CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO

Técnico de Comércio

PROGRAMA
Componente de Formação Técnica
Disciplina de

Comunicar no Ponto de Venda
Escolas Proponentes / Autores
E P de Comércio do Porto

Paula Braga Lopes

Direcção-Geral de Formação Vocacional
2005

Programa de Comunicar no Ponto de Venda

Cursos Profissionais
Técnico de Comércio

Parte I

Orgânica Geral

Índice:
Página

1.

Caracterização da Disciplina ……. ……. …

2

2.

Visão Geral do Programa …………. …......

3

3.

Competências a Desenvolver. ………. ….

3

4.

Orientações Metodológicas / Avaliação ….

4

5.

Elenco Modular …….....………………........

6

6.

Bibliografia e Outros Recursos…. ………...

6

1

Programa de Comunicar no Ponto de Venda

Cursos Profissionais
Técnico de Comércio

1. Caracterização da Disciplina
A disciplina de Comunicar no Ponto de Venda integra-se na Componente de Formação Técnica do
Curso profissional de Técnico de Comércio (nível 3), com uma carga horária de 460 horas, a
desenvolver nos 10º, 11.º e 12.º anos, com maior incidência no 11º e 12º.
A componente técnica

deste curso é constituída, por quatro disciplinas que proporcionam uma

formação técnica específica na área de comércio.
Num sentido lato, a comunicação pode ser caracterizada como um conjunto de sinais emitidos pelas
empresas em direcção aos diversos públicos com quem interagem (clientes, distribuidores,
fornecedores, prescritores, accionistas, poder público, parceiros e comunidade em geral).
A pertinência da comunicação está directamente relacionada com a convicção de que não é suficiente
proporcionar ao mercado bons produtos e bons serviços, a preços competitivos e comercializa-los
através de canais de distribuição bem estruturados e funcionais. Para vender é necessário dar a
conhecer a oferta, evidenciar as suas qualidades distintivas em relação ao grupo de compradores com
vista a estimular a procura através de acções concertadas, integradas e apropriadas. A comunicação é
fundamental em todos os sectores da empresa. Hoje a comunicação reveste-se de uma importância
vital para a empresa como um todo.
A descodificação dos sinais de comunicação enviados pelas empresas pode ser efectuada através de
múltiplas alternativas de comunicação, como a publicidade, as promoções de vendas, a força de
vendas, o merchandising, entre outros.
O estudo de Comunicar no Ponto de Venda pretende fazer uma abordagem a vários elementos de
comunicação do ponto de venda, cada um deles com especificidade e objectivos distintos. Pretende-se
também, e como elemento introdutório da disciplina explorar a comunicação empresarial numa óptica
mais abrangente no que diz respeito à comunicação interna e externa da empresa, com o objectivo de
contextualizar e integrar todos os elementos comunicacionais.
Com esta disciplina pretende-se que os alunos interiorizem um conjunto de conhecimentos e
desenvolvam competências na área de comunicação no ponto de venda, o que lhes permitirá adquirir
conhecimentos teóricos e práticos com vista à concepção e desenvolvimento de elementos de
comunicação para melhorar e potenciar a actividade comercial.
Deste modo, consideraram-se finalidades da disciplina:

proporcionar o conhecimento de conceitos básicos de comunicação empresarial;

contribuir para a compreensão da dinâmica comercial;

promover a observação e compreensão de factos e tendências provenientes da dinâmica de
mercado;

promover a aplicação de técnicas operacionais numa vertente prática de saber fazer;

promover a criatividade e a originalidade;

desenvolver a capacidade de observação e atenção do meio interno e externo;

incitar a iniciativa individual;

desenvolver o espírito crítico e a capacidade de resolver problemas;
2

Visão Geral do Programa Os conteúdos programáticos da disciplina de Comunicar no Ponto de Venda foram seleccionados em articulação com as finalidades definidas e tendo em atenção o público a que se destinam e os meios e recursos disponíveis. • promover a educação para a cidadania. Na escolha dos temas e nas propostas elaboradas prevaleceu uma abordagem a comunicação direccionada para o ponto de venda com incidência nas técnicas de dinamização. do tratamento e apresentação da informação. para a mudança e para o desenvolvimento. dar seguimento e enquadramento às estratégias definidas a nível corporativo e operacional. • desenvolver técnicas de trabalho no domínio da pesquisa. decorre um conjunto de competências que se consideram fundamentais desenvolver: • acompanhar as novas tendências de acções de dinâmica e interacção no ponto venda. dimensões e/ou formatos. • identificar e usar os termos técnicos e específicos de comunicação no ponto de venda. interacção sedução e optimização do espaço de venda. 3 . • sensibilizar para a estética e equilíbrio. • acompanhar a tendências e evolução dos gostos e preferências dos consumidores. solidariedade e cooperação. • utilizar instrumentos de análise para interpretar a realidade e a dinâmica comercial portuguesa. Neste âmbito. enquadrada e eficaz. O programa. 3. segundo o modelo curricular dos cursos profissionais. • utilizar as técnicas de optimização e rentabilidade do espaço. em primeiro lugar contextualizar o tema comunicação numa organização e em segundo lugar. A esta abordagem entendeu-se ser importante e pertinente introduzir a temática da comunicação empresarial como módulo introdutório com objectivo de. 2. A publicidade surge também como elemento de ligação da comunicação no interior do espaço de venda com a comunicação mais direccionada para o exterior de forma mais massificada e unilateral. foi estruturado em 8 módulos que correspondem às temáticas apresentadas no ponto 5 (elenco modular). • aplicar as técnicas de comunicação em novos contextos. • conhecer as principais técnicas de comunicação no ponto de venda. • promover a utilização das novas tecnologias da informação.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio • contribuir para melhorar o domínio escrito e oral da língua portuguesa. Competências a Desenvolver Das finalidades da disciplina. • fomentar a interiorização de valores de tolerância. • desenvolver a capacidade de trabalho individual e em grupo. pretende-se fazer uma abordagem à comunicação numa óptica integrada potenciando o seu desenvolvimento numa perspectiva coerente.

