.04 RPFI-1.7 0.09 RCI-4.04 RCI-1.05 RCD-1.5 0.12 RCD-5.5 0.0 0.5 0.03 RPK-1.0 1.06 0.3 0.14 RPI-3.3 0.5 220 1 50 264 198 1 0.09 RPI-0.5 0.04 RPFI-2.0 1.11 RCD-4.2 0.0 0.07 0.5 0.5 0.05 0.0 0. Principal Modelo VOL PH HZ Tensão Aplicável Máximo Mínimo Motor do Ventilador PH Tipo Cassette de 2 vias Tipo Teto Aparente Tipo Parede Tipo Teto Embutido 0.40 RPI-6.0 0.6/151 DADOS ELÉTRICOS 6.9 0.09 RCI-2.10 RPI-1.0 RPC-4.09 RPK-2.5 0.3 0.5 0.5 Tipo Piso Aparente Consumo (kW) RCI-1.0 RCI-2.3 0.05 0.4 0.1 0.7 0.5 0.23 RPK-1.3 0.03 0.0 0.06 .7 0.0 220 220 1 1 50 50 264 264 198 198 1 1 0. UNIDADE INTERNA (50Hz) Potência da Unid.5 220 1 50 264 198 1 RPK-3.0 1.3 0.5 Tipo Piso Embutido 220 220 1 1 50 50 264 264 198 198 1 1 RCD-3.0 0.5 0.40 RPF-1.0 1.0 0.0 RPFI-2.0 0.28 RPI-4.29 RPI-5.5 0.2 0.14 RCD-1.7 0.2 0.04 RPF-1.0 Tipo Cassette de 4 vias Corrente Nominal(A) RPF-2.8 0.08 RPC-2.

5 2.5 Tipo Teto Embutido 0.4 0.9 2.9 0.45 .21 RPC-5.02 2.10 0.0 0.1 RPI-1.7 0.14 1.08 220 RCD-2.7 0.7 0.9 0.11 0.9 RPDT 16 5.0 0.1 RPI-2.10 4.0 1.03 0.3 0.14 RCI-4.0 0.20 RPI-4.5 0.21 0.0 1.03 RPK-2.6 RCD-5.9 4.0 0.5 1.10 RPI-2.7 0.5 0.19 0.10 RPFI-1.6/152 DADOS ELÉTRICOS 6.2 0.0 0.09 220 1 60 242 198 1 RPK-3.5 0.8 0.1 0.5 0.19 RPI-3.03 RPK-1. Principal Tensão Aplicável Motor do ventilador VOL PH HZ Máximo Mínimo PH Corrente Nominal(A) Consumo (kW) 220 1 60 242 198 1 1.5 0.10 RPF-1.13 RCD-4.3 0.08 RCD-2.09 RPK-4.0 1.2.0 0.0 Tipo Teto Aparente Tipo Parede Tipo Piso Aparente Tipo Piso Embutido 0.0 1 1 1 60 60 60 242 242 242 198 1 198 1 198 1 0.5 RPPT 8 4.0 1.5 0.8 0.2 0.0 0.35 RPI-6.5 0.5 1 60 242 198 1 RCD-3.9 0.16 0.10 0.7 0.26 RPK-1.9 0.9 2.16 RPC-2.5 0.0 0.9 0.0 220 RPFI-2.5 0.0 1.0 0.5 Tipo Cassette de 2 vias Tensão Aplicável Corrente Nominal(A) VOL 220 PH 1 HZ 60 Máximo 242 Mínimo PH 198 1 RCI-3.5 Trocadores de Calor Total (220V-60Hz) Modelo Trocadores de Calor Total KPI050 KPI100 Potência da Un.3 0.0 0.5 0.4 0.22 RCD-1.0 1.5 0.4 0.09 RPI-0.0 RPK-2.0 0.3 0.2 0.0 220 1 60 242 198 1 RPC-4.5 Tipo Piso-Duto 0.5 0.8 0.1 RPI-1.9 5.24 RPC-2.5 3 3 3 60 60 60 242 242 242 3 198 198 3 3 198 RPPT 16 RPPT 8 220 RPPT 10 3 60 242 198 3 RPPT 16 4.4 0.9 9.35 RPF-1.10 RPF-2.0 0.9 0.0 1.2 0.21 RCI-5.26 RPC-6.4 0.0 0.0 0.4 0.5 0.0 1.9 RPDT 8 220 RPDT 10 220 RPDT 10 220 RPPT 10 Tipo Piso-Piso 0.10 0.0 0.06 RCI-2.0 0.4 0.26 0.0 0.0 1.3 0.3 0.0 0.05 RCD-1. UNIDADE INTERNA (60Hz) Potência da Unid.5 220 220 RPF-2. Principal Modelo Tipo Cassette de 4 vias Motor do Ventilador de Exaustão Consumo (kW) RCI-1.8 0.5 0.5 1.0 RPFI-2.9 RPDT 16 9.27 RPI-5.9 0.17 RPC-3.7 0.9 0.04 RCI-1.10 RPFI-1.0 0.0 0.5 0.0 0.5 0.5 RPDT 8 2.10 RCI-2.9 0.

9 28.0 27.5 57.6 113 107 100 68 62 60 DADOS ELÉTRICOS 6.9 39.8 53.6 62.5 50.4 44.8 24.24.9 34.4 91.0 27.2 29.4 29.5 47.3.7 80. UNIDADE EXTERNA 6/153 .2 85.1 26.3 26.3 26.9 28.2 36.1 26.

6) Para dimensionar o disjuntor considere: Capacidade de interrupção limite Icu da rede elétrica onde o equipamento será instalado (obtida junto ao projeto elétrico da obra). sejam provenientes de ondas eletromagnéticas ou de cabos que transmitem outras formas de energia ou sinal em uma mesma canaleta. 3) Seleção dos cabos considerando capacidade de condução de corrente máxima para cabos instalados em eletrodutos (até 3 condutores carregados) de acordo com a NBR 5410. As perturbações. conforme norma NBR. 7) Recomendamos a otimização de seccionadores para assegurar a desenergização da fonte de energia elétrica. etc. telefones celulares. . que podem ser de origem interna ou externa. Calibre do disjuntor em função da proteção térmica e magnética.SET FREE Notas: 1) Respeite as normas e regulamentos locais ao selecionar os cabos para a ligação elétrica no local. Recomendamos redimensionar a seção do cabo de acordo com a norma NBR5410. 9) Utilize cabo blindado para o circuito de transmissão e conecte-o ao terra. 2) Utilize cabo com isolação sólida em PVC (Cloreto de Polivinila) 70°C para tensões até 750V. Capacidade de interrupção em serviço Ics (% de Icu). Dessa forma os equipamentos necessitam de um nível de aterramento menor que 5 Ohms. Além dos cuidados com o aterramento da instalação e do equipamento é necessário o uso de cabos blindados para os transmissores de corrente (4 a 20mA) ou tensão (0 a 10V) a fim de se preservar a integridade dos sinais em ambientes onde existam muitas interferências eletromagnéticas geradas por ondas de TV. Esta é a principal razão pela qual os equipamentos devem estar aterrados. como as ondas de rádio. 5) Utilize dispositivo de proteção DR (Diferencial Residual) contra choque elétrico (contato direto ou indireto) com sensibilidade de 30mA.4. Para definir o calibre do disjuntor utilizar a máxima corrente de operação. A Interferência Eletromagnética (EMI) está se tornando uma das maiores causas de perturbações geradas nas transmissões de dados em equipamentos eletrônicos. caso o sistema de aterramento do local onde o equipamento será instalado possua um valor maior do que o apresentado será necessário fazer um sistema isolado para o equipamento. devem ter um tratamento especial pelos profissionais durante a instalação. 4) No caso de circuitos relativamente longos é necessário levar em conta a queda de tensão admissível. indicada na tabela de dados elétricos. Esta condição é extremamente importante para atenuar a interferência de rádio freqüência e campos eletromagnéticos que possam interferir no funcionamento correto do equipamento. As perturbações de origem interna são geradas dentro do ambiente onde trafegam os cabos (de dados ou outros tipos. Seção do cabo de 0. com características de não-propagação e auto-extinção da chama. de acordo com as normas vigentes. telefones celulares. tomando medidas que venham atenuar ou eliminá-las. Utilizado a corrente máxima para selecionar o fusível encontrado no mercado. Os motivos dessas perturbações estão nos efeitos causados pela EMI. UNIDADE INTERNA Diâmetros dos Cabos Dados Elétricos da Unidade Interna . As perturbações de origem externa são causadas por ondas eletromagnéticas vindas de outros componentes que também estão instalados no mesmo local e que causam interferências direta ou indiretamente nos cabos de dados. Utilizado a corrente máxima para selecionar o DR encontrado no mercado.75mm . Ao ligar equipamentos é necessário que os equipamentos tenham o mesmo referencial para que não haja uma grande corrente entre eles. 8) Tipo de fusível: categoria de utilização gG (para aplicação geral e com capacidade de interrupção em zona tempocorrente) ou tipo ação retardada. dar preferência para disjuntores com 100% de capacidade de interrupção de Icu. rádios.6/154 DADOS ELÉTRICOS 6. motores e geradores ou que não estejam corretamente aterrados. como os de energia). TV.

DADOS ELÉTRICOS 6.5. ESQUEMAS ELÉTRICOS 6/155 .

0 Apenas para Conector de Serviço para Mecanismo de Descarga do Dreno Caixa de Controle Elétrico da Unidade Interna OBSERVAÇÃO: Todo equipamento de fiação feita no local deve cumprir com as normas locais.0 RCD-4.0) 6/156 DADOS ELÉTRICOS . Linha de Operação DC5V Entrada ÚConexão Feita no Local RCD-1.0 Placa de Circuito Impresso DIAGRAMA DE FIAÇÃO ELÉTRICA (PARA MODELOS: RCD-1.Marca Fusível Chave de Bóia Termostato Interno p/ Motor do Ventilador Motor p/ Mecanismo de Descarga do Dreno Motor p/ Ventilador Interno Motor p/ Defletor Automático Válvula Expansão Controlada por Micro computador Filtro de Ruído Placa de Circuito Impresso Conector na PCB Modulação por Largura de Pulso Placa de Terminais Transformador Termistor Relé na PCB Terminais Conector na PCB Conector Dip Switch para Configuração Nome Peças Opcionais Conexão Feita no Local Fiação Feita no Local Fiação de Aterramento Fiação de Fábrica ÚConector p/ 240V Conector p/ 220V Apenas para ÚConexão Feita no Local Alarme Saída Líquido Controle Remoto (PC-P1H) Gás Apenas para RCD-4.0 ~ 5.0 e 5.0 a 3.0 e 5.

DADOS ELÉTRICOS 6/157 .

6/158 DADOS ELÉTRICOS .

DADOS ELÉTRICOS 6/159 .

Principal Principal ALTA TENSÃO Energia ENTRADA Conector p/ 220V SAÍDA Entrada OBSERVAÇÃO: Todo equipamento de fiação feita no local deve cumprir com as normas locais.0 / 2.5) Saída Líquido Gás ? – ·· – ·· – -–-–-– ––––––– Marca CA CN 1~n DSW 3 DSW 5 DSW 6 DSW 7 RSW EFR1 EFS1 ITI LD1~3 MIF MV PCB RCS RSW SSW TB THM1 THM2 THM3 THM5 TF YME YLO YSLO YH1 Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Peça Opcional Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Na PCB Observações Relé p/ Derivação do Motor do Ventilador (Muito Baixa) Bobina DC Relé p/ Derivação do Motor do Ventilador (Alta) Bobina DC Terminais Coneção feit a no local Fiação feita no local Fiação de Aterramento Fiação de Fábrica Relé p/ Derivação do Motor do Ventilador (Média) Bobina DC Relé p/ Derivação do Motor do Ventilador (Baixa) Bobina DC Código de Alarme Motor p/ Ventilador Interno Válvula de Expansão Placa de Circuito Impresso Controle Remoto Configurações do nº da Unidade Interna Chave Deslizante Placa de Terminais Termistor de Ar de Entrada Termistor de Ar de Saída Termistor do Tubo de Líquido Termistor do Tubo de Gás Transformador Termostato Interno p/ Motor do Ventilador Interno Nome Capacitor p Ventilador Interno Conectores Código da Capacidade da Unidade Nº do ciclo refrigerante Código dos Modelos das Unidades Recuperar Fusível/Seletor do Controle Remoto Configurações do nº da Unidade Interna Fusível Fusível Controle Remoto 3 fios PC-2H2 Controle Remoto 3 fios PC-2H2 Caixa de Controle Elétrico da Unidade Interna 6/160 DADOS ELÉTRICOS . Controle das derivações Localização dos soquetes na Placa de Circuito Impresso (Sensor do defletor) Chave Principal Chave Principal para comunicação 2 fios (PC-P1H) Conector p/ 240V DIAGRAMA DE FIAÇÃO ELÉTRICA (Para Modelos: RPF(I)-1.

DADOS ELÉTRICOS 6/161 .

: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 .6/162 DADOS ELÉTRICOS OBS.

: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 6/163 .DADOS ELÉTRICOS OBS.

6/164 DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 .

DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 6/165 .

6/166 DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 .

: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 6/167 .DADOS ELÉTRICOS OBS.

6/168 DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 .

DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 6/169 .

6/170 DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 .

DADOS ELÉTRICOS OBS.: para melhor visualização consulte catálogo IHMIS-SETAR010 6/171 .

3 Pd.s THM7~5 FANM CT2~5 DCL CB NF1~11 C1.3 TB1~4 ELB Apenas p/ RAS40. 42 Fiação de Fábrica Fiação de Aterramento Fiação Feita no Local Fornecida no Local Apenas p/ RAS40.2. 42 OBSERVAÇÃO: Todo equipamento de fiação feita no local deve cumprir com as normas locais Linha de Operação p/ Unid. Interna DC5V (Gás de Descarga) Apenas p/ RAS40. 42 Nome Motor para Compressor Aquecedor do cárter Válvula de Expansão Controla por Micro-computador Sensor p/ Pressão de Refrigerante Termistor Módulo Ventilador Transformador de Corrente Reator Capacitor Filtro de ruído Capacitor Placa de Terminais Dijuntor Diferencial 6/172 DADOS ELÉTRICOS .2. 42 Apenas p/ RAS40.DR (Tubo de Evaporação (Gás de Descarga) (Ambiente) Marca MC1~5 CH1~5 MV1.

1.CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7 CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.1 RAS5 7/173 .1 UNIDADES EXTERNAS 7.

1.7/174 7.2 RAS8 CICLO DE REFRIGERAÇÃO .

CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.3 RAS10 e 12 7/175 .1.

7/176 CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7. RAS14 e 16 .4.1.

CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.5 RAS18 e 20 7/177 .1.

6 RAS22 CICLO DE REFRIGERAÇÃO .7/178 7.1.

1. RAS24 e 26 7/179 .CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.7.

1.8.7/180 CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7. 30 e 32 . RAS28.

36 e 38 7/181 .1.9. RAS34.CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.

10. RAS40 e 42 .7/182 CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.1.

2 UNIDADES INTERNAS LEGENDA Descrição Filtro Válvula de Expansão Eletrônica Distribuidor Trocador de Calor da Unidade Interna Linha de Gás Linha de Líquido Conexão Roscada Tubulação de Interligação Item F VEE D EV LG LL RPC / RCD / RPK / RPF / RPFI Unidade interna Ev D VEE F F 7/183 .CICLO DE REFRIGERAÇÃO 7.

7/184 CICLO DE REFRIGERAÇÃO RPDT8FSNB / RPDT10FSNB RPPT8FSNB / RPPT10FSNB 8 e 10HP EVAPORADOR FILTRO S S S S VÁLVULA DE EXPANSÃO ELETRÔNICA FILTRO LL LG RPDT16FSNB RPPT16FSNB 16HP EVAPORADOR FILTRO S S S S S S S S VÁLVULA DE EXPANSÃO ELETRÔNICA FILTRO LL LG .

11 Botão ON/OFF TIMER.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/185 8 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. Cool. Se a chave principal não estiver DESLIGADA. pressionar o botão “RESET”. aquece. Este também pára o procedimento em operação .RUN (Indicação da execução de teste) Checa ( Indicação de verificação). Então. desumidificação. 20 Indicador Swing Louver Indicador “DEFROST” o Indicador do Modo de Operação Indica o modo de operação selecionado: Fan. ajuste a velocidade do ventilador em HIGH ( alta) ou Médium (media).Desligue a chave principal quando o sistema for parada por um longo tempo período de tempo. 14 Botão TEMP (ajuste de temperatura) Indicação Botão de Operação 15 T. Heat. (Cool/Heat) (ventilação. Dry. é dada uma carga excessiva ao compressor em operação de aquecimento. A indicação do filtro desaparecerá e o próximo tempo de limpeza do filtro é reiniciado. Estes teste aparecem quando “TEST RUN” ou “CHECK” estão sendo executados.No caso de selecionar a velocidade do ventilador como baixa e a temperatura externa for maior que 21°C. Auto. desde que os dispositivos de segurança possam ser ativados. . é recomendado que o sistema seja checado pela assistência técnica. resfria. .Não utilize este sistema como equipamento de controle de umidade e temperatura constantes. utilizado para ativar ou desativar a operação do temporizador Ao abrir a tampa puxar no sentido da seta indicada i OBSERVAÇÕES: . porque o aquecedor de óleo sempre energizado durante a parada do compressor. . 16 Indicador ABNML (Alarme) Indicador “FILTER’ 17 Indicador SET TEMP ( Ajuste da Temperatura) 18 ON/OFF Timer (Indicador de operação do temporizador) Indicador de código de alarme Indicador “ NO FUNCTION” modelo: PC-P1HE n Indicador da velocidade do ventilador Indicador de ventilação Indica a velocidade do ventilador selecionada (High/ Medium/Low) (Alta/Média/Baixa) Indica o trocador de calor total selecionado A/C apenas ar condicionado VENTI apenas ventilação A/C = VENTI quando ambos são selecionados 19 CENTRAL (Operação do indicador de controle central) Indica que a estação central ou CS-NET está em operação.PC-AR Display de cristal líquido (LCD) 12 Botão CHECK 13 RESET (botão de inicialização do filtro) Após a limpeza do filtro de ar.Quando o sistema é ativado após uma longa parada maior que 3 meses aproximadamente. há consumo de energia. auto (resfria/aquece)) p Indicador de operação (Led verde) q Botão RUN/STOP r Botão MODE ( seleção do modo de operação) s Botão FAN SPEED (Seleção da velocidade de ventilador) t Botões de Operação do painel (p/cima e p/ baixo) u Botão VENTI (operação do ventilador) v Botão LOUVER (operação Defletor Oscilante) w Botão TIME (Ajuste de tempo) aumenta e diminui o ajuste de tempo p/ operação do temporizador.1 CONTROLE REMOTO COM DISPLAY DE CRISTAL LÍQUIDO . .

● AVISO: . ■ Não pressione o botão CHECK. AQUECIMENTO.30°C) . 8. DESUMIDIFICAÇÃO E OPERAÇÃO DO VENTILADOR Antes da Operação Energize o sistema por aproximadamente 12 horas antes de dar partida após um longo período desligado. COOL.Ligar a alimentação (ON) Três linhas verticais aparecerão no display de cristal líquido 2 A/C ou VENTI é indicado no display de cristal líquido .Pressionar OFF (STOP) Pressionar novamente RUN/STOP. a velocidade é automaticamente alterada para LOW. 19°C em caso do modo COOL. então a configuração diária não é necessária . poderá danificar as peças plásticas. eo modo de operação é mudado para condição normal.No caso do botão CHECK ser pressionado equivocadamente e o modo de operação ser mudado p/ modo de verificação.1. A Temperatura é diminuída em 1°C pressionando-se DRY e FAN. (A figura mostra quando ajustado em 28°C). Certifique-se de que a unidade externa não está coberta com neve ou gelo. ! ATENÇÃO: .8/186 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. a indicação é alterada na ordem de HIGH (alta). MED (média) e LOW (parada). velocidade do ventilador e direção do defletor de ar. 17°C em caso de modo HEAT). ■ Ajuste da Velocidade do Ventilador Pressionar o botão FAN SPEED. A Condição de ajuste é memorizada após uma vez ajustada.1. PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO P/ RESFRIAMENTO. Não inicie o sistema imediatamente após energizá-lo. a indicação é alterar na ordem de COOL (frio). ■ Ajuste da Temperatura Ajustar a temperatura pressionando os botões TEMP ou A Temperatura é aumentada em 1ºC pressionando-se (Max.Pressionar o botão RUN/STOP ( funcionar/parar) O indicador RUN (vermelho) está ON. devido a este não estar bem aquecido. Ao pressionar repetidamente o botão MODE. No caso de se necessária uma mudança na configuração .Pressionar o botão MODE. e não pode ser mudada ( entretanto. HEAT ( quente). VELOCIDADE DO VENTILADOR E AJUSTE DA DIREÇÃO DO DEFLETOR DE AR. a indicação mostra a atual condição de ajuste). (A figura mostra quando configurado em velocidade MED) i OBSERVAÇÃO: No caso de modo DRY (desumidificar). Para operação padrão. recorrer ao “procedimento de operação para configuração da temperatura. DRY e FAN) (A figura mostra quando o modo “COOL” é selecionado). velocidade do ventilador e direção do defletor de ar) . ( Mín. Se a Temperatura de água for maior do que 50°C. i Observação: Pode ocorrer um caso onde a operação ventilação é executada por aprox.1.O botão CHECK é utilizado apenas para assistência técnica . Ao pressioná-lo repetidamente.2 PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO PARA TEMPERATURA. Se necessário remova com água quente (menos de 50°C). DRY ( desumidificar) e Fan ( ventila) ( No caso do modelo somente frio. pois pode causar falha do compressor. . O sistema é indicado automaticamente i OBSERVAÇÃO: Ajuste de Temperatura. mín. e pressione-o mais uma vez após 10 segundos. pressionar novamente o botão CHECK por aproximadamente 3 segundos. O sistema é automaticamente parado. ajustar a velocidade do ventilador em HIGH. 2 minutos após o término da operação aquecimento. . O indicador RUN ( vermelho) está em OFF.

