You are on page 1of 69

LIVRO 8

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS
BIOLOGIA I
1.

2.

(UNIFOR CE/2008) Quando uma pessoa encosta a mão em uma
chaleira com água fervente, ela reage imediatamente por meio de
um ato reflexo. Nesse caso, o neurônio efetuador leva o impulso
nervoso para
(A) o encéfalo.
(B) os músculos flexores do braço.
(C) a medula espinhal.
(D) as terminações sensoriais de calor da mão.
(E) as terminações sensoriais de dor da mão.
RESPOSTA: B
RESOLUÇÃO:
Os músculos são os órgãos efetores ou motores que realizam a
ação.

www.http://images.google.com.br

(A) involuntárias – motor – pelo cérebro – cerebral – a medula
espinhal
(B) involuntárias – sensorial – pela medula – medular – o cérebro
(C) involuntárias – sensorial – pelo cérebro – cerebral – a medula
espinhal
(D) voluntárias – motor – pelo cérebro – cerebral – a medula
espinhal
(E) voluntárias – sensorial – pela medula – medular – o cérebro
RESPOSTA: B
RESOLUÇÃO:
Reflexo patelar – um golpe aplicado no tendão do joelho excita as
extremidades nervosas dos neurônios (dendritos) os axônios
desses neurônios levam o impulso até a medula, fazendo sinapse
com os neurônios associativos que transmitem o impulso nervoso
através de seus axônios aos neurônios motores, que atuam nos
músculos provocando o movimento.

(UECE/2011) O sistema nervoso central (SNC) é uma das divisões
do sistema nervoso, sendo composto das seguintes partes:
(A) medula espinhal e gânglios.
(B) encéfalo e nervos.
(C) nervos e gânglios.
(D) encéfalo e medula espinhal.
(E) encéfalo e o bulbo
RESPOSTA: D
RESOLUÇÃO:
É no SNC que chegam as informações relacionadas aos sentidos
(audição, visão, olfato, paladar e tato) e é dele que partem ordens
destinadas aos músculos e glândulas. Compreende o encéfalo e da
medula espinhal dos vertebrados.

3.

(UECE/2009) Os neurônios que conduzem o impulso do sistema
nervoso central para o órgão que efetua a resposta, o qual pode
ser uma glândula, são do tipo
(A) sensitivo.
(B) associativo.
(C) misto.
(D) motor.
(E) receptor
RESPOSTA: D
RESOLUÇÃO:
Neurônios efetores (ou motores): são os que transmitem a
mensagem para as células efetoras de resposta, isto é, células
musculares ou glandulares que respondem por meio de contração
ou secreção, respectivamente.

4.

(UPE/2010) Indique a alternativa que completa CORRETAMENTE
as lacunas do texto abaixo.
Os atos reflexos são respostas __________ a um estímulo
__________. O reflexo patelar é coordenado __________;
portanto, é um exemplo de reflexo __________. Mas o bulbo, a
ponte e __________ também são centros reflexos, que
coordenam atos, como vômito, deglutição, piscar de olhos, gritos
de dor, riso e lágrimas, dentre outros.

1

5.

(UFF RJ/2008) Os betabloqueadores são empregados na
terapêutica para o tratamento de hipertensão, arritmias cardíacas,
enxaquecas e tremores musculares. Por outro lado, eles têm sido
utilizados para dopagem de atletas de esportes como tiro ao alvo,
o arco e flecha e o golfe, para melhorar o desempenho através da
redução dos batimentos cardíacos, tremores e efeitos da
ansiedade. Esta utilização tem sido motivo de preocupação nos
grandes eventos esportivos como os Jogos Pan-americanos.
Os betabloqueadores atuam sobre os receptores de:
(A) histamina e noradrenalina
(B) serotonina e histamina
(C) histamina e adrenalina
(D) serotonina e adrenalina
(E) adrenalina e noradrenalina
RESPOSTA: E
RESOLUÇÃO:
Os betabloqueadores são drogas que reduzem a ação da
adrenalina e noradrenalina no organismo. Logo, diminuem o
batimento cardíaco, a sensação de pânico, a pressão arterial, os
tremores nas mãos, só para citar alguns dos seus efeitos.

6.

(PUC SP/2007) Ao liberar acetilcolina, a fibra nervosa
(A) simpática promove aumento do ritmo cardíaco.
(B) parassimpática promove diminuição do ritmo cardíaco.
(C) simpática promove diminuição do ritmo cardíaco.
(D) parassimpática promove aumento do ritmo cardíaco.
(E) simpática e a parassimpática não alteram o ritmo cardíaco.
RESPOSTA:B
RESOLUÇÃO:

Quando a fibra nervosa do sistema parassimpático produz
acetilcolina, o ritmo cardíaco diminuição.
7.

candidatos ao chamado centro de "prazer" do cérebro.
Glutamato: O principal neurotransmissor excitatório do sistema
nervoso.
Encefalina e endorfina: Essas substâncias são opiáceos que, como
as drogas heroína e morfina, modulam a dor, reduzem o estresse,
etc.

(UFF RJ/2007) Um beijo estimula eventos fisiológicos importantes
de origem involuntária como a vasodilatação. O sistema nervoso
autônomo consiste em duas divisões que diferem anatômica e
fisiologicamente: o simpático e o parassimpático.
O beijo registrado por fotografia térmica infravermelha — técnica
que capta as variações de calor e as traduz em distintas cores. O
vermelho indica as áreas quentes (onde há mais sangue
circulando). O azul, zonas frias.

9.

(UNIMONTES
MG/2007)
Quando
nosso
cérebro,
independentemente de nossa vontade, interpreta alguma
situação como ameaçadora (estressante), todo o nosso organismo
passa a desenvolver uma série de alterações denominadas, em
seu conjunto, de Síndrome Geral da Adaptação ao Estresse. A
figura a seguir ilustra mecanismos envolvidos nesse processo.
Analise-a.

VEJA, 24 de maio de 2006

O sistema simpático, no caso do beijo, será responsável pela
(A) contração da pupila, redução dos batimentos cardíacos e
produção de noradrenalina.
(B) contração da pupila, redução dos batimentos cardíacos e
produção de acetilcolina.
(C) dilatação da pupila, redução dos batimentos cardíacos e
produção de acetilcolina e noradrenalina.
(D) contração da pupila, aceleração dos batimentos cardíacos e
produção de adrenalina e noradrenalina.
(E) dilatação da pupila, aceleração dos batimentos cardíacos e
produção de adrenalina e noradrenalina.
RESPOSTA: E
RESOLUÇÃO:
O sistema simpático provoca a dilatação pupilar, o aumento do
diâmetro da traqueia e dos brônquios (aumentando a capacidade
de débito respiratório), taquicardia (aumento da frequência
cardíaca, que acelera a circulação do sangue e o consequente
aporte de nutrientes às células, incrementando a produção de
energia), estimulação da produção de adrenalina e noradrenalina
nas glândulas suprarrenais, intensificação da libertação da glicose
armazenada no fígado, diminuição dos movimentos peristálticos
intestinais, vasoconstrição da pele e eriçamento dos pelos e
cabelos.
8.

Considerando a figura e o assunto abordado, analise as afirmativas
abaixo e assinale a alternativa CORRETA.
(A) O aumento da frequência respiratória e a dilatação dos
brônquios servem para aumentar o número de células de
defesa na corrente sanguínea.
(B) A suprarrenal é a glândula produtora do ACTH.
(C) Toda a origem dos eventos apresentados é de
responsabilidade do cérebro.
(D) Apesar da diminuição ou desaparecimento dos agentes
estressores, essas alterações permanecem no organismo
humano.
(E) a acetilcolina estimula o aumento do ritmo cardíaco.
RESPOSTA: C
RESOLUÇÃO:
Após submetidos ao estresse agudo os homens apresentam
diminuição da atividade na área do cérebro responsável pelo
reconhecimento de faces e expressões faciais. Também ocorre
uma diminuição da coordenação funcional entre várias áreas
relacionadas a visão, simulação e interpretação de emoções.

(UFAM/2007) Os cientistas já identificaram mais de dez
substâncias que atuam como neurotransmissores. Entre esses
conhecidos destacam-se:
(A) acetilcolina, tripsina, adrenalina, noradrenalina e secretina.
(B) gastrina, adrenalina, noradrenalina e serotonina.
(C) acetilcolina, ptialina, noradrenalina e serotonina.
(D) acetilcolina, adrenalina, pepsina e serotonina.
(E) acetilcolina, adrenalina, noradrenalina e serotonina.
RESPOSTA: E
RESOLUÇÃO:
Neurotransmissores e suas Funções:Dopamina: Controla
estimulação e os níveis do controle motor. Serotonina: Possui
forte efeito no humor, memória e aprendizado. Regula o equilíbrio
do corpo. Acetilcolina (ACh): A acetilcolina controla a atividade de
áreas cerebrais relacionadas à atenção, aprendizagem e memória.
É liberada pelo sistema autônomo parassimpático.Noradrenalina:
Principalmente uma substância química que induz a excitação
física e mental e bom humor. A produção é centrada na área do
cérebro chamada de locus ceruleus, que é um dos muitos

10. (Pucsp 2010)

O que é mostrado na tira, de forma espirituosa, é conhecido em
humanos por reflexo patelar, sendo testado por um médico ao
2

bater com um martelo no joelho de uma pessoa. Este reflexo
envolve
(A) um neurônio sensitivo que leva o impulso até a medula
espinhal, onde se conecta com um neurônio motor, que
conduz o impulso até o órgão efetuador.
(B) vários neurônios sensitivos, que levam o impulso até a
medula espinhal, onde fazem conexão com inúmeros
neurônios, que levam o impulso até o órgão efetuador.
(C) um neurônio sensitivo, que leva o impulso até o lobo frontal
do cérebro, onde faz conexão com um neurônio motor, que
conduz o impulso até o órgão efetuador.
(D) um neurônio sensitivo, vários neurônios medulares e um
neurônio motor localizado no lobo frontal do cérebro.
(E) vários neurônios sensitivos localizados na medula espinhal,
onde se conectam com neurônios motores, que levam o
impulso nervoso ao cérebro e, posteriormente, até o órgão
efetuador.
RESPOSTA: A
RESOLUÇÃO:
O reflexo patelar é um tipo de arco-reflexo simples, em que
participam apenas dois neurônios, um sensitivo e um motor. O
neurônio sensitivo percebe a batida e leva o impulso nervoso até a
medula espinal e o neurônio motor conduz o impulso medular até
o músculo da coxa, provocando sua contração.

(D) induzir a hipófise a liberar hormônios, estimulando a
produção de adrenalina.
(E) excitar os neurônios, aumentando a transmissão de impulsos
nervosos.
RESPOSTA: A
RESOLUÇÃO:
A dor de cabeça é uma condição associada à dilatação dos vasos
sanguíneos cerebrais. A cafeína presente nos medicamentos que
combatem as dores de cabeça provoca vasoconstrição dos vasos
cerebrais, diminuindo os sintomas desse tipo de algesia (dor).
13. (Ufsm 2011)

11. (Pucrs 2010)
Com a intenção de avaliar o efeito dos
neurotransmissores na contração muscular, uma terceira pesquisa
foi realizada fixando-se a extremidade de uma fatia de músculo
cardíaco a um medidor de força. Sobre essa fatia de músculo, o
biólogo pingou gotas de cinco diferentes neurotransmissores, uma
por vez.
O medidor de força mostrou que houve contração após as células
musculares terem sido banhadas em
(A) noradrenalina.
(B) acetilcolina.
(C) serotonina.
(D) glicina.
(E) glutamato.
RESPOSTA: A
RESOLUÇÃO:
A noradrenalina é um neurotransmissor fabricado nas fibras
nervosas e aumenta a transmissão dos estímulos cardíacos e
contração cardíaca, provocando taquicardia.

AMABIS, J.M.; MARTHO, G.R. Biologia dos Organismos. Vol.2.
São Paulo: Moderna, 2004. P.563.

Os vertebrados se disseminaram por diversos ecossistemas,
alcançando amplo sucesso. Nos vertebrados endotérmicos, como
a espécie humana, esse sucesso pode ser observado pelo
desenvolvimento de seu sentido de visão. Com base nessa
informação, analise as afirmativas:
I. A visão binocular dos humanos, através da sobreposição de
imagens proporcionada por cada olho, permite estimar a
distância em que se encontra um objeto.
II. Cones são fotorreceptores extremamente sensíveis à luz; já
bastonetes permitem a visão em cores.
III. Problemas de visão podem ocorrer, como a miopia, que
consiste na focalização incorreta de objetos mais próximos
do observador, sendo a imagem formada depois da retina.
IV. Ao atingir a retina, a imagem é veiculada, através do nervo
óptico, até o encéfalo.

12. (Enem 2ª aplicação 2010) A cafeína atua no cérebro, bloqueando a
ação natural de um componente químico associado ao sono, a
adenosina. Para uma célula nervosa, a cafeína se parece com a
adenosina e combina-se com seus receptores. No entanto, ela
não diminui a atividade das células da mesma forma. Então, ao
invés de diminuir a atividade por causa do nível de adenosina, as
células aumentam sua atividade, fazendo com que os vasos
sanguíneos do cérebro se contraiam, uma vez que a cafeína
bloqueia a capacidade da adenosina de dilatá-los. Com a cafeína
bloqueando a adenosina, aumenta a excitação dos neurônios,
induzindo a hipófise a liberar hormônios que ordenam às
suprarrenais que produzam adrenalina, considerada o hormônio
do alerta.

Estão corretas
(A) apenas I e II.
(B) apenas I e IV.
(C) apenas II e III.
(D) apenas III e IV.
(E) I, II, III e IV.
RESPOSTA: B
RESOLUÇÃO:
Os cones são células fotorreceptoras da retina sensíveis às cores.
Os bastonetes são fotorreceptores retinianos sensíveis à
iluminação.

Disponível em: http://ciencia.hsw.uol.com.br. Acesso em: 23 abr. 2010
(adaptado).

Infere-se do texto que o objetivo da adição de cafeína em alguns
medicamentos contra a dor de cabeça é
(A) contrair os vasos sanguíneos do cérebro, diminuindo a
compressão sobre as terminações nervosas.
(B) aumentar a produção de adrenalina, proporcionando uma
sensação de analgesia.
(C) aumentar os níveis de adenosina, diminuindo a atividade das
células nervosas do cérebro.

14. (G1 - ifce 2011) O bulbo do olho, encaixado numa cavidade óssea
denominada órbita, é constituído de membranas e meios
transparentes. As membranas são
(A) íris, pupila e lente.
3

Esses animais apresentam células fotorreceptoras na periferia da umbela.. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: O lobo occipital está associado à visão: Córtex visual primário – A função deste lobo é quase exclusivamente visual. uma vez que estas são determinadas pela seleção natural. o autor estabelece uma interessante correlação entre um fenômeno físico e um fenômeno biológico. você teria os olhos grandes com que ufólogos descrevem supostos alienígenas surpreendidos em incursões dissimuladas pela Terra. Scientific American Brasil. a percepção da luz através de estruturas especializadas se dá apenas em animais triblásticos. entre seus agentes. (D) apenas I e II. como a radiação solar. corioide e retina. Nesse processo. A seguir. desde a sua concepção até a forma adulta. lente e humor vítreo. 17. (C) córnea. que funcionam como lentes. 18. localizados nas laterais superiores da cabeça. corioide e retina são três tecidos que ficam sob a conjuntiva e formam a parede do bulbo do olho. (E) os lobos localizados na parte inferior do cérebro.. a luneta astronômica é um microscópio óptico.ifsc 2011) O microscópio composto é normalmente chamado de microscópio óptico.. Mas o olho humano foi “pacientemente esculpido” pelo Sol. Com base nas afirmações ali contidas. Contudo. já aparece em Mollusca e Chordata. (D) pupila.. analise as afirmativas: 15. Está envolvido no processamento da informação visual. (D) o tamanho e a conformação do olho humano são resultados da seleção natural. (E) os olhos.. (B) apenas II. como a seleção natural. (C) apenas III.(B) esclera. fevereiro 2011. O médico explicou à família que o trauma deve ter atingido (A) os lobos temporais. os fenômenos físicos. que controla a visão. situados nas regiões laterais inferiores da cabeça. (D) a boca. afirmando que não estava enxergando. Insetos apresentam tanto olhos compostos quanto ocelos para a percepção da luz e formação de imagens. (. o cristalino e o humor vítreo. A esclera é a membrana mais externa de cor branca. células fotorreceptoras.. (UEPB/2010) Um indivíduo sofreu uma queda e desmaiou. sejam acelomados ou celomados. como a visão e estruturas relacionadas com ela. situados na parte traseira da cabeça.a máquina fotográfica e a filmadora são instrumentos ópticos.) Se fosse possível enxergar no infravermelho próximo.) Neste fragmento de texto. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A percepção da luz ocorre em Cnidários (águas-vivas). que controlam a visão. A corioide está localizada abaixo da esclera e é uma membrana pigmentada rica em vasos sanguíneos.. o que justifica afirmar que nosso olho foi esculpido pelo Sol. (D) o lobo frontal. nosso olho seria maior. frequência próxima da luz visível. (B) o pavilhão auditivo externo. Se fosse o contrário.. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: O tamanho e a conformação do olho humano resultam de um longo processo de seleção natural. A seleção é um processo que tem. (E) o tamanho e a conformação do olho humano resultaram da ação de fenômenos físicos. receptíveis à luz. corioide e lente. responsáveis pela visão. (C) as fossas nasais. desenvolveram-se no sentido contrário ao esperado em relação à ação dos raios solares e do espectro luminoso. embora uma ideia como esta possa parecer um pouco surpreendente. (Unesp 2011) Além do Horizonte Numa frequência que seus olhos não captam – enxergamos o mundo por uma fresta do espectro eletromagnético – passam pulsos curtos e manifestam-se fluxos constantes de energia. (B) o tamanho e a conformação do olho humano são consequências diretas da ação do sol sobre o desenvolvimento de cada indivíduo. localizado na porção anterior de cada hemisfério cerebral. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Esclera. 4 . o humor aquoso. Após algum tempo despertou. Estes se sobrepõem aos fenômenos biológicos.. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Os olhos são comparados aos instrumentos ópticos por serem órgãos compostos por estruturas transparentes. que controlam a visão. Adaptado.os telescópios são aprimoramentos das lunetas astronômicas. não têm influência sobre as formas dos organismos. que controlam a visão. (C) os lobos parietais. (E) retina. Uma visão desenvolvida. III. II. 16. animais diblásticos. I. pode-se afirmar corretamente que (A) os fenômenos da física. A retina é a camada membranosa que reveste internamente o bulbo ocular e contêm bastonetes e cones. O órgão humano que atua como se fosse um instrumento óptico é (são). (C) o tamanho e a conformação do olho humano resultaram da ação da seleção natural. formada por um tecido conjuntivo resistente que mantém a forma esférica do bulbo ocular. Se fosse uma estrela vermelha e envelhecida. (G1 . tal como olhos com cristalino. Em Metazoa. (Ulisses Capozzoli. nosso olho seria bem maior. estendendo-se também para o lobo temporal (o que reflete a importância da visão para a espécie humana). como o espectro luminoso. (A) as mãos. os animais desenvolvem diversas formas de utilizar a luz em seu benefício. esclera e córnea.. tais como a radiação solar. Essas estruturas são a córnea. (B) os lobos occipitais. O córtex visual primário está contido nas paredes do sulco calcarino e do córtex envolvente. (Ufsm 2011) A importância da luz na origem e evolução da vida no planeta é incontestável. (E) apenas II e III. promovido por fenômenos físicos e biológicos. Córtex visual de associação – Representado pelo restante lobo occipital. Está(ão) correta(s) (A) apenas I. Nossos olhos são detectores biológicos de uma parte da energia emitida por uma estrela amarela de meia-idade. sendo socorrido e conduzido ao hospital onde foram feitos exames e o mesmo ficou sob observação.

Do ponto de vista físico. que se agravarão conforme ele se submeta a níveis sonoros mais intensos. diminuindo a sua distância focal para que a imagem caia na retina. Quando o indivíduo passa para um ambiente de penumbra. falando em tom moderado. Resposta de Física: Da maneira como a questão está. um neurônio associativo faz a conexão entre o neurônio sensitivo e o neurônio motor durante a resposta motora. Para mudar o poder refrativo de um sistema óptico é necessário que se mude a substância ou material que o constitui. (B) Quando intensidades sonoras de 55 decibels vibram o ar dentro do canal da orelha externa. para focalizar um objeto mais próximo. 21. Assinale a alternativa correta sobre a audição ou sobre os efeitos negativos da poluição sonora nos seres humanos. Assim. batendo com um martelinho em seu joelho. Os músculos ciliares que prendem o cristalino se contraem. causando o aumento do poder refrativo da lente do olho. (C) meato acústico e canais semicirculares. aumentando o diâmetro da pupila. (D) Os níveis sonoros muito altos estimulam uma produção exagerada de cera na tuba auditiva. aumentando a curvatura do cristalino. (B) ossículos e tuba auditiva. para um ambiente de penumbra. a segunda afirmativa está errada em todas as opções. estudos provam que o nível sonoro até 55 decibels não causa prejuízo à audição das pessoas. ou seja. a resposta ao estímulo ocorre de forma independente do encéfalo. aumentando o poder refrativo do cristalino. ao focalizar um objeto próximo. nos centros urbanos. aumentando o poder refrativo do cristalino. 07/06/2010 às 19:05) Supondo que um torcedor tenha a orelha média afetada pelo som da vuvuzela. constata-se que uma exposição repentina a níveis sonoros superiores a 140 decibels pode provocar ruptura do tímpano e danos à orelha média. e os músculos ciliares se relaxam. e os músculos ciliares se relaxam. além do tímpano. Porém. dependendo do tempo de exposição acima do valor de 55 decibels. um padrão aceitável em torno de 140 decibels. (A) Uma das maneiras de diminuir os efeitos negativos da poluição sonora é estabelecer. diminuindo o poder refrativo do cristalino. aumentando a abertura da pupila. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). as estruturas que podem sofrer danos. por exemplo. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Resposta de Biologia: Em um ambiente de penumbra. (Uff 2011) “Dizer que o som das vuvuzelas usadas pelos sulafricanos nos estádios é ensurdecedor não é exagero. Está (ão) correta (s) apenas: (A) 1 (B) 3 (C) 1 e 3 (D) 2 e 3 (E) 1 e 2 RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Temos como exemplo desse arco o reflexo patelar (a pancadinha que o médico dá no joelho). (E) diminui. o que induz à degeneração do tímpano e dos canais semicirculares. é correto afirmar que: 1) 2) 3) (A) aumenta. e a tuba auditiva. (B) diminui. Uma fundação suíça ligada a uma empresa fabricante de aparelhos auditivos alertou os torcedores da Copa que uma vuvuzela faz mais barulho que uma motosserra e que tal barulho pode prejudicar a audição de espectadores e jogadores. martelo bigorna e estribo. No entanto. aumentando o poder refrativo do cristalino. a íris 5 . um neurônio sensitivo e um neurônio motor participam da elaboração da resposta motora. quando o médico testa os reflexos do paciente realizando um teste patelar. (UFAL/2011) Durante um ato-reflexo a medula espinal pode fazer o corpo responder a estímulos em uma velocidade surpreendente. 22. ao focalizar um objeto próximo. principalmente em ambientes fechados e controlando o volume do som em automóveis. em seguida. o olho humano se ajusta a essa situação.19. não tem resposta. são as seguintes: (A) pavilhão auditivo e cóclea. Por exemplo. Se a pessoa passa. aumentando a abertura da pupila para que os olhos recebam maior luminosidade. os músculos ciliares se contraem.” (O globo on line. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Ruídos excessivamente altos e contínuos podem danificar as estruturas da orelha média. A tuba auditiva auxilia a manutenção da pressão interna da orelha média equilibrada com a pressão atmosférica. diminuindo a abertura da pupila. (D) aumenta. residências. (Fuvest 2012) Num ambiente iluminado.cps 2010) Todos precisam colaborar para enfrentar a poluição sonora. como os ossículos. (C) Quem ouve constantemente música acima do limite seguro está sujeito a danos irreversíveis às células sensoriais auditivas. um canalículo que liga a orelha média e a cavidade oral. participam apenas dois neurônios: o sensitivo e o motor. (D) pavilhão auditivo e ossículos. e os músculos ciliares se contraem. (C) diminui. diminuindo a abertura da pupila. (E) nervo coclear e meato acústico. ao focalizar um objeto distante. não acelerando o carro quando parado e evitando o uso da buzina. Correto. a íris diminui. o tímpano não é estimulado e os sons não são percebidos. Não ocorre variação alguma no poder refrativo do cristalino. aumentando a abertura da pupila. aumentando a abertura da pupila. e os músculos ciliares se contraem. o sistema nervoso envia estímulos de autoproteção para que o tímpano fique mais rígido e a transmissão dos sons aumente. diminuindo o poder refrativo do cristalino. (E) Em casos de níveis sonoros muito intensos. a íris do olho relaxa. o indivíduo pode ter problemas auditivos. 20. parques e ruas. e os músculos ciliares se relaxam. No arco reflexo simples. (G1 .

Em sua obra Viagem pitoresca e histórica ao Brasil Jean-Baptiste Debret descreveu o berimbau como segue: "Este instrumento musical se compõe da metade de uma cabaça presa a um arco curvo de bambu. 2. 3. o sistema nervoso envia estímulos para que o tímpano fique mais rígido e a transmissão dos sons diminui. 4. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Ectoparasitas de peixes. (B) Corpo cilíndrico. Uma análise fisiológica dessa observação permite concluir que só foi possível obtê-la porque a emissão das ondas sonoras (A) transversais ressoam na cóclea. nos centros urbanos.RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: O volume dos sons está relacionado com sua intensidade e depende da amplitude das ondas sonoras. 2012. Acesso em: 7 fev.org. (D) 2. (Ufg 2012) Jean-Baptiste Debret comenta no texto sobre o instinto musical do tocador. 3. (D) Nadadeiras em número ímpar. (B) 1. O som é o resultado de vibrações de ondas sonoras longitudinais que atingem diversos órgãos do sentido de audição. 4. como o tímpano por exemplo. desprovido de escamas (pele lisa) com glândulas mucosas. um padrão aceitável abaixo de 55 dB. 2-TUBO NERVOSO DORSAL: posição dorsal. que apoia a mão sobre a frente descoberta da cabaça a fim de obter. 1. (E) longitudinais ressoam na cóclea.htm>. O limite de nossa percepção auditiva está entre 10 e 15 dB. 26. As lampreias pertencem ao Subfilo Vertebrata. 3. (C) 4. associandoos aos nomes relacionados na coluna abaixo. (PUC-PR) O anfioxo é um pequeno animal marinho. (E) 4. apresentando tubo nervoso e notocorda bem desenvolvida. completando seu ciclo de vida nos oceanos. Habitam lagos do hemisfério norte onde se reproduzem em rios. 1. além de fendas branquiais na faringe. exceto: (A) Notocorda persiste no adulto. 3. Uma das maneiras de diminuir os efeitos negativos da poluição sonora é estabelecer. 4-FENDAS BRANQUIAIS NA FARINGE: Persiste nos cordados aquáticos adultos. que é medida em decibels (dB). (VUNESP) O gráfico abaixo descreve a variação da taxa metabólica de um determinado animal em função da temperatura ambiente. muito tocado no Brasil em rodas de capoeira. pela vibração. (D) longitudinais ressoam na tuba auditiva. 2. translúcido. 3. um som grave e harmonioso”. As alternativas abaixo apresentam Características Gerais desses animais. Identifique os órgãos indicados pelos números colocados na figura. Sons acima de 140 dB podem provocar rupturas nos tímpanos e danos irreversíveis ao ouvido. pertencente ao filo dos cordados. assinale a opção que dá a sequência correta dos números colocados na coluna: O berimbau é um instrumento musical de origem africana.redetec. associando-o ao som grave e harmonioso produzido ao tocar o berimbau. 3-INTESTINO: absorve o produto da filtração. ) notocorda ) fendas branquiais ) tubo nervoso ) intestino (A) 1. 6 . Grupo Agnatha e Classe Cyclostomata. com a forma semelhante á de um peixe. BIOLOGIA II 24. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 1-NOTOCORDA: encontra-se entre o SND e o sistema digestório. com um fio de latão. 23. (C) longitudinais reverberam na janela oval.br/inventabrasil/berimb. essas células quando estimuladas liberam neurotransmissores que conduzem sinais até o cérebro que interpreta o sinal sonoro. A seguir. (B) transversais reverberam na tuba auditiva. 2. 4. 1. (C) Boca circular ventral (sem mandíbulas) com dentes córneos. Exposições prolongadas de sons acima de 55 dB já podem causar problemas auditivos. acima da notocorda. sobre o qual se bate ligeiramente. 2. ( ( ( ( Disponível em: <http://www. 25. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A cóclea é um órgão do sentido de audição. (E) Endoparasitas de peixes. Pode-se conhecer o instinto musical do tocador. Dentro da cóclea há um liquido que ao receber estas vibrações cria ondas de pressão que movimentam cílios presos a células no interior da cóclea. Em caso de níveis sonoros muito intensos.

analise as seguintes afirmativas: I.Presença de órgãos respiratórios internos.Presença de pele seca e relativamente impermeável. III. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Os anuros correspondem à ordem dos anfíbios. (C) narinas terminando em fundo cego. répteis e aves). 27. (C) Apenas a característica III é importante. para que seu corpo permaneça em equilíbrio com a pressão do meio. em decorrência das adaptações abaixo enunciadas: 29.. Não esqueça que os peixes não usam as narinas para respirar. (PUC-PR) De acordo com a teoria mais corrente. Fecundação interna com a deposição de ovos com casca.Excretam ácido úrico. Todas as características abaixo são observadas em tubarões. Hemácias nucleadas. (E) apresentação de dimorfismo sexual. . como o tubarão.. A afirmativa II está correta. não possuem bexiga natatória... 31.. Metamorfose. Os ovos possuem casca impermeável para evitar a dessecação. como as aves e os mamíferos. Portanto. retirando o oxigênio que fica entre as moléculas de água. III e IV são importantes. é possível afirmar que este animal é: (A) pecilotérmico. Essas são as características de um animal pecilotérmico ou poiquilotérmico. é branquial. (E) heterotérmico. (B) homeotérmico. (UNIFESP) Na maioria dos peixes ósseos. por isso que não tem comunicação com a faringe. IV. (D) III e IV. Sobre esse processo. A alternativa correta é: (A) Apenas as características I.diminuir (C) densidade. ao nadar do fundo para a superfície. (D) Apenas as características I e IV são importantes. como peixes. . IV. (C) II e IV. anfíbios.Com base nessas informações. 30.. manter RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A função da bexiga natatória é realizar o equilíbrio hidrostático. Caso o animal fosse homeotérmico a sua temperatura interna permaneceria a mesma e o seu metabolismo poderia sofrer um leve decréscimo. 28. a bexiga natatória é o órgão responsável por manter o equilíbrio hidrostático com o meio.. (UEL) O esquema a seguir representa as fases de desenvolvimento de um anfíbio anuro. (B) Apenas as características I. Formação de ovos com casca são características dos répteis e aves e alguns mamíferos (monotremados). respectivamente. o principal excreta nitrogenado é amônia e na adulta. III e IV. A afirmativa IV está correta. o peixe deve ________ o volume da bexiga natatória. como as aves e os mamíferos. Trocas gasosas realizadas por pulmões e tegumento. Nesse texto. . como os peixes. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A afirmativa I está incorreta porque os anfíbios na fase larval tem respiração branquial e na fase adulta tem respiração cutânea e pulmonar. como as aves a os mamíferos. . A metamorfose é a passagem da água para a terra. anfíbios a répteis. Membros anteriores e posteriores bem desenvolvidos. (A) I e II.aumentar (B) peso. Isso é possível por um controle de _______ do corpo em relação à água.Presença de âmnio e alantóide. anfíbios e répteis. Na fase larval. Apenas os peixes ósseos possuem essa estrutura. A afirmativa III está incorreta porque os ovos de anfíbios não formam casca (são acleidoicos). Na cadeia alimentar. na qual fazem parte os sapos. (B) olfato muito desenvolvido. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Os peixes cartilaginosos. este grupo animal constitui os primeiros vertebrados efetivamente equipados para a vida terrestre em lugares secos. III. Assim quando o peixe enche a bexiga de ar ele flutua. A afirmativa V está incorreta porque os anuros possuem fecundação externa e não formam ovos com casca. A afirmativa III está incorreta porque hemácias nucleadas são encontradas em todos os vertebrados (peixes. . exceto os mamíferos. rãs e pererecas.Fecundação interna e independente da água. 7 . diminuir (E) densidade.carnívoro). as lacunas devem ser substituídas. Na fase larval. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Observe pelo gráfico que à medida que aumenta a temperatura do ambiente aumenta também a sua taxa metabólica. (E) I. II.Presença de ovos com casca grossa. como os peixes.. II. Não esqueça que densidade = massa/volume. (D) presença de bexiga natatória. (D) homeotérmico. por: (A) peso. esse animal varia a sua temperatura interna e metabolismo de acordo com as variações da temperatura do meio ambiente. a respiração é cutânea e na fase adulta. sem comunicação com a faringe. identifique as que são importantes aos anuros para serem considerados os primeiros vertebrados a viver no ambiente terrestre: I. é ureia. anfíbios e répteis. Portanto. (C) pecilotérmico. (UFPE) Os tubarões são animais condrictes que pertencem ao grupo Elasmobranchia. . V... o girino geralmente é considerado consumidor primário e o adulto é consumidor secundário. II e IV são importantes. aumentar (D) densidade. Pois o girino alimenta-se de vegetais (consumidor primário) enquanto que o adulto alimenta-se de insetos (consumidor secundário . (E) Apenas a característica V é importante. exceto: (A) boca em posição ventral. (B) II e III. Quando a bexiga esvazia o peixe desce para as profundidades. apenas para o sentido do olfato.. Os peixes respiram por brânquias. Assinale a alternativa que contém apenas as afirmativas corretas. (FUVEST) Das características abaixo.