das finalidades propostas e das competências a desenvolver decorre a utilização de metodologias activas que potenciem um processo contínuo de construção e reconstrução dos saberes. quadros de dados e gráficos. implicando o aluno em todo o processo. fundamentalmente. • elaborar sínteses de conteúdo de documentação analisada. • realizar as tarefas de forma autónoma e responsável. competências. será de privilegiar metodologias centradas na resolução de problemas e análise de casos e na transformação destes em projectos. • estruturar respostas com correcção formal e de conteúdo. sendo assim uma aprendizagem-acção. realizá-los e avaliá-los. • apresentar comunicações orais recorrendo a suportes diversificados de apresentação da informação. bem como às qualificações associadas às saídas profissionais do curso. 4. recolher e registar factos e acções interessantes (Benchmarking). será importante diversificar as estratégias a utilizar. tão importante para qualquer cidadão e futuro profissional. • revelar espírito crítico e hábitos de tolerância e de cooperação. O trabalho de grupo assume igualmente grande relevância ao permitir. a metodologia de trabalho de projecto constitui uma prática de investigação centrada na resolução de problemas que podem ter diferentes respostas. • revelar hábitos de trabalho individual e em grupo. de entreajuda. para além de outros aspectos. de responsabilidade. • pesquisar. por parte do aluno. de partilha e. • interpretar quadros e gráficos. com recurso às novas tecnologias. adequando-as às diferentes necessidades e interesses específicos dos alunos. nomeadamente. desenvolver o espírito de solidariedade. transformando-se este num produtor praticante de saberes. valores e atitudes. Deste modo. • apresentar e fundamentar os seus pontos de vista respeitando as ideias dos outros. Orientações Metodológicas / Avaliação Da caracterização da disciplina.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio • utilizar correctamente a Língua Portuguesa para comunicar. • propor projectos de trabalho. • pesquisar e recolher informação. Neste sentido. A leccionação deste programa supõe um processo de ensino-aprendizagem centrado no aluno. 4 . ao longo do qual são mobilizados conhecimentos. • utilizar técnicas de representação da realidade como esquemas síntese. Com efeito. • demonstrar criatividade e abertura à inovação. o qual deverá atender às motivações e interesses de todos os participantes (alunos / professores).

registos fotográficos ou em vídeo. A construção do processo de avaliação implicará. Desta forma. devendo o professor: • apresentar e discutir. no início de cada módulo. bem como negociar os produtos e os parâmetros da avaliação. • o aluno controla a sua aprendizagem. a confrontá-las com as suas e a fundamentarem as suas opiniões. Supõe uma permanente interacção entre professor e alunos. seleccionando da forma mais adequada as estratégias de ensino-aprendizagem. tendo como objectos. fichas de textos. no entanto. não só. ajudando-o a identificar os seus pontos fortes e fracos. a qual permitirá a elaboração e a sistematização de conclusões escritas. Saliente-se a importância de que se reveste a selecção. A avaliação deverá ser realizada de forma sistemática. construindo e reconstruindo permanentemente os seus saberes e reformulando os seus processos de trabalho. revistas. Desta forma. etc. enquanto fonte de reflexão contínua sobre a prática pedagógica do professor e. bem como as estratégias de superação de dificuldades detectadas. e tendo como grande objectivo estimular a sua progressão na aprendizagem. os processos. a organização e o tratamento da informação recolhida. a avaliação assumirá a sua dimensão formativa. então. A avaliação integrada no processo de ensino-aprendizagem possibilita uma regulação das práticas pedagógicas e das aprendizagens dos alunos: • o professor recolhe as informações necessárias para regular a aprendizagem dos alunos. que podem assumir a forma de sínteses ou de relatórios escritos. grelhas específicas de observação/análise de actividades (trabalho individual e em grupo dos alunos). os produtos mas. o envolvimento de professor e alunos. etc. por parte do aluno.) ou recorrendo a entrevistas e a inquéritos por questionário.). tornando-o mais consciente e responsável. a relatórios de actividades ou 5 . igualmente. os critérios de avaliação definidos pela escola. registos gravados ou escritos das entrevistas. terá lugar a avaliação sumativa interna que traduz o grau de consecução das aprendizagens efectuadas e possibilita a sua publicitação junto de todos os intervenientes. é importante que se criem espaços de apresentação dos resultados das pesquisas e de debates dos temas. estímulo ao aprender a aprender. A informação recolhida poderá ser organizada e tratada em dossiers temáticos (recortes de imprensa. as atitudes e comportamentos. não esquecendo. CD-ROM. relativas. sempre sob a coordenação e a orientação do professor.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio É igualmente importante desenvolver nos alunos hábitos de pesquisa de informação em documentos diversificados (internet. a metodologia de trabalho a adoptar. No momento final de cada módulo. ao aprenderem a aceitar as opiniões dos outros. por exemplo. • utilizar instrumentos de avaliação diversificados e adequados aos objectos de avaliação – registos de atitudes e de comportamentos. promovendo nestes atitudes de auto e heteroavaliação. É na partilha de resultados que os jovens enriquecem os seus conhecimentos e se desenvolvem. jornais.