Este é parado. . ajuste a velocidade do ventilador em HIGH ou MED.4. 0.A Temperatura entre as operações de resfriamento e aquecimento é relativamente grande no caso de se utilizar esta função.5 hora) . PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO P/ OPERAÇÃO DO TIMER (TEMPORIZADOR) . 8. a indicação é alterada na ordem de A/c . ATENÇÃO ■ Ventilação Pressionar o botão VENTI Ao Pressionar repetidamente o botão VENTI. i OBSERVAÇÃO: . “ No Function” ( sem função).VENTI e A/C + VENTI. Por esta razão esta função não pode ser utilizada p/ o condicionamento do ar em uma sala onde é exigido controle acurado de temperatura e umidade.Quando oscilando automaticamente As indicações movem continuamente correspondendo ao defletor oscilante i OBSERVAÇÃO: No caso de operação aquecimento. . se menor do que 3ºC é mudada. o ajuste de tempo é automaticamente indicado em 8.Quando parado A indicação mostra a direção da fluxo de ar. o ângulo do defletor é automaticamente alterado. Conta-se seu distribuidor ou revendedor HITACHI para maiores informações .0 horas) e diminuído em 0. . pisca por 5 segundos. No caso do modo ser alterado p/ A/C durante operação individual do trocador de calor .No caso em que o período de tempo necessário não estiver configurado.0 horas. . PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO PARA VENTILAÇÃO Esta função está disponível apenas quando o trocador de calor total estiver conectado. a operação é mudada p/ modo COOL. Ao pressionar repetidamente o botão SWING LOUVER.1. Pressionar novamente este botão. No caso da temp. 8.Pressionar o botão TIME ▲ ou ▼ e configurar seu período de tempo necessário . Observação: Contatar seu distribuidor ou revendedor HITACHI para maiores informações. a operação pára freqüentemente pela operação do dispositivos de proteção. a operação aquecimento não estará disponível. PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO PARA OPERAÇÃO DE RESFRIAMENTO / AQUECIMENTO AUTOMÁTICOS A operação de resfriamento/ aquecimento automático é preciso ser ajustada pela função opcional.O ajuste do tempo é aumentado em 0. No caso do modo ser alterado p/ VENTI durante a operação individual do condicionador de ar.3.5. ( A figura mostra quando ajustado 8. Em tais casos. o defletor para.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/187 ■ Ajuste da Direção do Defletor Oscilante Pressionar o botão SWING LOUVER. Esta função é para alterar o modo de operação.5 hora pressionando-se o botão ▲ (Max 24. 8.1. modo HEAT.5 horaa pressionando-se o botão ▼ (Min.Pressionar o botão ON/OFF TIMER “ON TIMER” é indicado no caso do sistema estiver parado. externa for maior que aproximada 21°C. o defletor começa a oscilar.1. este é parado. Quando os prrocedimentos abaixo são executados sem o tuveador de calor conectado.No caso de operação aquecimento em velocidade do ventilador em LOW. resfriamento ou aquecimento automaticamente de acordo com a diferença de temperatura entre a temperatura de ajuste e a temperatura do ar de sucção. o defletor para e oscila repetidamente. “OFF TIMER” é indicado no caso do sistema estiver em operação (A figura mostra quando ajustado “ON TIMER”) . . (A figura mostra quando configurado “A/C + VENTI”).Cancelar Pressionar o botão ON/OFF timer novamente. do ar de sucção for maior que a ajustada em 3°C.No caso da temp.5 horas p/ operação do timer) .

indica a operação do defletor continuamente.) Aprox. 40° Aprox. Aprox.. Aprox. AVISO: Defletor Horizontal Defletor Horizontal Um ajuste 50° Variação dos ângulos . 45° Resfriamento Desumidificação Aprox. Quando a temperatura do ar de saída excede aproximar 30°C.No caso de operação de resfriamento e desumidificação. o ângulo do ar de descarga pode ser mudado em 5 posições. 45° Aprox. A faixa de variação do ângulo de oscilação é de aproximadamente 70° da posição horizontal à posição descendente. Aprox.Quando os defletores são fixados em um ângulo 55° RCI. 35° (aprox. Aprox. Aprox. 45° Variação dos ângulos Osilante 3. e então pressione o botão novamente quando o defletor alcançar a posição exigida Fixação de Defletor 3. 50° 55° 60° Aprox.O ângulo do ar de descarga é fixo ( em 20° p/ série RCI e 40° p/ série RCD) durante a partida da operação aquecimento e descongelamento quando o termostato está em ON. O defletor oscilante deve ser ajustado manualmente neste caso. Aprox.6. Ajustar os defletores verticais manualmente para o insuflamento de ar na direção requerida.) Aprox. Quando a marca se move . 45° 50° 55° Aprox. os defletores serão automaticamente fixado sem um ângulo 45° RCI e 60° RCD. Aprox. primeiro pressione o botão SWING LOUVER para iniciar a oscilação do defletor. 65° 70° Variação dos ângulos Variação dos ângulos Aquecimento : Ângulo recomendado RPK (Tipo Parede) Indicação Ângulo Defletor Aprox. 40° (aprox. PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO P/ AJUSTE DO DEFLETOR OSCILANTE 1.Para fixar a posição do defletor. Variação dos ângulos Aquecimento Não girar o defletor de ar com as mãos. Defletor Vertical Aprox.Ajustar os defletores verticais manualmente para insuflamento de ar na direção requerida . 30° 35° 70° RCD (Tipo Cassette 2 vias) Indicação Ângulo Defletor Aprox. os defletores de ar são Defletor Vertical parados em posição final automaticamente. No caso de operação de aquecimento. 65° 70° Variação dos ângulos Aquecimento : Ângulo recomendado RPC (Tipo Teto Aparente) Indicação Ângulo Defletor (aprox.O ângulo do ar de descarga é fixado ( em 20° para a série RCI e 40° p/ série RCD) durante a partida da operação aquecimento e descongelamento quando o termostato está ON. Quando a Temperatura do ar de saída alcança valor maior do que aproxima 30°C.Quando a operação oscilante do defletor não é exigida. pressionar novamente o botão SWING LOUVER. o defletor oscilante inicia sua operação . 2. i OBSERVAÇÃO: Há um tempo de atraso entre o ângulo atual de defletor e a indicação do cristal liquido. 15° al Resfriamento Desumidificação Aprox. Se movê-lo. 30° 40° Variação dos ângulos Aquecimento : Ângulo recomendado ● Ajuste Automático do defletor . O defletor moverá uma oscilação extra. 65° RCD ou ambos 70° durante operação aquecimento e o modo de operação é mudado para operação de resfriamento. 50° 55° 60° Aprox. Aprox. poderá danificar o mecanismo do defletor! ( em todas as unidades) Tipo Teto Aparente (RPC): O defletor vertical estão divididos em módulos. pode ser mudado em 7 posições. 4. Aprox. 40° (aprox. 60° 80° . Quando o botão SWING LOUVER é pressionado. Aprox. Aprox. 60° 70° Variação dos ângulos Aprox. 25° Resfriamento Desumidificação Aprox. OBSERVAÇÃO: Para modelos sem defletor oscilante automático as indicações acima não está disponíveis através do controle remoto.8/188 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8.1. i Aprox. O Ajustando defletor é parado no ângulo indicado pela direção da o Defletor marca RCI (Tipo Cassette 4 vias) Indicação Ângulo Defletor Aprox. Aprox. Aprox.) 1.Quando o botão swing louver é pressionado. Aprox. Aprox. 55° : Ângulo recomendado Tipo Parede (RPK) . o defletor não parará imediatamente. 2. 20° (aprox. a oscilação dos defletores é indicada.) Horizontal Aprox. Aprox.) Resfriamento Desumidificação Ângulo Defletor Aprox. os defletores oscilantes são ativados.Quando a operação da unidade é parada.Não oscilar uma pá para o lado esquerdo e duas pás à direita da defleção vertical.

. a velocidade do ventilador é alterada p/ LOW. A indicação “FILTER” irá apagar. i OBSERVAÇÃO: Em caso de utilizar o controle remoto para a unidade interna do tipo parede. ■ Ruído Elétrico Poderá haver situações em que todas as indicações estão apagadas e a unidade é parada. INDICAÇÃO QUANDO EM CONDIÇÕES NORMAIS ■ Termo-Controlador Quando o termo –controlador está operando. Entretanto. O defletor é fixado na posição horizontal. o código do modelo e o numero de unidades internas conectadas são indicados no display de cristal liquido. Limpar o filtro. 8. e a indicação não é mudada. a indicação do defletor do display de cristal liquido continua ativada. remover os conectores (CN25) conectados ao PCB interno. O Ventilador interno tem sua velocidade reduzida até parar. etc. os itens acima para cada unidade interna são indicadas uma a uma.8. Quando a unidade é parada durante a operação descongelamento. a indicação “DEFROST” será sinalizado. Verificar os conteúdos das indicações e contate seu distribuidor ou revendedor HITACHI. ■ Filtro Entupimento do filtro A indicação “FILTER” será sinalizado quando o filtro estiver saturado com poeira.1. Isto ocorre pela ativação do micro computador p/ a proteção da unidade do ruído elétrico. (Apenas na operação aquecimento) ■ Descongelamento Quando a operação descongelamento é executada. No caso de falha de energia instantânea dentro de 2 segundos. e a unidade é parada após encerrar a operação descongelamento. a operação continua com a indicação “DEFROST”. “ALARM” é indicado no display de cristal líquido.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/189 8.Pressionar o botão RESET após limpar o filtro . o código de alarme. No caso das unidades internas múltiplas estarem conectadas. Código de Modelo Indicado por um segundo alternadamente Nº de Unidades Internas Conectadas Código de Alarme .1. Se não removidos. Entretanto. Uma vez que a unidade é parada por falta de alimentação. a unidade será reiniciada automaticamente. Os dados armazenados não podem ser deletados a menos que o controle remoto seja inicializado. Número da Unidade Interna Código de Alarme ■ Falha de Alimentação Todas as indicações estão apagadas. INDICAÇÕES QUANDO EM CONDIÇÕES ANORMAIS ■ Anormalidade O indicador RUN (vermelho) pisca.7. Executar os procedimentos de partida novamente. sujo. a unidade não será novamente iniciada mesmo se a energia se normalizar. o indicador RUN (vermelho) está desligado. O número da unidade interna. a unidade pode não funcionar. (A figura mostra quando a configuração “DEFROST” sendo sinalizado.

.Alta t Botão de ajuste FAN SPEED. Selecione pela estação central ou outro controle remoto.PC-P5H E PC-ARH o p ºC n q r u s HITACHI t n Indicação de Temperatura o LED de operação (vermelho) p Botão RUN/STOP (liga/desliga) q Botão de Ajuste de Temperatura r LED FAN SPEED ( Velocidade do ventilador) (verde) s Botão de ajuste FAN SPEED. Pressionar o botão Z. u. . Pressionar o botão Z. . 3. A temperatura ajustada é indicada no display n. pressione o botão Z. O ajuste da velocidade do ventilador está indicada pelo LED verde r.A operação do refletor oscilante não está disponível. Selecionar uma das velocidades do ventilador pressionando s. Para ligar a unidade interna.Baixa PC-ARH ■ Para Iniciar 1. Auto-Swing (oscilação automática). Ajustar na temperatura necessária pressionando-se o botão q. ºC ■ Para parar 1. O LED vermelho o acenderá. i OBSERVAÇÃO: . o processo inicial começará. o ajuste não está disponível.2 CONTROLE REMOTO OPCIONAL .Média u Botão de ajuste FAN SPEED. 2.No caso do modo do controle remoto não disponível for configurado pela estação central. O condicionamento de ar é parado e todos os LEDS são apagados.Pré-definido. os botões 4. Para reiniciar. t.8/190 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8.

o modo de funcionamento. os passos 1 a 5 e Auto Swing estão disponíveis). para a unidade interna. (2) Este botão é usado para inicializar o controle da causa da anomalia. wBotão do Timer (Temporizador) Quatro botões controlam a operação do timer O ajuste de tempo pode ser mudado ao pressionar “ON TIME” ou “OFF TIME” e é ajustado ao pressionar o botão “SET”. etc. Ao pressiona-lo. o indicador de transmissão pisca no display de cristal líquido. Ao enviar comandos. Se o botão for pressionado novamente. A distância máxima para transmissão será menor no caso em que a direção de transmissão não seja perpendicular em relação ao receptor ou se houver uma lâmpada do tipo eletrônico ou fluorescente no ambiente envolvido. o funcionamento do temporizador. de modo a que os comandos sejam enviados ( por raios infravermelhos) para a unidade interna. sTecla de seleção do MODE ( modo de operação) Ao pressionar repetidamente o botão MODE. os ciclos da unidade através dos diferentes modos de operação na ordem HEAT(aquece). etc. oMarca de transmissão: pDisplay de cristal líquido: São indicados os ajustes de temperatura. A velocidade do ventilador é alterada seqüencialmente – apertado o botão: HIGH (alta) . retornará ao modo FAN. uTecla TEMP (temperatura): °C O ajuste de temperatura pode ser alterado apertando este botão. O indicador indica o modo selecionado (a velocidade do ventilador é fixa (Low ) durante a desumidificação (DRY). rA tecla de seleção FAN SPEED (velocidade do ventilador): A velocidade do ventilador poder ser selecionada com este botão. etc. O visor de cristal líquido irá sinalizar apenas a operação selecionada. para o receptor da unidade interna. Para selecionar a auto-operação. a posição do do defletor de ar. o modo do fluxo de ar. Aponte o transmissor do controle para receptor da unidade interior e pressione o botão da operação desejada. após a limpeza do filtro. DRY (desumidifica). A operação do Timer pode ser cancelada utilizando “CANCEL” ( cancelar) . tTecla LOUVER ANGLE (ângulo do defletor) PC-LH3A Este controle é utilizado para enviar comandos do modo de funcionamento. pressionar o botão por mais de 3 segundos. A figura acima mostra os itens indicados apenas para facilitar a explicação da operação.3 CONTROLE REMOTO SEM FIO OPCIONAL – PC-LH3A qTecla RUN/STOP (funcionar /parar). nTransmissor: Aponte esta parte do controle remoto sem fio. do ajuste do temporizador. perpendiculares à unidade. o ângulo é mudado na seguinte ordem (nos modos de operação de resfriamento ou desumidificação. O ângulo do fluxo de ar e do defletor de ar automático pode ser ajustado com este botão. O diagrama do display mostrado à esquerda é apenas com propósito explicativo. após a sua resolução. Quando o botão é pressionado a unidade entra em operação. vTecla RESET (inicializar): “RESET” (1) Esta tecla é usada para DESLIGAR a sinalização “FILTER’ (filtro) da zona de indicação da unidade interna. COOL (resfria) e FAN (ventila). e pára quando pressionado novamente. quando a unidade é parada pelos dispositivos de proteção etc. O display diferirá durante a operação atual.MEDIUM (média) LOW (baixa) .OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/191 8.

Quando os comandos são enviados. PROCEDIMENTO DE OPERAÇÃO Quando se está operando o controle. a distância capaz para transmissão cai pela metade quando o ângulo de transmissão é de 50° e também se torna menor em caso de uma luz artificial ser utilizada na sala. Entretanto.1. 50° (diretividade) Receptor Indicador de transmissão" " pisca uma vez Controle . A lâmpada de indicação " " (amarela) acende por um instante Linha vertical entre o transmissor e o receptor Dentro de aprox. envie os comandos novamente. os comandos do controle podem ser recebidos por ambas as unidades internas.3. a indicação “ display de cristal líquido do controle pisca uma vez. A função que identifica cada unidade interna não é aplicável.8/192 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. O transmissor do controle interno possui a diretividade vertical para o receptor e o ângulo permissível para a transmissão está dentro dos 50°. ” no A lâmpada de indicação (amarela) no receptor da unidade interna acende por um instante quando a unidade interna recebe os comandos. Os comandos da operação são enviados pressionando o botão de operação requerido ao apontar o transmissor para o receptor da unidade interna. os comandos não são recebidos pela unidade interna. Em caso de duas unidades internas serem instaladas lado-a-lado. aponte o transmissor em direção ao receptor da unidade interna e pressione o botão para a operação necessária como segue. Neste caso. ! ATENÇÃO: No caso da lâmpada de indicação (amarela) não se acender mesmo que os comandos tenham sido enviados.

OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/193 8.3. PC-ALHD. Modelos Aplicáveis: PC-ALH Operar/Parar Resfriamento Operar/Parar Aquecimento Modelo RCI RCD RPC RPI RPK RPFI Na parede (remoto) No painel PC-ALHZ PC-ALH PC-ALHD – – – – Dip Switch i OBSERVAÇÃO: No caso de outro controle remoto for usado junto com o PC-ALH.3. PC-ALHD Operar/Parar Resfriamento Operar/Parar Aquecimento Dip Switch PC-ALHZ Operar/Parar Resfriamento Operação Descongelamento Dip Switch Operar/Parar Aquecemento Filtro Timer 8.2. KIT RECEPTOR Um destes kits é necessário para receber o sinal ao utilizar o controle remoto sem fio (PC-LH3A). ajustando o pino 1 do SW3 em ON (ver página seguinte).3. Modelos No painel Para Cassette Tipo 4 vias PC-ALH Para Cassette Tipo 2 vias PC-ALHD . PC-ALHZ um deles deve ser configurado como “escravo”. CONTROLE SEM FIO DO PAINEL DE AR Os painéis de ar para controle sem fio contém o receptor e é necessário para unidades internas tipo cassette de 4 e de 2 vias quando utilizam controle remoto sem fio (PCLH3A).

no máximo dois kits receptores para controle sem fio podem ser instalados. 1.3. configure “main” (principal) e “escravo” para fins receptores pelos seguintes procedimentos.8/194 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. ( ) e ( ) simultaneamente durante mais de 3 segundos. 2. Pressione e defina o serviço em .4. Pressione os botões ( ). 3. Pressione os botões CHECK e RESET simultaneamente durante mais de 3 segundos para aceitar o modo de ajuste opcional. Pressione o interruptor para definir o número adequado. Selecione o código pressionando o botão TIME . No caso de utilizar dois kits receptores para controle sem fio. configuração da rotary switch. 16 unidades) simultaneamente pelo controle remoto. deve-se utilizar o receptor remoto o PC-ALHZ. etc. NOTA: . Pressione o botão para definir o número adequado como é mostrado na ilustração (secundário ou principal). Parte traseira do receptor ■ Procedimentos de Fiação entre Unidades Internas 1.As unidades RPK que possuem receptor incorporado. 4. Se necessário utilizar kits receptores múltiplos para controle sem fio. Pressione ( ) três vezes até que o número do modo seja “5”. PC-AR: Conector do Controle principal Conector do Controle remoto secundário Ao mudar este ajuste. Retire a tampa frontal. Pressione CHECK. ou inserir o cabo de controle no conduite metálico e aterrar uma das extremidades. não podem ser conectadas para operação multipla.É possível também combinar controles com e sem fio em um mesmo grupo de unidades. 5. 2. ! COM FIO Controle Remoto (Principal) Controle Remoto Opcional (escravo) SEM FIO Receptor (Principal) AVISO: Desligue todas as fontes de energia antes de executar fiação. e sem o kit receptor (para controle com fio) para as demais unidades. Efetue a fiação como segue O comprimento total do cabo deve estar dentro de 500m. desligar a alimentação de todas as unidades internas após voltar ao modo normal. como mostrado na ilustração (escravo ou principal) Conector do Controle principal Conector do Controle remoto secundário ■ Ajuste de um kit receptor secundário para controles sem fio PC-ALH/ALHD/ALHZ: 1. Controle s/ fio Padrão Padrão Unidade padrão como (escravo) ou s/ receptor devem ser unidades padrão ■ Ajuste do kit receptor escravo para controles com fio PC-ARH: 1. Rotary Switch PCB Receptor PCB . 2. 2. . Ajuste a chave n° 1 do comutador DIP SW3 na posição ON. OPERAÇÃO PARA UNIDADES INTERNAS MÚLTIPLAS ■ Instalação de Unidades para Controle Remoto sem Fio No caso de operação de unidades internas múltiplas (máx. Fixe o cabo de controle entre as unidades internas com braçadeiras para não encostar no cabo de alimentação dentro da unidade interna. o painel de ar para controle sem fio deve ser aplicado apenas à unidade para operação. 3. Manter uma distância maior do que 30m entre o cabo de controle e o cabo de alimentação. Se deseja utilizar simultaneamente várias unidades RPK com um único controle sem fio.

O rotary switch deve iniciar na posição 1. 15º unid. AVISO: Desligue todas as fontes de energia antes de executar fiação. 4. 7º unid. Em tal caso. o número não pode ser indicado por alguns modelos.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 3. 2º unid. 11º unid. Configure os rotary switch e RSWs na placa de circuito impresso na caixa elétrica de cada unidade interna como mostrado na próxima figura. 9º unid. 6º unid. Configuração RSW . 14º unid. 10º unid. 4º unid. 8/195 1º unid. verificar o número pelo controle com fio PC-AR. Verifique o número de Unidades Internas conectadas quando da operação do teste. i ! OBSERVAÇÃO: A indicação de 7 segmentos do receptor (ver página anterior) mostra o número de unidades conectadas no caso onde o teste em operação é executado pelo controle. 3º unid. configuração da rotary switch. 13º unid. Entretanto. 8º unid. 16º unid. etc. 5º unid. 12º unid.

configuração 2 e configuração 3. e o feriado. o modo SET é desativado e o modo de ajuste muda para o modo de controle. aceita-se o processo de ajuste selecionado. Ao pressionar este botão. Se pressionar novamente. se selecionado 3 Sinalizador do dia atual 4 Sinalizador do dia de funcionamento na semana Ao ajustar o dia de funcionamento.8/196 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. Ao pressionar novamente. o dia selecionado é configurado como o dia de funcionamento e o símbolo acende. Cada modo pode ajustar-se em ON/OFF três (3) vezes ao dia.. PM 00:00-11:59). apaga-se ou cancela-se o dia selecionado.--.4 TEMPORIZADOR DE 7 DIAS PSC-5T e PSC-A1T Área do display de cristal líquido 8 Tecla de configuração de feriado Ao pressionar este botão quando a indicação SET estiver acesa. 16 Tecla de configuração da hora de ligar e desligar Ao pressionar ou . 5 Sinalizador de funcionamento (lâmpada vermelha) 6 Tecla de alteração do modo de funcionamento Ao pressionar este botão. seleciona-se o elemento 1. a indicação HOLI acende e o dia selecionado é configurado como feriado. 2 ou 3 da hora de funcionamento (ON TIME) e da hora de parada (OFF TIME). 11 Tecla de configuração do dia de funcionamento Ao pressionar o botão RUN DAY. 15 Tecla de OK Ao pressionar este interruptor. 17 Sinalização de hora de ajuste de ON/OFF configuração 1. é selecionado o modo ativado (A ou B). o símbolo move-se na ordem Sun > Mon > . 7 Tecla de comutação entre os padrões de configuração Existem dois (2) modos (A e B) ajustados para o programa semanal. ajusta-se a hora e minutos. 18 Sinalização da configuração do padrão OBSERVAÇÃO: A hora atual e a hora de ajuste de ON/OFF se indicam em intervalos de 12 horas (AM 00:00-11:59. quando se indica ou pisca a indicação SET. ao pressionar ON/OFF TIMER. Ao pressionar DAY após Sat. este indicador acende. 12 Tecla de alteração das configurações Ao pressionar o botão SELECT. 13 Tecla de alteração da configuração de liga/desliga Quando SET pisca. 9 Tecla de ajuste da hora atual Ao pressionar este botão. Indica as condições de ajuste do dia selecionado. Para abrir a tampa. 14 Tecla de cancelamento da hora ajustada Ao pressionar este botão quando o temporizador estiver ajustado. Modelo: PSC-5T e PSC-A1T 1 Sinalização da hora atual 2 Sinalização da configuração de feriado Indica o modo de operação. a indicação da hora de funcionamento (ON TIME) ou da hora de parada (OFF TIME) muda a -. o temporizador muda ao modo de ajuste da hora de funcionamento/parada (ON/ OFF) e pisca a indicação da hora de funcionamento (ON TIME). Ao pressionar novamente. piscam e 10 Tecla de configuração do dia da semana O dia da semana é selecionado com este botão quando SET aparece indicado ou pisca. a indicação SET acende e o símbolo pisca. o indicador SET e o símbolo pode-se configurar a hora atual. o símbolo volta para Sun.. é cancelado o ajuste de feriado. se selecionam todas as indicações . Ao pressionar este botão. SET ou MONITOR. Se voltar a piscar. . puxar no sentido da seta indicada. > Sat. o temporizador do controle muda o modo de ajuste.

Ajuste o display de “hora” para a hora atual pressionando a tecla “HOUR/MINUTE”. A figura acima exibe a situação de ajustar os minutos para “15”. O display passará para o modo de ajuste da hora atual. o dia atual e a hora atual ficarão ajustados e o modo de ajuste da hora atual passará para o modo monitor. A figura acima exibe a situação em que a hora atual é AM 0:00 no Domingo (Sunday). <Exemplo> Condição / Dia Atual: Sexta-feira. ” no dia atual pressionando a tecla Pressione a tecla “OK” depois de configurar o dia atual. o sinalizador “SET” e a marca “ ” ficarão piscando. O display de minutos permanecerá aceso sem piscar o sinalizador de “SET” será apagado. 3. Pressione a tecla “OK” depois de ajustar a hora atual. a marca “ ” ficará acesa sem piscar e o display de “hora” ficará piscando. Posicione a marca “ “DAY”. Atenção: (1) Para proteção do compressor. forneça alimentação elétrica à unidade por mais de 12 horas antes do funcionamento da unidade. A figura acima exibe a situação de configuração do dia como sexta-feira (Friday). (2) Não corte a alimentação elétrica durante o uso do aparelho de ar condicionado.(Quando a alimentação elétrica for ativada. A figura acima exibe a situação em que a hora de ligar e a hora de desligar não estão configuradas. Hora Atual: 5:15 da tarde (PM) 1. A figura acima exibe a situação de ajuste da hora para 5:00 h da tarde (PM 5). Forneça alimentação elétrica para a unidade. CONFIGURANDO O DIA E HORA ATUAIS Atenção: Durante o modo de configuração.4. a “hora” ficará acesa e os “minutos” ficarão piscando. 5. 4. o ajuste da hora atual não estará disponível quando se estiver pressionando a tecla “PRESENT” por mais de 3 segundos. Pressione a tecla “OK” depois de ajustar os minutos.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/197 8. Ajuste os “minutos” para o horário atual pressionando a tecla “HOUR/MINUTE”. 2. a hora atual não estará configurada).1. . Pressione a tecla “PRESENT” por mais de 3 segundos.