típicas dos peixes cartilaginosos. como. de alguma forma. Papo e moela (aparelho digestivo). cório e alantóide.anfíbios (B) I . Curitiba/PR reuniu mais de 188 países no maior e mais importante evento Internacional sobre Biodiversidade.anfíbios (C) I . publicado em fevereiro de 2006. Não esqueça que excreção de ácido úrico na fase adulta. por exemplo. Fecundação interna. no qual a fauna brasileira foi considerada um dos principais temas. (UFV) A embriologia dos répteis tem sido abordada em filmes de ficção sobre dinossauros. Estão corretas apenas as afirmativas: (A) I e IV. Sendo que a sua coluna vertebral (tecido ósseo) origina-se da mesoderme. portanto formam no período embrionário a notocorda. traz o detalhamento das 633 espécies de fauna ameaçadas de extinção. a 8ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP-8). outras características variam nas diferentes Classes. considere as afirmativas a seguir. homeotérmicos. respirando unicamente pela bexiga natatória são chamados: (A) agnatos (B) condrictes (C) anaeróbicos (D) dipnoicos (E) branquiais 37. entre os vertebrados.aves e II . II. Não formam placenta e cordão umbilical.br/14/abril/2003) 8 . III. (UNICENP) O Zoológico Municipal de Curitiba será o primeiro no País e tentar a reprodução em cativeiro do papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasillensis). (D) Embriões de répteis dentro de ovos com muito vitelo. III e IV.anfíbios (E) I . peixe conhecido no norte do Brasil. A obra para a construção de sete recintos exclusivos para a reprodução da espécie. Os répteis são cordatas. com uma população estimada atualmente em 4 mil indivíduos. cutânea e pela boca. (UEL) Enquanto algumas características são comuns a todas as classes de vertebrados. no qual são apontadas as espécies que. (B) Os anfíbios são animais vertebrados da classe Amphibia. (estado. estão ameaçadas quanto á sua existência. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Os primeiros vertebrados efetivamente equipados para a vida terrestre em lugares secos são os répteis. ocorre apenas entre répteis e aves. Na fase adulta a respiração é pulmonar. (D) I. II e III. aves.com. aves e mamíferos são tetrápodes porque possuem quatro membros locomotores. (B) das aves. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Os peixes que respiram através da bexiga natatória modificada são denominados de dipnoicos. assinale a alternativa que NÃO poderia ser abordada numa cena de filme. a presença de vértebras e de tegumento. (D) Os peixes são animais que possuem brânquias usadas para a respiração e possuem o corpo coberto de escamas que podem ser do tipo placoides. Os ovos dos anfíbios não formam âmnio. não são ovovivíparos. A publicação inclui a revisão da lista de anfíbios. 34. o governo brasileiro apresentou a lista nacional das espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção. começou hoje e deve estar pronta em dois meses. Na fase larval a respiração é branquial. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: A afirmativa está incorreta porque as aves são animais ovíparos. O livro. Sobre os animais ameaçados de extinção é FALSO afirmar: (A) As aves são animais vertebrados tetrápodes.peixes. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Os embriões de répteis formam saco vitelínico. portanto são anamniotas. Os ovos dos répteis são do tipo telolécito completo. de acordo com o meio externo. (D) dos anfíbios. pulmonar e cutânea. bico córneo e ossos pneumáticos.anfíbios e II . permanecendo. pecilotérmicos e amniotas. répteis. rico em vitelo. pois essas surgiram depois dos répteis. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A afirmativa II está incorreta porque o coração de répteis tem três ou quatro cavidades. (E) Embriões de répteis com a coluna vertebral surgindo do mesoderma. (B) II e III (C) II e IV. (UNIVALI) A piramboia (Lepidosirem brasiliensis). de 2004. Temperatura do corpo variável. sistema nervoso dorsal e as fendas brânquias na faringeanas. A resposta não pode ser aves.répteis (D) I . a divisão do coração é completa. divulgada em 2003. e alantóide. em uma área de isolamento (fora de exposição) do zoológico. em períodos de seca mantém-se em estivação. coração com três cavidades. Anfíbios. (A) I . endotérmicos. ovíparos ou ovovivíparos. ossos pneumáticos.peixes e II . sacos aéreos. coração com quatro cavidades. IV. pecilotérmicos. Embrião com alantóide para armazenar excretas. Durante a metamorfose. (C) Os répteis são animais vertebrados tetrápodes. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Observe a afirmativa II que durante a metamorfose.aves e II . e ainda a revisão de invertebrados aquáticos e peixes. 36. passagem da fase de larva (girino) para a fase adulta ocorre mudança na forma de respiração dos anfíbios. (E) Nas aves e mamíferos.répteis e II . considerando os répteis atuais. (E) I. caracterizados principalmente por possuírem penas. mamíferos. Coração com duas câmaras: um átrio o um ventrículo. 32. (C) dos répteis. (E) dos peixes. âmnio. siringe. que não têm ovos amnióticos. têm respiração branquial. no interior de buracos no leito seco dos rios. (C) Embriões de répteis apresentando fendas branquiais. II. I. durante mais de um mês. Para isso. espécie em extinção só existente no litoral do Paraná e sul de São Paulo. répteis e invertebrados terrestres.O grupo animal em questão é: (A) dos mamíferos. 33. (PUC-PR) Em março de 2006. apêndices locomotores anteriores modificados em asas. 35. (B) Embriões de répteis nutrindo-se da vascularização placentária. cloaca. Entretanto. como sendo um fato biologicamente correto: (A) Embriões de répteis apresentando âmnio. Sobre a Classe Reptilia (répteis). (UEL) Indique a que classes pertencem os animais cujas principais características estão relacionadas a seguir: I. cório.

(UNESP) Existe um dito popular que pergunta: "Quem nasceu primeiro. pois essas transformaram as escamas dos répteis em penas. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 42. (D) III e IV. sacos aéreos. ambos apresentam esqueleto cartilaginoso. usando a seguinte chave de classificação: O estudante concluiu que o animal pertencia ao grupo VI. impedindo a deformação do tronco durante o voo. (C) um tubarão. Estão corretas as afirmações: (A) I e II. isso não justifica a resposta. O animal II é uma ave. (D) uma sardinha. A cintura pélvica é de onde saem às pernas e a escapular de onde saem às asas. A afirmativa c está incorreta porque gordura no fígado não reduz a densidade do corpo. (E) O tronco seja flexível para que os movimentos alares sejam facilitados. hemácias nucleadas e endotermia. pois o ovo surgiu com as aves. A afirmativa e está incorreta porque um tronco muito flexível poderia fazer com que as asas ficassem excessivamente abertas e assim a ave correria o risco de cair. (PUC-SP) Ao analisar detalhadamente uma baleia e um golfinho. (B) o ovo. Como adaptações ao voo podem citar: osso esterno formado com quilha ou carena. O animal IV é peixe ósseo (sardinha). IV. formando uma estrutura resistente. (B) uma cobra. (C) a galinha. Para que o fenômeno seja possível. IV. (FUVEST) Num exercício prático. Esses ossículos são denominados de martelo. (C) II e III. (B) I e III. ausência de bexiga urinária e intestino grosso. (C) O fígado possua uma grande quantidade de gordura para reduzir a densidade do corpo. III. (D) Glândulas mamárias. O animal V é um peixe cartilaginoso (tubarão). A alternativa d está incorreta porque primeiro veio os répteis e depois as aves. ambos apresentam mandíbulas. pois outros animais também são ovíparos. A afirmativa d está incorreta porque a quilha tem a função de diminuir a resistência do ar. A afirmativa b está incorreta porque os ossos desses animais são ocos para facilitar o vôo. 41. II e III (D) II e IV (E) II e III RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A afirmativa I está incorreta porque as aves têm fecundação interna. um estudante fez as seguintes afirmações: I. pois as aves descendem dos répteis. II. que deu origem às aves e depois aos répteis. O animal III é um agnata (lampreia). RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: O animal I é um mamífero (gamba). A afirmativa IV está incorreta porque mamíferos. portanto tem mandíbula. apresentando como anexos embrionários: saco vitelino. III. cório e alantóide. É um animal pertencente ao filo dos vertebrados. do tímpano ao ouvido interno. A quilha ou carena fica no peito da ave. 39. do ponto de vista biológico e evolutivo. (E) Hemáceas anucleadas. Ambos apresentam glândulas mamárias. glândulas mamárias. A alternativa c está incorreta. (B) Os ossos sejam sólidos para que não ocorram quebras no momento do pouso. além das penas. (E) a galinha. penas. pois as aves são todas ovíparas. alinhados em sequência. (D) A quilha seja utilizada para a captação do ar durante o voo. (B) Glândulas sudoríparas. 38. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Provavelmente a partir de um ovo de um réptil surgiu um animal "intermediário" entre répteis e aves e depois vieram às aves. a alternativa correta para responder a essa questão é: (A) o ovo. de fecundação externa. é necessário que: (A) As cinturas pélvica e escapular e a coluna vertebral sejam soldadas. II. Pertence à classe das aves. um estudante analisou um animal vertebrado para descobrir a que grupo pertencia. 9 . (UFV) Qual das características a seguir NÃO é exclusiva dos mamíferos? (A) Ouvido médio com três ossículos. anfíbios e peixes pertencem ao filo dos cordatas e ao subfilo dos vertebrados. assim como os mamíferos. aves. répteis. possuindo coração com quatro cavidades totalmente separadas. são feitas algumas afirmações: I. diminuindo o peso do animal. o ovo ou a galinha?". pois os répteis que originaram as aves não punham ovos. O animal VII poderia ser uma ave.Com relação ao animal acima referido. esqueleto ósseo e homeotermia. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Coração com quatro cavidades pode ser encontrado em crocodilianos. Esse animal pode ser (A) um gambá. 40. (D) o ovo. II III e IV (B) I e III (C) I. pois o ovo surgiu nas aves posteriormente. (E) um sapo. O animal VI é um réptil (cobra). âmnio. Esses animais têm uma boa aerodinâmica e praticamente não possuem articulação em seus ossos. No interior do ouvido médio dos mamíferos existem três pequenos ossos. É um animal ovíparo. porque apesar das aves serem todas ovíparas. Sendo a galinha uma ave. ossos pneumáticos. anfíbios e peixes. répteis. no osso esterno. apenas o golfinho apresenta homeotermia. A alternativa a está incorreta. (UEL) O voo é uma característica marcante das aves. Qual alternativa apresenta todas as afirmações corretas: (A) I. (C) Coração com quatro câmaras. A alternativa e está incorreta porque os répteis que originaram as aves punham ovos. que também põem ovos. aves e mamíferos. bigorna e estribo. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Ambos são animais pertencem à classe dos mamíferos. (E) II e IV.

(C) I. Está(ão) correta(s) apenas (A) I. os dois amamentam os filhotes. pois na fase larval apresentam notocorda bem como fendas branquiais e tubo nervoso dorsal. tornando disponível para si uma nova fonte de alimento.possuem opérculo protegendo as brânquias. apenas os segundos amamentam os filhotes. (B) II. uma vez que quando adultos não apresentam notocorda. utilizando seus conhecimentos. 45. cordão nervoso dorsal e fendas branquiais faringeanas. II e V. Objetivo . BIO. apenas os primeiros colocam ovos. um tubo nervoso dorsal bem desenvolvido. IV. cicloides ou ctenoides. tubarões e quimeras.alguns podem ter o corpo desprovido de escamas. (B) são cordados. respectivamente. Os primeiros vertebrados mandibulados tornaram-se predadores. v. constituem as principais características que separam esses peixes em dois grandes grupos. (D) prototérios e prototérios. As mandíbulas não se limitam à captura de alimento. (B) estão distribuídos em quatro grupos: hemicordados. (E) marsupiais e marsupiais. o número de espécies de agnatos é muito menor do que o dos peixes gnatostomados. embora não apresentem notocorda na fase adulta. (E) na fase larval possuem." (Sônia Lopes.SP). (UFSM) O equidna e o ornitorrinco são. III e IV. III e IV. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Esses dois mamíferos pertencem á subclasse prototéria (sem placenta e sem útero) e à ordem dos monotremados. fato provavelmente ocasionado pela ausência de mandíbula. I. (C) a presença de fendas branquiais na faringe não é suficiente para classificá-los como cordados. (E) I. a sardinha e o atum. 46. (E) III. Osteichthyes possuem escamas placoides ou dermoepidérmicas. como o bacalhau. Chondrichthyes . (A) prototérios e placentários verdadeiros. como as carpas coloridas. Atualmente. (UFPEL) Osteichthyes (peixes ósseos) constituem dois grandes grupos do subfilo vertebrata. IV e V. podemos dizer que: (A) em hipótese alguma poderão ser classificados como cordados. III e IV. Os agnatos têm desvantagens em relação aos gnatostomados quanto à obtenção de alimento. F. são inferiores aos peixes. 44. na cauda.possuem um fígado oleoso e são desprovidos de bexiga natatória. (D) não são cordados. fendas branquiais na faringe. (F. II. seja na culinária. Não esqueça que são os primeiros vertebrados. Os peixes ósseos. somente. nos mecanismos sensoriais de defesa e predação. (D) I.43. II. um tipo de célula sensorial que detecta o potencial elétrico das células das presas. bem como no tipo de escamas. Sobre esses animais. S. permitindo-lhes grande aumento no tamanho. bombeamento e circulação de água através das brânquias. (B) marsupiais e placentários verdadeiros. (E) nem sempre conservam a notocorda na fase adulta. II e III. A afirmativa III está incorreta porque todos os peixes cartilaginosos têm escamas do tipo placóides. os dois amamentam os filhotes. São corretos os comentários (A) I. os dois colocam ovos e não amamentam os filhotes. os dois não colocam ovos. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Agnatos ou agnatas são os animais que não formam mandíbula. por sua vez. somente. São Paulo: Saraiva. somente. pois nem mesmo na fase larval apresentam notocorda. Os primeiros são conhecidos como raias. (B) I. analise as características diagnósticas a seguir. (C) II.são dotados de ampolas-de-Lorenzini. II. III. seja na ornamentação. Carlos-SP) As ascídias adultas são tunicados típicos. Osteichthyes . os dois colocam ovos e não amamentam os filhotes. São animais ovíparos e possuem glândulas mamárias para amamentarem seus filhotes. III e IV. (PUCCAMP) Considere o texto a seguir. Realizam o equilíbrio na água através do óleo do seu fígado. urocordados. p. tais como as lampreias e as feiticeiras ou peixe-bruxa.2. devido a ausência de: mandíbula. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Os peixes cartilaginosos não possuem bexiga natatória. Lampreia e feiticeira não fazem parte da fauna brasileira. os dois colocam ovos. III. permitiu aos peixes primitivos arrancar com eficiência grandes pedaços de algas e de animais. (C) marsupiais e prototérios. apresentam notocorda na fase embrionária: notocorda. o beta e o popular "guppy". somente. 1997. Chondrichthyes . cefalocordados e vertebrados. Lampreias são ectoparasitas de peixes e baleias. Com relação a esses grupos. A afirmativa IV está incorreta porque os osteichthyes ou peixes ósseos possuem escamas dos tipos ganoides. mas também podem manipular objetos e cavar buracos. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: a) poderão ser classificados como cordados pois. Analisando o texto e aplicando seus conhecimentos sobre os animais relacionados com o fato descrito. 47. são conhecidos por sua ampla biodiversidade global e presença em nosso dia a dia. nadadeira pares e escamas. Os cordados sem mandíbula estavam restritos à filtração.361-2) 10 . pelo menos na vida embrionária. um estudante apresentou os seguintes comentários: I. Diferenças anatômicas e funcionais em seus sistemas de equilíbrio hidrostático. (C) são todos deuterostômios e marinhos (D) são triblásticos e apresentam celoma. (U. Os animais do filo Chordata não apresentam uma das características abaixo: (A) possuem notocorda. manipulada por músculos e associada a dentes. à sucção do alimento ou à captura de pequenos animais. "Talvez a maior de todas as inovações surgidas durante a história evolutiva dos vertebrados tenha sido o desenvolvimento da mandíbula que. (D) I e II. e feiticeiras alimentam-se de vermes marinhos ou de peixes moribundos. sendo denominados deuterostômios. porém são de habitats terrestres e aquáticos. IV. tubo nervoso dorsal e cauda. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Em todos os cordados o blastóporo forma o ânus. Chondrichthyes . o que serviu para confundi-los com cordados verdadeiros. V. II e IV.

(UTFPR) No processo evolutivo. III. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: A afirmativa b está incorreta porque a bexiga natatória deve diminuir a quantidade de ar para ir ao fundo. A afirmativa d está incorreta porque os répteis. 51. a necessidade de fornecimento maior e mais rápido de energia condicionou o comportamento de tomada mais frequente de alimento. nesse sentido. demoram mais tempo digerindo pelos e penas. A alternativa d está incorreta porque a maioria dos anfíbios (anuros . (UFPR) Sobre as adaptações apresentadas pelos animais em relação ao meio em que vivem. (C) dos répteis. são mais ágeis e eficientes. (E) dos mamíferos. não foi completa. ingerem tudo o que encontram. respiração por brânquias e não formam ovos com casca e a sua circulação é fechada e simples. porém diariamente e várias vezes ao dia. pois não realiza com eficiência as trocas gasosas. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Os anfíbios foram os primeiros vertebrados a viver no ambiente terrestre. já começam a digestão a partir do tecido muscular da presa. (D) Para a conquista do ambiente terrestre. respiração pulmonar. Os gaviões. (C) Para manter o controle osmótico. (D) sendo ectotérmicas (pecilotérmicas). os anfíbios foram os primeiros vertebrados a viverem no ambiente terrestre. (B) possuem glândulas paratoides. 49. para a conquista do meio terrestre. apenas impermeabilizam as penas. Dependem da água para reproduzir (fecundação externa) e para respirar (respiração cutânea). que possui como características presença de coluna vertebral. (B) dos peixes. (UEL) Considere os seguintes itens: I. Já os gaviões. Nos gaviões. pode-se afirmar corretamente que isso ocorre por que: (A) a digestão nas cobras é mais lenta e isso fornece energia aos poucos para seu corpo. não bebem água e eliminam muitos sais na urina. o que influencia o comportamento de caça e tomada de alimento. por que: (A) no coração há mistura do sangue arterial com o sangue venoso. é correto afirmar: (A) Ossos pneumáticos reduzem o peso das aves e são favoráveis ao voo. Conhecendo as principais características dos grupos a que esses animais pertencem. fecundação interna com cópula. o calor do seu corpo depende do meio ambiente. em geral. (D) a reprodução acontece no meio aquático a fecundação é externa e o pulmão é primitivo. comparativamente. A alternativa b está incorreta porque nem todos os peixes realizam cópula (ato sexual) e têm fecundação interna. 52. que se enche de liquido para ficar mais pesada quando o animal quer ir ao fundo. que são endotérmicos (homeotérmicos). RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A alternativa a está incorreta porque no coração das aves não há mistura de sangue venoso com o arterial e porque são animais homeotérmicos. são ativos tanto de dia quanto à noite. sendo as aves endotérmicas necessitam de manter o calor do seu corpo com a energia resultante da oxidação dos seus alimentos. (E) O canto das aves é produzido pelo sistema de sacos aéreos. mistura do sangue venoso com o arterial e temperatura variável com o ambiente. Os gaviões. A afirmativa e está incorreta porque o canto das aves é produzido pela siringe. (B) A flutuação dos peixes na água é regulada pela bexiga natatória. por ingerirem as presas aos pedaços. as cobras possuem um período de busca de alimento restrito aos horários mais 11 . por isso. Sua adaptação. Portanto necessitam alimentarem-se mais vezes durante o dia. deve pertencer ao grupo (A) das aves. (C) não utilizam o calor produzido no metabolismo para regular a temperatura corporal. Já os répteis são ectotérmicos. (UNIFESP) Cobras. Por isso não necessitam de alimentar-se diariamente. ao conseguirem alimento. Por isso. (E) são desprovidos de cauda e a pele muito fina impediu sua adaptação ao meio terrestre. (UFSCAR) Um animal. quentes do dia e. Além disso. (B) as cobras. embrião protegido por ovo de casca dura. independentes de fontes de água. ingerem alimento em pequenas quantidades. por ingerirem as presas inteiras. A afirmativa IV está incorreta porque o esqueleto das aves é formado por ossos ocos e leves. pois os seus pulmões são pequenos e incapazes de realizar todas as trocas gasosas. (C) os órgãos sensoriais das cobras são bem menos desenvolvidos que os dos gaviões. tornaram-se ovíparos (colocam ovos) com fecundação interna independente da água. A alternativa e está incorreta porque no coração dos mamíferos não há mistura de sangue venoso com o arterial. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: A justificativa desta forma de alimentação é a necessidade metabólica. ingerem uma grande quantidade de alimento. II. por isso caçam e comem mais. IV. presença de quilha no esterno presença de glândula uropigiana músculos peitorais potentes esqueleto com ossos sólidos e pesados Constituem requisitos para as aves voadoras apenas (A) I e II (B) I e III (C) I e IV (D) II e III (E) II e IV RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: A afirmativa II está incorreta porque as glândulas uropigianas não auxiliam o voo. A afirmativa c está incorreta porque os peixes de água doce.sapos e rãs) tem fecundação externa e não formam ovos com casca. (D) dos anfíbios. ou seja. mas apenas de tempos em tempos. para manter o controle osmótico. (E) as escamas e placas epidérmicas do corpo das cobras dificultam sua locomoção rápida. porém. 50.48. os répteis tomaramse vivíparos. peixes de água doce devem beber muita água e eliminar muitos sais com a urina. Gaviões. ingerem a maior quantidade possível como forma de otimizar o recurso energético.

6. .  Tubo neural dorsal... (A) 1E.. nêurula. O grupo III pertence ao subfilo Prototheria .. 3. (D) 6... bois. É o tipo de segmentação de ovos oligolécitos. (PUC-PR) Relacione os números da coluna A (Ordens) com os nomes dos animais da coluna B: A B 1 – PRIMATA ( ) ELEFANTES 2 – RODENTIA ( ) MORCEGOS 3 – CETACEA ( ) LEÕES 4 – CARNIVORA ( ) CASTORES 5 – PROBOSCIDEA ( ) MACACOS 6 . 4B.. 5... 3. gástrula.. (D) eram de anfíbios ou de aves... Marsupiais: vivíparos. Micrômeros e macrômeros envolvendo pequena cavidade central. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Outras ordens dos mamíferos: primatas (homem. 1.. 4.. (C) 5.  Somitos mesodérmicos.. (E) equinodermos – telolécitos – mamíferos – oligolécitos.. (PUC-PR) Os mamíferos. 2. I. 4D. (UFRGS) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto a seguir. basta relacioná-las corretamente com os eventos abaixo. 2C. III. 2D. (U.. A.. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Não esqueça que o grupo I pertence ao subfilo Eutéria monodelfo.. a clivagem varia conforme a quantidade de vitelo. Placentários: vivíparos... Para você visualizar o que ocorre em cada uma dessas fases. a clivagem é parcial. forma uma cavidade chamada blastocele.. (B) mamíferos – telolécitos – peixes – oligolécitos. Exemplos: baleia... com desenvolvimento embrionário completamente realizado fora do útero materno. cavalo). 4... 2B.. 4E.  Presença de âmnio. 5C RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 1. (C) eram de anfíbios ou de répteis. gástrula. cujos embriões desenvolvem-se parcialmente no útero materno.. 56... em .. animais com placenta rudimentar e dois úteros.. 6. 3.. como em alguns peixes.adelfo. proboscídeos (elefante). (D) todas.. forma os blastômeros. 2... servos... 5. blástula. 6.. 3. Formação de tubo neural..... nêurula..CHIROPTERA ( ) BALEIAS 1... completando seu desenvolvimento numa bolsa externa localizada no ventre materno ... a clivagem é total. 4D. F.o marsúpio. Os principais "momentos" pelos quais passam os embriões de diferentes grupos são: 54.. 2. podem ser classificados em três grupos: RESOLUÇÃO: Clivagem holoblástica (total) igual ocorre quando os blastômeros originados são mais ou menos iguais e ela ocorre em toda a extensão do ovo. 5A (C) 1A. 6... (D) mamíferos – oligolécitos – peixes – telolécitos. como em mamíferos.53.. Nos animais. .  Clivagem parcial discoidal.. Observe que há uma sequência cronológica igual para todos os grupos zoológicos. 2.. (B) apenas I e III. 3. anta. Está correta ou estão corretas: (A) apenas II e III. ao qual se liga por meio de uma placenta.. (B) não eram de répteis. pois eles apresentam ovos . cabras.. RESPOSTA: D 12 . forma a ectoderme e endoderme. 4. antílope. 4.. (B) 5. Exemplos: ornitorrinco e equidna.. porcos).. pois seus ovos são . RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A clivagem parcial discoidal é a principal característica que indica ser um ovo de réptil ou ave. Formação de uma estrutura esférica e maciça. segmentação. 4B. 3.. 4.. Por outro lado. 57. 5. 2. 3E.. Em .. E.. 3A. blástula. macaco). Intensas modificações dos blastômeros originando dois folhetos embrionários... O grupo II pertence ao subfilo Metatheria . 1... 4. Ouro Preto MG) No desenvolvimento embrionário dos animais. A alternativa que contém a numeração correta de cima para baixo é: (A) 5. observou que apresentavam as seguintes características:  Grande quantidade de vitelo.. 1. BIOLOGIA III 55. artiodátila (camelo. (PUC-Campinas) Um pesquisador. (C) apenas I.. ao examinar ovos em desenvolvimento. De acordo com esses dados. forma o sistema nervoso dorsal em cordados. (A) répteis – heterolécitos – equinodermos – centrolécitos. 2A.. existem etapas características nas quais ocorrem processos mais ou menos semelhantes. (E) eram de répteis ou de aves. Monotremados: ovíparos. D.. 2E. 3E... perissodáctila (rinoceronte. 3C. em relação ao tipo de reprodução que apresentam. peixe-boi e golfinho. 4... traduzindo a "origem comum" dos metazoários. 5C (B) 1B. animais sem placenta e sem útero. alantoide e cório.. animais com placenta desenvolvida e um útero. 1. 3A. estrutura compacta de células. Assinale a alternativa que contém a sequência correta dos "momentos" do desenvolvimento embrionário.. Exemplos: gambá e cuíca.. Clivagem meroblástica (parcial) discoidal ocorre nos ovos telolécitos não há divisão de toda a estrutura. conclui-se que os ovos: (A) não eram de aves. 1. Proliferação do ovo originando os blastômeros. mórula. 3.. apresentando desenvolvimento completo do embrião dentro do útero materno.didelfo. segmentação. B. 5B (E) 1D. mórula.. 2. 2..... II.. 5D (D) 1C. (C) répteis – oligolécitos – equinodermos – telolécitos. (E) 5. C. (E) apenas I e II.

A independência da água foi conseguida posteriormente através de novidades evolutivas. isto é. cuja principal função é realizar trocas entre o feto e o corpo materno. aproximadamente com o mesmo volume do ovo inicial. (B) na maioria dos mamíferos.58. a gema representa o local onde o embrião: a) se desenvolve e onde se encontra a sua reserva de vitelo. foram feitas cinco afirmações. III e IV (E) III e IV As placentas representadas são constituídas por tecidos de origem materna e do embrião. (UNICAMP SP) Os primeiros vertebrados a ocupar o ambiente terrestre foram os anfíbios. por dois espermatozoides diferentes. As placentas representadas são constituídas exclusivamente por tecido de origem materna. IV. (UFRGS) Em ovos oligolécitos. levando a malformações estruturais (xifópagos).) com exceção dos metatérios (marsupiais como os cangurus) e prototérios (monotremos como os ornitorrincos). denomina-se: (A) mórula. d) armazena suas excretas nitrogenadas. 13 . ainda necessitam retornar à água para a reprodução. (UnB DF) Em relação à embriologia. mas não o mesmo saco vitelínico. é chamado de monocoriônico-monoamniótico. Incorreta . Incorreta . Incorreta . o encontro dos gametas ocorre normalmente no oviduto.os embriões têm a sua própria bolsa. (D) nos mamíferos em geral exceto nos marsupiais e monotrematas. Quando o embrião se divide pouco tempo após a fertilização. (B) blástula. com exceção apenas dos marsupiais. (E) quase todos os répteis e mamíferos. Se o embrião se divide após o 8º dia de sua fertilização. julgue o item correto abaixo: (A) Na fecundação humana.c) As células que constituem a mórula de um embrião humano possuem 46 cromossomos. Nesse caso. baleia. morcego. II. com exceção apenas dos monotremos. 62. I. 61. porém. Os fetos 1 e 2 foram produzidos. 59. V. (D) Os vasos sanguíneos que trazem sangue do embrião humano para placenta transportam sangue arterial. Incorreta . e) secreta carbonato de cálcio para reforçar a casca. mas dividem a mesma área placentária. ou seja. (UFOP MG . (D) arquêntero.mod) A placenta é um anexo que se forma a partir do embrião e do endométrio materno. 63. em que a divisão embrionária ocorre entre o 4º e 8º dia após a fertilização. Esse tipo corresponde a menos de 1% dos casos e normalmente é o que apresenta mais complicações durante a gestação. III. III. (E) Âmnio e córion são anexos embrionários com função de proteção contra choques e desidratação do indivíduo durante sua fase intrauterina. Por fim. Incorreta . (B) Entre a formação do zigoto e a formação dos dois primeiros blastômeros ocorre uma divisão mieótica. Dois dos três fetos são univitelínicos. denominadas de blastômeros. o encontro dos gametas ocorre normalmente no colo do útero. (PUC Minas) Em um ovo de galinha embrionado.a) Na fecundação humana. c) obtém oxigênio para sua sobrevivência. se a divisão embrionária ocorre após o 12º dia. os gêmeos têm a mesma bolsa e a mesma placenta. III e V (D) I.d) Os vasos sanguíneos que trazem sangue do embrião humano para placenta transportam sangue venoso. (C) As células que constituem a mórula de um embrião humano possuem 23 cromossomos. b) se nutre. (C) na maioria dos mamíferos. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A placenta completamente desenvolvida é encontrada somente nos mamíferos eutérios (leão. 60. que. São afirmações CORRETAS: (A) I. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: A gema corresponde ao saco vitelínico com função de nutrir o embrião. Os fetos 1 e 2 compartilham a mesma placenta. e tornam-se menores a cada divisão por clivagem que ocorre. (C) gástrula. O tipo mais comum de gêmeos monozigóticos é o diamniótico-monocoriônico (cerca de 75% dos casos). poderá ser imperfeita. homem. cada um tem seu próprio âmnio (bolsa) e córion (placenta) – o fenômeno ocorre em torno de 8% das gestações gemelares. II e IV (B) II.b) Entre a formação do zigoto e a formação dos dois primeiros blastômeros ocorre uma divisão mitótica. como as relacionadas ao ovo. Podemos afirmar que a placenta completamente desenvolvida é encontrada: (A) em todos os mamíferos. pela fecundação do mesmo ovócito. Existem 50% de chance de os três fetos pertencerem ao mesmo sexo.Existem várias formas possíveis de gêmeos monozigóticos. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: I. os gêmeos monozigóticos serão diamnióticodicoriônico. mas o seu desenvolvimento ocorre na clara. (E) blastômero RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Estas células resultantes são embrionárias. Sabendo-se que dois dos fetos apresentam o mesmo genoma e com base na figura. a fase da embriogênese caracterizada por um maciço de células formado por sucessivas clivagens. (PUC MG) A figura abaixo representa o resultado da tentativa de implantação de blastocistos humanos após fecundação in vitro. IV e V (C) II. etc.