(1993). Bland. (1994). Edições Comunicando. (1995). Europa América. Compreender o Consumidor. Bibliografia e Outros Recursos Alves. New Jersey. Brito. Lisboa. T. Escolar Editora. (2000). McGraw Hill. (1996). Vitrina Construção de Emoções. Makrow Books.J. permita reajustamentos do processo de ensino-aprendizagem e valorize. Marketing Management. Caetano. Marketing Estratégico. Comunicação na Empresa. (2000). (2004). J. J. e à apresentação oral ou escrita de trabalhos bem como à participação em debates. Editora Maud. (1992). Lisboa. Satisfação do Consumidor. M. Como fazer promoções de vendas. Prentice-hall International. Bahia. incidindo sobretudo nos processos. Lisboa. Demetresco. C. Q. Editora Sneac. de exposições. São Paulo. Publicações Dom Quixote. Texto Editora. (2003). a testes escritos. Jackson (1992). S. Beirolas. Merchandising. 5. Dubois. Colecção Comunicando. Editorial Presença. Lampreia. • implementar uma avaliação interactiva que. desta forma. (1988). Lisboa. A Força da Comunicação. Lisboa. 6 . Lisboa. Técnicas de Comunicação. Lisboa. (2000). P. R. Introdução à Comunicação Empresarial. F. e Peter A. J. McGraw-Hill. P. Lisboa. M. A Publicidade e o Estado Novo.M. Lisboa. Merchandising. Rio de Janeiro. Kotler. Corrado.J. B. Lambin. São Paulo. Estrela. de dossiers temáticos. à organização de portefólios. Elenco Modular Número Designação Duração de referência (horas) 1 Comunicação Empresarial 24 2 Princípios de Merchandising 24 3 Técnicas de Merchandising 36 4 Animação no Ponto de Venda 36 5 Promoção de Vendas 36 6 Publicidade 24 7 Introdução ao Vitrinismo 36 8 Técnicas de Vitrinismo 36 6.. as dimensões diagnóstica e formativa do processo de avaliação. M. (2003).Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio de visitas de estudo.

pt IAPMEI – www. Verbo. D.co. H.cecl. (1999).pt Executive Digest – www. Barcelona.distribuiçaohoje. (1985). New York. Lisboa.J.pt Marketeer – www. (2004). Edições Cetop.com. M. Trade Shows. O que é o Merchandising. A.pt Comunicação e Linguagens – www. Mercator XXI.pt Ceranor – www. Call of the Mall: The Goegrafy of Shopping.aaf.icep. A.pt Universidade Fernando Pessoa – www. J.acnielsen.exponor. Lisboa. Why We Buy: the Science Of Shopping.marktest.cecl. Lisboa. Marketing. (1996).com Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação – www. Publicações Dom Quixote. Design de Vitrinas.com. Atlas. Lisboa. D. P. Gente.ufp. Miller. Maier.pt Exame – www. S. Marin. Underhill.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Lindon.pt Multicom – www.multicom. Vitrinas entrevistas merchandising. Lisboa. Underhill. Machuret.sopcom.Ceranor. Endereços da internet American Advertising Federation – www. Schuler. (2004).com Instituto de Merchandising – www. P.pt Marktest – Estudos de Mercado – www.ideiasvivas. (2000).org American Marketing Association – www.IADE. Comerciator.marketeer.. e Jacques Lendrevie (2004). (2004).pt ICEP Portugal – www. J.pt IADE – www. New York.pt Ideias Vivas – www.E.pt Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www.appm. Simon & Schuster Paper Back. Instituto Monsa de Ediciones AS. Barcelona.pt Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www. Comunicação Estratégica. Illinois. Masson. (2002).pt Revista de Comunicação e Linguagens – www. Publicações Dom Quixote.imp. Pires.executivedigest.ubi.pt 7 .pt AC Nielsen portugal – www. (2004). W.marketingpower. NTC Business Books.exame.iapmei. Simon & Schuster Paper Back.

Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Parte II Módulos Índice: Página Módulo 1 Comunicação Empresarial 9 Módulo 2 Princípios de Merchandising 12 Módulo 3 Técnicas de Merchandising 15 Módulo 4 Animação no Ponto de Venda 18 Módulo 5 Promoção de Vendas 21 Módulo 6 Publicidade 24 Módulo 7 Introdução ao Vitrinismo 27 Módulo 8 Técnicas de Vitrinismo 29 8 .