ALTERANDO PADRÃO DE HORÁRIO SEMANAL (A OU B) Há 2 (dois) padrões (A ou B) configurados para a programação horária semanal. o sinalizador de “SET” fica aceso e a marca “ fica piscando. Caso a estação central (PSC-5S) seja utilizada em conjunto. CONFIGURAÇÃO DO ON/OFF TIME Atenção: A. Cada padrão pode ser configurado com 3 (três) horários de Ligar e Desligar para cada dia da semana. será possível ajustar somente a hora de ligar (ON TIME) ou a hora de desligar (OFF TIME). 3. PM 1:00 (ON) / PM 5:00 (OFF) 1. Caso o controle remoto (PC-2H2) seja utilizado em conjunto. . ” A figura acima exibe a situação de alteração do modo de configuração. <Função> Para selecionar o padrão a fim de configurar e operar a programação horária. Selecione o padrão “A” ou “B” pressionando a tecla “A/B”. <Exemplo> Padrão “A”. O temporizador de controle passa para o modo de configuração e o sinalizador de “SET” fica aceso. 8. Consulte a seção “B.4. O padrão a ser ajustado passa de A para B (ou de B para A) ao pressionar a tecla “A/B”.4.2. A figura acima exibe a situação de selecionar o padrão “B”. A figura acima exibe a situação de selecionar o padrão “A”. A programação horária do padrão A ou B pode ser configurada para cada semana e alterada por uma estação. Configuração 2. 1.3. Alterando o Padrão de Programação Horária Semanal (A ou B)”. Pressione a tecla “SET/MONITOR”. 2.8/198 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. ambas as configurações (ON TIME e OFF TIME) são necessárias para as configurações 1. 2 e 3. B. Pressione a tecla “A/B”. Sexta-feira. 2. O modo “SET” é desativado e o modo de configuração passa para o modo monitor. Pressione a tecla “SET/MONITOR”. O temporizador de controle passa para o modo de configuração. (Não é possível ajustar apenas a hora de ligar (ON TIME) ou a hora de desligar (OFF TIME). Pressione a tecla “SET/MONITOR”.

a marca “ ” ficará piscando). Pressione a tecla “ON/OFF TIME”. Depois de ajustar os minutos. A figura acima exibe a situação de selecionar a configuração 2. Nesse caso. Selecione a configuração 1. a programação será a mesma para todos os dias da semana. 4. .. Ao pressionar a tecla “DAY” após “Sat”. 7. Ajuste a hora de ligar (ON TIME) pressionando a tecla “HOUR/MINUTE”. O temporizador passará para o modo de ajuste da hora de ligar e desligar e o display de hora ficará piscando em ON TIME. Sat”. Pressionando-se a tecla “DAY” novamente. A figura acima exibe a situação de alterar o modo de ajuste da hora de ligar e desligar (ON TIME / OFF TIME). (Caso selecione o dia atual.. A figura acima exibe a situação de ajustar para 1:00 h da tarde (PM 1). 6. Ajuste os minutos de ON TIME pressionando a tecla “HOUR/MINUTE”. Ficará piscando o display da hora que você selecionou.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/199 3. 5. pressione a tecla “OK” e os minutos a serem ajustados em ON TIME ficarão piscando. A marca “ ” piscando no dia atual ficará acesa. Depois de ajustar a hora. 2 ou 3 pressionando a tecla ( SELECT ) . A figura acima exibe a situação de selecionar a hora de desligar (OFF TIME) da configuração 2. Ao pressionar a tecla “DAY”. a marca “ ” retornará à posição de “Sun”. a marca “ ” se moverá na ordem “Sun Mon . Pressione a tecla “DAY” para selecionar um dia da semana para o qual deseja configurar o controle de liga/ desliga (ON/OFF). todas as marcas “ ” (de “Sun” a “Sat”) ficarão piscando. A figura acima exibe a situação de selecionar o dia como sexta-feira (Friday). pressione a tecla “OK” e o display da hora de desligar (OFF TIME) ficará piscando.

B. A figura acima exibe a situação de ajustar a hora de desligar (OFF TIME) para as 5 h da tarde (PM 5:00). 2. Ajustando a Hora de Ligar e Desligar” quanto à sinalização da marca “ ”. 8. terça-feira 1. Pressione a tecla “DAY” para selecionar o dia de funcionamento. a sinalização de ON TIME ou OFF TIME é alterada para “-:--”. 3. a configuração será cancelada. O sinalizador de “SET” se apaga e o temporizador de controle passa para o modo monitor. A figura acima exibe a situação de selecionar o dia como terça-feira (Tuesday). A figura acima exibe a situação de selecionar o padrão “B”.4. o sinalizador de “SET” ficará aceso e a marca “ ” ficará piscando. de “C. Consulte o item 3. A figura acima exibe o caso da sinalização da condição de configuração do dia atual. 9. . O temporizador passará para o modo de configuração. Ajuste a hora de “OFF TIME” pelo mesmo procedimento de ajuste da hora de “ON TIME”.8/200 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. Atenção: A. Pressionando-se a tecla “CANCEL” ao ajustar ON TIME (procedimento 6) ou OFF TIME (procedimento 8). Selecione o padrão “A” ou “B” pressionando-se a tecla “A/B”.4. Depois de ajustar a hora de “OFF TIME” o display de “OFF TIME” que está piscando ficará aceso e o modo de ajuste do horário de ligar e desligar passará para o modo de configuração. No caso de se utilizar o temporizador juntamente com outro controlador que não seja o controle remoto (PC-AL) e a estação central (PSC-5S). (Apesar de ter ajustado a hora de ligar e desligar. Pressionando-se a tecla “OK” nessa condição. Pressione a tecla “SET/MONITOR”. CONFIGURAÇÃO DO DIA DE OPERAÇÃO <Função> Para configurar o dia do funcionamento real da programação horária configurada nas páginas de 8 a 10. a operação da programação horária não estará disponível a menos que você configure o dia de funcionamento). será necessário ajustar a hora de ligar (ON) e a hora de desligar (OFF). <Exemplo> Padrão “B”. Pressione a tecla “SET/MONITOR”.

Pressionando-se a tecla “RUN DAY” novamente. o sinalizador de “SET” ficará aceso e a marca “ ” ficará piscando 2. (página 9) da seção “C. Pressione a tecla “SET/MONITOR”. Selecione o padrão “A” ou “B” pressionando a tecla “A/B”. Pressione a tecla “SET/MONITOR”. Configurando a Hora de Ligar e Desligar” quanto à sinalização da marca “ ”. Depois disso. a configuração do dia de funcionamento será cancelada e a marca “ ” ficará apagada. O temporizador passará para o modo de configuração. O sinalizador de “SET” se apagará e o temporizador passará para o modo monitor. o dia selecionado será configurado como dia de funcionamento e a marca “ ” ficará acesa no dia selecionado. Pressione a tecla “RUN DAY”. A figura acima exibe a situação de selecionar o padrão “B”. CONFIGURAÇÃO DE FERIADO (HOLIDAY) <Função> Para cancelar temporariamente a programação horária em funcionamento.4. terça-feira 1. 5. . 3. Selecione o dia a ser configurado como feriado pressionando a tecla “DAY”. Consulte o item 3.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/201 4. A figura acima exibe a situação de selecionar o dia como terça-feira (Tuesday). a operação da programação horária ficará disponível novamente. <Exemplo> Padrão “B”. A operação da programação horária será cancelada somente uma vez no dia configurado como feriado (Holiday). 8. Essa função é utilizada no caso de haver qualquer feriado irregular.5. A figura acima exibe a situação de selecionar o dia como terça-feira (Tuesday).

8. o sinalizador “HOLI” ficará aceso e o dia selecionado ficará configurado como feriado. A figura acima mostra o caso da configuração de cancelamento do temporizador • O cancelamento do temporizador permanece em OFF no dia da configuração e voltará a ON no dia seguinte. VERIFICANDO O CONTEÚDO DA CONFIGURAÇÃO 1. O sinalizador de “SET” será apagado e o temporizador passará para o modo monitor.4.4. Ao utilizar PC-P1H. (Caso todos os dias da semana estejam selecionados. A figura acima exibe a situação de selecionar o dia como terça-feira (Tuesday). PSC-5S ou PSC-5S1 o cancelamento do temporizador anulará quaisquer outros ajustes da unidade. Não é possível operar a unidade pelo controle remoto porque a unidade está efetivamente configurada em “OFF TIME”. por mais de uma semana. Pressione a tecla “SET/MONITOR”. Caso o dia selecionado não esteja configurado como dia de funcionamento (marca “ ” apagada). Pressione a tecla “HOLIDAY”. CANCELAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DO TEMPORIZADOR <Função> Para cancelar a operação agendada Quando a operação agendada estiver em OFF. 5. a configuração “ON TIME” é cancelada. a configuração de feriado será cancelada. por exemplo.Pressione a tecla “DAY” no modo monitor (quando o sinalizador de “SET” for apagado). Nesse caso.6. a configuração de feriado (Holiday) ficará disponível a partir dessa hora e a operação da programação horária ficará cancelada até o próximo dia. . PC-AR. <Procedimento de Ajuste> A indicação de feriado "HOLI" pisca por 2 segundos Pressionar o botão “HOLIDAY” por 3 segundos quando em modo monitor.7. Pressionando-se a tecla “HOLIDAY” novamente. a marca “ ” se moverá e o conteúdo da configuração referente ao dia com a marca “ ” será exibido no display.8/202 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 4. A operação agendada permanecerá em OFF até que o modo de cancelamento seja reiniciado. somente o dia de funcionamento será configurado como feriado). 8. depois de uma semana. Esta função é para utilização quando a operação agendada é para estar em OFF por um longo período de tempo. Atenção: No caso de se configurar o dia atual como feriado. ON TIME OFF TIME HOLI Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat A indicação “HOLI” pisca por 2 segundos. esse mesmo dia não será mais feriado (Holiday). a configuração de feriado não estará disponível para o dia.

a indicação “HOLI” pára de piscar e permanece em ON.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/203 • Pressionando o botão “HOLIDAY” por 3 segundos ao ajustar o outro modo. o cancelamento do temporizador não pode ser operado. primeiro anule o modo de cancelamento do temporizador. Se outra função for necessária. AM ON TIME OFF TIME HOLI Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat • Se o modo de cancelamento do temporizador é anulado. O sinalizador de funcionamento será aceso na hora de ligar (ON TIME) e será apagado na hora de desligar (OFF TIME). • Se a configuração atual é Feriado. ele passará automaticamente para o modo monitor). Caso a operação da unidade interna seja iniciada ou interrompida pelo controle remoto ou a estação central seja utilizada em conjunto com o temporizador. o sinalizador de funcionamento não será alterado. estará sinalizando uma condição anormal no temporizador. Se a queda de energia persistir por mais de 2 semanas. Levará aproximadamente 15 segundos para iniciar (ou interromper) o funcionamento depois da hora de ligar (ON TIME) ou desligar (OFF TIME) de acordo com o controlador utilizado em conjunto. Caso o temporizador seja utilizado com a estação central (PSC-5S). • No modo de cancelamento do temporizador todos os botões exceto o botão “HOLIDAY” são desabilitados. será necessário executar a configuração pela estação central. Se o sinalizador de funcionamento estiver piscando. a unidade retornará aos ajustes iniciais de ON e OFF de acordo com a configuração do temporizador. entre em contato com o seu distribuidor ou representante da HITACHI. coloque o temporizador no modo monitor. Caso o sinalizador de funcionamento continue piscando após essa verificação. <Procedimento de Cancelamento> A indicação de feriado "HOLI" é desligada Pressionar o botão “HOLIDAY” por 3 segundos durante o modo de cancelamento do temporizador. O temporizador de controle possui uma bateria reserva interna e a função de relógio estará disponível por 2 semanas no caso de queda de energia. verifique se a conexão da fiação e a configuração das “Dip Switches” estão corretas. (Depois de 3 minutos deixando o temporizador no modo de configuração. Depois de concluir a configuração. A operação não poderá ser iniciada ou interrompida enquanto estiver no modo de configuração. Nesse caso. configure novamente a hora atual. • O modo de cancelamento do temporizador anulará o modo Feriado se ambos forem configurados ao mesmo tempo. Consulte o “Manual de Instalação e Operação da Estação Central” para se informar sobre os detalhes. . O botão retorna ao modo monitor.

Não toque nesta tecla. é indicado 01 e a seqüência inicia-se novamente. CHECK é indicado e pode-se ajustar a unidade mestre ou escrava. DEMAND.: Ao selecionar o modo de controle. 13 Tecla de reposição da sinalização de “FILTER” Ao pressionar este botão também cancela-se a função CHECK. SW NAVAL e ABNML Ao pressionar este botão aparece CHECK. 8 Tecla de controle remoto não disponível Ao pressionar este botão. Quando indica-se RMT. Área do display de cristal líquido 9 Tecla do defletor automático Ao pressionar este botão. . 15 Indicações CHECK. é disponibilizado o programa do temporizador do controle (PSC-5T) e a indicação TIMER acende. PM 00:00-11:59). (aquecimento) e DRY (desumidificação). Após 16 é mostrado AA e logo todas as unidades se controlam de forma simultânea. os modos de funcionamento e ajuste de temperatura referidos anteriormente são indicados. ABNML indica que uma ou mais unidades de um mesmo grupo apresentam uma anormalidade. Modelo: PSC-5S e PSC-A64S 1 Sinalização da velocidade do ventilador 2 Sinalização do modo de operação Indica o modo de operação selecionado para o grupo indicado: Fan (ventilação).5 ESTAÇÃO CENTRAL. É de uso exclusivo da assistência técnica. TIMER apaga e o programa não está mais disponível.SW. FILTER é indicado quando uma ou mais unidades do grupo tem o filtro obstruído.8/204 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8. A indicação DEMAND aparece quando a função da entrada externa ajusta a entrada de requisição. 19 Indicação do número do grupo 20 Indicação de comprovação do número de modelo OBSERVAÇÃO: A hora atual e a hora de ajuste de ON/OFF se indicam em intervalos de 12 horas (AM 00:00-11:59. 18 Funcionamento de grupo O símbolo indica as condições de funcionamento de cada grupo. 14 Tecla de seleção de grupo Ao pressionar este botão. EMERGENCY e NO FUNCTION Ao pressionar este botão aparece TIMER. Aceso indica operação e piscante indica anormalidade. 16 Indicação de temperatura HEAT 6 Tecla de seleção da velocidade do ventilador HIGH (alta). 10 Tecla de ajuste da temperatura 11 Tecla não utilizada 12 Tecla de verificação. RMT. Ao pressionar novamente. seleciona-se a posição ou o funcionamento do defletor automático. O modo automático está disponível se esta função estiver ativada. 17 Indicação TIMER.SW NAVAL. Ao pressionar novamente. A indicação EMERGENCY aparece quando a função da entrada externa envia um sinal de parada de emergência. Apagado indica parada. NO FUNCTION é indicado quando o botão pressionado não está disponível. RMT. FILTER. Cool (resfriamento). 3 Sinalizador de acionamento (lâmpada vermelha) 4 Tecla de acionamento e parada RUN/STOP 5 Tecla de seleção do modo de operação FAN (ventilação). Ao pressionar este botão. 7 Tecla de seleção do temporizador Ao pressionar este botão. impede ou aceita-se o controle à distância. o número do grupo a ser controlado varia de 01 a 16. MEDIUM (média) e LOW (baixa). Heat (aquecimento) e Dry (desumidificação). o uso do controle remoto é bloqueado.NAVAL indica que está pressionado o botão correspondente. puxar no sentido da seta indicada. Para abrir a tampa. PSC-5S e PSC-A64S OBS. COOL (resfriamento).

Ao selecionar o grupo. SELEÇÃO DO GRUPO E MONITORAÇÃO DO STATUS DE OPERAÇÃO DA UNIDADE A estação central pode controlar até 16 grupos individualmente ou simultaneamente. Cada vez que a tecla “GROUP” for pressionada o número do grupo a ser controlado será alterado na ordem ilustrada abaixo. (ex: no caso de selecionar o grupo 3) 2. anomalia temperatura de ajuste. ATENÇÃO: (1) Para proteger o compressor. 1 16 „ ~ „ ilustra as condições de operação de cada grupo. 1 . 1. as Piscando: Há mais de 1 grupo em condição de sinalizações (modo de operação. Caso esteja sinalizando “AA”. da seguinte forma: „ apagado: Parado „ aceso: Em Operação 4 . forneça alimentação elétrica para a unidade por mais de 12 horas antes da operação da unidade.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/205 8. 3.5.Nº do grupo foi alterado.Condições de Operação de Cada Grupo (ex: No caso de “COOL”. . Pressione a tecla “GROUP”.No caso do grupo AA. o conteúdo da configuração será sinalizado. OBSERVAÇÃO: O número de grupo é alterado pressionando-se a tecla “GROUP”. 3 . (2) Não corte a alimentação elétrica durante o período em que estiver utilizando o aparelho de ar condicionado. ângulo do defletor e controle remoto não disponível) serão sinalizadas somente quando todos os grupos estiverem na mesma configuração. 2 . fluxo de ar.1. todas as unidades serão controladas simultaneamente. OBSERVAÇÃO: A sinalização do ajuste de temperatura “--” significa que não há ajuste de temperatura. (Os grupos selecionados podem ser operados e pode-se monitorar o status de operação da unidade em cada grupo). serão sinalizadas as condições de configuração de cada grupo. Forneça a alimentação elétrica para a unidade. Os grupos sem configuração de grupo não serão exibidos no display.Condições de Operação de Cada „ piscando: Anomalia Grupo O sinalizador RUN (Lâmpada Vermelha) ilustra: (ex: No caso dos grupos de 1 a 3 Apagado: Todos os grupos parados estarem em operação) Aceso: Há mais de 1 grupo em operação 5 . “MED” e “28°C”) Ao operar o controle remoto.Só serão sinalizados os números dos grupos já configurados.

ou ao pressionar por 3 segundos na temperatura mínima. Seleção do Grupo e Monitoração do Status de Operação da Unidade” 1 .) 3 .A figura acima ilustra o caso em que o grupo 4 é selecionado. A tecla “CHECK” é de uso exclusivo da assistência técnica. No caso da mesma configuração para todos os grupos. 1.2. Entre em contato com o revendedor da HITACHI ou com o seu distribuidor para informar-se sobre os detalhes. Seleção do Grupo e Monitoração do Status de Operação da Unidade” na página 11.A figura acima ilustra o caso em que é configurada a operação “HEAT”. Pressionando-se a tecla a temperatura aumentará em 1°C (máximo: 30°C) Pressionando-se a tecla a temperatura diminuirá em 1°C (mínimo: 19°C (para os modos “COOL”. (Consulte o item 2 de “A. O mesmo procedimento de configuração deverá ser execut ado para outros grupos. Quando a tecla “CHECK” for pressionada por engano e a estação central passar para o modo de verificação. Alguns modos de operação não podem ser configurados. OBSERVAÇÕES: A. OBSERVAÇÃO: A figura acima ilustra a faixa de ajuste para o modelo padrão. CONFIGURAÇÃO DO MODO DE OPERAÇÃO <Função> Operação “COOL”: Para resfriar a temperatura ambiente distribuindo o ar refrigerado. C. Pressione a tecla “GROUP” e selecione o grupo. (Consulte o item 2 de “A. a temperatura não será ajustada e a sinalização da temperatura de ajuste será exibida como “--”. Operação “DRY”: Para desumidificar mais do que na operação de resfriamento padrão. 4 . e a sinalização da temperatura de ajuste retornará à temperatura mínima ou a 30°C. Não toque na tecla “CHECK”. Nesse caso. O modo de operação pode ser configurado enquanto a unidade estiver parada ou em operação. As sinalizações acima ilustram a configuração do modo de operação para o grupo 4.3. A faixa de ajuste pode ser diferente. pressione a tecla “RESET” para cancelar. . pressione ou . O modo de operação é alterado na seguinte ordem: 2 . Operação “FAN”: Para circular o ar ambiente. selecione “AA” como número do grupo. Pressione a tecla “GROUP” e selecione o grupo. Operação “HEAT”: Para aquecer a temperatura ambiente distribuindo o ar aquecido. AJUSTE DA TEMPERATURA. B. B. VELOCIDADE DO VENTILADOR E DO ÂNGULO DO DEFLETOR OBSERVAÇÕES: A. <TEMPERATURA> Ajuste a temperatura pressionando a tecla “TEMP”.A figura acima ilustra o caso de seleção do grupo 4. OBSERVAÇÃO: A temperatura recomendada para cada operação é: “COOL”: 27 a 29°C / “HEA T”: 18 a 20°C / “DRY”: 23 a 25°C 1. 8.5. “DR Y” e “FAN”) e 17°C (para o modo “HEAT”)) Ao pressionar por 3 segundos na temperatura de ajuste de 30°C. 2.5. Pressione a tecla “MODE”.8/206 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8.A figura acima ilustra o ajuste para 22°C. dependendo do modelo da unidade conectada. dependendo do modelo da unidade.

selecione “AA” como número do grupo. O mesmo procedimento de configuração deverá ser executado para outros grupos. OBSERVAÇÕES: A. o ângulo do Quando o controlador de temperatura for ativado automaticamente. A temperatura. O ângulo de ajuste do defletor ilustrado acima é para o caso da unidade interna tipo cassete de 4 vias. As sinalizações acima ilustram o caso da configuração do modo de operação para o grupo 4.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/207 OBSERVAÇÃO: No caso da operação de desumidificação. O ângulo de ajuste varia de acordo com o modelo da unidade. Quando a temperatura do ar O ângulo do de descarga Quando a operação de aquecimento for iniciada defletor é aumentar acima de Quando a operação de desumidificação for iniciada alterado 30°C. No caso da unidade tipo Cassete de 4 Vias (Exemplo) Indicação Ângulo do defletor (aproximado) Resfriamento/ Desumideficação Aquecimento Faixa de variação do ângulo Ângulo recomendado 1. Nesse caso. ajuste. a velocidade do ventilador será alterada automaticamente e fixada na velocidade “LOW”. a velocidade do ventilador não poderá ser alterada (A sinalização permanecerá na condição em que foi configurada). Há um pequeno atraso entre configurar a posição do defletor sinalizada no display e o ângulo real do defletor em operação. a velocidade do ventilador e o ângulo do defletor podem ser configurados enquanto a unidade estiver parada ou em operação. ajuste o ângulo do defletor de acordo com o ângulo exibido no display. B. Portanto. 3. defletor retornará automaticamente para a posição de A sinalização do display permanecerá na condição do ajuste. No caso da mesma configuração para todos os grupos. . Consulte o manual de operações de cada modelo para se informar sobre os detalhes. ao configurar o defletor. Pode ser que o defletor não pare imediatamente quando a tecla “AUTO LOUVER” for pressionada. ATENÇÃO: O ângulo do defletor é alterado automaticamente durante a operação de aquecimento para o controle da unidade. 2.

a temperatura poderá ser configurada pelo controle remoto enquanto a função “RMT. A função “RMT.SW NAVAL” se acenderá ou ap agará. Caso o grupo selecionado esteja em operação. a sinalização “RMT. C. . Embora a função “RMT. no caso da operação pela est ação central. No caso de se utilizar juntamente com outros controladores. Além disso.5. E. O mesmo procedimento de configuração deverá ser execut ado para outros grupos. Pressione a tecla “RUN/STOP”. A figura acima ilustra a seleção do grupo 4 2. Todos os grupos serão parados (Quando houver mais de 1 grupo em operação (lâmpada RUN acesa)). As sinalizações acima ilustram o caso de se configurar o modo de operação para o grupo 4. b. Seleção do Grupo e Monitoração do Status de Operação da Unidade” na página 11). a unidade poderá ser acionada novamente pelo controle remoto. Cada vez que a tecla “RMT. No caso da operação simultânea para todos os grupos. (Consulte o item 2 de “A. Pressione a tecla “RMT. pressione a tecla “RUN/STOP” e: a.SW NAVAL” deverá ser configurada p ara a unidade sem controle remoto. (Consulte o item 2 de “A.SW NAVAL”. B.5. 8. A figura acima ilustra a seleção do grupo 4 2. No caso do grupo “AA”. não configure a função “RMT.SW NAVAL” esteja configurada. Pressione a tecla “GROUP” e selecione o grupo. PROIBINDO A OPERAÇÃO PELO CONTROLE REMOTO <Função> Para proibir a operação pelo controle remoto. ele entrará em operação pressionando-se a tecla “RUN/STOP”. Caso o grupo não esteja em operação. D. No caso da mesma configuração para todos os grupos.4. ATENÇÃO: A. o grupo será parado pressionando-se a tecla “RUN/STOP”.SW NAVAL” for pressionada. Quando essa função estiver disponível a sinalização “CENTRAL” será exibida no display do controle remoto e a operação por meio do controle remoto não estará disponível. Todos os grupos entrarão em operação (Quando todos os grupos estiverem parados (lâmpada RUN apagada)).8/208 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8.SW NAVAL” por outro controlador ou poderá haver mal funcionamento. alternadamente. Seleção do Grupo e Monitoração do Status de Operação da Unidade” na página 11).5. A figura acima ilustra o caso da operação do grupo 4 OBSERVAÇÃO: As sinalizações acima ilustram o caso da configuração do modo de operação para o grupo 4. selecione “AA” como número do grupo. a unidade poderá ser parada pelo controle remoto e nesse caso. 1. Pressione a tecla “GROUP” e selecione o grupo. selecione “AA” como número do grupo. O mesmo procedimento de configuração deverá ser execut ado para outros grupos. SW NAVAL” estiver disponível. No caso de não haver configuração de temperatura (“--”). OPERAÇÃO DA UNIDADE 1. não configure a função “RMT.SW NAVAL”.