(UFCG PB) Nos seres humanos. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: O âmnio é que protege o embrião contra choques e evitar sua desidratação.b) estrutura indicada em b é o córion. II. (B) proteger o feto contra traumatismos. (E) nutrir. 66. onde são armazenados os produtos da excreção nitrogenada. (D) o âmnio. (D) estrutura indicada em d é o âmnion. 68. têm como função I. Incorreta . a ligação com a mãe. (UFAM) O único anexo embrionário que ocorre nos anfíbios é: (A) o saco vitelino (B) o alantoide (C) o âmnion (D) o córion (E) a placenta RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Saco vitelínico Este anexo embrionário ocorre em todos os vertebrados. permitir. sendo o único anexo embrionário presente nos peixes e anfíbios. que é uma estrutura que impede a desidratação do embrião. A estrutura indicada pelo algarismo I representa: (A) o alantoide. no qual fica mergulhado o embrião. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: O alantoide armazena ácido úrico (excreta nitrogenada) e trocas gasosas. Incorreta . garantindo o fluxo direto de sangue entre ambos. "alimenta-se" (recebendo diretamente os nutrientes por difusão do sangue materno) e excreta produtos de seu metabolismo (excretas nitrogenadas). participam da formação da placenta que. formar uma cavidade preenchida pelo líquido amniótico e produzir a prolactina. (C) o saco vitelínico. (D) permitir a troca de gases e nutrientes e a eliminação dos excretas fetais dissolvidos. permitir a troca de gases e sintetizar as hemácias do feto. que armazena as substâncias nutritivas para o embrião. nutrir o embrião.formar uma cavidade preenchida pelo líquido amniótico e produzir a prolactina. as vilosidades coriônicas que penetram no endométrio e são envolvidas por ele. a placenta nutre o embrião e produzir vilosidades que penetram no endométrio. (B) o âmnio. a ligação com a mãe. (B) estrutura indicada em b é o saco vitelínico.(E) o alantoide. além de produzir progesterona. promover as trocas gasosas. (C) acumular excretas.d) estrutura indicada em d é o embrião. II e III (C) II e IV (D) I e III (E) I e IV RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: I. Incorreto . RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Incorreta . produzindo também hormônios importantes para a gravidez. a placenta humana tem por funções (A) proteger o feto contra traumatismos. É correto afirmar que (A) estrutura indicada em a é o córion. responsável pela eliminação de gás carbônico e de excretas fetais. (C) estrutura indicada em c é o alantoide. retirar oxigênio do ar e devolver gás carbônico. (B) proteger o embrião e produzir vilosidades que penetram no endotérmico. Incorreta . O âmnio E 65. (D) conter excretas e alimentos de reserva para o embrião (vitelo). permitir. (C) permitir o fluxo direto de sangue entre mãe e filho e a eliminação dos excretas fetais. que é responsável pela nutrição das células embrionárias. (FUVEST SP) Em condições normais. Estão CORRETAS: (A) III e IV (B) I. excretar e respirar. que acumula o líquido amniótico. garantindo o fluxo direto de sangue entre ambos. de forma constante e ininterrupta. permitir a troca de gases e sintetizar os leucócitos do feto. 64. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Através da placenta o embrião "respira" (ocorrem as trocas de oxigênio e gás carbônico). proteger o feto contra traumatismos mecânicos. de forma constante e ininterrupta. em condições normais. promover as trocas respiratórias e realizar a excreção.a) estrutura indicada em a é o saco vitelínico. (UNIRIO RJ) Dentre as opções abaixo. (E) Uma das adaptações reprodutivas para a vida animal em ambiente terrestre é a fecundação interna. 14 . IV. II. assinale a que melhor define as funções principais da placenta: (A) proteger o embrião contra choques e evitar sua desidratação. (UNESP SP) O esquema representa um ovo de ave em pleno desenvolvimento embriológico. III. (E) permitir o fluxo direto de sangue do filho para a mãe.c) estrutura indicada em c é o âmnion. 67.

(D) Apenas I e II. aquelas caracterizadas por deformações estruturais são denominadas usualmente por anomalias ou malformações congênitas. IV. III. Proteção imunológica – através da passagem de anticorpos da mãe para o embrião. aves e mamífer RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Os anexos embrionários citados encontram-se em répteis. auditivas. São Paulo: Moderna. Endócrina – síntese de hormônios: estrógenos e progesterona. Excreção através da retirada de excretas e gás carbônico. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: 74. I. Clarinda. Dentre essas doenças. no primeiro mês de vida. II. As afirmação(ões) correta(s) é(são): (A) somente a III. a II e a III. anfíbios e répteis (E) répteis. (B) somente a I e a II. a rejeição dos órgãos transplantados tem sido um problema difícil de ser resolvido. 72. Das estruturas abaixo. as cirurgias de transplantes de órgãos. José Arnaldo. As estruturas A e C são exclusivas de mamíferos. que contém o líquido amniótico. Biologia. aves e mamíferos.). aves e mamíferos. répteis e aves e reduzida nos mamíferos. (UNIRIO RJ) Observe o esquema de um embrião humano e analise as afirmações feitas sobre ele. O âmnio é uma membrana que envolve o embrião. com refinada tecnologia. seja qual for a sua causa. etc. aves e mamíferos. (UEPB) A figura abaixo representa os anexos embrionários dos vertebrados. (PUC PR) Analise as afirmações relacionadas ao estudo dos anexos embrionários: I. As estrutura A é exclusivas de mamíferos e a C é comum a repteis. (Fuvest) Qual a diferença. aquela que comumente se apresenta única entre esses irmãos é: (A) placenta (B) alantoide (C) canal vitelínico (D) cordão umbilical (E) disco embrionário RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: c) Funções da placenta: Nutrição – fornecimento de nutrientes via irrigação sanguínea. Entretanto. 15 . no desenvolvimento embrionário. A placenta não é considerada um anexo embrionário.69. 2003. cuja principal função é de proteger o embrião contra choques mecânicos e contra a dessecação. FAVARETTO. III. (E) Todas RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Todos os conceitos estão corretos. O saco vitelínico é uma bolsa que abriga o vitelo e que participa no processo de nutrição do embrião. sendo bem desenvolvida nos peixes. Assinale a alternativa correta que identifica quais os táxons que possuem essas estruturas: 71. (D) somente a II e a III. Está correta ou estão corretas: (A) Apenas III e IV. no 1º trimestre da gravidez. por tratar-se de uma patologia congênita. Oxigenação do embrião via irrigação sanguínea. Quando chegar à idade adulta. répteis e mamíferos (B) peixes. A estrutura D envolve todo o embrião e aparece somente em répteis. por ser um órgão formado pela interação entre tecidos materno e fetal. (C) Apenas II . o indivíduo comprometido não vai transmitir essa patologia a qualquer de seus filhos. tendo como função. (E) a I. anfíbios e répteis (C) anfíbios. nos répteis e nas aves. delimitando a cavidade amniótica. répteis e aves (D) mamíferos. entre animais com ovos oligolécitos e animais com ovos telolécitos? (A) Número de folhetos embrionários formados. (B) Apenas I. A estrutura B aparece a partir de répteis e é bem desenvolvida nas aves. (C) somente a I e a III. (UERJ) A ocorrência de rubéola em uma mulher. (UERJ) O desenvolvimento da Medicina tem auxiliado. de abortamento. ed. armazenar excretas nitrogenadas e participar de troca gasosas. (B) Presença ou ausência de celoma.. 2. II. poderá acarretar patologias fetais diversas (ópticas. MERCADANTE. 70. A patologia congênita é aquela transmitida através de: (A) gametas (B) placenta (C) cromossomos (D) gene recessivo (E) gene dominante RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Doenças congênitas são aquelas adquiridas antes do nascimento ou mesmo posterior a tal. Tal problema não ocorrerá se o doador for gêmeo univitelino do receptor. (A) peixes. 73. O alantoide é um anexo que deriva da porção posterior do intestino do embrião.

em praticamente todos os animais podem ser observadas três fases consecutivas de desenvolvimento embrionário: segmentação. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Os ovos da maioria dos mamíferos são pobres em vitelo pelo fato dos nutrientes serem providos pela mãe.d . de modo geral.4 . Surgem dessa maneira os tipos celulares. passando a coordenar as funções celulares. mesmo com o aumento do número de células. b) Incorreta . ocorrendo a formação dos folhetos germinativos ou folhetos embrionários. pois as divisões celulares são muito rápidas e as células não têm tempo para crescer. gastrulação e neurulação.As divisões que ocorrem durante a segmentação denominam-se clivagens.d . Assinale a sequência correta: 16 . o aumento do número de células é acompanhada do aumento do volume total. (UEPG) A respeito do desenvolvimento embrionário. (B) Em a. e as células que se formam são chamadas blastômeros. 77. (D) Os ovos da maioria dos artrópodos são oligolécitos. ocorre a diferenciação dos órgãos. (C) A fase representada em d denomina-se gástrula. assinale a proposição verdadeiras. d) Incorreta . 76. e os animais em que o blastóporo dá origem a ânus são chamados de deuterostômios.b . dificuldades na aprendizagem e na integração da criança com os pais e com o meio. que é a gastrulação. que é a organogênese. sucessivamente. (A) Ovos com muito vitelo no polo vegetativo têm segmentação total.(C) Presença ou ausência de notocorda.a. 78. (E) Modo de formação do tubo neural. forma-se o blastóporo. gastrulação e organogênese. (C) Ao longo do desenvolvimento embrionário.4 . (PUC-Campinas) Qual das afirmações a seguir. e) Incorreta . que se caracteriza pela diferenciação de órgãos a partir dos folhetos embrionários formados na gastrulação. (B) Ovos com muito vitelo no centro têm segmentação discoidal. em praticamente todos os animais podem ser observadas três fases consecutivas de desenvolvimento embrionário: segmentação. mas. forma-se o blastóporo. bem como com o tipo de segmentação que irão sofrer. já podemos observar a uma estrutura diblástica. A droga ataca. No estágio seguinte. temos representadas quatro células denominadas micrômeros. em praticamente todos ocorrem três fases consecutivas: segmentação. (UFSC) Pesquisas recentes revelam que a cocaína atravessa a barreira placentária.A fase representada em b denomina-se gástrula. principalmente. que darão origem aos tecidos do indivíduo. Os animais em que o blastóporo dá origem a boca são chamados de protostômios. assinale o que for correto. que correspondem a diferentes fases do desenvolvimento embrionário de um animal.3 . RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Os ovos se classificam de acordo com a quantidade e distribuição do vitelo. (UFSC) Baseado nos esquemas abaixo. até as células atingirem as dimensões normais da espécie.4 . (D) Em c.Em a. A placenta é um dos anexos embrionários presentes em vertebrados.2 (B) 1 . (E) Na organogênese ocorre diferenciação dos órgãos a partir dos folhetos embrionários formados logo após a gastrulação. relativas a diferentes tipos de ovos. Inicia-se nessa fase a diferenciação celular. (A) As divisões que ocorrem durante a segmentação denominam-se clivagens. ( ) Fase durante a qual os gametas se unem. e as células que se formam são chamadas mórulas.2 .4 .A terceira fase do desenvolvimento embrionário é a organogênese. gastrulação e organogênese. 75. posteriormente. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: a) Incorreta . (D) Tipo de segmentação do ovo.1 . temos representadas quatro células denominadas blastômeros. já podemos observar a presença dos três folhetos embrionários (triblástico). (A) A ordem correta em que as fases ocorrem durante o processo de desenvolvimento é c . (C) Ovos oligolécitos têm segmentação parcial. (PUC-PR) Associe a segunda coluna de acordo com a primeira: Fases de desenvolvimento: 1) Fertilização 2) Gástrula 3) Blástula 4) Segmentação 5) Nêurula Características: ( ) Fase caracterizada pela formação do tubo neural.2 . b) Incorreta . indo afetar o desenvolvimento normal de bebês. ( ) Fase durante a qual um grupo de células envolve uma pequena cavidade central. (E) Os ovos da maioria dos mamíferos são pobres em vitelo. e os animais em que o blastóporo dá origem à boca são chamados de deuterostômios.Na gastrulação.1 .De um modo geral. as células passam por um processo de diferenciação celular em que alguns genes são "ativados". Vamos analisar cada uma dessas fases para os animais em geral e depois comentar o desenvolvimento embrionário humano. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: a) Incorreta .b . d) Incorreta . o sistema nervoso provocando. Os animais em que o blastóporo dá origem ao ânus são chamados de protostômios.3 (D) 3 .A ordem correta em que as fases ocorrem durante o processo de desenvolvimento é c .1 .Em c.3 – 2 RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Os animais apresentam grande diversidade de desenvolvimento embrionário. é verdadeira. 79.4 . praticamente não há aumento do volume total do embrião.5 (E) 5 . (D) De um modo geral.2 . (E) Os esquemas apresentados referem-se ao desenvolvimento embrionário de um cordado. ( ) Fase em que o ovo se divide.5 (C) 5 . c) Incorreta .3 .1 . ( ) Fase na qual se origina o intestino primitivo. Na segmentação. (B) Na gastrulação.a. (A) 5 . que se organizam em tecidos. Na fase seguinte.

ao menos. (D) A placenta (indicada pela seta 3) é responsável pela intensa troca de substâncias entre mãe e filho.GYN0-5273229915. exceto nos monotremos (ornitorrinco). Nessa terra distante. (B) A vesícula vitelínica atenua abalos e traumatismos. Lucas e Diogo são gêmeos monozigóticos. que se formaram de um mesmo óvulo. A trama assinada por Glória Perez conta a história de amor entre Lucas (Murilo Benício) e Jade (Giovanna Antonelli).O cordão umbilical liga o feto à placenta. visto que o desenvolvimento embrionário de Léo ocorreu no corpo de Deusa. Deusa – a “mãe de aluguel” – e Leônidas – o “pai biológico” – disputam Léo na Justiça. c) Incorreta . (C) II. em parte.A figura difere da representação de um embrião de répteis por possuir placenta. Após o desenvolvimento embrionário in vitro. III e V. IV.O alantoide possui as funções de trocas gasosas e armazenamento da excreta nitrogenada (ácido úrico). d) Incorreta . em parte. (D) II. Como na clonagem foi utilizado o óvulo de Deusa.com/Memoriaglobo/0. 81. dentre outras funções. como forma de trazer Diogo de volta e realizar um sonho: ser o primeiro a realizar a clonagem de um ser humano. Jade conhece o brasileiro Lucas que está viajando pelo país.html Sobre esse caso fictício de clonagem humana e tomando-se como base conhecimentos científicos. hormônio que quando está presente na urina é sinal inequívoco de gravidez. anexos inexistentes nesses animais. Diogo volta ao Brasil e morre em um acidente de helicóptero. mais conhecido como Léo. sofridos pela mãe. (E) A placenta. que contém vaso que leva o sangue arterial da mãe para o feto. (E) A figura difere da representação de um embrião de répteis por possuir âmnio e cório. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Em relação à figura. c) Incorreta . Quando a história da criação do clone vem a público. Léo é considerado filho de Leônidas e Deusa. (E) II.globo. sofridos pela mãe.A seta 1 indica o saco vitelínico atrofiado. que se chama Leandro (Murilo Benício). a novela aborda a clonagem humana. (D) O cordão umbilical liga o feto à placenta em todos os mamíferos. O cientista Albieri utilizou uma célula diploide de Lucas ou apenas o seu núcleo e fundiu com um óvulo de Deusa. fecundado por dois espermatozoides que geraram dois indivíduos do mesmo sexo e idênticos geneticamente. Estão corretas (A) I e II. d) Incorreta . Sem que ninguém tome conhecimento da experiência. Diogo (Murilo Benício). Lucas. No final da história. Esta troca ocorre porque há passagem do sangue da mãe para o filho e viceversa.27723. o embrião foi implantado em Deusa. e a gestação prosseguiu. Sobre esses anexos é correto afirmar que: (A) O âmnio possui função de armazenar substâncias nutritivas (vitelo). Albieri usa as células de Lucas na formação do embrião e o insere em Deusa (Adriana Lessa) que pensa estar fazendo uma inseminação artificial comum. dessa célula. do qual Léo foi clonado. herdadas de Deusa através do cordão umbilical. Esta troca ocorre. (Upe 2012) A novela O Clone foi exibida novamente pela Rede Globo. (C) O alantoide possui. III.A vesícula vitelínica possui função de armazenar substâncias nutritivas (vitelo). III e IV. anexos inexistentes nesses animais. b) Incorreta . justificando a decisão da justiça em considerá-lo pai de Léo. Albieri e Léo – criador e criatura – desaparecem nas dunas do deserto do Saara. Enquanto Lucas e Jade vivem o romance proibido. (B) I e III. em companhia de seu irmão gêmeo. Fonte: adaptado de: http://memoriaglobo. O perfil do DNA mitocondrial de Léo é diferente do perfil do DNA de Lucas. O geneticista faz o primeiro clone humano. filha de muçulmanos – nascida e criada no Brasil – é obrigada a se mudar para Marrocos. (UFSC) A figura a seguir mostra o corte transversal de um embrião e anexos embrionários. 80.A figura representa um embrião de mamífero. visto que o genoma mitocondrial tem como origem a herança genética materna. As células sanguíneas de Léo foram.00. analise as afirmativas a seguir: I.e) Incorreta . IV e V. função protetora. O mesmo padrão genético herdado pelos gêmeos Lucas e Diogo do seu pai biológico Leônidas deve ser encontrado no clone Léo. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: a) Incorreta . V. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: a) Incorreta . A história tem início quando Jade.A placenta (indicada pela seta 3) é responsável pela intensa troca de substâncias entre mãe e filho. do seu pai Leônidas (Reginaldo Faria) e do cientista Albieri (Juca de Oliveira). é responsável pela nutrição e serve como barreira contra infecções. que possam atingir o embrião. que possam atingir o embrião. 17 . do qual anteriormente removeu o núcleo haploide. é correto afirmar que: (A) A seta 1 indica o principal local de produção da gonadotrofina coriônica. que tem por função hidratar e proteger o feto contra eventuais choques mecânicos. porém não há passagem do sangue da mãe para o filho e viceversa. resultando no nascimento de Léo. (C) A figura representa o embrião de uma ave. Entre outros temas polêmicos. exclusivamente. as mitocôndrias do clone derivaram. Abalado pela morte do afilhado. II.O âmnio atenua abalos e traumatismos. (B) A seta 2 indica a bolsa amniótica. o cientista Albieri decide clonar o outro gêmeo.

(E) adição e eliminação. transformando o vinho emvinagre — uma solução de ácido etanóico (também denominado ácido acético). (B) substituição e adição. (D) éster. (D) Ovos de anfíbios apresentam segmentação total. do tipo (A) adição e adição. obrigatoriamente. (B) éter. Falso: Os gêmeos monozigóticos são formados a partir de um único óvulo fecundado por um espermatozoide. RESPSOTA: A RESOLUÇÃO: 82. Um composto orgânico desconhecido. Durante a gestação o sangue materno não se mistura com o sangue do filho. A função orgânica a qual pertence esse aromatizante e o nome do outro reagente necessário para sua síntese são. Na fabricação de balas e gomas de mascar com “sabor de maçã”. ácido etanóico. (B) Ovos de insetos têm vitelo distribuído de forma homogênea. (C) Ovos de moluscos apresentam vitelo abundante distribuído de forma heterogênea. O aroma e o sabor da maçã se devem a várias substâncias químicas diferentes. Uma equação químicaenvolvendo o acetato de etila pode ser escrita como: As reações A e B são. (C) hidrólise ácida de um éster. Se uma garrafa contendo vinho permanecer aberta. (Ufrgs 2010) Assinale a alternativa correta a respeito dos ovos de diferentes espécies animais. respectivamente.I. RESOLUÇÃO: 84. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: a reação representada corresponde à hidrólise ácida de um éster em que foram produzidos um ácido carboxílico e um álcool. A equação química que representa esta reação é: 87. (D) eliminação e substituição. usa-se o etanol como um dos reagentes de partida. osquímicos tentam imitar o aroma e sabor desses compostos. ao ser testado frente a alguns reagentes. (B) hidrólise básica de um éster. que possui aroma de abacaxi. Para preparar o composto butanoato de etila. apresentou os seguintes comportamentos:  Reagiu prontamente com bromo em tetracloreto de  carbono. onde estão representados apenas os produtos orgânicos formados. IV. (C) substituição e substituição. Falso: As células sanguíneas de Léo foram formadas a partir de seu tecido hematopoiético. (A) Ovos de aves apresentam segmentação total. Os blastômeros situados no polo animal são menores (micrômeros) enquanto os localizados no polo vegetativo são maiores (macrômeros. o álcool etílico presente será oxidado. 18 . Ablástula é maciça. (E) éter. 85. álcool butílico. originando blastômeros de tamanhos iguais. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Podemos classificar essa reação no sentido direto como sendo de: (A) neutralização total de um éter. levando ao desaparecimento da coloração  Provocou o descoramento da solução violácea de  Não liberou gás hidrogênio quando em contato com Assinale a alternativa em que está representado o composto em questão. (D) saponificação. com a blastocela deslocada para o polo animal. 86. Observe a seqüência de reações fornecida abaixo. do mesmo sexo. (E) Ovos de mamíferos realizam mitoses na região do disco germinativo. álcool butílico. exposta ao ar. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Os anfíbios possuem ovos heterolécitos com segmentação total e desigual. O embrião se divide e origina dois indivíduos geneticamente idênticos e. Uma das substâncias utilizadas para este fim é o acetato de etila. respecti-vamente: (A) éster. originando blastômeros de tamanhos diferentes. ácido butanóico. por alguns dias. ácido butanóico. (E) oxidação de um éter. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO o aromatizante butanoato de atila pertence à função éster e é preparado pela reação entre o ácido butanóico e o etanol QUÍMICA I 83. (C) amida.

(A) Os produtos em B são ácido o-nitrobenzóico e ácido pnitrobenzóico. (B) Os produtos B e D são iguais. (E) O produto em B é o ácido m-nitrobenzóico. (E) p-etiltolueno RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Considerando que os reagentes na operação I são HNO3/H2SO4.nitrobenzóico. o produto em D é o ácido m. PÁG. e que os reagentes na operação II são KMnO4/OH–/calor. o produto em D é o m-nitrotolueno. (C) Os produtos em B são ácido o-nitrobenzóico e ácido pnitrobenzóico. Se na reação o iodeto de metila for substituído por iodeto de (A) tolueno (B) naftaleno (C) etibenzeno (D) o-etiltolueno. assinale a alternativa correta. nas seqüências mostradas abaixo. 300 – QUESTÃO 81 A ordem dos reagentes é um fator determinante para se obter o produto desejado. (D) Os produtos em B são o-nitrotolueno e p-nitrotolueno.nitrobenzóico. os produtos em D são ácido o-nitrobenzóico e ácido p. em seguida H3O. (UEL-PR) Considere a reação de substituição: 88.RESPOSTA: B RESOLUÇÃO 89. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: o produto em D é o 19 . Um exemplo disso é a reação do tolueno com os reagentes I e II.

(E) p-etiltolueno. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Os radicais alquita oriemtam as substituições no anel aromático para as posições orto e para em relação a eles. portanto. (E) dimetil-2-buteno.CH3 com HC há formação em maior quantidade do: (A) 1-cloropropano.2-dicloropropano. assim identificadas:  substância 1: é um isômero estável do propanal  substância 2: gás carbônico  substância 3: água As informações disponíveis permitem afirmar que o composto orgânico inicialmente oxidado é: (A) metilpropeno. (C) 1. Entre as opções abaixo. (E) Dietilacetileno RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 94. (D) 1.3-dicloropropano.2-dicloropropano. (FEI-SP) Se o composto orgânico A de fórmula C3H6O sofre: 20 . (B) eteno. (MED. qual é aquele que contém o alcino que não foi utilizado nesta edição? (A) Acetileno. (B) 2-cloropropano. (UEL-PR)Na reação do H2C = CH --. (D) Cloroacetileno. (B) Metilacetileno. resultou em três substâncias. (C) 1-buteno. (E) 2. (D) benzeno.90. são radicais ativantes ou de primeira classe. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 93. respectivamente: Pode-se. (C) Dimetilacetileno. (UNISINOS-RS)A oxidação energética de um composto orgânico. tendo como agente oxidante o permanganato de potássio em solução ácida. 91. afirmar que o radical etil é: (A) metadirigente (B) orto e metadirigente (C) orto e paradirigente (D) meta e paradirigente. (UNIFOR-CE) Na reação de etilbezeno obtém-se mistura de: Serão os produtos A e B. (ITA-SP) A adição de 1 mol de cloro a 1 mol de alcino forneceu uma mistura dos isômeros cis e trans do mesmo alceno diclorado. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 92. POUSO ALEGRE-MG)Analize as questões abaixo: 95.

por exemplo. os produtos serão o etanal e a propanona. o produto formado será apenas o propanal. (Uff 2012) A reação de Grignard é uma ferramenta importante na formação de ligações carbono-carbono. é correto afirmar: (A) As cetonas insaturadas (R)-carvona e a (S)-carvona são consideradas isômeros cis-trans. oxidação na presença de KMNO4 em meio ácido produzindo um composto B que é o ácido C3H6O2. os produtos formados serão a propanona e o metanal. redução na presença de H2 e Ni como catalizador produzindo um composto C. o propano: 96. (B) o isômero funcional de A é um aldeído. B e C são isômeros. são hidrocarbonetos insaturados por apresentarem pelo menos uma ligação dupla na molécula. (C) O par de isômeros constitucionais apresenta um composto como a imagem do outro. (Uff 2012) Os alcenos. o produto formado será apenas o etanal. II. (E) Uma mistura equimolar das cetonas (R)-carvona e (S)carvona é levógira. (UFRS)O propeno pode ser usado para produzir sorventes como.I. o produto formado será apenas a butanona. na presença de zinco. (D) A hidrogenação catalítica do ciclopropano e do propeno forma o mesmo composto. (D) 2-metil-2-buteno.3-dimetiI-2-buteno. Os alcenos mais simples. a acetona. então podemos concluir que: (A) o isômero funcional de C é um éter. (B) 2-propanol. conclui-se que a combustão completa de 1 mol de ciclopropano libera a mesma quantidade de calor que a combustão completa de 1 mol de propeno. com fórmula geral CnH2n . (E) 2-buteno. (D) propano. (B) Com base nas estruturas. que apresentam apenas uma ligação dupla. No esquema da síntese: 98. (G1 .ifba 2012) Os compostos cujas estruturas estão representadas aos pares possuem uma ou mais de uma propriedade que os diferenciam. 99. Eles reagem com o ozônio o produto intermediário indicado pela letra A é o: (A) 1-propanol. formando ozonetos (ou ozonídeos). RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A hidrogenação catalítica do ciclopropano e do propeno forma o mesmo composto. o propano. que por hidrólise produzem aldeídos ou cetonas. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Equação global da ozonólise seguida de hidrólise. (C) propanal. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: (O3 ). pode-se afirmar que no caso da ozonólise do (A) 2-metil-2-buteno. Considerando essas informações. do 2-metil-2-buteno: 97. (B) 2-metil-2-buteno. também conhecidos como alquenos ou olefinas. (C) A é uma cetona (D) C é um álcool secundário (E) A. (C) 2. (E) metóxi-etano. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Acerca das propriedades e da relação de isomeria entre os compostos. refletida em um espelho.se de uma reação 21 . formam uma série homóloga. Trata.

A reação de sulfonação do naftaleno é exotérmica (libera calor). Com base neste diagrama. em um grupo carbonila) para produzir uma ligação carbono-carbono. A reação de sulfonação do naftaleno é endotérmica. (D) II e III. (C) II. respectivamente. formado a partir da reação de transesterificação acima.química organometálica em que haletos de alquil ou aril-magnésio (reagentes de Grignard) atuam como nucleófilos que reagem com átomos de carbono eletrofílico que estão presentes em grupos polares (por exemplo. III. Os álcoois formados a partir da reação do brometo de etil magnésio com o formaldeido. 22 . (B) I e II. O isômero β é mais estável que o isômero α . 101. Com relação aos seus reagentes e produtos. RESPOSTA: [B] Teremos as seguintes reações: I) Brometo de etil magnésio e formaldeido. (E) balanceando corretamente a reação acima. Sabe-se que as gorduras e os óleos são ésteres do glicerol. apresenta a função éter em sua estrutura. (C) o etanol. (B) a hibridização dos carbonos do glicerol e dos carbonos das 3 2 carbonilas do triglicerídeo são sp e sp . A reação geral de transesterificação para a obtenção do biodiesel a partir de um triglicerídeo é apresentada abaixo. (E) III. é correto afirmar que: (A) o biodiesel.2. (D) propan-2-ol. está(ão) correta(s) apenas (A) I. propan-2-ol e 2-metilbutan-2-ol.3trimetoxipropano. butan-2-ol e 2-metilbutan-2-ol. butan-2-ol e pentan-2-ol. que é utilizado como reagente na reação acima. também é conhecido como álcool etílico. A posição α do naftaleno é mais reativa do que a de β . chamados de glicerídeos. (Ita 2012) A reação de sulfonação do naftaleno ocorre por substituição eletrofílica nas posições α e β do composto orgânico. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Análise das afirmações: I. Incorreta. pois a entalpia dos produtos é menor do que a dos 100. respectivamente. Das afirmações acima. são feitas as seguintes afirmações: I. II. acetaldeído e acetona são. (E) etanol. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: A hibridização dos carbonos do glicerol e dos carbonos das 3 2 carbonilas do triglicerídeo são sp e sp . (A) etanol. etanol e propan-2-ol. (D) a nomenclatura oficial para a molécula de glicerol é 1. (Udesc 2012) O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis e pode ser produzido a partir de gorduras animais ou de óleos vegetais. propan-1-ol e pentan-2-ol. respectivamente: II) Brometo de etil magnésio e acetaldeido. (C) metanol. (B) propan-1-ol. III) Brometo de etil magnésio e cetona. de acordo com o diagrama de coordenada de reação a 50 °C. verificar-se-á que uma molécula de triglicerídeo formará uma molécula de biodiesel.