2. nos serviços. • Perceber o conceito de comunicação integrada e a importância da sua articulação. através das suas funções e objectivos. • Saber identificar necessidades de comunicação e ser capaz de escolher os meios adequados de acordo com os objectivos e o tipo de comunicação a desenvolver. Objectivos de Aprendizagem • Compreender o conceito abrangente de comunicação. Âmbito dos Conteúdos • Processo e contexto da comunicação • A comunicação na empresa Comunicação interna Comunicação externa Comunicação de crise • Tipos de comunicação Comunicação de bens e serviços Comunicação institucional • Estratégia global de comunicação 9 . na sua concepção. • Compreender as etapas de elaboração de uma estratégia de comunicação e explicar as finalidades de cada uma delas. 3. desenvolvimento e transmissão de uma dada imagem de forma consistente e integrada.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 1 Comunicação Empresarial Duração de Referência: 24 horas 1. Este módulo pretende dotar os alunos de conhecimentos básicos de comunicação e contextualizar a comunicação no mundo empresarial. Apresentação A comunicação é hoje. • Explicar os tipos de comunicação e os seus principais objectivos. uma ferramenta indispensável e essencial para a vida e condução do negócio de qualquer organização. • Classificar a comunicação na empresa e os seus principais eixos. A comunicação empresarial surge nos produtos. • Distinguir os vários contextos de comunicação e explicar as diferenças entre eles.

T.sopcom.cecl. Lisboa.acnielsen.IADE. Makrow Books. M. Lisboa. Lisboa. (1988).ubi. Bibliografia / Outros Recursos Livros Alves. Comunicação Estratégica.J. (1996). (2002). (1999). e Jacques Lendrevie (2004). Publicações Dom Quixote.com. J.pt IADE – www. Pires. Compreender o Consumidor. D. Corrado. Satisfação do Consumidor. Atlas. McGraw-Hill. Editora Maud. (1993). Comerciator. Lisboa.appm. Introdução à Comunicação Empresarial. A. (2003). Marketing Management. Escolar Editora. B.aaf. Lisboa. Jackson (1992). Kotler. Machuret.marketingpower.J. (2000). Publicações Dom Quixote.com Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação – www. Endereços da internet AC Nielsen portugal – www.org American Marketing Association – www. Schuler. New Jersey.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 1: Comunicação Empresarial Diagnóstico Politica global de comunicação Estratégia de comunicação Escolha dos meios de comunicação Elaboração dos programas Implementação Controle e análise • Condições para uma comunicação eficaz • Comunicação integrada 4. Prentice-hall International. Lisboa. Lisboa. e Peter A.J. Lampreia. Marketing Estratégico. M. Editorial Presença. Comunicação na Empresa.pt Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www. Marketing. Dubois. J. Verbo. Lisboa. (1994). C.pt 10 . J. Mercator XXI. São Paulo. M. F. Rio de Janeiro.M.pt Comunicação e Linguagens – www.pt American Advertising Federation – www. (2004). (1995). Lindon. Lambin. P. Dom Quixote. Bahia. Técnicas de Comunicação. A Força da Comunicação. Europa América. Bland. Lisboa.

distribuiçaohoje.executivedigest.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 1: Comunicação Empresarial ICEP Portugal – www.marketeer.exame.cecl.pt Exame – www.iapmei.pt Universidade Fernando Pessoa – www.pt Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www.ufp.multicom.pt 11 .pt IAPMEI – www.pt Executive Digest – www.com.pt Marktest – Estudos de Mercado – www.marktest.pt Marketeer – www.icep.pt Revista de Comunicação e Linguagens – WWW.co.pt Multicom – www.

• Compreender e explicar a relação do ciclo de vida do produto com as técnicas de merchandising • Distinguir o merchandising do produtor e o merchandising do distribuidor e perceber os objectivos de cada um deles.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 2 Princípios de Merchandising Duração de Referência: 24 horas 1. proporcionando aos alunos um conhecimento genérico e abrangente do merchandising. • Identificar o merchandising como uma ferramenta de gestão. da capacidade de resposta às exigências de mercado. 3. Apresentação Neste módulo. Nos dias de hoje o sucesso empresarial depende. optimização e diferenciação. • Reconhecer o merchandising como uma ferramenta indispensável para “comunicar” com o cliente no ponto de venda. É imperativo saber estar no mercado. o seu âmbito e os seus principais objectivos. • Explicar a influência do merchansing na tomada de decisão do cliente. Âmbito dos Conteúdos • Conceito de merchandising • Âmbito do merchandising • Objectivos do merchandising ● O ciclo de vida do produto no ponto de venda ● O merchandising do produtor e o merchandising do distribuidor 12 . 2. • Compreender a importância do merchandising na comunicação com cliente. Objectivos de Aprendizagem • Compreender o conceito de merchandising. cada vez mais. pretende-se fazer uma primeira abordagem ao conceito do merchandising. O merchanding surge como uma técnica de comunicação no ponto venda indispensável a toda a actividade comercial. capaz de chegar ao cliente e corresponder às suas exigências. em cada ponto de venda. com uma correcta exposição do produto e uma comunicação eficaz.