OPERAÇÃO DO TEMPORIZADOR <Função> Para ajustar a operação da programação horária para disponível ou não disponível pelo sinal do temporizador de controle no caso da conexão com o temporizador de controle (PSC-5T. 8. A operação da programação horária pode ser configurada como disponível ou não disponível para cada unidade. O mesmo procedimento de configuração deverá ser execut ado para outros grupos.5. OUTRAS SINALIZAÇÕES DO DISPLAY Sinalização em Condições Normais . OBSERVAÇÃO: As sinalizações acima ilustram a configuração do modo de operação para o grupo 4.7.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/209 8.5. a programação horária de funcionamento será sempre a mesma.6. selecione “AA” como número do grupo. No caso da mesma configuração para todos os grupos. contudo. Opcional).

ela não será iniciada novamente depois que a energia voltar. Execute novamente a operação de inicialização. a sinalização acima será exibida de forma cíclica. Execute novamente a operação de inicialização. a unidade será inicializada automaticamente. do código de alarme e a sinalização de anomalia (ABNML) serão exibidas repetidamente (existe o caso em que o código do modelo poderá não estar sinalizado de acordo com o modelo da unidade). SINALIZAÇÃO EM CONDIÇÕES DE ANORMALIDADE <ANOMALIAS> a.8. b. Caso haja várias unidades em condições de anomalia. . O alarme será sinalizado no display. Caso a unidade pare devido a uma queda de energia. Pressione a tecla “GROUP” e selecione o grupo em alarme. Verifique o conteúdo da sinalização do display e entre em contato com o distribuidor ou revendedor da HITACHI para se informar sobre os detalhes. b. <QUEDA DE ENERGIA> a. do código do modelo.5. A sinalização “ ” do grupo em condição de anomalia ficará piscando. c. c. <RUÍDO ELÉTRICO> Todas as sinalizações ficarão apagadas e a operação da unidade poderá ser interrompida para proteção do dispositivo devido ao ruído elétrico. Caso haja uma queda de energia momentânea com até 2 segundos de duração. e. d. A lâmpada RUN (lâmpada vermelha) ficará piscando quando houver um grupo em condição de anomalia. a sinalização do Nº da unidade. Todas as sinalizações ficam apagadas.8/210 OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8.

6. HLD 19002A e c . ACESSÓRIOS ESPECIAIS 8.OPERAÇÃO DOS CONTROLES REMOTOS 8/211 8.6. CABO COM CONECTOR 3P (PCC-1(A)) Esse conector é utilizado quando o dispositivo remoto de Ligar/Desligar for conectado ou quando for necessário transmitir os sinais emitidos na placa.1.

a abertura da válvula de expansão eletrônica é controlada para fornecer volume mais adequado do fluxo de refrigerante. Instale Multi-kit nivelando. SELEÇÃO DA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE O sistema Set Free foi projetado considerando atender em todos os casos de instalação. Para isso a seleção e a distribuição é muito importante. E162SNB E242SNB. A seleção da tubulação e distribuição deve ser projetada considerando as especificações: ! ■ Sistema de Dois Tubos AVISO: A tubulação de líquido e gás devem possuir o mesmo comprimento e percorrerem juntas o mesmo percurso. E108HSNB E168HSNB 9. A HITACHI está disponibilizando dois distribuidores diferentes de tubos de refrigerantes denominado Multi-kit: Sistemas de Linha Ramificada e Header. o volume adequado de fluxo de refrigerante é controlado pelo número de unidades internas em operação. Pela medição da diferença de temperatura do ar entre a entrada e saída da unidade interna. LIMITAÇÕES DA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE Para que as unidades internas operem com eficácia.9/212 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. .1. mantendo na horizontal.1.1. TIPO CÓDIGO Ramificado E102SNB. E302SNB Header E84HSNB. Instale Multi-kit (Acessório Opcional como peças do sistema) que devem ser utilizados para o tubo de ramificação para a unidade interna.

2 Ø22.3.0HP 1.2. externa está instalada abaixo da unid. 10. interna É necessário configurar o DSW3 ▪ No caso em que o diâmetro do tubo após a 1ª ramificação for maior do que o diâmetro do tubo entre a unidade externa e a 1ª ramificação. externa está instalada acima da unid. Tubulação: Os diâmetros da tubulação serão abordados no próximo ítem. Unidade externa instalada abaixo da unidade interna Desnivel > 20m DE FÁBRICA Sistemas de Tubulação DSW 3 Unidade Externa Uni-Piping Down Size Piping L = Comprimento da tubulação L < 25 25 ≤ L < 50 50 ≤ L < 75 L ≥ 75 DSW 6 DE FÁBRICA DSW 6 DSW 6 DSW 6 RAS-16 RAS-18 9.2 E-102SNB E-102SNB E-102SNB 2. O Sistema “Down-Pipe” também está disponível para redução de custo com tubulação.2 E-102SNB Ø22. usar o Multi-kit com o mesmo diâmetro como o 1° Multi-kit.05 Ø19. RAS-24 RAS-26 RAS-34 a 42 Disponível Não disponível . onde o mesmo diâmetro do tubo pode ser utilizado como o tubo de refrigerante principal. Como indicado na tabela abaixo.0 HP 2.2 RAS-5~42 Ø22. interna Necessário configurar DSW6 Comprimento da Tubulação Linear entre unidade externa e interna (m) i OBSERVAÇÃO: ▪ No caso do Sistema Uni-Piping.0 HP 2.88 E-102SNB E-102SNB E-102SNB 2. i 9/213 OBSERVAÇÃO: 1. 2.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. por causa da redução de custo que é alcançada ao utilizá-lo. COMPRIMENTO DA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE Sistema “Uni-Piping” (somente para 5 a 12HP) A tubulação de refrigerante entre as unidades interna e externa deve ser projetada utilizando o gráfico abaixo.0HP 1.1.5 HP 3. ▪ No caso em que os diâmetros do Multi-kit após o 2° Multikit é maior do que o 1° Multi-kit.1.2 E-102SNB Ø19. DSW: Dip Switch na PCB da Unidade Externa deve ser configurado quando: A unidade externa é instalada abaixo da unidade interna com diferença de altura indicada (DSW3) A tubulação mais longa é necessária (DSW6). 3. Quando a unid.0 HP 1.5 HP Diferença de altura (m) Quando a unid.5 HP Sistema “Down-Size Piping” 10. o diâmetro do tubo e o Multi-kit da Unidade Externa para o último Multi-kit é o mesmo. DIÂMETRO DA TUBULAÇÃO E MULTI-KIT FSN RAS-20 RAS-22 O Sistema “Uni-Piping”. usar o tubo com o mesmo diâmetro entre a unidade externa e a 1ª ramificação. A linha de divisão está incluída na área abaixo. facilita a instalação e evita erros.0 HP Ø22. o sistema “Down-Pipe” é recomendado de 8 a 42HP.5 HP 3.0 HP Ø22.0 HP 1.05 Ø15.

9/214 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE Linha Ramificada 2 (“Down-Size Piping”) .

88 5 HP 8 HP Unidade Externa Tubulação E.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9/215 Header Ramificado Modelo de Multi-Kit Unidade Externa de Gás 2a8 2a4 Diâmetro Ramificações Ramificações A 15.05 ou 22.108HSNB 10 HP 19.2 A Unidade Interna Unidade Interna Unidade Interna Unidade Interna Unidade Interna .84HSNB E.

1. DADOS DIMENSIONAIS ▪ Linha Ramificada FSN E-242SNB E-162SNB E-102SNB LINHA GÁS LINHA LÍQUIDO .9/216 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9.2. RAMIFICAÇÃO DA LINHA DISTRIBUIDORA E HEADER RAMIFICADO 9.2.

TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ▪ Linha Ramificada FSN (cont.) LINHA LÍQUIDO LINHA GÁS LINHA LÍQUIDO E-302SNB LINHA GÁS E-108HSNB E-84HSNB ▪ Header Ramificado FSN 9/217 .

0. Não fazer a distribuição do tubo principal na 4ª ramificação ou após ela.2. CORRETO ▪ Método de Ramificação no 2° Distribuidor INCORRETO Para cima Para cima Comprimento reto mín.5m Ramificação p/ cima ▪ Método de Ramificação no 3° Distribuidor Ramificação p/ baixo Comprimento Mín. 3º 1º Distribuição do 1º tubo principal Distribuição 2º tubo principal Incorreto (Distribuição no Tubo Principal: Distribuição de um ou dois Multi-kits) Para baixo . ± 30° Unidade mais distante 40m (máx. é possível fazer o primeiro ou o segundo tubo principal de distribuição dentro da terceira ramificação.E.E. 0.E. Fazer o comprimento reto de no mínimo 0.) Incorreto Inclinação Máx. ± 30° VISTA DE A 3º U. 2º 1º . MÉTODO DE DISTRIBUIÇÃO ▪ Posição da Instalação ▪ Distribuição em Linha Com o método de distribuição em linha.5 m Correto (recomendado) 3º 2º Para baixo U.Instalação vertical Incorreto CORRETO CORRETO Para cima Para cima Comprimento reto Mín.5m após a queda vertical.3m Correto (permitido) Para baixo 3º 2º U. . 1º Distribuição 1º Tubo principal Distribuição 2º tubo principal Incorreto 2º U.9/218 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9.E. 0.2. Para baixo Correto 1º Inclinação Máx.Instalação Horizontal Coloque os tubos ramificados no mesmo plano horizontal.

através da soldagem. Não conectar uma ramificação de linha em um header. 30 Header Tubo principal Header Header INCORRETO Ramificação Linha ▪ Posição de Instalação Instalar o header horizontalmente. Header Horizontalmente Para Unidade Externa Tubulação Gás (Alta & Baixa) Horizontalmente Para Unidade Interna Tubulação de líquido Para Unidade Externa ● 9/219 CUIDADO: Sele a terminação dos tubos ramificados que não estiverem conectados. INCORRETO CORRETO Máx.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ■ Combinação de Ramificações ■ Distribuição do Header ▪ Método de Ramificação Não conecte dois headers ramificados consecutivamente. Para Unidade Interna . CORRETO É possível conectar o header à segunda ramificação da linha. quando a primeira ramificação é também a da linha. 30 Unidade Interna Header Ramificação Linha (primeira ramificação Unidade Interna Ramificação Linha (primeira ramificação) Tubo principal Segunda ramificação Unidade Interna Header Máx.

3.3. ■ Conexão da Tubulação Ao conectar a tubulação de líquido para a unidade onde a tubulação é mais longa do que 15 metros. Correto Incorreto Material Isolante Tubo de Refrigerante fornecido no local Lado da Unidade Coloque Tampão. corte os tubos de cobre com um cortador de tubos e sopre os tubos com nitrogênio. Selecione tubos de cobre limpos. soldar as extremidades da tubulação e carregar com nitrogênio livre de oxigênio através da válvula Schrader. 4. Material Isolante Material Isolante Correto ● CUIDADO: .Se a instalação da tubulação não estiver completa até o dia seguinte ou além de um período maior de tempo.Não colocar os tubos diretamente no chão sem uma tampa ou fita de vinil nas suas extremidades.Tampar a terminação do tubo quando este tiver que passar através de um furo.1. CONSIDERAÇÕES DE CONEXÃO NO TRABALHO DA TUBULAÇÃO 9. aplicar um diâmetro de tubo de Ø 9.3. Selecione o diâmetro da tubulação com a espessura e material corretos. CUIDADO: . . 2. MATERIAIS DE TUBULAÇÃO 1. Unidade Interna Coloque tampão ou um saco plástico bem amarrado. Ao conectar a tubulação de refrigerante. Correto Incorreto Água entrando no tubo. Certifique-se de que não há sujeira e umidade dentro destes. . Após conexão dos tubos de refrigerante.Não utilize serra ou outros instrumentos que resultem em limalha de cobre.53. saco plástico ou Fita Adesiva . saco plástico ou Fita Adesiva . Prepare tubos de cobre (não fornecidos de fábrica). Fixar o tubo de conexão como mostrado na seguinte figura. Fazer circular dentro destes nitrogênio livre de oxigênio para remover qualquer impureza e materiais estranhos antes da conexão dos tubos.9/220 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. Isolante da Unidade Interna Tubo adaptador (não fornecido) Soldagem Isolante fornecido no local . Tomar particular cuidado para assegurar de que toda a tubulação de cobre está limpa e seca internamente. para prevenir contra umidade e contaminação por partículas.Não utilize material isolante que contenha NH3 porque pode causar danos ao material do tubo de cobre e pode ser uma fonte de futuros vazamentos. Utilizar a porca curta da Unidade Interna Isole a junção dos tubos Fixar esta peça com a abraçadeira ou com uma fita Tubulação de Refrigerante fornecida no loca Incorreto Coloque Tampão.Utilize tubos de cobre limpos sem quaisquer umidade ou materiais estranhos nas superfícies internas dos tubos. sele o vão entre o furo de passagem e os tubos de refrigerante pela utilização de material isolante como mostrado abaixo: i ● OBSERVAÇÃO: Um sistema sem umidade ou contaminação por óleo darão máximo desempenho e ciclo de vida comparado com um sistema deficientemente preparado.

o material isolante poderá derreter. evitando a entrada de umidade e sujeira. Para Linha Ramificada Tubulação Fornecida no Local Tampão Tampão Tampão Quando espuma de polietileno é aplicada.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ● ■ Isolação Coloque o isolamento no multi-kit em cada ramificação e na tubulação para prevenção da diminuição de capacidade e gotejamento da água condensada de acordo com as condições do ar ambiente. recomenda-se isolar o tubo. uma espessura de 10mm para a tubulação de líquido e 15mm a 20mm para a tubulação de gás são recomendadas. Se os terminais da tubulação ficarem abertas recomendamos tampar com tampão ou cobrir com sacos de vinil os terminais da tubulação. Tubulação Fornecida no Local Para Header Ramificado ▪ Para Linha Ramificada Isolação Tubulação de Gás Tubulação Fornecida no Local Tampão Não deixar espaço vazio Tampão ▪ Para Header Ramificado Isolação Tubulação Fornecida no Local Tubulação de Líquido Tampão Tubulação Fornecida no Local Não deixar espaço vazio Tampão Tubulação Fornecida no Local . Para evitar formação de orvalho na superfície da tubulação e gotejamento da água condensada. Certifique-se que não haja rachaduras nas dobras dos isolantes. espessura 10mm para a tubulação de líquido e 15 a 20mm para tubulação de gás. i OBSERVAÇÃO: Utilize isolamento com resistência térmica acima de 100°C. Recomendamos usar isolante célula fechada. 9/221 CUIDADO: Execute o trabalho de isolação após a temperatura da superfície soldada diminuir próximo a temperatura ambiente. Caso contrario. pois a temperatura da tubulação de gás é elevada e tipo anti-chama.

10 1MPa = 10.2 kg/cm2 1MPa = 145 psi (lb/pol2) . Falta de Refrigerante Diminuição do Desempenho Oxidação do óleo Superaquecimento do Compressor Ø Trabalho cuidadoso na soldagem básica Ø Trabalho de flangeamento Ø Trabalho de conexão de flanges Resfriamento ou Aquecimento Insuficientes ou Falha do Compressor Ø Teste de Estanqueidade Ø Retenção do vácuo Pressão máxima admissível e valor de corte de alta pressão manométrica (MPa) PRESSÃO MÁXIMA ADMISSÍVEL VALOR DE CORTE DO PRESSOSTATO DE ALTA R22 3. o óleo do compressor é do tipo sintético.3 3. Sem vazamentos Não deve haver vazamentos Falha na soldagem Falha no Trabalho de Flangeamento e Torque Insuficiente de Aperto da Porca Torque Insuficiente de Aperto das Flanges Alteração na Composição do Refrigerante. Proteção da extremidade do Tubo 1 Tampando Ø 2 Amassando Soprando com nitrogênio ou ar seco Resfriamento ou Aquecimento insuficientes ou Falha do Compressor 3.3.0 2.2.. Limpar Ação Preventiva Proteção da extremidade do Tubo Entupimento da Válvula Expansão. tomar cuidado ao executar serviço básico de tubulação para evitar infiltração de umidade ou sujeiras. O óleo absorve a umidade rapidamente e causará sedimentos e oxidação do óleo. TRÊS PRINCÍPIOS NO TRABALHO DA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE No caso do ciclo de refrigeração com o R410A. Tubo Capilar e Filtro Oxidação do óleo Falha do Compressor Ø Soprando com nitrogênio ou ar seco Ø Secando com vácuo Um grama de água transforma-se em gás (aprox. 1000 lrs) em 1 Torr. Falha Presumida Formação de gelo dentro do tubo na Válvula de expansão (choque térmico com água) Geração de hidratos e oxidação do óleo Filtro entupido. Portanto leva-se muito tempo para o vácuo com uma bomba de vácuo pequena.9/222 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. pelas Sem sujeiras dentro extremidades dos tubos. Tempo de vácuo insuficiente Devido a este motivo.25 R410A 4.95 R407C 3.85 ~ 2.00 ~ 4. Filme de oxidação durante a soldagem dos tubos sem passar o nitrogênio pelos tubos Ø 12 Amassando Tampando + Ø 2..15 ~ 3. Falha da Isolação e Falha do Compressor Infiltração de impurezas. Secar Manter boa secagem Causa da Falha Infiltração de água devido à proteção insuficiente das extremidades dos tubos. etc.15 4. Orvalho dentro dos tubos. etc. Três Princípios 1.

sem riscos. um som anormal pode ocorrer devido à vibração da tubulação. usar tubo flangeado. (Se tocar. joelho para R410A: Para uma correta conexão. cotovelo. etc. Se o flangeamento for mal feito. ..4. provocará vazamento de refrigerante. SUSPENSÃO DA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE Suspender a tubulação de refrigerante em certos pontos e prevenir a tubulação de tocar a parte frágil do prédio como paredes.3.3. Laje Laje Seção de tratamento Isole a passagem do tubo Não fixe a tubulação de refrigerante diretamente com as armações metálicas (a tubulação pode expandir e contrair). inicie o aperto com as mãos a fim de garantir o alinhamento entre as partes. Prestar atenção especial no caso de comprimentos menores de tubos). Espessura do tubo de cobre e tipo de têmpera para R410A: 4. forro. A superfície flangeada deve ser plana. Espessura mínima para luva. TORQUE DE APERTO 1. 2. Alguns exemplos para métodos de suspensão são mostrados abaixo: 9. 3. Finalize com uma chave fixa e outra com torquímetro. Para interligação frigorífica com rosca.3.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9/223 9.. com espessura uniforme sem fissuras.

9/224 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE .

TRABALHO DE SOLDAGEM 9/225 Um método de soldagem básico é mostrado abaixo: 1.Use uma válvula redutora quando gás nitrogênio é soprado durante a soldagem. Esta película irá desprender após a operação e circulará no ciclo. Dimensões do Tubo após Expansão É importante controlar a folga para a solda do tubo como mostrado abaixo. as seguintes dimensões devem ser asseguradas. 2. O trabalho mais importante na atividade de tubulação de refrigerante é o de soldagem.05 MPa.Use gás nitrogênio para soprar durante a soldagem do tubo. causará uma explosão.03 a 0. acetileno ou gás fluorcarbono é utilizado. . causará problemas ao compressor. Se uma alta pressão é excessivamente aplicada em um tubo. etc. causará uma explosão ou gases venenosos. . No caso em que uma peça de expansão de tubo de cobre é usado. resultando em válvulas de expansão entupidas. . causará entupimento dos tubos capilares ou falhas sérias do compressor. A pressão do gás deve ser mantida entre 0.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. . Se vazamento devido a falta de cuidados e falhas devido à geração de hidratos ocorridos acidentalmente. Se oxigênio.Um filme com bastante oxidação se formará dentro dos tubos se não for aplicado nitrogênio durante a soldagem.4.

de acordo com os seguintes passos: 1. 6.5/3. a qual está disponível em todas as direções. ■ Posição da Tubulação Pode-se instalar o tubo do refrigerante em qualquer uma das seguintes partes da unidade evaporadora: .5.53 (3/8) Ø 9.35 (1/4) Ø 9.9/226 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9.5.0 cTubulação Gás Ø 12.Parte superior . Deslizar os puxadores para o lado traseiro 9.Parte posterior .5 RCD-2. CONEXÃO DA TUBULAÇÃO DA UNIDADE INTERNA 9.88 (5/8) Ø 15. RCD – TIPO CASSETTE DE 2 VIAS cDeslizar Puxadores 2. esquerda ou direita. RPC – TIPO TETO APARENTE A posição da conexão de tubulação é a seguinte. acima. Remover a grelha de entrada de ar começando da tubulação. visto pela frente da unidade (descarga do ar).0 RCD-2.0 / ■ Instalação da Tubulação / / 15.Lado direito.88 (5/8) Ø 15.0/5.5.88 (5/8") O trabalho de tubulação deve ser executado do lado inferior da unidade. empurrar e deslizar as grelhas de entrada de ar para o lado traseiro.2.0 RCD-4.0/1.7 (1/2) Ø 15.53 (3/8) Grelha de retorno . Abrir a grelha de entrada de ar.88 (5/8") RPC-6. RCI – TIPO CASSETTE DE 4 VIAS 9.5.88 (5/8) dTubulação Líquido Ø 6.35 (1/4) Ø 6.35 (1/4") Ø 15.3.1. Unidade Lado traseiro dAbrir eEmpurrar Diâmetro Tubulação RCD-1.

8/1. MODELOS DIÂMETRO TUBULAÇÃO L LÍQUIDO L SUÇÃO RPI-0.0FSN(P)B1 Ø 9.53 (3/8”) Ø 15.88 (5/8") RPI-4.35 (1/4") Ø 15.53 (3/8”) Ø 15.0/5.0/6.0FSN(P)B1 Ø 9.7 (1/2”) RPI-2.88 (5/8”) .5FSN(P)B1 Ø 6.5/3.88 (5/8”) RPI-2.35 (1/4”) Ø 12.0/1.TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9/227 RPI-FSNB/FSNPB – TIPO TETO EMBUTIDO A conexão para esta unidade se faz somente pelo lado direito e está disposta conforme figura abaixo: A tubulação das linhas de gás e líquido devem ter no mínimo 335mm de trecho reto para a instalação do gabinete anti-ruído.0FSN(P)B1 Ø 6.

5.0 / 1.0 Contorno da Unidade L3 P/ Tubulação lado esquerdo Isolação P/ Tubulação Lado Direito Tampa do lado Direito L2 L1 Cortador plástico P/ Tubulação Lado Esquerdo Cortar este canto Modelo RPK Tampa do lado Esquerdo Tampa do lado Direito Tubulação de Gás Tubulação de Líquido Tampa do Lado Direito 3. 2. RPF E RPFI – TIPO PISO APARENTE E DE EMBUTIR Unidades mm (polegada) Conexão Tubulação do RPF RPF(I)-1.0 0.35 (1/4) Ø 9. Tubulação do Lado Direito Cortar o canto usando um cortador plástico e remover cantos pontiagudos completamente.5~3. RPK .88 (5/8) Ø 15.5 4.8~1. Tubulação do Lado Traseiro Fazer um furo ao remover a placa de passagem no lado traseiro.88 (5/8) Tubulação Líquido Ø 6.TIPO PAREDE Ao curvar os tubos.5. fixe firmemente o tubo no lado do trocador de calor.7 (1/2) Ø 15. Entretanto. ▪ RPK-0.35 (1/4) Ø 6.0 L1 410 440 550 585 480 470 480 L2 310 298 645 680 330 328 575 L3 108 142 125 125 108 142 125 CUIDADO: Não torcer o tubo ao curvá-lo.0 2.5~4. direito e esquerdo da unidade. Direção da tubulação para a Unidade Interna: Três direções de conexão da tubulação para a unidade interna podem ser executadas: lado traseiro.5 2.0 2.8~1.5 RPF(I)-2.5 Conexão da Tubulação do RPFI Tubulação Gás Ø 12. 9.9/228 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9.5 2.0 RPF(I)-2.5. 1.4.53 (3/8) . ● HP 0. a tubulação mais apropriada para uma sala pode ser selecionada.8 ~ 4. respectivamente. Tubulação do Lado Esquerdo Cortar o canto no lado esquerdo usando um cortador plástico como para a tubulação do lado direito.

i Lado inferior Lado traseiro OBSERVAÇÕES: Não instale a tubulação em frente ao parafuso do painel de serviço.Remova os parafusos de fixação na posição mais abaixo (4 peças) e posição mais alta (3 peças) . ▪ Os tubos podem ser conectados de 3 direções Lado frontal lado frontal Base inferior (Exemplo: 5 a 10HP) . POSIÇÃO DA CONEXÃO DA TUBULAÇÃO .6.2. CONEXÃO DA TUBULAÇÃO DA UNIDADE EXTERNA 9.Abrir o lado superior e puxe lentamente em direção ao lado frontal.6.1. Se não.Remova a tampa de serviço como mostrado na figura abaixo antes da conexão da tubulação.9/229 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. o parafuso ou o painel de serviço não podem ser removidos.6. . ACESSÓRIOS DOS TUBOS FORNECIDOS DE FÁBRICA RAS-5FSN RAS-8FSN RAS-10FSN RAS-16FSN RAS-20FSN RAS-24FSN RAS-30FSN Quantidade Junta - - 1 1 1 1 1 Flange do Tubo de Tubulação de Gás Refrigerante - 1 1 1 1 1 1 Tubo com Porca Curta da Tubulação de Líquido Refrigerante - - - - - - 1 Acessórios 9.