78 g 100 % 72 g p(carbono) p(carbono)  92. A maioria das novas drogas tem a finalidade de diminuir os estragos produzidos pelos radicais livres.mol 46 g 100 % 24 g p(carbono) p(carbono)  51. que ao reagir alteram diversas estruturas celulares. A posição α do naftaleno é mais reativa do que a de β .mol Leia o texto a seguir. (Ita 2011) A reação catalisada do triacilglicerol com um álcool (metanol ou etanol) produz glicerol (1. (C) cicatrizante. (Ita 2011) A combustão de um composto X na presença de ar atmosférico ocorre com a formação de fuligem. Calculo da porcentagem de carbono: -1 C6H6 = 78 g. Dos compostos abaixo. Uma substância que tem a propriedade de diminuir os estragos produzidos por radicais livres precisa se combinar com o radical livre. (E) antioxidante. (A) C6H6 (B) C2H5OH (C) CH4 (D) CH3(CH2)6CH3 (E) CH3OH RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Quanto maior a quantidade de carbonos. na figura.3-propanotriol) é uma mistura de ésteres alquílicos de ácidos graxos de cadeia longa.21 % -1 CH3OH = 32 g. (D) esterilizante. assinale a opção que contem o composto X que apresenta a maior tendência de combustão fuliginosa. 114 g 96 g 100 % p(carbono) p(carbono)  84. Como o isômero beta apresenta menor entalpia.   Exemplos: ânion superóxido (O2  ) . Pela 1. (Unesp 2012) Em química. 103.02. O isômero β é mais estável que o isômero α .reagentes.31 % -1 C2H5OH = 46 g.00 % -1 CH3(CH2)6CH3 = 114 g.mol III.Paulo. Adaptado. cujo principal efeito é a produção de radicais livres. ou seja. por isso.17 % -1 CH4 = 16 g. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Em química um radical livre é um átomo ou molécula que possui elétrons em quantidade ímpar ou desemparelhados e são altamente reativos.ª vez. II. sofre redução e consequentemente é um agente oxidante.mol Remédios para tratar intoxicação por radiação devem ser aprovados nos próximos anos. 102. que a energia de ativação da reação de substituição do naftaleno na posição alfa é menor do que na posição beta. e neste caso. Verifica-se.31%).2. a substância é classificada com antioxidante.) 32 g 100 % 12 g p(carbono) p(carbono)  37. Correta. é mais estável. mais conhecido como biodiesel. uma substância que tem a propriedade de diminuir os estragos produzidos por radicais livres é classificada como um (A) antiácido.mol (O Estado de S. drogas contra intoxicação radioativa alcançam bons resultados 16 g 100 % 12 g p(carbono) p(carbono)  75. Devido às suas características um radical livre pode receber um elétron para “emparelhar” o elétron “livre”. Essa reação de transesterificação 23 . Conclui-se que a posição alfa é mais reativa. 13. Correta. (B) hidratante.50 % O composto com maior tendência de combustão fuliginosa é o C6H6 (92. Hoje não existe nenhuma terapia para o tratamento e a prevenção dos danos fisiológicos da radiação. A radiação atinge as moléculas de água e oxigênio abundantes no organismo e produz os radicais livres. maior a produção de fuligem.2012. o óxido nítrico (NO  ) e o radical hidroxila (OH) . 104. o composto que apresenta a maior tendência fuliginosa é aquele com maior porcentagem de carbono.

em meio básico. Afirmação correta. que adsorve lipídios por meio de interações com os grupos ésteres . (E) A quitosana reage com o fluido gástrico e forma um polímero catiônico. em que: R’. II. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Análise das alternativas: (A) Incorreta: a quitosana é obtida a partir da reação de substituição do grupo COCH3 (acetil ou etanoil). Na reação de produção do biodiesel pela rota etílica. O hidróxido de sódio é dissolvido completamente e reage com o agente transesterificante para produzir água e o íon alcóxido.envolve o equilíbrio representado pela seguinte equação química balanceada: A quitosana. à temperatura ambiente. é obtida a partir da quitina. um biopolímero. (Uftm 2012) Na tabela são apresentadas as estruturas de alguns compostos orgânicos.  (B) Os grupos catiônicos. 3R–OH + 3NaOH  3R–O + Na + H2O III. 24 . (B) I e III. A presença da água provocaria hidrólise dos ésteres gerando ácidos carboxílicos que reagiriam com o álcali produzindo sabão. é um dos componentes dos resíduos do processo de obtenção de quitosana a partir da quitina. (Uesc 2011) . III.  (B) Incorreta: os grupos catiônicos. o alcóxido formado inibe a reação de saponificação. Na transesterificação catalisada por álcali. resultantes da reação da quitosana com ácidos são oxidados a grupos amino. (C) O acetaldeído. Afirmação incorreta. em meio básico. Afirmação correta. R”. são feitas as seguintes afirmações: I. os reagentes empregados nesse processo devem ser substancialmente anidros para prevenir a formação de sabões. A respeito da produção do biodiesel pelo processo de transesterificação. polissacarídeo.  NH3 . (C) II. (D) A quitosana e a quitina são biopolímeros facilmente degradados porque são solúveis. está(ao) correta(s) apenas (A) I e II. IV. pelo hidrogênio. (D) II e III. da reação química de obtenção de quitosana. Na transesterificação catalisada por álcali. NH2 .  NH3 . NH2 . constituinte principal dos exoesqueletos de insetos e de crustáceos. representada pela equação química e das estruturas moleculares desses biopolímeros naturais. (E) III RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Análise das afirmações: I. os reagentes empregados nesse processo devem ser substancialmente anidros para prevenir a formação de sabões. Teremos: No esquema abaixo. pelo grupo NH2 . que ocorre em algumas espécies de fungo. é um dos componentes dos resíduos do processo de obtenção de quitosana a partir da quitina. Na reação de produção do biodiesel pela rota etílica. O hidróxido de sódio é dissolvido completamente e reage com o agente transesterificante para produzir água e o íon alcóxido: – + II. da quitina. resultantes da reação da quitosana com ácidos são reduzidos a grupos amino. R’” = cadeias carbônicas dos ácidos graxos e R = grupo alquil do álcool reagente. CH3COOH aq . estão representadas as duas etapas finais do processo fermentativo em células musculares quando submetidas a condições de baixa disponibilidade de oxigênio. (C) Incorreta: o ácido acético. em meio básico. 106. (D) Incorreta: a quitosana e a quitina são biopolímeros que não se degradam com facilidade na temperatura ambiente. CH3CHO  aq . (E) Correta: a quitosana reage com o fluido gástrico e forma um polímero catiônico. A estrutura molecular de quitosana é semelhante à de celulose e pode adsorver de quatro a cinco vezes a sua massa molar em gordura. A análise dessas informações. com catalisador alcalino. a ausência de água inibe a formação de sabão. que absorve lipídios por meio de interações com os grupos ésteres 105. da quitina. é correto afirmar: (A) A quitosana é obtida a partir da reação de substituição do grupo NHCOCH3 . Das afirmações acima.

(Ufg 2012) A pentosúria é um erro inato do metabolismo caracterizado pela deficiência da enzima L-xilulose redutase. III. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Esquematicamente. redução do grupo carbonila: QUÍMICA II 110. também chamada de açúcar do leite. Alcanos reagem com haletos de hidrogênio. (D) II e IV. Br2 e I2 ( X2 ) formando haletos de hidrogênio (C) III. Aminas formam sais quando reagem com ácidos. Essa enzima promove a redução do carbono com maior estado de oxidação. C 2. (B) glicina e alanina. IV. produzindo glicose e galactose: A ação da enzima promove a conversão do grupo (A) carboxila em éter. (C) álcool em fenol. 2011 é também o ano do centenário do recebimento do Prêmio Nobel de Química por Marie Curie. (D) guanina e glicose. (E) V. em 25 . uma enzima do suco intestinal. O composto orgânico produzido na reação de oxidação do propan1-ol com solução ácida de KMnO4. (B) II. o primeiro em 1903. (Ita 2012) Considere as seguintes afirmações: I. (E) IV. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A lactose é hidrolisada pela ação da lactase. (C) II. Aminas formam sais quando reagem com ácidos. Correta. IV. produzindo: (A) ribose e sacarina. (B) I e III. II. 109. (B) éster em carbonila. (D) carbonila em álcool. (E) éter em éster. (Ufpr 2012) Em 2011 celebramos o Ano Internacional da Química. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Análise das afirmações: I. Alcenos reagem com alcoóis para formar ésteres. (HX). II. Aldeídos podem ser oxidados a ácidos carboxílicos. é um dissacarídeo e possui fórmula estrutural: A lactose é hidrolisada pela ação da lactase. uma enzima do suco intestinal. (Uespi 2012) A lactose. Além disso. (C) glicose e galactose. Incorreta.108. Alcanos sofrem reações de substituição e reagem com F2. em condições experimentais adequadas. Alcenos sofrem reações de adição: Ésteres são formados pela reação de um ácido com um álcool. pode ser indicado na tabela como o composto (A) I. 107. Aldeídos podem ser oxidados a ácidos carboxílicos. (E) frutose e glicerina. está(ão) correta(s) apenas (A) I. Das afirmações acima. (D) IV. que foi a primeira cientista a receber dois Prêmios Nobel. A fórmula estrutural plana da Lxilulose está representada a seguir. Correta. Incorreta. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: III. produzindo o xilitol.

Verdadeira.  4. equivale ao núcleo do átomo de hélio. entre seis e sete períodos de meia vida para que os índices de um e outro ficassem próximos de 1% do valor inicial. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Teremos: Pb após 276. (E) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.78125 % Pb após 276. (A) Somente a afirmativa 3 é verdadeira. 32 A equação nuclear para o decaimento do P. seria correto afirmar que 3. 32 15 P    226 222 218 214 88 Ra  86 Rn  84 Po  82 Pb    210 206  210  210 82 Pb  83 Bi  84 Po  82 Pb “Na segunda-feira foram detectados índices de iodo 131 e de césio 134.7 e 24. (Uespi 2012) O fósforo 32 é usado na forma de Na2HPO4 no tratamento. 2. (Ufpa 2012) Uma das consequências do tsunami ocorrido no Japão foi a contaminação radioativa. dos quais apenas o Po ocorre naturalmente.5 % 201  .38 dias 206  zA E  01β p p 1. 7  p  7  30 anos  210 anos (Césio)  4. sendo gerado por meio da série de decaimento do rádio. Uma amostra de 210 Po será totalmente convertida em Dados: tempo de meia vida (t1/2) césio 137 = 30 anos iodo 131 = 8 dias (A) seriam necessários 744 anos para que a atividade devida ao césio 137 retornasse ao nível normal. A seguir são ilustrados dois trechos da série de decaimento do rádio: Então. respectivamente. Assinale a alternativa correta.5625 %  0. (C) Somente as afirmativas 1. 126. devido às suas contribuições para as pesquisas em radioatividade. em análises das águas do mar próximas de Fukushima. da leucemia mieloide crônica. Verdadeira. (Uel 2012) Observe a figura e leia o texto a seguir. t1/2  138. o número de massa é 7  p  7  8 dias  56 dias (Iodo) conservado.br/mundo/asia/terremotonojapao/noticias de 22/03/2011 1. (D) o aquecimento da amostra aceleraria o decaimento radioativo de ambos os isótopos e assim haveria uma descontaminação mais rápida. que os fixados pelo governo. Para converter 214 Pb em 210 Pb .Física. considere as seguintes afirmativas: http://noticias. (B) seria necessário.com.8 vezes mais elevados. A partícula  possui número de massa igual a 4 ( 24  ) . conectando os dois trechos da série. devido ao seu maior tempo de meia vida. como mostra o trecho retirado de uma notícia da época.terra. todos são radioativos. Falsa. 113. pois um nêutron é convertido em um próton. Se uma amostra dessa água fosse coletada e isolada para acompanhar a atividade radioativa. Falsa. como emissor β. O polônio não possui isótopos 32 15 P 32  A 15  Z  1  Z  16 210 estáveis. conectando os dois trechos da série. entre outras doenças. 2 e 4 são verdadeiras. basta a emissão de uma partícula  . Com base nas informações fornecidas. o número de massa é conservado. A partícula  possui número de massa igual a 4. pela descoberta dos elementos rádio e polônio. e o segundo em 1911. Para converter 214 Pb em 210 Pb . (D) Somente as afirmativas 2. (B) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras. é necessária a emissão de uma partícula  e de duas partículas beta: 214 210 82 Pb  82 Pb  24  p 75 % de p p 100 %  50 %  25 % 12. No decaimento  .125 %  3. (C) seriam necessários aproximadamente 3 anos para que a atividade devida ao iodo 131 retornasse ao nível normal. 3 e 4 são verdadeiras. No decaimento  .25 %  3. é: 32 36 P  13 A  β (A) 15 (B) (C) (D) 32 32 15 P  14 Si  β 32 32 15 P  16 S  β 32 33 15 P  16 S  β 32 36 15 P  17 C  β (E) RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Teremos: 26 . RESPOSTA: E Análise das afirmativas: 1. p p p  6. (E) somente a contaminação por césio seria grave.76 dias (duas meias-vidas). pois um nêutron é convertido em um próton. para ambos os isótopos. 111. Uma amostra de 210 Po será totalmente convertida em 206 32  16 S  01β 112.76 dias. 250 km ao norte da megalópole de Tóquio e de seus 35 milhões de habitantes”. 2.

Hoje. para informar que as substâncias utilizadas para gerar a radiação são recicláveis.10 anos. lítio e 4 nêutrons: 207 Pb 10 82 n 197 Pb 73 Li  410 n 79 O professor pediu aos seus alunos que o ajudassem a completar corretamente a figura. Para atender ao professor. Acredita-se que. Surgem dessa busca superior muitas tentativas analíticas de transformar outras substâncias em ouro.10 anos. Marie Curie analisou e constatou o valor terapêutico das águas radioativas da cidade de Águas de Lindoia. aproximadamente 5  109 anos. New York: Taschen. para informar que a radiação nuclear é um processo que utiliza líquidos inflamáveis. formando assim os quatro elementos. (D) fusão / bombardeamento / partículas alfa ( 2 4 ) / ( 80 Au203 ) / 1p1 . cujo principal efeito é a produção de radicais livres. na medida em que o homem manipula estas propriedades. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Ocorreu bombardeamento do núcleo de chumbo com nêutrons.02. correta e respectivamente. tem-se o ______________ do 207 núcleo de chumbo ( 82Pb 5109 anos 0. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: 27 . (D) . através das repetidas transmutações dos elementos. 9 (D) 20. pois no local há eletricidade exposta. Uma amostra de água de uma das fontes apresentou concentração de urânio igual a 0.02 g/L será de (B) .16 g / L   0.04g / L   0. p.14-30. cuja meia-vida é . 9 (B) 10. escolhendo um símbolo para representar a utilização da radiação nuclear nas posições assinaladas com os pontos de interrogação. para informar que a radiação nuclear mata por asfixia. (Unesp 2012) Durante sua visita ao Brasil em 1928.10 anos. A radiação atinge as moléculas de água e oxigênio abundantes no organismo e produz os radicais livres. Alexander. Teremos: 5 109 anos 5109 anos  0. (C) .2012.02g / L Tempo total  3  5  109 anos  15  109 anos TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Leia o texto a seguir. SP. (B) fissão / aquecimento / pósitrons ( 0 n1) / ( 79 Au197 ) / 3( 10 ) . consequentemente formaram-se átomos de ouro. (C) fissão / bombardeamento / nêutrons ( 0 n1) / ( 79 Au197 ) / 4( 0 n1) . um professor utilizou a figura de um pulmão humano e nela indicou o que pode ocorrer em consequência da ação de radicais livres. Encontrar a matériaprima e trazê-la para a terra era a tarefa primordial do alquimista. os alunos devem escolher o símbolo Supondo que o urânio dissolvido nessas águas seja encontrado na (A) forma de seu isótopo mais abundante. lítio (3 Li ) e liberando ________. o ar e o fogo. Como exemplo deste processo. o tempo necessário para que a concentração desse isótopo na amostra seja reduzida para 0. Hoje não existe nenhuma terapia para o tratamento e a prevenção dos danos fisiológicos da radiação. para avisar do perigo de choque elétrico. (Adaptado de: ROOB. com a construção de aceleradores de partículas. A maioria das novas drogas tem a finalidade de diminuir os estragos produzidos pelos radicais livres. 9 (E) 25.) em ouro ________. 9 (A) 5. (Unesp 2012) Para mostrar os efeitos da exposição de células e tecidos do organismo a elevados níveis de radiação nuclear.ª vez. 114. Remédios para tratar intoxicação por radiação devem ser aprovados nos próximos anos. ( 2 4 ) / ( 80 Au199 ) / 5( 0 n1) .10 anos.08 g / L   ) por ______________ resultando 7 (O Estado de S.16 g/L . 238 U . as lacunas do texto a seguir.Empédocles propôs “quatro raízes para todas as coisas”: a terra.Paulo. assinale a alternativa que preenche. 1997. para indicar que se trata de processo que envolve o uso de substâncias radioativas. 13. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: (E) . (E) fusão / bombardeamento / nêutrons ( 0 n1) / ( 79 Au198 ) / 3( 0 n1) .) Pela 1. (A) fissão / aquecimento / partículas alfa 115. Adaptado. O museu hermético: alquimia e misticismo. a água.10 anos. é também possível alterar as estruturas elementares da matéria e transmutá-la. é possível produzir artificialmente o ouro por meio de processos de ________ nuclear (também chamada de transmutação artificial). drogas contra intoxicação radioativa alcançam bons resultados Com base no texto e nos conhecimentos sobre estrutura atômica e radiatividade. que ao reagir alteram diversas estruturas celulares. 9 (C) 15.

207.ifsp 2011) Estudando o poder de penetração das emissões radioativas. poderá ser representado por 112 (A) 165 Cu. 118. As radiações ______conseguem atravessar tecidos de roupas. que há 100 anos conquistava o Prêmio Nobel da Química com a descoberta dos elementos polônio e rádio. 210. mas não atravessam paredes.Para atender ao professor. O desenho foi concebido inicialmente em 1946. (B) 30. por (A) fusão de compostos orgânicos. na Hungria. beta e alfa. podendo atravessar paredes de concreto. É utilizado para o diagnóstico de problemas na glândula tireoide. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Z = 112. com as palavras (A) alfa. Se a atividade de certa amostra de iodo diminuiu de 160 mCi no instante inicial para 10 mCi após 32 dias. (D) 84. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Teremos: 117. alfa e gama. 210. gama e beta. 210. 112 (B) 53 Co. Na mesma época. N = 165. em 1945. (Mackenzie 2010) Homenageando Nicolau Copérnico. 206. o paciente ingere uma solução contendo I–131 e por meio de um detector verifica-se a quantidade de iodo absorvido e sua distribuição na glândula. (C) 40. 208. o elemento químico 112 poderá receber o nome de Copernício. Ernest Rutherford. (Fgv 2010) O iodo–131 é um radioisótopo do iodo que emite partículas beta e radiação gama. 206. (C) produtos vulcânicos. (G1 .cps 2010) Com uma consciência ecoprática. nota-se que as radiações _____ têm alto poder de penetração. (E) 84. por poucas pessoas no laboratório de radiação da Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA). após 16 dias: 8 dias 8 dias 160 mCi   80 mCi   40 mCi 120. um pesquisador francês chamado P. conseguindo atravessar objetos muito pouco espessos como folhas de papel. (B) alfa. (E) metais pesados. As lacunas desse texto são preenchidas corretamente. despertar o interesse entre os jovens e realçar as contribuições das mulheres para a ciência. nosso futuro”. quando este núcleo emite uma partícula β . 206. 207. (E) gama. O polônio resulta do decaimento radiativo do bismuto. O ato relembra o dia que um clarão de mil sóis abateu a cidade japonesa de Hiroshima. (E) 85. A Z 277 277 X  112 X  112 Cp 119. (Unesp 2011) Em 2011 comemoramos o Ano Internacional da Química (AIQ). (C) beta. são: (A) 82. o polônio emite uma partícula α . principalmente. (D) beta. começou a estudar a radiação proveniente do urânio e percebeu a existência de dois tipos diferentes. Parte da energia foi dissipada na forma de luz e houve a liberação de enorme resultando em um núcleo de chumbo. que trabalhava no Cavendish Laboratory de Cambridge sob a direção de J. a atividade dessa amostra 16 dias depois do instante inicial era. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Em 1899. o número de massa Y e o número de massa M. 277 (C) 112 Cp. na ordem em que aparecem. os alunos devem escolher o símbolo. ativistas do Greenpeace e do Partido Humanista realizaram. (C) 83. o AIQ-2011 tem como objetivos aumentar o conhecimento do público sobre a química. uma manifestação em frente ao parlamento em Budapeste. p p p p 160 mCi  80 mCi  40 mCi  20 mCi 10 mCi 5 x p  32 dias  p  8 dias Logo. em seguida. (G1 . (B) 83. um ele chamou de radiação  (alfa) e o outro de  (beta). então o número de massa (A) será dado por: A=Z+N A = 112 + 165 = 277 116. (D) materiais radioativos. 277 (E) 165 Cr. gama e alfa. em mCi. respectivamente. (B) gases−estufa. igual a: (A) 20. 277 (D) 112 C. 210. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A bomba atômica de Hiroshima produziu grande quantidade de energia térmica a partir de fissão nuclear. matando e ferindo pessoas indiscriminadamente e causando sérios impactos ambientais provocados. Com o tema “Química: nossa vida. como mostra a reação. Já as radiações ______ têm baixo poder de penetração. J. um jovem físico neozelandês. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Teremos: 28 . β α 210 M  Po  82 Pb 83 Bi  O número atômico X. 210 83 Bi  Y X Po  M 4 β  Pb  α 82 1 2 0 210  Y  0  Y  210 83  X  1  X  84 M  4  210  0  M  206 devido aos elevados níveis de radiação: Este é o símbolo internacional da radição e é conhecido como Trifólio. em agosto de 2009. Tendo 165 nêutrons. No exame. papelão. Um clarão trazendo consigo uma destruição nunca vista em lugar algum. Thomson. (D) 80. Villard anunciou que o urânio emitia um terceiro tipo de radiação chamado de  (gama). Daí a justa homenagem à cientista polonesa Marie Curie (1867-1934). beta e gama. esse elemento sintetizado na Alemanha em 1996.

sobalta pressão ou pressão reduzida. Ele cresce com o aumento da pressão. (D) 90. de estar dissolvido em meio ácido ou básico. o tempo. 126. ou seja. (E) 1 partícula alfa e 1 partícula beta. Ele independente da temperatura. (MED. O feixe de radiações produzido pela amostra atravessou perpendicularmente um campo elétrico gerado entre duas placas metálicas. IIb. forma de um óxido ou de um cloreto. Dessas afirmações são corretas: (A) Ib. IIb. havia 19. Baseando-se nesses resultados.4 g é igual a: (A) 67.73 × 10 4 (D) 2. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Teremos: A reação ocorrida foi: 40 19 0 0 K  40 20 Ca  1   0  124. (VUNESP-SP) Uma amostra radioativa de potássio (Z = 19 e A = 40) foi colocada em um bloco de chumbo com uma abertura. A parte do feixe que foi atrída para a placa carregada positivamente é constituída de partículas 01  .2 g de Cs-137 na cápsula. Essa emissão terá o seguinte efeito: Número atômico Número de massa do nuclídeo (A) aumenta de um permanece inalterado (B) permanece inalterado diminui de um (C) diminui de um diminui de um (D) aumenta de um aumenta de um (E) diminui de um permanece inalterado RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Além da soma dos núcleons (prótons e nêutrons) se manter constante nos dois membros de qualquer reação nuclear. IIIa RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A intensidade de radioatividade emanada por qualquer radioisótopo é uma propriedade essencialmente nuclear que independe de su8a situação química ou física. (C) Uma partícula alfa. A parte do feixe que não sofreu desvio é constituída de radiação 00  .17 × 10 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: 29 . verificando-se que o nível de sua radioatividade devida ao carbono 14 era 1/16 do apresentado por uma amostra de madeira recente. IIIb. são feitas as afirmações seguintes.quantidade de materiais radioativos. IIa. (B) 2 partículas beta. Ele cresce com o aumento da temperatura. Sabendo que. (C) 80. temos: 30anos 30anos 30anos 19. IIIa (B) Ic. (Unesp 2010) Já se passaram 23 anos do acidente de Goiânia. que resta para que a massa desse elemento seja reduzida a 2. ocorreu a abertura de uma cápsula contendo o material radioativo Cs-137. Sabendo-se que a meia-vida do 14 3 isótopo 6C é 5. tais como partículas alfa e beta.73 × 10 anos. (B) Um nêutron. (E) Um pósitron.8g    2. IIIa (C) Ia. Ele decresce com o aumento da temperatura. Ele decresce com o aumento da pressão. IIc. Iic. I a. dessa amostra é: 2 (A) 3. que não possui carga elétrica. Assim.2    9. IIIb (E) Ib. em anos. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 27+ massa de x = 24  masa de x = 1 13+ carga de x = 12 + 2  cagar de x = 1 a partícula que possui massa 1 e carga elétrica + 1 é próton. IIa. de se encontrar na fase solída ou líquida. (E) 97. em um ferro-velho. que apresenta meia-vida de 30 anos. que possuem carga elétrica negativa. dentro de um freezer ou de uma fornalha. (UEL-PR)Na transformação radioativa do emissão de: (A) 2 partículas alfa. (B) 77. (ITA-SP)Em relação ao tempo de meia-vida do césio 137. quando em 1987. IIc. é a mesma. os produtos dessa desintegração radioativa são: 239 92 239 92U a 239 94 Pu há 0 U  239 94 Pu  2 1  127. independente de esse isótopo se encontrar na mesma. x deve ser: (A) Um próton. CATANDUVA-SP)Analise a reação nuclear representada pela equação a seguir: A Z Para completar corretamente a equação. IIIb (D) Ic. em anos. 122.4g O tempo que resta é de 67 anos (90 anos – 23 anos já passados). 121.livre ou combinado. Ele varia se são mudados os outros átomos ligados ao átomo de caso. Observou-se que houve separação do feixe sendo que parte dele foi atraído para carregada possivelmente e parte não sofreu desvio. Ele é o mesmo tanto no césio elementar como em todos os compostos do césio. IIb.58 × 10 3 (B) 1. a idade.29 × 10 4 (E) 9. (ITA-SP)Considere um nuclídeo instável emissor de emissor de partículas beta negativas. quando um radioisótopo emite uma partícula 01  . Ic. (D) Uma partícula beta. (FUVESP-SP)Mediu-se a radioatividade de uma amostra arqueológica de madeira. Ele independe da pressão. à época do acidente. em pó ou em barras. RESPOSTA:B RESOLUÇÃO: 123.6g    4. (D) 1 partícula alfa e 2 partículas beta. Q  01   ZA1R 125. IIIa. Ib. a carga elétrica total tembém se mantém constante nos dois menbros. (C) 2 partículas alfa e 1 partícula beta.43 × 10 3 (C) 5.

em anos. após cessar a vida.035  t/p  2t/p   8  23 2 0. cerca de 3000 anos. o cientista francês Henri Becquerel guardou uma amostra de óxido de urânio em uma gaveta que continha placas fotográficas.em que x  t / p 2x 0.730 anos. Essas três radiações são. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: a meia-vida ou período de semi-desintegração é o tempo que demora para ocorrer a desintegração de metade da massa de um material radiotivo. temos: n n  0x . 14 12 revelaram que o teor em carbono 14 (a relação C/ C) era correspondente a 25% do valor encontrado para um vegetal vivo. a idade da peça é igual a 1 período de meia-vida do carbono 14.035 Bq/g de carbono.28 0. 128. Como a atividade radioativa na peça arquilógica é a metade da encontrada na atmosfera. (A) 2 865 (B) 5 730 (C) 8 595 (D) 11 460 (E) 14 325 RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: A meia-vida de um isótopo radioativo é o tempo decorrido para a amostra decair até a metade da radiotividade inicial. então.730ANOS R  R / 2  R / 4  R / 8  R /16 14 6 C  01   147 N i0 . utilizado para datação de objetos 14 antigos. Na madeira de uma arca antiga. 5 730 anos. A idade aproximada dessa amostra. log2  = 1 P P P = 5 730 anos  t = 1  5 730 T = 5 730anos 131. Em 1896. Os núcleos radiativos comumente emitem três tipos de radiação: partículas α. Considere que numa peça 14 12 arqueológica encontrou-se a relação 6C/ 6C igual À metade do seu valor na atmosfera. aproximadamente. é igual a: 14 Dado: meia-vida do 6C = 5 730 anos. (PUCCAMP-SP)O gás carbônico da atmosfera apresenta uma 14 pequena quantidade de 6C e que permanece constante. Amostras recentes. (A) elétrons. Sabendo que a meia-vida do carbono 14 é 5730 anos conclui-se que o tecido fossilizado encontrado não pode ter pertencido a uma planta que viveu durante o antigo império egípcio — há cerca de 6000 anos —. o que possibilita o cálculo da data em que isso ocorreu. i i  0x . Assinale a opção que corresponde à idade aproximada dessa arca 14 e ao respectivo produto de desinte ração radioativa de C. deve possuir algumas qualidades. fótons e elétrons. apresentam uma atividade (específica) de cerca de 0. em comparação com a de um tecido vegetal vivo. Ele ficou surpreso ao constatar que o composto de urânio havia escurecido as placas fotográficas. foi medido um valor de 0.730  t= 22 920 anos 130. aproximadamente. isto significa que desde a morte do vegetal passaram-se duas meias-vidas: 5730anos 5730anos teor em carbono 14: 100% 50% 25% assim. corresponde à passagem de. ou seja. Fazendo-se os Cálculos. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: 4 Particulas alfa (2α )  2 prótons e 2 neutrôns = núcle de Hélio 0 Particulas  (-1 )  elétrons 0 Radiação  (0 )  ondas eletromagnéticas = fótons 129.730ANOS 5.28 0. 14 12 (C) a relação C/ C de 25%. contendo carbono. núcleos de hélio e elétrons. Becquerel percebeu que algum tipo de radiação havia sido emitida pelo composto de urânio e chamou esses raios de radiatividade. (D) núcleos de hélio. Medidas de radioatividade de uma amostra de tecido vegetal encontrado nas proximidades do Vale dos Reis. o vegetal utilizado para produzir o tecido morreu há cerca de 11500 anos. seriam necessários. pois: (A) a meia-vida do carbono 14 é cerca de 1000 anos menor do que os 6000 anos do império egípcio.730ANOS 5. temos: P t= 4  5. (E) ele é relativamente recente. partículas β e raios γ.emquex  t / p 2 1 n 1 1 n0  0x   t/p 2 2 2 2 t t Log1 – log2 = log1 . a cada 5 730 anos. (D) ele pertenceu a um vegetal que morreu há cerca de 11500 anos. fótons e nêutrons. na 14 12 assimilação do carbono pelos seres vivos a relação 6C/ 6C é mantida. para ser adequado para fins terapêuticos. (C) núcleos de hélio. Um dos isótopos 30 . temos: 5. Contudo.temos :t  3  5730 P t  17 190 anos Log 1 – log 24 = log 1 – log 2t/p -4log2 = -(t/p)  log2 t = 4: sendo P = 5. Um radioisótopo. como a amostra do tecido apresenta 25% do teor de carbono 14 ancontrado em um vegetal vivo. 1500 anos. (B) nêutrons.730ANOS 5. a atividade radiotiva da peça arqueológica cai pela metade. no Egito.035 i Tempo total: 4  5. (PUC-RJ)O “relógio de carbono”. respectivamente. tais como: emitir radiação gama (alto poder de penetração) e meia-vida apropriada. (E) fótons. elétrons e fótons. tendo pertencido a uma planta que viveu há apenas 240 anos.730 = 22 920 anos.RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: sendo a radioativa original R. apenas.emquex  t / p 2 1 i 1 1 i0  0x  4  t/p 16 2 2 2 log2t/p  log23  (t / p)  log2  3 log2 t  3. elétrons e fótons. o 14C começa a diminuir 12 enquanto o 6C permanece inalterado. baseia-se na desintegração radioativa do isótopo C 0 (emissor 4 com tempo de meia-vida de 5 730 anos).sendoP  5730.28 Bq/g de carbono). 14 (A) 25 000 anos e 5B 14 (B) 17 190 anos e 7N 14 (C) 17 190 anos e 5B 14 (D) 5730 anos e 8O 14 (E) 11 460 anos e 7N RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 132. 14 12 (B) para que fosse alcançada esta relação C/ C no tecido vegetal.

deve ser considerado um Partícula Alfa 134. forma amálgama com mercúrio. a fração de reagente consumido depois de decorridas três meias-vidas é igual a (A) 1/8. (C) raios gama. Uma das aplicações nobres da energia nuclear é a síntese de radioisótopos que são aplicados na medicina. temos: 242 48 a 94 Pu  20 Ca  114 X 242 + 48 = a a = 290 290 286 M 114 X  112 X  C b 290  286  M  M  4 137. por ter propriedades semelhantes às do ouro. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: De acordo com as questões nucleares. 31. ocorrendo emissão de (A) partículas alfa. Cientistas russos conseguem isolar o elemento 114 super-pesado. transforma-se em um átomo de rádio. respectivamente: (A) 290 e partícula beta. radioisótopo natural. O fósforo-32 é utilizado na medicina nuclear para tratamento de problemas vasculares. (B) 39. (D) nêutrons.25%  3. 31 . 8 7 portanto. de acordo com a equação: 114  112  C  C  2 Logo: Prótons  2 4 2b  Nêutrons  2 (A) 88 e 228 (B) 89 e 226 (C) 90 e 224 (D) 91 e 227 (E) 92 e 230 RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Quando um núcleo emite uma particula alfa produz outro núcleo com o número de massa igual a: (A – 4) e número atômico igual a (z . foi possível obter o elemento 114 quando um átomo de plutônio-242 colidiu com um átomo de cálcio-48. (D) 3/4.125% Para diminuir a emissão de tecécio-99 a 3. (VUNESP-SP)Quanto um átomo do isótopo 228 do tório libera uma partícula alfa (núcleo de hélio com 2 prótons e número de massa 4). no diagnóstico e tratamento de doenças.5%  6.2006. sendo que alguns apresentam radioatividade natural. a 1/10 da velocidade da luz. o elemento formado transforma-se no elemento de número atômico 112 que. são necessarias 5 meias-vidas (P): Tempo = 5  6horas Tempo = 30 horas (B) partículas beta. é um dos emissores dessa radiação. (E) 242 e pósitron. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Meia-vida (P) é o tempo que metade dos átomos de uma amostra raiativa demora para desintegrar.125% da intensidade inicial? (A) 12 horas. Em cerca de 0. (C) 24 horas. (C) 242 e partícula beta.) Segundo o texto. (C) 2/3. tem sido apontado como um dos responsáveis pela retomada do crescimento econômico do país. O provável processo que ocorre é representado pelas equações nucleares: representado por: 40 19 k  01  40 20 Ca o elemento é o cálcio (Z=20) 136. (B) 18 horas.125% da inicial.2).5 segundo. O aumento no volume das exportações no Brasil. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: O DESCAIMENTO RADIOATIVO DO FÓSFORO-32 PODE SER EQUACIONADO POR: 32 15 32 P  16 S  01  135. (D) 242 e nêutron. (E) raios X. (D) 30 horas. Assim temos: P P P P P 100%  50%  25%  12. (E) 19. é formado enxofre-32. em geral. Qual o tempo necessário para diminuir a emissão dessa radiação para 3. (D) 20. (E) 36 horas. O Brasil exporta muitos tipos de minérios.05. Neste caso. Numa reação monomolecular de primeira ordem. (B) 290 e partícula alfa. pode-se dizer que a e b são. (E) 7/8.usados é o tecnécio-99. RESPOSTA: E 1 1 1 P  P  P  P = meia-vida 1  2 4 8 1 Após três meia-vida (P) restou da quantidade de reagente. No decaimento deste radioisótopo. O potássio-40. (B) 1/4. (C) 21. O Brasil é um país que se destaca na pesquisa e fabricação de radioisótopos. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A equação nuclear de decaimento do potassio-4 ( 40 19 K) pode ser 133. que emite este tipo de radiação e apresenta meia-vida de 6 horas. No decaimento radiativo do potássio-40. há a emissão de uma partícula beta negativa. 228 224 4 90Th  88 Ra  2  Como ‘‘b’’ corresponde ao nucleo de um átomo de He. em 2004. resulta um elemento com número atômico igual a (A) 40. Certos países compradores exigem um certificado apresentando os valores de atividade de átomos que emitem radiação gama. (Folha Online. foram consumidos 8 Com base nestas equações.