icep.pt Comunicação e Linguagens – www.aaf. Verbo. (1992).com Instituto de Merchandising – www. Lisboa. J. Masson.ubi. Marketing. Mercator XXI. (2002).. Edições Comunicando.pt Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www.pt ICEP Portugal – www. O que é o Merchandising.pt 13 .marktest.multicom.IADE. Edições Cetop.pt Ideias Vivas – www. Merchandising.pt Multicom – www.co. Merchandising. Lisboa.org American Marketing Association – www.iapmei.sopcom. Marketing Management. A. J. Marketing Estratégico.cecl. (1988). (2003). D. (1985). Lindon. Endereços da internet AC Nielsen portugal – www.pt IADE – www. Prentice-hall International. P. Lisboa.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 2: Princípios de Merchandising • O cliente no contexto do merchandising Motivação do cliente para o ponto de venda Comportamento do cliente no ponto de venda Processo de compra e decisão A influência do merchandising na tomada de decisão do cliente 4.pt American Advertising Federation – www. Texto Editora.ufp.acnielsen.pt Marktest – Estudos de Mercado – www.pt IAPMEI – www.imp. Dom Quixote. Lisboa. Lisboa. Lisboa. Kotler.com. (2000).com Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação – WWW.marketingpower. Lambin. McGraw-Hill.ideiasvivas.distribuiçaohoje.pt Universidade Fernando Pessoa – www.appm. Caetano.J. M.E. New Jersey. J.pt Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www. e Jacques Lendrevie (2004). Bibliografia / Outros Recursos LIVROS Beirolas. W. Pires.

executivedigest.cecl.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 2: Princípios de Merchandising Exame – www.pt 14 .pt Marketeer – www.pt Revista de Comunicação e Linguagens – www.marketeer.com.exame.pt Executive Digest – www.

Pretende-se que os alunos estabeleçam contacto com as principais técnicas de merchandising. surge o presente módulo. • Distinguir tipos e níveis de linear. • Distinguir potenciais produtos ou linha de produtos na composição da gama. • Compreender e aplicar os princípios e regras de implantação do espaço.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 3 Técnicas de Merchandising Duração de Referência: 36 horas 1. • Reconhecer a importância da escolha da gama. • Conhecer a rentabilidade e taxa de manutenção da gama de uma loja. • Compreender o conceito de linear. Âmbito dos Conteúdos • O espaço de venda Concepção do espaço 15 . 3. • Perceber a relação do negócio com o espaço de venda. • Compreender o conceito. desde a concepção do espaço de venda até gestão diária e quotidiana. Apresentação No seguimento do módulo anterior. evolução e tendências do e-merchandising. • Adquirir práticas e técnicas de merchandising. Objectivos de Aprendizagem • Compreender a dinâmica do espaço de venda. no qual se faz uma introdução ao estudo do merchandising. passando pelos novos formatos e tendências como o e-merchandising. • Compreender a importância da gestão e do controlo dos lineares para a optimização do ponto de venda. 2. • Reconhecer e identificar os princípios de optimização de linear. onde se pretende fazer uma abordagem às técnicas de merchanding no ponto de venda. • Explicar os princípios de concepção e desenvolvimento de secções.

Texto Editora.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 3: Técnicas de Merchandising A concepção e desenvolvimento das secções A implantação . Escolar Editora. M. Merchandising. Fluxos de circulação . Publicações Dom Quixote. Edições Comunicando. Marketing Management. Iluminação ● A gama Escolha e desenvolvimento de uma gama Análise da rentabilidade da gama Avaliação e selecção de fornecedores ● O linear Tipos de linear Níveis de linear Gestão de linear Facing Níveis de exposição Zonas quentes e zonas frias Optimização Reposição e rotação ● E-Merchandising Conceito Principais técnicas de apresentação Desafios e tendências 4. Lisboa. Caetano. T. (1993). Kotler. Equipamento e mobiliário . Prentice-hall International. Bibliografia / Outros Recursos Livros Alves. Satisfação do Consumidor. (2003). Pontos Focais . Linhas visuais . Beirolas. Limitações . Lisboa. (1988). 16 . (1992). Merchandising. Compreender o Consumidor. New Jersey. (2003). Lisboa. J. P. Dubois. B. Lisboa. C.

e A Welloff (1985).J.pt ICEP Portugal – www. Endereços da internet AC Nielsen portugal – www.pt Marktest – Estudos de Mercado – www.pt Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www.executivedigest.pt Universidade Fernando Pessoa – www.imp.ideiasvivas.co.marketeer. D. Mercator XXI. Edições Cetop.exponor. J.distribuiçaohoje. (1999).pt 17 .aaf.icep.Ceranor. O que é o Merchandising.pt Multicom – www.pt IAPMEI – www.E. Masson.appm. Lisboa.ufp.imp. J. Lampreia.pt Executive Digest – www. Verbo. Técnicas de Comunicação.iapmei.pt Ideias Vivas – www. Comerciator.acnielsen. Marketing. A. (2002).pt American Advertising Federation – www.J.pt Ceranor – www.multicom. Europa América. (1996). Lisboa.com Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www.com Instituto de Merchandising – www. Lindon. Marketing Estratégico.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 3: Técnicas de Merchandising Lambin. Lisboa. e Jacques lendrevie (2004).pt Marketeer – www. Dom Quixote. J. Lisboa.pt Exame – www.marketingpower.marktest. McGraw-Hill. Lisboa.M. Publicações Dom Quixote. Pires. Lisboa.exame. J.org American Marketing Association – www.pt Instituto de Merchandising – www. (2000). Machuret.