A tampa da válvula e a flange cega irão reter a fuga do gás para o meio ambiente. prosseguir com a interligação com as unidades internas.9/230 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE Conexão da Tubulação (2) Os tubos podem ser conectados por 3 direções (1) Conecte os tubos com a válvula de serviço da linha de líquido e a válvula de serviço da linha de gás da unidade externa conforme ilustrado. Após este procedimento. Durante o transporte.4. Válvula de Serviço em corte Desenho esquemático para ilustrar a haste de válvula em corte O equipamento é fornecido com a Válvula de Serviço totalmente fechada e com carga de refrigerante. . a haste da válvula poderá acomodar e afrouxar e permitir uma pequena passagem. Antes de remover a Flange cega. recomendamos aplicar torque para fechar a válvula aplicando torque indicado no Item 7.

remover as duas arruelas amarelas do compressor(es). Arruela (amarela) Pé do compressor Porca Borracha anti-vibração Borracha anti-vibração .TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9/231 i OBSERVAÇÃO: Após efetuar a tubulação e a fiação.

cortar a terminação do flange do tubo (fornecido de fábrica). Conectá-los ás válvulas de gás e líquido por porca curta através do furo quadrado da base inferior.4.Para RAS-5/8 HP ▪ Confirme se a válvula está fechada ▪ Prepare tubos curvados fornecidos no local para a linha de gás e de líquido. pois podera causar vazamento Tubo curvado fornecido de fábrica ▪ Remova a flange cega e a gaxeta fixada na válvula de serviço e monte a nova gaxeta (fornecido de fábrica) antes de conectar a flange do tubo à válvula de gás. para interligação. <10HP a 16HP> Válvula de Gás Porca (Qtde: 2) Remover Gaxeta Gaxeta (Acessório) Flange do Tubo (Acessório) .3. Solde a flange do tubo fornecido de fábrica do lado de fora da unidade. Conectá-lo à válvula de líquido por porca curta através do furo quadrado da base inferior.Se necessário. ▪ Prepare tubo curvado fornecido no local para a linha de gás. 9.1 Di RAS-20/24 RAS-28/32 (Di) Diâmetro Interno i OBSERVAÇÃO: .6. utilizar o redutor.Se necessário. Parafuso (Qtde: 2) <18HP a 32HP> Válvula de Gás Remover Gaxeta Flange do Tubo fornecido de fábrica Soldar pelo lado inferior Gaxeta (Acessório) Flange (Acessório) Flange Parafuso (Qtde: 2) Não aplicar as duas Chaves de boca neste ponto.Para RAS-10~32 HP ▪ Confirme se a válvula está fechada Flange ▪ Prepare tubo curvado fornecido no local para a linha de líquido. ▪ Solde os tubos curvados e a tubulação do local. .6. CONEXÃO DA TUBULAÇÃO DE FLANGE (GÁS) Di Di Di RAS-10 RAS-16 Di 38. Duas Chaves de Boca Aperto da Válvula de Parada .9/232 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. CONEXÃO DA TUBULAÇÃO .

7.88 12. a este sistema kg Ano Mês Dia . 1. o tubo pode ser conectado diretamente ao tubo cotovelo.0 RAS-40 32.2 19.0 Método de Cálculo da Carga Adicional de Refrigerante W (kg) RAS-24 23.0 RAS-38 31. QUANTIDADE DA CARGA DE REFRIGERANTE 9.0 RAS-16 13.0 RAS-32 26.0 RAS-28 25. 20 e 24 HP.54 6.6 RAS-16 RAS-20 RAS-24 34. Ext.7 9. 2.No caso de 10.0 RAS-14 13.92 RAS-30 9. Flange do tubo fornecido no local Tubo cotovelo 22.0 0 8~10 1 16 2 Carga Adicional Total W kg Carga Total Ref.0 RAS-10 RAS-12 8. Anote a quantidade de refrigerante adicional para facilitar as atividades de serviços futuros.0 RAS-18 RAS-20 RAS-22 19.35 Sistema Atual Comp. da Unid.1.120 x 0. ▪ Para conexão do tubo de gás.0 RAS-42 32. Diâmetro do tubo (mm) Unidades Externas (HP) . preparar um tubo fornecido no local para a linha de líquido e conectá-lo ao tubo da válvula de líquido. é necessário que seja adicionado refrigerante de acordo com o comprimento da tubulação e as unidades internas.0 19.390 x 0.5 RAS-36 31. antes do embarque Wo Cálculo de Carga de Refrigerante Adicional para Unidade Interna W2 (kg).070 x 0.0 RAS-26 24.Carga de Refrigerante da Unidade Externa (kg) RAS-5 UNIDADES INTERNAS 5. GUIA DE CÁLCULO DA CARGA DE REFRIGERANTE ADICIONAL (R410A) Mesmo que tenha sido carregado refrigerante nesta unidade. kg Refrig. Unidade Interna (HP) Carga Adicional W2 (kg) 0.030 Total = = = = = = = = OBS: Wo é a carga de refrigerante da Unidade Externa (carga inicial da fábrica). Determine quantidade de refrigerante adicional e carregue no sistema.7.05 15. RAS-30 26.0 Cálculo de Carga de Refrigerante Adicional para Tubulação de Líquido W1 (kg). 16.9/233 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ▪ Para conexão do tubo de líquido. .4 RAS-8 7.No caso em que o diâmetro do tubo fornecido no local estiver indicado abaixo. Soldá-lo ao tubo acessório com a porca curta fornecida de fábrica e conectá-la ao tubo da válvula de líquido. Volume total da carga adicional W=W1+W2 ▪ Carregamento A carga do refrigerante no sistema de acordo com as instruções descritas no “Manual de Instalação” ▪ Registro da carga adicional Anote a Carga de Refrigerante a fim de facilitar atividades de serviço e manutenção Unidade Externa UNIDADE EXTERNA Wo .190 x 0.2 RAS-10 28.8~6.0 RAS-34 28. Conectar à válvula de líquido pela porca curta através do furo quadrado da base inferior. .No caso de 30 HP preparar um tubo fornecido no local para linha de líquido.280 x 0. Total Tubulação (m) Linha Líquido Carga Adicional W1 Carga Adicional (kg) x 0.0 19.0 Diâmetro do tubo (mm) 22.5 9. Conectá-lo à válvula de líquido pela porca curta através do furo quadrado da base inferior.

19 W14(kg) = (Comp.27 1) W11(kg) = (Comp. L5 ≤ 30 m N° da Unid.03 2) W2 (kg)Quantidade total de refrigerante adicional para cada unidade interna (kg)) Comprimento Lt -L5 Ø9. Interna 0 1 2 3 4 5 N° da Unid. Externa e Interna No caso em que a posição da unidade externa é acima à da unidade interna H1 ≤ 50 m No caso em que a posição da unidade externa é abaixo à da unidade interna Desnível Máximo entre cada Unidade Interna ou Multi-kit e Unidade Interna Comprimento máximo da tubulação entre multi-kit e unidade interna H1 ≤ 40 m H2 ≤ 15 m Entre multi-kit “a” e a unidade interna mais distante L ≤ 40 m Entre cada multi-kit e cada unidade interna Seleção de cada multi-kit RAS-10 Use E108HSNB RAS-8 Use E108HSNB RAS-5 Use E108HSNB Exemplo: No caso do RAS-5 Quantidade de Carga de Refrigerante Adicional na linha de líquido (W) A quantidade é calculada pela seguinte equação: Linha de Líquido W(kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 L0 Ø6.72 W12(kg) = (Comp. L2.7. L3.88) x 0. L1. Interna Potência corresp.07 = 4.35 3 L2 Ø6.2.35) x 0.35 3 L4 Ø6. Entretanto.53) x 0. (HP) 1 1 1 1 1 1 Quantidade Adicional de Refrigerante Não requer carga adicional W2 = 0 Total W (kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 = 0 + 0 + 0 + 4. EXEMPLOS ■ Sistema SET FREE (Série FSN) ITEM SISTEMA HEADER RAMIFICADO Unidade Externa Exemplo de Sistemas H1≤50m (Posição da Unidade Externa é mais alta) H1≤40m (Posição da Unidade Externa é mais baixa) 6 unidades internas combinadas com uma unidade externa.35 5 L5 Ø6. Total (m) de Ø12.27 + 0.07 Marca Diâmetro W14 = 61 x 0. a tubulação da linha de líquido e gás são necessárias no local. Real Lt≤150m Equivalente Lt≤175m Comp.05) x 0.53 61 W15 = (5+3+5+3+5+3) x 0.35 3 Exemplo: No caso do RAS-5 Unidade Interna W15(kg) = (Comp.03 = 0. Máx. Total (m) de Ø9. Total (m) de Ø15.35 5 L3 Ø6.12 L0.7) x 0. L4. da Tubulação Comprimento Real Lt ≤ 150 m Comprimento Equivalente Lt ≤ 175 m Desnível Máximo entre Unid.99 kg . Total (m) de Ø19.9/234 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9.35 5 L1 Ø6.72 + 0 = 4. Os tubos de refrigerante são mostrados como linha simples nos diagramas.28 W13(kg) = (Comp. Total (m) de Ø6.

d. e" W(kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 W13(kg) = (Comp.35 5 L1 Ø6. c. b.53 51 L0 Ø6. d. b. Total (m) de Ø9.7) x 0. Máx.35 5 L3 Ø6.07 L ≤ 40 m Use E102SNB em "a.28 W14(kg) = (Comp. c.35 3 W14 = 51 x 0. Entretanto.88) x 0.35 5 L5 Ø6. L2. Interna Potência corresp. d. e" Use E102SNB em "a.19 N° da Unid. e" Exemplo: No caso do RAS-8 Linha de Líquido Marca Diâmetro Comprimento Lt -L5 Ø9. c. L3. a tubulação da linha de líquido e gás são necessárias no local. Interna Unidade Interna N° da Unid.9/235 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ITEM SISTEMA UNI-PIPING DE LINHA RAMIFICADA Unidade Externa Exemplo de Sistemas H1≤50m (Posição da Unidade Externa é mais alta) H1≤40m (Posição da Unidade Externa é mais baixa) 6 unidades internas combinadas com uma unidade externa.35 3 L2 Ø6. (HP) Quantidade Adicional de Refrigerante W15(kg) = (Comp. Total (m) de Ø15. da Tubulação Comprimento Real Lt ≤ 150 m Comprimento Equivalente Lt ≤ 175 m Desnível Máximo entre Unid.12 H2 ≤ 15 m RAS-8 Quantidade de Carga de Refrigerante Adicional na linha líquido (W) A quantidade é calculada pela seguinte equação: H1 ≤ 40 m 0 1 2 3 4 5 1 1 2 2 2 2 Não requer carga adicional W2 = 0 Total W = W11 + W12 + W13 + W14 + W15 + W2 = 0 + 0 +0 + 3.05) x 0. L5 ≤ 30 m RAS-5 1) W11(kg) = (Comp.57 W15 = (5+3+5+3+5+3) X 0.53) x 0.03 = 0.57 + 0. b.72 Exemplo: No caso do RAS-8 W12(kg) = (Comp. L4.29 kg .35 3 L4 Ø6. Externa e Interna No caso em que a posição da unidade externa é acima à da unidade interna H1 ≤ 50 m No caso em que a posição da unidade externa é abaixo à da unidade interna Desnível Máximo entre cada Unidade Interna ou Multi-kit e Unidade Interna Comprimento Entre multi-kit “a” e a unidade interna máximo da mais distante tubulação entre multi-kit e Entre cada multi-kit e cada unidade unidade interna interna RAS-10 Seleção de cada multi-kit Use E102SNB em "a.72 + 0 = 4. Total (m) de Ø19. L1.07 = 3.35) x 0. Real Lt≤150m Equivalente Lt≤175m Comp.03 2) W2 (kg)Quantidade total de refrigerante adicional para cada unidade interna (kg)) L0. Os tubos de refrigerante são mostrados como linha simples nos diagramas. Total (m) de Ø6. Total (m) de Ø12.

Interna Potência corresp. b. c”. E108HSNB em “d” RAS-8 Use E102SNB em “a.28 W12(kg) = (Comp.35 5 Ø6. Os tubos de refrigerante são mostrados como linha simples nos diagramas. Máx. (HP) 1 1 2 2 2 2 Quantidade Adicional de Refrigerante W15(kg) = (Comp.72 + 0 = 5. Total (m) de Ø6. L2.05) x 0. c”. Externa e Interna No caso em que a posição da unidade externa é acima à da unidade interna H1 ≤ 50 m No caso em que a posição da unidade externa é abaixo à da unidade interna Desnível Máximo entre cada Unidade Interna ou Multi-kit e Unidade Interna Comprimento máximo da tubulação entre multi-kit e unidade interna H1 ≤ 40 m H2 ≤ 15 m Entre multi-kit “a” e a unidade interna mais distante L ≤ 40 m Entre cada multi-kit e cada unidade interna L0. H1≤50m (Posição da Unidade Externa é mais alta) H1≤40m (Posição da Unidade Externa é mais baixa) Comp. L4. L5 ≤ 30 m RAS-10 Use E102SNB em “a.35 3 Ø6. L3. Total (m) de Ø19. Total (m) de Ø15.7) x 0.07 Exemplo: No caso do RAS-10 N° da Unid. E84HSNB em “d” RAS-5 Use E102SNB em “a.03 2) W2 (kg)Quantidade total de refrigerante adicional para cada unidade interna (kg)) W2 = 0 Total Não requer carga adicional Em ordem com a menor Unidade Interna W (kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 = 0 + 0 + 0 + 4. b. Total (m) de Ø9. Interna 0 1 2 3 4 5 N° da Unid.54 71 Unid.35 3 W14= 71 x 0.35 5 Ø6.35) x 0. L1.88) x 0. c”. a tubulação da linha de líquido e gás são necessárias no local.72 1) W11(kg) = (Comp.12 L0 L1 L2 L3 L4 L5 Ø6.69 kg .35 3 Ø6.9/236 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ITEM SISTEMA UNI-PIPING DE LINHA DE HEADER RAMIFICADO Unidade Externa Exemplo de Sistemas 6 unidades internas combinadas com uma unidade externa.53) x 0. Interna W14(kg) = (Comp. da Tubulação Comprimento Real Lt ≤ 150 m Comprimento Equivalente Lt ≤ 175 m Desnível Máximo entre Unid. Entretanto.35 5 Ø6.03 = 0.07 = 4.19 Diâmetro Comprimento Lt+L(L2+L5) Ø9. Total (m) de Ø12. E84HSNB em “d” Seleção de cada multi-kit Real Lt≤150m Equivalente Lt≤175m Exemplo: No caso do RAS-10 Quantidade de Carga de Refrigerante Adicional na linha de líquido (W) A quantidade é calculada pela seguinte equação: Marca Linha de Líquido W(kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 W13(kg) = (Comp.97 + 0. b.97 W15 = (5+3+5+3+5+3) x 0.

da Tubulação Comprimento Real Lt ≤ 150 m Comprimento Equivalente Lt ≤ 175 m Desnível Máximo entre Unid.24 kg . d E102SNB e E102SNB Exemplo: No caso do RAS-16 Quantidade de Carga de Refrigerante Adicional na linha de líquido (W) A quantidade é calculada pela seguinte equação: Marca Linha de Líquido W(kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 1) W11(kg) = (Comp.03 = 1.7) x 0. Real Lt≤150m Equivalente Lt≤175m Comp.0 W14 = (10+4+3) x 0.35 5 L4 Ø9. Total (m) de Ø12.53 3 W13 = 50 x 0. Máx.9/237 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ITEM SISTEMA DOWN-SIZE DE LINHA RAMIFICADA Unidade Externa H1≤50m (Posição da Unidade Externa é mais alta) H1≤40m (Posição da Unidade Externa é mais baixa) Exemplo de Sistemas 6 unidades internas combinadas com uma unidade externa. W15 = (10+15+5+5+3.88) x 0.35 5 L3 Ø6.5) x 0.7 40 Unidade Interna W15(kg) = (Comp.05) x 0.53 10 L0 Ø6.28 Diâmetro Comprimento W14(kg) = (Comp.12 LM1 Ø12.35 10 L1 Ø6. Interna 0 1 2 3 4 5 N° da Unid.19. (HP) 2 2 2 2 4 4 Quantidade Adicional de Refrigerante Não requer carga adicional Em ordem com a menor Unidade Interna W2 = 0 2) W2 (kg)Quantidade total de refrigerante adicional para cada unidade interna (kg)) Total W (kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 = 0 + 0 + 6. Entretanto.7 10 LM3 Ø9. Total (m) de Ø15. Externa e Interna No caso em que a posição da unidade externa é acima à da unidade interna H1 ≤ 50 m No caso em que a posição da unidade externa é abaixo à da unidade interna Desnível Máximo entre cada Unidade Interna ou Multi-kit e Unidade Interna Comprimento máximo da tubulação entre multi-kit e unidade interna H1 ≤ 40 m H2 ≤ 15 m Entre multi-kit “a” e a unidade interna mais distante L ≤ 40 m Entre cada multi-kit e cada unidade interna L0. Total (m) de Ø9.05 + 0 = 8. L3. L2.35 15 L2 Ø6.07 LM2 Ø12. Total (m) de Ø19.19 + 1. L4.05 Exemplo: No caso do RAS-16 W12(kg) = (Comp.0 + 1.35) x 0. Os tubos de refrigerante são mostrados como linha simples nos diagramas.03 N° da Unid.120 = 6. Total (m) de Ø6. L1.3 em Diâmetro da Tubulação e MultiKit para seleção do Diâmetro da Tubulação para Multi-Kit Exemplo: No caso do RAS-16 a E162SNB Marca Multi-Kit b E162SNB c.1. a tubulação da linha de líquido e gás são necessárias no local. Interna Potência corresp.53) x 0.07 = 1. L5 ≤ 30 m Seleção de cada multi-kit Referir ao ítem 13.19 W13(kg) = (Comp.53 4 L5 Ø9.

Máx. Os tubos de refrigerante são mostrados como linha simples nos diagramas.28 LM1 Ø15.53 20 L0 Ø6.03 = 0.53 20 LM3 Ø9.53) x 0. Interna N° da Unid.12 b.7) x 0. da Tubulação Comprimento Real Lt ≤ 150 m Comprimento Equivalente Lt ≤ 175 m Desnível Máximo entre Unid. W15 = (5+3) x 0.53 3 Exemplo: No caso do RAS-20 Unid. Total (m) de Ø15. H1≤50m (Posição da Unidade Externa é mais alta) H1≤40m (Posição da Unidade Externa é mais baixa) Real Lt≤150m Equivalente Lt≤175m Comp. L5 ≤ 30 m Exemplo: No caso do RAS-20 Seleção de cada multi-kit Referir ao ítem 13. a tubulação da linha de líquido e gás são necessárias no local. Total (m) de Ø12. Interna Potência corresp.92.35 3 L2 Ø9. L3.24 W12(kg) = (Comp.03 2) W2 (kg)Quantidade total de refrigerante adicional para cada unidade interna (kg)) d E84HSNB W12 = 50 x 0. Externa e Interna No caso em que a posição da unidade externa é acima à da unidade interna H1 ≤ 50 m No caso em que a posição da unidade externa é abaixo à da unidade interna Desnível Máximo entre cada Unidade Interna ou Multi-kit e Unidade Interna Comprimento máximo da tubulação entre multi-kit e unidade interna H1 ≤ 40 m H2 ≤ 15 m Entre multi-kit “a” e a unidade interna mais distante L ≤ 40 m Entre cada multi-kit e cada unidade interna L0.5. Total (m) de Ø19.07 = 3. W14 = (20+20+5+3+5+3) x 0.88) x 0. Total (m) de Ø9.35 5 L1 Ø6.24 + 0= 13.53 5 L5 Ø9. Entretanto.9/238 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ITEM SISTEMA DOWN-SIZE DE LINHA RAMIFICADA Unidade Externa Exemplo de Sistemas 6 unidades internas combinadas com uma unidade externa.1.19 W13(kg) = (Comp.05) x 0. (HP) 2 2 4 4 4 4 Quantidade Adicional de Refrigerante W15(kg) = (Comp. L2. L1.92 + 0. Total (m) de Ø6.3 em Diâmetro da Tubulação e MultiKit para seleção do Diâmetro da Tubulação para Multi-Kit W(kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 Marca Linha de Líquido 1) W11(kg) = (Comp.66 kg .35) x 0.53 3 L4 Ø9.53 5 L3 Ø9.07 LM2 Ø9. c E102SNB Exemplo: No caso do RAS-20 Quantidade de Carga de Refrigerante Adicional na linha de líquido (W) A quantidade é calculada pela seguinte equação: a E242SNB Marca Multi-Kit Não requer carga adicional W2 = 0 Total W (kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 = 0 + 9.5 + 0 + 3. L4. Interna 0 1 2 3 4 5 N° da Unid.88 50 Comprimento Diâmetro W14(kg) = (Comp.19 = 9.