Se a mesma amostra fosse analisada.COM. o valor obtido para a concentração de iodo-131 3 seria. em uma área marinha próxima ao reator 2 de Fukushima. por sua vez. que.2 mil. (C) 25 mil.A empresa Tepco informou. cuja quantidade inicial era zero e foi aumentado pelo decaimento do 210 83 Bi até atingir um máximo. Uma amostra recolhida no início de segunda-feira. enquanto o césio-137 apresentou índice 1. REPOSTA: E RESOLUÇÃO 207 + massa de X = 207  massa de x = 0 82 + carga de X = 81 carga de X = -1 211 + 4 = massa de A  masssa de A = 215 83 + 2 = carga de A  carga de A = 85 140. nesta terça-feira. que é radioativo. nas proximidades da usina nuclear de Fukushima. 5 de abril de 2011: TÓQUIO . (E) 6. A meia-vida do iodo-131 é de 8 dias. revelou uma concentração de iodo-131 de 200 mil becquerels por centímetro cúbico.5 mil. (MACK-SP) Na seguinte radioatividade: temos. no dia 6 de maio de 2011. (PUC-PR) Em relação um laboratório de pesquisas nucleares . sucessivamente. na água do mar. aproximadamente. que.138.BR/Internacional na terça-feira.1 milhão de vezes maior. após o qual começa a sofrer decaimento formando o 206 82 Pb 139. pois o 82 Pb possui estabilidade nuclear. emissões: RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: De A para B: 216 = 212 + x  x = 4 84 = 82 + y  y = 2 De B para C: 212 = 212 + w  w = 0 De C para D: 212 = 212 + q  q = 0 83 = 84 + r  r = -1 De D para E: 212 = 208 + m  m = 4 84 = 82 + n  n = 2 210 83 0 Bi  210 84 Po  1  210 84 4 Po  206 82 Pb  2  O gráfico I corresponde ao 210 83 Bi porque mostra uma grande quantidade de átomos iniciais que diminui com o tempo. cuja a quantidade inicial era zero e foi aumentado ao passar do tempo pelo decaimento do 210 206 84 Po sem sofrer diminuição. (Fuvest 2012) A seguinte notícia foi veiculada por ESTADAO. novamente. (FEI-SP) A sequência radioativa mostra: O gráfico três corresponde ao 206 82 Pb . O gráfico II corresponde ao 210 84 Po . RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Período de tempo (5 de abril a 6 de maio) = 32 dias 8 dias 32 dias 1 meia  vida n n  4 meias  vidas 32 . estudou-se o decaimento do isótopo 210Bi que se transforma em 210Po. (B) 50 mil. conforme esse isótopo sofre decaimento. em Bq/cm . (D) 12. (A) 100 mil. Uma certa quantidade de átomos de 210Bi (isenta inicialmente de Po e Pb) foi estudada e levantaram-se os gráficos abaixo. se transforma em 206Pb. foi detectado nível de iodo radioativo cinco milhões de vezes superior ao limite legal. Analise-os e assinale a alternativa cuja afirmação correta: Note e adote: Meia-vida de um material radioativo é o intervalo de tempo em que metade dos núcleos radioativos existentes em uma amostra desse material decaem. A partícula X e o átomo A são: 141.

II. A radiação alfa é positiva (núcleo do átomo de hélio). polônio e rádio. 0 1 β  zA X A radiação alfa é atraída pelo polo negativo de um campo elétrico. Considere uma penetração. causou preocupação internacional a respeito da necessidade de se reforçar a segurança no uso da energia nuclear. no Japão. (C) 80. II. que denominamos radiação beta (β). Afirmação incorreta. Estudando a emissão de radiação de urânio e do tório. (Uftm RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 28 anos 28 anos 80 g   40 g   20 g 137 Cs 55 Tempo  2  meia-vida 137  0  A  A  137 Tempo  2  28 anos  56 anos 55  1  Z  Z  56 nNêutrons  137  56  81 143. IV.5 (B) 125 Sobre a descoberta de Rutherford podemos afirmar ainda: I. por isso é atraída pelo polo negativo de um campo elétrico. o físico neozelandês Ernest Rutherford (1871-1937) foi convencido por J. IV. 144. O Cs libera uma partícula beta negativa. III. (Upf 2012) No fim do século XIX. Afirmação correta. As partículas alfa são iguais a átomos de hélio que perderam os elétrons. 33 . foram prescritas pastilhas de iodeto de potássio à população mais atingida pela radiação. a massa dessa amostra. (A) 28 anos (B) 56 anos (C) 84 anos (D) 112 anos (E) 124. apenas (D) I.5 mil 3 3 cm cm cm 142. pois houve a liberação de quantidades 137 significativas de Cs (césio 137) e outros radionuclídeos no meio ambiente. produzido no acidente nuclear. (Uerj 2012-MODIFICADA) A meia-vida é o parâmetro que indica o tempo necessário para que a massa de uma certa quantidade de radioisótopos se reduza à metade de seu valor. e uma com maior poder de Uma das consequências do acidente nuclear ocorrido no Japão em março de 2011 foi o vazamento de isótopos radioativos que podem aumentar a incidência de certos tumores glandulares. que a energia nuclear tem importantes aplicações na medicina. As partículas alfa são iguais a átomos de hélio que perderam os elétrons. Rutherford fez sua maior descoberta. A radiação beta é constituída por partículas negativas. porém. Após 100 horas. Partindo-se de uma amostra de 80.0 g deste isótopo. Seu trabalho permitiu a elaboração de um modelo atômico que possibilitou o entendimento da radiação emitida pelos átomos de urânio. o acidente na central nuclear de Fukushima. será cerca de: (A) 62. 137 no combate ao câncer. (D) 79. Para minimizar essa probabilidade. Thomson a trabalhar com o fenômeno então recentemente descoberto: a radioatividade. formando um novo nuclídeo. em miligramas.50 mil O baixo poder de penetração das radiações alfa decorre de sua elevada massa. É importante lembrar. II e IV (E) II e IV RESPOSTA: D RESOLUÇÃO. (Espcex (Aman) 2012) Considere o gráfico de decaimento. Afirmação correta. III. J. com massa igual a 2 g e meia-vida de 20 h. Aos 26 anos de idade. Afirmação correta. pois se desviam para o polo negativo do campo elétrico. 145.0 g? Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões): (A) I. (E) 78. 133 amostra de 53I . que denominamos radiação alfa (α ).5 anos RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Podemos calcular o tempo de meia vida a partir do gráfico: 2012) Em 2011. apenas (B) I e II (C) III. observou que existem dois tipos distintos de radiação: uma que é rapidamente absorvida. O 137 mesmo Cs é utilizado em equipamentos de radioterapia. em quanto tempo a massa dessa amostra se reduzirá a 20. A radiação beta é constituída por partículas positivas. abaixo. (Massa X Tempo) de 12 g de um isótopo radioativo. O baixo poder de penetração das radiações alfa decorre de sua elevada massa. (B) 81. I. Bq Bq Bq 8 dias 8 dias  25 mil 3  12. que tem número de nêutrons igual a (A) 82.

vem: 11400 anos – 2010 anos = 9390 anos (aproximadamente 9400 anos). 132 (C) 53. para 20%. 150. o sódio-24 apresenta em seu núcleo um nêutron a mais.7%. Uma ferramenta de madeira. (G1 . Os raios gama são semelhantes à luz visível. recolhida num sítio arqueológico. apresentava 225 decaimentos  por hora por grama de carbono. São usados no diagnóstico e no  tratamento de problemas da tireoide. a quantidade de U presente em uma amostra de urânio. possuindo maior poder de penetração capazes de destruir as células tumorais.C. radioativo. 53. RESPOSTA: E RESOLULÇÃO: As partículas alfa são constituídas pelo núcleo do átomo de hélio. 235 (D) aumentar. 238 (E) diminuir. Assim sendo.C. 53 (E) 131. 238 (C) aumentar. (E) I. e o sódio-24. Enriquecer urânio a 20%. 54 (D) 54. O isótopo do iodeto 131 53 I usado para esse fim apresenta os seguintes números de prótons. 23 147. o sódio-23. (Uepa 2012) A alternativa que expressa corretamente a interpretação do trecho em destaque no texto é: (A) radiações gama são exemplos de radiação particulada. usadas para destruir células tumorais. apenas. (A) aumentar. (D) I e II. 78.(C) 250 (D) 500 (E) 1000 RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Teremos: sobre a mesa de negociações do acordo assinado por Brasil e Turquia com Teerã. 53 RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Teremos: 131  53 I  Z = 53 (53 prótons e (53 e + 1 e ) 54 elétrons). para 20%. (C) III. tem núcleo instável. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Teremos: (p = período de semidesintegração ou meia-vida) P P 900   450   225 Tempo decorrido = 2 x p = 2 x 5700 anos = 11400 anos. (C) 9 400 a. nêutrons e elétrons. (B) radiações gama são exemplos de radiação particulada. 78 (B) 53.C. (B) II. empregadas para recuperar as células tumorais. (E) 3 700 a. (E) radiações alfa e beta são exemplos de radiação particulada.valor que permanece constante. de 14 Dado: tempo de meia-vida do C = 5 700 anos (A) 19 100 a. para 20%. afirmou nesta sexta-feira o ministro das Relações Exteriores brasileiro Celso Amorim”. II. (131 – 53 = 78 nêutrons). pois as 14 plantas absorvem continuamente novos átomos de C da atmosfera enquanto estão vivas. a quantidade de átomos de urânio contidos em uma amostra de minério. a quantidade de U presente em uma amostra de urânio.3% e 0. ambos têm o mesmo número de prótons. para 20%. as reservas conhecidas de urânio de um território. II e III. As radiações alfa e beta são exemplos de radiação particulada. (D) radiações gama regeneram as células tumorais mediante intensa exposição a ondas eletromagnéticas. (Fuvest 2011) O isótopo 14 do carbono emite radiação  . e 24 Na. porém de um comprimento de onda muito pequeno. 53. 235 significa aumentar. respectivamente: (A) 131. apenas. essa ferramenta 149. não radioativo.C.C.5 mg 16 146. aliás. em 20%. (Unemat 2010) Isótopos radioativos do iodo têm grande importância na medicina. apenas. 131. tem núcleo estável. a quantidade de U presente em uma amostra de urânio. para 20%. esses raios são muito parecidos com os raios X. 99. sendo produzidos por uma voltagem muito alta em um tubo de raios X. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Teremos: Na (estável)  01n  23 11 24 11 Na (instável) 148. sendo que 1 g de carbono de um vegetal vivo apresenta cerca de 900 decaimentos  por hora . 78 nêutrons e 54 elétrons. como mencionado nessa notícia. (C) radiações alfa e beta são ondas eletromagnéticas que atravessam as células tumorais recuperando-as. Os raios beta são elétrons que se movem com grande velocidade. apenas. significa NOTE E ADOTE 238 235 As porcentagens aproximadas dos isótopos U e U existentes em uma amostra de urânio natural são. minicial  2 g mfinal  minicial 2n n  número de meias  vidas p  meia  vida tempo  n  p 100 h  n  20 h n5 mfinal  2 g 5 2  1 g  62. usadas para destruir células tumorais. É correto o que se afirma em (A) I. Então: 53 prótons. (B) 17 100 a. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Enriquecer urânio a 20%.ifsp 2011) Comparando os isótopos Na . III. A = 131 deve datar. a quantidade de U presente em uma amostra de urânio..com – mundo em 29/05/2010: “A vontade do Irã de enriquecer urânio a 20% em seu território nunca esteve 34 . como mencionado nessa notícia. Subtraindo os anos d. radioativo. (Fuvest 2011) A seguinte declaração foi divulgada no jornal eletrônico FOLHA. (D) 7 400 a.C. pode-se afirmar que I. (B) aumentar. aproximadamente. não radioativo. 78. respectivamente.

já que o núcleo instável do polônio emite um fragmento (partícula alfa). (D) 8 anos. (Uftm 2011) O nome da reação que ocorre no reator nuclear para geração de energia e o elemento gerador do chumbo-207 por emissão de partícula alfa são. além de três nêutrons que permitem que a reação prossiga em cadeia. (Uftm 2011) Para que a atividade do nuclídeo gerador do chumbo-207 diminua para 6.35% vale 20 x –3 –2 10 ou 2 x 10 segundos. 80 g . 2. (C) fissão e mercúrio.12 L de O2(g) 35   4O2H 1????  SO24???? . 2C (aq) 152. medido nas CNTP. A reação citada é uma fissão nuclear. QUÍMICA III 154. Esta série termina com a formação do isótopo estável de (E) Tetracloreto de carbono. com meias-vidas que variam de (B) Cloreto de sódio. (B) Ácido muriático (C) Calcita (D) Fluorita (E) Bauxita RESPOSTA : A RESOLUÇÃO: H2 O   Dissociação: 2 NaC(g)   2Na1(aq)  2C 1(aq) 20 anos 2010 t t t t 100  16. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Teremos: Cálculo do numero de meias-vidas necessárias para o decaimento: 100% n 2 n –3 Cada meia-vida vale 5 x 10 segundos. Portanto. radionuclídeos intermediários. (A) fusão e radônio. 235.25%  2n  t (1/ 2) (1/ 2) (1/ 2) (1/ 2) (1/ 2) 80 g   40 g   20 g   10 g   5 g   2.151. O cloro gasoso C2(g). Este processo recebe o nome de série radioativa do urânio(D) Percloroetileno. fração de segundos a séculos. (B) fusão e polônio. (A) 4. o tempo necessário para que a atividade seja reduzida a 6. de eletrólise de uma solução aquosa de: através de transmutações sucessivas e formação de vários (A) Ácido perclórico. (C) 6 anos. é obtido ao se fazer a eletrólise de 15. (Mackenzie 2011) Em 2010 uma cápsula de um isótopo radioativo X foi encontrada por um perito da CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear) durante a varredura de um galpão abandonado. (ODONTO-DIAMANTINA-MG) Que volume. e com emissão de radiação em cada (C) Hexaclorobenzeno. –2 (D) 5 x 10 . (UFAL) Na eletrólise da salmora (solução concentrada de cloreto de sódio).5 g do isótopo radioativo no interior da mesma. (FATEC-SP) Cloro gasoso pode ser obtido industrialmente a partir O urânio-235 ocorre na natureza e decai em várias etapas. chumbo-207.48 (B) 3. é obtido industrialmente a partir da eletrólise 1  1C 2(g)  2 de uma solução aquosa de cloreto de sódio. formam-se C2(g) H2(g) e solução de: (A) Soda cáustica.36 (C) 2. –3 (E) 5 x 10 . etapa. –3 (A) 1 x 10 . (D) fissão e polônio. verificou-se que ainda restavam 2.25 Portanto: 2  16  n  4 meias-vidas. são necessários que transcorram.56 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: H2 O   Dissociação: 2 CuSO4(g)   2Cu2(aq)  2S24(aq) 207 Observe a reação citada: Z X  2 α  82Pb Assim: Z = 2 + 82 = 84. o perito concluiu que se tratava de um isótopo com a meia-vida de aproximadamente (A) 2 anos. gerado na última etapa. (E) fissão e radônio. Ao analisar essa cápsula. –2 (B) 2 x 10 .. a cápsula foi encaminhada a um laboratório especializado e.25% de seu valor inicial. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A 4 156. após análises realizadas.24 (D) 1.   8H O  4H3O1(aq)  4OH1(aq) Ionização: 2 (g) Ânodo: 4OH 1 2H2O( )  1O2(g)  4e 153.5 g 1990  6.4L de O2(g) 15. em que o compartimento anódico é separado do catódico. Assim.95 gramas de CuSO4 em solução aquosa? Dada a massa molar do CuSO4 = 159. O elemento com número atômico 84 é o polônio. em litros. (E) 10 anos. respectivamente. 155.. Em seguida..12 (E) 0.5 g/mol.5g de Cu(g)  1 22..95g de Cu(g)  x X = 1. –3 (C) 2 x 10 . a partir do decaimento por RESPOSTA: D emissão de partícula alfa de um elemento radioativo com meiaRESOLUÇÃO: –3 vida de 5 x 10 segundos. 6.5 g Tempo  5  t(1/ 2) 20 anos  5  t(1/ 2) t(1/ 2)  4 anos   2H3O1(aq)  2C Ionização: 4H2O()    1C 12(x)  2e1 Ânodo: 2C 1(aq) TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES: -1 1 (aq)   2OH1(aq) - Cátodo: 2H3O +2 e  1H2(g) + 2H2O() Pesquisas na área nuclear são desenvolvidas no Brasil desde a década de 1960 as reservas de urânio existentes permitem que o nosso país seja au Globale 2NaC (g) + 2H2O()  1H2(g) + 1 C2(g) + 2NaOH(aq) bário-142. o perito observou que a mesma havia sido lacrada em 1990 com 80 g do referido isótopo. (B) 4 anos. em segundos. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 2- - Cátodo: 2Cu +4 e  2Cu(g) Global: 2CuSO4(g) + 6H2O()  2Cu(g) + 1 O2(g) + 2 mols de Cu(g) são obtidos com 1 mol de O2(g) 2  159.  . de O2(g) .

+2 3. (E) A . não ocorre deposição do chumbo metálico sobre o fio de cobre. (E) de ambos os eletrodos e aparecimento de cor vermelha ao redor de ambos os eletrodos. 2. Numa pilha montada com os pares Ni /Ni e +2 Cu /Cu. ocorre oxidação: Ag(x)  Ag1+ + 1 eNo pólo negativo (B). a ordem decrescente de reatividade dos metais envolvidos em questão é: (A) A . Afirmação incorreta. (D) Ag. +2 +2 3. Afirmação correta.13 V) do que o níquel (–0. (Espcex (Aman) 2012) Abaixo são fornecidos os resultados das reações entre metais e sais. contendo Na2SO4 apenas para tomar o meio condutor e o indicador fenolftaleína. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Na eletrólise do Na2SO4 em solução. ânodo. (ITA-SP) Num copo contendo solução aquosa 0. ocorre deposição do chumbo metálico sobre a placa de níquel. que o RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: NO pólo positivo (A). é eletrolisada com eletrodos inertes. A região próxima ao ânodo se torna ácida e a fenolftaleina é incolor em meio ácido. ocorre consumo de ânios OH1-. Quando um fio de cobre é mergulhado +2 numa solução aquosa contendo íons Pb . a massa de prata aumenta. vermelha Está(ão) correta(s): (A) 1. elétrodo positivo. FeSO4 aq  Ag s   não ocorre a reação 2 AgNO3 aq  Fe s   Fe NO3 2 aq  2 Ag s    3Fe  SO4  aq  2 A  s   A 2  SO4 3 aq  3Fe s      A 2  SO4 3 aq  Fe s   não ocorre a reação   De acordo com as reações acima equacionadas. o pH aumenta e consequentemente o pOH diminui. (Uespi 2012) Considere a tabela abaixo com os potenciais-padrão de redução e analise as afirmações a seguir. (B) de ambos os eletrodos e aparecimento de cor vermelha somente ao redor do eletrodo positivo. FeSO4aq  Ag s  não ocorre a reação.23 V).34 Pb2  2 e Pb  0. Eº (V) Cu2  2 e Cu 0. pois o chumbo possui maior potencial de redução (–0. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: De acordo com as equações fornecidas.10 molar de AgNO 3 são introduzidas duas chapas de prata.34 V) possui maior potencial de redução do que o níquel (–0. o eletrodo de cobre metálico funcionará como cátodo.23 36 . Ag e Fe. sofrem eletrólise. Neste processo. percebemos por A 2  SO4   Fe s  não ocorre a reação. Quando uma placa de níquel metálico é +2 mergulhada numa solução aquosa contendo íons Pb . Analisando 159. Conclusão: O alumínio é mais reativo que o ferro e ambos são mais reativos que a prata. (A) de ambos os eletrodos e aparecimento de cor vermelha somente ao redor do eletrodo negativo. a concentração desse ânions diminui. eletrodo negativo. ocorre deposição do chumbo metálico sobre a placa de níquel. No cátalogo. observa-se desprendimento de gás. Assinale a afirmação errada. pois o cobre (+0. o eletrodo de cobre metálico funcionará como cátodo. Durante a eletrólise não ocorre desprendimento gasoso. Fe e A . A região próxima ao cátalogo se torna básica e a fenolfteleina é vermelha em meio básico. a concentração desses cátions diminui. 160. A e Ag. (FUVEST-SP) Água. 3 aq ferro é menos reativo do que o alumínio. pois o cobre (+0. 2. H2 O   Dissociação: 2 Na2SO4(g)   2Na1(aq)  1SO24(aq)   8H O  4H3O1(aq)  4OH1(aq) Ionização: 2 (g) Ânodo: 4OH 1 2H2O( )  1O2(g)  4e 1- - Cátodo: 2H2O + 4e  2H2(g) + 4H2O(g) Global: 2H2O(g)  2H(g) + 1 O2(g) No ânodo. Semirreação 2 AgNO3 aq  Fe s  Fe NO3 2 aq  2 Ag s   potenciais-padrão de redução. (B) Ag. o pOH da solução aumenta e consequentemente o pH diminui. ocorre redução: 1+ Ag + 1 e  Ag(X) Assim.34 V) possui maior potencial de redução do que o chumbo (–0.13 V). apenas conduzem corrente elétrica. A e Fe. 158. (C) somente do eletrodo negativo e aparecimento de cor (D) somente do eletrodo positivo e aparecimento de cor vermelha ao redor do eletrodo negatico.13 Ni2  2 e percebemos que a prata é menos reativa que o ferro. no polo negativo. Quando uma placa de níquel metálico é mergulhada numa +2 solução aquosa contendo íons Pb . Quando um fio de cobre é mergulhado numa solução +2 aquosa contendo íons Pb . (C) Fe. Fe e Ag. ocorre consumo de cations H3O1+. Uma das chapa (A) é ligada ao pólo negativo de uma bateria e a outra (B) é ligada ao negativo dessa bateria. cátodo. ocorre deposição do chumbo metálico sobre o fio de cobre. 2 e 3 (B) 1 e 2 apenas (C) 2 e 3 apenas (D) 1 e 3 apenas (E) 1 apenas RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Análise das afirmações: 1. Numa pilha montada com os pares Ni /Ni e Cu /Cu. concluímos que o alumínio é mais reativo que o ferro. Afirmação correta. Podemos confirmar a conclusão utilizando a fila de reatividade:  0.157.23 V). A partir de Ni 3Fe  SO4  aq  2 A  s  A   2 e SO4 3aq  3Fe s . os íons Na1+ e SO24 não 1.

Os dois metais.5 g (E) 4. isto é. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Como o potencial de redução do ferro é maior (–0.22 V (volts). os cátions K  da ponte salina se dirigem para o béquer que contém a solução de A 2  96500 C 0. 2Na  2e  2Na (redução) 2C   C 2  2e (oxidação) Q  i  t  5  1930  9650 C 2 mol e DADOS: Potenciais padrão de redução Ered  a 1atm e 25 °C.05 mol (C) O eletrodo de alumínio é o cátodo.5558 L e 4.44 V Para depositar 6. A 1 mol C nC E   1.5 g (B) 1. (A) A placa de ferro perde massa. está imersa uma placa de alumínio em uma solução aquosa de  1 sulfato de alumínio 1mol  L 1 ao eletrodo de ferro.1355 L e 2. (C) 12.93 ×10 . em litros.4155 L e 3. uma corrente elétrica. vem: 2A  2A 3  6 e (oxidação) 3Fe2  6 e  3Fe (redução) 2A  3Fe2   2A  3Fe E  Emaior  Emenor Global E  0. estão unidos por um fio metálico.66)  1.66 V Fe2  2e  Fe E0   0.8 g RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Na eletrólise. (B) 6. é aproximadamente igual a (A) 0. (B) A diferença de potencial registrada pelo voltímetro é de 1. de dimensões idênticas.05 mol 22.1355 L (E) À medida que a reação ocorre. durante 1930 segundos. obtidos nessa eletrólise.71L V 2  96500 C 9650 C 2  23 g mNa mNa  2.66).atravessa uma cuba eletrolítica.3 g SO4 3 . no qual foi colocado um voltímetro e uma ponte salina contendo uma solução saturada de cloreto de potássio. (Espcex (Aman) 2012) Considere o esquema a seguir. 3 (D) 9.22 V 162. teremos:  e no Béquer 2.65 ×10 .5 g (D) 3. medido nas CNTP. No Béquer 1. O volume do gás cloro. 4 (E) 1. correspondente solução aquosa de sulfato de ferro 1mol  L C .35g de cobre no cátodo da célula eletrolítica. respectivamente: DADOS: O alumínio é mais reativo que o ferro e ambos são mais reativos que a prata. Massa Molar  g  mol  161. 37 . RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Teremos: 3 nC V  1.3455 L e 4.100.  3e  A 2 2Na  2e  2Na 163. são.7.35. em gramas. de intensidade igual a 5 ampères. em coulombs. 2 2 1 mol Considerando esta pilha e os dados abaixo. e a massa de sódio. A 3  3e  A Fe2  2e  Fe E   0. que representa uma pilha. (Espcex (Aman) 2012) Em uma eletrólise ígnea do cloreto de sódio. indique a afirmativa correta.71L  mol1 1 Faraday(F) = 96500 Coulombs(C) (A) 2.3 g (C) 2. sofre “corrosão”. ocorre a seguinte semi-reação catódica. (UFRGS-2004) (UFRGS/2004) Na obtenção eletrolítica de cobre a partir de uma solução aquosa de sulfato cúprico. a quantidade de eletricidade necessária. com o auxilio de dois eletrodos inertes.66 V 2  96500 C E0   1.5 23 Volume Molar nas CNTP = 22.44 V 9650 C 2 0.5614 L e 3. (D) O potencial padrão de oxidação do alumínio é menor que o potencial padrão de oxidação do ferro. está imersa uma placa de ferro em uma  1 Na 35. correspondente ao eletrodo de alumínio.44 > –1.44  (1.

0.0 X 10 20 (B) 1. (Ime 2013) A figura acima apresenta uma partícula com velocidade v. (D) 2.2x10 (E) 2. m = 10 x 10 kg. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: depositadas nas células do cir 167. (C) A água sofreria oxidação.0 X 10 24 (E) 1.5 T.5  x 10 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: -15 v  10 m / s. (B) Os metais se reduziriam espontaneamente no eletrodo. (UFRGS/2005) Pelo circuito representado a seguir. (E) A redução da água ocorreria preferencialmente. Um anteparo está a uma distância d do centro do arco de raio r correspondente à trajetória da partícula.5 T.2 X 10 20 (C) 3. (UFRGS-RS) A maioria dos metais alcalinos e alcalino. q  10μC  10 –5 C.terrosos foi obtida pela primeira vez por Humphry Davy.87x10 g 20 x = 1. (B) 1.5.4. d 2 r.58. carga q e massa m penetrando perpendicularmente em um ambiente submetido a um campo magnético B. no início do século 38 2 r. respectivamente A relação entre a massa de prata e a massa de cobre (A) 0. necessário para que a partícula venha a se chocar com o anteparo é: -20 Dados: v = 10 m/s.2 X 10 RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 23 2x6x10 elétrons -----------.0. B  0. (D) O número de oxidação dos metais aumentaria. em segundos.0A que passa por duas células eletrolíticas contendo soluções aquosas de nitrato de prata e sulfato de cobre. (C) 1. 2 (A) 40  x 10 -15 (B) 20  x 10 -15 (C) 10  x 10 -15 (D) 5  x 10 -15 165. por eletrólise das respectivas bases fundidas.0 minutos uma corrente de 1.XIX. d  Analisando a figura: 166. B = 0. Os metais não poderiam ser obtidos a partir de soluções aquosas de suas bases ou de seus sais porque: (A) Os metais se oxidariam. 2 .7. q = 10μc. O tempo.87 mg de níquel a partir de uma solução de NISO4 é aproximadamente igual a 19 (A) 6. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: 164. Dados: m  10  10–20 kg  10 –19 kg. (UFRGS-CV-2006) O número de elétrons necessário para eletrodepositar 5.5. circula durante 5.7 g Ni -3 x -----------------------------.0 X 10 23 (D) 6. (E) 3.

o elétron fica sujeito a um campo de indução magnética B e a um campo elétrico E . os elétrons incidem na tela deixando um rastro representado por uma das figuras abaixo. (FUVEST-SP) Assim como ocorre em tubos de TV. um feixe de elétrons move-se em direção ao ponto central O de uma tela. placas planas e paralelas pela fenda F1 e a atravessa segundo a direção tracejada mostrada na figura. A figura que pode representar o padrão visível na tela é (A) Durante a travessia. na direção perpendicular à trajetória do feixe. sem sofrer desvio. (E) RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Sobre o feixe eletrônico age uma força magnética com direção perpendicular à do vetor indução magnética . encontramos o tempo para a partícula percorrer o arco ΔS : Fm  Rcent  |q | v B  ΔS π r m Δt    v 4 | q| B r π m ΔS π  1019  Δt    v 4 | q | B 4  105  0. FÍSICA I 168. r r 2 4 Em radianos: ΔS π ΔS π θ    ΔS  r. (C) m v2 | q| B r  v . Devido a esse campo. a varredura da tela pelos elétrons só se dá na direção do eixo x. (Uftm 2011) Um elétron penetra numa região entre duas A trajetória dos elétrons é modificada por um campo magnético vertical B. I r 4 r 4 A força magnética age como resultante centrípeta. II Dividindo r m (I) por (II). ambos uniformes. com velocidade constante.5 (D)  Δt  5π  1015 s. Assim. 169. cuja intensidade varia em função do tempo t como indicado no gráfico. saindo pela fenda F2. 39 .(B)  2 r 2  d  2 π cos θ    cos θ   θ .

(D) 1 m. com velocidade v . (A) 1 cm. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: (D) 2 e 2 . provocando movimento circular uniforme de raio r. temos: (A) B tiver a mesma direção e o mesmo sentido do eixo x. (E) eixo orientada para baixo. o raio R. 2 2mp eB 2 4mp 2e B 4 mp  eB  4 mp eB . Sendo v e q os módulos da velocidade e da carga do elétron. Se B tem o mesmo sentido do eixo x. F . Felet  Fmag 2 mp E  v. o módulo do campo é 2 T. Td e Ta. . age como 172. Como a partícula possui carga negativa. pela regra da mão direita. o a força magnética está sobre o eixo z. onde se movimentam em órbitas circulares de períodos Tp. (Ufsm 2011) O campo magnético pode ser produzido pelo movimento de cargas elétricas ou. (C) 1 dm.6  1019  2 uniforme. Pode-se afirmar que as razões dos períodos Td/Tp e Ta/Tp são. (Unimontes. descrito pela partícula. as razões pedidas valem: (D) B e E tiverem a mesma direção e o mesmo sentido do eixo z. (A) 1 e 1. Td 4 mp eB   Tp eB 2 mp  Td  2. pela variação do fluxo de campo elétrico local. a resultante das forças atuantes sobre ele é nula. em que c é a velocidade da -25 luz no vácuo. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Dados: mp. e sabendo que as placas são paralelas ao plano xz. Tp Ta 4 mp eB   Tp eB 2 mp  Ta  2. a força elétrica tem sentido oposto ao do campo. Esse campo é suficiente para fazer com que a partícula descreva um movimento circular. como ocorre nas ondas eletromagnéticas. (E) 1 km. Tp  (B) B tiver a mesma direção e o mesmo sentido do eixo z. qp = e. Td  Ta  (C) B tiver a mesma direção e o mesmo sentido do eixo y. qd = e.2011-MODIFICADA) Uma partícula carregada é injetada em uma região onde atua apenas um campo magnético de módulo B. aproximadamente. vem: T 2  m v  v  q B   T (C) 2 m . (Ita 2011) Prótons (carga e e massa mp). R C . qB (D) 40 .6 x10 8 c = 3 x 10 m/s -19 C 170. respectivamente. Da expressão da velocidade para o movimento uniforme: S  2 r  S t  T (período do movimento) v  t  2 r 2 r  v  T   T v (A) (II). B . e o módulo -4 da velocidade da partícula é V = 10 c. a força magnética. será. (B) 1 e 2 . e E tiver a mesma direção e o mesmo sentido do eixo z.Considerando o sistema de referência xyz. Podemos ainda relacionar as intensidades desses campos. a força elétrica está sobre esse mesmo  eB Então. md = 2 mp. Para uma partícula de massa m e carga de módulo q lançada perpendicularmente às linhas de indução de um campo magnético qvB  m v2 mv 3  1025  104  3  108 R    0. Se E tem o mesmo sentido do eixo z. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Para que o elétron não seja desviado. e E tiver a mesma direção e o sentido oposto ao do eixo z. (E) 2 e 2. Em qual das figuras a seguir está representado corretamente o campo magnético? resultante centrípeta. qa = 2 e. e E tiver a mesma direção e o mesmo sentido do eixo y. (B) Substituindo (I) em (II).009 m  10 mm  1 cm R qB 3  1. isso será possível se Assim. B Dados: e = 1. Se a massa da partícula é M = 3 x 10 kg. (B) 1 mm. substituindo os dados de cada partícula nessa expressão do período. deuterons (carga e e massa md = 2mp) e partículas alfas (carga 2e e massa ma = 4mp) entram em um campo magnético uniforme B perpendicular a suas velocidades. B e E tiverem a mesma direção e o mesmo sentido do eixo x. Então: RC  F  m v2 mv q vB  r r qB (I). perpendicular ao movimento inicial da partícula (veja a figura abaixo). Tp 171. (C) c) 2 e 2. orientada para cima. temos: qE qv B  . A carga da partícula é o triplo da carga do elétron. ma = 4 mp. respectivamente.