• Identificar as potencialidades da animação do ponto de venda na rentabilidade das vendas. Âmbito dos Conteúdos ● O contexto e importância da animação do ponto de venda ● Tipos de animação no ponto de venda ● Objectivos da animação no ponto de venda ● A animação permanente Elementos Negociação Manutenção 18 . • Distinguir animação permanente de animação promocional. 3. • Identificar os elementos de animação permanente. Objectivos de Aprendizagem • Compreender o papel e importância da animação do ponto de venda. • Compreender os objectivos da animação promocional. • Reconhecer o carácter diferenciador da animação promocional. desperte a curiosidade. dedicação empenho e criatividade constantes. Deve existir em cada loja um ciclo de animação que renove o interesse. • Compreender a importância da negociação dos elementos de animação permanente. A animação do ponto de venda pode ser um factor de diferenciação que exige atenção. • Identificar potenciais momentos de animação promocional.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 4 Animação do Ponto de Venda Duração de Referência: 36 horas 1. active os sentidos e que torne o ponto de venda um local de compras com prazer. • Compreender e distinguir os tipos de animação no ponto de venda. 2. • Explicar a importância da planificação e do controle. Um espaço comercial ou uma loja devem ser locais “vivos”. Apresentação O presente módulo propõe um contacto com as principais técnicas de animação e dinamização do espaço de venda que permitem interagir com o cliente e cada vez mais exceder as suas expectativas.

Trade Shows. Verbo. Europa América.pt Universidade Fernando Pessoa – www.E. (1999).pt Instituto de Merchandising – www. Lindon. J.multicom.co.M.appm.pt American Advertising Federation – www. Edições Cetop. J.marketingpower. Masson. Pires. Edições Comunicando. D. Dom Quixote.pt Ceranor – www.pt ICEP Portugal – www. Lampreia. Lambin.ufp. O que é o Merchandising. A.marktest. J.pt IAPMEI – www. (2002).com Instituto de Merchandising – www. Comerciator.exponor. Lisboa.pt Ideias Vivas – WWW. Illinois.ideiasvivas. Marketing Estratégico. (2003). Machuret.imp.imp. Lisboa. Endereços da internet AC Nielsen portugal – www. Merchandising. Lisboa. e Jacques Lendrevie (2004).pt Marktest – Estudos de Mercado – www. Miller.J. Mercator XXI. Publicações Dom Quixote. Welloff. (2000).iapmei. Bibliografia / Outros Recursos Livros Caetano.pt Multicom – www. Lisboa. Lisboa. (1996). S. Marketing. e A.J.com Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www.aaf.Ceranor. Lisboa. Técnicas de Comunicação.icep.org American Marketing Association – www. J.acnielsen. McGraw-Hill.pt 19 .Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 4: Animação do Ponto de Venda ● Animação promocional Acções temáticas Acções pontuais Calendarização Planificação Controle 4. NTC Business Books. J. (1985). (1996). Lisboa.

Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 4: Animação do Ponto de Venda Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www.pt 20 .exame.pt Executive Digest – www.marketeer.pt Exame – www.pt Marketeer – www.executivedigest.distribuiçaohoje.

• Explicar as fases de planeamento da promoção de vendas. Apresentação Este módulo pretende fazer uma abordagem aos principais objectivos. • Explicar a importância da execução e controle. • Reconhecer as principais tendências na promoção de vendas. Esta ferramenta é hoje em dia. passando pelo planeamento até à avaliação e controle. • Reconhecer a importância do planeamento. • Analisar resultados e identificar potenciais medidas correctivas ou de reforço. • Identificar as potencialidades da internet como canal de promoção de vendas.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 5 Promoção de Vendas Duração de Referência: 36 horas 1. • Identificar as técnicas mais adequadas para categorias de produtos. As promoções de vendas são um instrumento de apoio e de comunicação no ponto de venda que despertam e aumentam o interesse dos consumidores e geram comportamentos no acto de compra. 21 . • Identificar as principais técnicas de promoção de vendas. Objectivos de Aprendizagem • Compreender o conceito e âmbito da promoção de vendas. técnicas e funcionamento das promoções de vendas. • Compreender a promoção de vendas na Internet. • Perceber as principais funções e objectivos da promoção de vendas. • Analisar e avaliar casos práticos. Neste módulo os alunos terão contacto com todo o processo da actividade promocional desde a sua concepção. • Explicar as finalidades das principais técnicas de promoção no ponto de venda. 2. muito utilizada em toda actividade comercial com objectivo de se passarem vantagens temporárias e gerar-se comportamentos e reacções imediatas por parte dos consumidores.