05) x 0.03 2) W2 (kg)Quantidade total de refrigerante adicional para cada unidade interna (kg)) L ≤ 40 m Exemplo: No caso do RAS-30 W12(kg) = (Comp.6.8 W14 = (5+10+15+5+5+4+3) x 0.8 Ø15. L1. da Tubulação Comprimento Real Lt ≤ 150 m Comprimento Equivalente Lt ≤ 175 m Desnível Máximo entre Unid.12 H2 ≤ 15 m N° da Unid.53 Ø19. L2.53) x 0. W12 = (10+10) x 0. Total (m) de Ø15.8+3.49 kg 3 5 4 5 5 5 .c E242SNB d E162SNB e E102SNB L0 L1 L2 L3 L4 L5 Marca LM1 LM2 LM3 LM4 LM5 Ø12.6+3.07 L0. Interna Unidade Interna W15(kg) = (Comp.7) x 0.53 Ø9.8.53 Ø9.53 Ø9.29 Exemplo: No caso do RAS-30 N° da Unid. Total (m) de Ø19.1. a tubulação da linha de líquido e gás são necessárias no local.19 W13(kg) = (Comp. Total (m) de Ø9.07 = 3.8+0. L5 ≤ 30 m Exemplo: No caso do RAS-30 Marca Multi-Kit a E302SNB b.35) x 0. Total (m) de Ø6. Os tubos de refrigerante são mostrados como linha simples nos diagramas. L3. W13 = 5 x 0.29+0 = 10. L4.9/239 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE ITEM SISTEMA DOWN-SIZE DE LINHA RAMIFICADA Unidade Externa H1≤50m (Posição da Unidade Externa é mais alta) H1≤40m (Posição da Unidade Externa é mais baixa) Exemplo de Sistemas 6 unidades internas combinadas com uma unidade externa.28 W14(kg) = (Comp.53 Ø9. Interna Potência corresp. Externa e Interna No caso em que a posição da unidade externa é acima à da unidade interna H1 ≤ 50 m No caso em que a posição da unidade externa é abaixo à da unidade interna H1 ≤ 40 m Desnível Máximo entre cada Unidade Interna ou Multi-kit e Unidade Interna Comprimento Entre multi-kit “a” e a unidade interna máximo da mais distante tubulação Entre cada multi-kit e cada unidade entre multi-kit e interna unidade interna Seleção de cada multi-kit Referir ao ítem 12.88) x 0.19 = 3. (HP) Quantidade Adicional de Refrigerante 0 5 1 5 2 5 Não requer carga adicional W2 = 0 Total W (kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 = 2.8 Linha Diâmetro 5 8 8 de 5 5 10 15 5 5 4 3 10 10 Líquido Comprimento 10 W11 = 10 x 0.0 Ø15.2 em Método Uni-Piping estendido para seleção do Diâmetro da Tubulação para Multi-Kit Quantidade de Carga de Refrigerante Adicional na linha de líquido (W) A quantidade é calculada pela seguinte equação: W(kg) = W11+W12+W13+W14+W15+W2 1) W11(kg) = (Comp.53 Ø9. Real Lt≤150m Equivalente Lt≤175m Comp.7 Ø9.28 = 2.12 = 0.53 Ø9. Total (m) de Ø12. Entretanto. Máx.

utilizando gás nitrogênio na pressão de 4. • Continue a operação de resfriamento por mais de 30 minutos para circular o refrigerante e faça as leituras. que provavelmente deve estar contaminado. a bomba deve ser testada.25~1. causará dificuldade em respirar ou gases danosos serão gerados em contato com fogo. Verifique se há vazamento de refrigerante minuciosamente. reaperte as válvulas de serviço antes de conectar as unidades internas. no mínimo. Para isso consulte o manual da bomba para ver o óleo especificado. • Carregue o refrigerante abrindo a válvula do manifold. Após o vácuo. fechar a junta de inspeção com a tampa e apertar com o torque de 12.m) • Para o carregamento do refrigerante. Um monovacuômetro não substitui o vacuômetro eletrônico. devido a sua escala ser imprecisa e grosseira. Caso persistir o problema.8. VÁCUO E CARGA DO REFRIGERANTE O procedimento de vácuo e carga do refrigerante deve ser executado de acordo com as seguintes instruções: • Conecte duas mangueiras para operação de vácuo ou aplicação de nitrogênio no teste de estanqueidade (SAE 5/16 rosca ½ x 20 UNF). • Realize o vácuo até atingir pressão inferior ou igual a 500um no vacuômetro com a bomba de vácuo isolada. Entretanto. Execute teste de estanqueidade com pressão de 4. Pressurize as duas linhas e mantenha no máximo 24 h.1 MPa. Carregue a quantidade correta de refrigerante de acordo com o comprimento da tubulação (calcule a quantidade da carga de refrigerante). escolha o líquido de teste que não gere amônia (NH3) pela reação química. 200umHg. • Conecte a unidade interna e externa com a tubulação de refrigerante fornecida no local.1MPa. pois este não permite uma leitura adequada. juntas de inspeção da linha de líquido e a junta de inspeção da linha de gás.9/240 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9. Assegure de que não há vazamento de gás utilizando detector de vazamento ou água e sabão.m (1. devendo atingir. • Carregue o refrigerante necessário dentro da faixa de diferença de ± 0. No caso de utilizar líquido de teste borbulhante.5~16N. . a bomba necessita de manutenção. As etapas seguintes deverão ser executadas somente por pessoas treinadas e qualificadas pela assistência técnica HITACHI: ● CUIDADO Se um grande vazamento de refrigerante ocorrer. cilindro de nitrogênio. pois tem a capacidade de ler os baixos níveis de vácuo exigidos. Carregue a quantidade correta de refrigerante. • Conecte o manifold usando mangueiras de carga com a bomba de vácuo. Vacuômetro eletrônico: É um dispositivo indispensável. Utilize a junta de inspeção da linha de líquido para carga adicional de refrigerante. • Verifique se há vazamento de gás na conexão de porca curta das unidades internas. Não utilize a linha de gás. não devendo ser utilizada para realização de vácuo.5kg. Caso contrário deve-se trocar o seu óleo. • Opere no modo resfriamento. Excesso ou pouca quantidade do refrigerante são as causas principais de problemas nas unidades.6kg. • A válvula de serviço é fornecida fechada. conectar o manifold usando mangueiras com um cilindro de refrigerante à junta de inspeção da válvula de serviço da linha de líquido. • Abra totalmente a válvula de serviço da linha de líquido após completar a carga de refrigerante. Antes de iniciar o vácuo.

TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9/241 9. algumas medidas efetivas devem ser tomadas para reduzir a concentração do R410A no ar abaixo de 0. poderá causar asfixia. Calcule a quantidade total de refrigerante R (kg) carregado no sistema conectado a todas as unidades internas das salas para serem condicionadas. A concentração máxima permitida do gás HCFC.9.9. é um gás atóxico e não-combustível. se um vazamento ocorrer e o gás preencher uma sala. 9.9.1. 3.44 kg/m3. em caso de vazamento. R410A no ar é de 0. de acordo com o padrão de condicionamento de ar e refrigeração (KHK S 0010) da KHK (Associação de Proteção do Gás de Alta Pressão). CÁLCULO DA CONCENTRAÇÃO DO REFRIGERANTE 1.44* kg/m3 para R410A) * Use este valor apenas para referência.2. . CONCENTRAÇÃO MÁXIMA PERMITIDA DO GÁS HCFC O refrigerante R410A. Então. na falta de um padrão. Calcule o Volume V (m3) de cada sala (V=Piso x Altura). 9.44 kg/m3. carregado no sistema SET FREE FSNB. Entretanto. 2. CUIDADOS COM VAZAMENTO DE REFRIGERANTE Os instaladores possuem a responsabilidade de seguir os códigos e regulamentos locais que especificam requisitos de segurança contra vazamento de refrigerante. Calcule a concentração de refrigerante C (kg/m3) da sala de acordo com a seguinte equação: R: Quantidade Total de Carga de Refrigerante (kg) R = C V: Volume da Sala (m3) V C: Concentração de Refrigerante ( ≤ 0.

..........................5.. por Tonelada de Refrigeração Japonesa (= deslocamento do compressor em m3/h / 5.................................12 / 14......................... ligado a um detetor de vazamento de gás.............................................. etc..41 ton RAS12 ........................55 ton RAS18 ...15% ou mais da área do piso...............................15 / 11.25 / 5..................24 / 4..................2......12. (1) Providencie uma abertura sem tampa que faça com que o ar circule pela sala....27 ton RAS8 ........12 ton (4) Preste atenção especial a locais como porões........20 / 7.... (3) Providencie um ventilador... siga-os...........9...................................04 / 4...105......................6............................38 ton RAS24 ..................................... No exemplo 70 x 0..80 / 6.......11...........................69 ton x 0...... onde o refrigerante possa permanecer estacionário......85 ton RAS16 ..........................83 ton RAS26 .......12 / 14.............01 ton No exemplo: RAS20 ................3.......12.....................12 / 12............5 m3/min RAS22 ....97 ton RAS30 ..........4 = 3. com capacidade de ventilação de 0........................3.. para que a concentração de refrigerante seja inferior a *0..7) do sistema de ar condicionado utilizando o refrigerante R410A............. ...35 / 10.... pois ele é mais pesado do que o ar......4m3 /min ou mais............................4....................... (2) Providencie uma abertura sem porta de 0........................................12 ton RAS32 ... na falta de um padrão...............76 / 4....64 ton RAS14 ..75 ton RAS28 .....5.....9.. Se há regulamentos e normas técnicas vigentes em sua região...............9/242 TUBULAÇÃO E CARGA DE REFRIGERANTE 9.......18 / 9.......................7.............4........................10........... MEDIDA PREVENTIVA PARA VAZAMENTO DE REFRIGERANTE DE ACORDO COM O PADRÃO KHK As instalações devem ser feitas como descrito a seguir com relação aos padrões KHK.06 ton RAS10 ................. (50Hz/60Hz) RAS5 ......... * Utilize este valor apenas para referência......15% = 0................58 / 8...31 kg/m3...............8....................

Execute a fiação elétrica conectando a unidade externa às unidades internas do mesmo grupo dessa unidade externa. Verifique os itens abaixo antes de ligar o disjuntor. Proteja os fios. FONTE DE ALIMENTAÇÃO Tensão de Alimentação Desequilíbrio da Tensão 90 a 110% da tensão Dentro de um desvio de 3% de cada tensão no Terminal Principal da Unidade Externa Maior que 85% da tensão Unidade Externa 3 fases + terra 3 fases + neutro + terra 220V 380V Unidade Interna 2 fases + terra 1 fase + neutro + terra CUIDADO Fio Fase: é o condutor isolado com potencial elétrico.415V / 50Hz AC 380V / 60Hz AC 220V / 60Hz AV I S O Conector para 220V Placa de Circuito Impresso Caixa Elétrica CN6 CN1 Fios de comunicação entre as unidades internas e a unidade externa DC5V (sem polaridade) Terminal de aterramento Certifique-se de que o cabo de aterramento esteja conectado Presilha dos cabos (fixado no suporte da válvula) Furo de conexão para os fios de comunicação entre as unidades internas e as unidades externas Furo pré-moldado (2 x Ø26) Faça a vedação hermética na entrada do c onduíte utilizando massa de calafetar (para proteger contra entrada de água) Furo de conexão Ø26.. Fio Terra: é um referencial com potencial nulo. de ratos ou pequenos roedores. portanto circula corrente elétrica. Se não estiverem protegidas.1. . (4) Certifique-se de que o fio terra esteja conectado e aterrado. é o retorno da fase ou fuga. iniciar um incêndio. Caso a rede elétrica da unidade externa seja de 240V (tensão nominal). etc. i Observação Fixe as buchas de borracha com adesivo quando não for utilizar tubos de conduíte para a unidade externa. O NEUTRO NÃO É TERRA. Deverá ser instalado um disjuntor diferencial e uma chave seccionadora para cada grupo de unidades internas. Deverá ser instalado um disjuntor diferencial e uma chave seccionadora para cada unidade externa. (2) Verifique se a tensão da rede elétrica está dentro da tolerância de ±10% da tensão nominal. conduítes e terminais) estão de acordo com as especificações elétricas expostas no Catálogo Técnico I Ligue a energia elétrica para cada unidade externa. Verifique se os ventiladores das unidades interna e externa estão parados antes de executar qualquer trabalho na fiação elétrica ou qualquer verificação periódica.5 da fiação de comunicação entre as unidades internas e as unidades externas Conexão da Fiação para a Unidade Externa 10. A falta de aterramento compromete o funcionamento e a garantia do produto. 240V 220V TF1 Conector para 220V 240V 220V 0V CN5 TF2 0V CN7 Conector para 240V CN4 Conector para 240V PCN1 CN24 PCN31 Furo de conexão da fiação da rede elétrica Ø70 Furo de conexão da fiação da rede elétrica Ø70 Fiação da rede elétrica AC 380 . Desligue o disjuntor das unidades internas e externas e aguarde por mais de 3 minutos antes de efetuar qualquer trabalho na fiação elétrica ou antes de executar alguma verificação periódica.2. Recomendamos aterramento: Sistema TT. o sistema não poderá partir devido à queda de tensão. Por ser uma ligação de segurança circula apenas corrente de escoamento em caso de problemas ou falhas da instalação.FIAÇÃO ELÉTRICA 10/243 10 FIAÇÃO ELÉTRICA 10. as peças elétricas. NUNCA UTILIZE O NEUTRO DA REDE ELÉTRICA COMO TERRA. interruptores. Se a capacidade da rede elétrica for muito baixa. os ratos poderão roer algumas peças e na pior das hipóteses. VERIFICAÇÃO GERAL (1) Verifique se os componentes elétricos selecionados no local (disjuntores. (3) Verifique a capacidade de condução dos fios elétricos. conforme norma NBR5410. fios. Fixe firmemente a fiação da rede elétrica utilizando a presilha dos cabos no interior da unidade. desconecte os conectores CN4 e CN6 e conecte CN5 e CN7 (transformadores TF1 e 2) na caixa de controle elétrico conforme ilustra a figura abaixo. Fio Neutro: não é um referencial.

Parafuso M4x0.5 Parafuso M5x0. 1) Conecte os fios da rede elétrica trifásica na barra de terminais e os fios de aterramento aos terminais na caixa de controle elétrico.5x16 24 e 26HP Parafuso M5x0. Abraçadeira metálica .8x15 Parafuso M5x0.1.0x12 Parafuso M5x0.5 Parafuso M8x1.8x10 Parafuso M5x0.0x11.25x14 Parafuso M10x1.0x11.25x14 Parafuso M6x1.8x15 28 e 32HP Parafuso M8x1. PARA A UNIDADE EXTERNA A conexão da fiação elétrica para a unidade externa está ilustrada na figura.10/244 FIAÇÃO ELÉTRICA 10.8x10 Parafuso M6x1.3.25x14 Parafuso M6x1.8x15 28 a 32HP Parafuso M8x1.8x15 24 e 26HP Parafuso M5x0. CONEXÃO DA FIAÇÃO ELÉTRICA 10.8x15 Parafuso M5x0.3.8x15 Parafuso M5x0.25x15 Parafuso M6x1.0x12 Parafuso M6x1.7x8 TB2 1 2 Cabo blindado com par trançado Pressione a abraçadeira de metal com um torque depois de inserir nela o cabo blindado.0x12 Parafuso M8x1. Parafuso M6x1.25x15 2) Conecte os fios de comunicação entre as unidades interna e externa aos terminais 1 e 2 na placa de terminais.0x12 Parafuso M8x1.

75mm2) para a fiação intermediária para obter uma melhor imunidade a ruídos em comprimentos inferiores a 1000m. CUIDADO Fixe o cabo dos fios blindados de comunicação entre a unidade interna e a unidade externa com uma abraçadeira metálica. Use cabos blindados (>0. Fiação Elétrica entre a Unidade Interna e a Unidade Externa (220V/60Hz) Máximo 4 Unidades Externas / Rede distribuição (5 a 12HP) Máximo 1 Unidade Externa / Rede distribuição (14 a 32HP) Sistema refrig N° 1 Unidade Externa Sistema refrig N° 0 Unidade Externa TB1 L1 L2 L3 TB2 1 2 TB1 L1 L2 L3 Sistema refrig N° 2 Unidade Externa TB2 1 2 TB1 L1 L2 L3 TB2 1 2 Linha de Operação (cabo blindado com par trançado) 5VCC (Sistema H-Link de transmissão não polarizado) DR Caixa de Distribuição Caixa de Distribuição F DR CP 220V / 60Hz 3 Fases L1 + L2 + L3 DR F CP 220V / 60Hz 2 Fases L1 + L2 F TB2 1 2 A B CP 220V / 60Hz 2 Fases L1 + L2 Linha de Operação (cabo blindado com par trançado) 5VCC (Sistema H-Link de transmissão não polarizado) L1 L2 N TB1 N° 1 Unidade Interna L1 L2 N TB1 N° 0 Unidade Interna * Cabo do controle remoto blindado par trançado TB2 1 2 A B **Controle Remoto * Cabo do controle remoto blindado par trançado **Controle Remoto As Unidades Internas e Externas devem ser Aterradas Legenda TB : Régua de Borne PCB: Placa de Circuito Impresso : Fiação executado na obra * : Adquirido pelo cliente ** : Acessório Opcional DR : Disjuntor Diferencial F : Fusível CP : Chave Principal Sistema refrig N° 0 Unidade Interna Máximo de unidades internas por ciclo refrigerante 26HP = 29 unidades 5HP = 8 unidades 8HP = 13 unidades 28HP = 31 unidades 10 e 12HP = 16 unidades 30 a 42HP = 32 unidades 14 a 22HP = 20 unidades 24HP = 27 unidades Sistema refrig N° 1 Unidade Interna . caso contrário o parafuso não poderá ser removido.3.2. 10. Use os cabos cujo diâmetro esteja em conformidade com a legislação local.FIAÇÃO ELÉTRICA 10/245 3) Não passe os fios em frente ao parafuso de fixação do painel de serviço.

10/246 FIAÇÃO ELÉTRICA (380V/60Hz) Máximo 4 Unidades Externas / Rede distribuição (5 a 12HP) Máximo 1 Unidade Externa / Rede distribuição (14 a 32HP) Sistema refrig N° 0 Unidade Externa TB1 L1 L2 L3 N Sistema refrig N° 1 Unidade Externa TB2 1 2 TB1 L1 L2 L3 N Sistema refrig N° 2 Unidade Externa TB2 1 2 TB1 L1 L2 L3 N TB2 1 2 Linha de Operação (cabo blindado com par trançado) 5VCC (Sistema H-Link de transmissão não polarizado) DR Caixa de Distribuição Caixa de Distribuição F DR CP 380V / 60Hz 3 Fases + 1 Neutro L1 + L2 + L3 + N DR F F CP 220V / 60Hz 2 Fases L1 + L2 1 Fase + 1 Neutro L1 + N CP 220V / 60Hz 2 Fases L1 + L2 1 Fase + 1 Neutro L1 + N Linha de Operação (cabo blindado com par trançado) 5VCC (Sistema H-Link de transmissão não polarizado) L1 L2 N TB1 N° 1 Unidade Interna L1 L2 N TB1 N° 0 Unidade Interna TB2 1 2 A B * Cabo do controle remoto blindado par trançado TB2 1 2 A B **Controle Remoto * Cabo do controle remoto blindado par trançado **Controle Remoto As Unidades Internas e Externas devem ser Aterradas Legenda TB : Régua de Borne PCB: Placa de Circuito Impresso : Fiação executado na obra * : Adquirido pelo cliente ** : Acessório Opcional DR : Disjuntor Diferencial F : Fusível CP : Chave Principal Sistema refrig N° 0 Unidade Interna Máximo de unidades internas por ciclo refrigerante 26HP = 29 unidades 5HP = 8 unidades 8HP = 13 unidades 28HP = 31 unidades 30 a 42HP = 32 unidades 10 e 12HP = 16 unidades 14 a 22HP = 20 unidades 24HP = 27 unidades Sistema refrig N° 1 Unidade Interna .

No mesmo No para a unidade externa e para as unidades internas. CONFIGURAÇÃO DA DIP SWITCH DA UNIDADE EXTERNA Desligue todas a rede elétrica do sistema antes de fazer as configurações. Se a rede elétrica não for desligada a configuração permanecerá inválida.FIAÇÃO ELÉTRICA 10/247 10. Configuração de fábrica todas em OFF (ciclo refrigerante No 0). Cada unidade interna é configurada na fábrica. No do Ciclo 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Posição de ajuste No do Ciclo Posição de ajuste No do Ciclo Posição de ajuste No do Ciclo Posição de ajuste DSW2: Configuração das Capacidades (Dip Switch vermelho) Nenhum ajuste é necessário. O símbolo “ ” indica a posição dos pinos da dip switch DSW1: Configuração do No do ciclo refrigerante (Dip Switch azul) A configuração é necessária se o H-LINK é utilizado.4. MODELO RAS 5 RAS 8 RAS 10 RAS 12 ON Posição de ajuste 1 ON 2 3 4 1 RAS 16 MODELO RAS 18 RAS 20 ON Posição de ajuste 1 MODELO RAS 26 ON Posição de ajuste 1 RAS 14 ON 2 3 4 RAS 28 ON 2 3 4 1 RAS 22 1 RAS 30 2 3 4 RAS 32 ON 2 3 4 1 2 3 4 2 3 4 RAS 24 .

10/248 FIAÇÃO ELÉTRICA DSW3: Configuração da Diferença de Altura O ajuste é necessário. Serviço Configuração de Fabrica Teste de operação de resfriamento Teste de operação de aquecimento Posição de ajuste Serviço Parada forçada do compressor Posição de ajuste Exemplo de configuração do DSW4: Combinação das unidades internas maior 16 unid. ON 1 Operação para substituição do compressor ON 2 3 4 5 6 1 2 3 4 5 6 . Ajuste necessário para operação de teste e operação do compressor. Diferença de Altura Configuração de Fabrica Unidade externa mais alta que a unidade interna (0 a 50m) Unidade externa mais baixa que a unidade interna (0 a 20m) Unidade externa mais baixa que a unidade interna (20 a 40m) Posição de ajuste DSW4: Configuração de Serviço e Operação de Teste.

Todos os compressores estão em funcionamento exceto o compressor selecionado.FIAÇÃO ELÉTRICA DSW5: Operação de Emergência dos compressores. Desabilitar compressor inverter. Fábrica) 25 < L < 50 50 < L < 75 75 < L < 120 10/249 . Comprimento real da tubulação (m) Posição de ajuste L < 25 (Conf. Ajuste necessário. Nenhum ajuste é necessário. Operação Configuração de Fabrica Exceto compressor No 1 Exceto compressor No 2 Exceto compressor No 3 Exceto compressor No 4 Exceto compressor No 5 Exceto compressor No 6 Seleção de sinal de entrada Posição de ajuste Operação Posição de ajuste Operação Posição de ajuste Operação Posição de ajuste Operação Ajuste da função Posição de ajuste DSW6: Configuração do Comprimento da Tubulação de Refrigerante.

Tensão 380V 220V Posição de ajuste DSW10: Configuração de Transmissão. Nenhum ajuste é necessário.10/250 FIAÇÃO ELÉTRICA DSW7: Configuração da fonte de alimentação. A configuração é necessária para cancelamento da resistência final. posicionar o “pino 2 em ON” Posição de ajuste Exemplo de configuração do DSW10: Pino 1 OFF Pino 1 OFF . Transmissão Configuração de Fabrica “pino 1 ON” Cancelamento da resistência final “pino 1 OFF” Modo Emergência Caso queime o fusível da placa PCB1.

.FIAÇÃO ELÉTRICA 10/251 PSW (Push Switch) PSW Descongelamento Manual Para avançar no display de 7 segmentos Para voltar no display de 7 segmentos Posição de ajuste Lay out da Placa PCB1 DSW1 DSW2 DSW5 DSW3 DSW6 DSW7 PSW1 DSW4 PSW2 PSW3 RAS 5 a 22 HP X1 (SVC) YCH1 Y52C1 YFAN1 DSW10 Y20F1 Y20A2 DC FAN Y52C2 Y212 Y20A1 Y20B SEG2 SEG1 Y52C1 YCH1 Y52C6 Y211 Y20F1 YFAN1 Y52C5 Y52C3 Y212 Y20G DC FAN Y20A1 Y52C4 SEG2 RAS 24 a 32 HP DSW1 DSW2 DSW4 DSW3 DSW5 DSW10 DSW6 Y52C2 SEG1 PSW1 PSW2 PSW3 DSW7 A série FSNB não funciona nas 4 horas iniciais após energizar o aquecedor de óleo.: Codificação dos componentes conforme item 8. Obs. Caso necessite funcionar dentro deste período. “Codificação dos Componentes do Ciclo para RASFSNB”. libere o controle de proteção: 1) Alimente as unidades externa e internas 2) Aguarde 30 segundos 3) Pressione o PSW1 do PCB1 por mais de 3 segundos.3.

. DSW5 (Dezena) RSW2 (Unidade) Posição de ajuste Ciclo 5 Ajustados através da posição ranhura A DSW5 e a RSW2 são ajustados para “0”. Se executar a configuração sem desligar a fonte de alimentação. serão invalidados. RCD) Quantidade e Posição das Dip Switches A PCB na unidade interna é operada com 5 (cinco) Dip e 1 (uma) Rotary Switches. ON 1 2 3 4 5 6 7 8 DSW3: Ajuste do Código de Capacidade (Dip Switch vermelho) Nenhum ajuste é necessário. Posição de ajuste Ajuste inserindo uma chave de fenda no rebaixo Novo Antigo PC2H2 (ver DSW7) Específico para RPK-FSNSM2 a) O ajuste do Nº da Unidade é realizado pela combinação da RSW1 & DSW6. devido ao ajuste antes do embarque. *Não é necessário nenhum ajuste.2 do TB2.10/252 FIAÇÃO ELÉTRICA 10. Ajuste todos os pinos em OFF Ajuste em “6” b) Ajuste da função opcional (DSW2) Não é necessário nenhum ajuste. DSW5: Ajuste do N° do Ciclo de Refrigerante (Dip Switch azul) O ajuste é necessário. A numeração deve ser iniciada do “1” para cada unidade externa. (Configuração de fábrica). Neste caso. A numeração deve começar de “0” para cada unidade externa. Este é utilizado para ajuste do código da capacidade que corresponde à potência em HP da unidade interna.Desligue a fonte de alimentação.5. Esta chave é utilizada para ajuste da capacidade que corresponde à capacidade em HP da unidade interna. Ajustar o n° da unidade de todas as unidades internas respectivamente e serialmente. Configurado na fábrica. Ajustando todas as posições em OFF (ciclo de refrigerante n° 0) antes do embarque. Configurado na fábrica. RSW: Ajuste do n° da unidade O ajuste é necessário. . DSW2: Ajuste das Funções Opcionais (apenas para RPK . Ajuste todos os pinos em OFF Ajuste em “5” (e) Bypass de fusível (DSW7) DSW6: Ajuste do Código do Modelo da Unidade (não disponível para RPK) Nenhum ajuste é necessário.Configure as Dip Switches. Ajuste máximo para 16 unidades quando há equipamentos que não correspondem ao H-LINK II. Ajuste máximo para 16 ciclos quando há equipamentos que não correspondem ao H-LINK II.Ligue a fonte de alimentação. *No caso de aplicação de alta voltagem ao terminal 1. DSW6 (Dezena) RSW1 (Unidade) Posição de ajuste Unidade 16 Ajustados através da posição ranhura A DSW6 e a RSW1 são ajustados para “0”. Este é utilizado para ajuste das funções opcionais.2 a 4 HP) Nenhum ajuste é necessário. i OBSERVAÇÃO: A marca “ ■” indica a posição das dip switches. Este é utilizado para ajuste do código do modelo que corresponde ao tipo da unidade interna. Configuração padrão ON 1 2 . DSW7: Recuperar Fusível e Seleção do Controle Remoto O ajuste é necessário para recuperar fusível ou seleção do PC-2H2. verifique a fiação antes do ajuste do Pino 1 em ON. Configuração padrão PC-P1H Antes do embarque c) Ajuste da capacidade (DSW3) Não é necessário nenhum ajuste. o fusível da PCB1 em curto. Ajuste máximo para 64 unidades quando todos os equipamentos correspondem ao H-LINK II. Os ajustes de todas as unidades internas deverão ser realizados conforme tabela abaixo. No mesmo ciclo de refrigerante. AJUSTE DAS DIP SWITCHES PARA A UNIDADE INTERNA E SISTEMAS COMPLEMENTARES SSW: Sistema do Controle Remoto (exceto RPK. Configurado na fábrica. Configuração padrão ON 1 2 3 4 Posição de ajuste d) Ajuste do Nº do Ciclo Refrigerante (RSW2 & DSW5) Ajuste é necessário. Configurado na fábrica. As figuras mostram a configuração padrão de fábrica ou após a seleção. Ajuste máximo para 64 ciclos quando todos os equipamentos correspondem ao H-LINK II. seguindo a posição de ajuste. (Configuração de fábrica). ajustar o mesmo n° de ciclo para as unidades externas e internas. ● CUIDADO: .