II. IV e V. Quanta carga flui pela bobina enquanto ela é virada de 180° em relação ao campo magnético? –4 (A) 1. Utilizando a regra da mão direita concluímos a força em cada caso. II.0 x 10 T na linha do Equador. de 7. está alinhada com seu plano –4 perpendicular ao campo magnético da Terra. estão disponibilizadas as seguintes situações I. III.m. III. 2 = 180°. sendo  o ângulo entre a normal ao plano da espira e as linhas de indução magnética. com seção transversal de 2 área de 400 cm e resistência de 20Ω. não há força eletromotriz induzida. R = 20 . . (Upe 2011) Um condutor retilíneo de comprimento l percorrido por uma corrente elétrica i é imerso em um campo magnético uniforme B. (D) (E) RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A força magnética sobre um fio é dada pela expressão: F  i.(E) RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 173. 41 . A = 400 cm = 4  10 cm .e. respectivamente. Então: 1 = n A B cos 1 = n A B cos 0°  1 = n A B. 1 = 0°. 2 = n A B cos 2 = n A B cos 180°  2 = -n A B.8 x 10 C (E) 1. A regra da mão direita dá a direção e o sentido da força. o conjunto que melhor representa o sentido da força magnética que atua sobre o condutor nos itens I. é 174. como mostra a figura abaixo: Nessas condições. IV e V. através de uma bobina com n espiras e área de secção transversal A. Na figura a seguir.4 x 10 C –4 (B) 2.8 x 10 C –2 (C) 1. (Uft 2011) De quanto deverá ser a magnitude do choque elétrico (f.4 x 10 C –2 (D) 2.4 C RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 2 -2 2 Dados: n = 100. O fluxo magnético. quando atravessada por um campo magnético de intensidade B é:  = A B cos . (A) (B) (C) 175. (Ita 2011) Uma bobina de 100 espiras. xB . induzida) se segurarmos as extremidades de uma bobina 2 composta por 10 espiras de área A = 1 [m ] e deixarmos passar ortogonalmente por esta bobina uma densidade de fluxo magnético constante com módulo dado por B = 11 [T]? (A) 0 [Volts] (B) 10 [Volts] (C) 110 [Volts] (D) 220 [Volts] (E) 100 [Volts] RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Se o fluxo é constante.

178. com velocidade v constante. pois nos dois casos está havendo variação do fluxo magnético através da espira. deslizando nos fios metálicos dispostos no plano vertical e interligados por um resistor de resistência elétrica igual a 1. Com a passagem da corrente.0 (B) 15.0T. usando um campo magnético. carga do –19 elétron: q = –1. Pode desempenhar o papel de força centrípeta. a força magnética atua como força resultante centrípeta. (B) existe somente quando o ímã está se afastando da espira.70 x 10 T -2 (B) 8. de uma espira condutora.6  1019 | q | B sen90  –2 10 T. t Combinando (II). 179. É correto afirmar que a força eletromotriz na espira: |  | (II). em m/s. É sempre perpendicular à direção de movimento. F  Bi  mg B v mgR 10x1  . A barra parará de acelerar quando a força magnética for igual ao seu peso. t Mas. II. De acordo com a lei de Faraday-Neumann. Ondas eletromagnéticas desta frequência são fortemente absorvidas pelas moléculas de água. produzindo uma variação do fluxo do campo e gerando uma fem que produzirá a corrente indicada na figura. (Udesc 2010) Os fornos de micro-ondas usam um gerador do tipo magnetron para produzir micro-ondas em uma frequência de 9 aproximadamente 2.0 (D) 25. o módulo da velocidade máxima atingida pela haste é igual. cai a partir do repouso.0m e de peso igual a 10. conforme mostrado na figura ao lado.0 (E) 30. a área da espira aumentará.45 GHz (2. R (A) existe somente quando o ímã está se aproximando da espira.  B v   B. conforme a figura. da 1ª lei de Ohm e da definição de carga elétrica (Q): E = R i (III) e i = |Q| (IV).0Ω . nessa meia rotação tem módulo: || = |2 – 1| = |-n A B – n A B|  || = 2 n A B (I). deseja-se mover elétrons em órbitas circulares com a frequência de 2. Nunca pode ser nula. de comprimento igual a 1.77 x 10 T 2 (E) 2. Demonstra-se que a fem induzida na barra vale   B v . o módulo da força eletromotriz induzida. Se as órbitas são circulares.45  109 ) B=  B = 8. Substituindo (I) em (V): |Q| = 2 n AB . (Ufc 2010) Analise as afirmações abaixo em relação à força magnética sobre uma partícula carregada em um campo magnético. com a queda da haste. Assim: Uma haste condutora. . III. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A força eletromotriz na espira existe tanto na aproximação como no afastamento. a barra será submetida a uma força voltada para cima de módulo F  Bi .45 x 10 Hz).32 x 10 T -21 (D) 8. R B 1 x1 i  R R  Fmag = Rcent  | q | v B sen  m v2 R  m (2 R  f )  R 2 m f 2(3. vale: E 177. (Uesc 2011) Assinale a alternativa que representa corretamente o valor do módulo do campo magnético necessário para que isso ocorra.0N. Desprezando-se a forças dissipativas e sabendo-se que o conjunto está imerso na região de um campo magnético uniforme de intensidade igual a 1.A variação do fluxo magnético. (C) existe quando o ímã está se aproximando ou se afastando da espira. 176.0 RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Utilizando a Lei de Faraday-Lenz concluímos que. Em um experimento em laboratório. Como se trata de movimento circular uniforme.8  10 C. R Substituindo os valores dados:  2 (100) 7  104 |Q| = 20   4  10  .70 x 10 T RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 9 Dado: f = 2.14)(9  1031 )(2. –31 Consideremos: massa do elétron: m = 9  10 kg. (III) e (IV): R | Q | |  |   t t | Q | |  | (V). (D) existe somente quando o ímã está no centro da espira. tornando-as particularmente úteis para aquecer e cozinhar alimentos.6  10 C. 21 (A) 2. a (A) 10.45  10 Hz.77 x 10 T -20 (C) 2. a velocidade deve ser perpendicular ao campo magnético ( = 90°). desde que a partícula esteja em movimento.66   | q| 1.  mg  v  2 2  2 2  10m / s . I. 2 –4 |Q| = 2. (E) é sempre nula.0 (C) 21. E. (Ufjf 2011) Um ímã natural está se aproximando. 42 .45 GHz.

A força Magnética é sempre perpendicular ao campo magnético e à velocidade. A força magnética sobre partícula de carga q que se desloca (I) – Correta. (A) Somente II é verdadeira. Sabendo-se que a distância AC é de 0. Na Fig 2.6 . a ordem de grandeza da energia cinética desse íon ao penetrar na câmara no ponto A. (Pucpr 2010) Considere um campo magnético uniforme de intensidade B e um condutor retilíneo deslocando-se com velocidade constante v. (E) Somente I e IV são verdadeiras. A separação de cargas cessa quando as forças magnética e elétrica se equilibram. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Analisemos cada uma das afirmações.IV.0  101  0. ou seja.0 . atingindo o ponto C. essa separação de cargas gera no interior do condutor um campo elétrico expressão:Fmag = |q| v B sen . 10 kg e carga elétrica 1. III. surge força F  nas magnética em campo magnético ( B ) com velocidade v é dada pela m partículas portadoras de carga. (V). conforme figura: A respeito da situação anterior. à direção do movimento. (E) Todas as afirmações.1 cm. aumentando o módulo de sua velocidade. (F). Como já frisado. são feitas as seguintes afirmações: I. Quando v e B não são paralelos entre si (  0°) a força magnética é simultaneamente perpendicular a esses dois vetores (pela regra da mão direita). como na Fig 2: III. O módulo da velocidade do condutor no equilíbrio das forças pode ser calculado através da expressão: -27 (A) 10 -19 (B) 10 1 (C) 10 -17 (D) 10 -45 (E) 10 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A força magnética é igual à centrípeta: qVB  m E v B V2 qBR V R m 2 Está(ão) correta(s): (A) Apenas as afirmações I e II. (F). agindo como força centrípeta. (III) – Correta. vale em joules: 180. (D) Somente II e III são verdadeiras. (C) Apenas a afirmação II. E  que exerce F  . Assinale a alternativa correta. (Upe 2010) Um íon de massa 8. II. Como afirmado acima. perpendicular às linhas do campo. Fm  Fe IV. Se a força magnética age como resultante centrípeta. não alterando o seu módulo. II. devido ao movimento do fio. a força magnética (quando não nula) é sempre perpendicular à velocidade da partícula. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Ec  1 1  qBR  1 mV 2  m   qBR2   2 2  m  2m Aplicando os valores.05  102 2  8  1027  2  4.6  1019  1. sendo  o ângulo entre v e B . Na figura 1. vem: Ec   1017 43  1 1. O movimento das cargas do condutor no campo magnético produz uma força magnética perpendicular à velocidade e ao campo magnético. (D) Apenas as afirmações I e III. I. (B) Apenas a afirmação I. provocando a separação mostrada. B - 181. (C) Somente I e II são verdadeiras. Pode acelerar a partícula. sobre essas partículas a força elétrica e (II) – Correta. 10 19 C entra numa câmara de espectômetro de massa.0  1018 . A separação de cargas nas extremidades do condutor gera um campo elétrico que exerce uma força elétrica sobre as cargas.  | q | v B | q | E  v  -27 E . (V). (B) Somente IV é verdadeira. simultaneamente. ela altera apenas a direção da velocidade. no ponto A perpendicular ao campo magnético uniforme e descreve uma trajetória circular indicada na figura. essa força é nula quando  = 0°.

a meia distância entre eles. e descreve. –2 A intensidade do campo magnético é 10 T e a velocidade do 5 próton é constante e igual a 5  10 m/s. 44 . a resultante é nula. (B) defletida no sentido –x.6  10 kg e 1. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Analisando a figura. a trajetória seguida pelo elétron será (A) defletida no sentido +x. O perímetro de meia volta é: C = 1.182. v = 5  10 m/s. Logo. (C) defletida no sentido +y. O sentido dessa força em cada ponto é dado pela regra da mão direita.6  10 27  5  105 1. (Pucrs 2010) Uma partícula eletrizada positivamente de massa 4 mg é lançada horizontalmente para a direita no plano xy. pela inclinação das cordas. o campo magnético resultante ao longo do eixo z. (E) retilínea no sentido –z. Na ausência de outras forças. a força magnética sobre ele é nula. seguindo esse elétron em movimento retilíneo e uniforme no sentido – z. Sabendo-se que a massa e a carga do próton valem. A origem do sistema de coordenadas está localizada sobre o eixo dos cilindros. desse percurso é (A) 300 (B) 200 (C) 150 (D) 100 (E) 50 RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: –2 5 –19 –27 Dados: B = 10 T. suspensos por cordas. Os ímãs estão em equilíbrio com seus eixos alinhados. e = 1. em seu interior.6  10 C. Fmag  1 (2  r)   r  3 (0. Um próton penetra perpendicularmente em um campo magnético uniforme. o perímetro. anulando. temos: r= 1. com velocidade v de 100 m/s.5) = 2  m v2 r  |q | v B  m v2 r  v | q | B r 1. 184. Nessa origem encontra-se um núcleo β -radioativo que.6 x 10 C e massa igual 1. 1. (Ufrgs 2010) Observe a figura a seguir conforme a figura a seguir. o valor de B é de 1 tesla e as partículas percorrem uma trajetória de raio de 50 cm.6  10 C e considerando-se π  3 .5  m 1.6  10 19  10 2  r = 0. emite um elétron cuja velocidade inicial aponta perpendicularmente para dentro dessa página (sentido –z). uma trajetória semicircular. a velocidade angular do movimento circular resultante depende somente da razão carga/massa e de B. como ilustra a figura acima. Como a velocidade do elétron é paralela a esse eixo.  r= eB r Assumindo que a partícula descreva meia volta no interior do campo.5 m. π  3 .6  10 19  1 0. (Ufop 2010-MODIFICADA) O cíclotron é um acelerador em que partículas carregadas executam movimento circular em um plano perpendicular a um campo magnético uniforme de módulo B. em certo momento. 183. A trajetória do próton no interior do campo magnético é circular. de tal forma que a força magnética equilibre a força peso P . Se o campo magnético for o único campo aplicado. Desejase aplicar à partícula um campo magnético B . m = 1. Em um acelerador típico.8  107 m / s  v  107 m / s. em centímetros. (D) defletida no sentido –y. –27 –19 respectivamente. percebe-se que há repulsão entre os ímãs. os polos que estão se confrontando são de mesmo nome (norte-norte ou sul-sul). Desprezando-se o efeito da força gravitacional.6  10 C.67  1027 v  4. 185.67 x 10 kg)? 3 (A) 10 m/s 5 (B) 10 m/s 7 (C) 10 m/s 9 (D) 10 m/s 10 (E) 10 m/s RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: m v2 mv . (Cesgranrio 2010) Nesta figura. A e B representam ímãs permanentes cilíndricos idênticos. Fmag = Rcent  e v B = Qual a ordem de grandeza da velocidade da partícula (dados: -19 -27 carga igual a 1. assim.5 m  C = 150 cm. pois a força magnética age como resultante centrípeta (desprezando a ação de outras forças).

o campo magnético deve ser perpendicular ao plano xy. (Ufg 2010) Uma cavidade em um bloco de chumbo contém uma amostra radioativa do elemento químico bário. (E) 2T. pois a força magnética age como resultante centrípeta. sempre perpendicular à velocidade da partícula. (Udesc 2010) Uma partícula de massa m e carga q é acelerada a partir do repouso. o que era de se esperar.0 x 10 m/s. perpendicular à v e entrando no plano xy. partículas positivas são desviadas para a direita e partículas positivas são desviadas para a esquerda.  q v 2  107  102 186. com velocidade igual a 3.6) Fmag = Rcent mv | q| B 187. conforme ilustrado na figura (b). por um campo elétrico uniforme de intensidade E. Para equilibrar o peso. a quantidade de movimento (ou momento linear) da partícula.875  10 4  r  2  10 4 m r | q|B (1. faça com que a partícula se movimente em uma trajetória que. Pela regra da mão direita. (Unesp 2010) Uma tecnologia capaz de fornecer altas energias para partículas elementares pode ser encontrada nos aceleradores de partículas.6 –19 x 10 C. g = 10 m/s . v = 100 m/s. O comportamento representado pelas trajetórias ocorre porque (A) a partícula β tem carga positiva e quantidade de movimento maior que a de α. (D) 2T. 2Eqd  2Eqd V  m  m (A) 2 x 10 T. (B) as partículas α e β têm cargas opostas e mesma quantidade de movimento.6 T. | q| B Sendo: p = m v. o módulo. cuja direção é perpendicular a sua velocidade. Após percorrer uma distância d. paralelo à v e saindo do plano xy. Calculando o raio dessa trajetória: B . m g 4  106  10  B = 2 T. a partícula deixa a região de atuação do campo elétrico com uma velocidade v. qVB  m 6 (B) 2x10 T. de módulo constante igual a 1. ao atuar sobre uma –27 partícula positiva de massa igual a 1. paralelo à v e entrando no plano xy. a cada volta. Um cíclotron foi construído de maneira a utilizar um campo magnético uniforme. a direção e o sentido do vetor campo magnético são. Nessas condições. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Como o movimento é circular uniforme. β e γ emitidas após o decaimento radioativo.7 x 10 kg e carga igual a 1. A figura (a) ilustra as trajetórias das partículas α. F . Assim. Quanto ao módulo: 1/2  2mEd    qB2  1/2 1/2 188. (E) a partícula γ tem carga positiva e quantidade de movimento menor que a de β. pode ser considerada circular e 4 uniforme. –4 (B) 2 x 10 m. entrando nele. m = 4 mg = 4  10 kg. o raio dessa trajetória circular seria aproximadamente –4 (A) 1 x 10 m. a força magnética age como resultante centrípeta: Fmag = RC . O raio da trajetória circular que a partícula descreve dentro do campo magnético é igual a: 1/2 (A) (2mEd/Bq)   R |q| v B = m v2 R  R = p . nos cíclotrons. V2 mV m  2Eqd  R     R qB qB  m   m2 2Eqd R 2 2  m  q B (C) 2T. Aplica-se um campo magnético uniforme entrando no plano da folha. respectivamente. e penetra em uma região de campo magnético uniforme de intensidade B. pois partículas  são núcleos de hélio (2 prótons 45 . RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Partículas lançadas perpendicularmente a um campo magnético uniforme descrevem trajetória circular. perpendicular à v e saindo do plano xy. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: –7 2 –6 Dados: q = 2  10 C.7  1027 )  (3  104 ) r  r   1.6  1019 )  (1. –4 (E) 5 x 10 m. perpendicular à v saindo do plano xy. Para tal. Considere que esse campo magnético.2 (B) (2mEd/B q) (C) mEd/Bq (D) mE/Bq 1/2 (E) (mE/Bq) RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 1/2 Dentro do campo elétrico: WR  Ec  Eco  Eqd  V2  -7 2 Considerando q = 2 x 10 C e g = 10 m/s . –4 (D) 4 x 10 m. (C) a partícula α tem carga positiva e quantidade de movimento maior que a de β. capaz de gerar uma força magnética. a força magnética deve ser vertical e para cima. por exemplo. ou menor carga (em módulo). –4 (C) 3 x 10 m. | q | vB  1/2 Dentro do campo magnético: 6 F = P  qvB= mg  B  1 mV 2 2 mv 2 mv (1. tem maior raio a partícula que possuir maior quantidade de movimento. O princípio básico dessa tecnologia consiste no movimento de partículas eletricamente carregadas submetidas a um campo magnético perpendicular à sua trajetória. (D) a partícula α tem carga maior e quantidade de movimento menor que a de β. como. seguindo a regra da mão direita nº 2 (regra do “tapa”).

A medida dessas tensões fornece importantes informações sobre o funcionamento do coração. 190. da figura: R > R  p > p. Suponhamos. com intensidade de 5 × 10 T. ou tensões elétricas. 189. respectivamente.10 N/m 46 . onde ele inicia um movimento ciclotrônico. que provoca a deflexão.25 N/m. e partículas  são elétrons. Utilizando um modelo simplificado. portanto carga q = +2 e.000 A. possuindo carga q = –e.0 N/m (D) 2. portanto. quando o músculo cardíaco se contrai. Quando o músculo cardíaco se contrai. Então: T= 2R 2 mv 2m T T .+ 2 nêutrons) possuindo. vem: R m m 2eV . (B) RP > RE e TP > TE. (equação 2) R eB Substituindo (1) em (2). temos: e eB m R 1 2Vm 1 2eVm2 R= . 2eV . (C) RP > RE e TP = TE. que a deflexão no fio seja diretamente proporcional a intensidade da força nele aplicada. a massa do próton é maior que a do elétron. mas diretamente ou inversamente proporcional à corrente elétrica é a intensidade da força exercida no fio. Assim: |q| = e. Durante o exame. o posicionamento do fio retilíneo no campo magnético uniforme do ímã do eletrocardiógrafo pode ser representado como indica a figura a seguir.  p R Fmag L  Bz i = 5  10–5 (5. 2 eB eB R = Fazendo a razão: R p e B   R 2 e B p  Fmag = Bz i L  p 2 R . Como se sabe. Os raios R e R das trajetórias das partículas  e . 2 B e B em Com base nessas informações. as quais geram pequenas diferenças de potencial. (E) vertical e diretamente proporcional ao comprimento do fio. As partículas  são radiações eletromagnéticas. Esse instrumento é constituído de um ímã que produz um campo magnético intenso por onde passa um fio delgado e flexível. perpendicularmente ao plano da página. são: (B) 0. (equação 1) m No campo magnético. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Sabemos que a carga do elétron e a carga do próton têm mesmo módulo. (Pucrs 2010) Resolver a questão com base nas informações a seguir. e uma componente Bz −5 perpendicular à superfície terrestre. (E) RP = RE e TP < TE. Introduzindo no radical.000) = 25  10–2  Fmag = 0. Calculemos o período (T). por isso não sofrem desvio. RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: O examinador foi um pouco descuidado nesse teste. eletrodos são posicionados em pontos específicos do corpo e conectados ao fio. −5 com intensidade de 2 × 10 T. poderíamos afirmar sobre seu raio RP e período TP que (A) RP = RE e TP = TE. (B) lateral e inversamente proporcional à intensidade do campo magnético em que está colocado. uma linha de transmissão paralela à componente Bx é percorrida por uma corrente elétrica de 5000 A. p p e R = . Se um próton fosse acelerado do repouso através de uma diferença de potencial de mesma magnitude e entrasse na mesma região em que atua o campo magnético. (D) RP < RE e TP = TE. o campo magnético gerado pela Terra possui uma componente Bx paralela à superfície terrestre. movendo-se num circulo de raio RE com período TE. (C) vertical e inversamente proporcional à tensão entre os eletrodos. Ficou claro que a deflexão é no sentido da força. 191. Aplicando o teorema da energia cinética no campo elétrico: Fel  Ecin  eV  mv 2 v 2 O músculo cardíaco sofre contrações periódicas. a força magnética age como resultante centrípeta. Portanto: TP > TE. Então: Rp > RE. pode-se dizer que. o fio sofre uma deflexão (A) lateral e diretamente proporcional à corrente que o percorreu. Uma forma de realizar essas medidas é através de um instrumento denominado eletrocardiógrafo de fio. Bz = 5  10 T. Como. a massa do próton e maior que a massa do elétron. uma tensão surge entre esses eletrodos e uma corrente elétrica percorre o fio. A força magnética por unidade de comprimento que o campo magnético terrestre exerce sobre essa linha de transmissão possui intensidade igual a: (A) 0.25 N/m (C) 1. Nessa região. desprovidas de carga. entre determinados pontos do corpo. e com o sentido da corrente saindo do plano da página. Apenas a componente do campo magnético perpendicular ao fio (Bz) provoca força magnética sobre ele. Fmag  Rc  evB  mv 2 mv R  . i = 5. (D) lateral e diretamente proporcional à resistência elétrica do fio. lembrando que ele é igual ao tempo gasto em uma volta.5 N/m (E) 10 N/m RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: –5 –5 Dados: Bx = 2  10 T. v v eB eB Novamente. (Ita 2010) Um elétron e acelerado do repouso através de uma diferença de potencial V e entra numa região na qual atua um campo magnético. (Ufal 2010) Numa certa região.

A figura mostra. Em relação a esse experimento. seguindo na direção do eixo z. (D) 10. R = 10 . (Ufrgs 2010) Um campo magnético cuja intensidade varia no tempo atravessa uma bobina de 100 espiras e de resistência elétrica desprezível. (E) não sofra efeitos da corrente i. P= 2   = P R = 100   = 10 V. (Uftm 2010) Na figura. Visto pelo observador citado. formado por um fio com resistência total R = 5 Ω. Então. a força que age no elétron. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: A figura mostra a situação e um observador:  = n  t . (B) 0. Construiu um circuito condutor retangular. R Da lei de Lenz. sem alteração de sua velocidade. Ao passar pela origem 0 dos eixos cartesianos. 193. Não esqueça que sua carga é negativa. (Ufpr 2010) O desenvolvimento do eletromagnetismo contou com a colaboração de vários cientistas. que verificou a existência da indução eletromagnética. no sentido de seus valores positivos. por exemplo. Ou seja. como Faraday. vem: 192. 194.10 Wb/s. Da expressão da potência elétrica. A variação temporal do fluxo magnético através de cada espira é. (D) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo y. o campo magnético gerado pelo fio na posição do elétron é mostrado abaixo: O fluxo magnético cruza perpendicularmente o plano do circuito. no sentido de seus valores negativos. (B) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo x. uma corrente elétrica de valor constante i é estabelecida no fio condutor que se encontra no plano yz e paralelo ao eixo z.0 Wb/s.10 Wb/s. A intensidade dessa força é dada por: F = i l B. n = 100. (E) 100. no sentido de seus valores negativos. e aplicou através dele um fluxo magnético Φ cujo comportamento em função do tempo t é descrito pelo gráfico. na qual  t representa a variação temporal do fluxo magnético através de cada espira. no sentido de seus valores positivos. (C) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo y.0 W. de (A) 0.0 Ω e que está dissipando 10. apresenta-se um elétron inicialmente em movimento retilíneo e uniforme no vácuo. a intensidade da força é diretamente proporcional à corrente. A esta bobina está conectada em série uma lâmpada cuja resistência elétrica é de 10. no sentido do eixo que se obtém quando se gira de i para B (a simplificação dessa regra para alunos do Ensino Médio adotada por professores e autores é conhecida como regra da mão direita.0 Wb/s. A força eletromotriz induzida entre t = 2 s e t = 4 s vale 50 V. um professor idealizou uma experiência simples. Sabemos que a força magnética ( F ) é simultaneamente perpendicular à corrente (i) e ao campo magnético ( B ).01 Wb/s. pela regra da mão direita. (C) 1. Para demonstrar a lei de indução de Faraday.0 Wb/s. considere as seguintes afirmativas: 1. 47 . em módulo. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Dados: P = 10 W. na direção e sentido indicados pelo eixo z. A força eletromotriz () induzida na bobina alimenta a lâmpada. ou regra do “tapa”). substituindo: 10 = 100  t  t  = 0. a força eletromotriz induzida numa bobina com n espiras é dada por: (A) sofra ação de uma força de direção igual à do eixo x.

(A) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. (UFRN-2006) Transformadores de voltagem são utilizados em redes de distribuição de energia elétrica. De acordo com a lei de Faraday-Neumann. 3.250 RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 197. Considerando-se que as linhas de campo são perpendiculares ao condutor. em reguladores de voltagem para eletrodomésticos. temos: || = Como US = 220 V.10 (B) 125 -4 (C) 1. que a resistência elétrica dos fios é 0. R 5 195. Falsa. realizadas com um multímetro digital. Falsa.  || = 12  8 t A potência dissipada no circuito é: P=  2 252   P = 125 W.10Ω.0cm e são percorridos por correntes elétricas de intensidades i1 = 1. é dada pelo módulo da taxa de variação do fluxo magnético (|  |). o condutor cilíndrico fica suspenso em equilíbrio. t 42 196. enquanto que.25.02Ω. que a massa 2 dos fios é desprezível e adotando g=10m/s . 2. 2. figuras 1 e 2. (B) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.10 -2 (D) 12. 4. são mostrados dois transformadores idênticos. Para isso. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Analisando cada uma das proposições. ele utiliza um imã.5. De 8 s a 12 s a força eletromotriz induzida é: || = | 0  100 | |  |  25 V. extensos e paralelos. Verdadeira. Verdadeira. vem: 220 NP   US  110V NP US 2 Na situação da segunda foto. vale: P  P US NS Assinale a alternativa correta. estão separados por uma distância d = 2. o número de espiras é a metade do primário N NS  2P U N Na situação da primeira foto. 3.2. 60 Hz. (C) Somente as afirmativas 1. Nas figuras 1 e 2.5. respectivamente: (A) 110 V e 6 V (B) 440 V e 0(zero) V (C) 110 V e 0(zero) V (D) 440 V e 24 V (E) 440 V e 6 V RESOLUÇÃO: C RESOLUÇÃO: No secundário. relativamente ao tempo (t). De 2 s a 4 s. mostrado na figura. com os sentidos indicados na figura a seguir. uma bateria que fornece 4. de 8 s a 12 s a variação é negativa. Os valores das medidas das voltagens nos terminais dos enrolamentos secundários dos transformadores das 48 . Como transformador só funciona com corrente alternada. o transformador está ligado a uma bateria automotiva de 12 V. são. 3 e 4 são verdadeiras.8V a um condutor cilíndrico AC com massa 5g. A potência elétrica dissipada no circuito entre t = 8 s e t = 12 s vale 125 W. ou seja. O sentido da corrente induzida depende do sinal da variação do fluxo magnético. a beteria fornece corrente contínua. o transformador está ligado à rede elétrica de 220 V. a variação do fluxo é nula (  = 0). (D) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras. acarretando correntes de sentidos opostos. a corrente induzida é nula.0A e i2 = 2.10 (E) 1.0 A. pois o fluxo magnético é constante. na figura 2. a força eletromotriz induzida () (em módulo). De 2 s a 4 s a variação é positiva. A corrente que circula no circuito entre t = 2 s e t = 4 s tem o mesmo sentido que a corrente que passa por ele entre t = 8 s e t = 12 s. Ao ligar a bateria ao circuito. reproduzidas abaixo. Entre 4 s e 8 s. (PUC-SP) Dois condutores retos. 4. em tesla. tem valor igual a: -3 (A) 12. 3 e 4 são verdadeiras. e. Na figura 1. A corrente que circula pelo circuito entre t = 4 s e t = 8 s vale 25 A. em eliminadores de pilha e no interior de vários aparelhos eletrônicos. (E) As afirmativas 1. em que o número de espiras no enrolamento primário é o dobro do número de espiras no enrolamento secundário. o professor concluiu que o campo magnético. 1. comprimento de 10cm e resistência elétrica igual a 0. temos: US = 0 |  | 100  0 =  50 V. (UE-PB) Um professor de física resolve fazer um experimento de eletromagnetismo que objetiva determinar o valor do campo magnético entre os pólos do imã.

a ddp no capacitor é nula. (A) R ≥ 120 (B) 95 ≤ R ≤ 115 (C) 80 ≤ R ≤ 100 (D) 55 ≤ R ≤ 65 (E) R ≤ 45 RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Dados: I = 20 A. (UFV 2007) As figuras abaixo representam diferentes arranjos de transformadores num sistema de transmissão de energia elétrica. não abra durante o funcionamento do circuito. a chave S é fechada e a corrente fornecida pela bateria é 20 A. Então ele pode ser ignorado e trocado por um fio. de 1. em ohms. RESOLUÇÃO: B RESOLUÇÃO: 199. sendo de repulsão. No instante em que a chave é ligada. 198. sendo de repulsão. sendo de atração.5 A. -5 (D) 2π × 10 . a força magnética entre eles. é: Consideração: O capacitor está descarregado antes do fechamento da chave S. Para que o fusível F.m/A) Se os condutores estão situados no vácuo. NC e ND representam o número de voltas dos enrolamentos nos transformadores. tem intensidade de -5 (A) 2 × 10 . sendo de atração. -5 (B) 2 × 10 .RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: –7 (Dado: permeabilidade magnética no vácuo = 4∙10 T. o valor da resistência variável R. (Ime 2013) No circuito apresentado na figura acima.5 A. NA. por uma rede muito longa. é: (A) (B) (C) (D) (E) Aplicando a lei das malhas para os percursos ACDA e CBDC: 49 . A Figura 1 ilustra a situação. iF = 1. sendo de atração. -5 (C) 2π × 10 . -5 (E) 4π × 10 . o arranjo CORRETO de transformadores para a transmissão de energia elétrica desde a usina até a casa. Supondo que NA < NB e que NC > ND. NB. por unidade de comprimento. no Sistema Internacional. O resistor de 5  fica em curto circuito.

de intensidade de corrente i  Substituindo (I) em (II): 3  3 i2   6 i2  13. O tempo de uso da bateria. pela definição II Q Q t Portanto. (Unesp 2011) Uma espécie de peixe-elétrico da Amazônia. Na prática.0i2  i  3. de nome científico Electrophorous electricus.5   6 i2  1. acampadas numa praia.h (Ampère . (G1 . a corrente i diminui aumentando a corrente i’ e. o ampere-hora nominal de uma bateria só é válido para correntes de baixa intensidade . correspondente ao produto da intensidade de corrente (i). 203. ou durante 25 h. Esta informa ção é dada em A. PARA BATERIA q = 30  A  h 202. (B) potência total consumida pela bateria. cujas especificações são: potência de 22. FÍSICA II Assinale a alternativa correta. a corrente iF no fusível. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Valor da capacidade de carga. pode-se afirmar que o ampere-hora mede a: (A) potência útil fornecida pela bateria.0 2 A potência dissipada pelo conjunto é: pot=(222. se a intensidade da corrente for 2 A. 201.5 pelo intervalo de tempo  t expresso em horas. durante uma hora.5 W de potência e tem resistência de 10 Ω.5 A. Aproximadamente metade do corpo desse peixe consiste 50 . abrindo-o. (Unifesp) Uma das especificações mais importantes de uma bateria de automóvel é o ampere-hora (Ah). pode gerar diferenças de potencial elétrico (ddp) entre suas extremidades. (D) energia potencial elétrica fornecida pela bateria.5 V e uma lâmpada incandescente com resistência de 2. (C) A lâmpada transforma energia elétrica em calor e em energia luminosa.5   0  3 i1  6 i2  13. emitindo luz.5  3 12  90 V. Aplicando essa ddp no resistor R: UAB  R i  90  R  2  R  45 .5   i2  13.h é utilizada por um grupo de pessoas. Calculando a ddp entre os pontos A e B: UAB  UAC  UCB  UAB  4 3.5  i'  18 A. no filamento ocorre transformação de energia elétrica em energia térmica e luminosa. expressa em Ah. Em condições ideais. (D) A pilha transforma energia elétrica em energia mecânica. RESPOSTA:C RESOLUÇÃO: Quando atravessado por corrente elétrica.5  3 i2  13. o filamento da lâmpada incandescente atinge altas temperaturas. uma unidade prática que permite ao consumidor fazer uma avaliação prévia da durabilidade da bateria.0 Ω . para acender duas lâmpadas em paralelo. Como são associados em paralelo 10 RP   RP  5. Esse é o máximo valor de R. de tal forma que seus choques elétricos matam ou paralisam suas presas. uma bateria de 50 Ah funciona durante 1 h quando percorrida por uma corrente elétrica de intensidade 50 A. vale: (A) 10 (B) 15 (C) 20 (D) 30 (E) 25 RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Cada lâmpada dissipa 22. A Figura 2 mostra os valores das correntes. pois se ultrapassar esse valor.5W e resistência de 10 ohms. sem recarga para manter as lâmpadas acesas. Voltando em (I): i1  3  4. 200. expressa em ampéres. consequentemente. devido aos choques dos elétrons de condução com os átomos do metal. (C) força eletromotriz da bateria. o Poraquê.0 A. (A) A intensidade da corrente que passa pelo circuito é de 3.para correntes de alta intensidade.  ACDA : 4 i1  12 i2  0  i1  3 i2 I   CBDC : 3 i1  1. em horas. a capacidade de carga da beteria mede a quantidade de carga elétrica fornecida pela bateria. (B) A pilha é um gerador que transforma energia elétrica em energia química. (E) Na lâmpada não há transformação de energia. Tendo em vista essas considerações.0A Calculando as demais correntes pela lei dos nós: i'  i1  i2  13. Portanto: R  45 . uma pilha de 1.hor(A)e indica que a carga armazenada capacita-a para fornecer certo valor de corrente elétrica. (E) quantidade de carga elétrica fornecida pela bateria. Uma bateria de 30A. o valor efetivo do ampere-hora chega a ser um quarto do valor nominal. até ficar totalmente descarregada.5 A.  i  i'  I  i  18  20  i  2 A.5)W=45W POT = Pot  RP  i2  45  5.5  4. Ou seja.5  i2  4.ifsc 2011) Considere o circuito elétrico da figura composto por fios condutores. (UFPB) As baterias apresentam certa especificação a respeito de sua capacidade de fornecer corrente elétrica.