McGraw Hill. (2000). Lisboa. Como fazer promoções de vendas. P. Âmbito dos Conteúdos • Conceito de promoção de vendas Contexto e importância da promoção de vendas ● Funções da promoção de vendas Objectivos ● Técnicas de promoção de vendas Preço Concursos Coleccionismo Folhetos Destaques Vales desconto e cupões Promotoras Brindes Banded pack e oferta de produto Amostras Novas técnicas ● Planeamento da promoção de vendas Definição de objectivos Escolha de produtos ou serviços Escolha de fornecedores Orçamento Calendarização Abastecimento ● Execução operacional da promoção de vendas ● Análise e avaliação ● Promoções na Internet Definição e princípios Principais estratégias 4. Lisboa. Texto Editora. Merchandising. (1992). 22 .Q. Bibliografia / Outros Recursos Livros Beirolas. Brito.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 5: Promoção de Vendas 3. M.

marktest.pt Multicom – www. Comerciator.imp. Lisboa.pt Exame – www. J. Miller. Técnicas de Comunicação.pt Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www.marketeer.pt Marketeer – www.pt UFP – WWW. e Jacques Lendrevie (2004). Lindon. O que é o Merchandising. (2002). J.imp.acnielsen. (2000).aaf.ufp. S. Lisboa.pt Instituto de Merchandising – www. A.pt Executive Digest – www.pt 23 . McGraw-Hill.pt Marktest – Estudos de Mercado – www. Lisboa. Lambin.ideiasvivas. Marketing Estratégico. NTC Business Books.multicom. Dom Quixote.pt Ideias Vivas – WWW.co. Lisboa. (1999).com Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www. Lisboa. e A.appm. (1996). Verbo. Merchandising.J. Europa América.pt ICEP Portugal – www. Lisboa.exame. Marketing. Trade Shows. Machuret. (2003). Mercator XXI.M. Edições Cetop.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 5: Promoção de Vendas Caetano. (1996). Masson. Illinois. Lisboa.E.pt American Advertising Federation – www.J. J.icep. Edições Comunicando.marketingpower. Lampreia. J. Publicações Dom Quixote. Welloff (1985).com Instituto de Merchandising – www.pt Ceranor – WWW.executivedigest.org American Marketing Association – www. J. Endereços da internet AC Nielsen portugal – www. Pires.distribuiçaohoje.iapmei. D.Ceranor.exponor.pt IAPMEI – www.

• Reconhecer e identificar as potencialidades da Internet como novo espaço publicitário. Nesta disciplina surge este módulo de publicidade com o objectivo de complementar a comunicação no ponto de venda. • Reconhecer os componentes de um briefing e perceber as suas funções. • Identificar os media e os suportes mais utilizados numa campanha. 2. • Promover e partilhar ideias. • Identificar as principais formas de comunicação publicitária. utilizado quando se pretende dirigir mensagens para um público mais alargado (massificado). • Compreender o conceito de publicidade na internet. assim como uma análise aos contextos em que este meio de comunicação é utilizado. • Monitorar e avaliar a eficácia e impacto de uma campanha publicitária. • Compreender e explicar os principais objectivos de uma campanha publicitária. • Distinguir os papéis e funções dos principais actores na concepção de uma campanha publicitária. • Analisar orçamentos publicitários e relacionar os orçamentos com os objectivos da empresa e os orçamentos globais. Âmbito dos Conteúdos • A publicidade Conceito 24 . 3. • Analisar e avaliar a potencialidade dos media e dos suportes na comunicação de produtos e serviços. Objectivos de Aprendizagem • Compreender o conceito de publicidade. numa óptica de comunicação integrada.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 6 Publicidade Duração de Referência: 24 horas 1. Propõe-se uma abordagem ao âmbito e aos principais mecanismos da publicidade. Apresentação Neste módulo pretende-se que os alunos conheçam o elemento de comunicação mais genérico.

A publicidade e o estado novo. Lisboa. Estrela. New Jersey. Verbo. (1988).Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 6: Publicidade A publicidade nos media As diferentes formas de comunicação publicitária Objectivos da comunicação publicitária ● Campanhas publicitárias Actores e funções Ideias publicitárias Briefing Plano criativo ● Os media e suportes publicitários A estratégia de escolha dos media Critérios de escolha dos media Plano media A Internet como um novo espaço publicitário A comunicação electrónica ● Orçamento Orçamento interno (objectivos de vendas/quotas de mercado) ● Análise e avaliação Eficácia comunicacional da publicidade Impacto 4.acnielsen. Lisboa. P. (2000). M. Bibliografia / Outros Recursos Livros Corrado. São Paulo. Marketing Management. D. Prentice-hall International. Endereços da internet AC Nielsen portugal – www. F. (1994). Lisboa.org American Marketing Association – www. Lambin. A Força da Comunicação. Marketing Estratégico. Kotler. McGraw-Hill.pt American Advertising Federation – www. Marketing.J.marketingpower. Mercator XXI. J. R. e Jacques Lendrevie (2004). Colecção comunicando. Dom Quixote.aaf. (2004).. Pires. Lindon. Aníbal (2002). Makrow Books.com 25 . Lisboa.

sopcom.pt 26 .ideiasvivas.pt Jornais/Revistas Distribuição Hoje – www.co.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 6: Publicidade Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação – www.IADE.pt Ideias Vivas – www.pt Executive Digest – www.pt Multicom – www.marketeer.pt UFP – www.com Marktest – Estudos de Mercado – www.pt Marketeer – www.appm.ubi.exame.pt IADE – www.distribuiçaohoje.marktest.ufp.pt Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www.pt Exame – www.multicom.executivedigest.

Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 7 Introdução ao Vitrinismo Duração de Referência: 36 horas 1. • Perceber o papel da montra como ferramenta de comunicação. A montra é o “cartão de visita” de qualquer estabelecimento comercial. O vitrinismo é uma técnica indispensável na actividade comercial. percebendo a sua origem. A criatividade e a dinamização das montras são factores cada vez mais importantes potenciando o entusiasmo e interesse dos clientes. • Reconhecer a importância da estética e do equilíbrio na concepção de uma montra. • Identificar os potenciais produtos a utilizar na montra. • Identificar e analisar o publico alvo na envolvente e a sua importância para a concepção da montra. Apresentação Com este módulo pretende-se que os alunos estabeleçam um primeiro contacto com o vitrinismo. • Reconhecer a estratégia da empresa e o seu posicionamento e a sua importância e reflexo na montra. Objectivos de Aprendizagem • Compreender a história e o âmbito do vitrinismo. • Explicar a composição da montra. Âmbito dos Conteúdos • História de vitrinismo Origem Âmbito do vitrinismo Cenário actual ● A vitrina como ferramenta de comunicação Mensagem Função Definição estética Composição da vitrina 27 . • Identificar a utilização e os principais objectivos de uma montra. o contexto. 3. evolução e tendências. 2. sendo através da montra que os comerciantes dão a conhecer os seus produtos e serviços.

S. Barcelona. (2004).marketeer. Vitrina Construção de Emoções.ubi. (2004).com Multicom – www. (2000). Barcelona.pt 28 . Instituto Monsa de Ediciones AS. Underhill.exponor. Gente. Bibliografia / Outros Recursos Livros Demetresco. Why We Buy: the Science Of Shopping. Underhill.pt Ideias Vivas – www.co. New York.multicom. (2000). (2004). Endereços da internet Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação – www.IADE. São Paulo.pt Jornais/Revistas Marketeer – www. Design de Vitrinas. H. New York.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 7: Introdução ao Vitrinismo ● Definição de produto ● Definição de empresa ● Definição de público alvo 4.sopcom.Ceranor.pt Ceranor – www. Editora Sneac. Vitrinas entrevistas merchandising. Simon & Schuster Paper Back. Maier. Call of the Mall: The Goegrafy of Shopping. P. Simon & Schuster Paper Back.ideiasvivas. Marin. P.pt IADE – www. D.

Pretende-se que os alunos reconhecem a importância do vitrinismo no desenvolvimento da actividade comercial e sejam capazes de identificar os principais elementos que compõem uma montra com equilíbrio e harmonia sendo eficaz na mensagem a transmitir. • Conhecer os principais elementos de comunicação gráfica. • Identificar os principais factores do processo de exposição. através de uma abordagem aos conceitos teóricos e uma aplicação prática das técnicas e elementos de exposição. • Definir pontos focais e centros ópticos num dado espaço. • Saber aplicar as várias técnicas de exposição. Apresentação Com este módulo pretende-se desenvolver as técnicas de vitrinismo. 3. • Reconhecer a importância do espaço nas técnicas de exposição. • Identificar as técnicas de iluminação mais adequadas perante situações hipotéticas. • Explicar a influência da cor na identificação e posicionamento da montra. Âmbito dos Conteúdos • Técnicas de exposição Espaço de exposição Características do espaço Elementos de exposição Processo de exposição 29 . • Reunir elementos de orçamentação. • Perceber o papel e função da iluminação na montra. 2. Objectivos de Aprendizagem • Compreender as principais técnicas de exposição.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio MÓDULO 8 Técnicas de Vitrinismo Duração de Referência: 36 horas 1. • Reconhecer o equilíbrio na concepção de uma montra. • Explicar os factores de identificação pela cor. • Apresentar orçamentos. • Identificar e seleccionar materiais.

Underhill. (1996). Bibliografia / Outros Recursos Livros Demetresco. Miller. Instituto Monsa de Ediciones AS.com Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing – www. (2004). New York. Design de Vitrinas. (2000). Trade Shows. Maier.aaf. São Paulo. New York. (2000). NTC Business Books.pt 30 . P. Endereços da internet American Advertising Federation – www. Barcelona. D. Gente. S. Simon & Schuster Paper Back. H.appm.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 8: Técnicas de Vitrinismo ● Iluminação Frontal Lateral Direccionais cruzadas ● Cor Teoria da cor Percepção da cor Simbologia da cor ● Utilização do espaço tridimensional Ponto de focagem Simetria/Assimetria Poluição visual ● Materiais Selecção e utilização de materiais Técnicas de aplicação ● Orçamento 4. Barcelona. (2004).pt Ceranor – www. Why We Buy: the Science Of Shopping.org American Marketing Association – www. Vitrina Construção de Emoções.exponor. Illinois. Underhill. Call of the Mall: The Goegrafy of Shopping.marketingpower. Marin. S. Editora Sneac.IADE. Simon & Schuster Paper Back. Vitrinas entrevistas merchandising.pt IADE – www.Ceranor. P. (2004).

pt Jornais/Revistas Marketeer – www.com Multicom – www.ideiasvivas.ufp.Programa de Comunicar no Ponto de Venda Cursos Profissionais Técnico de Comércio Módulo 8: Técnicas de Vitrinismo Ideias Vivas – www.IADE.pt IADE – www.co.multicom.pt 31 .pt UFP – www.marketeer.