Cabo de transmissão: 2 fios .Conexão de Linha com todas as unidades Unidade Externa Unidades Externas Não fazer a fiação em loop Fios de transmissão Tubulação de refrigeração Unidades Internas Unidades Internas : Um ciclo de Refrigerante CS-NET .Apenas uma (1) conexão é necessária para a fiação entre a unidade interna e a externa . Características O H-LINK possui especificações: as seguintes características e 3.Quantidade máxima de Unidades Internas que podem ser conectadas: 16 unidades por ciclo e 128 unidades por sistema H-LINK . SISTEMA H-LINK i 10/253 .75mm2 (equivalente ao KPEV-S) Este sistema H-LINK pode ser aplicado aos seguintes modelos: Unidade Interna RCI RCD RPI RPK RPF RPFI RPC . e fios de conexão para todas as unidades internas e externas em série .É possível aumentar o comprimento máximo da fiação em até 5000m ao utilizar até quatro unidades PSC-5HR . Exemplo de sistema H-LINK ▪ Utilizando-se o sistema H-LINK apenas para sistemas de ar condicionado ▪ Características: . Aplicação O sistema de fiação H-LINK requer apenas dois fios de transmissão conectando cada unidade interna e externa para até 16 ciclos de refrigerante. Os exemplos de sistema H-LINK são mostrados abaixo: . 2.Comprimento máximo da fiação: total de 1000m (incluindo o CS-NET) 1.Polaridade do cabo de transmissão: Fio não-polar .FIAÇÃO ELÉTRICA ▪ Especificações: 10.Quantidade máxima de Unidades Externas que podem ser conectadas: 16 unidades por sistema H-LINK OBSERVAÇÃO: O sistema H-LINK não pode ser aplicado ao ciclo com modelo antigo (3 fios polarizados) de unidade ou à unidade com transmissão antiga. e (2) Usando o sistema H-LINK para sistemas de ar condicionado que possuem um dispositivo de controle central.Cabo recomendado: par de cabos trançados blindados.6. acima de 0.A conexão de fiação aos dispositivos de controles centrais é simples Exemplo de Sistema H-LINK Há dois casos típicos de utilização do sistema H-LINK: (1) Usando o sistema H-LINK apenas para sistemas de ar condicionado.Tensão: 5V CC Unidade Externa RPP RPD i RAS-5~42 OBSERVAÇÃO: Para o sistema H-LINK deve-se usar apenas cabos de par trançado blindados. .

as dip switches são necessárias para serem ajustadas de acordo com “Ajuste das Dip Switches na PCB”. Não fazer a fiação em loop. Ajuste da Dip Switch da PCB da Unidade Interna e Externa É necessário ajustar dip switches de cada unidade interna e externa. Unidades Internas ▪ Ajuste da dip switch (exemplo) Ciclo Nº 0 Ciclo Nº 1 Ciclo Nº 2 ▪ Utilizando-se o sistema H-LINK para sistemas de ar condicionado com dispositivo de controle central .Conexão com uma Linha Principal e Linhas Ramificadas para as unidades Então. H-LINK é aplicado após a fiação do instrumento ser completado.No caso em que o H-LINK é aplicado quando a fiação elétrica é executada Antes do embarque Cancelamento Unidades Extrenas Unidades Internas Marca 1 2 3 ~ Fiação do instrumento 4 5 6 CS-NET Descrição DSW10 (Resistência da Terminação) DSW1 (Ciclo de Refrigerante) Unidade Externa Unidades Internas DSW5 (Ciclo de Refrigerante) RSW (Acesso da Unidade Interna) Cancelamento .Conexão de Linha para cada unidade Unidades Externas Unidade Externa Unidades Internas Unidades Internas ~ Fiação do instrumento CS-NET i OBSERVAÇÃO: A quantidade máxima de unidades a serem conectadas é de 16 unidades externas e 128 unidades internas. No caso onde o H-LINK não se aplica após a fiação elétrica ser feita como mostrado acima.No caso em que o H-LINK não é aplicado quando a fiação elétrica é executada . . Unidade Externas 4.10/254 FIAÇÃO ELÉTRICA .

Fiação Elétrica SYSTEM P\C H-LINK 1 Unidade Interna H-LINK 2 H-LINK H-LINK 3 Relé H-LINK Relé Relé H-LINK H-LINK H-LINK 5 H-LINK 4 2 CN6 DSW2 DSW3 1 \ Placa de Controle \ \ 1 Bloco de terminais para transmissão DSW1 CN3 PCN \ \ CN1 1 2 CN \ \ Parafuso de aterramento Transformador 3. Ou então. Instalação do PSC-5HR Para maiores detalhes. passeos por um conduíte metálico e faça o aterramento de uma das extremidades do conduíte.Certifique-se da quantidade máxima de conexões para: . ajustar o pino n° 1 do DSW10 no lado "OFF" a partir da 2ª unidade. a função de endereço automático é executada).7. • A instalação incorreta dos fios danificará o Relé de H-LINK Nunca conecte a linha de alimentação aos fios de controle do H-LINK. Se for necessário passar os fios do H-LINK próximos a esses fios. o pino n° 1 do DSW10 é ajustado no lado "ON". Ajustar o RSW não para sobrepor o ajuste de outras unidades internas no mesmo ciclo de refrigerante (se não ajustado. o H-LINK foi dividido em cinco blocos (H-LINK 1 ~ H-LINK 5). fios de outros sinais. Ajuste da Resistência de TerminaçãoAntes do embarque. OBSERVAÇÕES: . Unidade Externa Estação Central Relé Função DSW1 Unidade Externa Resistência ao terminal 10/255 Filtro toroidal Terminais de alimentação Rede elétrica AC 220V ou AC 240V CUIDADO Atenção ao ligar os fios: • Verifique se as tensões da rede elétrica e da alimentação estão corretas. nenhum ajuste é necessário.Configure a resistência terminal em cada H-LINK (para detalhes. do sistema de controle e do controle central enquanto estiver conectando os fios. . • A caixa de aço deverá ser aterrada. Ajustar o DSW10 de acordo com a quantidade de unidades externas no sistema H-LINK. pois poderá causar uma avaria na estação central.Unidade Interna: até 128 . PSC-5HR 1. Ajustar o DSW1 não para sobrepor o ajuste de outras unidades externas no mesmo sistema H-LINK DSW10 Para igualar a impedância do circuito de transmissão. etc. Ajuste antes do embarque Marca ON Ciclo de refrigerante Para ajuste do endereço do ciclo de refrigerante da unidade externa. • Não instale os fios do H-LINK ao longo dos fios da rede elétrica. • Não execute a instalação dos fios com a rede elétrica ligada. Diagrama Interno Bloco de terminais para transmissão Para ajustar o endereço da unidade interna. 2. Ajustar o DSW5 correspondente ao endereço da unidade externa no mesmo ciclo de refrigerante. Desligue a alimentação do Relé de H-LINK. poderá causar mau funcionamento devido ao ruído elétrico. consulte o manual de operações e verificação (IHMIS-SETAR009). DSW5 Ciclo de refrigerante 0 Endereço da unidade interna RSW 10.FIAÇÃO ELÉTRICA Nome da Dip Switch Unid. . Se apenas uma unidade externa é utilizada.Sistema Refrigerante: até 16 . até quatro Relés de H-LINK . ON 1 2 ON Unidade Interna Para ajuste do endereço do ciclo refrigerante da unidade interna. mantenha entre eles uma distância de 15 cm ou mais para os cabos do HLINK e 30cm para outros cabos.No caso da figura anterior. consulte “Configurando a Dip Switch”). Se o fizer.Podem ser instalados no máximo. No caso onde a quantidade de unidades externas no mesmo H-LINK é de 2 ou mais. A instalação incorreta dos fios danificará o transformador.

Esta função provê um controle para alteração do modo de operação de um local remoto. Ao invés de utilizar o Termistor da Entrada de Ar para controlar a unidade. A unidade ligada reiniciará quando a energia for restaurada. Esta função permite o controle da unidade por um termostato externo.11/256 FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS 11 FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS 11. Reiniciando Função após A unidade reiniciará quando a energia Falha na Alimentação for restaurada se a unidade estiver ligada antes da falha de energia. utiliza-se a média entre o Termistor da Entrada de Ar e o sensor de temperatura remoto Esta função permite dar informações sobre como a unidade está trabalhando a fim de ativar os dispositivos necessários. Operação Automática quando Esta função preserva os ajustes da unidade a fonte de alimentação está se a alimentação é interrompida. Cancelamento dos Comandos do Controle Remoto após Parada Forçada Ajuste do Modo de Operação de Resfriamento ou Aquecimento Controle pelo Termostato da Sala Fornecido no Local Controle do Sensor de Temperatura Remoto Captura de Sinais Esta função pára a unidade interna e cancela os comandos do controle remoto enquanto este está ativo.1. Função opcional Explicação útil Função Liga/Desliga do Controle Remoto Esta função proporciona um controle para parar e iniciar o sistema de um local remoto. FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS DAS UNIDADES INTERNAS Na tabela abaixo há mais algumas informações sobre as funções opcionais para a série FSN. Conexão do Sensor Opcional Esta função é para conexão de um sensor de entalpia ou um sensor de concentração de CO2 RCI RCD RPC RPI RPK RPF RPFI RPD RPP KPI O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O X O O O O O O O X O O O O O O O X O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O X X X X X X X X X Não disponível O Disponível . Esta função preserva os ajustes da unidade se a alimentação é interrompida. Este pode reduzir os problemas devido à estratificação do ar interno. Esta função opcional é bastante útil para hotéis e escritórios para controle das unidades internas de sistema de gerenciamento de prédios.

60 a 80% se a corrente de demanda demandada estiver acima da corrente de ajuste. o compressor e os ventiladores internos não operam. O controle da corrente de operação não é um valor fixado e é alterado entre um valor máximo. descongelamento É especialmente interessante para localidades frias. Ajuste de descongelamento Quando esta função é ativada a velocidade do ventilador interno no modo lento descongelamento é mudada para uma velocidade lenta ao invés de desligar. Parada forçada Esta função produz uma parada de emergência. Alteração na condição de Esta função altera as condições de operação de descongelamento. consequentemente o nível de ruído é reduzido. 6 min unidade interna durante desligados) a fim de reduzir os aspectos indesejados das condições de operação Thermo-OFF no aquecimento do Thermo-OFF interno. a unidade interna será Thermo-OFF. Ajuste de longa tubulação Esta função indica para a unidade se a distância entre a unidade externa e a interna é mais distante do que 100m.FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS 11/257 11. Cancelamento do limite Esta função permite iniciar a unidade externa sem aguardar que a temperatura Hot-Start Externo do compressor atinja um valor maior do que 40°C. Ajuste da função de onda Esta função regula a corrente de operação externa.2. se a corrente demandada estiver acima do ajuste de corrente a capacidade da unidade interna é reduzida ainda que seja preciso o Thermo-OFF. Controle do ventilador da Esta função ativa os ventiladores internos como um ciclo (2 min ligados. Para configuração das Funções Opcionais. . a capacidade da unidade interna é reduzida ainda se o Thermo-OFF for necessário. Se a unidade interna é ajustada para modo fixo de aquecimento (resfriamento). FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS DA UNIDADES EXTERNAS Função opcional Modo de operação fixo (aquecimento / resfriamento) Explicação útil Esta função fixa o modo de operação (aquecimento ou resfriamento). Demanda Quando esta função é ativada o compressor pára e as unidades internas são colocadas sob a condição Thermo-OFF. Ajuste de baixo ruído Esta função reduz a velocidade máxima do motor do ventilador. Captura de sinais Esta função permite dar informações sobre como a unidade está trabalhando a fim de ativar os dispositivos necessários. Sensor de neve Esta função opera todos os ventiladores externos na velocidade máxima durante a parada do compressor se este detectar que o sensor de neve estiver coberto. consultar Boletim Técnico BT SET 017 T (Maio/2008). Controle da corrente Esta função regula a corrente de operação externa. Cancelamento do limite de Esta função permite trabalhar em modo aquecimento sem restrição de ambiente externo de alta temperatura aquecimento Cancelamento do limite de Esta função permite trabalhar em modo resfriamento sem restrição de ambiente externo de baixa temperatura resfriamento Operação noturna Esta função diminui os níveis de ruído das unidades e a capacidade de (baixo ruído) resfriamento também é reduzida.

11/258 FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS 11. . A unidade iniciará quando a energia é restaurada se a unidade estiver ligada antes da falha de energia.3. FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS DOS CONTROLES REMOTOS Itens Funções Opcionais Condição de Ajuste Conteúdo Descrição Remoção da Calibração da Temperatura de Aquecimento 00 01 Desativado Ativado Esta função é usada para eliminar o diferencial de 4°C no modo aquece Função de parar a Circulação no Thermo-OFF no modo aquece 00 01 Desativado Ativado Esta função é usada para desligar o ventilador no modo aquece Tempo de Operação Forçado de 3 minutos do compressor 00 01 Desativado Ativado Esta função é usada para poupar o compressor quando este opera e pára freqüentemente Alteração do Tempo de Limpeza do Filtro 00 01 02 03 04 Padrão 100 horas 1200 horas 2500 horas Sem indicação Com esta função é possível alterar o tempo quando o controle remoto avisar quando será necessário limpar o filtro de ar Fixar Modo de Operação 00 01 Desativado Ativado Esta função elimina a possibilidade de alteração do modo de operação Fixar Ajuste de Temperatura 00 01 Desativado Ativado Esta função elimina a possibilidade de alteração do ajuste de temperatura Fixar Operação como Unidade de Resfriamento Exclusivo 00 01 Desativado Ativado Esta função elimina o modo aquecimento Operação automática de resfriamento/ aquecimento 00 01 Desativado Ativado Esta função altera automaticamente de resfria para aquece Fixar vazão de ar 00 01 Desativado Ativado Esta função elimina a possibilidade de alterar a velocidade do ventilador Bomba de Dreno em aquecimento 00 01 Desativado Ativado Esta função é usada para ativar a bomba de dreno no modo aquece Aumento da Velocidade de Ventilador (RCD) 00 01 02 Normal Aumento da velocidade 1 Aumento da velocidade 2 Esta função é usada para alterar a velocidade do ventilador devido ao forro alto Alta Velocidade no Thermo-OFF de Aquecimento 00 01 Desativado Ativado Esta função é usada para aumentar a velocidade do ventilador quando em Thermo-OFF Cancelamento do Tempo de Operação Forçado do Compressor de 3 minutos 00 01 Desativado Ativado Esta função serve para cancelar o Tempo de Operação Forçado do Compressor de 3 minutos Sem função Sem função Sem função 00 Controle pelo Termistor de Sucção Interno Controle pelo Termistor do Controle Remoto Termistor do Controle Remoto 01 Esta função é usada para controlar a unidade com o termistor do controle remoto 02 Controle pelo valor médio do Termistor de Sucção Interno e Termistor do Controle Remoto 00 01 Contato A de Entrada da Parada Forçada Com esta função seleciona-se a Lógica de Contato B de Entrada da Parada Forçada Parada Forçada 00 01 Desativado Ativado Sem função Sem função Seleção da Lógica de Parada Forçada Sem função Sem função Sem função Liga/desliga da fonte de alimentação 2 Esta função preserva os ajustes da unidade se a alimentação é interrompida.

02 Conteúdo Desativado Ativado 11/259 Descrição Esta função habilita a abrir o damper do ar externo Ventilação automática Modo ventilação (KPI) 00 01 02 Sensor de Entalpia (Econofresh) 00 01 Não disponível Disponível Esta função pode ajustar a entrada do sensor de entalpia Aumento do Volume do Ar de Fornecimento (KPI) 00 01 Desativado Ativado Esta função é usada para fazer com que a pressão da sala seja maior do que nos arredores dela 00 01. 02 Desativado Ativado Esta função pode ajustar a Entrada do Sensor de Gás 00 01 02 Padrão 30 minutos 60 minutos Esta função atrasa a partida da operação do intercambiador de calor 00 01 02 ~ 23 24 Sem Função Desliga por 1 hora Desliga por 2 horas 00 01 Principal Escravo Ventilação pelo Trocador Esta função é usada para ajustar o modo de de Calor Total ventilação do intercambiador de calor Ventilação Bypass (Sem Trocador de Calor Total) Sem função Sensor de gás (Econofresh) Período de Pré-Aquecimento/PréResfriamento Sem função Ajuste automático do OFF Timer Desligar Temporizador Ajuste do Controle Remoto Principal ou Escravo Desliga por 23 horas Desliga por 24 horas Esta função é usada para ajustar a função Desliga Temporizador automaticamente quando a unidade é iniciada pelo controle remoto Esta função é usada quando controles remotos são instalados em um sistema .FUNÇÕES OPCIONAIS DISPONÍVEIS Itens Funções Opcionais Operação All Fresh (Econofresh) Condição de Ajuste 00 01.

12/260 MEDIDAS PREVENTIVAS
12 MEDIDAS PREVENTIVAS
12.1. LOCALIZAÇÃO E SOLUÇÃO DE FALHAS PELO CÓDIGO DE ALARME
Os códigos de alarme ilustrados abaixo são sinalizados quando ocorrer uma falha durante a operação.

Sinalização

Problema

O led de funcionamento Falha
pisca 5 vezes (5
segundos) com o display
exibindo o número da
unidade e o código do
alarme.

HIGH

SWING
LOUVER

ON/OFF TIMER

LOW

DRY

A/C

AUTO

DEFROST
+ CENTRAL
VENT H.STRG

ADDS

RN

HR

NO FUNCTION
SERVICE

ABNML

UNIT

FILTER

T. RUN CHECK

RUN / STOP

MODE FAN SPEED

TEMP.

ON/OFF TIMER

Verificar por meio da função de
auto-verificação do controle
remoto.

Sinalização do número da unidade no controle remoto PC-2H2:

Unidade n° 3

Unid.
N° 0

Unid.
N° 1

Unid.
N° 2

Unid.
N° 3

Unid.
N° 4

Unid.
N° 5

Unid.
N° 6

Unid.
N° 7

Unid.
N° 8

Unid.
N° 9

Unid.
N°10

Unid.
N°11

Unid.
N°12

Unid.
N°13

Unid.
N°14

Unid.
N°15

Código de Alarme
de "Proteção da
Unidade Externa
Ativada"

OBSERVAÇÃO:
O código de alarme também será sinalizado no display de 7
segmentos na PCB1 da unidade externa, se houver algum
problema.

RESET

HIGH
VENTI LOUVER

Localize a causa e faça o reparo.

SET TEMP.

COOL MED
HEAT

Ação

Cabo do controle remoto rompido
Falha na
transmissão entre a Falha de contato no cabo do controle remoto
unidade interna e o
IC ou microcomputador defeituoso
controle remoto.

O led de funcionamento
pisca por 2 segundos.

FAN

Possíveis Causas

CHECK

HIGH

COOL

COOL

TIME

Sinalização do número da unidade no controle remoto PC-P1H:

Unidade n° 3

Código de Alarme
de "Proteção da
Unidade Externa
Ativada"

Unid.
N° 0

Unid.
N° 1

Unid.
N° 2

Unid.
N° 3

Unid.
N° 4

Unid.
N° 5

Unid.
N° 6

Unid.
N° 7

Unid.
N° 8

Unid.
N° 9

Unid.
N°10

Unid.
N°11

Unid.
N°12

Unid.
N°13

Unid.
N°14

Unid.
N°15

OBSERVAÇÃO:
O código de alarme também será sinalizado no display de 7
segmentos na PCB1 da unidade externa, se houver algum
problema.

Modelo
HIGH

HIGH

COOL

COOL

N° ciclo frigorífico

N° condensador

MEDIDAS PREVENTIVAS

12/261

Código de Alarme
Categoria
Unidade interna

N° Código
01

Unidade externa

02

Atuação do dispositivo de proteção

Transmissão

03

Inverter

04

Transmissão

04*
05

Queda de tensão

06

Operação anormal entre unidade interna e
unidade externa (ou vice versa)
Operação anormal entre inverter e controle do
PCB
Operação anormal no controle do ventilador
Operação anormal da fiação da fonte de
alimentação
Queda de tensão na unidade externa por tensão
excessivamente baixa ou alta voltagem na
unidade externa
Diminuição do superaquecimento do gás de
descarga

07

Conteúdo da Operação Anormal
Atuação do dispositivo de proteção

Ciclo

08

Aumento na temperatura do gás de descarga

Unidade externa

09
11
12
13
14
15
19

Atuação do dispositivo de proteção
Termistor do ar de retorno (Entrada)
Termistor do ar de insuflamento (Saída)
Termistor de proteção anti-congelamento
Termistor da tubulação de gás
Termistor do ar externo (Econofresh)
Atuação do dispositivo de proteção do motor do
ventilador
Termistor parte superior do compressor
Sensor de alta pressão
Termistor do ar externo
Termistor do gás de descarga do compressor
Termistor de evaporação
Sensor de baixa pressão
Configuração incorreta da unidade externa e
interna
Transmissão anormal de outra unidade interna

Sensor da
unidade interna

Sensor da
unidade externa

20
21
22
23
24
29
31
32
35

Sistema

36
38
39
43
44

Pressão

45
46
47
51

Inversor
(Inverter)

52
53
54
56

Ventilador
Externo
Sensor na
unidade KPI
Transmissão

57
58
96
97
dd

Compressor

EE

Causa Principal
Falha do motor do ventilador, descarga de dreno, PCB,
relé
Falha no compressor, carga de refrigerante, fase invertida,
atuação do pressostato de alta PSH, fio terra
Fiação incorreta, falha do PCB, atuação do fusível, fonte
de alimentação desligada
Falha na transmissão entre inverter e PCB
Falha de transmissão do controle do ventilador e inverter
Fiação incorreta da fase reversa
Queda de tensão da rede elétrica, fiação incorreta ou
capacidade insuficiente da fiação da rede elétrica, queima
do fusível
Carga excessiva de refrigerante, válvula de expansão
travada aberta da unidade interna, termistor danificado,
falha na conexão
Refrigerante insuficiente, vazamento de refrigerante,
entupimento ou válvula de expansão travada fechada na
unidade interna, termistor danificado, falha na conexão
Falha do motor do ventilador, falha na conexão
Falha do termistor, do sensor, da conexão