000 Wh.000  1 h. Então: – Para a lanterna: PL = 20 W. fornecida pela bateria. apenas. III. A energia. ligado durante 15 minutos. A bússola sofre ação do campo magnético criado pela corrente elétrica que alimenta as lâmpadas da lanterna.6 x 10 4 (D) 7. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: 206. o valor da corrente i é: (A) 10 A (B) 10 mA (C) 1 A (D) 0. V. apenas. II. Se as pilhas estão em série. dissipa uma potência de 20 W. apenas.2 x 10 4 (E) 9. transformam a energia química em elétrica. Se essas pilhas fossem ligadas em série.05  ε  0. Correta. Incorreta. portanto a tensão nas lâmpadas da lanterna será: U = 4  1. (C) 0. em joules.ifsp 2011) Uma lanterna necessita de 4 pilhas comuns de 1. junto dessa lanterna acesa. São feitas as seguintes afirmações: Sabendo-se que R1 = 10Ω. R2 = 15 . funcionando normalmente. a tensão equivalente é a soma das tensões.2 x 10 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Dados: U = 12 V. i = 100 A. IV. EL = PL tL = 20  50 = 1. 8V seria a tensão sobre as lâmpadas da lanterna.000 W. Correta. 1 A 150 1   VAB  N ε  Ri  750  5000x  ε  7. Incorreta. 4 1 = 1. A energia consumida por um aparelho é dada pelo produto da potência pelo tempo de operação. tC = 15 min = EC = PC tC = 4. O consumo dessa lanterna equivaleria ao de um chuveiro elétrico de 4000 W. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: 51 . Essa lanterna consegue funcionar com seu brilho máximo e ininterruptamente durante 2 dias e 2 horas. I. tL = (2  24) + 2 = 50 h.5 V cada. R2 = 15Ω. não sofre ação de um campo magnético criado pela lanterna. As pilhas. simularia o circuito gerador de ddp dessa espécie. em volts. (G1 .5 = 6 volts.4 A RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Dados: R1 = 10 . 4 III.15. (Uerj 2011-MODIFICADA) Para dar a partida em um caminhão. III e IV. (Uel 2011) Um circuito de malha dupla é apresentado na figura a seguir.25.000 Wh. Um circuito elétrico de corrente contínua.de células que funcionam como eletrocélulas.2 x 10 3 (C) 3. com uma ddp de 750 V entre as extremidades A e B. é necessário que sua bateria de 12 V estabeleça uma corrente de 100 A durante um minuto.0A . (C) II e III. A corrente em cada ramo vale: i  204.2  10 J.000 J = 7. apenas (D) I. (B) I e II. (D) 0. e sua lâmpada. Uma bússola. assim como as baterias. é (A) 0. ε1 = 12 V e ε 2 = 10 V I. Cada eletrocélula consiste em um resistor de resistência R  7. É correto o que se afirma em: (A) III. – Para o chuveiro: PC = 4.20V . Da relação entre potência elétrica e energia: 4 E = P t = U i t = (12) (100) (60) = 72. o peixe gera uma corrente I  1. Sabendo-se que.7 A (E) 0. a fem ε em cada eletrocélula. corresponde a: 1 (A) 2. ε1 = 12V e ε 2 = 10V .5x   150  0.0 x 10 2 (B) 1. (B) 0. 205.5 e de uma bateria de fem ε . (E) I. t = 1 min = 60 s. II e III. II. como o esquematizado na figura. (E) 0.35.15  ε  0. II.20.05.

Sobre esses componentes considere as seguintes afirmações: I.i=0. estão dispostas em 140 linhas ao longo do corpo do peixe.25 (C) 6. o poraquê produzirá uma corrente elétrica de intensidade igual a: (A)  8. Nessas condições.têm-se 140 Multiplicando a equação (I) por -2. entre outras funções.5 V cada são ligadas em série para alimentar o funcionamento de 1 lâmpada de dados nominais 12 V-9 W. a corrente medida pelo amperímetro A.0 (B) 6. é capaz de produzir corrente elétrica por possuir células especiais chamadas eletroplacas. A água em torno do peixe fecha o 52 . as lâmpadas do painel etc. fornece energia para acender os faróis.250Ω --.Apliquemos as leis de Kirchoff.req=1.5i  25i'  22  10i  25i'   28  77.15V e tem resistência interna r=0.93A (D) 7. (PUCCAMP-SP) Quatro pilhas ideais de 1.36 A. II.6mA 20  35i  10i' (I) (C) 0.000 eletroplacas por linha.Eeq=5. cada uma com diferença de potencial V.92 + 800)=750/i --.r’=8.5 (E) 2. Nessas condições. no alternador. 210. por sua vez. estão ligadas a um aparelho. alimentar o rádio. colocado na posição indicada. em watts. o alternador tem a função de recarregar eletricamente a bateria. (UFRN) O poraquê (Electrophorus electricus).0 (D) 4. – Malha abcdefa: circuito. que atuam como baterias fisiológicas. é igual a (A) V/R (B) 2V/R (C) 2V/3R (D) 3V/R (E) 6V/R RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 208. (FUVEST-SP) Seis pilhas iguais. A bobina acoplada ao motor produz corrente alternada.5 e montando o sistema: geradores de Eeq=750V e req=1.5mA – Malha defgd: (E) 2. (D) II e III. transformada em corrente contínua. que é. IV. fornece corrente elétrica para acender os faróis do carro.15 --Eeq=750V --.i=750/808. III e IV.927A --209. com resistência elétrica R. 207.92Ω --. Essas células.(8.92 --. (UTFPR-PR-011) Um automóvel tem entre seus componentes uma bateria e um alternador. paralelo onde a fem equivalente é E’=750V e a resistência interna equivalente é r’=1250/140 --. peixe comum nos rios da Amazônia. (C) II e IV.000x0.série --.25Ω.req=5.25 RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Cada eletroplaca produz uma força eletromotriz E=0.1A 1   2  R1  i  i'  R2i'  12  10  10 i  i'  15i'  22 RESPOSTA: 10i  10i'C15i'  RESOLUÇÃO: 22  10i  25i' (II) Cálculo do gerador equivalente --. tendo 5. É correto o que se afirma apenas em: (A) I.9A 2 2  R1  R2  i  R1  i  i'  20  10  15 i  10 i  i'  20 10i  15i  10i  10i'  (B) 6. o alternador é um gerador eletromecânico. Se a resistência da água for R=800Ω.250Ω associados em 50  87.Req=U/i --. III. a bateria é um gerador eletromecânico. fornecendo energia para recarregar a bateria que.5i  i  0. na forma esquematizada na figura. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: A bateria é um gerador eletroquímico. (B) II.25 --. Essas linhas se arranjam de forma esquemática mostrada na figura abaixo. a bateria. igual a (A) 8.000x0. (E) II. a potência da lâmpada em funcionamento será.

i --.P=2.2 --.U -.E=3U --.4=6V --R=U/i --16=6/i --i=0.25W --- 213.5. 211. A f.i2=i3=i --. (C) correntes elétricas que fluem nas lâmpadas L2 e L3 são diferentes.1 Ω RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: O gráfico do gerador é o da reta descendente --. L1 e L2 .são iguais (D)Falsa --.equação do receptor --- 53 .i --. Analisando esse fato. (MACKENZIE-2009) No laboratório de Física.U=E/3 --. (B) corrente elétrica que flui em L1 é o dobro da que flui em L2.E=3.E=40V O gráfico do receptor é o da reta ascendente --. de mesma tensão V.observe que E’=10V --.quando 212. a bateria ideal de fem E e as três lâmpadas idênticas.icc=20A --icc=E/r --.e.quando 1=10A – U=20V --. respectivamente: (A) 10V e 0.E=3. a(s) (A) lâmpadas L1.1 Ω (D) 40V e 1 Ω (E) 40V e 0.E=20r --.U=E – r.r=12Ω --- i=10A – U=20V --.375 A --P=R.1 Ω (B) 10V e 1 Ω (C) 20V e 0. (E) potência elétrica dissipada por L2 é maior do que a potência elétrica dissipada por L1 RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: (A)Falsa --.i --. E.i2=16. L1.(0.como as lâmpadas são idênticas. do gerador e a resistência interna do receptor valem. (UEL-PR) No gráfico a seguir estão representadas as curvas características de um gerador e de um receptor. da bateria. (E) o brilho das duas lâmpadas permanece o mesmo.20=E/r --.140625 --. (CEFET-MG-010) A chave S. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Chave aberta --.0.20=20r – 10r --r=2Ω --.corrente na lâmpada que está submetida à tensão fornecida pelas 4 pilhas em série e que é de Eeq=U=1.i1=i2 + i3 --.L1 é percorrida por corrente maior que a de L2 e de L3 e brilha coma maior intensidade (i1=i2 + i3) (B)Correta --. quando a chave é fechada.equação do gerador --. o aluno determinou que a resistência interna do gerador vale: (A) 4 Ω (B) 6 Ω (C) 8 Ω (D) 10 Ω (E) 12 Ω RESOSTA: E RESOLUÇÃO: Do enunciado --.E=20r=20.U=E – r.como a tensão em L2 continua a mesma.9=122/R --R=16Ω --. o valor da tensão nos terminais do gerador passa a ser 3 vezes menor. L2 e L3 estão submetidas ao mesmo potencial.i1=2i e i2=i (C)Falsa --. (A) apagam-se as duas lâmpadas. e três fontes idênticas.i1=i + i --.P=U2/R --.chave fechada --. (D) o brilho das duas lâmpadas aumenta. L2 e L3 brilham com a mesma intensidade. a tensão V em cada lâmpada é a mesma --.6i= 18i – r.Cálculo da resistência da lâmpada --.sendo as lâmpadas idênticas --.a potência dissipada por L1 é maior que a dissipada por L2. L2 e L3 estão ligadas conforme o circuito elétrico abaixo.375)2=16.m. (ITA-SP) No circuito representado na figura. pois L1 é percorrida por maior corrente 214. têm-se duas lâmpadas incandescentes idênticas. a tensão em L1também será a mesma e as duas lâmpadas continuarão com o mesmo brilho --- Quando a chave S é fechada. (B) o brilho da L1 aumenta e o da L2 permanece o mesmo.U=6i --. (D) lâmpadas L1.Equação do gerador --. um aluno observou que ao fechar a chave ch do circuito a seguir.i --. Então.U=R.20=E – r.10 --.6i=18i --. (C) o brilho da L2 aumenta e o da L1 permanece o mesmo.apenas L2 e L3 estão submetidas ao mesmo potencial (E)Falsa --.

(UFMG-MG) No circuito esquematizado a seguir.i --.isolando i1 em (2) --. retornando a a e igualando a zero --.2 + 12 + 10i’=0 --.Uab=Va – Vb=-6i’ + 12=-6(1/3) +12 --. (ITA-SP) No circuito da figura têm-se as resistências R.Uab=10V --- (D) 217.r’=10/10 --.i=i’ + i’’ --. aterradas. sendo E1= 6.i’=1. e as fontes V1 e V2. retornando a P e igualando a zero --.0V.isolando i2 em (3) --. O valor da resistência R da lâmpada.i=(V1R2 + V2R1)/(R1R2 + RR2 + RR1) --216.i’= -1/3 A ( sentido correto é de b para (A) --.2 + 2.6i’ + 12 + 3i -6 + 3i=0 --- U=E’ + r’.10 --. (UEL-PR) Dados cinco resistores ôhmicos.em (1) --i= i1 + i2 --.2 – 48 +1.colocando as correntes i1 e i2 --- (A) 10 (B) 12 (C) 8 (D) 15 (E) 20 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Colocando as correntes --.0A.6i’’ – 6i’=0 --. R1 e R2.18 + 4 48 +2 + 12 + 10i’=0 --.9i + 2i -48 i=i1 + i2 (1) --.0V RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Percorrendo a malha I no sentido horário a partir de a.percorrendo no sentido horário a malha II.10i’=12 --.Ri – V1 + R1i1=0 --V1=R1i1 + Ri (2) --.i’’=i’ --. retornar a P e igualar a zero --.0V (E) – 10. é igual a: (E) RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Todas as partes aterradas (ligadas ao solo) possuem o mesmo potencial (pontos S) --. +1.0V (C) 10 . A corrente i é: (A) (B) (C) i’ + i = -1 (1) --.V2=R2i2 + Ri (3) --.i=i’ + i’ --.2 A --.percorrendo a malha I no sentido horário a partir de P.Percorrendo a malha II no sentido horário a partir de a. a partir de P. assinale a alternativa que indica o valor correto para a diferença de potencial entre os pontos a e b [Uab ou ( Va – Vb )]: (A) – 3.i=i’ + i’’ --54 .Considerando que esses elementos fossem arranjados conforme o circuito da figura.0V (B) 3.i1= (V1 – Ri)/R1 --.i=2i’ --substituindo i=2i’ em (1) --.i + 12 + 10i’=0 --. sendo quatro resistores R1 = 3 Ω e um resistor R2 = 6 Ω e três baterias ideais.i= i1= (V1 – Ri)/R1 + (V2 – Ri)/R2 --. retornando a P e igualando a zero --.i2=(V2 – Ri)/R2 --.3i’=-1 --.0 V (D) 6.0V e E2=E3=12. retornando a a e igualando a zero --. em ohms.20=10 +r’.9.3i’’ + 12 +3i’’ -12 6i’=0 --.percorrendo no sentido horário a malha I.i’ + 2i’= -1 --.r’=1Ω --215.-R2i2 + V2 – Ri=0 --. o amperímetro ideal indica uma corrente de intensidade 2. a partir de P.

muito alta e muito baixa.5V e 1.8 Ω (B) 0. (ITA-82) As duas baterias da figura estão ligadas em oposição. de tal forma que Vo / VA = 1. os terminais da bateria foram conectados a uma lâmpada. Nessas condições.0 W i = 6.2=1. (B) 1.0V e 0A.10i’ + Ri’’=0 --. Quanto tempo depois de acesos a bateria poderá descarregar completamente? (A) 1 h (B) 2 h (C) 4 h (D) 3 h (E) 12 h RESPOSTA: d RESOLUÇÃO: (A) 1.0 V. obtendo-se Vo = ε (situação I). e. a lâmpada tem resistência R = 4 Ω e o voltímetro indica VA (situação II).00 A.i’’=0. Pd = 48.2.4 Ω (D) 0. Dessa experiência.5V e 0. Pd = 32.2A.R=12/0. Os quatro faróis deste veículo foram deixados acesos. Ao circuito estão ligados ainda um voltímetro e um amperímetro de resistências internas. (UFA(C)Na bateria de um veículo existem as seguintes características: 12 V. (E) outros valores que não os mencionados. (FUVEST-SP) Uma bateria possui força eletromotriz ε e resistência interna Ro.1.0 V. respectivamente. e resistências internas são respectivamente: 18. A potência da lâmpada de cada farol é de 60 W.0 W i = 4. retornar a P e igualar a zero --.2 + i’’ --.R=15Ω --- 220.6 Ω (C) 0.5A.10. Vab = -10.5V cada.0.8 --. ligadas em série. respectivamente: 218. Para determinar essa resistência. (D) 2. Vab = 10.00 A. Suas f.0 V.0 V. 60 A.00 A.4V e 1.0 V e 2.h (Ampère-hora). um voltímetro foi ligado aos dois pólos da bateria.00 A. m.1 Ω RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: (A) (B) (C) (D) (E) 55 i = 9.2 + R. Vab = -10. Vab a tensao Va . RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: 219. (C) 3.0 W i = 4. Pd = 12. e.00 A.00 Ω. Pd = 16.75A.8=0 --. Sendo I a corrente no circuito.8 A --.0 W . Pd = 96.0 V.2 Ω (E) 0. Em seguida. (ITA)No circuito desenhado abaixo. tem-se duas pilhas de 1.percorrendo a malha II no sentido horário a partir de P. conclui-se que o valor de Ro é 221. fornecendo corrente para três resistores com os valores indicados. Vab = 24. de resistências internas desprezíveis. As leituras desses instrumentos são.Vb e Pd a potencia total dissipada podemos afirmar que: (A) 0.0 W i = 4. Vab = -10.

5  0.RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: A equação do gerador é: U  ε  r i  U  1.05  U  1.0A a um resistor ôhmico é de (A) 1. (Epcar (Afa) 2012-MODIFICADA) Um estudante dispõe de 40 pilhas. A seu respeito. (Espcex (Aman) 2013) A pilha de uma lanterna possui uma força eletromotriz de 1.5 60n  0. posteriormente.21 (E) 0.04 (D) 0.28 RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: O circuito equivalente mostrado abaixo tem como fem equivalente nε e resistência equivalente r '  A i corrente nε através 40nε do nr n2r  40 / n 40 resistor R  i n2r n2r  40R R n =1  i  0. este estudante montou uma associação utilizando todas as pilhas.2A n = 4  i  2. o tempo de aquecimento do líquido. aproximadamente. Desejando-se elevar a temperatura em 10°C de 1000 g de um líquido cujo calor específico é igual a 4. R2 = 400 Ω. Sendo assim. a intensidade da corrente elétrica que percorre R3 vale. 224.05 Ω O valor da tensão elétrica nos polos dessa pilha quando ela fornece uma corrente elétrica de 1.25 V (D) 1. Assim.5  0.5 0.5 Ω.6A 40 40nx1.25n2  40x2.8A n = 8  i  4.05 1  1.25 Ω.1A n =10  i  4.3A n = 5  i  2. 222.45 V. em ampères: (A) zero (B) 0.30 V (C) 1.5V e resistência interna de 0. ligadas num resistor de imersão de resistência elétrica igual a 2. sabe-se que: R1 = 300 Ω.03 (C) 0. igual a (A) 5 (B) 8 (C) 12 (D) 15 (E) 20 RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: O circuito abaixo é uma possibilidade de ligação entre os geradores.12 A. (Cesgranrio-RJ) O esquema representa o trecho de um circuito elétrico. e que a ddp entre A e B é nula.00 V 56 será: .i1 = 0.0A 223.8A n = 20  i  6.25n2  100 n =2  i  1.45 V (B) 1. foi. sendo que cada uma delas possui fem igual a 1. em minutos.15 V (E) 1.5 J/g°C no menor tempo possível. Elas serão associadas e.5 V e resistência interna de 0.

ele percorre uma distância de 0.6  1019 C . (Ufpr 2012) Um próton movimenta-se em linha reta paralelamente às linhas de força de um campo elétrico uniforme. assinale a alternativa que apresenta corretamente a velocidade do próton ao passar pelo ponto 2. Somando (III) e (IV):  2 i2  i3  3 III   i2  i3  1 IV  A carga acumulada na bateria é: Q  1 Ah  3. já com os dados. -19 Sabendo-se que a carga de um elétron é de 1. 4/3 e 4.0 A P Q mcΔθ mcΔθ 1000x4. 10 RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: 3 –3 –19 Dados: Q = 1000 mAh = 10 10 Ah = 1 Ah.n =40  i  4. (D) 2.0  104 m/s 4. (Ita 2013) Considere o circuito elétrico mostrado na figura formado por quatro resistores de mesma resistência. em ampères. celulares. IV . 4/3.2  105 m/s . 4/3. -18 (A) 0. Partindo do repouso no ponto 1 e somente sob ação da força elétrica. são respectivamente de i1  i2  i3  i1  2 5  3 3  i1  7 A. (B) 7/3. 10 13 (C) 5.600 C.600 3.25  1022.6 m e passa pelo ponto 2. i2. 2/3.60 . (E) 2.0  104 m/s (C) 8. As baterias desses aparelhos são capazes de fornecer 1000 mAh (mil mili Ampère hora) de carga. Da definição de corrente elétrica: Q i t  Q  i t  A s  C A  h  A   3.0  104 m/s (B) (D) 1. Voltando em (I): 226. i3 e i4 nos trechos indicados na figura. (Uel 2012) As baterias de íon-lítio equipam atualmente vários aparelhos eletrônicos portáteis como laptops.76 . R = 10 Ω e dois geradores ideais cujas respectivas forças eletromotrizes são ε1 = 30V e ε2 = 10V Pode-se afirmar que as correntes i1. máquinas fotográficas.6  105 m/s (E) 57 3. 10 -16 (B) 1. é preciso que a corrente seja a maior possível. Mas qualquer quantidade de carga é um número (n) inteiro de vezes a carga elementar (e). 3 Substituindo em (IV): i2  1  i3   2  1  i3 3  i3  5 .6  1019 I  3 i2  2  i2  2 A.6  103 Q  ne  n    19 e 1.6  10 1. III. (C) 4. Então: Q 3.5x62 225. 5/3 e 4. 10 i4  10  30  0  10 i4  40  i4  4 A. 3 FÍSICA III 227. conforme mostrado na figura.600 C. assinale a alternativa que representa corretamente o número de elétrons que fluirão entre os eletrodos até que uma bateria com essa capacidade de carga descarregue totalmente.62 . 2/3.600 s   3. 3 Malha CABC: n  2. entre outros.600 A  s Aplicando as leis Kirchoff: Nó D: i1  i2  i3 Malha CDBC: 10 i1  10 i2  30  0  i1  i2  3 (I) em (II): i2  i3   i2  3  2 i2  i3  3 II.610 C. Malha ABCDA: 10 i2  10 i3  10  0  i2  i3  1  1 A  h  3.5x10   Ri2  Δt    500s  8.60 C. (A) 2. 2/3 e 2. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Redesenhando o circuito. 2/3.6  1027 kg e sua carga igual a 1.8A Para que o aquecimento se faça no menor tempo possível. 5/3 e 4. 7/3 e 5/3.60 .3min Δt Δt Ri2 2.25 . Considerando a massa do próton igual a 1. (A) 2. 10 22 (E) 2. 10 21 (D) 3. e = 1. Entre os pontos 1 e 2 há uma diferença de potencial V igual a 32 V. Sendo assim i = 6.

RESPOSTA: C
RESOLUÇÃO:
Usando o conceito de ddp e o teorema do trabalho-energia
cinética, temos:
1
2
W12 EC2  EC! 2 mv
1
1


 qV12  mv 2  qV12  mv 2
q
q
q
2
2

 τ1,2,3,4,1  τ1,2

19

II. Correta.

V1  V2  V12 
v

2  1,6  10

 τ1,2  Q  V  V   0  τ1,2  0
1
2
 Fel
F
 1,2,3,4,1
 Q  V1  V1   0  τ1,2,3,4,1  0
τ
F
 Fel

 32

1,6  1027

 8,0  104 m / s

F

F

 τ1,2  0
 F
 2,3
2,3
2,3
 τ   τ  Q  V2  V3   τ  Q  V3  V2 
F
Fel
F

228. (Ita 2012) A figura mostra uma região espacial de campo elétrico
uniforme de modulo E = 20 N/C.
Uma carga Q = 4 C é deslocada com velocidade constante ao longo
do perímetro do quadrado de lado L = 1 m, sob ação de uma força

Como:

Q  0



V3  V2

F igual e contrária à força coulombiana que atua na carga Q.
Considere, então, as seguintes afirmações:

τ2,3  0  τ2,3  τ1,2
F

F

F

III. Correta.

 τ4,1   τ4,1  Q  V  V   τ 4,1  Q  V  V 
4
1
1
4
 F
Fel
F
 2,3
2,3
2,3
 τ   τ  Q  V2  V3   τ  Q  V3  V2 
Fel
F
 F
Mas:
I.

 V1  V2

 V4  V3

O trabalho da força F para deslocar a carga Q do ponto 1
para 2 é o mesmo do despendido no seu deslocamento ao
longo do caminho fechado 1-2-3-4-1.

II.

F

 

e sentidos opostos F = -Fel .
• O trabalho da resultante é nulo em qualquer dos deslocamentos
F

= - τF

el

F

(A) C = C0
(B) C > 4C0
(C) 0 < C < C0
(D) C0 < C < 2C0
(E) 2C0 < C < 4C0
RESPOSTA: E
RESOLUÇÃO:
Sem as duas placas, a distância entre as armaduras do capacitor é
d = 3 h, e a capacitância é C0.
Com a introdução das placas metálicas (condutoras), o campo
elétrico no interior de cada uma delas é nulo. A distância (d)
equivalente entre as armaduras passa a ser d = 3 h – 2 h = h, e a
capacitância passa a ser C.
A figura ilustra a situação com as placas metálicas entre as
armaduras do capacitor.

elétrica Fel e a força mencionada F têm mesma intensidade

τ

F

229. (Ita 2012) Um capacitor de placas paralelas de área A e distância
3h possui duas placas metálicas idênticas, de espessura h e área A
cada uma. Compare a capacitância C deste capacitor com a
capacitância C0 que ele teria sem as duas placas metálicas.

III. É nula a soma do trabalho da força F para deslocar a carga
Q de 2 para 3 com seu trabalho para deslocá-la de 4 para 1.
Então, pode-se afirmar que
(A) todas são corretas.
(B) todas são incorretas.
(C) apenas a II é correta.
(D) apenas a I é incorreta.
(E) apenas a II e III são corretas
RESPOSTA: A
RESOLUÇÃO:
Dados: E = 20 N/C; Q = 4 C.
Considerações:
– Como se trata de movimentos com velocidade é constante:
• A resultante das forças é nula em qualquer ponto. Assim a força

F

τ 4,1  τ2,3  0

O trabalho de F para deslocar a carga Q de 2 para 3 é maior
que o para deslocá-la de 1 para 2.

 

V1  V4    V3  V2   τ 4,1   τ2,3

.

– Quanto aos potenciais elétricos:
 Os pontos 1 e 2 estão na mesma superfície equipotencial: V1 =
V2.
 Os pontos 3 e 4 estão na mesma superfície equipotencial: V3 =
V4.
 No sentido do campo elétrico o potencial elétrico é decrescente.
Então: V3 = V4 > V1 = V2.
Analisando cada uma das afirmações.
Correta.Os pontos 1 e 2 estão na mesma superfície equipotencial:

Aplicando a expressão da capacitância para capacitor plano às
58

duas situações:

ε0 A
(I)
C0 
ε0 A
3 h

C
 
d
ε0 A

 C  h (II)

2 C0  C  4 C0 .

 

ε0 A 3 h
C


C0
h
ε0 A

(A) O campo elétrico entre a superfície interna e a externa da
esfera metálica é uniforme e constante.
(B) As cargas positivas migram para a Terra quando um fio
condutor conecta a esfera metálica à Terra.
(C) O potencial elétrico de um ponto da superfície externa da
esfera metálica é maior do que o potencial elétrico no centro
desta esfera.
(D) As cargas se acumulam na esfera, enquanto a intensidade do
campo elétrico gerado por essas cargas é menor do que a
rigidez dielétrica do ar.
(E) As duas pontas de uma lâmina de alumínio dobrado ao meio
e fixa na parte interna da esfera metálica exercem entre si
força de repulsão eletrostática.
RESPOSTA: D
RESOLUÇÃO:
As cargas vão acumulando-se na parte externa da esfera
provocando um campo elétrico cada vez maior. A d.d.p. entre a
esfera e a Terra tende a aumentar até romper a rigidez dielétrica
do ar, havendo, portanto, uma descarga elétrica entre a esfera e a
Terra. O que acontece com os relâmpagos é semelhante.

 C  3 C0 

230. (Ifsp 2011) Na figura a seguir, são representadas as linhas de força
em uma região de um campo elétrico. A partir dos pontos A, B, C,
e D situados nesse campo, são feitas as seguintes afirmações:

I.

A intensidade do vetor campo elétrico no ponto B é maior
que no ponto C.
II. O potencial elétrico no ponto D é menor que no ponto C.
III. Uma partícula carregada negativamente, abandonada no
ponto B, se movimenta espontaneamente para regiões de
menor potencial elétrico.
IV. A energia potencial elétrica de uma partícula positiva
diminui quando se movimenta de B para A.
É correto o que se afirma apenas em
(A) I.
(B) I e IV.
(C) II e III.
(D) II e IV.
(E) I, II e III.
RESPOSTA: B
RESOLUÇÃO:
Analisando cada uma das afirmações:
I. Correta. Quanto mais concentradas as linhas de força, mais
intenso é o campo elétrico.
II. Falsa. No sentido das linhas de força o potencial elétrico é
decrescente, portanto VD > VC.
III. Falsa. Partículas com carga negativa sofrem força em sentido
oposto ao do vetor campo elétrico, movimentando-se
espontaneamente para regiões de maior potencial elétrico.
IV. Correta. Partículas positivamente carregadas movimentam-se
espontaneamente no mesmo sentido dos menores potenciais,
ganhando energia cinética, consequentemente, diminuindo
sua energia potencial.

232. (Upe 2011) Considere três cargas elétricas puntiformes, positivas
e iguais a Q, colocadas no vácuo, fixas nos vértices A, B e C de um
triângulo equilátero de lado d, de acordo com a figura a seguir:

A energia potencial elétrica do par de cargas, disponibilizadas nos
vértices A e B, é igual a 0,8 J. Nessas condições, é correto afirmar
que a energia potencial elétrica do sistema constituído das três
cargas, em joules, vale
(A) 0,8
(B) 1,2
(C) 1,6
(D) 2,0
(E) 2,4
RESPOSTA: E
RESOLUÇÃO:
Observe a figura abaixo.

231. (Uesc 2011) A figura representa o esquema de funcionamento de
um gerador eletrostático.

Cada par de cargas armazena uma energia potencial de 0,8J.

Utotal  3Upar  3x0,8  2,4J
233. (Ufrgs 2011)
Considere uma casca condutora esférica
eletricamente carregada e em equilíbrio eletrostático. A
respeito dessa casca, são feitas as seguintes afirmações.
I. A superfície externa desse condutor define uma superfície
equipotencial.

Com base na figura e nos conhecimentos sobre as propriedades
físicas oriundas de cargas elétricas em repouso, é correto afirmar:
59

-6

II. O campo elétrico em qualquer ponto da superfície externa do
condutor é perpendicular à superfície.
III. O campo elétrico em qualquer ponto do espaço interior à
casca é nulo.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e III.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III
RESPOSTA: E
RESOLUÇÃO:
I. Correto: o potencial de qualquer ponto da casca pode ser
calculado como se ela estivesse no centro. Sendo assim,
todos os pontos têm o mesmo potencial

V

(A) 625 x 10 J.
-6
(B) 225 x 10 J.
-6
(C) 25 x 10 J.
-6
(D) 50 x 10 J.
-6
(E) 75 x 10 J.
RESPOSTA: A
RESOLUÇÃO:
A ddp no capacitor é V  1  2  25V
A energia armazenada é dada pela expressão
1
1
U  CV 2   2  106  252  625  106 J
2
2
236. (Ita 2011) Uma diferença de potencial eletrostático V e
estabelecida entre os pontos M e Q da rede cúbica de capacitores
idênticos mostrada na figura.

kQ
.
R

II.

Correto: o campo é tangente à linha de força que, por sua
vez, é perpendicular à equipotencial (superfície).
III. Correto: no interior da casca temos um somatório de
pequenos campos que se anulam.
234. (UFV-MG) Durante uma tempestade, um raio atinge um ônibus
que trafega por uma rodovia. Pode-se afirmar que os passageiros:

A diferença de potencial entre os pontos N e P é
(A) V/2.
(B) V/3.
(C) V/4.
(D) V/5.
(E) V/6.
RESPOSTA: D
RESOLUÇÃO:
As figuras mostram uma sequência de simplificações do circuito
dado.

(A) não sofrerão dano físico em decorrência desse fato, pois os
pneus de borracha asseguram o isolamento elétrico do
ônibus.
(B) serão atingidos pela descarga elétrica, em virtude da
carroceria metálica ser boa condutora de eletricidade.
(C) serão parcialmente atingidos, pois a carga será
homogeneamente distribuída na superfície interna do
ônibus.
(D) não sofrerão dano físico em decorrência desse fato, pois a
carroceria metálica do ônibus atua como blindagem.
(E) não serão atingidos, pois os ônibus interurbanos são
obrigados a portar um para-raios em sua carroceria.
RESPOSTA: D
RESOLUÇÃO:
A carroceria metálica do ônibus impede que as cargas na
superfície externa interfiram nos objetos interiores (blidagem
eletrostática).

Sendo C a capacitância de cada capacitor, vamos calcular a
capacitância equivalente da associação.
Da Fig. 3:

235. (Ufpr 2011) Capacitores são dispositivos que podem armazenar
energia quando há um campo elétrico em seu interior, o qual é
produzido por cargas elétricas depositadas em suas placas. O
circuito ao lado é formado por um capacitor C de capacitância
2F e por duas fontes de fem, consideradas ideais, com  1 = 10 V

1
1
1
1



Ceq 3C 6C 3C

1
2  1 2
5


Ceq
6C
6C

Na Fig.3:
Q = CNP VNP (I).
Na Fig 4:
Q = CMQ V (II)
Igualando (I) e (II) e substituindo valores, vem:

e  2 = 15 V.

CNP VNP = CMQ V  6 C VNP 

VNP 
Assinale a alternativa correta para a energia elétrica armazenada
no capacitor C.
60

V
.
5

6
CV 
5

Ceq 

6
C
5

Foi demonstrado recentemente que essa descarga pode ser utilizada como uma fonte econômica de raiosX. (Unicamp 2011-MODIFICADA) No ar. a chave foi fechada. pode-se afirmar que a soma das energias armazenadas nos capacitores é igual a (A) 0. ocorre uma transferência de cargas negativas da fita para o rolo. então. (D) 4E/9. 3 TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES: Quando um rolo de fita adesiva é desenrolado. podemos escrever: QY = 2 QX (V). 1. (B) E /9. 3 (VI) em (V): QY = 2 Q . Da definição de capacitância: Q C U Q  U (IV) . V = 9 kV = 9  10 V. o capacitor de capacitância CX encontra-se carregado e armazena uma energia potencial elétrica E. E 3  106 . (E) E. Nessa situação.  QX  QY  Q (III). C Substituindo (IV) em (II) e notando que CY = 2 CX. (B) 27 mm. vem: Q X QY  C X CY QX QY  CX 2 CX   238. A energia armazenada (E) é: E Q2 (I). E’ = Q2 . A carga total divide-se entre os capacitores até que os potenciais se igualem. (Ita 2011) No circuito ideal da figura. o capacitor Y está descarregado e o capacitor X está carregado com carga Q. inicialmente aberto. (E) 47 nm. Então: UX  UY (II). a ruptura dielétrica ocorre 6 para campos elétricos a partir de E = 3. Substituindo (V) em (III): QX + 2 QX = Q  Q X  Q (VI). Suponha que ocorra uma descarga elétrica entre a fita e o rolo para uma diferença de potencial V = 9 kV. conforme ilustrado na figura a seguir. 1ª solução: Na Fig. 6 CX Dividindo (II) por (I): Q2 2 CX 1 E'    E 6 CX 3 Q2 E'   E . 2 CX E Quando a chave é aberta.0 x 10 V/m . RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 6 3 Dados: E = 3  10 V/m. (VII) 6 CX Fazendo a razão entre (VII) e (I): 2 CX E' Q2   E 6 CX Q2  E E' 1  E’ = . RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A energia armazenada na associação é: E’ = Q2 Q2  2 Ceq 2  3CX   E'  Q2 (II). pode-se afirmar que a distância máxima entre a fita e o rolo vale (A) 3 mm. (C) E/3. A capacitância equivalente é: Ceq = CX + CY = CX + 2 CX = Ceq = 3 CX. 2. Os dois capacitores ficam.237. O capacitor de capacitância CY = 2CX está inicialmente descarregado. Após fechar o circuito e este alcançar um novo equilíbrio. em paralelo. Como esse campo elétrico pode ser considerado uniforme. 2 CX Na Fig. Quando o campo elétrico criado pela distribuição de cargas é maior que o campo elétrico de ruptura do meio. (D) 37 nm. a carga Q distribui-se pelos dois capacitores até que os potenciais se igualem.  3 E 3 2ª Solução: Q2 (I). ocorre uma descarga elétrica. 3 A nova energia potencial armazenada no equilíbrio é: E’ = EX + EY Q 3    2Q 3  2 E'  E'  Q2X 2 CX  Q2Y 2 CY  E'  4 Q2 6 Q2 Q2   18 C X 36 C X 36 C X 2 CX  2 2  2 CX    Ed = V  d  61 V 9  103 –3  = 3  10 m  d = 3 mm. (C) 2 mm.

a força entre qa e qb seria alterada. 7) Medida da circunferência da Terra. realizada por Newton. (Ueg 2011-MODIFICADA) Embora as experiências realizadas por Millikan tenham sido muito trabalhosas. (Ita 2010) TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Os Dez Mais Belos Experimentos da Física A edição de setembro de 2002 da revista Physics World apresentou o resultado de uma enquete realizada entre seus leitores sobre o mais belo experimento da Física.510 m. uma carga também puntual q b. realizada por Galileu. a força entre as cargas qa e qb também é nula. qc. 3  V = 2. conforme ilustrado na figura abaixo. Nesse caso.6  10 19  4  104  g 10  m  3.0x1012 (A) 1.5 cm = 1. d = 2 mm = 2  10 . E correto afirmar que 2 2 (A) a força entre as cargas qa e qb é k0qaqb/(x + y – 2xy cos θ). 6) Experimento com a balança de torsão. ficando em equilíbrio entre as placas separadas por d = 1.10 . realizada por Young. as ideias básicas nas quais elas se apoiam são relativamente simples. (D) se nas proximidades do condutor houvesse uma terceira carga. qc. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: –4 2 –3 –12 Dados: A = 5. No centro de uma cavidade há uma carga puntual qa e no centro da outra.0×10 V.0×10 V.10 .10 . (Upe 2010) Um condutor esférico em equilíbrio eletrostático. realizado com elétrons. 242. 241.0×10 V. Felét  P  qE  mg  neE  mg  A  (I) Q d C  ε0  A  (I) em II  Q   ε0  V  V  . realizado por Galileu. respectivamente. Uma esfera condutora de raio R possui no seu interior duas cavidades esféricas. o vetor campo elétrico no interior de cada uma das cavidades é nulo. −20 (E) 2. produzido por duas placas planas ligadas a uma fonte de voltagem. O campo elétrico entre as placas é uniforme: −9 diferenηa de potencial entre a fita e o rolo para Q = 4. 240. d    d ε0 A Q  C V (II) Substituindo valores: 4. 5) Experimento da interfere-ncia da luz.2×10 V.5  10 C. Millikan conseguiu determinar o valor da carga do elétron equilibrando o peso de gotículas de óleo eletrizadas. Simplificadamente. 10) Experiência do pêndulo de Foucault. tem raio igual a R e está eletrizado com carga Q.2.50 cm e submetendo-se a uma diferença de potencia VAB = 600 V. (B) a força entre as cargas qa e qb é nula. −20 (D) 1. e = 1. 62 .0  10 V.239. 4) Decomposição da luz solar com um prisma. Combinando as expressões dadas: V  E m neE 5  1.6. a quantidade de cargas acumuladas ι igual a Q = CV . realizada por Cavendish.0×10 V. pois não há dados suficientes. n = 5.6. (E) se nas proximidades do condutor houvesse uma terceira carga.cada qual distando do centro da esfera condutora de x e y. colocadas em um campo elétrico vertical e uniforme. V m 9  1012  5  10 4  A força elétrica equilibra o peso da gota. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: –2 –19 Dados: d = 1. a massa de cada gota vale. 3 (C) 2.2  10 15 kg. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: Devido à blindagem eletrostática. 2) Experimento da queda dos corpos. 3) Experimento da gota de óleo. em kg: -15 C . 0  9  10 Ed  VAB C . 8) Experimento sobre o movimento de corpos num plano inclinado.10 . Na tabela abaixo são listados os dez experimentos mais votados. 1) Experimento da dupla fenda de Young.0Χ10 m mantido a uma distβncia constante d = 2. em suas experiências. -15 (B) 3.610 C. (Unicamp 2011-MODIFICADA) Para um pedaηo da fita de αrea A = −4 2 5. 9) Experimento de Rutherford.8. VAB = 600 V. de raio a e b.5Χ10 C ι de 2 (A) 1. sendo V a diferenηa de potencial entre a fita desenrolada e o rolo e C  ε0 A d Supondo que cada gotícula contenha cinco elétrons em excesso. conforme mostra a figura. a Vm em que ε0  9. R. representado pela figura a seguir.5  102 E  4  104 V / m. –9 Q = 4. (C) não é possível determinar a força entre as cargas.0 mm do rolo.0  10 m .4.5  109  2  103 VAB 600  d 1. Logo. respectivamente. -15 (D) 9. esta não sentiria força alguma. -15 (C) 6. -15 (E) 12. realizada por Erastóstenes. −4 (B) 5.10 .

A unidade elétron-volt. GENEBRA – O Grande Colisor de Hadrons (LHC) bateu um novo recorde nesta terça-feira. EPot3  EPot3 k q3 q1 kq3 q2 kq3    q1  q2   r r r 9  109  10 6 3  10 6  4  10 6  7  10 6 3  10 3     245. kQ  EB V kQ R 1  2R2      EB  B II. q3 –6 = 1. um próton (carga +e) encontra-se inicialmente fixo na posição A em uma região onde existe um campo elétrico uniforme.00 C = 3. encontram-se num local onde 9 2 2 k = 9 . criando uma explosão que os cientistas estão chamando de um ‘Big Bang em miniatura’”.00 C = 1. È igual ao da superfície IV. esta adquire uma energia potencial elétrica. O acelerador de partículas conseguiu produzir a colisão de dois feixes de prótons a 7 tera-elétron-volts. cujos catetos medem 3. (C) II e IV estão corretas.6  10 C) numa ddp de 1 volt. tem-se EC = VC/2R (D) energia (E) carga elétrica RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: O elétron-volt é uma unidade de energia. (Pucsp 2010) “Acelerador de partículas cria explosão inédita e consegue simular o Big Bang A energia potencial elétrica adquirida pela carga q3 é devida à presença de q1 e q2. refere-se à unidade de medida da grandeza física: (A) corrente (B) tensão (C) potencia 63  .00 μC e q2 = 4. 244.m /C. EPot3  EPot31  EPot32  9  109  10 6 3  10 3  21 J. q3 = 1. As superfícies equipotenciais associadas a esse campo estão representadas pelas linhas tracejadas.0 J (E) 50. WFel  q U  WFel  (1.00 μC. a expressão do trabalho da força elétrica é: É CORRETO afirmar que apenas as(a) afirmações(ão) (A) I e III estão corretas.0 J (D) 25.0 J (B) 12. Equivale ao trabalho da força elétrica para acelerar uma partícula com carga igual à carga –19 elementar (q = e = 1. A figura abaixo ilustra a situação descrita. O potencial é igual ao da superfície. Na eletrostática. citada na materia de O Globo. na ordem em que aparecem.00 μC. Falso. r = 3 mm = 3  10 m. o potencial elétrico é dado por KQ/R IV. o campo elétrico e o potencial elétrico são nulos. q1 = 3. (Ufrgs 2010) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto a seguir. kQ  EC V kQ 2R 1  4R2      EC  C  kQ  VC 4R2 kQ 2R 2R VC  2R   EC  243. no vértice do ângulo reto. Suas respectivas posições são os vértices dos ângulos agudos de um triângulo retângulo isósceles.00 mm cada um.m /C . RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: I. Ao colocar-se outra carga puntiforme.Analise as afirmações que se seguem: I.6  10–19 J. Verdadeiro. (B) IV está correta. Na superfície da esfera EB = VB/R III. 9 2 –3 k = 9  10 N. Na figura que segue.6  10–19)(1)  1 eV = 1.00  10 C.0 J (C) 21. devido à presença de q1 e q2. No ponto C distante do ponto A de 2R. Falso  kQ  VB 2R2 kQ 2R 2R VB  R   EB  III. (D) III e IV estão corretas.0 J RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: –6 –6 Dados: q1 = 3. No ponto C.00  10 C. O campo é nulo. No ponto A. Verdadeiro. igual a (A) 9.00  10 C. 10 N. (Mackenzie 2010) Duas cargas elétricas puntiformes.00 C = 4. II. q2 = 4. (E) II e III estão corretas.

. b = –2 2 cm = 2 × 10 m. ou seja.... e aponta para . O módulo do vetor campo elétrico (E) é dado por: E dAB = UAB (A) 160 m/s (B) 250 m/s (C) 360 m/s (D) 640 m/s (E) 810 m/s RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: 9 2 2 −31 −19 Dados: k = 9 × 10 N... 246.m /C . é abandonada do repouso no 64 . Aplicando o Teorema da Energia Cinética a essa situação: Fel = ECin  (VA – VB) q = Na situação representada na figura. q = −1... eletrizada com carga elétrica positiva de 40 μC. e o mínimo trabalho a ser realizado por um agente externo para levar o próton até a posição B é de.. 103 247... o campo elétrico tem módulo. o somatório dos trabalhos é igual à variação da energia cinética.. qual a velocidade do elétron quando ele se encontra a 2 3 cm deste ponto (ver figura)? Considere: 9 2 2 constante eletrostática no vácuo = 9 × 10 Nm /C .. mv 2 v 2 2(VA  VB )q  m 2(300  100)4  105  16  4 m/s.. Sabendo-se que o potencial elétrico do ponto B é de 100 V. com um anteparo rígido. apenas a força elétrica e essa tal força externa realizam trabalho.... Sabendo que o elétron lançado atinge velocidade nula exatamente no ponto médio entre os elétrons fixos.3 No sentido do vetor campo elétrico... q = 40 C = 410 C. U 300  E = AB =  E = 1. carga do elétron = −1. dAB 0. (A) 1000 V/m direita -300 eV (B) 100 V/m direita -300 eV (C) 1000 V/m direita +300 eV (D) 100 V/m esquerda -300 eV (E) 1000 V/m esquerda +300 eV RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: Dados: distância entre as superfícies: dAB = 0... como indica a figura. a variação da energia cinética é nula...6 × 10 C... Pelo teorema da energia cinética.000 V/m.. vB = 0... Carga do próton: q = e. para a direita... A figura mostra as linhas de força. (Mackenzie 2010) Uma partícula de massa 1 g. como mostra a figura. Essa partícula adquire movimento e se choca em B. (Ufal 2010) Um canhão de elétrons lança um elétron em direção a outros dois elétrons fixos no vácuo. Considere que o elétron lançado se encontra apenas sob a ação das forças elétricas dos elétrons fixos.. e o sentido do vetor campo elétrico.. sempre perpendiculares às superfícies equipotenciais. m = 9 × 10 kg. o potencial elétrico é decrescente.. a velocidade dessa partícula ao se chocar com o obstáculo é de (A) 4 m/s (B) 5 m/s (C) 6 m/s (D) 7 m/s (E) 8 m/s RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: -3 -5 Dados: m = 1 g = 10 kg.ponto A de um campo elétrico uniforme. massa do −31 −19 elétron = 9 × 10 kg.3)  WFAB = – 300 eV.... ..3 m.. o mesmo das linhas de força. diferença de potencial entre as superfícies: UAB = (500 – 200) = 300 V.6 × 10 C. O trabalho mínimo de um agente externo para levar o próton de A até B ocorre quando ele chega em B com velocidade nula. AB AB WFel  WFext  ECAB  |q| E d + WFAB = 0  WFAB = – e (1..... VA = 300 V e VB = 100 V. Portanto.000) (0. no qual o potencial elétrico é 300 V. Desprezando ações gravitacionais...

65 C C  n 3 . (B) R/3. (A) receptores — televisor.600  v = 160 m/s.e a capacitância equivalente é igual a 3C.uol.  mv 2A  q  VA  VB   2 2 q  VA  VB  m  2 1. como por exemplo. Uma camada resistente a riscos é colocada por cima de todo o conjunto. as cargas distribuem-se na superfície externa do condutor. Acesso em: 18 set. considere os três capacitores com capacitâncias iguais.6  1019 ) 2  7. (E) madeira e o telefone não funcionava porque a espessura desta caixa era maior que a espessura da caixa de metal. no circuito B. o computador calcula exatamente onde ocorreu o toque. o teorema da energia cinética entre os pontos A e B. (C) geradores — telefone celular. uma delas recebeu ligações telefônicas. cujo telefone celular não recebeu as ligações é de (A) madeira e o telefone não funcionava porque a madeira não é um bom condutor de eletricidade.6  1019  7. Req   R  3R Os capacitores estão em série. 2010 (adaptado). RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: Os resistores estão em série. (C) metal e o telefone não funcionava porque o metal refletia todo tipo de radiação que nele incidia. (D) fusíveis — caixa de força residencial. para facilitar a identificação. assim. anulando o campo elétrico no seu interior.com.No segundo sistema. (B) resistores — chuveiro elétrico. recoberto por duas camadas afastadas por espaçadores. (D) R/3. –2 2 Calculemos o potencial elétrico (V) nos pontos A e B devido às cargas presentes em C e D. (Enem 2010) Duas irmãs que dividem o mesmo quarto de estudos combinaram de comprar duas caixas com tampas para guardarem seus pertences dentro de suas caixas.2   14.hsw. e a capacitância equivalente é igual a C/3. através do filamento de uma lâmpada de máquina fotográfica. VB = 2 =2 b 2  102 VA = 2 Ignorando a ação de outras forças.O primeiro sistema consiste de um painel de vidro normal. uma caixa de madeira de área e espessura lateral diferentes.br.6  1019 ) kq  14. evitando. Para explicar essa situação. parte da carga elétrica é transferida para o usuário. (B) metal e o telefone não funcionava devido à blindagem eletrostática que o metal proporcionava.2  108 V. é bom conhecer as diferenças entre os principais tipos de telas sensíveis ao toque existentes no mercado. A mudança no campo elétrico é percebida. existem inúmeras opções de celulares com telas sensíveis ao toque (touchscreen). (E) R. Quando um usuário toca a tela. 248. Aplicando. Uma delas comprou uma metálica.B  Ecin   vA = q(VA – VB) = mvB2 mv 2A  2 2 Disponível em: http://eletronicos. kq 9  109  ( 1. a bagunça sobre a mesa de estudos. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Dispositivos que armazenam carga elétrica são chamados capacitores ou condensadores. e a outra. a 4  102 9  109  ( 1. e a capacitância equivalente é igual a C.4  108 V. Ao longo desse dia. Existem dois sistemas básicos usados para reconhecer o toque de uma pessoa: . um físico deveria afirmar que o material da caixa. Considerando as diferenças relativas de carga em cada canto. Ceq  249. de modo que a carga na camada que a armazena diminui. É CORRETO afirmar que a resistência equivalente é igual a (A) 3R . RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: No interior de um condutor (caixa metálica) em equilíbrio eletrostático. ao se acomodarem na mesa de estudos. respectivamente. emitindo um flash. Um dia as meninas foram estudar para a prova de Física e.4  108 9  1031 = 25. (C) 3R. uma camada que armazena carga elétrica é colocada no painel de vidro do monitor. (E) capacitores — flash de máquina fotográfica. (D) metal e o telefone não funcionava porque a área lateral da caixa de metal era maior. vem: WFA. Uma corrente elétrica passa através das duas camadas enquanto a tela está operacional. O elemento de armazenamento de carga análogo ao exposto no segundo sistema e a aplicação cotidiana correspondente são. 250. a força elétrica é a força resultante. . (Enem 2ª aplicação 2010) Atualmente. Esse fenômeno é conhecido como blindagem eletrostática. e a capacitância equivalente é igual a C/3.  2  16  a = 4 cm = 4  10 m. enquanto os amigos da outra tentavam ligar e recebiam a mensagem de que o celular estava fora da área de cobertura ou desligado. A carga armazenada é descarregada num momento oportuno. guardaram seus celulares ligados dentro de suas caixas. então. Quando um usuário toca o monitor com seu dedo.Aplicando Pitágoras no triângulo ABC: 2 2 2 2  a =b +c  a = 2 3  2 as duas camadas fazem contato exatamente naquele ponto. (Upe 2010) No circuito A. Esta redução é medida nos circuitos localizados em cada canto do monitor. e as coordenadas do ponto de contato são calculadas pelo computador. e a capacitância equivalente é igual a 3C. Para decidir qual escolher. considere os três resistores com resistências iguais e.

a temperatura do líquido subirá para 26°C.08J. conseguiremos encontrar a E (f.3  109  1.08  16  106.9 (E) 1. graduadas em metros. (a. Para o cálculo da distância (L) da carga Q3 ao ponto (0. Equação da energia potencial elétrica armazenada no capacitor: Ep  C. gerado pela carga Q3 no ponto (0. (Ime 2010) Com a E do gerador e a resistência equivalente do circuito.6 (C) 0. Nesse líquido está mergulhado um resistor R1 de 8  .2J  Q  952.b.3  10 N.4  200. Resistência equivalente do circuito: R2 em paralelo com R3  Req  2Ω.4 (B) 15.20 kg de um líquido isolante elétrico que está inicialmente a 20°C.b.º C1  . todas com –4 carga igual a 1.   ΔT  26 . a potência do resistor R1. conseguiremos determinar a corrente total do circuito e. que é o ponto (0. Nesse meio. que será determinada na sequência abaixo: Analisando o capacitor C.8 (E) 62. em kV. Substituindo os valores na definição de potência: Na figura.8 (D) 0.g1.c. vejamos a figura.102  P  800W Com a potência do resistor R1.ΔT. conseguiremos determinar a energia (Q) transferida para o líquido em funcionamento. 66 .6  c  0. nos pontos (0. Onde: apenas três cargas positivas puntiformes Q1.4 RESPOSTA: A RESOLUÇÃO: –4 9 2 2 Dado: Q3 = 1.c). A chave K está inicialmente na vertical e o capacitor P C.c) e (a.20kg  200g C2 . Ao colocar a chave no Ponto A verifica-se que a energia do capacitor é de 0.8 (D) 46.251. m  0. encontra-se em um meio cuja calor gerado nos resistores R2 e R3 não atinja o frasco. Admita que todo o calor gerado pelo resistor R1 seja absorvido pelo líquido e que o Δt  5s de Q Q  800   Q  4000J Δt 5 Dado no enunciado: 1cal  4. o frasco de vidro não condutor térmico e elétrico contém 0. é correto afirmar que o calor específico do líquido. Adotando-se o referencial no infinito. Substituindo os valores na definição de resistência elétrica: R E 100  10   i  10A i i 2 Potência dissipada pelo resistor R1. o potencial elétrico. Os números a.m.ΔT  952.44  10 C. Nessas condições. Q2 e Q3.3).g1. Substituindo os valores na equação: 0. respectivamente. c  ? cal. k = 1.2 J (A) 0. comutando a chave para o Ponto B e ali permanecendo durante 5 s. está descarregado.4 cal Voltando ao início da resolução: Q  m.c) é (A) 14.08 J.e.44  104 3 V = 14.0. Essas cargas estão fixas.0.0 RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: A questão está pedindo o calor específico do líquido.4  10 V  L 13 V = 14.0. C  16μF  16  1016 F Aplicando Pitágoras: 2 2 2 2 2 L = 4 + 3 + 12  L = 169  L = 13 m. (Cesgranrio 2010) Um sistema tridimensional de coordenadas ortogonais. de 16F . por efeito Joule: P  R1. é constante eletrostática é 1.4 (B) 0.4 kV.79cal.c. R1 em série com o conjunto R2 e R3  Req  8  2  10Ω.i Substituindo os valores na equação: P  8. b e c (c < a < b) são as raízes da 3 2 equação x – 19x + 96x – 144 = 0.m . consequentemente.44  10 C.) do gerador. E2  E  100V 2 Calculando o potencial elétrico: V= k Q3 1. que podemos determinar através da equação do calor sensível: Q  m. em N  m2 cal  g1º C1 .0).C .6 (C) 25. Em seguida.C1 252. E2 2 Onde: Ep  0.3  109 Dado: 1 cal = 4.c.0.c). há Faltando a quantidade de calor Q dissipada pelo resistor R1.20  6°C.

próximo de Franklin. (E) as cargas se distribuem uniformemente sobre sua superfície externa. Franklin soltou uma pipa em cuja ponta de metal estava amarrada a extremidade de um longo fio de seda. então. por um agente externo que realiza trabalho mínimo.33 V para a primeira e 16.5 · 10 C. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: 256. Sabendo que o meio no qual a experiência é realizada é homogêneo e isotrópico. o seguinte fenômeno: quando a 67 . o potencial elétrico de um ponto a 2. em 9 2 2 função da distância ao seu centro. Ocorreu.00cm e está ao potencial 15. (D) IV. (UNIFESP-SP) Na figura.pipa captou a eletricidade atmosférica.0 · 10 N/C. A trajetória em que esse trabalho é maior. originando um campo elétrico muito intenso e uma consequente fuga de cargas. bem afastada da primeira. o potencial elétrico no interior do condutor é nulo. tornando nulo o campo elétrico em seu interior. 4 o potencial elétrico do condutor vale 3. RESPOSTA: C RESOLUÇÃO: 257. (E) zero para a primeira e 25. é correto afirmar que: (A) (B) (C) (D) –6 a carga elétrica do condutor é 4. Os gráficos a seguir representam a intensidade do campo elétrico e do potencial elétrico criado por essa esfera. as linhas tracejadas representam superfícies equipotenciais de um campo elétrico. com os nós dos dedos. IV e V representam cinco possíveis trajetórias de uma partícula de carga q.0 V para a segunda. Esse fenômeno ocorre sempre que em um condutor: (A) as cargas se movimentam. Uma segunda esfera.0·10 Nm /C Com base nas informações. Qual dos itens abaixo apresenta todos os valores corretos? 255.3 V. é: (A) I. tem raio 1. (ITA) Uma esfera condutora de raio 0. Durante uma tempestade. realizadas entre dois pontos dessas superfícies. estudioso de fenômenos elétricos.5 V e 12. realizando a experiência descrita seguir. da outra extremidade do fio.3 V e 13. dando origem a um campo elétrico no seu interior.33 V para a segunda.7 V para a segunda. RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: 254. (PUCCamp-SP) Uma esfera metálica oca encontra-se no ar. as linhas cheias I. pendia uma chave de metal. podemos afirmar que os potenciais finais das esferas serão: (A) 12. produziu faíscas elétricas. (B) as cargas se acumulam nas suas regiões pontiagudas. (E) V. relacionou-os aos fenômenos atmosféricos. (ITA) Há quatro maneiras possíveis de se ligar três capacitores iguais. III. Dado: k = 9.0 V. o norte-americano Benjamin Franklin.0 m do centro do 3 condutor vale 9.7 V para a primeira e 8. (C) 16.500cm é elevada a um potencial de 10. (E) a intensidade do campo elétrico em um ponto a 3. (C) III. (B) 8. Elas são ligadas por um fio de capacitância desprezível. (D) as cargas positivas se afastam das negativas. (C) as cargas se distribuem uniformemente sobre sua superfície externa.0 · 10 V. em módulo. eletrizada positivamente e isolada de outras cargas.6 · 10 V. (D) 13. positiva.0 V.5 V. RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: 253. II.0 m do 3 centro do condutor vale 6. o toque de Franklin na chave. dando origem a uma corrente elétrica constante na sua superfície. fazendo com que em pontos exteriores o campo elétrico seja igual ao gerado por uma carga pontual de mesmo valor. (UFF) Em 1752. (B) II.

L 2. sem vazamento de óleo. com o vazamento do óleo. (Ita 2013) A figura mostra duas cascas esféricas condutoras concêntricas no vácuo. (Ita 2013) Certo produto industrial constitui-se de uma embalagem rígida cheia de óleo. e do ar. contudo. que (A) 5% (B) 50% (C) 100% (D) 10% (E) 75% RESPOSTA: B RESOLUÇÃO: (A) V (b) > V (d) e a carga é positiva. sendo transportado numa esteira que passa por um sensor capacitivo de duas placas paralelas e quadradas de lado L. a capacitância C0 é dada por: Kóleo . Quando o produto estiver inteiramente inserido entre as placas. respectivamente. e desprezando o efeito da constante dielétrica da embalagem.5.L  X  50%. Sendo dadas as respectivas constantes dielétricas do óleo.L d d 4. Estabelecido o equilíbrio eletrostático. uma carga pontual negativa é fixada no centro das cascas. teremos: C0  A figura mostra a distribuição de cargas evidenciando que a carga na superfície de raio d é negativa. RESPOSTA: E RESOLUÇÃO: Em uma situação ideal.L2    X  0. (C) V (b) = V (d) e a carga é negativa. 259. podemos afirmar. k = 2.X. tenha havido antes um indesejado vazamento de óleo. de dimensões L x L X d.A 2. e b e d seus respectivos raios externos.5. afastadas entre si de uma distância ligeiramente maior que d.L2  C0  d d Na situação real. conforme a figura. seus raios internos. um representado pelo óleo e outro representado pela água: C  C1  C2  C1  C2  3 C0 4 K  A ar K óleo  A óleo 3 2. kar = 1. descarregadas. A seguir. (E) V (b) < V (d) e a carga é negativa.  4 d d 4 d 1.RESPOSTA: D RESOLUÇÃO: Observamos uma associação em paralelo de dois capacitores.L  258.L2 3 C0  ar   .L 6. tal que a efetiva medida da capacitância seja C = ¾ C0. (B) V (b) < V (d) e a carga é positiva. em que a e c são. a respeito do potencial nas superfícies externas das cascas e do sinal da carga na superfície de raio d. respectivamente. assinale a percentagem do volume de óleo vazado em relação ao seu volume original. o sensor deve acusar um valor de capacitância C0. Considere.(L  X).d X  0. 68 . (D) V (b) > V (d) e a carga é negativa.

o potencial elétrico é constante. Como mostrado: V(b) < V(d). No interior do condutor.O gráfico dá o potencial elétrico a partir dos centros das cascas esféricas. o campo elétrico é nulo. logo. 69 .