Falha do motor do ventilador, falha na conexão

Falha do termistor, do sensor, da conexão

Configuração incorreta do código de capacidade

Falha da rede elétrica, PCB da outra unidade interna,
falha de outra unidade interna no mesmo ciclo refrigerante
Configuração incorreta no n° da unidade interna
Existência do mesmo n° de unidade interna no mesmo
ciclo refrigerante
Incompatibilidade de modelo
Versão da placa PCB da unidade interna não compatível
com refrigerante R410A
Operação anormal do circuito protetor na unidade Falha da PCB da unidade interna, fiação incorreta,
externa
conexão da PCB na unidade externa
Operação anormal da corrente de operação no
Sobrecorrente, fusível queimado ou falha do sensor de
compressor constante
corrente, falha na conexão
Atuação da proteção da diminuição da relação de Avaria no compressor, inverter, alimentação elétrica
pressão
Atuação da proteção do aumento de baixa
Sobrecarga na unidade interna no modo resfria, alta
pressão
temperatura do ar externo no modo aquece, válvula de
expansão travada aberta
Atuação da proteção do aumento de alta pressão Operação de sobrecarga, excesso de refrigerante,
obstrução do trocador de calor da unidade externa
Atuação da proteção da diminuição da alta
Refrigerante insuficiente
pressão
Atuação da proteção da diminuição de baixa
Refrigerante insuficiente (condição de operação de vácuo)
pressão
Operação anormal do sensor de corrente do
Falha do sensor de corrente na PCB do inverter
inverter
Atuação da proteção de sobrecorrente
Sobrecarga, sobrecorrente, travamento do compressor
Atuação de proteção ISPM
Parada automática do módulo de transmissão
(sobrecorrente, baixa tensão ou superaquecimento)
Aumento na temperatura do dissipador de calor
Termistor do dissipador de calor anormal, ventilador na
do inverter
unidade externa anormal
Operação anormal para detecção da posição do Falha na transmissão do motor do ventilador
motor do ventilador
Atuação da proteção do controle do ventilador
Sobrecorrente
Anormalidade do controle do ventilador
Velocidade do ventilador anormal
Termistor de temperatura da sala
Falha do termistor, sensor, conexão
Termistor de temperatura externa
Conexão incorreta entre as unidades internas
Conexão incorreta entre unidades internas e controle
remoto
Proteção do compressor
Ocorrência por 3 vezes do alarme causando danos ao
compressor dentro de 6 horas

13/262 OBSERVAÇÕES DIVERSAS
13. OBSERVAÇÕES DIVERSAS
Observações Especiais
1. Providencie um alçapão de serviço no forro,
próximo à conexão da tubulação da unidade para
as unidades do tipo Cassete e teto embutido.
2. Considere a distribuição do ar da unidade para o
espaço da sala e selecione um local adequado,
de forma a obter uma temperatura uniforme em
toda a sala.
Tipos Cassete e Teto - Evite instalar a unidade
num ambiente em que a altura do teto (distância
entre o piso e o forro) exceda a três metros. Se
a unidade interna for instalada numa sala com
um teto acima de 3 metros, recomenda-se a
instalação separada de um circulador de ar para
obter uma temperatura do ar uniforme em toda
a sala, principalmente durante a operação de
aquecimento.
3. Verifique se a laje do teto é suficientemente
resistente e se o forro está plano e nivelado.
4. Evite obstáculos que possam restringir o retorno
do ar ou o insuflamento.
5. Não instale a unidade numa oficina de máquinas
ou na cozinha, onde o vapor ou a aspersão
de óleo possa entrar na unidade. O óleo se
acumularia no trocador de calor, reduzindo assim
o desempenho da unidade e poderia, no pior dos
casos, deformar e quebrar as peças plásticas da
unidade.
6. Preste atenção aos seguintes pontos quando
a unidade estiver instalada em um hospital
ou em outras instalações onde haja radiação
eletromagnética oriunda dos equipamentos
hospitalares.
(A) Não instale a unidade onde a radiação
eletromagnética seja dirigida para a caixa
elétrica, para o cabo de controle remoto ou
para o controle remoto.
(B) Instale a unidade e seus componentes o mais
distante possível (pelo menos três metros) da
fonte de radiação eletromagnética.
(C) Prepare um caixa de aço e instale o controle
remoto nela. Prepare um tubo de conduíte de
metal e utilize-o para o cabo de controle remoto.
Em seguida, conecte o fio de aterramento na
caixa e no conduíte.
(D) Instale um filtro de ruído quando a rede
elétrica emitir ruído prejudicial.
7. Não instale as unidades em ambientes ácidos
ou alcalinos devido à ação corrosiva no trocador
de calor. Caso as unidades externas sejam
instaladas próximas ao mar, recomenda-se
utilizar a unidade externa opcional resistente à
corrosão.
8. Não instale as unidades em um ambiente
inflamável devido ao risco de uma explosão.
9. Com relação às unidades internas tipo cassete,
considere o nível sonoro direto e refletido quando
selecionar a unidade para espaços onde se
requer níveis sonoros extremamente baixos.
10. Durante a operação de aquecimento, o trocador
de calor externo produz condensação ou

derretimento do gelo. Instale a unidade externa
onde haja drenagem conveniente dessa água, ou
então providencie a passagem para um dreno.
11. Desempenho do aquecimento: A capacidade de
aquecimento normalmente fica reduzida quando
a temperatura externa cai. Portanto,providencie
uma unidade de aquecimento auxiliar se as
temperaturas externas forem muito baixas.
12. Caso a temperatura externa esteja baixa e a
umidade esteja elevada, o trocador de calor
externo ficará coberto de gelo, reduzindo a
capacidade de aquecimento. Para remover o
gelo, a unidade passa automaticamente para
o modo de descongelamento. Durante essa
operação de descongelamento, a operação da
unidade é interrompida por 3 a 10 minutos.
13. Como essa unidade é do tipo ‘bomba de calor’,
ela circula o ar quente por todo o espaço da
sala e portanto, leva tempo para aquecer a
temperatura do ambiente.
14. As informações sobre o ruído de funcionamento
foram obtidas numa câmara anecóica. Portanto,
o ruído real de funcionamento será maior devido
ao som refletido no piso e na parede.
15. Caso a unidade seja operada por um longo
tempo acima da temperatura interna de 27°CDB
ou acima da umidade de 80%, poderá ocorrer
condensação nos gabinetes e conseqüente
gotejamento. Se isso ocorrer, torna-se necessário
colocar um isolante térmico nos gabinetes.
16. Providencie protetores de neve para evitar que
o trocador de calor externo sofra o acúmulo de
neve. Se a unidade for utilizada em locais com
forte incidência de neve, providencie uma base
sob a unidade externa que seja 50cm mais alta
do que a altura máxima presumível da camada
de neve.
17. Recomenda-se a execução periódica de
manutenção feita pelo serviço autorizado
antes de entrar num período de uso intenso do
condicionador de ar, para evitar a redução do
desempenho causada pelo acúmulo de pó ou
sujeira.
18. Esse ar condicionado com bomba de
calor foi projetado para uso normal de
condicionadonamento de ar para pessoas. Não
o utilize para outros fins, tais como, preservação
de alimentos, plantas, máquinas de alta precisão
ou ou obras de arte. Também não o aplique
em veículos ou embarcações. Isso resultará
em vazamento de água ou fuga de corrente
elétrica.
19. Recomenda-se que o sistema seja instalado
por instaladores credenciados, caso contrário,
poderá causar vazamento de água, choque
elétrico, incêndio ou falta de capacidade.
20. Em locais onde haja fibras ou poeira em
suspensão, o filtro de ar ou os trocadores de calor
ou o tubo de dreno poderão ficar obstruídos,
resultando em vazamento de água da bandeja
de dreno.

OBSERVAÇÕES DIVERSAS

13/263

13.1. LISTA DE FERRAMENTAS E INSTRUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTALAÇÃO

1

Ferramenta
Chave Philips


6

Ferramenta
Cortador de
Tubos


11

Ferramenta
Medidor de
pressão Manifold


16

2

Bomba de vácuo

7

12

Cortador de fios

17

3

Mangueira de
gás para
refrigerante
Megômetro
Curvador de
Tubos de Cobre

8

Equipamento de
solda
Torqu ímetro

Ferramenta
Dispositivo
mecânico para
levantar a
unidade externa
Amperímetro

13

18

Voltímetro

9
10

Chave de boca
Cilindro de carga

14
15

Detector de
vazamento de
gás
Nivelador
Alicate prensacabo

4
5

Observações especiais sobre o Refrigerante R410A
Das ferramentas e instrumentos de medição que entram em contato com o refrigerante, utilize-os somente com o
novo refrigerante.
Legenda:

Intercambiável com o atual R22
Somente para o refrigerante R410A (não é intercambiável com R22)
Somente para o refrigerante R407C (não é intercambiável com R22)
Intercambiável com R407C
Proibido

Instrumento de Medição e Ferramentas
Tubo de Refrigerante

Medidor de ajuste de
extrusão

Curvador de tudos

* Os flangeadores para o R407C são aplicáveis ao
R22.
* Se flangear tubo para R410A, usar dimensão
maior.
* Caso utilize material com dureza 1/2H, não será
possivel flangear
* Caso utilize material com dureza 1/2H, não será
possivel curvar. Utilize cotovelo e solde-o.

Utilização
Cortar tubos
Remover rebarbas
Flangear tubos
Controle dimensional da porção
extrusada do tubo após o
flangeamento
Para curvar os tubos

Expansor

* Caso utilize material com dureza 1/2H, não será
possivel expandir. Utilize luva para interligação.

Torquímetro

Para D12,7 e D15,88mm o tamanho da chave de
boca é maior
Conexão da porca curta
Para D6,35, D9,53 e D19,05mm a chave de boca é a
mesma

Equipamento de
solda oxiacetileno

Executar corretamente o trabalho de soldagem

Soldar os tubos

Controle rigoroso contra contaminantes
(soprar nitrogenio durante a soldagem)
Utilize oleo sintético equivalente ao oleo utilizado no
ciclo de refigeração
O oleo sintético absorve rapidamente a umidade

Evitar a oxidação durante a
soldagem

Nitrogênio
Oleo Lubrificante (para
superfície da flange)
Cilindro de refrigerante

Carga de Refrigerante

Motivo da não intercambiabilidade e
observações de atenção

Cortador de tubos
Flangeador

Secagem a Vácuo

Intercambiável com R22
R410A
R407C

Bomba de vácuo
Adaptador para a
bomba de vacuo
Válvula Manifold

Mangueira de Carga
Cilindro de carga
Balança
Detetor de vazamento
do gás refrigerante

Expandir os tubos

Aplicar óleo à superfície
flangeada

Verifique a cor do cilindro de refrigerante
Carga de refrigerante
Carregar o refrigerante no estado líquido (zeotrópico)
Os atuais são aplicáveis, mas é necessário montar
um adaptador para bomba de vácuo que possa
evitar o fluxo inverso quando a bomba de vácuo
parar, para que não haja fluxo inverso do óleo

Produção de vácuo

Não é intercambiável devido as altas pressões, se
comparado com o R22
Produção de vácuo, manutenção
Não utilize os atuais com o outros refrigerantes, caso
do vácuo, carga de refrigerante e
contrário o oleo mineral fluirá para dentro do ciclo
verificação das pressões
causando sedimentos, que irão entupir o
compressor ou gerar falhas no mesmo
Carga de refrigerante

Utilize a balança
O atual detetor de vazamento de gás R22 não é
aplicável devido ao método diferente de detecção.

Instrumento de medição para a
carga de refrigerante
Verificação do vazamento de gás

Modelo
(BaaN)

PC-2H2
(PC2H2)

PC-LH3
(PCLH3)

PC-5H
(PC5H)

PSC-3S1
(PSC3S1)

PSC-3T
(PSC3T)

x

Descrição

Controle
Remoto
Com Fio

Controle
Remoto
Sem Fio

Controle
Remoto
Com Fio

Estação
Central

Temporizador
7 dias

Controle
Centralizado
ON/OFF

x

com 8m cabo

(com cabo de 8m)

Foto ilustrativo

X

FSGE

FSG1

FSGE

FSG1

FSGE

FSG1

Todos

FSGE

FSG1

RCI

X

FSG1

FSG

FSG1

FSG

X

FSGE

FSG1

FSG

FSGE

FSG1

FSG

FSGE

FSG1

FSG

FSG

FSG1

Todos

Todos

FSGE

FSG1

FSG

FSG

FSG1

RPI

RCD

X

FSGE

FSG1

FSGE

FSG1

FSGE

FSG1

Todos

FSGE

FSG1

RPC

IMPORTADO

X

FSGM

FSGM

FSGM

Todos

FSGM

RPK

X

FSGE

FSGE

FSGE

Todos

FSGE

RPF
RFPI

X

X

X

X

X

X

RCI
RPI
RPC

NACIONAL

OBSOLETO (FORA DE LINHA) - PARA 3 FIOS POLARIZADOS

(PSC5RS)

PSC-5RS

(PSC5T)

PSC-5T

(PSC5S)

PSC-5S

(PCP5H)

PC-P5H

(PCLH3A)

PC-LH3A

(PCP1H)

PC-P1H

Modelo
(BaaN)

cabo não fornecido

cabo não fornecido

cabo não fornecido

2 fios não polarizados
(cabo não fornecido)

Todos

Todos

Todos

FSN

FSG2

Todos

FSN

FSG2

RCI

Todos

Todos

Todos

FSN

FSG1

Todos

FSN

FSG1

RCD

Todos

Todos

Todos

Todos

RCIS

Todos

Todos

Todos

FSN

FSG1

Todos

FSN

FSG1

RPI

Todos

Todos

Todos

FSN

FSG1

Todos

FSN

FSG1

RPC

IMPORTADO
RPF
RFPI

Todos

FSNE

FSN

Todos

Todos

Todos

FSNSM1

Todos

Todos

Todos

FSN

FSNSM FSG2E

FSGM*

Todos

FSNSM1

FSNSM FSG2E

FSGM*

RPK

FSNB

AF

FSNB

AF

FSNB

AF

FSNB

AF

FSNB

AF

FSNB

AF

RCI

ATUAL (ATÉ 2008) - PARA 2 FIOS NÃO POLARIZADOS
Foto ilustrativo

14. CONTROLE REMOTO PARA SET FREE - OPCIONAIS

FSNB

RPC

PC-LH3A

cabo não fornecido

Todos

FSG1

Todos

FSN

FSG1

RPI

FSG1

Todos

FSN

FSG1

RPC

IMPORTADO
RPF
RFPI

FSGM*

Todos

FSNSM1

Todos

FSNE

FSN

FSNSM FSG2E

FSGM*

RPK

AF

FSNPB

FSNB

NA

AF

FSNPB1

FSNB1

FSNPB

FSNB

NA

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

FSNB
FSNPB

FSNB
FSNPB

PSC-A16RS
Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

Todos

FSNB
FSNPB

FSNPB1

FSNB

FSNPB1

(PSCA16RS)

FSNB1

FSNB

AF
NA

FSNB1 FSNB1

FSNPB

FSNB

NA

AF
AF

FSNB
FSNPB

FSNPB1

cabo não fornecido

FSNB

FSNPB1

(PSCA1T)

AF
NA

FSNB1

FSNB

AF

FSNB

AF
NA

FSNB1 FSNB1

FSNPB

FSNB

NA

AF

PSC-A1T

Todos

AF

FSNB

FSNPB1

cabo não fornecido

Todos

FSN

FSNSM FSG2E
FSNSM1

FSNPB1

(PSCA64S)

Todos

FSN

FSNB1

FSNB

Todos

FSN

FSNB1 FSNB1

FSNPB

FSNB

NA

AF

PSC-A64S

FSN

FSNPB1

FSN

FSNPB1

(PCARH)

FSNB1

FSNB

NA

FSNB1

FSNB

FSNB1

FSNB

FSNB1

FSNB

FSNB1

FSNB

FSNB1

FSNB

FSNB1

FSNB

RPC

NACIONAL
RPI

FSNB1 FSNB1

FSNPB

FSNB

NA

AF

FSNB

AF

FSNB

AF

RCI

AF

FSG2

Todos

RCIS

AF
FSG1

Todos

FSN

FSG1

RCD

FSNB1

PC-ARH

Todos

FSN

FSG2

RCI

FSNPB1

(PCLH3A)

2 fios não polarizados
(cabo não fornecido)

Foto ilustrativo

FSNB1 FSNB1

FSNB

(PCAR)

PC-AR

Modelo
(BaaN)

NOVO (A PARTIR DE 2008) - INTERCAMBIÁVEL COM MODELO ANTERIOR

FSNPB1

FSNPB

FSNB

NA

AF

FSNPB1

FSNB1 FSNB1

FSNPB

FSNB

NA

AF

RPI

NACIONAL

FSNB

FSNB

FSNB

FSNB

X

FSNB

RPD
RPP

14/264
CONTROLE REMOTO PARA SET FREE - OPCIONAIS

PARA 3 FIOS POLARIZADOS CONTROLE REMOTO PARA SET FREE .OPCIONAIS (THMR2A) THM-R2A (PCRLH14) PC-RLH14 (PCRLH13) PC-RLH13 (PCRLH11) PC-RLH11 (PCRLH10) PC-RLH10 (PCRLH9) PC-RLH9 (PCRLH8) PC-RLH8 (CSNETV8) HARC-40 (PSC5HR) PSC-5HR Modelo (BaaN) c/ cabo 8m e terminal p/ THM4 CASSETTE 1 VIA RCIS P/ RCIM p/ regua de borne c/ terminal p/ regua de borne c/ terminal p/ regua de borne c/ conector p/ placa principal Fornecido: CD + cabo USB cabo não fornecido Foto ilustrativo FSN FSG2 FSG1 X X FSN FSG2 X X FSN FSG2 FSN FSG2 Todos RCI FSN FSG1 X X FSN FSG1 X FSN FSG1 X FSN FSG1 Todos RCD NP K NP K2 NP K2 X NP K X X X Todos RCIS FSN FSG1 X X FSN FSG1 X X X FSN FSG1 Todos RPI FSN FSG1 X X FSN FSG1 FSN FSG1 X X FSN FSG1 Todos RPC IMPORTADO Todos RPF RFPI X X X FSNSM1 FSNSM FSGM* X X X FSNSM1 FSN FSG2E X X FSNE FSN FSG2E X X X FSNE FSN FSNSM FSG2E FSGM* Todos RPK ATUAL (ATÉ 2008) .Sensor Remoto (c/ 8m de cabo) Receptor de sinal para controle remoto sem fio CS NET (Amplificador de Sinal) Rele H-LINK Descrição c/ cabo 8m e terminal X X THM-R2 (Sem BaaN) X c/ cabo 5m e concector p/ CN13 c/ conector p/ CN13 c/ conector p/ CN13 X X Foto ilustrativo X PC-RLH4 (PCRLH4) PC-RLH5 (PCRLH5) PC-RLH7 (PCRLH7) X X Modelo (BaaN) FSGE X FSGE FSG X X FSG X FSGE FSG1 FSG X X X FSG1 FSGE X FSG X FSG1 X FSG1 X X FSG1 X X X RPI X X RCD X X RCI FSGE FSG1 X X FSGE FSG1 FSG1 X X X X RPC IMPORTADO X X X FSGM X X X X X RPK FSGE X X FSGE X X X X X RPF RFPI X X X X X X X X X RCI RPI RPC NACIONAL OBSOLETO (FORA DE LINHA) .PARA 2 FIOS NÃO POLARIZADOS FSNB AF X X FSNB AF X X FSNB AF FSNB AF FSNB AF RCI FSNB X X X X X FSNPB1 AF AN FSNB FSNB FSNPB FSNB1 FSNB1 X X FSNPB1 AF AN FSNB FSNB FSNPB FSNB1 FSNB1 X X X FSNPB1 FSNB1 FSNB1 FSNPB FSNB NA AF (THMR2A) THM-R2A (PCALHS) PC-ALHS (PCALHC) PC-ALHC (PCALHZ) PC-ALHZ (PCALHP) PC-ALHP (PCALHD) PC-ALHD (PCALH) PC-ALH (CSNETV8) HARC-40 FSG2 Todos RCI FSG1 Todos RCD X Todos RCIS FSG1 Todos RPI FSG1 Todos RPC IMPORTADO FSGM* Todos RPK Todos RPF RFPI c/ cabo 8m e terminal p/ THM4 CASSETTE 1 VIA RCIS P/ RCIM p/ regua de borne c/ terminal p/ regua de borne c/ terminal p/ regua de borne c/ conector p/ placa principal Fornecido: CD + cabo USB FSN FSG2 FSG1 X X FSN FSG2 X X FSN FSG2 FSN FSN FSG1 X X FSN FSG1 X FSN FSG1 X FSN AP K AP K X AP K X X FSN FSG1 X X FSN FSG1 X X X FSN FSN FSG1 X X FSN FSG1 FSN FSG1 X X FSN X X X FSNSM1 FSNSM FSGM* X X X FSN FSG2E X X FSNE FSN FSG2E X X X FSNE FSN FSNSM FSG2E FSNSM1 FSNB AF X X FSNB AF X X FSNB AF FSNB AF FSNB AF RCI AF FSNPB FSNB NA AF FSNB X X X FSNB1 X X FSNPB1 AF AN FSNB FSNB FSNPB FSNB1 FSNB1 X X FSNPB1 AF AN FSNB FSNB FSNPB FSNB1 FSNB1 X X X FSNPB1 FSNB1 FSNPB FSNB NA FSNB1 FSNB RPC NACIONAL RPI FSNPB1 cabo não fornecido Foto ilustrativo FSNPB1 (PSC5HR) PSC-5HR Modelo (BaaN) FSNB1 FSNB RPC NOVO (A PARTIR DE 2008) .INTERCAMBIÁVEL COM MODELO ANTERIOR FSNB1 FSNB1 FSNPB FSNB NA AF RPI NACIONAL FSNB X X X X X X FSNB FSNB RPD RPP CONTROLE REMOTO PARA SET FREE .OPCIONAIS 14/265 .

componentes elétricos e gabinetes de proteção. VENTILADOR DE DESCARGA E MOTOR DO VENTILADOR . um trocador de calor. uma válvula de expansão eletrônica. para instalação externa. sistema multisplit.O trocador de calor é do tipo corrente cruzada. tipo Parede. tipo Cassete de 2 Vias. com pintura de resina sintética. GABINETE . desidratada e testada na fábrica quanto a vazamentos.O trocador de calor é do tipo corrente cruzada. GABINETE . O painel de serviço é facilmente removível para acesso de serviço aos componentes elétricos e à seção do compressor. um pressostato de alta pressão.A unidade é um condicionador de ar com bomba de calor acionado por inversor. uma válvula de 4 vias e as peças de conexão com porca curta. CICLO DE REFRIGERAÇÃO . com tubo de cobre e aletas de alumínio.O gabinete é construído em chapa de aço galvanizada ou com acabamento em chapa de aço. CICLO DE REFRIGERAÇÃO . uma válvula solenóide. Além dos dispositivos de proteção do compressor. para utilização com o refrigerante R410A.15/266 ESPECIFICAÇÕES PADRÃO 15 ESPECIFICAÇÕES PADRÃO UNIDADE . dinamicamente balanceada e o ventilador é acionado diretamente por um motor para descarga do fluxo vertical de ar.O gabinete é construído em chapa de aço galvanizada. A serpentina foi limpa.Cada ciclo de refrigeração está equipado com um compressor scroll. com a tubulação e a fiação passadas internamente. CONTROLE . TROCADOR DE CALOR INTERNO . UNIDADE EXTERNA GABINETE .O gabinete é construído em chapa de aço galvanizada. além da operação contínua automática. o motor do ventilador de exaustão está equipado com um termostato interno.O compressor está protegido contra falhas por um relé de sobrecorrente de resposta rápida. totalmente testadas e carregadas com refrigerante R410A na fábrica e devem estar em conformidade com os Padrões Industriais Japoneses e outros estatutos de padronização japoneses. um aquecedor de óleo tipo cinza e um termistor do gás de descarga. com um painel de ar feito de plástico para a unidade do tipo Cassete e feito em chapa de aço galvanizado para a unidade do tipo de Embutir no Duto. um acumulador. O motor do ventilador de exaustão é alimentado diretamente pela fonte de alimentação do circuito de controle. equipado com aletas de alumínio de alta eficiência e mecanicamente unido com tubos de cobre livre de oxigênio. . O motor do ventilador é de lubrificação permanente e está protegido contra entrada de água.Todos os dispositivos de controle elétrico estão incluídos nas unidades interna e externa.Os ventiladores de descarga possuem hélice plástica.O ciclo de refrigeração será equipado com vávulas solenóides para comutação do ciclo entre a unidade externa e interna. UNIDADE INTERNA TROCADOR DE CALOR EXTERNO . O motor do ventilador de descarga está protegido por um termostato interno. mecanicamente unidas a tubos de cobre.O ciclo de refrigeração deverá ser equipado com um trocador de calor. PROTEÇÃO DO COMPRESSOR . Os acessórios opcionais devem ser fornecidos sob encomenda do cliente. A unidade interna deve ser construída para a instalação interna e a unidade externa deve ser completamente à prova de intempéries. tipo Piso e uma unidade externa com ciclo de refrigeração distribuído. composto de unidades internas do tipo Cassete de 4Vias. com aleta de alumínio e tubo de cobre com ranhura interna. sempre que o termostato da sala exigir e os dispositivos de proteção permitirem a operação. válvulas solenóides e conexões com porca curta. Tanto a unidade interna quanto a unidade externa devem ser montadas corretamente. As funções desses dispositivos de controle compõem a seqüência elétrica da parada e partida manual. com pintura de resina sintética.tipo Teto (Aparente). GABINETE CICLO DE REFRIGERAÇÃO . tipo Teto (de Embutir).

.

.

.

Emissão: Ago/2008 Rev.: 02 IHCT1-SETAR010 .